0101 AGENTE DE ENDEMIAS

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "0101 AGENTE DE ENDEMIAS"

Transcrição

1 PORTUGUÊS Leia o texto para responder as questões de 01 a 05: O padeiro Levanto cedo, faço minhas abluções, ponho a chaleira no fogo para fazer café e abro a porta do apartamento mas não encontro o pão costumeiro. No mesmo instante me lembro de ter lido alguma coisa nos jornais da véspera sobre a greve do pão dormido. De resto não é bem uma greve, é um lock-out, greve dos patrões, que suspenderam o trabalho noturno; acham que obrigando o povo a tomar seu café da manhã com pão dormido conseguirão não sei bem o que do governo. Está bem. Tomo o meu café com pão dormido, que não é tão ruim assim. E enquanto tomo café vou me lembrando de um homem modesto que conheci antigamente. Quando vinha deixar o pão à porta do apartamento, ele apertava a campainha, mas, para não incomodar os moradores, avisava gritando: Não é ninguém, é o padeiro! Interroguei-o uma vez: como tivera a ideia de gritar aquilo? Então você não é ninguém? Ele abriu um sorriso largo. Explicou que aprendera aquilo de ouvido. Muitas vezes lhe acontecera bater a campainha de uma casa e ser atendido por uma empregada ou outra pessoa qualquer, e ouvir uma voz que vinha lá de dentro perguntando quem era; e ouvir a pessoa que o atendera dizer para dentro: não é ninguém, não senhora, é o padeiro. Assim ficara sabendo que não era ninguém... Ele me contou isso sem mágoa nenhuma, e se despediu ainda sorrindo. Eu não quis detê-lo para explicar que estava falando com um colega, ainda que menos importante. Naquele tempo eu também, como os padeiros, fazia o trabalho noturno. Era pela madrugada que deixava a redação de jornal, quase sempre depois de uma passagem pela oficina e muitas vezes saía já levando na mão um dos primeiros exemplares rodados, o jornal ainda quentinho da máquina, como pão saído do forno. Ah, eu era rapaz, eu era rapaz naquele tempo! E às vezes me julgava importante porque no jornal que levava para casa, além de reportagens ou notas que eu escrevera sem assinar, ia uma crônica ou artigo com o meu nome. O jornal e o pão estariam bem cedinho na porta de cada lar; e dentro do meu coração eu recebi a lição de humildade daquele homem entre todos útil e entre todos alegre; não é ninguém, é o padeiro!. E assobiava pelas escadas. Rubem Braga QUESTÃO 01 Sobre as ideias do texto não se pode afirmar: A) A greve dos patrões ensejou a lembrança de um padeiro que o cronista conhecera e tal recordação o motivou a escrever a crônica; B) O fato de ser identificado como não sendo ninguém não chateava o padeiro, que, na sua simplicidade não refletia sobre o significado da frase não era ninguém, era o padeiro ; C) O narrador era adulto quando escreveu a crônica sobre a história do padeiro; D) Não havia nenhuma relação em relação entre o importante trabalho do jornalista e o trabalho do humilde padeiro; E) O padeiro gritava que não era ninguém para não incomodar os moradores, para que eles não pensassem que se tratava de uma visita. QUESTÃO 02 No período: Levanto cedo, faço minhas abluções, ponho a chaleira no fogo para fazer café e abro a porta do apartamento. A palavra ablução, no contexto, significa: A) Purificação; B) Asseio; C) Ritual; D) Atividade; E) Oração. QUESTÃO 03 Em Ah, eu era rapaz, eu era rapaz naquele tempo!. O substantivo rapaz pode ser classificado como: A) Simples, próprio, primitivo e concreto; B) Simples, comum, derivado e concreto; C) Simples, comum, primitivo e abstrato; D) Simples, comum, primitivo e concreto; E) Composto, comum, primitivo e concreto. QUESTÃO 04 Marque a opção em que todas as palavras do texto são substantivos: A) Rapaz, chaleira, café e costumeiro; B) Jornais, greve, dormido e patrão; C) Mágoa, campainha, reportagens e humildade; D) Crônica, cedinho, patrão e mágoa; E) Pão, exemplares, quentinho e campainha. Página 1 de 8

2 QUESTÃO 05 Observe os verbos grifados nas orações do texto e assinale o item em que não há relação entre o verbo destacado e o tempo e o modo verbal: QUESTÃO 10 Observe a charge: A) ponho a chaleira no fogo ( presente do indicativo); B) conseguirão não sei bem o que do governo. (futuro do presente do indicativo); C) Quando vinha deixar o pão à porta do apartamento (pretérito perfeito do indicativo); D) aprendera aquilo de ouvido (pretérito mais que perfeito do indicativo); E) eu era rapaz,.. (pretérito imperfeito do indicativo). QUESTÃO 06 Marque a opção em que a palavra grifada do texto não é um substantivo: A)...faço minhas abluções ; B) lembro de ter lido alguma coisa nos jornais da véspera ; C) vou me lembrando de um homem modesto ; D) Era pela madrugada ; E) eu recebi a lição de humildade. QUESTÃO 07 O uso da vírgula em: é um lock-out, greve dos patrões, que suspenderam o trabalho noturno. Justifica-se: A) Por isolar o aposto; B) Por separar orações coordenadas; C) Por separar adjunto adverbial deslocado; D) Por isolar predicativo anteposto; E) Por separar orações subordinadas. QUESTÃO 08 Marque a opção em que todas as palavras estão separadas corretamente: A) A-blu-ções, ru-im, in-ter-ro-guei, má-goa; B) Cam-pa-i-nha, má-go-a, des-pe-diu, de-pois; C) As-so-bi-a-va, es-ta-ri-am, in-ter-ro-gue-i, pa-trões; D) Cam-pai-nha, ru-im, de-pois, a-blu-ções; E) De-po-is, ins-tan-te, má-goa, ruim. QUESTÃO 09 Marque o item em que há erro no plural da palavra grifada: A) Tinha que subir todos os degraus da escada; B) Os cidadãos precisam ter seus direitos respeitados; C) Ela rodopiava ao som dos bandolins; D) Os boia-frias reivindicavam melhores condições de trabalho; E) Ela enjoava muito em todas as gravidezes. Qual a acepção da palavra ética que melhor se adéqua ao contexto da charge? A) Valores morais; B) Respeito; C) Profissionalismo; D) Verdade; E) Exortações. MATEMÁTICA QUESTÃO 11 Uma turma de 30 alunos estava fazendo um jogo de perguntas e respostas. Cada criança colocava duas perguntas numa sacola sobre o que estudaram em ciências, história ou geografia para serem sorteadas. Depois que todos colocaram suas perguntas na sacola, havia 30 perguntas de ciências, 20 perguntas de história e 10 perguntas de geografia. Marque a afirmativa correta: A) Há mais chances de retirar uma pergunta de geografia; B) A chance de pegar uma pergunta de ciências é igual à chance de tirar uma pergunta de história; C) Há 20 chances em 60 de tirar uma pergunta de história; D) As chances de sortear uma pergunta de geografia são maiores do que as chances de sortear uma pergunta de ciências; E) Há mais chances de retirar uma pergunta de história. Página 2 de 8

