INVENTÁRIO DE EMISSÕES DE GASES DE EFEITO ESTUFA IPOJUCATUR TRANSPORTES E TURISMO LTDA ANO BASE 2009

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "INVENTÁRIO DE EMISSÕES DE GASES DE EFEITO ESTUFA IPOJUCATUR TRANSPORTES E TURISMO LTDA ANO BASE 2009"

Transcrição

1 INVENTÁRIO DE EMISSÕES DE GASES DE EFEITO ESTUFA IPOJUCATUR TRANSPORTES E TURISMO LTDA ANO BASE 2009

2 ÍNDICE 1. A Empresa Objetivo Inventário segundo a ISO Identificação dos limites organizacionais Identificação dos limites operacionais Quantificação das emissões Memorial de Cálculo Emissões diretas por consumo de combustível Emissões diretas de gases refrigerantes Emissões indiretas por consumo de energia elétrica comprada da rede pública Emissões por consumo de combustíveis Curva ABC das emissões de GEE Emissões Fósseis Emissões Renováveis Total de emissões Conclusão 12 2

3 INVENTÁRIO DE EMISSÕES DE GASES DE EFEITO ESTUFA Ipojucatur Transportes e Turismo LTDA 1. A Empresa A Ipojucatur Transportes e Turismo LTDA., é uma empresa de transporte rodoviário de passageiros, atuando no fretamento empresarial contínuo e eventual e no fretamento turístico. A empresa foi fundada em outubro de 1976 com o nome Empresa de Ônibus Vila Ipojuca, e inicialmente suas atividades eram focadas no transporte urbano. Com o decorrer dos anos, a empresa canalizou suas atividades na prestação de serviços de fretamento e turismo. O fretamento empresarial é subdividido em contínuo e eventual. O modelo contínuo é utilizado para o transporte de funcionários das empresas clientes até o local de trabalho durante a vigência contratual. O modelo eventual é utilizado para transporte de passageiros para feiras, convenções, palestras, shows e excursões, com contrato pontual de prestação de serviço. O fretamento turístico se encaixa no modelo eventual e é utilizado para o transporte de passageiros para os principais destinos turísticos do Brasil. A manutenção da frota de 126 veículos é 90% realizada pela própria empresa em sua sede localizada no bairro de Vila Jaguará na cidade de São Paulo. 2. Objetivo O presente trabalho apresenta as emissões de gases de efeito estufa de todas as operações da Ipojucatur. O ano-base escolhido para o inventário foi o ano de Foram consideradas as emissões diretas, bem como as emissões indiretas da energia adquirida, ou seja, foram inventariados os Escopos 1 e 2, obrigatórios conforme as diretrizes do The Greenhouse Gas Protocol 1. Não foram consideradas emissões do Escopo 3, ou seja, as outras emissões indiretas, que são facultativas segundo esta norma. 3. Inventário segundo a ISO A crescente preocupação da comunidade internacional com os problemas climáticos e os sinais do aquecimento global estão conduzindo a uma ampla mobilização com o intuito de implantar medidas para a contenção desta ameaça, por meio da estabilização da concentração dos gases de efeito estufa na atmosfera (GEE). Neste cenário, as medidas de incentivo para o desenvolvimento de práticas ambientalmente responsáveis não só aumentaram, como a sociedade passou a exigir, tanto dos entes públicos como dos privados, o efetivo desenvolvimento de projetos e de práticas que contribuam, especialmente, com a redução de GEE. Neste sentido a International Standard Organization criou a norma ISO , permitindo maior consistência, transparência e credibilidade na quantificação destes gases e permitindo o melhor gerenciamento de responsabilidades e riscos relacionados. 1 O GHG Protocol é uma iniciativa multi-stakeholder que tem a missão de desenvolver padrões internacionalmente aceitos para calcular e reportar as emissões de gases de efeito estufa no nível corporativo e disseminar a utilização destes padrões. 3

4 Os cálculos das emissões neste inventário foram elaborados de acordo com os critérios da norma ISO Foram também seguidos, onde aplicáveis no presente inventário, os princípios da norma ISO, que são também utilizados pelo GHG Protocol, a saber: relevância selecionar as fontes de emissões de GEE, sumidouros de GEE, reservatórios de GEE, dados de atividade e metodologias apropriadas às necessidades do usuário pretendido, integralidade incluir todas as emissões e remoções de GEE relevantes, consistência permitir comparações significativas entre as informações relacionadas com emissões e absorções de GEE, precisão reduzir assimetrias e incertezas ao máximo possível, transparência divulgar as informações suficientes e apropriadas, relacionadas aos GEE, para permitir ao usuário do inventário a tomada de decisão com razoável confiança. 4. Identificação dos limites organizacionais Os critérios adotados pela norma ISO para identificar os limites organizacionais do inventário são: Controle: a organização assume 100% das emissões e compensações das operações sobre o seu controle operacional e/ou financeiro. Participação Societária: a organização assume a mesma porcentagem de emissões e seqüestro que possui em participação de capital na empresa. A sede da Ipojucatur e sua garagem, limites organizacionais escolhidos para este inventário, atendem os critérios acima. 5. Identificação dos limites operacionais Segundo a norma ISO o inventário completo deve incluir, além das emissões diretas e indiretas de energia, também as emissões indiretas, como as relacionadas à produção das peças de manutenção dos veículos e tratamento de resíduos. As emissões indiretas podem, porém, ser incluídas de forma facultativa. Respeitando o objetivo definido pela Ipojucatur para o presente inventario, este englobará somente: Escopo 1 - emissões diretas e Escopo 2 - emissões indiretas da energia adquirida. A etapa de identificação das fontes de emissões foi realizada durante visita técnica, onde o consultor da ATA Ativos Técnicos e Ambientais teve contato com todas as operações da empresa, à saber: elétrica de autos, manutenção de baterias, manutenção de sistemas de freios, borracharia, funilaria e pintura, manutenção mecânica, montagem de motores, lavagem de veículos e peças, controle de tráfego, armazenagem e abastecimento de combustível, refeitório e escritórios administrativos. Durante os trabalhos foram identificadas as fontes descritas abaixo. 6. Quantificação das emissões Os cálculos de emissões de gases de efeito estufa das fontes identificadas foram realizados considerando os princípios da norma ISO e a disponibilidade de informações na empresa. As emissões foram divididas em duas categorias: 4

5 emissões fósseis, emissões renováveis. A primeira refere-se as fontes de emissões de gases de efeito estufa não renováveis, ou seja, que contribuem para o aumento do estoque de GEE na atmosfera. A segunda são fontes de emissões renováveis, no qual o balanço das emissões no ciclo de produção e consumo é considerado nulo e, portanto, não contribui para o aumento da carga de GEE na atmosfera. Dentro da categoria emissões fósseis, as fontes serão subdivididas em: emissões diretas por consumo de combustível: envolve todas as emissões de GEE originadas no consumo de combustíveis fósseis, emissões diretas de gases refrigerantes: apresenta as emissões dos gases refrigerantes considerados gases de efeito estufa pelo Protocolo de Kyoto, emissões indiretas por consumo de energia elétrica comprada da rede pública: envolve as emissões de GEE resultantes da geração e distribuição da energia elétrica na rede pública e que são indiretamente causadas pelo consumo de energia elétrica na empresa. Os fatores de emissão utilizados nos cálculos são de diferentes origens. Na última linha de cada tabela de caracterização das fontes está indicado a origem do fator. O inventário de emissões de GEE é expresso em toneladas equivalentes de gás carbônico anual (tco 2 e/ano). A totalização das emissões da Ipojucatur para o ano base de 2009 resultou em: tco 2 e Emissões diretas 6.210,06 Emissões da energia adquirida 2,99 Emissões Totais 6.213,05 Emissões renováveis 210,46 5

