LUDICIDADE EM SALA DE AULA: O JOGO DA PIRÂMIDE ALIMENTAR COMO UMA PROPOSTA PARA O ESTUDO DOS ALIMENTOS E DA NUTRIÇÃO NO ENSINO MÉDIO

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "LUDICIDADE EM SALA DE AULA: O JOGO DA PIRÂMIDE ALIMENTAR COMO UMA PROPOSTA PARA O ESTUDO DOS ALIMENTOS E DA NUTRIÇÃO NO ENSINO MÉDIO"

Transcrição

1 LUDICIDADE EM SALA DE AULA: O JOGO DA PIRÂMIDE ALIMENTAR COMO UMA PROPOSTA PARA O ESTUDO DOS ALIMENTOS E DA NUTRIÇÃO NO ENSINO MÉDIO Luciana Araújo Montenegro (Universidade Federal do Rio Grande do Norte) Magnólia Fernandes Florêncio de Araújo (Universidade Federal do Rio Grande do Norte) Ana Carla Iorio Petrovich (Universidade Federal do Rio Grande do Norte Bolsista Capes) RESUMO Este artigo se propõe ao relato de uma atividade realizada com alunos do ensino básico, objetivando a participação ativa dos estudantes na elaboração e confecção deum jogo didáticopara auxiliar na compreensão e aprendizagem sobre as funções de nutrição, conteúdo curricular da Biologia. O jogo foi elaborado com base em literatura referente a jogos didáticos e conteúdos específicos de ciências/biologia no ensino básico. A metodologia utilizada também buscou investigar como os alunos se portam diante da realização de atividades práticas em termos de participação, envolvimento e motivação. Assim, o estudo trouxe elementos para refletir a viabilidade e a importância da utilização de jogos em sala de aula. Palavras-chave: jogos, estratégia de ensino, ensino de ciências, aprendizagem. INTRODUÇÃO Um dos grandes desafios no ensino de Biologia no ensino básico étorná-la mais atrativa para o aluno através do uso de práticas que relacionem o conteúdo a ser ministrado, de forma a facilitar o processo de aprendizagem.neste sentido, o professor precisa reelaborar continuamente suas estratégias didático-metodológicas, de forma que elas possam se constituir em uma via de conhecimento para o aluno (MONTENEGRO, 2011). A utilização de jogos didáticos pode ser considerada uma alternativa para envolvimento, apreensão de conteúdos e motivação pela busca do saber, pois este tipo de material favorece a apreensão dos conhecimentos, a partir da vivência e ação lúdica.mediante o uso do jogo didático, vários objetivos podem ser atingidos, relacionados à cognição 356

2 (desenvolvimento da inteligência e da personalidade, fundamentais para a construção de conhecimentos); afeição (desenvolvimento da sensibilidade e da estima e atuação no sentido de estreitar laços de amizade e afetividade); socialização (simulação de vida em grupo); motivação (envolvimento da ação, do desfio e mobilização da curiosidade) e criatividade (MIRANDA, 2001). Acreditando na possibilidade de um fazer pedagógico prazeroso, transformador e eficiente, voltado para uma formação dinamizadora e construtora do conhecimento, este artigo traz como objetivo central, avaliar como os estudantes se portam em termos de participação, envolvimento e motivação na construção deum jogo sobre a Pirâmide alimentar (conteúdos: alimentos e nutrição),como alternativae contribuição para a formação e aprendizagem significativa do educando em sala de aula. PERCURSO METODOLÓGICO A pesquisa foi desenvolvida sob a forma de estudo de caso, com análise qualitativa, envolvendo 30 alunos, com faixa etária entre 13 e 16 anos, em uma escola particular da cidade de Natal/RN. O assunto abordado na atividade vinculava-se ao estudo sobre as funções de nutrição, do programa de biologia do ensino médio. O uso de jogos didáticos para estudo do tema foi julgado relevante pela professora titular da turma, por propiciar aulas mais atraentes e motivadoras, nas quais os alunos são envolvidos na construção de seu próprio conhecimento. Dessa maneira, foi desenvolvida uma proposta de elaboração de jogos didáticos para serem aplicados em sala de aula e, conjuntamente, foi elaborada uma proposta de pesquisa que permitisse investigar a participação, a inclusão e a motivação dos estudantes durante as atividades. O jogo didático elaborado pelos alunos, os registros escritos decorrentes da aplicação de questionário e os registros obtidos através da observação direta, permitiram identificar importantes elementos vinculados à motivação para aprender e para buscar o conhecimento em espaços além da sala de aula. A produção dos jogos didáticos O jogo didático foi elaborado tendo como base a definição de jogos proposto por Soares (2008), segundo a qual Jogo é o resultado de interações linguísticas diversas em 357

3 termos de características e ações lúdicas", ou seja, são atividades lúdicas que implicam no prazer, no divertimento, na liberdade e na voluntariedade, que contenham um sistema de regras claras e explícitas e que tenham um lugar delimitado onde possa agir: um espaço ou um brinquedo. Para atingir o propósito do estudo, as atividades com os estudantes foram organizadas em três momentos: um destinado a proporcionar discussões (diálogos) com os estudantes referentes ao tema de estudo; outro destinado a produção dos jogos didáticos e um último encontro destinado a aplicação de questionários. A produção do jogo sobre alimentos e nutrição A atividade do primeiro momento (Quadro 1) foi organizada de forma coletiva, através de questionamentos e explanações dialogadas, com auxílio de vídeos e slides, de modo a proporcionar momentos de resgate de conhecimentos prévios sobre o tema em estudo. No segundo momento, correspondente ao segundo dia da oficina, foi proposto aos estudantes que visualizassem pranchas contendo fotos de alimentos e foi solicitado para cada grupo formado por até 6 alunos em média,a confecção de modelos didáticos de alimentos, em biscuit, que contemplassemalimentos que fazem parte da nossa dieta. Paralelamente foi solicitado que pesquisassem os valores nutricionais dos alimentos, representados sob a forma de modelos, pelo grupo. Para confecção dos modelos de alimentos, foram utilizados os seguintes materiais: massa de biscuit, tinta guache e a óleo de várias cores, régua, estilete, microscópio estereoscópico, fita adesiva, pincel, régua, caneta, papelão, espátula, tesoura, luvas descartáveis, pranchas de madeira, cola e livros textocomo referência (Figura 1, 2). Em um terceiro encontro foi solicitada a confecção de 2 cartões para cada grupo (Figura 3), composto por seis alunos, sendo 1 com um desafio relacionada ao planejamento de dietas e outro para chave de resposta. Foram entregues a cada grupo os materiais para a confecção dos cartões e canetas coloridas. Foi estabelecido que um dos lados do cartão deveria permanecer em brancopara não facilitar a localização após o seu embaralhamento. Para isso, os grupos foram divididos 358

4 em A, B, C, D, E, F (Tabela 1). Uma pirâmide em madeira foi utilizada como suporte para o jogo. Realizaram-se discussões sobre jogos didáticos, nos grupos, de forma que fossem apontadas suas opiniões sobre a atividade que estava sendo desenvolvida. Primeiro encontro Segundo encontro Terceiro encontro Resgate de conhecimentos prévios através de questionamentos e explanações dialogadas, com auxílio de vídeos e slides. Visualização de pranchas contendo fotos de alimentos, confecção de modelos didáticos de alimentos em biscuit e pesquisa sobre os valores nutricionais dos alimentos. Confecção de 2 cartões para cada grupo (1 com um desafio relacionada ao planejamento de dietas e outro para chave de resposta). Quadro 1 Cronograma de atividades realizadas Grupo Cartão Desafios Chave de resposta A 1 Represente uma dieta para um Alimentos principalmente homem adulto e que realiza ricos em massas, seguido atividades esportivas do tipo de feijão, frutas, cereais, musculação diariamente. verduras, leite e derivados, carnes e doces moderadamente. B 2 Monte uma dieta que seja indicada Carnes magras, verduras, para um homem adulto, não frutas, cereais, leite e esportista. derivados, feijão. C 3 Elabore uma dieta apropriada para uma criança, bebê, nos seus Frutas, verduras, sopas, primeiros 6 meses de vida. sucos derivados do leite D 4 Indique os alimentos mais 359

5 adequados para a dieta de uma pessoa de idade que tem intolerância ao feijão. E 5 Monte uma dieta apropriada para uma mulher grávida, que apresenta tendência para ganhar peso. F 6 Construa a provável dieta de um homem adulto, obeso e com forte tendência para o desenvolvimento dadiabetes, devido àmá alimentação diária. Carnes magras, leite e derivados do leite, verduras, brócolis, frutas, arroz. Leite e derivados, ovos, carnes brancas ou magras, arroz, feijão, frutas, verduras, ovos. Carnes, ovos, derivados do leite, doces e massas em grande quantidade. Tabela 1 Desafios e chaves de resposta apresentadas no jogo da Pirâmide Alimentar. E Figura 1. Modelos didáticos de alimentos confeccionados em biscuit. 360

