CASE AVALIAÇÃO DO PERFIL DE CONSUMO DE ÁGUA EM CONDOMÍNIOS COM COBRANÇA INDIVIDUALIZADA

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "CASE AVALIAÇÃO DO PERFIL DE CONSUMO DE ÁGUA EM CONDOMÍNIOS COM COBRANÇA INDIVIDUALIZADA"

Transcrição

1 CASE AVALIAÇÃO DO PERFIL DE CONSUMO DE ÁGUA EM CONDOMÍNIOS COM COBRANÇA INDIVIDUALIZADA CATEGORIA FABRICANTES EM CONJUNTO COM EMPRESAS INSTALADORAS AGOSTO, 2013

2 2 APRESENTAÇÃO O atual aquecimento no campo da medição individual do consumo de água indica a sua crescente aceitação junto aos condomínios que estão adquirindo a consciência do benefício de controlar e responsabilizar-se pelo pagamento de seu próprio consumo e, assim, garantir maior economia, como reflexo da motivação pelos conceitos da sustentabilidade e da cidadania. O objetivo deste estudo foi o de verificar a variação de consumo de água, no período de janeiro a junho de 2013, entre as unidades de cinco condomínios com hidrômetros individuais instalados, viabilizando ao morador pagar somente pelo que efetivamente consumiu, estimulando a economia de um recurso natural necessário à sustentabilidade. ENG. MARCO AURELIO DE TOLEDO ARRUDA CREA METRAGEN MEDIÇÃO INDIVIDUAL DE ÁGUA E GÁS ADRIANO JOAQUIM DE SOUZA SAPPEL DO BRASIL

3 3 ÍNDICE 1 METRAGEN - MEDIÇÃO INDIVIDUAL DE ÁGUA E GÁS HISTÓRICO DA EMPRESA PROBLEMAS E OPORTUNIDADES SAPPEL DO BRASIL Histórico da Empresa Radiofrequência (RF) Portátil (Walk By - Drive By) Descrição Técnica do Dispositivo de Radiofrequência (RF) CASE CARACTERÍSTICAS DOS CONDOMÍNIOS RELATÓRIO DO PROBLEMA APRESENTADO PLANO DE AÇÃO - FINALIDADES, METAS E ESTRATÉGIAS INDICADORES DE DESEMPENHO RESULTADOS DA IMPLEMENTAÇÃO CONSIDERAÇÕES FINAIS CONCLUSÕES... 22

4 4 1 METRAGEN - MEDIÇÃO INDIVIDUAL DE ÁGUA E GÁS 1.1 HISTÓRICO DA EMPRESA Fundada em Novembro de 1989, a empresa exerceu suas atividades empresariais no setor da Construção de Edifícios até Focada na Sustentabilidade e no Uso Racional da Água a Metragen, sempre atenta às transformações e aos anseios da sociedade, especializou-se na prestação de serviços no segmento da medição individualizada, proporcionando aos seus clientes a justiça social e a cidadania, que a cobrança individualizada do consumo oferece aos Condomínios. Atualmente, a Metragen é uma das mais conceituadas empresas de individualização do consumo, marca presente no setor, reconhecida pela qualidade de sua tecnologia, instalações, gestão e foco no atendimento aos condôminos, sendo detentora de, aproximadamente, pontos instalados no Estado de São Paulo, atendendo a mais de 300 condomínios por meio de corpo técnico especializado e em permanente aprimoramento. Registrada no Crea-SP sob número , é empresa fundadora da PerÁgua (Associação Brasileira das Empresas de Individualização da Medição de Consumo de Água e Gás). Missão: Oferecer serviços de medição individualizada de água ao segmento de condomínios e construtoras, buscando a redução do consumo de água para a preservação dos recursos hídricos naturais e a sustentabilidade do planeta. Visão: Ser reconhecida como uma das mais conceituadas empresas do setor, valorizando a marca Metragen, por meio da qualidade de nossos serviços.

5 5 Valores e Ética: Pautamos nossas atitudes pelo mais alto respeito profissional e humano aos nossos clientes, colaboradores e a todas as empresas envolvidas na cadeia de negócios do setor. Atitude: Responsabilidade, comprometimento, transparência, honestidade. Qualidade: Nossa busca é incessante pela melhoria dos padrões de qualidade de nossos serviços com a capacitação contínua de nossos colaboradores e aperfeiçoamento de nossa tecnologia. 1.2 PROBLEMAS E OPORTUNIDADES Denomina-se medição individualizada a setorização do consumo de água com a instalação de pelo menos um medidor de água (hidrômetro) na unidade habitacional, que viabiliza a medição do volume de água consumido. Os conceitos da medição individual do consumo de água eram pouco conhecidos até o biênio À época, os condomínios rateavam a conta da concessionária entre as unidades residenciais, inclusa na quota condominial. Esse procedimento de cobrança igualava os consumos das unidades, independentemente ao número de moradores e de seus hábitos de consumo. O advento da medição individualizada, cuja difusão iniciou-se em 2001, corrigiu essa distorção. Timidamente, os condomínios foram aderindo à nova forma de cobrança, atraídos pela oportunidade de pagar e controlar o seu próprio consumo de água minimizando o desperdício. Relativamente às oportunidades, a Metragen investiu na divulgação dos conceitos da cobrança individualizada junto a condomínios, administradoras e construtoras.

6 6 As vantagens desse sistema de cobrança, como: Redução do consumo em relação à cobrança coletiva; justiça social e cidadania; detecção de vazamentos; valorização do imóvel; redução das taxas condominiais; reduções na conta de energia elétrica e na inadimplência passaram a ser, após alguns anos, de ampla aceitação e reconhecimento pelos condomínios como excelente benefício inserido nos valores da sustentabilidade. Inicialmente, implantando os sistemas cabeados de leitura remota, em 2005, a empresa estabeleceu parceria com a Sappel do Brasil, fabricante de hidrômetros e detentora de avançada tecnologia de leitura remota via rádio, incorporando as mais modernas ferramentas de medição que, aliadas ao desenvolvimento de um software especializado, permitem a gestão remota segura e eficaz dos processos inerentes à medição do consumo constantemente aperfeiçoados. 1.3 SAPPEL DO BRASIL Histórico da Empresa Fundada em 1906 na França, a Sappel tem percorrido caminhos de sucesso durante esses quase 107 anos de existência, primando pela qualidade em medição de água por intermédio de uma extensa linha de hidrômetros de diversas tecnologias (taquimétrica e volumétrica, por exemplo), além das inúmeras vazões disponíveis (DN 15 a 600) para as mais variadas aplicações. Além do know-how secular em hidrometria (a empresa possui 21 patentes registradas desde 1982), a Sappel produz, igualmente, medidores diversos para líquidos industriais de qualquer natureza e viscosidade, bem como a aplicação de tecnologia direcionada para medição remota.

7 7 Fazendo jus à concepção de uma empresa preocupada com a inovação tecnológica de seus produtos, a Sappel desenvolve diversos sistemas para medição remota de fluidos (água, gás e energia elétrica) e é pioneira no desenvolvimento de sistemas de medição remota pelo uso de radiofrequência (RF sem fio). Com a experiência de mais de 15 anos em telemetria, a empresa vende mais de quatro milhões de pontos de RF por ano no mundo, e já concretizou mais de 300 mil pontos de medição no Brasil nos últimos cinco anos. Integrando, hoje, o conceituado grupo alemão (Diehl Metering), a Sappel segue construindo sua história com fábricas espalhadas pelo mundo como Polônia, França e Brasil, entre outros, buscando o aprimoramento constante de seus produtos em tecnologia e certificação (INMETRO 1, ISO 2 -CE 3, ANATEL 4 ) e a qualidade em oferecer a melhor solução em telemetria para seus parceiros e clientes Radiofrequência (RF) Portátil (Walk By - Drive By) A solução que utiliza radiofrequência portátil emprega o dispositivo IZAR CP que, acoplado ao hidrômetro, capta os dados de consumo. O leiturista coleta essas informações via protocolo Bluetooth, com uma antena portátil e um coletor móvel. Os dados são descarregados nos computadores da Metragen e analisados por software de gestão especializado (FIGURA 1). 1 Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia. 2 International Organization for Standardization (Organização Internacional para Padronização). 3 Council of Europe (Parlamento e Conselho Europeu). 4 Agência Nacional de Telecomunicações.