6 6.1. Memorial de Cálculo As seguintes fontes foram inventariadas. nome da fonte consumo de GLP no refeitório consumo de energia elétrica na garagem consumo de energia elétrica no galpão consumo de acetileno manutenção dos ar-condicionados dos veículos (emissões de ISCEON MO49) emissões de GEE nos carros da empresa consumo de óleo diesel nos veículos da empresa descrição O GLP é consumido no fogão do refeitório e na marmiteira. A energia elétrica é consumida na operação e iluminação da garagem e do galpão. Os principais consumidores são: compressores de ar e hidráulico, ferramentas elétricas, balanceador e motores de bombas. O acetileno é consumido em soldas e maçaricos. O ISCEON MO49 é um gás refrigerante desenvolvido pela DuPont. Sua composição é 88% HFC-134a, 9% PFC-218 e 3% isobutano. Os gases HFC-134a e PFC-218 estão na lista de gases de efeito estufa considerados pela norma ISO A empresa utiliza este gás refrigerante nos ar condicionados dos veículos. O consumo de gasolina ocorre em 09 carros de apoio e 4 carros para transporte de colaboradores. Não existe controle do consumo de combustíveis destes veículos, por isso, será considerada a kilometragem rodada no ano de O óleo diesel é consumido em 165 veículos (ônibus, microônibus e vans), sendo que o número de veículos varia ao longo do ano. dado de atividade GLP consumido energia elétrica consumida energia elétrica consumida acetileno consumido ISCEON MO49 consumido km rodados óleo diesel consumido 6

7 Emissões diretas por consumo de combustível IPOJU E1 1 consumo de GLP no refeitório GLP consumido kg 546 poder calorífico inferior kcal/kg quantidade*pci TJ 0,026 fator de emissão de CO 2 tco 2 /TJ 63,1 fator de emissão de CH 4 tch 4 /TJ 0,001 fator de emissão de N 2 O tn 2 O/TJ 0,0001 GWP metano 21 GWP óxido nitroso 310 emissões de CO 2 tco 2 1,63 emissões de metano tch 4 0,00003 emissões de óxido de nitroso tn 2 O 0, total de emissões de GEE tco 2 e 1,63 fonte dos fatores de emissão IPCC e ANP IPOJU E1 4 consumo de acetileno acetileno consumido kg 40 fator de emissão de CO 2 tco 2 /t 3,38 total de emissões de GEE tco 2 e 0,135 fonte dos fatores de emissão balanço estequiométrico IPOJU E1 6 emissões de GEE nos carros da empresa km rodados km fator de emissão de CO 2 t/km 0,00077 total de emissões fósseis de GEE tco 2 e 157 fonte dos fatores de emissão CETESB 7

8 IPOJU E1 7 consumo de óleo diesel nos veículos da empresa óleo diesel consumido l diesel puro consumido toneladas biodiesel (B100) consumido toneladas 78,66 poder calorífico inferior (diesel puro) kcal/kg poder calorífico inferior (B100) kcal/kg quantidade*pci (diesel puro) TJ 78,97 quantidade*pci (B100) TJ 2,96 fator de emissão de CO 2 do diesel puro tco 2 /TJ 74,1 fator de emissão de CH 4 do diesel puro tch 4 /TJ 0,0039 fator de emissão de N 2 O do diesel puro tn 2 O/TJ 0,0039 fator de emissão de CO 2 do B100 tco 2 /TJ 70,8 fator de emissão de CH 4 do B100 tch 4 /TJ 0,003 fator de emissão de N 2 O do B100 tn 2 O/TJ 0,0006 GWP metano 21 GWP óxido nitroso 310 emissões fósseis de CO 2 tco ,52 emissões fósseis de metano tch 4 0,308 emissões fósseis de óxido nitroso tn 2 O 0,308 emissões renováveis de CO 2 tco 2 209,72 emissões renováveis de metano tch 4 0,0089 emissões renováveis de óxido nitroso tn 2 O 0,0018 total de emissões fósseis de GEE tco 2 e 5953,46 total de emissões renováveis de GEE tco 2 e 210,46 fonte dos fatores de emissão IPCC 8

9 Emissões diretas de gases refrigerantes IPOJU E1 5 manutenção dos ar condicionados dos veículos - emissões de ISCEON MO49 ISCEON MO49 consumido kg 55,02 HFC-134a consumido kg 48,42 PFC-218 consumido kg 4,95 GWP do HFC-134a GWP do PFC total de emissões de GEE tco 2 e 97,61 fonte do GWP IPCC Emissões indiretas por consumo de energia elétrica comprada da rede pública IPOJU E2 2 consumo de energia elétrica na garagem energia elétrica consumida kwh ,3 fator de emissão de CO 2 tco 2 /MWh 0,0246 total de emissões de GEE tco 2 e 2,70 fonte do fator de emissão MCT IPOJU E2 3 consumo de energia elétrica no galpão energia elétrica consumida kwh ,2 fator de emissão de CO 2 tco 2 /MWh 0,0246 total de emissões de GEE tco 2 e 0,29 fonte do fator de emissão MCT 9

10 6.2. Emissões por consumo de combustíveis EMISSÕES POR CONSUMO DE COMBUSTÍVEL 0,03% 3% consumo de óleo diesel nos veículos da empresa emissões de GEE nos carros da empresa outros 97% 6.3. Curva ABC das emissões de GEE Emissões fósseis Inventário de Emissões de GEE - IPOJUCATUR - Curva ABC fontes de emissões fósseis emissões código fonte tco 2 e % % ac 0,00 0,00 0,00 IPOJU E1 consumo de óleo diesel nos veículos da empresa 5.953,46 95,82 95,82 IPOJU E1 emissões de GEE nos carros da empresa 157,23 2,53 98,35 manutenção dos ar condicionados dos veículos - emissões de IPOJU E1 ISCEON MO49 97,61 1,57 99,92 IPOJU E2 consumo de energia elétrica na garagem 2,70 0,04 99,97 IPOJU E1 consumo de GLP no refeitório 1,63 0,03 99,99 IPOJU E2 consumo de energia elétrica no galpão 0,29 0,00 100,00 IPOJU E1 consumo de acetileno 0,14 0,00 100,00 TOTAL 6.213,05 10

11 Emissões renováveis Inventário de Emissões de GEE - IPOJUCATUR - Curva ABC fontes de emissões renováveis emissões código fonte tco 2 e % % ac 0,00 0,00 0,00 consumo de óleo diesel nos veículos da empresa (parcela de IPOJU E1 biodiesel) 210,46 100,00 100,00 TOTAL 210, Total de emissões 11

12 7. Conclusão O Inventário de Emissões de Gases de Efeito Estufa da Ipojucatur totalizou 6.213,05 tco 2 e no ano base de As emissões são oriundas das atividades de fretamento e manutenção de veículos da Ipojucatur no ano base de 2009, além de todas as atividades administrativas da sede e da garagem da empresa. As emissões calculadas abrangem todas as fontes diretas da unidade, bem como as fontes indiretas de energia comprada. A principal fonte de emissões de GEE da empresa é o consumo de óleo diesel na sua frota própria, representando 97% das emissões. Devido sua importância no inventário e nas atividades da empresa, o consumo de diesel pode ser um elemento chave para a geração de valor com ações de redução das emissões de gases de efeito estufa. A seguir são apresentados exemplos de ações de redução nas emissões desta fonte. Utilização de equipamentos mais eficientes, com reduzido consumo de combustível por km rodado e controle da poluição. Aumento na utilização de biocombustíveis, substituindo parcialmente o óleo diesel (combustível fóssil) e reduzindo diretamente as emissões de GEE. Além disso, existe a possibilidade de compensação das emissões de gases de efeito estufa por meio de reflorestamento de regiões degradadas, resultando na absorção de carbono e na neutralização das emissões da empresa. 12

JULIETA ALCIATI DEPARTAMENTO DE RELAÇÕES COM O MERCADO

JULIETA ALCIATI DEPARTAMENTO DE RELAÇÕES COM O MERCADO JULIETA ALCIATI DEPARTAMENTO DE RELAÇÕES COM O MERCADO Agenda Introdução Definição dos limites de um inventário de emissões de Gases de Efeito Estufa Limites Operacionais Identificando e Calculando emissões

