NCE/10/00296 Decisão de apresentação de pronúncia - Novo ciclo de estudos

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "NCE/10/00296 Decisão de apresentação de pronúncia - Novo ciclo de estudos"

Transcrição

1 NCE/10/00296 Decisão de apresentação de pronúncia - Novo ciclo de estudos NCE/10/00296 Decisão de apresentação de pronúncia - Novo ciclo de estudos Decisão de Apresentação de Pronúncia ao Relatório da Comissão de Avaliação Externa 1. Tendo recebido o Relatório de Avaliação/Acreditação elaborado pela Comissão de Avaliação Externa relativamente ao novo ciclo de estudos Mestrado em Ciências - Formação Contínua de Professores 2. conferente do grau de Mestre 3. a ser leccionado na unidade orgânica (faculdade, escola, instituto, etc.) Escola De Ciências 4. a/o Universidade Do Minho 5. decide: Apresentar pronúncia 6. Pronúncia (Português): A pronúncia está em ficheiro pdf. 7. Pronúncia (Português e Inglês, PDF, máx. 100kB): (impresso na página seguinte) pág. 1 de 1

2 Anexos

3 Pronúncia sobre o relatório produzido pela Comissão de Avaliação Externa (CAE) relativo à proposta de Mestrado em Ciências Formação Contínua de Professores Recomendação final da CAE: O ciclo de estudos deve ser acreditado. O relatório da CAE apresenta como recomendações sobre as quais se debruça a presente pronúncia: 1) explicitação das condições de acesso e ingresso ao ciclo de estudos e a cada uma das suas especializações; 2) revisão do plano curricular, nomeadamente na especialização em Matemática, transformando a unidade Epistemologia da Matemática numa unidade obrigatória de Didáctica da Matemática (avançada) e estruturação mais consistente dos leques de opções de cada especialização. 3) modificação da designação do curso. 1) Explicitação das condições de acesso e ingresso ao ciclo de estudos e a cada uma das suas especializações Em resposta à apreciação da CAE relativamente a este ponto são apresentadas na tabela 1 as condições de acesso e ingresso para cada uma das especializações deste ciclo de estudos. Tabela 1 Condições de acesso a cada uma das áreas de especialização do ciclo de estudos Área de especialização Biologia e Geologia Física e Química Matemática Condições de acesso Detentores do grau de Licenciado ou Mestre com formação adequada para leccionação na área científica de Biologia e Geologia (3º Ciclo do Ensino Básico e Ensino Secundário) correspondente ao grupo de recrutamento 520. Professores do Ensino Básico (3º Ciclo) e Ensino Secundário dos grupos dos grupos de recrutamento 520. Detentores do grau de Licenciado ou Mestre com formação adequada para leccionação na área científica de Física e Química (3º Ciclo do Ensino Básico e Ensino Secundário) correspondente ao grupo de recrutamento 510. Professores do Ensino Básico (3º Ciclo) e Ensino Secundário dos grupos de recrutamento 510. Detentores do grau de Licenciado ou Mestre com formação adequada para leccionação na área científica de Matemática e Informática (3º Ciclo do Ensino Básico e Ensino Secundário) correspondente ao grupo de recrutamento 500. Professores do Ensino Básico (3º Ciclo) e Ensino Secundário ao grupo de recrutamento 500. Para qualquer área de especialização poderão também ingressar neste curso os titulares de um grau académico superior estrangeiro, conferido na sequência de um primeiro ciclo de estudos organizado e acordo com os

4 princípios do processo de Bolonha ou que seja reconhecido como satisfazendo os objectivos do grau de licenciatura adequada à(s) área(s) científica(s) da especialização. Podem ainda ter acesso a este curso os detentores de um currículo escolar, científico ou profissional que seja reconhecido como atestando capacidade para a realização deste ciclo de estudos pelo Conselho Científico da ECUM. 2) Revisão do plano curricular, nomeadamente na especialização em Matemática, transformando a unidade Epistemologia da Matemática numa unidade obrigatória de Didáctica da Matemática (avançada) e estruturação mais consistente dos leques de opções de cada especialização. Em nosso entender a denominação de Epistemologia reveste-se, intrinsecamente, de uma dimensão filosófica de questionamento, evolução e análise que pretendíamos realçar na denominação que escolhemos; até porque se pretende na dita Unidade Curricular, deliberadamente, desenvolver nos formandos um espírito de querer esclarecer as suas dúvidas perante, por exemplo, um manual escolar tal como lhe é apresentado (e independentemente de ter ou não sido avaliado por qualquer outro órgão) ou umas directivas programáticas tal como lhes são ditadas. Por outro lado o termo Didáctica é já largamente utilizado em unidades curriculares tradicionais das licenciaturas em Matemática (Ramos Educacionais) pelo que seria, em nosso entender, passível de ser erradamente confundido com uma dimensão mais elementar em Didáctica que os formandos, em princípio, já aportam para esta formação avançada ao nível do Mestrado que lhes estamos a propor. Contudo, com as devidas modificações programáticas (tabela 2) não nos opomos a que a mudança de Epistemologia para Didáctica seja efectivada, por sugestão da CAE. Tabela 2 - Tópicos programáticos para Didáctica da Matemática (avançada) A Unidade Curricular terá duas componentes: uma de natureza teórica e outra de natureza investigativa, na forma de um pequeno projecto independente. Na parte teórica o formando encontrará uma variedade de novas teorias e de métodos de ensino da Matemática, nomeadamente no que se reporta à importância de aspectos cognitivos e semióticos da aprendizagem da Matemática e à evolução dos conceitos matemáticos nos programas curriculares, bem como a sua evolução cronológica em diferentes civilizações. O trabalho investigativo pode incluir análise de manuais escolares (nacionais e/ ou estrangeiros) bem como observação, análise e/ ou outro trabalho de campo em situação de ensino fora da universidade. A apreciação da CAE a este plano de estudos recomenda uma estruturação mais consistente dos leques de opções de cada especialização, embora refira como alguns dos pontos fortes: ser um programa inovador (3.2.4), o leque e a abrangência da oferta científica (8.5) e a interdisciplinaridade (8.5). Na criação da proposta do Mestrado entendeu-se que a estrutura curricular apresentada, nomeadamente no que às opções de cada especialização diz respeito, constitui uma mais-valia, dado que visa proporcionar ao formando a possibilidade de complementar a sua formação na área científica de profissionalização ou diversificar os seus conhecimentos numa área científica distinta (A14). A estrutura curricular deste ciclo de estudos foi elaborada tendo em vista o desenvolvimento de competências por parte do professor, que lhe

