Impactos do esocial. Projeto multidisciplinar. Impactos. Substituição da GFIP e MANAD (RAIS, CAGED e DIRF prevista para 2015)

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Impactos do esocial. Projeto multidisciplinar. Impactos. Substituição da GFIP e MANAD (RAIS, CAGED e DIRF prevista para 2015)"

Transcrição

1

2 Impactos do esocial Impactos Substituição da GFIP e MANAD (RAIS, CAGED e DIRF prevista para 2015) Disponibilização da DCTF Web PER/DCOMP como meio para compensações após a extinção da GFIP Projeto multidisciplinar Compras / Suprimentos Mudanças nas rotinas: Procedimentos Culturais Maior interação entre áreas usuárias Necessidade de revisão das informações antes do envio ao Fisco Revisitar headcount para atender exigências do Fisco Treinamento da equipe de recursos humanos Recursos Humanos Dep Pessoal Jurídico Financeiro Tecnologia: Atualizações de versões do ambiente sistêmico Revisão de interfaces Envolvimento da equipe de tecnologia para garantir a correta geração dos arquivos Segurança e Medicina do Trabalho Tecnologia da Informação (TI) Fiscal Contábil Page 1

3 Cronograma para Empresas tributadas pelo Lucro Real (Datas com base na Minuta da Portaria Interministerial disponibilizada em 27/12/2013 no sítio esocial.gov.br) 17/Jul/13 *Nov/13 *Dez/13 *Jan/14 *Abr/14 *Jun/14 *Jul/14 *Nov/14 Publicação do leiaute inicial Ato Declaratório Executivo n. 5 Site de consulta de validação do PIS, CPF, Data de Nascimento e Nome Previsto para Dez/13 validação em lote Previsto liberação do manual e o layout versão 1.1 Ambiente de "préprodução" para testes de validação dos eventos iniciais. Estas informações não serão consideradas oficiais. Previsto a liberação do ambiente oficial Cadastro Inicial - até 30/06/2014 Eventos mensais - 07/2014 (Envio em Ago/2014) Substituição da GFIP Empresas tributadas pelo Lucro Presumido, Simples Nacional, entidades imunes, isentas e MEI, está previsto o seguinte cronograma: Cadastro Inicial - até 30/11/ Eventos mensais - 11/2014 (Envio em Dezembro/2014) - Substituição da GFIP: 01/2015 Novo layout contempla todos os tipos de prestações de serviços*; Inclusão do evento S Pagamentos Diversos (Este evento foi criado para separar as informações de pagamentos do evento S Remuneração)* *Informações atualizadas de acordo com a Minuta do Manual de Orientação do esocial Versão 1.1 publicada em 27/12/2013 no site Page 2

4 Visão Macro do esocial Contribuinte informações de estrutura da empresa, vínculo do trabalhador, folha de pagamentos e demais fatos geradores de tributação. Ambiente Nacional Consolida informações de contribuintes, recebidas à partir do lançamento do número de protocolo fornecido. Receita Federal, INSS, MTE e CEF Utilizam a base de dados Ambiente Nacional para auditar as informações. Page 3

5 Visão geral do projeto Eventos Iniciais e de Tabelas Eventos Não Periódicos Eventos Periódicos S-1000 Informações do empregador Tabelas S-1010 Rubricas de folha S-1020 Lotações e departamentos S-1030 Cargos S-1040 Funções S-1050 Horários/Turnos de Trabalho S-1060 Estabelecimentos/obras S-1070 Processos (Administrativos e Judiciais) S-1080 Operadores portuários S-2100 Cadastramento inicial de vínculos S-2100 Cadastramento Inicial do Vínculo S-2200 Admissão de Trabalhador S-2220 Alteração de Dados Cadastrais do Trabalhador S-2240 Alteração de Contrato de Trabalho S-2260 CAT S-2280 ASO S-2320 Afastamento temporário S-2325 Alteração de Motivo de Afastamento S-2330 Retorno de afastamento temporário S-2340 Estabilidade Início S-2345 Estabilidade Término S-2360 Condição Diferenciada de Trabalho Início S-2365 Condição Diferenciada de Trabalho Término S-2400 Aviso Prévio S-2405 Cancelamento de Aviso Prévio S-2600 Trabalhador Sem Vínculo de Emprego - Início S-2620 Trabalhador Sem Vínculo de Emprego - Alt. Contratual S-2680 Trabalhador Sem Vínculo de Emprego Término S-2800 Desligamento S-2820 Reintegração S-2900 Exclusão de evento S-1100 Abertura da folha de pagamentos S-1200 Remuneração dos trabalhadores S Pagamentos Diversos S-1310 Serviços Tomados mediante Cessão de Mão de Obra S-1320 Serviços Prestados mediante Cessão de Mão de Obra S-1330 Serviços tomados de cooperativa de trabalho S-1340 Serviço prestados por cooperativa de trabalho S-1350 Aquisição de produção S-1360 Comercialização da produção S-1370 Recursos recebidos ou repassados por/para associação desportiva de futebol S 1380 Informações Complementares Desoneração S 1390 Receitas de Atividades Concomitantes S-1399 Fechamento S-1400 Bases, Retenção, Deduções e Contribuições S-1800 Espetáculo Desportivo * Informações previstas no leiaute inicial divulgado no Portal esocial.gov.br em 27/12/2013. Page 4

6 esocial Mensal Informações do leiaute referente aos Prestadores de Serviços no esocial Evento onde serão prestadas as informações relativas aos serviços prestados por terceiros mediante cessão de mão de obra ou empreitada, com as correspondentes informações sobre as retenções efetuadas pela empresa declarante; Também serão prestadas informações relativas aos serviços prestados mediante cessão de mão de obra pela empresa declarante, com a identificação das empresas contratantes e das notas fiscais emitidas; Ademais, serão prestadas as informações por empresa contratante de serviços prestados por cooperados por intermédio de cooperativa de trabalho e/ou o realizado por cooperativa. Page 5

7 esocial Mensal Informações do leiaute referente aos Prestadores de Serviços no esocial Blocos S-1300 Pagamentos Diversos Blocos S-1310 Serviços Prestados com cessão de mão-de-obra Blocos S-1320 Serviços Prestados com cessão de mão-de-obra Blocos S-1330 Serviços Tomados de Cooperativas Blocos S-1340 Serviços Prestados por Cooperativas Page 6

8 Bloco S-1300 Pagamentos Diversos Campo esocial Bloco S-1300 Código do rendimento pago, conforme tabela da RFB. Classificação do beneficiário dos rendimentos (pessoa jurídica, pessoa física). Número de inscrição (CNPJ ou CPF) do beneficiário do pagamento. Caso o beneficiário seja não residente ou domiciliado no exterior, informar o nome, o código do país (conforme tabela da países da RFB), indicativo do número de identificação fiscal - NIF, relação fonte pagadora e beneficiário, descrição do logradouro (número, bairro/distrito. CEP, cidade, província/estado). Data do pagamento (compreendida no período de apuração a que refere o arquivo). Valor do rendimento tributável. Valor do Imposto de Renda Retido na Fonte (IRRF). Valor de previdência oficial deduzido do IRRF, caso aplicável. Page 7

9 Bloco S-1300 Pagamentos Diversos Campo esocial Bloco S-1300 Valor de previdência privada deduzido do IRRF, caso aplicável. Valor de dependentes deduzido do IRRF, caso aplicável. Indicativo de rendimentos isentos ou não tributáveis, com informação do tipo de isenção (por exemplos, portador de moléstia grave, parcela isenta 65 anos, abono pecuniário). Valor da parcela isenta. Caso o rendimento seja isento ou não tributável por moléstia grave, informar a data atribuída pelo laudo da moléstia grave. Descrição de outros rendimentos isentos ou não tributáveis. Compensação judicial do ano calendário. Compensação judicial de anos anteriores. Valor de depósito judicial. Page 8

10 Bloco S-1300 Pagamentos Diversos Campo esocial Bloco S-1300 Em caso de recebimento pelo beneficiário de rendimentos acumuladamente, informar o tipo de processo judicial em que se discutiu esses pagamentos (administrativo ou judicial), número do processo, natureza do rendimento, valor de despesa com custas judiciais, valor de despesa com advogado e dados deste profissional (informar se PJ ou PF, número de inscrição CNPJ ou CPF), quantidade de meses a que se refere o pagamento. Em caso de pagamentos a não residentes ou domiciliados no exterior, informar a data do pagamento (compreendida no período de apuração a que refere o arquivo), tipo de rendimento, forma de tributação, valor pago e valor de Imposto de Renda Retido na Fonte IRRF. Page 9