6 Figura 2. Pirâmide alimentar com modelos de alimentos elaborados em biscuit. Figura 3 Cartões contendo Desafios e chaves de resposta. CONSIDERAÇÕES FINAIS A realização desse tipo de atividade através da participação ativa dos estudantes, como sujeitos protagonistas do processo ensino aprendizagem se mostrou positiva, tanto em aspectos cognitivos, associados à aprendizagem do conteúdo específico, quanto no que diz respeito ao envolvimento e à motivação para a aprendizagem. O questionário aplicado para analisar o nível de satisfação dos alunos, revelou que quando os alunos se sentem envolvidos com o objeto do conhecimento despertam mais interesse e motivação na apropriação do conhecimento. 361

7 Metodologias alternativas, como a elaboração de jogos didáticos, que possibilitam a integração entre teoria e prática, devem ser valorizadas e estimuladas pelas instituições de ensino básico, uma vez que tornam mais efetivas o envolvimento do aluno com o tema em estudo, possibilitando uma aprendizagem mais significativa, uma vez que provocam uma motivação para a apreensão do conhecimento. É necessário propormos novas metodologias que (re) encantem os alunos continuamente, para que a ciência possa se fazer mais presente no dia-a-dia de nossos alunos e para que seja possível o desenvolvimento não apenas de aspectos cognitivos, relacionados a linguagem e conceitos científicos, mas também o desenvolvimento de habilidades, de maneira a desenvolver estratégias de raciocínio lógico, criatividade, agilidade e valores éticos, para que estes possam atuar de maneira justa e consciente na comunidade em que se encontram inseridos. REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS MIRANDA, S. No Fascínio do jogo, a alegria de aprender. In: Ciência Hoje, v.28, 2001 p MONTENEGRO, L.A. Produção De Modelos Didáticos Para O Estudo De Poríferos No Ensino Básico: Relato De Atividades. Rev.Educação Ambiental em ação, SOARES, M.H.F.B. (2008). Jogos e atividades lúdicas no ensino de química: teoria, métodos eaplicações. Departamento de química da UFPR (Org), Anais, XIV Encontro Nacional de Ensino de Química 362

Palavras-chave: Jogos. Estratégia de ensino. Ensino de ciências. Aprendizagem.

Palavras-chave: Jogos. Estratégia de ensino. Ensino de ciências. Aprendizagem. JOGOS DIDÁTICOS EM SALA DE AULA: UMA PROPOSTA FACILITADORA DO PROCESSO DE ENSINO E APRENDIZAGEM LUCIANA ARAÚJO MONTENEGRO 1 CHRISTIER RÓGÉRIO GOMES 2 ROSILEIDE BEZERRA SOARES 3 ANA JULIA RODRIGUES 4 RENATA

Leia mais

O JOGO NO ENSINO DE POTÊNCIAS DE NÚMEROS INTEIROS: UM RELATO DE EXPERIÊNCIA

O JOGO NO ENSINO DE POTÊNCIAS DE NÚMEROS INTEIROS: UM RELATO DE EXPERIÊNCIA O JOGO NO ENSINO DE POTÊNCIAS DE NÚMEROS INTEIROS: UM RELATO DE EXPERIÊNCIA Adelson Carlos Madruga Universidade Federal da Paraíba adelsoncarlos1992@hotmail.com Elizangela Mario da Silva Universidade Federal

Leia mais

DESENVOLVIMENTO E APLICAÇÃO DE UM JOGO EDUCATIVO COMO AUXÍLIO PARA O ENSINO DA TABELA PERIÓDICA

DESENVOLVIMENTO E APLICAÇÃO DE UM JOGO EDUCATIVO COMO AUXÍLIO PARA O ENSINO DA TABELA PERIÓDICA DESENVOLVIMENTO E APLICAÇÃO DE UM JOGO EDUCATIVO COMO AUXÍLIO PARA O ENSINO DA TABELA PERIÓDICA Hellen Regina Guimarães da Silva, Janelene Freire Diniz, Yasmim Mendes Souto, Verônica Evangelista de Lima

Leia mais

Utilização do jogo didático Bingo Periódico no processo de ensinoaprendizagem de Química na Escola Estadual Professor Gerson Lopes de Apodi-RN.

Utilização do jogo didático Bingo Periódico no processo de ensinoaprendizagem de Química na Escola Estadual Professor Gerson Lopes de Apodi-RN. Utilização do jogo didático Bingo Periódico no processo de ensinoaprendizagem de Química na Escola Estadual Professor Gerson Lopes de Apodi-RN. Gustavo Daniel S. Souza (IC)1, Alidna Mosana S. de Oliveira

Leia mais

BINGO QUÍMICO: UMA ATIVIDADE LÚDICA ENVOLVENDO SÍMBOLOS E NOMES DOS ELEMENTOS.

BINGO QUÍMICO: UMA ATIVIDADE LÚDICA ENVOLVENDO SÍMBOLOS E NOMES DOS ELEMENTOS. BINGO QUÍMICO: UMA ATIVIDADE LÚDICA ENVOLVENDO SÍMBOLOS E NOMES DOS ELEMENTOS. Eliana Moraes de Santana ¹ Universidade de São Paulo, Instituto de Física - Programa de Pós-Graduação Interunidades em Ensino

Leia mais

ESCOLA MUNICIPAL DE PERÍODO INTEGRAL IRMÃ MARIA TAMBOSI

ESCOLA MUNICIPAL DE PERÍODO INTEGRAL IRMÃ MARIA TAMBOSI PREFEITURA MUNICIPAL DE LONTRAS SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO, CULTURA E ESPORTE ESCOLA MUNICIPAL DE PERÍODO INTEGRAL IRMÃ MARIA TAMBOSI DESPERTANDO AÇÕES SUSTENTÁVEIS LONTRAS 2013 1.TEMA A preservação

Leia mais

LUDENS 2011: jogos e brincadeiras na matemática i. Palavras-chaves: lúdico na matemática, jogo, ensino da matemática.

LUDENS 2011: jogos e brincadeiras na matemática i. Palavras-chaves: lúdico na matemática, jogo, ensino da matemática. LUDENS 2011: jogos e brincadeiras na matemática i Palavras-chaves: lúdico na matemática, jogo, ensino da matemática. Justificativa A Matemática faz parte do cotidiano das pessoas. Nas diversas atividades

Leia mais

História e ensino da tabela periódica através de jogo educativo

História e ensino da tabela periódica através de jogo educativo História e ensino da tabela periódica através de jogo educativo Caroline Gomes Romano e-mail: carolgromano@hotmail.com Ana Letícia Carvalho e-mail: anale.carvalho03@gmail.com Isabella Domingues Mattano

Leia mais

JOGO DIDÁTICO COMO INSTRUMENTO FACILITADOR NO PROCESSO DE ENSINO E APRENDIZAGEM DA TABELA PERIÓDICA

JOGO DIDÁTICO COMO INSTRUMENTO FACILITADOR NO PROCESSO DE ENSINO E APRENDIZAGEM DA TABELA PERIÓDICA JOGO DIDÁTICO COMO INSTRUMENTO FACILITADOR NO PROCESSO DE ENSINO E APRENDIZAGEM DA TABELA PERIÓDICA Vera Lucia Rocha da Silva (Universidade Federal do Piauí - UFPI/ CMRV) Email: veraelimaocommel@hotmail.com

Leia mais

O LÚDICO: SUA IMPORTÂNCIA NO ENSINO APRENDIZAGEM DA MATEMÁTICA NO ENSINO FUNDAMENTAL

O LÚDICO: SUA IMPORTÂNCIA NO ENSINO APRENDIZAGEM DA MATEMÁTICA NO ENSINO FUNDAMENTAL O LÚDICO: SUA IMPORTÂNCIA NO ENSINO APRENDIZAGEM DA MATEMÁTICA NO ENSINO FUNDAMENTAL GT 01 Educação Matemática no Ensino Fundamental : Anos iniciais e anos finais Maria Christina Schettert Moraes UNICRUZ

Leia mais

PROJETO FAZENDO ESCOLA: UMA EXPERIÊNCIA DO ORIENTADOR NO COMPROMISSO DA CAPACITAÇÃO DOCENTE

PROJETO FAZENDO ESCOLA: UMA EXPERIÊNCIA DO ORIENTADOR NO COMPROMISSO DA CAPACITAÇÃO DOCENTE PROJETO FAZENDO ESCOLA: UMA EXPERIÊNCIA DO ORIENTADOR NO COMPROMISSO DA CAPACITAÇÃO DOCENTE Sérgio Dal-Ri Moreira Pontifícia Universidade Católica do Paraná Palavras-chave: Educação Física, Educação, Escola,

