1º Ten Al ADRIANO BASTOS DE CARVALHO

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "1º Ten Al ADRIANO BASTOS DE CARVALHO"

Transcrição

1 MINISTÉRIO DA DEFESA EXÉRCITO BRASILEIRO DECEx - DESM - DEPA ESCOLA DE FORMAÇÃO COMPLEMENTAR DO EXÉRCITO E COLÉGIO MILITAR DE SALVADOR 1º Ten Al ADRIANO BASTOS DE CARVALHO POLÍTICA DE BACKUP: UMA PROPOSTA PARA OS COMPUTADORES SERVIDORES DA ESCOLA DE FORMAÇÃO COMPLEMENTAR DO EXÉRCITO E COLÉGIO MILITAR DE SALVADOR. Trabalho de Conclusão de Curso apresentado à Comissão de Avaliação de Trabalhos Científicos da Divisão de Ensino da Escola de Formação Complementar do Exército, como exigência parcial para a obtenção do título de Especialista em Aplicações Complementares às Ciências Militares. Aprovado em: / /2011 JOÃO ALVES DE MAGALHÃES - Maj Presidente Escola de Formação Complementar do Exército CARLOS EDUARDO ARRUDA DE SOUZA Cap 1º Membro Escola de Formação Complementar do Exército SANDRO ALEX DE SOUZA FERREIRA Prof 2º Membro Escola de Formação Complementar do Exército

2 1 POLÍTICA DE BACKUP: UMA PROPOSTA PARA OS COMPUTADORES SERVIDORES DA ESCOLA DE FORMAÇÃO COMPLEMENTAR DO EXÉRCITO E COLÉGIO MILITAR DE SALVADOR Adriano Bastos de Carvalho 1 Resumo. Todo sistema tem a sua vulnerabilidade, pois todos estão suscetíveis a falhas. Estas podem ser causadas pela ação do homem, por algum evento externo ou mesmo pelo desgaste do material. Os sistemas informatizados devem estar preparados para se recuperar dessas falhas, principalmente daquelas que causam a perda de informações que podem ser de difícil reconstrução, o que pode causar imensas perdas financeiras. Para que isso não ocorra, torna-se necessária uma política de backup eficaz. Este projeto mostra uma solução funcional e de fácil implementação a fim de atender as necessidades em backup da Escola de Formação Complementar do Exército e Colégio Militar de Salvador, por meio da realização da cópia de segurança dos computadores servidores de banco de dados (Firebird, MySQL e PostgreSQL), de páginas eletrônicas, de arquivos e também dos arquivos de configuração. Além dos sistemas para realização de backup,disponibilizados pelos próprios Sistemas de Gerenciamento de Banco de Dados (SGBD) (gbak do Firebird, mysqldump do MySQL e pg_dumpall do PostgreSQL),foram utilizadas as ferramentas rsync para sincronia das máquinas com sistema Linux e tar para geração dos pacotes para armazenamento externo. Todas as informações necessárias para escolha dos métodos utilizados foram levantadas junto a Divisão de Telemática da EsFCEx/CMS. Palavras-chaves: Backup. Proteção de dados. Restauração. Sincronização. Abstract. Every system has its vulnerabilities, as all are prone to failure. These can be caused by the human action, by some external event or by detrition of the material. Computerised systems should be prepared to recover from these failures, especially failures that cause lost of information that can be difficult to rebuild, which can cause huge financial lost. To avoid this, it becomes necessary for an effective backup policy. This project show a functional solution and easy to implement in order to answer to the needs of the School of Complementary Training of the Army and the Military College of Salvador, by performing the backup of the server computers database (Firebird, MySQL and PostgreSQL), the electronic pages of files and also the configuration files. In addition to systems for backups, provided by the Systems Management Database (DBMS) (gbak of Firebird, mysqldump of MySQL and pg_dumpall of PostgreSQL), it was used the tools rsync to synchronize the machines with Linux and tar to generation of external storage packets. All information necessary to choose the methods used were raised with the Division of Telematics EsFCEx/CMS. Keywords: Backup. Data protection. Restoration. Synchronization. 1 Bacharel em Ciência da Computação. Centro Universitário da Grande Dourados (UNIGRAN), Dourados, Brasil.

3 2 1 Introdução Atualmente, o uso de computadores e o processamento de grandes quantidades de dados, geram uma demanda por meios de armazenamento cada vez maiores e mais eficientes. A perda de dados, tornouse um dos maiores temores para qualquer um que utiliza os recursos de Tecnologia da Informação (TI). Diversas situações podem causar perda de informação armazenada nos discos rígidos dos computadores, como pane do equipamento, uma atitude desastrada do operador do sistema, ataques vindos pela rede e pela Internet e até infecções por códigos maliciosos. Para amenizar esse problema existe o backup (comumente conhecido como cópia de segurança), que visa o armazenamento de uma cópia das informações em um local diferente, possibilitando a restauração quando necessário (BARROS, 2007). Porém, para se ter a certeza que a cópia de segurança será eficaz, deve-se ter uma política de backup bem planejada e implementada. Diversos estudos devem ser realizados para se obter uma política eficiente, pois o sistema não pode ser sobrecarregado com cópias desnecessárias e, ao mesmo tempo, deve-se sempre ter uma cópia atual dos dados importantes. Neste trabalho é formulada uma proposta para melhoria da política de backup da Escola de Formação Complementar do Exército e Colégio Militar de Salvador (EsFCEx/CMS) a fim de proteger esta organização de uma possível perda de dados em seus computadores servidores. Nos computadores servidores da Divisão de Telemática da EsFCEx/CMS estão armazenados dados vitais para o bom funcionamento de diversos sistemas informatizados necessários para a administração dessa Organização Militar (OM). Com isto, as informações neles armazenadas devem sempre estar disponíveis e, no caso de uma pane, o sistema deve ser restabelecido no menor tempo possível a fim de minimizar as perdas geradas. As perdas de informações contidas nesses servidores podem ser causadas por panes nos equipamentos, por falha na operação dos mesmos ou ainda por um problema externo que venha a danificar o equipamento, como um incêndio. Portanto, a inexistência de um método eficaz para proteger essas informações poderá causar danos irreparáveis, pois algumas informações jamais serão recuperadas e outras levarão muito tempo para que isso ocorra. Com diversos fatores que podem causar as perdas de informações, surge a questão: como manter sempre disponíveis as informações atualizadas destes servidores de forma que seja possível a restauração do ambiente de produção em um curto espaço de tempo? Uma possível solução é a definição de uma política de backup, ou seja, de uma rotina criada com a finalidade de se manter cópias atuais das informações vitais em local seguro e de fácil acesso para uma possível restauração. Portanto, figura como principal objetivo deste projeto, a criação de uma política de backup, voltada para as características do ambiente de produção da EsFCEx/CMS, que fosse de fácil implementação, utilizando ferramentas livres e que permita a restauração das informações de modo prático e rápido, com a finalidade de melhorar a situação já existente. Para atender este objetivo, foram formulados os seguintes objetivos específicos: a) realizar um estudo a fim de elucidar e levantar os principais conceitos relativos a backup de servidores; b) realizar uma pesquisa das ferramentas livres de backup existentes no mercado; c) analisar o ambiente em produção e a política de backup em vigor na Organização Militar;

4 3 d) descrever como implementar a política de backup; e e) elaborar os Procedimentos Operacionais Padrão (POP) referente à solução. 2 Revisão da literatura Pode-se dividir os tipos de backup por diversos quesitos sendo: pela forma como são copiados (completo, incremental ou diferencial); pela forma com são gerenciados (centralizado ou não);e pelo caminho da informação para o backup (LAN backup, LAN-free backup e Serverless backup) (LEÃO, 2010). Outros dois pontos importantes para realização do backup são a escolha da mídia de armazenamento, que interferirá no custo e na vida útil da informação, e a escolha da ferramenta que seja mais adequada para a instituição. 2.1 Classificação do backup pela forma como são copiados Completo: neste tipo de backup é realizada a cópia fiel de todos os arquivos que se pretende proteger. A grande vantagem deste tipo de backup é a facilidade de se recuperar as informações, pois as mesmas estarão todas juntas no último backup realizado. O grande problema será a quantidade de mídia utilizada, sendo necessária uma mídia que comporte todas as informações a serem protegidas a cada backup. Se a intenção for armazenar as dez últimas cópias, serão necessárias mídias suficientes para dez cópias totais dos arquivos (LEÃO,2010). Incremental: após a realização de um backup completo, somente os arquivos alterados após o último backup é que serão copiados, o que poupa a utilização de mídias e torna a cópia mais rápida, pois a quantidade de dados a serem copiados será menor. Sua desvantagem está na recuperação do sistema, o que faz com que sejam necessários o backup completo realizado e todos os backups incrementais realizados posteriormente (SANTA'ANA, 2008). Diferencial: esta é uma mistura dos dois tipos anteriores. Realiza-se um backup completo e os demais backups conterão todos os arquivos modificados após a criação do backup completo. Torna a realização mais rápida que o backup completo, porém um pouco mais lento que o incremental. A sua vantagem está na restauração do sistema, sendo necessário somente o backup completo e o último diferencial realizado (SANTA'ANA, 2008). 2.2 Classificação do backup pela forma como são gerenciados Centralizado: nesta modalidade todo o controle do sistema de backup pode ser acessado a partir de um único local, geralmente um servidor de backup, que concentra os registros (logs) sobre as cópias realizadas e todas as demais informações, assim como todo o gerenciamento de execução (LEÃO, 2010). Descentralizado: as informações sobre a realização dos backups ficam dispersas em diferentes locais, o que dificulta a análise de como e quando os mesmos foram realizados. 2.3 Classificação do backup pelo caminho da informação LAN backup: todos os dados que serão armazenados no backup trafegarão pela rede de dados. Costuma ser um backup centralizado e automatizado possuindo um servidor para esta função. Tem como desvantagem uma degradação do tráfego na rede, o que pode ser evitado através da criação de uma rede exclusiva, porém causará um custo um pouco maior. É utilizado normalmente por pequenas e médias organizações (LEÃO, 2010). LAN-free backup: nesta modalidade os dados não trafegam por

