2.9. DESPORTO E ASSOCIATIVISMO

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "2.9. DESPORTO E ASSOCIATIVISMO"

Transcrição

1 2.9. DESPORTO E ASSOCIATIVISMO Associativismo... Uma das mais belas demonstrações de Cidadania! Palavras-chave - Dinamização - Cidadania - Agir/Intervir - Construir Actividades Desportivas O Concelho da Sertã, rico em recursos hídricos, que vão das ribeiras às albufeiras, proporciona as condições ideais para a prática de diversos desportos náuticos, dos quais se salientam a canoagem, o jet-ski, a vela, o remo, o water-ski e o windsurf. Possui igualmente boas condições para a prática de caminhadas por percursos de grande beleza natural, de preferência acompanhando o curso de uma das ribeiras. Também a caça, a pesca, o caravanismo e o montanhismo podem constituir interessantes formas de ocupação dos tempos livres de uma forma natural e saudável. Apostadas na promoção e formação desportivas, existem no concelho diversas colectividades essencialmente vocacionadas para a prática desportiva. Destacam-se as seguintes: Sertanense Football Club Local: Sertã desenvolve as actividades de futebol, atletismo e ténis Grupo Desportivo Vitória de Cernache Local: Cernache do Bonjardim dedica-se exclusivamente ao futebol Associação Desportiva do Cabeçudo Local: Cabeçudo - dedica-se exclusivamente ao futebol Associação do Troviscal Local: Troviscal 165

2 dedica-se à pratica de atletismo Associação Foz Sã Local: Cernache de Bonjardim - dedica-se ao atletismo Grupo desportivo de S. Domingos Local: Serra de são Domingos dedica-se ao atletismo Clube Náutico do Zêzere Local: Trísio Palhais - promove actividades náuticas na época estival As principais infra-estruturas desportivas existentes no concelho são: - Campo de Jogos Dr. Marques dos Santos - campo de futebol relvado onde joga o Sertanense Futebol Clube; - Estádio Municipal Nun Álvares campo de futebol relvado onde joga o Grupo Desportivo Vitória de Cernache; - Campo de Futebol do Cabeçudo; - Pavilhão Gimno-Desportivo; - Cinco pavilhões Polidesportvivos; - Mini parque desportivo; - Duas piscinas municipais; - Campos de tiro aos pratos; - Ginásios particulares. Consciente da importância das práticas desportivas no desenvolvimento pessoal e social, o Município da Sertã encontra-se a implementar um Plano de Desenvolvimento Desportivo Municipal (CMS, 2005), que possui como principais objectivos: - a criação de condições para que todos tenham acesso à prática desportiva - a promoção de uma gestão municipal do desporto racional e integrada. Um dos principais outputs daquele Plano é o Programa Desporto Mais, levado a cabo pela autarquia sertaginense desde Junho de Sob o lema Faz desporto por uma vida mais saudável!, trata-se de um conjunto de iniciativas em diversas modalidades, de modo a dinamizar e envolver a comunidade na sua vertente desportiva. 166

3 Actividades Culturais A cultura é a maior alavanca da autonomia individual e colectiva, da justiça social, da democracia do presente e do futuro e do desenvolvimento sustentado e sustentável. E, enquanto vector de desenvolvimento, a cultura constitui um importante alicerces de indicadores sociais como a qualidade de vida e o bem estar da comunidade. Quando se fala de cultura na Sertã é inevitável a associação ao Clube da Sertã e ao seu majestoso Cine-Teatro Tasso. Este local foi palco de inúmeras festas e bailes, espectáculos de teatro e exposições, para além da projecção de sessões de cinema. É aqui que se encontra sedeado o Sertanense Futebol Clube e actualmente funciona como bar, onde se cultiva o gosto por uma boa conversa e pelo jazz. De entre outras actividades culturais que têm lugar no Concelho, destacam-se as exposições temáticas e biográficas, recitais, colóquios e conferências que têm como palco habitual a Casa de Espectáculos e da Cultura da Sertã, na Alameda da Carvalha. No edifício dos Paços do Concelho encontra-se instalada a Biblioteca Municipal, palco de iniciativas ligadas à literatura, procurando afirmar a leitura como uma prática social de abertura do indivíduo para o mundo, proporcionando troca de saberes e de experiências nas suas múltiplas vertentes. Associativismo Associativismo e Cidadania são vivências indissociáveis. Por associativismo entende-se por um lado a prática social da criação e gestão das associações (organizações providas de autonomia e de órgãos de gestão democrática: assembleia geral, direcção, conselho fiscal) e, por outro lado, a apologia ou defesa dessa prática de associação, enquanto processo não lucrativo de livre organização de pessoas (os sócios) para a obtenção de finalidades comuns. O associativismo continua a ser nos nossos dias, umas das mais belas demonstrações de cidadania, tendo um manancial de papéis a desempenhar na sociedade, que redundam em algo de muito mais valioso do que a simples consecução dos objectivos e eventuais mais valias e/ou regalias para os seus associados. A vida associativa só tem sentido quando vivida com intencionalidade ética, eivada de um espírito de convívio e auto construção, como meio para agir, intervir e proporcionar o pleno usufruto da cidadania. O Concelho da Sertã conta com um conjunto assinalável de grupos e colectividades com fins culturais, desportivos, sociais e/ou recreativos. No Quadro

4 são apresentadas as principais associações sedeadas em cada uma das Freguesias do Concelho. QUADRO 9.1. Associações sedeadas no Concelho da Sertã [Fonte: Câmara Municipal da Sertã, 2006] Freguesia Cabeçudo Carvalhal Castelo Cernache do Bonjardim Cumeada Entidade Associação Recreativa, Cultural e Desposrtiva do Cabeçudo Associação Cultural, Recreativa e Social da Sr.ª da Piedade Centro de Assistência Social da Freguesia do Cabeçudo Associação Desportiva e Cultural do Amparo Centro Social, Cultural e Desenvolvimento Rural de Viseu Fundeiro Associação de Caçadores de Santa Rita Centro Social N.ª Sr.ª da Assunção Grupo Cultural e Recreativo Castelense Agrupamento 720 do Corpo Nacional de Escutas Associação Cultural e Recreativa do Sambado Associação Cultural e Recreativa dos Lugares Unidos à Quintã Associação d Artes Tullio Victorino Associação de Melhoramentos dos Matos - Pampilhal Associação de N.ª Sr.ª de Lourdes - Mendeira Associação Desportiva Triângulo de Ferro - Porto dos Fusos Associação Desportiva, Recreativa e Cultural da Sr.ª das Neves - Pampilhal Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Cernache do Bonjardim Associação dos Caçadores da Zona do Pinhal Associação dos Melhoramentos dos Lugares Unidos à Calvaria Clube Bonjardim Rancho Folclórico e Recreativo Clube Bonjardim Clube Roda Livre FOZ SÃ - Associação de Protecção, Cultura e Recreio da Foz da Sertã Grupo Desportivo Victória de Cernache Rancho Folclórico e Etnográfico de Cernache do Bonjardim Centro Social, Cultural e Desportivo da Cumeada 168

