Universidade Estadual de Maringá CENTRO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Universidade Estadual de Maringá CENTRO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE"

Transcrição

1 R E S O L U Ç Ã O Nº 080/2010-CI/CCS CERTIDÃO Certifico que a presente resolução foi afixada em local de costume, neste Centro, no dia 22/11/2010. Aprova projeto pedagógico do curso de graduação em Fisioterapia. Maria da Glória M. Wunderlich. Secretária. Considerando o disposto na Resolução n 008/08-COU. Considerando o Parecer nº 005/2010-CI/CCS. Considerando o disposto no Processo nº 495/2010. O CONSELHO INTERDEPARTAMENTAL DO CENTRO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE APROVOU E EU, DIRETORA, SANCIONO A SEGUINTE RESOLUÇÃO: Art. 1º Aprovar o projeto pedagógico do curso de graduação em Fisioterapia, conforme anexos I e II que são partes integrantes desta Resolução. Art. 2º Esta resolução entra em vigor na data de sua publicação, revogadas as disposições em contrário. Dê-se ciência. Cumpra-se. Maringá, 10 de novembro de ADVERTÊNCIA: O prazo recursal termina em 29/11/2010. (Art o do Regimento Geral da UEM) Ângelo José Pavan. Diretor Adjunto.

2 .../Resolução nº 080/2010-CI/CCS 2 ANEXO I MATRIZ CURRICULAR DO CURSO DE GRADUAÇÃO EM FISIOTERAPIA CARGA HORÁRIA Série Depto COMPONENTE CURRICULAR Semanal Semestral (ESPECIFICAR) Anual T P T-P Tot 1º 2º 1ª DCM Anatomia Humana ª DCM Neuroanatomia ª DBC Fundamentos de Biologia Celular ª DBC Genética ª DCM Histologia e Embriologia ª DFS Fisiologia Humana ª DBQ Bioquímica ª DFE Iniciação ao Conhecimento Científico ª DBS História e Fundamentos da Fisioterapia ª DES Bioestatística ª DBS Introdução à Prática Fisioterapêutica I ª DBS Fisioterapia Preventiva e na Promoção da Saúde nos Ciclos de Vida TOTAL 1º semestre = 476 h/a TOTAL 2º semestre = 510 h/a TOTAL = 986 h/a (29 h/semana) 2ª DEN Saúde Coletiva e Epidemiologia ª DCM Anatomia Palpatória ª DBS Patologia Geral ª DFT Farmacologia ª DEF Cinesiologia e Biomecânica ª DCS Cultura e Sociedade ª DEF Ergonomia ª DBS Introdução à Prática Fisioterapêutica II ª DBS Recursos Terapêuticos Manuais ª DBS Imunologia ª DBS Métodos e Técnicas de Avaliação em Fisioterapia ª DPI Psicologia e Fisioterapia TOTAL 1º semestre =374 h/a TOTAL 2º semestre = 476 h/a TOTAL = 850 h/a (25 h/semana) Mó dulo

3 .../Resolução nº 080/2010-CI/CCS 3 Série Depto COMPONENTE CURRICULAR (ESPECIFICAR) CARGA HORÁRIA Semanal Anual Semestral T P T-P Tot 1º 2º 3ª DEN Fundamentos de Enfermagem ª DBS Primeiros Socorros ª DBS Eletrotermofototerapia ª DBS Hidroterapia ª DAB/ DMD Exames Complementares ª DBS Cinesioterapia ª DBS Órtese, Prótese e Reabilitação Profissional ª DBS Ética e Deontologia em Fisioterapia ª DFE Metodologia da Pesquisa Científica ª DAD Administração e Organizações ª DBS Introdução à Prática Fisioterapêutica III a DEF Psicomotricidade TOTAL 1º semestre = 408 hs TOTAL 2º semestre = 408 hs Modular 2 o semestre = 17 h/a TOTAL = 833 h/a (24,5 h/semana) 4ª DBS Fisioterapia Neurofuncional ª DBS Fisioterapia Pediátrica e Neonatal ª DBS Fisioterapia Cardiovascular ª DBS Fisioterapia Pneumofuncional ª DBS Fisioterapia Geriátrica e Reumatológica ª DBS Fisioterapia Ortopédica e Traumatológica ª DBS Fisioterapia Desportiva ª DBS Fisioterapia Uroginecológica e Obstétrica ª DBS Fisioterapia Dermatofuncional ª DBS Fisioterapia em Clínica Médica e Cirúrgica e UTI TOTAL 1º semestre = 527 hs TOTAL 2º semestre = 561hs TOTAL = 1088 h/a (32 h/semana) Mó dulo

4 .../Resolução nº 080/2010-CI/CCS 4 Série Depto COMPONENTE CURRICULAR (ESPECIFICAR) CARGA HORÁRIA Semanal Anual Semestral T P T-P Tot 1º 2º 5ª DBS Estágio Curricular Supervisionado em Fisioterapia Traumato-ortopédica e 4,25 4,25 144,5 Desportiva 5ª DBS Estágio Curricular Supervisionado em Fisioterapia Neurológica 4,25 4,25 144,5 5ª DBS Estágio Curricular Supervisionado em Fisioterapia Geriátrica 4,25 4,25 144,5 5ª DBS Estágio Curricular Supervisionado em Fisioterapia Social 4,5 4, ª DBS Estágio Curricular Supervisionado em Fisioterapia Cardiorrespiratória 4,25 4,25 144,5 5ª DBS Estágio Curricular Supervisionado em Fisioterapia Hospitalar (enfermaria e UTI) 4,25 4,25 144,5 5ª DBS Estágio Curricular Supervisionado em Fisioterapia Ginecológica e Obstétrica e 4,25 4,25 144,5 Dermatofuncional 5ª DBS Trabalho de Conclusão de Curso TOTAL 1º semestre = 544 hs TOTAL 2º semestre = 544 hs TOTAL = 1088 h/a (32 h/semana) TOTAL Mó dulo RESUMO GERAL DO CURRICULO DISTRIBUIÇÃO DA CARGA HORÁRIA DOS COMPONENTES CURRICULARES HORAS 1 Disciplinas de conteúdo básico 1513 h/a 2 Disciplinas de conteúdo específico 3332 h/a 3 Outros (formulário 10-E) - 4 Atividades acadêmicas complementares 240 h/a 5 Total de carga horária do currículo (por habilitações/ênfases/modalidades) 5085 h/a INTEGRALIZAÇÃO CURRICULAR 1 Prazo mínimo para integralização curricular 5 anos 2 Prazo máximo para integralização curricular 8 anos

5 .../Resolução nº 080/2010-CI/CCS 5 ANEXO II EMENTAS, OBJETIVOS E DEPARTAMENTALIZAÇÃO DOS COMPONENTES CURRICULARES DO CURSO DE GRADUAÇÃO EM FISIOTERAPIA ANATOMIA HUMANA Ciências Morfológicas DCM Caracterização macroscópica e morfológica dos sistemas do corpo humano. Conhecer cada sistema que compõe o corpo humano, as funções a eles relacionadas bem como o conhecimento da terminologia oficial em anatomia humana. Conduzir o acadêmico à compreensão da importância dessas estruturas para uma eficiente e adequada atuação no mercado de trabalho. C. Horária: teórico-prática NEUROANATOMIA Ciências Morfológicas DCM Caracterização morfológica e funcional do Sistema Nervoso. Compreender a organização e funcionamento do Sistema Nervoso e suas relações com os outros Sistemas do corpo humano. 2 teórico-prática FUNDAMENTOS DE BIOLOGIA CELULAR Biologia Celular DBC Organização estrutural e funcional das células eucarióticas e seu metabolismo. Fornecer aos alunos conhecimento da estrutura e função das células eucarióticas para compreensão das atividades metabólicas normais e anômalas no organismo humano. 2 teórico-prático GENÉTICA Biologia Celular DBC Aspectos moleculares, estruturais e funcionais da expressão gênica, alteração e transmissão do material genético, padrões de herança e bases moleculares das doenças genéticas. Conhecer as bases moleculares da expressão gênica, os padrões de herança e compreender os principais distúrbios gênicos nos seus aspectos molecular e clínico. 4 teórico-prático 3 teórico-prático HISTOLOGIA E EMBRIOLOGIA Ciências Morfológicas DCM Estudo das fases do desenvolvimento embrionário e dos tecidos que compõem o organismo humano. Compreender os diversos estágios do desenvolvimento embrionário humano. Identificar os diversos tipos de tecidos que compõem o organismo humano. Reconhecer morfologicamente as diferentes células. Compreender as associações dos tecidos que compõem os diferentes órgãos e compreender a organização dos tecidos em diferentes órgãos.

6 .../Resolução nº 080/2010-CI/CCS 6 FISIOLOGIA HUMANA Fisiologia DFS Mecanismos de funcionamento do organismo humano. Promover o conhecimento dos mecanismos de funcionamento do organismo humano no repouso e no movimento, necessário para os estudos do ciclo profissionalizante do curso de Fisioterapia. C. Horária: teórico-prático BIOQUÍMICA Bioquímica DBQ Estudo das estruturas e funções das biomoléculas e dos agregados supramoleculares, das vias metabólicas, dos processos moleculares de codificação e de sinalização intra e intercelulares e das características particulares das vias metabólicas nos diversos órgãos e tecidos. Trabalhar a formação do profissional da Fisioterapia sob a ótica da Bioquímica, com informações detalhadas sobre a estrutura molecular dos seres vivos, tornando-o apto a compreender os processos químicos que ocorrem nos organismos e as funções resultantes das interações moleculares. 4 teóricas INICIAÇÃO AO CONHECIMENTO CIENTÍFICO Fundamentos da Educação DFE Introdução ao pensamento crítico em ciência. Estudo, análise e produção de textos acadêmicos científicos. Desenvolver no acadêmico um pensamento crítico sobre ciência. Ler e analisar textos relacionados ao campo da Fisioterapia. Elaborar textos de acordo com as normas adotadas na Universidade. 2 teórico-prática HISTÓRIA E FUNDAMENTOS DA FISIOTERAPIA Ciências Básicas da Saúde - DBS Abordagem da Fisioterapia a partir da sua história, importância, áreas e locais de atuação. Promover o conhecimento no que se refere à atuação do fisioterapeuta quanto ao seu objeto de trabalho e campos de atuação. Apresentar ao acadêmico as atribuições específicas dentro de cada área de atuação profissional e fornecer bases para a conscientização de uma postura profissional ética e interdisciplinar como profissional de saúde. 2 teóricos BIOESTATÍSTICA Estatística DES Conceitos e métodos estatísticos na análise de dados. Proporcionar ao aluno os conhecimentos de estatística aplicados a dados experimentais. 4 teóricos