3 QUESTÃO 12 Comparando os sólidos geométricos a seguir podemos afirmar que: QUESTÃO 14 Observe os gráficos que registram uma pesquisa sobre o esporte preferido dos alunos das classes do 3º ano/9 de uma escola. Turma A A) Os dois possuem o mesmo número de faces; B) Os dois possuem o mesmo número de restas; C) Os dois possuem o mesmo número de vértices; D) Os dois são prismas; E) Os dois possuem o mesmo número de arestas. 0 Judô Boxe Tênis de mesa Turma B Handball QUESTÃO 13 Rodrigo pediu uma pizza para sua família. A pizza foi dividida em 12 pedaços iguais. A parte pintada corresponde ao que sobrou da pizza Judô Boxe Tênis de mesa Handball Compare os gráficos e marque a afirmativa incorreta em relação às informações apresentadas: Que fração da pizza foi comida pela família? A) 3/4; B) Menos de 1/2; C) 2/3; D) 3/9; E) 3/6. A) A maioria das crianças prefere o mesmo esporte nas turmas A e B; B) O judô da turma A tem o dobro de votos em relação ao boxe da mesma turma; C) Nas duas turmas o handball foi o esporte menos votado; D) O judô da turma B tem o triplo de votos em relação ao handball da mesma turma; E) O número de votos do Tênis de mesa foi igual nas duas turmas. QUESTÃO 15 No final do ano, Amanda contou quantas bolinhas de gude havia na sua coleção. Ela contou ao todo 187 bolinhas. Seu irmão Daniel também contou as dele e descobriu que ele tem o triplo da quantidade da irmã. Quantas bolinhas de gude possuem os dois juntos? A) 561 bolinhas; B) 374 bolinhas; C) 612 bolinhas; D) 748 bolinhas; E) 467 bolinhas. Página 3 de 8

4 CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS QUESTÃO 16 A doença infecciosa febril aguda cujo agente etiológico é um parasito do gênero Plasmodium é denominada: A) Raiva; B) Sífilis; C) Cólera; D) Febre amarela; E) Malária. QUESTÃO 17 Sobre o cólera, assinale a alternativa incorreta: A) Diarréia e vômito são as manifestações clínicas mais frequentes; B) Os principais sinais e sintomas são variados e vão desde infecções inaparentes até casos graves. As fezes podem se apresentar com aspecto água amarelaesverdeada, sem pus, muco ou sangue; C) A diarréia na maioria dos casos é fraca e controlável; D) A transmissão ocorre, principalmente, pela ingestão de água contaminada por fezes ou vômitos de doente ou portador. E) O diagnóstico e o tratamento precoce dos casos de cólera são fatores fundamentais para a recuperação do paciente, além de contribuir para a diminuição de casos e contaminação do meio ambiente. QUESTÃO 18 Assinale a alternativa que aponta incorretamente uma atitude tendente a evitar a transmissão do cólera: A) Lavar as mãos com água e sabão antes de comer; B) Consumir água mineral engarrafada ou outras bebidas industrializadas; C) Consumir gelo e os sucos de origem desconhecida; D) Em viagens, dar preferência a restaurantes e lanchonetes que tenham sido indicados por agências de viagens, guias, recepcionistas dos hotéis ou por alguém do local; E) Evitar comer alimentos de ambulantes. QUESTÃO 19 Assinale a alternativa que aponta incorretamente uma atribuição do Agente de Endemias no combate ao cólera: A) Conhecer a definição de caso suspeito de cólera e estar atento na sua identificação, encaminhando os pacientes à unidade de saúde; B) Acompanhar os pacientes e orientá-los quanto à necessidade da continuidade do tratamento; C) Identificar sinais e/ou situações de risco em casos de diarréias e orientar sobre o tratamento da água para consumo humano, o destino dos dejetos e o lixo residencial; D) Desenvolver ações educativas, levando informações e orientações às famílias e aos indivíduos indicando as medidas de prevenção e controle da cólera; E) Diagnosticar e tratar adequadamente os casos de cólera conforme orientações e instrumentos técnicos recomendados. QUESTÃO 20 O mosquito palha, também conhecido como birigui, é responsável pela transmissão dão doença denominada: A) Leishmaniose; B) Raiva; C) Febre amarela; D) Esquistossomose; E) Elefantíase. QUESTÃO 21 Sobre a esquistossomose, assinale a alternativa incorreta: A) O agente etiológico da esquistossomose é o Schistosoma mansoni; B) No ciclo da doença estão envolvidos dois hospedeiros, um definitivo e outro intermediário; C) O homem é o principal hospedeiro intermediário; D) Não há vetor envolvido na transmissão da esquistossomose; E) O homem adquire a esquistossomose através da penetração ativa da cercária na pele. QUESTÃO 22 Assinale a alternativa que aponta incorretamente um sintoma da esquistossomose: A) Febre; B) Sangramento nasal; C) Dor na cabeça; D) Calafrios; E) Suores. Página 4 de 8

