Secretaria da FAZENDA

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Secretaria da FAZENDA"

Transcrição

1 Secretaria da FAZENDA 1 Especificações Técnicas Aquisição de licença Projeto de Modernização Fiscal do Tocantins (PMF/TO) Aquisição de Licença de Plataforma Tecnológica de Integração de Dados. Banco Interamericano de Desenvolvimento - BID Empréstimo: BR L1255 Julho-2012 Aquisição de Licença de Plataforma Tecnológica de Integração de Dados com Transferência de Tecnologia e Suporte Técnico Local.

2 2 CONTEÚDO 1. SIGLAS JUSTIFICATIVA OBJETIVO METAS E ALCANCE DAS ESPECIFICAÇÃO TÉCNICAS DOS PRAZOS DE ENTREGA E LOCAL REPRESENTANTE DO CONTRATANTE ENDEREÇO DO CONTRATANTE ANEXO ÚNICO

3 3 1. SIGLAS ABNT BID Projeto Projeto Executivo SEFAZ-TO Ferramenta ETL TDR TI UCP Associação Brasileira de Normas Técnicas Banco Interamericano de Desenvolvimento Projeto de Modernização Fiscal do Tocantins (PMF/TO) Conjunto dos elementos necessários e suficientes à execução completa das obras, de acordo com as normas pertinentes da ABNT Secretaria da Fazenda do Estado do Tocantins Ferramenta de Extração Transformação e Carga Termos de Referência Tecnologia de Informação Unidade de Coordenação do Projeto 2. JUSTIFICATIVA A Licença de Plataforma Tecnológica de Integração de Dados a serem adquiridas servirão para extrair os dados dos diversos sistemas fazendários, transformar este dados conforme as regras de negócios estabelecidas e por fim efetuar a carga no Data Warehouse da Secretaria da Fazenda do Estado do Tocantins. Atualmente a carga do Data Warehouse da Secretaria da Fazenda do Estado do Tocantins é efetuada por uma ferramenta ETL, disponível somente até 31 de outubro de 2012, porém para que não haja descontinuidade no processo de atualização dos componentes do sistema, faz-se necessário a aquisição da sua própria ferramenta. Excetuando a atual ferramenta cedida temporariamente por terceiros, a SEFAZ-TO não dispõe qualquer tecnologia especializada em Integração de Dados. Toda necessidade de Integração de Dados é feita através da construção de programas em linguagem convencional, acarretando em tempo/custo de desenvolvimento e manutenção excessivos, bem como resultados não confiáveis. Por outro lado, o grande volume de dados, a diversidade de tecnologias, os múltiplos formatos dos dados e o desconhecimento do nível de qualidade dos dados existentes na SEFAZ-TO, tornam as tarefas de acessar, combinar, aplicar regras de negócio e gerar informações estratégicas, extremamente custosas e de alto risco de confiabilidade nos resultados finais. Além disto, as aplicações hoje existentes na Secretaria foram desenvolvidas ao longo dos anos em diversas tecnologias, o que torna a Integração Corporativa um desafio complexo. A padronização tecnológica e metodológica dos processos de Integração de Dados atenderá todas as demandas de migração, sincronismo, interface e carga de dados. Esta solução deverá atender à demanda atual da entidade, permitindo responder com agilidade e flexibilidade qualquer nova solicitação de Integração de Dados. Visando suportar o plano estratégico de atuação da SEFAZ-TO além das próprias bases de dados, é importante integrar de forma eficiente as múltiplas plataformas de dados existentes em uma única database. Para tanto, a solução a ser adquirida não deve gerar dependência da SEFAZ-TO ao ciclo de gestão de aplicações de cada órgão estadual, mas sim buscar dados em suas origens de forma não intrusiva, garantindo independência na administração e gestão dos negócios de cada uma destas esferas de governo.

4 4 Como exemplo ilustrativo, um ambiente para Integração de Dados deve permitir que os gestores que o operem possam investigar e corrigir questões relacionadas com os tipos de dados existentes versus os valores esperados, os intervalos de valores válidos e inválidos, a integridade referencial e estrutural dos dados (chaves nas bases de dados, por exemplo), as regras de unicidade, a eliminação de duplicações e redundâncias, a complementação de conjuntos de dados e a consistência desses dados de acordo com as regras de negócio. 3. OBJETIVO Aquisição de licença de Plataforma Tecnológica de Integração de Dados com objetivo de efetuar a extração de dados de diversos sistemas, transformação desses dados conforme regras de negócios estabelecidas e por fim a carga dos dados no Data Warehouse da Secretaria da Fazenda do Estado do Tocantins, observando as seguintes condições: Licenciamento perpétuo de uma Plataforma Tecnológica de Integração de Dados; Suporte Técnico na modalidade 24x7 e Atualização Tecnológica dos produtos ofertados pelo período de 12 meses; Capacitação Técnica nos produtos ofertados nos aspectos de Desenvolvimento e Administração; Suporte Técnico Local, por demanda, de até 500 horas de atendimento conforme as especificações técnicas, condições, quantidades e exigências estabelecidas neste documento e seu anexo. 4. METAS E ALCANCE Alimentação do Data Warehouse da Secretaria da Fazenda com os dados extraídos dos demais sistemas fazendários informatizados e a transformação desses dados conforme regras de negócio estabelecidas, garantindo a integridade dos dados em relação a base original, a transferência de tecnologia e o suporte técnico, inclusive local. 5. DAS ESPECIFICAÇÕES TÈCNICAS A solução a ser escolhida está tecnicamente especificada no Anexo Único. 6. DO PRAZO DE ENTREGA E LOCAL Após a publicação do contrato a empresa fornecedora deverá instalar os produtos ofertados em um servidor da SEFAZ-TO, localizado na cidade de Palmas-TO, nos seguintes prazos: As licenças definitivas deverão ser entregues em até dez dias úteis, a contar da assinatura do contrato; A instalação da plataforma tecnológica deverá ser feita em até cinco dias úteis, a contar da entrega das licenças; A capacitação deverá ser feita em até noventa dias corridos, a contar da assinatura do contrato;

5 O suporte técnico e atualização tecnológica dos softwares deverão ser prestados pelo período de doze meses, a contar da assinatura do contrato. O contrato terá vigência de doze meses, a partir da sua assinatura. 7. REPRESENTANTE DO CONTRATANTE Ricardo Pimentel Garcia - Superintendente de Projetos Tecnológicos Financeiros e Tributários. 8. ENDEREÇO DO CONTRATANTE Governo do Estado do Tocantins Secretaria da Fazenda At: UCP Unidade de Coordenação de Projetos Praça dos Girassóis Plano Diretor Norte C.E.P Palmas - TO Tel.: (63) Fax: (63) ANEXO ANEXO ÚNICO DOS REQUISITOS TÉCNICOS OBRIGATÓRIOS a. Requisitos Gerais Oferecer suporte 24x7, com atendimento via 0800 e web, em português, no Brasil; Suporte Técnico á chamados críticos em Palmas-TO. Entende-se por chamados críticos os chamados que relatem a parada total da plataforma tecnológica em ambiente de produção; Todos os serviços de Suporte Local e Capacitação deverão ser prestados nas instalações da SEFAZ-TO e não poderão acarretar em custos adicionais de deslocamento e estadia. b. Requisitos Técnicos de Dimensionamento do Licenciamento da Plataforma Uma licença para Servidor Windows ou Linux com até quatro Cores, para o ambiente de Produção e Uma licença com até 2 Cores, para ser compartilhada pelos ambientes de Homologação e Desenvolvimento;

6 6 As estações clientes são baseadas em tecnologia Intel, com sistema operacional instalado WINDOWS XP e/ou Superior; A Solução de Software deverá atender ainda aos seguintes requisitos: i. Acessos ilimitados de usuários e estações de trabalho, para desenvolvimento, administração, operação e gerenciamento de todos os processos de integração; ii. Todos os componentes devem ser fornecidos por um único fabricante, visando garantir a continuidade futura de uso da tecnologia; iii. Ilimitadas conexões de acesso nativo para leitura e gravação das fontes de dados: Oracle, MS-SQLServer e Adabas (todos em plataforma baixa), bem como ODBC, TXT, XML e CSV; iv. O custo de licenciamento do software ofertado deverá depender unicamente da quantidade de CORES do servidor de produção, indepentemente do tipo de processador; v. Os manuais técnicos dos produtos ofertados deverão ser fornecidos em mídia e papel, obrigatoriamente em português. c. Requisitos Técnicos Obrigatórios da Plataforma Os requisitos técnicos abaixo são obrigatórios e deverão ser obrigatoriamente comprovados através de documentação oficial do fabricante. Caso algum item não possa ser comprovado via documentação técnica, poderá ser comprovado via declaração oficial do fabricante, assinado por seu representante legal. O item referente a suporte técnico deverá ser comprovado via declaração do licitante, firmada por seu representante legal. Visando garantir o atendimento aos requisitos técnicos obrigatórios, a licitante vencedora deverá instalar os produtos ofertados em um servidor da SEFAZ-TO e comprovar o cumprimento de todos os requisitos obrigatórios junto á equipe técnica da SEFAZ-TO. 1. Características Básicas 1.1 Conectividade Acessa nativamente (sem ODBC ou JDBC) para leitura e gravação os SGBD's da plataforma baixa: Oracle (10g R2, 11g R1 e 11gR2), MS-SQLServer (2005, 2008 e 2008 R2) E Adabas (5.1 E 6.1).