Leia mais

Colégio La Salle São João. Professora Kelen Costa Educação Infantil. Educação Infantil- Brincar também é Educar

Colégio La Salle São João. Professora Kelen Costa Educação Infantil. Educação Infantil- Brincar também é Educar Colégio La Salle São João Professora Kelen Costa Educação Infantil Educação Infantil- Brincar também é Educar A importância do lúdico na formação docente e nas práticas de sala de aula. A educação lúdica

Leia mais

AS CONTRIBUIÇÕES DO CURRÍCULO E DE MATERIAS MANIPULATIVOS NA FORMAÇÃO CONTINUADA EM MATEMÁTICA DE PROFESSORES DOS ANOS INICIAS DO ENSINO FUNDAMENTAL

AS CONTRIBUIÇÕES DO CURRÍCULO E DE MATERIAS MANIPULATIVOS NA FORMAÇÃO CONTINUADA EM MATEMÁTICA DE PROFESSORES DOS ANOS INICIAS DO ENSINO FUNDAMENTAL AS CONTRIBUIÇÕES DO CURRÍCULO E DE MATERIAS MANIPULATIVOS NA FORMAÇÃO CONTINUADA EM MATEMÁTICA DE PROFESSORES DOS ANOS INICIAS DO ENSINO FUNDAMENTAL Sheila Valéria Pereira da Silva (UFPB Campus-IV) sheilavaleria88@yahoo.com.br

Leia mais

ESTEQUIMETRIA LÚDICA: RESSIGNIFICANDO A APRENDIZAGEM POR MEIO DE UMA MARATONA QUÍMICA

ESTEQUIMETRIA LÚDICA: RESSIGNIFICANDO A APRENDIZAGEM POR MEIO DE UMA MARATONA QUÍMICA ESTEQUIMETRIA LÚDICA: RESSIGNIFICANDO A APRENDIZAGEM POR MEIO DE UMA MARATONA QUÍMICA Patrícia Severiano de Oliveira* (1) (1) Universidade Federal de Alagoas Campus Arapiraca *patríciaufal2011@gmail.com

Leia mais

Universidade Estadual de Londrina

Universidade Estadual de Londrina Universidade Estadual de Londrina Josiane de Freitas Santos Relatório de Estágio em Educação Infantil Londrina 2010 1 Josiane de Freitas Santos Relatório de Estágio em Educação Infantil Relatório final

Leia mais

Escola: Escola Municipal Rural Sucessão dos Moraes

Escola: Escola Municipal Rural Sucessão dos Moraes Projeto Novos Talentos Escola: Escola Municipal Rural Sucessão dos Moraes Oficina: Comer bem, para viver melhor! Cristiane da Cunha Alves Tatiane Garcez Bianca Maria de Lima Danielle Costa INTRODUÇÃO/JUSTIFICATIVA

Leia mais

A Interdisciplinaridade como Metodologia de Ensino INTRODUÇÃO

A Interdisciplinaridade como Metodologia de Ensino INTRODUÇÃO A Interdisciplinaridade como Metodologia de Ensino O bom professor é o que consegue, enquanto fala trazer o aluno até a intimidade do movimento de seu pensamento. Paulo Freire INTRODUÇÃO A importância

Leia mais

ATIVIDADES EXPERIMENTAIS PARA O ESTUDO DA ASTRONOMIA: CONSTRUINDO O SISTEMA SOLAR REDUZIDO

ATIVIDADES EXPERIMENTAIS PARA O ESTUDO DA ASTRONOMIA: CONSTRUINDO O SISTEMA SOLAR REDUZIDO ATIVIDADES EXPERIMENTAIS PARA O ESTUDO DA ASTRONOMIA: CONSTRUINDO O SISTEMA SOLAR REDUZIDO José da Silva de Lima¹; José Rodolfo Neves da Silva²; Renally Gonçalves da Silva³; Alessandro Frederico da Silveira

Leia mais

ATIVIDADE ORIENTADA CURSO: PEDAGOGIA DISCIPLINA: ESTUDOS DA NATUREZA NA EDUCAÇÃO INFANTIL CIRCUITO: 9 PERIODO: 4º.

ATIVIDADE ORIENTADA CURSO: PEDAGOGIA DISCIPLINA: ESTUDOS DA NATUREZA NA EDUCAÇÃO INFANTIL CIRCUITO: 9 PERIODO: 4º. ATIVIDADE ORIENTADA CURSO: PEDAGOGIA DISCIPLINA: ESTUDOS DA NATUREZA NA EDUCAÇÃO INFANTIL CIRCUITO: 9 PERIODO: 4º Caro(a) aluno(a), Esta atividade deverá ser desenvolvida em grupo, ao longo da disciplina,

Leia mais

A PRODUÇÃO DE JOGOS DIDÁTICOS DE BOTÂNICA COMO FACILITADORES DO ENSINO DE CIÊNCIAS NA EJA

A PRODUÇÃO DE JOGOS DIDÁTICOS DE BOTÂNICA COMO FACILITADORES DO ENSINO DE CIÊNCIAS NA EJA A PRODUÇÃO DE JOGOS DIDÁTICOS DE BOTÂNICA COMO FACILITADORES DO ENSINO DE CIÊNCIAS NA EJA Ágata Laisa Laremberg Alves Neves (Universidade Federal do Piauí) Gardene Maria de Sousa (Universidade Federal

Leia mais

GUIA DE IMPLEMENTAÇÃO DO CURRICULO ANO 2 - APROFUNDAMENTO

GUIA DE IMPLEMENTAÇÃO DO CURRICULO ANO 2 - APROFUNDAMENTO ESTRUTURA GERAL DOS ROTEIROS DE ESTUDOS QUINZENAL Os roteiros de estudos, cujo foco está destacado nas palavras chaves, estão organizados em três momentos distintos: 1º MOMENTO - FUNDAMENTOS TEÓRICOS -

Leia mais

Palavras-chaves: Jogos matemáticos; Ensino e aprendizagem.

Palavras-chaves: Jogos matemáticos; Ensino e aprendizagem. Emanuella Filgueira Pereira Universidade Federal do Recôncavo da Bahia O JOGO NO ENSINO E APRENDIZAGEM DE MATEMÁTICA Resumo O presente artigo apresenta resultados parciais de uma pesquisa mais ampla que

Leia mais

A IMPORTÂNCIA DO LÚDICO NO ENSINO-APRENDIZAGEM NA EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS

A IMPORTÂNCIA DO LÚDICO NO ENSINO-APRENDIZAGEM NA EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS A IMPORTÂNCIA DO LÚDICO NO ENSINO-APRENDIZAGEM NA EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS Jacqueline Liedja Araújo Silva Carvalho Universidade Federal de Campina Grande jliedja@hotmail.com Introdução A Educação de

Leia mais

TEXTURAS E SENSAÇÕES COM PINTURAS DE AMILCAR DE CASTRO: REFLEXÕES SOBRE A EXPERIÊNCIA DO PIBID DE PEDAGOGIA EDUCAÇÃO INFANTIL.

TEXTURAS E SENSAÇÕES COM PINTURAS DE AMILCAR DE CASTRO: REFLEXÕES SOBRE A EXPERIÊNCIA DO PIBID DE PEDAGOGIA EDUCAÇÃO INFANTIL. TEXTURAS E SENSAÇÕES COM PINTURAS DE AMILCAR DE CASTRO: REFLEXÕES SOBRE A EXPERIÊNCIA DO PIBID DE PEDAGOGIA EDUCAÇÃO INFANTIL. Arachele Maria Santos 1 Maria Joseilda da Silva Oliveira 2 RESUMO Este projeto

Leia mais

ENSINO DE CIÊNCIAS POR MEIO DE ATIVIDADES LÚDICAS NO 2 ANO DO ENSINO MÉDIO DA ESCOLA INÁCIO PASSARINHO CAXIAS MARANHÃO

ENSINO DE CIÊNCIAS POR MEIO DE ATIVIDADES LÚDICAS NO 2 ANO DO ENSINO MÉDIO DA ESCOLA INÁCIO PASSARINHO CAXIAS MARANHÃO 1 ENSINO DE CIÊNCIAS POR MEIO DE ATIVIDADES LÚDICAS NO 2 ANO DO ENSINO MÉDIO DA ESCOLA INÁCIO PASSARINHO CAXIAS MARANHÃO Tauanny Maria Almeida Lima, Marilene Rodrigues Silva, Joselice da Silva Pereira

Leia mais

RESUMO. Palavras-chave: Jogos didáticos, Química e Materiais Recicláveis. INTRODUÇÃO

RESUMO. Palavras-chave: Jogos didáticos, Química e Materiais Recicláveis. INTRODUÇÃO Utilização de materiais recicláveis para a produção do jogo Dominó Periódico para o ensino de Química na Escola Estadual Professora Maria Zenilda Gama Torres do Município de Apodi-RN. Ana Katiane de P.