7 .../Resolução nº 080/2010-CI/CCS 7 INTRODUÇÃO À PRÁTICA FISIOTERAPÊUTICA I Conhecimento dos principais tipos de serviços de saúde, sua organização e a função do fisioterapeuta. Proporcionar ao aluno o conhecimento teórico e prático das atividades realizadas pelo fisioterapeuta nos diferentes serviços de saúde. 2 teórico-prática FISIOTERAPIA PREVENTIVA E NA PROMOÇÃO DA SAÚDE NOS CICLOS DA VIDA Ciências Básicas da Saúde DBS Paradigmas associados com o processo saúde/doença relacionando a atuação do Profissional Fisioterapeuta com a Promoção e a Prevenção em saúde em diferentes momentos do ciclo vital. Desenvolver um estudo crítico-reflexivo sobre as questões do processo saúde/doença relacionadas com a prevenção e promoção em saúde. Promover intervenções na promoção da saúde como prática do profissional de Fisioterapia. 1 teórico e 1prática SAÚDE COLETIVA E EPIDEMIOLOGIA Enfermagem DEN Construção histórica das políticas públicas de saúde no Brasil. O processo saúdedoença como fenômeno coletivo e os efeitos da organização da sociedade na saúde e ambiente. Utilização da Epidemiologia na análise da situação de saúde, na definição das ações e intervenções prioritárias, bem como no monitoramento e avaliação das intervenções na área de saúde. Compreender o processo saúde-doença. Compreender o espaço geográfico como indissociável da vida do homem. Conhecer as políticas públicas da saúde. Fornecer ao aluno elementos para a análise do processo saúde-doença em coletividades, por meio da aplicação de métodos e técnicas de abordagem epidemiológica. 1 teórico e 1prático 1 teórico e 1prático ANATOMIA PALPATÓRIA Ciências Morfológicas DCM Localização e palpação das estruturas musculoesqueléticas, nervosas e vasculares de diferentes segmentos corporais como auxílio nos procedimentos de avaliação e tratamento fisioterapêutico. Conhecer estruturas anatômicas do corpo humano por meio de técnica palpatória.

8 .../Resolução nº 080/2010-CI/CCS 8 PATOLOGIA GERAL Estudo dos principais processos patológicos gerais, buscando o entendimento da etiopatogenia e dos mecanismos fisiopatológicos de diversas doenças que afetam os sistemas orgânicos do corpo humano. Proporcionar uma base sólida de conhecimento para que o aluno seja capaz de reconhecer os principais agentes etiológicos, identificar as alterações morfológicas e funcionais decorrentes dos principais agravos específicos à saúde e descrever os mecanismos fisiopatológicos das doenças mais usualmente encontradas em pacientes que necessitam de cuidados fisioterapêuticos. 1 teórico e 2 práticos FARMACOLOGIA Farmacologia e Terapêutica DFT Fundamentos de farmacologia de produtos e substâncias quimicamente definidas em relação aos processos: farmacocinético e farmacodinâmico, aplicados à terapêutica, com o propósito da promoção e recuperação da saúde. Estudar os princípios de ação dos fármacos, seus efeitos adversos e as interações medicamentosas. Estudar os fármacos e medicamentos usados nas manifestações gerais das enfermidades, a influência na recuperação do paciente, contribuindo para a formação profissional do fisioterapeuta no âmbito de suas atividades assistenciais, educacionais e na promoção da saúde. 6 teórico-prática CINESIOLOGIA E BIOMECÂNICA Educação Física DEF Estudo dos diversos métodos e técnicas auxiliares ao tratamento fisioterapêutico. Introdução ao estudo da postura e do movimento humano. A Biomecânica do esqueleto, articulações e músculos. Análise da mecânica da postura e dos movimentos corporais. Fornecer aos alunos o conhecimento da aplicação de diferentes métodos baseados em movimentos corporais e manutenção de posturas específicas. 2 teóricos e 1 prática CULTURA E SOCIEDADE Ciências Sociais DCS Análise da formação da sociedade brasileira a partir de perspectivas étnicas e das configurações rurais e urbanas. Abordagem de diversos contextos étnicos, rurais e urbanos no Brasil, considerando seus respectivos contextos culturais relacionados às concepções de corpo, saúde e doença. Análise das relações entre diversidade cultural e saúde. A disciplina visa promover a reflexão sobre as concepções de saúde e doença tanto em contextos rurais quanto urbano-culturais a fim de estimular análises acerca das políticas de saúde. Além disso, pretende oferecer elementos relacionados à diversidade sociocultural que constitui o país, a partir do acesso à produção do conhecimento nas ciências sociais, a fim de habilitar o exercício profissional em favor da consideração da pluralidade humana. 2 teóricos

9 .../Resolução nº 080/2010-CI/CCS 9 ERGONOMIA Educação Física DEF Introdução ao estudo da ergonomia. Os conceitos ergonômicos aplicados a situações da prática fisioterapêutica. Antropometria. Ergonomia do trabalho. Estudar e avaliar o movimento e a postura do ser humano em situações normais do cotidiano e do trabalho. 1 teórico e 1 prática INTRODUÇÃO À PRÁTICA FISIOTERAPÊUTICA II Ciências Básicas da Saúde DBS Participação do acadêmico no atendimento fisioterapêutico, anamnese e avaliação do paciente. Realizar anamnese, avaliação, acompanhamento do atendimento fisioterapêutico e identificar as condutas realizadas. 2 teórico-prática RECURSOS TERAPÊUTICOS MANUAIS Ciências Básicas da Saúde DBS Estudo e aplicação dos recursos terapêuticos manuais no processo saúde e doença. Proporcionar ao aluno o conhecimento teórico e prático dos principais recursos terapêuticos manuais, suas indicações e contra indicações. 1 teórico e 1 prática IMUNOLOGIA Estudo do sistema imunitário humano envolvendo as interações celulares e humorais no mecanismo de defesa e regulação da resposta imune. Resposta imune e imunopatogenia em doenças infecciosas e não infecciosas. Abordar fundamentos básicos de imunologia que permitam ao aluno compreender os mecanismos de defesa do hospedeiro, frente às substâncias estranhas e às interações celulares e humorais, envolvidos no mecanismo de defesa e regulação da resposta imune. 2 teóricos MÉTODOS E TÉCNICAS DE AVALIAÇÃO EM FISIOTERAPIA Principais técnicas e métodos de avaliação utilizados nas diferentes áreas de atuação do fisioterapeuta. Capacitar o acadêmico a realizar a avaliação do paciente por meio de diferentes métodos e técnicas de avaliação física e funcional, utilizados pelo fisioterapeuta. 1 teórico e 1 prática

10 .../Resolução nº 080/2010-CI/CCS 10 PSICOLOGIA E FISIOTERAPIA Psicologia DPI Processos psicológicos envolvidos nas disfunções de diferentes sistemas orgânicos e seus tratamentos: instrumentalização para a prática profissional do fisioterapeuta. Propiciar ao aluno conhecimentos básicos em psicologia, instrumentalizando-o para a escuta psicológica na sua práxis. Propiciar o conhecimento histórico da saúde e saúde mental no Brasil, levando-o a refletir sobre as políticas públicas nesta área. Promover a interação humana e as relações interpessoais: interdisciplinaridade na área da saúde e relação do fisioterapeuta com o paciente (cliente e família). Auxiliar a compreensão dos aspectos psicológicos envolvidos nas doenças na área da fisioterapia. 2 teóricas FUNDAMENTOS DE ENFERMAGEM Enfermagem DEN Procedimentos básicos de enfermagem no sistema hospitalar. Equipamentos e procedimentos utilizados nas unidades de clínica médica, cirúrgica, centro-cirúrgico e unidade de terapia intensiva. Manuseio do paciente que possui drenos e cateteres. Conhecer os procedimentos básicos de enfermagem utilizados no paciente hospitalizado. 1 teórico e 1 prática PRIMEIROS SOCORROS Conhecimentos básicos das técnicas de primeiros socorros para prevenção e atendimento de emergência em fisioterapia. Preparar o aluno para o atendimento em situações de emergência que colocam em risco a integridade física do paciente. Conhecer os princípios de prevenção de lesões. C. Horária: 17 1 teórico-prática ELETROTERMOFOTOTERAPIA Efeitos fisiológicos, indicações, contra-indicações e aplicação dos agentes eletrotermofototerápicos Fornecer ao acadêmico a fundamentação teórica e prática para a utilização de recursos elétricos, térmicos e luminosos na terapêutica. C. Horária: teóricos e 2 práticas HIDROTERAPIA Princípios, propriedades da água e mecânica de fluídos. Efeitos e utilização de exercícios aquáticos terapêuticos. Fornecer ao acadêmico a fundamentação teórica e prática para a utilização da hidroterapia no tratamento e reabilitação de problemas físicos. 1 teórico e 1 prática

11 .../Resolução nº 080/2010-CI/CCS 11 EXAMES COMPLEMENTARES Análises Clínicas e Biomedicina/Medicina DAB/DMD Estudo dos métodos de diagnóstico laboratorial e por imagens das principais doenças que afetam os sistemas orgânicos. Noções sobre radiologia e radioproteção. Interpretação prática dos exames diagnósticos em Fisioterapia. Capacitar o aluno para entender e interpretar exames laboratoriais e por imagem que podem auxiliar na prática fisioterapêutica. 2 teóricos e 2 práticas CINESIOTERAPIA Definição, classificação e utilização da cinesioterapia como prevenção e reabilitação das disfunções dos órgãos e aparelhos do organismo humano. Estudar e compreender o movimento como forma de terapia, suas principais técnicas e aplicações. 1 teórico e 2 práticas ÓRTESE, PRÓTESE E REABILITAÇÃO PROFISSIONAL Conhecimento das próteses, órteses e adaptações necessárias ao processo de reeducação e recuperação físico-funcional, bem como o treinamento para sua utilização. Capacitar o aluno a reconhecer, identificar, manipular, descrever, indicar, prescrever, treinar as órteses e próteses, com base na literatura clássica aceita pela comunidade científica. 2 teóricos e 2 práticas ÉTICA E DEONTOLOGIA EM FISIOTERAPIA Estudo da ética profissional e do código de ética dos Fisioterapeutas. Deontologia. Proporcionar ao aluno o conhecimento dos comportamentos profissionais éticos do fisioterapeuta nos relacionamentos terapeuta-paciente, interprofissionais e sociais. 2 teóricos METODOLOGIA DA PESQUISA CIENTÍFICA Fundamentos da Educação DFE Iniciação à pesquisa e à produção do conhecimento científico através da produção de projetos, artigos e relatórios de pesquisa em Fisioterapia. Conhecer os principais métodos e técnicas de pesquisa relacionados ao campo da Fisioterapia. Apresentar aos acadêmicos as diretrizes que norteiam a elaboração de projetos de pesquisa relatórios de pesquisa e artigos científicos e, apresentação pública. 2 teóricos