5 4 uma rede. O dispositivo para realização de backups é ligado diretamente ao fornecedor dos dados. Sua utilização se torna necessária quando a quantidade de informação a ser trafegada é muito grande e as performances da rede e do servidor não podem ser degradada (LEÃO, 2010). Server-less backup: uma variação da LAN-free backup sendo que esta não possui um servidor e sim outros equipamentos que gerenciam a realização do backup (LEÃO, 2010). 2.4 Mídias para backup Existem no mercado diversos tipos de mídia para armazenamento de informações que podem ser utilizadas na realização dos backups, sendo que sua escolha será em função do custo e do volume de informações a serem armazenadas, sem se deixar de lado a qualidade, pois esta mídia deverá estar em boas condições para se poder recuperar a informação posteriormente. Dentre as mídias existentes no mercado, as mais utilizadas são: Fita magnética: seus pontos fortes são a capacidade, confiabilidade e vida útil, sendo a velocidade de leitura e gravação seus pontos negativos (BARROS, 2007). Atualmente é a principal forma de mídia de backup utilizada por grandes empresas que desejam manter os backups por um longo período de tempo (ROHR, 2011); Mídia óptica: normalmente são os CD- R e DVD-R utilizados para armazenar dados. São bastante utilizados em backups domésticos pelo custo e capacidade de armazenamento, porém sua vida útil e confiabilidade são aceitáveis, não as melhores (BARROS, 2007); e Disco rígido: também conhecidos com HD (Hard Drive), possuem grande capacidade de armazenamento e seu principal ponto forte é a velocidade de gravação e leitura. Atualmente possuem um custo mais acessível, fator que, no passado, inviabilizava sua utilização como armazenamento de backup. A desvantagem dos discos rígidos é que não podem ficar por um longo período sem serem utilizados, pois suas partes mecânicas podem parar de funcionar (ROHR, 2011). 2.5 Ferramentas existentes Existem disponíveis diversas ferramentas para criação e gerenciamento de backups disponíveis, sendo algumas pagas e outras não. Abaixo algumas soluções em software livre 1 : Bacula é composto por um conjunto de programas que permite a administração, geração de backups e restauração. Possui uma estrutura cliente/servidor e uma farta documentação disponível na Internet. Pode ser obtido no seguinte endereço eletrônico: <http://www.bacula.org>; Rsync ferramenta de cópia de dados, que pode ser executada através rede, sendo que após a primeira cópia, somente os dados que divergirem dos que já foram copiados serão sobrescritos ou copiados. Pode ser obtido através dos repositórios das distribuições Linux ou através do endereço eletrônico <http://rsync.samba.org/>; Tar ferramenta nativa das distribuições Linux, que empacotam arquivos e que, juntamente com uma ferramenta de compactação, pode ser utilizado para geração de pacotes de backup; e Clonezilla esta ferramenta faz uma cópia completa da partição selecionada do disco e tem como desvantagem a impossibilidade de se deixar a máquina 1 Software Livre, ou Free Software, conforme a definição de software livre criada pela Free Software Foundation, é o software que pode ser usado, copiado, estudado, modificado e redistribuído sem restrição. (CAMPOS, 2006).

6 5 em produção durante a geração da imagem do disco, só permite um backup completo da partição. Disponível no endereço <http://clonezilla.org/>. 3 Metodologia A metodologia utilizada neste trabalho está dividida em cinco tópicos abaixo apresentados da seguinte forma: métodos e técnicas de pesquisa, apresentação da população de estudo ou unidade de análise, instrumento de coleta de dados, variáveis de pesquisa e critérios e técnicas para análise dos dados. 3.1 Métodos e técnicas de pesquisa Para a revisão da literatura, foram lidos artigos e publicações existentes na Internet, assim como livros sobre o assunto. As informações necessárias para escolha dos métodos foram levantadas junto a Divisão de Telemática, através de questionário respondido pelos seus integrantes, conforme apêndice A, do estudo dos sistemas implementados, tipos de servidores e volume de dados a ser protegido contra perdas. 3.2 Apresentação da população de estudo ou unidade de análise O objeto de estudo deste trabalho são os computadores servidores da Escola de Formação Complementar do Exército e Colégio Militar de Salvador (EsFCEx/CMS) para apresentação de uma política de backup para os mesmos. 3.3 Instrumento de coleta de dados Os dados necessários foram levantados a partir das informações passadas pelos integrantes da Divisão de Telemática, da análise dos serviços instalados e do volume de dados armazenados nos computadores servidores. Informações complementares puderam ser obtidas através da análise dos arquivos de log. Todas as ferramentas necessárias para obtenção dessas informações foram fornecidas pelo próprio sistema operacional instalado. 3.4 Variáveis da pesquisa As variáveis que tiveram seus valores obtidos foram: tipo de dados armazenados (arquivos comuns, banco de dados, arquivos de configuração, entre outros); volume de dados (quanto espaço ocupam em disco nos servidores); frequência com que os dados são alterados; e horários em que a rede é menos utilizada. 3.5 Critérios e técnicas para análise dos dados As informações foram analisadas através da leitura dos dados levantados junto a Divisão de Telemática. 4 Definição da política de backup Como a intenção deste trabalho foi a geração de uma política de backups de fácil implementação e que fosse software livre, as ferramentas para geração utilizadas são as fornecidas juntamente com os sistemas gerenciadores de banco de dados. Para sincronia com o servidor de backup a ferramenta utilizada foi o rsync que quase não necessita de configuração. Para a geração de pacotes de backup que são armazenados fora do servidor em um dispositivo externo, foi utilizado o aplicativo tar juntamente com um aplicativo de compactação de dados, gerando, após um backup completo, backups incrementais. 4.1 Backup dos bancos de dados Os sistemas utilizados como

7 6 servidores de banco de dados da EsFCEx/CMS já possuem um ferramenta própria que gera um arquivo com código em SQL para recriação das tabelas e população das mesmas. São os seguintes: PostgreSQL a ferramenta pg_dumpall é a responsável por gerar o arquivo com todo o conteúdo da base de dados armazenada neste servidor (POSTGRESQL, 2011); MySQL a ferramenta para essa base de dados é o mysqldump (ORACLE, 2011); e Firebird o gbak é a ferramenta utilizada nesse caso para a geração do arquivo de backup (FIREBIRD, 2011). 4.2 Sincronia do servidor de backup Para sincronizar o servidor de backup com os demais servidores dos quais serão extraídos os dados para geração dos arquivos de backup, é utilizado a ferramenta rsync. Seu funcionamento correto depende da possibilidade de acesso remoto aos servidores através do Secure Shell (ssh), que deve ser previamente instalado. Através dos parâmetros utilizados juntamente com o comando rsync, pode-se configurar para que o servidor de backup fique com uma cópia idêntica ao servidor original e só faça a alteração dos arquivos alterados, ou seja, sobrescrevendo os arquivos alterados, apagando os apagados no principal e copiando os novos. A linha de comando completa com a utilização do rsync pode ser observada no apêndice D, onde se localiza o script completo de sincronia do servidor, e também no apêndice B, que além da linha de comando completa do rsync, também estão os comandos de geração dos arquivos de backup das bases de dados. Os principais argumentos utilizados no comando são os seguintes (DAVISON, 2011): -p, preservar as permissões; -R, utiliza os caminhos relativos, ou seja, os caminhos completos dos arquivos copiados; -a, para utilizar a recursão e preservar quase tudo do original; -v, exibir as informações do que se está obtendo; e -z, compacta a informação no envio entre uma máquina e outra. 4.3 Geração dos pacotes para backup externo ao servidor. O primeiro pacote de dados a ser gerado, deverá ser um backup completo dos servidores, sendo que este deverá ser repetido periodicamente, conforme exemplo contido no apêndice C onde consta um modelo de Procedimentos Operacionais Padrão (POP). Após a geração desse grande arquivo com todo conteúdo, deverá ser gerado periodicamente um backup com as alterações ocorridas no intervalo da geração atual e a ultima geração realizada. Para isso utiliza-se a ferramenta tar juntamente com um compactador, sendo posteriormente gravado os arquivos gerados em um disco externo que deverá ser guardado em um local seguro e geograficamente distante dos servidores principais e do de backup. Os comandos utilizados para geração desses arquivos de backup podem ser encontrados no apêndice B. 4.4 Seleção dos arquivos para geração do backup Além dos arquivos gerados com o conteúdo das bases de dados, deve-se fazer o backup dos arquivos de configuração do servidor e das pastas que contenham os arquivos que são disponibilizados pelo servidor, como as pastas de arquivos compartilhadas na rede e a pasta que contém as páginas eletrônicas. Dependendo do tipo de servidor é interessante também armazenar uma cópia dos arquivos de registro (log), principalmente os que controlam acesso. Basicamente, esses arquivos se

