Etapas de desenvolvimento do CliqCCEE. 29 de abril de 2013

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Etapas de desenvolvimento do CliqCCEE. 29 de abril de 2013"

Transcrição

1 Etapas de desenvolvimento do CliqCCEE 29 de abril de 2013

2 AGENDA 1. Modelo de release 2. Características CliqCCEE 3. Releases CliqCCEE 4. DRI / Site

3 AGENDA 1. Modelo de release 2. Características CliqCCEE 3. Releases CliqCCEE 4. DRI / Site

4 Gestão da Demanda A eficácia do processo de gestão das demandas e portfólio é fator crítico de sucesso para o negócio da CCEE Um novo modelo de gestão foi implementado para favorecer o planejamento das demandas e minimizar os desenvolvimentos adhoc As aplicações evoluem segundo cronograma pré-estabelecido de Releases, planejadas anualmente e priorizadas trimestralmente em conjunto com as áreas de negócio O planejamento dos Releases seguem as diretrizes do planejamento estratégico da organização e devem estar alinhados com a Agenda Regulatória da Aneel.

5 Gestão de Demanda e Portfólio Modelo de Releases O modelo assegura maior previsibilidade e estabilidade para o desenvolvimento Planejar Releases de Versão com calendários definidos Minimizar Releases de Modificação - desenvolvimentos sob demanda (adhoc) Reduzir eventos de migração para produção Gerir Projetos e Melhorias de forma integrada V Release de Correção Release de Modificação Release de Versão

6 Gerenciamento de Releases Gerenciamento de Release é um dos conceitos de maior alavancagem que um grupo de TI pode implementar para fazer sua organização correr mais suavemente. Essencialmente, a adoção do Gerenciamento de Releases significa tratar todos os trabalhos de manutenções e melhorias da mesma forma que os fornecedores de software fazem. Todas as melhorias são avaliadas como parte de um plano de longo prazo para o produto. Esforços de manutenção e melhoria consomem uma quantidade significativa de recursos de TI, e ainda muito do esforço atribuído a estas atividades geralmente produz pouco valor estratégico.... outra vantagem dessa abordagem é que ela reduz o número de projetos competindo por atenção na carteira e elimina grande parte do problema de pico de demanda em TI. Fonte: Gartner, 2008, How To Avoid the Seven Deadly Sins of a PMO

7 Gestão de Demanda e Portfólio Governança A Governança da TM conta com 2 comitês que se reúnem periodicamente para assegurar a melhor utilização dos recursos de tecnologia em alinhamento com a estratégia do negócio Tecnologia Priorização Participantes Objetivo Freqüência Diretor da TM Gerentes e Coordenadores da TM Discutir temas críticos de TM e deliberar sobre possíveis demandas Mensal Diretoria da CCEE Gerentes das áreas envolvidas Definir e priorizar o conteúdo dos Releases Definir Calendário dos Releases Trimestral Foco Garantir a operação integrada da TM Garantir a implementação das melhorias A priorização da DSS será baseada em critérios previamente acordados, como Disponibilidade de Recursos, Aspectos de Negócio, Regulação, Prazo de Entrega, Impacto nos sistemas de TI, Benefícios ao Agente e Ganho de Produtividade.

8 AGENDA 1. Modelo de release 2. Características CliqCCEE 3. Releases CliqCCEE 4. DRI / Site

9 Componentes do Sistema Interfaces com Sistemas Legados SCDE SOMA Agentes Desconto Alocação de Geração Própria Encargos Módulos Novo On Line SCL Cadastro Corporativo Energia de Reserva Calendário Corporativo Garantia Financeira Consolidação de Resultados Garantia Física Contratos Liquidações DRI Divulgação de Resultados e Informações Novo SGC 103% MCSD MCSD Ex-Post Medição Contábil Medição Física Penalidade de Energia Penalidade de Potência CPEN Aut. PLD Preços Ressarcimento RRV Tratamento de Exposições Votos Camada de Integração Batch - Motor de Cálculo Ajuste de Contab e Recontab Consolidação de Resultados Contratos Desconto Encargos Data Warehouse Energia de Reserva Garantia Financeira Garantia Física Liquidações MCSD MCSD Ex-Post Medição Contábil Medição Física MRE Penalidade de Energia Penalidade de Potência Ressarcimento RRV Tratamento de Exposições Votos

10 Negócio Sustentação MDS Framework Gerenciamento de Projetos Metodologia de Desenvolvimento de Software (MDS) Framework) Plano de Desenvolvimento de Software Análise de Requisitos Especificação (Visão Lógica) Desenho do Software (Visão Física) Construção (Codificação) Integração (testes e homologação) Implantação Gestão de Configuração Garantia da Qualidade Arquitetura de Soluções, Aplicações e Informação Medição de Software Papéis e Responsabilidades Termos do Framework

11 Qualidade Novo SCL Metodologia de Desenvolvimento de Sistemas Ciclo de Vida de Desenvolvimento dos Produtos de SW FASES Disciplinas (Guias) Concepção Elaboração Construção Transição Requisitos Análise e Design Implementação Testes Implantação Configuração O QUE deve ser feito. COMO deve ser feito. PRODUTO construído. Objetivos de cada fase da MDS.

12 AGENDA 1. Modelo de release 2. Características CliqCCEE 3. Releases CliqCCEE 4. DRI / Site

13 Macro Cronograma Hipotético - Release Etapa do release Mes 1 Mes 2 Mes 3 Mes 4 Mes 5 Mes 6 Mes 7 Mes 8 Mes 9 Mes 10 Mes 11 Mes 12 Aprovação da regra Motor de Cálculo (espec/ construção/ teste/ homologação) Camada de Integração (espec/ construção/ teste/ homologação) Online (espec/ construção/ teste/ homologação) DRI (espec/ construção/ teste/ homologação) Testes Integrados Certificação Implantação Operação assistida Próximos releases: v 2.0 julho/13 / v 3.0 janeiro/14 v 4.0 julho/14 / v 5.0 janeiro/15 v 6.0 julho/15 / v 7.0 janeiro/16

14 DRI - Volumes 18 malhas de carga 1450 programas de ETL para carga OLAP 906 tabelas (DW, DIM e Fatos) 270 arquivos para download 110 relatórios no OBIEE 2000 objetos mapeados (maioria acrônimos) 16

15 Timeline Releases do CliqCCEE Out/12 CliqCCEE v1.0 Jan, Fev, Mar/13 Abr, Mai/13 CliqCCEE v1.0 Leilão "A em 2013 CliqCCEE v1.0 MCSD ex-post / 103% CliqCCEE v1.1 Demandas Regulatórias Cessão de Energia de Reserva Penalidade de Energia de Resolução Reserva CNPE 03 Multa Anemométrica MP579 / Lei Sazonalização de Garantia Física de Cotas Criação de Nova Modalidade contratual Manutenção de Cadastro de Agentes Transferência do MCP para os Distribuidores Alteração de Metodologia de Penalidades Apuração e Liquidação do Regime de Cotas Angra Fase I CliqCCEE v1.1 CliqCCEE v1.2 CliqCCEE v1.2 Calculo e publicação de preços: Operacionalização do 2º LFA Ajustes da Contabilização do MCP Ajustes em Penalidade de Energia Ajustes no cálculo do RRV Jul/13 CliqCCEE v2.0 CliqCCEE v2.0/2.1 Leilão - 12º LEN (A ) Ajuste no relatório AGP001 Criação do Comercializador Varejista Melhorias de Regras Online MCSD retirado do escopo 1.0 Jan/14 CliqCCEE v3.0 CliqCCEE v3.0 Portaria Registro de contratos ex ante semanal, flexibilidade contratual e preço associado Nova Metodologia de Garantias Financeiras Fase II Angra Fase II Cessão de excedentes por Consumidores Livres e Especiais Regras Jan/14 Sem definição de data CNPE 03 fase definitiva