11 esocial Mensal Informações do leiaute referente aos Prestadores de Serviços no esocial Blocos S-1300 Pagamentos Diversos Blocos S-1310 Serviços Prestados com cessão de mão-de-obra Blocos S-1320 Serviços Tomados de Cooperativas Blocos S-1330 Serviços Tomados de Cooperativas Blocos S-1340 Serviços Prestados por Cooperativas Page 10

12 Bloco S-1310 Serviços Tomados (Cessão de Mão de Obra) Campo esocial Bloco S-1310 CNPJ do Prestador de Serviços. Valor bruto da (s) nota (s) fiscal (is). Base de cálculo da retenção. Soma do valor da retenção das notas fiscais de serviço. Soma do valor do adicional de retenção das notas fiscais. Informar o número de série da nota fiscal/fatura. Número da Nota Fiscal/Fatura. Data de pagamento da nota fiscal/fatura, caso o mesmo já tenha ocorrido. Data de Emissão da Nota Fiscal/Fatura. Page 11

13 Bloco S-1310 Serviços Tomados (Cessão de Mão de Obra) Campo esocial Bloco S-1310 Valor da retenção que deixou de ser efetuada pelo Tipo de serviço prestado. decorrência da decisão judicial. Valor da retenção que deixou de ser efetuada pelo contratante ou que foi depositada em juízo em decorrência da decisão judicial. Indicação de se a prestação de Serviços se deu em Obras de Construção Civil. Em caso afirmativo, informar o seguinte: número de inscrição no Cadastro Nacional de Obra, base de cálculo da retenção, valor bruto das notas fiscais, valor da retenção relativo aos serviços descritos na nota, valor da retenção destacada na nota fiscal relativo aos serviços subempreitados, se houver, valor retido, adicional de retenção, caso os serviços tenham sido prestados em condições especiais. Caso os serviços relativos a nota fiscal tenham sido prestados por segurados em condições especiais, informar o valor dos Serviços prestados por segurados em condições especiais, cuja atividade permita concessão de aposentadoria especial após 15, 20 e 25 anos de contribuição (a informação deve ser segregada conforme o período para a concessão de aposentadoria especial). Page 12

14 Bloco S-1310 Serviços Tomados (Cessão de Mão de Obra) Campo esocial Bloco S-1310 Caso a Companhia prestadora de serviços possuía decisão/sentença judicial determinando a suspensão da retenção ou o depósito judicial das contribuições previdenciárias incidentes sobre o valor dos serviços contidos na nota fiscal/fatura emitidas pelo PRESTADOR DE SERVIÇOS, informar o número do processo judicial e o valor da retenção que deixou de ser efetuada pelo contratante ou que foi depositada em juízo em decorrência da decisão judicial. Em caso de serviços subempreitados, indicar o tipo e o número de inscrição do proprietário do CNO. Page 13

15 esocial Mensal Informações do leiaute referente aos Prestadores de Serviços no esocial Blocos S-1300 Pagamentos Diversos Blocos S-1310 Serviços Tomados com cessão de mão-de-obra Blocos S-1320 Serviços Prestados com cessão de mão-de-obra Blocos S-1330 Serviços Tomados de Cooperativas Blocos S-1340 Serviços Prestados por Cooperativas Page 14

16 Bloco S-1320 Serviços Prestados (Cessão de Mão de Obra) Campo esocial Bloco S-1320 CNPJ do Prestador de Serviços. Valor bruto da (s) nota (s) fiscal (is). Soma do valor dos serviços das notas fiscais de serviço emitidas para o contratante. Soma da base de cálculo da retenção das notas fiscais emitidas para o contratante. Soma do valor da retenção das notas fiscais de serviço emitidas para o contratante. Soma do valor do adicional de retenção das notas fiscais. Valor da retenção que deixou de ser efetuada pelo contratante ou que foi depositada em juízo em decorrência da decisão judicial. Número de série da nota fiscal/fatura. Número da Nota Fiscal/Fatura. Page 15

17 Bloco S-1320 Serviços Prestados (Cessão de Mão de Obra) Campo esocial Bloco S-1320 Data de Emissão da Nota Fiscal/Fatura. Data de pagamento da nota fiscal/fatura, caso o mesmo já tenha ocorrido. Tipo de serviço prestado. Indicação de se a prestação de Serviços se deu em Obras de Construção Civil. Em caso afirmativo, informar o seguinte: número de inscrição no Cadastro Nacional de Obra, base de cálculo da retenção, valor bruto das notas fiscais, valor da retenção relativo aos serviços descritos na nota, valor da retenção destacada na nota fiscal relativo aos serviços subempreitados, se houver, valor retido, adicional de retenção, caso os serviços tenham sido prestados em condições especiais. Caso os serviços relativos a nota fiscal tenham sido prestados por segurados em condições especiais, informar o valor dos Serviços prestados por segurados em condições especiais, cuja atividade permita concessão de aposentadoria especial após 15, 20 e 25 anos de contribuição (a informação deve ser segregada conforme o período para a concessão de aposentadoria especial). Page 16

18 Bloco S-1320 Serviços Prestados (Cessão de Mão de Obra) Campo esocial Bloco S-1320 Caso a empresa prestadora de serviços possua decisão/sentença judicial determinando a suspensão da retenção ou o depósito judicial das contribuições previdenciárias incidentes sobre o valor dos serviços contidos na nota fiscal/fatura por ela emitidas, informar o número do processo judicial e o valor da retenção que deixou de ser efetuada pelo contratante ou que foi depositada em juízo em decorrência da decisão judicial. Em caso de serviços subempreitados, indicar o tipo e o número de inscrição do proprietário do CNO. Page 17

19 esocial Mensal Informações do leiaute referente aos Prestadores de Serviços no esocial Blocos S-1300 Pagamentos Diversos Blocos S-1310 Serviços Tomados com cessão de mão-de-obra Blocos S-1320 Serviços Prestados com cessão de mão-de-obra Blocos S-1330 Serviços Tomados de Cooperativas Blocos S-1340 Serviços Prestados por Cooperativas Page 18

20 Bloco S-1330 Serviços Tomados de Cooperativas Campo esocial Bloco S-1330 CNPJ da cooperativa prestadora de serviços). Informar o número de série da nota fiscal/fatura Número da Nota Fiscal/Fatura Data de Emissão da Nota Fiscal/Fatura Indicação de se a prestação de serviços se deu em obras de construção civil. Em caso afirmativo, informar o seguinte: número de inscrição no Cadastro Nacional de Obra, valor bruto da(s) nota(s) fiscal(is), valor dos materiais e equipamentos fornecidos, desde que previstos em contrato, valor dos serviços contidos na nota fiscal/fatura, já deduzidos os valores correspondentes ao fornecimento de material/equipamento, desde que previstos em contrato, valor das deduções legais de auxílio-alimentação e vale transporte, desde que previstos em contrato, base de cálculo da contribuição incidente sobre o valor pago à cooperativa. Page 19

21 Bloco S-1330 Serviços Tomados de Cooperativas Campo esocial Bloco S-1330 Caso os serviços relativos a nota fiscal tenham sido prestados por cooperados em condições especiais, informar o valor dos serviços prestados, cuja atividade permita concessão de aposentadoria especial após 15, 20 e 25 anos de contribuição (a informação deve ser segregada conforme o período para a concessão de aposentadoria especial). Quando a Companhia for optante pelo simples e ocorrer a prestação de serviços por cooperados contratados por intermédio de cooperativa de trabalho ocorrer em atividades substituídas e não substituídas, deve-se informar o seguinte: Valor da base de cálculo correspondente aos serviços prestados pelos cooperados em atividades concomitantes, valor dos serviços prestados por segurados em condições especiais, cuja atividade permita concessão de aposentadoria especial após 15, 20 ou 25 anos de contribuição. Page 20

