Apresentação de Trabalhos em Congressos (Oral e Pôster) Prof. Dr. Emerson Martins Arruda

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Apresentação de Trabalhos em Congressos (Oral e Pôster) Prof. Dr. Emerson Martins Arruda"

Transcrição

1 Apresentação de Trabalhos em Congressos (Oral e Pôster) Prof. Dr. Emerson Martins Arruda

2 Aspectos principais Comunicação Apresentação Protocolos e modelos Sugestões

3

4 Bases A comunicação não significa apenas enviar uma informação ou mensagem, mas torná-la comum entre as pessoas envolvidas. Para que haja comunicação, é preciso que o destinatário da informação a receba e a compreenda. Comunicar significa tornar comum a uma ou mais pessoas determinada informação ou mensagem. (CHIAVENATTO, 2005)

5 Processo global da comunicação Fonte: é o emissor da mensagem (falada, escrita, por meio de sinais ou não-verbal); Codificação: é a tradução dos símbolos escolhidos; Mensagem: é o produto físico codificado pelo emissor; Canal: é o meio que existe fora do emissor pelo qual é escolhido para conduzir a mensagem;

6 Processo global da comunicação Decodificação: é a tradução da mensagem ao receptor; Receptor: é o sujeito a quem a mensagem se dirige; Feedback: ou retorno determina se houve compreensão da mensagem; Ruídos: perturbação indesejável que distorce ou altera a mensagem transmitida.

7 Três tipos de comunicação A verbal (por meio da escrita e da fala); A não verbal (as fisionomias, os gestos); A factual (quando se considera a prática, a habilidade, a experiência passada, o exemplo dado).

8 Como você se comunica? Conteúdo verbal = 7% Interesse vocal = 38% Linguagem corporal = 55% Pelo menos 90% de sua imagem pública depende dos sinais não-verbais. Fonte: O Connor e Seymour (1995)

9 Como você se comunica? É muito importante que você se conheça: Como é a sua voz? Com que ritmo normalmente você fala? A sua voz é monotônica? Você utiliza uma série de tons e inflexões ao falar?

10 A Voz Volume Ritmo Dicção Entonação

11

12 A preparação de uma boa apresentação Definir o Avaliar a Identificar a Reunir a Preparar a PROPÓSITO AUDIÊNCIA NECESSIDADE INFORMAÇÃO COMUNICAÇÃO

13 Técnicas de Apresentação e Comunicação Respiração Posicionamento Postura e expressão corporal As pernas Os braços e as mãos Laser pointer Gestos Olhar para a platéia A voz Repetições Ritmo Vocabulário Domínio do tema Linguagem

14 ESTIQUE-SE!

15 Técnicas Auxiliares (cuidado) Conquistando o público; Contar uma história interessante; Levantar uma reflexão.

16

17 Referenciais importantes Continue sendo você mesmo; Mostre interesse pelo assunto; Não seja prolixo; Preparação do conteúdo; Estimular perguntas e saber ouvir; Sistematização das principais ideias; Brincadeira e seriedade na hora certa; Não se desculpar o tempo todo.

18 Roteiro geral de apresentações Saudação e apresentação Breve cumprimento aos presentes Introdução Promove o interesse Registra a importância do tema Define os objetivos Desenvolvimento Apresenta os argumentos Conclusão Sintetiza a pesquisa realizada

19 Apresentação em Pôster Ser simpático com formalidade; Não perseguir as pessoas; Não superestimar o marketing pessoal ou do grupo de pesquisa; Não se esconder atrás da figura/nome do orientador; Saber o momento de encerrar a conversa; Manter-se calmo diante das críticas; Tomar nota das sugestões.

20 Sobre os painéis/pôsteres/banners Cor e imagens de fundo; Autores e Instituição; Agências de fomento; Qualidade de impressão; Material: papel ou lona; Excesso de textos ou figuras; Bibliografia; Uso de fontes com serifas.

21 Serifas (escrever)

22

23 Layout de painéis acadêmicos tradicionais Cabeçalho Cabeçalho

24 Layout de painéis acadêmicos tradicionais Cabeçalho 1 2

25 Layout de novos painéis acadêmicos Cabeçalho Cabeçalho

26

27 Apresentação oral Arredonde a informação (dados e índices); Interrompa a projeção em alguns momentos; Prevalecer comparando-se com a projeção; Ênfase em palavras-chave(s); Evite Cliparts (utilizar em outras formas de apresentação); Apresentação e tópicos; Se tiver terminado antes do tempo, termine mesmo.

28 Cliparts (evitar)

29 LA-BE-DA-ME-NI-PO-TU

30 Sobre os slides 3 tamanhos de letras; 7 frases por slides; Temas, design e fundos; Cores e contraste das palavras; Uma ilustração por slide; Utilize poucos recursos; Texto alinhado (justificado); Não use fontes menores de 24; Divida e slides aquelas informações muito detalhadas; Utilize editor de equações matemáticas; Evite deixar uma imagem sem explicação.

31 Sobre as perguntas feitas Momentos Atrasada; Sintonizada; Adiantada; Tipos Inteligente; Nem tanto; Capciosa; Provocativa.

32 Sobre as respostas Clara e elucidativa; Objetiva; Curta na medida; Observando o entendimento; Responda sempre. Nunca deixe uma resposta em aberto. Se necessário, envie a resposta após a apresentação.

33 Lembre-se: Preparar seu material com antecedência; Fazer uma simulação com público; Boa noite de sono na véspera; Seja pontual; Verifique todos os equipamentos antes da apresentação; Arquivo em pendrive (mais de um formato: PPT e PDF); Cuidados com a alimentação; Desligar o celular.

34 Ensaio/Simulação Boas práticas para os ensaios: Registrar imediatamente percepções; Testar novos gestos, falas; Medir tempo; Utilizar conhecimento de ensaios anteriores.

35 Softwares Power Point OpenOffice Presentation Desktop Publishing Corel Draw FreeHand PhotoShop LATEX, FireMath, Microsoft Equation Editor Dropbox

36 Cuidados extracurriculares Bom senso na escolha da roupa; Acessórios chamativos; Barba feita ou aparada; Coceiras; Coquetel de abertura e encerramento; Fotos/Congressos/Álcool; Tietagem; Redes sociais.