12 .../Resolução nº 080/2010-CI/CCS 12 ADMINISTRAÇÃO E ORGANIZAÇÕES Administração DAD Estudo dos conceitos fundamentais da administração, bem como das funções administrativas, das áreas funcionais e dos diversos tipos de organizações. Propiciar aos alunos a oportunidade de discussão dos conceitos fundamentais de Administração, das funções administrativas e das áreas funcionais e sua aplicação dentro da perspectiva do enfoque sistêmico nos diversos tipos de organizações. 2 teóricos INTRODUÇÃO À PRÁTICA FISIOTERAPÊUTICA III Condutas realizadas na prática fisioterapêutica nas diferentes áreas da saúde. Aplicar os conhecimentos em atividades práticas de atendimento fisioterapêutico. 3 teórico-prática PSICOMOTRICIDADE Educação Física DEF Fundamentos teóricos básicos da psicomotricidade. Observação e avaliação do desenvolvimento psicomotor normal e dos distúrbios psicomotores para e intervenção da psicomotricidade. Estudar o desenvolvimento motor normal e as condutas motoras inadequadas e inadaptadas em diversas situações, geralmente ligadas a problemas de comportamento, de desenvolvimento e de maturação psicomotora, de aprendizagem e de âmbito psicoafectivo. 2 teóricos FISIOTERAPIA NEUROFUNCIONAL Estudo das patologias neurológicas abordando os aspectos fisiopatológicos e características clínicas. Propiciar o conhecimento das principais patologias neurológicas. Desenvolver a habilidade de avaliar, programar objetivos e condutas fisioterapêuticas para o paciente neurológico. Desenvolver a habilidade de orientar o paciente, família e ou responsável durante a reabilitação. C. Horária: teóricos e 2 práticas FISIOTERAPIA EM PEDIATRIA E NEONATOLOGIA Fundamentos teóricos e práticos do crescimento e desenvolvimento neuropsicomotor normal e das anomalias congênitas. Conhecimento dos métodos de avaliação e tratamento fisioterapêutico em pediatria e neonatologia. Propiciar ao aluno conhecimentos teóricos e práticos sobre as principais doenças neuro-músculo-esqueléticas e formas de intervenção que auxiliem na tomada de decisões profissionais. Relacionar os aspectos teóricos e práticos dos conteúdos na conduta profissional. C. Horária: teóricos e 2 práticas

13 .../Resolução nº 080/2010-CI/CCS 13 FISIOTERAPIA CARDIOVASCULAR Avaliação, diagnóstico cinético-funcional e programação terapêutica para intervenção em fisioterapia cardiovascular. Demonstrar a importância da ação do fisioterapeuta na condução do paciente acometido por doenças cardíacas. Habilitar o aluno a atuar como agente transformador no prognóstico e tratamento fisioterapêutico das patologias cardíacas. C. Horária: teóricos e 2 práticas FISIOTERAPIA PNEUMOFUNCIONAL Aspectos fisiopatológicos e clínicos em Pneumologia, abordando as patologias, exames complementares, avaliação e tratamento fisioterapêutico. Demonstrar a importância do fisioterapeuta na condução do paciente acometido por doenças pulmonares. Habilitar o aluno a atuar como agente transformador no prognóstico e tratamento fisioterapêutico das patologias pulmonares. Permitir que o aluno adquira conhecimentos sobre ventilação mecânica, incluindo desde os tipos de aparelhos, as modalidades e as estratégias ventilatórias em cada patologia, suas indicações, contra-indicações, vantagens e complicações. C. Horária: teóricos e 2 práticas FISIOTERAPIA GERIÁTRICA E REUMATOLÓGICA Atuação da fisioterapia nas alterações morfofuncionais do processo do envelhecimento e conhecimento de métodos e recursos fisioterapêuticos utilizados no tratamento e reabilitação de patologias reumatológicas. Compreender o processo dinâmico, progressivo e relevante do envelhecimento fisiológico e suas patologias associadas, focalizando os diversos aspectos do envelhecimento, como processo geral e inevitável da vida. Aplicar a Fisioterapia Geriátrica Preventiva em nível ambulatorial, hospitalar e domiciliar. Capacitar o aluno para a avaliação e o tratamento fisioterapêutico em patologias reumatológicas, incluindo programas de orientação e prevenção. Promover conhecimento específico das patologias reumatológicas possibilitando a reabilitação física e funcional frente às doenças reumáticas. 2 teóricos e 1 prática FISIOTERAPIA ORTOPÉDICA E TRAUMATOLÓGICA Aplicação dos fundamentos gerais da fisioterapia em ortopedia e traumatologia. Prevenção, avaliação, diagnóstico e tratamento das lesões traumáticas e disfunções ortopédicas. Promover e aperfeiçoar os conhecimentos técnico, científico e prático em relação aos métodos de avaliação e tratamento em fisioterapia ortopédica e traumatológica. Desenvolver a capacidade de associar o quadro apresentado pelos pacientes à elaboração e à execução do plano de tratamento e de alta fisioterapêutica. Reconhecer a importância da abordagem fisioterapêutica nas lesões ortopédicas e traumáticas. C. Horária: teóricos e 2 práticas

14 .../Resolução nº 080/2010-CI/CCS 14 FISIOTERAPIA DESPORTIVA Fundamentos gerais da fisioterapia desportiva abordando a prevenção, a avaliação, o diagnóstico e o tratamento das diversas lesões desportivas. Promover e aperfeiçoar os conhecimentos técnico, científico e prático em relação aos métodos de avaliação e tratamento em fisioterapia desportiva. Reconhecer a importância da abordagem fisioterapêutica nas lesões ortopédicas e traumáticas ocorridas durante a prática desportiva. 1 teórico-prática 2 teóricos e 1 prática FISIOTERAPIA UROGINECOLÓGICA E OBSTÉTRICA Ciências Básicas da Saúde DBS Saúde da mulher e patologias de atuação fisioterapêutica visando à prevenção e/ou à reabilitação em uroginecologia e obstetrícia. Integrar os conhecimentos das diversas situações clínicas e patológicas específicas em ginecologia e obstetrícia relacionando-as com suas respectivas técnicas de reabilitação e/ou prevenção fisioterapêuticas. Capacitar os discentes para a execução de avaliações e condutas fisioterapêuticas com pacientes que apresentem alterações na área de ginecologia e obstetrícia. 1 teórico e 1 prática FISIOTERAPIA DERMATOFUNCIONAL Ciências Básicas da Saúde DBS Principais distúrbios estéticos, métodos de avaliação e recursos terapêuticos aplicados à fisioterapia dermatofuncional. Avaliar e elaborar planos de tratamento, aplicar técnicas e recursos fisioterapêuticos na prevenção e tratamento das principais disfunções dermatofuncionais. 2 teóricos e 1 prática FISIOTERAPIA EM CLÍNICA MÉDICA E CIRÚRGICA E UTI. Ciências Básicas da Saúde DBS Atuação fisioterapêutica na clínica médica e cirúrgica. Atenção fisioterapêutica no pré e pós-operatório de acordo com o quadro clínico do paciente e conduta fisioterapêutica em unidades hospitalares. Promover e aperfeiçoar os conhecimentos técnico, científico e prático em relação aos métodos de avaliação, indicações e tratamento em fisioterapia clínica, hospitalar e em UTIs

15 .../Resolução nº 080/2010-CI/CCS 15 ESTÁGIO SUPERVISIONADO EM FISIOTERAPIA TRAUMATO-ORTOPÉDICA E DESPORTIVA Atuação fisioterapêutica nas áreas de assistência à saúde, no âmbito público, em UBS e domiciliar, com a aplicação dos procedimentos fisioterápicos necessários. Promover e aperfeiçoar o conhecimento técnico, científico e prático dos métodos e técnicas de avaliação e tratamento em fisioterapia ortopédica, traumatológica e desportiva. Desenvolver a capacidade de associar o quadro apresentado pelos pacientes à elaboração e execução do plano de tratamento e da alta fisioterapêutica. C. Horária: 144,5 4,25 práticas ESTÁGIO SUPERVISIONADO EM FISIOTERAPIA NEUROLÓGICA Prática da rotina de atendimento do serviço de fisioterapia em unidade hospitalar e/ou ambulatorial, na área de neurologia. Capacitar o aluno na realização da avaliação e tratamento das principais doenças neurológicas e suas respectivas disfunções em adultos e crianças. Desenvolver a habilidade de orientar o paciente, família e ou responsável durante a reabilitação neurológica. C. Horária: 144,5 4,25 práticas ESTÁGIO SUPERVISIONADO EM FISIOTERAPIA GERIÁTRICA Prática da rotina de atendimento do serviço de fisioterapia em unidade hospitalar e/ou ambulatorial, na área de geriatria. Proporcionar ao aluno condições de experiências práticas em seu aprendizado teórico, possibilitando o desenvolvimento de sua capacidade científica e criativa na área de fisioterapia geriátrica C. Horária: 144,5 4,25 práticas ESTÁGIO SUPERVISIONADO EM FISIOTERAPIA SOCIAL Atuação fisioterapêutica nas áreas de assistência à saúde, no âmbito público, em UBS e domiciliar, com a aplicação dos procedimentos fisioterápicos necessários. Proporcionar ao aluno condições de experiências práticas em seu aprendizado teórico, possibilitando o desenvolvimento de atividades reais de ação do fisioterapeuta em unidades básicas de saúde. C. Horária: 153 4,5 práticas ESTÁGIO SUPERVISIONADO EM FISIOTERAPIA CARDIORRESPIRATÓRIA Prática da rotina de atendimento do serviço de fisioterapia em unidade hospitalar e/ou ambulatorial, na área cardiorespiratória. Proporcionar ao aluno condições de experiências práticas em seu aprendizado teórico, possibilitando o desenvolvimento de sua capacidade científica e criativa na área de fisioterapia cardiorespiratória. C. Horária: 144,5 4,25 práticas