22 esocial Mensal Informações do leiaute referente aos Prestadores de Serviços no esocial Blocos S-1300 Pagamentos Diversos Blocos S-1310 Serviços Tomados com cessão de mão-de-obra Blocos S-1320 Serviços Prestados com cessão de mão-de-obra Blocos S-1330 Serviços Tomados de Cooperativas Blocos S-1340 Serviços Prestados por Cooperativas Page 21

23 Bloco S-1340 Serviços Prestados por Cooperativas Campo esocial Bloco S-1340 CNPJ da cooperativa prestadora de serviços. Valor bruto da nota fiscal. Valor total da base de cálculo da nota fiscal de serviços. Informar o número de série da nota fiscal/fatura. Número da Nota Fiscal/Fatura. Data de Emissão da Nota Fiscal/Fatura. Data de pagamento do serviço prestado. Page 22

24 Bloco S-1340 Serviços Prestados por Cooperativas Campo esocial Bloco S-1340 Indicação de se a prestação de serviços se deu em obras de construção civil. Em caso afirmativo, informar o seguinte: número de inscrição no Cadastro Nacional de Obra, valor bruto da(s) nota(s) fiscal(is), valor dos materiais e equipamentos fornecidos, desde que previstos em contrato, valor dos serviços contidos na nota fiscal/fatura, já deduzidos os valores correspondentes ao fornecimento de material/equipamento, desde que previstos em contrato, valor das deduções legais de auxílio-alimentação e vale transporte, desde que previstos em contrato, base de cálculo da contribuição incidente sobre o valor pago à cooperativa de trabalho. Caso os serviços relativos a nota fiscal tenham sido prestados por cooperados em condições especiais, informar o valor dos serviços prestados, cuja atividade permita concessão de aposentadoria especial após 15, 20 e 25 anos de contribuição (a informação deve ser segregada conforme o período para a concessão de aposentadoria especial). Quando a empresa for optante pelo simples e ocorrer a prestação de serviços por cooperados contratados por intermédio de cooperativa de trabalho ocorrer em atividades substituídas e não substituídas, deve-se informar o seguinte: Valor da base de cálculo correspondente aos serviços prestados pelos cooperados em atividades concomitantes, valor dos serviços prestados por segurados em condições especiais, cuja atividade permita concessão de aposentadoria especial após 15, 20 ou 25 anos de contribuição. Em caso de serviços subempreitados, identificar o tipo de inscrição do proprietário CNO e o número de inscrição. Page 23

25 esocial Evento Informações do leiaute referente ao Trabalhador sem Vínculo de Emprego (autônomos) Evento utilizado para informações cadastrais relativas a trabalhadores que não possuem vínculo empregatício com a empresa, tais como diretores não empregados e autônomos; Evento utilizado para atualização de informações contratuais relativas a trabalhador que não possui vínculo empregatício com a empresa; Evento utilizado para prestar informações sobre o encerramento do contrato ou de vinculação com a empresa de trabalhador sem vínculo empregatício. Nota: As informações referente aos autônomos também comporão o bloco S 1200 Remuneração do Trabalhador. Page 24

26 esocial Evento Informações do leiaute referente ao Trabalhador sem Vínculo de Emprego (autônomos) Blocos S-2600 Trabalhador sem Vínculo de Emprego - Início Blocos S-2620 Trabalhador sem Vínculo de Emprego Alteração Contratual Blocos S-2680 Trabalhador sem Vínculo de Emprego - Desligamento Page 25

27 Bloco S-2600 Trabalhador sem Vínculo de Emprego - Início Campo esocial Bloco S-2600 Código da categoria do trabalhador, conforme tabela específica. Código do cargo, conforme tabela de cargos. Código da função, se utilizado pela empresa. Page 26

28 esocial Evento Informações do leiaute referente ao Trabalhador sem Vínculo de Emprego (autônomos) Blocos S-2600 Trabalhador sem Vínculo de Emprego - Início Blocos S-2620 Trabalhador sem Vínculo de Emprego Alteração Contratual Blocos S-2680 Trabalhador sem Vínculo de Emprego - Desligamento Page 27

29 Bloco S-2620 Trabalhador sem Vínculo de Emprego Alteração contratual Campo esocial Bloco S-2620 Código da categoria do trabalhador, conforme tabela específica. Código do cargo, conforme tabela de cargos. Código da função, se utilizado pela empresa. Page 28

30 esocial Evento Informações do leiaute referente ao Trabalhador sem Vínculo de Emprego (autônomos) Blocos S-2600 Trabalhador sem Vínculo de Emprego - Início Blocos S-2620 Trabalhador sem Vínculo de Emprego Alteração Contratual Blocos S-2680 Trabalhador sem Vínculo de Emprego - Desligamento Page 29

31 Bloco S-2680 Trabalhador sem Vínculo de Emprego Término Campo esocial Bloco S-2680 Código da categoria do trabalhador, conforme tabela específica. Data do término. Page 30

32 Como se preparar para o esocial? Visão Resumo da Jornada de Adequação Considerando que haverá uma carga inicial de informações cadastrais e o software não aceitará informações que estejam sem conexão com outras já prestadas ao Fisco em outras obrigações acessórias, sugerimos que o workplan inicial compreenda... Gap Analysis Pré Legislação Assessment Resultado dos nossos trabalhos Quality assurance Análise, em base de amostragem das informações cadastrais dos empregados Análise da tabela de incidências (INSS, FGTS, IRRF) e preparação de um de para Análise dos controles de prestadores de serviços Como resultado dos trabalhos é recomendável a elaboração de um roadmap para implementação do esocial Avaliação da forma de registro e pagamento dos benefícios que não transitam pela folha de pagamentos Análise dos controles das Reclamações trabalhistas / depósitos judiciais Aderência das normas coletivas de trabalho nos cálculos da folha de pagamentos Análise das Operações / processamentos para futura migração à nova obrigação acessória Análise, de uma competência, da convergência das informações entre MANAD, FOPAG e SEFIP Análise dos processos e transações de RH e departamento pessoal Page 31

33 EY Auditoria Impostos Consultoria Transações Sobre a EY A EY é líder global em serviços de auditoria, impostos, transações corporativas e consultoria. Em todo o mundo, nossos 152 mil colaboradores estão unidos por valores pautados pela ética e pelo compromisso constante com a qualidade. Nosso diferencial consiste em ajudar nossos colaboradores, clientes e as comunidades com as quais interagimos a atingir todo o seu potencial. Leonardo Biar Director Andrea Balzano Manager No Brasil, a EY é a mais completa empresa de consultoria e auditoria, com profissionais que dão suporte e atendimento a mais de clientes de pequeno, médio e grande portes, sendo que 117* são companhias listadas na CVM e fazem parte da carteira especial da equipe de auditoria EYGM Limited. Todos os direitos reservados. Page 32

Dra. Valéria de Souza Telles. esocial - Dra. Valéria de Souza Telles 1

Dra. Valéria de Souza Telles. esocial - Dra. Valéria de Souza Telles 1 Dra. Valéria de Souza Telles esocial - Dra. Valéria de Souza Telles 1 Manual de Orientação do e - Social Versão 1.0 (Ato Declaratório Executivo SUFIS nº 5/13 DOU de 18/07/2013) Manual de Orientação do

Leia mais

esocial Sistema de Escrituração Fiscal Digital das Obrigações Fiscais, Copyright 2013 1

esocial Sistema de Escrituração Fiscal Digital das Obrigações Fiscais, Copyright 2013 1 esocial Sistema de Escrituração Fiscal Digital das Obrigações Fiscais, Copyright 2013 1 O que é esocial? É o projeto de escrituração digital da folha de pagamento e das obrigações trabalhistas, previdenciárias

Leia mais

O que é? Pra que serve? Quem promove? Como vai funcionar? O dia a dia? Quando começa? Agenda. E agora, o que tenho que fazer????