5 permitam criar condições de ensino-aprendizagem motivadoras (3.1.3). Assim, a diversificação de opções apresentadas tem como objectivo permitir a adequação da oferta lectiva, no âmbito de unidades curriculares de carácter optativo, ao perfil dos candidatos que em cada ano lectivo pretendam realizar este ciclo de estudos. 3) Modificação da designação do curso A apreciação da CAE refere que deve ponderar-se a modificação da designação do curso. Na criação da proposta deste ciclo de estudos optou-se pela designação Mestrado em Ciências Formação Contínua de Professores atendendo a que a Escola de Ciências da Universidade do Minho contempla na sua oferta educativa, desde há vários anos, um Doutoramento em Ciências com diversos ramos de especialização. Este Doutoramento em Ciências tem captado um número elevado de alunos ao longo dos anos e tem, em particular, atraído um número considerável de professores dos Ensino Básico (3º Ciclo) e Ensino Secundário. Nestas condições e até por uma questão de coerência na oferta educativa da Escola de Ciências da Universidade do Minho a designação afim que se propõe, a saber Mestrado em Ciências Formação Contínua de Professores parece, pelas razões invocadas, a mais apropriada, todavia não se coloca qualquer objecção à alteração da designação do curso para Mestrado em Ciências Naturais e Matemática (Formação Contínua de Professores) apontada pela CAE. Conclusão: O relatório preliminar da CAE apresenta três recomendações, uma das quais é uma exigência, referente às condições de ingresso e que foi atendida. Relativamente à recomendação referente à transformação da unidade curricular Epistemologia da Matemática para Didáctica da Matemática (avançada) não nos opomos a que seja efectivada, por sugestão da CAE, com as devidas modificações programáticas. A inovação do projecto, a interdisciplinaridade e o leque e a abrangência da oferta científica apontados como pontos fortes pela CAE decorrem da diversificação das opções apresentadas permitindo ao aluno aprofundar ou complementar a sua formação. Assim, entende-se ter apresentado argumentos/fundamentos para manter a estrutura curricular inicialmente proposta. A recomendação referente à alteração da designação poderá ser atendida embora, e conforme justificado acima, se proponha a permanência da designação de Mestrado em Ciências Formação Contínua de Professores.

6 Final recommendation of CAE: The proposed course should be accredited. This pronunciation is focused on the three recommendations presented in the preliminary report of CAE: 1) clarification of the conditions of access and entry into the study cycle and into each of specializations; 2) revision of the course curriculum, particularly the specialization course in Mathematics, transforming the course unit on Epistemology of Mathematics into an obligatory course unit of Didactics of Mathematics (advanced) and a more structured range of options in each specialization. 3) alteration of the designation of the course. 1) Clarification of the conditions of access and entry into the study cycle and into each of the specializations In response to the report of the CAE regarding this point further information is presented in table 1 regarding the conditions of access and entry to each of the specializations of the study cycle. Table 1 Conditions of access and entry to each of the specializations of the study cycle Area of specializations Biology and Geology Physics and Chemistry Mathematics Conditions of access Graduates with a licenciate degree or masters degree with appropriate content to teach in the scientific domain of Biology and Geology (3rd cycle of basic and secondary education) corresponding to the recruitment group 520. Teachers of basic (3rd cycle) and secondary education of the recruitment group 520. Graduates with a licenciate degree or masters degree with appropriate content to teach in the scientific domain of Physics and Chemistry (3rd cycle of basic and secondary education) corresponding to the recruitment group 510. Teachers of basic (3rd cycle) and secondary education of the recruitment group 510. Graduates with a licenciate degree or masters degree with appropriate content to teach in the scientific domain of Mathematics and Informatics (3rd cycle of basic and secondary education) corresponding to the recruitment group 510. Teachers of basic (3rd cycle) and secondary education of the recruitment group 500. Graduates of any course awarded as a first-cycle degree, organized in accordance with the principles of the Process of Bologna and obtained in a foreign university, or a degree that is recognized as equivalent to the licenciate degree that satisfies the objectives of a degree in the scientific domain(s), may also be admitted to the Masters degree in Sciences - Further Education for Teachers. Applicants that have an appropriate educational, scientific or professional curriculum may also be admitted to the course, if they are considered to show sufficient capacity to complete the cycle of study by the Scientific Council of the School of Sciences (ECUM).

7 2) revision of the course curriculum, particularly the specialist course in Mathematics, transforming the course unit on Epistemology of Mathematics into an obligatory course unit of Didactics of Mathematics (advanced) and a more structured range of options in each specializations. In our understanding the designation of the course unit as Epistemology expresses the philosophical dimension of the analysis of the nature, scope and evolution of knowledge that is intended; in the curricular unit it is intended to deliberately develop in the students a will to clarify their doubts regarding, for example, a textbook in the form that it is presented (and independently of having been or not evaluated by any other entity) or any programmatic directives. On the other hand the term didactic is already widely used in curricular units that are traditionally present in the degree courses in Mathematics (Educational specialization) and for that reason, in our understanding, may be confused with a more elementary dimension of Didactics that the students, in principal, already understand for the advanced level of the Masters degree that is being proposed. However, with the necessary alterations to the content of the course unit (table 2) we do not raise objections to the proposed alteration of Epistemology to Didactics in accordance with the suggestion of CAE. Table 2 Subjects for Didactics of Mathematics (advanced) The curricular unit will have two components: a theoretical and other investigative in nature, in the form of a small independent project. In the theoretical part the student will find a variety of new theories and methods of teaching mathematics, particularly as it relates to the importance of semiotic and cognitive aspects of learning mathematics and the development of mathematical concepts in the scholar curriculum, as well as their chronological evolution in different civilizations. The investigation may include analysis of textbooks (national and/ or foreign) as well as observation, analysis and/ or other research in the teaching situation outside the university. The evaluation of CAE of this study plan recommends a more consistent structure of the range of options in each specialization, although the commission does refer to the following aspects as points in favour of the application: being an innovative program (3.2.4), the range and breadth of the scientific content (8.5) and the interdisciplinarity (8.5). At the genesis of the proposal of this Masters degree it was understood that the course structure, particularly the optional course units of each specialization, was an aspect that greatly favoured the scientific preparation of the students by offering an opportunity to deepen knowledge of the scientific domain of professional competence or to extend this competence into different complementary domains (A14). The structure of the study cycle was elaborated taking into account the development of competence on the part of the teacher that would allow he/she to create conditions for motivating self-taught activities (3.1.3). Thus, the diversification of optional curricular units has the prime objective of permitting each student to make their choice of optional curricular units on the basis of their personal profile.

8 3) Alteration of the designation of the course. The report of CAE suggests that the designation of the course should be considered. During the discussions that led to the creation of this study cycle the course designation that was chosen was Masters degree in Sciences - Further Education for Teachers in order to maintain coherence with the courses offered within the School of Sciences of the University of Minho. Currently a Ph.D. in Sciences, with various specialized sub-domains is available in the School of Sciences. This doctorate course in Sciences has over the years attracted a large number of students, some of which are secondary school teachers. In spite of the designation proposed by the Masters degree Course Committee seeming eminently appropriate for a School of Sciences, no objection is raised to the alteration of the designation of the course to Masters degree in Natural Sciences and Mathematics (Further Education for Teachers) as suggested by CAE, if this alteration is considered indispensable for the accreditation of the course. Conclusion: The preliminary report submitted by CAE presents three recommendations, one of which is mandatory and refers to the conditions of access and entry to the course. This latter recommendation has been satisfied by the MSc Course Committee. Regarding the recommendation on the transformation of the course Epistemology of Mathematics to Didactics of Mathematics (Advanced) we not opposed to this alteration, as suggested by the CAE with the necessary programmatic changes. The innovative structure of the project, the interdisciplinarity and the breadth and variety of the scientific choice identified as strengths by CAE are a result of the diversity of the options that are available and permit the student to deepen or broaden his/her scientific knowledge. Therefore, the Masters degree Course Committee considers that sufficient justification has been presented to maintain the study plan of the course in the original format. The recommendation regarding alteration of the designation of the course may be accepted, however as justified in the above text, the Masters degree Course Committee would prefer to maintain the designation as Masters degree in Sciences - Further Education for Teachers.