8 7 encontram nos seguintes caminhos em servidores com o sistema operacional Linux: /etc/ - contém a maioria, senão todos, dependendo da instalação, arquivos de configuração do servidor; /var/www/ - local padrão onde são armazenadas as páginas do servidor Apache; /home/ - padrão para criação das pastas dos usuários; /var/lib/tomcat6/ - pasta padrão das aplicações do Tomcat; /var/log/ - armazena, por padrão, os registros de eventos do sistema (log); /root/ - pasta padrão do usuário administrador; As informações necessárias para a realização de um backup completo irão variar de uma instituição para outra, assim como o local em que elas estarão armazenadas. O importante é sempre fazer a verificação do que foi alterado nos servidores em determinados períodos de tempo, pois novos caminhos de arquivos importantes podem surgir com a instalação de novos recursos ou mesmo com a atualização dos sistemas, sendo necessária a atualização dos scripts de geração de backup. 5 Conclusão A perda de determinadas informações pode gerar grande transtorno a uma instituição, que vão desde horas de trabalho sendo dedicadas à recuperação até informações que jamais poderão ser recuperadas. Como nos dias atuais tudo é informatizado, devem ser implementados, em toda organização, meios que permitam a recuperação das informações vitais após um desastre, quer seja a perda de um determinado arquivo até a perda da sala dos servidores. Uma política de backup corretamente implementada visa manter uma cópia segura dos dados armazenados em computadores servidores e mostra-se eficaz. As ferramentas fornecidas juntamente com os Sistemas de Gerenciamento de Banco de Dados mostraram-se de fácil utilização e supriram bem a necessidade de backup para os mesmos no ambiente de estudo EsFCEx/CMS. Com a criação de um servidor de backup que centraliza todas as informações antes de se gerarem os arquivos para serem armazenados externamente mostra-se extremamente útil no momento de se restaurar alguma informação, pois assim será necessário recorrer às cópias externas somente se este servidor apresentar problemas. Porém, este fato não dispensa as cópias externas, pois se a informação no servidor principal for corrompida, a informação no servidor de backup poderá se corromper também. Após a definição de quais arquivos serão armazenados em backup e com a criação dos scripts, a sincronia do servidor de backup pode ser automatizada, o que facilita e permite que sempre haja ao menos o backup no servidor. A geração dos arquivos para serem armazenados externamente no servidor de backup poupou o processamento no servidor principal, não o sobrecarregando desnecessariamente. Um fato que deve ser observado com cuidado são os horários de sincronia do backup, que deve ser realizado com frequência, mas sem sobrecarregar desnecessariamente a rede. Para tanto, tem-se como solução usar os intervalos do expediente (início, fim e almoço), e evitar os horários de pico (próximo do início e fim de turnos). Em ambientes que exigem constante disponibilidade dos serviços, devem-se ter implementados, além do servidor de backup, sistemas que ativem um segundo servidor para assumir a função do principal assim que ele apresente algum problema. Sistemas de alta disponibilidade

9 8 figuram como sugestão para um trabalho a ser realizado futuramente com os mesmos propósitos e com o intuito de disponibilizar uma base de fácil implementação, tendo como estudo de caso uma organização militar que permita a exploração da solução para outras instituições. Referências BARROS, E. Entendendo os conceitos de backup restore e recuperação de desastres. Rio de Janerio: Ciência Moderna, CAMPOS, A. O que é software livre. BR- Linux. Florianópolis, março de Disponível em <http://brlinux.org/linux/faq-softwarelivre>. Acesso em: 19 jul DAVISON, W. Rsync Disponível em: <http://www.samba.org/ftp/rsync/rsync.ht ml>. Acesso em: 19 jul FIREBIRD. Firebird Documentation Set Disponível em: <http://www.firebirdsql.org/manual/>. Acesso em: 22 jul LEÃO, I. C. C. Estudo de viabilidade com enfoque experimental para a implantação de sistema de backup open source em ambiente corporativo f. Monografia (Bacharel em Engenharia da Computação). Escola Politécnica de Pernambuco. Universidade de Pernambuco. Recife, Disponível em: <http://dsc.upe.br/~tcc/20102/tcc_itagiba _Final.pdf>. Acesso em: 12 abr ORACLE. MySQL 5.6 Reference Manual Disponível em:<http://dev.mysql.com/doc/refman/5.6/ en/>. Acesso em: 15 maio POSTGRESQL. PostgreSQL Documentation Disponível em: <http://www.postgresql.org/docs/8.3/static/ >. Acesso em: 15 maio ROHR, A. Evolução da velha fita de backup armazena 700 discos de Blu- Ray Disponível em: <http://g1.globo.com/tecnologia/noticia/20 11/03/evolucao-da-velha-fita-de-backuparmazena-700-discos-de-blu-ray.html>. Acesso em: 27 abr SANTA'ANA, F. E. Q. Solução profissional de backup e restore Disponível em: <http://www.cacoal.ro.gov.br/edital/arquiv os/ _1.pdf >. Acesso em: 17 abr

10 9 APÊNDICE A QUESTIONÁRIO PARA LEVANTAMENTO DE DADOS Questionário enviado aos militares que trabalham na Divisão de Telemática para levantamento de informação sobre a rede e os computadores servidores da EsFCEx/CMS. 1. Quantos servidores a EsFCEx/CMS possui? Favor informar a função de cada um, o sistema operacional utilizado, os serviços instalados e em funcionamento e o volume de dados armazenado. 2. Os serviços ficam disponíveis 24h por dia ou sofrem interrupção em algum momento? 3. Caso funcionem por 24h, quais os horários de menor carga nos servidores e na rede? 4. Já existe alguma política de backup implementada? 5. É possível fazer acesso remoto aos computadores servidores pela rede através do comando ssh? 6. Existe alguma instalação física, distante da sala dos servidores que permita alojar o servidor de backup? Caso exista, este local possui um ponto para acesso a rede? 7. Existe algum computador que possa ser utilizado para servidor de backup? Se sim qual a sua configuração. 8. A Divisão de Telemática possui HD externo que possa ser utilizado para realização do backup? Se sim, qual o seu tamanho?

11 10 APÊNDICE B COMANDOS UTILIZADOS PARA SINCRONIA DO SERVIDOR DE BACKUP Servidor com sistema operacional Windows e Firebird - Para geração do arquivo de backup da base de dados do Firebird: c:\arquivos de programas\firebird\firebird_2_5\bin\gbak.exe -user SYSDBA -pas masterkey localhost:c:\dados.fdb c:\backup\dados.fbk gerado. Onde: SYSDBA - usuário da base de dados; masterkey - senha para acesso a base de dados; localhost endereço do servidor que possui a base de dados; c:\dados.fdb o caminho da base de dados; e c:\backup\dados.fdk o caminho com o nome do arquivo de backup a ser - Para restauração da base de dados: c:\arquivos de programas\firebird\firebird_2_5\bin\gbak.exe -user SYSDBA -pas masterkey -r -p o c:\backup\dados.fbk localhost:c:\dados.fdb Montagem da pasta compartilhada no servidor de backup para realização da sincronia (comando executado no servidor de backup): mount -t cifs -o username=usuario,password=senha // /compartilhamento /home/backup Geração do arquivo de backup do SGBD PostgreSQL - Para geração do arquivo de backup deve-se primeiramente passar pelo usuário postgres para se ter acesso as bases de dados e depois utilizar o seguinte comando: su -c pg_dumpall postgres > db.bkp Onde: db.bkp - arquivo que será gerado contendo o backup. - Para restauração da base de dados: su -c psql -f db.bkp postgres postgres Geração do arquivo de backup do SGBD MySQL - Para geração do arquivo de backup deve-se utilizar o seguinte comando: mysqldump -all-database -password= senha > bd.bkp Onde: senha = Senha par acesso a base de dados com root

12 11 bd.bkp = Arquivo que será gerado com o conteúdo da base de dados - Para restaurar a base de dados: su mysql -c mysql < bd.bkp Sincronia do servidor de backup Para que se possa sincronizar os arquivos de um servidor com outro é necessário se autenticar, como em uma conexão ssh, no servidor que irá fornecer os arquivos, ou seja, o servidor principal. Como a intensão é automatizar a sincronia, torna-se necessário que o servidor de backup seja permitido se conectar no servidor principal sem a utilização de senha, para isso deve-se seguir os seguintes passos: 1º Gerar uma chave de autenticação do servidor de backup; Utilize o comando ssh-keygen com o usuário root, deixe todas as informações solicitadas em branco. A chave estará no arquivo /root/.ssh/id_rsa.pub. 2º Copie a chave para o servidor principal; Utilize o seguinte comando : scp /root/.ssh/id_rsa.pub <ip_destino>:/root/ 3º Vá no servidor principal e acrescente o conteúdo do arquivo id_rsa.pub oriundo do servidor de backup no arquivo /root/.ssh/authorized_keys; cat /root/id_rsa.pub >> /root/.ssh/authorized_keys 4º Para testar, vá no servidor de backup (onde a chave foi gerada), e tente fazer uma conexão ssh com o servidor principal, sendo que a senha não será mais solicitada; ssh <ip_servidor> Caso não haja nenhuma pasta criada para armazenar o backup, crie uma. Após saber a orgiem dos arquivos e o local onde eles serão gravados utilize o rsync com a seguinte sintaxe: rsync -pravz --delete-excluded /destino Com esta sintaxe será feita uma cópia fiel das pastas do servidor principal, ou seja, após a realização da sincronia o conteúdo da pasta de backup será idêntico ao principal.