O que é? Pra que serve? Quem promove? Como vai funcionar? O dia a dia? Quando começa? Agenda. E agora, o que tenho que fazer???? Fevereiro de 2014 O que é? Pra que serve? Quem promove? Como vai funcionar? O dia a dia? Quando começa? Agenda E agora, o que tenho que fazer???? O QUE É AFINAL? Componente do SPED (Sistema Público de

Leia mais

Palestrantes: Reginaldo da Silva dos Santos, André Bocchi e. Luis Antônio dos Santos

Palestrantes: Reginaldo da Silva dos Santos, André Bocchi e. Luis Antônio dos Santos esocial SEMINÁRIO Uma realidade RETENÇÕES a ser DE enfrentada IMPOSTOS pelos E CONTRIBUIÇÕES profissionais de RH, Contabilidade e de Gestão Administrativa Palestrantes: André Bocchi da Silva Reginaldo

Leia mais

NONO NONONO NO NONO NONO NONONO NONO CIESP Centro das Indústrias do Estado de São Paulo DR de Sorocaba

NONO NONONO NO NONO NONO NONONO NONO CIESP Centro das Indústrias do Estado de São Paulo DR de Sorocaba SPED Sistema Público de Escrituração Digital esocial NONO NONONO NO NONO NONO NONONO NONO CIESP Centro das Indústrias do Estado de São Paulo DR de Sorocaba 7 de outubro de 2014 O SPED Sistema Público de

Leia mais

TAX. esocial 2014. PAINEL FIEAM, CIEAM e CAMARA- NIPO BRASILEIRA. Abril de 2014 Tax

TAX. esocial 2014. PAINEL FIEAM, CIEAM e CAMARA- NIPO BRASILEIRA. Abril de 2014 Tax TAX esocial 2014 PAINEL FIEAM, CIEAM e CAMARA- NIPO BRASILEIRA Abril de 2014 Tax kpmg 1 Histórico T-Rex e Harpia A partir de 2006 a Receita Federal do Brasil colocou em operação um equipamento capaz de

Leia mais

Projeto esocial Aspectos Legais

Projeto esocial Aspectos Legais Projeto esocial Aspectos Legais ÍNDICE O que é o esocial Cenários e Leiaute Cronograma do Governo Fiscalização e Penalidades ÍNDICE O que é o esocial? O esocial é um projeto do Governo Federal, com implantação

Leia mais

Como o esocial muda o dia a dia da sua empresa?

Como o esocial muda o dia a dia da sua empresa? Como o esocial muda o dia a dia da sua empresa? SISTEMA HUMANUS DE GESTÃO DE RH O QUE É O ESOCIAL? O esocial é um projeto do governo federal que vai unificar o envio de informações pelo empregador em relação

Leia mais

e-social Divisão Trabalhista e Previdenciária Agosto de 2013

e-social Divisão Trabalhista e Previdenciária Agosto de 2013 Divisão Trabalhista e Previdenciária Agosto de 2013 Conceito de EFD-Social O (EFD-Social) é um projeto do governo federal que visa a unificação das obrigações trabalhistas, previdenciárias e tributárias

Leia mais

Uma nova era nas relações entre Empregados, Empregadores e Governo

Uma nova era nas relações entre Empregados, Empregadores e Governo Uma nova era nas relações entre Empregados, Empregadores e Governo CONSTRUÇÃO CONJUNTA Receita Federal do Brasil; Caixa; Instituto Nacional do Seguro Social INSS; Ministério da Previdência Social MPS;

Leia mais

esocial esocial Diminuir o custo de produção, o controle e disponibilização das informações trabalhistas, previdenciárias e fiscais;

esocial esocial Diminuir o custo de produção, o controle e disponibilização das informações trabalhistas, previdenciárias e fiscais; Ref.: nº 26/2015 esocial 1. Conceito O esocial é um projeto do Governo Federal que vai coletar as informações descritas em seu objeto, armazenando-as em Ambiente Nacional, possibilitando aos órgãos participantes,

Leia mais

A preparação das empresas para o esocial

A preparação das empresas para o esocial www.pwc.com.br A preparação das empresas para o esocial Fevereiro de 2014 (DC2) Uso Restrito na PwC - Confidencial Agenda O esocial e seus impactos Sobre a pesquisa Principais conclusões Governança do

Leia mais

esocial Uma nova forma de registro dos eventos trabalhistas

esocial Uma nova forma de registro dos eventos trabalhistas esocial Uma nova forma de registro dos eventos trabalhistas José Maia Ministério do Trabalho e Previdência Social Eduardo Tanaka Receita Federal Apresentação: - Visão geral do projeto - Aspectos conceituais

Leia mais

Pilares do SPED EFD ICMS/IPI EFD IRPJ. esocial ECF ECD. EFD Contribuições. (NF-e, NFS-e, CT-e) Doc. Fiscais Eletrônicos

Pilares do SPED EFD ICMS/IPI EFD IRPJ. esocial ECF ECD. EFD Contribuições. (NF-e, NFS-e, CT-e) Doc. Fiscais Eletrônicos Nossa trajetória... Doc. Fiscais Eletrônicos (NF-e, NFS-e, CT-e) ECD EFD ICMS/IPI EFD Contribuições EFD IRPJ Pilares do SPED esocial ECF Perfil 21 anos de atuação com dedicação exclusiva em projetos da

Leia mais

uma nova era nas relações entre Empregadores, Empregados e Governo. esocial - FECON 19/02/2014

uma nova era nas relações entre Empregadores, Empregados e Governo. esocial - FECON 19/02/2014 esocial - FECON 19/02/2014 Contextualização - Objetivo do Projeto OBJETIVOS - O que é o esocial Conceitos básicos - Qualificação cadastral - Povoamento da base - Eventos Não periódicos - Eventos periódicos

Leia mais

Desvendando o esocial

Desvendando o esocial 2011 Março de 2012 Outubro de 2012 1º semestre de 2013 Julho/2013 Primeiros layouts (não oficiais) Estudo dos layouts Primeira proposta de solução Segunda proposta de solução Indefinições do Governo Não

Leia mais

SPED Folha de Pagamento

SPED Folha de Pagamento SPED Folha de Pagamento Ricardo Nogueira www.ocftreinamento.com.br Cenário atual Os empregadores são obrigados a preencher diversas declarações e documentos que possuem, em muitos casos, as mesmas informações...

Leia mais

Café da Manhã ANEFAC Os desafios da folha de pagamento eletrônica esocial Palestra + Discussão = Informação

Café da Manhã ANEFAC Os desafios da folha de pagamento eletrônica esocial Palestra + Discussão = Informação Café da Manhã ANEFAC Os desafios da folha de pagamento eletrônica esocial Palestra + Discussão = Informação Agenda Simpósio Serão 3 palestras seguidas, de 15 minutos cada, os temas e tópicos serão os seguintes:

Leia mais

VISÃO GERAL DO E-SOCIAL

VISÃO GERAL DO E-SOCIAL VISÃO GERAL DO E-SOCIAL 1 VISÃO GERAL DO E-SOCIAL SUMÁRIO 1.0 Introdução......03 2.0 Considerações Iniciais......03 2.1 Objeto do esocial......03 2.2 Conceito do esocial......03 2.3 Objetivos do projeto......03

Leia mais

FOLHA DE PAGAMENTO E SUAS RETENÇÕES Carlos Alencar OUTUBRO/2013

FOLHA DE PAGAMENTO E SUAS RETENÇÕES Carlos Alencar OUTUBRO/2013 FOLHA DE PAGAMENTO E SUAS RETENÇÕES Carlos Alencar OUTUBRO/2013 OBRIGATORIEDADE A empresa é obrigada a elaborar mensalmente a folha de pagamento da remuneração paga devida ou creditada a todos os segurados

Leia mais

uma nova era nas relações entre Empregadores, Empregados e Governo. CISPED, 21/11/2013

uma nova era nas relações entre Empregadores, Empregados e Governo. CISPED, 21/11/2013 CISPED, 21/11/2013 Aspectos Técnicos Utilização do CPF como chave do trabalhador associado ao PIS/NIT; Validação na base do CNIS CPF/PIS/Data de nascimento; Cadastramento inicial apenas dos vínculos ativos;

Leia mais

SPED: instituído pelo Decreto 6.022/2007

SPED: instituído pelo Decreto 6.022/2007 e Social e-social E-Social SPED: instituído pelo Decreto 6.022/2007 Art. 2º - O SPED é instrumento que unifica as atividades de recepção, validação, armazenamento e autenticação de livros e documentos

Leia mais

Planejamento, suporte e transparência para garantir seus objetivos!