Leia mais

CONSTRUINDO O SISTEMA NERVOSO HUMANO: UTILIZAÇÃO DE MODELOS E MODELAGENS COMO PRÁTICA ALTERNATIVA NO ENSINO DE CIÊNCIAS.

CONSTRUINDO O SISTEMA NERVOSO HUMANO: UTILIZAÇÃO DE MODELOS E MODELAGENS COMO PRÁTICA ALTERNATIVA NO ENSINO DE CIÊNCIAS. CONSTRUINDO O SISTEMA NERVOSO HUMANO: UTILIZAÇÃO DE MODELOS E MODELAGENS COMO PRÁTICA ALTERNATIVA NO ENSINO DE CIÊNCIAS. Brayan Paiva Cavalcante¹; Clécio Danilo Dias da Silva²; Dalvan Henrique Luiz Romeiro³;

Leia mais

Colégio Cenecista Dr. José Ferreira

Colégio Cenecista Dr. José Ferreira Colégio Cenecista Dr. José Ferreira QUADRINHOS NA CIÊNCIAS Área de Concentração: Ciências Naturais Disciplina de Concentração: Ciências Professores: Maria José Lima, Polyana Noronha e Thaianne Lopes Uberaba

Leia mais

JOGOS MATEMÁTICOS NO ENSINO MÉDIO UMA EXPERIÊNCIA NO PIBID/CAPES/IFCE

JOGOS MATEMÁTICOS NO ENSINO MÉDIO UMA EXPERIÊNCIA NO PIBID/CAPES/IFCE JOGOS MATEMÁTICOS NO ENSINO MÉDIO UMA EXPERIÊNCIA NO PIBID/CAPES/IFCE Myrlene Oliveira Nascimento myrlene.oliveira@yahoo.com.br Janaína Marques e Melo janaina_gauss@yahoo.com.br Luiza Santos Pontello lpontello@yahoo.com.br

Leia mais

A IMPORTÂNCIA DA MÚSICA NAS AULAS DE LÍNGUA PORTUGUESA DA TURMA DE 9º ANO DA ESCOLA RAIMUNDO PEREIRA DO NASCIMENTO

A IMPORTÂNCIA DA MÚSICA NAS AULAS DE LÍNGUA PORTUGUESA DA TURMA DE 9º ANO DA ESCOLA RAIMUNDO PEREIRA DO NASCIMENTO A IMPORTÂNCIA DA MÚSICA NAS AULAS DE LÍNGUA PORTUGUESA DA TURMA DE 9º ANO DA ESCOLA RAIMUNDO PEREIRA DO NASCIMENTO 0 1 A IMPORTÂNCIA DA MÚSICA NAS AULAS DE LÍNGUA PORTUGUESA DA TURMA DE 9º ANO DA ESCOLA

Leia mais

OS JOGOS MATEMÁTICOS: UM RECURSO QUE FAVORECE NO PROCESSO DE ENSINO - APRENDIZAGEM.

OS JOGOS MATEMÁTICOS: UM RECURSO QUE FAVORECE NO PROCESSO DE ENSINO - APRENDIZAGEM. OS JOGOS MATEMÁTICOS: UM RECURSO QUE FAVORECE NO PROCESSO DE ENSINO - APRENDIZAGEM. UCHÔA, Yasmim Figueiredo Graduanda de Pedagogia/ UEPB. Bolsista PIBID CABRAL, Isabel Cristina Gomes de Morais Graduanda

Leia mais

UMA PROPOSTA PARA O ENSINO-APRENDIZAGEM DE INTERVALOS REAIS POR MEIO DE JOGOS

UMA PROPOSTA PARA O ENSINO-APRENDIZAGEM DE INTERVALOS REAIS POR MEIO DE JOGOS UMA PROPOSTA PARA O ENSINO-APRENDIZAGEM DE INTERVALOS REAIS POR MEIO DE JOGOS Jéssica Ayumi Uehara Aguilera 1 j.ayumi@hotmail.com Alessandra Querino da Silva 2 alessandrasilva@ufgd.edu.br Cintia da Silva

Leia mais

PROJETO DE INTERVEÇÃO: UM OLHAR DIFERENTE PARA O LIXO

PROJETO DE INTERVEÇÃO: UM OLHAR DIFERENTE PARA O LIXO UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DO SEMI-ÁRIDO-UFERSA NÚCLEO DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA CURSO :EDUCAÇÃO AMBIENTAL ALUNA:FRANCISCA IÊDA SILVEIRA DE SOUZA TUTORA: ANYELLE PAIVA ROCHA ELIAS PROFESSORA: DIANA GONSALVES

Leia mais

LURDINALVA PEDROSA MONTEIRO E DRª. KÁTIA APARECIDA DA SILVA AQUINO. Propor uma abordagem transversal para o ensino de Ciências requer um

LURDINALVA PEDROSA MONTEIRO E DRª. KÁTIA APARECIDA DA SILVA AQUINO. Propor uma abordagem transversal para o ensino de Ciências requer um 1 TURISMO E OS IMPACTOS AMBIENTAIS DERIVADOS DA I FESTA DA BANAUVA DE SÃO VICENTE FÉRRER COMO TEMA TRANSVERSAL PARA AS AULAS DE CIÊNCIAS NO PROJETO TRAVESSIA DA ESCOLA CREUSA DE FREITAS CAVALCANTI LURDINALVA

Leia mais

LUDICIDADE E EDUCAÇÃO: O ENCANTAMENTO DE APRENDER BRINCANDO

LUDICIDADE E EDUCAÇÃO: O ENCANTAMENTO DE APRENDER BRINCANDO LUDICIDADE E EDUCAÇÃO: O ENCANTAMENTO DE APRENDER BRINCANDO Tatiane Testa Ferrari e-mail: tatitferrari@ig.com.br Ticiane Testa Ferrari e-mail: ticiferrari@ig.com.br Araceli Simão Gimenes Russo e-mail:

Leia mais

ASSESSORIA PEDAGÓGICA PORTFÓLIO DE PALESTRAS E OFICINAS

ASSESSORIA PEDAGÓGICA PORTFÓLIO DE PALESTRAS E OFICINAS Dificuldades de Palestra EF e EM Todas Conscientizar sobre as dificuldades de aprendizagem aprendizagem que podem ser manifestadas pelos alunos numa sala de aula e sugerir ações de encaminhamento, conforme

Leia mais

Projeto de Redesenho Curricular

Projeto de Redesenho Curricular AÇÕES DAS ESCOLAS PARTICIPANTES DO ProEMI COM TI Equipamentos midiáticos e tecnológicos adquiridos pelo PROEMI EE DONA ELISA DE COMPOS LIMA NOVELLI - DER ITARARÉ Objetivos Projeto de Redesenho Curricular

Leia mais

ESTRATÉGIAS PEDAGÓGICAS DO ENSINO DE CIÊNCIAS NO FUNDAMENTAL I: UMA ANÁLISE A PARTIR DE DISSERTAÇÕES

ESTRATÉGIAS PEDAGÓGICAS DO ENSINO DE CIÊNCIAS NO FUNDAMENTAL I: UMA ANÁLISE A PARTIR DE DISSERTAÇÕES ESTRATÉGIAS PEDAGÓGICAS DO ENSINO DE CIÊNCIAS NO FUNDAMENTAL I: UMA ANÁLISE A PARTIR DE DISSERTAÇÕES Tamiris Andrade Nascimento (Mestranda do Programa Educação Cientifica e Formação de Professores da Universidade

Leia mais

Trabalhando Matemática: percepções contemporâneas

Trabalhando Matemática: percepções contemporâneas DOMÍNIO E IMAGEM DE UMA FUNÇÃO: UMA ABORDAGEM POR MEIO DO JOGO BINGO DAS FUNÇÕES Educação Matemática nos Anos Finais do Ensino Fundamental e Ensino Médio (EMAIEFEM) GT 10 ADELSON CARLOS MADRUGA Universidade

Leia mais

A EDUCAÇÃO AMBIENTAL ATRAVÉS DA APROPRIAÇÃO DE PROBLEMAS AMBIENTAIS LOCAIS COM ALUNOS DO ENSINO MÉDIO EM CAMPINA GRANDE-PB.