16 AGENDA 1. Modelo de release 2. Características CliqCCEE 3. Releases CliqCCEE 4. DRI / Site

17 Projeto de Estabilização da DRI DRI Divulgação de Relatórios e Informações Áreas envolvidas ogmim, GCTL, GLMR, GATE, GCGR, GSIN, GGAP e GARQ o15 pessoas full time occee > GP, 2 analistas de sistemas, 1 analista de negócios, 1 AD + equipe compartilhada com outros projetos 3 analistas de sistemas oinfostrategy > Líder técnico dedicado, 2 analistas OBIEE, 2 analistas ODI, 2 documentadores, 1 especialista ODI part time e 1 especialista OBIEE part time Gerente de Projeto dedicado Motivadores: Questionamentos sobre estabilidade e confiabilidade da ferramenta e da solução DRI Incidências em produção / demora atendimento Lentidão na utilização da ferramenta Implantação de funcionalidades da v1.0 Objetivos : Melhoria na qualidade da informação, Diminuição do tempo de resposta da aplicação Diminuição do tempo de carga de dados

18 O que estamos fazendo: Entregas pendentes da versão 1.0: orelatórios Certificados odownload ocamada Semântica Entregas 1.1, 1.2 e especificação da 2.0 Sustentação Performance orelatórios oprocessos de Carga Qualidade e Processos opapeis e Responsabilidades ovalidação com áreas Melhorias Estruturais Melhorias Funcionais O que já fizemos: Reuniões específicas com alguns agentes Otimização das informações de Contratos Relatórios de Recontabilização, MCSD Ex-post Sistema de liberação de dados para os agentes Redução das incidências (backlog 50 6) DRI Divulgação de Relatórios e Informações Estabilização da DRI

19 Site CCEE Frente de trabalho específica Motivadores: Páginas não atualizadas Lentidão Dificuldade de Publicação de conteúdo e arquivos Dificuldade de encontrar informações Instabilidade da aplicação O que estamos fazendo: Força tarefa junto a Oracle para ajustes: opublicação de informações obusca das informações oinstabilidade oconfiguração e Melhorias no Cluster do Portal Atividades internas: oajuste do servidor de aplicação para tratamento do cache das informações

20 Obrigado

21 Backup slides

22 DRI - Conteúdo Camada Semântica (Construção de Relatórios pelos Agentes / CCEE) Conjunto de acrônimos e dados cadastrais organizados em áreas de assunto, na sequência dos cadernos das regras de comercialização Possibilidade de construção de relatórios, a partir do cruzamento livre de dados, respeitando as dimensões dos acrônimos e dentro de cada área de assunto Acesso aos dados de entrada, intermediário e resultado que o processamento das regras armazenou. O agente não acessará as informações horárias, somente a CCEE Exportação de consultas em diversos formatos Relatórios (Painéis) Conjunto de 88 relatórios padronizados e 22 relatórios para o público, disponibilizados aos agentes após os processamentos contábeis (contabilização, energia de reserva, entre outros) Os relatórios padrão apresentam informações gerenciais (dados finais de processamentos contábeis) Especificações construídas e validadas pela CCEE, em conjunto com o grupo de representantes das associações de classe Exportação de relatórios em diversos formatos Download Conjunto de arquivos agrupados em dimensões de dados (ex: usinas) Arquivos em formato csv, distribuídos em contextos contábeis Acesso aos dados de entrada, intermediários e de resultados que o processamento da regra armazenou (inclusive dados horários) Permitir aos agentes utilizar os arquivos para carga em seus respectivos sistemas 24

23 DRI Modelagem de Dados Modelo de dados Relacional Modelo de dados normalizado com todos os assuntos do ambiente organizados e integrados. Camada exclusiva utilizada como fonte de informações para os data marts ou seja, não será permitida a extração dos dados do DW para carga nos sistemas transacionais e/ou sistemas fontes. O modelo de dados deve ser preferencialmente normalizado, em alguns casos para maior facilidade de uso. O DW possui característica de armazenamento histórico e não volátil no menor nível de granularidade, devendo considerar os requisitos de retenção e latência dos dados definidos pelas áreas de negócio. Utilizamos prioritariamente datas de vigências (atributos contendo data de inicio e data de fim de vigência do registro) para controle de alterações e armazenamento de informações históricas. Modelo de dados Dimensional Star Schema Esta camada é utilizada para a construção de Data Marts dependentes (que possuem como única fonte de informações a camada relacional do DW). A construção de data marts é feita com foco no atendimento a um conjunto de necessidades de informação específicas que não podem ser atendidas diretamente pela camada relacional devido a limitações físicas (facilidade de navegação, performance, limitações da ferramenta utilizada pelo usuário final, etc.). O modelo dimensional possui como sua única fonte de informações a camada relacional, obtida através do DW. É importante construir os modelos dimensionais com a menor granularidade possível (ou seja, não utilizar detalhamento excessivo de informações no dimensional). 25

24 Equipe e processos Dezembro / 2012 Frente: Operação Assistida e Final de projeto (desenvolvimento publisher) Equipe: CCEE > Líder técnico dedicado, 3 analistas de sistemas, 3 analistas de negócios TDWBI > Líder técnico dedicado, 3 analistas OBIEE, 5 analistas ODI Janeiro / 2013 Frente: Sustentação Equipe: CCEE > Coordenador compartilhado, 2 analistas de sistemas (ODI / OBIEE) Frente: Projeto Equipe: CCEE > GP, 2 analistas de sistemas, 1 analista de negócios, 1 AD + equipe compartilhada com outros projetos 3 analistas de sistemas Infostrategy > Líder técnico dedicado, 2 analistas OBIEE, 2 analistas ODI, 2 documentadores, 1 especialista ODI part time e 1 especialista OBIEE part time

25 DRI - Volumes 18 malhas de carga 1450 programas de ETL para carga OLAP 906 tabelas (DW, DIM e Fatos) 270 arquivos para download 110 relatórios no OBIEE 2000 objetos mapeados (maioria acrônimos) 27

Versão: 3 Início de Vigência: xx.xx.2006 Instrumento de Aprovação: Despacho ANEEL nºxxxx, de xxx de xxxxx de 2006

Versão: 3 Início de Vigência: xx.xx.2006 Instrumento de Aprovação: Despacho ANEEL nºxxxx, de xxx de xxxxx de 2006 Procedimento de Comercialização Versão: 3 Início de Vigência: xx.xx.2006 Instrumento de Aprovação: Despacho ANEEL nºxxxx, de xxx de xxxxx de 2006 ÍNDICE 1. APROVAÇÃO...3 2. HISTÓRICO DE REVISÕES...3 3.