8 8 FIGURA 1. Fluxo de informação Descrição Técnica do Dispositivo de Radiofrequência (RF) Os dispositivos IZAR CP (FIGURA 1, QUADRO 1) são elementos que transformam medidores convencionais em sofisticados equipamentos para leitura remota automática via radiofrequência, com a finalidade de gerar extrema praticidade à automatização de serviços de aquisição/ monitoramento/faturamento do consumo de água, energia elétrica e gás. As informações da medição de consumo atual e acumulado são enviadas a cada oito segundos, assim como a emissão de sete status (alarmes) para monitoramento do sistema de medição. Operando na frequência de 434MHz, os dispositivos IZAR CP são compatíveis com todos os medidores de fabricação Sappel e todos os medidores, de outros fabricantes, equipados com saída pulsada (contato seco ou NPN 5 ). 5 Entrada NPN: Indica que o produto possui o chaveamento de sinal de entrada por intermédio de meio transistorizado que, na prática, reflete em excelente meio de conversão de pulsos mecânicos para um sinal digital. Desta forma, evita um dos gargalos mais latentes no universo de totalização de pulsos: o efeito boucing (trepidação e mau contato gerado entre as lâminas de um dispositivo de contato seco, como um reed-switch), que pode ocasionar imprecisão em todo o sistema de medição remota.

9 9 FIGURA 2. Dispositivo Izar CP. QUADRO 1. Características do Dispositivo Izar CP.

10 10 Destacam-se alguns alarmes principais relativamente ao recebimento de dados por parte dos dispositivos IZAR CP: Índice principal de medição (consumo atual, consumo negativo, vazão instantânea). Índice secundário de medição acumulado da semana, mês ou ano segundo data de aniversário acumulado. Tempo de vida restante da bateria. Vazamento. Medidor parado. Fraude mecânica. Fraude magnética (aproximação de imã objetivando paralisar a marcação do consumo). Fluxo inverso. Sobrevazão. Subvazão. O consumo é calculado pela diferença entre duas leituras consecutivas.

11 11 2 CASE 2.1 CARACTERÍSTICAS DOS CONDOMÍNIOS Para o estudo deste Case Avaliação do Perfil de Consumo de Água em Condomínios com Cobrança Individualizada foram escolhidos, aleatoriamente, cinco condomínios de nosso banco de dados com as seguintes características principais (QUADRO 2): Edifícios projetados para receber os equipamentos necessários à medição individual. Cobrança individualizada implantada há pelo menos dois anos e já consolidada entre os condôminos, cujo amadurecimento do processo de gestão mantém os índices individuais de consumo em patamares constantes. Diversos padrões de empreendimento. QUADRO 2. Características dos condomínios.

12 RELATÓRIO DO PROBLEMA APRESENTADO Anteriormente à implantação do sistema de medição individualizada em um condomínio, a cobrança da conta de água era medida coletivamente por meio de somente um hidrômetro da concessionária e inserida na taxa condominial, rateada entre as unidades habitacionais, tal qual uma despesa condominial ordinária (manutenção dos elevadores, mão de obra, segurança, limpeza, por exemplo). As variáveis que interferem no consumo de água são o número de moradores nas unidades habitacionais, bem como a frequência de uso dos aparelhos sanitários e o período de sua utilização, mas que são desconsideradas no método de cobrança coletiva. Observou-se, então, um cenário caracterizado pelas distorções entre o consumo real e a cobrança coletiva rateada igualitariamente, inexistindo, por conseguinte, incentivo à redução de consumo. 2.3 PLANO DE AÇÃO - FINALIDADES, METAS E ESTRATÉGIAS Para elaboração do Projeto de Implantação da medição individualizada de água, solicitado pelo condomínio, a Metragen realizou vistoria técnica nas unidades habitacionais e apresentou as diretrizes para a implantação dos equipamentos (hidrômetros e dispositivos de radio) em função das características hidráulicas do edifício, considerando para cada unidade habitacional: total de hidrômetros, de aparelhos sanitários discriminados e total estimado de moradores. Esses parâmetros determinaram o correto dimensionamento da vazão dos hidrômetros a serem instalados.

13 13 Anteriormente ao início das instalações foram enviados aos condôminos os seguintes comunicados: Cronograma de instalação, detalhando a data de instalação em cada unidade. Explicações resumidas sobre os procedimentos técnicos de instalação. Orientações gerais sobre o uso responsável da água. Estes comunicados informavam aos moradores os aspectos gerais das instalações, familiarizando-os com a nova forma de cobrança do consumo e suas particularidades. Terminada a implantação do sistema iniciou-se o processo de leitura mensal, para apuração do consumo individual. Nesta fase, a relação da empresa com os condôminos era estreita, considerando-se: 1. Envio do boletim mensal por para cada unidade com as informações sobre o período de consumo considerado; leituras atual e anterior; consumo do período; data da próxima leitura; histórico do consumo; valor a pagar e descrição do cálculo do valor a pagar. Estes dados permitiam, ao condômino, a auditoria de seus índices. 2. Realização de um plantão de dúvidas nas dependências do condomínio quando das demonstrações práticas do funcionamento do sistema via radio. 3. Palestra sobre uso racional da água. Estes procedimentos esclarecem aos condôminos sobre todo o processo da medição individualizada, incentivando-os a auditar os seus índices para cientificaremse da sua correção. Duas outras ferramentas completam o pacote de nossos serviços de informações aos condôminos:

14 14 E-book, com informações gerais sobre todo o processo da cobrança individualizada, disponibilizado no site da Metragen. Curso de orientação aos zeladores e gestores dos condomínios, para o esclarecimento de todos os aspectos desta modalidade de medição, preparando-os como agentes multiplicadores dos conceitos do uso racional da água, em seu local de trabalho, criando mais um canal de apoio e orientação aos moradores. 3. INDICADORES DE DESEMPENHO Inicialmente, os dados foram analisados descritivamente. Para as variáveis categóricas foram apresentadas frequências absolutas e relativas e para as variáveis numéricas, medidas-resumo (média, quartis, mínimo, máximo e desvio padrão). A comparação de médias entre dois grupos foi realizada utilizando-se o teste t de Student para amostras independentes. Estes testes apresentam, como um dos pressupostos, a normalidade nos dados 6 que foi verificada com o teste de Kolmogorov-Smirnov. Para o caso de violação da normalidade ou de grupos formados por menos de dez casos foi utilizado, alternativamente, o teste não-paramétrico de Mann-Whitney. Foi adotado o índice de significância de 5% para todos os testes estatísticos As análises foram realizadas utilizando-se o software estatístico SPSS 7, versão 6 De acordo com o teorema do Limite Central, para as amostras suficientemente grandes (n 30), a média das variáveis tende a apresentar distribuição normal desta forma, para a comparação de duas médias com mais de 30 casos por grupo não foi necessário realizar o teste de normalidade. 7 Statistical Package for the Social Sciences (Pacote Estatístico para as Ciências Sociais).

15 15 4. RESULTADOS DA IMPLEMENTAÇÃO A TABELA 1 refere-se às médias de consumo de cada apartamento, do período de Janeiro a Junho de 2013, de acordo com o método de individualização de hidrômetro implantado nos cinco condomínios, objetos deste Case. TABELA 1. Média de consumo do período de janeiro a junho, segundo os condomínios. Castel Maggiore Change Inovart Condomínio Terra da Mata Villa del Sol Janeiro Total consumido Média consumida 409,176 24, ,507 17, ,502 19, ,422 20, ,729 16,635 Fevereiro Total consumido Média consumida 280,230 16, ,999 14, ,921 17, , ,866 13,793 Março Total consumido Média consumida 407,685 23, ,454 18, ,173 20, ,732 24, ,796 17,116 Abril Total consumido Média consumida 387,381 22, ,034 15, ,142 19, ,683 24, ,636 14,467 Maio Total consumido Média consumida 362,940 21, ,683 15, , ,300 25, ,162 13,825 Junho Total consumido Média consumida 431,334 25, ,653 17, ,884 19, ,869 27, ,871 14,352

16 16 De acordo com a TABELA 2 e GRÁFICO 1, as porcentagens de apartamentos que consomem acima e abaixo da média são similares, inexistindo diferença de significância estatística. TABELA 2. Distribuição dos apartamentos por tipo de consumo, segundo os condomínios. Abaixo da média Consumo Acima da média Total n % n % n % Condomínio Castel Maggiore Change Inovart Terra da Mata Villa del Sol ,0 41,2 46,2 51,5 54,5 54, ,0 58,8 53,8 48,5 45,5 45, GRÁFICO 1. Distribuição dos apartamentos por tipo de consumo, segundo condomínios.

17 17 Este fato pode ser corroborado pelo GRÁFICO 2, em que a distribuição de consumo apresenta-se simétrica em relação à média, evidenciando a ausência de pequeno número de apartamentos que consomem muito acima da média. Consumo Castel Maggiore Change Inovart Condomínio Terra da Mata Villa del Sol Média GRÁFICO 2. Consumo por condomínio.