A EDUCAÇÃO AMBIENTAL ATRAVÉS DA APROPRIAÇÃO DE PROBLEMAS AMBIENTAIS LOCAIS COM ALUNOS DO ENSINO MÉDIO EM CAMPINA GRANDE-PB. A EDUCAÇÃO AMBIENTAL ATRAVÉS DA APROPRIAÇÃO DE PROBLEMAS AMBIENTAIS LOCAIS COM ALUNOS DO ENSINO MÉDIO EM CAMPINA GRANDE-PB. Maria Célia Cavalcante de Paula e SILVA Licenciada em Ciências Biológicas pela

Leia mais

PROJETO MEIO AMBIENTE: CONSCIENTIZAR PARA PRESERVAR - RELATO DA EXPERIÊNCIA DESENVOLVIDA COM ALUNOS DO 3ºANO NA EEEF ANTENOR NAVARRO

PROJETO MEIO AMBIENTE: CONSCIENTIZAR PARA PRESERVAR - RELATO DA EXPERIÊNCIA DESENVOLVIDA COM ALUNOS DO 3ºANO NA EEEF ANTENOR NAVARRO PROJETO MEIO AMBIENTE: CONSCIENTIZAR PARA PRESERVAR - RELATO DA EXPERIÊNCIA DESENVOLVIDA COM ALUNOS DO 3ºANO NA EEEF ANTENOR NAVARRO OLIVEIRA, Khomar Tander s (Bolsista do PIBID) PAULINO, Jailson da Silva

Leia mais

BINGO ALGÉBRICO: O ENSINO DE EQUAÇÕES ATRAVÉS DO LÚDICO

BINGO ALGÉBRICO: O ENSINO DE EQUAÇÕES ATRAVÉS DO LÚDICO BINGO ALGÉBRICO: O ENSINO DE EQUAÇÕES ATRAVÉS DO LÚDICO Adayse de Castro Silva (1); Emily de Vasconcelos Santos (1); Aluska Dias Ramos de Macedo (2). Universidade Federal de Campina Grande - adayse.nf@gmail.com;

Leia mais

O BRINCAR E SUA FUNÇÃO NA INTERVENÇÃO PSICOPEDAGÓGICA EM INSTITUIÇÕES ESCOLARES: O QUE DIZEM OS PSICOPEDAGOGOS? DIOGO SÁ DAS NEVES

O BRINCAR E SUA FUNÇÃO NA INTERVENÇÃO PSICOPEDAGÓGICA EM INSTITUIÇÕES ESCOLARES: O QUE DIZEM OS PSICOPEDAGOGOS? DIOGO SÁ DAS NEVES 1 O BRINCAR E SUA FUNÇÃO NA INTERVENÇÃO PSICOPEDAGÓGICA EM INSTITUIÇÕES ESCOLARES: O QUE DIZEM OS PSICOPEDAGOGOS? Introdução DIOGO SÁ DAS NEVES A Psicopedagogia compromete-se primordialmente com o sistema

Leia mais

O LÚDICO COMO INSTRUMENTO TRANSFORMADOR NO ENSINO DE CIÊNCIAS PARA OS ALUNOS DA EDUCAÇÃO BÁSICA.

O LÚDICO COMO INSTRUMENTO TRANSFORMADOR NO ENSINO DE CIÊNCIAS PARA OS ALUNOS DA EDUCAÇÃO BÁSICA. O LÚDICO COMO INSTRUMENTO TRANSFORMADOR NO ENSINO DE CIÊNCIAS PARA OS ALUNOS DA EDUCAÇÃO BÁSICA. Autor (1)Suzânia Maria Pereira de Araújo; Autor (2) Eleilde de Sousa Oliveira; Orientador (1)Denise Silva

Leia mais

EDUCANDO A PARTIR DE PROJETOS: ELABORAÇÃO E DESENVOLVIMENTO

EDUCANDO A PARTIR DE PROJETOS: ELABORAÇÃO E DESENVOLVIMENTO EDUCANDO A PARTIR DE PROJETOS: ELABORAÇÃO E DESENVOLVIMENTO Shirley Teixeira Barros shirlinha@uft.edu.br UFT Dayse Suelle Silva Carvalho daysesuellesc@hotmail.com UFT Carmem Lucia Artioli Rolim carmem.rolim@uft.edu.br

Leia mais

JOGO DIDÁTICO COMO AUXILIAR PARA O APRENDIZADO EM QUÍMICA

JOGO DIDÁTICO COMO AUXILIAR PARA O APRENDIZADO EM QUÍMICA JOGO DIDÁTICO COMO AUXILIAR PARA O APRENDIZADO EM QUÍMICA SAIDELLES, Ana Paula Fleig¹*; CRUZ, Litiele Cezar da²; KIRCHNER, Rosane Maria³; PIVOTTO, Otávio Lavarda²; SANTOS, Douglas Silva dos²; SANTOS, Nara

Leia mais

PROJETO DAS FACULDADES MAGSUL 2013

PROJETO DAS FACULDADES MAGSUL 2013 Pedagogia: Aut. Dec. nº 93110 de 13/08/86 / Reconhecido Port. Nº 717 de 21/12/89/ Renovação Rec. Port. nº 3.648 de 17/10/2005 Educação Física: Aut. Port. nº 766 de 31/05/00 / Rec. Port. nº 3.755 de 24/10/05

Leia mais

PESQUISA AÇÃO: ACOMPANHANDO OS IMPACTOS DO PIBID NA FORMAÇÃO DOCENTE

PESQUISA AÇÃO: ACOMPANHANDO OS IMPACTOS DO PIBID NA FORMAÇÃO DOCENTE PESQUISA AÇÃO: ACOMPANHANDO OS IMPACTOS DO PIBID NA FORMAÇÃO DOCENTE Rafaela Souza SANTOS, Valquiria Rodrigues do NASCIMENTO, Dayane Graciele dos SANTOS, Tamíris Divina Clemente URATA, Simara Maria Tavares

Leia mais

A divulgação desta apresentação por Cd-Rom e no Web site do programa Educação do Instituto do Banco Mundial e feita com a autorização do autor.

A divulgação desta apresentação por Cd-Rom e no Web site do programa Educação do Instituto do Banco Mundial e feita com a autorização do autor. A divulgação desta apresentação por Cd-Rom e no Web site do programa Educação do Instituto do Banco Mundial e feita com a autorização do autor. A ESCOLA PRECISA SER VISTA COMO UMA UNIDADE FUNDAMENTAL PARA

Leia mais

A LUDICIDADE NO CONTEXTO ESCOLAR

A LUDICIDADE NO CONTEXTO ESCOLAR Resumo A LUDICIDADE NO CONTEXTO ESCOLAR Ana Regina Donato de Moraes 1 Lourdes Keila Casado Pulucena 2 Lucieni Vaz dos Santos 3 Aprender brincando não é apenas um passatempo, quando se trata de ensinar.

Leia mais

O USO DO TANGRAM COMO QUEBRA-CABEÇA PARA UMA APRENDIZAGEM SIGNIFICATIVA SOBRE MULTIPLICAÇÃO DE POLINÔMIOS

O USO DO TANGRAM COMO QUEBRA-CABEÇA PARA UMA APRENDIZAGEM SIGNIFICATIVA SOBRE MULTIPLICAÇÃO DE POLINÔMIOS ISSN 2177-9139 O USO DO TANGRAM COMO QUEBRA-CABEÇA PARA UMA APRENDIZAGEM SIGNIFICATIVA SOBRE MULTIPLICAÇÃO DE POLINÔMIOS Morgana Fernandes da Silva 1 morganaf60@gmail.com Faculdades Integradas de Taquara,

Leia mais

Sonara Gonçalves Silva 1. Karen Pirola 2. Júlia Raquel Peterle Pereira 3. Maria Geralda Oliver Rosa 4

Sonara Gonçalves Silva 1. Karen Pirola 2. Júlia Raquel Peterle Pereira 3. Maria Geralda Oliver Rosa 4 Avaliação do uso de jogos didáticos como auxílio para o ensino de Química: uma experiência didática do PIBID na Escola Irmã Maria Horta Sonara Gonçalves Silva 1 Karen Pirola 2 Júlia Raquel Peterle Pereira

Leia mais

ATIVIDADES PERMANENTES PARA APRENDER MATEMÁTICA NA EDUCAÇÃO INFANTIL

ATIVIDADES PERMANENTES PARA APRENDER MATEMÁTICA NA EDUCAÇÃO INFANTIL ATIVIDADES PERMANENTES PARA APRENDER MATEMÁTICA NA EDUCAÇÃO INFANTIL Daniele Barros Vargas Furtado Universidade Federal de Santa Maria dbvfurtado@yahoo.com.br Resumo Sendo a matemática tão presente em

Leia mais

RELATÓRIO DE TRABALHO DOCENTE OUTUBRO DE 2012 EREM JOAQUIM NABUCO

RELATÓRIO DE TRABALHO DOCENTE OUTUBRO DE 2012 EREM JOAQUIM NABUCO UNIVERSIDADE CATÓLICA DE PERNAMBUCO PIBID PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSA DE INICIAÇÃO À DOCÊNCIA CÍCERO WILLIAMS DA SILVA EMERSON LARDIÃO DE SOUZA MARIA DO CARMO MEDEIROS VIEIRA ROBERTO GOMINHO DA SILVA

Leia mais

ESCOLA ESTADUAL ERNESTO SOLON BORGES PROJETO DENGUE BANDEIRANTES-MS

ESCOLA ESTADUAL ERNESTO SOLON BORGES PROJETO DENGUE BANDEIRANTES-MS ESCOLA ESTADUAL ERNESTO SOLON BORGES PROJETO DENGUE BANDEIRANTES-MS FEVEREIRO 2011 ESCOLA ESTADUAL ERNESTO SOLON BORGES PROJETO DENGUE DIRETOR: JOSÉ CANDIDO DE CASTRO NETO COORDENADORA: FÁTIMA SURIANO

Leia mais

USANDO O ALFABETO MÓVEL COMO RECUSO DE RECUPERAÇÃO

USANDO O ALFABETO MÓVEL COMO RECUSO DE RECUPERAÇÃO USANDO O ALFABETO MÓVEL COMO RECUSO DE RECUPERAÇÃO Vera Lucia de Souza 1 ; Monique de Campos Ribeiro 2 ; Maria Rosa Leite da Silva 3; Kátia Nakamura 4; Maria de Lourdes dos Santos 5 1Bolsista/PIBID/PEDAGOGIA/UFGD.

