PROJETO ATIVIDADES ARTÍSTICAS/CRIATIVAS

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "PROJETO ATIVIDADES ARTÍSTICAS/CRIATIVAS"

Transcrição

1 PROJETO ATIVIDADES ARTÍSTICAS/CRIATIVAS CONSULTORIA PEDAGÓGICA: Prof. Dr. Lutiere Dalla Valle Professor da Universidade Federal de Santa Maria atua na formação de professores de artes visuais e artistas plásticos. Coordena o NECCA Núcleo Educativo Cláudio Carriconde onde desenvolve ações e pesquisas sobre mediação e exposições para crianças e atividades artísticas vinculadas ao desenvolvimento cognitivo pela produção artística contemporânea. Doutor em Artes Visuais e Educação pela Universidade de Barcelona/ Espanha. Possui mestrado com ênfase em Formação de Investigadores em Ciências Sociais também pela Universidade de Barcelona. Mestre em Educação pela Universidade Federal de Santa Maria onde também realizou Especialização, Licenciatura Plena e Bacharelado em artes visuais Desenho e Plástica. Trabalhou durante 9 anos como docente no Colégio Marista Santa Maria, onde foi responsável pela disciplina de Artes Visuais para crianças de 5 a série do ensino fundamental até o ensino médio. Além de projetos artísticos para educação infantil e juvenil da escola. DESCRIÇÃO Atividades artísticas que exploram a livre expressão visual, conhecimentos técnicos das artes visuais tradicionais como desenho e pintura, e também proposições que possibilitam experimentações variadas com diferentes materiais de produção poética/artística. Organizado por faixas etárias (conforme o desenvolvimento cognitivo e interesses dos sujeitos envolvidos), a oficina criativa pretende estimular a produção estética, crítica e criativa a partir de dinâmicas práticas e de cunho colaborativo com o objetivo de incentivar o prazer pelo fazer, observar e refletir sobre a arte e suas mais variadas manifestações culturais. Para sua realização, será disponibilizada vasta gama de materiais que o participante poderá fazer uso durante a realização das atividades propostas. OBJETIVO GERAL Potencializar experimentações estéticas através de diferentes proposições artísticas que instiguem a expressão pessoal e o desenvolvimento do processo criativo. OBJETIVOS ESPECÍFICOS Estimular processos de criação e invenção no campo das artes visuais; Instigar processos investigativos a partir da experimentação material;

2 Provocar a busca por soluções de problemas a partir de proposições específicas; Desenvolver a consciência crítica e reflexiva entorno da subjetividade enquanto potencial criativo. Aprofundar habilidades técnicas de interesse no campo gráfico e pictórico. METODOLOGIA As oficinas serão desenvolvidas por grupos etários tendo em vista características gerais de cada grupo no que tange os interesses e estágios de desenvolvimento: grupo 1 compreende crianças com idades entre 04 e 07 anos; grupo 2 envolve crianças com idades entre 08 e 12 anos; grupo 3 abrange a idade adulta. Em cada sessão, serão propostas atividades relacionadas a partir de temas gerais e objetivos específicos que atentem às questões pertinentes ao fazer artístico, crítico e criativo. Os grupos 01 e 02 darão ênfase às experimentações em artes visuais, à manufatura, à manipulação material e resultados visuais que permeiam a inventividade e expressão pessoal. O grupo 02 terá como objetivo geral desenvolver além da experimentação vivenciada pelo grupo anterior, potencializar aprendizagens da expressão visual por meio de técnicas e proposições da linguagem. Este abordará enfaticamente a aprendizagem de procedimentos técnicos das experimentações gráficas e pictóricas, das representações da figura humana e processos de observação, interpretação e criação em arte a partir de variadas metodologias. O grupo 03 terá como objetivo potencializar a aprendizagem e aprofundamento de procedimentos técnicos específicos entorno do desenho e da pintura em três eixos norteadores: a observação, a interpretação e a criação. No campo da observação serão desenvolvidos exercícios que auxiliam na apreensão da representação, relações entre formas e proporções, linhas e planos; em interpretação serão articuladas metodologias que estimulam a busca por interpretações subjetivas dos objetos e que aguçam a inventividade; em criação serão abordadas atividades que incentivam a percepção do olhar no campo do abstracionismo em termos de ritmo, composição, estrutura e originalidade. Da mesma forma, exercícios que possibilitem o desenvolvimento e aprofundamento de campos de interesse particular em alguma temática específica, caso almeje o participante. PROPOSIÇÕES POR GRUPOS ETÁRIOS GRUPO 01 (04 à 07 anos) TEMA GERAL: Conceitos de Representação, Diferença e Potencial Criativo GRUPO 02 (08 à 12 anos) TEMA GERAL: Conceitos de Expressão Visual, Identidade e Criatividade GRUPO 03 (adulto) TEMA GERAL: TEMA GERAL: Observação, Interpretação e Criação em Artes Visuais PERÍODO DE REALIZAÇÃO 27/07 à 1 o /08/2015 LOCAL Salão de Atos do Colégio Marista Santa Maria EXPOSIÇÃO Hall do Shopping Royal de 24/08 à 30/08

3 DATAS, HORÁRIOS, TURMAS E INVESTIMENTO TURMA 01 4 a 7 anos 27, 28, 29/07 14h às 18h 15 vagas Investimento: R$ 300,00 TURMA 02 4 a 7 anos 30, 31/07 e 1 o /08 14h às 18h 15 vagas Investimento: R$ 300,00 TURMA a 12 anos 28, 29, 30, 31/07 9h às 12h30 15 vagas Investimento: R$ 350,00 TURMA 05 Adulto 27, 28, 29, 30, 31/07 19h às 22h30min 12 vagas Investimento: R$ 520,00 *material e lanche incluso. * Formas de pagamento: À vista com 10% de desconto ou em até 3 vezes, com entrada de R$ 100,00 no momento da confirmação da vaga. * Para família (2 ou mais participantes) desconto de 15%. TURMA 01 4 a 7 anos CONCEITOS DE REPRESENTAÇÃO, DIFERENÇA E POTENCIAL CRIATIVO 27, 28, 29 julho 14h às 18h OBJETIVOS Desenvolver noções de espaço, corpo e composição; Estimular a percepção visual a partir da exploração pictórica; Potencializar a experimentação poética, crítica e criativa a partir do gesto; Incentivar a valorização das diferenças enquanto potencial cognitivo e criativo; Instigar o posicionamento reflexivo e toma de decisões através da narratividade e da representação. PROPOSIÇÕES/ATIVIDADES 27/07 Identidade e Representação Inicialmente será personalizada uma caixa como repositório dos projetos e trabalhos a serem desenvolvidos no decorrer do processo. A mesma servirá como portfólio das aprendizagens desenvolvidas. Em seguida, experimentação com manchas abstratas e elaboração gráfica para a construção de um Diário Visual. Procedimentos técnicos desenvolvidos: personalização da caixa colagem e pintura, experimentação visual com tintas e papéis, desenho com diferentes materiais gráficos, elaboração de um Diário Visual, criação de narrativa visual, personagens, colagem. 28/07 Subjetividade e Representação Será proposto a elaboração de um autorretrato com base em experiências cotidianas, preferencias por cores, formas e demais referencias imagéticas. Procedimentos técnicos desenvolvidos: monotipia com tema animais e criaturas imaginárias, isogravura com temática brinquedos e faz de conta, pintura em tela autorretrato (relação figura/fundo e elementos de composição/cenário). Elaboração