5 QUESTÃO 23 Assinale a alternativa que aponta o órgão que, nos casos mais graves, pode ter seu tamanho aumentado em virtude da esquistossomose: A) Baço; B) Labirinto; C) Cérebro; D) Coração; E) Pulmão. QUESTÃO 24 Na infestação por esquistossomose, a fase que corresponde à penetração das cercarias através da pele é denominada: A) Primária; B) Final; C) Inicial; D) Secundária; E) Evolutiva. QUESTÃO 25 Sobre a Doença de Chagas, assinala a alternativa incorreta: A) A doença de Chagas é uma doença infecciosa febril causada; B) A transmissão desta enfermidade se dá por meio do contato direto com as fezes do inseto conhecido como barbeiro ; C) O nome da doença é em homenagem ao cientista brasileiro Carlos Chagas; D) Os principais sintomas da fase aguda da doença são: febre rápida (até três dias), dor de cabeça, fraqueza intensa, inchaço no rosto e pernas; E) Especialmente quando a transmissão é oral, são comuns dor de estômago, vômitos e diarreia. QUESTÃO 26 Assinale o órgão que pode sofrer inflamação em decorrência da Doença de Chagas: A) Coração; B) Esôfago; C) Estômago; D) Intestino; E) Baço. QUESTÃO 27 Assinale a alternativa que aponta incorretamente uma forma de transmissão da Doença de Chagas: A) A partir do contato das fezes do inseto barbeiro com a pele ferida ou mucosa do olho B) Pela ingestão de alimentos contaminados pelas fezes do inseto barbeiro C) Recebendo transfusão de sangue ou transplante de órgãos de pessoas com a doença D) Da mãe infectada para o filho recém-nascido E) Através do espirro da pessoa acometida da doença QUESTÃO 28 Sobre o tratamento da Doença de Chagas, assinale a alternativa incorreta: A) O tratamento deve ser indicado por um médico, após a confirmação da doença; B) O remédio, chamado benzonidazol, é fornecido pelo Ministério da Saúde, gratuitamente, às Secretarias Estaduais de Saúde; C) O remédio prescrito deve ser utilizado em pessoas que tenham a doença aguda assim que ela for identificada; D) O tratamento tem duração de 15 dias; E) Para os portadores da doença crônica a indicação do medicamento é para aqueles pacientes que não apresentam sintomas (forma indeterminada). QUESTÃO 29 Sobre a prevenção da Doença de Chagas, assinale a alternativa incorreta: A) Uma das formas de prevenção da doença de Chagas é evitar que o inseto vetor forme colônias dentro das residências; B) Em áreas onde os insetos possam entrar nas casas voando pelas aberturas ou frestas, recomenda-se o uso de mosquiteiros ou telas metálicas; C) Recomenda-se usar medidas de proteção individual (repelentes, roupas de mangas longas, etc) durante a realização de atividades noturnas; D) Para a prevenção da transmissão oral é importante seguir todas as recomendações de boas práticas de manipulação de alimentos, em especial aqueles consumidos in natura; E) Previne-se a transmissão da doença por meio da utilização de máscaras faciais. Página 5 de 8

6 QUESTÃO 30 O protozoário Trypanosoma cruzi foi assim batizado em homenagem ao cientista brasileiro: A) Carlos Chagas; B) Louis Pasteur; C) Oswaldo Cruz; D) Adolf Lutz; E) Emílio Ribas. QUESTÃO 31 O barbeiro, inseto vetor do Trypanosoma cruzi, é também conhecido como: A) Bicudo; B) Boleiro; C) Caudilho; D) Pintado; E) Mosca-azul. QUESTÃO 32 A doença infecciosa intestinal aguda, causada pela enterotoxina do Vibrio cholerae é denominada: A) Raiva; B) Sífilis; C) Cólera; D) Febre amarela; E) Malária. QUESTÃO 33 Sobre a malária, assinale a alternativa incorreta: A) A transmissão natural da malária ocorre por meio da picada do macho infectado; B) O mosquito do gênero Anopheles, que se infecta ao sugar o sangue de um doente; C) Malária humana é uma doença, que se não for tratada, poderá evoluir rapidamente para a forma grave e complicada; D) A doença também é conhecida como febre intermitente, febre terçã benigna, febre terçã maligna, além de nomes populares como maleita, sezão, tremedeira, batedeira ou febre; E) Cinco espécies de protozoários do gênero Plasmodium podem causar a malária humana: Plasmodium falciparum, P. vivax, P. malariae, P. ovale e P. knowlesi. QUESTÃO 34 No Brasil, ordinariamente, somente três espécies do parasita Plasmodium estão presentes. Assinale a alternativa que aponta corretamente as três espécies aqui presentes: A) P. malariae, P. ovale, P. knowlesi; B) Plasmodium falciparum, P. vivax, P. malariae; C) P. vivax, P. malariae, P. ovale; D) Plasmodium falciparum, P. ovale e P. knowlesi; E) P. vivax, P. ovale e P. knowlesi. QUESTÃO 35 As pessoas com malária podem apresentar sinais e sintomas inespecíficos, exceto: A) Dor de cabeça; B) Dor no corpo; C) Perda de dentes; D) Febre alta; E) Calafrios. QUESTÃO 36 As medidas de proteção individual contra picadas de insetos devem sempre ser utilizadas, principalmente nas áreas de risco de contrair malária. Essas medidas não incluem: A) Uso de roupas claras, camisas com manga longa e calças compridas, durante atividades de exposição elevada B) Uso de telas nas portas e janelas e ar condicionado C) Uso de mosquiteiro impregnado com inseticida (piretróides) D) Consumo de chás feitos com substâncias potencialmente repelentes E) Uso de repelente a base de DEET (N-Ndietilmetatoluamida) QUESTÃO 37 A doença popularmente conhecida como paludismo é, cientificamente, denominada: A) Raiva; B) Sífilis; C) Cólera; D) Febre amarela; E) Malária. Página 6 de 8

7 QUESTÃO 38 Assinale a alternativa que aponta incorretamente um reservatório da leptospirose: A) ratazana; B) cão; C) coelho; D) catita; E) rato preto. QUESTÃO 39 Sobre a leptospirose, assinale a alternativa incorreta: A) É doença endêmica de distribuição mundial; B) Ocorre em áreas urbanas e rurais, em regiões tropicais e sub-tropicais; C) Tem variação sazonal, com aumento de incidência nas épocas mais chuvosas e quentes; D) Ao se infectarem, os animais desenvolvem a doença e tornam-se portadores, albergando a leptospira nos rins, eliminando-a viva no meio ambiente e contaminando, desta forma, água, solo e alimentos; E) Durante as enchentes, a urina dos ratos, presente nos esgotos e bueiros, mistura-se à enxurrada e à lama. QUESTÃO 40 Dentre as medidas tendentes a evitar a leptospirose não se inclui: A) Controle da estocagem de ativos móveis; B) Investigação epidemiológica de casos e detecção de áreas de risco; C) Controle de roedores e melhoria das condições higiênico-sanitárias da população; D) Armazenamento apropriado de alimentos; E) Destino adequado do lixo. QUESTÃO 41 Sobre a filariose, assine a alternativa incorreta: A) A filariose é causada pelo verme nematóide Wuchereria lancrobti; B) Sua transmissão se dá pela picada do mosquito Culex quiquefasciatus (pernilongo ou muriçoca) infectado com larvas do parasita; C) Após a penetração na pele, através da picada do mosquito, as larvas infectantes migram para a região dos linfonodos (gânglios), onde se desenvolvem até a fase adulta; D) Havendo o desenvolvimento de parasitos dos sexos masculinos e feminino, deverá haver a reprodução deles com eliminação de grande número de microfilárias para a corrente sanguínea; E) Entre as manifestações clínicas mais importantes estão edema de membros, seios e bolsa escrotal que podem levar à incapacidade. QUESTÃO 42 Dentre os sintomas da filariose, não se inclui: A) Linfangites; B) Linfadenites; C) Febre; D) Cefaléia; E) Sudorese excessiva. QUESTÃO 43 Assinale a alternativa que aponta incorretamente um município em que há grande população do mosquito transmissor da filariose: A) Recife; B) Caruaru; C) Olinda; D) Jaboatão dos Guararapes; E) Paulista. QUESTÃO 44 Assinale a alternativa que aponta corretamente um sinônimo para a doença denominada leishmaniose visceral: A) Calazar; B) Esplenomegalia tropical; C) Esplenomegalia aural; D) Febre amarela; E) Febre tifoide. QUESTÃO 45 Assinale alternativa que aponta corretamente o principal reservatório do agente etiológico da leishmaniose no ambiente urbano: A) Rato; B) Cão; C) Gato; D) Coelho; E) Cavalo. QUESTÃO 46 A doença popularmente conhecida como xistose é denominada: A) Leishmaniose; B) Febre amarela; C) Cólera; D) Esquistossomose; E) Raiva. Página 7 de 8