Leia mais

Curso Data warehouse e Business Intelligence

Curso Data warehouse e Business Intelligence Curso Data warehouse e Business Intelligence Fundamentos, Metodologia e Arquitetura Apresentação Os projetos de Data Warehouse e Business Intelligence são dos mais interessantes e complexos de desenvolver

Leia mais

ADMINISTRAÇÃO DE REDES E DATA CENTER 1º PERÍODO DE TECNOLOGIA DE REDES

ADMINISTRAÇÃO DE REDES E DATA CENTER 1º PERÍODO DE TECNOLOGIA DE REDES DESENHO DE SERVIÇO Este estágio do ciclo de vida tem como foco o desenho e a criação de serviços de TI cujo propósito será realizar a estratégia concebida anteriormente. Através do uso das práticas, processos

Leia mais

Curso Data warehouse e Business Intelligence Fundamentos, Metodologia e Arquitetura

Curso Data warehouse e Business Intelligence Fundamentos, Metodologia e Arquitetura Curso Data warehouse e Business Intelligence Fundamentos, Metodologia e Arquitetura Apresentação Os projetos de Data Warehouse e Business Intelligence são dos mais interessantes e complexos de desenvolver

Leia mais

PDS - DATASUS. Processo de Desenvolvimento de Software do DATASUS

PDS - DATASUS. Processo de Desenvolvimento de Software do DATASUS PDS - DATASUS Processo de Desenvolvimento de Software do DATASUS Coordenação Geral de Arquitetura e Engenharia Tecnológica Coordenação de Padronização e Qualidade de Software Gerência de Padrões e Software

Leia mais

Relatório de Consultoria PD.33.10.83A.0080A/RT-05-AA. Levantamento da Gestão de TIC

Relatório de Consultoria PD.33.10.83A.0080A/RT-05-AA. Levantamento da Gestão de TIC Relatório de Consultoria PD.33.10.83A.0080A/RT-05-AA Levantamento da Gestão de TIC Cotação: 23424/09 Cliente: PRODABEL Contato: Carlos Bizzoto E-mail: cbizz@pbh.gov.br Endereço: Avenida Presidente Carlos

Leia mais

Regras de Comercialização 2013. Apresentação no InfoPLD 25.02.2013

Regras de Comercialização 2013. Apresentação no InfoPLD 25.02.2013 Regras de Comercialização 2013 Apresentação no InfoPLD 25.02.2013 Agenda Alterações aprovadas Contribuições acatadas 2 Alterações Aprovadas 1) Regime de Cotas de Garantia Física 2) Sazonalização de Garantia

Leia mais

C O B I T. Gerenciamento dos Riscos Mitigação. Aceitação. Transferência. Evitar/Eliminar.

C O B I T. Gerenciamento dos Riscos Mitigação. Aceitação. Transferência. Evitar/Eliminar. C O B I T Evolução Estratégica A) Provedor de Tecnologia Gerenciamento de Infra-estrutura de TI (ITIM) B) Provedor de Serviços Gerenciamento de Serviços de TI (ITSM) C) Parceiro Estratégico Governança

Leia mais

REGISTRO, TRATAMENTO E APURAÇÃO DE INDISPONIBILIDADES DE USINAS HIDRÁULICAS NÃO DESPACHADAS CENTRALIZADAMENTE E PARTICIPANTES DO MRE

REGISTRO, TRATAMENTO E APURAÇÃO DE INDISPONIBILIDADES DE USINAS HIDRÁULICAS NÃO DESPACHADAS CENTRALIZADAMENTE E PARTICIPANTES DO MRE Procedimento de Comercialização REGISTRO, TRATAMENTO E APURAÇÃO DE INDISPONIBILIDADES DE USINAS HIDRÁULICAS NÃO DESPACHADAS CENTRALIZADAMENTE E PARTICIPANTES DO MRE Versão: 1 Início de Vigência: XX/XX/200X

Leia mais

TI Digital: Rede Social Corporativa alavancando produtividade em desenvolvimento de sistemas com modelo CMMI

TI Digital: Rede Social Corporativa alavancando produtividade em desenvolvimento de sistemas com modelo CMMI TI Digital: Rede Social Corporativa alavancando produtividade em desenvolvimento de sistemas com modelo CMMI Autores Caroline Donato Dario Almeida Marisa Fraga Apresentação Dario Almeida Gerente Executivo

Leia mais

Mercado de Energia: O Futuro dos Ambientes de Contratação Livre e Regulado Rui Altieri Presidente do Conselho de Administração da CCEE

Mercado de Energia: O Futuro dos Ambientes de Contratação Livre e Regulado Rui Altieri Presidente do Conselho de Administração da CCEE Richard Lee Hochstetler Instituto Acende Brasil Mercado de Energia: O Futuro dos Ambientes de Contratação Livre e Regulado Rui Altieri Presidente do Conselho de Administração da CCEE MERCADO DE ENERGIA:

Leia mais

DATA WAREHOUSE. Introdução

DATA WAREHOUSE. Introdução DATA WAREHOUSE Introdução O grande crescimento do ambiente de negócios, médias e grandes empresas armazenam também um alto volume de informações, onde que juntamente com a tecnologia da informação, a correta

Leia mais

CONCORRÊNCIA AA Nº 05/2009 BNDES ANEXO X PROJETO BÁSICO: DESCRIÇÃO DOS PROCESSOS DE TI

CONCORRÊNCIA AA Nº 05/2009 BNDES ANEXO X PROJETO BÁSICO: DESCRIÇÃO DOS PROCESSOS DE TI CONCORRÊNCIA AA Nº 05/2009 BNDES ANEXO X PROJETO BÁSICO: DESCRIÇÃO DOS PROCESSOS DE TI 1. PI06 TI 1.1. Processos a serem Atendidos pelos APLICATIVOS DESENVOLVIDOS Os seguintes processos do MACROPROCESSO

Leia mais

Riscos e Garantias para a Comercialização de Energia de PCHs Encontro Nacional de Operadores e Investidores em Pequenas Centrais Hidrelétricas

Riscos e Garantias para a Comercialização de Energia de PCHs Encontro Nacional de Operadores e Investidores em Pequenas Centrais Hidrelétricas Riscos e Garantias para a Comercialização de Energia de PCHs Encontro Nacional de Operadores e Investidores em Pequenas Centrais Hidrelétricas Luciano Macedo Freire Conselho de Administração 07 de abril

Leia mais

Projeto SAAT/SAGER. Reunião com os Proponentes 18/03/2015

Projeto SAAT/SAGER. Reunião com os Proponentes 18/03/2015 Projeto SAAT/SAGER Reunião com os Proponentes 1 18/03/2015 Agenda Visão Geral dos Sistemas SAGER SAAT Requisitos Contexto Plataforma Tecnológica Plano do Projeto Estrutura de Gestão Atividades de apoio

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA TÍTULO: Termo de Referência para contratação de ferramenta case de AD. GECOQ Gerência de Controle e Qualidade 1/9

TERMO DE REFERÊNCIA TÍTULO: Termo de Referência para contratação de ferramenta case de AD. GECOQ Gerência de Controle e Qualidade 1/9 TÍTULO: ASSUNTO: GESTOR: TERMO DE REFERÊNCIA Termo de Referência para contratação de ferramenta case de AD DITEC/GECOQ Gerência de Controle e Qualidade ELABORAÇÃO: PERÍODO: GECOQ Gerência de Controle e

Leia mais

ATO Nº 91/2015/GP/TRT 19ª, DE 1º DE JUNHO DE 2015

ATO Nº 91/2015/GP/TRT 19ª, DE 1º DE JUNHO DE 2015 PODER JUDICIÁRIO JUSTIÇA DO TRABALHO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA DÉCIMA NONA REGIÃO ATO Nº 91/2015/GP/TRT 19ª, DE 1º DE JUNHO DE 2015 O DESEMBARGADOR PRESIDENTE DO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA

Leia mais

Data Warehousing. Leonardo da Silva Leandro. CIn.ufpe.br

Data Warehousing. Leonardo da Silva Leandro. CIn.ufpe.br Data Warehousing Leonardo da Silva Leandro Agenda Conceito Elementos básicos de um DW Arquitetura do DW Top-Down Bottom-Up Distribuído Modelo de Dados Estrela Snowflake Aplicação Conceito Em português:

Leia mais

Checklist de Projeto de Data Warehouse

Checklist de Projeto de Data Warehouse Checklist de Projeto de Data Warehouse Prof. Dr. Jorge Rady de Almeida Jr. Escola Politécnica da USP F/1 Revisão de Projeto Design Review Após uma área de interesse tenha sido projetada e posta em operação

Leia mais

Palestra: Release de Projetos em TI.