37 A síntese Preparação; Avaliação do público; Avaliação dos objetivos; Simulação; Apresentação; Auto-avaliação da apresentação; Seguir Normas do ABNT e/ou do evento.

38 Formar-se um cientista Criatividade e improvisação; Respeito ao orientador; Segurança e independência; Educação e gentileza;

39 Referências Bibliográficas CHIAVENATO, Idalberto. Gestão de Pessoas. Rio de Janeiro: Campus, 2005, 529 p O CONNOR, J. e SEYMOUR, J. Introdução à programação neurolinguistica: como entender e influenciar pessoas. 3ª Ed. São Paulo, Summus TecnicasdeApresentaComunica.pdf https://sites.google.com/site/professorrodrigoneves/links-deferramentas examples).png

40 OBRIGADO! Contato:

Comunicação Empresarial e Processo Decisório. Prof. Ana Claudia Araujo Coelho

Comunicação Empresarial e Processo Decisório. Prof. Ana Claudia Araujo Coelho Prof. Ana Claudia Araujo Coelho Comunicar significa transmitir ideias, sentimentos ou experiências de uma pessoa para outra, tornar comum, participar, fazer saber, transmitir. ANDRADE (2008, p. 45) O resultado

Leia mais

Profa. Ma. Andrea Morás. Unidade I

Profa. Ma. Andrea Morás. Unidade I Profa. Ma. Andrea Morás Unidade I COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL Comunicação empresarial Definição: Compreende um conjunto complexo de atividades, ações, estratégias, produtos e processos desenvolvidos para reforçar

Leia mais

LED. Laboratório de Educação a Distância ORIENTAÇÕES PARA VIDEOAULA

LED. Laboratório de Educação a Distância ORIENTAÇÕES PARA VIDEOAULA LED Laboratório de Educação a Distância ORIENTAÇÕES PARA VIDEOAULA Videoaula Visite o Portfólio do LED Professor A aula inicial é o primeiro contato do aluno com você e sua disciplina. Por isso, é importante

Leia mais

Pesquisas e seminários Como fazer?

Pesquisas e seminários Como fazer? +++ + COLÉGIO DOS SANTOS ANJOS Avenida Iraí, 1330 - Planalto Paulista - Telefax: 5055.0744 04082-003 - São Paulo - e-mail: colsantosanjos@colegiosantosanjos.g12.br Site: www.colegiosantosanjos.g12.br Q

Leia mais

MULTIMEIOS DA COMUNICAÇÃO

MULTIMEIOS DA COMUNICAÇÃO MULTIMEIOS DA COMUNICAÇÃO RINALDIi, Andréia Cristina Alves; ROSA, Antonio Valin; TIVO,,Emerson dos Santos; OLIVEIRA JÚNIOR, José Mendes de; REIS, Marcela Alves dos; SANTOS JÚNIOR,Sergio Silva dos; FREITAS,

Leia mais

Relacionamento professor-aluno e os procedimentos de ensino

Relacionamento professor-aluno e os procedimentos de ensino Relacionamento professor-aluno e os procedimentos de ensino Curso de Atualização Pedagógica Julho de 2010 Mediador: Adelardo Adelino Dantas de Medeiros (DCA/UFRN) Relacionamento professor-aluno Professor:

Leia mais

A IMPORTÂNCIA DO DOMÍNIO DA COMUNICAÇÃO ORAL PARA O SECRETÁRIO EXECUTIVO

A IMPORTÂNCIA DO DOMÍNIO DA COMUNICAÇÃO ORAL PARA O SECRETÁRIO EXECUTIVO A IMPORTÂNCIA DO DOMÍNIO DA COMUNICAÇÃO ORAL PARA O SECRETÁRIO EXECUTIVO Neusa Kreuz 1 RESUMO: É indiscutível a grande importância da linguagem oral no processo interacional humano. Trata-se da primeira

Leia mais

tem como objetivo informar os destinatários sobre determinado tema, para que fiquem com conhecimento global sobre o que é exposto

tem como objetivo informar os destinatários sobre determinado tema, para que fiquem com conhecimento global sobre o que é exposto Exposições Orais Todos os anos, todos os cursos tem como objetivo informar os destinatários sobre determinado tema, para que fiquem com conhecimento global sobre o que é exposto Numa exposição oral existem

Leia mais

Competência individual essencial

Competência individual essencial Competência individual essencial Introdução Objetivo Reflexão e aprofundamento sobre o processo básico da comunicação, a fim de que haja maior exatidão na compreensão do significado daquilo que se quer

Leia mais

08/11/2012. Palestrante: Jéssica Pereira Costa Mais frequente na população universitária

08/11/2012. Palestrante: Jéssica Pereira Costa Mais frequente na população universitária A arte da apresentação oral de trabalhos científicos Como se comportar durante a apresentação de um pôster em um evento científico? Fobia Social ou Timidez??? (Medo excessivo contato ou exposição social)

Leia mais

Corpo e Fala EMPRESAS

Corpo e Fala EMPRESAS Corpo e Fala EMPRESAS A Corpo e Fala Empresas é o braço de serviços voltado para o desenvolvimento das pessoas dentro das organizações. Embasado nos pilares institucionais do negócio, ele está estruturado

Leia mais

QUAL O NOSSO DESAFIO: O QUE VOCÊS ESPERAM DESTE CURSO?

QUAL O NOSSO DESAFIO: O QUE VOCÊS ESPERAM DESTE CURSO? Palestra: Comunicação e Marketing Pessoal: Dicas para Valorizar a sua Imagem. Prof. Adm. Esp. Juliana Pina Bomm E-mail: professorajulianapina@yahoo.com.br QUAL O NOSSO DESAFIO: O QUE VOCÊS ESPERAM DESTE

Leia mais

Como se comunicar bem. Prof. Alexandre Lozi

Como se comunicar bem. Prof. Alexandre Lozi Prof. Alexandre Lozi Comentário das apresentações Avaliação da postura: Falhas: Mãos enroladas Mãos soltas Andado desordenado Pêndulo Balanço do pé Apoio no quadro Apoio na perna Permanecer sentado Mãos

Leia mais

Orientações para organização de eventos de Videoconferência

Orientações para organização de eventos de Videoconferência 01 Orientações para organização de eventos de Videoconferência É imprescindível o recebimento do formulário de solicitação de videoconferência até, no máximo, na segunda-feira da semana anterior ao evento.