18 18 Observou-se que, na individualização de hidrômetros, os apartamentos que consumiram abaixo da média apresentaram metade do consumo daqueles que consomem acima da média, configurando um resultado de significância estatística (TABELA 3 e GRÁFICO 3). TABELA 3. Distribuição dos apartamentos por tipo de consumo, segundo condomínios. Consumo Média Fator 1 Mínimo Máximo n Total 19,3 52,4 483 Abaixo da média Acima da média 12,4 26,8 1,0 2,2 15,3 23,5 52, Castel Maggiore 22,3 0,8 34,9 17 Abaixo da média 14,3 1,0 0,8 21,3 7 Acima da média 27,9 1,9 22,7 34,9 10 Change 16,4 3,2 31,5 52 Abaixo da média 10,3 1,0 3,2 16,2 24 Acima da média 21,6 2,1 16,5 31,5 28 Inovart Abaixo da média 19,5 12,0 1,0 52,4 19, Acima da média 27,5 2,3 19,6 52,4 97 Terra da Mata Abaixo da média 23,7 16,2 1,0 50,7 23, Acima da média 32,6 2,0 23,7 50,7 51 Villa del Sol Abaixo da média 15,0 9,5 1,0 36,6 14, Acima da média 21,7 2,3 15,3 36, Quociente entre consumo médio dos apartamentos que consomem acima da média e abaixo da média.

19 19 GRÁFICO 3. Média de consumo por tipo de apartamento, segundo os condomínios.

20 20 A TABELA 4 refere-se ao consumo de água não utilizada pelo condômino e que seria contabilizado no rateio do sistema de cobrança coletiva. Observa-se que os apartamentos que obtiveram um consumo abaixo da média apresentaram índice de, ao menos, 45,8% inferior à esta média, sendo que no Condomínio Inovart este percentual atingiu, aproximadamente, 62,9%. TABELA 4. Apartamentos em que foi observado um consumo inferior à média. Consumo Média Fator 1 Mínimo Máximo n Castel Maggiore Consumo médio 22,3 0,8 34,9 17 Consumo nos apartamentos que consomem abaixo da média 14,3 0,8 21,3 7 Consumo não utilizado que pagaria se não houvesse individualização 8,0 55,7% 1,1 21,6 7 Change Consumo médio 16,4 3,2 31,5 52 Consumo nos apartamentos que consomem abaixo da média 10,3 3,2 16,2 24 Consumo não utilizado que pagaria se não houvesse individualização 6,1 59,3% 0,2 13,2 24 Inovart Consumo médio 19,5 52,4 200 Consumo nos apartamentos que consomem abaixo da média Consumo não utilizado que pagaria se não houvesse individualização 12,0 7,5 62,9% 0,1 19,4 19, Terra da Mata Consumo médio 23,7 50,7 112 Consumo nos apartamentos que consomem abaixo da média Consumo não utilizado que pagaria se não houvesse individualização 16,2 7,5 45,8% 0,1 23,5 23, Villa del Sol Consumo médio 15,0 36,6 102 Consumo nos apartamentos que consomem abaixo da média Consumo não utilizado que pagaria se não houvesse individualização 9,5 5,5 57,7% 0,3 14,8 15, Fator - Porcentagem excedente em relação ao consumo médio dos apartamentos que consomem abaixo da média.

21 21 CONSIDERAÇÕES FINAIS A análise dos resultados obtidos revelou o seguinte perfil de consumo, comum aos cinco condomínios: As unidades em que foi observado consumo superior à média eram em quantidade semelhante às unidades de consumo inferior à média. Em geral, as unidades que apresentaram índices de consumo inferiores à média demonstraram a metade do consumo daquelas que obtiveram índices de consumo superiores à média; ou seja, quem consumiu pouco, pagaria pelos que consumiram muito se o método fosse a cobrança coletiva, em que se paga por algo que não foi efetivamente utilizado. Caso o consumo não fosse individualizado, as unidades com consumo menor que a média responderiam pelo pagamento de, ao menos, 44,4% a mais em relação ao seu consumo efetivamente realizado. O consumo abaixo da média apresentou percentual de, ao menos, 45,8% inferior à média.

22 22 CONCLUSÕES A cobrança de forma individualizada mostrou-se bastante significativa e vantajosa, principalmente considerando a economia de um ano de consumo e a simultânea preservação de um importante recurso natural, necessário à sustentabilidade. A crescente escassez da água, como insumo primordial à vida, exige cuidados permanentes quanto à sua utilização de forma responsável. Por conseguinte, a medição individual do consumo nos condomínios é ferramenta fundamental para a preservação da água no uso doméstico e comercial, pois permite o próprio gerenciamento do consumo, de forma racional e econômica.

Sistema de Telemetria para Hidrômetros e Medidores Aquisição de Dados Móvel e Fixa por Radio Freqüência

Sistema de Telemetria para Hidrômetros e Medidores Aquisição de Dados Móvel e Fixa por Radio Freqüência Sistema de Telemetria para Hidrômetros e Medidores Aquisição de Dados Móvel e Fixa por Radio Freqüência O princípio de transmissão de dados de telemetria por rádio freqüência proporciona praticidade, agilidade,

Leia mais

MEDIÇÃO INDIVIDUALIZADA

MEDIÇÃO INDIVIDUALIZADA A MEDIÇÃO INDIVIDUALIZADA COMO UM INSTRUMENTO PARA A DETECÇÃO DE PERDAS Empresa Baiana de Águas e Saneamento S. A. Diretoria Financeira e Comercial - DF O QUE É A MEDIÇÃO INDIVIDUALIZADA? Solução que visa

Leia mais

Fabio Rodrigues Gerente Técnico Techem do Brasil Medição Individualizada de água e gás. Brasil 19 a 21 de outubro de 2009

Fabio Rodrigues Gerente Técnico Techem do Brasil Medição Individualizada de água e gás. Brasil 19 a 21 de outubro de 2009 Fabio Rodrigues Gerente Técnico Techem do Brasil Medição Individualizada de água e gás Brasil 19 a 21 de outubro de 2009 Hotel Transamérica São Paulo BRASIL AGENDA REALIDADE BRASILEIRA MEDIÇÃO INDIVIDUALIZADA

Leia mais

PROJETO DE LEI Nº, DE 2015

PROJETO DE LEI Nº, DE 2015 CÂMARA DOS DEPUTADOS PROJETO DE LEI Nº, DE 2015 (Do Sr. ADAIL CARNEIRO) Dispõe sobre a individualização de instalação de hidrômetro nas edificações verticais residenciais e nas de uso misto e nos condomínios

Leia mais

Ricardo Teixeira Sales Engineer ITRON BRAZIL

Ricardo Teixeira Sales Engineer ITRON BRAZIL Ricardo Teixeira Sales Engineer ITRON BRAZIL 28 a 30 de Setembro de 2010 Centro de Convenções Frei Caneca São Paulo BRASIL AMR AMI nas distribuidoras de água Objetivos da Medição Criação dos dados Melhora

Leia mais

19 a 21 de outubro de 2009, São Paulo, BRASIL TECNOLOGIAS PARA LEITURA HIDRÔMETROS INDIVIDUAIS

19 a 21 de outubro de 2009, São Paulo, BRASIL TECNOLOGIAS PARA LEITURA HIDRÔMETROS INDIVIDUAIS Adalberto Cavalcanti DIRETOR COMERCIAL SAPPEL/DIEHL HYDROMETER BRASIL 19 a 21 de outubre de 2009 Hotel Transamérica São Paulo BRASIL TECNOLOGIAS PARA LEITURA HIDRÔMETROS INDIVIDUAIS O QUE É O HIDROMETRO

Leia mais

Política de Sustentabilidade Link Server.