8 QUESTÃO 47 Sobre a leishmaniose, assinale a alternativa incorreta: A) Seu período de incubação é bastante variável; B) Crianças e idosos são menos suscetíveis; C) Só uma pequena parcela de indivíduos infectados desenvolve sinais e sintomas da doença; D) Após a infecção, caso o indivíduo não desenvolva a doença, observa-se que os exames que pesquisam imunidade celular ou humoral permanecem reativos por longo período; E) É uma zoonose de evolução crônica, com acometimento sistêmico que, se não tratada, pode levar ao óbito até 90% dos casos. QUESTÃO 48 Assinale a alternativa que aponta incorretamente um dos sintomas que acomete o animal reservatório doméstico que atua como fonte de infecção da leishmaniose: A) Aumento de peso; B) Queda de pêlos; C) Crescimento e deformação das unhas; D) Paralisia de membros posteriores; E) Desnutrição. QUESTÃO 49 Assinale a alternativa que aponta incorretamente um país em que, segundo dados da Organização Mundial de Saúde, há grande incidência de casos de leishmaniose visceral: A) Brasil; B) Nepal; C) Índia; D) Colômbia; E) Sudão. QUESTÃO 50 Assinale a alternativa que aponta corretamente o órgão que tem seu volume aumentado em virtude do desenvolvimento da leishmaniose: A) Fígado; B) Rim; C) Coração; D) Cérebro; E) Medula AGENTE DE ENDEMIAS Página 8 de 8

PROVA FORMAÇÃO DE AGENTE DE COMBATE A ENDEMIAS Prefeitura Municipal de Ouro Preto 1- Assinale a alternativa que define o que é epidemiologia.

PROVA FORMAÇÃO DE AGENTE DE COMBATE A ENDEMIAS Prefeitura Municipal de Ouro Preto 1- Assinale a alternativa que define o que é epidemiologia. 1- Assinale a alternativa que define o que é epidemiologia. a) Estudo de saúde da população humana e o inter relacionamento com a saúde animal; b) Estudo de saúde em grupos de pacientes hospitalizados;

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE INDAIAL SC - SECRETARIA DE SAÚDE PROCESSO SELETIVO PÚBLICO Nº 006 2016 CADERNO DE PROVA

PREFEITURA MUNICIPAL DE INDAIAL SC - SECRETARIA DE SAÚDE PROCESSO SELETIVO PÚBLICO Nº 006 2016 CADERNO DE PROVA 1 PREFEITURA MUNICIPAL DE INDAIAL SC - SECRETARIA DE SAÚDE PROCESSO SELETIVO PÚBLICO Nº 006 2016 CADERNO DE PROVA 14 DE MAIO Das 14 às 17: 30 horas 3 horas e 30 minutos de duração 30 QUESTÕES AGENTES COMUNITÁRIOS

Leia mais

LÍNGUA PORTUGUESA QUESTÃO

LÍNGUA PORTUGUESA QUESTÃO LÍNGUA PORTUGUESA Para responder às questões de 0 a 05, leia a tira a seguir. QUESTÃO 04 No segundo quadrinho da tira, a fala da personagem expressa uma possibilidade. uma dúvida. uma ordem. um desejo.

Leia mais

Aula IV Protozoários Zoopatogênicos

Aula IV Protozoários Zoopatogênicos ZOOLOGIA E PARASITOLOGIA Aula IV Protozoários Zoopatogênicos Professora: Luciana Alves de Sousa Doenças causadas por Protozoários Doença de Chagas Leishmaniose Malária Giardíase Amebíase Toxoplasmose Doença

Leia mais

Aula 21 Protozoários parasitas

Aula 21 Protozoários parasitas Aula 21 Protozoários parasitas Os protozoários são seres unicelulares, eucariontes e podem ser parasitas ou de vida livre. As células dos protozoários executam todas as funções vitais que nos grupos animais

Leia mais

Contaminação: água e alimentos contaminados com fezes de pessoas portadoras do vírus.

Contaminação: água e alimentos contaminados com fezes de pessoas portadoras do vírus. SAÚDE AMBIENTAL DOENÇAS CAUSADAS PELA FALTA DE SANEAMENTO BÁSICO HEPATITE A Doença causada por vírus. Contaminação: água e alimentos contaminados com fezes de pessoas portadoras do vírus. Falta de higiene,

Leia mais

Nematóides mais comuns em Seres Humanos e Animais

Nematóides mais comuns em Seres Humanos e Animais Nematóides mais comuns em Seres Humanos e Animais 1- Ascaridíase gênero Ascaris 2- Ancilostomíase gênero Ancylostoma 3- Oxiuríase gênero Enterobius 4- Filaríase gênero Wuchereria Ascaris O gênero Ascaris

Leia mais

APRENDER A APRENDER CONTEÚDO E HABILIDADES APRENDER A APRENDER DINÂMICA LOCAL INTERATIVA CIÊNCIAS. Aula: 17.2 Conteúdo: Doenças relacionadas à água II

APRENDER A APRENDER CONTEÚDO E HABILIDADES APRENDER A APRENDER DINÂMICA LOCAL INTERATIVA CIÊNCIAS. Aula: 17.2 Conteúdo: Doenças relacionadas à água II A A Aula: 17.2 Conteúdo: Doenças relacionadas à água II 2 A A Habilidades: Conhecer algumas medidas para prevenir as doenças veiculadas pela água. 3 A A Dengue A dengue é uma doença febril aguda causada

Leia mais

NÍVEL MÉDIO CARGO: TOPÓGRAFO

NÍVEL MÉDIO CARGO: TOPÓGRAFO PREFEITURA MUNICIPAL DE RIO MARIA CONCURSO PÚBLICO PROVA OBJETIVA: 10 de março de 2013 NÍVEL MÉDIO CARGO: TOPÓGRAFO Nome do Candidato: Nº de Inscrição: Assinatura INSTRUÇÕES AO CANDIDATO 1. Confira se

Leia mais

Primeiros animais/ primitivos; Seres aquáticos: mares, rios, tanques etc...