5 Ermida Associação Recreativa, Cultural e Desportiva da Castanheira Associação Recreativa, Cultural e Desportiva do Sipote Centro Social e Paroquial da Ermida Figueiredo Associação Cultural e Social do Figueiredo Associação de Caçadores do Marmeleiro Marmeleiro Centro Social, Cultural e Desportivo do Marmeleiro Nesperal Palhais Pedrógão Pequeno Sertã Associação Cultural, Desportiva e Recreativa do Nesperal Centro Recreativo do Trízio Centro Social do Valongo Associação ARCANJO - S. Rafael do Bravo Associação de Desenvolvimento da N.ª Sr.ª da Confiança Centro Social, Desportivo e Cultural do Casal Novo Rancho Folclórico de Pedrógão Pequeno Sociedade Filarmónica Aurora Pedroguenese ACRAMIOSO - Associação Cultural e Recreativa do Amioso Agrupamento 120 do Corpo Nacional de Escutas Associação Celinda BTT Associação Comercial e Industrial dos Concelhos de Sertã, Vila de Rei, Oleiros e Proença-a-Nova Associação Cultural, Recreativa e Desportiva de S. Miguel - Calvos Associação da Nossa Senhora da Penha de França Associação de Casa e Pesca da Sertã Associação de Pais do Agrupamento de Escolas da Sertã Associação Desportiva do Outeiro e Calvos Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários da Sertã Associação Recreativa, Cultural e Desportiva do Alcainho - Aldeia da Ribeira Associação Recreativa, Cultural e Desportiva do Maxial da Estrada Associação Recreativa, Cultural e Desportiva do Vale Porco Centro de Cultura e Desporto do Pessoal da Câmara Municipal da Sertã Club Cultural, Recreativo e Desportivo - S. Tiago - Codiceira Clube da Sertã Colectividade São Lucas - Outeiro da Lagoa Confraria do Maranho Filarmónica União Sertaginense 169

6 Troviscal Várzea dos Cavaleiros Grupo Desportivo de São Domingos - Serra de São Domingos Núcleo do Sporting Clube de Portugal Pinhal Maior - Associação Desenvolvimento Pinhal Interior Sul Sertanense Football Clube APROFLORA - Associação de Produtores Florestais e Agrícolas do Pinhal Interior ARCOPINHO - Associação Recreio e Cultural do Troviscaínho Associação de Caçadores do Troviscal Associação de Melhoramentos de Apoio Social e Desporto da Macieira Associação dos Amigos do Picoto Raínho e da Natureza Centro de Assistência do Troviscal Centro Social e Cultural do Vale do Laço Associação Cultural e Desportiva da Isna de São Carlos Associação Cultural, Social, Desportiva e Recreativa "Os Pereirenses" Centro Social e Bem Estar da Várzea dos Cavaleiros Centro Social e Recreativo do Mosteiro de São Tiago Centro Social, Cultural e Desportivo da Maljoga 170

Junho. Quando as crianças brincam Eu as ouço brincar, Qualquer coisa em minha alma Começa a se alegrar

Junho. Quando as crianças brincam Eu as ouço brincar, Qualquer coisa em minha alma Começa a se alegrar Junho Quando as crianças brincam Eu as ouço brincar, Qualquer coisa em minha alma Começa a se alegrar E toda aquela infância Que não tive me vem, Numa onda de alegria Que não foi de ninguém. [ ] (F. Pessoa

Leia mais

8 Segurança PAÇOS DE FERREIRA

8 Segurança PAÇOS DE FERREIRA 8 Segurança PAÇOS DE FERREIRA a) - Identificação das entidades de Segurança Pública, Protecção Civil existentes e outras instituições da área da justiça Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários

Leia mais

45.761,92 61.02 45.761,92 45.761,92 75.000,00 45.761,92 7.500,00 730.800,00 864.800,00 134.000,00 730.800,00 75.000,00 75.000,00

45.761,92 61.02 45.761,92 45.761,92 75.000,00 45.761,92 7.500,00 730.800,00 864.800,00 134.000,00 730.800,00 75.000,00 75.000,00 Pagina : 1 1. Funções gerais 2.391.613,00 2.641.653,00 5.033.266,00 711.967,19 711.967,19 29.77 14.15 1.1. Serviços gerais de administração pública 2.301.613,00 2.441.653,00 4.743.266,00 637.867,59 637.867,59

Leia mais

Investir na Educação, Construir o Futuro. Filomena Pinheiro Vice-Presidente da Câmara Municipal de Mealhada

Investir na Educação, Construir o Futuro. Filomena Pinheiro Vice-Presidente da Câmara Municipal de Mealhada Investir na Educação, Construir o Futuro Filomena Pinheiro Vice-Presidente da Câmara Municipal de Mealhada Caracterização do Concelho de Mealhada - Área: 111 Km 2 - População: 22 099 habitantes - Território

Leia mais

Património cultural Museus. http://www.cmpedrogaogrande.pt/index.php?option=com_content&view=a. rticle&id=132&itemid=123. rticle&id=132&itemid=123

Património cultural Museus. http://www.cmpedrogaogrande.pt/index.php?option=com_content&view=a. rticle&id=132&itemid=123. rticle&id=132&itemid=123 Atelier Túllio Victorino Sertã / Cernache do Bonjardim CASA MUSEU COMENDADOR MANUEL NUNES CORRÊA MUSEU PEDRO CRUZ MUSEU DE ARTE SACRA (Misericórdia) Museu Arqueologia Mação Centro Geodésico de Portugal

Leia mais

2.10. PATRIMÓNIO. Património. Património... recurso simbólico, histórico e económico. Palavras-chave

2.10. PATRIMÓNIO. Património. Património... recurso simbólico, histórico e económico. Palavras-chave 2.10. PATRIMÓNIO Património... recurso simbólico, histórico e económico. Palavras-chave - Descobrir - Preservar - Conservar - Proteger - Divulgar Qualidade dos recursos naturais (florestais, hídricos,

Leia mais

APOIOS AO MOVIMENTO ASSOCIATIVO DESPORTIVO APOIO PARA O DESENVOLVIMENTO DAS ATIVIDADES DESPORTIVAS 2013

APOIOS AO MOVIMENTO ASSOCIATIVO DESPORTIVO APOIO PARA O DESENVOLVIMENTO DAS ATIVIDADES DESPORTIVAS 2013 CONSELHO DESPORTIVO MUNICIPAL APOIOS AO MOVIMENTO ASSOCIATIVO DESPORTIVO APOIO PARA O DESENVOLVIMENTO DAS ATIVIDADES DESPORTIVAS 2013 1 FREGUESIA DE ALDEIA DE PAIO PIRES Atribuído sem % da redução Final

Leia mais

QUESTIONÁRIO. Fórum do Desporto Municipal I DADOS PESSOAIS

QUESTIONÁRIO. Fórum do Desporto Municipal I DADOS PESSOAIS QUESTIONÁRIO Fórum do Desporto Municipal O Fórum do Desporto Municipal corresponde a um processo participativo, dinâmico que pretende assegurar a responsabilização e mobilização de todos os cidadãos e

Leia mais

E N T I D A D E EXECUÇÃO DO PLANO PLURIANUAL DE INVESTIMENTOS ANO CONTABILÍSTICO 2008 MUNICIPIO DE REDONDO. Pagina : 1

E N T I D A D E EXECUÇÃO DO PLANO PLURIANUAL DE INVESTIMENTOS ANO CONTABILÍSTICO 2008 MUNICIPIO DE REDONDO. Pagina : 1 Pagina : 1 1. Funções gerais 610.500,00 610.500,00 334.850,49 334.850,49 54.85 54.85 1.1. Serviços gerais de administração pública 525.500,00 525.500,00 334.640,59 334.640,59 63.68 63.68 1.1.1. Administracao

Leia mais

Roteiro Do Associativismo Juvenil

Roteiro Do Associativismo Juvenil Roteiro Do Associativismo Juvenil Castelo Branco - Dia 27 de maio 2015 PROGRAMA 09h30 - Pequeno-almoço com jornalistas, nos Serviços Desconcentrados do IPDJ, I.P. em Castelo Branco 10h45 - Visita à ASTA