7 1.1.2 Acessa para leitura e gravação arquivos em formato MDB, PDF, CSV, EDI e XML Permite a utilização dos utilitários de carga (Loaders) dos SGBD's Permite Extrair e Gravar dados em planilhas MS-EXCEL, arquivos PDF e documentos MS-WORD. 1.2 Funcionalidades Possui interface gráfica, padrão Windows, sem necessidade de manipulação e geração de códigos. A criação e alteração de processos de integração não devem demandar compilação ou geração de código Permite o desenvolvimento de regras de transformação que combinem dados oriundos de ilimitadas plataformas diferentes Permite extrair relatórios de análise de impacto sobre mudanças nas fontes ou destinos de forma automática Possui recurso de debugger interativo, via interface gráfica Suporta funções de transformação (validação, look up, integração, agregação, cálculos, tradução) Não existe limite de volume de dados a serem integrados Fornece wizards para auxiliar a realização de cálculos A ferramenta realiza validação automática referente a tipos de dados envolvidos nos cálculos Existem funções prontas para auxiliar cálculos mais complexos A interface da ferramenta é customizável, permitindo que cada usuário a modifique para maior conforto ao trabalhar. (funções prediletas, customização de menus, toolbars, etc) Possui funções de cálculos estatísticos Permitir a chamada de procedures externas (C, Java, VB, PL/SQL), como etapas do processo de transformação Permitir criação e manutenção de tabelas de referencia (conhecida como tabelas de de/para)através de interface única, centralizada e disponibilizada via web para ilimitados usuários de negócio. Todas as funcionalidades citadas deverão ter controle de acesso e trilha de auditoria. 1.3 Scheduling e Controle de Jobs A ferramenta possui aplicativo ou módulo de interface gráfica que permite scheduling e monitoramento em tempo real dos processos em execução Permite a configuração de scheduler por tempo, por eventos e pela combinação de 7

8 ambos Pode-se interromper um processo durante sua execução e garantir integridade dos dados até o último ponto de commit parcial dos dados Pode-se criar periodicidades de execução dos processos de forma customizadas (por exemplo, toda segunda-feira e quinta-feira) Pode-se comunicar o sucesso, falha e fracasso dos processos de carga, via console e . 2 Segurança 2.1 Possui acesso limitado por perfis / usuários. 2.2 Permite a integração dos usuários da rede (LDAP e Active Diretory) com o esquema de segurança do produto de Integração. 2.3 O esquema de segurança não implica a aquisição de componentes (hardware e software) adicionais de outros fornecedores. 2.4 Provê processo de restart e recovery. 2.5 Permite fazer back-up dos arquivos gerados. 3 Metadados 3.1 O repositório de metadados da solução deve poder ser implementado em quaisquer dos bancos de dados Oracle 10g R2, 11g R1 e 11g R2 e MS-SQLServer (2005, 2008 e 2008 R2). 3.2 É fornecido componente próprio, 100% web, para confecção de Query, Report&Olap do repositório de metadados. São fornecidos relatórios préconfigurados e customizáveis sobre o repositório de metadados. 3.3 Permite acessar as informações do repositório de Metadados através de outras tecnologias de Query, Report&Olap via Web. 3.4 Permite integrar os metadados da ferramenta com outros metadados existentes. 3.5 Permite armazenar informações de negócio no repositório de metadados. 3.6 É entregue documentação oficial do fabricante sobre o metamodelo. 3.7 Após o desenvolvimento via interface gráfica, todas as informações são armazenadas diretamente no repositório de metadados, sem geração de qualquer tipo de código fonte. 4 Arquitetura, Operação e Performance 4.1 As funcionalidades de desenvolvimento deve ser disponibilizadas na arquitetura cliente/servidor. 8

9 4.2 Pode-se criar uma biblioteca com as operações mais realizadas para reaproveitar em outros desenvolvimentos. 4.3 Permitir o processamento paralelo entre processadores de uma mesma máquina (padrão MPP). 4.4 Todos os componentes desenvolvidos são totalmente portáveis entre as plataformas Windows, Linux, Unix, sem necessidade de re-compilação e custo adicional de licenciamento. 4.5 O componente servidor da solução ofertada deverá, obrigatoriamente, estar homologada pelo fabricante para rodar nos sistemas operacionais: - Linux Redhat 5.3, 5.4, 5.5 e 5.6, - Linux Suse 10 e 11, - UnixHP-UX 11i V2 e 11i V3, - IBM AIX 5.3 e 6.1; e - Windows 2003, 2008 e 2008 R2 4.6 O repositório de metadados da solução ofertada deverá, obrigatoriamente, estar homologado pelo fabricante, para ser instalado nos bancos de dados: - Oracle 10g R2, 11g R1 e 11g R2; e - MS-SQLServer 2005, 2008 e 2008 R2. 5 Suporte Técnico e Treinamento 5.1 Prestar serviço de atendimento (em português) de dúvidas técnicas e do usuário através de ligação telefônica 0800 (suporte hot-line) e WEB. 5.2 Prestar serviço de atendimento de dúvidas técnicas e do usuário, relativas a utilização do produto, via Internet. 5.3 Possuir agenda de treinamentos regulares no Brasil. 5.4 Fornecer treinamento em Palmas-TO, em português. 5.5 Fornecer suporte no Brasil, 24 x 7 e On Site em Palmas-TO para chamados críticos. 9 d. REQUISITOS DE SUPORTE TÉCNICO Para prestação dos serviços de suporte técnico e atualização tecnológica da Plataforma de Integração a licitante vencedora contratada deverá atender aos seguintes requisitos: O serviço de Manutenção corresponde ao suporte técnico para sanar dúvidas relacionados a instalação, configuração e uso do software ou para correções de problemas de software, em especial na configuração de parâmetros, falhas, erros ou defeitos, identificados no funcionamento da solução, durante a vigência do contrato. O serviço poderá ser realizado nas instalações da

10 10 licitante ou nas instalações do contratante, dependendo da natureza do erro e das condições de reproduzi-lo para análise e identificação da causa motivadora. O serviço de Atualização se refere ao fornecimento de novas versões e releases dos produtos da solução, lançados no decorrer da vigência do contrato. A cada nova liberação de versões e releases dos produtos da solução, a licitante deverá fornecer as atualizações de manuais e demais documentos técnicos, bem como uma nota informativa das novas funcionalidades implementadas na nova versão. O serviço de Atendimento Remoto corresponde ao atendimento, por telefone, FAX ou para solução de problemas (suporte técnico para o tratamento de falhas, dúvidas, orientações técnicas para a perfeita utilização da solução e investigação de supostos erros) para garantir a plena utilização e funcionamento da solução no ambiente operacional do contratante. Os serviços de Manutenção, Atualização e Atendimento remoto, deverão atender ao Acordo de Níveis de Serviços para a solução de problemas, reportados pelo contratante. Os problemas serão categorizados por nível de urgência, impacto na condição operacional da solução e expectativa de prazo máximo de atendimento, segundo a tabela a seguir: Nível de Urgência Conceito da Urgência Prazo de Atendimento 1 Software sem condições de funcionamento. 2 Problema grave, prejudicando funcionamento do software; 3 Problema que gera restrições ao pleno funcionamento do software 4 Problema que não afeta o funcionamento do software Até 4 horas após chamado Até 24 horas após chamado Até 72 horas após chamado Até 120 horas após chamado A licitante garante o atendimento dos chamados de manutenção corretiva dentro do prazo de atendimento descrito acima, de acordo com a classificação no nível de urgência definido. Será aberto um chamado técnico para cada problema reportado. O chamado será registrado em sistema próprio da licitante vencedora, com indicação da data e hora da abertura, e terá o seu identificador repassado ao técnico que efetuar o chamado, para que seja feita a verificação dos tempos de atendimento. Sempre que julgar conveniente, o representante da licitante poderá solicitar o incremento do nível de prioridade de um dado chamado.