Política de Sustentabilidade Link Server. Página 1 de 15 Hortolândia, 24 de Janeiro de 2014. Política de Sustentabilidade Link Server. Resumo Conceitua os objetivos da Política de Sustentabilidade da Link Server. Estabelece as premissas, a governança

Leia mais

Planejamento Estratégico de TIC. da Justiça Militar do Estado. do Rio Grande do Sul

Planejamento Estratégico de TIC. da Justiça Militar do Estado. do Rio Grande do Sul Planejamento Estratégico de TIC da Justiça Militar do Estado do Rio Grande do Sul MAPA ESTRATÉGICO DE TIC DA JUSTIÇA MILITAR DO ESTADO (RS) MISSÃO: Gerar, manter e atualizar soluções tecnológicas eficazes,

Leia mais

Medição Individualizada Qualidade e Custos compatíveis - Direito do Cliente -

Medição Individualizada Qualidade e Custos compatíveis - Direito do Cliente - Medição Individualizada Qualidade e Custos compatíveis - Direito do Cliente - Regina Ap. A. Siqueira Superintendente de Planejamento e Desenvolvimento da Metropolitana Sabesp São Paulo - Brasil A Sabesp

Leia mais

Energias do Brasil-EDP

Energias do Brasil-EDP Prezados Senhores Energias do Brasil-EDP Atendendo orientação dos procedimentos da Consulta Pública em assunto, estamos encaminhando abaixo as contribuições do Grupo EDP - Energias do Brasil, a propósito

Leia mais

Paraná - Rio Grande do Sul

Paraná - Rio Grande do Sul COMPROMETIMENTO E SATISFAÇÃO DO CLIENTE Paraná - Rio Grande do Sul Missão Oferecer as melhores soluções em serviços e produtos, visando se adequar aos altos padrões de satisfação de nossos clientes e parceiros

Leia mais

A solução para relacionamento de. Gestão de consumo de energia elétrica, água e gás, contabilização e interfaces de relacionamento

A solução para relacionamento de. Gestão de consumo de energia elétrica, água e gás, contabilização e interfaces de relacionamento A solução para relacionamento de Smart Grid com os consumidores Gestão de consumo de energia elétrica, água e gás, contabilização e interfaces de relacionamento asmart Grid + Relacionamento ferramenta

Leia mais

COMPETÊNCIA, CONSCIENTIZAÇÃO E TREINAMENTO

COMPETÊNCIA, CONSCIENTIZAÇÃO E TREINAMENTO COMPETÊNCIA, CONSCIENTIZAÇÃO E TREINAMENTO OBJETIVO DA SEÇÃO Esta seção apresenta a Competência, Conscientização e do Sistema da Qualidade da TELEDATA que atende ao item 6.2.2 Norma ISO 9001:2008. DIRETRIZES

Leia mais

POLÍTICA DE SEGURANÇA, MEIO AMBIENTE E SAÚDE - SMS. Versão Data Histórico Aprovação 00 20/10/09 Emissão de documento Aldo Guedes

POLÍTICA DE SEGURANÇA, MEIO AMBIENTE E SAÚDE - SMS. Versão Data Histórico Aprovação 00 20/10/09 Emissão de documento Aldo Guedes POLÍTICA DE SEGURANÇA, MEIO AMBIENTE E SAÚDE - SMS. Elaboração Luiz Guilherme D CQSMS 10 00 Versão Data Histórico Aprovação 00 20/10/09 Emissão de documento Aldo Guedes Avaliação da Necessidade de Treinamento

Leia mais

Identificação do Órgão/Unidade:Tribunal Superior Eleitoral/STI/COINF/SEPD Service Desk

Identificação do Órgão/Unidade:Tribunal Superior Eleitoral/STI/COINF/SEPD Service Desk Identificação do Órgão/Unidade:Tribunal Superior Eleitoral/STI/COINF/SEPD Service Desk E-mail para contato: supervisao@tse.gov.br Nome trabalho/projeto: Suporte em TI baseado em sistema de gestão da qualidade

Leia mais

MEDIÇÃO INDIVIDUALIZADA

MEDIÇÃO INDIVIDUALIZADA MEDIÇÃO INDIVIDUALIZADA Central de Coleta e Armazenamento de Dados (Especificação) A Central de Coleta e Armazenamento de Dados deverá apresentar as seguintes características: 1. Receber, de forma contínua,

Leia mais

A CRISE ENERGÉTICA E AS EMPRESAS DE ENERGIA DO FUTURO (*)

A CRISE ENERGÉTICA E AS EMPRESAS DE ENERGIA DO FUTURO (*) A CRISE ENERGÉTICA E AS EMPRESAS DE ENERGIA DO FUTURO (*) Enquanto o Brasil vinha insistindo em uma política energética privilegiando grandes usinas e extensas linhas de transmissão, cada vez mais distantes

Leia mais

SISTEMA DE NORMAS RD Nº 05/2007 de 18/04/07 1 de 7

SISTEMA DE NORMAS RD Nº 05/2007 de 18/04/07 1 de 7 Nº RD e Data de aprovação: PÁGINA : SISTEMA DE NORMAS RD Nº 05/2007 de 18/04/07 1 de 7 CÓDIGO : GECOM/D.C. - 01 TÍTULO DA NORMA : SUBSTITUI : SISTEMA DE MEDIÇÃO INDIVIDUALIZADA 1. PROPÓSITOS: Estabelecer

Leia mais

Sitec Power Soluções em Energia ENERGIA REATIVA E FATOR DE POTÊNCIA

Sitec Power Soluções em Energia ENERGIA REATIVA E FATOR DE POTÊNCIA ENERGIA REATIVA E FATOR DE POTÊNCIA O QUE É ENERGIA ATIVA E REATIVA? Sim, mas apesar de necessária, a utilização de Energia Reativa deve ser a menor possível. O excesso de Energia Reativa exige condutores

Leia mais

ABNT NBR 16001:2004 Os Desafios e Oportunidades da Inovação

ABNT NBR 16001:2004 Os Desafios e Oportunidades da Inovação ABNT NBR 16001:2004 Os Desafios e Oportunidades da Inovação A Dinâmica da Terra é uma empresa onde o maior patrimônio é representado pelo seu capital intelectual. Campo de atuação: Elaboração de estudos,

Leia mais

INFLUÊNCIA DA TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO NA GESTÃO DA ÁGUA E ESGOTO

INFLUÊNCIA DA TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO NA GESTÃO DA ÁGUA E ESGOTO INFLUÊNCIA DA TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO NA GESTÃO DA ÁGUA E ESGOTO Paulo Mailson Vieira da Mota Graduando em Sistemas de Informação e Técnico em Informática, Analista de TI do SAAE de Iguatu-CE. Endereço

Leia mais

SOFTWARES DA ELIPSE SÃO UTILIZADOS NOS PROCESSOS DE REDUÇÃO DE PERDAS DE ÁGUA E EFICIENTIZAÇÃO ENERGÉTICA DA ÁGUAS GUARIROBA

SOFTWARES DA ELIPSE SÃO UTILIZADOS NOS PROCESSOS DE REDUÇÃO DE PERDAS DE ÁGUA E EFICIENTIZAÇÃO ENERGÉTICA DA ÁGUAS GUARIROBA SOFTWARES DA ELIPSE SÃO UTILIZADOS NOS PROCESSOS DE REDUÇÃO DE PERDAS DE ÁGUA E EFICIENTIZAÇÃO ENERGÉTICA DA ÁGUAS GUARIROBA Soluções E3 e Elipse Mobile são utilizadas pela concessionária Águas Guariroba

Leia mais

Com o objetivo de manter um alto nível de qualidade, nossos colaboradores são rigorosamente selecionados e treinados.

Com o objetivo de manter um alto nível de qualidade, nossos colaboradores são rigorosamente selecionados e treinados. A MBS SERVIÇOS possui o conhecimento necessário e indispensável para oferecer qualidade e agilidade nas realizações dos serviços prestados. Possuímos sede própria com toda infraestrutura necessária para

Leia mais

A ESCOLHA CERTA EM COMUNICAÇÕES WIRELESS

A ESCOLHA CERTA EM COMUNICAÇÕES WIRELESS A ESCOLHA CERTA EM COMUNICAÇÕES WIRELESS Descrição As necessidades de telemedição (ou telemetria) e telecomando têm sido cada vez mais utilizadas nas mais variadas aplicações, principalmente onde o volume

Leia mais

ANEXO 2 Estrutura Modalidade 1 ELIS PMEs PRÊMIO ECO - 2015

ANEXO 2 Estrutura Modalidade 1 ELIS PMEs PRÊMIO ECO - 2015 ANEXO 2 Estrutura Modalidade 1 ELIS PMEs PRÊMIO ECO - 2015 Critérios Descrições Pesos 1. Perfil da Organização Breve apresentação da empresa, seus principais produtos e atividades, sua estrutura operacional

Leia mais

Tribunal de Contas da União. Controle Externo

Tribunal de Contas da União. Controle Externo Tribunal de Contas da União Controle Externo 1224 Controle Externo Objetivo Assegurar a efetiva e regular gestão dos recursos públicos federais em benefício da sociedade e auxiliar o Congresso Nacional

Leia mais

Sistema Corporativo de Tele-Medição de Energia Elétrica. Eng. Eduardo Caldas Cardoso ELO Sistemas e Tecnologia eduardo@elotek.com.