NCE/09/00492 Decisão de apresentação de pronúncia - Novo ciclo de estudos

NCE/09/00492 Decisão de apresentação de pronúncia - Novo ciclo de estudos NCE/09/00492 Decisão de apresentação de pronúncia - Novo ciclo de estudos NCE/09/00492 Decisão de apresentação de pronúncia - Novo ciclo de estudos Decisão de Apresentação de Pronúncia ao Relatório da

Leia mais

ACEF/1112/04062 Decisão de apresentação de pronúncia

ACEF/1112/04062 Decisão de apresentação de pronúncia ACEF/1112/04062 Decisão de apresentação de pronúncia ACEF/1112/04062 Decisão de apresentação de pronúncia Decisão de Apresentação de Pronúncia ao Relatório da Comissão de Avaliação Externa 1. Tendo recebido

Leia mais

NCE/11/01206 Decisão de apresentação de pronúncia - Novo ciclo de estudos

NCE/11/01206 Decisão de apresentação de pronúncia - Novo ciclo de estudos NCE/11/01206 Decisão de apresentação de pronúncia - Novo ciclo de estudos NCE/11/01206 Decisão de apresentação de pronúncia - Novo ciclo de estudos Decisão de Apresentação de Pronúncia ao Relatório da

Leia mais

SUPLEMENTO AO DIPLOMA DA UNIVERSIDADE DO MINHO (MESTRADO EM ENGENHARIA URBANA) (2º CICLO)

SUPLEMENTO AO DIPLOMA DA UNIVERSIDADE DO MINHO (MESTRADO EM ENGENHARIA URBANA) (2º CICLO) SUPLEMENTO AO DIPLOMA DA UNIVERSIDADE DO MINHO (MESTRADO EM ENGENHARIA URBANA) (2º CICLO) 1 Principal(ais) área(s) de estudo da qualificação: Engenharia Civil - Planeamento Urbanístico Engenharia Civil

Leia mais

Semestre do plano de estudos 1

Semestre do plano de estudos 1 Nome UC Inglês CU Name Código UC 6 Curso LEC Semestre do plano de estudos 1 Área científica Gestão Duração Semestral Horas de trabalho 54 ECTS 2 Horas de contacto TP - 22,5 Observações n.a. Docente responsável

Leia mais

ACEF/1112/12687 Guião para a auto avaliação

ACEF/1112/12687 Guião para a auto avaliação ACEF/1112/12687 Guião para a auto avaliação Caracterização do ciclo de estudos. A1. Instituição de ensino superior / Entidade instituidora: ISPA, Crl A1.a. Descrição da instituição de ensino superior /

Leia mais

Proposta de Criação do Mestrado em Gestão Logística. III - Informação Relativa ao Suplemento ao Diploma

Proposta de Criação do Mestrado em Gestão Logística. III - Informação Relativa ao Suplemento ao Diploma Proposta de Criação do Mestrado em Logística III - Informação Relativa ao Suplemento ao Diploma De acordo com o Despacho RT 41/2005 de 19 de Setembro Universidade do Minho Escola de Economia e Departamento

Leia mais

NCE/09/01342 Decisão de apresentação de pronúncia - Novo ciclo de estudos

NCE/09/01342 Decisão de apresentação de pronúncia - Novo ciclo de estudos NCE/09/01342 Decisão de apresentação de pronúncia - Novo ciclo de estudos NCE/09/01342 Decisão de apresentação de pronúncia - Novo ciclo de estudos Decisão de Apresentação de Pronúncia ao Relatório da

Leia mais

NCE/10/00806 Decisão de apresentação de pronúncia - Novo ciclo de estudos

NCE/10/00806 Decisão de apresentação de pronúncia - Novo ciclo de estudos NCE/10/00806 Decisão de apresentação de pronúncia - Novo ciclo de estudos NCE/10/00806 Decisão de apresentação de pronúncia - Novo ciclo de estudos Decisão de Apresentação de Pronúncia ao Relatório da

Leia mais

Ficha de unidade curricular Curso de Doutoramento

Ficha de unidade curricular Curso de Doutoramento Ficha de unidade curricular Curso de Doutoramento Unidade curricular História do Direito Português I (Doutoramento - 1º semestre) Docente responsável e respectiva carga lectiva na unidade curricular Prof.

Leia mais

ACEF/1112/02477 Decisão de apresentação de pronúncia

ACEF/1112/02477 Decisão de apresentação de pronúncia ACEF/1112/02477 Decisão de apresentação de pronúncia ACEF/1112/02477 Decisão de apresentação de pronúncia Decisão de Apresentação de Pronúncia ao Relatório da Comissão de Avaliação Externa 1. Tendo recebido

Leia mais

Mestrado em Ciências Jurídicas Especialização em História do Direito 2015-16

Mestrado em Ciências Jurídicas Especialização em História do Direito 2015-16 Mestrado em Ciências Jurídicas Especialização em História do Direito Unidade curricular História do Direito Português I (1º sem). Docente responsável e respectiva carga lectiva na unidade curricular Prof.

Leia mais

NCE/09/02327 Relatório preliminar da CAE - Novo ciclo de estudos

NCE/09/02327 Relatório preliminar da CAE - Novo ciclo de estudos NCE/09/02327 Relatório preliminar da CAE - Novo ciclo de estudos Caracterização do pedido Perguntas 1 a 7 1. Instituição de ensino superior / Entidade instituidora: UNL + UCP 1.a. Descrição da Instituição

Leia mais

NCE/13/00986 Decisão de apresentação de pronúncia - Novo ciclo de estudos

NCE/13/00986 Decisão de apresentação de pronúncia - Novo ciclo de estudos NCE/13/00986 Decisão de apresentação de pronúncia - Novo ciclo de estudos NCE/13/00986 Decisão de apresentação de pronúncia - Novo ciclo de estudos Decisão de Apresentação de Pronúncia ao Relatório da

Leia mais

SUPLEMENTO AO DIPLOMA DA UNIVERSIDADE DO MINHO MESTRADO EM CONSTRUÇÃO E REABILITAÇÃO SUSTENTÁVEIS (2º CICLO)

SUPLEMENTO AO DIPLOMA DA UNIVERSIDADE DO MINHO MESTRADO EM CONSTRUÇÃO E REABILITAÇÃO SUSTENTÁVEIS (2º CICLO) SUPLEMENTO AO DIPLOMA DA UNIVERSIDADE DO MINHO MESTRADO EM CONSTRUÇÃO E REABILITAÇÃO SUSTENTÁVEIS (2º CICLO) 1 Principal(ais) área(s) de estudo da qualificação: Engenharia Civil 2 Língua(s) de aprendizagem/avaliação:

Leia mais

e-lab: a didactic interactive experiment An approach to the Boyle-Mariotte law

e-lab: a didactic interactive experiment An approach to the Boyle-Mariotte law Sérgio Leal a,b, João Paulo Leal a,c Horácio Fernandes d a Departamento de Química e Bioquímica, FCUL, Lisboa, Portugal b Escola Secundária com 3.º ciclo Padre António Vieira, Lisboa, Portugal c Unidade

Leia mais

NCE/14/01201 Decisão de apresentação de pronúncia - Novo ciclo de estudos

NCE/14/01201 Decisão de apresentação de pronúncia - Novo ciclo de estudos NCE/14/01201 Decisão de apresentação de pronúncia - Novo ciclo de estudos NCE/14/01201 Decisão de apresentação de pronúncia - Novo ciclo de estudos Decisão de Apresentação de Pronúncia ao Relatório da

Leia mais

FICHAS DE UNIDADES CURRICULARES

FICHAS DE UNIDADES CURRICULARES FICHAS DE UNIDADES CURRICULARES a. Unidade curricular Course unit title: Construção da Imagem Fílmica Construction of the Filmic Image Código: 01343927 Code: 01343927 b. ECTS: 5.0 c. Horas de contacto

Leia mais

CEF/0910/25706 Decisão de Apresentação de Pronúncia (Univ) - Ciclo de estudos em funcionamento