4 do retrato do colega em tamanho natural a partir da dinâmica do perfil e experimentação diversificada de materiais como composição de fundo/cenário. Procedimentos técnicos desenvolvidos: desenho, pintura, colagem, motricidade com o papel, composição, formas geométricas e orgânicas. 29/07 Narratividade e Representação Foco na confecção de fantoches e invenção de estórias. Procedimentos técnicos desenvolvidos: criação do fantoche, acessórios, personalização, elaboração de uma narrativa, criação de uma HQ a partir do personagem criado, apresentação ao grupo. MATERIAIS DISPONIBILIZADOS: Caixa de papelão Cola branca Cola glitter Cola colorida Lápis de cor Giz de cera Tinta têmpera Pinceis variados Folhas A4 Folhas A1 Papel seda Rolinho 5cm Bandejas Bola Isopor Canetas esferográficas Canetas hidrocor 01 Tela 40cm X 60cm Panos para limpeza Copos plásticos Estrutura para fantoches Anilina Papéis coloridos Cola quente (monitor) TURMA a 07 anos CONCEITOS DE REPRESENTAÇÃO, DIFERENÇA E POTENCIAL CRIATIVO 30, 31 de julho e 1 o de agosto 14h às 18h OBJETIVOS Desenvolver noções de espaço, corpo e composição; Estimular a percepção visual a partir da exploração pictórica; Potencializar a experimentação poética, crítica e criativa a partir do gesto; Incentivar a valorização das diferenças enquanto potencial cognitivo e criativo; Instigar o posicionamento reflexivo e toma de decisões através da narratividade e da representação. PROPOSIÇÕES/ATIVIDADES 30/07 Identidade e Representação Inicialmente será personalizada uma caixa como repositório dos projetos e trabalhos a serem desenvolvidos no decorrer do processo. A mesma servirá como portfólio das aprendizagens desenvolvidas. Em seguida, experimentação com manchas abstratas e elaboração gráfica para a construção de um Diário Visual. Procedimentos técnicos desenvolvidos: personalização da caixa, experimentação visual com tintas e papéis, desenho com diferentes materiais gráficos, elaboração de um Diário Visual, criação de narrativa visual, personagens, colagem. 31/07 Subjetividade e Representação Será proposto a elaboração de um autorretrato com base em experiências cotidianas, preferencias por cores, formas e demais referencias imagéticas. Procedimentos técnicos desenvolvidos: monotipia com tema animais e criaturas imaginárias, isogravura com temática brinquedos e faz de conta, pintura em tela autorretrato (relação figura/fundo e elementos de composição/cenário). Elaboração do retrato do colega em tamanho natural a partir da dinâmica do perfil e experimentação diversificada de materiais como composição de fundo/cenário. Procedimentos técnicos desenvolvidos: desenho, pintura, colagem, motricidade com o papel, composição, formas geométricas e orgânicas.

5 01/08 Narratividade e Representação Foco na confecção de fantoches e invenção de estórias. Procedimentos técnicos desenvolvidos: criação do fantoche, acessórios, personalização, elaboração de uma narrativa criação de uma HQ a partir do personagem criado, apresentação ao grupo. MATERIAIS DISPONIBILIZADOS: Caixa de papelão Cola branca Cola glitter Cola colorida Lápis de cor Giz de cera Tinta têmpera Pinceis variados Folhas A4 Folhas A1 Papel seda Rolinho 5cm Bandejas Bola Isopor Canetas esferográficas Canetas hidrocor 01 Tela 40cm X 60cm Panos para limpeza Copos plásticos Estrutura para fantoches Anilina Papéis coloridos Cola quente (monitor TURMA a 12 anos CONCEITOS DE REPRESENTAÇÃO E INTERPRETAÇÃO, APREENSÃO GRÁFICA E PICTÓRICA 28, 29, 30, 31 de julho 9h às 12h30 OBJETIVOS Desenvolver conhecimentos expressivos no âmbito da produção visual; Estimular a percepção pictórica através de exercícios gráficos, de percepção e interpretação; Potencializar a experimentação poética, criativa e personalizada; Incentivar a valorização das diferenças enquanto potencial; Instigar o desenvolvimento de pesquisa pessoal a partir de tema de interesse. PROPOSIÇÕES/ATIVIDADES 28/07 Experimentação Gráfica grafismos, linhas, planos, observação, representação Nesta experimentação serão propostas a criação abstrata a partir da elaboração e exploração de manchas, linhas, formas, texturas, grafismos. Procedimentos técnicos desenvolvidos: criação de manchas (gesto espontâneo com anilina e nanquim), técnicas de uso do grafite, canetas esferográficas, exploração de hachuras, linhas, efeitos 3D, luz/sombra, relação entre interpretação e criação em arte abstrata a partir da potencialização do gesto. 29/07 Interpretação de Objetos grafite, aguada com nanquim Nesta etapa serão articuladas proposições entre interpretação e criação a partir de elemento referencial. Para tanto, a partir de objetos como ponto de referencia para interpretação, servirão como mote inicial para o desenvolvimento de técnicas de desenho e pintura. Procedimentos técnicos desenvolvidos: desenho de interpretação a partir do referencia, exploração gráfica de grafite e esferográfica, exercícios de composição, representação e percepção (cor, forma, proporção) 30/07 Cor e Composição construção abstrata Neste processo serão desenvolvidos exercícios de composição que articulam relações entre formas, linhas e preenchimento do espaço bidimensional. Em seguida, exercícios a partir de expressão gestual no uso da cor e criação de manchas. Como etapa subsequente, a investigação a partir de misturas para descobrir cores e tonalidades diversificadas. Procedimentos técnicos desenvolvidos: exercícios de composição, representação e percepção (cor, forma, proporção), misturas, criação de cores e tonalidades, harmonia.

6 31/07 Pintura em Tela Nesta oficina serão desenvolvidos dois projetos para posterior pintura em tela. O primeiro pretende ter como tema a pintura abstrata onde poderão explorar os procedimentos técnicos apreendidos nas sessões anteriores. A segunda proposição, constituir- se- á em uma pintura a partir de uma composição com objetos, ou paisagem, ou fotografia como referencia, ou intepretação à escolha do participante. Procedimentos técnicos desenvolvidos: técnicas de pintura sobre tela a partir de distintas referencias. Na última etapa pretende- se que o participante defina uma técnica e/ou temática, e/ou processo que será articulado a partir das escolhas. Procedimentos técnicos desenvolvidos: desenhos de interpretação, exploração de representações da figura humana, exercícios de composição, representação e percepção (cor, forma, proporção), exploração de papéis e efeitos visuais. MATERIAIS E TÉCNICAS: Lápis 6B Pinceis variados Canetas hidrocor Papel cartão Lápis 8B Folhas A4 01 Tela 60cm X 80cm Fita crepe Cola branca Folhas A1 01 Tela 40cm X 60cm Tesoura Cola glitter Folhas A2 color Panos para limpeza Nanqui Cola colorida Papel seda Copos plásticos Lápis de cor Rolinho Anilina Giz de cera Bandejas Papéis coloridos Tinta acrílica Canetas esferográficas Giz pastel seco TURMA 04 Adulto CONCEITOS DE OBSERVAÇÃO, INTERPRETAÇÃO E CRIAÇÃO EM ARTES VISUAIS 27, 28, 29, 30, 31/07 19h às 22h30 OBJETIVOS Desenvolver conhecimentos expressivos no âmbito da produção visual; Estimular a percepção pictórica através de exercícios gráficos, de percepção e interpretação; Potencializar a experimentação poética, criativa e personalizada; Incentivar a valorização das diferenças enquanto potencial; Instigar o desenvolvimento de pesquisa pessoal a partir de tema de interesse. PROPOSIÇÕES/ATIVIDADES 27/07 Desenho de Observação apreensão, relações formais, representação Nesta experimentação serão propostas a criação abstrata a partir da elaboração e exploração de manchas, linhas, formas, texturas, grafismos. Procedimentos técnicos desenvolvidos: criação de manchas (gesto espontâneo com anilina e nanquim), técnicas de uso do grafite, canetas esferográficas, exploração de hachuras, linhas, efeitos 3D, luz/sombra, relação entre interpretação e criação em arte abstrata a partir da potencialização do gesto. 28/07 Desenho de Interpretação Experimentação Gráfica Nesta etapa serão articuladas proposições entre interpretação e criação a partir de elemento referencial. Para tanto, a partir de objetos como ponto de referencia para interpretação, servirão como mote inicial para o desenvolvimento de técnicas de desenho e pintura. Procedimentos técnicos desenvolvidos: desenho de interpretação a partir do referencia, exploração gráfica de grafite e esferográfica, exercícios de composição, representação e percepção (cor, forma, proporção)

7 29/07 Experimentação Pictórica Cor e Composição I Nesta oficina serão desenvolvidos dois projetos para posterior pintura em tela. O primeiro pretende ter como tema a pintura abstrata onde poderão explorar os procedimentos técnicos apreendidos nas sessões anteriores. A segunda proposição, constituir- se- á em uma pintura a partir de uma composição com objetos, ou paisagem, ou fotografia como referencia, ou intepretação à escolha do participante. Procedimentos técnicos desenvolvidos: técnicas de pintura sobre tela a partir de distintas referencias. 30/07 Experimentação Pictórica Cor e Composição I Continuação da Proposta anterior a partir dos dois projetos em pintura e definição do projeto a seguir, conforme interesse do participante. 31/07 Interpretação, Representação e Criação Na última etapa pretende- se que o participante defina uma técnica e/ou temática, e/ou processo que será articulado a partir das escolhas. Procedimentos técnicos desenvolvidos: desenhos de interpretação, exploração de representações da figura humana, exercícios de composição, representação e percepção (cor, forma, proporção), exploração de papéis e efeitos visuais. MATERIAIS E TÉCNICAS: Lápis 6B Lápis 8B Cola branca Cola glitter Cola colorida Lápis de cor Giz de cera Tinta acrílica Pinceis variados Folhas A4 Folhas A1 Folhas A2 color Papel seda Rolinho Bandejas Canetas esferográficas Canetas hidrocor 01 Tela 60cm X 80cm 01 Tela 40cm X 60cm Panos para limpeza Copos plásticos Anilina Papéis coloridos Giz pastel seco Papel cartão Fita crepe Tesoura Nanquim Giz estaca Carvão Realização: Parceiro:

8 CONTATO: Camille Pozzobon Abaid Fone: Taisa Dalla Valle Fone:

PROGRAMA DE CONTEÚDOS 2014

PROGRAMA DE CONTEÚDOS 2014 C O L É G I O L A S A L L E Educação Infantil, Ensino Fundamental e Médio Rua Guarani, 2000 - Fone (045) 3252-1336 - Fax (045) 3379-5822 http://www.lasalle.edu.br/toledo/ PROGRAMA DE 2014 ARTES DISCIPLINA:

Leia mais

PLANO DE EXECUÇAO DE USO DO MATERIAL EM ATIVIDADES EXTRAS 6º ANO 1 FOLHA DE CARTOLINA DUPLA FACE PRETA; 02 METROS DE TECIDO ALGODÃOZINHO

PLANO DE EXECUÇAO DE USO DO MATERIAL EM ATIVIDADES EXTRAS 6º ANO 1 FOLHA DE CARTOLINA DUPLA FACE PRETA; 02 METROS DE TECIDO ALGODÃOZINHO PLANO DE EXECUÇAO DE USO DO MATERIAL EM ATIVIDADES EXTRAS 6º ANO MÊS DATA COMEMORATIVA MATERIAL JUSTIFICATIVA OBJETIVO JANEIRO FEVEREIRO MARÇO ABRIL 14/02- DIA DA AMIZADE; 21/03- DIA DO TEATRO; 27/03-

Leia mais

PLANEJAMENTO TRIMESTRAL III Trimestre / 2009. PROFESSORA: Bianca de Souza NÚCLEO 3 TURMA N3-8 OBJETIVOS 1

PLANEJAMENTO TRIMESTRAL III Trimestre / 2009. PROFESSORA: Bianca de Souza NÚCLEO 3 TURMA N3-8 OBJETIVOS 1 PLANEJAMENTO TRIMESTRAL III Trimestre / 2009 PROFESSORA: Bianca de Souza OBJETIVOS 1 Os objetivos para o terceiro trimestre com a turma N3-8 é o estudo e a construção de uma maquete da escola. Uma sequência

Leia mais

A BONITEZA DO OLHAR INFANTIL NA PERSPECTIVA EMANCIPADORA: Ensinar e aprender em diálogo com os saberes das crianças

A BONITEZA DO OLHAR INFANTIL NA PERSPECTIVA EMANCIPADORA: Ensinar e aprender em diálogo com os saberes das crianças A BONITEZA DO OLHAR INFANTIL NA PERSPECTIVA EMANCIPADORA: Ensinar e aprender em diálogo com os saberes das crianças PADILHA, Aparecida Arrais PMSP cidarrais@yahoo.com.br Resumo: Este artigo apresenta uma

Leia mais

Plano de Ensino IDENTIFICAÇÃO EMENTA OBJETIVOS

Plano de Ensino IDENTIFICAÇÃO EMENTA OBJETIVOS Plano de Ensino IDENTIFICAÇÃO EIXO TECNOLÓGICO: INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO CURSO: INFORMÁTICA FORMA/GRAU:( X)integrado ( )subsequente ( ) concomitante ( ) bacharelado ( ) licenciatura ( ) tecnólogo MODALIDADE:

Leia mais

PLANO DE EXECUÇÃO DO MATERIAL ESCOLAR 2015 - INFANTIL I

PLANO DE EXECUÇÃO DO MATERIAL ESCOLAR 2015 - INFANTIL I PLANO DE EXECUÇÃO DO MATERIAL ESCOLAR 2015 - INFANTIL I Plano de execução do material escolar - Infantil I Material Quantidade Período de Atividade Objetivos e metodologia utilização didática Agenda Comunicação

Leia mais

MATERNAL I OBJETIVOS GERAIS DA EDUCAÇÃO INFANTIL

MATERNAL I OBJETIVOS GERAIS DA EDUCAÇÃO INFANTIL MATERNAL I OBJETIVOS GERAIS DA EDUCAÇÃO INFANTIL Desenvolver uma imagem positiva de si, atuando de forma cada vez mais independente, com a confiança em suas capacidades e percepção de suas limitações;

Leia mais

PLANO DE EXECUÇÃO 2016 LISTA DE MATERIAL 2016 MATERNAL II

PLANO DE EXECUÇÃO 2016 LISTA DE MATERIAL 2016 MATERNAL II PLANO DE EXECUÇÃO 26 LISTA DE MATERIAL 26 MATERNAL II O presente plano de execução, previsto em nosso PPP (Projeto Político Pedagógico), tem como objetivo esclarecer à comunidade escolar a finalidade da

Leia mais

Planejamento Anual 2014 Religião 1º período 2º ano - Ensino Fundamental I. Reconhecer-se como ser único e especial.

Planejamento Anual 2014 Religião 1º período 2º ano - Ensino Fundamental I. Reconhecer-se como ser único e especial. Religião 1º período 1- Ser humano (único e especial). 2- A identidade do ser humano. 3- Qualidades próprias do ser humano. 4- Caracterização do ser humano (sentimentos, vontades, liberdade e capacidade

Leia mais

Semana do Design 2009. Programação dos workshops 3/11-3ª-feira

Semana do Design 2009. Programação dos workshops 3/11-3ª-feira Semana do Design 2009 Programação dos workshops 3/11-3ª-feira Workshop 1. Tema: Design de personagens e Toy Art Professor: Marcelo Bosqueti Data: 3/11 Local: Oficina de marcenaria Proposta da atividade:

Leia mais

PLANO DE UTILIZAÇÃO DO MATERIAL ESCOLAR 2015 EDUCAÇÃO INFANTIL - MATERNAL. Material Plano de Utilização Componente Curricular Trimestre Letivo

PLANO DE UTILIZAÇÃO DO MATERIAL ESCOLAR 2015 EDUCAÇÃO INFANTIL - MATERNAL. Material Plano de Utilização Componente Curricular Trimestre Letivo UNBEC UNIÃO NORTE BRASILEIRA DE EDUCAÇÃO E CULTURA COLÉGIO MARISTA CHAMPAGNAT Portaria de Recredenciamento nº 192, de 25/8/2014 SEEDF QSD Área Especial nº 1, Taguatinga DF Telefone: (61) 2191-1522 PLANO

Leia mais

TODAS AS CCORES DA CAIXA: 2ml; 10cm DE PAPEL LAMINADO; 1 COLA COLORIDA; 1/3 DE 5 FOLHAS DE CRIATIVE PAPER.

TODAS AS CCORES DA CAIXA: 2ml; 10cm DE PAPEL LAMINADO; 1 COLA COLORIDA; 1/3 DE 5 FOLHAS DE CRIATIVE PAPER. PLANO DE EXECUÇÃO DE USO DE MATERIAL EM EXTRAS 2015 EDUCAÇÃO INFANTIL MATERNAL I MÊS DATAS MATERIAL QUANTIDADE JUSTIFICATIVA OBJETIVOS COMEMORATIVAS JANEIRO VOLTA ÀS AULAS 40; CRIATIVE PAPER. TODAS AS

Leia mais

Prefeitura Municipal de Santos ESTÂNCIA BALNEÁRIA SECRETARIA DE EDUCAÇÃO DEPARTAMENTO PEDAGÓGICO

Prefeitura Municipal de Santos ESTÂNCIA BALNEÁRIA SECRETARIA DE EDUCAÇÃO DEPARTAMENTO PEDAGÓGICO Prefeitura Municipal de Santos ESTÂNCIA BALNEÁRIA SECRETARIA DE EDUCAÇÃO DEPARTAMENTO PEDAGÓGICO Subsídios para implementação do Plano de Curso de Educação Artística Ensino Fundamental Educação de Jovens

Leia mais

CENTRO EDUCACIONAL CHARLES DARWIN EDUCAÇÃO INFANTIL DIRETRIZES CURRICULARES INFANTIL IV ARTE

CENTRO EDUCACIONAL CHARLES DARWIN EDUCAÇÃO INFANTIL DIRETRIZES CURRICULARES INFANTIL IV ARTE CENTRO EDUCACIONAL CHARLES DARWIN EDUCAÇÃO INFANTIL 2015 DIRETRIZES CURRICULARES INFANTIL IV ARTE OBJETIVOS GERAIS Desenvolver o pensamento artístico, estético e crítico; Estimular a percepção visual e