Leia mais

Politicas Municipais de Apoio à Criança

Politicas Municipais de Apoio à Criança Politicas Municipais de Apoio à Criança MUNICIPIO DA MOITA DASC / Divisão de Assuntos Sociais Projectos Dirigidos à Comunidade em Geral Bibliotecas - Biblioteca Fora d Horas - Pé Direito Juventude - Férias

Leia mais

ANEXO 2 - GUIA DE RECURSOS LOCAIS. No âmbito do Programa Rede Social, a elaboração do Guia de Recursos Locais

ANEXO 2 - GUIA DE RECURSOS LOCAIS. No âmbito do Programa Rede Social, a elaboração do Guia de Recursos Locais ANEXO 2 - GUIA DE RECURSOS LOCAIS No âmbito do Programa Rede Social, a elaboração do Guia de Recursos Locais do Concelho de Vouzela, pretende ser um instrumento facilitador da articulação entre os recursos

Leia mais

Directório. (ordem Alfabética) Actividade Comércio

Directório. (ordem Alfabética) Actividade Comércio Agencia Funeraria Rodrigues & Freire Rua da India, 18-C - Santa Catarina 2500-776 SANTA CATARINA CLD Agrupamento de Escolas de Santa Catarina Estrada 360, 31 Associação Cultural Desportiva e Recreativa

Leia mais

PROTOCOLO SIMPLEX AUTÁRQUICO

PROTOCOLO SIMPLEX AUTÁRQUICO CONSIDERANDO QUE: PROTOCOLO SIMPLEX AUTÁRQUICO A simplificação administrativa e a administração electrónica são hoje reconhecidas como instrumentos fundamentais para a melhoria da competitividade e da

Leia mais

PROJECTO DE LEI N.º 289/IX ELEVAÇÃO DA VILA DE VILA NOVA DE SANTO ANDRÉ, NO CONCELHO DE SANTIAGO DO CACÉM, À CATEGORIA DE CIDADE.

PROJECTO DE LEI N.º 289/IX ELEVAÇÃO DA VILA DE VILA NOVA DE SANTO ANDRÉ, NO CONCELHO DE SANTIAGO DO CACÉM, À CATEGORIA DE CIDADE. PROJECTO DE LEI N.º 289/IX ELEVAÇÃO DA VILA DE VILA NOVA DE SANTO ANDRÉ, NO CONCELHO DE SANTIAGO DO CACÉM, À CATEGORIA DE CIDADE Caracterização Vila Nova de Santo André, actualmente com cerca de 12 mil

Leia mais

Revista de Imprensa. 10 - Jornal de Cascais, 10-02-2009, Educação e sensibilização ambiental para os alunos de Cascais

Revista de Imprensa. 10 - Jornal de Cascais, 10-02-2009, Educação e sensibilização ambiental para os alunos de Cascais Revista de Imprensa Agenda 21 1 - Jornal de Cascais, 10-02-2009, Educação e sensibilização ambiental para os alunos de Cascais 2 - Jornal da Costa do Sol, 05-02-2009, Ambiente de Cascais chegou a Seia

Leia mais

A TRANSPORTAR... 40.275,19 98.800,00 81.800,00 18.000,00 18.000,00 18.000,00 193.075,19

A TRANSPORTAR... 40.275,19 98.800,00 81.800,00 18.000,00 18.000,00 18.000,00 193.075,19 PÁGINA : 1 DESPESAS D (PREVISÃO) 1. FUNÇOES GERAIS 132.059,77 470.000,00 470.000,00 157.250,00 107.500,00 62.700,00 929.509,77 1.1. SERVIÇOS GERAIS DE 93.277,77 410.000,00 410.000,00 147.250,00 97.500,00

Leia mais

MAPA DA ILHA DE SANTIAGO/ CONCELHO DE SÃO LOURENÇO DOS ÓRGAOS

MAPA DA ILHA DE SANTIAGO/ CONCELHO DE SÃO LOURENÇO DOS ÓRGAOS MAPA DA ILHA DE SANTIAGO/ CONCELHO DE SÃO LOURENÇO DOS ÓRGAOS Anexo nº 1 Anexo nº 2 MAPA DO CONCELHO DE SÃO LOURENÇO DOS ÓRGAOS Trabalho do fim de Curso de Bacharelato em Educação Física Este questionário

Leia mais

Apoios e comparticipações Janeiro 2016. Publicação obrigatória Comparticipações e apoios: 2.º semestre de 2015

Apoios e comparticipações Janeiro 2016. Publicação obrigatória Comparticipações e apoios: 2.º semestre de 2015 Publicação obrigatória Comparticipações e apoios: 2.º semestre de 2015 ESCOLAS E INSTITUIÇÕES LIGADAS À ÁREA DA EDUCAÇÃO Apoio à imprensa escolar comparticipação financeira no valor global de 400 euros,

Leia mais

ENCONTRO INTER-CONCELHIO

ENCONTRO INTER-CONCELHIO ENCONTRO INTER-CONCELHIO VOUZELA Parque Desportivo Municipal das Chãs 30 de Maio de 2015 Vouzela / São Pedro do Sul / Oliveira de Frades Agrupamento de Escolas de Oliveira de Frades INTRODUÇÃO O Projeto

Leia mais

Associação dos Amigos da Capela-Núcleo dos Amigos do Cicloturismo de Mafra Gare

Associação dos Amigos da Capela-Núcleo dos Amigos do Cicloturismo de Mafra Gare Lista de Associações do Concelho de Mafra: Alcainça Atlético Club Amigos Atletismo de Mafra Associação Concelhia de Karaté Shotokai Associação Cultural de Meã, Arroeiras e Alqueidão Associação Cultural

Leia mais

A coerência dos normativos com as reais necessidades do desporto português. Albino Maria

A coerência dos normativos com as reais necessidades do desporto português. Albino Maria A coerência dos normativos com as reais necessidades do desporto português Albino Maria O ASSOCIATIVISMO NOS DIAS DE HOJE DO MODELO DE EXCLUSÃO AO MODELO DE INCLUSÃO DO LEMA MAIS FORTE, MAIS ALTO, MAIS

Leia mais

Associação para o Desenvolvimento do Baixo Guadiana

Associação para o Desenvolvimento do Baixo Guadiana Associação para o Desenvolvimento do Baixo Guadiana A Associação Odiana Esta Associação, sem fins lucrativos, fundada pelos municípios de Alcoutim, Castro Marim e Vila Real de Santo António em Dezembro

Leia mais

1. Funções gerais 377.419,00 377.419,00 377.419,00. 1.1. Serviços gerais de 230.507,00 230.507,00 230.507,00 administração pública

1. Funções gerais 377.419,00 377.419,00 377.419,00. 1.1. Serviços gerais de 230.507,00 230.507,00 230.507,00 administração pública PÁGINA : 1 1. Funções gerais 377.419,00 377.419,00 377.419,00 1.1. Serviços gerais de 230.507,00 230.507,00 230.507,00 administração pública 1.1.1. Administracao geral 230.507,00 230.507,00 230.507,00

Leia mais

Agenda 2014, 2.º semestre

Agenda 2014, 2.º semestre Agenda 2014, 2.º semestre julho 2013 de 27 de junho a 27 de julho Exposição de pintura «As Idades da Mulher» de Maria Guia Pimpão Local: Museu Etnográfico Dr. Louzã Henriques Organização: C. M. Lousã Apoio:

Leia mais

CAPÍTULO X ASSOCIATIVISMO

CAPÍTULO X ASSOCIATIVISMO CAPÍTULO X ASSOCIATIVISMO REDE SOCIAL DE ALCÁCER DO SAL PRÉ-DIAGNÓSTICO 166 1 MOVIMENTO ASSOCIATIVO ASSOCIAÇÃO ALCACERENSE DE SOCORROS MÚTUOS localizada na cidade de Alcácer. Instituição Privada de Solidariedade