Leia mais

PRINCÍPIOS DE APRESENTAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS COM AUXÍLIO DO POWERPOINT

PRINCÍPIOS DE APRESENTAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS COM AUXÍLIO DO POWERPOINT Universidade do Estado da Bahia Monitoria de Física Geral e Experimental I PRINCÍPIOS DE APRESENTAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS COM AUXÍLIO DO POWERPOINT Victor Mendes Lopes 1.0 Design Simples, moderno ou

Leia mais

RELAÇÕES HUMANAS E ÉTICA PROFISSIONAL

RELAÇÕES HUMANAS E ÉTICA PROFISSIONAL "Somente seres humanos excepcionais e irrepreensíveis suscitam ideias generosas e ações elevadas." Albert Einstein ÍNDICE 1. AS RELAÇÕES HUMANAS 1.1Conceito 1.2 Importâncias das Relações Humanas para T.T.I.

Leia mais

ASSOCIAÇÃO COMERCIAL DE ITAPETININGA CURSO CBMAE ARTIGO DE NEGOCIAÇÃO. A importância da comunicação na negociação. Aluna: Bruna Graziela Alves Cleto

ASSOCIAÇÃO COMERCIAL DE ITAPETININGA CURSO CBMAE ARTIGO DE NEGOCIAÇÃO. A importância da comunicação na negociação. Aluna: Bruna Graziela Alves Cleto ASSOCIAÇÃO COMERCIAL DE ITAPETININGA CURSO CBMAE ARTIGO DE NEGOCIAÇÃO A importância da comunicação na negociação Aluna: Bruna Graziela Alves Cleto TUTOR: EDUARDO VIEIRA 13/05/2013 1 SUMÁRIO APRESENTAÇÃO...

Leia mais

Demonstração de uma idéia, assunto, produto, serviço e etc; Podendo ser uma palestra, reunião, workshop entre outros eventos.

Demonstração de uma idéia, assunto, produto, serviço e etc; Podendo ser uma palestra, reunião, workshop entre outros eventos. Demonstração de uma idéia, assunto, produto, serviço e etc; Para duas ou mais pessoas; Podendo ser uma palestra, reunião, workshop entre outros eventos. Planejar Sempre! Para transmitir segurança você

Leia mais

Técnicas de Apresentação e Comunicação

Técnicas de Apresentação e Comunicação MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO SOCIAL E COMBATE À FOME Secretaria Nacional de Renda de Cidadania Técnicas de Apresentação e Comunicação e Formação de Instrutores de Capacitação Brasília/ 2009 Apostila compilada

Leia mais

Negociação: conceitos e aplicações práticas. Dante Pinheiro Martinelli Flávia Angeli Ghisi Nielsen Talita Mauad Martins (Organizadores)

Negociação: conceitos e aplicações práticas. Dante Pinheiro Martinelli Flávia Angeli Ghisi Nielsen Talita Mauad Martins (Organizadores) Negociação: conceitos e aplicações práticas Dante Pinheiro Martinelli Flávia Angeli Ghisi Nielsen Talita Mauad Martins (Organizadores) 2 a edição 2009 Comunicação na Negociação Comunicação, visão sistêmica

Leia mais

Técnicas de Apresentação e Negociação

Técnicas de Apresentação e Negociação Curso: Logística Profa. Ms. Edilene Garcia Técnicas de Apresentação e Negociação Roteiro da teleaula APRESENTAÇÕES ORAIS Importância; Técnicas para planejar e executar uma apresentação. NEGOCIAÇÕES EMPRESARIAIS

Leia mais

Excelência no Atendimento

Excelência no Atendimento Excelência no Atendimento Curso de Desenvolvimento de Servidores - CDS Instrutor: HUARLEY PRATTE LEMKE Introdução O que é atendimento? Atendimento é o ato de atender, ou seja, ao ato de cuidar, de prestar

Leia mais

A nova assistente executiva. Mudanças de estilo, postura, atitude.

A nova assistente executiva. Mudanças de estilo, postura, atitude. A nova assistente executiva. Mudanças de estilo, postura, atitude. Imagem profissional. O que faz parte dela? "Você é o cartão de visitas da Habilidades, talentos, experiência, currículo, entrega e...imagem.

Leia mais

Profa. Yanna C. F. Teles. União de Ensino Superior de Campina Grande Curso Bacharelado em Enfermagem Disciplina: Metodologia da pesquisa

Profa. Yanna C. F. Teles. União de Ensino Superior de Campina Grande Curso Bacharelado em Enfermagem Disciplina: Metodologia da pesquisa Profa. Yanna C. F. Teles União de Ensino Superior de Campina Grande Curso Bacharelado em Enfermagem Disciplina: Metodologia da pesquisa Trabalhos na graduação (seminários, tcc...) Apresentações em congressos

Leia mais

Utilize o roteiro abaixo como mapa para elaboração do projeto. Organizado o conjunto, amplie as partes que requerem detalhamento.

Utilize o roteiro abaixo como mapa para elaboração do projeto. Organizado o conjunto, amplie as partes que requerem detalhamento. Utilize o roteiro abaixo como mapa para elaboração do projeto. Organizado o conjunto, amplie as partes que requerem detalhamento. ROTEIRO PARA ELABORAÇÃO DE PROJETO DE PESQUISA Título provisório (uma expressão

Leia mais

É a atividade humana dirigida para a satisfação das necessidades e desejos, através dos processos de troca.

É a atividade humana dirigida para a satisfação das necessidades e desejos, através dos processos de troca. Marketing Pessoal O que é MARKETING? É a atividade humana dirigida para a satisfação das necessidades e desejos, através dos processos de troca. Um conjunto de estratégias e ações visando promover o lançamento,

Leia mais

TÉCNICAS DE APRESENTAÇÃO

TÉCNICAS DE APRESENTAÇÃO TÉCNICAS DE APRESENTAÇÃO Objectivos Enfatizar a utilidade das Técnicas de Apresentação Identificar os principais erros e técnicas para os corrigir Reforçar a importância da preparação Apresentações Os

Leia mais

Regulamento do TCC APRESENTAÇÃO ORAL DE TRABALHOS CIENTÍFICOS. Resolução TCC. Apresentação oral de trabalhos 03/11/2011 FALAR EM PUBLICO É UM DESAFIO?

