EXPECTATIVAS DE COMPRAS PARA O CARNAVAL 2014

Save this PDF as:

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "EXPECTATIVAS DE COMPRAS PARA O CARNAVAL 2014"

Transcrição

1 EXPECTATIVAS DE COMPRAS PARA O CARNAVAL 2014 Compradores "Mais compradores devem frequentar os centros de compras no pólo de confecções do Agreste em 2014" Os compradores dos Centros de Compras do Polo de Confecções do Agreste demonstram maior intenção em adquirir mercadorias para o Carnaval 2014 do que no ano anterior. O desejo de comprar produtos para este evento no corrente ano foi demonstrado por 63,5% das pessoas, parcela que em 2013 foi apontada por 53,8% dos entrevistados (ver Gráfico 1). A intenção de realizar compras para o carnaval 2014 foi mais acentuada no Parque das Feiras, onde 72,5% dos compradores pretendem adquirir mercadorias contra a vontade expressada no ano anterior por 57,8% dos entrevistados. No Moda Center, onde a maioria dos compradores adquirem os produtos para revenda, a intenção de fazer compras para o Carnaval deste ano é a mais baixa entre os três centros de Compras pesquisados, chegando a 54,7% das respostas (em 2013 essa parcela correspondeu a 56,7%). No Polo Caruaru 64,5% dos compradores entrevistados pretendem adquirir mercadorias para o Carnaval 2014 (em 2013 a parcela foi de 46,3%). Gráfico 1 Centros de Compras do Polo de Confecções do Agreste: Intenção de compras para o Carnaval (%) / , ,5 64,5 56,7 54,7 57,8 46,3 72,5 "Gasto médio esperado é influenciado pelas compras para revendas no Moda Center" O valor médio que os compradores pretendem gastar com a aquisição de mercadorias para o Carnaval 2014 nos Centros de Compras do Polo de Confecções do Agreste corresponde a R$ 2.922,00. Esse valor tem relação direta com o gasto médio esperado no Moda Center, local mais procurado pelas pessoas que adquirem produtos para revender, que foi estimado em R$ 7.204,00, o que representa uma quantia 22,6 vezes superior ao gasto médio das

2 compras no Polo Caruaru (R$ 318,00) e 4,8 vezes maior do que o valor médio das compras previstas para o Parque das Feiras (R$ 1.502,00), como pode ser visto no Gráfico 2. Gráfico 2 - Centros de Compras do Polo de Confecções do Agreste: Gasto médio nas compras para o Carnaval 2014 (R$) Em relação à finalidade das compras, o Gráfico 3 mostra que mais da metade dos compradores entrevistados do Polo de Confecções do Agreste pretende adquirir os produtos dos Centros de Compras pesquisados para o Carnaval 2014 objetivando a revenda (55,2%). Essa proporção é alavancada pela intenção das pessoas do Moda Center, Centro de Compras preferido pelas pessoas com esse perfil, onde 84,3% dos compradores declararam essa finalidade. Já no Polo Caruaru mais de 2/3 dos compradores (69,3%) revelaram que irão adquirir as mercadorias para consumo próprio ou de suas famílias. No Parque das Feiras observa-se certo equilíbrio na intenção de adquirir mercadorias para comercializar no Carnaval 2014 (51,5%) e de comprá-las para consumo próprio (48,5%). Gráfico 3 - Centros de Compras do Polo de Confecções do Agreste: Finalidade das compras para o Carnaval 2014 (%) Consumir Revender 84,3 69,3 44,8 55,2 48,5 51,5 30,7 15,7 "Artigos do vestuário e fantasias puxarão as compras nos Centros de Compras do Pólo de Confecções do Agreste"

3 Especificamente no que diz respeito aos produtos que se pretende adquirir para o Carnaval 2014, torna-se evidente o interesse dos compradores entrevistados por artigos de vestuário em geral (41,9% das intenções de compras), seguido por fantasias já confeccionadas (36,5%). Com menor proporção foram indicados adereços para elaboração de fantasias, a exemplo de plumas, paetês e lantejoulas entre outros, sendo ainda mencionados tecidos (14,6% das respostas), como pode ser visto no Gráfico 4 e na Tabela 1. Gráfico 4- Centros de Compras do Polo de Confecções do Agreste: Tipo de produtos que os consumidores pretendem comprar para o Carnaval 2014 (%) 36,5 41,9 20,0 14,6 Fantasias já confeccionadas Adereços (plumas, paetês, lantejoulas etc.) Tecidos Roupas em Geral A intenção da preferência de compras no Polo Caruaru e no Parque das Feiras recai sobre a aquisição de fantasias já confeccionadas (50,3% e 49,3% respectivamente), seguida por adereços carnavalescos (plumas, paetês, lantejoulas etc.), sugeridos por 29,6% no primeiro Centro de Compras. No Parque das Feiras a segunda preferência recai sobre roupas em geral, indicadas por 38,9% dos entrevistados, enquanto 24,5% sugeriram o interesse por adereços. Já no Moda Center a pretensão majoritária das pessoas é de adquirirem roupas em geral (86,3% das respostas), como mostra a Tabela 1. Tabela 1 Centros de Compras do Polo de Confecções do Agreste: Tipo de produtos que os consumidores pretendem comprar Itens das compras para o Carnaval 2014 Polo Caruaru Moda Center Parque das Feiras Total Produtos Fantasias já confeccionadas 50,3 7,6 49,3 Adereços (plumas, paetês, lantejoulas etc.) 29,6 5,1 24,5 Aviamentos 4,0 0,5 5,7 Tecidos 24,6 2,5 16,2 Camisas e Bermudas 0,0 4,6 6,1 Moda Praia 1,0 1,5 7,4 Roupas em Geral 1,5 86,3 38,9 Para a maioria dos compradores, os gastos com as compras para o Carnaval 2014 deverão ser iguais aos do Carnaval 2013

4 17,6 13,0 12,9 27,1 34,1 32,6 41,6 40,9 40,3 40,9 46,2 52,8 Consultados a respeito das expectativas de gastos com as compras para o Carnaval 2014 comparativamente ao evento de 2013, observou-se uma ligeira predominância das respostas dos compradores que acreditam que os valores despendidos com as compras para o Carnaval deste ano deverão ser iguais aos do ano anterior (41,6% dos entrevistados). Por sua vez, 40,9% das pessoas demonstraram otimismo ao dizer que em 2014 o volume de recursos destinado à aquisição de mercadorias para o Carnaval superaria o de Deve-se ressaltar que para 17,6% dos entrevistados as compras para o Carnaval desse ano serão piores do que as de 2013 (Gráfico 5). A proporção dos que acreditam na igualdade dos valores a serem gastos nas compras para o Carnaval 2014 em relação às de 2013 foi maior no Polo Caruaru (52,8%), enquanto os que apostaram em compras maiores neste ano de 2014 se verificaram no Parque das Feiras (46,2%). Por outro lado a proporção de pessoas que sugerem haver retração no montante de recursos destinado às compras ocorreu no Moda Center (27,1%). É também neste Centro de Compras onde se verificou a menor proporção dos compradores que se mostraram otimistas quanto à intenção de gastar mais para adquirir mercadorias (40,3% dos entrevistados demonstraram intenção de elevar o montante para aquisição de mercadorias para o Carnaval 2014 comparativamente aos gastos com as compras do Carnaval do ano passado. Pouco menos de 1/3 das pessoas pesquisadas (32,6%) informaram a intenção de manter o nível de compras do Carnaval do ano anterior. Gráfico 5 - Centros de Compras do Polo de Confecções do Agreste: Expectativa para as compras no Carnaval 2014 em relação às compras no Carnaval 2013 (%) Menor Igual Maior De maneira geral, as expectativas dos compradores para a aquisição de mercadorias para o Carnaval de 2014 apontam um crescimento de 4,3% no montante de recursos a ser destinado para as compras para esse evento em relação ao do ano anterior (Gráfico 6). No Polo Caruaru, esse parâmetro está acima da média, alcançando o patamar de 5,8%, parcela que no Parque das Feiras chega a 4,1%. Os compradores do Moda Center, por seu turno, são mais cautelosos em sugerir o aumento das compras no patamar de 3,2%.