Leia mais

LISTA DE MATERIAL PARA 2016 EDUCAÇÃO INFANTIL 1 FASE 1

LISTA DE MATERIAL PARA 2016 EDUCAÇÃO INFANTIL 1 FASE 1 LISTA DE MATERIAL PARA 2016 EDUCAÇÃO INFANTIL 1 FASE 1 O Colégio Objetivo fornece aos seus alunos todos os Cadernos de Atividades necessários ao trabalho desenvolvido nas diversas áreas. Esses cadernos

Leia mais

O olho que pensa, a mão que faz, o corpo que inventa

O olho que pensa, a mão que faz, o corpo que inventa G eoff Rees Be neat h t he re ef, 199 2, s er igr af i a Fot o: Fau st o Fleur y O olho que pensa, a mão que faz, o corpo que inventa Com as proposições didáticas sugeridas, espera-se que os alunos possam

Leia mais

COLÉGIO VICENTINO IMACULADO CORAÇÃO DE MARIA Educação Infantil, Ensino Fundamental e Médio Rua Rui Barbosa, 1324, Toledo PR Fone: 3277-8150

COLÉGIO VICENTINO IMACULADO CORAÇÃO DE MARIA Educação Infantil, Ensino Fundamental e Médio Rua Rui Barbosa, 1324, Toledo PR Fone: 3277-8150 COLÉGIO VICENTINO IMACULADO CORAÇÃO DE MARIA Educação Infantil, Ensino Fundamental e Médio Rua Rui Barbosa, 4, Toledo PR Fone: 77-850 PLANEJAMENTO ANUAL DE ARTES VISUAIS SÉRIE: PRÉ I PROFESSOR: Carla Iappe

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTADUAL DO RIO GRANDE DO SUL UNIDADADE LITORAL NORTE/OSÓRIO GRADUAÇÃO EM PEDAGOGIA - LICENCIATURA

UNIVERSIDADE ESTADUAL DO RIO GRANDE DO SUL UNIDADADE LITORAL NORTE/OSÓRIO GRADUAÇÃO EM PEDAGOGIA - LICENCIATURA UNIVERSIDADE ESTADUAL DO RIO GRANDE DO SUL UNIDADADE LITORAL NORTE/OSÓRIO GRADUAÇÃO EM PEDAGOGIA - LICENCIATURA CLAINES KREMER GENISELE OLIVEIRA EDUCAÇÃO AMBIENTAL: POR UMA PERSPECTIVA DE RELAÇÕES ENTRE

Leia mais

Projecto Anual com Escolas Ano lectivo 2010/2011

Projecto Anual com Escolas Ano lectivo 2010/2011 Projecto Anual com Escolas Ano lectivo 2010/2011 1. Enquadramento O Serviço Educativo da Casa das Histórias Paula Rego é entendido como um sector de programação que visa uma mediação significativa entre

Leia mais

UNIVERSIDADE DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO - INSTITUTO DE ARTES ESCOLA DE ARTES VISUAIS DO PARQUE LAGE

UNIVERSIDADE DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO - INSTITUTO DE ARTES ESCOLA DE ARTES VISUAIS DO PARQUE LAGE UNIVERSIDADE DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO - INSTITUTO DE ARTES ESCOLA DE ARTES VISUAIS DO PARQUE LAGE CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM ENSINO DA ARTE - TURMA 2015 PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU EMENTAS DOS CURSOS Arte

Leia mais

Brincar, expressando emoções, sentimentos, pensamentos, desejos e necessidades;

Brincar, expressando emoções, sentimentos, pensamentos, desejos e necessidades; INFANTIL I OBJETIVOS GERAIS DA EDUCAÇÃO INFANTIL Desenvolver uma imagem positiva de si, atuando de forma cada vez mais independente, com a confiança em suas capacidades e percepção de suas limitações:

Leia mais

PROFESSORAS DO INFANTIL II:

PROFESSORAS DO INFANTIL II: REUNIÃO DE PAIS 09 de Fevereiro de 2012 PROFESSORAS DO INFANTIL II: INFANTIL II A - Cristiane de Moraes Fabbri Grassi INFANTIL II B - Liliana Brenelli Vidotti INFANTIL II C - Thelma Pereira Ribeiro Ferrari

Leia mais

AEC ALE EXPRESSÃO PLÁSTICA. Planificação. 1.º Ciclo do Ensino Básico

AEC ALE EXPRESSÃO PLÁSTICA. Planificação. 1.º Ciclo do Ensino Básico ATIVIDADES DE ENRIQUECIMENTO CURRICULAR ANO LETIVO AEC ALE EXPRESSÃO PLÁSTICA Planificação 1.º Ciclo do Ensino Básico 1. Introdução A atividade de enriquecimento curricular, ALE (atividades lúdico-expressivas)

Leia mais

Lista de Material Educação Infantil I Fase 2

Lista de Material Educação Infantil I Fase 2 Lista de Material Educação Infantil I Fase 2 O Colégio Objetivo fornece aos seus alunos todos os Cadernos de Atividades necessários ao trabalho desenvolvido nas diversas áreas. Esses cadernos são elaborados

Leia mais

Conteúdos Bimestrais Sugeridos para a Área Artes Visuais 6º Ano

Conteúdos Bimestrais Sugeridos para a Área Artes Visuais 6º Ano Bimestrais Sugeridos para a Área Artes Visuais 6º Ano Compreendendo as Artes Visuais como área de conhecimento, que busca a formação de um sujeito atuante nos diferentes contextos da sociedade, pretendemos

Leia mais

PROGRAMA DE CONTEÚDOS 2014

PROGRAMA DE CONTEÚDOS 2014 C O L É G I O L A S A L L E Educação Infantil, Ensino Fundamental e Médio Rua Guarani, 2000 - Fone (045) 3252-1336 - Fax (045) 3379-5822 http://www.lasalle.edu.br/toledo/ PROGRAMA DE 2014 DISCIPLINA: LINGUAGEM

Leia mais

CENTRO EDUCACIONAL CHARLES DARWIN ENSINO FUNDAMENTAL. DIRETRIZES CURRICULARES 1º ao 5º ANO ARTE

CENTRO EDUCACIONAL CHARLES DARWIN ENSINO FUNDAMENTAL. DIRETRIZES CURRICULARES 1º ao 5º ANO ARTE CENTRO EDUCACIONAL CHARLES DARWIN ENSINO FUNDAMENTAL 2015 DIRETRIZES CURRICULARES 1º ao 5º ANO ARTE OBJETIVOS GERAIS Conhecimento da Arte enquanto auto expressão e conhecimento, apreensão e comunicação

Leia mais

CENTRO UNIVERSITÁRIO ESTÁCIO RADIAL DE SÃO PAULO SÍNTESE DO PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO 1

CENTRO UNIVERSITÁRIO ESTÁCIO RADIAL DE SÃO PAULO SÍNTESE DO PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO 1 SÍNTESE DO PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO 1 CURSO: LICENCIATURA EM ARTES VISUAIS MISSÃO DO CURSO O Curso de Licenciatura em Artes Visuais busca formar profissionais habilitados para a produção, a pesquisa

Leia mais

Currículo Referência em Artes Visuais Ensino Médio

Currículo Referência em Artes Visuais Ensino Médio Currículo Referência em Artes Visuais Ensino Médio 1º ANO - ENSINO MÉDIO Objetivos Conteúdos Expectativas - Conhecer a área de abrangência profissional da arte e suas características; - Reconhecer e valorizar

Leia mais

PLANO DE EXECUÇÃO BERÇÁRIO II, MATERNAL I (1ª FASE E 2ª FASE) E MATERNAL II

PLANO DE EXECUÇÃO BERÇÁRIO II, MATERNAL I (1ª FASE E 2ª FASE) E MATERNAL II PLANO DE EXECUÇÃO BERÇÁRIO II, MATERNAL I (1ª FASE E 2ª FASE) E MATERNAL II A creche abrange crianças de 3 meses a 3 anos e 6 meses. O desenho para esta faixa etária tem papel fundamental na formação do

Leia mais

CURRÍCULO NA EDUCAÇÃO INFANTIL

CURRÍCULO NA EDUCAÇÃO INFANTIL CURRÍCULO NA EDUCAÇÃO INFANTIL Claudia Maria da Cruz Consultora Educacional FEVEREIRO/2015 CURRÍCULO NA EDUCAÇÃO INFANTIL A ênfase na operacionalização escrita dos documentos curriculares municipais é

Leia mais

COLÉGIO VICENTINO IMACULADO CORAÇÃO DE MARIA Educação Infantil, Ensino Fundamental e Médio Rua Rui Barbosa, 1324, Toledo PR Fone: 3277-8150