Leia mais

RELATÓRIO DE COMPENSAÇÃO DE EMISSÕES DE CO 2

RELATÓRIO DE COMPENSAÇÃO DE EMISSÕES DE CO 2 RELATÓRIO DE COMPENSAÇÃO DE EMISSÕES DE CO 2 XIV Simpósio Nacional de Auditoria de Obras Públicas (SINAOP) Centro de Eventos do Pantanal - Cuiabá 1 Novembro 2011 Nome do Evento: XIV SINAOP 2011 Cuiabá

Leia mais

Gestão dos Gases de Efeito Estufa

Gestão dos Gases de Efeito Estufa Gestão dos Gases de Efeito Estufa Um Novo Mercado para Pequenas e Médias Empresas 29 de Outubro 2013 FIBRA COMPONENTE 2 Gestão dos Gases de Efeito Estufa: Desenvolvimento e Implementação do Programa de

Leia mais

Inventário de Gases de Efeito Estufa do Festival de Turismo das Cataratas do Iguaçu 2013

Inventário de Gases de Efeito Estufa do Festival de Turismo das Cataratas do Iguaçu 2013 Inventário de Gases de Efeito Estufa do Festival de Turismo das Cataratas do Iguaçu 2013 Sumário 1. APRESENTAÇÃO... 2 2. GHG PROTOCOL... 2 2.1 Premissas... 3 2.1.1 Definições... 3 2.1.1.1. Período... 3

Leia mais

INVENTÁRIO DE EMISSÕES DE GEE 2014

INVENTÁRIO DE EMISSÕES DE GEE 2014 INVENTÁRIO DE EMISSÕES DE GEE 2014 Outubro/2014 VERSÃO 01 AUTOR Guilherme Pacheco Schuchter Belo Horizonte, MG Brasil guilherme@waycarbon.com COLABORADORES Jussara Utsch Belo Horizonte, MG Brasil jussara.utsch@scdcbrasil.com.br

Leia mais

Relatório de Neutralização das emissões de gases do efeito estufa

Relatório de Neutralização das emissões de gases do efeito estufa 2011 Inventário de GEE Relatório de Neutralização das emissões de gases do efeito estufa Evento: -Super 9k Montevérgine -Prova Ciclística 9 de Julho 0 Inventário das Emissões de Gases de Efeito Estufa

Leia mais

INVENTÁRIO DE EMISSÕES DE GASES DE EFEITO ESTUFA Versão resumida BANCO BRADESCO S.A.

INVENTÁRIO DE EMISSÕES DE GASES DE EFEITO ESTUFA Versão resumida BANCO BRADESCO S.A. INVENTÁRIO DE EMISSÕES DE GASES DE EFEITO ESTUFA Versão resumida BANCO BRADESCO S.A. 2008 1 Inventário de GEE O Inventário de Emissões Diretas e Indiretas de Gases de Efeito Estufa (GEE) permite que uma

Leia mais

Inventário de Gases de Efeito Estufa

Inventário de Gases de Efeito Estufa Inventário de Gases de Efeito Estufa Gerenciamento de Informações e Ações Dirigidas Nicole Celupi - Three Phase Gerenciamento de Informações e Ações Dirigidas Institucional A Three Phase foi criada em

Leia mais

O projeto de Neutralização das Emissões de Carbono do Camarote Expresso 2222 envolve as seguintes etapas:

O projeto de Neutralização das Emissões de Carbono do Camarote Expresso 2222 envolve as seguintes etapas: Relatório de Emissões de Carbono Camarote Expresso 2222 Carnaval Salvador 2010 Introdução As atividades da humanidade têm aumentado como nunca visto a concentração de gases poluidores na atmosfera. Alguns

Leia mais

Inventário de Gases de Efeito Estufa do Festival de Turismo das Cataratas do Iguaçu 2015

Inventário de Gases de Efeito Estufa do Festival de Turismo das Cataratas do Iguaçu 2015 Inventário de Gases de Efeito Estufa do Festival de Turismo das Cataratas do Iguaçu 2015 Nome da instituição: De Angeli Feiras & Eventos Tipo de instituição: Evento Setor econômico: Turismo Endereço: Edifício

Leia mais

CGD. Relatório de Compensação de Emissões de GEE

CGD. Relatório de Compensação de Emissões de GEE CGD 1 RELATÓRIO DE COMPENSAÇÃO DE EMISSÕES DE GEE CGD S.A. 2014 2 CGD Relatório de Compensação de Emissões de GEE - CGD S.A. 2014 1.1 Introdução O Programa de Baixo Carbono, pioneiro no setor da banca

Leia mais

Inventário das Emissões de Gases de Efeito Estufa. Evento: CORRIDA ESPERANÇA - 2011

Inventário das Emissões de Gases de Efeito Estufa. Evento: CORRIDA ESPERANÇA - 2011 2011 Inventário das Emissões de Gases de Efeito Estufa Evento: CORRIDA ESPERANÇA - 2011 SUMÁRIO 1. INTRODUÇÃO... 2 2. A GREEN CO 2.... 3 2.1. VISÃO.... 3 2.2. MISSÃO.... 3 2.3. OBJETIVOS.... 3 2.4. VALORES....

Leia mais

Inventário das Emissões de gases de efeito estufa

Inventário das Emissões de gases de efeito estufa Inventário das Emissões de gases de efeito estufa Ano de referência do inventário: 2013 Ford Nome fantasia: Ford - CNPJ: 03.470.727/0001-20 Tipo da empresa: Matriz Setor econômico: C. Indústrias de transformação

Leia mais

Versão Web Inventário Corporativo de Gases de Efeito Estufa

Versão Web Inventário Corporativo de Gases de Efeito Estufa Versão Web Inventário Corporativo de Gases de Efeito Estufa Gerente do Projeto: Luis F. M. Serrano Consultor: Victor Sette Gripp Período de Referência: 2012 São Paulo, Abril de 2013 Elaboração: INTRODUÇÃO

Leia mais

Inventário das Emissões de Gases de Efeito Estufa [Quimicryl S/A] [2013]

Inventário das Emissões de Gases de Efeito Estufa [Quimicryl S/A] [2013] Inventário das Emissões de Gases de Efeito Estufa [Quimicryl S/A] [2013] INVENTÁRIO: X Completo INVENTÁRIO VERIFICADO POR: X Terceira parte Data: 10/03/2014 Preparador de Relatório: EGGEE/Quimicryl Simone

Leia mais

INVENTÁRIO E VERIFICAÇÃO DE GEE ABNT NBR ISO14064: PARTES 1 E 3. Uma visão geral dos requisitos da norma

INVENTÁRIO E VERIFICAÇÃO DE GEE ABNT NBR ISO14064: PARTES 1 E 3. Uma visão geral dos requisitos da norma INVENTÁRIO E VERIFICAÇÃO DE GEE ABNT NBR ISO14064: PARTES 1 E 3 Uma visão geral dos requisitos da norma FORTALECEMOS PROCESSOS, SISTEMAS E PESSOAS SGS é líder mundial em inspeções, testes, certificações

Leia mais

In Press Porter Novelli Inventário de Emissões Corporativas 2009

In Press Porter Novelli Inventário de Emissões Corporativas 2009 In Press Porter Novelli Inventário de Emissões Corporativas 2009 1 Sumário 1. Introdução 1.1. Empresa 1.2. Inventário 1.3. Metodologia de Cálculo 2. Determinação do Inventário 2.1. Limites do Inventário

Leia mais

Inventário de Emissão de Gases de Efeito Estufa

Inventário de Emissão de Gases de Efeito Estufa Inventário de de Gases de Efeito Estufa Projeto Coral Vivo Priscila G. C. Sette Moreira CREA 49.354/D Inventário de de Gases de Efeito Estufa 1 Introduça o A variação do clima é um fenômeno natural que