5 3,2 4,3 4,1 5,8 Gráfico 6- Centros de Compras do Polo de Confecções do Agreste: Estimativa para o crescimento (%) das compras no carnaval 2014 em relação ao carnaval 2013 EXPECTATIVAS DE VENDAS PARA O CARNAVAL 2014 Empreendedores Crescimento esperado pelos empreendedores é de apenas 0,7% nas vendas para o Carnaval 2014 comparativamente a 2013 Praticamente quatro em cada dez empreendedores dos principais Centros de Compras do Polo de Confecções do Agreste demonstraram otimismo em relação ao desempenho nas vendas do Carnaval 2014 comparativamente à intenção das vendas desse evento no ano passado. De fato, 39,7% dos entrevistados consideraram que o faturamento com a venda dos produtos destinados aos festejos do Carnaval neste ano deverá superar o do mesmo período do ano anterior. Mas, deve-se salientar que foi significativa a parcela dos que prognosticam que haverá redução no faturamento (32,7% das respostas), proporção inclusive superior à dos que julgam que as vendas manterão o mesmo desempenho de 2013 (27,6% dos entrevistados), como se observa no Gráfico 1. A expectativa mais otimista foi a verificada no Parque das Feiras, onde 45,5% dos empreendedores sugeriram bom desempenho das suas vendas para o carnaval 2014, superando as do evento no ano anterior. É também neste centro de Compras onde se notou a menor parcela dos que esperam queda nas vendas, numa proporção de 22,7%. É entre os empreendedores do Polo Caruaru que se nota mais desalento, com 40,8% dos entrevistados apontando redução no faturamento das vendas dos produtos para o Carnaval de 2014 em relação ao de 2013, enquanto aproximadamente 1/3 preveem melhor faturamento, ao passo que para ¼ dos pesquisados as vendas manterão, no mínimo, o mesmo desempenho de Já os empreendedores do Moda Center demonstraram uma postura menos pessimista do que a dos entrevistados no Polo Caruaru. De fato, 39,5% das pessoas pesquisadas

6 22,7 27,6 25,3 26,0 32,7 33,9 34,4 31,8 39,7 40,8 39,5 45,5 fizeram uma previsão de que vai haver crescimento do faturamento, mas ainda é significativo o percentual dos que pressupõem que as vendas para o Carnaval 2014 deverão sofrer diminuição quando comparadas com as do Carnaval 2013 (34,4% das respostas), enquanto para 26,0% o nível de faturamento com a venda de produtos no Carnaval 2014 deverá se manter no mesmo patamar do carnaval 2013 (Gráfico 1). Gráfico 1 - Centros de Compras do Polo de Confecções do Agreste: Expectativas dos empreendedores para o crescimento das vendas no Carnaval 2014 em relação ao Carnaval 2013 (%) Menor Igual Maior Apesar de no computo geral cerca de 2/5 dos empreendedores haverem sugerido que as vendas para o Carnaval 2014 superariam os negócios realizados no Carnaval 2013, isso não se traduz na estimativa de crescimento do faturamento, como pode ser visto no Gráfico 2. De fato, as expectativas dos empreendedores indicam um crescimento de apenas 0,7% nas vendas do Carnaval 2014 relacionadas com as vendas do Carnaval No Polo Caruaru os entrevistados esperam, na verdade, queda nas vendas, no patamar de - 3,1%, enquanto no Moda Center a redução é mínima (-0,1%). Por outro lado, os empreendedores do Parque das Feiras esperam um crescimento de 5,5%. Como esses cálculos são feitos através de média ponderada e os percentuais informados de queda foram no geral maiores do que os de crescimento, à exceção do Parque das Feiras, o peso dos que acham que vai ocorrer queda no faturamento é mais impactante, daí as estimativas dos empreendedores para o Polo Caruaru e Moda Center apontarem queda. Ademais, deve-se ressaltar nesse último Centro de Compras o perfil mais atacadista onde as vendas, destinadas majoritariamente para a revenda, têm uma demanda certa. Deve-se salientar que o desempenho negativo sugerido pelos empreendedores desses dois Centros de Compras reflete em parte os efeitos da tensão inflacionária, do

7 -3,1-0,1 0,7 5,5 encarecimento do crédito, da massa salarial em ritmo de crescimento mais lento, da instabilidade cambial e da trajetória ascendente da Selic que impactam no desempenho do consumo, refletindo diretamente sobre os Centros de Compras do Polo de Confecções do Agreste. Também deve se considerar os efeitos da seca que assola a região, considerada pelos especialistas como uma das piores já ocorridas, que de certa forma vem minando a capacidade de consumo das pessoas, principalmente nas regiões do sertão e do agreste, onde os efeitos nocivos são mais sentidos. Gráfico 2 - Centros de Compras do Polo de Confecções do Agreste: Estimativa dos empreendedores de crescimento (%) das vendas no Carnaval 2014 em relação ao Carnaval 2013 Apesar da expectativa pouco otimista dos empreendedores dos Centros de Compras pesquisados, os mesmos apostam em estratégias para melhorar as vendas. Entre as estratégias mais mencionadas para estimular a comercialização, os entrevistados sugeriram a prática de descontos para os pagamentos à vista (39,0% das respostas) e a realização de promoções (32,6%). Também foi sugerida a realização de campanhas publicitárias (12,8% das respostas). Porém, deve-se ressaltar que aproximadamente 1/3 dos empreendedores (33,8%) não têm intenção de realizar qualquer ação para alavancar os negócios no Carnaval 2014 (Gráfico 3). No Polo Caruaru a estratégia preferida pelos empreendedores foi a de realizar promoções (51,4% dos entrevistados nesse Centro de Compras). No Moda Center foi sugerida por 50,6% dos empreendedores a prática de descontos à vista. Já no Parque das Feiras a opção recaiu sobre as promoções (38,7%). Paradoxalmente, esse último Centro de Compras que apontou a melhor estimativa de crescimento nas vendas para o Carnaval 2014 é o que tem maior proporção de empreendedores que não pretendem realizar ações para aumentar as vendas (38,7%).

8 12,8 11,7 15,2 13,4 10,9 32,6 30,8 33,8 31,6 31,7 32,4 39,0 38,7 38,7 51,4 50,6 Gráfico 3 - Centros de Compras do Polo de Confecções do Agreste: Estratégias adotadas pelos empreendedores para aumentar as vendas no Carnaval 2014 (%) Campanhas publicitárias Descontos à vista Promoções Não realiza ação

9 ASPECTOS METODOLÓGICOS No início do mês de fevereiro de 2014 o Instituto Fecomercio-PE através do Centro de Pesquisa (Cepesq), em convênio com o Sebrae-PE, realizou pesquisa de campo nos principais Centros de Compras do Polo de Confecções do Agreste onde foram entrevistados: 988 compradores, sendo 310 no Polo Caruaru, 360 no Moda Center em Santa Cruz do Capibaribe e 318 no Parque das Feiras em Toritama; e 824 empreendedores, dos quais 246 questionários no Polo Caruaru, 322 no Moda Center em Santa Cruz do Capibaribe e 256 no Parque das Feiras em Toritama. CARACTERIZAÇÃO DOS ENTREVISTADOS Quanto aos compradores, no que se refere ao nível educacional nota-se uma situação relativamente razoável na escolaridade. Das pessoas entrevistadas, 27,1% informaram possuir nível técnico (6,0%), superior (19,8%) e pós-graduação (1,3%). Mais da metade das pessoas detêm o ensino médio (53,7%), ao passo que 17,9% disseram ter o ensino fundamental e apenas 1,3% se declararam analfabetos. A melhor situação de escolaridade foi registrada no Polo Caruaru, 33,7% possuíam nível superior, 2,9% afirmaram ter curso de pós-graduação e 4,9% curso técnico. No Parque das Feiras as pessoas com esses graus de escolarização, representam respectivamente 16,6%, 0,3% e 8,6% enquanto no Moda Center correspondem a 10,6%, 0,8% e 4,7%. a pouco mais de ¼ dos entrevistados (25,5%). É significativa a proporção dos compradores dos Centros de Compras do Polo de Confecções das classes D e E (com renda de até 3 salários mínimos), representando 42,9% dos entrevistados, enquanto pouco mais de 1/3 (35,6%) achavam-se na classe C (com renda familiar de 3 a 5 salário mínimos) e 21,5% pertenciam às classes A e B (com rendimentos de mais de 5 salários mínimos). Especificamente a cada Centro de Compras, deve ser ressaltado que no Polo Caruaru e no Parque das Feiras a proporção maior das pessoas entrevistadas encontrava-se na classe C (41,4% e 39,6% respectivamente), enquanto no Moda Center 55,3% pertenciam às classes D e E. Dentre os entrevistados, quase 3/5 correspondiam a compradores pernambucanos (27,9% provenientes de municípios da Mesorregião Agreste Pernambucano, principalmente de Caruaru, Toritama e Santa Cruz do Capibaribe e 31,1% de outras cidades do estado), enquanto 1/3 se deslocam de outros estados do Nordeste para os Centros de Compras pesquisados, ao passo que apenas 7,4% são provenientes de outras regiões do país. No Polo Caruaru, de cada dez pessoas oito são provenientes do próprio estado, das quais metade corresponde a compradores do Agreste. Já no Moda Center a maioria dos compradores vêm de outros estados, principalmente do Nordeste (54,0%) enquanto 8,1% originam-se de estados de outras regiões do País. No Parque das Feiras 62,7% equivale a compradores de Pernambuco, a maioria (38,9% vindos de fora do Agreste Pernambucano enquanto 32,2% pertencem a outros estados do Nordeste e somente 5,1% são de outros estados do país. É expressiva a proporção de entrevistados do gênero feminino entre os compradores dos Centros de Compras entrevistados (70,1%). No parque das Feiras essa parcela é maior, chegando a 71,9%, equivalendo a 71,4% no Polo Caruaru. Por sua vez, no Moda