Palestra: Release de Projetos em TI. Palestra: Release de Projetos em TI. Renato Servone Festa Coordenador de Sistemas Histórico Profissional MBA em Gestão Empresarial Bacharel em Administração de Empresas Experiência desde 1996 em programação,

Leia mais

REGISTRO, TRATAMENTO E APURAÇÃO DE INDISPONIBILIDADES DE USINAS HIDRÁULICAS NÃO DESPACHADAS CENTRALIZADAMENTE E PARTICIPANTES DO MRE

REGISTRO, TRATAMENTO E APURAÇÃO DE INDISPONIBILIDADES DE USINAS HIDRÁULICAS NÃO DESPACHADAS CENTRALIZADAMENTE E PARTICIPANTES DO MRE Procedimento de Comercialização REGISTRO, TRATAMENTO E APURAÇÃO DE INDISPONIBILIDADES DE USINAS HIDRÁULICAS NÃO DESPACHADAS CENTRALIZADAMENTE E PARTICIPANTES DO MRE Versão: 1 Início de Vigência: REGISTRO,

Leia mais

ANEXO II - Especificações Técnicas

ANEXO II - Especificações Técnicas ANEXO II - Especificações Técnicas Índice 1 CONTEXTUALIZAÇÃO DO ESCOPO... 24 1.1 OBJETIVO DESTE DOCUMENTO... 24 1.2 CARACTERÍSTICAS DAS SOLUÇÕES SAGER E SAAT... 24 1.3 COMPONENTES DO PROJETO PARA O DESENVOLVIMENTO

Leia mais

Grupo LWART: Case de migração JDE 9.0

Grupo LWART: Case de migração JDE 9.0 Grupo LWART: Case de migração JDE 9.0 » Grupo LWART: Case de migração 8.0 => 9.0 Quem é a MAXXICON? Quem é o Grupo LWART? Por que Migrar? A solução e os benefícios idealizados. O planejamento e execução

Leia mais

Banco do Brasil S.A. Consulta ao Mercado - RFP - Request for Proposa Aquisição de Ferramenta de Gestão de Limites Dúvida de Fornecedor

Banco do Brasil S.A. Consulta ao Mercado - RFP - Request for Proposa Aquisição de Ferramenta de Gestão de Limites Dúvida de Fornecedor 1. Em relação ao módulo para Atribuição de Limites, entendemos que Banco do Brasil busca uma solução para o processo de originação/concessão de crédito. Frente a essa necessidade, o Banco do Brasil busca

Leia mais

15/09/2015. Gestão e Governança de TI. Modelo de Governança em TI. A entrega de valor. A entrega de valor. A entrega de valor. A entrega de valor

15/09/2015. Gestão e Governança de TI. Modelo de Governança em TI. A entrega de valor. A entrega de valor. A entrega de valor. A entrega de valor Gestão e Governança de TI Modelo de Governança em TI Prof. Marcel Santos Silva PMI (2013), a gestão de portfólio é: uma coleção de projetos e/ou programas e outros trabalhos que são agrupados para facilitar

Leia mais

Sistema de Gestão dos Documentos da Engenharia [EDMS] O caminho para a Colaboração da Engenharia e Melhoria de Processos

Sistema de Gestão dos Documentos da Engenharia [EDMS] O caminho para a Colaboração da Engenharia e Melhoria de Processos Sistema de Gestão dos Documentos da Engenharia [EDMS] O caminho para a Colaboração da Engenharia e Melhoria de Processos O gerenciamento de informações é crucial para o sucesso de qualquer organização.

Leia mais

CobiT 4.01 OBJETIVOS DE CONTROLE PARA INFORMAÇÃO E TECNOLOGIAS RELACIONADAS

CobiT 4.01 OBJETIVOS DE CONTROLE PARA INFORMAÇÃO E TECNOLOGIAS RELACIONADAS CobiT 4.01 OBJETIVOS DE CONTROLE PARA INFORMAÇÃO E TECNOLOGIAS RELACIONADAS METODOLOGIA DE AUDITORIA PARA AVALIAÇÃO DE CONTROLES E CUMPRIMENTO DE PROCESSOS DE TI NARDON, NASI AUDITORES E CONSULTORES CobiT

Leia mais

Presidente do Quality Assurance Institute QAI Brasil Presidente do International Function Point Users Group IFPUG. Definindo e Alcançando Objetivos

Presidente do Quality Assurance Institute QAI Brasil Presidente do International Function Point Users Group IFPUG. Definindo e Alcançando Objetivos Derivação de Métricas para Projetos de BI Mauricio Aguiar ti MÉTRICAS Presidente do Quality Assurance Institute QAI Brasil Presidente do International Function Point Users Group IFPUG www.metricas.com.br

Leia mais

Governança de TI. Heleno dos Santos Ferreira

Governança de TI. Heleno dos Santos Ferreira Governança de TI Heleno dos Santos Ferreira Agenda Governança de TI Heleno dos Santos Ferreira ITIL Publicação dos Livros revisados 2011 ITIL Correções ortográficas e concordâncias gramaticais; Ajustes

Leia mais

TRANSIÇÃO DE SERVIÇO ITIL FOUNDATION V3 Conteúdo deste resumo deve ser contemplado com a leitura do livro ITIL Service Transition

TRANSIÇÃO DE SERVIÇO ITIL FOUNDATION V3 Conteúdo deste resumo deve ser contemplado com a leitura do livro ITIL Service Transition TRANSIÇÃO DE SERVIÇO ITIL FOUNDATION V3 Conteúdo deste resumo deve ser contemplado com a leitura do livro ITIL Service Transition Conjunto de processos e atividades para a transição de serviços Engloba

Leia mais

Governança de TI UNICAMP 13/10/2014. Edson Roberto Gaseta

Governança de TI UNICAMP 13/10/2014. Edson Roberto Gaseta Governança de TI UNICAMP 13/10/2014 Edson Roberto Gaseta Fundação CPqD Instituição brasileira focada em inovação Experiência em projetos de TI e de negócios Desenvolvimento de tecnologia nacional Modelo

Leia mais

SIMULADO: Simulado 3 - ITIL Foundation v3-40 Perguntas em Português

SIMULADO: Simulado 3 - ITIL Foundation v3-40 Perguntas em Português 1 de 7 28/10/2012 16:47 SIMULADO: Simulado 3 - ITIL Foundation v3-40 Perguntas em Português RESULTADO DO SIMULADO Total de questões: 40 Pontos: 0 Score: 0 % Tempo restante: 55:07 min Resultado: Você precisa

Leia mais

Ricardo Paulino Gerente de Processos e Estratégia

Ricardo Paulino Gerente de Processos e Estratégia Ricardo Paulino Gerente de Processos e Estratégia Agenda Sobre a Ferrettigroup Brasil O Escritório de Processos Estratégia Adotada Operacionalização do Escritório de Processos Cenário Atual Próximos Desafios

Leia mais

Thalita Moraes PPGI Novembro 2007

Thalita Moraes PPGI Novembro 2007 Thalita Moraes PPGI Novembro 2007 A capacidade dos portais corporativos em capturar, organizar e compartilhar informação e conhecimento explícito é interessante especialmente para empresas intensivas

Leia mais

Implantação dos Processos Gerência de Projeto e Medição com Auxílio de Ferramenta Baseada em Planilhas Carlos Simões Claudia Lasmar Gleison Santos