Planejamento, suporte e transparência para garantir seus objetivos! Planejamento, suporte e transparência para garantir seus objetivos! CAMPINAS Centro Empresarial Conceição Rua Conceição, 233 Centro 23º andar conj.2303 CEP 13010-916 Tel: 19 3231 0399 SÃO PAULO Edifício

Leia mais

uma nova era nas relações entre Empregadores, Empregados e Governo. ABEMI Associação Brasileira de Engenharia Industrial São Paulo, 03/12/2013

uma nova era nas relações entre Empregadores, Empregados e Governo. ABEMI Associação Brasileira de Engenharia Industrial São Paulo, 03/12/2013 ABEMI Associação Brasileira de Engenharia Industrial São Paulo, 03/12/2013 Jeziel Tadeu Fior Auditor Fiscal da Receita Federal do Brasil O que é o esocial? Sistema de Escrituração Digital das Obrigações

Leia mais

Linha do Tempo até esocial

Linha do Tempo até esocial Linha do Tempo até esocial 2005 Nfe 2006 Sped Fiscal 2007 Sped Contábil 2011 Desoneração da Folha de Pagamento 2013 esocial Sped Folha INVESTIMENTO DA RFB T REX Fabricado pela IBM e montado nos Estados

Leia mais

e-social Alexandre Corrêa

e-social Alexandre Corrêa e-social Alexandre Corrêa e-social O e-social consiste na escrituração digital da folha de pagamento e das obrigações trabalhistas, previdenciárias e fiscais. Permitirá uma fiscalização muito mais eficaz,

Leia mais

esocial Sistema de Escrituração das Obrigações Fiscais, Previdênciárias e Trabalhistas

esocial Sistema de Escrituração das Obrigações Fiscais, Previdênciárias e Trabalhistas esocial Sistema de Escrituração das Obrigações Fiscais, Previdênciárias e Trabalhistas O que é o esocial? O Sistema de Escrituração Digital das Obrigações Fiscais, Previdenciárias e Trabalhistas (esocial)

Leia mais

e-social - (ex-efd Social)

e-social - (ex-efd Social) Relações do Trabalho, Folha de Pagamento e Obrigações á partir de JANEIRO-2014! O QUE VAI MUDAR? NOVO MODELO OPERACIONAL? POR ONDE COMEÇAR? E - SOCIAL e-social - (ex-efd Social) Projeto e-social Com a

Leia mais

e-social - VERSÃO 2.1

e-social - VERSÃO 2.1 Recursos Humanos OBRIGAÇÕES TRABALHISTA E PREVIDENCIÁRIA NA FOLHA DE PAGAMENTO Março de 2016 - Brasília Realização Workshop OBRIGAÇÕES TRABALHISTA E PREVIDENCIÁRIA NA FOLHA DE PAGAMENTO Apresentação Com

Leia mais

Assunto. esocial. Diminuir o custo de produção, o controle e disponibilização das informações trabalhistas, previdenciárias e fiscais;

Assunto. esocial. Diminuir o custo de produção, o controle e disponibilização das informações trabalhistas, previdenciárias e fiscais; Ref.: nº 34/2013 esocial 1. Conceito O esocial é um projeto do Governo Federal que vai coletar as informações descritas em seu objeto, armazenando-as em Ambiente Nacional, possibilitando aos órgãos participantes,

Leia mais

II Seminário esocial Uma nova era nas relações entre empregadores, empregados e governo

II Seminário esocial Uma nova era nas relações entre empregadores, empregados e governo II Seminário esocial Uma nova era nas relações entre empregadores, empregados e governo Câmara Americana de Comércio São Paulo / SP 02/10/2015 Paulo Roberto Magarotto Auditor-Fiscal da Receita Federal

Leia mais

Soft Trade, desenvolvendo soluções para RH há 26 anos. WORKSHOP esocial. www.esocial.gov.br www.softtrade.com.br 14/02/2014

Soft Trade, desenvolvendo soluções para RH há 26 anos. WORKSHOP esocial. www.esocial.gov.br www.softtrade.com.br 14/02/2014 Soft Trade, desenvolvendo soluções para RH há 26 anos WORKSHOP esocial www.esocial.gov.br www.softtrade.com.br 14/02/2014 E agora, José?? Carlos Drummond de Andrade Solução? Problema? Afinal é bom para

Leia mais

Potenciais riscos do esocial Como previnir? 2015 Grant Thornton International Ltd. All rights reserved.

Potenciais riscos do esocial Como previnir? 2015 Grant Thornton International Ltd. All rights reserved. Potenciais riscos do esocial Como previnir? Agenda 1 2 Contexto Introdutório Definição, Objetivos, Operacionalização, Comprovante/recibo de entrega; Sequência lógica de transmissão; Recolhimento de encargos

Leia mais

O QUE VAI ACONTECER NO RH

O QUE VAI ACONTECER NO RH A Prodama, empresa de soluções de gestão corporativa e serviços de TI com sedes no Paraná, São Paulo, Mato Grosso e Goiás, possui 28 anos de expertise em tecnologia empresarial, com prof issionais capacitados

Leia mais

Andrezza Célia Moreira

Andrezza Célia Moreira Andrezza Célia Moreira Contadora e Perita Sócia da JANIR MOREIRA & CONTADORES ASSOCIADOS Conselheira do Conselho Regional de Contabilidade de Minas Gerais CRC-MG O esocial é um projeto do governo federal

Leia mais

Não muda legislação, muda procedimentos.

Não muda legislação, muda procedimentos. Versão 1.1 esocial Não muda legislação, muda procedimentos. esocial = Transparência Fiscal Circular n. 642, de 06/01/2014 Aprova e divulga o leiaute do Sistema de Escrituração Fiscal Digital das obrigações

Leia mais

uma nova era nas relações entre Empregadores, Empregados e Governo. AMCHAM-RJ, 24/02/2014

uma nova era nas relações entre Empregadores, Empregados e Governo. AMCHAM-RJ, 24/02/2014 AMCHAM-RJ, 24/02/2014 Cenário atual Os empregadores são obrigados a preencher diversas declarações e documentos que possuem as mesmas informações... Termo de Rescisão Seguro Desemprego Evento Trabalhista

Leia mais

Desvendando o esocial

Desvendando o esocial Desvendando o esocial O que é o esocial? O esocial é um dos componentes do SPED e visa formalizar digitalmente as informações trabalhistas, previdenciárias e fiscais relativas a todos os empregados e empregadores,

Leia mais

esocial Abril 2014 Equipe de Legislação

esocial Abril 2014 Equipe de Legislação esocial Abril 2014 Equipe de Legislação O que é o esocial? É um projeto do governo federal que vai unificar o envio de informações pelo empregador em relação aos seus empregados. Está sendo desenvolvido,

Leia mais

03/05/2015. Entendendo o esocial

03/05/2015. Entendendo o esocial Entendendo o esocial 1 O que é o esocial O esocialé o instrumento de unificação da prestação das informações referentes à escrituração das obrigações fiscais, previdenciárias e trabalhistas e tem por finalidade

Leia mais

O que é o esocial? esocial subprojeto do SPED

O que é o esocial? esocial subprojeto do SPED O que é o esocial? esocial subprojeto do SPED Transmissão única Informações de folha de pagamento e de outras obrigações trabalhistas, previdenciárias e tributárias pelo empregador em relação aos seus

Leia mais

O que é o esocial? esocial subprojeto do SPED. MTE, CAIXA, RFB, Previdência, outros

O que é o esocial? esocial subprojeto do SPED. MTE, CAIXA, RFB, Previdência, outros O que é o esocial? esocial subprojeto do SPED Transmissão única Informações de folha de pagamento e de outras obrigações trabalhistas, previdenciárias e tributárias pelo empregador em relação aos seus

Leia mais

Andrezza Célia Moreira

Andrezza Célia Moreira Andrezza Célia Moreira Contadora e Perita Sócia da JANIR MOREIRA & CONTADORES ASSOCIADOS Conselheira do Conselho Regional de Contabilidade de Minas Gerais CRC-MG O esocial é um projeto do governo federal

Leia mais

e-social expert PDF Trial Outubro 2013 Apoio O conteúdo desta apostila é de inteira responsabilidade da Lefisc.

e-social expert PDF Trial Outubro 2013 Apoio O conteúdo desta apostila é de inteira responsabilidade da Lefisc. Conselho Regional de Contabilidade do Estado de São Paulo Tel. (11) 3824-5400 - ramal 1529 (núcleo de relacionamento) Email: desenvolvimento@crcsp.org.br web: www.crcsp.org.br Rua Rosa e Silva, 60 Higienópolis

Leia mais

Uma marca global, para uma empresa com serviços globais!