Sistema Corporativo de Tele-Medição de Energia Elétrica. Eng. Eduardo Caldas Cardoso ELO Sistemas e Tecnologia eduardo@elotek.com. 21 a 25 de Agosto de 2006 Belo Horizonte - MG Sistema Corporativo de Tele-Medição de Energia Elétrica Eng. Eduardo Caldas Cardoso ELO Sistemas e Tecnologia eduardo@elotek.com.br RESUMO A tele-medição de

Leia mais

Micro-Química Produtos para Laboratórios Ltda.

Micro-Química Produtos para Laboratórios Ltda. Micro-Química Produtos para Laboratórios Ltda. Resumo Com a globalização e os avanços tecnológicos, as empresas estão operando num ambiente altamente competitivo e dinâmico. As organizações que quiserem

Leia mais

Softwares da Elipse são utilizados nos processos de redução de perdas de água e eficientização energética da Águas Guariroba

Softwares da Elipse são utilizados nos processos de redução de perdas de água e eficientização energética da Águas Guariroba Softwares da Elipse são utilizados nos processos de redução de perdas de água e eficientização energética da Águas Guariroba Soluções E3 e Elipse Mobile são utilizadas pela concessionária Águas Guariroba

Leia mais

Fevereiro 2015 DIRETORIA DE RECURSOS HUMANOS DRH ESCOLA JUDICIÁRIA MILITAR EJM

Fevereiro 2015 DIRETORIA DE RECURSOS HUMANOS DRH ESCOLA JUDICIÁRIA MILITAR EJM Fevereiro DIRETORIA DE RECURSOS HUMANOS DRH ESCOLA JUDICIÁRIA MILITAR EJM 2 ÍNDICE PLANO ESTRATÉGICO DE FORMAÇÃO E APERFEIÇOAMENTO... 3 Apresentação... 3 Missão... 4 Visão de Futuro... 4 Valores... 4 PERSPECTIVAS...

Leia mais

Soluções eficientes Auxiliamos no processo do uso racional e sustentável de recursos escassos

Soluções eficientes Auxiliamos no processo do uso racional e sustentável de recursos escassos Soluções eficientes Auxiliamos no processo do uso racional e sustentável de recursos escassos Decida pela melhor empresa Liderança no mercado A decisão mais confiável A ista Brasil é o braço brasileiro

Leia mais

CDHU Companhia de Desenvolvimento Habitacional e Urbano CBCS Conselho Brasileiro da Construção Sustentável

CDHU Companhia de Desenvolvimento Habitacional e Urbano CBCS Conselho Brasileiro da Construção Sustentável CDHU Companhia de Desenvolvimento Habitacional e Urbano CBCS Conselho Brasileiro da Construção Sustentável Seminário i Eficiência Energética e HIS no Estado de São Paulo Sistemas Prediais e a Medição Individualizada

Leia mais

Mensagens ambientais da HP

Mensagens ambientais da HP Mensagens ambientais da HP Definição da promessa Projeto para o meio ambiente Por ser líder ambiental há décadas no setor tecnológico, a HP faz a diferença com um projeto abrangente de estratégia ambiental,

Leia mais

Roteiro para Elaboração dos Planos de Gestão de Logística Sustentáveis PLS. Departamento de Logística e Serviços Gerais

Roteiro para Elaboração dos Planos de Gestão de Logística Sustentáveis PLS. Departamento de Logística e Serviços Gerais Roteiro para Elaboração dos Planos de Gestão de Logística Sustentáveis PLS Departamento de Logística e Serviços Gerais ÍNDICE PREPARAÇÃO... 3 A) IDENTIFICAÇÃO DA COMISSÃO GESTORA... 4 B) INSTITUIR POR

Leia mais

I-028 CONTROLE DE PERDAS ATRAVÉS DE MACROMEDIDORES ELETROMAGNÉTICOS

I-028 CONTROLE DE PERDAS ATRAVÉS DE MACROMEDIDORES ELETROMAGNÉTICOS I-28 CONTROLE DE PERDAS ATRAVÉS DE MACROMEDIDORES ELETROMAGNÉTICOS Kleber Castilho Polisel (1) Engenheiro Mecânico pela Universidade de Taubaté 1986. Especialização em Engenharia de Saneamento Básico pela

Leia mais

A elaboração desta proposta considerou a implantação do Sistema de Medição Individual de Água e Gás nas 784 unidades do Condominio.

A elaboração desta proposta considerou a implantação do Sistema de Medição Individual de Água e Gás nas 784 unidades do Condominio. Ao Condomínio Domo Life Av. Aldino Pinotti, 500, Centro - São Bernardo do Campo A/C. Sr(a) Juliano Andreotti - Tel.: 99411-0097 Ref. Sistema de Medição Individual de Água e Gás. 1. APRESENTAÇÃO Desde 2001

Leia mais

PROTÓTIPO DE MEDIÇÃO INDIVIDUALIZADA E A DISTÂNCIA, DO CONSUMO DE ÁGUA, GÁS E ELETRICIDADE EM CONJUNTO HABITACIONAL DE INTERESSE SOCIAL

PROTÓTIPO DE MEDIÇÃO INDIVIDUALIZADA E A DISTÂNCIA, DO CONSUMO DE ÁGUA, GÁS E ELETRICIDADE EM CONJUNTO HABITACIONAL DE INTERESSE SOCIAL PROTÓTIPO DE MEDIÇÃO INDIVIDUALIZADA E A DISTÂNCIA, DO CONSUMO DE ÁGUA, GÁS E ELETRICIDADE EM CONJUNTO HABITACIONAL DE INTERESSE SOCIAL COMPANHIA DE DESENVOLVIMENTO HABITACIONAL E URBANO DO ESTADO DE SÃO

Leia mais

Luiz Celso Pinto Gerente de Controle de Perdas CAGECE Brasil. 28 a 30 de Setembro de 2010 Centro de Convenções Frei Caneca São Paulo BRASIL

Luiz Celso Pinto Gerente de Controle de Perdas CAGECE Brasil. 28 a 30 de Setembro de 2010 Centro de Convenções Frei Caneca São Paulo BRASIL Luiz Celso Pinto Gerente de Controle de Perdas CAGECE Brasil 28 a 30 de Setembro de 2010 Centro de Convenções Frei Caneca São Paulo BRASIL Desenvolvimento Interno de Soluções AMI/AMR Advanced Metering

Leia mais

GERENCIAMENTO PELO LADO DA DEMANDA - MÉTODOS DIRETO, INDIRETO E INCENTIVADO

GERENCIAMENTO PELO LADO DA DEMANDA - MÉTODOS DIRETO, INDIRETO E INCENTIVADO STC/ 13 17 à 22 de outubro de 1999 Foz do Iguaçu Paraná - Brasil SESSÃO TÉCNICA ESPECIAL CONSERVAÇÃO DE ENERGIA ELÉTRICA (STC) GERENCIAMENTO PELO LADO DA DEMANDA - MÉTODOS DIRETO, INDIRETO E INCENTIVADO

Leia mais

Consultoria Presencial

Consultoria Presencial Consultoria Presencial A Qi Consultoria Tem profissionais responsáveis por mais de 80 implementações e certificações de sucesso em todo tipo de seguimento, isso quer dizer que; A QI Consultoria possui

Leia mais

Página 1 de 19 Data 04/03/2014 Hora 09:11:49 Modelo Cerne 1.1 Sensibilização e Prospecção Envolve a manutenção de um processo sistematizado e contínuo para a sensibilização da comunidade quanto ao empreendedorismo

Leia mais

Empreendimentos Imobiliários Sustentáveis

Empreendimentos Imobiliários Sustentáveis Empreendimentos Imobiliários Sustentáveis Viabilidade, Projeto e Execução Análise de Investimento em Empreendimentos Imobiliários Sustentáveis São Paulo, 19 de agosto de 2008 Luiz Henrique Ceotto Tishman

Leia mais

O QUE É? Um programa que visa melhorar a Gestão dos CFCs Gaúchos, tendo como base os Critérios de Excelência da FNQ (Fundação Nacional da Qualidade).