COLÉGIO VICENTINO IMACULADO CORAÇÃO DE MARIA Educação Infantil, Ensino Fundamental e Médio Rua Rui Barbosa, 1324, Toledo PR Fone: 3277-8150 COLÉGIO VICENTINO IMACULADO CORAÇÃO DE MARIA Educação Infantil, Ensino Fundamental e Médio Rua Rui Barbosa, 1324, Toledo PR Fone: 3277-8150 PLANEJAMENTO ANUAL DE ARTE ANO: 4 º Ano PROFESSORAS: Aline Francyele

Leia mais

Apresentação do projeto:

Apresentação do projeto: Apresentação do projeto: Este projeto tem o intuito do conhecimento global do ser humano: conhecendo seu corpo, ampliando conceitos de higiene e saúde, descobrindo que o indivíduo está presente em todas

Leia mais

EDUCAÇÃO INFANTIL MATERNAL (2 ANOS)

EDUCAÇÃO INFANTIL MATERNAL (2 ANOS) EDUCAÇÃO INFANTIL MATERNAL (2 ANOS) LIVROS DIDÁTICOS Livro Interdisciplinar Material Rede RCE educação e valores (Volumes 1 e 2) 2 Volumes por ano e Agenda personalizada. PROJETO CIRANDA LITERÁRIA O projeto

Leia mais

PROJETO BRINQUEDOTECA: BRINCANDO E APRENDENDO

PROJETO BRINQUEDOTECA: BRINCANDO E APRENDENDO INSTITUTO SUPERIOR DE EDUCAÇÃO DE FLORESTA ISEF PROJETO BRINQUEDOTECA: BRINCANDO E APRENDENDO FLORESTA PE 2013 SUMÁRIO I. JUSTIFICATIVA II. OBJETIVO A. GERAIS B. ESPECIFICOS III. DESENVOLVIMENTO IV. CRONOGRAMA

Leia mais

CENTRO EDUCACIONAL CHARLES DARWIN EDUCAÇÃO INFANTIL. DIRETRIZES CURRICULARES INFANTIL III e IV ARTE

CENTRO EDUCACIONAL CHARLES DARWIN EDUCAÇÃO INFANTIL. DIRETRIZES CURRICULARES INFANTIL III e IV ARTE CENTRO EDUCACIONAL CHARLES DARWIN EDUCAÇÃO INFANTIL 2013 DIRETRIZES CURRICULARES INFANTIL III e IV ARTE OBJETIVOS GERAIS Desenvolver o pensamento artístico, estético e crítico; Estimular a percepção visual

Leia mais

COLÉGIO DE SANTA DOROTEIA LISBOA ANO LETIVO 2015/2016 DEPARTAMENTO DE ARTES VISUAIS. 1º Período 18 de Setembro a 17 de Dezembro [Aulas previstas: 89]

COLÉGIO DE SANTA DOROTEIA LISBOA ANO LETIVO 2015/2016 DEPARTAMENTO DE ARTES VISUAIS. 1º Período 18 de Setembro a 17 de Dezembro [Aulas previstas: 89] COLÉGIO DE SANTA DOROTEIA LISBOA ANO LETIVO 2015/2016 DEPARTAMENTO DE ARTES VISUAIS PLANIFICAÇÃO 1º PERÍODO DESENHO A 10º ANO Domínio Perceção visual Expressão gráfica Comunicação visual Calendarização

Leia mais

EDUCAÇÃO INFANTIL INFANTIL II (4 ANOS)

EDUCAÇÃO INFANTIL INFANTIL II (4 ANOS) EDUCAÇÃO INFANTIL INFANTIL II (4 ANOS) LIVROS DIDÁTICOS Livro Interdisciplinar Material Rede RCE educação e valores (Volumes 1 e 2) 2 Volumes por ano e Agenda personalizada. Livro de Inglês Playtime A

Leia mais

Projeto Girassol de Ideias Fábio Pereira da Silva Valéria Cristiani de Oliveira Vivian da Silva Francini

Projeto Girassol de Ideias Fábio Pereira da Silva Valéria Cristiani de Oliveira Vivian da Silva Francini Projeto Girassol de Ideias Fábio Pereira da Silva Valéria Cristiani de Oliveira Vivian da Silva Francini A favor da comunidade, que espera o bloco passar Ninguém fica na solidão Embarca com suas dores

Leia mais

PROJETO TERRA CHÃO - DANÇA E ARTE

PROJETO TERRA CHÃO - DANÇA E ARTE PROJETO TERRA CHÃO - DANÇA E ARTE 1. JUSTIFICATIVA A região do Baixo Tocantins apresenta-se na área cultural e artística, é um grande celeiro de talentos, que vem enraizado culturalmente em nosso povo,

Leia mais

Escritas Imagens: resultados das práticas de uma pesquisa

Escritas Imagens: resultados das práticas de uma pesquisa Escritas Imagens: resultados das práticas de uma pesquisa Marcela Cristina Bettega 1 (Arte-educadora / SECJ- PR) (...) Pesquiso para conhecer o que ainda não conheço e comunicar ou anunciar a novidade.

Leia mais

PLANEJAMENTO ANUAL DE MATERNAL I

PLANEJAMENTO ANUAL DE MATERNAL I COLÉGIO VICENTINO IMACULADO CORAÇÃO DE MARIA Educação Infantil, Ensino Fundamental e Médio Rua Rui Barbosa, 1324, Toledo PR Fone: 3277-8150 PLANEJAMENTO ANUAL DE MATERNAL I SÉRIE: EDUCAÇÃO INFANTIL MATERNAL

Leia mais

ROTAS DE APRENDIZAGEM 2015-2016 ED. VISUAL 7.º Ano

ROTAS DE APRENDIZAGEM 2015-2016 ED. VISUAL 7.º Ano Professora: Elisabete Mesquita_mesquita.beta@gmail.com Projeto 1: ILUSTRAR E DECORAR A CAPA INDIVIDUAL DO ESTUDANTE Objetivo Geral: desenhar o teu nome, seguindo as regras do desenho das letras e recorrendo

Leia mais

Brincar, expressando emoções, sentimentos, pensamentos, desejos e necessidades;

Brincar, expressando emoções, sentimentos, pensamentos, desejos e necessidades; INFANTIL II OBJETIVOS GERAIS DA EDUCAÇÃO INFANTIL Desenvolver uma imagem positiva de si, atuando de forma cada vez mais independente, com a confiança em suas capacidades e percepção de suas limitações:

Leia mais

DICA PEDAGÓGICA EDUCAÇÃO INFANTIL

DICA PEDAGÓGICA EDUCAÇÃO INFANTIL DICA PEDAGÓGICA EDUCAÇÃO INFANTIL 1. TÍTULO DO PROGRAMA Balinha e Dentinho. 2. EPISÓDIO TRABALHADO Soltando Pipa. 3. SINOPSE DO EPISÓDIO ESPECÍFICO No episódio Soltando Pipa, Balinha e Dentinho vão brincar

Leia mais

A MANEIRA MAIS FÁCIL E EFICAZ DE APRENDER A DESENHAR E PINTAR

A MANEIRA MAIS FÁCIL E EFICAZ DE APRENDER A DESENHAR E PINTAR A MANEIRA MAIS FÁCIL E EFICAZ DE APRENDER A DESENHAR E PINTAR PRÓXIMAS ENTREGAS ENTREGA FASCÍCULO DVD CAIXA DE ÓLEO PVP 2 2 2 um tubo e um pincel 4,95 3 3 3 caixa arquivadora 9,95 4 4 paleta 4,95 5 5 4

Leia mais

CÓDIGO: APL008 Concepções e manifestações artísticas da pré-história ao início da idade moderna. (renascimento europeu).

CÓDIGO: APL008 Concepções e manifestações artísticas da pré-história ao início da idade moderna. (renascimento europeu). 43 RELAÇÃO DE EMENTAS CURSO: ARTES VISUAIS DISCIPLINAS OBRIGATÓRIAS DISCIPLINA: Artes Visuais I CÓDIGO: APL008 Concepções e manifestações artísticas da pré-história ao início da idade moderna. (renascimento

Leia mais

Manual de Orientações 2012 Educação Infantil e 1º Ano

Manual de Orientações 2012 Educação Infantil e 1º Ano Colégio Via Sapiens Manual de Orientações 2012 Educação Infantil e 1º Ano Srs. Pais ou Responsáveis, Iniciamos mais um ano letivo e para o Via esse é um momento importante para estabelecer as relações

Leia mais

LISTAS DE MATERIAIS ESCOLARES- 2015

LISTAS DE MATERIAIS ESCOLARES- 2015 ESCOLA ANJO DA GUARDA Brasília-DF Crescer no valor, valorizando a vida. PORTARIA DE RECREDENCIAMENTO Nº 209 de 23/09/2008 SEDF www.escolaanjoconsolata.com.br LISTAS DE MATERIAIS ESCOLARES- 2015 A Escola

Leia mais

EXERCÍCIOS E EXPERIMENTAÇÕES: ABORDAGENS DO ENSINO DE ARTE EM

EXERCÍCIOS E EXPERIMENTAÇÕES: ABORDAGENS DO ENSINO DE ARTE EM EXERCÍCIOS E EXPERIMENTAÇÕES: ABORDAGENS DO ENSINO DE ARTE EM Resumo: SALA DE AULA Mariza Barbosa de Oliveira mariza.barbosa.oliveira@gmail.com Escola Municipal Professor Eurico Silva As experiências relatadas

Leia mais

V Seminário de Metodologia de Ensino de Educação Física da FEUSP- 2014. Relato de Experiência INSERINDO A EDUCAÇÃO INFANTIL NO CONTEXTO COPA DO MUNDO.