11 11 Todos os custos de deslocamentos, alimentação e hospedagem de representantes da contratada, serão de sua inteira responsabilidade, não cabendo ao contratante qualquer ônus adicional. A licitante deverá possuir estrutura de suporte própria instalada no Brasil e não poderá terceirizar este serviço. A licitante deverá possui atendimento de dúvidas técnicas em português via telefone, via internet, no horário comercial (08:00 às 18:00 horas, horário de Brasília, de segunda-feira a sexta-feira, exceto feriados). REQUISITOS DE CAPACITAÇÃO A licitante vencedora contratada deverá ministrar os treinamentos necessários para a utilização da Plataforma Tecnológica em aquisição, devendo apresentar em suas propostas os módulos, tempo de duração e conteúdo programático de cada treinamento, para os perfis de usuários abaixo descritos: Número de Usuários Perfil 06 (seis) Desenvolvedores Com a responsabilidade de especificar, desenvolver e implementar os processos de integração. 2 (Dois) Administradores Com a responsabilidade de gerenciar toda a solução tanto em ambiente produtivo quanto em homologação/desenvolvimento. A carga horária total para a capacitação na ferramenta deverá ser de no mínimo 48 (quarenta) horas de treinamento, sendo um mínimo de 32 (trinta e duas) horas de treinamento em desenvolvimento e 16 (dezesseis) horas de treinamento em administração. O treinamento de desenvolvedores será realizado em uma turma exclusiva para a contratante, com a infraestrutura disponibilizada pela SEFAZ-TO e o treinamento de administrador deverá ser realizado turma pública da licitante, no prazo de até 90 dias após a assinatura do contrato. A licitante deverá oferecer, no Brasil, treinamento completo requerido para utilização da solução. A licitante deverá considerar nos custos de treinamento os custos de locomoção, alimentação e hospedagem dos instrutores, bem como todo material didático oficial do fabricante, que deve ser produzido e distribuído pela empresa contratada. O treinamento será ministrado por instrutor certificado no produto em aquisição, de acordo com programa de certificação do fabricante. A licitante vencedora fornecerá material de treinamento oficial do curso a todos os participantes;

12 12 A licitante vencedora fornecerá certificado de conclusão aos participantes que concluírem com aproveitamento o curso; A contratante poderá solicitar a realização de novo treinamento, com a reformulação que achar necessária, caso o treinamento executado não atenda às expectativas do órgão. e. SUPORTE ON SITE Durante a vigência do contrato a licitante deverá oferecer, sob demanda, 500 (Quinhentas) horas de serviços especializados de suporte on site, para apoiar a equipe técnica da licitante no desenvolvimento, customizações e nos serviços de Integração de Dados que serão executados, bem como orientar as melhores práticas de uso da tecnologia, acelerando desta maneira os benefícios esperados com o uso da tecnologia. Estes serviços serão solicitados pela contratante através da abertura de Ordens de Serviço OS junto à contratada. Cada Ordem de Serviço terá a quantidade mínima de 40 (quarenta) horas. Responsável pela Elaboração: RICARDO PIMENTEL GARCIA Superintendente de Projetos Tecnológicos Financeiros e Tributários De Acordo: ADRIA CARLA G. P. MÜLLER Coordenadora Geral Autorizo: RAMON GOMES QUEIROZ Secretário Executivo

ANEXO 9 DO PROJETO BÁSICO DA FERRAMENTA DE MONITORAMENTO, SEGURANÇA E AUDITORIA DE BANCO DE DADOS

ANEXO 9 DO PROJETO BÁSICO DA FERRAMENTA DE MONITORAMENTO, SEGURANÇA E AUDITORIA DE BANCO DE DADOS ANEXO 9 DO PROJETO BÁSICO DA FERRAMENTA DE MONITORAMENTO, SEGURANÇA E AUDITORIA DE BANCO DE DADOS Sumário 1. Finalidade... 2 2. Justificativa para contratação... 2 3. Premissas para fornecimento e operação

Leia mais

CEP 2 100 99010-640 0 (XX) 54 3316 4500 0 (XX)

CEP 2 100 99010-640 0 (XX) 54 3316 4500 0 (XX) ANEXO 2 INFORMAÇÕES GERAIS VISTORIA 1. É obrigatória a visita ao hospital, para que a empresa faça uma vistoria prévia das condições, instalações, capacidade dos equipamentos, migração do software e da

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA TÍTULO: Termo de Referência para contratação de ferramenta case de AD. GECOQ Gerência de Controle e Qualidade 1/9

TERMO DE REFERÊNCIA TÍTULO: Termo de Referência para contratação de ferramenta case de AD. GECOQ Gerência de Controle e Qualidade 1/9 TÍTULO: ASSUNTO: GESTOR: TERMO DE REFERÊNCIA Termo de Referência para contratação de ferramenta case de AD DITEC/GECOQ Gerência de Controle e Qualidade ELABORAÇÃO: PERÍODO: GECOQ Gerência de Controle e

Leia mais

Apresentação do Portfólio da ITWV Soluções Inteligentes em Tecnologia

Apresentação do Portfólio da ITWV Soluções Inteligentes em Tecnologia P ORTFÓ FÓLIO Apresentação do Portfólio da ITWV Soluções Inteligentes em Tecnologia versão 1.1 ÍNDICE 1. A EMPRESA... 3 2. BI (BUSINESS INTELLIGENCE)... 5 3. DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS... 6 3.1. PRODUTOS

Leia mais

COTAÇÃO ELETRÔNICA: 133/2012 COMPRASNET

COTAÇÃO ELETRÔNICA: 133/2012 COMPRASNET COTAÇÃO ELETRÔNICA: 133/2012 COMPRASNET AQUISIÇÃO DE SOLUÇÃO DE ANTIVÍRUS MCAFEE PARA PLATAFORMA DE SERVIDORES VIRTUALIZADOS VMWARE DA REDE CORPORATIVA PRODAM Diretoria de Infraestrutura e Tecnologia-

Leia mais

ATA DE REUNIÃO. 1) Recebimento de eventuais questionamentos e/ou solicitações de esclarecimentos Até 18/02/2009 às 18:00 horas;

ATA DE REUNIÃO. 1) Recebimento de eventuais questionamentos e/ou solicitações de esclarecimentos Até 18/02/2009 às 18:00 horas; ATA DE REUNIÃO CONSULTA PÚBLICA PARA AQUISIÇÃO DE SOLUÇÃO WEB-EDI Troca Eletrônica de Dados. Local Dataprev Rua Cosme Velho nº 06 Cosme Velho Rio de Janeiro / RJ. Data: 06/03/2009 10:30 horas. Consolidação

Leia mais

CONSULTA PÚBLICA. d) Certificação CERTICS informar se o software possui a referida certificação.

CONSULTA PÚBLICA. d) Certificação CERTICS informar se o software possui a referida certificação. CONSULTA PÚBLICA O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social - BNDES está preparando procedimento licitatório visando a aquisição de software comparador de documentos do tipo texto, compreendendo

Leia mais

ESPECIFICAÇÃO DE FITOTECA AUTOMATIZADA Substituição dos Silos Robóticos Storagetek 9310

ESPECIFICAÇÃO DE FITOTECA AUTOMATIZADA Substituição dos Silos Robóticos Storagetek 9310 Especificação Técnica 1. A Solução de Fitoteca ofertada deverá ser composta por produtos de Hardware e Software obrigatoriamente em linha de produção do fabricante, não sendo aceito nenhum item fora de

Leia mais

O que é o Virto ERP? Onde sua empresa quer chegar? Apresentação. Modelo de funcionamento

O que é o Virto ERP? Onde sua empresa quer chegar? Apresentação. Modelo de funcionamento HOME O QUE É TOUR MÓDULOS POR QUE SOMOS DIFERENTES METODOLOGIA CLIENTES DÚVIDAS PREÇOS FALE CONOSCO Suporte Sou Cliente Onde sua empresa quer chegar? Sistemas de gestão precisam ajudar sua empresa a atingir

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA - TR Pregão Eletrônico nº 010/2013. 1.1.1 - A garantia de renovação das licenças deverá ser de 36 (trinta e seis) meses.