16 .../Resolução nº 080/2010-CI/CCS 16 ESTÁGIO SUPERVISIONADO EM FISIOTERAPIA HOSPITALAR (ENFERMARIA E UTI) Aprimoramento do conhecimento teórico-prático na área da fisioterapia motora e cardiorrespiratória em ambiente hospitalar por meio da vivência prática. Capacitar o aluno à aplicação do seu conhecimento teórico de fisioterapia na prática hospitalar através da avaliação, objetivos e aplicação de condutas fisioterapêuticas. Promover uma visão crítica do aluno com relação aos fatores extrínsecos e intrínsecos que influenciam na evolução funcional do paciente. Integrar o aluno a uma equipe multiprofissional, visando assim à ampliação dos seus conhecimentos. C. Horária: 144,5 4,25 práticas ESTÁGIO SUPERVISIONADO EM FISIOTERAPIA GINECOLÓGICA E OBSTÉTRICA E DERMATOFUNCIONAL Aprimoramento do conhecimento teórico-prático na área da fisioterapia ginecológica, obstétrica e dermatofuncional. Proporcionar ao aluno condições de experiências práticas em seu aprendizado teórico, possibilitando o desenvolvimento de sua capacidade científica e criativa na área de fisioterapia ginecológica e obstétrica e dermatofuncional. C. Horária: 144,5 4,25 práticas TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO - TCC Orientação para o desenvolvimento do projeto, execução e apresentação do trabalho de conclusão de curso. Instrumentalizar e orientar o aluno em todas as etapas de realização do TCC. 2 teórico-prática

Avaliar, sistematizar e decidir as condutas mais adequadas, baseadas em evidências científicas;

Avaliar, sistematizar e decidir as condutas mais adequadas, baseadas em evidências científicas; CURSO: FISIOTERAPIA Missão O curso de Fisioterapia da Universidade Estácio de Sá, através de uma estrutura embasada em princípios contemporâneos, tem por missão a formação de um fisioterapeuta generalista,

Leia mais

EMENTAS DAS DISCIPLINAS

EMENTAS DAS DISCIPLINAS EMENTAS DAS DISCIPLINAS Ementas das Disciplinas CURSO DE GRADUAÇÃO DE FISIOTERAPIA ATIVIDADES COMPLEMENTARES As atividades complementares correspondem a 204 horas realizadas nos diferentes espaços proporcionados

Leia mais

Curso: Fisioterapia Currículo: 2. Estágios obrigatórios. Atividades Complementares. Disciplina Optativa. Disciplinas Pré Req.

Curso: Fisioterapia Currículo: 2. Estágios obrigatórios. Atividades Complementares. Disciplina Optativa. Disciplinas Pré Req. INSTITUTO DE EDUCAÇÃO SUPERIOR RAIMUNDO SÁ - FACULDADE R.SÁ Curso: Fisioterapia Currículo: 2 Modalidade: Bacharelado Período de Integração: 4,5 anos Máximo: 8 anos Matriz Curricular Conteúdos obrigatórios

Leia mais

CURSO DE BACHARELADO EM FISIOTERAPIA-FORMAÇÃO FISIOTERAPEUTA

CURSO DE BACHARELADO EM FISIOTERAPIA-FORMAÇÃO FISIOTERAPEUTA CURSO DE BACHARELADO EM FISIOTERAPIA-FORMAÇÃO FISIOTERAPEUTA Coordenaçăo: Profª. Esp. Lidiane Alves Dias E-mail: fisioterapia@immes.com.br Telefone (96)3223-4244 ramal: 219 Conceito É uma ciência da Saúde

Leia mais

Bacharelado em Fisioterapia

Bacharelado em Fisioterapia Curso: Bacharelado em Fisioterapia Portaria de Autorização n 536, de 25 de Agosto de 2014 Publicado em 26 de Agosto de 2014 Diploma em: Bacharel em Fisioterapia Período de Integralização: Mínimo 10 (Dez)

Leia mais

Anatomia Humana I N/H 72 4. Biofísica N/H 72 4. Biologia Celular e Molecular N/H 72 2. Fundamentos de Fisioterapia N/H 36 2

Anatomia Humana I N/H 72 4. Biofísica N/H 72 4. Biologia Celular e Molecular N/H 72 2. Fundamentos de Fisioterapia N/H 36 2 Faculdades Integradas do Extremo Sul da Bahia Portaria MEC n º 1.77, de 13 de junho de 00 CURSO DE FISIOTERAPIA Estrutura Curricular 1º PERÍODO Anatomia Humana I N/H 7 Biofísica N/H 7 Biologia Celular

Leia mais

CURSO DE MEDICINA - MATRIZ CURRICULAR 2013

CURSO DE MEDICINA - MATRIZ CURRICULAR 2013 CURSO DE MEDICINA - MATRIZ CURRICULAR 2013 Eixos longitudinais, conteúdos e objetivos cognitivos psicomotores Eixos transversais, objetivos Per. 1º Ano eixo integrador: O CORPO HUMANO CH INT. COMUM. HAB.

Leia mais

1º SEMESTRE CARGA HORÁRIA TEORICA PRATICA TOTAL. 1. Anatomia Humana 45 45 90 06-2. Antropologia Teológica 30-30 02 -

1º SEMESTRE CARGA HORÁRIA TEORICA PRATICA TOTAL. 1. Anatomia Humana 45 45 90 06-2. Antropologia Teológica 30-30 02 - ESTRUTURA CURRICULAR DO CURSO DE BACHARELADO EM FISIOTERAPIA 1º SEMESTRE 1. Anatomia Humana 45 45 90 06-2. Antropologia Teológica 30-30 02-3. Biologia Celular e Molecular 45 15 60 04-4. Estatística e Informática

Leia mais

DISCIPLINAS E CARGA HORÁRIA

DISCIPLINAS E CARGA HORÁRIA Carga Horária: Especificação DISCIPLINAS E CARGA HORÁRIA Nº de Horas Carga Horária da Grade Curricular 3.060 204 Carga Horária de s 900 60 Carga Horária de Disciplinas Eletivas Obrigatórias 90 06 CARGA

Leia mais

CURSO: ENFERMAGEM. Objetivos Específicos 1- Estudar a evolução histórica do cuidado e a inserção da Enfermagem quanto às

CURSO: ENFERMAGEM. Objetivos Específicos 1- Estudar a evolução histórica do cuidado e a inserção da Enfermagem quanto às CURSO: ENFERMAGEM Missão Formar para atuar em Enfermeiros qualificados todos os níveis de complexidade da assistência ao ser humano em sua integralidade, no contexto do Sistema Único de Saúde e do sistema

Leia mais

ESTRUTURA CURRICULAR 2014/1. 60 h. 104 h. 146 h. 72 h 2º SEMESTRE. Carga horária

ESTRUTURA CURRICULAR 2014/1. 60 h. 104 h. 146 h. 72 h 2º SEMESTRE. Carga horária MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DOS VALES DO JEQUITINHONHA E MUCURI FACULDADE DE MEDICINA DE DIAMANTINA - FAMED CURSO DE GRADUAÇÃO EM MEDICINA ESTRUTURA CURRICULAR 2014/1 MED001 MED002 MED003

Leia mais

Estrutura Curricular para o Curso de Fisioterapia Noturno (5 anos)

Estrutura Curricular para o Curso de Fisioterapia Noturno (5 anos) Estrutura Curricular para o Curso de Fisioterapia Noturno (5 anos) Sem. Eixos Disciplinas h/a h 1. Biologia, Microbiologia e Imunologia 02/40 - Matérias Biológicas 2. Anatomia Humana I 3. Histologia e

Leia mais

Grade Curricular Integral 4 anos (com as modificações realizadas em vermelho)

Grade Curricular Integral 4 anos (com as modificações realizadas em vermelho) Grade Curricular Integral 4 anos (com as modificações realizadas em vermelho) 1. Biologia, Microbiologia e Imunologia 02/40 - Matérias Biológicas 2. Anatomia Humana I 3. Histologia e Embriologia 02/40-4.

Leia mais

EMENTÁRIO DAS DISICIPLINAS DO CURSO DE FISIOTERAPIA (Currículo iniciado em 2010)

EMENTÁRIO DAS DISICIPLINAS DO CURSO DE FISIOTERAPIA (Currículo iniciado em 2010) EMENTÁRIO DAS DISICIPLINAS DO CURSO DE FISIOTERAPIA (Currículo iniciado em 2010) ADMINISTRAÇÃO EM FISIOTERAPIA C/H 68 (2435) Introdução, princípios, bases legais e elementos da administração. Atuação da

Leia mais

Matriz 2007... 02. Matriz 2010... 04. Matriz 2012... 07

Matriz 2007... 02. Matriz 2010... 04. Matriz 2012... 07 Página 1 Sumário Matriz 2007... 02 Matriz 2010... 04 Matriz 2012... 07 Página 2 MATRIZ CURRICULAR 2007 1º Período Anatomia I 80 Biofísica I 40 Biologia Geral 60 Bioquímica 80 História e Fundamentos da

Leia mais

BACHARELADO EM ADMINISTRAÇÃO

BACHARELADO EM ADMINISTRAÇÃO BACHARELADO EM ADMINISTRAÇÃO Administração de Produção I Administração de Recursos Humanos I Administração de Recursos Materiais Administração de Sistemas de Informação Administração Financeira e Orçamentária

Leia mais

LISTAGEM DAS UNIDADES DE ENSINO OFERTADAS PARA OS CURSOS DE GRADUAÇÃO EM 2015/2 * EM REGIME DE DEPENDÊNCIA/ADAPTAÇÃO

LISTAGEM DAS UNIDADES DE ENSINO OFERTADAS PARA OS CURSOS DE GRADUAÇÃO EM 2015/2 * EM REGIME DE DEPENDÊNCIA/ADAPTAÇÃO Administração de Adm. em Serviços de Enfermagem Hospitalar Enfermagem Administração Mercadológica I / Marketing / Administração Mercadológica II Algoritmos e Técnicas de Programação Análise Ambiental Biomedicina

Leia mais

LISTAGEM DAS UNIDADES DE ENSINO OFERTADAS PARA OS CURSOS DE GRADUAÇÃO EM 2015/1 * EM REGIME DE DEPENDÊNCIA/ADAPTAÇÃO

LISTAGEM DAS UNIDADES DE ENSINO OFERTADAS PARA OS CURSOS DE GRADUAÇÃO EM 2015/1 * EM REGIME DE DEPENDÊNCIA/ADAPTAÇÃO Administração da Enfermagem na Atenção Primária a Saúde Enfermagem Administração de Produção Administração Administração de Produção II Administração Administração de Sistemas de Informação Administração/

Leia mais

1º Semestre. 2º Semestre. C/H T C/H P Componente Pré-Requisito D462 ÉTICA, BIOÉTICA E DEONTOLOGIA 60 h/a --- CFB --- D439