13 12 APÊNDICE C PROGRAMA OPERACIONAL PADRÃO (POP) PROCEDIMENTO OPERACIONAL PADRÃO: BACKUP DE DADOS DOS COMPUTADORES SERVIDORES O QUE FAZER O QUE OBSERVAR COMO EXECUTAR LOCAL: Sala dos servidores e sala do servidor de backup Verificar se o script de backup dos servidores foi executado com sucesso Copiar os arquivos de backup para o HD externo - Verificar os arquivos de log do servidor, verificando o horário de início e de termino do backup e os arquivos que foram sincronizados. - Verificar após a cópia se os arquivos foram realmente copiados. - Executar no terminal do servidor o comando : #cat /var/log/backup-***.log Onde *** corresponde a um servidor. - Acessar o diretório /home/backup no servidor de backup e verificar se os arquivos sincronizados estão lá. - Após colocar o HD externo no servidor de backup executar o comando: #cp /home/backup/bkp-incremental- ***-dd-mm-aa.tar.gz destino Onde *** corresponde a um servidor, destino o local onde o HD externo foi montado, dd o dia do backup, mm o mês e aa ao ano. POP 01 TAREFA: realização diária do backup de dados dos computadores servidores. EXECUTANTE: Adjunto da Seção de Redes Data: / / RESULTADOS ESPERADOS: 100% dos arquivos de backup realizados sem erros. MATERIAL NECESSÁRIO: - servidor de backup - HD externo ATIVIDADES CRÍTICAS: - observação da disponibilidade de espaço em disco no servidor de backup - conferência dos arquivos de backup gerados - verificação dos arquivos que serão apagados - verificação dos arquivos copiados para o HD externo Testar a integridade dos arquivos por amostragem Restaurar os arquivos do servidor de banco de dados - Integridade - Integridade - Executar no terminal o comando: # vi <nome-do-arquivo> - Utilizar os procedimentos específicos de cada SGBD para restaurar as base de dados e CUIDADOS: - manuseio do HD externo - execução do logoff no servidor de backup após a execução de tarefas - utilização do comando rm

14 13 Gerar backup completo Apagar os arquivos mais antigos do servidor de backup PROCEDIMENTO OPERACIONAL PADRÃO: BACKUP DE DADOS DOS COMPUTADORES SERVIDORES - Arquivo de backup completo - Disco atingir 70% de ocupação utilizar o servidor de backup como principal para os sistemas que utilizam estas base de dados para teste. - Executar o script para geração do arquivo de backup completo: #./bkp_full_***.sh Onde *** corresponde a um servidor - Executar no terminal o comando: #rm <nome-do-arquivo> AÇÕES EM CASO DE NÃO CONFORMIDADE : - verificação dos arquivos de log para determinar o que houve de errado e comunicar ao Chefe da Seção de Redes. PREPARADO POR: Adriano Bastos de Carvalho REVISADO EM: APROVADO POR: Ch Divisão de Telemática

15 14 APÊNDICE D MODELOS DE SCRIPTS PARA AUTOMATIZAÇÃO DA SINCRONIA E GERAÇÃO DOS ARQUIVOS DE BACKUP Script para sincronia do servidor com sistema operacional Windows: #!/bin/bash # # backup_servidorwin.sh # Script para fazer a sincronização com o Servidor Windows #Variável com o endereço IP do servidor Windows SERVIDOR=" " # local onde o arquivo de log sera armazenado SYNC_LOG="/var/log/backup-Win.log" # Delimitador de entrada de log echo "********* INICIO ****************" >> $SYNC_LOG date >> $SYNC_LOG echo "Inicio da sincronizacao do servidor Win" >> $SYNC_LOG #Montando o compartilhamento windows com o conteudo do bkp mount -t cifs -o username=bkp,password=bkp //$SERVIDOR/backup /win #realizando a sincronia rsync -pravz --delete-excluded /win /home/backup/ >> $SYNC_LOG #desmontando o compartilhamento do servidor windows umount /win date >> $SYNC_LOG echo "Fim da sincronizacao do servidor Win" >> $SYNC_LOG echo "************* FIM **************" >> $SYNC_LOG echo >> $SYNC_LOG Script para sincronia dos servidores com sistema operacional Linux: #!/bin/bash # # backup_linux.sh # Script para fazer a sincronização entre do servidor Linux # Variável com o endereço Ip do servidor Linux SERVIDOR=" " # local onde o arquivo de log sera armazenado SYNC_LOG="/var/log/backup-Linux.log" # Delimitador de entrada de log echo "********* INICIO ****************" >> $SYNC_LOG date >> $SYNC_LOG echo "Inicio da sincronizacao do servidor Linux " >> $SYNC_LOG # Diretórios a serem sincronizados do servidor Linux # /home/ - diretorio com documentos dos usuarios # /etc - arquivos de configuracao # /root - pasta com os arquivos e scripts do dministrador # /var/www/ - pasta que contém as páginas eletrônicas do apache

16 15 # /var/lib/tomcat6/ - pasta com os aplicativos e páginas do Tomcat DIRETORIOS1="/home /etc /root /var/www /var/lib/tomcat6" for I in $DIRETORIOS1; do echo "*** Pasta a ser sincronizada" >> $SYNC_LOG echo $I >> $SYNC_LOG rsync -pravz --delete-excluded >> $SYNC_LOG /home/backup/linux done date >> $SYNC_LOG echo "Fim da sincronizacao do servidor Linux" >> $SYNC_LOG echo "************* FIM **************" >> $SYNC_LOG echo >> $SYNC_LOG Script para gerar o pacote de backup completo: #!/bin/bash # # bkp_full_linux.sh # Script para gerar um arquivo de bakup completo #Origem dos arquivos ORIGEM="/home/backup/Linux" DIA=`date +%d` MES=`date +%m` ANO=`date +%y` echo Inicio da geracao tar zcf /home/bakup/bkp-full-linux-$dia-$mes-$ano.tar.gz $ORIGEM echo Arquivo gerado Script para gerar o pacote de backup incremental: #!/bin/bash # # bkp_full_linux.sh # Script para gerar um arquivo de bakup incremental #Origem dos arquivos ORIGEM="/home/backup/Linux" DIA=`date +%d` MES=`date +%m` ANO=`date +%y` echo Inicio da geracao find $ORIGEM -mtime -1 -type f -print tar zcf /home/bakup/bkp-incremental-linux-$dia-$mes-$ano.tar.gz -T - echo Arquivo gerado Para agendar o funcionamento automático dos scripts deve-se proceder da seguinte

17 16 forma: 1º Execute o seguinte comando no shell como root: crontab -e 2º Edite o arquivo de execução seguindo o seguinte modelo: m h dm m ds /root/script.sh Onde: m o minuto que iniciará a execução; h a hora de início; dm o dia do mês que executará; m o mês de execução; ds o dia da semana em que executará; /root/script.sh o nome e o caminho do script a ser executado. Caso o script deva ser executado independente de um dos valores, como todos os mês por exemplo, coloca-se um * no lugar do valor. Um script com nome de arquivo script.sh localizado na pasta /root que deva ser executado todas as segundas-feiras as 14:00h ficará da seguinte forma: * * 1 /root/script.sh Observações importantes: Os scripts de sincronia devem ser executados no período de menor tráfego da rede; A geração dos arquivos de backup incremental deverá ser executado todos os dias logo após as 00:00h.

Administração de Sistemas GNU/Linux

Administração de Sistemas GNU/Linux Administração de Sistemas GNU/Linux Backup do Sistema GRACO - Gestores da Rede Acadêmica de Computação Instrutor: Ibirisol Fontes Ferreira Monitor: Jundai Halim Abdon

Leia mais

Para a escolha de uma unidade para o backup de dados, deve-se levar em conta :

Para a escolha de uma unidade para o backup de dados, deve-se levar em conta : Capítulo 7 - Backup Conceito e técnicas Após o dimensionamento e implantação de um sistema informatizado, se faz necessária a criação de um procedimento de backup e restauração de informações geradas em

Leia mais

Considerações sobre o Disaster Recovery

Considerações sobre o Disaster Recovery Considerações sobre o Disaster Recovery I M P O R T A N T E O backup completo para Disaster Recovery não dispensa o uso de outros tipos de trabalhos de backup para garantir a integridadedo sistema. No

Leia mais

Implementando rotinas de backup

Implementando rotinas de backup Implementando rotinas de backup Introdução O armazenamento de dados em meios eletrônicos é cada vez mais freqüente e esta tendência torna necessária a procura de maneiras de proteção que sejam realmente

Leia mais

www.leitejunior.com.br 29/06/2012 14:30 Leite Júnior QUESTÕES CESPE BACKUP

www.leitejunior.com.br 29/06/2012 14:30 Leite Júnior QUESTÕES CESPE BACKUP QUESTÕES CESPE BACKUP QUESTÃO 01 - Analise as seguintes afirmações relativas a cópias de segurança. I. No Windows é possível fazer automaticamente um backup, em um servidor de rede, dos arquivos que estão

Leia mais

BACKUP 101: PLANEJAMENTOS E FERRAMENTAS

BACKUP 101: PLANEJAMENTOS E FERRAMENTAS BACKUP 101: PLANEJAMENTOS E FERRAMENTAS Jerônimo Medina Madruga (UFPel) Resumo: Em um mundo onde quase todo serviço conta informações digitais, a garantia da segurança desses dados muitas vezes é uma das

Leia mais

Ação de copiar arquivos, como medida de segurança, permitindo sua recuperação em caso de perda.