O QUE É? Um programa que visa melhorar a Gestão dos CFCs Gaúchos, tendo como base os Critérios de Excelência da FNQ (Fundação Nacional da Qualidade). O QUE É? Um programa que visa melhorar a Gestão dos CFCs Gaúchos, tendo como base os Critérios de Excelência da FNQ (Fundação Nacional da Qualidade). Coordenação Sindicato dos Centros de Formação de Condutores

Leia mais

Prêmio Nacional da Qualidade em Saneamento Inovação da Gestão em Saneamento

Prêmio Nacional da Qualidade em Saneamento Inovação da Gestão em Saneamento Prêmio Nacional da Qualidade em Saneamento Inovação da Gestão em Saneamento PNQS 2010 IGS SETEMBRO/2010 ORGANOGRAMA DA ORGANIZAÇÃO CANDIDATA Vice-presidência de GO Superintendência T Gerência Prod. e Desenvolvimento

Leia mais

Pesquisa e Desenvolvimento que geram avanços

Pesquisa e Desenvolvimento que geram avanços P&D O compromisso das empresas com o desenvolvimento sustentável por meio da energia limpa e renovável será demonstrado nesta seção do relatório. Nela são disponibilizados dados sobre a Pesquisa, Desenvolvimento

Leia mais

Com tecnologias Open Source, Itaipu alcança benefícios que potencializam o programa de sustentabilidade da empresa

Com tecnologias Open Source, Itaipu alcança benefícios que potencializam o programa de sustentabilidade da empresa Com tecnologias Open Source, Itaipu alcança benefícios que potencializam o programa de sustentabilidade da empresa Perfil A construção da Itaipu Binacional considerado um trabalho de Hércules pela revista

Leia mais

Capítulo 4 Calibração Onshore do Medidor Ultra-Sônico em Laboratório.

Capítulo 4 Calibração Onshore do Medidor Ultra-Sônico em Laboratório. 40 Capítulo 4 Calibração Onshore do Medidor Ultra-Sônico em Laboratório. Nesse capítulo chega-se ao ponto de partida para o pleno desenvolvimento desse trabalho, após um processo complicado de liberação

Leia mais

Secretaria Municipal de meio Ambiente

Secretaria Municipal de meio Ambiente PROGRAMA DE EDUCAÇÃO AMBIENTAL PROGRAMA DE EDUCAÇÃO AMBIENTAL O presente Programa é um instrumento que visa à minimização de resíduos sólidos, tendo como escopo para tanto a educação ambiental voltada

Leia mais

ANEXO I A Estratégia de TIC do Poder Judiciário

ANEXO I A Estratégia de TIC do Poder Judiciário RESOLUÇÃO Nº 99, DE 24 DE NOVEMBRO DE 2009 Dispõe sobre o Planejamento Estratégico de TIC no âmbito do Poder Judiciário e dá outras providências. ANEXO I A Estratégia de TIC do Poder Judiciário Planejamento

Leia mais

Instituto Interamericano de Cooperação para a Agricultura

Instituto Interamericano de Cooperação para a Agricultura Termo de Referência para Contratação de Consultoria - TR Modalidade Pessoa Física Vaga Código TR/PF/IICA-005/2010 PCT BRA/09/001 - Acesso e uso da energia elétrica como fator de desenvolvimento de comunidades

Leia mais

A Política Pública da Medição Individualizada de Água em Condomínios

A Política Pública da Medição Individualizada de Água em Condomínios A Política Pública da Medição Individualizada de Água em Condomínios Eduardo Felipe Cavalcanti Especialista em Recursos Hídricos Agência Nacional de Águas Brasília/DF - Brasil Por que é uma boa política

Leia mais

SELO CASA AZUL CAIXA. Mara Luísa Alvim Motta Gerente Executiva Gerência Nacional de Meio Ambiente

SELO CASA AZUL CAIXA. Mara Luísa Alvim Motta Gerente Executiva Gerência Nacional de Meio Ambiente Mara Luísa Alvim Motta Gerente Executiva Gerência Nacional de Meio Ambiente Cases empresariais- SBCS10 São Paulo, 9/NOV/2010 A sustentabilidade Demanda mudanças de hábitos, atitudes conscientes e corajosas

Leia mais

ASSEMBLÉIA GERAL EXTRAORDINÁRIA DO CONDOMINIO MAR DE ITAPUA REALIZADA EM 03 DE OUTUBRO DE 2015

ASSEMBLÉIA GERAL EXTRAORDINÁRIA DO CONDOMINIO MAR DE ITAPUA REALIZADA EM 03 DE OUTUBRO DE 2015 ASSEMBLÉIA GERAL EXTRAORDINÁRIA DO CONDOMINIO MAR DE ITAPUA REALIZADA EM 03 DE OUTUBRO DE 2015 Aos três dias do mês de outubro do ano de dois mil e quinze, às 14h30min, em segunda convocação, conforme

Leia mais

CONSULTORIA E SERVIÇOS DE INFORMÁTICA

CONSULTORIA E SERVIÇOS DE INFORMÁTICA CONSULTORIA E SERVIÇOS DE INFORMÁTICA Quem Somos A Vital T.I surgiu com apenas um propósito: atender com dedicação nossos clientes. Para nós, cada cliente é especial e procuramos entender toda a dinâmica

Leia mais

Desenvolvimento Econômico e Inovação

Desenvolvimento Econômico e Inovação Desenvolvimento Econômico e Inovação Case Prático: Altus Sistemas de Informática S.A Rosana Casais 09/2008 Conceitos Inovação tecnológica: transformação de competências tecnológicas em resultados econômicos;

Leia mais

O Valor estratégico da sustentabilidade: resultados do Relatório Global da McKinsey

O Valor estratégico da sustentabilidade: resultados do Relatório Global da McKinsey O Valor estratégico da sustentabilidade: resultados do Relatório Global da McKinsey Executivos em todos os níveis consideram que a sustentabilidade tem um papel comercial importante. Porém, quando se trata

Leia mais

AVALIAÇÃO DO CONSUMO DE ÁGUA EM PRÉDIOS POPULARES COM MEDIÇÃO INDIVIDUALIZADA NA CIDADE DO SALVADOR, BAHIA.

AVALIAÇÃO DO CONSUMO DE ÁGUA EM PRÉDIOS POPULARES COM MEDIÇÃO INDIVIDUALIZADA NA CIDADE DO SALVADOR, BAHIA. AVALIAÇÃO DO CONSUMO DE ÁGUA EM PRÉDIOS POPULARES COM MEDIÇÃO INDIVIDUALIZADA NA CIDADE DO SALVADOR, BAHIA. AUTORES: Engº MSc SÉRGIO RICARDO DOS S. SILVA Engº MSc EDUARDO COHIM SISTEMAS PREDIAIS SUSTENTÁVEIS

Leia mais

5.2. Programa de Mobilização e Desmobilização da Mão de Obra. Revisão 00 NOV/2013

5.2. Programa de Mobilização e Desmobilização da Mão de Obra. Revisão 00 NOV/2013 PROGRAMAS AMBIENTAIS 5.2 Programa de Mobilização e Desmobilização da Mão de Obra CAPA ÍNDICE GERAL 1. Introdução... 1 1.1. Ações já realizadas... 2 2. Justificativa... 6 3. Objetivos... 8 4. Área de abrangência...

Leia mais

FATURAS DE ÁGUA COM TRANSPARÊNCIA Entenda as cobranças da CEDAE

FATURAS DE ÁGUA COM TRANSPARÊNCIA Entenda as cobranças da CEDAE FATURAS DE ÁGUA COM TRANSPARÊNCIA Entenda as cobranças da CEDAE ÍNDICE I- Tarifa mínima I.I- Tarifa mínima multiplicada pelo número de economias II- Consumo medido II.I- Tarifa progressiva III- Tarifa

Leia mais

Controlador de Bombas modelo ABS PC 242 Monitoramento e Controle de Bombas e Estações de Bombeamento

Controlador de Bombas modelo ABS PC 242 Monitoramento e Controle de Bombas e Estações de Bombeamento Controlador de Bombas modelo ABS PC 242 Monitoramento e Controle de Bombas e Estações de Bombeamento Um Único Dispositivo para Monitoramento e Controle Há várias formas de melhorar a eficiência e a confiabilidade

Leia mais

Desenvolvimento e utilização do Painel de Auditoria Contínua Agências pela Auditoria Interna do Banco do Brasil

Desenvolvimento e utilização do Painel de Auditoria Contínua Agências pela Auditoria Interna do Banco do Brasil PRÁTICA 1) TÍTULO Desenvolvimento e utilização do Painel de Auditoria Contínua Agências pela Auditoria Interna do Banco do Brasil 2) DESCRIÇÃO DA PRÁTICA - limite de 8 (oito) páginas: A Auditoria Interna

Leia mais

COMERCIAL) 1. 2. 3. 4. 5. 6. 7. 8. 9. 10. E-

COMERCIAL) 1. 2. 3. 4. 5. 6. 7. 8. 9. 10. E- 2014 ÍNDICE 1. Cadastros básicos 2. Módulos básicos (Incluso em todas as versões) CMC BASE 3. Agenda 4. Arquivos 5. Empresas ou Cadastros de empresas 6. Pessoas ou cadastro de pessoas 7. Módulos que compõem