Leia mais

estufa para setores agropecuários

estufa para setores agropecuários Simpósio de Mercado de Carbono pós COP15 e Código Florestal para o Sistema Cooperativista Inventário de gases de efeito fi estufa para setores agropecuários Inventário de gases de efeito estufa para setores

Leia mais

Inventário Municipal de Emissões de GEE Belo Horizonte. João Marcelo Mendes jmendes@waycarbon.com

Inventário Municipal de Emissões de GEE Belo Horizonte. João Marcelo Mendes jmendes@waycarbon.com Inventário Municipal de Emissões de GEE Belo Horizonte João Marcelo Mendes jmendes@waycarbon.com Sobre a WayCarbon 7 anos no mercado sul-americano de consultoria em mudanças climáticas Portifólio de projetos

Leia mais

Inventário das Emissões de gases de efeito estufa. Ano de referência do inventário: 2014. Inventário Parcial

Inventário das Emissões de gases de efeito estufa. Ano de referência do inventário: 2014. Inventário Parcial Inventário das Emissões de gases de efeito estufa Ano de referência do inventário: 2014 1. Dados do inventário Banco Santander S.A. (Brasil) Tipo de preenchimento: 1.1 Responsável pela elaboração do inventário

Leia mais

Inventário Corporativo de Emissões Diretas e Indiretas de Gases de Efeito Estufa (GEE) Ano referência: Emissões de 2010

Inventário Corporativo de Emissões Diretas e Indiretas de Gases de Efeito Estufa (GEE) Ano referência: Emissões de 2010 Inventário Corporativo de Emissões Diretas e Indiretas de Gases de Efeito Estufa (GEE) Ano referência: Emissões de 2010 Resumo Este documento apresenta o Inventário corporativo de Emissões Diretas e Indiretas

Leia mais

INVENTÁRIO DE GEE BICBANCO 2013

INVENTÁRIO DE GEE BICBANCO 2013 INVENTÁRIO DE GEE BICBANCO 2013 A liberação de gases de efeito estufa (GEE) associada às atividades humanas em todo o mundo é reconhecida como a principal causa das mudanças climáticas que vem sendo observadas

Leia mais

INVENTÁRIO: Completo Preliminar. INVENTÁRIO VERIFICADO POR: Ninguém Primeira parte 1 Terceira parte Terceira parte acreditada

INVENTÁRIO: Completo Preliminar. INVENTÁRIO VERIFICADO POR: Ninguém Primeira parte 1 Terceira parte Terceira parte acreditada Inventário das Emissões de Gases de Efeito Estufa Companhia Energética de São Paulo - CESP 2009 INVENTÁRIO: Completo Preliminar INVENTÁRIO VERIFICADO POR: Ninguém Primeira parte 1 Terceira parte Terceira

Leia mais

BM&FBOVESPA S.A. Inventário de GEE Corporativo BM&FBOVESPA 2014. Apresentação de Resultados. 27 de maio de 2015

BM&FBOVESPA S.A. Inventário de GEE Corporativo BM&FBOVESPA 2014. Apresentação de Resultados. 27 de maio de 2015 BM&FBOVESPA S.A. Inventário de GEE Corporativo BM&FBOVESPA 2014 Apresentação de Resultados 27 de maio de 2015 Inventário de GEE Corporativo BM&FBOVESPA 2014 Equipe responsável Sonia Favaretto Luiza Nunes

Leia mais

Inventário de Gases de Efeito Estufa (GEE) do Grupo Abril -2010-

Inventário de Gases de Efeito Estufa (GEE) do Grupo Abril -2010- Inventário de Gases de Efeito Estufa (GEE) do Grupo Abril -2010- ÍNDICE Impactos das Mudanças Climáticas Conceitos Inventário de Gases de Efeito Estufa do Grupo Abril Ano 2010 Impactos das Mudanças Climáticas

Leia mais

Inventário de Emissões de Gases de Efeito Estufa COPASA - 2013

Inventário de Emissões de Gases de Efeito Estufa COPASA - 2013 Inventário de Emissões de Gases de Efeito Estufa COPASA - 2013 Belo Horizonte MG Abril de 2014 LISTA DE FIGURAS Figura 1: Perfil das Emissões de GEE no ano de 2009. 14 Figura 2: Perfil das Emissões de

Leia mais

EMISSÕES DO SETOR DE RESÍDUOS SÓLIDOS E EFLUENTES LÍQUIDOS (2009-2010)

EMISSÕES DO SETOR DE RESÍDUOS SÓLIDOS E EFLUENTES LÍQUIDOS (2009-2010) EMISSÕES DO SETOR DE RESÍDUOS SÓLIDOS E EFLUENTES LÍQUIDOS (2009-2010) Sumário Executivo De acordo com a Convenção Quadro das Nações Unidas sobre Mudança do Clima (UNFCCC), adotada em 1992, as mudanças

Leia mais

Inventário das Emissões de gases de efeito estufa. Ano de referência do inventário: 2012

Inventário das Emissões de gases de efeito estufa. Ano de referência do inventário: 2012 Inventário das Emissões de gases de efeito estufa Ano de referência do inventário: 2012 Plural Editora e Gráfica Ltda. Nome fantasia: Plural - CNPJ: 01.306.088/0001-37 Tipo da empresa: Holding Setor econômico:

Leia mais

Inventário das Emissões de Gases de Efeito Estufa

Inventário das Emissões de Gases de Efeito Estufa Inventário das Emissões de Gases de Efeito Estufa VIVO S/A 2009 INVENTÁRIO: Completo Preliminar INVENTÁRIO VERIFICADO POR: Ninguém Primeira parte 1 Terceira parte Terceira parte acreditada Data: 22/06/2010

Leia mais

A Importância da Elaboração dos Inventários de Emissões de Gases de Efeito Estufa nas Capitais Brasileiras

A Importância da Elaboração dos Inventários de Emissões de Gases de Efeito Estufa nas Capitais Brasileiras A Importância da Elaboração dos Inventários de Emissões de Gases de Efeito Estufa nas Capitais Brasileiras Emilio Lèbre La Rovere Coordenador, CentroClima/LIMA/PPE/COPPE/UFRJ 2º Encontro dos Secretários

Leia mais

Empresas e as mudanças climáticas

Empresas e as mudanças climáticas Empresas e as mudanças climáticas O setor empresarial brasileiro, por meio de empresas inovadoras, vem se movimentando rumo à economia de baixo carbono, avaliando seus riscos e oportunidades e discutindo

Leia mais

Proposta metodológica para cálculo de emissões de gases de efeito estufa e de plano de mitigação em eventos realizados no estado de Minas Gerais

Proposta metodológica para cálculo de emissões de gases de efeito estufa e de plano de mitigação em eventos realizados no estado de Minas Gerais Nota Técnica Nº 1/2013 GEMUC/DPED/FEAM Proposta metodológica para cálculo de emissões de gases de efeito estufa e de plano de mitigação em eventos realizados no estado de Minas Gerais Maio 2013 Carolina

Leia mais

INVENTÁRIO DE EMISSÕES DE GASES DO EFEITO ESTUFA PROGEN 2014

INVENTÁRIO DE EMISSÕES DE GASES DO EFEITO ESTUFA PROGEN 2014 DATA: 25/07/2014 FL.: 1/19 INVENTÁRIO DE EMISSÕES DE GASES DO EFEITO ESTUFA PROGEN 2014 CLIENTE Nome Departamento Data Visto Aprovado - - - - Aprovado sem Comentários Aprovado com Comentários Não Aprovado

Leia mais

Dan Epstein, Judith Sykes, Jo Carris Email: carbon@usefulsimple.co.uk

Dan Epstein, Judith Sykes, Jo Carris Email: carbon@usefulsimple.co.uk Oficina Pegada de carbono Brasilia, 9 & 10 Agosto 2011 Dan Epstein, Judith Sykes, Jo Carris Email: carbon@usefulsimple.co.uk +44 207 307 9262 3a. Como medir créditos de carbono? Parte 1: Definição de Escopo