Ação de copiar arquivos, como medida de segurança, permitindo sua recuperação em caso de perda. Informática para Concursos Marcelo Andrade Definições Ação de copiar arquivos, como medida de segurança, permitindo sua recuperação em caso de perda. Existem softwares capazes de automatizar esse processo,

Leia mais

Guia de Instalação e Configuração do Noosfero

Guia de Instalação e Configuração do Noosfero Guia de Instalação e Configuração do Noosfero Índice Instalação e Configuração do Noosfero...3 Instalação das dependências principais do Noosfero no Debian 7...3 Instalação do PostFix e SASL...3 Configuração

Leia mais

Backup. Permitir a recuperação de sistemas de arquivo inteiros de uma só vez. Backup é somente uma cópia idêntica de todos os dados do computador?

Backup. Permitir a recuperação de sistemas de arquivo inteiros de uma só vez. Backup é somente uma cópia idêntica de todos os dados do computador? Backup O backup tem dois objetivos principais: Permitir a recuperação de arquivos individuais é a base do típico pedido de recuperação de arquivo: Um usuário apaga acidentalmente um arquivo e pede que

Leia mais

SAD Gestor Gerenciador de Backup

SAD Gestor Gerenciador de Backup SAD Gestor Gerenciador de Backup treinamento@worksoft.inf.br SAD Gestor Gerenciador de Backup SAD Gerenciador de Backup Esse aplicativo foi desenvolvido para realizar cópias compactadas de bancos de dados

Leia mais

Adm. de Sist. Proprietários. Políticas e Ferramentas de Backup

Adm. de Sist. Proprietários. Políticas e Ferramentas de Backup Adm. de Sist. Proprietários Políticas e Ferramentas de Backup Se você tem dois tem um Se tem um não tem nenhum Backup Backup é uma cópia de segurança de um conjunto de dados Uma política de backup bem

Leia mais

Importância do Backup

Importância do Backup Importância do Backup Qual é a importância do Backup? Qual é a importância dos dados para a empresa? O que aconteceria se a empresa perdesse todas as informações? Estas perguntas transmitem um sentido

Leia mais

Rafael José Ewerling Kelvin Gustavo Rute Carvalho Aline Reis Tiago Pertile Andreia Ozelame Alessandro Ozelame

Rafael José Ewerling Kelvin Gustavo Rute Carvalho Aline Reis Tiago Pertile Andreia Ozelame Alessandro Ozelame Rafael José Ewerling Kelvin Gustavo Rute Carvalho Aline Reis Tiago Pertile Andreia Ozelame Alessandro Ozelame O QUE É BACULA Bacula é um software de backup open source, onde abrange desde um único computador

Leia mais

Métodos de Backup. Prof. Alexandre Beletti Ferreira. Introdução

Métodos de Backup. Prof. Alexandre Beletti Ferreira. Introdução Métodos de Backup Prof. Alexandre Beletti Ferreira Introdução Backup pode ser entendido como sendo um mecanismo de realizar cópias de segurança de arquivos, diretórios e demais conteúdos pertinentes para

Leia mais

INFRA-ESTRUTURA DE INFORMÁTICA PARA O ARQUIVAMENTO DE DOCUMENTOS EM AMBIENTE DE REDE NA FCM

INFRA-ESTRUTURA DE INFORMÁTICA PARA O ARQUIVAMENTO DE DOCUMENTOS EM AMBIENTE DE REDE NA FCM INFRA-ESTRUTURA DE INFORMÁTICA PARA O ARQUIVAMENTO DE DOCUMENTOS EM AMBIENTE DE REDE NA FCM Wagner J. Silva Núcleo de Tecnologia da Informação CADCC - FCM - UNICAMP AGENDA Arquivos corporativos Locais

Leia mais

Informações Técnicas. Neokoros TI - Biometric Technology

Informações Técnicas. Neokoros TI - Biometric Technology Informações Técnicas Neokoros TI - Biometric Technology IMPORTANTE. POR FAVOR, LEIA COM ATENÇÃO: As informações contidas neste documento referem-se à utilização do sistema Dokeo. As recomendações referentes

Leia mais

RECUPERANDO DADOS COM REDO BACKUP E RECOVERY

RECUPERANDO DADOS COM REDO BACKUP E RECOVERY RECUPERANDO DADOS COM REDO BACKUP E RECOVERY Redo Backup é um programa para a recuperação de arquivos e discos rígidos danificados. Com ele você dispõe de um sistema completo para resolver diversos problemas

Leia mais

Planejando uma política de segurança da informação

Planejando uma política de segurança da informação Planejando uma política de segurança da informação Para que se possa planejar uma política de segurança da informação em uma empresa é necessário levantar os Riscos, as Ameaças e as Vulnerabilidades de

Leia mais

Aula 02. Introdução ao Linux

Aula 02. Introdução ao Linux Aula 02 Introdução ao Linux Arquivos Central de Programas do Ubuntu A Central de Programas do Ubuntu é uma loja de aplicativos integrada ao sistema que permite-lhe instalar e desinstalar programas com

Leia mais

Manual de backup do banco de dados PostgreSQL - Versão 2. Setembro-2011

Manual de backup do banco de dados PostgreSQL - Versão 2. Setembro-2011 Manual de backup do banco de dados PostgreSQL - Versão 2 Setembro-2011 E-Sales Oobj Tecnologia da Informação Av. D, n. 246, Qd. A-04, Lt.02, Ap. 02, Jardim Goiás Goiânia/GO, CEP: 74805-090 Fone: (62) 3086-5750

Leia mais

Projeto e Instalação de Servidores Servidores Linux Aula 7 Samba, SSH e Backup

Projeto e Instalação de Servidores Servidores Linux Aula 7 Samba, SSH e Backup Projeto e Instalação de Servidores Servidores Linux Aula 7 Samba, SSH e Prof.: Roberto Franciscatto Samba Samba Samba Samba Servidor de compartilhamento de arquivos e recursos de rede É compatível com

Leia mais

MANUAL TÉCNICO ISPBACKUP

MANUAL TÉCNICO ISPBACKUP MANUAL TÉCNICO ISPBACKUP 1 LISTA DE FIGURAS Figura 01: Exemplo de Backup...07 Figura 02: Produto...09 2 SUMÁRIO 1 APRESENTAÇÃO...04 1.1 Objetivo do manual...04 1.2 Importância do Manual...04 1.3 Backup...04

Leia mais

Tópicos Especiais em Informática

Tópicos Especiais em Informática Tópicos Especiais em Informática BackUp Prof. Ms.-Eng. Igor Sousa Faculdade Lourenço Filho 29 de setembro de 2014 igorvolt@gmail.com (FLF) Tópicos Especiais em Informática 29 de setembro de 2014 1 / 19

Leia mais

Sistema centralizado de backup utilizando Bacula

Sistema centralizado de backup utilizando Bacula Sistema centralizado de backup utilizando 1. Introdução Clever de Oliveira Júnior¹, Paulo E. M. Almeida¹ ¹Departamento de Recursos em Informática Centro Federal de Educação Tecnológica de Minas Gerais

Leia mais

MULTIACERVO - VERSÃO 18.* MANUAL PARA CONVERSÃO DA VERSÃO 17.* PARA 18.*

MULTIACERVO - VERSÃO 18.* MANUAL PARA CONVERSÃO DA VERSÃO 17.* PARA 18.* MULTIACERVO - VERSÃO 18.* MANUAL PARA CONVERSÃO DA VERSÃO 17.* PARA 18.* CONTEÚDO: A) Procedimentos comuns para todas as arquiteturas B) Procedimentos exclusivos arquitetura com sgbd MS-SQL-SERVER C) Procedimentos

Leia mais

1. Introdução. 2. Funcionamento básico dos componentes do Neteye

1. Introdução. 2. Funcionamento básico dos componentes do Neteye 1. Introdução Esse guia foi criado com o propósito de ajudar na instalação do Neteye. Para ajuda na utilização do Software, solicitamos que consulte os manuais da Console [http://www.neteye.com.br/help/doku.php?id=ajuda]

Leia mais

CONFIGURAÇÃO DE REDE SISTEMA IDEAGRI - FAQ CONCEITOS GERAIS

CONFIGURAÇÃO DE REDE SISTEMA IDEAGRI - FAQ CONCEITOS GERAIS CONFIGURAÇÃO DE REDE SISTEMA IDEAGRI - FAQ CONCEITOS GERAIS Servidor: O servidor é todo computador no qual um banco de dados ou um programa (aplicação) está instalado e será COMPARTILHADO para outros computadores,

Leia mais

Documento de Instalação e Configuração do InfoGrid

Documento de Instalação e Configuração do InfoGrid Documento de Instalação e Configuração do InfoGrid Tecgraf/PUC Rio infogrid@tecgraf.puc rio.br 1.Introdução O objetivo deste documento é podermos registrar em um único local todas as informações necessárias