V Seminário de Metodologia de Ensino de Educação Física da FEUSP- 2014. Relato de Experiência INSERINDO A EDUCAÇÃO INFANTIL NO CONTEXTO COPA DO MUNDO. V Seminário de Metodologia de Ensino de Educação Física da FEUSP- 2014 Relato de Experiência INSERINDO A EDUCAÇÃO INFANTIL NO CONTEXTO COPA DO MUNDO. RESUMO Adriana Vieira de Lima Colégio Marista Arquidiocesano

Leia mais

LISTA DE MATERIAL PARA 2016 1º ANO ENSINO FUNDAMENTAL

LISTA DE MATERIAL PARA 2016 1º ANO ENSINO FUNDAMENTAL LISTA DE MATERIAL PARA 2016 1º ANO ENSINO FUNDAMENTAL O Colégio Objetivo fornece aos seus alunos todos os Cadernos de Atividades necessários ao trabalho desenvolvido nas diversas áreas. Esses cadernos

Leia mais

TRABALHANDO COM CÍRCULO E EIXO TRABALHADO: MATEMÁTICA

TRABALHANDO COM CÍRCULO E EIXO TRABALHADO: MATEMÁTICA BOLETIM INFORMATIVO ABRIL/2013 INFANTIL 5 B TRABALHANDO COM CÍRCULO E EIXO TRABALHADO: MATEMÁTICA Ensinar noções básicas de Matemática e Geometria fica muito mais fácil quando se aproveita a curiosidade

Leia mais

LISTA DE MATERIAL PARA 2016 EDUCAÇÃO INFANTIL 3

LISTA DE MATERIAL PARA 2016 EDUCAÇÃO INFANTIL 3 LISTA DE MATERIAL PARA 2016 EDUCAÇÃO INFANTIL 3 O Colégio Objetivo fornece aos seus alunos todos os Cadernos de Atividades necessários ao trabalho desenvolvido nas diversas áreas. Esses cadernos são elaborados

Leia mais

PROJETO DE ESTÁGIO NA EDUCAÇÃO INFANTIL

PROJETO DE ESTÁGIO NA EDUCAÇÃO INFANTIL PROJETO DE ESTÁGIO NA EDUCAÇÃO INFANTIL BRIZOLA, Silene Francisca dos Santos. (UNEMAT) silenefsb@hotmail.com SILVA, Maria Ivonete da. (UNEMAT) ivonete0304@hotmail.com RESUMO Este projeto foi desenvolvido

Leia mais

O olho que pensa, a mão que faz, o corpo que inventa

O olho que pensa, a mão que faz, o corpo que inventa T om i e O ht ak e Sem t í t ulo, 1992, s er ig r afi a F ot o: Fau st o F leur y O olho que pensa, a mão que faz, o corpo que inventa Com as proposições didáticas sugeridas, espera-se que os alunos possam

Leia mais

Deve ainda ser tido em consideração o Despacho Normativo n.º 6-A/2015, de 5 de março.

Deve ainda ser tido em consideração o Despacho Normativo n.º 6-A/2015, de 5 de março. Informação - Prova de Equivalência à Frequência Expressões Artísticas 23 Prova 2014.2015 1.º Ciclo do Ensino Básico 1. Introdução O presente documento visa divulgar as características da prova de equivalência

Leia mais

IV EDIPE Encontro Estadual de Didática e Prática de Ensino 2011 A IMPORTÂNCIA DAS ARTES NA FORMAÇÃO DAS CRIANÇAS DA EDUCAÇÃO INFANTIL

IV EDIPE Encontro Estadual de Didática e Prática de Ensino 2011 A IMPORTÂNCIA DAS ARTES NA FORMAÇÃO DAS CRIANÇAS DA EDUCAÇÃO INFANTIL A IMPORTÂNCIA DAS ARTES NA FORMAÇÃO DAS CRIANÇAS DA EDUCAÇÃO INFANTIL Marília Darc Cardoso Cabral e Silva 1 Tatiane Pereira da Silva 2 RESUMO Sendo a arte uma forma do ser humano expressar seus sentimentos,

Leia mais

REGULAMENTO DA BRINQUEDOTECA CURSO DE LICENCIATURA EM PEDAGOGIA FACULDADE DE APUCARANA FAP

REGULAMENTO DA BRINQUEDOTECA CURSO DE LICENCIATURA EM PEDAGOGIA FACULDADE DE APUCARANA FAP REGULAMENTO DA BRINQUEDOTECA CURSO DE LICENCIATURA EM PEDAGOGIA FACULDADE DE APUCARANA FAP REGULAMENTO DA BRINQUEDOTECA Título I BRINQUEDOTECA Capítulo I Princípios e Diretrizes Art 1º. A Brinquedoteca

Leia mais

PROJETO 7. 1. Identificação do projeto

PROJETO 7. 1. Identificação do projeto PROJETO 7 1. Identificação do projeto Título:Cinema, vídeo e tridimensionalidade: o AVA-AV na integração do ensino presencial e a distância. Responsável:Dra. Ana Zeferina Ferreira Maio Vínculo institucional:professora

Leia mais

Justificativas para a Lista de Material Pedagógico Berçário 1

Justificativas para a Lista de Material Pedagógico Berçário 1 Justificativas para a Lista de Material Pedagógico Berçário 1 01- Livro de história: usado como recurso lúdico-pedagógico para incentivar o interesse pela leitura e escrita, como também para estimular

Leia mais

COLÉGIO UNIVERSITÁRIO DE AVARÉ

COLÉGIO UNIVERSITÁRIO DE AVARÉ LISTA DE MATERIAL EDUCAÇÃO INFANTIL I E II / 2015-01 apontador para lápis (Jumbo) com depósito - 02 lápis Jumbo triangular grafite - 01 estojo simples com zíper - 01 tesoura escolar de boa qualidade (sem

Leia mais

A ABORDAGEM DA GEOMETRIA COM CRIANÇAS NA PRÉ-ESCOLA: NÍVEL II

A ABORDAGEM DA GEOMETRIA COM CRIANÇAS NA PRÉ-ESCOLA: NÍVEL II 1 A ABORDAGEM DA GEOMETRIA COM CRIANÇAS NA PRÉ-ESCOLA: NÍVEL II Donizeth Henrique Aleluia Vieira 1 Paula Rodrigues de Souza 2 Suely Miranda Cavalcante Bastos 3 Resumo: Juntamente com o campo dos Números

Leia mais

Lista de Materiais 2016

Lista de Materiais 2016 Educação Infantil A1 Material de uso coletivo (sem personagens ou desenhos) 1 caixa de giz de cera grosso e curto 1 caixa de cola colorida com 6 cores 1 estojo de canetas hidrocor com 6 cores ponta grossa

Leia mais

A Arte e as Crianças

A Arte e as Crianças A Arte e as Crianças A criança pequena consegue exteriorizar espontaneamente a sua personalidade e as suas experiências inter-individuais, graças aos diversos meios de expressão que estão à sua disposição.