Leia mais

Verificação e Validação de Projetos e Inventários de Gases de Efeito Estufa conforme ISO14064

Verificação e Validação de Projetos e Inventários de Gases de Efeito Estufa conforme ISO14064 Verificação e Validação de Projetos e Inventários de Gases de Efeito Estufa conforme ISO14064 Nasario de S.F. Duarte Jr. Resumo:o mercado de créditos de carbono assume proporções econômicas elevadas, e

Leia mais

Inventário das Emissões de gases de efeito estufa

Inventário das Emissões de gases de efeito estufa Inventário das Emissões de gases de efeito estufa Ano de referência do inventário: 2014 B2W - Companhia Digital Nome fantasia: B2W - CNPJ: 00.776.574/0001-56 Tipo da empresa: Controlada Setor econômico:

Leia mais

INVENTÁRIO DE EMISSÕES DE GASES DE EFEITO ESTUFA CORPORATIVAS UNIMED CUIABÁ

INVENTÁRIO DE EMISSÕES DE GASES DE EFEITO ESTUFA CORPORATIVAS UNIMED CUIABÁ INVENTÁRIO DE EMISSÕES DE GASES DE EFEITO ESTUFA CORPORATIVAS UNIMED CUIABÁ Abril de 2015 Sumário Resumo Executivo 03 1. INTRODUÇÃO 04 2. IDENTIFICAÇÃO DA INSTITUIÇÃO 06 3. OBJETIVO 06 4. MATERIAL E MÉTODOS

Leia mais

Inventário Corporativo de Emissões Diretas e Indiretas de Gases de Efeito Estufa (GEE) Ano referência: Emissões de 2011

Inventário Corporativo de Emissões Diretas e Indiretas de Gases de Efeito Estufa (GEE) Ano referência: Emissões de 2011 Inventário Corporativo de Emissões Diretas e Indiretas de Gases de Efeito Estufa (GEE) Ano referência: Emissões de 2011 Resumo Este documento apresenta o Inventário corporativo de Emissões Diretas e Indiretas

Leia mais

INVENTÁRIO DE EMISSÕES DE GASES DO EFEITO ESTUFA PROGEN 2015

INVENTÁRIO DE EMISSÕES DE GASES DO EFEITO ESTUFA PROGEN 2015 DATA: 10/06/2015 FL.: 1/20 INVENTÁRIO DE EMISSÕES DE GASES DO EFEITO ESTUFA PROGEN 2015 CLIENTE Nome Departamento Data Visto Aprovado - - - - Aprovado sem Comentários Aprovado com Comentários Não Aprovado

Leia mais

Inventário das Emissões de gases de efeito estufa

Inventário das Emissões de gases de efeito estufa Inventário das Emissões de gases de efeito estufa Ano de referência do inventário: 2014 MULTIDISPLAY COMERCIO E SERVICOS TECNOLOGICOS S.A. Nome fantasia: MULTIDISPLAY COMERCIO E SERVICOS TECNOLOGICOS S.A.

Leia mais

Inventário das Emissões de gases de efeito estufa. Ano de referência do inventário: 2014

Inventário das Emissões de gases de efeito estufa. Ano de referência do inventário: 2014 Inventário das Emissões de gases de efeito estufa Ano de referência do inventário: 2014 Lojas Americanas SA Nome fantasia: Lojas Americanas - CNPJ: 33.014.556/0001-96 Tipo da empresa: Matriz Setor econômico:

Leia mais

Estimativa de emissões de poluentes e GEE em frotas: Aplicação Prática.

Estimativa de emissões de poluentes e GEE em frotas: Aplicação Prática. Estimativa de emissões de poluentes e GEE em frotas: Aplicação Prática. Marcelo Pereira Bales (1) ; Cristiane Dias (1) ; Silmara Regina da Silva (1) (1) CETESB Companhia Ambiental do Estado de São Paulo

Leia mais

White Paper Inventário de Gases de Efeito Estufa

White Paper Inventário de Gases de Efeito Estufa White Paper Inventário de Gases de Efeito Estufa O que você precisa saber? Inventário de Gases de Efeito Estufa O que você precisa saber? Sumário Objetivo... 2 Parte 1 - Entendendo o Inventário de Gases

Leia mais

2 Documento de Referência CarbonOk

2 Documento de Referência CarbonOk 2 Documento de Referência CarbonOk SUMÁRIO 1 APRESENTAÇÃO... 5 2 PROGRAMA CARBONOK... 6 2.1 Missão... 6 2.2 Objetivos... 6 2.3 Valores... 7 2.4 Metodologia... 7 2.5 Atuação... 8 2.6 Responsável... 9 3

Leia mais

Versão Web Inventário Corporativo de Gases de Efeito Estufa

Versão Web Inventário Corporativo de Gases de Efeito Estufa Inventário Corporativo de Gases do Efeito Estufa 2011 Versão Web Inventário Corporativo de Gases de Efeito Estufa Gerente do Projeto: Iris Gobato Gercov Consultora: Adriane Elise de Assunção Flausino Consultor:

Leia mais

BM&FBOVESPA S.A. Relatório do Inventário de GEE, 2012. Apresentação de Resultados. icfi.com

BM&FBOVESPA S.A. Relatório do Inventário de GEE, 2012. Apresentação de Resultados. icfi.com Relatório do Inventário de GEE, 2012 Apresentação de Resultados Equipes envolvidas Augusto Mello André Valente Patrícia Messer Adriano Burgi Ana Luiza Silva Contatos: Tel: (55 21) 2117-2550 Fax: (55 21)

Leia mais

Sumário. Resumo Executivo 1 INTRODUÇÃO 04 2. IDENTIFICAÇÃO DA INSTITUIÇÃO 06 3. OBJETIVO 06 4. MATERIAL E MÉTODOS 06. 4.1 Limites Organizacionais 06

Sumário. Resumo Executivo 1 INTRODUÇÃO 04 2. IDENTIFICAÇÃO DA INSTITUIÇÃO 06 3. OBJETIVO 06 4. MATERIAL E MÉTODOS 06. 4.1 Limites Organizacionais 06 INVENTÁRIO DE EMISSÕES DE GASES DE EFEITO ESTUFA CORPORATIVAS UNIMED dezembro de 2011. Sumário Resumo Executivo 03 1 INTRODUÇÃO 04 2. IDENTIFICAÇÃO DA INSTITUIÇÃO 06 3. OBJETIVO 06 4. MATERIAL E MÉTODOS

Leia mais

Padrões de produção e consumo

Padrões de produção e consumo INDICADORES AMBIENTAIS DA CIDADE DO RIO DE JANEIRO 113 Padrões de produção e consumo Recicloteca da COMLURB - Gávea 114 INDICADORES AMBIENTAIS DA CIDADE DO RIO DE JANEIRO ÁGUA ATMOSFERA SOLO BIODIVERSIDADE

Leia mais

Introdução àpegada de carbono

Introdução àpegada de carbono Introdução àpegada de carbono Judith Sykes Gases de Efeito Estufa 1 Gases de Efeito Estufa Gas Concentration in 1988 (ppmv) GWP** Dióxido de carbono (CO 2 ) 365 1 Metano (CH 4 ) 1,75 23 Óxido nitroso (N

Leia mais

Inventário Municipal de Emissões e Remoções Antrópicas de Gases de Efeito Estufa (GEE) e outros Produtos no Município de São Paulo

Inventário Municipal de Emissões e Remoções Antrópicas de Gases de Efeito Estufa (GEE) e outros Produtos no Município de São Paulo Inventário Municipal de Emissões e Remoções Antrópicas de Gases de Efeito Estufa (GEE) e outros Produtos no Município de São Paulo Apoio Organização Realização Política de clima e inventário de GEE de