Implantação dos Processos Gerência de Projeto e Medição com Auxílio de Ferramenta Baseada em Planilhas Carlos Simões Claudia Lasmar Gleison Santos Implantação dos Processos Gerência de Projeto e Medição com Auxílio de Ferramenta Baseada em Planilhas Carlos Simões Claudia Lasmar Gleison Santos Agenda: Carlos Simões cs@synapsisbrasil.com.br carlossimoes@cos.ufrj.br

Leia mais

Data Warehouse. Debora Marrach Renata Miwa Tsuruda

Data Warehouse. Debora Marrach Renata Miwa Tsuruda Debora Marrach Renata Miwa Tsuruda Agenda Introdução Contexto corporativo Agenda Introdução Contexto corporativo Introdução O conceito de Data Warehouse surgiu da necessidade de integrar dados corporativos

Leia mais

Diretrizes Propostas para Aplicação da APF em Programa Envolvendo Tecnologias Recentes Tais como Barramento, BPMS e Portal

Diretrizes Propostas para Aplicação da APF em Programa Envolvendo Tecnologias Recentes Tais como Barramento, BPMS e Portal Diretrizes Propostas para Aplicação da APF em Programa Envolvendo Tecnologias Recentes Tais como Barramento, BPMS e Portal Ricardo Gaspar, CFPS (21) 2172-8078 ricardo.gaspar@bndes.gov.br 29 de Novembro

Leia mais

Gestão da Tecnologia da Informação

Gestão da Tecnologia da Informação TLCne-051027-P0 Gestão da Tecnologia da Informação Disciplina: Governança de TI São Paulo, Outubro de 2012 0 Sumário TLCne-051027-P1 Conteúdo desta Aula Abordar o domínio Adquirir e Implementar e todos

Leia mais

A implantação da governança de TI:abordagens, barreiras e requisitos. Agenda da palestra

A implantação da governança de TI:abordagens, barreiras e requisitos. Agenda da palestra A implantação da governança de TI:abordagens, barreiras e requisitos Limeira, 27 de outubro de 2010 Aguinaldo Aragon Fernandes, DSc,CGEIT www,aragonconsultores.com.br Copyright 2010 By Aragon. Agenda da

Leia mais

TIControle. Governança Corporativa e Gestão Estratégica no Senado Federal. Doris Peixoto Diretora Geral

TIControle. Governança Corporativa e Gestão Estratégica no Senado Federal. Doris Peixoto Diretora Geral TIControle Governança Corporativa e Gestão Estratégica no Senado Federal Doris Peixoto Diretora Geral 11/04/2012 Tópicos para nossa conversa de hoje A migração da Governança de TI para o nível corporativo

Leia mais

Impactos e Adaptações do Mercado para. Alexandre Nunes Zucarato Gerente de Inteligência de Mercado Câmara de Comercialização de Energia Elétrica

Impactos e Adaptações do Mercado para. Alexandre Nunes Zucarato Gerente de Inteligência de Mercado Câmara de Comercialização de Energia Elétrica Impactos e Adaptações do Mercado para Implantação da Portaria MME 455/2012 Alexandre Nunes Zucarato Gerente de Inteligência de Mercado Câmara de Comercialização de Energia Elétrica Agenda Objetivos gerais

Leia mais

Profa. Gislaine Stachissini. Unidade III GOVERNANÇA DE TI

Profa. Gislaine Stachissini. Unidade III GOVERNANÇA DE TI Profa. Gislaine Stachissini Unidade III GOVERNANÇA DE TI Information Technology Infrastructure Library ITIL Criado pelo governo do Reino Unido, tem como objetivo a criação de um guia com as melhores práticas

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA. Contratação de empresa para prestação de serviços de treinamento em Information Technology Infrastructure Library (ITIL)V3.

TERMO DE REFERÊNCIA. Contratação de empresa para prestação de serviços de treinamento em Information Technology Infrastructure Library (ITIL)V3. TERMO DE REFERÊNCIA Contratação de empresa para prestação de serviços de treinamento em 1. OBJETO Contratação de empresa para prestação de serviços de treinamento em conceitos da biblioteca ITIL V3 - Infrastructure

Leia mais

IT Service Management Foundation Bridge based on ISO/IEC 20000

IT Service Management Foundation Bridge based on ISO/IEC 20000 Exame simulado IT Service Management Foundation Bridge based on ISO/IEC 20000 Edição Novembro, 2013 Copyright 2013 EXIN All rights reserved. No part of this publication may be published, reproduced, copied

Leia mais

CONCORRÊNCIA AA Nº 05/2009 BNDES ANEXO IV PROJETO BÁSICO: PROCESSO DE DESENVOLVIMENTO DE PROJETOS. Sumário

CONCORRÊNCIA AA Nº 05/2009 BNDES ANEXO IV PROJETO BÁSICO: PROCESSO DE DESENVOLVIMENTO DE PROJETOS. Sumário CONCORRÊNCIA AA Nº 05/2009 BNDES ANEXO IV PROJETO BÁSICO: PROCESSO DE DESENVOLVIMENTO DE PROJETOS Sumário 1. DIRETRIZES PARA O PROCESSO DE DESENVOLVIMENTO DE PROJETOS DE APLICATIVOS...172 1.1. INTRODUÇÃO...172

Leia mais

Relação dos Dados e Informações a serem fornecidos pelo ONS à CCEE

Relação dos Dados e Informações a serem fornecidos pelo ONS à CCEE Anexo I ao Acordo Operacional entre o ONS e CCEE Relação dos Dados e Informações a serem fornecidos pelo ONS à CCEE 1. Objetivo O presente Anexo tem por objetivo estabelecer a relação dos dados e informações

Leia mais

Projeto real de implantação de metodologia de gerenciamento de projetos com apoio do ambiente Microsoft Enterprise Project Management (EPM)

Projeto real de implantação de metodologia de gerenciamento de projetos com apoio do ambiente Microsoft Enterprise Project Management (EPM) Projeto real de implantação de metodologia de gerenciamento de s com apoio do ambiente Microsoft Enterprise Project Management (EPM) Rodolfo Campos PMO da Presidência da TIM Líder do Projeto racampos@timbrasil.com.br

Leia mais

Formação do Preço de Liquidação das Diferenças (PLD) (Anexo)

Formação do Preço de Liquidação das Diferenças (PLD) (Anexo) Formação do Preço de Liquidação das Diferenças (PLD) Regras de Comercialização Formação do Preço de Liquidação das Diferenças (PLD) (Anexo) Versão 1.0 1 versão 1.0 Formação do Preço de Liquidação das Diferenças

Leia mais

P l a n o d e G e r e n c i a m e n t o d as C o m u n i c a ç õ e s d o P r o j e t o

P l a n o d e G e r e n c i a m e n t o d as C o m u n i c a ç õ e s d o P r o j e t o P l a n o d e G e r e n c i a m e n t o d as C o m u n i c a ç õ e s d o P r o j e t o I d e n t i f i c a ç ã o Projeto Implantação de Sistema GED Solicitante BB S.A Patrocinador do Projeto Jurandir Toblib

Leia mais

Ricardo Lima Conselheiro de Administração

Ricardo Lima Conselheiro de Administração XVII Simpósio Jurídico ABCE Riscos e Tendências do Ambiente de Contratação Livre Ricardo Lima Conselheiro de Administração 19 de setembro de 2011 Estrutura Legal da Comercialização Visão Geral das Operações

Leia mais

ITIL V3 GUIA DE MELHORES PRÁTICAS EM GERENCIAMENTO DE SERVIÇOS

ITIL V3 GUIA DE MELHORES PRÁTICAS EM GERENCIAMENTO DE SERVIÇOS ITIL V3 GUIA DE MELHORES PRÁTICAS EM GERENCIAMENTO DE SERVIÇOS CAPÍTULO 1 INTRODUÇÃO ITIL V3 1.1. Introdução ao gerenciamento de serviços. Devemos ressaltar que nos últimos anos, muitos profissionais da

Leia mais

Programa RH-Folh@ Serviços Especializados de Apoio à Gestão do Programa

Programa RH-Folh@ Serviços Especializados de Apoio à Gestão do Programa Programa RH-Folh@ Serviços Especializados de Apoio à Gestão do Programa Apresentação da nova fase do Programa RH Folh@ 19 de dezembro de 2013 Objetivos da reunião Apresentar a nova fase do projeto RH Folh@

Leia mais

Product Lifecycle Management [PLM] Comprometa-se com a inovação.