Leia mais

REUNIÃO ORDINÁRIA DA CÂMARA MUNICIPAL DE SESIMBRA REALIZADA NO DIA 02 FEVEREIRO DE 2011 ORDEM DO DIA

REUNIÃO ORDINÁRIA DA CÂMARA MUNICIPAL DE SESIMBRA REALIZADA NO DIA 02 FEVEREIRO DE 2011 ORDEM DO DIA REUNIÃO ORDINÁRIA DA CÂMARA MUNICIPAL DE SESIMBRA REALIZADA NO DIA 02 FEVEREIRO DE 2011 ORDEM DO DIA ASSUNTO APRECIADO AO ABRIGO DO ART. 83.º DA LEI N.º 169/99, DE 18 DE SETEMBRO, REPUBLICADA PELA LEI

Leia mais

No que se refere ao Associativismo poderemos adiantar que o. Concelho de Rio Maior é, de facto, um Concelho rico em termos de

No que se refere ao Associativismo poderemos adiantar que o. Concelho de Rio Maior é, de facto, um Concelho rico em termos de 6. Associativismo No que se refere ao Associativismo poderemos adiantar que o Concelho de Rio Maior é, de facto, um Concelho rico em termos de movimento associativo e em termos de serviços/acções disponibilizados

Leia mais

Do Associativismo Juvenil

Do Associativismo Juvenil Roteiro Do Associativismo Juvenil Secretário de Estado do Desporto e Juventude Dr. Emídio Guerreiro Guarda - Dia 06 de agosto Programa 10:00H Pequeno-almoço com os Jornalistas, nos Serviços Desconcentrados

Leia mais

Roteiro Do Associativismo Juvenil

Roteiro Do Associativismo Juvenil Roteiro Do Associativismo Juvenil Secretário de Estado do Desporto e Juventude Dr. Emídio Guerreiro Aveiro - Dia 29 de Outubro 2014 PROGRAMA 09h30m - Pequeno-almoço com jornalistas, nos Serviços Desconcentrados

Leia mais

em colaboração com a Cised Território CARTA EDUCATIVA DO MUNICÍPIO DA SERTÃ MÓDULO II FORMULAÇÃO ESTRATÉGICA E PROGRAMA DE ACTUAÇÕES

em colaboração com a Cised Território CARTA EDUCATIVA DO MUNICÍPIO DA SERTÃ MÓDULO II FORMULAÇÃO ESTRATÉGICA E PROGRAMA DE ACTUAÇÕES CARTA EDUCATIVA DO MUNICÍPIO DA SERTÃ MÓDULO II FORMULAÇÃO ESTRATÉGICA E PROGRAMA DE ACTUAÇÕES Lisboa, Março de 2006 Índice PREÂMBULO... 3 1. ENQUADRAMENTO LEGISLATIVO E ORIENTADOR... 4 2. OBJECTIVOS E

Leia mais

" A história URCA MARCA DA NOSSA TERRA

 A história URCA MARCA DA NOSSA TERRA " A história URCA MARCA DA NOSSA TERRA A União Recreativa e Cultural da Abrunheira, faz parte da identidade desta Abrunheira contemporânea. Desde que existe, tem marcado todos os acontecimentos da nossa

Leia mais

FREGUESIA DE ARRUDA DOS VINHOS

FREGUESIA DE ARRUDA DOS VINHOS FREGUESIA DE ARRUDA DOS VINHOS lano de Activida e es Orçamento PPI 2012 À INTRODUCÃO Para cumprimento do disposto na alínea a) do n 2 do artigo 34 da lei n 169/99 de 18 de Setembro, na redacção que lhe

Leia mais

Programação de equipamentos colectivos

Programação de equipamentos colectivos Programação de equipamentos colectivos Definição e tipologia Conceitos associados à programação de equipamentos Critérios de programação, dimensionamento e localização; exemplos Instituto Superior Técnico/Departamento

Leia mais

VIII Turismo. Rede Social de Pombal. 1. Alojamento. Pré-Diagnóstico Social do Concelho de Pombal 152/194

VIII Turismo. Rede Social de Pombal. 1. Alojamento. Pré-Diagnóstico Social do Concelho de Pombal 152/194 VIII Turismo O Concelho de Pombal integra-se na Região de Turismo Leiria-Fátima que abrange 8 concelhos, respectivamente: Alcobaça, Batalha, Leiria, Marinha Grande, Nazaré, Pombal, Porto de Mós e Ourém.

Leia mais

ROTEIRO DO ASSOCIATIVISMO I 2014. Programa

ROTEIRO DO ASSOCIATIVISMO I 2014. Programa ROTEIRO DO ASSOCIATIVISMO I 2014 Vila Real - Dia 10 de dezembro Programa 9h00 - Pequeno-almoço com jornalistas nos Serviços Desconcentrados do IPDJ, I.P. em Vila Real 10h00 Visita à Associação Desportiva

Leia mais

Estudos de Caracterização

Estudos de Caracterização Estudos de Caracterização Associativismo Junho de 2013 II.4.13 ÍNDICE 1. INTRODUÇÃO...3 2. ASSOCIAÇÕES EXISTENTES NO MUNICÍPIO POR TIPOLOGIA...3 2.1 ASSOCIAÇÕES DE AÇÃO SOCIAL IPSS S...3 2.2 ASSOCIAÇÕES

Leia mais

APLICAÇÃO DE CRM AO PODER LOCAL

APLICAÇÃO DE CRM AO PODER LOCAL APLICAÇÃO DE CRM AO PODER LOCAL Autor: Pedro Miguel da Silva Fernandes Pág. 1 (de 5) PDF processed with CutePDF evaluation edition www.cutepdf.com APLICAÇÃO DE CRM AO PODER LOCAL Entende-se um sistema

Leia mais

ÍNDICE SERTÃ... 4 COMPROMISSOS... 5 MIRADOURO DE S. MACÁRIO... 7 JARDIM DE CERNACHE DO BONJARDIM... 10

ÍNDICE SERTÃ... 4 COMPROMISSOS... 5 MIRADOURO DE S. MACÁRIO... 7 JARDIM DE CERNACHE DO BONJARDIM... 10 1 BoPS Sertã ÍNDICE SERTÃ... 4 COMPROMISSOS... 5 Governança... 5 Pacto de Autarcas... 5 Referências de Excelência... 6 MIRADOURO DE S. MACÁRIO... 7 Investimento... 8 Indicadores... 9 JARDIM DE CERNACHE

Leia mais

Escola Básica do 1º Ciclo de Vale Figueira EB Miquelina Pombo

Escola Básica do 1º Ciclo de Vale Figueira EB Miquelina Pombo Escola Básica Elias Garcia Escola Básica Miquelina Pombo Escola Básica da Sobreda Escola Básica do 1º Ciclo de Vale Figueira EB Miquelina Pombo A Escola Básica do 1º Ciclo de Vale Figueira nº 1 (E.B. Miquelina

Leia mais

PROGRAMA INTEGRADO DE REGENERAÇÃO DA CIDADE DE ÁGUEDA REGENERAÇÃO URBANA DA CIDADE DE ÁGUEDA OS PROJECTOS QUE VÃO MARCAR A TRANSFORMAÇÃO DA CIDADE

PROGRAMA INTEGRADO DE REGENERAÇÃO DA CIDADE DE ÁGUEDA REGENERAÇÃO URBANA DA CIDADE DE ÁGUEDA OS PROJECTOS QUE VÃO MARCAR A TRANSFORMAÇÃO DA CIDADE PROGRAMA INTEGRADO DE REGENERAÇÃO DA CIDADE DE ÁGUEDA REGENERAÇÃO URBANA DA CIDADE DE ÁGUEDA OS PROJECTOS QUE VÃO MARCAR A TRANSFORMAÇÃO DA CIDADE ÁGUEDA: A INDÚSTRIA E A CIDADE AO SERVIÇO DA INOVAÇÃO

Leia mais

Condeixa Aqua Clube. Proposta de patrocínio

Condeixa Aqua Clube. Proposta de patrocínio Condeixa Aqua Clube Proposta de patrocínio Indice 1. Apresentação do Clube 3 2. Modalidades.... 4 3. Corpos Sociais..... 5 4. Técnicos 6 5. Atletas... 7 6. Instalações. 8 7. Estatutos e Regulamentos......

