FORMAS COSMÉTICAS FORMAS COSMÉTICAS SOLUÇÕES SOLUÇÕES SOLUÇÕES CLASSIFICAÇÃO QUANTO À FORMA COSMÉTICA

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "FORMAS COSMÉTICAS FORMAS COSMÉTICAS SOLUÇÕES SOLUÇÕES SOLUÇÕES CLASSIFICAÇÃO QUANTO À FORMA COSMÉTICA"

Transcrição

1 FORMAS COSMÉTICAS FORMAS COSMÉTICAS Os produtos cosméticos contêm grande diversidade de matérias-primas, que podem ser naturais, semisintéticas ou sintéticas. Esses materiais apresentam-se em consistências variadas, que denominamos formas cosméticas. Profa. Ms. Renata Micheli Martinez CLASSIFICAÇÃO QUANTO À FORMA COSMÉTICA Soluções Suspensões Géis Emulsões (cremes, loções, leites) Espumas Aerossóis Pomadas e pastas Barra ou bastão Pó SOLUÇÕES Preparação líquida que contém uma ou mais substâncias químicas dissolvidas num solvente adequado ou numa mistura de solventes mutuamente miscíveis Veículos aquosos: Água Álcool Glicerina ou sorbitol SOLUÇÕES Veículos oleosos: Óleo de amêndoas, de oliva, óleo de cenoura Ex. Bronzeadores, óleos de banho ou de massagem. SOLUÇÕES Veículos oleosos: Silicone Mistura de ciclometicona e dimeticona: Aspecto sensorial agradável, pode ser usado na pele para veicular ativos lipossolúveis (vit A, E, óleos essenciais) Evanescentes, não deixam brilho oleoso 1

2 SUSPENSÕES Sistemas heterogêneos Partículas sólidas suspensas + meio líquido ou semi-sólido Ex. esfoliantes GÉIS Sistema semi-sólido no qual pequenas partículas inorgânicas ou grandes moléculas orgânicas encontram-se interpenetradas por um líquido fase contínua ou dispersante líquida ou semi sólida fase dispersa partículas sólidas insolúveis GÉIS Geralmente são transparentes ou translúcitos Possuem consistência e movimentos próprios do que se conhece de uma gelatina (fluem em pedaços) Geralmente toque aquoso, refrescante, espalha-se com facilidade sobre a pele, deixa uma pegajosidade residual que pode durar min. a horas GÉIS - Composição básica Polímero doador de consistência (Carbopols, Metil / Hidroxietil / Carboximetilcelulose) Veículo (Água, etanol, glicóis propilenoglicol, glicerina) Conservante (ex. parabenos) Umectante: (Ex: glicerina, sorbitol, PEG) Neutralizante (depende do polímero utilizado) Corretor de PH: o ph para aumentar a viscosidade do gel EMULSÕES EMULSÕES Podem ser classificadas em: - Consistentes cremes - Fluídas loções, leites Sistema heterogêneo formado por 2 fases líquidas imiscíveis, onde uma fase dispersa (composta por gotículas) está distribuída num veículo (fase dispersante). Termodinamicamente instável AGENTE EMULSIFICANTE 2

3 DIFERENTES FASES TIPOS FASE INTERNA descontínua ou dispersa EMULSÃO OPACA > 400nm EMULSÃO O/A EMULSÃO A/O GLÓBULO FASE EXTERNA contínua ou dispersante MICROEMULSÃO 10 a 100 nm Óleo Água Água Óleo EMULSIFICANTE VANTAGENS COMPONENTES DAS EMULSÕES Substâncias lipo e hidrossolúveis na mesma preparação Aplicação tópica aceitabilidade proteção da pele (ativo irritante) FASE OLEOSA (óleos e ceras) FASE AQUOSA Ag consistência ( viscosidade) emoliente (favorece espalhabilidade) água destilada Umectantes Adjuvantes solúveis TENSOATIVO hidrofílico lipofílico FASE OLEOSA FASE OLEOSA- AGENTES DE CONSISTÊNCIA CARACTERÍSTICAS: Sensação tátil, emoliência, hidratação e permeação cutânea dos ativos ÁCIDOS GRAXOS - Ácido esteárico ÁLCOOIS GRAXOS -Álcool cetílico, Álcool cetoestearílico ÉSTERES DE ÁCIDOS GRAXOS COM ÁLCOOIS GRAXOS - Estearato de cetila, Estearato de cetoestearila ÉSTERES DE ÁCIDOS GRAXOS COM GLICÓIS OU POLIÓIS - Monoestearato de dietilenoglicol, Monoestearato de Propilenoglicol CERAS - Cera de abelhas ÓLEOS E GORDURAS NATURAIS E MODIFICADAS - Óleo de soja hidrogenado, Óleo de rícino hidrogenado 3

4 FASE OLEOSA - EMOLIENTES UMECTANTES HIDROCARBONETOS - Vaselina líquida ÓLEOS E GORDURAS ANIMAIS E VEGETAIS - Óleo de oliva, Óleo de amendoas ÁLCOOIS GRAXOS - Álcool Oleílico ÉSTERES DE ÁC. E ÁLC. GRAXOS DE CADEIA CURTA - Miristato de isopropila, Oleato de decila - Reduz a perda de água da formulação Propilenoglicol Glicerina Sorbitol LANOLINA E DERIVADOS SILICONES ÉTERES - Éter dicaprílico TENSOATIVOS Fase que emulsificante for mais solúvel - fase externa - Moléculas + hidrofílicas - emulsão O/A - Moléculas + lipofílicas - emulsão A/O CONCEITO GEL CREME Emulsão com baixo teor de agente gelificante e baixo teor de fase oleosa Gel + emulsão pré-preparada opacificação Gel branco lembrando um creme porém com características de um gel: Aspecto gelatinoso, sensorial refrescante, leve, mas sem a pegajosidade características dos géis tradicionais Pode-se veicular ativos lipo e hidrossolúveis CONCEITO OIL FREE Sem a tradicional percepção oleosa dos cremes Excluídos: óleos minerais, vegetais, lanolinas e vaselinas Inclusos: fluídos de silicone, isoparafinas de baixo peso molecular, alcoóis de cadeia ramificada ESPUMAS Emulsões em que a fase interna é um gás, e a externa é um líquido. É envasada sob pressão, produzindo espuma quando a válvula é acionada. Embora rejeite a palavra óleo da lista de componentes visa alcançar: Aspecto sensorial moderno, suave, seco e sedoso com bom espalhamento, sem a pegajosidade ou brilho residual oleoso na pele Embalagens pressurizadas 4