Leia mais

Mudanças Climáticas na Vale

Mudanças Climáticas na Vale 30/09/2011 Mudanças Climáticas na Vale Gerência de Nova Economia e Mudanças Climáticas Departamento de Desenvolvimento Sustentável Política de Sustentabilidade Operador Sustentável Legado Econômico, Social

Leia mais

INVENTÁRIO: Completo Preliminar. INVENTÁRIO VERIFICADO POR: Ninguém Primeira parte 1 Terceira parte Terceira parte acreditada

INVENTÁRIO: Completo Preliminar. INVENTÁRIO VERIFICADO POR: Ninguém Primeira parte 1 Terceira parte Terceira parte acreditada Inventário das de Gases de Efeito Estufa SADIA S/A 2009 INVENTÁRIO: Completo Preliminar INVENTÁRIO VERIFICADO POR: Ninguém Primeira parte 1 Terceira parte Terceira parte acreditada Data: 01/04/2010 Preparador

Leia mais

GESTÃO CARBONO 2014 (BASE 2013)

GESTÃO CARBONO 2014 (BASE 2013) GESTÃO CARBONO 2014 (BASE ) O CENÁRIO DO CARBONO E A EVEN O Cenário do Carbono A principal ameaça ao meio-ambiente são as mudanças climáticas decorrentes do aumento das emissões de Gases de Efeito Estufa,

Leia mais

SUMÁRIO EXECUTIVO COMUNICAÇÃO ESTADUAL EMISSÕES NO SETOR DE ENERGIA: ABORDAGEM DE REFERÊNCIA (TOP DOWN)

SUMÁRIO EXECUTIVO COMUNICAÇÃO ESTADUAL EMISSÕES NO SETOR DE ENERGIA: ABORDAGEM DE REFERÊNCIA (TOP DOWN) COMUNICAÇÃO ESTADUAL 1º INVENTÁRIO DE EMISSÕES ANTRÓPICAS DE GASES DE EFEITO ESTUFA DIRETOS E INDIRETOS DO ESTADO DE SÃO PAULO EMISSÕES NO SETOR DE ENERGIA: ABORDAGEM DE REFERÊNCIA (TOP DOWN) SUMÁRIO EXECUTIVO

Leia mais

INVENTÁRIO DE EMISSÕES DE GASES DE EFEITO ESTUFA CORPORATIVAS UNIMED CUIABÁ

INVENTÁRIO DE EMISSÕES DE GASES DE EFEITO ESTUFA CORPORATIVAS UNIMED CUIABÁ INVENTÁRIO DE EMISSÕES DE GASES DE EFEITO ESTUFA CORPORATIVAS UNIMED CUIABÁ Abril de 2014 Sumário Resumo Executivo 03 1. INTRODUÇÃO 04 2. IDENTIFICAÇÃO DA INSTITUIÇÃO 06 3. OBJETIVO 06 4. MATERIAL E MÉTODOS

Leia mais

NECESSIDADE DE CONHECIMENTO DAS EMISSÕES NOS PROCESSOS PRODUTIVOS. Inventários de Emissões

NECESSIDADE DE CONHECIMENTO DAS EMISSÕES NOS PROCESSOS PRODUTIVOS. Inventários de Emissões NECESSIDADE DE CONHECIMENTO DAS EMISSÕES NOS PROCESSOS PRODUTIVOS Inventários de Emissões O QUE É UM INVENTÁRIO? Um inventário corporativo de emissões diretas e indiretas de gases de efeito estufa é a

Leia mais

Energia e Processos Industriais. Estimativas Emissões GEE 1970-2013

Energia e Processos Industriais. Estimativas Emissões GEE 1970-2013 Energia e Processos Industriais Estimativas Emissões GEE 1970-2013 Energia Estimativas Emissões GEE 1970-2013 Equipe Técnica André Luís Ferreira David Shiling Tsai Marcelo dos Santos Cremer Karoline Costal

Leia mais

INVENTÁRIO DE GEE BICBANCO 2014

INVENTÁRIO DE GEE BICBANCO 2014 INVENTÁRIO DE GEE BICBANCO 2014 A liberação de gases de efeito estufa (GEE) associada às atividades humanas em todo o mundo é reconhecida como a principal causa das mudanças climáticas que vem sendo observadas

Leia mais

Ministério das Cidades Secretaria Nacional de Transporte e da Mobilidade Urbana

Ministério das Cidades Secretaria Nacional de Transporte e da Mobilidade Urbana Proposta de Plano de Trabalho Plano Setorial de Mitigação e Adaptação às Mudanças Climáticas OBJETIVOS Ministério das Cidades Estimar as emissões de gases de efeito estufa (GEEs) e os locais (GELs) produzidos

Leia mais

Seminário Soluções Técnicas e Financeiras para Cidades Sustentáveis Banco Mundial Brasília. 08 e 09 de Junho 2010

Seminário Soluções Técnicas e Financeiras para Cidades Sustentáveis Banco Mundial Brasília. 08 e 09 de Junho 2010 Seminário Soluções Técnicas e Financeiras para Cidades Sustentáveis Banco Mundial Brasília 08 e 09 de Junho 2010 No Programa de Governo Gestão 2009-2012 está previsto o Programa Biocidade e neste o Plano

Leia mais

Inventário de Gases de Efeito Estufa - 2011. Cemig Companhia Energética de Minas Gerais

Inventário de Gases de Efeito Estufa - 2011. Cemig Companhia Energética de Minas Gerais Inventário de Gases de Efeito Estufa - 2011 Cemig Companhia Energética de Minas Gerais 2 1. A Cemig A Cemig é um dos mais sólidos grupos do segmento de energia elétrica do Brasil. A sua atuação é coordenada

Leia mais

Participação dos Setores Socioeconômicos nas Emissões Totais do Setor Energia

Participação dos Setores Socioeconômicos nas Emissões Totais do Setor Energia INVENTÁRIO DE EMISSÕES DE GASES DE EFEITO ESTUFA DO ESTADO DE MINAS GERAIS ANO BASE 2005 O Governo do Estado, por meio da Fundação Estadual de Meio Ambiente FEAM, entidade da Secretaria Estadual de Meio

Leia mais

INVENTÁRIO DE EMISSÕES DE GASES DE EFEITO ESTUFA. Metodologia, resultados e ações

INVENTÁRIO DE EMISSÕES DE GASES DE EFEITO ESTUFA. Metodologia, resultados e ações INVENTÁRIO DE EMISSÕES DE GASES DE EFEITO ESTUFA Metodologia, resultados e ações CARTA ABERTA AO BRASIL SOBRE MUDANÇAS CLIMÁTICAS CARTA ABERTA AO BRASIL Compromissos Assumidos A. Publicar anualmente o

Leia mais

V I S Ã O GERAL D AS DIRETRIZES DO IPCC

V I S Ã O GERAL D AS DIRETRIZES DO IPCC V I S Ã O GERAL D AS DIRETRIZES DO IPCC Este documento é um dos volumes das Diretrizes Revisadas do IPCC de 1996 para Inventários Nacionais de Gases de Efeito Estufa. A série é composta por três livros:

Leia mais

Inventário de Emissões de Gases de Efeito Estufa da Fundação Planetário da Cidade do Rio de Janeiro. Ano de Referência 2013

Inventário de Emissões de Gases de Efeito Estufa da Fundação Planetário da Cidade do Rio de Janeiro. Ano de Referência 2013 Inventário de Emissões de Gases de Efeito Estufa da Fundação Planetário da Cidade do Rio de Janeiro Ano de Referência 2013 Junho de 2014 RELATÓRIO TÉCNICO Inventário de Gases de Efeito Estufa da Fundação

Leia mais

DIMENSÃO MUDANÇAS CLIMÁTICAS

DIMENSÃO MUDANÇAS CLIMÁTICAS DIMENSÃO MUDANÇAS CLIMÁTICAS CONTEÚDO CRITÉRIO I - POLÍTICA... 2 INDICADOR 1: COMPROMISSO, ABRANGÊNCIA E DIVULGAÇÃO... 2 CRITÉRIO II GESTÃO... 3 INDICADOR 2: RESPONSABILIDADES... 3 INDICADOR 3: PLANEJAMENTO/GESTÃO