Primeiros animais/ primitivos; Seres aquáticos: mares, rios, tanques etc... Protozoários Primeiros animais/ primitivos; Seres aquáticos: mares, rios, tanques etc... Estrutura: Realizam as funções vitais: Locomoção e respiração; Obtenção de alimentos; Digestão; Excreção; Reprodução.

Leia mais

Doença de Chagas. 4) Número de Aulas: as atividades serão desenvolvidas em três etapas, divididas em aulas a critério do professor.

Doença de Chagas. 4) Número de Aulas: as atividades serão desenvolvidas em três etapas, divididas em aulas a critério do professor. Doença de Chagas Introdução Em 1909 o pesquisador do Instituto Osvaldo Cruz, Carlos Chagas, descobriu uma doença infecciosa no interior de Minas Gerais. Segundo seus estudos, era causada pelo protozoário

Leia mais

Malária. esporozoita

Malária. esporozoita Malária esporozoita Francisco Bergson Pinheiro Moura Médico Veterinário e-mails: bergson.moura@saude.ce.gov.br bergson.moura.live.com Definição Doença infecciosa febril aguda, cujos agentes etiológicos

Leia mais

Prof. João Carlos. aula 3. botânica e parasitoses

Prof. João Carlos. aula 3. botânica e parasitoses Prof. João Carlos aula 3 botânica e parasitoses Briófitas : musgos Os musgos (verdes) produzem gametas, seus filhos produzem esporos Esporos gametas Pteridófitas: samambaias Ciclo das samambaias O gameta

Leia mais

Nomes: Melissa nº 12 Naraiane nº 13 Priscila nº 16 Vanessa nº 20 Turma 202

Nomes: Melissa nº 12 Naraiane nº 13 Priscila nº 16 Vanessa nº 20 Turma 202 Nomes: Melissa nº 12 Naraiane nº 13 Priscila nº 16 Vanessa nº 20 Turma 202 A doença de chagas é assim denominada em homenagem ao seu descobridor, o médico brasileiro Dr. Carlos Justiniano Ribeiro das Chagas.

Leia mais

Amebíase ou Disenteria Amebiana

Amebíase ou Disenteria Amebiana Amebíase ou Disenteria Amebiana Agente causador: Entamoeba histolytica, que vive no interior do intestino grosso, fagocitando partículas de alimento digerido e também atacando a própria mucosa intestinal.

Leia mais

Boletim Epidemiológico UHE Santo Antônio do Jari

Boletim Epidemiológico UHE Santo Antônio do Jari Editorial Índice - Editorial - Doença Leishmaniose - Gráfico de Notificações - Doença Malária Este é o segundo número do ano de, com veiculação semestral, referente aos meses de janeiro a junho, contendo

Leia mais

COLÉGIO JOÃO PAULO I LABORATÓRIO DE BIOLOGIA - 2º ANO PROF. ANDRÉ FRANCO FRANCESCHINI MALÁRIA

COLÉGIO JOÃO PAULO I LABORATÓRIO DE BIOLOGIA - 2º ANO PROF. ANDRÉ FRANCO FRANCESCHINI MALÁRIA COLÉGIO JOÃO PAULO I LABORATÓRIO DE BIOLOGIA - 2º ANO PROF. ANDRÉ FRANCO FRANCESCHINI MALÁRIA AGENTE CAUSADOR: Plasmodium falciparum, P. vivax e P. malariae. protozoário esporozoário parasita da hemáceas.

Leia mais

Características dos Nematoides

Características dos Nematoides Nematoides Características dos Nematoides Possuem o corpo cilíndrico e alongado, com pontas afiladas e musculatura desenvolvida. Apresentam tamanhos variados. Tubo digestório completo (boca e ânus). Podem

Leia mais

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS 01. Qual das opções abaixo relacionadas constitui as Leis Orgânicas da Saúde do Brasil: a) Lei Federal nº 8.689/93 e Lei Federal nº 8.080/90; b) Lei Federal nº 8.112/90 e Lei

Leia mais

Reino Protista (aula II) Natália A. Paludetto nataliaapaludetto@gmail.com

Reino Protista (aula II) Natália A. Paludetto nataliaapaludetto@gmail.com Reino Protista (aula II) Natália A. Paludetto nataliaapaludetto@gmail.com Reino Protista Relembrando! Eucariontes Autótrofos ou heterótrofos; De vida livre, ou dentro de algum organismo, Parasita, mutualista

Leia mais

Mal de Chagas e os inseticidas

Mal de Chagas e os inseticidas Mal de Chagas e os inseticidas A UU L AL A Em 1909, o médico e cientista brasileiro Carlos Chagas estava pesquisando a malária, em Minas Gerais, quando foi informado da existência de um inseto que se alimentava

Leia mais

CONHEÇA A MALÁRIA. Permitida a reprodução desde que citada a fonte

CONHEÇA A MALÁRIA. Permitida a reprodução desde que citada a fonte CONHEÇA A MALÁRIA Permitida a reprodução desde que citada a fonte Formas de Transmissão A malária humana é uma doença parasitária que pode ter evolução rápida e ser grave. Ela pode ser provocada por quatro

Leia mais

BIOLOGIA - 3 o ANO MÓDULO 28 REINO PROTISTA

BIOLOGIA - 3 o ANO MÓDULO 28 REINO PROTISTA BIOLOGIA - 3 o ANO MÓDULO 28 REINO PROTISTA Corpúsculo basal Membrana ondulante Citoplasma núcleo flagelo Reprodução assexuada em flagelados Parasita Leishmania brasiliensis Transmissor homem Phlebotomus

Leia mais

02. Assinale a alternativa que contém, respectivamente, uma palavra trissílaba, dissílaba e polissílaba:

02. Assinale a alternativa que contém, respectivamente, uma palavra trissílaba, dissílaba e polissílaba: QUESTÕES OBJETIVAS AGENTE DE VIGILÂNCIA SANITÁRIA 01. Nos vocábulos máquina e parede temos, respectivamente: a) Paroxítona e proparoxítona b) Paroxítona e paroxítona c) Proparoxítona e proparoxítona d)