10 Center de Santa Cruz do Capibaribe, Centro de Compras no qual parcela significativa dos compradores adquire as mercadorias visando a revenda, a proporção de pessoas do gênero masculino se eleva um pouco (32,5%), embora atingindo um patamar duas vezes menor do que a parcela de compradores mulheres. Em termos de idade, é significativa a proporção dos compradores dos Centros de Compras entre 18 e 39 anos (57,8% dos entrevistados), estrato de idade onde se concentra a maioria de pessoas que adquirem mercadorias para revender, com destaque para os compradores que possuem entre 30 e 39 anos. No Parque das Feiras e no Polo Caruaru, onde as pessoas compram mais para o consumo próprio, o percentual de compradores na faixa etária de 18 a 39 anos atinge respectivamente 60,6% e 60,2%, enquanto no Moda Center de Santa Cruz do Capibaribe, cujos negócios atendem mais revendedores, essa proporção é de 53,4%. No que diz respeito aos empreendedores, pelas próprias características dos Centros de Compras pesquisados, a maioria dos entrevistados comercializa produtos do ramo de vestuário, como é o caso de praticamente 9 entre 10 pessoas, proporção que se reproduz em todos os locais pesquisados. No Polo caruaru e no Parque das Feiras predominam empreendedores que negociam artigos para o gênero feminino. Já no Moda Center, para onde converge a maioria de compradores que adquirem produtos para revender, também se nota o predomínio empreendedores que comercializam artigos de moda feminina, mas se nota com alguma significância negociantes de produtos da moda masculina, moda infantil e moda íntima. Os produtos de jeans são mais comercializados no Parque das Feiras e no Moda Center.

SONDAGEM DE OPINIÃO Consumidores RMR ANO X Nº 45 2013

SONDAGEM DE OPINIÃO Consumidores RMR ANO X Nº 45 2013 SONDAGEM DE OPINIÃO Consumidores RMR ANO X Nº 45 2013 Dia da s Cria nças s a d n e v s a o b e d o Previsã Sondagem de Opinião RMR Ano VI - Nº 11 - Julho/2013 3 Dia das Crianças será mais comemorado em

Leia mais

Saúde. reprodutiva: gravidez, assistência. pré-natal, parto. e baixo peso. ao nascer

Saúde. reprodutiva: gravidez, assistência. pré-natal, parto. e baixo peso. ao nascer 2 Saúde reprodutiva: gravidez, assistência pré-natal, parto e baixo peso ao nascer SAÚDE BRASIL 2004 UMA ANÁLISE DA SITUAÇÃO DE SAÚDE INTRODUÇÃO No Brasil, as questões relativas à saúde reprodutiva têm

Leia mais

Pesquisa de. Dia dos Namorados

Pesquisa de. Dia dos Namorados ASSESSORIA ECONÔMICA Pesquisa de Dia dos Namorados 2013 Pesquisa realizada pelo Instituto Fecomércio de Pesquisa - IFEP Relatório elaborado pela Assessoria Econômica Fecomércio-RS PESQUISA DIA DOS NAMORADOS

Leia mais

PESQUISA DE POTENCIAL DE COMPRAS PARA O DIA DAS MÃES

PESQUISA DE POTENCIAL DE COMPRAS PARA O DIA DAS MÃES PESQUISA DE POTENCIAL DE COMPRAS PARA O DIA DAS MÃES Macapá-AP, Abril de 2015 A Pesquisa sobre o potencial de compras para o dia das mães, foi realizada pelo IPDC/AP nos dias 22 e 24 de abril tem como

Leia mais

Pesquisa Mensal de Emprego - PME

Pesquisa Mensal de Emprego - PME Pesquisa Mensal de Emprego - PME Dia Internacional da Mulher 08 de março de 2012 M U L H E R N O M E R C A D O D E T R A B A L H O: P E R G U N T A S E R E S P O S T A S A Pesquisa Mensal de Emprego PME,

Leia mais

Sumário Executivo. Amanda Reis. Luiz Augusto Carneiro Superintendente Executivo

Sumário Executivo. Amanda Reis. Luiz Augusto Carneiro Superintendente Executivo Comparativo entre o rendimento médio dos beneficiários de planos de saúde individuais e da população não coberta por planos de saúde regional e por faixa etária Amanda Reis Luiz Augusto Carneiro Superintendente

Leia mais

TEMA: A importância da Micro e Pequena Empresa para Goiás

TEMA: A importância da Micro e Pequena Empresa para Goiás TEMA: A importância da Micro e Pequena Empresa para Goiás O presente informe técnico tem o objetivo de mostrar a importância da micro e pequena empresa para o Estado de Goiás, em termos de geração de emprego

Leia mais

Pesquisa Mensal de Emprego PME. Algumas das principais características dos Trabalhadores Domésticos vis a vis a População Ocupada

Pesquisa Mensal de Emprego PME. Algumas das principais características dos Trabalhadores Domésticos vis a vis a População Ocupada Pesquisa Mensal de Emprego PME Algumas das principais características dos Trabalhadores Domésticos vis a vis a População Ocupada Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística - IBGE Algumas das principais

Leia mais

Dia das Crianças 2013 - ACIT

Dia das Crianças 2013 - ACIT NÚCLEO DE PESQUISAS ECONÔMICO-SOCIAIS NUPES DEPARTAMENTO DE ECONOMIA, CONTABILIDADE E ADMINISTRAÇÃO. PRÓ-REITORIA DE EXTENSÃO E RELAÇÕES COMUNITÁRIAS UNIVERSIDADE DE TAUBATÉ Dia das Crianças 2013 - ACIT

Leia mais

PESQUISA DE POTENCIAL DE COMPRAS PARA O NATAL

PESQUISA DE POTENCIAL DE COMPRAS PARA O NATAL PESQUISA DE POTENCIAL DE COMPRAS PARA O NATAL Macapá-AP, Dezembro de 2014 RESULTADOS DA PESQUISA O Instituto de Pesquisa e Desenvolvimento do Comércio do Estado do Amapá (IPDC), ligado a Fecomércio Amapá,

Leia mais

Anuário do Trabalho na Micro e Pequena Empresa 2012: análise dos principais resultados de Santa Catarina

Anuário do Trabalho na Micro e Pequena Empresa 2012: análise dos principais resultados de Santa Catarina Anuário do Trabalho na Micro e Pequena Empresa 2012: análise dos principais resultados de Santa Catarina A 5ª edição do Anuário do Trabalho na Micro e Pequena Empresa é um dos produtos elaborados por meio

Leia mais

PNAD - Segurança Alimentar 2004 2009. Insegurança alimentar diminui, mas ainda atinge 30,2% dos domicílios brasileiros