TERMO DE REFERÊNCIA - TR Pregão Eletrônico nº 010/2013. 1.1.1 - A garantia de renovação das licenças deverá ser de 36 (trinta e seis) meses. Anexo I 1 DO OBJETO TERMO DE REFERÊNCIA - TR Pregão Eletrônico nº 010/2013 1.1 Prestação de serviços de renovação, para atualização de 32 (trinta e duas) licenças, do software de virtualização VMware vsphere

Leia mais

Serviço Público Federal Conselho Regional de Corretores de Imóveis Estado de São Paulo

Serviço Público Federal Conselho Regional de Corretores de Imóveis Estado de São Paulo ANEXO VII PREGÃO PRESENCIAL Nº. 033/2015 Termo de Referência 1. OBJETO Renovação de licenças de Solução Corporativa do Antivírus Avast, com serviço de suporte técnico e atualização de versão, manutenção

Leia mais

Excelência em Metodologia de Helpdesk

Excelência em Metodologia de Helpdesk Excelência em Metodologia de Helpdesk O IntraDesk foi desenvolvido com base nas melhores práticas conhecidas de Helpdesk, indicadas por organizações como o Gartner Group e o Helpdesk Institute, que, aliadas

Leia mais

GBD. Introdução PROF. ANDREZA S. AREÃO

GBD. Introdução PROF. ANDREZA S. AREÃO GBD Introdução PROF. ANDREZA S. AREÃO Sistema de arquivos X Sistemas de Banco de Dados Sistema de arquivos Sistema de Banco de Dados Aplicativos Dados (arquivos) Aplicativos SGBD Dados (arquivos) O acesso/gerenciamento

Leia mais

Termo de Referência. Aquisição de Solução de Gerenciamento de Impressão para plataforma baixa.

Termo de Referência. Aquisição de Solução de Gerenciamento de Impressão para plataforma baixa. Termo de Referência Aquisição de Solução de Gerenciamento de Impressão para plataforma baixa. CGAD/COAR - Gerenciamento de Impressão Plataforma Baixa / RQ DSAO nº xxx/2009 1/8 Termo de Referência Aquisição

Leia mais

1. Descrição dos Serviços de Implantação da SOLUÇÃO

1. Descrição dos Serviços de Implantação da SOLUÇÃO Este documento descreve os serviços que devem ser realizados para a Implantação da Solução de CRM (Customer Relationship Management), doravante chamada SOLUÇÃO, nos ambientes computacionais de testes,

Leia mais

LEI DE ACESSO A INFORMAÇÃO DIREITO DO CIDADÃO

LEI DE ACESSO A INFORMAÇÃO DIREITO DO CIDADÃO DESCRIÇÃO DO SIGAI O SIGAI (Sistema Integrado de Gestão do Acesso à Informação) é uma solução de software que foi desenvolvida para automatizar os processos administrativos e operacionais visando a atender

Leia mais

BRAlarmExpert. Software para Gerenciamento de Alarmes. BENEFÍCIOS obtidos com a utilização do BRAlarmExpert:

BRAlarmExpert. Software para Gerenciamento de Alarmes. BENEFÍCIOS obtidos com a utilização do BRAlarmExpert: BRAlarmExpert Software para Gerenciamento de Alarmes A TriSolutions conta com um produto diferenciado para gerenciamento de alarmes que é totalmente flexível e amigável. O software BRAlarmExpert é uma

Leia mais

Utilização do SGBD PostgreSQL no Metrô São Paulo

Utilização do SGBD PostgreSQL no Metrô São Paulo Utilização do SGBD PostgreSQL no Metrô São Paulo Versão 2 Novembro /2006 1 Elaborado por: Gerência de Informática e Tecnologia da Informação Gustavo Celso de Queiroz Mazzariol - gqueiroz@metrosp.com.br

Leia mais

Mandriva Pulse - Especificações e recursos

Mandriva Pulse - Especificações e recursos Mandriva Pulse - Especificações e recursos Mandriva Brasil 2 de abril de 2015 Lista de Tabelas 1 Tabela resumo dos diferenciais do Pulse....................... 9 Lista de Figuras 1 Interface web do Mandriva

Leia mais

Softwares de Sistemas e de Aplicação

Softwares de Sistemas e de Aplicação Fundamentos dos Sistemas de Informação Softwares de Sistemas e de Aplicação Profª. Esp. Milena Resende - milenaresende@fimes.edu.br Visão Geral de Software O que é um software? Qual a função do software?

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA - TR Pregão Eletrônico nº 009/2012

TERMO DE REFERÊNCIA - TR Pregão Eletrônico nº 009/2012 Anexo I TERMO DE REFERÊNCIA - TR Pregão Eletrônico nº 009/2012 1 DO OBJETO 1.1 - Fornecimento de solução avançada de backup desduplicado, com serviços de assistência técnica e capacitação, visando a integração

Leia mais

Serviço Público Estadual GOVERNO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO Secretaria de Estado de Agricultura e Pecuária COMISSÃO DE PREGÃO BANCO MUNDIAL - BIRD

Serviço Público Estadual GOVERNO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO Secretaria de Estado de Agricultura e Pecuária COMISSÃO DE PREGÃO BANCO MUNDIAL - BIRD BANCO MUNDIAL - BIRD PROJETO DE DESENVOLVIMENTO RURAL SUSTENTÁVEL EM MICROBACIAS HIDROGRÁFICAS RIO RURAL EDITAL DO PREGÃO ELETRÔNICO N.º 019/2013 PROCESSO N.º E-02/001/00583/2013 ANEXO I - TERMO DE REFERÊNCIA

Leia mais

Partner Network. www.scriptcase.com.br

Partner Network. www.scriptcase.com.br www.scriptcase.com.br A Rede de Parceiros ScriptCase é uma comunidade que fortalece os nossos representantes em âmbito nacional, possibilitando o acesso a recursos e competências necessários à efetivação

Leia mais

ANEXO I TERMO DE REFERÊNCIA MANUTENÇÔES EVOLUTIVAS NO SITE PRO-SST DO SESI

ANEXO I TERMO DE REFERÊNCIA MANUTENÇÔES EVOLUTIVAS NO SITE PRO-SST DO SESI ANEXO I TERMO DE REFERÊNCIA MANUTENÇÔES EVOLUTIVAS NO SITE PRO-SST DO SESI 1. OBJETO 1.1. Contratação de empresa especializada para executar serviços de manutenção evolutiva, corretiva, adaptativa e normativa

Leia mais

CSI IT Solutions. WebReport2.5. Relatórios abertos. Acesso controlado Extensibilidade de módulos IMPACTO AMBIENTAL

CSI IT Solutions. WebReport2.5. Relatórios abertos. Acesso controlado Extensibilidade de módulos IMPACTO AMBIENTAL CSI IT Solutions 2.5 solução CSI PrintManager G e s t ã o d e A m b i e n t e d e I m p r e s s ã o O CSI dá aos gestores de TI o poder de uma gestão integral através do acesso fácil às informações gerenciais

Leia mais

Questionamento 5 Quais os documentos devem ser entregues pelo fornecedor da solução?