Regulamento do TCC APRESENTAÇÃO ORAL DE TRABALHOS CIENTÍFICOS. Resolução TCC. Apresentação oral de trabalhos 03/11/2011 FALAR EM PUBLICO É UM DESAFIO? Regulamento do TCC Para a defesa do TCC, o trabalho deverá ser apresentado oralmente perante comissão julgadora em sessão pública. Para a apresentação, o aluno terá mínimo de 15 e APRESENTAÇÃO ORAL DE

Leia mais

Trabalhando com arquivos de som. Prof. César Bastos Fevereiro 2008

Trabalhando com arquivos de som. Prof. César Bastos Fevereiro 2008 Trabalhando com arquivos de som Prof. César Bastos Fevereiro 2008 Usando a mídia de som Vamos considerar os programas gratuitos como base de nossas ferramentas nesse curso, assim todos poderão usufruir

Leia mais

16/05/2013. Apresentação de artigo científico Como e o que fazer? Artigo Científico

16/05/2013. Apresentação de artigo científico Como e o que fazer? Artigo Científico UNIVERSIDADE FEDERAL DO PIAUÍ PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM BIOTECNOLOGIA Desafios em Comunicação da Ciência II O que tenho que abordar? Apresentação de artigo científico Como e o que fazer? Profª M.Sc

Leia mais

Gestão de Talentos. Aula 2. Organização da Aula. Contextualização. Instrumentalização

Gestão de Talentos. Aula 2. Organização da Aula. Contextualização. Instrumentalização Gestão de Talentos Aula 2 Prof. Me. Maria Tereza F. Ribeiro 1. Contextualização Apresentação dos tópicos a serem abordados atualidades 2. Instrumentalização Conceitos principais 3. Aplicação Exemplos e

Leia mais

Como tornar sua apresentação atrativa e interessante

Como tornar sua apresentação atrativa e interessante Como tornar sua apresentação atrativa e interessante Luciana Alvim Santos Romani, alvim@icmc.usp.br, ICMC-USP São Carlos Agma Juci Machado Traina, agma@icmc.usp.br, ICMC-USP São Carlos Por onde começar

Leia mais

Oratória: a arte de falar bem em público

Oratória: a arte de falar bem em público Oratória: a arte de falar bem em público Patrícia Bruna Leite Mendes¹; Luciana Costa Furtado¹; Alex Oliveira de Castro Castelo 2 ; Aline Sombra Santos 2 ; Amanda Kelly da Silva Rodrigues¹; Ana Beatriz

Leia mais

Curso Técnicas de Apresentação

Curso Técnicas de Apresentação Curso Técnicas de Apresentação Autor Marcos Sêmola marcos@semola.com.br 2003 1 Agenda Visão Geral Dicas de Postura Dicas de Planejamento Dicas de Material Dicas de Exploração Dicas de Diferenciação Dica

Leia mais

Guia de Orientação na Procura de Emprego

Guia de Orientação na Procura de Emprego Guia de Orientação na Procura de Emprego Prepare-se para procurar emprego A procura de emprego é um trabalho que exige planeamento, esforço e análise. Onde quero trabalhar? Que tipo de empregos me interessam?

Leia mais

Curso Intensivo. Marketing Pessoal

Curso Intensivo. Marketing Pessoal Curso Intensivo Marketing Pessoal O EaDPLUS é um dos melhores portais de cursos à distância do Brasil e conta com um ambiente virtual de aprendizagem que visa a capacitação profissional objetivando proporcionar

Leia mais

Marketing pessoal. Etiqueta profissional

Marketing pessoal. Etiqueta profissional Marketing pessoal Etiqueta profissional Etiqueta Definição Ethos é uma palavra de origem grega que significa comportamento; Etiqueta é a arte das boas maneiras e dos bons costumes. Etiqueta Classificação

Leia mais

Atendimento Eficaz ao Cliente

Atendimento Eficaz ao Cliente Atendimento Eficaz ao Cliente Aquele que conhece os outros é inteligente, Aquele que conhece a si mesmo é sábio. (Lao-Tsé, filósofo chinês, séc. IV a. C.) Conhece-te a ti mesmo. (Sócrates, filósofo grego,

Leia mais

Programa de Unidade Curricular

Programa de Unidade Curricular Programa de Unidade Curricular Faculdade Arquitectura e Artes Licenciatura Design Unidade Curricular INTRODUÇÃO ÀS TECNOLOGIAS DIGITAIS Semestre: 1 Nº ECTS: 3,0 Regente Sandra de Magalhães Campos, Arq.

Leia mais

Relatório de Palestra Técnica

Relatório de Palestra Técnica Relatório de Palestra Técnica Ewaldo Luiz de Mattos Mehl Universidade Federal do Paraná Departamento de Engenharia Elétrica mehl@ufpr.br Relatório de Palestra Técnica Atividade prática Definição Objetivos

Leia mais

COMO FALAR EM PÚBLICO

COMO FALAR EM PÚBLICO COMO FALAR EM PÚBLICO Técnicas e habilidades para comunicação oral Izidoro Blinkstein Capítulo 1: FALAR EM PÚBLICO O que é falar em público? Comunicação Coloquial: O Objetivo é estabelecer comunicação

Leia mais

Dicas de design utilizando as ferramentas Jimdo. http://educacao.jimdo.com

Dicas de design utilizando as ferramentas Jimdo. http://educacao.jimdo.com Dicas de design utilizando as ferramentas Jimdo. http://educacao.jimdo.com Organize suas ideias Defina um plano de trabalho Estruture a informação Planeje as seções e o conteúdo de cada uma delas Defina

Leia mais

COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL ATENDIMENTO AO PÚBLICO MEDIA TRAINING COMUNICAÇÃO EFETIVA PARA LÍDERES

COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL ATENDIMENTO AO PÚBLICO MEDIA TRAINING COMUNICAÇÃO EFETIVA PARA LÍDERES COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL ATENDIMENTO AO PÚBLICO MEDIA TRAINING COMUNICAÇÃO EFETIVA PARA LÍDERES COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL A COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL é ferramenta indispensável para o sucesso das organizações.