PNAD - Segurança Alimentar 2004 2009. Insegurança alimentar diminui, mas ainda atinge 30,2% dos domicílios brasileiros 1 of 5 11/26/2010 2:57 PM Comunicação Social 26 de novembro de 2010 PNAD - Segurança Alimentar 2004 2009 Insegurança alimentar diminui, mas ainda atinge 30,2% dos domicílios brasileiros O número de domicílios

Leia mais

SONDAGEM DE OPINIÃO DO LOJISTA SOBRE O DIA DAS CRIANÇAS 2011. Palmas TO

SONDAGEM DE OPINIÃO DO LOJISTA SOBRE O DIA DAS CRIANÇAS 2011. Palmas TO SONDAGEM DE OPINIÃO DO LOJISTA SOBRE O DIA DAS CRIANÇAS 2011 Palmas TO 1 APRESENTAÇÃO a. O Dia Mundial da Criança é oficialmente comemorado em 20 de novembro, pela Organização das Nações Unidas, em reconhecimento

Leia mais

Pesquisa Mensal de Emprego

Pesquisa Mensal de Emprego Pesquisa Mensal de Emprego EVOLUÇÃO DO EMPREGO COM CARTEIRA DE TRABALHO ASSINADA 2003-2012 Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística - IBGE 2 Pesquisa Mensal de Emprego - PME I - Introdução A Pesquisa

Leia mais

Pesquisa de Expectativa de Compras dos Consumidores sobre o Dia dos Pais. Agosto de 2014 Rondonópolis/MT

Pesquisa de Expectativa de Compras dos Consumidores sobre o Dia dos Pais. Agosto de 2014 Rondonópolis/MT Pesquisa de Expectativa de Compras dos Consumidores sobre o Dia dos Pais Agosto de 2014 Rondonópolis/MT ASSOCIAÇÃO COMERCIAL, INDUSTRIAL E EMPRESARIAL DE RONDONÓPOLIS ACIR. Presidente - Luis Fernando Homem

Leia mais

INTENÇÃO DE COMPRA DIA DAS CRIANÇAS 2014

INTENÇÃO DE COMPRA DIA DAS CRIANÇAS 2014 PE MPRA DIA DAS CRIANÇAS 2014 1 MPRA DIA DAS CRIANÇAS 2014 PE MPRA DIA DAS CRIANÇAS 2014 2 Faculdade Estácio de Sá de Campo Grande Intenção de Compra para o Dia das Crianças 2014 Rua Venâncio Borges do

Leia mais

Síntese dos resultados

Síntese dos resultados Núcleo de Pesquisas Mês de março apresenta alta mensal do percentual de famílias endividadas e com contas em atraso. Entretanto, na comparação anual o percentual de atrasos caiu. O percentual de famílias

Leia mais

Florianópolis, 17 de agosto de 2011.

Florianópolis, 17 de agosto de 2011. PROXIMIDADE DO FIM DE ANO IMPACTA A PERSPECTIVA DE CONSUMO DAS FAMÍLIAS CATARINENSES EM SETEMBRO O forte crescimento mensal da perspectiva de consumo das famílias catarinenses, de 12,7%, foi o principal

Leia mais

PESQUISA DIA DOS PAIS - MOSSORÓ

PESQUISA DIA DOS PAIS - MOSSORÓ PESQUISA DIA DOS PAIS - MOSSORÓ 1 Mossoró, julho de 2015 Sumário 1. ASPECTOS TÉCNICOS... 3 2. SÍNTESE DOS RESULTADOS... 4 Presentes... 4 Gastos... 4 Estratégias... 5 Passeio... 5 Momento... 5 3. GRÁFICOS

Leia mais

PROJETO RUMOS DA INDÚSTRIA PAULISTA

PROJETO RUMOS DA INDÚSTRIA PAULISTA PROJETO RUMOS DA INDÚSTRIA PAULISTA AVALIAÇÃO DO 1º SEMESTRE E PERSPECTIVAS PARA O 2º SEMESTRE DE 2014 Agosto/2014 Esta pesquisa tem como objetivo avaliar o desempenho do primeiro semestre de 2014, as

Leia mais

Fase 2 (setembro 2012) Sondagem: Expectativas Econômicas do Transportador Rodoviário - 2012

Fase 2 (setembro 2012) Sondagem: Expectativas Econômicas do Transportador Rodoviário - 2012 Sondagem: Expectativas Econômicas do Transportador Rodoviário - 2012 Apresentação A sondagem Expectativas Econômicas do Transportador Rodoviário 2012 Fase 2 apresenta a visão do empresário do transporte

Leia mais

Pesquisa. Há 40 anos atrás nos encontrávamos discutindo mecanismos e. A mulher no setor privado de ensino em Caxias do Sul.

Pesquisa. Há 40 anos atrás nos encontrávamos discutindo mecanismos e. A mulher no setor privado de ensino em Caxias do Sul. Pesquisa A mulher no setor privado de ensino em Caxias do Sul. Introdução Há 40 anos atrás nos encontrávamos discutindo mecanismos e políticas capazes de ampliar a inserção da mulher no mercado de trabalho.

Leia mais

RESUMO PESQUISA DE INTENÇÃO DE COMPRAS: DIA DAS CRIANÇAS

RESUMO PESQUISA DE INTENÇÃO DE COMPRAS: DIA DAS CRIANÇAS Período de realização: 12/09 a 16/09 de 2013 Amostragem: 542 Margem de erro: 4,2% Na pesquisa realizada, foram abordadas 1.232 pessoas para realizar 542 entrevistas. Destas 44% demonstraram intenção de

Leia mais

Expectativas dos Pequenos Negócios para 2015

Expectativas dos Pequenos Negócios para 2015 Expectativas dos Pequenos Negócios para 2015 Relatório Final Brasília, Novembro/2014 Método Objetivo geral: Levantar as expectativas para 2015 dos pequenos negócios atendidos pelo SEBRAE Método: Pesquisa

Leia mais

PERSPECTIVAS DE VENDAS DE FLORES PARA O DIA DOS NAMORADOS DE 2015

PERSPECTIVAS DE VENDAS DE FLORES PARA O DIA DOS NAMORADOS DE 2015 PERSPECTIVAS DE VENDAS DE FLORES PARA O DIA DOS NAMORADOS DE 2015 SINDIFLORES Sindicato do Comércio Varejista de Flores e Plantas Ornamentais do Estado de São Paulo Hórtica Consultoria- Inteligência de

Leia mais

Estudo Econômico do APL de Confecções do Agreste Pernambucano 2012

Estudo Econômico do APL de Confecções do Agreste Pernambucano 2012 Estudo Econômico do APL de Confecções do Agreste Pernambucano 2012 Objetivos Principais Descrever quantitativamente o Polo de Confecções do Agreste Analisar a dinâmica econômica do Polo, apontando as suas

Leia mais

PESQUISA DE INTENÇÃO DE COMPRAS

PESQUISA DE INTENÇÃO DE COMPRAS A pesquisa foi realizada no período de 25 a 31 de março de, com uma amostra de 545 questionários. Utilizou-se o dimensionamento da pesquisa probabilística com p=0,50 e q=0,50, confiabilidade 95%, margem

Leia mais

O Endividamento das famílias no Brasil

O Endividamento das famílias no Brasil Boletim Econômico Edição nº 74 junho de 2014 Organização: Maurício José Nunes Oliveira Assessor econômico O Endividamento das famílias no Brasil 1 Situação atual e números O percentual de famílias com

Leia mais

PERSPECTIVAS DE VENDAS DE FLORES PARA O DIA DAS MÃES DE 2015

PERSPECTIVAS DE VENDAS DE FLORES PARA O DIA DAS MÃES DE 2015 PERSPECTIVAS DE VENDAS DE FLORES PARA O DIA DAS MÃES DE 2015 SINDIFLORES Sindicato do Comércio Varejista de Flores e Plantas Ornamentais do Estado de São Paulo Hórtica Consultoria- Inteligência de Mercado

Leia mais

Índice de Confiança do Empresário do Comércio (ICEC) NOVEMBRO/2013

Índice de Confiança do Empresário do Comércio (ICEC) NOVEMBRO/2013 16 de dezembro de 2013 Índice de Confiança do Empresário do Comércio (ICEC) NOVEMBRO/2013 O ICEC é um indicador da Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC) que visa medir o nível