Leia mais

INVENTÁRIO DE EMISSÕES DE GASES DE EFEITO ESTUFA CORPORATIVAS UNIMED CUIABÁ

INVENTÁRIO DE EMISSÕES DE GASES DE EFEITO ESTUFA CORPORATIVAS UNIMED CUIABÁ INVENTÁRIO DE EMISSÕES DE GASES DE EFEITO ESTUFA CORPORATIVAS UNIMED CUIABÁ Abril de 2016 Av. Historiador Rubens de Mendonça, 4193 Bosque da Saúde Cuiabá/MT www.acaoverde.org.br (65) 3611 1606 Sumário

Leia mais

Dimensão Mudanças Climáticas

Dimensão Mudanças Climáticas Dimensão Mudanças Climáticas Dimensão Mudanças Climáticas 2 Sumário CRITÉRIO I POLÍTICA... 3 INDICADOR 1. COMPROMISSO, ABRANGÊNCIA E DIVULGAÇÃO... 3 CRITÉRIO II GESTÃO... 5 INDICADOR 2. RESPONSABILIDADE...

Leia mais

Inventário das Emissões de gases de efeito estufa

Inventário das Emissões de gases de efeito estufa Inventário das Emissões de gases de efeito estufa Ano de referência do inventário: 2014 Banco Bradesco S.A Nome fantasia: Organização Bradesco - CNPJ: 60.746.948/0001-12 Tipo da empresa: Matriz Setor econômico:

Leia mais

Relatório de Neutralização das Emissões de Gases de Efeito Estufa Janeiro de 2009

Relatório de Neutralização das Emissões de Gases de Efeito Estufa Janeiro de 2009 Relatório de Neutralização das Emissões de Gases de Efeito Estufa Janeiro de 2009 Relatório de Neutralização das Emissões de Gases de Efeito Estufa Janeiro de 2009 Apresentação 1 Aquecimento Global 2 Controle

Leia mais

INVENTÁRIO: Completo Preliminar. INVENTÁRIO VERIFICADO POR: Ninguém Primeira parte 1 Terceira parte Terceira parte acreditada

INVENTÁRIO: Completo Preliminar. INVENTÁRIO VERIFICADO POR: Ninguém Primeira parte 1 Terceira parte Terceira parte acreditada Inventário das Emissões de Gases de Efeito Estufa RL Sistemas de Higiene Ltda. 2009 INVENTÁRIO: Completo Preliminar INVENTÁRIO VERIFICADO POR: Ninguém Primeira parte 1 Terceira parte Terceira parte acreditada

Leia mais

Dimensão Mudanças Climáticas

Dimensão Mudanças Climáticas Dimensão Mudanças Climáticas Dimensão Mudanças Climáticas 2 Sumário CRITÉRIO I POLÍTICA... 3 INDICADOR 1. COMPROMISSO, ABRANGÊNCIA E DIVULGAÇÃO... 3 CRITÉRIO II GESTÃO... 5 INDICADOR 2. RESPONSABILIDADE...

Leia mais

Inventário de emissões de Gases de Efeito Estufa (GEE) e adoção de políticas de mudanças climáticas pelas empresas. 16 de Março de 2010

Inventário de emissões de Gases de Efeito Estufa (GEE) e adoção de políticas de mudanças climáticas pelas empresas. 16 de Março de 2010 Inventário de emissões de Gases de Efeito Estufa (GEE) e adoção de políticas de mudanças climáticas pelas empresas. 16 de Março de 2010 UNIDADE DE NEGÓCIO CARBONO - UNICAR Efluentes e Resíduos Inventários

Leia mais

BM&FBOVESPA. Inventário Corporativo de Emissões Diretas e Indiretas de Gases de Efeito Estufa Ano Base 2010

BM&FBOVESPA. Inventário Corporativo de Emissões Diretas e Indiretas de Gases de Efeito Estufa Ano Base 2010 BM&FBOVESPA Inventário Corporativo de Emissões Diretas e Indiretas de Gases de Efeito Estufa Ano Base 2010 Abril de 2011 Inventário Corporativo de Emissões Diretas e Indiretas de Gases de Efeito Estufa

Leia mais

8ª Edição da Conferência Municipal de Produção Mais Limpa de São Paulo

8ª Edição da Conferência Municipal de Produção Mais Limpa de São Paulo Projeto de de Produção Mais Limpa de São Paulo São Paulo Outubro de 2009 *connectedthinking Projeto de neutralização das Emissões dos Gases de Efeito de 30 de outubro de 2009 Atenção: Exmo. Sr. Vereador

Leia mais

METODOLOGIA SIMPLIFICADA DE CÁLCULO DAS EMISSÕES DE GASES DO EFEITO ESTUFA DE FROTAS DE VEÍCULOS NO BRASIL

METODOLOGIA SIMPLIFICADA DE CÁLCULO DAS EMISSÕES DE GASES DO EFEITO ESTUFA DE FROTAS DE VEÍCULOS NO BRASIL METODOLOGIA SIMPLIFICADA DE CÁLCULO DAS EMISSÕES DE GASES DO EFEITO ESTUFA DE FROTAS DE VEÍCULOS NO BRASIL Sumário Eng. Olimpio de Melo Álvares Jr. 1 Fís. Renato Ricardo Antonio Linke 2 Como órgão de referência

Leia mais

Inventário Corporativo de Emissões de Gases de Efeito Estufa (GEE) da ABIMAQ Associação

Inventário Corporativo de Emissões de Gases de Efeito Estufa (GEE) da ABIMAQ Associação Inventário Corporativo de Emissões de Gases de Efeito Estufa (GEE) da ABIMAQ Associação Brasileira da Indústria de Máquinas e Equipamentos E-mail: bcb@braziliancarbonbureau.com.br Home Page: www.braziliancarbonbureau.com.br

Leia mais

Inovação da Gestão em Saneamento IGS

Inovação da Gestão em Saneamento IGS Prêmio Nacional da Qualidade em Saneamento PNQS Inovação da Gestão em Saneamento IGS GESTÃO DE GASES DE EFEITO ESTUFA (GEE) Ciclo 2013 2 Organograma Simplificado Organograma simplificado da OC, com ênfase

Leia mais

Emissão Veicular de Gases de Efeito Estufa (GEE) Em Automotivos Movidos a Diesel

Emissão Veicular de Gases de Efeito Estufa (GEE) Em Automotivos Movidos a Diesel Emissão Veicular de Gases de Efeito Estufa (GEE) Em Automotivos Movidos a Diesel *MELO JUNIOR, A. S a.;gatti, L. b.; FERREIRA, P. G c.; FRUGOLLI, A. d a.universidade de São Paulo (USP)/Universidade Paulista,

Leia mais

Inventário das Emissões de gases de efeito estufa

Inventário das Emissões de gases de efeito estufa Inventário das Emissões de gases de efeito estufa Ano de referência do inventário: 2012 Anidro do Brasil Extrações S/A Nome fantasia: Grupo Centroflora - CNPJ: 66.715.459/0002-60 Tipo da empresa: Holding

Leia mais

Colégio Casa Amarela

Colégio Casa Amarela Inventário das Emissões Gases de Efeito Estufa Colégio Casa Amarela Maio de 2012 INVENTÁRIO DE GASES DE EFEITO ESTUFA (GEE) INFORMAÇÕES DO DOCUMENTO Publicação do Projeto: Março de 2013 Projeto: Inventário

Leia mais

The Carbon Disclosure Project

The Carbon Disclosure Project The Carbon Disclosure Project Agosto 2012 Ciclo do Carbono O ciclo do carbono é uma sucessão de transformações que sofre ao longo do tempo. Umas das principais fontes de carbono: CO2 atmosférico CO2 atm