Questionamento 5 Quais os documentos devem ser entregues pelo fornecedor da solução? DEFINIÇÕES E RESPOSTAS ÀS SUGESTÕES APRESENTADAS PELAS EMPRESAS PARTICIPANTES DA CONSULTA PÚBLICA REALIZADA NO DIA 09/08/2010, VISANDO DISCUSSÃO DA MINUTA DO EDITAL - PARA CONTRATAÇÃO DE EMPRESA ESPECIALIZADA

Leia mais

Banco de Dados. Professor: Rômulo César. romulodandrade@gmail.com www.romulocesar.com.br

Banco de Dados. Professor: Rômulo César. romulodandrade@gmail.com www.romulocesar.com.br Banco de Dados Professor: Rômulo César romulodandrade@gmail.com www.romulocesar.com.br Sistema de arquivos X Sistemas de Banco de Dados Sistema de arquivos Sistema de Banco de Dados Aplicativos Dados (arquivos)

Leia mais

INDICE 3.APLICAÇÕES QUE PODEM SER DESENVOLVIDAS COM O USO DO SAXES

INDICE 3.APLICAÇÕES QUE PODEM SER DESENVOLVIDAS COM O USO DO SAXES w w w. i d e a l o g i c. c o m. b r INDICE 1.APRESENTAÇÃO 2.ESPECIFICAÇÃO DOS RECURSOS DO SOFTWARE SAXES 2.1. Funcionalidades comuns a outras ferramentas similares 2.2. Funcionalidades próprias do software

Leia mais

ITIL V3 (aula 2) AGENDA: GERENCIAMENTO DE MUDANÇA GERENCIAMENTO DE LIBERAÇÃO GERENCIAMENTO DE CONFIGURAÇÃO

ITIL V3 (aula 2) AGENDA: GERENCIAMENTO DE MUDANÇA GERENCIAMENTO DE LIBERAÇÃO GERENCIAMENTO DE CONFIGURAÇÃO ITIL V3 (aula 2) AGENDA: GERENCIAMENTO DE MUDANÇA GERENCIAMENTO DE LIBERAÇÃO GERENCIAMENTO DE CONFIGURAÇÃO Gerência de Mudanças as Objetivos Minimizar o impacto de incidentes relacionados a mudanças sobre

Leia mais

Software Support. Maintenance and Technical Support

Software Support. Maintenance and Technical Support Software Support Maintenance and Technical Support Estrutura de suporte a software da IBM Os especialistas do suporte a software contam com uma estrutura de suporte global para melhor atender os Clientes

Leia mais

Infraestrutura Básica

Infraestrutura Básica Índice Introdução Características do Mastersaf Componentes do MasterSAF Servidor de Banco de Dados (obrigatório) Estações de Trabalho (obrigatório) Servidor de Arquivos (opcional) Servidor de Aplicações

Leia mais

Gravador Digital SUPER MONITOR Descrição Geral

Gravador Digital SUPER MONITOR Descrição Geral Gravador Digital SUPER MONITOR Descrição Geral Documento confidencial Reprodução proibida 1 Introdução Em um mundo onde as informações fluem cada vez mais rápido e a comunicação se torna cada vez mais

Leia mais

Ficha Técnica Xenos Developer Studio

Ficha Técnica Xenos Developer Studio Xenos Developer Studio Ficha Técnica Xenos Developer Studio Xenos Developer Studio Soluções de Enterprise Output Management que reduz custos associados à impressão tradicional, ao mesmo tempo em que facilita

Leia mais

PESQUISA DE PREÇOS 03/2014

PESQUISA DE PREÇOS 03/2014 PESQUISA DE PREÇOS 03/2014 Considerando a necessidade de aquisição de software integrado de gestão, para atender as necessidades desta Prefeitura Municipal de Porto Alegre, solicitamos que as empresas

Leia mais

ANEXO TR QUALIFICAÇÃO PROFISSIONAL

ANEXO TR QUALIFICAÇÃO PROFISSIONAL ANEXO TR QUALIFICAÇÃO PROFISSIONAL REQUISITOS MÍNIMOS DE QUALIFICAÇÃO TÉCNICA DOS PROFISSIONAIS QUE DEVERÃO COMPOR AS EQUIPES TÉCNICAS PREVISTAS NESSA CONTRATAÇÃO PARA AMBOS OS LOTES. QUALIFICAÇÃO PROFISSIONAL

Leia mais

ANEXO III DAS OBRIGAÇÕES DA CONTRATADA

ANEXO III DAS OBRIGAÇÕES DA CONTRATADA CONCORRÊNCIA DIRAT/CPLIC 001/2007 1 ANEXO III DAS OBRIGAÇÕES DA CONTRATADA ESTABELECE, RESPONSABILIDADES DIVERSAS, TIPOS E HORÁRIO DE COBERTURA DE SUPORTE, E DEMAIS RESPONSABILIDADES DA CONTRATADA RELATIVAS

Leia mais

Segurança da Informação e Proteção ao Conhecimento. Douglas Farias Cordeiro

Segurança da Informação e Proteção ao Conhecimento. Douglas Farias Cordeiro Segurança da Informação e Proteção ao Conhecimento Douglas Farias Cordeiro ABNT NBR ISO/IEC 27002 Aquisição, desenvolvimento e manutenção de sistemas de informação O desenvolvimento de um SI Ciclo de desenvolvimento

Leia mais

Termos de uso e Serviços do Software: Father Gerador Automático de Sistemas Última modificação: 13 de Novembro de 2014

Termos de uso e Serviços do Software: Father Gerador Automático de Sistemas Última modificação: 13 de Novembro de 2014 Termos de uso e Serviços do Software: Father Gerador Automático de Sistemas Última modificação: 13 de Novembro de 2014 Provedor dos serviços Os Serviços são fornecidos pela empresa SSI Serviços e Soluções

Leia mais

VISÃO GERAL POR QUE ADQUIRIR A SOLUÇÃO SCOLA? CATÁLOGO D ESCRITIVO

VISÃO GERAL POR QUE ADQUIRIR A SOLUÇÃO SCOLA? CATÁLOGO D ESCRITIVO CATÁLOGO D ESCRITIVO VISÃO GERAL A solução SCOLA (Sistema de Controle Laboratorial) é um sistema de gestão de alto nível voltado para Laboratórios de Análises Clinicas, que controla desde o atendimento

Leia mais

ANEXO I TERMO DE REFERÊNCIA. Ata de Registro de Preços para Subscrição de Software Sistema Operacional da Plataforma Linux.

ANEXO I TERMO DE REFERÊNCIA. Ata de Registro de Preços para Subscrição de Software Sistema Operacional da Plataforma Linux. ANEXO I TERMO DE REFERÊNCIA Ata de Registro de Preços para Subscrição de Software Sistema Operacional da Plataforma Linux. DIT/GIS TR ARP Licenças de Software Sistema Operacional Linux.doc 1/ 6 TERMO DE

Leia mais

Implantação de Auditoria para o Ambiente Microsoft nos Serviços de AD, File Server e Exchange Server do FNDE

Implantação de Auditoria para o Ambiente Microsoft nos Serviços de AD, File Server e Exchange Server do FNDE Implantação de Auditoria para o Ambiente Microsoft nos Serviços de AD, File Server e Exchange Server do FNDE Planejamento da Contratação Especificações Técnicas Versão 3.0 Página 1 de 18 Planejamento Termo

Leia mais

INTERNET HOST CONNECTOR

INTERNET HOST CONNECTOR INTERNET HOST CONNECTOR INTERNET HOST CONNECTOR IHC: INTEGRAÇÃO TOTAL COM PRESERVAÇÃO DE INVESTIMENTOS Ao longo das últimas décadas, as organizações investiram milhões de reais em sistemas e aplicativos

Leia mais

A melhor ferramenta para criar e gerenciar Nota Fiscal Eletrônica

A melhor ferramenta para criar e gerenciar Nota Fiscal Eletrônica A melhor ferramenta para criar e gerenciar Nota Fiscal Eletrônica Gestor NFe Características Tecnologia Diferenciais Como Instalar e Licenciar Custos Contatos Características O objetivo do Gestor NFe é

Leia mais

Rafael José Ewerling Kelvin Gustavo Rute Carvalho Aline Reis Tiago Pertile Andreia Ozelame Alessandro Ozelame

Rafael José Ewerling Kelvin Gustavo Rute Carvalho Aline Reis Tiago Pertile Andreia Ozelame Alessandro Ozelame Rafael José Ewerling Kelvin Gustavo Rute Carvalho Aline Reis Tiago Pertile Andreia Ozelame Alessandro Ozelame O QUE É BACULA Bacula é um software de backup open source, onde abrange desde um único computador

Leia mais

MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E GESTÃO DIRETORIA DE ADMINISTRAÇÃO COORDENAÇÃO-GERAL DE AQUISIÇÕES

MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E GESTÃO DIRETORIA DE ADMINISTRAÇÃO COORDENAÇÃO-GERAL DE AQUISIÇÕES MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E GESTÃO DIRETORIA DE ADMINISTRAÇÃO COORDENAÇÃO-GERAL DE AQUISIÇÕES BANCO INTERAMERICANO DE DESENVOLVIMENTO REPRESENTAÇÃO NO BRASIL SOLICITAÇÃO DE MANIFESTAÇÃO DE

Leia mais

Soluções em Tecnologia da Informação

Soluções em Tecnologia da Informação Soluções em Tecnologia da Informação Curitiba Paraná Salvador Bahia A DTS Sistemas é uma empresa familiar de Tecnologia da Informação, fundada em 1995, especializada no desenvolvimento de soluções empresariais.