Leia mais

Escola Pequenópolis Av. Euclides da Cunha, 73 Graça

Escola Pequenópolis Av. Euclides da Cunha, 73 Graça LISTA DE MATERIAL DE ARTES EDUCAÇÃO INFANTIL GRUPOS 2 E 3 2015 JUSTIFICATIVA As Listas de Materiais de Arte se compõem dos materiais que serão utilizados pelos alunos no decorrer do ano letivo. Atividades

Leia mais

O olho que pensa, a mão que faz, o corpo que inventa

O olho que pensa, a mão que faz, o corpo que inventa Antonio Henrique Amaral Ameaça, 1992, serigrafia Série: A Ameaça e as Árvores Foto: Fausto Fleury O olho que pensa, a mão que faz, o corpo que inventa Com as proposições didáticas sugeridas, espera-se

Leia mais

PROPOSTA DE PROGRAMA DE ACÇÃO PEDAGÓGICA SOBRE ARQUITECTURA, CIDADE E TERRITÓRIO PARA CRIANÇAS ANDREIA SALAVESSA

PROPOSTA DE PROGRAMA DE ACÇÃO PEDAGÓGICA SOBRE ARQUITECTURA, CIDADE E TERRITÓRIO PARA CRIANÇAS ANDREIA SALAVESSA PROPOSTA DE PROGRAMA DE ACÇÃO PEDAGÓGICA SOBRE ARQUITECTURA, CIDADE E TERRITÓRIO PARA CRIANÇAS ANDREIA SALAVESSA OLHAR PARA VER OBJECTIVOS O desafio passa por analisar o meio construído segundo as suas

Leia mais

DICA PEDAGÓGICA EDUCAÇÃO INFANTIL

DICA PEDAGÓGICA EDUCAÇÃO INFANTIL DICA PEDAGÓGICA EDUCAÇÃO INFANTIL 1. TÍTULO DO PROGRAMA As Histórias do Senhor Urso. 2. EPISÓDIO(S) TRABALHADO(S) O Desfile a fantasia. 3. SINOPSE DO(S) EPISÓDIO(S) ESPECÍFICO(S) O episódio O desfile a

Leia mais

ATUAÇÃO DO PIBID NA ESCOLA: (RE) DESCOBRINDO AS PRÁTICAS LÚDICAS E INTERDISCIPLINARES NO ENSINO FUNDAMENTAL

ATUAÇÃO DO PIBID NA ESCOLA: (RE) DESCOBRINDO AS PRÁTICAS LÚDICAS E INTERDISCIPLINARES NO ENSINO FUNDAMENTAL ATUAÇÃO DO PIBID NA ESCOLA: (RE) DESCOBRINDO AS PRÁTICAS LÚDICAS E INTERDISCIPLINARES NO ENSINO FUNDAMENTAL Adriana do Nascimento Araújo Graduanda Pedagogia - UVA Francisca Moreira Fontenele Graduanda

Leia mais

MINHA HISTÓRIA, MINHA VIDA

MINHA HISTÓRIA, MINHA VIDA ESCOLA ESTADUAL ALMIRANTE TOYODA-2014 PROJETO IDENTIDADE MINHA HISTÓRIA, MINHA VIDA TURMA: 1º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL (AZALÉIA E ACÁCIA) PROFESSORAS: GENISMEYRE E LUCILEILA Projeto Identidade Público

Leia mais

Categoria Pôster 2 O NEI se constitui numa escola de Educação Infantil situada no Campus Central da UFRN- Natal, que

Categoria Pôster 2 O NEI se constitui numa escola de Educação Infantil situada no Campus Central da UFRN- Natal, que ARTE PRESENTE NA CONSTRUÇÃO DO PROJETO PEDAGÓGICO: UM RELATO DE CASO 1 PONTES, Gilvânia Maurício Dias de (Mestranda PPGEd-UFRN/ Prof. do NEI-UFRN) PERNAMBUCO, Marta Maria Castanho Almeida (DEPED- CCSA-

Leia mais

Atividades Extraclasse

Atividades Extraclasse Atividades Extraclasse No Marista Ipanema, o estudante também aprende e desenvolve habilidades além da sala de aula. As turmas das Atividades Extraclasse, para cada modalidade, são divididas de acordo

Leia mais

POLO ARTE NA ESCOLA: FORMAÇÃO CONTINUADA DE ENSINO DA ARTE PARA PROFESSORES DA EDUCAÇÃO BÁSICA DE BANANEIRAS/PB

POLO ARTE NA ESCOLA: FORMAÇÃO CONTINUADA DE ENSINO DA ARTE PARA PROFESSORES DA EDUCAÇÃO BÁSICA DE BANANEIRAS/PB POLO ARTE NA ESCOLA: FORMAÇÃO CONTINUADA DE ENSINO DA ARTE PARA PROFESSORES DA EDUCAÇÃO BÁSICA DE BANANEIRAS/PB ANDRADE, Luciene de 1 BARBOSA,Jamylli da Costa 2 FERREIRA, Jalmira Linhares Damasceno 3 SANTOS,

Leia mais

OBJETIVOS: ARTES VISUAIS EDUCAÇÃO INFANTIL PRÉ II DATA: PERÍODO:

OBJETIVOS: ARTES VISUAIS EDUCAÇÃO INFANTIL PRÉ II DATA: PERÍODO: ARTES VISUAIS EDUCAÇÃO INFANTIL PRÉ II DATA: PERÍODO: CONTEÚDO: Gênero: Retrato /Fotografia Técnica: Pintura óleo sobre tela Elementos formais: cor e luz Os recursos formais de representação: figuração

Leia mais

Atividades Pedagógicas. Abril2014

Atividades Pedagógicas. Abril2014 Atividades Pedagógicas Abril2014 I A ADAPTAÇÃO Estamos chegando ao final do período de adaptação do grupo IA e a cada dia conhecemos mais sobre cada bebê. Começamos a perceber o temperamento, as particularidades

Leia mais

O que os olhos não veem, a lente registra

O que os olhos não veem, a lente registra O que os olhos não veem, a lente registra E.E. Profº Adelaide Maria de Barros Sala 5 sessão 2 Professor(es) Apresentador(es): Maria Aparecida Oliveira Brito Aline Loures Realização: Foco A Eletiva de Fotografia

Leia mais

Mini-curso - Descrição

Mini-curso - Descrição Mini-curso - O CORPO NA DINÂMICA DE CONSTRUÇÃO DO CONHECIMENTO: ENSINAR A CONDIÇÃO HUMANA E ENSINAR A IDENTIDADE TERRENA Autora: Profª Drª Alice Maria Corrêa Medina Universidade de Brasília - UnB Resumo

Leia mais

Workshop - R.U.A. Realidade Urbana Aumentada: Cartografias Inventadas Ministrante: Profª. Drª. Lilian Amaral IA/UNESP

Workshop - R.U.A. Realidade Urbana Aumentada: Cartografias Inventadas Ministrante: Profª. Drª. Lilian Amaral IA/UNESP Workshop - R.U.A. Realidade Urbana Aumentada: Cartografias Inventadas Ministrante: Profª. Drª. Lilian Amaral IA/UNESP Atividade de Extensão Integrante do Zonas de Compensação coordenado por Profª. Drª.

Leia mais

CURSO LIVRE ILUSTRAÇÃO CIENTÍFICA & DESENHO DE NATUREZA

CURSO LIVRE ILUSTRAÇÃO CIENTÍFICA & DESENHO DE NATUREZA MARCO NUNES CORREIA designer de comunicação ilustrador científico CURSO LIVRE ILUSTRAÇÃO CIENTÍFICA & DESENHO DE NATUREZA CURSO DE LONGA DURAÇÃO: 1 ano letivo 3 MÓDULOS TRIMESTRAIS 1 dia por semana 4 horas

Leia mais

GRADE CURRICULAR DO BACHARELADO INTERDISCIPLINAREM ARTES E DESIGN http://www.ufjf.br/biad/

GRADE CURRICULAR DO BACHARELADO INTERDISCIPLINAREM ARTES E DESIGN http://www.ufjf.br/biad/ GRADE CURRICULAR DO BACHARELADO INTERDISCIPLINAREM ARTES E DESIGN http://www.ufjf.br/biad/ ESTRUTURA CURRICULAR DO 1º CICLO Bacharelado interdisciplinar em Artes e Design 3 anos Componentes curriculares

Leia mais

DICA PEDAGÓGICA EDUCAÇÃO INFANTIL

DICA PEDAGÓGICA EDUCAÇÃO INFANTIL DICA PEDAGÓGICA EDUCAÇÃO INFANTIL 1 TÍTULO DO PROGRAMA Balinha e Dentinho. 2 EPISÓDIO TRABALHADO Um punhado de sementes mágicas. 3 SINOPSE DO EPISÓDIO ESPECÍFICO O episódio Um punhado de sementes mágicas

Leia mais

Coordenadoras: Enalva de Santana Santos e Márcia Soares Ramos Alves

Coordenadoras: Enalva de Santana Santos e Márcia Soares Ramos Alves TEMA : BRINCANDO E APRENDENDO NA ESCOLA Coordenadoras: Enalva de Santana Santos e Márcia Soares Ramos Alves Autora: Prof a Cássia de Fátima da S. Souza PÚBLICO ALVO Alunos de 04 anos TEMA: BRINCANDO E

Leia mais

O olho que pensa, a mão que faz, o corpo que inventa

O olho que pensa, a mão que faz, o corpo que inventa Mi gu el v on D an g el Sem t í t ulo, 1993, s er ig r afi a Fot o: Fau st o Fleur y O olho que pensa, a mão que faz, o corpo que inventa Com as proposições didáticas sugeridas, espera-se que os alunos