Leia mais

Núcleo de Educação Infantil Solarium

Núcleo de Educação Infantil Solarium 0 APRESENTAÇÃO A escola Solarium propõe um projeto de Educação Infantil diferenciado que não abre mão do espaço livre para a brincadeira onde a criança pode ser criança, em ambiente saudável e afetivo

Leia mais

O JOGO CONTRIBUINDO DE FORMA LÚDICA NO ENSINO DE MATEMÁTICA FINANCEIRA

O JOGO CONTRIBUINDO DE FORMA LÚDICA NO ENSINO DE MATEMÁTICA FINANCEIRA O JOGO CONTRIBUINDO DE FORMA LÚDICA NO ENSINO DE MATEMÁTICA FINANCEIRA Denise Ritter Instituto Federal Farroupilha Campus Júlio de Castilhos deniseritter10@gmail.com Renata da Silva Dessbesel Instituto

Leia mais

CADEIA ALIMENTAR: ATIVIDADE DIDÁTICA EM UMA ESCOLA PÚBLICA NA CIDADE DE PARNAÍBA-PI

CADEIA ALIMENTAR: ATIVIDADE DIDÁTICA EM UMA ESCOLA PÚBLICA NA CIDADE DE PARNAÍBA-PI CADEIA ALIMENTAR: ATIVIDADE DIDÁTICA EM UMA ESCOLA PÚBLICA NA CIDADE DE PARNAÍBA-PI Thaynara Fontenele de Oliveira (Universidade Federal do Piauí UFPI/CMRV) Email: thaynarafontenele@outlook.com Maria das

Leia mais

Atividades Pedagógicas. Agosto 2014

Atividades Pedagógicas. Agosto 2014 Atividades Pedagógicas Agosto 2014 EM DESTAQUE Acompanhe aqui um pouco do dia-a-dia de nossos alunos em busca de novos aprendizados. ATIVIDADES DE SALA DE AULA GRUPO II A GRUPO II B GRUPO II C GRUPO II

Leia mais

A EXTENSÃO EM MATEMÁTICA: UMA PRÁTICA DESENVOLVIDA NA COMUNIDADE ESCOLAR. GT 05 Educação Matemática: tecnologias informáticas e educação à distância

A EXTENSÃO EM MATEMÁTICA: UMA PRÁTICA DESENVOLVIDA NA COMUNIDADE ESCOLAR. GT 05 Educação Matemática: tecnologias informáticas e educação à distância A EXTENSÃO EM MATEMÁTICA: UMA PRÁTICA DESENVOLVIDA NA COMUNIDADE ESCOLAR GT 05 Educação Matemática: tecnologias informáticas e educação à distância Nilce Fátima Scheffer - URI-Campus de Erechim/RS - snilce@uri.com.br

Leia mais

ANEXO I PLANO DE TRABALHO (ORÇAMENTO BÁSICO) PREFEITURA MUNICIPAL DE IPAUMIRIM/CE SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO

ANEXO I PLANO DE TRABALHO (ORÇAMENTO BÁSICO) PREFEITURA MUNICIPAL DE IPAUMIRIM/CE SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO ANEXO I PLANO DE TRABALHO (ORÇAMENTO BÁSICO) PREFEITURA MUNICIPAL DE IPAUMIRIM/CE SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO FORMAÇÃO DE PROFISSIONAIS DAS CRECHES E DA EDUCAÇÃO INFANTIL INTRODUÇÃO Conforme garante

Leia mais

CENTRO UNIVERSITÁRIO DE CARATINGA

CENTRO UNIVERSITÁRIO DE CARATINGA CENTRO UNIVERSITÁRIO DE CARATINGA RELAÇÃO DE RESUMOS DE MONOGRAFIAS E ARTIGOS DE PÓS- GRADUAÇÃO Lato sensu Curso: Língua Inglesa/2005 Nome Aluno(a) Título Monografia/Artigo Orientador/Banca Annelise Lima

Leia mais

LER E ESCREVER: APRENDER COM O LÚDICO

LER E ESCREVER: APRENDER COM O LÚDICO LER E ESCREVER: APRENDER COM O LÚDICO Inês Aparecida Costa QUINTANILHA; Lívia Matos FOLHA; Dulcéria. TARTUCI; Maria Marta Lopes FLORES. Reila Terezinha da Silva LUZ; Departamento de Educação, UFG-Campus

Leia mais

CONTAÇÃO DE HISTÓRIAS E AS PRÁTICAS DE LETRAMENTO NO ENSINO FUNDAMENTAL: REFLEXÕES SOBRE O ESTÁGIO SUPERVISIONADO DESENVOLVIDO NA PUCGOIÁS/GOIÂNIA

CONTAÇÃO DE HISTÓRIAS E AS PRÁTICAS DE LETRAMENTO NO ENSINO FUNDAMENTAL: REFLEXÕES SOBRE O ESTÁGIO SUPERVISIONADO DESENVOLVIDO NA PUCGOIÁS/GOIÂNIA GT 13 - DIÁLOGOS ABERTOS SOBRE A EDUCAÇÃO BÁSICA CONTAÇÃO DE HISTÓRIAS E AS PRÁTICAS DE LETRAMENTO NO ENSINO FUNDAMENTAL: REFLEXÕES SOBRE O ESTÁGIO SUPERVISIONADO DESENVOLVIDO NA PUCGOIÁS/GOIÂNIA Daniella

Leia mais

PROJETO BRINQUEDOTECA PEDAGOGIA

PROJETO BRINQUEDOTECA PEDAGOGIA PROJETO BRINQUEDOTECA PEDAGOGIA GUARUJÁ 2013 PROJETO BRINQUEDOTECA 1 INTRODUÇÃO Compreender a importância da ludicidade como fator de desenvolvimento do ser humano é algo essencial na formação docente,

Leia mais

LIVRO POP-UP NO ENSINO DE CIÊNCIAS: UMA OFICINA COM PROFESSORES DO ENSINO BÁSICO

LIVRO POP-UP NO ENSINO DE CIÊNCIAS: UMA OFICINA COM PROFESSORES DO ENSINO BÁSICO LIVRO POP-UP NO ENSINO DE CIÊNCIAS: UMA OFICINA COM PROFESSORES DO ENSINO BÁSICO Kaline Soares de Oliveira (Mestranda do Programa de Pós-graduação em Ensino de Ciências Naturais e Matemática UFRN) Maria

Leia mais

JOGOS NAS AULAS DE HISTÓRIA ATRAVÉS DO PIBID: UMA POSSIBILIDADE DE CONSTRUÇÃO DE CONHECIMENTO E DE INTERAÇÃO

JOGOS NAS AULAS DE HISTÓRIA ATRAVÉS DO PIBID: UMA POSSIBILIDADE DE CONSTRUÇÃO DE CONHECIMENTO E DE INTERAÇÃO JOGOS NAS AULAS DE HISTÓRIA ATRAVÉS DO PIBID: UMA POSSIBILIDADE DE CONSTRUÇÃO DE CONHECIMENTO E DE INTERAÇÃO Rayssa Eutália Gurjão Coutinho Borges 1 Universidade Estadual da Paraíba (UEPB) E-mail: rayssagurjao@hotmail.com

Leia mais

JOGOS DIDÁTICOS PARA O ENSINO DE MICOLOGIA NAS ESCOLAS

JOGOS DIDÁTICOS PARA O ENSINO DE MICOLOGIA NAS ESCOLAS JOGOS DIDÁTICOS PARA O ENSINO DE MICOLOGIA NAS ESCOLAS Sousa, N. D. C. (1) ; Macêdo, M. A. M. (1) ; Santos, K. N. C. (1) ; Oliveira, A. M. (1) ; Teixeira, R. C. S. (1) ; Rocha, J. R. S. (1) nayaradannielle@gmail.com

Leia mais

PREFEITURA DE ESTÂNCIA TURÍSTICA DE SÃO ROQUE - SP DEPARTAMENTO DE EDUCAÇÃO PROJETO DE CAPACITAÇÃO DE PROFESSORES EDUCAÇÃO PARA A PAZ

PREFEITURA DE ESTÂNCIA TURÍSTICA DE SÃO ROQUE - SP DEPARTAMENTO DE EDUCAÇÃO PROJETO DE CAPACITAÇÃO DE PROFESSORES EDUCAÇÃO PARA A PAZ PREFEITURA DE ESTÂNCIA TURÍSTICA DE SÃO ROQUE - SP DEPARTAMENTO DE EDUCAÇÃO PROJETO DE CAPACITAÇÃO DE PROFESSORES EDUCAÇÃO PARA A PAZ TEMA PROJETO DE CAPACITAÇÃO DE PROFESSORES Educação para a Paz Aplicadores:

Leia mais

AS CONTRIBUIÇÕES DAS VÍDEO AULAS NA FORMAÇÃO DO EDUCANDO.