1º Semestre. 2º Semestre. C/H T C/H P Componente Pré-Requisito D462 ÉTICA, BIOÉTICA E DEONTOLOGIA 60 h/a --- CFB --- D439 1º Semestre D531 FUNDAMENTOS E HISTORIA DA CFB 60 h/a FISIOTERAPIA D052 ANATOMIA HUMANA I 60 h/a 40 h/a CFB D1052 SOCIOLOGIA DA SAÚDE 60 h/a CFB D484 FISIOLOGIA HUMANA 60 h/a 40 h/a CFB D657 LEITURA E

Leia mais

Matriz Curricular. Carga Horária. Unidades Acadêmicas. Período

Matriz Curricular. Carga Horária. Unidades Acadêmicas. Período Matriz Curricular Período 1º Unidades Acadêmicas UAI: Introdução ao Estudo da Odontologia Conhecer a estrutura do indivíduo nas suas bases biomoleculares e celulares quanto às propriedades e interrelações

Leia mais

Universidade Estadual de Maringá CENTRO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE

Universidade Estadual de Maringá CENTRO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE R E S O L U Ç Ã O Nº 031/2010-CI/CCS CERTIDÃO Certifico que a presente resolução foi afixada em local de costume, neste Centro, no dia 15/07/2010. Aprovar alterações curriculares no projeto pedagógico

Leia mais

BACHARELADO EM ADMINISTRAÇÃO

BACHARELADO EM ADMINISTRAÇÃO BACHARELADO EM ADMINISTRAÇÃO Administração de Produção I Administração de Produção II Administração de Recursos Humanos I Administração de Recursos Materiais Administração Financeira e Orçamentária I Administração

Leia mais

EDITAL nº 103/2009 - ANEXO I CONCURSO PÚBLICO PARA O MAGISTÉRIO SUPERIOR DA UEA. Escola Superior de Ciências da Saúde

EDITAL nº 103/2009 - ANEXO I CONCURSO PÚBLICO PARA O MAGISTÉRIO SUPERIOR DA UEA. Escola Superior de Ciências da Saúde EDITAL nº 103/2009 - ANEXO I CONCURSO PÚBLICO PARA O MAGISTÉRIO SUPERIOR DA UEA Escola Superior de Ciências da Saúde Período de Inscrição: 18 de janeiro de 2010 a 19 de fevereiro de 2010. Local de Inscrição:

Leia mais

CURSO SUPERIOR DE GRADUAÇÃO EM ENFERMAGEM GRADE DETALHADA DO CURSO COM AS EMENTAS DAS DISCIPLINAS 1º PERÍODO

CURSO SUPERIOR DE GRADUAÇÃO EM ENFERMAGEM GRADE DETALHADA DO CURSO COM AS EMENTAS DAS DISCIPLINAS 1º PERÍODO CURSO SUPERIOR DE GRADUAÇÃO EM ENFERMAGEM GRADE DETALHADA DO CURSO COM AS EMENTAS DAS DISCIPLINAS 1º PERÍODO Biologia Geral, Citologia e Genética Estudo da célula, seus componentes e relação com as funções

Leia mais

C.H DISCIPLINAS T P CRÉDITO

C.H DISCIPLINAS T P CRÉDITO Resolução UNICASTELO GR/ nº. 070 / 09 O Reitor e Presidente do Conselho de Ensino Pesquisa e Extensão CONSEPE e do Conselho Universitário CONSUN, Gilberto Luiz Moraes Selber, no uso das atribuições legais,

Leia mais

Estrutura Curricular do Curso de Medicina Habilitação: Bacharel em Medicina Carga Horária: 8220 horas Regime: Semestral Turno de Aplicação: Integral

Estrutura Curricular do Curso de Medicina Habilitação: Bacharel em Medicina Carga Horária: 8220 horas Regime: Semestral Turno de Aplicação: Integral FAHESA - Faculdade de Ciências Humanas, Econômicas e da Saúde de Araguaína. ITPAC - INSTITUTO TOCANTINENSE PRESIDENTE ANTÔNIO CARLOS LTDA. Av. Filadélfia, 568 Setor Oeste Araguaína TO CEP 77.816-540 Fone:

Leia mais

Centro Universitário Metodista Izabela Hendrix Condições de Oferta dos Cursos. Reitora: Profa. Márcia Nogueira Amorim. Campus Praça da Liberdade

Centro Universitário Metodista Izabela Hendrix Condições de Oferta dos Cursos. Reitora: Profa. Márcia Nogueira Amorim. Campus Praça da Liberdade Centro Universitário Metodista Izabela Hendrix Condições de Oferta dos Cursos Reitora: Profa. Márcia Nogueira Amorim Campus Praça da Liberdade Professores Titulação Disciplinas Regime Adriana Rodrigues

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO RESOLUÇÃO N 81/2010 SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO Altera a Resolução nº. 46/2009 do CONSEPE, que aprova o Projeto Pedagógico do

Leia mais

Curso de Graduação em MEDICINA Plano Curricular Pleno 2014/1

Curso de Graduação em MEDICINA Plano Curricular Pleno 2014/1 Curso de Graduação em MEDICINA Plano Curricular Pleno 2014/1 MED-100 - Unidades de Ensino da área de conhecimento das bases moleculares e celulares dos processos normais e alterados, da estrutura e função

Leia mais

SERVIÇO NACIONAL DE SELEÇÃO PÚBLICA S/C LTDA

SERVIÇO NACIONAL DE SELEÇÃO PÚBLICA S/C LTDA CURSO DIREITO PRIMEIRO SEMESTRE HISTÓRIA DO DIREITO B E A C E B A D C C LEITURA E PRODUÇÃO DE TEXTO A E D E C A D D A B PSICOLOGIA GERAL B E D C C C A E D B PORTUGUÊS JURÍDICO A D A C B B C C D B SOCIOLOGIA

Leia mais

Processo Pedagógico de Formação do aluno do curso medico do UNI-BH

Processo Pedagógico de Formação do aluno do curso medico do UNI-BH Processo Pedagógico de Formação do aluno do curso medico do UNI-BH A proposta pedagógica para formação do medico dentro do curso do UNI-BH baseia-se na estruturação em três módulos de conteúdo bem definido

Leia mais

CURSO DE BACHARELADO EM NUTRIÇÃO-FORMAÇÃO NUTRICIONISTA

CURSO DE BACHARELADO EM NUTRIÇÃO-FORMAÇÃO NUTRICIONISTA CURSO DE BACHARELADO EM NUTRIÇÃO-FORMAÇÃO NUTRICIONISTA Coordenaçăo: Profª. MS. Mara Rosana dos Santos E-mail: nutricao@immes.com.br Telefone (96)3223-4244 ramal: 211 Ser Nutricionista É atuar em todas

Leia mais

CURSO DE BACHARELADO EM ODONTOLOGIA-FORMAÇÃO ODONTÓLOGO

CURSO DE BACHARELADO EM ODONTOLOGIA-FORMAÇÃO ODONTÓLOGO CURSO DE BACHARELADO EM ODONTOLOGIA-FORMAÇÃO ODONTÓLOGO E-mail: odontologia@immes.com.br Telefone (96)3223-4244 ramal: 228 Objetivos do Curso Formar Odontólogo para atuar em todos os níveis de atenção

Leia mais

1º SEMESTRE 30 30-02 2º SEMESTRE CARGA HORÁRIA TOTAL TEORIA PRÁTICA

1º SEMESTRE 30 30-02 2º SEMESTRE CARGA HORÁRIA TOTAL TEORIA PRÁTICA 1º SEMESTRE Introdução a 90 60 30 06 Anatomia Humana 90 60 30 06 Biologia Celular e Molecular Embriologia e Histologia Humana Antropologia da Saúde Educação em Saúde Relações Étnico-Raciais Metodologia

Leia mais

FACULDADE CATÓLICA SALESIANA DO ESPÍRITO SANTO

FACULDADE CATÓLICA SALESIANA DO ESPÍRITO SANTO FACULDADE CATÓLICA SALESIANA DO ESPÍRITO SANTO SECRETARIA GERAL/FCSES EDITAL Nº009/2010 EDITAL DE SELEÇÃO DO PROGRAMA DE MONITORIA VOLUNTÁRIA PARA O 2º SEMESTRE DE 2010 A Secretária Geral da Faculdade

Leia mais

BACHARELADO EM ADMINISTRAÇÃO

BACHARELADO EM ADMINISTRAÇÃO BACHARELADO EM ADMINISTRAÇÃO Administração de Produção Administração Financeira Administração Mercadológica II Análise das Demonstrações Financeiras Auditoria Comércio Exterior e Economia Internacional

Leia mais

RESOLUÇÃO. Artigo 2º - O Currículo, ora alterado, será implantado no 2º semestre letivo de 2001 para os alunos matriculados no 4º semestre.

RESOLUÇÃO. Artigo 2º - O Currículo, ora alterado, será implantado no 2º semestre letivo de 2001 para os alunos matriculados no 4º semestre. RESOLUÇÃO CONSEPE 38/2001 ALTERA O CURRÍCULO DO CURSO DE ENFERMAGEM, REGIME SERIADO SEMESTRAL, DO CÂMPUS DE BRAGANÇA PAULISTA. O Presidente do Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão - CONSEPE, no uso

Leia mais

Programas Seleção Conteúdo Vagas com bolsas Vagas sem bolsa Data da seleção

Programas Seleção Conteúdo Vagas com bolsas Vagas sem bolsa Data da seleção Programas Seleção Conteúdo Vagas com bolsas Vagas sem bolsa Data da seleção Processo de Trabalho em saúde: Integralidade e Cuidado do 6º ou 7º Biossegurança no trabalho, aspectos legais, suas classificações

Leia mais

FACULDADE DE INTEGRAÇÃO DO SERTÃO FIS

FACULDADE DE INTEGRAÇÃO DO SERTÃO FIS FACULDADE DE INTEGRAÇÃO DO SERTÃO FIS Portaria MEC nº 1.931, de dezembro de 2006, publicada no DOU de 08 de Dezembro de 2006. Rua João Luiz de Melo, 2110. Bairro Tancredo Neves. CEP. 56909-205. Serra Talhada/PE/Brasil.