Leia mais

Inventário das Emissões de gases de efeito estufa

Inventário das Emissões de gases de efeito estufa Inventário das Emissões de gases de efeito estufa Ano de referência do inventário: 2013 Anidro do Brasil Extrações S/A Nome fantasia: Grupo Centroflora - CNPJ: 66.715.459/0002-60 Tipo da empresa: Holding

Leia mais

Inventário de Gases de Efeito Estufa da Fundação Planetário da Cidade do Rio de Janeiro

Inventário de Gases de Efeito Estufa da Fundação Planetário da Cidade do Rio de Janeiro RELATÓRIO TÉCNICO Inventário de Gases de Efeito Estufa da Fundação Planetário da Cidade do Rio de Janeiro Ano de referência: 2012 Outubro de 2013 RIO DE JANEIRO - RJ Rio de Janeiro RJ. Telefone: +55-21-3256-7968

Leia mais

O DESAFIO ENERGÉTICO NOS GRANDES CENTROS:

O DESAFIO ENERGÉTICO NOS GRANDES CENTROS: O DESAFIO ENERGÉTICO NOS GRANDES CENTROS: CIDADES SUSTENTÁVEIS OU COLAPSO ANUNCIADO? Mudanças Climáticas e o Papel das Cidades Mudanças Climáticas e o Papel das Cidades Cidades são parte do Problema Atividades

Leia mais

Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade Carlos Renato Azevedo Chefe da Floresta Nacional do Jamari/ Analista Ambiental

Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade Carlos Renato Azevedo Chefe da Floresta Nacional do Jamari/ Analista Ambiental Inventário de Emissões de Gases de Efeito Estufa do Centro de Estudos Rioterra Coordenação Técnica Universidade Federal do Paraná/UFPR Prof. Dr. Carlos Sanquetta Coordenação Científica e Metodológica Centro

Leia mais

INVENTÁRIO: Completo Preliminar. INVENTÁRIO VERIFICADO POR: Ninguém Primeira parte 1 Terceira parte Terceira parte acreditada

INVENTÁRIO: Completo Preliminar. INVENTÁRIO VERIFICADO POR: Ninguém Primeira parte 1 Terceira parte Terceira parte acreditada Inventário das Emissões de Gases de Efeito Estufa Banco do Brasil S/A 2009 INVENTÁRIO: Completo Preliminar INVENTÁRIO VERIFICADO POR: Ninguém Primeira parte 1 Terceira parte Terceira parte acreditada Data:

Leia mais

Inventário de emissões de gases de efeito estufa. Elaboração e uso como ferramenta de gestão

Inventário de emissões de gases de efeito estufa. Elaboração e uso como ferramenta de gestão Inventário de emissões de gases de efeito estufa Elaboração e uso como ferramenta de gestão 25 de agosto de 2011 Programa Brasileiro GHG Protocol Origens Metodologia mais utilizada mundialmente para a

Leia mais

Mercado de Créditos de Carbono Fases dos Projetos MDL

Mercado de Créditos de Carbono Fases dos Projetos MDL Mercado de Créditos de Carbono Fases dos Projetos MDL BRITCHAM SP 18/08/06 São Paulo samuel barbosa 3 DET NORSKE VERITAS Introdução FUNDAÇÃO - Fundação independente estabelecida na Noruega em 1864. OBJETIVO

Leia mais

Inventário de Emissões de Gases de Efeito Estufa GEE Sabesp: Ano Base 2007

Inventário de Emissões de Gases de Efeito Estufa GEE Sabesp: Ano Base 2007 Inventário de Emissões de Gases de Efeito Estufa GEE Sabesp: Ano Base 2007 1º Seminário Estadual sobre Mudanças Climáticas e Saneamento Diretoria de Tecnologia, Empreendimentos e Meio Ambiente T Superintendência

Leia mais

INVENTÁRIO DE EMISSÕES DE GEE 2009. Inventário de Emissões de Gases de Efeito Estufa BM&FBOVESPA Ano 2009

INVENTÁRIO DE EMISSÕES DE GEE 2009. Inventário de Emissões de Gases de Efeito Estufa BM&FBOVESPA Ano 2009 INVENTÁRIO DE EMISSÕES DE GEE 2009 1 2009 Inventário de Emissões de Gases de Efeito Estufa BM&FBOVESPA Ano 2009 2 SUMÁRIO EXECUTIVO Este documento apresenta o inventário de emissões de Gases de Efeito

Leia mais

INVENTÁRIO DE EMISSÕES DE GEE 2013

INVENTÁRIO DE EMISSÕES DE GEE 2013 INVENTÁRIO DE EMISSÕES DE GEE 2013 JULHO/2014 VERSÃO 02 CLIENTE PROJETO ENTREGÁVEL INVENTÁRIO DE EMISSÕES DE GEE 2013 CSTRINV02 Inventário de Emissões e Remoções de GEE AUTORES COLABORADORES Victor Gripp;

Leia mais

As políticas públicas de mudanças climáticas e suas implicações

As políticas públicas de mudanças climáticas e suas implicações WORKSHOP ASPECTOS RELEVANTES DA PRÁTICA EMPRESARIAL EM GESTÃO AMBIENTAL CAMPINAS, 17 DE ABRIL 2010 As políticas públicas de mudanças climáticas e suas implicações Profa. Josilene T.V.Ferrer Estado de São

Leia mais

FIBRIA CELULOSE S.A. RELATÓRIO DE VERIFICAÇÃO DO INVENTÁRIO DE EMISSÕES DE GASES DE EFEITO ESTUFA ANO INVENTARIADO - 2013

FIBRIA CELULOSE S.A. RELATÓRIO DE VERIFICAÇÃO DO INVENTÁRIO DE EMISSÕES DE GASES DE EFEITO ESTUFA ANO INVENTARIADO - 2013 DO INVENTÁRIO DE EMISSÕES DE GASES DE EFEITO ESTUFA FIBRIA CELULOSE S.A. ANO INVENTARIADO - 2013 RELATÓRIO NO. BRASIL-VER/ BR.1695351 REVISÃO NO. 01 BUREAU VERITAS CERTIFICATION Relatório ISO 14064 e GHG

Leia mais

PROGRAMA CAIXA CARBONO ZERO

PROGRAMA CAIXA CARBONO ZERO PROGRAMA CAIXA CARBONO ZERO A compensação de emissões inevitáveis decorrentes da atividade da CGD constitui uma das peças do Programa Caixa Carbono Zero. Com a meta de neutralidade carbónica Caixa Carbono

Leia mais

A POLUIÇÃO DO AR POR NAVIOS

A POLUIÇÃO DO AR POR NAVIOS A POLUIÇÃO DO AR POR NAVIOS A crescente preocupação da comunidade internacional com a proteção do meio ambiente tem trazido à baila a poluição do ar causada pelas embarcações. Em conseqüência, o Anexo

Leia mais

Linha Economia Verde

Linha Economia Verde Linha Economia Verde QUEM SOMOS Instituição Financeira do Estado de São Paulo, regulada pelo Banco Central, com inicio de atividades em Março/2009 Instrumento institucional de apoio àexecução de políticas

Leia mais

Legislação Municipal e Mudanças Climáticas

Legislação Municipal e Mudanças Climáticas Legislação Municipal e Mudanças Climáticas Ronaldo Vasconcellos Vice-Prefeito de Belo Horizonte Coordenador do Comitê Municipal sobre Mudanças Climáticas e Ecoeficiência Legislação Municipal e Mudanças

Leia mais

Metodologias para medir pegada carbônica. Stephen Russell World Resources Institute

Metodologias para medir pegada carbônica. Stephen Russell World Resources Institute Metodologias para medir pegada carbônica Stephen Russell World Resources Institute O que é uma pegada carbônica? Empresa Fonte Instalação GHG Protocol Inventário Nacional Ferramentas de cálculo GHG Protocol

Leia mais