Leia mais

NÍVEL MÉDIO CARGO: DIGITADOR

NÍVEL MÉDIO CARGO: DIGITADOR PREFEITURA MUNICIPAL DE RIO MARIA CONCURSO PÚBLICO PROVA OBJETIVA: 10 de março de 2013 NÍVEL MÉDIO CARGO: DIGITADOR Nome do Candidato: Nº de Inscrição: Assinatura INSTRUÇÕES AO CANDIDATO 1. Confira se

Leia mais

FORTALECENDO SABERES DINÂMICA LOCAL INTERATIVA CONTEÚDO E HABILIDADES CIÊNCIAS DESAFIO DO DIA. Aula: 17.1 Conteúdo: Doenças relacionadas à água I

FORTALECENDO SABERES DINÂMICA LOCAL INTERATIVA CONTEÚDO E HABILIDADES CIÊNCIAS DESAFIO DO DIA. Aula: 17.1 Conteúdo: Doenças relacionadas à água I CONTEÚDO E HABILIDADES FORTALECENDO SABERES DESAFIO DO DIA Aula: 17.1 Conteúdo: Doenças relacionadas à água I 2 CONTEÚDO E HABILIDADES FORTALECENDO SABERES DESAFIO DO DIA Habilidades: Identificar algumas

Leia mais

Nematódeos parasitas do ser humano. Prof.: Chico Pires

Nematódeos parasitas do ser humano. Prof.: Chico Pires Nematódeos parasitas do ser humano Prof.: Chico Pires Ascaris lumbricoides Ascaris lumbricoides (lombriga) Doença: Ascaridíase Modo de transmissão: Ingestão de alimentos e de água contaminados por ovos

Leia mais

NÍVEL MÉDIO CARGO: OPERADOR DE COMPUTADOR

NÍVEL MÉDIO CARGO: OPERADOR DE COMPUTADOR PREFEITURA MUNICIPAL DE RIO MARIA CONCURSO PÚBLICO PROVA OBJETIVA: 10 de março de 2013 NÍVEL MÉDIO CARGO: OPERADOR DE COMPUTADOR Nome do Candidato: Nº de Inscrição: Assinatura INSTRUÇÕES AO CANDIDATO 1.

Leia mais

Informação pode ser o melhor remédio. Hepatite

Informação pode ser o melhor remédio. Hepatite Informação pode ser o melhor remédio. Hepatite HEPATITE A hepatite é uma inflamação do fígado provocada na maioria das vezes por um vírus. Diferentes tipos de vírus podem provocar hepatite aguda, que se

Leia mais

Sistema Nacional de Vigilância Ambiental em Saúde. Ministério da Saúde Fundação Nacional de Saúde

Sistema Nacional de Vigilância Ambiental em Saúde. Ministério da Saúde Fundação Nacional de Saúde Sistema Nacional de Vigilância Ambiental em Saúde Ministério da Saúde Fundação Nacional de Saúde 1 FLUXO DA VIGILÂNCIA SISTEMAS SETORIAIS RELACIONADOS COM SAÚDE E AMBIENTE (Saúde, Educação, Des. Urbano,

Leia mais

Hepatites Virais 27/07/2011

Hepatites Virais 27/07/2011 SOCIEDADE DIVINA PROVIDÊNCIA Hospital Nossa Senhora da Conceição Educação Semana Continuada de Luta Contra em CCIH as Hepatites Virais 27/07/2011 Enfº Rodrigo Cascaes Theodoro Enfº CCIH Rodrigo Cascaes

Leia mais

Jornal de Piracicaba, Piracicaba/SP, em 4 de Junho de 1993, página 22. Animais de companhia: O verme do coração do cão

Jornal de Piracicaba, Piracicaba/SP, em 4 de Junho de 1993, página 22. Animais de companhia: O verme do coração do cão Jornal de Piracicaba, Piracicaba/SP, em 4 de Junho de 1993, página 22 Animais de companhia: O verme do coração do cão Quando se fala em vermes, as primeiras imagens que vêm à mente das pessoas são: "lombrigas"

Leia mais

Informe sobre a gripe causada pelo novo vírus Influenza A/H1N1

Informe sobre a gripe causada pelo novo vírus Influenza A/H1N1 Informe sobre a gripe causada pelo novo vírus Influenza A/H1N1 DOCUMENTO PARA O PÚBLICO EM GERAL Coordenação: Sociedade Brasileira de Infectologia (SBI) Associação Médica Brasileira (AMB) Apoio e participação:

Leia mais

HIV. O vírus da imunodeficiência humana HIV-1 e HIV-2 são membros da família Retroviridae, na subfamília Lentividae.

HIV. O vírus da imunodeficiência humana HIV-1 e HIV-2 são membros da família Retroviridae, na subfamília Lentividae. A Equipe Multiprofissional de Saúde Ocupacional da UDESC lembra: Dia 01 de dezembro é dia mundial de prevenção à Aids! Este material foi desenvolvido por alunos do Departamento de Enfermagem da Universidade

Leia mais

INDICAÇÕES BIOEASY. Segue em anexo algumas indicações e dicas quanto à utilização dos Kits de Diagnóstico Rápido Bioeasy Linha Veterinária

INDICAÇÕES BIOEASY. Segue em anexo algumas indicações e dicas quanto à utilização dos Kits de Diagnóstico Rápido Bioeasy Linha Veterinária INDICAÇÕES BIOEASY Segue em anexo algumas indicações e dicas quanto à utilização dos Kits de Diagnóstico Rápido Bioeasy Linha Veterinária 1- ANIGEN RAPID CPV AG TEST BIOEASY PARVOVIROSE Vendas de Filhotes:

Leia mais

LEPTOSPIROSE X ENCHENTES

LEPTOSPIROSE X ENCHENTES LEPTOSPIROSE X ENCHENTES Durante os temporais e inundações, a bactéria leptospira, presente na urina do rato, se espalha nas águas, invade as casas e pode contaminar, através da pele, os que entram em

Leia mais

MicroBingo TABELA GERAL

MicroBingo TABELA GERAL MicroBingo TABELA GERAL DOENÇAS CAUSADAS POR VÍRUS Poliomielite (paralisia infantil) pelo Poliovírus. que causa esta doença é oral (boca) ou fecal (fezes) e pode contaminar quem não tomou as Gotinhas do

Leia mais

39 Por que ferver a água antes de beber?

39 Por que ferver a água antes de beber? A U A UL LA Por que ferver a água antes de beber? Todo ano seu Antônio viaja para o litoral com a família e enfrenta sempre os mesmos problemas: congestionamento na estrada, praias lotadas e sujas que,