Leia mais

Histórico Dados da Colectividade Descrição das Actividades Objectivos a atingir Meios Humanos

Histórico Dados da Colectividade Descrição das Actividades Objectivos a atingir Meios Humanos Histórico Dados da Colectividade Descrição das Actividades s a atingir Meios Humanos O Centro Popular de Trabalhadores do Bairro São João Atlético Clube com Estatutos aprovados em 28/02/1990 e publicados

Leia mais

Do Associativismo Juvenil

Do Associativismo Juvenil Roteiro Do Associativismo Juvenil Secretário de Estado do Desporto e Juventude Dr. Emídio Guerreiro Viseu - Dia 17 de julho Programa 10h00 - Pequeno-almoço com jornalistas, nos Serviços Desconcentrados

Leia mais

Transferências Correntes Concedidas para 2010. 8.3.4.1 - Transferências Correntes Concedidas

Transferências Correntes Concedidas para 2010. 8.3.4.1 - Transferências Correntes Concedidas Transferências Correntes Concedidas para 2010 8.3.4.1 - Transferências Correntes Concedidas Município de Alcácer do Sal Disposições Legais Entidade Valor Deliberação 28/04/2008; Proposta 4/GAP/2008, Deliberação

Leia mais

REUNIÃO ORDINÁRIA DA CÂMARA MUNICIPAL DE SESIMBRA REALIZADA NO DIA 19 DE NOVEMBRO DE 2008 ORDEM DO DIA

REUNIÃO ORDINÁRIA DA CÂMARA MUNICIPAL DE SESIMBRA REALIZADA NO DIA 19 DE NOVEMBRO DE 2008 ORDEM DO DIA REUNIÃO ORDINÁRIA DA CÂMARA MUNICIPAL DE SESIMBRA REALIZADA NO DIA 19 DE NOVEMBRO DE 2008 ORDEM DO DIA ASSUNTO APRECIADO AO ABRIGO DO ART. 83.º DA LEI N.º 169/99, DE 18 DE SETEMBRO, REPUBLICADA PELA LEI

Leia mais

JUNTA DE FREGUESIA DE GÂMBIA, PONTES E ALTO DA GUERRA

JUNTA DE FREGUESIA DE GÂMBIA, PONTES E ALTO DA GUERRA JUNTA DE FREGUESIA DE GÂMBIA, PONTES E ALTO DA GUERRA De 1 a 30 Exposição José Afonso - Geografias de Uma Vida. Polo da Biblioteca Torneios de sueca e de ténis de mesa. Torneios de damas, sueca, dominó

Leia mais

REGULAMENTO MUNICIPAL DE INSTALAÇÃO E FUNCIONAMENTO DE RECINTOS DE ESPECTÁCULOS E DIVERTIMENTOS PÚBLICOS

REGULAMENTO MUNICIPAL DE INSTALAÇÃO E FUNCIONAMENTO DE RECINTOS DE ESPECTÁCULOS E DIVERTIMENTOS PÚBLICOS REGULAMENTO MUNICIPAL DE INSTALAÇÃO E FUNCIONAMENTO DE RECINTOS DE ESPECTÁCULOS E DIVERTIMENTOS PÚBLICOS PREÂMBULO O regime jurídico geral aplicável aos recintos de espectáculos e divertimentos públicos

Leia mais

ORDENAÇÃO DOS CLUBES RESULTANTE DAS CANDIDATURAS AOS CONTRATOS PROGRAMA 2015 COM BASE NAS NORMAS REGULAMENTARES E CRITÉRIOS DE APOIO AO MA

ORDENAÇÃO DOS CLUBES RESULTANTE DAS CANDIDATURAS AOS CONTRATOS PROGRAMA 2015 COM BASE NAS NORMAS REGULAMENTARES E CRITÉRIOS DE APOIO AO MA ORDENAÇÃO DOS CLUBES RESULTANTE DAS CANDIDATURAS AOS CONTRATOS PROGRAMA 2015 COM BASE NAS NORMAS REGULAMENTARES E CRITÉRIOS DE APOIO AO MA 19.fevereiro. 2015 SERVIÇOS CENTRAIS DA CÂMARA MUNICIPAL SEIXAL

Leia mais

INTRODUÇÃO OPÇÕES DO PLANO

INTRODUÇÃO OPÇÕES DO PLANO INTRODUÇÃO O presente Orçamento para o ano de 2014 para o qual o órgão Executivo da Junta de Freguesia de Labruja elaborou e aprovou, orientar-se-á na linha do plano traçado para os quatro anos do mandato,

Leia mais

1º de Maio todos os dias

1º de Maio todos os dias Pág: 22 Área: 15,95 x 21,58 cm² Corte: 1 de 5 1º de Maio todos os dias Numa zona verde da cidade de Lisboa, no bairro de Alvalade, o Parque de Jogos 1º de Maio tem um borbulhar de actividade constante.

Leia mais

APOIO A ESCOLAS, ASSOCIAÇÕES DE ESTUDANTES E ASSOCIAÇÕES DE PAIS

APOIO A ESCOLAS, ASSOCIAÇÕES DE ESTUDANTES E ASSOCIAÇÕES DE PAIS APOIOS A DIVERSAS ENTIDADES, INSTITUIÇÕES, ASSOCIAÇÕES E COLECTIVIDADES NO ANO DE 2014 APOIO A ESCOLAS, ASSOCIAÇÕES DE ESTUDANTES E ASSOCIAÇÕES DE PAIS Apoio à Associação de Estudantes da Escola Secundária

Leia mais

CONSELHO LOCAL DE ACÇÃO SOCIAL DE ESPINHO - INSTITUIÇÕES ADERENTES E RESPECTIVOS CONTACTOS -

CONSELHO LOCAL DE ACÇÃO SOCIAL DE ESPINHO - INSTITUIÇÕES ADERENTES E RESPECTIVOS CONTACTOS - CONSELHO LOCAL DE ACÇÃO SOCIAL DE ESPINHO - INSTITUIÇÕES ADERENTES E RESPECTIVOS CONTACTOS - Data da última atualização: maio 2015 1 Agrupamento de Centros de Saúde do Grande Porto IX - Espinho/Gaia (ACES

Leia mais

PROGRAMA DE EVENTOS PARA 2016

PROGRAMA DE EVENTOS PARA 2016 PROGRAMA DE EVENTOS PARA 2016 Em 2016, a programação de eventos do continua a apostar na valorização dos produtos locais e das paisagens do concelho, na dinamização dos espaços culturais e desportivos,

Leia mais

SPORTING CLUBE DE CASAÍNHOS NEWSLETTER Nº25 FEVEREIRO 2013 S.C.C. NEWSLETTER #25

SPORTING CLUBE DE CASAÍNHOS NEWSLETTER Nº25 FEVEREIRO 2013 S.C.C. NEWSLETTER #25 No próximo sábado, dia 2 de Março, decorrerá uma Via-sacra pelas 21.30 realizada no largo da igreja, pelos grupos de catequese juvenis e também pelo grupo de jovens. No sábado seguinte terá lugar outra