Leia mais

MULTIACERVO - VERSÃO 17.*

MULTIACERVO - VERSÃO 17.* MULTIACERVO - VERSÃO 17.* MANUAL PARA CONVERSÃO DA VERSÃO 16.* PARA 17.* CONTEÚDO: A) Procedimentos comuns para todas as arquiteturas B) Procedimentos exclusivos arquitetura Cliente/Servidor MS-SQL-SERVER

Leia mais

Backup e recuperação. Guia do Usuário

Backup e recuperação. Guia do Usuário Backup e recuperação Guia do Usuário Copyright 2007 Hewlett-Packard Development Company, L.P. Windows é uma marca registrada nos Estados Unidos da Microsoft Corporation. As informações contidas neste documento

Leia mais

MANUAL DE CONFIGURAÇÃO DO BACKUP

MANUAL DE CONFIGURAÇÃO DO BACKUP SISTEMA DE AUTOMAÇÃO COMERCIAL MANUAL DE CONFIGURAÇÃO DO BACKUP Apresentação Após o término da instalação você deverá configurar o Backup para que você tenha sempre uma cópia de segurança dos seus dados

Leia mais

Backup dos Bancos de Dados Interbase

Backup dos Bancos de Dados Interbase Backup dos Bancos de Dados Interbase Interbase... O que é? InterBase é um gerenciador de Banco de dados relacionais da Borland. O Interbase é uma opção alternativa aos bancos de dados tradicionais como

Leia mais

Crash recovery é similar ao instance recovery, onde o primeiro referencia ambientes de instância exclusiva e o segundo ambientes parallel server.

Crash recovery é similar ao instance recovery, onde o primeiro referencia ambientes de instância exclusiva e o segundo ambientes parallel server. Recover no Oracle O backup e recuperação de dados em um SGBD é de grande importância para a manutenção dos dados. Dando continuidade a nossos artigos, apresentamos abaixo formas diferentes de se fazer

Leia mais

Informática para Concursos 1 leitejuniorbr@yahoo.com.br

Informática para Concursos 1 leitejuniorbr@yahoo.com.br QUESTÕES TRE / TJ FCC 2007 CARGO: TÉCNICO JUDICIÁRIO ÁREA QUESTÃO 11 -. Com relação a hardware, é correto afirmar que: (A) Computadores com placas-mãe alimentadas por fontes ATX suportam o uso do comando

Leia mais

backup e restore no PostgreSQL

backup e restore no PostgreSQL BANCO DE DADOS WEB AULA 8 backup e restore no PostgreSQL professor Luciano Roberto Rocha www.lrocha.com Procedimentos de backup/restore Como tudo que contém dados importantes, devem ser feitas cópias de

Leia mais

Manual Software CMS. Introdução:

Manual Software CMS. Introdução: Introdução: O CMS é uma central de gerenciamento de DVRs, é responsável por integrar imagens de DVRs distintos, com ele é possível realizar comunicação bidirecional, vídeo conferência, função mapa eletrônico

Leia mais

www.neteye.com.br NetEye Guia de Instalação

www.neteye.com.br NetEye Guia de Instalação www.neteye.com.br NetEye Guia de Instalação Índice 1. Introdução... 3 2. Funcionamento básico dos componentes do NetEye...... 3 3. Requisitos mínimos para a instalação dos componentes do NetEye... 4 4.

Leia mais

COORDENAÇÃO DE TECNOLOGIA (COTEC) AGOSTO/2010

COORDENAÇÃO DE TECNOLOGIA (COTEC) AGOSTO/2010 PROCEDIMENTOS DE INSTALAÇÃO, MODELAGEM, IMPLEMENTAÇÃO E OPERAÇÃO DO BACULA COORDENAÇÃO DE TECNOLOGIA (COTEC) AGOSTO/2010 SUMÁRIO 1. Controle de Versão... 1 2. Objetivo... 1 3. Pré-requisitos... 1 4. Instalação...

Leia mais

Manual de instalação Servidor Orion Phoenix

Manual de instalação Servidor Orion Phoenix Manual de instalação Servidor Orion Phoenix Fevereiro/2011 Este documento se destina a instalação do Orion Phoenix na sua rede Versão 1.01 C ONTE ÚDO 1. INTRODUÇÃO... 3 2. VISÃO GERAL... 3 3. PROCEDIMENTOS

Leia mais

Mandriva Pulse - Especificações e recursos

Mandriva Pulse - Especificações e recursos Mandriva Pulse - Especificações e recursos Mandriva Brasil 2 de abril de 2015 Lista de Tabelas 1 Tabela resumo dos diferenciais do Pulse....................... 9 Lista de Figuras 1 Interface web do Mandriva

Leia mais

O programa Mysql acompanha o pacote de instalação padrão e será instalado juntamente com a execução do instalador.

O programa Mysql acompanha o pacote de instalação padrão e será instalado juntamente com a execução do instalador. INTRODUÇÃO O Programa pode ser instalado em qualquer equipamento que utilize o sistema operacional Windows 95 ou superior, e seu banco de dados foi desenvolvido em MySQL, sendo necessário sua pré-instalação

Leia mais

Código PE-BRD-4. NBR ISO 14001:2004 Sistemas da Gestão Ambiental Requisitos com orientações para uso.

Código PE-BRD-4. NBR ISO 14001:2004 Sistemas da Gestão Ambiental Requisitos com orientações para uso. 1. Objetivo e campo de aplicação Este documento tem como finalidade definir o padrão de execução de backup e restauração de dados dos servidores da rede da administração central da COPPE. Este padrão aplica-se

Leia mais

ADMINISTRAÇÃO DE SISTEMAS OPERACIONAIS SERVIÇO DE BACKUP. Professor Carlos Muniz

ADMINISTRAÇÃO DE SISTEMAS OPERACIONAIS SERVIÇO DE BACKUP. Professor Carlos Muniz ADMINISTRAÇÃO DE SISTEMAS OPERACIONAIS O que é o Backup do Windows Server? O recurso Backup do Windows Server no Windows Server 2008 consiste em um snap-in do Console de Gerenciamento Microsoft (MMC) e

Leia mais

Backup. jmcordini@hotmail.com

Backup. jmcordini@hotmail.com Backup jmcordini@hotmail.com Backups e restauração de dados Backup é uma das tarefas mais incômodas na administração de sistemas mas é sem dúvida uma das mais importantes. Backup é nossa última linha de

Leia mais

as qualidades do banco de dados SQL Server 2000 a documentação é constantemente atualizada e de fácil acesso.

as qualidades do banco de dados SQL Server 2000 a documentação é constantemente atualizada e de fácil acesso. Índice Resumo de suportes com problemas em base de dados...2 Recomendações de banco de dados...2 Uso de servidores dedicados com excelente desempenho...3 Banco de dados corrompidos em Interbase e Firebird...4

Leia mais

Manual Instalação e-cidade-transparência no Ubuntu Server

Manual Instalação e-cidade-transparência no Ubuntu Server Manual Instalação e-cidade-transparência no Ubuntu Server Pré requisitos 1. Ubuntu Server 12.04LTS 2. Apache2 3. PHP 5.* 4. PostgreSQL 9.2.* 5. e-cidade Obs: Caso existam dúvidas em relação a instalação/configuração

Leia mais

MULTIACERVO - VERSÃO 19.* MANUAL PARA CONVERSÃO DA VERSÃO 18.* PARA 19.*

MULTIACERVO - VERSÃO 19.* MANUAL PARA CONVERSÃO DA VERSÃO 18.* PARA 19.* MULTIACERVO - VERSÃO 19.* MANUAL PARA CONVERSÃO DA VERSÃO 18.* PARA 19.* CONTEÚDO: A) Procedimentos comuns para todas as arquiteturas B) Procedimentos exclusivos arquitetura com sgbd SqlServer C) Procedimentos

Leia mais

Soluções em Segurança

Soluções em Segurança Desafios das empresas no que se refere a segurança da infraestrutura de TI Dificuldade de entender os riscos aos quais a empresa está exposta na internet Risco de problemas gerados por ameaças externas

Leia mais

Breve introdução a BACKUP Uma abordagem prática (aka crash course on BACKUP :)) Prof. Rossano Pablo Pinto Novembro/2012 Versão 0.