CEF/0910/25706 Decisão de Apresentação de Pronúncia (Univ) - Ciclo de estudos em funcionamento CEF/0910/25706 Decisão de Apresentação de Pronúncia (Univ) - Ciclo de estudos em funcionamento CEF/0910/25706 Decisão de Apresentação de Pronúncia (Univ) - Ciclo de estudos em funcionamento Decisão de

Leia mais

Do desenvolvimento curricular ao conhecimento profissional

Do desenvolvimento curricular ao conhecimento profissional Do desenvolvimento curricular ao conhecimento profissional José Duarte jose.duarte@ese.ips.pt Escola Superior de Educação de Setúbal José Duarte iniciou a sua carreira como professor de Matemática do Ensino

Leia mais

ACEF/1314/18522 Decisão de apresentação de pronúncia

ACEF/1314/18522 Decisão de apresentação de pronúncia ACEF/131/18522 Decisão de apresentação de pronúncia ACEF/131/18522 Decisão de apresentação de pronúncia Decisão de Apresentação de Pronúncia ao Relatório da Comissão de Avaliação Externa 1. Tendo recebido

Leia mais

NCE/12/00061 Decisão de apresentação de pronúncia - Novo ciclo de estudos

NCE/12/00061 Decisão de apresentação de pronúncia - Novo ciclo de estudos NCE/12/00061 Decisão de apresentação de pronúncia - Novo ciclo de estudos NCE/12/00061 Decisão de apresentação de pronúncia - Novo ciclo de estudos Decisão de Apresentação de Pronúncia ao Relatório da

Leia mais

Hidráulica Urbana. Urban Hydraulics. Semestre do plano de estudos 2

Hidráulica Urbana. Urban Hydraulics. Semestre do plano de estudos 2 Nome UC Hidráulica Urbana CU Name Código UC 725 Curso MEC Semestre do plano de estudos 2 Área científica Engenharia Civil Duração Semestral Horas de trabalho 164 ECTS 6 Horas de contacto T - 22,5; PL -

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE BOM DESPACHO-MG PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO - EDITAL

PREFEITURA MUNICIPAL DE BOM DESPACHO-MG PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO - EDITAL CADERNO DE PROVAS 1 A prova terá a duração de duas horas, incluindo o tempo necessário para o preenchimento do gabarito. 2 Marque as respostas no caderno de provas, deixe para preencher o gabarito depois

Leia mais

UAb Session on Institutional Change Students and Teachers. Lina Morgado

UAb Session on Institutional Change Students and Teachers. Lina Morgado UAb Session on Institutional Change Students and Teachers Lina Morgado Lina Morgado l SUMMARY 1 1. Pedagogical Model : Innovation Change 2. The context of teachers training program at UAb.pt 3. The teachers

Leia mais

A DISLEXIA COMO DIFICULDADE DE APRENDIZAGEM SOB A ÓTICA DO PROFESSOR UM ESTUDO DE CASO

A DISLEXIA COMO DIFICULDADE DE APRENDIZAGEM SOB A ÓTICA DO PROFESSOR UM ESTUDO DE CASO PRÓ-REITORIA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO MESTRADO EM EDUCAÇÃO A DISLEXIA COMO DIFICULDADE DE APRENDIZAGEM SOB A ÓTICA DO PROFESSOR UM ESTUDO DE CASO NEUZA APARECIDA GIBIM PONÇANO Presidente Prudente SP

Leia mais

Course Computer Science Academic year 2012/2013 Subject Social Aspects of Computers ECTS 5

Course Computer Science Academic year 2012/2013 Subject Social Aspects of Computers ECTS 5 Course Computer Science Academic year 2012/2013 Subject Social Aspects of Computers ECTS 5 Type of course Compulsory Year 2º Semester 2nd sem Student Workload: Professor(s) Natalia Gomes, Ascensão Maria

Leia mais

Prova de Seleção Mestrado LINGUA INGLESA 15/02/2016

Prova de Seleção Mestrado LINGUA INGLESA 15/02/2016 Prova de Seleção Mestrado LINGUA INGLESA 15/02/2016 Instruções aos candidatos: (1) Preencher somente o número de inscrição em todas as folhas. (2) Usar caneta preta ou azul. 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12

Leia mais

PEDIDO DE ACREDITAÇÃO PRÉVIA DE NOVO CICLO DE ESTUDOS (PAPNCE) 2012-2013. Ensino Universitário e Ensino Politécnico

PEDIDO DE ACREDITAÇÃO PRÉVIA DE NOVO CICLO DE ESTUDOS (PAPNCE) 2012-2013. Ensino Universitário e Ensino Politécnico UNIVERSIDADE DE LISBOA REITORIA PEDIDO DE ACREDITAÇÃO PRÉVIA DE NOVO CICLO DE ESTUDOS (PAPNCE) 2012-2013 Ensino Universitário e Ensino Politécnico (Adaptado do Sistema de Informação da A3ES - SIA3ES a

Leia mais

Reitor / President Marcos Macari, Ph.D. Vice-Reitor /Vice-President Herman Jacobus Cornelis Voorwald, Ph.D.

Reitor / President Marcos Macari, Ph.D. Vice-Reitor /Vice-President Herman Jacobus Cornelis Voorwald, Ph.D. UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA JULIO DE MESQUITA FILHO Reitor / President Marcos Macari, Ph.D. Vice-Reitor /Vice-President Herman Jacobus Cornelis Voorwald, Ph.D. Pró-Reitora de Pós-Graduação / Graduate

Leia mais

UNIVERSIDADE DE LISBOA FACULDADE DE CIÊNCIAS DEPARTAMENTO DE EDUCAÇÃO

UNIVERSIDADE DE LISBOA FACULDADE DE CIÊNCIAS DEPARTAMENTO DE EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE DE LISBOA FACULDADE DE CIÊNCIAS DEPARTAMENTO DE EDUCAÇÃO APRENDER CIDADANIA COM A DISCIPINA DE HISTÓRIA: 3 PERCURSOS NO CONCELHO DE ODEMIRA Rita Santos Agudo do Amaral Rêgo MESTRADO EM EDUCAÇÃO

Leia mais

Ficha da Unidade Curricular

Ficha da Unidade Curricular ESCOLA SUPERIOR DE TECNOLOGIA E GESTÃO DE FELGUEIRAS CURSO Licenciatura em Engenharia Informática U.C. FÍSICA APLICADA Ficha da Unidade Curricular Horas presenciais / Ano 56 Ano Lectivo 2010 / 2011 Horas

Leia mais

User interface evaluation experiences: A brief comparison between usability and communicability testing

User interface evaluation experiences: A brief comparison between usability and communicability testing User interface evaluation experiences: A brief comparison between usability and communicability testing Kern, Bryan; B.S.; The State University of New York at Oswego kern@oswego.edu Tavares, Tatiana; PhD;

Leia mais

ACEF/1213/07042 Decisão de apresentação de pronúncia

ACEF/1213/07042 Decisão de apresentação de pronúncia ACEF/1213/07042 Decisão de apresentação de pronúncia ACEF/1213/07042 Decisão de apresentação de pronúncia Decisão de Apresentação de Pronúncia ao Relatório da Comissão de Avaliação Externa 1. Tendo recebido

Leia mais

Ficha de Unidade Curricular Ano letivo 2014/15

Ficha de Unidade Curricular Ano letivo 2014/15 Ficha de Unidade Curricular Ano letivo 2014/15 Unidade curricular: / Curricular Unit: Sociologia da Comunicação Sociology of Communication Docente responsável e respectivas horas de contacto na unidade