Leia mais

Apresentação. Márcio Lopes Cornélio DEINFO - UFRPE marciocornelio@acm.org

Apresentação. Márcio Lopes Cornélio DEINFO - UFRPE marciocornelio@acm.org Apresentação Márcio Lopes Cornélio DEINFO - UFRPE marciocornelio@acm.org Pesquisa é comunicação As melhores idéias são inúteis se forem mantidas só para você Artigos e apresentações Cristalizar idéias

Leia mais

Público Interno e crises organizacionais: um estudo abordando a incidência de demissões motivadas pelo uso inadequado das redes sociais digitais

Público Interno e crises organizacionais: um estudo abordando a incidência de demissões motivadas pelo uso inadequado das redes sociais digitais Público Interno e crises organizacionais: um estudo abordando a incidência de demissões motivadas pelo uso inadequado das redes sociais digitais Penélope da Silva Almeida SANTOS Universidade Sagrado Coração

Leia mais

Fundamentos de Informática. Técnicas de apresentação

Fundamentos de Informática. Técnicas de apresentação Fundamentos de Informática Técnicas de apresentação 1º Semestre Prof. Nataniel Vieira - nataniel.vieira@gmail.com Estrutura Básica Capa Índice (Não Obrigatório) Introdução Abertura para Perguntas Conclusão

Leia mais

A IMPORTÂNCIA DA COMUNICAÇÃO NAS ORGANIZAÇÕES RESUMO

A IMPORTÂNCIA DA COMUNICAÇÃO NAS ORGANIZAÇÕES RESUMO A IMPORTÂNCIA DA COMUNICAÇÃO NAS ORGANIZAÇÕES Flávia Aline Seger 1 Francieli Teresinha Eckhardt 2 Nedisson Luis Gessi 3 RESUMO Este artigo constitui-se em uma pesquisa bibliográfica que busca informações

Leia mais

Comunicação Integrada em Vendas

Comunicação Integrada em Vendas Comunicação Integrada em Vendas Hélio Azevedo helio.azevedo@salestalent.com.br Agenda Percepção Objetivos de uma apresentação O orador Os tipos de público Os tipos de discurso O medo de falar Preparando

Leia mais

A importância da comunicação como instrumento. de gestão de pessoas. Glaucia Falcone Fonseca

A importância da comunicação como instrumento. de gestão de pessoas. Glaucia Falcone Fonseca como instrumento de gestão de pessoas Glaucia Falcone Fonseca Todos sabem que a comunicação é vital para a organização, mas nem todos são capazes de criar o tipo de ambiente de trabalho rico em informações

Leia mais

INFORMÁTICA BÁSICA E AVANÇADA COM INTERNET

INFORMÁTICA BÁSICA E AVANÇADA COM INTERNET *Plano Instrucional INFORMÁTICA BÁSICA E AVANÇADA COM INTERNET Curso Mercado de Trabalho: Cursos Afins: Total de Horas: Informática básica e avançada com internet Áreas administrativas, escritórios, comércio,

Leia mais

O professor Reinaldo Polito fala sobre a importância da comunicação no dia-a-dia do trabalho.

O professor Reinaldo Polito fala sobre a importância da comunicação no dia-a-dia do trabalho. O professor Reinaldo Polito fala sobre a importância da comunicação no dia-a-dia do trabalho. - Por que uma boa comunicação é importante para os profissionais? Quanto mais o profissional sobe na hierarquia

Leia mais

SITUAÇÃO DE PRODUÇÃO DA RESENHA NO ENSINO SUPERIOR

SITUAÇÃO DE PRODUÇÃO DA RESENHA NO ENSINO SUPERIOR RESENHA Neste capítulo, vamos falar acerca do gênero textual denominado resenha. Talvez você já tenha lido ou elaborado resenhas de diferentes tipos de textos, nas mais diversas situações de produção.

Leia mais

ATIVIDADE DE NEGOCIÇÃO

ATIVIDADE DE NEGOCIÇÃO ATIVIDADE DE NEGOCIÇÃO A IMPORTÂNCIA DA COMUNICAÇÃO NA NEGOCIAÇÃO RIO BRANCO- ACRE 2013 SUMÁRIO INTRODUÇÃO...3 1- A IMPORTÂNCIA DA COMUNICAÇÃO...4 2- COMUNICAÇÃO E NEGOCIAÇÃO...6 2.1 Os quatros conceitos

Leia mais

Indicar fontes de imagens. Aumentar muito o texto copiado leva a "sujeira" na imagem... Guilherme Gomes Rolim

Indicar fontes de imagens. Aumentar muito o texto copiado leva a sujeira na imagem... Guilherme Gomes Rolim Indicar fontes de imagens. Aumentar muito o texto copiado leva a "sujeira" na imagem... Postura muito didática, lembrando em vários pontos a discussão da aula anterior. Olhou mais para o professor do que

Leia mais

7 7 E8BOOK7CURSO7DE7 ORATÓRIA7

7 7 E8BOOK7CURSO7DE7 ORATÓRIA7 HTTP://WWW.SUPEREDESAFIOS.COM.BR/SEGREDO/FORMULANEGOCIOONLINE E8BOOKCURSODE ORATÓRIA Prof.DaniloMota Prof.&Danilo&Mota& &Blog&Supere&Desafios& 1 Introdução:Tempodeouvir,tempodefalar. Não saber ouvir bem,

Leia mais

Normas para Elaboração e Apresentação dos Seminários. Psicologia Clínica. Título do Trabalho. Título do Trabalho 27/04/2015

Normas para Elaboração e Apresentação dos Seminários. Psicologia Clínica. Título do Trabalho. Título do Trabalho 27/04/2015 Estruruta do Slide: Otília Loth PUC Goiás A fonte da letra deve ser Arial ou Times New Roman. O tamanho da fonte deve ser 44 para o título e, no mínimo, 28 para o texto. Esta mesma regra vale para a capa

Leia mais

Como Preparar Apresentações. Tipos de apresentação Cuidados com o apresentador Cuidados com o conteúdo

Como Preparar Apresentações. Tipos de apresentação Cuidados com o apresentador Cuidados com o conteúdo Como Preparar Apresentações Tipos de apresentação Cuidados com o apresentador Cuidados com o conteúdo Tipos de Apresentação Tipos de apresentação de trabalho acadêmico/técnico/científico: Aula Palestra