5 AEROSSÓIS Dispersão de um líquido e/ou sólido (fase interna) em um gás (fase externa, que tem maior volume). Esse gás é conhecido como propelente, por exemplo, butano ou propano. Também é envasado sob pressão. POMADAS Preparações semi-sólidas desenvolvidas para aplicação externa na pele ou membranas mucosas que amolecem ou se fundem na temperatura corporal. Constituídas de materiais cerosos e gordurosos, ex: Vaselina Lanolina Óleos vegetais Ceras de abelha, de carnaúba Polietilenoglicóis PASTAS Diferem das pomadas por conterem pós incorporados à massa gordurosa POMADAS E PASTAS Preparações oclusivas (impedem a perda transepidérmica de água, hidratam a região afetada) No mín. 20% de pó, pode chegar a 50% Usadas quando: as barreiras naturais à perda de água da pele estão danificadas se busca a permanência dos ativos por mais tempo na pele BARRA OU BASTÃO Forma cosmética rígida que pode ser aplicada por deslizamento ou rotação, em áreas limitadas. Se funde em contato com a pele. Constituídas de substâncias graxas e álcool etílico que foram solidificadas por estearato de sódio. Podem ser transparentes ou opacos, conter substâncias com ação desodorante (bactericidas) e/ou antiperspirante (cloridróxido de alumínio). PÓ Mistura de substâncias que se encontram no estado seco, finamente divididas e misturadas intimamente. Algumas vezes há adição de um líquido (água, óleo ou álcool, por exemplo perfume), que logo é absorvido. Ex: bastão desodorante (stick), protetor labial, maquiagem (batom, blush, sombra, corretivo). 5

6 PÓ Tem como finalidade cobrir e/ou retirar a oleosidade e a umidade da pele. É um dos veículos + usados em maquiagem. Exemplos: pó compacto, blush, sombras, talcos perfumados, entre outros. CONSIDERAÇÕES As matérias-primas podem estar solubilizadas, emulsionadas ou suspensas em um veículo ou então estar na forma de pó. Depende: limitações técnicas do formulador, sensorial que se deseja para o produto, preferências e hábitos do consumidor, estabilidade A consistência, o conteúdo de água e óleo, o ph, a estabilidade do veículo fazem com que o princípio ativo entre em contato em maior grau com a superfície cutânea Modificando-se os excipientes - distintos resultados 6

LÍQUIDO F. coesão = F. repulsão

LÍQUIDO F. coesão = F. repulsão Tensoativos Tensoativos 1 Forças Tensões - Força de coesão: força que tende a reunir as moléculas. - Força de repulsão: força que tende a separar as moléculas. SÓLIDO F. coesão > F. repulsão LÍQUIDO F.

Leia mais

Há mais de 40 anos desenvolvendo soluções que evoluem o mundo

Há mais de 40 anos desenvolvendo soluções que evoluem o mundo Há mais de 40 anos desenvolvendo soluções que evoluem o mundo Para o mercado de Personal Care, a Oxiteno oferece inovações que promovem a beleza e o bem-estar por meio de produtos suaves e sustentáveis.

Leia mais

Semissólidos ERIKA LIZ

Semissólidos ERIKA LIZ Semissólidos ERIKA LIZ Ação As preparações são aplicadas à pele por seus efeitos físicos, ou seja, sua capacidade de agir como protetores, lubrificantes, emolientes, secantes, ou devido ao efeito específico

Leia mais

SUSPENSÕES E SOLUÇÕES

SUSPENSÕES E SOLUÇÕES SUSPENSÕES E SOLUÇÕES Definições SUSPENSÃO Mistura heterogênea de substâncias Ex.: sangue (suspensão de plasma e células) água e óleo; água e areia, água e açúcar SOLUÇÃO Mistura homogênea de substâncias

Leia mais

Lauril éter sulfato de sódio

Lauril éter sulfato de sódio Material Técnico Identificação Fórmula Molecular: Não aplicável Peso molecular: Não aplicável DCB/ DCI: 05177 - lauriletersulfato de sódio CAS: 1335-72-4 INCI: Sodium laureth-2 sulfate Sinonímia: LESS

Leia mais

TECNOLOGIA DE Sabões e detergentes. Conteúdos a serem abordados: --Tensão superficial -- Polaridade -- Forças intermoleculares

TECNOLOGIA DE Sabões e detergentes. Conteúdos a serem abordados: --Tensão superficial -- Polaridade -- Forças intermoleculares TECNOLOGIA DE Sabões e detergentes Conteúdos a serem abordados: --Tensão superficial -- Polaridade -- Forças intermoleculares Tensão superficial Força existente na superfície de líquidos em repouso. Fortes

Leia mais

PRODUTOS PARA A PELE Formas Cosméticas. Professora: ERIKA LIZ

PRODUTOS PARA A PELE Formas Cosméticas. Professora: ERIKA LIZ PRODUTOS PARA A PELE Formas Cosméticas Professora: ERIKA LIZ Produtos para pele Sequência do Tratamento Cosmético 1º Passo : Limpeza Por que a limpeza diária da pele é importante? Higiene A limpeza é um

Leia mais

Introdução à cosmetologia. Prof. Msc. Mayara Peron Pereira

Introdução à cosmetologia. Prof. Msc. Mayara Peron Pereira Introdução à cosmetologia Prof. Msc. Mayara Peron Pereira Cosmetologia Conceitos e definições Ciência que serve de suporte à fabricação de produtos voltados à arte do cuidado e melhoria das condições estéticas

Leia mais

BASES COSMECÊUTICAS. A linha BIOBASE tem a função de facilitar o dia-a-dia da farmácia de manipulação, e estabelecer a padronização das formulações.

BASES COSMECÊUTICAS. A linha BIOBASE tem a função de facilitar o dia-a-dia da farmácia de manipulação, e estabelecer a padronização das formulações. BASES COSMECÊUTICAS 1. Introdução: as bases cosmecêuticas (Biobases) foram desenvolvidas especialmente para incorporação dos princípios ativos freqüentemente utilizados em farmácias de manipulação. Apresentamos

Leia mais

Tintas. Compromisso com a qualidade

Tintas. Compromisso com a qualidade s Soluções para melhorar a qualidade dos seus produtos. Tintas Compromisso com a qualidade A Oxiteno produz tensoativos e especialidades químicas que melhoram ou contribuem para a qualidade de produtos

Leia mais

Figura 1. Representação esquemática das estruturas da pele envolvidas no processo de transpiração.

Figura 1. Representação esquemática das estruturas da pele envolvidas no processo de transpiração. HEXATRATE (Vevy/Itália) Ativo antiperspirante e desodorante O suor O suor, produzido pelas glândulas sudoríparas, é constituído por água, na qual se encontram dissolvidos sais minerais e outras substâncias.

Leia mais

Dica: O visitador pode acompanhar a manipulação dos produtos, bem como sua aditivação com os ativos para melhor entendimento desta forma cosmética.