Leia mais

Projeto pedagógico para um curso de Mestrado em Ciência e Tecnologia de Alimentos com aplicação de ABP Virtual

Projeto pedagógico para um curso de Mestrado em Ciência e Tecnologia de Alimentos com aplicação de ABP Virtual Projeto pedagógico para um curso de Mestrado em Ciência e Tecnologia de Alimentos com aplicação de ABP Virtual Silvane Guimarães Silva Gomes, Frederico José Vieira Passos Universidade Federal de Viçosa

Leia mais

NCE/14/01456 Decisão de apresentação de pronúncia - Novo ciclo de estudos

NCE/14/01456 Decisão de apresentação de pronúncia - Novo ciclo de estudos NCE/14/01456 Decisão de apresentação de pronúncia - Novo ciclo de estudos NCE/14/01456 Decisão de apresentação de pronúncia - Novo ciclo de estudos Decisão de Apresentação de Pronúncia ao Relatório da

Leia mais

UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO FACULDADE DE EDUCAÇÃO JOÃO FÁBIO PORTO. Diálogo e interatividade em videoaulas de matemática

UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO FACULDADE DE EDUCAÇÃO JOÃO FÁBIO PORTO. Diálogo e interatividade em videoaulas de matemática UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO FACULDADE DE EDUCAÇÃO JOÃO FÁBIO PORTO Diálogo e interatividade em videoaulas de matemática São Paulo 2010 JOÃO FÁBIO PORTO Diálogo e interatividade em videoaulas de matemática

Leia mais

Estereoscopia Digital no Ensino da Química AGRADECIMENTOS

Estereoscopia Digital no Ensino da Química AGRADECIMENTOS AGRADECIMENTOS O findar desta dissertação é o momento indicado para agradecer ao Professor Doutor João Carlos de Matos Paiva pela sua grande ajuda, pela disponibilidade sempre manifestada, pelo seu empenho

Leia mais

Estudar o Inglês Quando a Língua Materna é o Português/ Studying English as a Portuguese Native Speaker

Estudar o Inglês Quando a Língua Materna é o Português/ Studying English as a Portuguese Native Speaker Ficha de Unidade Curricular [FUC] 1 1. Unidade curricular / Curricular Unit Estudar o Inglês Quando a Língua Materna é o Português/ Studying English as a Portuguese Native Speaker 2. Designação do Ciclo

Leia mais

ACEF/1112/20757 Relatório preliminar da CAE

ACEF/1112/20757 Relatório preliminar da CAE 1 de 16 22-07-2013 15:55 ACEF/1112/20757 Relatório preliminar da CAE Caracterização do ciclo de estudos Perguntas A.1 a A.10 A.1. Instituição de ensino superior / Entidade instituidora: Ensigest - Gestão

Leia mais

ACEF/1213/16242 Decisão de apresentação de pronúncia

ACEF/1213/16242 Decisão de apresentação de pronúncia ACEF/1213/16242 Decisão de apresentação de pronúncia ACEF/1213/16242 Decisão de apresentação de pronúncia Decisão de Apresentação de Pronúncia ao Relatório da Comissão de Avaliação Externa 1. Tendo recebido

Leia mais

Young Talent for Sciences Program

Young Talent for Sciences Program 1 Young Talent for Sciences Program J. B. M. Maria, Oliveira P. R. M., Oliveira P. A. W, M. S. Dahmouche, V. Cascon (presenter), V. F. Guimarães and P.C. B. Arantes Fundação CECIERJ Rua Visconde de Niterói,

Leia mais

Ficha de Unidade Curricular 2014/2015

Ficha de Unidade Curricular 2014/2015 6.2.1.1. Unidade curricular: Curricular Unit: Ficha de Unidade Curricular 2014/2015 Design de Identidade Identity design 6.2.1.2. Docente responsável e respetivas horas de contacto na unidade curricular

Leia mais

O TEMPO GEOLÓGICO NA FORMAÇÃO DE PROFESSORES DE GEOCIÊNCIAS

O TEMPO GEOLÓGICO NA FORMAÇÃO DE PROFESSORES DE GEOCIÊNCIAS Comunicaciones del XVII Simposio sobre Enseñanza de la Geología O TEMPO GEOLÓGICO NA FORMAÇÃO DE PROFESSORES DE GEOCIÊNCIAS Geological time on geosciences teacher education Margarida Morgado (1); Dorinda

Leia mais

Informática e Programação. Computer Science and Programming. Semestre do plano de estudos 1

Informática e Programação. Computer Science and Programming. Semestre do plano de estudos 1 Nome UC Informática e Programação CU Name Código UC 4 Curso LEC Semestre do plano de estudos 1 Área científica Informática Duração Semestral Horas de trabalho 135 ECTS 5 Horas de contacto TP - 67,5 Observações

Leia mais

CARLA ALEXANDRA SEVES DE ANDRADE CANOTILHO

CARLA ALEXANDRA SEVES DE ANDRADE CANOTILHO Escola Superior de Tecnologia e Gestão Instituto Politécnico da Guarda R E L AT Ó R I O D E AT I V I D A D E P R O F I S S I O N A L N A J. V A R G A S - G A B I N E T E T É C N I C O D E G E S T Ã O E

Leia mais

INSTRUÇÕES INSTRUCTIONS

INSTRUÇÕES INSTRUCTIONS INSTRUÇÕES INSTRUCTIONS DOCUMENTAÇÃO A APRESENTAR PELOS CANDIDATOS PARA AVALIAÇÃO Os candidatos devem apresentar para avaliação da candidatura a seguinte documentação: a) Prova da nacionalidade (BI, passaporte.);

Leia mais

NCE/10/00686 Decisão de apresentação de pronúncia - Novo ciclo de estudos

NCE/10/00686 Decisão de apresentação de pronúncia - Novo ciclo de estudos NCE/10/00686 Decisão de apresentação de pronúncia - Novo ciclo de estudos NCE/10/00686 Decisão de apresentação de pronúncia - Novo ciclo de estudos Decisão de Apresentação de Pronúncia ao Relatório da

Leia mais

PIBID: ALUNOS MONITORES COMO ORIENTADORES DA METODOLOGIA CIENTÍFICA PARA FEIRA DE CIÊNCIAS DA ESCOLA ESTADUAL MOREIRA DIAS

PIBID: ALUNOS MONITORES COMO ORIENTADORES DA METODOLOGIA CIENTÍFICA PARA FEIRA DE CIÊNCIAS DA ESCOLA ESTADUAL MOREIRA DIAS PIBID: ALUNOS MONITORES COMO ORIENTADORES DA METODOLOGIA CIENTÍFICA PARA FEIRA DE CIÊNCIAS DA ESCOLA ESTADUAL MOREIRA DIAS Ewelanny Louyde Ferreira de Lima¹; Daiane Rodrigues Soares². Alunas de graduação

Leia mais

Espia lá - Mato Grosso aplicativo educacional em dispositivo móvel para a formação continuada de professores

Espia lá - Mato Grosso aplicativo educacional em dispositivo móvel para a formação continuada de professores Espia lá - Mato Grosso aplicativo educacional em dispositivo móvel para a formação continuada de professores Érika C. de A. S. Kurpel Daron * Elane Chaveiro Soares ** Marcelo Paes Barros *** Resumo A Universidade

Leia mais

Ficha de Unidade Curricular Ano letivo 2014/2015

Ficha de Unidade Curricular Ano letivo 2014/2015 6.2.1.1. Unidade curricular: Curricular Unit: Ficha de Unidade Curricular Ano letivo 2014/2015 Design de Interface Interface Design 6.2.1.2. Docente responsável e respectivas horas de contacto na unidade