Leia mais

Agente Comunitário em Saúde

Agente Comunitário em Saúde Agente Comunitário em Saúde Introdução a Informática Ações de Promoção do ambiente saudável A sociedade em que vivemos Construção de Redes Comunitárias e Promoção à Saúde Introdução à Profissão de Agente

Leia mais

Cré d. Cód Sem Módulo Ementa Créd

Cré d. Cód Sem Módulo Ementa Créd Conselho Universitário - CONSUNI Câmara de Ensino Curso de Graduação em Odontologia da UNIPLAC Quadro de Equivalência para Fins de Aproveitamento de Estudos entre duas Estruturas Curriculares Modulares

Leia mais

CARGA CURSO DISCIPLINA

CARGA CURSO DISCIPLINA CARGA CURSO DISCIPLINA HORARIA Administração AD ADMINISTRAÇÃO DE RECURSOS MATERIAIS E PATRIMONIAIS II 40 AD CONTABILIDADE E CUSTOS II 40 AD CONTABILIDADE GERENCIAL 40 AD ECONOMIA INDUSTRIAL 40 AD ESTATÍSTICA

Leia mais

DIRETRIZES CURRICULARES NACIONAIS DO CURSO DE GRADUAÇÃO EM MEDICINA

DIRETRIZES CURRICULARES NACIONAIS DO CURSO DE GRADUAÇÃO EM MEDICINA DIRETRIZES CURRICULARES NACIONAIS DO CURSO DE GRADUAÇÃO EM MEDICINA 1. PERFIL DO FORMANDO EGRESSO/PROFISSIONAL Médico, com formação generalista, humanista, crítica e reflexiva. Capacitado a atuar, pautado

Leia mais

EMENTÁRIO DAS DISCIPLINAS DO CURSO DE ENFERMAGEM (Currículo iniciado em 2010)

EMENTÁRIO DAS DISCIPLINAS DO CURSO DE ENFERMAGEM (Currículo iniciado em 2010) EMENTÁRIO DAS DISCIPLINAS DO CURSO DE ENFERMAGEM (Currículo iniciado em 2010) ANATOMIA HUMANA CH 102 (2372) Estudo morfológico dos órgãos e sistemas que constituem o organismo humano, com ênfase para os

Leia mais

Universidade Estadual de Maringá Centro de Ciências Humanas, Letras e Artes

Universidade Estadual de Maringá Centro de Ciências Humanas, Letras e Artes R E P U B L I C A Ç Ã O R E S O L U Ç Ã O N.º 143/2011 CI / CCH CERTIDÃO Certifico que a presente resolução foi afixada em local de costume, neste Centro, no dia 27/08/2012. João Carlos Zanin, Secretário

Leia mais

EMENTAS DAS DISCIPLINAS DO CURSO DE GRADUAÇÃO EM TERAPIA OCUPACIONAL 1 º PERÍODO

EMENTAS DAS DISCIPLINAS DO CURSO DE GRADUAÇÃO EM TERAPIA OCUPACIONAL 1 º PERÍODO EMENTAS DAS DISCIPLINAS DO CURSO DE GRADUAÇÃO EM TERAPIA OCUPACIONAL 1 º PERÍODO 1) História da Terapia Ocupacional (30 hs) EMENTA: Marcos históricos que antecederam o surgimento formal da profissão de

Leia mais

Universidade Estadual de Maringá Centro de Ciências Humanas, Letras e Artes

Universidade Estadual de Maringá Centro de Ciências Humanas, Letras e Artes R E S O L U Ç Ã O Nº 118/2012 CI / CCH CERTIDÃO Certifico que a presente resolução foi afixada em local de costume, neste Centro, no dia 14/08/2012. João Carlos Zanin, Secretário Aprova Alterações no Projeto

Leia mais

1º SEMESTRE BACHARELADO EDUCAÇÃO FÍSICA MATUTINO

1º SEMESTRE BACHARELADO EDUCAÇÃO FÍSICA MATUTINO GABARITO. 1º SEMESTRE BACHARELADO EDUCAÇÃO FÍSICA MATUTINO ANATOMIA HUMANA E C E C C B C E A D RESPONSABILIDADE SOCIAL E AMBIENTAL E C E D D E A B B C FILOSOFIA E ÉTICA D C E A C A E D D D PSICOLOGIA GERAL

Leia mais

ENFERMAGEM. 1. TURNO: Integral GRAU ACADÊMICO: Enfermeiro. PRAZOS PARA CONCLUSÃO: Mínimo = 4 anos

ENFERMAGEM. 1. TURNO: Integral GRAU ACADÊMICO: Enfermeiro. PRAZOS PARA CONCLUSÃO: Mínimo = 4 anos ENFERMAGEM 1. TURNO: Integral GRAU ACADÊMICO: Enfermeiro PRAZOS PARA CONCLUSÃO: Mínimo = 4 anos Máximo = 7 anos 2. OBJETIVO/PERFIL DO PROFISSIONAL A SER FORMADO Enfermeiro com competência técnico-científica

Leia mais

MATRIZ CURRICULAR SERIADO ANUAL - NOTURNO 4 (QUATRO) ANOS LETIVOS. B) TEMPO ÚTIL (Carga Horária) = 3.840 H/AULA CURRÍCULO PLENO 1.

MATRIZ CURRICULAR SERIADO ANUAL - NOTURNO 4 (QUATRO) ANOS LETIVOS. B) TEMPO ÚTIL (Carga Horária) = 3.840 H/AULA CURRÍCULO PLENO 1. MATRIZ CURRICULAR Curso: Graduação: Regime: Duração: NUTRIÇÃO BACHARELADO SERIADO ANUAL - NOTURNO 4 (QUATRO) ANOS LETIVOS Integralização: A) TEMPO TOTAL - MÍNIMO = 4 (QUATRO) ANOS LETIVOS - MÁIMO = 7 (SETE)

Leia mais

FEFUC - FOLDER EXPLICATIVO DE FUNCIONAMENTO DE CURSOS CURSO DE FARMÁCIA 1ª LINHA CONCEITUAL: CARACTERIZAÇÃO DO PROFISSIONAL DE FARMÁCIA

FEFUC - FOLDER EXPLICATIVO DE FUNCIONAMENTO DE CURSOS CURSO DE FARMÁCIA 1ª LINHA CONCEITUAL: CARACTERIZAÇÃO DO PROFISSIONAL DE FARMÁCIA 1 FEFUC - FOLDER EXPLICATIVO DE FUNCIONAMENTO DE CURSOS CURSO DE FARMÁCIA 1ª LINHA CONCEITUAL: CARACTERIZAÇÃO DO PROFISSIONAL DE FARMÁCIA O PROFISSIONAL FARMACÊUTICO O Farmacêutico é um profissional da

Leia mais

III Princípios Gerais da Formação Médica

III Princípios Gerais da Formação Médica I Motivação Aprovação da Lei 12.871 de 22/10/2013; Necessidade de ter diretrizes curriculares em sintonia com o programa Mais Médicos; A oportunidade de atualizar e aprimorar as diretrizes de 2001; Acompanhar

Leia mais

Especialização em Fisioterapia Traumato-Ortopédica Funcional - NOVO

Especialização em Fisioterapia Traumato-Ortopédica Funcional - NOVO Especialização em Fisioterapia Traumato-Ortopédica Funcional - NOVO Apresentação Previsão de Início Agosto Inscrições em Breve - Turma 01 - Campus Stiep O curso de Especialização em Fisioterapia Traumato-Ortopédica

Leia mais

EDITAL DE MONITORIA DOS CURSOS DA SAÚDE 2015.1. Período de inscrição para monitoria: 10 a 13 de fevereiro de 2015.

EDITAL DE MONITORIA DOS CURSOS DA SAÚDE 2015.1. Período de inscrição para monitoria: 10 a 13 de fevereiro de 2015. EDITAL DE MONITORIA DOS CURSOS DA SAÚDE 25.1. Período de inscrição para monitoria: 10 a 13 de fevereiro de 25. Local: SALA 20/BLOCO E/CAMPUS II (DIREÇÃO DA SAÚDE) Horário: de segunda à sexta-feira das

Leia mais

EMENTAS DAS DISCIPLINAS

EMENTAS DAS DISCIPLINAS EMENTAS DAS DISCIPLINAS CURSO DE GRADUAÇÃO DE PSICOLOGIA Ementário/abordagem temática/bibliografia básica (3) e complementar (5) Morfofisiologia e Comportamento Humano Ementa: Estudo anátomo funcional

Leia mais

ANEXO I ÁREA DE FORMAÇÃO E TITULAÇÃO MÍNIMA

ANEXO I ÁREA DE FORMAÇÃO E TITULAÇÃO MÍNIMA 1 CURSO DE MEDICINA CÓD. DISCIPLINAS 001 Inglês 1 I 12 Curso formação completo em língua Inglesa ou título proficiência em língua inglesa. 002 Interação à Saú Comunitária I 2 I 12 ou Saú Coletiva ou Graduação

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTADUAL DO CENTRO-OESTE-UNICENTRO Campus CEDETEG ENSALAMENTO DOS CURSOS DE GRADUAÇÃO. Setor de Ciências da Saúde FISIOTERAPIA 2014

UNIVERSIDADE ESTADUAL DO CENTRO-OESTE-UNICENTRO Campus CEDETEG ENSALAMENTO DOS CURSOS DE GRADUAÇÃO. Setor de Ciências da Saúde FISIOTERAPIA 2014 1ª SÉRIE ANUAL MANHÃ 7h30min 8h20min Neuroanatomia Funcional (A) Citologia/Histologia (A) Bioquímica (B) 9h10min Neuroanatomia Funcional (A) Citologia/Histologia (A) Bioquímica (B) 10h10min Neuroanatomia

Leia mais

MEDICINA. Nome IES: UNIVERSIDADE DE CUIABÁ - UNIC 1

MEDICINA. Nome IES: UNIVERSIDADE DE CUIABÁ - UNIC 1 MEDICINA Nome IES: UNIVERSIDADE DE CUIABÁ - UNIC 1 CURSO: MEDICINA Dados de identificação da Universidade de Cuiabá - UNIC Dirigente da Mantenedora Presidente: Ed. Rodrigo Calvo Galindo Base legal da Mantenedora

Leia mais

CURSO DE GRADUAÇÃO EM FARMÁCIA PROPOSTA DE DIRETRIZES CURRICULARES

CURSO DE GRADUAÇÃO EM FARMÁCIA PROPOSTA DE DIRETRIZES CURRICULARES CURSO DE GRADUAÇÃO EM FARMÁCIA PROPOSTA DE DIRETRIZES CURRICULARES 1 1. PERFIL DO FORMANDO EGRESSO/PROFISSIONAL 1.1. Perfil Comum: Farmacêutico, com formação generalista, humanista, crítica e reflexiva.