Leia mais

Município de Ourique Resumo Orçamental das Grandes Opções do Plano para 2013

Município de Ourique Resumo Orçamental das Grandes Opções do Plano para 2013 0102 020214 Estudos, pareceres, projectos e consultadoria 1 1.1 2010/5007 Agenda 21-Local 1 1.2 2011/5005 Plano Municipal de Emergência-Protecção Civil 6.000,00 6.000,00 0102 020225 s serviços 1 1.1 2012/5001

Leia mais

Agenda 21 Local de Figueiró dos Vinhos 3ª Sessão do Fórum Participativo

Agenda 21 Local de Figueiró dos Vinhos 3ª Sessão do Fórum Participativo Agenda 21 Local de Figueiró dos Vinhos 3ª Sessão do Fórum Participativo 22 de Fevereiro de 2010 Índice Índice PARTE I SÍNTESE DO 2º FÓRUM PARTICIPATIVO (10 minutos) PARTE II SÍNTESE DA ESTRATÉGIA DA SUSTENTABILIDADE

Leia mais

Aos Órgãos Sociais da FAPODIVEL. Odivelas, 20 de Novembro de 2010. Caros Colegas,

Aos Órgãos Sociais da FAPODIVEL. Odivelas, 20 de Novembro de 2010. Caros Colegas, Aos Órgãos Sociais da FAPODIVEL Odivelas, 20 de Novembro 2010 Caros Colegas, Estando a terminar este ano de trabalho na Federação Concelhia de Odivelas, da qual eu fiz parte dos seus Órgãos Sociais neste

Leia mais

REUNIÃO ORDINÁRIA DA CÂMARA MUNICIPAL DE SESIMBRA REALIZADA NO DIA 06 DE AGOSTO DE 2008 ORDEM DO DIA

REUNIÃO ORDINÁRIA DA CÂMARA MUNICIPAL DE SESIMBRA REALIZADA NO DIA 06 DE AGOSTO DE 2008 ORDEM DO DIA REUNIÃO ORDINÁRIA DA CÂMARA MUNICIPAL DE SESIMBRA REALIZADA NO DIA 06 DE AGOSTO DE 2008 ORDEM DO DIA A Câmara deliberou, por unanimidade, justificar a falta dos Vereadores Senhores Dr. José Polido, Alberto

Leia mais

CÂMARA MUNICIPAL DE ARCOS DE VALDEVEZ MINUTA DA ACTA DA REUNIÃO EXTRAORDINÁRIA DE 06 DE JULHO DE 2009

CÂMARA MUNICIPAL DE ARCOS DE VALDEVEZ MINUTA DA ACTA DA REUNIÃO EXTRAORDINÁRIA DE 06 DE JULHO DE 2009 CÂMARA MUNICIPAL DE ARCOS DE VALDEVEZ MINUTA DA ACTA DA REUNIÃO EXTRAORDINÁRIA DE 06 DE JULHO DE 2009 PRESIDÊNCIA: DR. FRANCISCO RODRIGUES DE ARAÚJO VEREADORES PRESENTES: DR. JOÃO MANUEL DO AMARAL ESTEVES

Leia mais

Informação Escrita do Presidente á Assembleia de Freguesia. Exmº Sr. Presidente da Assembleia de Freguesia. Exmºs Srs. Membros da Assembleia

Informação Escrita do Presidente á Assembleia de Freguesia. Exmº Sr. Presidente da Assembleia de Freguesia. Exmºs Srs. Membros da Assembleia Pág. 1 Exmº Sr. Presidente da Assembleia de Freguesia Exmºs Srs. Membros da Assembleia Em cumprimento da alínea o), do nº1 do art. 17º da Lei 169/199, de 18 de Setembro, com as alterações introduzidas

Leia mais

PLANO DE ATIVIDADES 2012

PLANO DE ATIVIDADES 2012 PROMOÇÃO DA CIDADANIA SÉNIOR Grupo de trabalho pessoas idosas, envelhecimento e intergeracionalidade PLANO DE ATIVIDADES 2012 Peniche Certos de que estamos perante um dos desafios mais relevantes do século

Leia mais

Rede Social PRÉ DIAGNÓSTICO PARTICIPADO

Rede Social PRÉ DIAGNÓSTICO PARTICIPADO PRÉ DIAGNÓSTICO PARTICIPADO PRÉ DIAGNÓSTICO SOCIAL PARTICIPADO CONCELHO DE FAFE Com este documento pretende-se, antes de mais, efectuar uma breve e sucinta caracterização do Concelho de Fafe seguido de

Leia mais

Planificação de Atividades

Planificação de Atividades Reunião de Projeto Transnational Erasmus+ KA2 Parcerias Estratégicas (2015-1-LV01-KA202-013386 P2) Planificação de Atividades Work Based Learning-local and international De: Dom 8 Novembro 2015 A: Sáb

Leia mais

EXEMPLOS DE BOAS PRÁTICAS DE ORGANIZAÇÕES NÃO GOVERNAMENTAIS

EXEMPLOS DE BOAS PRÁTICAS DE ORGANIZAÇÕES NÃO GOVERNAMENTAIS EXEMPLOS DE BOAS PRÁTICAS DE ORGANIZAÇÕES NÃO GOVERNAMENTAIS Ficha 1: Projecto Estrada Larga Caminhos para famílias sem violência Soroptimist Internacional Clube Porto Invicta Projecto Estrada Larga Caminhos

Leia mais

JANEIRO FEVEREIRO MARÇO

JANEIRO FEVEREIRO MARÇO Plano de atividades Ano de 2014 JANEIRO FEVEREIRO Início da participação no torneio / convívio de FUTSAL, do concelho de Alcácer do Sal. MARÇO Organização do tradicional Baile da Pinha ABRIL Participação

Leia mais

2. FICHAS DE PROJECTO NO ÂMBITO DA REVISÃO DO PDM DE VAGOS... 4

2. FICHAS DE PROJECTO NO ÂMBITO DA REVISÃO DO PDM DE VAGOS... 4 1. PROGRAMA DE EXECUÇÃO E PLANO DE FINANCIAMENTO... 2 2. FICHAS DE PROJECTO NO ÂMBITO DA REVISÃO DO PDM DE VAGOS... 4 2.1 FICHA 1 - REQUALIFICAÇÃO DO PARQUE DESPORTIVO E DE LAZER DA VILA DE SOSA...6 2.2

Leia mais

CARTA ABERTA DO VOLUNTARIADO OURIQUE 2012

CARTA ABERTA DO VOLUNTARIADO OURIQUE 2012 CARTA ABERTA DO VOLUNTARIADO OURIQUE 2012 Vindos a Ourique no passado dia 14 de Abril de 2012, no âmbito do Encontro Distrital de Voluntariado, promovido pelo ORIKA-TE Contrato Local de Desenvolvimento

Leia mais

MUNICÍPIO DE SÃO JOÃO DA PESQUEIRA DO ANO 2009

MUNICÍPIO DE SÃO JOÃO DA PESQUEIRA DO ANO 2009 PÁGINA : 1 1. FUNÇÕES GERAIS 200.000,00 200.000,00 200.000,00 1.1. 180.000,00 180.000,00 180.000,00 1.1.1. ADMINISTRAÇÃO GERAL 180.000,00 180.000,00 180.000,00 1.1.1. 01 2005 ADMINISTRAÇÃO GERAL 55.000,00