Leia mais

na região metropolitana do Rio de Janeiro

na região metropolitana do Rio de Janeiro O PERFIL DOS JOVENS EMPREENDEDORES na região metropolitana do Rio de Janeiro NOTA CONJUNTURAL MARÇO DE 2013 Nº21 PANORAMA GERAL Segundo a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD/IBGE) de 2011,

Leia mais

Pesquisa Perfil das Empresas de Consultoria no Brasil

Pesquisa Perfil das Empresas de Consultoria no Brasil Pesquisa Perfil das Empresas de Consultoria no Brasil 2014 Objetivo Metodologia Perfil da Empresa de Consultoria Características das Empresas Áreas de Atuação Honorários Perspectivas e Percepção de Mercado

Leia mais

RETRATOS DA SOCIEDADE BRASILEIRA

RETRATOS DA SOCIEDADE BRASILEIRA Indicadores CNI RETRATOS DA SOCIEDADE BRASILEIRA Previdência 20 Maioria dos brasileiros apoia mudanças na previdência Sete em cada dez brasileiros reconhecem que o sistema previdenciário brasileiro apresenta

Leia mais

Projeções de custos e rentabilidade do setor sucroenergético na região Nordeste para a safra 2013/14: o desafio de sobrevivência dos fornecedores

Projeções de custos e rentabilidade do setor sucroenergético na região Nordeste para a safra 2013/14: o desafio de sobrevivência dos fornecedores Projeções de custos e rentabilidade do setor sucroenergético na região Nordeste para a safra 2013/14: o desafio de sobrevivência dos fornecedores Essa publicação apresenta as projeções de custos de produção

Leia mais

Potencial Econômico dos Clientes dos Corretores de Seguros Independentes do Estado de São Paulo Francisco Galiza www.ratingdeseguros.com.

Potencial Econômico dos Clientes dos Corretores de Seguros Independentes do Estado de São Paulo Francisco Galiza www.ratingdeseguros.com. Potencial Econômico dos Clientes dos Corretores de Seguros Independentes do Estado de São Paulo Francisco Galiza www.ratingdeseguros.com.br Julho/2005 1) Introdução O objetivo deste estudo foi avaliar

Leia mais

ipea A EFETIVIDADE DO SALÁRIO MÍNIMO COMO UM INSTRUMENTO PARA REDUZIR A POBREZA NO BRASIL 1 INTRODUÇÃO 2 METODOLOGIA 2.1 Natureza das simulações

ipea A EFETIVIDADE DO SALÁRIO MÍNIMO COMO UM INSTRUMENTO PARA REDUZIR A POBREZA NO BRASIL 1 INTRODUÇÃO 2 METODOLOGIA 2.1 Natureza das simulações A EFETIVIDADE DO SALÁRIO MÍNIMO COMO UM INSTRUMENTO PARA REDUZIR A POBREZA NO BRASIL Ricardo Paes de Barros Mirela de Carvalho Samuel Franco 1 INTRODUÇÃO O objetivo desta nota é apresentar uma avaliação

Leia mais

Pesquisa de Opinião do Comércio Varejista. Expectativas para o Dia dos Pais

Pesquisa de Opinião do Comércio Varejista. Expectativas para o Dia dos Pais Pesquisa de Opinião do Comércio Varejista Expectativas para o Dia dos Pais 2013 Apresentação O Dia dos Pais marca a abertura do calendário de datas comemorativas do comércio varejista no segundo semestre.

Leia mais

A DEMANDA POR EDUCAÇÃO INFANTIL NA REGIÃO METROPOLITANA DE SÃO PAULO E OS DESAFIOS PARA AS POLÍTICAS PÚBLICAS

A DEMANDA POR EDUCAÇÃO INFANTIL NA REGIÃO METROPOLITANA DE SÃO PAULO E OS DESAFIOS PARA AS POLÍTICAS PÚBLICAS 1 A DEMANDA POR EDUCAÇÃO INFANTIL NA REGIÃO METROPOLITANA DE SÃO PAULO E OS DESAFIOS PARA AS POLÍTICAS PÚBLICAS A importância dos cuidados com as crianças na primeira infância tem sido cada vez mais destacada

Leia mais

INTENÇÃO DE COMPRA NATAL 2014

INTENÇÃO DE COMPRA NATAL 2014 1 INTENÇÃO DE COMPRA NATAL 2014 2 Faculdade Estácio de Sá de Campo Grande Intenção de Compra para o Natal 2014 Rua Venâncio Borges do Nascimento, 377 Jardim Tv Morena Campo Grande - MS, 79050-700 Fone:

Leia mais

Analfabetismo no Brasil

Analfabetismo no Brasil Analfabetismo no Brasil Ricardo Paes de Barros (IPEA) Mirela de Carvalho (IETS) Samuel Franco (IETS) Parte 1: Magnitude e evolução do analfabetismo no Brasil Magnitude Segundo estimativas obtidas com base

Leia mais

O impacto do INCLUSP no ingresso de estudantes da escola pública na USP

O impacto do INCLUSP no ingresso de estudantes da escola pública na USP VERSÃO: 03-04-2008 2 O impacto do INCLUSP no ingresso de estudantes da escola pública na USP 1. Apresentação do Programa O Programa de Inclusão Social da USP (INCLUSP) foi concebido a partir da preocupação

Leia mais

36,6% dos empresários gaúchos julgam que o. 74,4% dos empresários gaúchos consideram que. 66,0% das empresas contempladas pela medida a

36,6% dos empresários gaúchos julgam que o. 74,4% dos empresários gaúchos consideram que. 66,0% das empresas contempladas pela medida a 36,6% dos empresários gaúchos julgam que o faturamento é a melhor base tributária para a contribuição patronal. 74,4% dos empresários gaúchos consideram que a medida contribuirá parcialmente ou será fundamental

Leia mais

Pesquisa intenções de compras para o Dia dos Pais

Pesquisa intenções de compras para o Dia dos Pais Federação do Comércio do Estado de Santa Catarina Pesquisa intenções de compras para o Dia dos Pais Perfil do Consumidor para Grande Florianópolis DPLAN - Núcleo de Pesquisas PESQUISA INTENÇÕES DE COMPRAS

Leia mais

2006/2011 ES JOSÉ AUGUSTO LUCAS OEIRAS RESULTADOS DOS EXAMES DOS 11.º/12.º ANOS DE ESCOLARIDADE

2006/2011 ES JOSÉ AUGUSTO LUCAS OEIRAS RESULTADOS DOS EXAMES DOS 11.º/12.º ANOS DE ESCOLARIDADE 1 ES JOSÉ AUGUSTO LUCAS OEIRAS RESULTADOS DOS EXAMES DOS 11.º/12.º ANOS DE ESCOLARIDADE 2006/2011 2 3 INTRODUÇÃO 4 SUMÁRIO 5 A EVOLUÇÃO DOS RESULTADOS DOS EXAMES DO 12º ANO MÉDIAS POR ESCOLA 11 ANÁLISE

Leia mais

ÍNDICE DE CONFIANÇA DOS PEQUENOS NEGÓCIOS NO BRASIL. ICPN Outubro de 2015

ÍNDICE DE CONFIANÇA DOS PEQUENOS NEGÓCIOS NO BRASIL. ICPN Outubro de 2015 ÍNDICE DE CONFIANÇA DOS PEQUENOS NEGÓCIOS NO BRASIL ICPN Outubro de 2015 ÍNDICE DE CONFIANÇA DOS PEQUENOS NEGÓCIOS NO BRASIL ICPN Outubro de 2015 Sumário Executivo Indicadores de confiança são indicadores

Leia mais

Pesquisa de opinião pública. sobre. Energia elétrica. Brasil

Pesquisa de opinião pública. sobre. Energia elétrica. Brasil 2ª Pesquisa de opinião pública sobre Energia Elétrica Brasil Julho de 2015 Pesquisa de opinião pública sobre Energia elétrica Brasil Junho de 2014 IBOPE Metodologia Pesquisa quantitativa com aplicação

Leia mais

RELATÓRIO FINAL DE PESQUISA DE INTENÇÃO DE COMPRAS NATAL 2012 CONVÊNIO UCDB-ACICG-PMCG

RELATÓRIO FINAL DE PESQUISA DE INTENÇÃO DE COMPRAS NATAL 2012 CONVÊNIO UCDB-ACICG-PMCG RELATÓRIO FINAL DE PESQUISA DE INTENÇÃO DE COMPRAS NATAL 2012 CONVÊNIO UCDB-ACICG-PMCG 15/12/2012 RELATÓRIO FINAL DE PESQUISA DE INTENÇÃO DE COMPRAS NATAL 2012 CONVÊNIO UCDB-ACICG-PMCG Professores Responsáveis:

Leia mais

SITUAÇÃO DOS ODM NOS MUNICÍPIOS

SITUAÇÃO DOS ODM NOS MUNICÍPIOS SITUAÇÃO DOS ODM NOS MUNICÍPIOS O presente levantamento mostra a situação dos Objetivos de Desenvolvimento do Milênio (ODM) nos municípios brasileiros. Para realizar a comparação de forma mais precisa,

Leia mais

RELATÓRIO FINAL DE PESQUISA DE INTENÇÃO DE COMPRAS DIA DOS PAIS 2012 CONVÊNIO UCDB-ACICG-PMCG

RELATÓRIO FINAL DE PESQUISA DE INTENÇÃO DE COMPRAS DIA DOS PAIS 2012 CONVÊNIO UCDB-ACICG-PMCG RELATÓRIO FINAL DE PESQUISA DE INTENÇÃO DE COMPRAS DIA DOS PAIS 2012 CONVÊNIO UCDB-ACICG-PMCG 06/08/2012 RELATÓRIO FINAL DE PESQUISA DE INTENÇÃO DE COMPRAS DIA DOS PAIS 2012 CONVÊNIO UCDB-ACICG-PMCG Professores

Leia mais

Sumário Executivo Pesquisa Quantitativa Regular. Edição n 05

Sumário Executivo Pesquisa Quantitativa Regular. Edição n 05 Sumário Executivo Pesquisa Quantitativa Regular Edição n 05 Junho de 2010 2 Sumário Executivo Pesquisa Quantitativa Regular Edição n 05 O objetivo geral deste estudo foi investigar as percepções gerais

Leia mais

A MULHER EMPREENDEDORA DA REGIÃO METROPOLITANA DE MARINGÁ

A MULHER EMPREENDEDORA DA REGIÃO METROPOLITANA DE MARINGÁ A MULHER EMPREENDEDORA DA REGIÃO METROPOLITANA DE MARINGÁ 1.0 Introdução Prof. Dr. Joilson Dias Assistente Científica: Cássia Kely Favoretto Costa Departamento de Economia Universidade Estadual de Maringá

Leia mais

Pesquisa Semesp. A Força do Ensino Superior no Mercado de Trabalho

Pesquisa Semesp. A Força do Ensino Superior no Mercado de Trabalho Pesquisa Semesp A Força do Ensino Superior no Mercado de Trabalho 2008 Ensino superior é um forte alavancador da carreira profissional A terceira Pesquisa Semesp sobre a formação acadêmica dos profissionais

Leia mais

LOJAS DE RUA GANHAM A PREFERÊNCIA DO CONSUMIDOR NA HORA DE FAZER COMPRAS Inayara Soares da Silva

LOJAS DE RUA GANHAM A PREFERÊNCIA DO CONSUMIDOR NA HORA DE FAZER COMPRAS Inayara Soares da Silva LOJAS DE RUA GANHAM A PREFERÊNCIA DO CONSUMIDOR NA HORA DE FAZER COMPRAS Inayara Soares da Silva A atual praticidade na hora de fazer compras e procurar alguns tipos de serviço leva o consumidor a optar

Leia mais

EXPECTATIVAS, GESTÃO E AÇÕES DOS EMPRESÁRIOS DO COMÉRCIO VAREJISTA PARA O NATAL DE 2013 MACAPÁ - 2013

EXPECTATIVAS, GESTÃO E AÇÕES DOS EMPRESÁRIOS DO COMÉRCIO VAREJISTA PARA O NATAL DE 2013 MACAPÁ - 2013 EXPECTATIVAS, GESTÃO E AÇÕES DOS EMPRESÁRIOS DO COMÉRCIO VAREJISTA PARA O NATAL DE 2013 MACAPÁ - 2013 SUMÁRIO 1 INTRODUÇÃO... 3 2 POPULAÇÃO... 3 4 COLETA DE DADOS... 3 5 RESULTADOS... 4 Ilustração 1 -

Leia mais

Famílias endividadas e com contas em atraso (%)

Famílias endividadas e com contas em atraso (%) Núcleo de Pesquisas Pesquisa de Endividamento e Inadimplência dos Consumidores de Chapecó A Pesquisa de Endividamento e Inadimplência do Consumidor é um importante indicador da saúde financeira das famílias,

Leia mais

PESQUISA DIA DAS CRIANÇAS - NATAL

PESQUISA DIA DAS CRIANÇAS - NATAL PESQUISA DIA DAS CRIANÇAS - NATAL Natal, setembro de 2015 1 Sumário 1. Aspectos Metodológicos... 3 2. Descrição dos Resultados... 4 Itens de comemoração... 4 Gastos com presente... 4 Local e quando compra...

Leia mais

SINCOR-SP 2015 NOVEMBRO 2015 CARTA DE CONJUNTURA DO SETOR DE SEGUROS

SINCOR-SP 2015 NOVEMBRO 2015 CARTA DE CONJUNTURA DO SETOR DE SEGUROS NOVEMBRO 20 CARTA DE CONJUNTURA DO SETOR DE SEGUROS 1 Sumário Palavra do presidente... 3 Objetivo... 4 1. Carta de Conjuntura... 5 2. Análise macroeconômica... 6 3. Análise do setor de seguros 3.1. Receita

Leia mais

TODOS OS DIREITOS RESERVADOS À

TODOS OS DIREITOS RESERVADOS À TODOS OS DIREITOS RESERVADOS À Felisoni & Associados E AO PROVAR - Programa de Administração de Varejo da Fundação Instituto de Administração, instituição conveniada com a FEA/USP - é proibida a reprodução

Leia mais

(Modelo de) Relatório: 1-Introdução. 2-Materiais e métodos. 3-Análise descritiva dos dados

(Modelo de) Relatório: 1-Introdução. 2-Materiais e métodos. 3-Análise descritiva dos dados (Modelo de) Relatório: 1-Introdução (Nessa seção faz-se uma apresentação/contextualização do problema e descreve-se como está organizado o relatório) Ex: Neste trabalho temos o objetivo de traçar o perfil

Leia mais

100 % valor correspondente a 100% outro % valor correspondente a outro %

100 % valor correspondente a 100% outro % valor correspondente a outro % PORCENTAGEM Porcentagem é a razão entre uma quantidade qualquer e 100. O símbolo % (por cento) indica a taxa percentual. 5 13 = 5%; = 13% 100 100 Observamos que a taxa pode ser escrita de forma percentual,

Leia mais

PESQUISA PULSO BRASIL FIESP/CIESP INFLAÇÃO JUNHO/2015 SUMÁRIO

PESQUISA PULSO BRASIL FIESP/CIESP INFLAÇÃO JUNHO/2015 SUMÁRIO PESQUISA PULSO BRASIL FIESP/CIESP INFLAÇÃO JUNHO/2015 SUMÁRIO A pesquisa revela que a inflação está alterando o consumo das pessoas. A maioria dos entrevistados vem percebendo grandes aumentos de preços

Leia mais

Empresas de Minas diminuem investimento

Empresas de Minas diminuem investimento Ano 5 Nº 1 JANEIRO 2015 Empresas de Minas diminuem investimento No ano de 2014 mais da metade das empresas mineiras realizaram investimentos, no entanto, desde o início da pesquisa em 2010, o percentual

Leia mais

Mesa Redonda: PNE pra Valer!

Mesa Redonda: PNE pra Valer! Mesa Redonda: PNE pra Valer! Construindo o futuro ou reeditando o passado? Um esboço comparativo entre a Lei 10.172/2001 e o PL 8035/2010 Idevaldo da Silva Bodião Faculdade de Educação da UFC Comitê Ceará

Leia mais

INVESTIMENTOS NA INDÚSTRIA

INVESTIMENTOS NA INDÚSTRIA Indicadores CNI INVESTIMENTOS NA INDÚSTRIA Momento difícil da indústria se reflete nos investimentos Intenção de investimento para 2015 é a menor da pesquisa Em 2014, 71,8% das empresas investiram 7,9

Leia mais

Metodologia. Entrevistas com amostra de usuárias brasileiras de internet via questionário online.