Dica: O visitador pode acompanhar a manipulação dos produtos, bem como sua aditivação com os ativos para melhor entendimento desta forma cosmética. Acne e Hidratação. Objetivo da Escolha do Tema A hidratação da pele é de fundamental importância para a manutenção dos mecanismos fisiológicos e bioquímicos da pele como os mecanismos celulares de proteção

Leia mais

Emulsionantes. Emulmetik Biophilic H Amisol Soft Heliofeel

Emulsionantes. Emulmetik Biophilic H Amisol Soft Heliofeel Emulsionantes Emulmetik Biophilic H Amisol Soft Heliofeel EMULMETIK Emulmetik é composto de lecitina natural e fosfolipídeos com diferentes concentrações de fosfatidilcolina. Emulmetik é utilizado como

Leia mais

Há mais de 40 anos desenvolvendo soluções que evoluem o mundo

Há mais de 40 anos desenvolvendo soluções que evoluem o mundo HOME CARE AND I&I Há mais de 40 anos desenvolvendo soluções que evoluem o mundo Para o mercado de Home Care and I&I, a Oxiteno oferece inovações que promovem praticidade, maior detergência e poder de

Leia mais

CLASSIFICAÇÃO E CARACTERÍSTICAS DOS ANTIOXIDANTES

CLASSIFICAÇÃO E CARACTERÍSTICAS DOS ANTIOXIDANTES ANEXO : COMPLEMENTAÇÃO TEORIA CLASSIFICAÇÃO E CARACTERÍSTICAS DOS ANTIOXIDANTES 1 Antioxidantes para sistemas medicamentosos lipófilos: 1.1 NATURAIS: a) Tocoferóis: São líquidos viscosos de cor amarelada,

Leia mais

Tabela 1. Correlação do Sistema Novo com Sistema Antigo para Grupos de Produtos Notificados. COMUNICADO

Tabela 1. Correlação do Sistema Novo com Sistema Antigo para Grupos de Produtos Notificados. COMUNICADO COMUNICADO A Gerência Geral de Cosméticos GGCOS disponibiliza os grupos de produtos constantes no novo sistema e as respectivas correlações com os grupos de produtos anteriormente utilizados. Tabela 1.

Leia mais

A. F. Isenmann Princípios Químicos em Produtos Cosméticos e Sanitários Conteúdo

A. F. Isenmann Princípios Químicos em Produtos Cosméticos e Sanitários Conteúdo A. F. Isenmann Princípios Químicos em Produtos Cosméticos e Sanitários Conteúdo 1 Objetivos deste livro no âmbito dos cursos técnicos de química, farmácia e áreas afins... 4 2 Aspecto econômico da indústria

Leia mais

ÁGUA DE COLÔNIA. Fórmula para 1 Litro. Álcool de Cereais. Propileno Glicol Água Deionizada

ÁGUA DE COLÔNIA. Fórmula para 1 Litro. Álcool de Cereais. Propileno Glicol Água Deionizada ÁGUA DE COLÔNIA Fórmula para 1 Litro COMPONENTES Álcool de Cereais Fixador Propileno Glicol 680 ml 250 ml Misturar os produtos do 1 ao 4 na ordem; Manter a solução em recipiente âmbar; Deixar em maceração

Leia mais

Proteção Solar. Tendências e Tecnologias. Radiação Solar: Ultravioleta

Proteção Solar. Tendências e Tecnologias. Radiação Solar: Ultravioleta Proteção Solar Tendências e Tecnologias Radiação Solar: Ultravioleta A radiação ultravioleta compreende o comprimento de onda de 100-400nm, sendo dividida em: UVC: 100-290nm É altamente energética, porém

Leia mais

TRANSCUTOL CG. Informações Técnicas. INCI NAME: Ethoxydiglycol CAS NUMBER: 111-90-0 SIMILAR: Trivalin SF

TRANSCUTOL CG. Informações Técnicas. INCI NAME: Ethoxydiglycol CAS NUMBER: 111-90-0 SIMILAR: Trivalin SF Informações Técnicas TRANSCUTOL CG INCI NAME: Ethoxydiglycol CAS NUMBER: 111-90-0 SIMILAR: Trivalin SF INTRODUÇÃO Desde os anos setenta, TRANSCUTOL CG é utilizado na indústria farmacêutica devido sua poderosa

Leia mais

Química geral 2. possui de arrastar detritos e impurezas de um superfície.

Química geral 2. possui de arrastar detritos e impurezas de um superfície. Química geral 2 CLASSIFICAÇÃO DAS MATÉRIAS-PRIMAS Classificação das matérias-primas de acordo com a função ou efeito cosmético. Elas podem ser tensoativas, emolientes, umectantes, espessantes, hidratantes,

Leia mais

COSMETOLOGIA. Estrutura da Matéria

COSMETOLOGIA. Estrutura da Matéria COSMETOLOGIA Estrutura da Matéria ESTADOS FÍSICOS DA MATÉRIA A matéria existe sob três estados físicos: Sólido: possuí forma própria, seu volume não muda à temperatura constante, é formado por partículas

Leia mais

HOME CARE AND I&I GREENFORMANCE

HOME CARE AND I&I GREENFORMANCE HOME CARE AND I&I GREENFORMANCE Compromisso com a sustentabilidade O conceito de sustentabilidade vem transformando o comportamento e os hábitos de consumo em todo o mundo. E essa mudança está presente

Leia mais

Líder global em silicones, tecnologia à base de silício e inovação, a Dow Corning oferece mais de 7.000 produtos e serviços através de suas marcas

Líder global em silicones, tecnologia à base de silício e inovação, a Dow Corning oferece mais de 7.000 produtos e serviços através de suas marcas Líder global em silicones, tecnologia à base de silício e inovação, a Dow Corning oferece mais de 7.000 produtos e serviços através de suas marcas e XIAMETER. As soluções de silicone da Dow Corning ajudam

Leia mais

III- TIPOS DE FORMULAÇÕES DE AGROTÓXICOS

III- TIPOS DE FORMULAÇÕES DE AGROTÓXICOS III- TIPOS DE FORMULAÇÕES DE AGROTÓXICOS Ingrediente ativo x inerte Ingrediente ativo (i.a.) Composto com atividade biológica Geralmente insolúvel em água Ingrediente inerte Outros componentes (cargas,

Leia mais

LANÇAMENTOS PRIMAVERA-VERÃO 2009

LANÇAMENTOS PRIMAVERA-VERÃO 2009 LANÇAMENTOS PRIMAVERA-VERÃO 2009 COLEÇÃO PRIMAVERA-VERÃO 2009 Sombra em Pó Características e benefícios - Com Proteínas da Seda e Colágeno - Modificadores de sensorial que promovem toque macio e sedoso.