Uma marca global, para uma empresa com serviços globais! Uma marca global, para uma empresa com serviços globais! Quem somos? Fundada em 1998 em Curitiba, a Executiva é focada em soluções na área de Recursos Humanos, mais especificamente em Outsourcing de Processos

Leia mais

Rio de Janeiro, 17/09/2013

Rio de Janeiro, 17/09/2013 Rio de Janeiro, 17/09/2013 Daniel Belmiro Fontes José Alberto Maia Cenário atual Os empregadores são obrigados a preencher diversas declarações e documentos que possuem as mesmas informações... Termo de

Leia mais

Principais Aspectos do Sistema Público de Escrituração Digital SPED

Principais Aspectos do Sistema Público de Escrituração Digital SPED Principais Aspectos do Sistema Público de Escrituração Digital SPED Como trabalhamos? no passado a pouco tempo Daqui para frente ECD Escrituração Contábil Digital IN RFB 787/07 O que é? : É a substituição

Leia mais

Uma nova era nas relações entre Empregados, Empregadores e Governo

Uma nova era nas relações entre Empregados, Empregadores e Governo Uma nova era nas relações entre Empregados, Empregadores e Governo JOSE DE SOUZA MARQUES Contador e Advogado, pós graduado em Controladoria e Auditoria e em Direito Processual Tributário. Obrigações atuais

Leia mais

esocial EFD FOLHA DE PAGAMENTO

esocial EFD FOLHA DE PAGAMENTO Le f is c L e g i s l a c a o F i s c a l CONSELHO REGIONAL DE CONTABILIDADE DO RIO GRANDE DO SUL MINÁRIO DE ASSUNTOS CONTÁBEIS DE PORTO ALEGRE SEMINÁRIO ASSUNTOS CONTÁBEIS DE PORTO ALEGRE SEMINÁRIO DE

Leia mais

14/11/2013. Centralização do FGTS. Surgimento do REMAG. Surgimento da GFIP. Surgimento do SPED. Histórico das Obrigações JOHNATAN ABREU

14/11/2013. Centralização do FGTS. Surgimento do REMAG. Surgimento da GFIP. Surgimento do SPED. Histórico das Obrigações JOHNATAN ABREU JOHNATAN ABREU Histórico das Obrigações Centralização do FGTS Surgimento do REMAG Surgimento da GFIP Surgimento do SPED 1 Objetivos do Projeto OBJETIVO: O esocial tem por objeto, informações trabalhistas,

Leia mais

Adequação ao esocial Como se preparar?

Adequação ao esocial Como se preparar? www.pwc.com.br/esocial Adequação ao esocial Como se preparar? Agenda 1 2 3 4 5 Introdução O que é o esocial? Pesquisa Como as empresas estão se preparando? Impactos Mudanças no manual e seus impactos Discussão

Leia mais

Planejamento, suporte e transparência para garantir seus objetivos!

Planejamento, suporte e transparência para garantir seus objetivos! Planejamento, suporte e transparência para garantir seus objetivos! CAMPINAS Centro Empresarial Conceição Rua Conceição, 233 Centro 23º andar conj.2303 CEP 13010 916 Tel: 19 3231 0399 SÃO PAULO Edifício

Leia mais

Curso esocial voltado à Administração Pública - Uma Relação Transparente com o Fisco.

Curso esocial voltado à Administração Pública - Uma Relação Transparente com o Fisco. Mostrar Todos Curso esocial voltado à Administração Pública - Uma Relação Transparente com o Fisco. Aspectos Tributários e Trabalhistas, no SPED, através da prática aplicada. Agora é Oficial! Instituído

Leia mais

uma nova era nas relações entre Empregadores, Empregados e Governo. FIESP, 23/10/2013

uma nova era nas relações entre Empregadores, Empregados e Governo. FIESP, 23/10/2013 FIESP, 23/10/2013 O que é o esocial? Cenário atual Os empregadores são obrigados a preencher diversas declarações e documentos que possuem as mesmas informações... Termo de Rescisão Seguro Desemprego Consequências

Leia mais

esocial Como iniciar a implantação Parceria Fenabrave-SC Anelore B Tolardo

esocial Como iniciar a implantação Parceria Fenabrave-SC Anelore B Tolardo esocial Como iniciar a implantação Parceria Fenabrave-SC Anelore B Tolardo O que é o esocial Nova forma de enviar as informações dos trabalhadores para o governo. SPED Sistema Público de Escrituração Digital

Leia mais

Soft Trade, desenvolvendo soluções para RH há 26 anos. WORKSHOP esocial. www.esocial.gov.br www.softtrade.com.br 09/10/2013

Soft Trade, desenvolvendo soluções para RH há 26 anos. WORKSHOP esocial. www.esocial.gov.br www.softtrade.com.br 09/10/2013 Soft Trade, desenvolvendo soluções para RH há 26 anos WORKSHOP esocial www.esocial.gov.br www.softtrade.com.br 09/10/2013 Sejam bem vindos, clientes e amigos Equipe da Soft Trade responsável pelo workshop

Leia mais

08/11/2012 Brasília DF - CURSO: ESOCIAL - AS NOVAS OBRIGAÇÕES TRABALHISTAS E PREVIDENCIÁRIAS

08/11/2012 Brasília DF - CURSO: ESOCIAL - AS NOVAS OBRIGAÇÕES TRABALHISTAS E PREVIDENCIÁRIAS Apresentação A EFD-Social consiste na escrituração digital da folha de pagamento e das obrigações trabalhistas, previdenciárias e fiscais relativas a todo e qualquer vínculo trabalhista contratado no Brasil.

Leia mais

Agenda: ü Conceito do e- Social; ü Saúde e Segurança do Trabalho SSO- EHS; ü e- Social e a Saúde e Segurança do Trabalho;

Agenda: ü Conceito do e- Social; ü Saúde e Segurança do Trabalho SSO- EHS; ü e- Social e a Saúde e Segurança do Trabalho; Agenda: ü Conceito do e- Social; ü Saúde e Segurança do Trabalho SSO- EHS; ü e- Social e a Saúde e Segurança do Trabalho; 1. O que é o esocial? Um Sistema de Escrituração Fiscal Digital das obrigações

Leia mais

EFD-Social. Rio de Janeiro, 23 de Janeiro de 2013

EFD-Social. Rio de Janeiro, 23 de Janeiro de 2013 EFD-Social Arquitetura Rio de Janeiro, 23 de Janeiro de 2013 Simplificação das Obrigações Tributárias Prestação de Serviço ao Contribuinte-Cidadão x Modelo Tributário Complexo Pacto Federativo Combate

Leia mais

A Escrituração Fiscal Digital Social, ou apenas esocial, é, até o momento, a parte mais complexa do Sistema Público de Escrituração Digital (SPED).

A Escrituração Fiscal Digital Social, ou apenas esocial, é, até o momento, a parte mais complexa do Sistema Público de Escrituração Digital (SPED). Escrituração Fiscal Digital Social esocial Introdução A Escrituração Fiscal Digital Social, ou apenas esocial, é, até o momento, a parte mais complexa do Sistema Público de Escrituração Digital (SPED).

Leia mais

esocial PROJETO, IMPLANTAÇÃO E PRINCIPAIS IMPACTOS JUNTO A ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA

esocial PROJETO, IMPLANTAÇÃO E PRINCIPAIS IMPACTOS JUNTO A ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA esocial PROJETO, IMPLANTAÇÃO E PRINCIPAIS IMPACTOS JUNTO A ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA PÚBLICO-ALVO Servidores de órgãos públicos federais, estaduais ou municipais e sociedades de economia mista, empresas privadas

Leia mais

Auditoria e Consultoria para seu Negócio.

Auditoria e Consultoria para seu Negócio. Auditoria e Consultoria para seu Negócio. Apresentação do EFD Social O, também conhecido como EFD-Social ou Sped Folha é um dos componentes do Sistema Público de Escrituração Digital (Sped), em vigor há

Leia mais

Treinamento da DIRF e Comprovante de Rendimentos

Treinamento da DIRF e Comprovante de Rendimentos Treinamento da DIRF e Comprovante de Rendimentos Este treinamento tem o objetivo de demonstrar as informações e funcionalidades da DIRF em relação às rotinas específicas do sistema JB Folha de Pagamento.