Product Lifecycle Management [PLM] Comprometa-se com a inovação. Product Lifecycle Management [PLM] Comprometa-se com a inovação. SoftExpert PLM Suite é uma solução que oferece os requisitos e as habilidades necessárias que as empresas precisam para gerenciar com êxito

Leia mais

Sistema de Gestão dos Documentos da Engenharia [EDMS] O caminho para a Colaboração da Engenharia e Melhoria de Processos

Sistema de Gestão dos Documentos da Engenharia [EDMS] O caminho para a Colaboração da Engenharia e Melhoria de Processos Sistema de Gestão dos Documentos da Engenharia [EDMS] O caminho para a Colaboração da Engenharia e Melhoria de Processos O gerenciamento de informações é crucial para o sucesso de qualquer organização.

Leia mais

Reduza custos. Potencialize o valor da TI em seus negócios.

Reduza custos. Potencialize o valor da TI em seus negócios. Reduza custos. Potencialize o valor da TI em seus negócios. Autor: Douglas Marcos da Silva 7 Sumário Executivo Nas últimas décadas, a evolução tecnológica, a interdependência dos mercados e a intensificação

Leia mais

Acesse: www.eyenet.com.br ou ligue : (11) 5049-0441

Acesse: www.eyenet.com.br ou ligue : (11) 5049-0441 1 2 Tenha acesso fácil e rápido para que os clientes vejam melhor meus produtos e serviços de forma objetiva. Expresse o que de fato vendemos, o que de fato solucionamos. Seja fácil de atualizar com sistema

Leia mais

Planejamento Estratégico de TI. Prof.: Fernando Ascani

Planejamento Estratégico de TI. Prof.: Fernando Ascani Planejamento Estratégico de TI Prof.: Fernando Ascani Data Warehouse - Conceitos Hoje em dia uma organização precisa utilizar toda informação disponível para criar e manter vantagem competitiva. Sai na

Leia mais

DESENVOLVER SISTEMAS 1 OBJETIVO

DESENVOLVER SISTEMAS 1 OBJETIVO Proposto por: Equipe Departamento de s de Informação (DESIS) DESENVOLVER SISTEMAS Analisado por: Departamento de s de Informação (DESIS) Aprovado por: Diretor-Geral de Tecnologia da Informação (DGTEC)

Leia mais

ANEXO I A Estratégia de TIC do Poder Judiciário

ANEXO I A Estratégia de TIC do Poder Judiciário RESOLUÇÃO Nº 99, DE 24 DE NOVEMBRO DE 2009 Dispõe sobre o Planejamento Estratégico de TIC no âmbito do Poder Judiciário e dá outras providências. ANEXO I A Estratégia de TIC do Poder Judiciário Planejamento

Leia mais

Proteção de Dados no Contexto do Outsourcing de Infraestrutura de TI TIVIT Leonardo Brito Gibrail

Proteção de Dados no Contexto do Outsourcing de Infraestrutura de TI TIVIT Leonardo Brito Gibrail Proteção de Dados no Contexto do Outsourcing de Infraestrutura de TI TIVIT Leonardo Brito Gibrail Engenharia de Negócios 1 Agenda 1 Sobre a TIVIT 2 IT Outsourcing 3 Parceria TIVIT & Symantec 4 Projeto

Leia mais

Contrata Consultor na modalidade Produto

Contrata Consultor na modalidade Produto Contrata Consultor na modalidade Produto PROJETO 914BRA/1123 FNDE -EDITAL Nº 01/2009 1. Perfil: Consultor ESPECIALISTA EM PLANO DE METAS ANALISTA PROGRAMADOR DELPHI - Código 1 - CGETI. 2. Nº de vagas:

Leia mais

Versão: 2 Início de Vigência: 27.11.2006 Instrumento de Aprovação: Despacho ANEEL nº 2.773, de 27 de novembro de 2006

Versão: 2 Início de Vigência: 27.11.2006 Instrumento de Aprovação: Despacho ANEEL nº 2.773, de 27 de novembro de 2006 Procedimento de Comercialização Versão: 2 Início de Vigência: Instrumento de Aprovação: Despacho ANEEL nº 2.773, de 27 de novembro de 2006 ÍNDICE 1. APROVAÇÃO... 3 2. HISTÓRICO DE REVISÕES... 3 3. PROCESSO

Leia mais

TÓPICOS AVANÇADOS EM ENGENHARIA DE SOFTWARE

TÓPICOS AVANÇADOS EM ENGENHARIA DE SOFTWARE TÓPICOS AVANÇADOS EM ENGENHARIA DE SOFTWARE Engenharia de Computação Professor: Rosalvo Ferreira de Oliveira Neto OLPT x OLAP Roteiro OLTP Datawarehouse OLAP Operações OLAP Exemplo com Mondrian e Jpivot

Leia mais

Qualidade de Serviços de Informação na SRF - QoSRF

Qualidade de Serviços de Informação na SRF - QoSRF Qualidade de Serviços de Informação na SRF - QoSRF ar / 2004 1 / 40 SRF e os Desafio da Engenharia de Software Qualidade Produtividade Prazos Recursos ar / 2004 2 / 40 DEFINIÇÃO DA SRF: SEGUIR TENDÊNCIA

Leia mais

Submódulo 1.1 Adesão à CCEE. Módulo 6 Penalidades. Submódulo 6.2 Notificação e gestão do pagamento de penalidades

Submódulo 1.1 Adesão à CCEE. Módulo 6 Penalidades. Submódulo 6.2 Notificação e gestão do pagamento de penalidades Submódulo 1.1 Adesão à CCEE Módulo 6 Penalidades Submódulo 6.2 Notificação e gestão do Revisão 1.0 Vigência 16/10/2012 1 Submódulo 6.2 Notificação e gestão do ÍNDICE 1. INTRODUÇÃO 2. OBJETIVO 3. PREMISSAS

Leia mais

Seminário Sistema de Informação de Custos na Administração Pública

Seminário Sistema de Informação de Custos na Administração Pública Sistema de Informações de Custos do Governo Federal Apresentação: Miyuki Abe Abril/2009 Sistema de Informações de Custos do Governo Federal Ambiente que disponibiliza informações e funcionalidades para

Leia mais

Governança AMIGA. Para baixar o modelo de como fazer PDTI: www.microsoft.com/brasil/setorpublico/governanca/pdti

Governança AMIGA. Para baixar o modelo de como fazer PDTI: www.microsoft.com/brasil/setorpublico/governanca/pdti e d a id 4 m IN r fo a n m Co co M a n ua l Governança AMIGA Para baixar o modelo de como fazer PDTI: www.microsoft.com/brasil/setorpublico/governanca/pdti Um dos grandes desafios atuais da administração

Leia mais

Exame de Fundamentos da ITIL

Exame de Fundamentos da ITIL Exame de Fundamentos da ITIL Simulado A, versão 5.1 Múltipla escolha Instruções 1. Todas as 40 perguntas devem ser respondidas. 2. Todas as respostas devem ser assinaladas na grade de respostas fornecida.