AS CONTRIBUIÇÕES DAS VÍDEO AULAS NA FORMAÇÃO DO EDUCANDO. AS CONTRIBUIÇÕES DAS VÍDEO AULAS NA FORMAÇÃO DO EDUCANDO. Autor: José Marcos da Silva Instituição: UFF/CMIDS E-mail: mzosilva@yahoo.com.br RESUMO A presente pesquisa tem como proposta investigar a visão

Leia mais

NÚCLEO DE EDUCAÇÃO MATEMÁTICA E ENSINO DE FÍSICA E AS NOVAS TECNOLOGIAS NA FORMAÇÃO DE PROFESSORES

NÚCLEO DE EDUCAÇÃO MATEMÁTICA E ENSINO DE FÍSICA E AS NOVAS TECNOLOGIAS NA FORMAÇÃO DE PROFESSORES NÚCLEO DE EDUCAÇÃO MATEMÁTICA E ENSINO DE FÍSICA E AS NOVAS TECNOLOGIAS NA FORMAÇÃO DE PROFESSORES Edson Crisostomo dos Santos Universidade Estadual de Montes Claros - UNIMONTES edsoncrisostomo@yahoo.es

Leia mais

MATRIZ CURRICULAR CURRÍCULO PLENO

MATRIZ CURRICULAR CURRÍCULO PLENO MATRIZ CURRICULAR Curso: Graduação: Habilitação: Regime: Duração: PEDAGOGIA LICENCIATURA FORMAÇÃO PARA O MAGISTÉRIO EM EDUCAÇÃO INFANTIL SERIADO ANUAL - NOTURNO 4 (QUATRO) ANOS LETIVOS Integralização:

Leia mais

COLÉGIO J. OLIVEIRA PROJETO PEDAGÓGICO DA EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS

COLÉGIO J. OLIVEIRA PROJETO PEDAGÓGICO DA EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS COLÉGIO J. OLIVEIRA PROJETO PEDAGÓGICO DA EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS 01. JUSTIFICATIVA: Entendemos que a Educação de Jovens e Adultos foi concebida para resgatar aqueles que por vários motivos tenham

Leia mais

Ensinar ciências fazendo ciência com professores e alunos da educação básica

Ensinar ciências fazendo ciência com professores e alunos da educação básica Ensinar ciências fazendo ciência com professores e alunos da educação básica Pavão, Antonio, C.¹, Rocha, Claudiane, F..S.², Silva, Ana, P.³ Espaço Ciência - www.espacociencia.pe.gov.br pavao@ufpe.br¹,

Leia mais

Justificativa: Cláudia Queiroz Miranda (SEEDF 1 ) webclaudia33@gmail.com Raimunda de Oliveira (SEEDF) deoliveirarai@hotmail.com

Justificativa: Cláudia Queiroz Miranda (SEEDF 1 ) webclaudia33@gmail.com Raimunda de Oliveira (SEEDF) deoliveirarai@hotmail.com 1 COMO COLOCAR AS TEORIAS ESTUDADAS NA FORMAÇÃO DO PNAIC EM PRÁTICA NA SALA DE AULA? REFLEXÕES DE PROFESSORES ALFABETIZADORES SOBRE O TRABALHO COM O SISTEMA DE NUMERAÇÃO DECIMAL Cláudia Queiroz Miranda

Leia mais

PROJETO TREZE HORAS: Uma Proposta Para o Ensino Médio Integrado ao Ensino Técnico

PROJETO TREZE HORAS: Uma Proposta Para o Ensino Médio Integrado ao Ensino Técnico PROJETO TREZE HORAS: Uma Proposta Para o Ensino Médio Integrado ao Ensino Técnico Vanessa Lopes da Silva 1 Leandro Marcon Frigo 2 Resumo A partir do problema dicotômico vivenciado pelo Ensino Técnico Integrado,

Leia mais

EDUCADOR INFANTIL E O PROCESSO FORMATIVO NA CONSTRUÇÃO DE ATORES REFLEXIVOS DA PRÁTICA PEDAGÓGICA

EDUCADOR INFANTIL E O PROCESSO FORMATIVO NA CONSTRUÇÃO DE ATORES REFLEXIVOS DA PRÁTICA PEDAGÓGICA GT-1 FORMAÇÃO DE PROFESSORES EDUCADOR INFANTIL E O PROCESSO FORMATIVO NA CONSTRUÇÃO DE ATORES REFLEXIVOS DA PRÁTICA PEDAGÓGICA RESUMO Maria de Lourdes Cirne Diniz Profa. Ms. PARFOR E-mail: lourdinhacdiniz@oi.com.br

Leia mais

V Seminário de Metodologia de Ensino de Educação Física da FEUSP- 2014. Relato de Experiência INSERINDO A EDUCAÇÃO INFANTIL NO CONTEXTO COPA DO MUNDO.

V Seminário de Metodologia de Ensino de Educação Física da FEUSP- 2014. Relato de Experiência INSERINDO A EDUCAÇÃO INFANTIL NO CONTEXTO COPA DO MUNDO. V Seminário de Metodologia de Ensino de Educação Física da FEUSP- 2014 Relato de Experiência INSERINDO A EDUCAÇÃO INFANTIL NO CONTEXTO COPA DO MUNDO. RESUMO Adriana Vieira de Lima Colégio Marista Arquidiocesano

Leia mais

RELATÓRIO PARCIAL REFERENTE À ETAPA DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO NO CURSO...

RELATÓRIO PARCIAL REFERENTE À ETAPA DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO NO CURSO... Roteiro para elaboração de relatório parcial de estágio RELATÓRIO PARCIAL REFERENTE À ETAPA DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO NO CURSO Estudante: Orientador: Local / / SUMÁRIO 1 INTRODUÇÃO 2 3 REFERÊNCIAS Identificação

Leia mais

RECICLARTE: Jogos feitos com Sucatas o lixo que mexe com a sensibilidade, estimula a criatividade e a integração social

RECICLARTE: Jogos feitos com Sucatas o lixo que mexe com a sensibilidade, estimula a criatividade e a integração social RECICLARTE: Jogos feitos com Sucatas o lixo que mexe com a sensibilidade, estimula a criatividade e a integração social JOINVILLE, 2013 1 SUMÁRIO 1 OBJETIVOS... 3 1.1 OBJETIVO GERAL... 3 1.2 OBJETIVO ESPECÍFICO...

Leia mais

METODOLOGIA. 1 Centros de Educação de Jovens e Adultos, criados pela portaria nº 243 de 17 de fevereiro de 2005.

METODOLOGIA. 1 Centros de Educação de Jovens e Adultos, criados pela portaria nº 243 de 17 de fevereiro de 2005. USO DE SITES VISANDO A APRENDIZAGEM SIGNIFICATIVA DE FÍSICA NO CURSO SEMIPRESENCIAL DA EJA INTRODUÇÃO Francinaldo Florencio do Nascimento Governo do Estado da Paraíba fran.nice.fisica@gmail.com Vivemos

Leia mais

Resenha de livro. Por Camila Munerato 1 Camila Rodrigues dos Santos 2 Eunice Pereira Cardoso 3

Resenha de livro. Por Camila Munerato 1 Camila Rodrigues dos Santos 2 Eunice Pereira Cardoso 3 Resenha de livro Por Camila Munerato 1 Camila Rodrigues dos Santos 2 Eunice Pereira Cardoso 3 A presente resenha do livro de Moretto, (2007) em sua 2 edição tem o intuito de mostrar que a avaliação é um