Leia mais

1. O que é leptospirose? É uma doença infecciosa causada por uma bactéria chamada Leptospira presente na urina do rato.

1. O que é leptospirose? É uma doença infecciosa causada por uma bactéria chamada Leptospira presente na urina do rato. LEPTOSPIROSE - O que saber e o que fazer 1. O que é leptospirose? É uma doença infecciosa causada por uma bactéria chamada Leptospira presente na urina do rato. 2. Como se pega a leptospirose? Em situações

Leia mais

PARASITISMO E SAÚDE HUMANA

PARASITISMO E SAÚDE HUMANA PARASITISMO E SAÚDE HUMANA Antes de começar O que é um parasita? O que é um hospedeiro? Qual a diferença entre um ciclo monoxeno e um heteroxeno? Qual a diferença entre endemia, epidemia e pandemia? Endemia

Leia mais

25/03/2014. Vermes achatados dorsoventralmente; Vida livre e parasitas; Triblásticos; Acelomados; Protostômios; Simetria bilateral;

25/03/2014. Vermes achatados dorsoventralmente; Vida livre e parasitas; Triblásticos; Acelomados; Protostômios; Simetria bilateral; FILO PLATYHELMINTES FILO NEMATODA(NEMATELMINTOS) Vermes achatados dorsoventralmente; Vida livre e parasitas; Triblásticos; Acelomados; Protostômios; Simetria bilateral; Revestimento Vida livre : muco e

Leia mais

Nome/Código arquivo: 2014_01_13_Mem. Reunião Saúde _ Guarda Municipal-Altamira/Pará.

Nome/Código arquivo: 2014_01_13_Mem. Reunião Saúde _ Guarda Municipal-Altamira/Pará. Assunto: Orientar e esclarecer as dúvidas da população sobre as Ações Preventivas na Área de Saúde Pública em virtude da construção da UHE Belo Monte. Redator: Ranney Matos dos Santos Data: 13_01_2014

Leia mais

Atividade 3 os anos Marcos/Juliano ago/09

Atividade 3 os anos Marcos/Juliano ago/09 Biologia Atividade 3 os anos Marcos/Juliano ago/09 Nome: Nº: Turma: Caríssimas e caríssimos! Dando continuidade ao nosso trabalho, mantida a distância corporal entre nós (prevenção), mas preservada a lembrança

Leia mais

PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO 003/2014. Prefeitura Municipal de Bom Despacho AGENTE DE CONTROLE DE ENDEMIAS

PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO 003/2014. Prefeitura Municipal de Bom Despacho AGENTE DE CONTROLE DE ENDEMIAS 1 - Acerca das doenças de interesse em saúde pública, estão corretas as afirmativas, EXCETO: (A) Dengue é transmitida, geralmente, pela picada do mosquito Aedes Aegypti que inocula na pessoa o vírus da

Leia mais

ENCICLOPÉDIA DE PRAGAS

ENCICLOPÉDIA DE PRAGAS - Folha 1 Barbeiro - Triatoma infestans O nome cientifico do inseto barbeiro é Triatoma infestans, mas no Brasil sao conhecidas mais de 30 especies que transmitem a doença de Chagas. O genero como o proprio

Leia mais

Muito bem, Cícero! Vim para acompanhar o Dr. Carlos na visita a algumas pessoas que estão com sintomas de LEISHMANIOSE. Quer vir conosco?

Muito bem, Cícero! Vim para acompanhar o Dr. Carlos na visita a algumas pessoas que estão com sintomas de LEISHMANIOSE. Quer vir conosco? Maria é uma das milhares de Agentes Comunitárias de Saúde que trabalham nos municípios brasileiros. Todos os dias, ela visita sua comunidade para saber como anda a saúde dos moradores. Olá, Cícero, como

Leia mais

PARASITAse alimenta dos tecidos ou fluídos de outro, no caso, o HOSPEDEIRO. Ectoparasitas superfície externa do hospedeiro. Endoparasitas dentro do

PARASITAse alimenta dos tecidos ou fluídos de outro, no caso, o HOSPEDEIRO. Ectoparasitas superfície externa do hospedeiro. Endoparasitas dentro do BA. 07 -Parasitismo: aspectos gerais e protozooses Apostila 1 Página 39 Generalidades PARASITAse alimenta dos tecidos ou fluídos de outro, no caso, o HOSPEDEIRO. Ectoparasitas superfície externa do hospedeiro.

Leia mais

Parasitoses - Ve V rminoses Prof. Tiago

Parasitoses - Ve V rminoses Prof. Tiago Parasitoses - Verminoses Prof. Tiago INTRODUÇÃO PLATELMINTOS E NEMATÓDEOS: RESPONSÁVEIS POR ALGUMAS PARASITOSES CONHECIDAS COMO VERMINOSES. TENÍASE E ESQUISTOSSOMOSE SÃO CAUSADAS POR PLATELMINTOS; ASCARIDÍASE

Leia mais

PREFEITURA DE FLORIANÓPOLIS SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE CENTRO DE CONTROLE DE ZOONOSES DENGUE

PREFEITURA DE FLORIANÓPOLIS SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE CENTRO DE CONTROLE DE ZOONOSES DENGUE DENGUE O que é? A dengue é uma doença febril aguda, causada por vírus, transmitido pelo mosquito Aedes aegypti (Brasil e Américas) e Aedes albopictus (Ásia). Tem caráter epidêmico, ou seja, atinge um grande

Leia mais

Biologia Professor Vianna 2ª série / 1º trimestre

Biologia Professor Vianna 2ª série / 1º trimestre Biologia Professor Vianna 2ª série / 1º trimestre Módulo 3 PLATELMINTOS E NEMATELMINTOS 1 Ao abrir o envelope com o resultado de seu exame parasitológico de fezes, Jequinha leu Positivo para ovos de Ascaris

Leia mais

Editoria: Cidades Manaus Hoje

Editoria: Cidades Manaus Hoje Editoria: Cidades Manaus Hoje Adolescentes são internados vítimas de tiros no rosto ( ) Press-release da assessoria de imprensa (X) Iniciativa do próprio veículo de comunicação C5 www.portalamazonia.com.br

Leia mais

VAMOS FALAR SOBRE. AIDS + DSTs

VAMOS FALAR SOBRE. AIDS + DSTs VAMOS FALAR SOBRE AIDS + DSTs AIDS A AIDS (Síndrome da Imunodeficiência Adquirida) atinge indiscriminadamente homens e mulheres e tem assumido proporções assustadoras desde a notificação dos primeiros

Leia mais

REINO PROTISTA PROTOZOÁRIOS. Prof. Airton

REINO PROTISTA PROTOZOÁRIOS. Prof. Airton REINO PROTISTA PROTOZOÁRIOS Prof. Airton Características Gerais: Unicelulares Eucariontes Heterótrofos Geralmente microscópicos Podem viver isolados ou em grupos formando colônias CLASSIFICAÇÃO De acordo

Leia mais

Agente Infectante. Vetor / Transmissão. Doença. Sinais e Sintomas Hemorragias na pele, no nariz e em outros locais. Febre, fraqueza, dores musculares.