Leia mais

Teatro Científico e Ensino da Química

Teatro Científico e Ensino da Química DEPARTAMENTO DE QUÍMICA Teatro Científico e Ensino da Química DISSERTAÇÃO SUBMETIDA À FACULDADE DE CIÊNCIAS DA UNIVERSIDADE DO PORTO PARA OBTENÇÃO DO GRAU DE MESTRE EM QUÍMICA PARA O ENSINO Cláudia Correia

Leia mais

Intensive Language Study: Portuguese for the Health Sciences III

Intensive Language Study: Portuguese for the Health Sciences III Intensive Language Study: Portuguese for the Health Sciences III PORT 2000 (3 credits / 45 class hours) SIT Study Abroad Program: Brazil: Public Health, Race, and Human Rights Introdução do Curso O nível

Leia mais

Um panorama dos Programas de pós-graduação da área de Ensino de Ciências e Matemática no Rio Grande do Sul

Um panorama dos Programas de pós-graduação da área de Ensino de Ciências e Matemática no Rio Grande do Sul Um panorama dos Programas de pós-graduação da área de Ensino de Ciências e Matemática no Rio Grande do Sul Resumo A prospect of Postgraduate programs of Science and Mathematics teaching in Rio Grande do

Leia mais

PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE MINAS GERAIS Programa de Pós-Graduação em Ensino de Ciências e Matemática

PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE MINAS GERAIS Programa de Pós-Graduação em Ensino de Ciências e Matemática PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE MINAS GERAIS Programa de Pós-Graduação em Ensino de Ciências e Matemática DESENVOLVIMENTO DO PENSAMENTO GEOMÉTRICO COM VISUALIZAÇÃO DE FIGURAS ESPACIAIS POR MEIO DA

Leia mais

CURSO: Elaboração de Projectos de Investigação e Desenvolvimento-CEPID

CURSO: Elaboração de Projectos de Investigação e Desenvolvimento-CEPID CURSO: Elaboração de Projectos de Investigação e Desenvolvimento-CEPID Título: Projecto de Mestrado em Ciências do Ensino Superior na UAN Autor: MSc. Mara Gomes Orientador: Professor Dr. Felipe Silva Miranda-

Leia mais

Topografia Aplicada. Applied Topography. Semestre do plano de estudos 1

Topografia Aplicada. Applied Topography. Semestre do plano de estudos 1 Nome UC Topografia Aplicada CU Name Código UC 736 Curso MEC Semestre do plano de estudos 1 Área científica Engenharia Civil Duração Semestral Horas de trabalho 124 ECTS 4.5 Horas de contacto T - 22,5;

Leia mais

Concursos 2009 para atribuição de Bolsas de Pós-Doutoramento

Concursos 2009 para atribuição de Bolsas de Pós-Doutoramento Concursos 2009 para atribuição de Bolsas de Pós-Doutoramento Programa UT Austin Portugal Edital No âmbito do Programa UTAustin Portugal, a FCT (Fundação para a Ciência e Tecnologia) abre concurso para:

Leia mais

Vânia Finholdt Ângelo Leite

Vânia Finholdt Ângelo Leite Vânia Finholdt Ângelo Leite A atuação da coordenação pedagógica em conjunto com os professores no processo de recontextualização da política oficial no 1º ano do Ensino Fundamental no Município do Rio

Leia mais

2. Conhecer a diversidade e complexidade de temáticas que podem ser abrangidas por esta área de conhecimento.

2. Conhecer a diversidade e complexidade de temáticas que podem ser abrangidas por esta área de conhecimento. Ficha de Unidade Curricular 1. Unidade curricular / Curricular Unit Psicologia Geral / General Psychology 2. Designação do Ciclo de Estudos em que se insere a Unidade Curricular (com semestre e ano lectivo)

Leia mais

assumptions of that particular strengthening the participation of families and local communities in the strategic direction of schools, not taking

assumptions of that particular strengthening the participation of families and local communities in the strategic direction of schools, not taking Agradecimentos A dissertação do Mestrado que adiante se apresenta resulta na concretização de um projecto que me parecia difícil mas não impossível de alcançar. Foram meses seguidos de trabalho de investigação,

Leia mais

Ficha da Unidade Curricular

Ficha da Unidade Curricular ESCOLA SUPERIOR DE TECNOLOGIA E GESTÃO DE FELGUEIRAS CURSO Licenciatura em Engenharia Informática U.C. SISTEMAS DE INFORMAÇÃO Ficha da Unidade Curricular Horas presenciais / Ano 56 Ano Lectivo 2010 / 2011

Leia mais

DGES DIRECÇÃO GERAL DO ENSINO SUPERIOR MINISTÉRIO DA CIÊNCIA, TECNOLOGIA E ENSINO SUPERIOR FORM

DGES DIRECÇÃO GERAL DO ENSINO SUPERIOR MINISTÉRIO DA CIÊNCIA, TECNOLOGIA E ENSINO SUPERIOR FORM FORM 1. Teaching Establishment: Polytechnic Institute of Tomar 2. Organic Unit (faculty, school, institute, etc.): chool of Technology of Tomar 3. Degree : Archaeological Techniques 4. Degree Qualification

Leia mais

NCE/12/00356 Decisão de apresentação de pronúncia - Novo ciclo de estudos

NCE/12/00356 Decisão de apresentação de pronúncia - Novo ciclo de estudos NCE/12/00356 Decisão de apresentação de pronúncia - Novo ciclo de estudos NCE/12/00356 Decisão de apresentação de pronúncia - Novo ciclo de estudos Decisão de Apresentação de Pronúncia ao Relatório da

Leia mais

NCE/14/00251 Decisão de apresentação de pronúncia - Novo ciclo de estudos

NCE/14/00251 Decisão de apresentação de pronúncia - Novo ciclo de estudos NCE/14/00251 Decisão de apresentação de pronúncia - Novo ciclo de estudos NCE/14/00251 Decisão de apresentação de pronúncia - Novo ciclo de estudos Decisão de Apresentação de Pronúncia ao Relatório da

Leia mais

Formação continuada de professores em escolas organizadas em ciclo

Formação continuada de professores em escolas organizadas em ciclo Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro PUC Elisangela da Silva Bernado Formação continuada de professores em escolas organizadas em ciclo Dissertação de Mestrado Dissertação apresentada como

Leia mais

EDUCAÇÃO AMBIENTAL E AS ATIVIDADES FÍSICAS DE AVENTURA NA NATUREZA COMO CONTEÚDO DA EDUCAÇÃO FÍSICA ESCOLAR NO ENSINO FUNDAMENTAL

EDUCAÇÃO AMBIENTAL E AS ATIVIDADES FÍSICAS DE AVENTURA NA NATUREZA COMO CONTEÚDO DA EDUCAÇÃO FÍSICA ESCOLAR NO ENSINO FUNDAMENTAL ISBN: 85-85253-69-X Livro de Memórias do IV Congresso Científico Norte-nordeste CONAFF EDUCAÇÃO AMBIENTAL E AS ATIVIDADES FÍSICAS DE AVENTURA NA NATUREZA COMO CONTEÚDO DA EDUCAÇÃO FÍSICA ESCOLAR NO ENSINO

Leia mais

NCE/14/01881 Decisão de apresentação de pronúncia - Novo ciclo de estudos

NCE/14/01881 Decisão de apresentação de pronúncia - Novo ciclo de estudos NCE/14/01881 Decisão de apresentação de pronúncia - Novo ciclo de estudos NCE/14/01881 Decisão de apresentação de pronúncia - Novo ciclo de estudos Decisão de Apresentação de Pronúncia ao Relatório da