Leia mais

1) O que é o esocial?

1) O que é o esocial? 1) O que é o esocial? O Sistema de Escrituração Digital das Obrigações Fiscais, Previdenciárias e Trabalhistas (esocial) é um projeto do governo federal que vai unificar o envio de informações pelo empregador

Leia mais

Retenção de Impostos e Contribuições

Retenção de Impostos e Contribuições Retenção de Impostos e Contribuições COMO A FONTE PAGADORA DEVE DESCONTAR: IR PIS/PASEP COFINS CSLL ISS INSS Resumo do conteúdo: IR Fonte Assalariados / Pro Labore IR Fonte Terceiros e Não Assalariados

Leia mais

As novas obrigações trabalhistas e previdenciárias

As novas obrigações trabalhistas e previdenciárias As novas obrigações trabalhistas e previdenciárias JOHNATAN ABREU Janeiro de 2014 O que é o esocial? De acordo com o art. 2º da minuta da Portaria interministerial que regulamenta a ferramenta, é um instrumento

Leia mais

Cenário Atual. Os empregadores devem preencher inúmeras declarações e documentos que possuem as mesmas informações.

Cenário Atual. Os empregadores devem preencher inúmeras declarações e documentos que possuem as mesmas informações. índice O que é o esocial?...03 Cenário Atual...04 Cenário Ideal...05 Abrangência...06 Identificadores das Empresas...07 Identificadores...08 Módulo Consulta Cadastral...09 Órgãos envolvidos no Projeto...11

Leia mais

Evento esocial. Prof. Edison Garcia Junior

Evento esocial. Prof. Edison Garcia Junior Evento esocial Prof. Edison Garcia Junior INTRODUÇÃO PROJETO SPED (esocial 2009): AD EXECUTIVO SUFIS Nº 05, DE 17/07/2013 INTRODUÇÃO esocial: Preparado para ter uma DR com seus terceiros?? INTRODUÇÃO esocial:

Leia mais

esocial Conheça as Regras e Prepare-se para a Nova Forma de Cumprimento de suas Obrigações

esocial Conheça as Regras e Prepare-se para a Nova Forma de Cumprimento de suas Obrigações esocial Conheça as Regras e Prepare-se para a Nova Forma de Cumprimento de suas Obrigações 1 - Introdução O Ato Declaratório Executivo SUFIS nº 5/2013, aprova e divulga o leiaute do Sistema de Escrituração

Leia mais

EDITAL Nº 52/2014 CHAMAMENTO PARA INSCRIÇÃO CURSO SOBRE RETENÇÃO DO INSS DE 11% PESSOA JURÍDICA E PESSOA FÍSICA COM ÊNFASE AS NOVAS REGRAS DO ESOCIAL

EDITAL Nº 52/2014 CHAMAMENTO PARA INSCRIÇÃO CURSO SOBRE RETENÇÃO DO INSS DE 11% PESSOA JURÍDICA E PESSOA FÍSICA COM ÊNFASE AS NOVAS REGRAS DO ESOCIAL EDITAL Nº 52/2014 CHAMAMENTO PARA INSCRIÇÃO CURSO SOBRE RETENÇÃO DO INSS DE 11% PESSOA JURÍDICA E PESSOA FÍSICA COM ÊNFASE AS NOVAS REGRAS DO ESOCIAL 1. OBJETIVO DO CURSO Propiciar conhecimento sobre a

Leia mais

Módulo Recursos Humanos

Módulo Recursos Humanos Módulo Recursos Humanos Folha de Pagamento Objetivo O objetivo deste artigo é dar uma visão geral sobre o Módulo Recursos Humanos Folha de Pagamento. Todas informações aqui disponibilizadas foram retiradas

Leia mais

esocial Material de Apoio

esocial Material de Apoio esocial Material de Apoio Fundamento Legal Ato Declaratório Execu1vo n.5. de 17 de Julho de 2013 - Layout esocial Aprovou e divulgou o layout do Sistema de Escrituração Fiscal Digital das Obrigações Fiscais,

Leia mais

CONSELHO REGIONAL DE CONTABILIDADE DO RIO GRANDE DO SUL PALESTRA

CONSELHO REGIONAL DE CONTABILIDADE DO RIO GRANDE DO SUL PALESTRA CONSELHO REGIONAL DE CONTABILIDADE DO RIO GRANDE DO SUL MINÁRIO DE ASSUNTOS CONTÁBEIS DE PORTO ALEGRE SEMINÁRIO ASSUNTOS CONTÁBEIS DE PORTO ALEGRE SEMINÁRIO DE ASSUNTOÁBEIS DE PORTO ALEERIO PALESTRA e-social

Leia mais

OBRIGAÇÕES FISCAIS SOCIAIS DA APM

OBRIGAÇÕES FISCAIS SOCIAIS DA APM COMUNICADO FDE / DRA Nº 001/2015 OBRIGAÇÕES FISCAIS E SOCIAIS DA APM 2 0 1 5 Página 1 de 9 O objetivo deste texto é informar aos dirigentes das Associações de Pais e Mestres APMs de Escolas Estaduais conveniadas

Leia mais

Quadro Demonstrativo dos Impostos e Contribuições a serem retidos: CONFORME TABELA PROGRESSIVA PESSOA JURIDICA

Quadro Demonstrativo dos Impostos e Contribuições a serem retidos: CONFORME TABELA PROGRESSIVA PESSOA JURIDICA Prezado Credenciado, A Postal Saúde Caixa de Assistência e Saúde dos Empregados dos Correios, pessoa jurídica de direito privado, associação sem fins lucrativos, operadora de plano de saúde na modalidade

Leia mais

Nesta versão, foram disponibilizadas as alterações cadastrais relacionadas ao esocial.

Nesta versão, foram disponibilizadas as alterações cadastrais relacionadas ao esocial. LIBERAÇÃO DE ATUALIZAÇÃO CORDILHEIRA (Orientamos aos clientes que utilizam banco de dados SQL, para efetuarem a atualização preferencialmente após o encerramento das atividades do dia, acessando o sistema

Leia mais

esocial Informações e Orientações Atualizadas

esocial Informações e Orientações Atualizadas esocial Informações e Orientações Atualizadas Conceito e Objetivos do esocial O esocial é uma ação conjunta destes órgãos e entidades do governo federal: Caixa Econômica Federal Instituto Nacional do Seguro

Leia mais

esocial Sistema de Escrituração Fiscal Digital das Obrigações Fiscais, Previdenciárias e Trabalhistas

esocial Sistema de Escrituração Fiscal Digital das Obrigações Fiscais, Previdenciárias e Trabalhistas esocial Sistema de Escrituração Fiscal Digital das Obrigações Fiscais, Previdenciárias e Trabalhistas SPED DECRETO 6.022/07 O QUE É? Art. 2º O esocial é o instrumento de unificação da prestação das informações

Leia mais

E S P E CIAL I S TA E M AU DITO RIA E CONTROLADORIA. W W W. Z E NAI DECARVALHO.COM.BR

E S P E CIAL I S TA E M AU DITO RIA E CONTROLADORIA. W W W. Z E NAI DECARVALHO.COM.BR 1 I NSTRUTO RA: Z E NAI DE CARVALHO CONTADORA E ADMINISTRADORA, E S P E CIAL I S TA E M AU DITO RIA E CONTROLADORIA. W W W. Z E NAI DECARVALHO.COM.BR Administradora e Contadora Zenaide Carvalho Pós-graduada

Leia mais

Aprovação e divulgação do leiaute (padronização)

Aprovação e divulgação do leiaute (padronização) Legislação Início legal Ato Declaratório Executivo Sufis nº 5 de 17/07/2013, publicado no DOU em 18/07/2013 Aprovação e divulgação do leiaute (padronização) Manual V. 1.1 Site esocial - www.esocial.gov.br

Leia mais

E-SOCIAL. Comunicamos que entrará em vigor, a partir de Abril de 2014, o novo projeto do governo, denominado E-Social.