Leia mais

Como fazer e dar apresentações cien3ficas. Antonio Roque Maio 2012

Como fazer e dar apresentações cien3ficas. Antonio Roque Maio 2012 Como fazer e dar apresentações cien3ficas Antonio Roque Maio 2012 Antes de começar: Esta não é uma apresentação cien3fica As aulas deste curso não foram apresentações cien3ficas Tipos de apresentações

Leia mais

Aula 1 Introdução a Trabalho de Conclusão de Curso

Aula 1 Introdução a Trabalho de Conclusão de Curso Aula 1 Introdução a Trabalho de Conclusão de Curso Anderson L. S. Moreira anderson.moreira@recife.ifpe.edu.br http://dase.ifpe.edu.br/~alsm Anderson Moreira Trabalho de Conclusão de Curso 1 O que fazer

Leia mais

COMO FAZER UMA APRESENTAÇÃO EM DEZ MINUTOS. Esther Arnold Nani Arnold

COMO FAZER UMA APRESENTAÇÃO EM DEZ MINUTOS. Esther Arnold Nani Arnold COMO FAZER UMA APRESENTAÇÃO EM DEZ MINUTOS Esther Arnold Nani Arnold Os PASSOS: 1 ELABORE UM BOM RESUMO 2 ELABORE os SLIDES 3 TREINE PREVIAMENTE 4 CUIDE DE SUA IMAGEM 5 CUIDE DOS DETALHES 1 ELABORE UM

Leia mais

Orientações para Mostra Científica IV MOSTRA CIENTÍFICA 2014 COLÉGIO JOÃO PAULO I

Orientações para Mostra Científica IV MOSTRA CIENTÍFICA 2014 COLÉGIO JOÃO PAULO I Orientações para Mostra Científica IV MOSTRA CIENTÍFICA 2014 COLÉGIO JOÃO PAULO I Tema VIDA EFICIENTE: A CIÊNCIA E A TECNOLOGIA A SERVIÇO DO PLANETA Cronograma Orientações Pré-projeto Metodologia Relatório

Leia mais

O lugar da oralidade na escola

O lugar da oralidade na escola O lugar da oralidade na escola Disciplina: Língua Portuguesa Fund. I Selecionador: Denise Guilherme Viotto Categoria: Professor O lugar da oralidade na escola Atividades com a linguagem oral parecem estar

Leia mais

Fundamentos de Marketing Global Parte 02 Decisão sobre o programa de Marketing Global Alternativas estratégicas de expansão geográfica

Fundamentos de Marketing Global Parte 02 Decisão sobre o programa de Marketing Global Alternativas estratégicas de expansão geográfica Fundamentos de Marketing Global Parte 02 Decisão sobre o programa de Marketing Global Alternativas estratégicas de expansão geográfica As empresas podem crescer de três maneiras diferentes. Os métodos

Leia mais

EVOLUÇÃO DO PENSAMENTO ADMINISTRATIVO

EVOLUÇÃO DO PENSAMENTO ADMINISTRATIVO EVOLUÇÃO DO PENSAMENTO ADMINISTRATIVO MÓDULO 15 - Sugestões que podem melhorar a coordenação organizacional O objetivo final da coordenação é obter a sinergia organizacional. Não existem regras mágicas

Leia mais

Sumário. Introdução... 7

Sumário. Introdução... 7 3 Sumário Introdução... 7 1. Somos especialistas em linguagem corporal... 9 Como os homens se comunicam, 10Comunicação linguística, 10Comunicação não linguística, 10O ato de comunicação, 11Importante:

Leia mais

COMO FAZER UMA APRESENTAÇÃO ORAL

COMO FAZER UMA APRESENTAÇÃO ORAL COMO FAZER UMA APRESENTAÇÃO ORAL Introdução à Engenharia Civil Profª Mayara Moraes Custódio Passos a seguir: Elaborar um bom resumo O que for impoprtante para o resumo, será importante para a apresentação.

Leia mais

COMUNICAÇÃO COMO FERRAMENTA DE PODER QUEM NÃO COMUNICA NÃO LIDERA

COMUNICAÇÃO COMO FERRAMENTA DE PODER QUEM NÃO COMUNICA NÃO LIDERA COMUNICAÇÃO COMO FERRAMENTA DE PODER QUEM NÃO COMUNICA NÃO LIDERA Não há mais lugar para a empresa que se cala, nem para o dirigente que confina sua atividade ao gabinete fechado. Luiz Carlos Trabuco

Leia mais

Prof. Kleber R. Rovai

Prof. Kleber R. Rovai Msn: klrovai@hotmail.com E-mail: Skype: klrovai 2 1 - Programa destinado a criação e exibição de apresentações no computador - No Power Point é possível criar: - Apresentações - Conjunto de slides, folhetos,

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL FLUMINENSE INSTITUTO DE CIÊNCIAS HUMANAS E SOCIAIS COORDENAÇÃO DO BACHARELADO EM ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA

UNIVERSIDADE FEDERAL FLUMINENSE INSTITUTO DE CIÊNCIAS HUMANAS E SOCIAIS COORDENAÇÃO DO BACHARELADO EM ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA UNIVERSIDADE FEDERAL FLUMINENSE INSTITUTO DE CIÊNCIAS HUMANAS E SOCIAIS COORDENAÇÃO DO BACHARELADO EM ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA OFICINA DE PRODUÇÃO ACADÊMICA Material de apoio à construção do TCC Prezados,

Leia mais

CENTRO UNIVERSITÁRIO NEWTON PAIVA FACULDADE DE CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS CURSO PUBLICIDADE E PROPAGANDA

CENTRO UNIVERSITÁRIO NEWTON PAIVA FACULDADE DE CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS CURSO PUBLICIDADE E PROPAGANDA CENTRO UNIVERSITÁRIO NEWTON PAIVA FACULDADE DE CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS CURSO PUBLICIDADE E PROPAGANDA TRABALHO INTERDISCIPLINAR - PUBLICIDADE E PROPAGANDA 40 PONTOS - 5 PERÍODO 2º - 2012 PROFESSORES

Leia mais

O TREM DA SISTEMATIZAÇÃO (idéias construídas coletivamente nos grupos do CFES-SUL) A ESTAÇÃO