Leia mais

2 Conceitos Fundamentais

2 Conceitos Fundamentais 2 Conceitos Fundamentais 2.. Emulsões Emulsões são definidas como um sistema heterogêneo de pelo menos dois líquidos imiscíveis sendo um chamado de fase contínua e o outro de fase dispersa. A fase dispersa

Leia mais

MANUAL DE COSMETOLOGIA ARTESANAL TÉCNICAS E INFORMAÇÕES DOS COSMÉTICOS ARTESANAIS

MANUAL DE COSMETOLOGIA ARTESANAL TÉCNICAS E INFORMAÇÕES DOS COSMÉTICOS ARTESANAIS MANUAL DE COSMETOLOGIA ARTESANAL TÉCNICAS E INFORMAÇÕES DOS COSMÉTICOS ARTESANAIS PREFÁCIO O presente manual surgiu de um desafio, produzir um texto com informações exatas e confiáveis sem no entanto lançar

Leia mais

OLIVEM 1000 Reestruturante Biomimético Second Skin

OLIVEM 1000 Reestruturante Biomimético Second Skin OLIVEM 1 OLIVEM 1 Primeiro Emulsionante Ativo OLIVEM 1 INCI Name: Cetearyl Olivate, Sorbitan Olivate CAS Number: 85116-8-9 / 9222-1-2 Descrição: Olivem 1 é o primeiro ingrediente emulsionante 1% ativo.

Leia mais

OXISMOOTH PERSONAL CARE

OXISMOOTH PERSONAL CARE OXMOOTH PERONAL CARE Evolution by chemistry Há mais de 40 anos desenvolvendo soluções que evoluem o mundo Para o mercado de Personal Care, a Oxiteno oferece formulações que promovem a beleza e o bem-estar

Leia mais

Proposta de Padronização para o Preparo de Medicamentos na Farmácia Magistral: Formas Farmacêuticas Semi-Sólidas e Líquidas

Proposta de Padronização para o Preparo de Medicamentos na Farmácia Magistral: Formas Farmacêuticas Semi-Sólidas e Líquidas XI Congresso Brasileiro de Informática em Saúde Proposta de Padronização para o Preparo de Medicamentos na Farmácia Magistral: Formas Farmacêuticas Semi-Sólidas e Líquidas Mestranda: Sybelle Okuyama Orientadora:Prof

Leia mais

SHAMPOO. 2em1. castanha do pará LINHA. Com extrato de Castanha do Pará Nutrição vigorosa Intensa ação condicionante Secagem rápida USO VETERINÁRIO

SHAMPOO. 2em1. castanha do pará LINHA. Com extrato de Castanha do Pará Nutrição vigorosa Intensa ação condicionante Secagem rápida USO VETERINÁRIO Com extrato de Bergamota Limpeza profunda bergamota Bergamota, a revitalização e energia da Goiaba, a nutrição vigorosa da Castanha do Pará, e a suavidade e delicadeza da Jabuticaba. Unindo qualidade e

Leia mais

INFORMATIVO TÉCNICO REJUVASOFT

INFORMATIVO TÉCNICO REJUVASOFT FOLHA 1 de 8 PRODUTO: REJUVASOFT DESCRIÇÃO: INCI: Quaternium 91, Cetearyl Alcohol, Behentrimonium Chloride, Myristyl Myristate Nº. CAS: 97281-29-3, 67762-27-0, 17301-53-0, 3234-85-3. Os consumidores estão

Leia mais

FOTOPROTEÇÃO EPISOL WHITEGEL

FOTOPROTEÇÃO EPISOL WHITEGEL FOTOPROTEÇÃO EPISOL WHITEGEL 1 Episol Whitegel FPS 45 Descrição e Características Episol Whitegel é um novo protetor solar de amplo espectro, capaz de promover elevada proteção contra radiação Ultravioleta

Leia mais

Classificação. Emulsão. Emulsão. Emulsão. Emulsões. Emulsão: cremes, leites e loções cremosas

Classificação. Emulsão. Emulsão. Emulsão. Emulsões. Emulsão: cremes, leites e loções cremosas Cosmetologia Luciana Stamm Cosméticos, produtos de higiene e perfumes São preparados constituídos por substâncias naturais e sintéticas ou suas misturas, de uso externo nas diversas partes do corpo humano,

Leia mais

Silicone com propriedades umectantes que hidrata, reduz a pegajosidade, aumenta a quantidade e qualidade da espuma. Derrete em contato com a pele.

Silicone com propriedades umectantes que hidrata, reduz a pegajosidade, aumenta a quantidade e qualidade da espuma. Derrete em contato com a pele. Contando com um histórico de mais de 70 anos no desenvolvimento de Silicones, a Dow Corning foi criada com o objetivo de explorar e desenvolver o potencial dos silicones. Em Cosméticos, oferece uma enorme

Leia mais

Natural&Orgânico. Beleza&Bem Estar. Cosméticos Naturais, Orgânicos e Aromaterapia

Natural&Orgânico. Beleza&Bem Estar. Cosméticos Naturais, Orgânicos e Aromaterapia Natural&Orgânico Equilíbrio Harmonia Beleza&Bem Estar Cosméticos Naturais, Orgânicos e Aromaterapia Bem vindos a Beleza Natural! Na Arte dos Aromas, a natureza é a nossa fonte de inspiração. Acreditamos

Leia mais

26,00 1 hidratante + 1 sabonete líquido

26,00 1 hidratante + 1 sabonete líquido KITS NATAL KIT Seve Jabones especiales Ekos Maracuja Ekos Pitanga Tododia jabones nueces Tododia Pera Tododia Pessego Tododia Frutas Vermelhas Chronos Proteina de Soja Naturé (meninas / meninos) Faces

Leia mais

Formulações de Adjuvantes Agrícolas

Formulações de Adjuvantes Agrícolas ADJUVANTES Formulações de Adjuvantes Agrícolas ADJUVANTES: - Substância inerte adicionados à formulação ou à calda para melhorar a eficiência da aplicação. Podem ser divididos em 2 grupos: a) Surfatantes:

Leia mais

PROCESSOS EXTRATIVOS. Profa. Dra. Wânia Vianna 1s/2014

PROCESSOS EXTRATIVOS. Profa. Dra. Wânia Vianna 1s/2014 PROCESSOS EXTRATIVOS Profa. Dra. Wânia Vianna 1s/2014 Extração Sólido- Liquida sólido------------ líquido Solução extrativa. É a que resulta da dissolução parcial de uma droga de composição heterogênea,

Leia mais

lábios... 3 rosto... 7 olhos... 12

lábios... 3 rosto... 7 olhos... 12 lábios... 3 rosto... 7 olhos... 12 lábios BATOM Batom com vitaminas para uma sensação suave nos lábios. Possui textura cremosa e se espalha facilmente devido a sua textura suave mantendo os lábios hidratados.