Leia mais

IBERSENDER 2009 ENCONTRO IBÉRICO DE PEDESTRIANISMO PROGRAMA DO IBERSENDER 2009 ARCOS DE VALDEVEZ - PORTUGAL

IBERSENDER 2009 ENCONTRO IBÉRICO DE PEDESTRIANISMO PROGRAMA DO IBERSENDER 2009 ARCOS DE VALDEVEZ - PORTUGAL PROGRAMA DO IBERSENDER 2009 ARCOS DE VALDEVEZ - PORTUGAL ORGANIZAÇÃO: APOIO: APRESENTAÇÃO Os percursos pedestres constituem hoje equipamentos de vital importância para o conhecimento e promoção de um território,

Leia mais

Boletim Informativo nº 52 - Setembro 2013. Convívio. Associação de Apoio Social Nossa Senhora das Neves Instituição Particular de Solidariedade Social

Boletim Informativo nº 52 - Setembro 2013. Convívio. Associação de Apoio Social Nossa Senhora das Neves Instituição Particular de Solidariedade Social Boletim Informativo nº 52 - Setembro 2013 Convívio Associação de Apoio Social Nossa Senhora das Neves Instituição Particular de Solidariedade Social Prontos para (re)começar! Setembro de 2013, iniciamos

Leia mais

CASA DO POVO DE ÓBIDOS PROJECTO EDUCATIVO

CASA DO POVO DE ÓBIDOS PROJECTO EDUCATIVO CASA DO POVO DE ÓBIDOS PROJECTO EDUCATIVO Índice 1. CARACTERIZAÇÃO DO MEIO... 1 1.1. Breves Notas Histórias sobre Óbidos... 1 1.2 Situação geográfica de Óbidos... 1 2 - BREVE HISTORIAL DA INSTITUIÇÃO...

Leia mais

Requalificação da Frente Ribeirinha do Concelho de Vila Franca de Xira Polis & Polis XXI

Requalificação da Frente Ribeirinha do Concelho de Vila Franca de Xira Polis & Polis XXI Requalificação da Frente Ribeirinha do Concelho de Vila Franca de Xira Polis & Polis XXI Luís Matas de Sousa Director do Projecto de Requalificação Urbana da Câmara Municipal de Vila Franca de Xira Área

Leia mais

Actividades Organizadas 2005

Actividades Organizadas 2005 Historial O BTT Monchique começou por ser um grupo de amigos e adeptos da bicicleta, que se juntou no início de 2002 para a participação em eventos de ciclismo, mais propriamente BTT (Bicicletas Todo o

Leia mais

VI JORNADAS DE ETNOBOTÂNICA III Fim-de-semana DA URTIGA 13,14 e 15 de Maio de 2011

VI JORNADAS DE ETNOBOTÂNICA III Fim-de-semana DA URTIGA 13,14 e 15 de Maio de 2011 VI JORNADAS DE ETNOBOTÂNICA III Fim-de-semana DA URTIGA 13,14 e 15 de Maio de 2011 PROGRAMA Segundo o autor cubano, Jorge Onélio Cardozo, o ser humano tem duas grandes fomes, a de pão e a de beleza; a

Leia mais

Reorganização Administrativa do Território das Freguesias - (RATF)

Reorganização Administrativa do Território das Freguesias - (RATF) Castelo Branco Belmonte Belmonte Agregação União das freguesias de Belmonte e Colmeal da Torre Castelo Branco Belmonte Caria Sem alteração Castelo Branco Belmonte Colmeal da Torre Agregação União das freguesias

Leia mais

1- CONTEXTO E CARACTERIZAÇÃO GERAL DO AGRUPAMENTO

1- CONTEXTO E CARACTERIZAÇÃO GERAL DO AGRUPAMENTO 1- CONTEXTO E CARACTERIZAÇÃO GERAL DO AGRUPAMENTO 1.1- Enquadramento territorial e contexto físico O Concelho da Moita onde se localiza o Agrupamento de escolas Fragata do Tejo está situado na região de

Leia mais

AGENDA 21 LOCAL E AUDITORIA URBANA DE GUIMARÃES

AGENDA 21 LOCAL E AUDITORIA URBANA DE GUIMARÃES AGENDA 21 LOCAL E AUDITORIA URBANA DE GUIMARÃES PRINCIPAIS PROBLEMAS EXISTENTES E GRANDES OPÇÕES DE QUALIDADE DE VIDA PARA O FUTURO 3 de Março de 2004 Elaborado para e Por CIVITAS Centro de Estudos sobre

Leia mais

ILUSTRES PARTICIPANTES DO FÓRUM EM CIÊNCIAS

ILUSTRES PARTICIPANTES DO FÓRUM EM CIÊNCIAS DISCURSO PRONUNCIADO POR SUA EXCELÊNCIA JOSÉ EDUARDO DOS SANTOS, PRESIDENTE DA REPÚBLICA DE ANGOLA, NA SESSÃO DE ENCERRAMENTO DO FÓRUM EM CIÊNCIAS DO DESPORTO APLICADAS AO FUTEBOL Luanda, 29 de Agosto

Leia mais

FESTAS EM HONRA DE NOSSA SENHORA DA ATALAIA 2011

FESTAS EM HONRA DE NOSSA SENHORA DA ATALAIA 2011 FESTAS EM HONRA DE NOSSA SENHORA DA ATALAIA 2011 Programa SEXTA-FEIRA, 26 DE AGOSTO 19.00 horas Abertura da FESTA GRANDE com uma salva de 21 morteiros, na presença das entidades oficiais convidadas, com

Leia mais

Introdução da região:

Introdução da região: Porto Santo Introdução No âmbito das disciplinas de TIAT e TCAT, abordaremos o tema Porto Santo referente ao Desenvolvimento Turístico Com este trabalho pretendemos aprofundar e adquirir conhecimentos

Leia mais

Residir no Parque Natural da Arrábida junto a Palmela

Residir no Parque Natural da Arrábida junto a Palmela Residir no Parque Natural da Arrábida junto a Palmela Porquê escolher residir aqui? Por ser um local onde se vive no meio da natureza e simultaneamente se está tão perto da capital - Lisboa. É como morar

Leia mais

REGULAMENTO MUNICIPAL SOBRE INSTALAÇÃO E FUNCIONAMENTO DE RECINTOS DE ESPECTÁCULOS E DIVERTIMENTOS PÚBLICOS DO MUNICÍPIO DE VILA REAL DE SANTO ANTÓNIO

REGULAMENTO MUNICIPAL SOBRE INSTALAÇÃO E FUNCIONAMENTO DE RECINTOS DE ESPECTÁCULOS E DIVERTIMENTOS PÚBLICOS DO MUNICÍPIO DE VILA REAL DE SANTO ANTÓNIO REGULAMENTO MUNICIPAL SOBRE INSTALAÇÃO E FUNCIONAMENTO DE RECINTOS DE ESPECTÁCULOS E DIVERTIMENTOS PÚBLICOS DO MUNICÍPIO DE VILA REAL DE SANTO ANTÓNIO NOTA JUSTIFICATIVA O Decreto-Lei nº. 315/95, de 28

Leia mais

Projeto Pedagógico e de Animação Do Estremoz Férias

Projeto Pedagógico e de Animação Do Estremoz Férias Projeto Pedagógico e de Animação Do Estremoz Férias Índice 1. Objetivos gerais:... 4 2. Objetivos específicos:... 5 3. Estratégias Educativas e Pedagógicas... 6 4. Atividades Sócio-Educativas... 7 5. Propostas

Leia mais

G.D.S.Cruz Alvarenga vs A.C.R.Sardoura Dia: 1 Hora: 16:00 Local: Campo Reinaldo Noronha - Alvarenga

G.D.S.Cruz Alvarenga vs A.C.R.Sardoura Dia: 1 Hora: 16:00 Local: Campo Reinaldo Noronha - Alvarenga A Páscoa é a maior e a mais importante festa da Cristandade. Na Páscoa, os cristãos celebram a Ressurreição de Jesus Cristo (Vitória sobre a morte) depois da sua morte por crucificação (Sexta-Feira Santa)

Leia mais

1 Apresentação... 3. 2 - Resenha Histórica... 4. 3 - Objetivos... 5. 4 - Entidades envolvidas... 5. 5 - Planificação das atividades...