E-SOCIAL. Comunicamos que entrará em vigor, a partir de Abril de 2014, o novo projeto do governo, denominado E-Social. E-SOCIAL Comunicamos que entrará em vigor, a partir de Abril de 2014, o novo projeto do governo, denominado E-Social. O E-Social é um projeto do governo federal que vai unificar o envio de informações

Leia mais

Conferência esocial. Brasilia, abril de 2014

Conferência esocial. Brasilia, abril de 2014 Conferência esocial Brasilia, abril de 2014 O que é o esocial? Quem participa do esocial? O esocial é composto por consórcio do qual fazem parte: O Ministério do Trabalho e Emprego MTE O Ministério da

Leia mais

Finalidade. Entes envolvidos. Sistema de Escrituração Fiscal Digital das Obrigações Fiscais, Previdenciárias e Trabalhistas

Finalidade. Entes envolvidos. Sistema de Escrituração Fiscal Digital das Obrigações Fiscais, Previdenciárias e Trabalhistas Sistema de Escrituração Fiscal Digital das Obrigações Fiscais, Previdenciárias e Trabalhistas ariane@ensicon.com.br Finalidade A Escrituração Fiscal Digital Social tem por finalidade: a) Prestar informações

Leia mais

Instrução Normativa 1.343, DE 08.04.2013, DA SECRETARIA DA RECEITA FEDERAL DO BRASIL

Instrução Normativa 1.343, DE 08.04.2013, DA SECRETARIA DA RECEITA FEDERAL DO BRASIL Instrução Normativa 1.343, DE 08.04.2013, DA SECRETARIA DA RECEITA FEDERAL DO BRASIL ASSISTIDOS COM INÍCIO DO RECEBIMENTO DO BENEFÍCIO NO PERÍODO DE JAN.2008 A DEZ.2012 Perguntas e respostas para entendimento

Leia mais

esocial e PUC Programa de Unificação do Crédito e PUC

esocial e PUC Programa de Unificação do Crédito e PUC esocial e PUC Programa de Unificação do Crédito VI Fórum Interestadual de Regularidade 9 de outubro de 2014 Frederico Faber Coordenador de Cobrança Cenário Atual Os empregadores são obrigados a preencher

Leia mais

esocial O que muda na sua empresa? TAX

esocial O que muda na sua empresa? TAX TAX esocial O que muda na sua empresa? 20XX KPMG, uma [estrutura legal] brasileira e firma-membro da rede KPMG de firmasmembro independentes e afiliadas à KPMG International Cooperative ( KPMG International

Leia mais

esocial Obrigatoriedade: janeiro de 2015.

esocial Obrigatoriedade: janeiro de 2015. 1 esocial O esocial é uma ação conjunta da Caixa Econômica Federal, do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), do Ministério da Previdência (MPS), do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE) e da Secretaria

Leia mais

CALENDÁRIO DAS OBRIGAÇÕES TRABALHISTAS e PREVIDENCIÁRIAS OUTUBRO/2010

CALENDÁRIO DAS OBRIGAÇÕES TRABALHISTAS e PREVIDENCIÁRIAS OUTUBRO/2010 1 CALENDÁRIO DAS OBRIGAÇÕES TRABALHISTAS e PREVIDENCIÁRIAS OUTUBRO/2010 Dia 06-10-2010 (Quarta-feira): SALÁRIOS Todos os empregadores, assim definidos pela CLT (Consolidação das Leis do Trabalho). Fato

Leia mais

Sistema Público de Escrituração Digital SPED

Sistema Público de Escrituração Digital SPED Sistema Público de Escrituração Digital SPED NF-e NFS-e ECD Contábil F-cont EFD - Folha EFD ICMS CT-e e-lalur EFD PIS/Cofins Contribuições Contribuinte RFB SEFAZ Leiaute Banco de Dados Procuração Eletrônica

Leia mais

Formulários Eletrônicos e Processos para o esocial

Formulários Eletrônicos e Processos para o esocial Formulários Eletrônicos e Processos para o esocial 1. Objetivos 2. Definições dos Formulários Eletrônicos 3. Validações Automáticas de Dados 4. Relatórios de Inconsistências 5. Definição e Regras Gerais

Leia mais

esocial A TRANSFORMAÇÃO DA RELAÇÃO DE TRABALHO E DE ARRECAÇÃO SOBRE A FOLHA DE PAGAMENTO

esocial A TRANSFORMAÇÃO DA RELAÇÃO DE TRABALHO E DE ARRECAÇÃO SOBRE A FOLHA DE PAGAMENTO esocial A TRANSFORMAÇÃO DA RELAÇÃO DE TRABALHO E DE ARRECAÇÃO SOBRE A FOLHA DE PAGAMENTO CENÁRIO ATUAL EMARANHADO DE NORMAS E LEIS INÚMERAS OBRIGAÇÕES ACESSÓRIAS INFORMAÇÕES NÃO CONSOLIDADAS E DE MÁ QUALIDADE

Leia mais

INFORMATIVO. Dispensa de IR sobre as contribuições do participante de 01/01/89 a 31/12/95

INFORMATIVO. Dispensa de IR sobre as contribuições do participante de 01/01/89 a 31/12/95 INFORMATIVO Dispensa de IR sobre as contribuições do participante de 01/01/89 a 31/12/95 Este informativo tem o propósito de orientar as associadas sobre as principais questões atinentes aos procedimentos

Leia mais

Saiba tudo sobre o esocial

Saiba tudo sobre o esocial Saiba tudo sobre o esocial Introdução Com a criação do Sistema Público de Escrituração Digital (Sped), o Governo propiciou maior controle e agilidade na fiscalização das informações contábeis e fiscais

Leia mais

Escrituração Fiscal da Folha de Pagamento e das Obrigações Previdenciárias (EFD-Social) esocial

Escrituração Fiscal da Folha de Pagamento e das Obrigações Previdenciárias (EFD-Social) esocial Escrituração Fiscal da Folha de Pagamento e das Obrigações Previdenciárias (EFD-Social) esocial O esocial vem mudar a legislação? Qual o prazo para o registro de funcionários? Art. 5º O empregador anotará

Leia mais

MEI MICROEMPREENDEDOR INDIVIDUAL

MEI MICROEMPREENDEDOR INDIVIDUAL MEI MICROEMPREENDEDOR INDIVIDUAL Conheça as condições para recolhimento do Simples Nacional em valores fixos mensais Visando retirar da informalidade os trabalhadores autônomos caracterizados como pequenos

Leia mais

ÍNDICE. Com a criação do Sistema Público de INTRODUÇÃO. Introdução. Legislação. Empresas. Obrigações Abrangidas. Identificadores

ÍNDICE. Com a criação do Sistema Público de INTRODUÇÃO. Introdução. Legislação. Empresas. Obrigações Abrangidas. Identificadores 1 ÍNDICE 2 3 8 13 13 14 19 19 22 23 Introdução Legislação Empresas Obrigações Abrangidas Identificadores Envio, Prazo, Transmissão e Retificação Fiscalização e Autuação Carga Inicial Segurados Sistema

Leia mais

Entendendo o esocial

Entendendo o esocial Entendendo o esocial O que éo esocial O esocial éo instrumento de unificação da prestação das informações referentes àescrituração das obrigações fiscais, previdenciárias e trabalhistas e tem por finalidade

Leia mais

Neste bip. Participação nos Lucros e Resultados. Você Sabia? Rescisão Complementar. Edição 54 Fevereiro de 2015

Neste bip. Participação nos Lucros e Resultados. Você Sabia? Rescisão Complementar. Edição 54 Fevereiro de 2015 Neste bip Participação nos Lucros e Resultados... Rescisão Complementar... 1 DIRF 2015... 2 Novas Alterações Trabalhistas e Previdenciárias... 3 EFD ICMS-IPI... 4 Nova Tabela de INSS e Salário Família...

Leia mais

esocial: Integração no Ambiente Sped SISTEMA PÚBLICO DE ESCRITURAÇÃO DIGITAL

esocial: Integração no Ambiente Sped SISTEMA PÚBLICO DE ESCRITURAÇÃO DIGITAL esocial: Integração no Ambiente Sped SISTEMA PÚBLICO DE ESCRITURAÇÃO DIGITAL NF-e Abrangência ECD esocial EFD EFD - IRPJ CT-e NFS-e E-Lalur FCont O esocial é um projeto do governo federal que vai unificar

Leia mais