Leia mais

COMANDO DA AERONÁUTICA EXAME DE ADMISSÃO AO CURSO DE ADAPTAÇÃO DE FARMACÊUTICOS DA AERONÁUTICA (CAFAR 2013) LEIA COM ATENÇÃO AS INSTRUÇÕES ABAIXO.

COMANDO DA AERONÁUTICA EXAME DE ADMISSÃO AO CURSO DE ADAPTAÇÃO DE FARMACÊUTICOS DA AERONÁUTICA (CAFAR 2013) LEIA COM ATENÇÃO AS INSTRUÇÕES ABAIXO. COMANDO DA AERONÁUTICA VERSÃO B EXAME DE ADMISSÃO AO CURSO DE ADAPTAÇÃO DE FARMACÊUTICOS DA AERONÁUTICA (CAFAR 2013) ESPECIALIDADE: FARMÁCIA INDUSTRIAL LEIA COM ATENÇÃO AS INSTRUÇÕES ABAIXO. 1. Este caderno

Leia mais

A HISTÓRIA DO SABONETE

A HISTÓRIA DO SABONETE SABONETES por: Colunista Portal Educação SABONETE BARRA DE OLIVA UMA PRODUÇÃO DE PRECIOSIDADES DO POMAR. CONFIRA NA LOJA www.luciamotta.loja2.com.br Os sabonetes são cosméticos detergentes Na antiguidade,

Leia mais

FORMAS DE APRESENTAÇÃO DOS SHAMPOOS

FORMAS DE APRESENTAÇÃO DOS SHAMPOOS SHAMPOOS SHAMPOO A finalidade de um shampoo é limpar os cabelos e ainda deixá-los reluzentes e maleáveis, com aparência saudável; A necessidade de lavagem freqüente ou não varia de indivíduo para outro;

Leia mais

PROPRIEDADES DA MATÉRIA

PROPRIEDADES DA MATÉRIA Profª Msc.Anna Carolina A. Ribeiro PROPRIEDADES DA MATÉRIA RELEMBRANDO Matéria é tudo que tem massa e ocupa lugar no espaço. Não existe vida nem manutenção da vida sem matéria. Corpo- Trata-se de uma porção

Leia mais

PROFISSIONAIS ESTÉTICA

PROFISSIONAIS ESTÉTICA PROFISSIONAIS DE ESTÉTICA TRATAMENTOS FACIAIS TRATAMENTOS CORPORAIS BASES COSMÉTICAS E SUA IMPORTÂNCIA NA PERFORMANCE DE RESULTADOS O QUE É UMA BASE COSMÉTICA? COSMÉTICO EFICAZ......através de bases cosméticas

Leia mais

Nossos produtos são livres de: Utilizado para espessar shampoos e sabonetes. Danificam os fios dos cabelos. Sal

Nossos produtos são livres de: Utilizado para espessar shampoos e sabonetes. Danificam os fios dos cabelos. Sal www.arvensis.com.br Experiências naturalmente transformadoras A ARVENSIS inspirou-se em várias culturas ao redor do mundo e desenvolveu produtos naturais enriquecidos com ativos orgânicos exóticos com

Leia mais

lábios... 3 rosto... 7 olhos... 11

lábios... 3 rosto... 7 olhos... 11 lábios... 3 rosto... 7 olhos... 11 lábios BATOM Batom com vitaminas para uma sensação suave nos lábios. Possui textura cremosa e se espalha facilmente devido a sua textura suave mantendo os lábios hidratados.

Leia mais

newsletter IFD fevereiro 2012 prazer conforto Informação Técnica para Profissionais de Saúde SANINTER GRUPO INSTITUTO DE FORMAÇÃO DERMOCOSMÉTICA

newsletter IFD fevereiro 2012 prazer conforto Informação Técnica para Profissionais de Saúde SANINTER GRUPO INSTITUTO DE FORMAÇÃO DERMOCOSMÉTICA newsletter fevereiro 2012 conforto prazer Informação Técnica para Profissionais de Saúde IFD SANINTER GRUPO INSTITUTO DE FORMAÇÃO DERMOCOSMÉTICA A PELE DO BEBÉ A pele do bebé e em especial do recém-nascido

Leia mais

Hidragloss Quat C22. Identificação. Material Técnico. Fórmula Molecular: Não aplicável. Peso molecular: Não aplicável. DCB/ DCI: Não aplicável

Hidragloss Quat C22. Identificação. Material Técnico. Fórmula Molecular: Não aplicável. Peso molecular: Não aplicável. DCB/ DCI: Não aplicável Material Técnico Identificação Fórmula Molecular: Não aplicável Peso molecular: Não aplicável DCB/ DCI: Não aplicável CAS: Não aplicável INCI: Behentrimonium Chloride (and) Cetearyl Alcohol and Astrocaryum

Leia mais

MATERIAL TÉCNICO LINHA ECONÔMICA FACIAL

MATERIAL TÉCNICO LINHA ECONÔMICA FACIAL Lançamento MATERIAL TÉCNICO LINHA ECONÔMICA FACIAL Higienização, esfoliação, revitalização e hidratação: o básico para tratamentos faciais em tamanhos econômicos e free parabenos HIGIENIZAÇÃO, ESFOLIAÇÃO

Leia mais

Os lipídios são substâncias com estrutura variada sendo muito abundantes em animais e vegetais;

Os lipídios são substâncias com estrutura variada sendo muito abundantes em animais e vegetais; Lipídios Os lipídios são substâncias com estrutura variada sendo muito abundantes em animais e vegetais; Eles compartilham a característica de apresentarem baixa solubilidade em água sendo solúveis em

Leia mais

ORIGAMI Manual de conservação

ORIGAMI Manual de conservação R e s p e i t a r o s l i m i t e s d e p e s o. T r a n s p o r t a r c o m c u i d a d o. TECIDO S LIMPE SEMANALMENTE A POEIRA DEPOSITADA SOBRE O TECIDO COM UM ASPIRADOR DE PÓ E REALIZE UMA ESCOVAÇÃO

Leia mais

O interesse da Química é analisar as...