Metodologia. Entrevistas com amostra de usuárias brasileiras de internet via questionário online. Bens Virtuais Sophia Mind A Sophia Mind Pesquisa e Inteligência de Mercado é a empresa do grupo de comunicação feminina Bolsa de Mulher voltada para pesquisa e inteligência de mercado. Cem por cento focada

Leia mais

SINCOR-SP 2016 FEVEREIRO 2016 CARTA DE CONJUNTURA DO SETOR DE SEGUROS

SINCOR-SP 2016 FEVEREIRO 2016 CARTA DE CONJUNTURA DO SETOR DE SEGUROS FEVEREIRO 2016 CARTA DE CONJUNTURA DO SETOR DE SEGUROS 1 Sumário Palavra do presidente... 3 Objetivo... 4 1. Carta de Conjuntura... 5 2. Estatísticas dos Corretores de SP... 6 3. Análise macroeconômica...

Leia mais

Novembro é um mês de reestruturação do padrão do endividamento e da inadimplência das famílias: uma preparação para o salto das vendas em dezembro

Novembro é um mês de reestruturação do padrão do endividamento e da inadimplência das famílias: uma preparação para o salto das vendas em dezembro Novembro é um mês de reestruturação do padrão do endividamento e da inadimplência das famílias: uma preparação para o salto das vendas em dezembro Na comparação mensal entre outubro e novembro, o percentual

Leia mais

RESULTADOS DE OUTUBRO DE 2013

RESULTADOS DE OUTUBRO DE 2013 1 RESULTADOS DE OUTUBRO DE 2013 Pesquisa realizada pelo Uni-FACEF em parceria com a Fe-Comércio mede o ICC (Índice de confiança do consumidor) e PEIC (Pesquisa de endividamento e inadimplência do consumidor)

Leia mais

Formação e Capacitação de Agentes de Inclusão Digital

Formação e Capacitação de Agentes de Inclusão Digital Olá telecentrist@s e amig@s! Esta é a terceira pesquisa elaborada pelo ONID. Ela tem como objetivo captar demandas de formação e capacitação de agentes de inclusão digital (monitores, funcionários e trabalhadores

Leia mais

Pesquisa de opinião pública. sobre. Energia elétrica. Brasil

Pesquisa de opinião pública. sobre. Energia elétrica. Brasil 2ª Pesquisa de opinião pública sobre Energia Elétrica Brasil Outubro/ 2015 Pesquisa de opinião pública sobre Energia elétrica Brasil Junho de 2014 IBOPE Metodologia Pesquisa quantitativa com aplicação

Leia mais

BOLETIM CONJUNTURAL BOLETIM COMÉRCIO VAREJISTA DE PERNAMBUCO: AGOSTO DE 2014 (MÊS DE REFERÊNCIA: JUNHO DE 2014) INSTITUTO FECOMÉRCIO - PE 3

BOLETIM CONJUNTURAL BOLETIM COMÉRCIO VAREJISTA DE PERNAMBUCO: AGOSTO DE 2014 (MÊS DE REFERÊNCIA: JUNHO DE 2014) INSTITUTO FECOMÉRCIO - PE 3 Boletim Conjuntural Junho / 2014 BOLETIM CONJUNTURAL BOLETIM COMÉRCIO VAREJISTA DE PERNAMBUCO: AGOSTO DE 2014 (MÊS DE REFERÊNCIA: JUNHO DE 2014) 1. Contexto nacional e regional Em junho, a economia brasileira

Leia mais

Relatório de Intenção de compras de Natal

Relatório de Intenção de compras de Natal Federação do Comércio do Estado de Santa Catarina Relatório de Intenção de compras de Natal Panorama da intenção de compras durante o período que antecede o Natal 2010 no município de Lages. Divisão de

Leia mais

Uma análise econômica do seguro-saúde Francisco Galiza Outubro/2005 www.ratingdeseguros.com.br

Uma análise econômica do seguro-saúde Francisco Galiza Outubro/2005 www.ratingdeseguros.com.br Uma análise econômica do seguro-saúde Francisco Galiza Outubro/2005 www.ratingdeseguros.com.br Um dos ramos mais importantes do mercado segurador brasileiro é o de saúde. Surgido sobretudo com uma opção

Leia mais

ANEXO VII OBJETIVOS DAS POLÍTICAS MONETÁRIA, CREDITÍCIA E CAMBIAL LEI DE DIRETRIZES ORÇAMENTÁRIAS

ANEXO VII OBJETIVOS DAS POLÍTICAS MONETÁRIA, CREDITÍCIA E CAMBIAL LEI DE DIRETRIZES ORÇAMENTÁRIAS ANEXO VII OBJETIVOS DAS POLÍTICAS MONETÁRIA, CREDITÍCIA E CAMBIAL LEI DE DIRETRIZES ORÇAMENTÁRIAS - 2007 (Anexo específico de que trata o art. 4º, 4º, da Lei Complementar nº 101, de 4 de maio de 2000)

Leia mais

PESQUISA DE INTENÇÃO DE COMPRAS

PESQUISA DE INTENÇÃO DE COMPRAS A pesquisa foi realizada no período de 13 a 17 de julho de, com uma amostra de 545 questionários. Utilizou-se o dimensionamento da pesquisa probabilística com p=0,50 e q=0,50, confiabilidade 95%, margem

Leia mais

Pisa 2012: O que os dados dizem sobre o Brasil

Pisa 2012: O que os dados dizem sobre o Brasil Pisa 2012: O que os dados dizem sobre o Brasil A OCDE (Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico) divulgou nesta terça-feira os resultados do Programa Internacional de Avaliação de Alunos,

Leia mais

VI Jornada Nacional de Economia da Saúde

VI Jornada Nacional de Economia da Saúde VI Jornada Nacional de Economia da Saúde Gastos com saúde das famílias brasileiras: composição e desigualdades nas Unidades da Federação, Pesquisa de Orçamentos Familiares 2008-2009 Eixo: Financiamento

Leia mais

Seguros de Vida no Mercado Brasileiro

Seguros de Vida no Mercado Brasileiro Seguros de Vida no Mercado Brasileiro São Paulo, /06/0 Job -034743 Nobody s Unpredictable Objetivos e metodologia Metodologia Quantitativa, por meio de pesquisa amostral com questionário estruturado a

Leia mais

2 ASPECTOS DEMOGRÁFICOS

2 ASPECTOS DEMOGRÁFICOS 2 ASPECTOS DEMOGRÁFICOS Neste capítulo se pretende avaliar os movimentos demográficos no município de Ijuí, ao longo do tempo. Os dados que fomentam a análise são dos censos demográficos, no período 1920-2000,

Leia mais

O CONSUMO VIRTUAL NO BRASIL

O CONSUMO VIRTUAL NO BRASIL O CONSUMO VIRTUAL NO BRASIL Março 2015 1. PANORAMA DO CONSUMO VIRTUAL NO BRASIL Eletroeletrônicos, livros e calçados foram os itens mais comprados em 2014. Índice de satisfação do consumidor virtual brasileiro

Leia mais

RELATÓRIO FINAL DE PESQUISA DE INTENÇÃO DE COMPRAS DIA DAS CRIANÇAS 2012

RELATÓRIO FINAL DE PESQUISA DE INTENÇÃO DE COMPRAS DIA DAS CRIANÇAS 2012 RELATÓRIO FINAL DE PESQUISA DE INTENÇÃO DE COMPRAS DIA DAS CRIANÇAS 2012 CONVÊNIO UCDB-ACICG-PMCG 26/09/2012 RELATÓRIO FINAL DE PESQUISA DE INTENÇÃO DE COMPRAS DIA DAS CRIANÇAS 2012 CONVÊNIO UCDB-ACICG-PMCG

Leia mais

COMO INVESTIR NO MERCADO A TERMO MERCADOS

COMO INVESTIR NO MERCADO A TERMO MERCADOS COMO INVESTIR NO MERCADO A TERMO MERCADOS Como Investir no Mercado a Termo 1 2 Como Investir no Mercado a Termo O que é? uma OPERAÇÃO A TERMO É a compra ou a venda, em mercado, de uma determinada quantidade