Leia mais

A importância do papel do gestor local na garantia da sustentabilidade do PMCMV

A importância do papel do gestor local na garantia da sustentabilidade do PMCMV A importância do papel do gestor local na garantia da sustentabilidade do PMCMV Mesa Técnica: Sustentabilidade do PMCMV da aprovação do projeto ao pós-ocupação, sob os aspectos da inserção urbana, trabalho

Leia mais

Olinda - Pernambuco - Brasil. Torpedo: Um Novo Canal de Relacionamento Uso de novas tecnologias no relacionamento com os clientes

Olinda - Pernambuco - Brasil. Torpedo: Um Novo Canal de Relacionamento Uso de novas tecnologias no relacionamento com os clientes XVIII Seminário Nacional de Distribuição de Energia Elétrica SENDI 2008-06 a 10 de outubro Olinda - Pernambuco - Brasil Torpedo: Um Novo Canal de Relacionamento Uso de novas tecnologias no relacionamento

Leia mais

Medições. Medições. Versão 9.0 ou superior. Fevereiro 2015 Versão 9.0 ou superior Medições

Medições. Medições. Versão 9.0 ou superior. Fevereiro 2015 Versão 9.0 ou superior Medições Versão 9.0 ou superior Fevereiro 2015 Versão 9.0 ou superior O módulo de medições foi criado com o intuito de prover uma melhor gestão de Projetos na Engenharia Civil, trazendo soluções para elevar o nível

Leia mais

OS PRINCÍPIOS DA ESSILOR

OS PRINCÍPIOS DA ESSILOR OS PRINCÍPIOS DA ESSILOR Cada um de nós, na vida profissional, divide com a Essilor a sua responsabilidade e a sua reputação. Portanto, devemos conhecer e respeitar os princípios que se aplicam a todos.

Leia mais

POLÍTICA DE SEGURANÇA, MEIO AMBIENTE E SAÚDE (SMS) Sustentabilidade

POLÍTICA DE SEGURANÇA, MEIO AMBIENTE E SAÚDE (SMS) Sustentabilidade POLÍTICA DE SEGURANÇA, MEIO AMBIENTE E SAÚDE (SMS) Sustentabilidade POLÍTICA DE SEGURANÇA, MEIO AMBIENTE E SAÚDE (SMS) A CONCERT Technologies S.A. prioriza a segurança de seus Colaboradores, Fornecedores,

Leia mais

Apresentação Institucional. Metodologia com alta tecnologia para soluções sob medida

Apresentação Institucional. Metodologia com alta tecnologia para soluções sob medida Apresentação Institucional Metodologia com alta tecnologia para soluções sob medida A empresa que evolui para o seu crescimento A VCN Virtual Communication Network, é uma integradora de Soluções Convergentes

Leia mais

Governança AMIGA. Para baixar o modelo de como fazer PDTI: www.microsoft.com/brasil/setorpublico/governanca/pdti

Governança AMIGA. Para baixar o modelo de como fazer PDTI: www.microsoft.com/brasil/setorpublico/governanca/pdti e d a id 4 m IN r fo a n m Co co M a n ua l Governança AMIGA Para baixar o modelo de como fazer PDTI: www.microsoft.com/brasil/setorpublico/governanca/pdti Um dos grandes desafios atuais da administração

Leia mais

Investimentos em imóveis de forma moderna e inteligente.

Investimentos em imóveis de forma moderna e inteligente. Investimentos em imóveis de forma moderna e inteligente. A possibilidade de diversificar o investimento e se tornar sócio dos maiores empreendimentos imobiliários do Brasil. Este material tem o objetivo

Leia mais

RELATÓRIO FORMADORES DE OPINIÃO E ASSOCIADOS

RELATÓRIO FORMADORES DE OPINIÃO E ASSOCIADOS RELATÓRIO FORMADORES DE OPINIÃO E ASSOCIADOS RESULTADOS PESQUISA COM COMITÊS Definição e significado do PGQP para os comitês: Definições voltadas para ao Programa Significado do PGQP Qualificação das organizações

Leia mais

ANEXO II DOS TERMOS DE REFERÊNCIA

ANEXO II DOS TERMOS DE REFERÊNCIA ANEXO II DOS TERMOS DE REFERÊNCIA GLOSSÁRIO DE TERMOS DO MARCO ANALÍTICO Avaliação de Projetos de Cooperação Sul-Sul: exercício fundamental que pretende (i ) aferir a eficácia, a eficiência e o potencial

Leia mais

Outubro 2009. Carlos Eduardo Bizzotto Gisa Melo Bassalo Marcos Suassuna Sheila Pires Tony Chierighini

Outubro 2009. Carlos Eduardo Bizzotto Gisa Melo Bassalo Marcos Suassuna Sheila Pires Tony Chierighini Outubro 2009 Carlos Eduardo Bizzotto Gisa Melo Bassalo Marcos Suassuna Sheila Pires Tony Chierighini Sustentabilidade Articulação Ampliação dos limites Sistematização Elementos do Novo Modelo Incubação

Leia mais

CASO DE SUCESSO EM GESTÃO DE SEGURANÇA DO TRABALHO NA CONSTRUÇÃO DE UMA USINA HIDRELÉTRICA

CASO DE SUCESSO EM GESTÃO DE SEGURANÇA DO TRABALHO NA CONSTRUÇÃO DE UMA USINA HIDRELÉTRICA INTRODUÇÃO Grandes obras civis e de montagem eletromecânica costumam representar um desafio nos aspectos de cumprimento de cronogramas e atendimento aos requisitos de segurança do trabalho e saúde ocupacional,

Leia mais

RELATÓRIO DE ESTÁGIO INSTITUTO TECNOLÓGICO DE AERONÁUTICA CURSO DE ENGENHARIA CIVIL-AERONÁUTICA. São José dos Campos, 17/02/ 2012.

RELATÓRIO DE ESTÁGIO INSTITUTO TECNOLÓGICO DE AERONÁUTICA CURSO DE ENGENHARIA CIVIL-AERONÁUTICA. São José dos Campos, 17/02/ 2012. INSTITUTO TECNOLÓGICO DE AERONÁUTICA CURSO DE ENGENHARIA CIVIL-AERONÁUTICA RELATÓRIO DE ESTÁGIO São José dos Campos, 17/02/ 2012. Nome do Aluno: Gabriela Nobre Pedreira da Costa 1 INFORMAÇÕES GERAIS Estagiário

Leia mais

VISÃO Crescer sustentavelmente e ser referência nacional em serviços imobiliários de qualidade.

VISÃO Crescer sustentavelmente e ser referência nacional em serviços imobiliários de qualidade. MISSÃO Oferecer serviços imobiliários de qualidade, gerando valor para os clientes, colaboradores, sociedade e acionistas. VISÃO Crescer sustentavelmente e ser referência nacional em serviços imobiliários

Leia mais

Núcleo de Excelência em Testes de Sistemas. Eng. Alison Rabelo arabelo@next.org.br

Núcleo de Excelência em Testes de Sistemas. Eng. Alison Rabelo arabelo@next.org.br Núcleo de Excelência em Testes de Sistemas Eng. Alison Rabelo arabelo@next.org.br Objetivo do Núcleo O - Núcleo de Excelência em Testes de Sistemas - tem como objetivo a melhoria contínua da qualidade

Leia mais

GESTÃO. Educacional. www.semeareducacional.com.br. Sistema Municipal de Excelência ao Atendimento da Rede

GESTÃO. Educacional. www.semeareducacional.com.br. Sistema Municipal de Excelência ao Atendimento da Rede GESTÃO Educacional A P R E S E N T A Ç Ã O www.semeareducacional.com.br Sistema Municipal de Excelência ao Atendimento da Rede A EXPANSÃO TECNOLOGIA Nossa MISSÃO: Transformação de Dados em Informação Transformação

Leia mais

Telemetria para Medição de Consumo Especificações Técnicas

Telemetria para Medição de Consumo Especificações Técnicas Página: 2 / 5 Telemetria para Medição de Consumo Introdução Este documento apresenta as características técnicas da solução de telemetria do consumo de água, gás e energia (e outros medidores com saída

Leia mais

Política de Gestão de Pessoas

Política de Gestão de Pessoas julho 2010 5 1. Política No Sistema Eletrobras, as pessoas são agentes e beneficiárias do fortalecimento organizacional, contribuindo para a competitividade, rentabilidade e sustentabilidade empresarial.