O interesse da Química é analisar as... O interesse da Química é analisar as... PROPRIEDADES CONSTITUINTES SUBSTÂNCIAS E MATERIAIS TRANSFORMAÇÕES ESTADOS FÍSICOS DOS MATERIAIS Os materiais podem se apresentar na natureza em 3 estados físicos

Leia mais

Linha Higiene Natural Solução Limpeza HD20 (cód. 0031) Ficha Técnica

Linha Higiene Natural Solução Limpeza HD20 (cód. 0031) Ficha Técnica Solução Limpeza HD20 (cód. 0031) Descrição: produto natural para limpeza pesada, concentrado e de fácil aplicação. Remove manchas incrustadas como marcas de pneu, graxas, óleos, gorduras e sujeiras em

Leia mais

Conceitos e aplicações dos adjuvantes

Conceitos e aplicações dos adjuvantes ISSN 1518-6512 Agosto, 2006 56 Conceitos e aplicações dos adjuvantes Leandro Vargas 1, Erivelton Scherer Roman 1 Introdução Os herbicidas, até mesmo aqueles com ação de contato como paraquat, necessitam

Leia mais

TINTAS E VERNIZES MCC1001 AULA 7

TINTAS E VERNIZES MCC1001 AULA 7 TINTAS E VERNIZES MCC1001 AULA 7 Disciplina: Materiais de Construção I Professora: Dr. a Carmeane Effting 1 o semestre 2014 Centro de Ciências Tecnológicas Departamento de Engenharia Civil DEFINIÇÃO: TINTAS

Leia mais

Um corpo Hidratado e bem cuidado

Um corpo Hidratado e bem cuidado Um corpo Hidratado e bem cuidado Gel para o Corpo 2 em 1 Satin Body Benefícios e Propriedades Fórmula botânica que deixa a sua pele fresca, limpa e suave. Não deixa a pele oleosa. Tem a textura de uma

Leia mais

Universidade do Estado de Mato Grosso Engenharia Civil Estradas II

Universidade do Estado de Mato Grosso Engenharia Civil Estradas II Universidade do Estado de Mato Grosso Engenharia Civil Estradas II Especificações dos Materiais Ana Elza Dalla Roza e Lucas Ribeiro anaelza00@hotmail.com - luccasrsantos@gmail.com Emprego dos materiais

Leia mais

Fração. Página 2 de 6

Fração. Página 2 de 6 1. (Fgv 2014) De acordo com dados da Agência Internacional de Energia (AIE), aproximadamente 87% de todo o combustível consumido no mundo são de origem fóssil. Essas substâncias são encontradas em diversas

Leia mais

INTRODUÇÃO À COSMETOLOGIA

INTRODUÇÃO À COSMETOLOGIA COSMETOLOGIA - RESUMO HISTÓRICO. Pré-história: pintura do próprio corpo, emprego de resinas e ungüentos de perfumes (rituais tribais). INTRODUÇÃO À COSMETOLOGIA Profa. Ms. Priscila Torres Egito: - uso

Leia mais

CURSO DE ARQUITETURA E URBANISMO

CURSO DE ARQUITETURA E URBANISMO ADITIVOS PARA O CONCRETO 1) Definição : NBR 11768 (EB-1763/92) - Aditivos para concreto de Cimento Portland. Produtos que adicionados em pequena quantidade a concreto de Cimento Portland modificam algumas

Leia mais

2. Assinale a alternativa que apresenta, na seqüência, os termos corretos que preenchem as lacunas da seguinte afirmativa:

2. Assinale a alternativa que apresenta, na seqüência, os termos corretos que preenchem as lacunas da seguinte afirmativa: COLÉGIO JOÃO PAULO I QUÍMICA 8ª Série Nome: Turma: Data: Professor (a): Nota Máxima: 6,0 Nota: 1. Assinale a ÚNICA proposição CORRETA que contém o melhor método para separar os três componentes de uma

Leia mais

ADITIVOS. Reforçar ou introduzir certas características. Em pequenas quantidades (< 5%). Pode ou não ser lançado diretamente na betoneira

ADITIVOS. Reforçar ou introduzir certas características. Em pequenas quantidades (< 5%). Pode ou não ser lançado diretamente na betoneira ADITIVOS 1. OBJETIVO Reforçar ou introduzir certas características 2. UTILIZAÇÃO Em pequenas quantidades (< 5%). Pode ou não ser lançado diretamente na betoneira 3. FUNÇÕES BÁSICAS DOS ADITIVOS CONCRETO

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL FACULDADE DE FARMÁCIA. Andréa Baldasso Zanon

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL FACULDADE DE FARMÁCIA. Andréa Baldasso Zanon UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL FACULDADE DE FARMÁCIA Andréa Baldasso Zanon ASPECTOS TEÓRICOS E PRÁTICOS SOBRE A AVALIAÇÃO DA ESTABILIDADE DE EMULSÕES MANIPULADAS EM FARMÁCIA Porto Alegre 2010

Leia mais

As forças atrativas entre duas moléculas são significativas até uma distância de separação d, que chamamos de alcance molecular.

As forças atrativas entre duas moléculas são significativas até uma distância de separação d, que chamamos de alcance molecular. Tensão Superficial Nos líquidos, as forças intermoleculares atrativas são responsáveis pelos fenômenos de capilaridade. Por exemplo, a subida de água em tubos capilares e a completa umidificação de uma

Leia mais

Propilenoglicol e potencial alergênico em cosméticos

Propilenoglicol e potencial alergênico em cosméticos Propilenoglicol e potencial alergênico em cosméticos Os cuidados com a aparência física e a busca incessante pelo ideal de beleza levam as pessoas a se submeterem aos mais variados tratamentos estéticos

Leia mais

CO-TENSOATIVOS PERSONAL CARE

CO-TENSOATIVOS PERSONAL CARE CO-TENSOATIVOS PERSONAL CARE Evolution by chemistry Há 40 anos desenvolvendo soluções que evoluem o mundo Para o mercado de Personal Care, a Oxiteno oferece inovações que promovem a beleza e o bem-estar

Leia mais

SÍNTESE E COMPOSIÇÃO DOS EMULSIFICANTES ALIMENTÍCIOS

SÍNTESE E COMPOSIÇÃO DOS EMULSIFICANTES ALIMENTÍCIOS SÍNTESE E COMPOSIÇÃO DOS EMULSIFICANTES ALIMENTÍCIOS Existem várias famílias de emulsificantes de grau alimentício, os quais podem ser classificados como mono e diglicerídeos, monoésteres de propilenoglicol,

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE OURO PRETO Escola de Minas - DECIV Engenharia Civil Materiais de Construção II

UNIVERSIDADE FEDERAL DE OURO PRETO Escola de Minas - DECIV Engenharia Civil Materiais de Construção II UNIVERSIDADE FEDERAL DE OURO PRETO Escola de Minas - DECIV Engenharia Civil Materiais de Construção II MATERIAIS BETUMINOSOS: SUBSTÂNCIAS QUE CONTÊM BETUME OU É DERIVADO DO BETUME. BETUME (ABNT (NBR 7208)):

Leia mais

Medicamento O que é? Para que serve?