Leia mais

Expectativas dos Pequenos Negócios para 2015

Expectativas dos Pequenos Negócios para 2015 Expectativas dos Pequenos Negócios para 2015 Relatório Final Brasília, Novembro/2014 Método Objetivo geral: Levantar as expectativas para 2015 dos pequenos negócios atendidos pelo SEBRAE Método: Pesquisa

Leia mais

Análise descritiva das informações referentes a aluno, diretor e escola. Modelos de Regressão Multinivel:(dois níveis hierárquicos) Aluno Escola

Análise descritiva das informações referentes a aluno, diretor e escola. Modelos de Regressão Multinivel:(dois níveis hierárquicos) Aluno Escola Avaliação do Projeto Arte na Escola Resultados Janeiro 2012 Objetivo Avaliar o desempenho dos alunos da 8ª série nas provas de matemática e língua portuguesa das escolas públicas nas quais o professor

Leia mais

ASSISTÊNCIA ESTUDANTIL NO ENSINO SUPERIOR: um estudo sobre o perfil dos estudantes usuários dos programas de assistência estudantil da UAG/UFRPE

ASSISTÊNCIA ESTUDANTIL NO ENSINO SUPERIOR: um estudo sobre o perfil dos estudantes usuários dos programas de assistência estudantil da UAG/UFRPE ASSISTÊNCIA ESTUDANTIL NO ENSINO SUPERIOR: um estudo sobre o perfil dos estudantes usuários dos programas de assistência estudantil da UAG/UFRPE José Albuquerque Constantino 1 Joselya Claudino de Araújo

Leia mais

Investidores diminuem participação no mercado imobiliário

Investidores diminuem participação no mercado imobiliário Investidores diminuem participação no mercado imobiliário Investimentos representaram 20% das compras de imóveis no 3º trimestre deste ano; em 2013, esse percentual foi 41% O Raio-X do Comprador de Imóveis

Leia mais

RESULTADOS DO ÍNDICE DE VULNERABILIDADE SOCIAL DO PARANÁ - 2010 *

RESULTADOS DO ÍNDICE DE VULNERABILIDADE SOCIAL DO PARANÁ - 2010 * RESULTADOS DO ÍNDICE DE VULNERABILIDADE SOCIAL DO PARANÁ - 2010 * Os resultados aqui apresentados foram extraídos do Atlas da Vulnerabilidade Social nos Municípios Brasileiros, elaborado pelo Instituto

Leia mais

Títulos de Capitalização: Análise comercial indica mudanças estratégicas Francisco Galiza Mestre em Economia (FGV) Dezembro/2000

Títulos de Capitalização: Análise comercial indica mudanças estratégicas Francisco Galiza Mestre em Economia (FGV) Dezembro/2000 Títulos de Capitalização: Análise comercial indica mudanças estratégicas Francisco Galiza Mestre em Economia (FGV) Dezembro/2000 I) Introdução O objetivo deste estudo é avaliar a estratégia comercial de

Leia mais

MERCADO DE MEIOS ELETRÔNICOS DE PAGAMENTO POPULAÇÃO E COMÉRCIO - ANO V. Indicador de atividade da micro e pequena indústria de São Paulo.

MERCADO DE MEIOS ELETRÔNICOS DE PAGAMENTO POPULAÇÃO E COMÉRCIO - ANO V. Indicador de atividade da micro e pequena indústria de São Paulo. 1 MERCADO DE MEIOS ELETRÔNICOS DE PAGAMENTO POPULAÇÃO E COMÉRCIO - ANO V Indicador de atividade da micro e pequena indústria de São Paulo Maio/ 2014 Metodologia 2 Metodologia 3 Técnica Pesquisa quantitativa,

Leia mais

ESTUDO TEMÁTICO SOBRE O PERFIL DOS BENEFICIÁRIOS DO PROGRAMA CAPACITAÇÃO OCUPACIONAL NO MUNICÍPIO DE OSASCO

ESTUDO TEMÁTICO SOBRE O PERFIL DOS BENEFICIÁRIOS DO PROGRAMA CAPACITAÇÃO OCUPACIONAL NO MUNICÍPIO DE OSASCO PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE OSASCO SECRETARIA DE DESENVOLVIMENTO, TRABALHO E INCLUSÃO (SDTI) DEPARTAMENTO INTERSINDICAL DE ESTATÍSTICA E ESTUDOS SOCIOECONÔMICOS (DIEESE) PROGRAMA OSASCO DIGITAL OBSERVATÓRIO

Leia mais

Resultados e Análises Rodada de. Referente ao 2º Trimestre de 2015

Resultados e Análises Rodada de. Referente ao 2º Trimestre de 2015 Resultados e Análises Rodada de Maio de 2015 Referente ao 2º Trimestre de 2015 Ano 5, n 20, Maio de 2015 Ribeirão Preto Índice de Confiança dos Fornecedores do Setor Sucroenergético (ICFSS) Reed Exhibitions

Leia mais

Síntese dos resultados Meses

Síntese dos resultados Meses Núcleo de Pesquisas Fevereiro registra pequeno aumento do percentual de famílias catarinenses endividadas, entretanto, parcela de famílias com contas em atraso apresenta queda O percentual de famílias

Leia mais

MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO SOCIAL E COMBATE À FOME. Nota MDS Brasília, 02 de maio de 2011.

MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO SOCIAL E COMBATE À FOME. Nota MDS Brasília, 02 de maio de 2011. Nota MDS Brasília, 02 de maio de 2011. Assunto: O perfil da Extrema Pobreza no Brasil com base nos dados preliminares do universo do Censo 2010. 1. INTRODUÇÃO O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística

Leia mais

Comentários gerais. desta publicação. 5 O âmbito de atividades da pesquisa está descrito com maior detalhamento nas Notas técnicas

Comentários gerais. desta publicação. 5 O âmbito de atividades da pesquisa está descrito com maior detalhamento nas Notas técnicas Comentários gerais Pesquisa Anual de Comércio - PAC investiga a estrutura produtiva do A segmento empresarial do comércio brasileiro, sendo os resultados referentes a 2012 divulgados neste volume. A pesquisa

Leia mais

A INSERÇÃO DOS NEGROS NOS MERCADOS DE TRABALHO METROPOLITANOS

A INSERÇÃO DOS NEGROS NOS MERCADOS DE TRABALHO METROPOLITANOS OS NEGROS NOS MERCADOS DE TRABALHO METROPOLITANOS NOVEMBRO DE 2013 A INSERÇÃO DOS NEGROS NOS MERCADOS DE TRABALHO METROPOLITANOS A sociedade brasileira comemora, no próximo dia 20 de novembro, o Dia da

Leia mais

Avaliação Econômica. Relação entre Desempenho Escolar e os Salários no Brasil

Avaliação Econômica. Relação entre Desempenho Escolar e os Salários no Brasil Avaliação Econômica Relação entre Desempenho Escolar e os Salários no Brasil Objetivo da avaliação: identificar o impacto do desempenho dos brasileiros na Educação Básica em sua renda futura. Dimensões

Leia mais

Briefing. Boletim Epidemiológico 2010

Briefing. Boletim Epidemiológico 2010 Briefing Boletim Epidemiológico 2010 1. HIV Estimativa de infectados pelo HIV (2006): 630.000 Prevalência da infecção (15 a 49 anos): 0,61 % Fem. 0,41% Masc. 0,82% 2. Números gerais da aids * Casos acumulados

Leia mais

Pnad: Um em cada cinco brasileiros é analfabeto funcional

Pnad: Um em cada cinco brasileiros é analfabeto funcional 08/09/2010-10h00 Pesquisa visitou mais de 150 mil domicílios em 2009 Do UOL Notícias A edição 2009 da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad), realizada pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia

Leia mais

O uso do Crédito por consumidores que não possuem conta corrente Junho/2015

O uso do Crédito por consumidores que não possuem conta corrente Junho/2015 O uso do Crédito por consumidores que não possuem conta corrente Junho/2015 1. INTRODUÇÃO 84% dos consumidores que não possuem conta corrente fazem compras parceladas O fato de não possuir conta em banco

Leia mais

Sumário PNAD/SIMPOC 2001 Pontos importantes

Sumário PNAD/SIMPOC 2001 Pontos importantes Sumário PNAD/SIMPOC 2001 Pontos importantes Sistema de pesquisas domiciliares existe no Brasil desde 1967, com a criação da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios PNAD; Trata-se de um sistema de pesquisas

Leia mais