Leia mais

Especificações Técnicas

Especificações Técnicas Visual COBOL é a solução líder da indústria para o desenvolvimento de aplicações COBOL e implantação em sistemas Windows, Unix e Linux. Ele combina as melhores ferramentas de desenvolvimento de sua classe

Leia mais

Relatório de Consultoria PD.33.10.83A.0080A/RT-05-AA. Levantamento da Gestão de TIC

Relatório de Consultoria PD.33.10.83A.0080A/RT-05-AA. Levantamento da Gestão de TIC Relatório de Consultoria PD.33.10.83A.0080A/RT-05-AA Levantamento da Gestão de TIC Cotação: 23424/09 Cliente: PRODABEL Contato: Carlos Bizzoto E-mail: cbizz@pbh.gov.br Endereço: Avenida Presidente Carlos

Leia mais

ANEXO I T E R M O DE R E F E R Ê N C I A EDITAL DE PREGÃO Nº 04/14 CREMEB

ANEXO I T E R M O DE R E F E R Ê N C I A EDITAL DE PREGÃO Nº 04/14 CREMEB ANEXO I T E R M O DE R E F E R Ê N C I A EDITAL DE PREGÃO Nº 04/14 CREMEB 1 - DO OBJETO Constitui objeto da presente licitação a aquisição de: 1.1-08 (oito) LICENÇAS modalidade MICROSOFT OPEN, sendo: 01

Leia mais

Proposta. (Nome do Cliente) (Nome do Cliente) (Nome do Cliente) Dados da Proposta

Proposta. (Nome do Cliente) (Nome do Cliente) (Nome do Cliente) Dados da Proposta Proposta (Nome do Cliente) (Nome do Cliente) (Nome do Cliente) Dados da Proposta Arquivo: D:\Vazzi\FAN\4º Período\Avaliação Final\modelo de proposta fan.odt Criado em: Terça-feira, 21 de Fevereiro de 2006

Leia mais

MANUAL DE IMPLANTAÇÃO SISTEMA DE INVENTÁRIO CACIC GOVERNO FEDERAL SOFTWARE PÚBLICO

MANUAL DE IMPLANTAÇÃO SISTEMA DE INVENTÁRIO CACIC GOVERNO FEDERAL SOFTWARE PÚBLICO MANUAL DE IMPLANTAÇÃO SISTEMA DE INVENTÁRIO CACIC Configurador Automático e Coletor de Informações Computacionais GOVERNO FEDERAL SOFTWARE PÚBLICO software livre desenvolvido pela Dataprev Sistema de Administração

Leia mais

Documentação significa as especificações, a documentação do usuário, os manuais e os guias técnicos entregues com o software da CA.

Documentação significa as especificações, a documentação do usuário, os manuais e os guias técnicos entregues com o software da CA. Política e Termos de Suporte da CA 1. Visão Geral O Suporte para softwares da CA consiste em assistência operacional e suporte técnico oferecidos pela CA, a seu critério razoável, durante o prazo estabelecido

Leia mais

CLÁUSULA SEGUNDA - DA DOCUMENTAÇÃO TÉCNICA E DA ASSISTÊNCIA TÉCNICA

CLÁUSULA SEGUNDA - DA DOCUMENTAÇÃO TÉCNICA E DA ASSISTÊNCIA TÉCNICA CONTRATO DE LICENÇA DE USO DE PROGRAMAS DE COMPUTADOR E PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS Pelo presente instrumento particular e na melhor forma de direito, as partes: a) de um lado, a empresa GEPER DESENVOLVIMENTO

Leia mais

Líder em Soluções Samba 4 no Brasil

Líder em Soluções Samba 4 no Brasil Apresentação Líder em Soluções Samba 4 no Brasil A Vantage TI conta uma estrutura completa para atender empresas de todos os segmentos e portes, nacionais e internacionais. Nossos profissionais dedicam-se

Leia mais

ANEXO I ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA e-crea

ANEXO I ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA e-crea ANEXO I ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA e-crea 1. OBJETO: 1.1. Contratação de empresa para prestação de serviços de projeto, desenvolvimento e implantação do novo sistema de cadastros para o CREA-RS, denominado

Leia mais

PESQUISA DE PREÇOS 01/2014

PESQUISA DE PREÇOS 01/2014 PESQUISA DE PREÇOS 01/2014 Considerando a necessidade de aquisição de software integrado de gestão, para atender as necessidades desta Prefeitura Municipal de Porto Alegre, solicitamos que as empresas

Leia mais

Para/To: N o de páginas/n o of. pages: 06 De/From: Silvana Luz Simões Data/Date: 28 / 08/ 2007 Ref.: Solicitação de proposta ATT.:

Para/To: N o de páginas/n o of. pages: 06 De/From: Silvana Luz Simões Data/Date: 28 / 08/ 2007 Ref.: Solicitação de proposta ATT.: MINISTÉRIO DA CIÊNCIA E TECNOLOGIA Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - CNPq DAD/CGADM/COINF/SERVIÇO DE LICITAÇÃO SELIC SEPN 507, Bloco B, Ed. Sede CNPq, Sala 211, CEP: 70.740-901,

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA. Solução de Firewall de Banco de Dados

TERMO DE REFERÊNCIA. Solução de Firewall de Banco de Dados Classificação do Documento: Público TERMO DE REFERÊNCIA CÓDIGO: TR//001/2009 Solução de Firewall de Banco de Dados Sub-Plano: Segurança da Informação Diretoria de Infra-Estrutura de TIC Emissor: DIT /

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA SERVIÇOS DE SUPORTE TÉCNICO EM SISTEMA DE COLABORAÇÃO ZIMBRA 1. OBJETO

TERMO DE REFERÊNCIA SERVIÇOS DE SUPORTE TÉCNICO EM SISTEMA DE COLABORAÇÃO ZIMBRA 1. OBJETO TERMO DE REFERÊNCIA SERVIÇOS DE SUPORTE TÉCNICO EM SISTEMA DE COLABORAÇÃO ZIMBRA 1. OBJETO 1.1. Prestação de serviços de suporte técnico em sistema de colaboração ZIMBRA. 2. DESCRIÇÃO GERAL DOS SERVIÇOS

Leia mais

Ferramentas Web para controle e supervisão: o que está por vir

Ferramentas Web para controle e supervisão: o que está por vir Artigos Técnicos Ferramentas Web para controle e supervisão: o que está por vir Marcelo Salvador, Diretor de Negócios da Elipse Software Ltda. Já faz algum tempo que ouvimos falar do controle e supervisão

Leia mais

(Anexo 1) Proposta de Terceirização do IIPCNet

(Anexo 1) Proposta de Terceirização do IIPCNet Pág. 1 de 11 (Anexo 1) Proposta de Terceirização do IIPCNet Pág. 2 de 11 Sumário Contextualização... 3 Descrição dos serviços... 4 1. Manutenção do atual IIPCNet Resolução de Bugs... 4 2. Continuidade

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA ANEXO I ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE MANUTENÇÃO E SUPORTE DO LICENCIAMENTO ATLASSIAN JIRA

TERMO DE REFERÊNCIA ANEXO I ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE MANUTENÇÃO E SUPORTE DO LICENCIAMENTO ATLASSIAN JIRA TERMO DE REFERÊNCIA ANEXO I ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE MANUTENÇÃO E SUPORTE DO LICENCIAMENTO ATLASSIAN JIRA Outubro de 2013 1 1 OBJETO Prestação de Serviço de Manutenção da licença

Leia mais

ANEXO II PERFIL DOS TÉCNICOS E ANALISTAS, FORMAÇÃO E ATIVIDADES A DESENVOLVER

ANEXO II PERFIL DOS TÉCNICOS E ANALISTAS, FORMAÇÃO E ATIVIDADES A DESENVOLVER PERFIL DOS TÉCNICOS E ANALISTAS, FORMAÇÃO E ATIVIDADES A DESENVOLVER 1. FORMAÇÃO, CONHECIMENTO E HABILIDADES EXIGIDAS 1.1. PERFIL DE TÉCNICO EM INFORMÁTICA: 1.1.1.DESCRIÇÃO DO PERFIL: O profissional desempenhará