Leia mais

EMENTAS DAS DISCIPLINAS

EMENTAS DAS DISCIPLINAS EMENTAS DAS DISCIPLINAS CURSO DE GRADUAÇÃO DE ENFERMAGEM Atividades Complementares Compreende atividades extracurriculares desenvolvidas conforme opção do aluno, correlacionadas com os objetivos gerais

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE CAMPINA GRANDE CONSELHO UNIVERSITÁRIO CÂMARA SUPERIOR DE ENSINO

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE CAMPINA GRANDE CONSELHO UNIVERSITÁRIO CÂMARA SUPERIOR DE ENSINO RESOLUÇÃO Nº 02/2011 SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE CAMPINA GRANDE CONSELHO UNIVERSITÁRIO CÂMARA SUPERIOR DE ENSINO Aprova a estrutura curricular do Curso de Nutrição, na modalidade bacharelado,

Leia mais

LISTAGEM DAS UNIDADES DE ENSINO OFERTADAS PARA OS CURSOS DE GRADUAÇÃO EM 2016/1 * EM REGIME DE DEPENDÊNCIA/ADAPTAÇÃO

LISTAGEM DAS UNIDADES DE ENSINO OFERTADAS PARA OS CURSOS DE GRADUAÇÃO EM 2016/1 * EM REGIME DE DEPENDÊNCIA/ADAPTAÇÃO Adm. em Serviços de Enfermagem Hospitalar Enfermagem Administração da Enf. na Atenção Primária a Saúde Enfermagem Administração de Produção Administração Administração de Sistemas de Informação Administração

Leia mais

Autorização (Execução do Projeto) do curso de Fisioterapia da Faculdade de Fisioterapia de Guarulhos. CESu

Autorização (Execução do Projeto) do curso de Fisioterapia da Faculdade de Fisioterapia de Guarulhos. CESu ASSOCIAÇÃO EDUCACIONAL PRESIDENTE KENNEDY Autorização (Execução do Projeto) do curso de Fisioterapia da Faculdade de Fisioterapia de Guarulhos. SR. CONS. Yugo Okida CESu 1 - RELATÓRIO A Associação Educacional

Leia mais

MATRIZ CURRICULAR 2010/1 (com alteração de pequena monta em 2012/2)

MATRIZ CURRICULAR 2010/1 (com alteração de pequena monta em 2012/2) MATRIZ CURRICULAR 2010/1 (com alteração de pequena monta em 2012/2) 1ª FASE Área Disciplina TC TCh Te Pr NT CrD Código Depto Pré- Requisito e Biologia Celular e Microbiologia 2 36 1 1 2 3 BIOL DFISIO -

Leia mais

PRÉ REQUISITOS* DA MATRIZ CURRICULAR DO CURSO DE ENFERMAGEM. 1º Semestre Pré requisito. Estar regularmente matriculado no curso de bacharelado em

PRÉ REQUISITOS* DA MATRIZ CURRICULAR DO CURSO DE ENFERMAGEM. 1º Semestre Pré requisito. Estar regularmente matriculado no curso de bacharelado em PRÉ REQUISITOS* DA MATRIZ CURRICULAR DO CURSO DE ENFERMAGEM 1º Semestre Pré requisito bacharelado em Metodologia da Pesquisa aplicada à Saúde Embriologia Humana Biologia Celular Psicologia Sociologia Produção

Leia mais

QUADRO DE VAGAS PARA MONITORIA 2015.1 - ESCOLA DA SAÚDE - CAMPUS NATAL

QUADRO DE VAGAS PARA MONITORIA 2015.1 - ESCOLA DA SAÚDE - CAMPUS NATAL Educação Educação Educação Educação Sistema Ósteo Mio Articular Noturno 1 2 Sistema Ósteo Mio Articular Medidas e Avaliação do Desempenho Humano Noturno 1 3 Medidas e Avaliação do Desempenho Humano Biodinâmica

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO E PESQUISA RESOLUÇÃO N.º 2.891, DE 28 DE FEVEREIRO DE 2002

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO E PESQUISA RESOLUÇÃO N.º 2.891, DE 28 DE FEVEREIRO DE 2002 SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO E PESQUISA RESOLUÇÃO N.º 2.891, DE 28 DE FEVEREIRO DE 2002 Define o currículo do Curso de Graduação em Odontologia. O REITOR

Leia mais

Natal Saúde Medicina Patologia Noturno 0 4 Patologia Medicina

Natal Saúde Medicina Patologia Noturno 0 4 Patologia Medicina Educação Educação Educação Educação QUADRO DE VAGAS PARA MONITORIA 2015.1 - ESCOLA DA SAÚDE - CAMPUS NATAL Sistema Ósteo Mio Articular Noturno 1 2 Sistema Ósteo Mio Articular Medidas e Avaliação do Desempenho

Leia mais

PROCESSO N.º 686/04 PROTOCOLO N.º 8.198.443-3/04 PARECER N.º 510/05 APROVADO EM 31/08/05

PROCESSO N.º 686/04 PROTOCOLO N.º 8.198.443-3/04 PARECER N.º 510/05 APROVADO EM 31/08/05 PROTOCOLO N.º 8.198.443-3/04 PARECER N.º 510/05 APROVADO EM 31/08/05 CÂMARA DE EDUCAÇÃO SUPERIOR INTERESSADA: FACULDADE ESTADUAL DE EDUCAÇÃO FÍSICA E FISIOTERAPIA DE JACAREZINHO - FAEFIJA MUNICÍPIO: JACAREZINHO

Leia mais

Aprovado no CONGRAD: 14.02.06 Vigência: ingressos a partir de 2006/2 CÓD. 1548 CURSO DE MEDICINA

Aprovado no CONGRAD: 14.02.06 Vigência: ingressos a partir de 2006/2 CÓD. 1548 CURSO DE MEDICINA Aprovado no CONGRAD: 14..06 Vigência: ingressos a partir de 2006/2 CÓD. 48 CURSO DE MEDICINA EIXOS TRANSVERSAIS E ÁREAS DO CONHECIMENTO DO CURRÍCULO PLENO ACADÊMI COS I FUNDAMENTOS CONCEITUAIS DO CURSO

Leia mais

Professor Turma Disciplina Data MONICA DORRENBACH LUNA PSI 1A - M FENOMENOS PSICOLOGICOS I 03/07

Professor Turma Disciplina Data MONICA DORRENBACH LUNA PSI 1A - M FENOMENOS PSICOLOGICOS I 03/07 Professor Turma Disciplina Data MONICA DORRENBACH LUNA PSI 1A - M FENOMENOS PSICOLOGICOS I 03/07 FABIO THA PSI 1A - M FUNDAMENTOS DE FILOSOFIA: LÓGICA E ÉTICA 01/07 LUIZ FERNANDO RIBEIRO PSI 1A - M GENETICA

Leia mais

Grade Curricular. CURSO DE TERAPIA OCUPACIONAL- Grade curricular anos 2010/2011

Grade Curricular. CURSO DE TERAPIA OCUPACIONAL- Grade curricular anos 2010/2011 Grade Curricular CURSO DE TERAPIA OCUPACIONAL- Grade curricular anos 2010/2011 1º Semestre 1 Anatomia I Obrig. 4 68 2 Introdução à Metodologia da Pesquisa Obrig. 3 51 3 Formação Pessoal do Terapeuta Ocupacional

Leia mais

Estrutura Curricular do Curso de Medicina

Estrutura Curricular do Curso de Medicina Quadro I. Disciplinas obrigatórias por carga horária (horas), créditos e pré-requisitos, aprovado na 63ª reunião do CEPE, de 25 de novembro de 2014. 2015/2º 1ª FASE Anatomia Médica I 1 33h20 50h00 83h20

Leia mais

UNIVERSIDADE IGUAÇU FACULDADE DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS E DA SAÚDE CURSO DE FISIOTERAPIA. Estrutura curricular ou matriz curricular

UNIVERSIDADE IGUAÇU FACULDADE DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS E DA SAÚDE CURSO DE FISIOTERAPIA. Estrutura curricular ou matriz curricular UNIVERSIDADE IGUAÇU FACULDADE DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS E DA SAÚDE CURSO DE FISIOTERAPIA Estrutura curricular ou matriz curricular O curso foi estruturado com base nas Diretrizes Curriculares para Fisioterapia

Leia mais

LISTAGEM DAS UNIDADES DE ENSINO OFERTADAS POR CURSO EM 2010/1 EM REGIME DE DEPENDÊNCIA/ADAPTAÇÃO BACHARELADO EM ADMINISTRAÇÃO

LISTAGEM DAS UNIDADES DE ENSINO OFERTADAS POR CURSO EM 2010/1 EM REGIME DE DEPENDÊNCIA/ADAPTAÇÃO BACHARELADO EM ADMINISTRAÇÃO BACHARELADO EM ADMINISTRAÇÃO Administração de Recursos Humanos II Administração de Sistemas de Informações Contabilidade Básica I Contabilidade Básica II Contabilidade Geral Economia Brasileira e Contemporânea

Leia mais

DELIBERAÇÃO CONSEP Nº 179/2012

DELIBERAÇÃO CONSEP Nº 179/2012 DELIBERAÇÃO CONSEP Nº 179/2012 Altera o Currículo do Curso de Medicina, para regime seriado semestral. O CONSELHO DE ENSINO E PESQUISA, na conformidade do Processo nº MED- 035/2012, aprovou e eu promulgo

Leia mais

FACIDER FACULDADE DE COLIDER. FACIDER atualizado 2014/1 FARMACIA, BACHARELADO ESTUDOS FORMATIVOS Página 1

FACIDER FACULDADE DE COLIDER. FACIDER atualizado 2014/1 FARMACIA, BACHARELADO ESTUDOS FORMATIVOS Página 1 Portaria Credenciamento IES: Portaria 1658 D.O.U. 25/07/01. Portaria Autorização Administração : Portaria 1658 D.O.U. 25/07/01 Portaria Reconhecimento Administração : Portaria 3.519 D.O.U.14/10/05. Portaria

Leia mais

TÍTULOS 1808 1822 1889 50 MAIORES MITOS POPULARES DA PSICOLOGIA 500 anos de legislação esportiva brasileira: Administração nos novos tempos

TÍTULOS 1808 1822 1889 50 MAIORES MITOS POPULARES DA PSICOLOGIA 500 anos de legislação esportiva brasileira: Administração nos novos tempos TÍTULOS 1808 1822 1889 50 MAIORES MITOS POPULARES DA PSICOLOGIA 500 anos de legislação esportiva brasileira: Administração nos novos tempos Administração para não administradores Anatomia do tenis Anatomia

Leia mais

RESOLUÇÃO. Bragança Paulista, 30 de maio de 2005. Prof. Milton Mayer Presidente

RESOLUÇÃO. Bragança Paulista, 30 de maio de 2005. Prof. Milton Mayer Presidente RESOLUÇÃO CONSEAcc-BP 9/2005 ALTERA AS EMENTAS DO CURSO DE EDUCAÇÃO FÍSICA, DA UNIVERSIDADE SÃO FRANCISCO, DO CÂMPUS DE BRAGANÇA PAULISTA. O Presidente do Conselho Acadêmico por Câmpus, do câmpus de Bragança