O TREM DA SISTEMATIZAÇÃO (idéias construídas coletivamente nos grupos do CFES-SUL) A ESTAÇÃO O TREM DA SISTEMATIZAÇÃO (idéias construídas coletivamente nos grupos do CFES-SUL) A ESTAÇÃO Trata-se do ponto de partida do processo de sistematização. Neste momento é importante considerar os elementos

Leia mais

história, estória, História? história estória

história, estória, História? história estória história, estória, História? história - Utilizamos história com h minúsculo quando nos referimos a uma estória ou à história (qualquer acontecimento). estória - Quando nos referimos a um história não real

Leia mais

Objetivo desta Aula. Um tópico a cada vez. Roteiro apresentar tópicos gerais

Objetivo desta Aula. Um tópico a cada vez. Roteiro apresentar tópicos gerais Objetivo desta Aula Apresentar dicas de como preparar apresentações Ronaldo Lopes Oliveira Especialização em Produção de Bovinos DPA/MEV/UFBA 2007 Apresentar dicas de como fazer a apresentação Apresentar

Leia mais

Autoria QI Escolas e Faculdades. Autor Thiago Espindola Cury. Diagramação Thiago Espindola Cury

Autoria QI Escolas e Faculdades. Autor Thiago Espindola Cury. Diagramação Thiago Espindola Cury Autoria QI Escolas e Faculdades Autor Thiago Espindola Cury Diagramação Thiago Espindola Cury Todos os direitos reservados QI Editora LTDA. Av. Alberto Bins, 320 Centro Porto Alegre - RS CEP 90030-140

Leia mais

CURSO DE COMUNICAÇÃO E VENDAS. www.viveresaber.com.br

CURSO DE COMUNICAÇÃO E VENDAS. www.viveresaber.com.br CURSO DE COMUNICAÇÃO E VENDAS OFERECIDO POR: Desenvolvido por: ADELINO CRUZ Consultor, Palestrante e Diretor da Viver e Saber; Bacharel em Comunicação Social e; Foi Professor da FAMECOS PUC/RS e da UFSM;

Leia mais

para o mercado de trabalho

para o mercado de trabalho Orientação Profissional para o mercado de trabalho 2 APRESENTAÇÃO O SINDEPRESTEM, através de seu Plano Diretor, tem trabalhado com responsabilidade social e dedicação empresarial na promoção de ações e

Leia mais

Orientações de Como Estudar Segmento II

Orientações de Como Estudar Segmento II Orientações de Como Estudar Segmento II Aprender é uma tarefa árdua que exige esforço e método e por isso organizamos algumas dicas para ajudá-lo(la) a aprender Como Estudar! Você verá que as orientações

Leia mais

How To. Introdução. Volume 3 - Número 3 Dezembro 2010 SBC HORIZONTES 21

How To. Introdução. Volume 3 - Número 3 Dezembro 2010 SBC HORIZONTES 21 Como se preparar para uma apresentação de sucesso Com seus slides prontos, veja como apresentá-los de maneira eficiente Luciana Alvim Santos Romani, alvim@icmc.usp.br, ICMC-USP São Carlos Agma Juci Machado

Leia mais

MOSTRA DE CULTURA, CIÊNCIA E TECNOLOGIA ORIENTAÇÕES PARA MONTAGEM DO DOSSIÊ

MOSTRA DE CULTURA, CIÊNCIA E TECNOLOGIA ORIENTAÇÕES PARA MONTAGEM DO DOSSIÊ MOSTRA DE CULTURA, CIÊNCIA E TECNOLOGIA ORIENTAÇÕES PARA MONTAGEM DO DOSSIÊ Prezada Equipe, É com grande prazer que recebemos sua proposta de participação na I Mostra de Cultura, Ciência e Tecnologia do

Leia mais

TÉCNICAS DE APRESENTAÇÃO DE TRABALHOS PROF. ISABELLA V. F. MARTINS DISCIPLINA TCC1

TÉCNICAS DE APRESENTAÇÃO DE TRABALHOS PROF. ISABELLA V. F. MARTINS DISCIPLINA TCC1 TÉCNICAS DE APRESENTAÇÃO DE TRABALHOS PROF. ISABELLA V. F. MARTINS DISCIPLINA TCC1 OBJETIVO TRANSMITIR A MENSAGEM! APRESENTAÇÃO Apresentação oral: Narração Início, meio e fim. Didática Tom de voz / ênfases

Leia mais

BuscaLegis.ccj.ufsc.br

BuscaLegis.ccj.ufsc.br BuscaLegis.ccj.ufsc.br Eloqüência na gestão de carreira Ari Lima * Eloqüência, é a faculdade de considerar, para cada questão, o que pode ser apropriado para persuadir. Aristóteles A comunicação interpessoal

Leia mais

APRENDENDO A APRENDER

APRENDENDO A APRENDER UNIVERSIDADE TUIUTI DO PARANÁ COORDENADORIA DE ATENDIMENTO PSICOPEDAGÓGICO APRENDENDO A APRENDER LOREM IPSUM AaBbCc ax 2 + bx + c = 0 ax 2 + bx + c x 2 y Prezado aluno, seja bem-vindo à Universidade Tuiuti

Leia mais

CURSOS DE DESIGN DE APRESENTAÇÃO. Revolucione seu jeito de comunicar ideias

CURSOS DE DESIGN DE APRESENTAÇÃO. Revolucione seu jeito de comunicar ideias CURSOS DE DESIGN DE APRESENTAÇÃO Revolucione seu jeito de comunicar ideias QUEREMOS AJUDAR A REVOLUCIONAR O JEITO DE COMUNICAR IDEIAS Especialistas em comunicar ideias usando apresentações, nossa experiência

Leia mais

ATENDIMENTO A CLIENTES

ATENDIMENTO A CLIENTES Introdução ATENDIMENTO A CLIENTES Nos dias de hoje o mercado é bastante competitivo, e as empresas precisam ser muito criativas para ter a preferência dos clientes. Um dos aspectos mais importantes, principalmente

Leia mais

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS 11. O princípio da relevância da informação jornalística é o(a): (A) interesse econômico (B) interesse público (C) interesse da empresa (D) interpretação dos fatos (E) interesse

Leia mais

Como Falar bem em Público

Como Falar bem em Público Como Falar bem em Público Com Rosélia Andrade - Especialista em Direito Público Oratória É o termo que designa a arte de falar em público. É um conjunto de técnicas que auxiliam na habilidade de quem fala