Leia mais

Introdução a Informática. Prof.: Roberto Franciscatto

Introdução a Informática. Prof.: Roberto Franciscatto Introdução a Informática Prof.: Roberto Franciscatto 6.1 ARQUIVOS E REGISTROS De um modo geral os dados estão organizados em arquivos. Define-se arquivo como um conjunto de informações referentes aos elementos

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA - TR Pregão Eletrônico nº 008/2012

TERMO DE REFERÊNCIA - TR Pregão Eletrônico nº 008/2012 Anexo I TERMO DE REFERÊNCIA - TR Pregão Eletrônico nº 008/2012 1 DO OBJETO 1.1 Prestação de serviços para implementação de uma solução avançada de Filtro de Conteúdo Web, de alto desempenho, em modo cluster,

Leia mais

ALÉM DO BUG TRACKING : GERENCIANDO O SETOR DE SUPORTE COM O MANTISBT

ALÉM DO BUG TRACKING : GERENCIANDO O SETOR DE SUPORTE COM O MANTISBT ALÉM DO BUG TRACKING : GERENCIANDO O SETOR DE SUPORTE COM O MANTISBT Juliano Flores Prof. Lucas Plautz Prestes Centro Universitário Leonardo da Vinci - UNIASSELVI Gestão de Tecnologia da Informação (GTI034)

Leia mais

Ministério do Desenvolvimento Agrário

Ministério do Desenvolvimento Agrário Capítulo 1 Ministério do Desenvolvimento Agrário Instituição: Sítio: Caso: Responsável: Palavras- Chave: Ministério do Desenvolvimento Agrário www.mda.gov.br Plano de Migração para Software Livre Paulo

Leia mais

SISTEMA DE GERÊNCIA - DmView

SISTEMA DE GERÊNCIA - DmView Sistema de Gerenciamento DmView O DmView é o Sistema de Gerência desenvolvido para supervisionar e configurar os equipamentos DATACOM, disponibilizando funções para gerência de supervisão, falhas, configuração,

Leia mais

XX Seminário Nacional de Distribuição de Energia Elétrica SENDI 2012-22 a 26 de outubro Rio de Janeiro - RJ - Brasil

XX Seminário Nacional de Distribuição de Energia Elétrica SENDI 2012-22 a 26 de outubro Rio de Janeiro - RJ - Brasil XX Seminário Nacional de Distribuição de Energia Elétrica SENDI 2012-22 a 26 de outubro Rio de Janeiro - RJ - Brasil José Monteiro Lysandro Junior Light Serviços de Eletricidade S/A jose.monteiro@light.com.br

Leia mais

Sistema de Armazenamento de Dados Eleitorais - SisElege

Sistema de Armazenamento de Dados Eleitorais - SisElege Faculdade de Tecnologia Senac DF Sistema de Armazenamento de Dados Eleitorais - SisElege Documento de Visão Versão 4.0 Histórico de Revisão Data Versão Descrição Autor 05/09/2014 1.0 Versão Inicial do

Leia mais

Termo de Referência. Anexo II - Especificações Técnicas - Requisitos Funcionais. Diretoria Técnica-Operacional. Gerência de Tecnologia da Informação

Termo de Referência. Anexo II - Especificações Técnicas - Requisitos Funcionais. Diretoria Técnica-Operacional. Gerência de Tecnologia da Informação Diretoria Técnica-Operacional Gerência de Tecnologia da Informação Termo de Referência Anexo II Especificação Técnica 1 - INTRODUÇÃO Página 2 de 9 do TR-007-3700 de Este anexo tem por objetivo detalhar

Leia mais

MINISTÉRIO DA FAZENDA

MINISTÉRIO DA FAZENDA MINISTÉRIO DA FAZENDA Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional PGFN Departamento de Gestão Corporativa - DGC Coordenação-Geral de Tecnologia da Informação - CTI CATÁLOGO DE SERVIÇOS DE TECNOLOGIA Infraestrutura

Leia mais

A Companhia de Tecnologia da Informação do Estado de Minas Gerais PRODEMGE

A Companhia de Tecnologia da Informação do Estado de Minas Gerais PRODEMGE Belo Horizonte, 06 de Maio de 2010 A Companhia de Tecnologia da Informação do Estado de Minas Gerais PRODEMGE Referente: CONSULTA PÚBLICA PARA CONTRATAÇÃO DE UMA SOLUÇÃO DE GERENCIAMENTO DE SERVIÇOS DE

Leia mais

ANEXO I - TERMOS DE REFERÊNCIA (Ao Edital de Pregão Amplo nº 9/2008)

ANEXO I - TERMOS DE REFERÊNCIA (Ao Edital de Pregão Amplo nº 9/2008) 1. INTRODUÇÃO 1.1 As crescentes e constantes mudanças do cenário atual das organizações impulsionam a Anatel a buscar, cada vez mais, a excelência em todos os seus processos e resultados, de modo a adequarse

Leia mais

EMPRESA DE PROCESSAMENTO DE DADOS DO ESTADO DO PARÁ DIRETORIA DE DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS CATÁLOGO DE SERVIÇOS

EMPRESA DE PROCESSAMENTO DE DADOS DO ESTADO DO PARÁ DIRETORIA DE DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS CATÁLOGO DE SERVIÇOS EMPRESA DE PROCESSAMENTO DE DADOS DO ESTADO DO PARÁ DIRETORIA DE DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS CATÁLOGO DE SERVIÇOS 1. DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS Consiste no conjunto de atividades descritas no PPDS Processo

Leia mais

NORMA CONTROLE DO PARQUE DE INFORMÁTICA

NORMA CONTROLE DO PARQUE DE INFORMÁTICA CONTROLE DO PARQUE DE INFORMÁTICA Data: 17 de dezembro de 2009 Pág. 1 de 13 SUMÁRIO SUMÁRIO 2 1. INTRODUÇÃO 3 2. FINALIDADE 3 3. ÂMBITO DE APLICAÇÃO 3 4. PADRONIZAÇÃO DOS RECURSOS DE T.I. 4 5. AQUISIÇÃO

Leia mais

PESQUISA DE PREÇOS 02/2014

PESQUISA DE PREÇOS 02/2014 PESQUISA DE PREÇOS 02/2014 Considerando a necessidade de aquisição de software integrado de gestão, para atender as necessidades desta Prefeitura Municipal de Porto Alegre, solicitamos que as empresas

Leia mais

Soluções em Tecnologia da Informação

Soluções em Tecnologia da Informação Soluções em Tecnologia da Informação Curitiba Paraná Salvador Bahia A DTS Sistemas é uma empresa familiar de Tecnologia da Informação, fundada em 1995, especializada no desenvolvimento de soluções empresariais.

Leia mais

ENTERPRISE JAVABEANS 3. Msc. Daniele Carvalho Oliveira

ENTERPRISE JAVABEANS 3. Msc. Daniele Carvalho Oliveira ENTERPRISE JAVABEANS 3 Msc. Daniele Carvalho Oliveira Apostila Servlets e JSP www.argonavis.com.br/cursos/java/j550/index.html INTRODUÇÃO Introdução Enterprise JavaBeans é um padrão de modelo de componentes

Leia mais

Treinamento em Alfresco Open Source Enterprise Content Management ( ECM ) - GED Gestão Eletrônica de Documentos

Treinamento em Alfresco Open Source Enterprise Content Management ( ECM ) - GED Gestão Eletrônica de Documentos Treinamento em Alfresco Open Source Enterprise Content Management ( ECM ) - GED Gestão Eletrônica de Documentos Sobre o treinamento Este é um curso para quem precisa conhecer o essencial do produto o Alfresco

Leia mais

EDITAL N 01/2014 DE 20 DE MAIO DE 2014 PROCESSO SELETIVO EXTERNO CONTEÚDO PROGRAMÁTICO

EDITAL N 01/2014 DE 20 DE MAIO DE 2014 PROCESSO SELETIVO EXTERNO CONTEÚDO PROGRAMÁTICO ANEXO II EDITAL N 01/2014 DE 20 DE MAIO DE 2014 PROCESSO SELETIVO EXTERNO CONTEÚDO PROGRAMÁTICO A-01 - ASSESSOR TECNICO III - COORDENADOR/SUPERVISOR PEDAGOGICO; A-02 - ASSESSOR TECNICO III - COORDENADOR/SUPERVISOR

Leia mais

Termo de Referência. de solução de gerenciamento de ambiente de nuvem e licenças de software virtualizador,