Leia mais

A Câmara Superior de Ensino do Conselho Universitário da Universidade Federal de Campina Grande, no uso de suas atribuições;

A Câmara Superior de Ensino do Conselho Universitário da Universidade Federal de Campina Grande, no uso de suas atribuições; SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE CAMPINA GRANDE CONSELHO UNIVERSITÁRIO CÂMARA SUPERIOR DE ENSINO RESOLUÇÃO Nº /2010 Altera a estrutura curricular do Curso de Graduação em Medicina, do Centro

Leia mais

BACHARELADO EM FISIOTERAPIA

BACHARELADO EM FISIOTERAPIA MATRIZ CURRICULAR DO CURSO BACHARELADO EM FISIOTERAPIA Brasília - DF Identificação da Instituição Mantenedora: Nome: Centro Nacional de Capacitação Profissional Ltda Cenacap CNPJ: 02880389/0001-32 End.:

Leia mais

PRÓ-REITORIA ACADÊMICA CURSO DE FISIOTERAPIA MATRIZ CURRICULAR 2015. 1º Período

PRÓ-REITORIA ACADÊMICA CURSO DE FISIOTERAPIA MATRIZ CURRICULAR 2015. 1º Período PRÓ-REITORIA ACADÊMICA CURSO DE FISIOTERAPIA MATRIZ CURRICULAR 2015 1º Período 01 Anatomia do Sistema Locomotor 20 20 02 Sistemas Biológicos I 20 20 03 Tecidos Corporais I 20 20 04 Embriologia e Genética

Leia mais

Fundação Comunitária de Ensino Superior de Itabira Grade Curricular Faculdade de Ciências Administrativas e Contábeis de Itabira

Fundação Comunitária de Ensino Superior de Itabira Grade Curricular Faculdade de Ciências Administrativas e Contábeis de Itabira Página: 1/6 Renovação de Reconhecimento - Portaria Nº 820, de /12/2014 - DOU Nº 1, de 02/01/2015 - Seção 1, p.18 0 ADM005 Diversidade e Formação Cidadã 0 GFIS086 LIBRAS - Língua Brasileira de Sinais -

Leia mais

Uma área em expansão. Radiologia

Uma área em expansão. Radiologia Uma área em expansão Conhecimento especializado e treinamento em novas tecnologias abrem caminho para equipes de Enfermagem nos serviços de diagnóstico por imagem e radiologia A atuação da Enfermagem em

Leia mais

Mantenedora FASIPE CENTRO EDUCACIONAL LTDA. Mantida FACULDADE FASIPE MATRIZ CURRICULAR DO CURSO DE GRADUAÇÃO EM ENFERMAGEM

Mantenedora FASIPE CENTRO EDUCACIONAL LTDA. Mantida FACULDADE FASIPE MATRIZ CURRICULAR DO CURSO DE GRADUAÇÃO EM ENFERMAGEM Mantenedora FASIPE CENTRO EDUCACIONAL LTDA. Mantida FACULDADE FASIPE MATRIZ CURRICULAR DO CURSO DE GRADUAÇÃO EM ENFERMAGEM SINOP / MATO GROSSO MATRIZ CURRICULAR ENFERMAGEM 1º SEMESTRE Anatomia Humana I

Leia mais

UNIVERSIDADE DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO CENTRO BIOMÉDICO FACULDADE DE ENFERMAGEM PRÓ-SAUDE

UNIVERSIDADE DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO CENTRO BIOMÉDICO FACULDADE DE ENFERMAGEM PRÓ-SAUDE 1º período Saúde, Trabalho e Meio- Ambiente I 150 10 UNIVERSIDADE DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO CENTRO BIOMÉDICO FACULDADE DE ENFERMAGEM PRÓ-SAUDE Identificação da relação entre os modos de viver e o processo

Leia mais

Missão. - Estimular a capacidade de análise dos problemas que se apresentam no campo da Saúde Pública e Privada;

Missão. - Estimular a capacidade de análise dos problemas que se apresentam no campo da Saúde Pública e Privada; CURSO: Farmácia Missão O curso tem como missão formar profissionais farmacêuticos capazes de exercer atividades referentes aos fármacos e aos medicamentos, às análises clínicas e toxicológicas, ao controle,

Leia mais

TABELA DE EQUIVALÊNCIA Curso de Odontologia

TABELA DE EQUIVALÊNCIA Curso de Odontologia TABELA DE EQUIVALÊNCIA Curso de Odontologia Disciplina A Disciplina B Código Disciplina C/H Curso Disciplina C/H Código Curso Ano do Currículo 64823 MICROBIOLOGIA GERAL 17/34 ODONTOLOGIA MICROBIOLOGIA

Leia mais

DIVISÃO DE REGISTROS ACADÊMICOS Registros Acadêmicos da Graduação. Ementas por Currículo 07/02/2012 19:42

DIVISÃO DE REGISTROS ACADÊMICOS Registros Acadêmicos da Graduação. Ementas por Currículo 07/02/2012 19:42 7// 9: Centro de Ciências da Saúde Curso: Fisioterapia Currículo: 9/ CNA.5.-9 Anatomia Humana Introdução ao Estudo da Anatomia Humana, Sistema Tegumentar, Sistema Esquelético, Sistema Articular, Sistema

Leia mais

SERVIÇO NACIONAL DE SELEÇÃO PÚBLICA S/C LTDA

SERVIÇO NACIONAL DE SELEÇÃO PÚBLICA S/C LTDA CURSO ENFERMAGEM PRIMEIRO SEMESTRE BASES HISTÓRICAS DA ENFERMAGEM A D D A C A A A A C BIOLOGIA GERAL A A B B A E C B D E HISTOLOGIA E EMBRIOLOGIA C A D D B D B C B D LEITURA E PRODUÇÃO DE TEXTO B A B E

Leia mais

SEMINÁRIO DA ABMES : Diretrizes Curriculares de Medicina : Uma Nova Agenda para os Cursos Brasília DF, 4 de agosto de 2014

SEMINÁRIO DA ABMES : Diretrizes Curriculares de Medicina : Uma Nova Agenda para os Cursos Brasília DF, 4 de agosto de 2014 SEMINÁRIO DA ABMES : Diretrizes Curriculares de Medicina : Uma Nova Agenda para os Cursos Brasília DF, 4 de agosto de 2014 DCNs 2001 Motivações e Contexto Resolução CNE/CES n.º 4, de 9 de novembro de 2001

Leia mais

Cursos de Curta Duração Integrados à Graduação

Cursos de Curta Duração Integrados à Graduação Cursos de Curta Duração Integrados à Graduação Área de Saúde Cursos de Curta Duração Integrados à Graduação Amplie suas oportunidades no mercado Para ser valorizado no mercado de trabalho, é fundamental

Leia mais

Estrutura Curricular do Curso de Medicina

Estrutura Curricular do Curso de Medicina Quadro I. Disciplinas obrigatórias por carga horária (horas), créditos e pré-requisitos, aprovado na 63ª reunião do CEPE, de 25 de novembro de 2014. 2015/1º 4ª a 12ª fases 1ª FASE Anatomia Médica I 1 33h20

Leia mais

DISCIPLINAS CHP CHS CHST CHSP

DISCIPLINAS CHP CHS CHST CHSP MATRIZ CURRICULAR DO CURSO DE MEDICINA VETERINÁRIA (Bacharelado) Aplicada aos Ingressantes a partir de 2011/1 Turnos Integral Matutino/Vespertino e Integral Vespertino/Noturno 1 o Período BIOLOGIA CELULAR

Leia mais

BIOMEDICINA. 1. TURNO: Integral HABILITAÇÃO: Bacharelado em Biomedicina

BIOMEDICINA. 1. TURNO: Integral HABILITAÇÃO: Bacharelado em Biomedicina BIOMEDICINA 1. TURNO: Integral HABILITAÇÃO: Bacharelado em Biomedicina GRAU ACADÊMICO: Biomédico PRAZO PARA CONCLUSÃO: Mínimo = 4 anos Máximo = 6 anos 2. HISTÓRICO DO CURSO O curso de Biomedicina tem uma

Leia mais

CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO (*) CÂMARA DE EDUCAÇÃO SUPERIOR

CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO (*) CÂMARA DE EDUCAÇÃO SUPERIOR CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO (*) CÂMARA DE EDUCAÇÃO SUPERIOR RESOLUÇÃO CNE/CES Nº 5, DE 7 DE NOVEMBRO DE 2001. Institui Diretrizes Curriculares Nacionais do Curso de Graduação em Nutrição. O Presidente

Leia mais

FLUXOGRAMA DO CURSO DE ENFERMAGEM DAS FACULDADES INTA

FLUXOGRAMA DO CURSO DE ENFERMAGEM DAS FACULDADES INTA FLUXOGRAMA DO CURSO DE ENFERMAGEM DAS FACULDADES INTA 1º SEMESTRE 1. Anatomia Humana 90 60 30 06 2. Biologia (Citologia/Genética) 60 45 15 04 3. Educação em Saúde 30 20 10 02 4. Introdução a Enfermagem

Leia mais

CURSO DE FISIOTERAPIA Autorizado pela Portaria nº 377 de 19/03/09 DOU de 20/03/09 Seção 1. Pág. 09 COMPONENTE CURRICULAR: Fisioterapia em Dermatologia

CURSO DE FISIOTERAPIA Autorizado pela Portaria nº 377 de 19/03/09 DOU de 20/03/09 Seção 1. Pág. 09 COMPONENTE CURRICULAR: Fisioterapia em Dermatologia CURSO DE FISIOTERAPIA Autorizado pela Portaria nº 377 de 19/03/09 DOU de 20/03/09 Seção 1. Pág. 09 COMPONENTE CURRICULAR: Fisioterapia em Dermatologia CÓDIGO: Fisio 227 CH TOTAL: 60hs PRÉ-REQUISITO: -----

Leia mais

6CIF003 BIOFÍSICA E FISIOLOGIA

6CIF003 BIOFÍSICA E FISIOLOGIA 1ª Série 6MOR004 ANATOMIA I Estudo dos sistemas : ósseo, articular, muscular, digestório, respiratório, urinário, genital masculino, genital feminino e circulatório. Noções dos órgãos do sentido. 6MOR005

Leia mais

ENFERMAGEM DO TRABALHO - TURMA VII

ENFERMAGEM DO TRABALHO - TURMA VII Rua Rio Branco, 216, Centro, CEP 650-490, São Luís /MA - Fone: (98) 3878.21 Credenciado pela Portaria Ministerial nº 1764/06, D.O.U. 211 de 03.11.06, Seção 01, Folha14 ENFERMAGEM DO TRABALHO - TURMA VII

Leia mais