Medicamento O que é? Para que serve? Medicamento O que é? Para que serve? Os Medicamentos são produtos farmacêuticos, tecnicamente obtidos ou elaborados, com finalidade profilática, curativa, paliativa ou para fins de diagnóstico (Lei nº

Leia mais

QUÍMICA CELULAR NUTRIÇÃO TIPOS DE NUTRIENTES NUTRIENTES ENERGÉTICOS 4/3/2011 FUNDAMENTOS QUÍMICOS DA VIDA

QUÍMICA CELULAR NUTRIÇÃO TIPOS DE NUTRIENTES NUTRIENTES ENERGÉTICOS 4/3/2011 FUNDAMENTOS QUÍMICOS DA VIDA NUTRIÇÃO QUÍMICA CELULAR PROFESSOR CLERSON CLERSONC@HOTMAIL.COM CIESC MADRE CLÉLIA CONCEITO CONJUNTO DE PROCESSOS INGESTÃO, DIGESTÃO E ABSORÇÃO SUBSTÂNCIAS ÚTEIS AO ORGANISMO ESPÉCIE HUMANA: DIGESTÃO ONÍVORA

Leia mais

ativa e segura NEW LINE aloedermal.com

ativa e segura NEW LINE aloedermal.com Linha dermocosmética ativa e segura NEW LINE aloedermal.com + Princípios ativos naturais + Emulsificantes e agentes de superfície naturais + Sem corantes nem conservantes + Excipientes naturais + Isento

Leia mais

Avaliação de fragrâncias para perfumes em emulsões cosméticas contendo silicones

Avaliação de fragrâncias para perfumes em emulsões cosméticas contendo silicones Avaliação de fragrâncias para perfumes em emulsões cosméticas contendo silicones Anderson Freire Carniel Professor Curso de Farmácia Universidade Braz Cubas Mogi das Cruzes Margareth Ferreira Cunha Coordenadora

Leia mais

Petróleo e Meio Ambiente

Petróleo e Meio Ambiente Instituto Superior de Tecnologia de Paracambi Petróleo e Meio Ambiente Curso:Tecnólogo em Gestão Ambiental Professora: Raquel Simas Pereira Maio de 2012 Completação Objetivo da Completação Deixar o poço

Leia mais

- CURSO DE MAQUIAGEM -

- CURSO DE MAQUIAGEM - - CURSO DE MAQUIAGEM - Copyright -Todos os direitos reservados. A reprodução não autorizada destes materiais, no todo ou em parte, constitui violação do direitos autorais. (Lei nº 9.610). A PELE CONHECENDO

Leia mais

Gel Hidratante para o Rosto

Gel Hidratante para o Rosto Gel Hidratante para o Rosto Qual é o efeito do Gel Hidratante para o Rosto? O Gel Hidratante lava e limpa de forma cuidada e com sucesso a pele do rosto, pescoço e decote enquanto que a sua a excecional

Leia mais

Base Second Skin. Fosfolipídeos Altamente Compatíveis com a Pele

Base Second Skin. Fosfolipídeos Altamente Compatíveis com a Pele Base Second Skin Fosfolipídeos Altamente Compatíveis com a Pele INCI Name: Hydrogenated Vegetable Oil / Aqua / Phenoxyethanol / EDTA Dissodium / Hydroxyethilcellulose / Hydrogenated Olive Oil Unsaponifiables

Leia mais

Falando sobre o 10/6/2010

Falando sobre o 10/6/2010 Falando sobre o C 1 Cosméticos: Tudo que muda a aparência 2 Skin Care Conhecimentos básicosb 3 O que é Skin Care? É uma categoria formada por produtos, de alta tecnologia, destinados ao tratamento da pele;

Leia mais

REGULAMENTO TÉCNICO MERCOSUL CLASSIFICAÇÃO DE PRODUTOS DE HIGIENE PESSONAL, COSMÉTICOS E PERFUMES

REGULAMENTO TÉCNICO MERCOSUL CLASSIFICAÇÃO DE PRODUTOS DE HIGIENE PESSONAL, COSMÉTICOS E PERFUMES MERCOSUL/GMC/RES. Nº 07/05 REGULAMENTO TÉCNICO MERCOSUL CLASSIFICAÇÃO DE PRODUTOS DE HIGIENE PESSONAL, COSMÉTICOS E PERFUMES TENDO EM VISTA: O Tratado de Assunção, o Protocolo de Ouro Preto e as Resoluções

Leia mais

Formas farmacêuticas líquidas - Soluções

Formas farmacêuticas líquidas - Soluções Formas farmacêuticas líquidas - Soluções Preparações líquidas: Podem conter uma ou mais substâncias químicas dissolvidas em solvente adequado ou em mistura de solventes mutuamente miscíveis ou dispersíveis.

Leia mais

MATERIAL TÉCNICO LINHA ECONÔMICA CORPORAL

MATERIAL TÉCNICO LINHA ECONÔMICA CORPORAL Lançamento MATERIAL TÉCNICO LINHA ECONÔMICA CORPORAL Massagem, drenagem, esfoliação e eletroterapia: o básico para tratamentos corporais em tamanhos econômicos e free parabenos CREMES PARA MASSAGEM CREMES

Leia mais

GEL TRANSDÉRMICO (PLO) Farmacotécnica aplicada

GEL TRANSDÉRMICO (PLO) Farmacotécnica aplicada GEL TRANSDÉRMICO (PLO) Farmacotécnica aplicada Preparação do veículo em 3 partes, passo a passo O gel de P.L.O. é composto por uma fase oleosa (LIPS) e uma fase aquosa (Gel de Polaxamer 407). Recomenda-se

Leia mais

www.studiocosmeticos.com

www.studiocosmeticos.com www.studiocosmeticos.com mag que mag que Sistema Liso Contínuo... transforma seus cabelos num passe de mágica. O que é o SISTEMA LISO CONTÍNUO MAGIQUE? O SISTEMA LISO CONTÍNUO é um conjunto de etapas e

Leia mais

BIFÁSICO DEMAQUILANTES FLUIDO MATIFICANTE LINHA PRÉ MAQUIAGEM COLOR ADAPT BASE LÍQUIDA FPS 15 CREAM POWDER DUO BASE FACIAL LÍQUIDO SECATIVO

BIFÁSICO DEMAQUILANTES FLUIDO MATIFICANTE LINHA PRÉ MAQUIAGEM COLOR ADAPT BASE LÍQUIDA FPS 15 CREAM POWDER DUO BASE FACIAL LÍQUIDO SECATIVO BIFÁSICO DEMAQUILANTES LÍQUIDO FLUIDO MATIFICANTE FLUÍDO DE LIMPEZA LINHA PRÉ MAQUIAGEM TÔNICO PREPARATIVO PRIMER FACIAL E PRIMER PARA LÁBIOS BASE LÍQUIDA MATE FPS 15 FACE COLOR ADAPT BASE LÍQUIDA FPS