Termo de Referência. de solução de gerenciamento de ambiente de nuvem e licenças de software virtualizador, Termo de Referência Aquisição de solução de gerenciamento de ambiente de nuvem e licenças de software virtualizador, para utilização nos Centros de Processamento do Rio de Janeiro, Distrito Federal e São

Leia mais

Bancos de dados distribuídos Prof. Tiago Eugenio de Melo tiagodemelo@gmail.com. http://www.tiagodemelo.info

Bancos de dados distribuídos Prof. Tiago Eugenio de Melo tiagodemelo@gmail.com. http://www.tiagodemelo.info Bancos de dados distribuídos Prof. Tiago Eugenio de Melo tiagodemelo@gmail.com Última atualização: 20.03.2013 Conceitos Banco de dados distribuídos pode ser entendido como uma coleção de múltiplos bds

Leia mais

INTERLIMS SISTEMA DE GERENCIAMENTO DE INFORMAÇÕES PARA LABORATÓRIOS DE ANÁLISES DE ÁGUA

INTERLIMS SISTEMA DE GERENCIAMENTO DE INFORMAÇÕES PARA LABORATÓRIOS DE ANÁLISES DE ÁGUA INTERLIMS SISTEMA DE GERENCIAMENTO DE INFORMAÇÕES PARA LABORATÓRIOS DE ANÁLISES DE ÁGUA INTERLIMS SISTEMA DE GERENCIAMENTO DE INFORMAÇÕES PARA LABORATÓRIOS DE ANÁLISES DE ÁGUA O InterLIMS se apresenta

Leia mais

A LIBERDADE DO LINUX COM A QUALIDADE ITAUTEC

A LIBERDADE DO LINUX COM A QUALIDADE ITAUTEC A LIBERDADE DO LINUX COM A QUALIDADE ITAUTEC O AMBIENTE OPERACIONAL QUE AGREGA A CONFIABILIDADE E O SUPORTE DA ITAUTEC À SEGURANÇA E À PERFORMANCE DO LINUX O LIBRIX É UMA DISTRIBUIÇÃO PROFISSIONAL LINUX

Leia mais

QUESTINAMENTOS AO EDITAL DE CONCORRÊNCIA 01/2013

QUESTINAMENTOS AO EDITAL DE CONCORRÊNCIA 01/2013 QUESTINAMENTOS AO EDITAL DE CONCORRÊNCIA 01/2013 Prezados Senhores da comissão de licitação da UENF, seguem alguns questionamentos acerca do edital de concorrência 01/2013 para esclarecimentos: 1. ANEXO

Leia mais

ANEXO I DO OBJETO/ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS

ANEXO I DO OBJETO/ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS ANEXO I DO OBJETO/ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS 1 - Aquisição de Sistema de Gerenciamento de Bibliotecas, destinado ao Sistema de Bibliotecas da Universidade Federal Fluminense (UFF), que compreenda funções

Leia mais

Configuração SERVIDOR.

Configuração SERVIDOR. REQUISITOS MINIMOS SISTEMAS FORTES INFORMÁTICA. Versão 2.0 1. PRE-REQUISITOS FUNCIONAIS HARDWARES E SOFTWARES. 1.1 ANALISE DE HARDWARE Configuração SERVIDOR. Componentes Mínimo Recomendado Padrão Adotado

Leia mais

Termo de Referência. Diretoria de Infraestrutura de TIC DIT. Coordenação Geral de Análise e Classificação de Demandas - CGAD

Termo de Referência. Diretoria de Infraestrutura de TIC DIT. Coordenação Geral de Análise e Classificação de Demandas - CGAD Termo de Referência Aquisição de licenças de Suite Integrada de Servidor de Aplicação para o ambiente de processamento central da Dataprev - Plano de Modernização Tecnológica. Termo de Referência Suíte

Leia mais

Symantec Discovery. Controle seu software e hardware e monitore a conformidade com as licenças em toda a infra-estrutura de TI de várias plataformas

Symantec Discovery. Controle seu software e hardware e monitore a conformidade com as licenças em toda a infra-estrutura de TI de várias plataformas Symantec Discovery Controle seu software e hardware e monitore a conformidade com as licenças em toda a infra-estrutura de TI de várias plataformas VISÃO GERAL O Symantec Discovery ajuda a garantir a resiliência

Leia mais

Proposta de Projeto PPJ PPJSETIN2011094 Licenças para Estações de Trabalho e Servidores de Rede. Versão 1.0

Proposta de Projeto PPJ PPJSETIN2011094 Licenças para Estações de Trabalho e Servidores de Rede. Versão 1.0 Servidores de Rede Versão 1.0 Estado do Ceará Poder Judiciário Tribunal de Justiça Histórico de Revisões Data Versão Descrição Responsável 30/05/2012 0.1 Criação do documento Alexys Ribeiro 30/05/2012

Leia mais

Termo de Referência. Aquisição de servidores para camada de banco de dados. Diretoria de Infra-Estrutura de TIC DIT

Termo de Referência. Aquisição de servidores para camada de banco de dados. Diretoria de Infra-Estrutura de TIC DIT Termo de Referência Aquisição de servidores para camada de banco de dados. Termo de Referência Aquisição de Servidores Tipo 1A-1B para camada de Banco de Dados / Alta Disponibilidade RQ DEPI nº 11/2009

Leia mais

Arquitetura de Computadores. Introdução aos Sistemas Operacionais

Arquitetura de Computadores. Introdução aos Sistemas Operacionais Arquitetura de Computadores Introdução aos Sistemas Operacionais O que é um Sistema Operacional? Programa que atua como um intermediário entre um usuário do computador ou um programa e o hardware. Os 4

Leia mais

Portabilidade da Linha RM Versão 11.52

Portabilidade da Linha RM Versão 11.52 Portabilidade da Linha RM Versão 11.52 25/02/2014 Sumário 1. Portabilidade para Servidor de Banco de Dados... 3 2. Níveis de Compatibilidade entre Bancos de Dados... 4 3. Portabilidade para Servidor de

Leia mais

Conceitos e pré- requisitos, versão V3

Conceitos e pré- requisitos, versão V3 cccccccccccc Conceitos e pré- requisitos, versão V3 Daxis Sistemas Inteligentes Todos os direitos reservados Índice Integração TOTVS RM... 3 Banco de dados... 3 Topologia GLADIUS RM... 4 Projeto corporativo

Leia mais

CATÁLOGO DE SERVIÇOS DIRETORIA DE SUPORTE COMPUTACIONAL VERSÃO 1.0

CATÁLOGO DE SERVIÇOS DIRETORIA DE SUPORTE COMPUTACIONAL VERSÃO 1.0 CATÁLOGO DE SERVIÇOS DIRETORIA DE SUPORTE COMPUTACIONAL VERSÃO 1.0 2011 1 1. APRESENTAÇÃO No momento de sua concepção não haviam informações detalhadas e organizadas sobre os serviços de Tecnologia da

Leia mais

Proposta de Implantação de Software para Gestão de Bibliotecas

Proposta de Implantação de Software para Gestão de Bibliotecas Senado Federal rede RVBI Sistema Integrado de Bibliotecas Sr. Constantin Metaxa Kladis Proposta de Implantação de Software para Gestão de Bibliotecas Sistema SOPHIA São José dos Campos, 12 de agosto de

Leia mais

Profa. Gislaine Stachissini. Unidade III GOVERNANÇA DE TI

Profa. Gislaine Stachissini. Unidade III GOVERNANÇA DE TI Profa. Gislaine Stachissini Unidade III GOVERNANÇA DE TI Information Technology Infrastructure Library ITIL Criado pelo governo do Reino Unido, tem como objetivo a criação de um guia com as melhores práticas

Leia mais

GRUPOWARE E FÁBRICA DE SOFTWARE

GRUPOWARE E FÁBRICA DE SOFTWARE GRUPOWARE E FÁBRICA DE SOFTWARE 1. GRUPOWARE (METODOLOGIA DE GRUPOS COOPERATIVOS) 1.1 O que é GRUPOWARE GRUPOWARE é uma metodologia baseada na condução de reuniões de trabalho envolvendo usuários e profissionais

Leia mais

Sistema de Automação Comercial de Pedidos

Sistema de Automação Comercial de Pedidos Termo de Abertura Sistema de Automação Comercial de Pedidos Cabana - Versão 1.0 Iteração 1.0- Release 1.0 Versão do Documento: 1.5 Histórico de Revisão Data Versão do Documento Descrição Autor 18/03/2011

Leia mais