1 Apresentação... 3. 2 - Resenha Histórica... 4. 3 - Objetivos... 5. 4 - Entidades envolvidas... 5. 5 - Planificação das atividades... Projeto ÁGUA É VIDA Índice 1 Apresentação... 3 2 - Resenha Histórica... 4 3 - Objetivos... 5 4 - Entidades envolvidas... 5 5 - Planificação das atividades... 5 6 - Orçamento... 6 7 - Conclusão... 6 Página

Leia mais

Deliberações de 24 de Setembro de 2008

Deliberações de 24 de Setembro de 2008 Deliberações de 24 de Setembro de 2008 24 de Setembro de 2008 Acção Social. Aprovada a atribuição de apoios financeiros a instituições e entidades com intervenção social, no valor total de 50.850, distribuídos

Leia mais

OPÇÕES DO PLANO 2015:2018 datas 2015 2016 2017 2018. conclusão. Respons. início 1 EDUCAÇÃO 207.000,00 186.840,00 191.282,00 196.

OPÇÕES DO PLANO 2015:2018 datas 2015 2016 2017 2018. conclusão. Respons. início 1 EDUCAÇÃO 207.000,00 186.840,00 191.282,00 196. 1 EDUCAÇÃO 207.000,00 186.840,00 191.282,00 196.916,00 1 ENSINO PRÉ-ESCOLAR E DO 1º CICLO 116.500,00 93.625,00 100.574,00 103.487,00 1 Apoios e subsídios CM 13 18 5 05-06-02-03-99 1.000,00 1.030,00 2.122,00

Leia mais

GRANDES OPÇÕES DO PLANO 2009

GRANDES OPÇÕES DO PLANO 2009 GRANDES OPÇÕES DO PLANO 2009 1. Análise do Plano Plurianual de Investimentos (PPI) O plano plurianual de investimentos para 2009 tem subjacente um planeamento financeiro que perspectiva a execução dos

Leia mais

Pelouro do Desporto Obras e Espaço Publico. Reunião Ordinária da Comissão Executiva do Conselho Desportivo Municipal

Pelouro do Desporto Obras e Espaço Publico. Reunião Ordinária da Comissão Executiva do Conselho Desportivo Municipal Pelouro do Desporto Obras e Espaço Publico Departamento de Desenvolvimento Social e Desporto Divisão de Desporto Reunião Ordinária da Comissão Executiva do Conselho Desportivo Municipal i S.C.C.M.S. -

Leia mais

Acta n.º 57. 1. Discussão das propostas de alteração às Normas e Critérios de Apoio ao Movimento Associativo para 2010;

Acta n.º 57. 1. Discussão das propostas de alteração às Normas e Critérios de Apoio ao Movimento Associativo para 2010; Acta n.º 57 No dia 4 de Fevereiro de 2009, pelas 21 horas, realizou-se a 57ª reunião ordinária da Comissão Executiva do. A reunião contou com as seguintes presenças: Sr. Vereador Joaquim dos Santos; Adjunto,

Leia mais

REGULAMENTO MUNICIPAL DE APOIOS AO ASSOCIATIVISMO

REGULAMENTO MUNICIPAL DE APOIOS AO ASSOCIATIVISMO REGULAMENTO MUNICIPAL DE APOIOS AO ASSOCIATIVISMO (Aprovado na 6ª Reunião Ordinária de Câmara Municipal realizada em 18 de Março de 2003, na 2ª Sessão Extraordinária de Assembleia Municipal, realizada

Leia mais

III Congresso Internacional da Montanha. Desporto e Turismo Activo

III Congresso Internacional da Montanha. Desporto e Turismo Activo II Congresso Internacional da Montanha Desporto e Turismo Activo 23 a 25 de Novembro de 2007 Organização: Estoril Auditório do Centro Escolar - ESHTE www.cim-estoril.com Apresentação Na sequência das duas

Leia mais

E N T I D A D E P L A N O P L U R I A N U A L D E I N V E S T I M E N T O S - F U N C. P L A N O DOTAÇÕES INICIAIS Município de Resende DO ANO 2007

E N T I D A D E P L A N O P L U R I A N U A L D E I N V E S T I M E N T O S - F U N C. P L A N O DOTAÇÕES INICIAIS Município de Resende DO ANO 2007 PÁGINA : 1 1. FUNÇÕES GERAIS: 411'507,69 411'507,69 425'500,00 425'500,00 425'500,00 1'688'007,69 1.1. SERVIÇOS GERAIS DE 369'507,69 369'507,69 389'000,00 389'000,00 389'000,00 1'536'507,69 ADMINISTRAÇÃO

Leia mais

RESUMO DAS OBRAS VISITADAS:

RESUMO DAS OBRAS VISITADAS: RESUMO DAS OBRAS VISITADAS: Bairro da Laje, freguesia de Porto Salvo: - Parque Urbano Fase IV Os Arranjos Exteriores do Parque Urbano Fase IV do bairro da Laje, inserem-se num vasto plano de reconversão

Leia mais

Plano de Acção. Rede Social 2011/2012

Plano de Acção. Rede Social 2011/2012 Plano de Acção - Rede Social Plano de Acção Rede Social Conselho Local da Acção Social de Figueira de Castelo Plano de Acção Rede Social Acções a desenvolver Objectivos Resultados esperados Calendarização

Leia mais

PROJECTO DE LEI N.º 168/IX ELEVAÇÃO DA VILA DO LUSO, NO CONCELHO DA MEALHADA, À CATEGORIA DE CIDADE. I Das razões históricas

PROJECTO DE LEI N.º 168/IX ELEVAÇÃO DA VILA DO LUSO, NO CONCELHO DA MEALHADA, À CATEGORIA DE CIDADE. I Das razões históricas PROJECTO DE LEI N.º 168/IX ELEVAÇÃO DA VILA DO LUSO, NO CONCELHO DA MEALHADA, À CATEGORIA DE CIDADE I Das razões históricas Se há vilas no concelho da Mealhada que mergulhem nos pergaminhos da sua história,

Leia mais

as s FESTIVAL DE ARTES

as s FESTIVAL DE ARTES as s ARTES MÚSICA WORKSHOPS SOLIDÁRIO FESTIVAL DE ARTES Festival ASAS Apresentação: ATB e Município de Penela Conceito Método Objetivos Cronograma/programação Projetos de intervenção social A região de

Leia mais

Enquadramento Turismo Rural

Enquadramento Turismo Rural Enquadramento Turismo Rural Portugal é um País onde os meios rurais apresentam elevada atratividade quer pelas paisagens agrícolas, quer pela biodiversidade quer pelo património histórico construído o

Leia mais

PROGRAMA REDE SOCIAL Co-financiado pelo Estado Português, Ministério da Segurança Social e do Trabalho PLANO DE ACÇÃO 2005-2006

PROGRAMA REDE SOCIAL Co-financiado pelo Estado Português, Ministério da Segurança Social e do Trabalho PLANO DE ACÇÃO 2005-2006 PROGRAMA REDE SOCIAL Co-financiado pelo Estado Português, Ministério da Segurança Social e do Trabalho PLANO DE ACÇÃO 2005-2006 Documento elaborado pelo: Conselho Local de Acção Social do Concelho do Núcleo

Leia mais