Leia mais

UMA EXPERIÊNCIA NA PRODUÇÃO DE MATERIAIS DIDÁTICOS POR ALUNOS DO ENSINO MÉDIO: UMA FORMA DE APRENDIZAGEM ATIVA

UMA EXPERIÊNCIA NA PRODUÇÃO DE MATERIAIS DIDÁTICOS POR ALUNOS DO ENSINO MÉDIO: UMA FORMA DE APRENDIZAGEM ATIVA UMA EXPERIÊNCIA NA PRODUÇÃO DE MATERIAIS DIDÁTICOS POR ALUNOS DO ENSINO MÉDIO: UMA FORMA DE APRENDIZAGEM ATIVA Ana Lúcia Barros1; Airton José Vinholi Júnior2; Patrícia Silva Pelzl Bitencourt3 1. Mestre

Leia mais

DICA PEDAGÓGICA EDUCAÇÃO INFANTIL

DICA PEDAGÓGICA EDUCAÇÃO INFANTIL DICA PEDAGÓGICA EDUCAÇÃO INFANTIL 1 TÍTULO DO PROGRAMA Balinha e Dentinho. 2 EPISÓDIO TRABALHADO Um punhado de sementes mágicas. 3 SINOPSE DO EPISÓDIO ESPECÍFICO O episódio Um punhado de sementes mágicas

Leia mais

PALAVRAS CHAVE: Educação em saúde, hortas, interdisciplinaridade

PALAVRAS CHAVE: Educação em saúde, hortas, interdisciplinaridade PROJETO HORTA NA ESCOLA DESENVOLVENDO NOVAS METODOLOGIAS DE EDUCAÇÃO A PARTIR DOS PRINCÍPIOS DA EDUCAÇÃO POPULAR EM SAÚDE Área Temática: Saúde Responsável: Karem Cristina de Arruda Calvette Instituição:

Leia mais

ESTÁGIO SUPERVISIONADO EM EDUCAÇÃO INFANTIL: RELATOS DE EXPERIÊNCIAS DA PRÁTICA DOCENTE

ESTÁGIO SUPERVISIONADO EM EDUCAÇÃO INFANTIL: RELATOS DE EXPERIÊNCIAS DA PRÁTICA DOCENTE 1 ESTÁGIO SUPERVISIONADO EM EDUCAÇÃO INFANTIL: RELATOS DE EXPERIÊNCIAS DA PRÁTICA DOCENTE Natália Maria G. Dantas de Santana- UAE/CFP/UFCG Mayrla Marla Lima Sarmento-UAE/CFP/UFCG Maria Thaís de Oliveira

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTADUAL DO CENTRO OESTE UNICENTRO CURSO DE MÍDIAS NA EDUCAÇÃO KARINA DE NAZARÉ DA COSTA MARTINS PROFESSOR: PAULO GUILHERMITE

UNIVERSIDADE ESTADUAL DO CENTRO OESTE UNICENTRO CURSO DE MÍDIAS NA EDUCAÇÃO KARINA DE NAZARÉ DA COSTA MARTINS PROFESSOR: PAULO GUILHERMITE UNIVERSIDADE ESTADUAL DO CENTRO OESTE UNICENTRO CURSO DE MÍDIAS NA EDUCAÇÃO KARINA DE NAZARÉ DA COSTA MARTINS PROFESSOR: PAULO GUILHERMITE O USO DA INTERNET NO PROCESSO EDUCACIONAL: O DESAFIO PARA OS PROFESSORES

Leia mais

ENSINAR MATEMÁTICA UTILIZANDO MATERIAIS LÚDICOS. É POSSÍVEL?

ENSINAR MATEMÁTICA UTILIZANDO MATERIAIS LÚDICOS. É POSSÍVEL? 1 de 7 ENSINAR MATEMÁTICA UTILIZANDO MATERIAIS LÚDICOS. É POSSÍVEL? Jéssica Alves de Oliveira Maria José dos Santos Chagas Tatiane de Fátima Silva Seixas RESUMO: De uma maneira geral, existe, por parte

Leia mais

TEATRO INFANTIL: UMA POSSIBILIDADE METODOLÓGICA NA BUSCA DA APRENDIZAGEM SIGNIFICATIVA 1

TEATRO INFANTIL: UMA POSSIBILIDADE METODOLÓGICA NA BUSCA DA APRENDIZAGEM SIGNIFICATIVA 1 TEATRO INFANTIL: UMA POSSIBILIDADE METODOLÓGICA NA BUSCA DA APRENDIZAGEM SIGNIFICATIVA 1 CHIAPINOTO, Andréia Moro²; GUNSCH, Fernanda Beatriz Strickler²; KASTEN, Jocelaine²; PASETTO, Luciane Zamberlan²;

Leia mais

PRATICANDO O RCNEI NO ENSINO DE CIÊNCIAS - A CHUVA EM NOSSA VIDA! RESUMO

PRATICANDO O RCNEI NO ENSINO DE CIÊNCIAS - A CHUVA EM NOSSA VIDA! RESUMO PRATICANDO O RCNEI NO ENSINO DE CIÊNCIAS - A CHUVA EM NOSSA VIDA! Roberta Soares de Vargas 1 e Suzane Maier França 1 Ricardo Antonini 2 RESUMO O trabalho aqui apresentado é o resultado de estudos e pesquisas

Leia mais

Brincadeiras que ensinam. Jogos e brincadeiras como instrumentos lúdicos de aprendizagem

Brincadeiras que ensinam. Jogos e brincadeiras como instrumentos lúdicos de aprendizagem Brincadeiras que ensinam Jogos e brincadeiras como instrumentos lúdicos de aprendizagem Por que as crianças brincam? A atividade inerente à criança é o brincar. A criança brinca para atribuir significados

Leia mais

A formação do licenciado em matemática

A formação do licenciado em matemática A formação do licenciado em matemática VIANA,P.A. Sobral Matemática Universidade Estadual Vale do Acaraú 6 de agosto de 2011 paty.alvi@hotmail.com pré-prints da Sobral Matemática no.2011-02 Editor Tarcisio

Leia mais

como tutor, com a finalidade de estimular o processo de aprendizagem dos estudantes da

como tutor, com a finalidade de estimular o processo de aprendizagem dos estudantes da PROJETO FEIRA DE ITABAIANA: RELATOS DE UMA ATIVIDADE E SUAS CONTRIBUIÇÕES PARA A FORMAÇÃO DO FUTURO PROFESSOR Crislaine Barreto de Gois (UFS) 1 Antônio Carlos Pinto Oliveira (UFS) Sérgio Matos Santos (UFS)

Leia mais

Área de Conhecimento. Laboratórios de informática Descrição e equipamentos. Informática, Pesquisas

Área de Conhecimento. Laboratórios de informática Descrição e equipamentos. Informática, Pesquisas Descrição da infraestrutura física destinada aos cursos, incluindo laboratórios, equipamentos instalados, infraestrutura de informática e redes de informação. Relação de laboratórios, oficinas e espaços

Leia mais

A inserção de jogos e tecnologias no ensino da matemática

A inserção de jogos e tecnologias no ensino da matemática A inserção de jogos e tecnologias no ensino da matemática Michel da Silva Machado e-mail: michel_nick25@hotmail.com Isaque Rodrigues e-mail: isaque.max@hotmail.com Márcia Marinho do Nascimento Mello e-mail:

Leia mais

8. O OBJETO DE ESTUDO DA DIDÁTICA: O PROCESSO ENSINO APRENDIZAGEM

8. O OBJETO DE ESTUDO DA DIDÁTICA: O PROCESSO ENSINO APRENDIZAGEM CORRENTES DO PENSAMENTO DIDÁTICO 8. O OBJETO DE ESTUDO DA DIDÁTICA: O PROCESSO ENSINO APRENDIZAGEM Se você procurar no dicionário Aurélio, didática, encontrará o termo como feminino substantivado de didático.

Leia mais

FUTEBOL DE BOTÃO: RELATO DE EXPERIÊNCIA REALIZADA NA EDUCAÇÃO INFANTIL

FUTEBOL DE BOTÃO: RELATO DE EXPERIÊNCIA REALIZADA NA EDUCAÇÃO INFANTIL FUTEBOL DE BOTÃO: RELATO DE EXPERIÊNCIA REALIZADA NA EDUCAÇÃO INFANTIL BUCCIARELLI, Tamara de la Macarena Moreiras 1 SILVA, Tamyris Caroline da 2 STANKEVECZ, Pricila de Fátima 3 AGRANIONIH, NeilaTonin

Leia mais

Atividades Pedagógicas. Dezembro 2014

Atividades Pedagógicas. Dezembro 2014 Atividades Pedagógicas Dezembro 2014 EM DESTAQUE Acompanhe aqui um pouco do dia-a-dia de nossos alunos em busca de novos aprendizados. ATIVIDADES DE SALA DE AULA GRUPO I A GRUPO I B GRUPO I C GRUPO I D

Leia mais

Educação Infantil, que espaço é este?

Educação Infantil, que espaço é este? Educação Infantil, que espaço é este? O material do sistema de ensino Aprende Brasil de Educação Infantil foi elaborado a fim de oferecer subsídios para reflexões, informações e sugestões que auxiliem

Leia mais