Leia mais

UNIVERSIDADE REGIONAL DE BLUMENAU CENTRO DE CIÊNCIAS EXATAS E NATURAIS CURSO DE CIÊNCIAS DA COMPUTAÇÃO (Bacharelado)

UNIVERSIDADE REGIONAL DE BLUMENAU CENTRO DE CIÊNCIAS EXATAS E NATURAIS CURSO DE CIÊNCIAS DA COMPUTAÇÃO (Bacharelado) UNIVERSIDADE REGIONAL DE BLUMENAU CENTRO DE CIÊNCIAS EXATAS E NATURAIS CURSO DE CIÊNCIAS DA COMPUTAÇÃO (Bacharelado) SISTEMA INTERNO INTEGRADO PARA CONTROLE DE TAREFAS INTERNAS DE UMA EMPRESA DE DESENVOLVIMENTO

Leia mais

INOVAÇÃO A Era da Mobilidade. Março/2013 A Era da Mobilidade Responsável E. Pugliesi / O. Santos

INOVAÇÃO A Era da Mobilidade. Março/2013 A Era da Mobilidade Responsável E. Pugliesi / O. Santos INOVAÇÃO A Era da Mobilidade Março/2013 A Era da Mobilidade Responsável E. Pugliesi / O. Santos Sociedade de Tratores e Equipamentos S/A - Sotreq Segmento de atuação: O Grupo, que possui capital 100% nacional,

Leia mais

ADMINISTRAÇÃO DE ATIVOS DE TI GERENCIAMENTO DE CONFIGURAÇÃO

ADMINISTRAÇÃO DE ATIVOS DE TI GERENCIAMENTO DE CONFIGURAÇÃO 1 ADMINISTRAÇÃO DE ATIVOS DE TI GERENCIAMENTO DE CONFIGURAÇÃO 2 INFRAESTRUTURA DE TI Para garantir o atendimento às necessidades do negócio, a área de TI passou a investir na infraestrutura do setor, ampliando-a,

Leia mais

Submódulo 1.1 Adesão à CCEE. Módulo 6 Penalidades. Submódulo 6.1 Penalidades de medição e multas

Submódulo 1.1 Adesão à CCEE. Módulo 6 Penalidades. Submódulo 6.1 Penalidades de medição e multas Submódulo 1.1 Adesão à CCEE Módulo 6 Penalidades Submódulo 6.1 Penalidades de medição Revisão 1.0 Vigência 16/10/2012 1 ÍNDICE 1. INTRODUÇÃO 2. OBJETIVO 3. PREMISSAS 4. LISTA DE DOCUMENTOS 5. FLUXO DE

Leia mais

GESTÃO DE T.I. José Luís Padovan jlpadovan@gmail.com

GESTÃO DE T.I. José Luís Padovan jlpadovan@gmail.com GESTÃO DE T.I. José Luís Padovan jlpadovan@gmail.com Conceito Com base nas definições podemos concluir que: Governança de de TI TI busca o compartilhamento de de decisões de de TI TI com os os demais dirigentes

Leia mais

Plano de Projeto G Stock. G Stock. Plano de Projeto. Versão 1.0

Plano de Projeto G Stock. G Stock. Plano de Projeto. Versão 1.0 Plano de Projeto G Stock Plano de Projeto G Stock Versão 1.0 Histórico das Revisões Data Versão Descrição Autores 10/09/2010 1.0 Descrição inicial do plano de projeto Denyson José Ellís Carvalho Isadora

Leia mais

Governança de T.I. Professor: Ernesto Junior E-mail: egpjunior@gmail.com

Governança de T.I. Professor: Ernesto Junior E-mail: egpjunior@gmail.com Governança de T.I Professor: Ernesto Junior E-mail: egpjunior@gmail.com Information Technology Infrastructure Library ITIL ITIL é um acrônimo de Information Technology Infraestruture Library. Criado em

Leia mais

Gerenciamento de Serviços de TI e Site Backup

Gerenciamento de Serviços de TI e Site Backup Gerenciamento de Serviços de TI e Site Backup ATIVAS encerra o ano como a empresa que mais cresceu no mercado brasileiro de serviços de TI ATIVAS é formalmente apresentada ao mercado CEMIG Telecom adquire

Leia mais

MDMS-ANAC. Metodologia de Desenvolvimento e Manutenção de Sistemas da ANAC. Superintendência de Tecnologia da Informação - STI

MDMS-ANAC. Metodologia de Desenvolvimento e Manutenção de Sistemas da ANAC. Superintendência de Tecnologia da Informação - STI MDMS-ANAC Metodologia de Desenvolvimento e Manutenção de Sistemas da ANAC Superintendência de Tecnologia da Informação - STI Histórico de Alterações Versão Data Responsável Descrição 1.0 23/08/2010 Rodrigo

Leia mais

Profa. Celia Corigliano. Unidade IV GERENCIAMENTO DE PROJETOS DE TI

Profa. Celia Corigliano. Unidade IV GERENCIAMENTO DE PROJETOS DE TI Profa. Celia Corigliano Unidade IV GERENCIAMENTO DE PROJETOS DE TI Agenda da disciplina Unidade I Gestão de Projetos Unidade II Ferramentas para Gestão de Projetos Unidade III Gestão de Riscos em TI Unidade

Leia mais

VITEC TECNOLOGIA INFORMAÇÃO

VITEC TECNOLOGIA INFORMAÇÃO VITEC TECNOLOGIA TECNOLOGIA INFORMAÇÃO DA TI Integrada aos Negócios da Caixa Negócios CAIXA Equipe Qualificada Contratação de Serviços Ativos de TI TI Integrada aos Negócios da Caixa Negócios CAIXA Equipe

Leia mais

IT SERVICES PORTFOLIO. SPEKTRUM IT Services Portfolio 1

IT SERVICES PORTFOLIO. SPEKTRUM IT Services Portfolio 1 IT SERVICES PORTFOLIO SPEKTRUM IT Services Portfolio 1 Ser a única no Brasil a ser certificada pela SAP, mostra como estamos à frente no que tange à transparência em todos os nossos processos e, especialmente,

Leia mais

Ministério Público do Estado de Goiás

Ministério Público do Estado de Goiás Ministério Público do Estado de Goiás Apresentação Inicial PMO Institucional MP-GO 1 Um projeto é um esforço temporário empreendido para criar um produto, serviço ou resultado exclusivo. Em muitos casos

Leia mais

De Boas Ideias para Uma Gestão Baseada em Processos

De Boas Ideias para Uma Gestão Baseada em Processos De Boas Ideias para Uma Gestão Baseada em Processos O que você vai mudar em sua forma de atuação a partir do que viu hoje? Como Transformar o Conteúdo Aprendido Neste Seminário em Ação! O que debatemos

Leia mais

A ITIL e o Gerenciamento de Serviços de TI

A ITIL e o Gerenciamento de Serviços de TI A ITIL e o Gerenciamento de Serviços de TI A era da informação Informação, palavra derivada do verbo latim "informare", que significa "disciplinar", "ensinar", "instruir", juntamente com o seu significado

Leia mais

PROPOSTA DE NOVA VERSÃO DAS REGRAS

PROPOSTA DE NOVA VERSÃO DAS REGRAS PROPOSTA DE NOVA VERSÃO DAS REGRAS DE COMERCIALIZAÇÃO AP Nº 56/2014 VERSÃO 2015.1.0 Regras de Comercialização Versão 2015.1.0 Vigência a partir de Janeiro/2015 Audiência Pública nº 056/2014 Período de

Leia mais

SAP Insurance Insurance Analyzer. Giovanni Menegat Arquiteto de Soluções - Insurance