Leia mais

Curso Técnicas de Apresentação: Falar para Liderar

Curso Técnicas de Apresentação: Falar para Liderar Curso Técnicas de Apresentação: Falar para Liderar Dentro do objetivo geral de conhecer e discutir os fundamentos, conceitos e as definições para o efetivo aumento da produtividade pessoal, apresentamos

Leia mais

Gustavo Malavota Administrador Vendedor Palestrante Professor de Marketing

Gustavo Malavota Administrador Vendedor Palestrante Professor de Marketing Gustavo Malavota Administrador Vendedor Palestrante Professor de Marketing Gustavo Malavota Módulo Consultoria Diretor de Planejamento Experiência Profissional: SENAC-Rio em 2007 como especialista e coordenador

Leia mais

COMUNICAÇÃO E CUIDADOS COM A VOZ. Fga. Esp. Ivana Raisky

COMUNICAÇÃO E CUIDADOS COM A VOZ. Fga. Esp. Ivana Raisky COMUNICAÇÃO E CUIDADOS COM A VOZ Fga. Esp. Ivana Raisky Comunicação Communicare tornar comum Emissor Mensagem Canal Receptor Feed - back leitura palavra escrita audição gesto São diversas as formas pelas

Leia mais

LÍDERES DO SECULO XXI RESUMO

LÍDERES DO SECULO XXI RESUMO 1 LÍDERES DO SECULO XXI André Oliveira Angela Brasil (Docente Esp. das Faculdades Integradas de Três Lagoas-AEMS) Flávio Lopes Halex Mercante Kleber Alcantara Thiago Souza RESUMO A liderança é um processo

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA PRÓ REITORIA DE EXTENSÃO E ASSUNTOS COMUNITÁRIOS

UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA PRÓ REITORIA DE EXTENSÃO E ASSUNTOS COMUNITÁRIOS UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA PRÓ REITORIA DE EXTENSÃO E ASSUNTOS COMUNITÁRIOS INCUBADORA DE EMPREENDIMENTOS SOLIDÁRIOS PROJETO TELECENTROS COMUNITÁRIOS SOFTWARE DE APRESENTAÇÃO POWER POINT IMPRESS PREZI

Leia mais

Apresentação de Seminário

Apresentação de Seminário UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA Faculdade de Filosofia e Ciências Campus de Marília Departamento de Ciência da Informação Apresentação de Seminário Profa. Marta Valentim Marília 2012 Introdução O seminário

Leia mais

Apresentação pessoal.

Apresentação pessoal. Apresentação pessoal. QUEM é o orador? Qualidades do Orador. O meu orador não entrega o seu controle remoto para ninguém. A autoestima do orador. Nenhum dia sem uma linha. João Guimarães Rosa; Machado

Leia mais

Um modelo para construção de materiais didáticos para o ensino de Matemática baseado em Tecnologias de Informação

Um modelo para construção de materiais didáticos para o ensino de Matemática baseado em Tecnologias de Informação Um modelo para construção de materiais didáticos para o ensino de Matemática baseado em Ednilson Luiz Silva Vaz Universidade Estadual Paulista Julio de Mesquita Filho, UNESP Brasil ednilson_vaz@hotmail.com

Leia mais

1. DADOS DE IDENTIFICAÇÃO Instituição: Universidade Alto Vale do Rio do Peixe Curso: Comunicação Social - Jornalismo Professor: Rodrigo Morais

1. DADOS DE IDENTIFICAÇÃO Instituição: Universidade Alto Vale do Rio do Peixe Curso: Comunicação Social - Jornalismo Professor: Rodrigo Morais PLANO DE ENSINO 1. DADOS DE IDENTIFICAÇÃO Instituição: Universidade Alto Vale do Rio do Peixe Curso: Comunicação Social - Jornalismo Professor: Rodrigo Morais agenciaoccam@gmail.com Período/ Fase: 4ª Semestre:

Leia mais

COMO FALAR EM PÚBLICO: PLANEJAMENTO DE APRESENTAÇÕES

COMO FALAR EM PÚBLICO: PLANEJAMENTO DE APRESENTAÇÕES Disciplina: Técnicas de Apresentação Profa. Daniela Cartoni COMO FALAR EM PÚBLICO: PLANEJAMENTO DE APRESENTAÇÕES Para preparar uma apresentação que traga resultados positivos, seja um seminário, palestra,

Leia mais

O DOM DA DISLEXIA. Ronald D. Davis Rio de Janeiro, Rocco, 2004

O DOM DA DISLEXIA. Ronald D. Davis Rio de Janeiro, Rocco, 2004 O DOM DA DISLEXIA Ronald D. Davis Rio de Janeiro, Rocco, 2004 O QUE É REALMENTE A DISLEXIA Um talento latente Transtorno de aprendizagem Efeitos de desorientação Problemas com a leitura Problemas com a

Leia mais

COLÉGIO ESTADUAL PAULO LEMINSKI APOSTILA SOBRE O BROFFICE IMPRESS

COLÉGIO ESTADUAL PAULO LEMINSKI APOSTILA SOBRE O BROFFICE IMPRESS COLÉGIO ESTADUAL PAULO LEMINSKI APOSTILA SOBRE O BROFFICE IMPRESS CURITIBA 2014 2 Conteúdo Definição:... 2 Detalhando a tela:... 4 BARRA DE FERRAMENTAS DESENHO... 4 PREENCHIMENTOS... 5 RÉGUAS E GUIAS...

Leia mais

A linguagem corporal no mundo do trabalho

A linguagem corporal no mundo do trabalho TEMA DO TRABALHO: A linguagem corporal no mundo do trabalho NOME COMPLETO E LEGÍVEL: EMPRESA QUE TRABALHA: FAÇA UM X DIA E TURMA DA SUA SIMULTANEIDADE: 2ª feira ( ) 3ª feira ( ) 4ª feira ( ) 5ª feira (

Leia mais

Introdução à Informática

Introdução à Informática Introdução à Informática Prof. Edberto Ferneda Software 1 Sistema Operacional Sistema Operacional Sistema Operacional Softwares aplicativos U s u á r i o s Freeware é o software pelo qual não se cobra

Leia mais