Leia mais

Aluno (a): Nº. Disciplina: Química Goiânia, / / 2014

Aluno (a): Nº. Disciplina: Química Goiânia, / / 2014 Lista de Exercícios Aluno (a): Nº. Professora: Núbia de Andrade Série: 1º ano (Ensino médio) Turma: Disciplina: Química Goiânia, / / 2014 01) A mudança de fase denominada sublimação ocorre quando a) o

Leia mais

CICLO DE PROFISSÕES DIA 27/10

CICLO DE PROFISSÕES DIA 27/10 CICLO DE PROFISSÕES DIA 27/10 Chegada à UNIP: 07:00h Local: de acordo com a tabela abaixo (vide laboratório) Paramentação: jaleco de manga comprida, gorro, máscara, luva, sapato fechado, de preferência

Leia mais

Funções dos lípidos:

Funções dos lípidos: Gorduras ou Lípidos Os lípidos são componentes essenciais de todos os organismos podendo ser obtidos a partir da alimentação ou ser sintetizados pelo nosso organismo. Constituem um grupo heterogéneo de

Leia mais

EFEITO DE MATERIAIS POLIMÉRICOS NO COMPORTAMENTO REOLÓGICO DE EMULSÕES PARA APLICAÇÃO DÉRMICA.

EFEITO DE MATERIAIS POLIMÉRICOS NO COMPORTAMENTO REOLÓGICO DE EMULSÕES PARA APLICAÇÃO DÉRMICA. EFEITO DE MATERIAIS POLIMÉRICOS NO COMPORTAMENTO REOLÓGICO DE EMULSÕES PARA APLICAÇÃO DÉRMICA. J. S. Sperotto 1,2 *, C. Magnanii 2, V. H. V. Sarmento 3, R. C. Evangelista 1, M. A. Corrêa 2. 1 Laboratório

Leia mais

Plano de Trabalho Docente 2014. Ensino Técnico

Plano de Trabalho Docente 2014. Ensino Técnico Plano de Trabalho Docente 2014 Ensino Técnico Etec: Professor Massuyuki Kawano Código: 136 Município: Tupã Área de conhecimento: Ambiente, Saúde e Segurança Componente Curricular: Farmacotécnica II Série:

Leia mais

Definição. Bases cosméticas ou veículos podem ser consideradas a parte visível de uma formulação cosmética. Uma fórmula possui:

Definição. Bases cosméticas ou veículos podem ser consideradas a parte visível de uma formulação cosmética. Uma fórmula possui: 1 Definição Bases cosméticas ou veículos podem ser consideradas a parte visível de uma formulação cosmética. Uma fórmula possui: Os ativos: responsáveis pela ação do produto O veículo: que leva o ativo

Leia mais

Acnezil Loção adstringente. Acnezil LINHAHPC. Gel de limpeza. Acnezil. Acnezil Catálogo Aquarela 1º Semestre 2014. Loção. Loção. Cx.

Acnezil Loção adstringente. Acnezil LINHAHPC. Gel de limpeza. Acnezil. Acnezil Catálogo Aquarela 1º Semestre 2014. Loção. Loção. Cx. Loção adstringente LINHA Eficiente no combate à oleosidade Evita o acúmulo de resíduos nos poros Sua fórmula foi especialmente desenvolvida para complementar a limpeza diária, removendo impurezas e maquiagem.

Leia mais

UFU 2010/1 ABERTAS (1ª FASE = ENEM)

UFU 2010/1 ABERTAS (1ª FASE = ENEM) UFU 2010/1 ABERTAS (1ª FASE = ENEM) 1-Leia o texto a seguir. Com o passar do tempo, objetos de prata escurecem e perdem seu brilho em decorrência da oxidação desse metalpelo seu contato com oxigênio e

Leia mais

PROCESSOS DE SEPARAÇÃO DE MISTURAS. 1- quais os métodos mais indicados para separa os componentes das misturas abaixo:

PROCESSOS DE SEPARAÇÃO DE MISTURAS. 1- quais os métodos mais indicados para separa os componentes das misturas abaixo: EXERCÍCIOS DE REVISÃO PROCESSOS DE SEPARAÇÃO DE MISTURAS 1- quais os métodos mais indicados para separa os componentes das misturas abaixo: a) areia e ferro na forma de lâmina separação magnética b) água

Leia mais

A Beleza que vem da floresta.

A Beleza que vem da floresta. A Beleza que vem da floresta. Bem estar, saúde e sustentabilidade. A Empresa ECO FRIENDLY Fabricante de cosméticos naturais e orgânicos. Utiliza o conceito Eco-Friendly - Amigos do meio ambiente. Possui

Leia mais

SURFACTANTES. Prof. Harley P. Martins Filho. Sabões, detergentes, álcoois de cadeia longa e outras moléculas relacionadas são anfifílicas.

SURFACTANTES. Prof. Harley P. Martins Filho. Sabões, detergentes, álcoois de cadeia longa e outras moléculas relacionadas são anfifílicas. SURFTNTES Prof. Harley P. Martins Filho Surfactantes Sabões, detergentes, álcoois de cadeia longa e outras moléculas relacionadas são anfifílicas. Estrutura básica: Grupo polar hidrófilo (SO 3-, OO -,

Leia mais

Tabela de preços 2011

Tabela de preços 2011 Óleos Vegetais Características A nossa linha de óleos vegetais são seleccionadas para que possa obter os melhores resultados nos diversos tipos de tratamentos, para isso são extraídos de primeira pressão

Leia mais

Introdução à Química Inorgânica

Introdução à Química Inorgânica Introdução à Química Inorgânica Orientadora: Drª Karla Vieira Professor Monitor: Gabriel Silveira Química A Química é uma ciência que está diretamente ligada à nossa vida cotidiana. A produção do pão,

Leia mais

Anvisa - Legislação - Resoluções

Anvisa - Legislação - Resoluções Page 1 of 7 Legislação Para verificar a atualização desta norma, como revogações ou alterações, acesse o Visalegis. Resolução nº 335, de 22 de julho de 1999 A Diretoria Colegiada da Agência Nacional de

Leia mais

MEIOS DE CULTURA DESENVOLVIMENTO OU PRODUÇÃO DE MEIOS DE CULTURA. Necessidade Bactérias Leveduras

MEIOS DE CULTURA DESENVOLVIMENTO OU PRODUÇÃO DE MEIOS DE CULTURA. Necessidade Bactérias Leveduras MEIOS DE CULTURA Associação equilibrada de agentes químicos (nutrientes, ph, etc.) e físicos (temperatura, viscosidade, atmosfera, etc) que permitem o cultivo de microorganismos fora de seu habitat natural.

Leia mais