Leia mais

SGI SISTEMA DE GESTÃO INTEGRADO

SGI SISTEMA DE GESTÃO INTEGRADO SGI SISTEMA DE GESTÃO INTEGRADO Qual o significado de ISO? ISO International Organization for Standardization, é uma organização não governamental com sede em Genebra, na Suíça, que foi criada em 1946

Leia mais

COMO OBTER A SUA LIGAÇÃO DE ÁGUA INSTRUÇÕES PARA MONTAGEM DO PADRÃO DE LIGAÇÃO DE ÁGUA DA SANEAGO

COMO OBTER A SUA LIGAÇÃO DE ÁGUA INSTRUÇÕES PARA MONTAGEM DO PADRÃO DE LIGAÇÃO DE ÁGUA DA SANEAGO COMO OBTER A SUA LIGAÇÃO DE ÁGUA INSTRUÇÕES PARA MONTAGEM DO PADRÃO DE LIGAÇÃO DE ÁGUA DA SANEAGO Passo 1 Para obter a sua ligação de água entre em contato através do Ligue SANEAGO 115 ou pessoalmente

Leia mais

Apresentação Free Track

Apresentação Free Track Apresentação Free Track A Free Track é um resultado da união de um grupo de empresários que atua no segmento de rastreamento automotivo, sede própria com laboratório de desenvolvimento localizado na maior

Leia mais

RF no Brasil. Metering, Billing/CRM Latin America 2008, Rio de Janeiro, Brasil

RF no Brasil. Metering, Billing/CRM Latin America 2008, Rio de Janeiro, Brasil RF no Brasil Jorge Venâncio, Eng., COMGAS, S. Paulo,Brasil Marina Ilha, Profa. Dra.,UNICAMP, Campinas,Brasil Osvaldo Oliveira, Gerente, ISTA, S. Paulo, Brasil RF NO BRASIL OBJETIVO: Apresentar um quadro

Leia mais

Itatiba: Cidade + Inteligente. Novembro 2014

Itatiba: Cidade + Inteligente. Novembro 2014 Itatiba: Cidade + Inteligente Novembro 2014 concepção projeto inovador na gestão do patrimônio e dos serviços prestados pelo município por meio de um sistema digital que possibilitará o monitoramento e

Leia mais

Manual do Sistema de Gestão Ambiental - Instant Solutions. Manual do Sistema de Gestão Ambiental da empresa

Manual do Sistema de Gestão Ambiental - Instant Solutions. Manual do Sistema de Gestão Ambiental da empresa Manual do Sistema de Gestão Ambiental da empresa Data da Criação: 09/11/2012 Dara de revisão: 18/12/2012 1 - Sumário - 1. A Instant Solutions... 3 1.1. Perfil da empresa... 3 1.2. Responsabilidade ambiental...

Leia mais

S ] Striai S indu o SS proce estão para g engenharia e S de S integrada [ Soluçõe nevesdobrasil.com.br

S ] Striai S indu o SS proce estão para g engenharia e S de S integrada [ Soluçõe nevesdobrasil.com.br [ Soluções integradas de Engenharia e Gestão para Processos Industriais ] [ apresentação ] A NEVES DO BRASIL Fundada em 2008 com sua unidade matriz em Americana (SP) a Neves do Brasil busca fornecer soluções

Leia mais

Gestão Sustentável da Construção Civil

Gestão Sustentável da Construção Civil Gestão Sustentável da Construção Civil UMA VISÃO PRAGMÁTICA DO TEMA São Paulo, 28 de maio de 2008 Luiz Henrique Ceotto Tishman Speyer Properties Preço de venda Que preço interessante!!! CLIENTE Custo de

Leia mais

I - Você e a DBA. II - Construir relacionamentos

I - Você e a DBA. II - Construir relacionamentos O código de ética DBA representa a necessidade de reforço aos valores e à cultura da empresa através da ética. Assim, é fundado nos valores essenciais da corporação e pode ser definido pelas normas padrões

Leia mais

OTIMIZAÇÃO DOS MÉTODOS DE ENSAIO DE HIDRÔMETROS

OTIMIZAÇÃO DOS MÉTODOS DE ENSAIO DE HIDRÔMETROS OTIMIZAÇÃO DOS MÉTODOS DE ENSAIO DE HIDRÔMETROS Adalberto Cavalcanti Coêlho (1) Graduado em Engenharia Civil fez Curso de pós-graduação na Área de Recursos Hídricos, obteve o grau Manter Sc em 1979, empregado

Leia mais

Principal Projeto: Implementação do PEG-SEDEC

Principal Projeto: Implementação do PEG-SEDEC Principal Projeto: Implementação do PEG-SEDEC PROGRAMA EXCELÊNCIA GERENCIAL DA SEDEC ( PEG SEDEC ) 1. CONSIDERAÇÕES INICIAIS a. O PEG-SEDEC é a ferramenta de implementação da estratégia de melhoria da

Leia mais

Hospedagem Sustentável: Gestão Ambiental em meios de hospedagem para o município de São Roque. Darlyne de Aquino Silva

Hospedagem Sustentável: Gestão Ambiental em meios de hospedagem para o município de São Roque. Darlyne de Aquino Silva Hospedagem Sustentável: Gestão Ambiental em meios de hospedagem para o município de São Roque Darlyne de Aquino Silva Instituto Federal de Educação Ciência e tecnologia de São Paulo. São Roque, SP 2011

Leia mais

Questionário para Instituidoras

Questionário para Instituidoras Parte 1 - Identificação da Instituidora Base: Quando não houver orientação em contrário, a data-base é 31 de Dezembro, 2007. Dados Gerais Nome da instituidora: CNPJ: Endereço da sede: Cidade: Estado: Site:

Leia mais

Paulo Sérgio Ferrari Mazzon

Paulo Sérgio Ferrari Mazzon Tecnologia de Aquecimento Solar de Água Abyara, São Paulo, 03 de Julho de 2008 Paulo Sérgio Ferrari Mazzon Luciano Torres Pereira Grupo Soletrol Soletrol Industria e Comércio Soletrol l Tecnologia Universidade

Leia mais

Alta Tecnologia em Injeção de Termoplásticos

Alta Tecnologia em Injeção de Termoplásticos Alta Tecnologia em Injeção de Termoplásticos História A Jaguar Embalagens é uma unidade de negócios da Jaguar Plásticos, empresa que tem uma história de inovação que se prospera há mais de 36 anos. Iniciou

Leia mais

Pesquisa TERCEIRIZAÇÃO DA MANUTENÇÃO NO BRASIL

Pesquisa TERCEIRIZAÇÃO DA MANUTENÇÃO NO BRASIL Pesquisa TERCEIRIZAÇÃO DA MANUTENÇÃO NO BRASIL Data da Pesquisa: Junho 2009 Realização: Pesquisa realizada através do Site www.indicadoresdemanutencao.com.br Divulgação e Colaboração: Divulgação e colaboração

Leia mais

Política de Sustentabilidade das empresas Eletrobras

Política de Sustentabilidade das empresas Eletrobras Política de Sustentabilidade das empresas Eletrobras 1. DECLARAÇÃO Nós, das empresas Eletrobras, comprometemo-nos a contribuir efetivamente para o desenvolvimento sustentável, das áreas onde atuamos e

Leia mais

CÓDIGO DE ÉTICA. Introdução.

CÓDIGO DE ÉTICA. Introdução. CÓDIGO DE ÉTICA Introdução. Os princípios Éticos que formam a consciência e fundamentam nossa imagem no segmento de recuperação de crédito e Call Center na conduta de nossa imagem sólida e confiável. Este

Leia mais

Livro: Água pague menos água Engenheiro Plinio Tomaz pliniotomaz@uol.com.br 11/12/2010. Capítulo 2. Nitro PDF Trial

Livro: Água pague menos água Engenheiro Plinio Tomaz pliniotomaz@uol.com.br 11/12/2010. Capítulo 2. Nitro PDF Trial Capítulo 2 Medição individualizada e Monitoramento do consumo Estima-se que 80% de todas as moléstias e mais de um terço dos óbitos dos países em desenvolvimento sejam causados pelo consumo de águas contaminadas

Leia mais

FAQ Edital SENAI SESI de inovação 2010 21 Edital SENAI SESI de inovação 2010

FAQ Edital SENAI SESI de inovação 2010 21 Edital SENAI SESI de inovação 2010 FAQ 21 Edital SENAI SESI de inovação 2010 1. Edital SENAI e SESI 1.1 O que é o Edital SENAI e SESI de Inovação? O Edital é uma iniciativa do SENAI e do SESI que visa despertar a cultura da inovação na

Leia mais