Leia mais

A boa educação é moeda de ouro, em toda parte tem valore

A boa educação é moeda de ouro, em toda parte tem valore CENTRO EDUCACIONAL SÃO JOSÉ Maternal (2 anos) Material Individual ( ) 2 cadernos grande de 48 folhas brochura ( ) 1 avental ( ) 1 pasta portfólio com 50 folhas ( ) 1 Vidro de Cola branca 90g ( ) 1 lápis

Leia mais

MATRIZ CURRICULAR 1.ª SÉRIE DE OFERTA 99-8791-04 DIDÁTICA 160 0 160 99-8792-04

MATRIZ CURRICULAR 1.ª SÉRIE DE OFERTA 99-8791-04 DIDÁTICA 160 0 160 99-8792-04 Curso: Graduação: Regime: Duração: PEDAGOGIA LICENCIATURA PLENA MATRIZ CURRICULAR SERIADO ANUAL - NOTURNO 4 (QUATRO) ANOS LETIVOS Integralização: A) TEMPO TOTAL - MÍNIMO = 04 (QUATRO) ANOS LETIVOS - MÁXIMO

Leia mais

EU SOU UM BONECO! UMA EXPERIÊNCIA EM AUTORRETRATO

EU SOU UM BONECO! UMA EXPERIÊNCIA EM AUTORRETRATO EU SOU UM BONECO! UMA EXPERIÊNCIA EM AUTORRETRATO Adriana D Agostino Relato de experiência Resumo A experiência apresentada foi realizada em 2013 no Colégio Salesiano Santa Teresinha a partir do material

Leia mais

CURSO DE PEDAGOGIA EMENTÁRIO DAS DISCIPLINAS EMENTÁRIO DAS DISCIPLINAS DO CURSO DE PEDAGOGIA

CURSO DE PEDAGOGIA EMENTÁRIO DAS DISCIPLINAS EMENTÁRIO DAS DISCIPLINAS DO CURSO DE PEDAGOGIA 1 CURSO DE EMENTÁRIO DAS DISCIPLINAS BRUSQUE (SC) 2012 2 SUMÁRIO 1ª FASE... 4 01 BIOLOGIA EDUCACIONAL... 4 02 INVESTIGAÇÃO PEDAGÓGICA: DIVERSIDADE CULTURAL NA APRENDIZAGEM... 4 03 METODOLOGIA CIENTÍFICA...

Leia mais

Universidade São Marcos Pedagogia Comunicação, Educação e Novas Tecnologias RELEITURA DE OBRAS. Jane Ap. Fiorenzano RGM: 048581

Universidade São Marcos Pedagogia Comunicação, Educação e Novas Tecnologias RELEITURA DE OBRAS. Jane Ap. Fiorenzano RGM: 048581 Universidade São Marcos Pedagogia Comunicação, Educação e Novas Tecnologias RELEITURA DE OBRAS Jane Ap. Fiorenzano RGM: 048581 Lenivani S. Brandão RGM: 047438 Melissa F. Caramelo RGM: 049607 Sandra P.

Leia mais

GUIA PEDAGÓGICO PARA OS PAIS 1 ano

GUIA PEDAGÓGICO PARA OS PAIS 1 ano EDUCAÇÃO INFANTIL Maceió, 02 de outubro de 2015. GUIA PEDAGÓGICO PARA OS PAIS 1 ano Senhores pais ou responsáveis Seguem abaixo os temas, objetivos, atividades e evento de culminância dos projetos a serem

Leia mais

TEXTURAS E SENSAÇÕES COM PINTURAS DE AMILCAR DE CASTRO: REFLEXÕES SOBRE A EXPERIÊNCIA DO PIBID DE PEDAGOGIA EDUCAÇÃO INFANTIL.

TEXTURAS E SENSAÇÕES COM PINTURAS DE AMILCAR DE CASTRO: REFLEXÕES SOBRE A EXPERIÊNCIA DO PIBID DE PEDAGOGIA EDUCAÇÃO INFANTIL. TEXTURAS E SENSAÇÕES COM PINTURAS DE AMILCAR DE CASTRO: REFLEXÕES SOBRE A EXPERIÊNCIA DO PIBID DE PEDAGOGIA EDUCAÇÃO INFANTIL. Arachele Maria Santos 1 Maria Joseilda da Silva Oliveira 2 RESUMO Este projeto

Leia mais

Exercícios de desenho utilizando diferentes estratégias de construção de imagens, como transportes, ampliações e colagens.

Exercícios de desenho utilizando diferentes estratégias de construção de imagens, como transportes, ampliações e colagens. Edital SEDAC nº 11/2013 Desenvolvimento da Economia da Cultura FAC - Sociedade Civil Programa de Oficinas do Atelier Subterrânea: do desenho à arquitetura Flávio Gonçalves Oficina: Desenho como Estratégia

Leia mais

PROJETO DAS FACULDADES MAGSUL

PROJETO DAS FACULDADES MAGSUL PROJETO DAS FACULDADES MAGSUL 2013 ( ) ENSINO ( ) PESQUISA ( X ) EXTENSÃO 1. Título: Pintura Mural Releituras Romero Brito Área temática: Inclusão Social 2. Responsável pelo Projeto: ( ) Discente ( X )

Leia mais

VIVENCIANDO MÚLTIPLAS LINGUAGENS NA BIBLIOTECA ESCOLAR: EXPERIÊNCIA DO PIBID/UEMS/PEDAGOGIA

VIVENCIANDO MÚLTIPLAS LINGUAGENS NA BIBLIOTECA ESCOLAR: EXPERIÊNCIA DO PIBID/UEMS/PEDAGOGIA VIVENCIANDO MÚLTIPLAS LINGUAGENS NA BIBLIOTECA ESCOLAR: EXPERIÊNCIA DO PIBID/UEMS/PEDAGOGIA Gabriela Arcas de Oliveira¹; Joice Gomes de Souza²; Giana Amaral Yamin³. UEMS- CEP, 79804970- Dourados-MS, ¹Bolsista

Leia mais

Ateliers de Verão Câmara Municipal do Barreiro

Ateliers de Verão Câmara Municipal do Barreiro Programação de Actividades Julho 02 (4ª) 15h00 Edifício Américo Marinho Hum! Hum! Hum! Que delícia!, sessão I 04 (6ª) 15h00 Auditório Municipal Augusto Cabrita Atelier de Movimento, sessão I 07 (2ª) 15h00

Leia mais

PROJETO ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL

PROJETO ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL PROJETO ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL 1. Tema: Boa alimentação Área de abrangência: (x) Movimento (x) Musicalização (x) Artes Visuais (x) Linguagem Oral e Escrita (x) Natureza e Sociedade (x) Matemática 2. Duração:

Leia mais

O olho que pensa, a mão que faz, o corpo que inventa

O olho que pensa, a mão que faz, o corpo que inventa G onç alo I v o R io Sã o Fr anc isc o (V is t a de Ib ot ir a ma, BA), 1 99 3, s er ig r afi a Fot o: Fau st o Fleur y O olho que pensa, a mão que faz, o corpo que inventa Com as proposições didáticas

Leia mais

Uma Perspectiva Sócio-Histórica do Processo de Alfabetização com Conscientização do Contexto Sociocultural

Uma Perspectiva Sócio-Histórica do Processo de Alfabetização com Conscientização do Contexto Sociocultural Uma Perspectiva Sócio-Histórica do Processo de Alfabetização com Conscientização do Contexto Sociocultural Camila Turati Pessoa (Universidade Federal de Uberlândia) camilatpessoa@gmail.com Ruben de Oliveira

Leia mais

PRODUÇÃO DE MATERIAL DIDÁTICO VOLTADO AO ENSINO DE FÍSICA E A INCLUSÃO NO ENSINO DE FÍSICA

PRODUÇÃO DE MATERIAL DIDÁTICO VOLTADO AO ENSINO DE FÍSICA E A INCLUSÃO NO ENSINO DE FÍSICA DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS EXATAS LABORATÓRIO DE ENSINO DE FÍSICA PRODUÇÃO DE MATERIAL DIDÁTICO VOLTADO AO ENSINO DE FÍSICA E A INCLUSÃO NO ENSINO DE FÍSICA Projeto Bolsa Institucional LICENCIATURAS NOTURNAS

Leia mais

Ementário do Curso de Pedagogia, habilitações: Educação Infantil e Séries Iniciais 2010.2

Ementário do Curso de Pedagogia, habilitações: Educação Infantil e Séries Iniciais 2010.2 01 BIOLOGIA EDUCACIONAL Fase: 1ª Carga Horária: 30 h/a Prática: 30 h/a Créditos: 4 A biologia educacional e os fundamentos da educação. As bases biológicas do crescimento e desenvolvimento humano. A dimensão

Leia mais