Breve introdução a BACKUP Uma abordagem prática (aka crash course on BACKUP :)) Prof. Rossano Pablo Pinto Novembro/2012 Versão 0. Breve introdução a BACKUP Uma abordagem prática (aka crash course on BACKUP :)) Prof. Rossano Pablo Pinto Novembro/2012 Versão 0.2 (em construção) Prof. Rossano Pablo Pinto - http://rossano.pro.br 1 Agenda

Leia mais

Roteiro 3: Sistemas Linux arquivos e diretórios

Roteiro 3: Sistemas Linux arquivos e diretórios Roteiro 3: Sistemas Linux arquivos e diretórios Objetivos Detalhar conceitos sobre o sistema operacional Linux; Operar comandos básicos de sistemas Linux em modo Texto; Realizar a manutenção de arquivos

Leia mais

Implementando e Gerenciando Diretivas de Grupo

Implementando e Gerenciando Diretivas de Grupo Implementando e Gerenciando Diretivas de João Medeiros (joao.fatern@gmail.com) 1 / 37 Introdução a diretivas de grupo - GPO Introdução a diretivas de grupo - GPO Introdução a diretivas de grupo Criando

Leia mais

Manual de Instalação do Servidor Orion Phoenix Versão 1.0 - Novembro/2010

Manual de Instalação do Servidor Orion Phoenix Versão 1.0 - Novembro/2010 Manual de Instalação do Servidor Orion Phoenix Versão 1.0 - Novembro/2010 Manual de Instalação do Sistema Orion Phoenix 1.0 - Novembro/2010 Página 1 SUMÁRIO 1. INTRODUÇÃO...3 2. VISÃO GERAL...3 3. PROCEDIMENTOS

Leia mais

Tópicos. Atualizações e segurança do sistema. Manutenção Preventiva e Corretiva de Software (utilizando o MS Windows XP)

Tópicos. Atualizações e segurança do sistema. Manutenção Preventiva e Corretiva de Software (utilizando o MS Windows XP) teste 1 Manutenção Preventiva e Corretiva de Software (utilizando o MS Windows XP) Rafael Fernando Diorio www.diorio.com.br Tópicos - Atualizações e segurança do sistema - Gerenciamento do computador -

Leia mais

Manual Técnico BRMA BALANCE

Manual Técnico BRMA BALANCE B R M A B a l a n c e Manual Técnico BRMA BALANCE EMPRESA Atuando no segmento de comunicação de dados desde 1998, a BRconnection vem se destacando por desenvolver e disponibilizar ao mercado a solução

Leia mais

Manual Técnico Instalação do Sistema Volpe Enterprise Resource Planning

Manual Técnico Instalação do Sistema Volpe Enterprise Resource Planning Manual Técnico Instalação do Sistema Volpe Enterprise Resource Planning www.pwi.com.br 1 Volpe Enterprise Resource Planning Este manual não pode, em parte ou no seu todo, ser copiado, fotocopiado, reproduzido,

Leia mais

MCITP: ENTERPRISE ADMINISTRATOR

MCITP: ENTERPRISE ADMINISTRATOR 6292: INSTALAÇÃO E CONFIGURAÇÃO DO WINDOWS 7, CLIENT Objetivo: Este curso proporciona aos alunos o conhecimento e as habilidades necessárias para instalar e configurar estações de trabalho utilizando a

Leia mais

Programas Maliciosos. 2001 / 1 Segurança de Redes/Márcio d Ávila 182. Vírus de Computador

Programas Maliciosos. 2001 / 1 Segurança de Redes/Márcio d Ávila 182. Vírus de Computador Programas Maliciosos 2001 / 1 Segurança de Redes/Márcio d Ávila 182 Vírus de Computador Vírus de computador Código intruso que se anexa a outro programa Ações básicas: propagação e atividade A solução

Leia mais

Cópia de Segurança usando o MySQL Administrator

Cópia de Segurança usando o MySQL Administrator Cópia de Segurança usando o MySQL Administrator Vivemos na era da informação, gerando, transformando e usando informações. Como bem sabemos, porém, tão importante como produzir informações é o correto

Leia mais

www.leitejunior.com.br 10/04/2012 19:30 Leite Júnior QUESTÕES CESGRANRIO 10/04/2012 AO VIVO

www.leitejunior.com.br 10/04/2012 19:30 Leite Júnior QUESTÕES CESGRANRIO 10/04/2012 AO VIVO QUESTÕES CESGRANRIO 10/04/2012 AO VIVO DE PETRÓLEO E DERIVADOS... QUESTÃO 21 - Um determinado usuário trabalha em uma rede que possui o servidor anpout.gov.br para envio de e-mails e o servidor anpin.gov.br

Leia mais

Noções de. Microsoft SQL Server. Microsoft SQL Server

Noções de. Microsoft SQL Server. Microsoft SQL Server Noções de 1 Considerações Iniciais Basicamente existem dois tipos de usuários do SQL Server: Implementadores Administradores 2 1 Implementadores Utilizam o SQL Server para criar e alterar base de dados

Leia mais

MONITORAMENTO DO AMBIENTE TECNOLÓGICO FoccoMONITOR

MONITORAMENTO DO AMBIENTE TECNOLÓGICO FoccoMONITOR MONITORAMENTO DO AMBIENTE TECNOLÓGICO FoccoMONITOR Fevereiro/2012 Índice APRESENTAÇÃO... 3 O QUE É ESSE SERVIÇO?... 3 POR QUE MONITORAR?... 3 QUAL A ABRANGÊNCIA?... 4 MÉTRICAS... 4 PERÍODO DO MONITORAMENTO...

Leia mais

Orientações para BACKUP do SPED

Orientações para BACKUP do SPED Orientações para BACKUP do SPED AS ORIENTAÇÕES A SEGUIR APLICAM-SE AO BACKUP E RESTAURAÇÃO PARA UMA MESMA VERSÃO DO SPED (EX.: 2.6.02 PARA 2.6.02). SE VOCÊ ESTÁ MIGRANDO DE UMA VERSÃO DO SPED PARA OUTRA

Leia mais

Requisitos do Sistema

Requisitos do Sistema PJ8D - 017 ProJuris 8 Desktop Requisitos do Sistema PJ8D - 017 P á g i n a 1 Sumario Sumario... 1 Capítulo I - Introdução... 2 1.1 - Objetivo... 2 1.2 - Quem deve ler esse documento... 2 Capítulo II -

Leia mais

GerNFe 1.0 Sistema de Gerenciador de Notas Fiscais Eletrônicas

GerNFe 1.0 Sistema de Gerenciador de Notas Fiscais Eletrônicas GerNFe 1.0 Manual do usuário Página 1/13 GerNFe 1.0 Sistema de Gerenciador de Notas Fiscais Eletrônicas O programa GerNFe 1.0 tem como objetivo armazenar em local seguro e de maneira prática para pesquisa,

Leia mais

FACSENAC. SISGEP SISTEMA GERENCIADOR PEDAGÓGICO DRP (Documento de Requisitos do Projeto de Rede)

FACSENAC. SISGEP SISTEMA GERENCIADOR PEDAGÓGICO DRP (Documento de Requisitos do Projeto de Rede) FACSENAC SISTEMA GERENCIADOR PEDAGÓGICO Versão: 1.2 Data: 25/11/2011 Identificador do documento: Documento de Visão V. 1.7 Histórico de revisões Versão Data Descrição Autor 1.0 03/10/2011 Primeira Edição

Leia mais

Instalador/Atualizador PIMS Multicultura Manual de Referência. Versão 12.1.4

Instalador/Atualizador PIMS Multicultura Manual de Referência. Versão 12.1.4 Instalador/Atualizador PIMS Multicultura Manual de Referência Versão 12.1.4 Sumário 1. Descrição... 3 2. Pré-requisitos... 4 3. Etapas da instalação/atualização... 8 1. Iniciando a aplicação de instalação/atualização...

Leia mais

O que é RAID? Tipos de RAID:

O que é RAID? Tipos de RAID: O que é RAID? RAID é a sigla para Redundant Array of Independent Disks. É um conjunto de HD's que funcionam como se fosse um só, isso quer dizer que permite uma tolerância alta contra falhas, pois se um

Leia mais

Admistração de Redes de Computadores (ARC)

Admistração de Redes de Computadores (ARC) Admistração de Redes de Computadores (ARC) Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Santa Catarina - Campus São José Prof. Glauco Cardozo glauco.cardozo@ifsc.edu.br RAID é a sigla para Redundant

Leia mais

Revisão: Introdução. - Integração com o AutoManager; 1 Atualização de versão do banco de dados PostgreSQL

Revisão: Introdução. - Integração com o AutoManager; 1 Atualização de versão do banco de dados PostgreSQL Urano Indústria de Balanças e Equipamentos Eletrônicos Ltda. Rua Irmão Pedro 709 Vila Rosa Canoas RS Fone: (51) 3462.8700 Fax: (51) 3477.4441 Características do Software Urano Integra 2.2 Data: 12/05/2014

Leia mais

SIMARPE Sistema de Arquivo Permanente

SIMARPE Sistema de Arquivo Permanente SIMARPE Sistema de Arquivo Permanente Documentos formam a grande massa de conhecimentos de uma organização seja ela privada ou pública, esses documentos em sua maioria são parte do seu patrimônio. A Gestão

Leia mais

Segurança Internet. Fernando Albuquerque. fernando@cic.unb.br www.cic.unb.br/docentes/fernando (061) 273-3589

Segurança Internet. Fernando Albuquerque. fernando@cic.unb.br www.cic.unb.br/docentes/fernando (061) 273-3589 Segurança Internet Fernando Albuquerque fernando@cic.unb.br www.cic.unb.br/docentes/fernando (061) 273-3589 Tópicos Introdução Autenticação Controle da configuração Registro dos acessos Firewalls Backups

Leia mais

Auditoria e Segurança de Sistemas Aula 03 Segurança off- line. Felipe S. L. G. Duarte Felipelageduarte+fatece@gmail.com

Auditoria e Segurança de Sistemas Aula 03 Segurança off- line. Felipe S. L. G. Duarte Felipelageduarte+fatece@gmail.com Auditoria e Segurança de Sistemas Aula 03 Segurança off- line Felipe S. L. G. Duarte Felipelageduarte+fatece@gmail.com Cenário off- line (bolha) 2 Roubo de Informação Roubo de Informação - Acesso físico

Leia mais

PROCEDIMENTOS DE BACKUP E RESTORE NO POSTGRES

PROCEDIMENTOS DE BACKUP E RESTORE NO POSTGRES PROCEDIMENTOS DE BACKUP E RESTORE NO POSTGRES Como tudo que contém dados importantes, devem ser feitas cópias de segurança dos bancos de dados do PostgreSQL regularmente. Embora o procedimento seja essencialmente