Leia mais

SENSORES E ATUADORES: PLANO DE DISCIPLINA

SENSORES E ATUADORES: PLANO DE DISCIPLINA SENSORES E ATUADORES: PLANO DE DISCIPLINA Cynthia Thamires da Silva cynthiathamires@usp.br João Francisco Justo Filho jjusto@lme.usp.br Bruno Martin de Alcântara Dias alcantara.dias@usp.br Armando Antônio

Leia mais

Accueil Discussions Pages

Accueil Discussions Pages Palestra com Jean-Pierre Chupin - Concursos: conflitos de interpretacao... http://groups.google.com/group/docomomo-bsb/msg/6877c42076bca18... 1 sur 2 2010-09-02 11:36 Message de la discussion Palestra

Leia mais

NCE/12/00706 Relatório final da CAE - Novo ciclo de estudos

NCE/12/00706 Relatório final da CAE - Novo ciclo de estudos NCE/12/00706 Relatório final da CAE - Novo ciclo de estudos Caracterização do pedido Perguntas A.1 a A.10 A.1. Instituição de Ensino Superior / Entidade Instituidora: Ensilis - Educação E Formação Sa A.1.a.

Leia mais

NCE/13/00196 Decisão de apresentação de pronúncia - Novo ciclo de estudos

NCE/13/00196 Decisão de apresentação de pronúncia - Novo ciclo de estudos NCE/13/00196 Decisão de apresentação de pronúncia - Novo ciclo de estudos NCE/13/00196 Decisão de apresentação de pronúncia - Novo ciclo de estudos Decisão de Apresentação de Pronúncia ao Relatório da

Leia mais

Mecânica dos Sólidos III. Solid Mechanics III. Semestre do plano de estudos 3

Mecânica dos Sólidos III. Solid Mechanics III. Semestre do plano de estudos 3 Nome UC Mecânica dos Sólidos III CU Name Código UC 721 Curso MEC Semestre do plano de estudos 3 Área científica Engenharia Civil Duração Semestral Horas de trabalho 130 ECTS 5 Horas de contacto TP 45 Observações

Leia mais

TUTORIA INTERCULTURAL NUM CLUBE DE PORTUGUÊS

TUTORIA INTERCULTURAL NUM CLUBE DE PORTUGUÊS UNIVERSIDADE DE LISBOA FACULDADE DE PSICOLOGIA E DE CIÊNCIAS DA EDUCAÇÃO TUTORIA INTERCULTURAL NUM CLUBE DE PORTUGUÊS SANDRA MARIA MORAIS VALENTE DISSERTAÇÃO DE MESTRADO EM CIÊNCIAS DA EDUCAÇÃO Área de

Leia mais

ACEF/1112/16972 Parecer do RIES sobre intenção de decisão

ACEF/1112/16972 Parecer do RIES sobre intenção de decisão ACEF/1112/16972 Parecer do RIES sobre intenção de decisão ACEF/1112/16972 Parecer do RIES sobre intenção de decisão Parecer da Instituição de Ensino Superior à Intenção de Decisão do Conselho de Administração

Leia mais

MARLI DA COSTA RAMOS SCATRALHE FAMÍLIA E ESCOLA: DOIS SISTEMAS INTERDEPENDENTES NA COMPREENSÃO DOS SIGNIFICADOS NO PROCESSO ESCOLAR DO FILHO/ALUNO

MARLI DA COSTA RAMOS SCATRALHE FAMÍLIA E ESCOLA: DOIS SISTEMAS INTERDEPENDENTES NA COMPREENSÃO DOS SIGNIFICADOS NO PROCESSO ESCOLAR DO FILHO/ALUNO MARLI DA COSTA RAMOS SCATRALHE FAMÍLIA E ESCOLA: DOIS SISTEMAS INTERDEPENDENTES NA COMPREENSÃO DOS SIGNIFICADOS NO PROCESSO ESCOLAR DO FILHO/ALUNO CENTRO UNIVERSITÁRIO FIEO Osasco 2009 MARLI DA COSTA RAMOS

Leia mais

Transportes. Transportation. Semestre do plano de estudos 1

Transportes. Transportation. Semestre do plano de estudos 1 Nome UC Transportes CU Name Código UC 706 Curso MEC Semestre do plano de estudos 1 Área científica Engenharia Civil Duração Semestral Horas de trabalho 120 ECTS 4.5 Horas de contacto T - 22,5; TP - 22,5

Leia mais

Modelagem e Simulação de Incêndios. Fire dynamics. Carlos André Vaz Junior

Modelagem e Simulação de Incêndios. Fire dynamics. Carlos André Vaz Junior Modelagem e Simulação de Incêndios Fire dynamics Carlos André Vaz Junior INTRODUÇÃO Fire dynamics is a very quantitative and mathematically complex subject. The term fire dynamics came into common use

Leia mais

MODELAGEM VISUAL DE UM SOFTWARE PARA O GERENCIAMENTO DAS COMUNICAÇÕES EM GESTÃO DE PROJETOS

MODELAGEM VISUAL DE UM SOFTWARE PARA O GERENCIAMENTO DAS COMUNICAÇÕES EM GESTÃO DE PROJETOS 127 MODELAGEM VISUAL DE UM SOFTWARE PARA O GERENCIAMENTO DAS COMUNICAÇÕES EM GESTÃO DE PROJETOS VISUAL MODELING OF SOFTWARE FOR COMMUNICATION MANAGEMENT IN PROJECT MANAGEMENT Ricardo Rall 1 Arilson José

Leia mais

Ficha de Unidade Curricular

Ficha de Unidade Curricular 6.2.1.1. Unidade curricular: Curricular Unit: Ficha de Unidade Curricular Comunicação Multimédia (Desenvolvimento) Multimedia Communication (Development) 6.2.1.2. Docente responsável e respectivas horas

Leia mais

NORMAS PARA AUTORES. As normas a seguir descritas não dispensam a leitura do Regulamento da Revista Portuguesa de Marketing, disponível em www.rpm.pt.

NORMAS PARA AUTORES. As normas a seguir descritas não dispensam a leitura do Regulamento da Revista Portuguesa de Marketing, disponível em www.rpm.pt. NORMAS PARA AUTORES As normas a seguir descritas não dispensam a leitura do Regulamento da Revista Portuguesa de Marketing, disponível em www.rpm.pt. COPYRIGHT Um artigo submetido à Revista Portuguesa

Leia mais

O USO DOS RECURSOS VISUAIS EM UM CURSO DE FORMAÇÃO CONTINUADA: PRESSUPOSTOS PARA O DESENVOLVIMENTO DA AUTONOMIA DO PROFESSOR

O USO DOS RECURSOS VISUAIS EM UM CURSO DE FORMAÇÃO CONTINUADA: PRESSUPOSTOS PARA O DESENVOLVIMENTO DA AUTONOMIA DO PROFESSOR 10 O USO DOS RECURSOS VISUAIS EM UM CURSO DE FORMAÇÃO CONTINUADA: PRESSUPOSTOS PARA O DESENVOLVIMENTO DA RESUMO DE DISSERTAÇAO E TESE Flávia Cristina Gomes Catunda de Vasconcelos¹ (flaviacrisgomes@hotmail.com)

Leia mais

SCHOOLS LOOKING FOR STUDENTS FOR ERASMUS PLACEMENTS

SCHOOLS LOOKING FOR STUDENTS FOR ERASMUS PLACEMENTS SCHOOLS LOOKING FOR STUDENTS FOR ERASMUS PLACEMENTS 2015 /16 ESTÁGIOS ERASMUS EM ESCOLAS * ERASMUS PLACEMENTS IN SCHOOLS * [POR FAVOR, PREENCHA O FORMULÁRIO NA (NUMA DAS) LÍNGUA(S) DE TRABALHO DO ESTÁGIO:

Leia mais

Gestão e Análise Financeira. Managment and Financial Analysis. Semestre do plano de estudos 5

Gestão e Análise Financeira. Managment and Financial Analysis. Semestre do plano de estudos 5 Nome UC Gestão e Análise Financeira CU Name Código UC 28 Curso LEC Semestre do plano de estudos 5 Área científica Gestão Duração Semestral Horas de trabalho 106 ECTS 4 Horas de contacto T - 22,5; TP -

Leia mais

CULTURAS, POLÍTICAS E PRÁTICAS INCLUSIVAS NO SECTOR PÚBLICO E PRIVADO UM ESTUDO DE CASO EM DUAS ESCOLAS DO 1.º CICLO, DO CONCELHO DE SINTRA

CULTURAS, POLÍTICAS E PRÁTICAS INCLUSIVAS NO SECTOR PÚBLICO E PRIVADO UM ESTUDO DE CASO EM DUAS ESCOLAS DO 1.º CICLO, DO CONCELHO DE SINTRA UNIVERSIDADE TÉCNICA DE LISBOA FACULDADE DE MOTRICIDADE HUMANA CULTURAS, POLÍTICAS E PRÁTICAS INCLUSIVAS NO SECTOR PÚBLICO E PRIVADO UM ESTUDO DE CASO EM DUAS ESCOLAS DO 1.º CICLO, DO CONCELHO DE SINTRA

Leia mais

ACEF/1314/21732 Relatório final da CAE

ACEF/1314/21732 Relatório final da CAE ACEF/1314/21732 Relatório final da CAE Caracterização do ciclo de estudos Perguntas A.1 a A.10 A.1. Instituição de Ensino Superior / Entidade Instituidora: Universidade De Lisboa A.1.a. Outras Instituições

Leia mais

Contribution of the top boat game for learning production engineering concepts

Contribution of the top boat game for learning production engineering concepts Contribution of the top boat game for learning production engineering concepts Carla Sena Batista, Fabiana Lucena Oliveira, Enily Vieira do Nascimento, Viviane Da Silva Costa Novo Research Problem: How

Leia mais

Ateliê de Novas Tecnologias / New Technologies Atelier

Ateliê de Novas Tecnologias / New Technologies Atelier Ficha de Unidade Curricular [FUC] 1. Unidade curricular / Curricular Unit Ateliê de Novas Tecnologias / New Technologies Atelier 2. Designação do Ciclo de Estudos em que se insere a Unidade Curricular

Leia mais

ESCOLA SUPERIOR DE TECNOLOGIA E GESTÃO DE FELGUEIRAS

ESCOLA SUPERIOR DE TECNOLOGIA E GESTÃO DE FELGUEIRAS Curricular Unit Plan ESCOLA SUPERIOR DE TECNOLOGIA E GESTÃO DE FELGUEIRAS CURSO Licenciatura em Engenharia Informática U.C. GESTÃO DE PROJECTOS INFORMÁTICOS Horas presenciais / Ano 56 Ano Lectivo 2010

Leia mais

USPTO No. 15143095 USPTO No. 15143095 USPTO No. 15143095 USPTO No. 15143095 USPTO No. 15143095 USPTO No. 15143095 USPTO No. 15143095 WORK PLAN FOR IMPLEMENTATION OF THE UNITED STATES PATENT AND

Leia mais

IDEB E ENSINO DE CIÊNCIAS: PERSPECTIVAS, AÇÕES E GESTÃO EDUCACIONAL

IDEB E ENSINO DE CIÊNCIAS: PERSPECTIVAS, AÇÕES E GESTÃO EDUCACIONAL IDEB E ENSINO DE CIÊNCIAS: PERSPECTIVAS, AÇÕES E GESTÃO EDUCACIONAL Marcelo Bruno ARAÚJO-QUEIROZ 1 Graduando em Ciências Biológicas, Universidade Federal do Piauí/Campus Professora Cinobelina Elvas (UFPI/CPCE)

Leia mais

Peixoto Tuna, Cláudia Raquel Av. Cidade Orense, Lote 4, ent1, 2 Dto 5000-671 Vila Real Portugal. Portuguesa- Canadiana

Peixoto Tuna, Cláudia Raquel Av. Cidade Orense, Lote 4, ent1, 2 Dto 5000-671 Vila Real Portugal. Portuguesa- Canadiana C U R R I C U L U M V I T A E INFORMAÇÃO PESSOAL PERSONAL INFORMATION Peixoto Tuna, Cláudia Raquel Av. Cidade Orense, Lote 4, ent1, 2 Dto 5000-671 Vila Real Portugal cr.peixoto@gmail.com/ 00351 965737762

Leia mais

DEMONSTRAÇÃO DO EFEITO DA CONCENTRAÇÃO DE TENSÕES EMPREGANDO O MÉTODO DOS ELEMENTOS FINITOS NO PROCESSO DE ENSINO NA ENGENHARIA MECÂNICA

DEMONSTRAÇÃO DO EFEITO DA CONCENTRAÇÃO DE TENSÕES EMPREGANDO O MÉTODO DOS ELEMENTOS FINITOS NO PROCESSO DE ENSINO NA ENGENHARIA MECÂNICA DEMONSTRAÇÃO DO EFEITO DA CONCENTRAÇÃO DE TENSÕES EMPREGANDO O MÉTODO DOS ELEMENTOS FINITOS NO PROCESSO DE ENSINO NA ENGENHARIA MECÂNICA Daniel Benítez Barrios danielbb@mackenzie.com.br Universidade Presbiteriana

Leia mais

PROGRAMA DAS UNIDADES CURRICULARES

PROGRAMA DAS UNIDADES CURRICULARES 1. Unidade Curricular (máx. 100 caracteres) Modelação de Dados Curricular Unit (máx. 100 caracteres) Data Modelling 2. Ciclo de Estudos (máx. 100 caracteres) Comunicação e Design Multimédia Study Cycle

Leia mais

IMPLICAÇÕES DA FORMAÇÃO CONTINUADA DOCENTE PARA A INCLUSÃO DIGITAL NA ESCOLA PÚBLICA

IMPLICAÇÕES DA FORMAÇÃO CONTINUADA DOCENTE PARA A INCLUSÃO DIGITAL NA ESCOLA PÚBLICA IMPLICAÇÕES DA FORMAÇÃO CONTINUADA DOCENTE PARA A INCLUSÃO DIGITAL NA ESCOLA PÚBLICA Adriana Richit, Bárbara Pasa, Valéria Lessa, Mauri Luís Tomkelski, André Schaeffer, Andriceli Richit, Angélica Rossi

Leia mais

Avaliação Imobiliária. Property Appraisal. Semestre do plano de estudos 3

Avaliação Imobiliária. Property Appraisal. Semestre do plano de estudos 3 Nome UC Avaliação Imobiliária CU Name Código UC 732 Curso MEC Semestre do plano de estudos 3 Área científica Engenharia Civil Duração Semestral Horas de trabalho 125 ECTS 4.5 Horas de contacto T - 22,5;

Leia mais

Investigação Radiológica em Ciências Forenses

Investigação Radiológica em Ciências Forenses Investigação Radiológica em Ciências Forenses Proposta de Pós-graduação Volume II ANEXOS Elaborado por: Bruno Alves Aluno nº: 201192468 Orientadores: Mestre Jorge Moura Professora Doutora Ana Pires Barcarena

Leia mais