SAP Insurance Insurance Analyzer. Giovanni Menegat Arquiteto de Soluções - Insurance SAP Insurance Insurance Analyzer Giovanni Menegat Arquiteto de Soluções - Insurance AGENDA Desafios de Tecnologia Insurance Analyzer Overview da Solução Comparativo de Projetos (Tradicional x Insurance

Leia mais

ESTÁGIO DE NIVELAMENTO DE GERENCIAMENTO DE PROJETOS MACROPROCESSO DE GESTÃO DO PORTFÓLIO

ESTÁGIO DE NIVELAMENTO DE GERENCIAMENTO DE PROJETOS MACROPROCESSO DE GESTÃO DO PORTFÓLIO ESTÁGIO DE NIVELAMENTO DE GERENCIAMENTO DE PROJETOS MACROPROCESSO DE GESTÃO DO PORTFÓLIO 05.11.2015 SUMÁRIO INTRODUÇÃO DEFINIÇÃO DE PORTFÓLIO CENÁRIO NEGATIVO DOS PORTFÓLIOS NAS ORGANIZAÇÕES GOVERNANÇA

Leia mais

CIO;Executivo de N 5 Identificar as dependências críticas e o desempenho atual 1 dia? Qua 01/09/10 Qua 01/09/10

CIO;Executivo de N 5 Identificar as dependências críticas e o desempenho atual 1 dia? Qua 01/09/10 Qua 01/09/10 Id Nome da tarefa Duração Início Término Predecessoras Qua, 01/Set Qui, 02/Set 18 0 6 12 18 0 6 12 1 Projeto de Implantacão da Governanca de TI com CobiT (Nível 3) 3 dias? Qua 01/09/10 Sex 03/09/10 2 PO

Leia mais

Gerenciamento de Serviços de TI na Prática

Gerenciamento de Serviços de TI na Prática Gerenciamento de Serviços de TI na Prática Uma abordagem com base na ITIL Inclui ISO/IEC 20.000 e IT Flex Ivan Luizio Magalhães Walfrido Brito Pinheiro Novatec Sumário Agradecimentos... 19 Sobre os autores...

Leia mais

Implantação da Governança a de TI na CGU

Implantação da Governança a de TI na CGU Implantação da Governança a de TI na CGU José Geraldo Loureiro Rodrigues Diretor de Sistemas e Informação Controladoria-Geral da União I Workshop de Governança de TI da Embrapa Estratégia utilizada para

Leia mais

Estabelecer os procedimentos para o gerenciamento dos sistemas e demais aplicações informatizadas do TJAC.

Estabelecer os procedimentos para o gerenciamento dos sistemas e demais aplicações informatizadas do TJAC. Código: MAP-DITEC-001 Versão: 00 Data de Emissão: 01/01/2013 Elaborado por: Gerência de Sistemas Aprovado por: Diretoria de Tecnologia da Informação 1 OBJETIVO Estabelecer os procedimentos para o gerenciamento

Leia mais

GESTÃO E OTIMIZAÇÃO DE PROCESSOS. Vanice Ferreira

GESTÃO E OTIMIZAÇÃO DE PROCESSOS. Vanice Ferreira GESTÃO E OTIMIZAÇÃO DE PROCESSOS Vanice Ferreira 12 de junho de 2012 GESTÃO E OTIMIZAÇÃO DE PROCESSOS: conceitos iniciais DE QUE PROCESSOS ESTAMOS FALANDO? GESTÃO E OTIMIZAÇÃO DE PROCESSOS: conceitos iniciais

Leia mais

SISTEMA DE GESTÃO DE PESSOAS SEBRAE/TO UNIDADE: GESTÃO ESTRATÉGICA PROCESSO: TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO

SISTEMA DE GESTÃO DE PESSOAS SEBRAE/TO UNIDADE: GESTÃO ESTRATÉGICA PROCESSO: TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO SISTEMA DE GESTÃO DE PESSOAS SEBRAE/TO UNIDADE: GESTÃO ESTRATÉGICA PROCESSO: TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO Competências Analista 1. Administração de recursos de infra-estrutura de tecnologia da informação 2.

Leia mais

PLANO DE GERANCIAMENTO DO RELEASE Release: 515.05

PLANO DE GERANCIAMENTO DO RELEASE Release: 515.05 Release: 515.05 Versão Data Descrição da Versão Autor 1.0 28/02/15 Versão inicial dos Produtos PRONIM Roberto Bonanomi 1.1 18/03/15 Atualizado Riscos, texto abaixo das entregas do GP e Correção data de

Leia mais

Visão Geral sobre Gestão de Projetos e Iniciação de Projetos Aula 2

Visão Geral sobre Gestão de Projetos e Iniciação de Projetos Aula 2 Visão Geral sobre Gestão de Projetos e Iniciação de Projetos Aula 2 Miriam Regina Xavier de Barros, PMP mxbarros@uol.com.br Agenda Bibliografia e Avaliação 1. Visão Geral sobre o PMI e o PMBOK 2. Introdução

Leia mais

GESTÃO DE PROCESSOS E MELHORIA OPERACIONAL O CASO DA ELETROBRAS

GESTÃO DE PROCESSOS E MELHORIA OPERACIONAL O CASO DA ELETROBRAS GESTÃO DE PROCESSOS E MELHORIA OPERACIONAL O CASO DA ELETROBRAS Alberto Wajzenberg Gerente de Desenvolvimento Organizacional alberto.wajzenberg@eletrobras.com Brasilia 7 de novembro de 2013 GESTÃO DE PROCESSOS

Leia mais

EDITAL DO LEILÃO Nº 2/2011 ANEXO 9 DO CONTRATO PLANO DE TRANSFERÊNCIA OPERACIONAL (PTO)

EDITAL DO LEILÃO Nº 2/2011 ANEXO 9 DO CONTRATO PLANO DE TRANSFERÊNCIA OPERACIONAL (PTO) EDITAL DO LEILÃO Nº 2/2011 CONCESSÃO PARA AMPLIAÇÃO, MANUTENÇÃO E EXPLORAÇÃO DOS AEROPORTOS INTERNACIONAIS BRASÍLIA CAMPINAS GUARULHOS EDITAL DO LEILÃO Nº 2/2011 ANEXO 9 DO CONTRATO PLANO DE TRANSFERÊNCIA

Leia mais

FORMULÁRIO RELATO DA INICIATIVA INOVADORA 1

FORMULÁRIO RELATO DA INICIATIVA INOVADORA 1 Nome da iniciativa inovadora: FORMULÁRIO RELATO DA INICIATIVA INOVADORA 1 Painel de BI (Inteligência nos negócios) para publicação dos dados associados ao controle estadual Responsável pela Iniciativa

Leia mais

A relação da Governança de TI (COBIT), Gerenciamento de Serviços (ITIL) e Gerenciamento de Projetos (PMI)

A relação da Governança de TI (COBIT), Gerenciamento de Serviços (ITIL) e Gerenciamento de Projetos (PMI) A relação da Governança de TI (COBIT), Gerenciamento de Serviços (ITIL) e Gerenciamento de Projetos (PMI) Os principais modelos de melhores práticas em TI Carlos Henrique Santos da Silva, MSc, PMP, ITIL

Leia mais

Planejamento Estratégico de TIC. da Justiça Militar do Estado. do Rio Grande do Sul

Planejamento Estratégico de TIC. da Justiça Militar do Estado. do Rio Grande do Sul Planejamento Estratégico de TIC da Justiça Militar do Estado do Rio Grande do Sul MAPA ESTRATÉGICO DE TIC DA JUSTIÇA MILITAR DO ESTADO (RS) MISSÃO: Gerar, manter e atualizar soluções tecnológicas eficazes,

Leia mais