Leia mais

Introdução ao Sistema. Características

Introdução ao Sistema. Características Introdução ao Sistema O sistema Provinha Brasil foi desenvolvido com o intuito de cadastrar as resposta da avaliação que é sugerida pelo MEC e que possui o mesmo nome do sistema. Após a digitação, os dados

Leia mais

Ferramentas de Administração. PostgreSQL

Ferramentas de Administração. PostgreSQL Ferramentas de Administração ao SGBD PostgreSQL Diego Rivera Tavares de Araújo diegoriverata@gmail.com Introdução Mas o que é PostgreSQL? Introdução as ferramentas O PostgreSQL pode ser acessado a partir

Leia mais

RESTAURAÇÃO E BACKUP DE BANCO DE DADOS FIREBIRD

RESTAURAÇÃO E BACKUP DE BANCO DE DADOS FIREBIRD RESTAURAÇÃO E BACKUP DE BANCO DE DADOS FIREBIRD "internal gds software consistency check (can't continue after bugcheck)" Este processo de restauração, visa fazer correções na base de dados que o cliente

Leia mais

Soluções de Gerenciamento de Clientes e de Impressão Universal

Soluções de Gerenciamento de Clientes e de Impressão Universal Soluções de Gerenciamento de Clientes e de Impressão Universal Guia do Usuário Copyright 2007 Hewlett-Packard Development Company, L.P. Windows é uma marca registrada nos Estados Unidos da Microsoft Corporation.

Leia mais

Gestão de Armazenamento

Gestão de Armazenamento Gestão de Armazenamento 1. Introdução As organizações estão se deparando com o desafio de gerenciar com eficiência uma quantidade extraordinária de dados comerciais gerados por aplicativos e transações

Leia mais

ÍNDICE. www.leitejunior.com.br 16/06/2008 17:43 Leite Júnior

ÍNDICE. www.leitejunior.com.br 16/06/2008 17:43 Leite Júnior ÍNDICE BACKUP E RESTAURAÇÃO(RECOVERY)...2 BACKUP...2 PORQUE FAZER BACKUP?...2 DICAS PARA BACKUP...2 BACKUP NO WINDOWS...2 BACKUP FÍSICO E ON-LINE...3 BACKUP FÍSICO...3 BACKUP ON-LINE(VIRTUAL) OU OFF-SITE...3

Leia mais

BACKUP 101. Planejamento E Ferramentas. 1º Seminário de Software Livre Tchelinux Alegrete. Por Jerônimo Medina Madruga

BACKUP 101. Planejamento E Ferramentas. 1º Seminário de Software Livre Tchelinux Alegrete. Por Jerônimo Medina Madruga BACKUP 101 Planejamento E Ferramentas 1º Seminário de Software Livre Tchelinux Alegrete Por Jerônimo Medina Madruga Esta apresentação é distribuída sob a licença Creative Commons by-nc-sa 3.0 BR http://creativecommons.org/licenses/by-nc-sa/3.0/br/

Leia mais

NOMES: Leonardo Claro Diego Lage Charles Tancredo Márcio Castro

NOMES: Leonardo Claro Diego Lage Charles Tancredo Márcio Castro NOMES: Leonardo Claro Diego Lage Charles Tancredo Márcio Castro O MySQL Cluster é versão do MySQL adaptada para um ambiente de computação distribuída, provendo alta disponibilidade e alta redundância utilizando

Leia mais

Gerenciamento de software como ativo de automação industrial

Gerenciamento de software como ativo de automação industrial Gerenciamento de software como ativo de automação industrial INTRODUÇÃO Quando falamos em gerenciamento de ativos na área de automação industrial, fica evidente a intenção de cuidar e manter bens materiais

Leia mais

FTIN Formação Técnica em Informática Módulo Sistema Proprietário Windows AULA 05. Prof. André Lucio

FTIN Formação Técnica em Informática Módulo Sistema Proprietário Windows AULA 05. Prof. André Lucio FTIN Formação Técnica em Informática Módulo Sistema Proprietário Windows AULA 05 Prof. André Lucio Competências da aula 5 Backup. WSUS. Serviços de terminal. Hyper-v Aula 04 CONCEITOS DO SERVIÇO DE BACKUP

Leia mais

Manual técnico, versão V3

Manual técnico, versão V3 cccccccccccc Manual técnico, versão V3 Daxis Sistemas Inteligentes Todos os direitos reservados Índice Overview: visão geral do processo de implantação... 3 Atenção... 3 Principais tarefas... 3 Planejamento...

Leia mais

Curso de extensão em Administração de redes com GNU/Linux

Curso de extensão em Administração de redes com GNU/Linux Eduardo Júnior Administração de redes com GNU/Linux Curso de extensão em Administração de redes com GNU/Linux Eduardo Júnior - ihtraum@dcc.ufba.br Gestores da Rede Acadêmica de Computação Departamento

Leia mais

Soluções em Armazenamento

Soluções em Armazenamento Desafios das empresas no que se refere ao armazenamento de dados Aumento constante do volume de dados armazenados pelas empresas, gerando um desafio para manter os documentos armazenados Necessidade de

Leia mais

SolarWinds Kiwi Syslog Server

SolarWinds Kiwi Syslog Server SolarWinds Kiwi Syslog Server Monitoramento de syslog fácil de usar e econômico O Kiwi Syslog Server oferece aos administradores de TI o software de gerenciamento mais econômico do setor. Fácil de instalar

Leia mais

TUTORIAL PARA A INSTALAÇÃO EM AMBIENTE DE REDE WINDOWS DO SERVIDOR FIREBIRD

TUTORIAL PARA A INSTALAÇÃO EM AMBIENTE DE REDE WINDOWS DO SERVIDOR FIREBIRD TUTORIAL PARA A INSTALAÇÃO EM AMBIENTE DE REDE WINDOWS DO SERVIDOR FIREBIRD Este tutorial foi preparado com o objetivo de orientar os passos necessários para a instalação do SGBD relacional Firebird, em

Leia mais

GERENCIAMENTO CENTRALIZADO DELL POWERVAULT DL 2000 BASEADO EM TECNOLOGIA SYMANTEC

GERENCIAMENTO CENTRALIZADO DELL POWERVAULT DL 2000 BASEADO EM TECNOLOGIA SYMANTEC GERENCIAMENTO CENTRALIZADO DELL POWERVAULT DL 2000 BASEADO EM TECNOLOGIA SYMANTEC RESUMO EXECUTIVO O PowerVault DL2000, baseado na tecnologia Symantec Backup Exec, oferece a única solução de backup em

Leia mais

Procedimentos para Reinstalação do Sisloc

Procedimentos para Reinstalação do Sisloc Procedimentos para Reinstalação do Sisloc Sumário: 1. Informações Gerais... 3 2. Criação de backups importantes... 3 3. Reinstalação do Sisloc... 4 Passo a passo... 4 4. Instalação da base de dados Sisloc...

Leia mais

Procedimentos para Instalação do SISLOC

Procedimentos para Instalação do SISLOC Procedimentos para Instalação do SISLOC Sumário 1. Informações Gerais...3 2. Instalação do SISLOC...3 Passo a passo...3 3. Instalação da Base de Dados SISLOC... 11 Passo a passo... 11 4. Instalação de

Leia mais

Marco A. M. de Melo e Fernando S. P. Gonçalves MANAGER

Marco A. M. de Melo e Fernando S. P. Gonçalves MANAGER Marco A. M. de Melo e Fernando S. P. Gonçalves MANAGER S.O.S BACKUP - MANAGER. Nenhuma porção deste livro pode ser reproduzida ou transmitida em qualquer forma ou por qualquer meio eletrônico ou mecânico,

Leia mais

Segurança da Informação e Proteção ao Conhecimento. Douglas Farias Cordeiro

Segurança da Informação e Proteção ao Conhecimento. Douglas Farias Cordeiro Segurança da Informação e Proteção ao Conhecimento Douglas Farias Cordeiro ABNT NBR ISO/IEC 27002 Segurança nas operações Responsabilidades e procedimentos operacionais Assegurar a operação segura e correta

Leia mais

Sistemas de Informação. Sistemas Operacionais 4º Período

Sistemas de Informação. Sistemas Operacionais 4º Período Sistemas de Informação Sistemas Operacionais 4º Período SISTEMA DE ARQUIVOS SUMÁRIO 7. SISTEMA DE ARQUIVOS: 7.1 Introdução; 7.2 s; 7.3 Diretórios; 7.4 Gerência de Espaço Livre em Disco; 7.5 Gerência de

Leia mais

Processos de Backup Sistemas Cali

Processos de Backup Sistemas Cali Processos de Backup Sistemas Cali 2 Processos de Backup ÍNDICE O QUE É BACKUP?... 3 INSTALAÇÃO COBIAN BACKUP 9... 5 AGENDANDO TAREFAS (COBIAN BACKUP 9)... 10 BACKUP MANUAL DO MICROSOFT SQL 2005 EXPRESS...

Leia mais

Sistemas operacionais de rede: Windows e Linux

Sistemas operacionais de rede: Windows e Linux Sistemas operacionais de rede: Windows e Linux Introdução Um sistema operacional de rede é simplesmente um sistema operacional com serviços de rede, que chamamos de um modo geral de servidor. Dependendo

Leia mais