Agente Infectante. Vetor / Transmissão. Doença. Sinais e Sintomas Hemorragias na pele, no nariz e em outros locais. Febre, fraqueza, dores musculares. Dengue Dengue Agente Infectante Arbovirus Vetor / Transmissão Picada do mosquito Aedes Aegypti Sinais e Sintomas Hemorragias na pele, no nariz e em outros locais. Febre, fraqueza, dores musculares. Profilaxia

Leia mais

L E P T O S P I R O S E

L E P T O S P I R O S E L E P T O S P I R O S E Elaborado por: Francisco Pinheiro Moura Médico Veterinário E-mail: bergson.moura@saude.ce.gov.br bergson.moura@live.com Definição Leptospirose é uma doença infecciosa que causa

Leia mais

ROTEIRO: O LUGAR ONDE EU VIVO

ROTEIRO: O LUGAR ONDE EU VIVO ROTEIRO: O LUGAR ONDE EU VIVO Ideia: Produção realizada a partir de um fato marcante e em algumas situações ocorre a mesclagem entre narrações e demonstrações de cenas. Personagens: A filha da doméstica

Leia mais

Situação epidemiológica e medidas de preparação. Jarbas Barbosa da Silva Jr. Secretário de Vigilância em Saúde Ministério da Saúde

Situação epidemiológica e medidas de preparação. Jarbas Barbosa da Silva Jr. Secretário de Vigilância em Saúde Ministério da Saúde Situação epidemiológica e medidas de preparação Jarbas Barbosa da Silva Jr. Secretário de Vigilância em Saúde Ministério da Saúde Vírus Ebola Família Filoviridae, gênero Ebolavirus A primeira espécie de

Leia mais

APÊNDICE D - Cartilha doenças veiculadas e transmitidas pela água. Erica Irene Dealessandri

APÊNDICE D - Cartilha doenças veiculadas e transmitidas pela água. Erica Irene Dealessandri 56 APÊNDICE D - Cartilha doenças veiculadas e transmitidas pela água Erica Irene Dealessandri CARTILHA: Principais doenças transmitidas e veiculadas pela água MATERIAL DE APOIO PARA PROFESSORES DO ENSINO

Leia mais

Doenças transmitidas pelo Aedes Aegypti

Doenças transmitidas pelo Aedes Aegypti Doenças transmitidas pelo Aedes Aegypti Dengue O que é a Dengue? A dengue é uma doença viral transmitida pelo mosquito Aedes aegypti. No Brasil, foi identificada pela primeira vez em 1986. Estima-se que

Leia mais

Ser humano e saúde / vida e ambiente. Voltadas para procedimentos e atitudes. Voltadas para os conteúdos

Ser humano e saúde / vida e ambiente. Voltadas para procedimentos e atitudes. Voltadas para os conteúdos Atividade de Aprendizagem 10 Dengue: aqui não! Eixo(s) temático(s) Ser humano e saúde / vida e ambiente Tema Água e vida / reprodução e ocupação de novos ambientes / saúde individual e coletiva Conteúdos

Leia mais

Perguntas e respostas sobre imunodeficiências primárias

Perguntas e respostas sobre imunodeficiências primárias Perguntas e respostas sobre imunodeficiências primárias Texto elaborado pelos Drs Pérsio Roxo Júnior e Tatiana Lawrence 1. O que é imunodeficiência? 2. Estas alterações do sistema imunológico são hereditárias?

Leia mais

LEPTOSPIROSE. Deise Galan. Consultora - Departamento de Doenças Transmissíveis e Análise de Saúde Organização Pan-Americana da Saúde

LEPTOSPIROSE. Deise Galan. Consultora - Departamento de Doenças Transmissíveis e Análise de Saúde Organização Pan-Americana da Saúde LEPTOSPIROSE Deise Galan Consultora - Departamento de Doenças Transmissíveis e Análise de Saúde Organização Pan-Americana da Saúde Falso Apenas os ratos transmitem a leptospirose Os ratos são os principais

Leia mais

TODOS CONTRA O A PREVENÇÃO É A MELHOR SOLUÇÃO

TODOS CONTRA O A PREVENÇÃO É A MELHOR SOLUÇÃO TODOS CONTRA O MOSQUITO A PREVENÇÃO É A MELHOR SOLUÇÃO Sobre o Aedes aegypti O mosquito Aedes aegypti é o transmissor da Dengue, Chikungunya e e a infecção acontece após a pessoa receber uma picada do

Leia mais

PROTOZOÁRIOS PARASITAS INTESTINAIS

PROTOZOÁRIOS PARASITAS INTESTINAIS COLÉGIO JOÃO PAULO I LABORATÓRIO DE BIOLOGIA - 2º ANO PROF. ANDRÉ FRANCO FRANCESCHINI PROTOZOÁRIOS PARASITAS INTESTINAIS AMEBÍASE Agente causador: Entamoeba histolytica. Diagnóstico: E. P. F. exame parasitológico

Leia mais

HANSENÍASE TEM CURA PATROCÍNIO

HANSENÍASE TEM CURA PATROCÍNIO Luizinho e Chiquinho HANSENÍASE TEM CURA PATROCÍNIO SBD: DERMATOLOGISTA COM TÍTULO DE ESPECIALISTA CUIDANDO DE VOCÊ. Oi LuizinhO. nossa conversa sobre DST foi muito útil, mas agora, eu tenho uma dúvida

Leia mais

Boletim Epidemiológico UHE Santo Antônio do Jari

Boletim Epidemiológico UHE Santo Antônio do Jari Editorial A Usina Hidrelétrica Santo Antônio do Jari lança o primeiro número do Índice - Editorial - Doenças de Veiculação Hídrica: Por ingestão de água contaminada Por contato com água contaminada Por

Leia mais

Difilobotríase: alerta e recomendações

Difilobotríase: alerta e recomendações MINISTÉRIO DA SAÚDE SECRETARIA DE VIGILÂNCIA EM SAÚDE Difilobotríase: alerta e recomendações Desde março de 2005, a Secretaria de Vigilância em Saúde do Ministério da Saúde (SVS) tem sido notificada da

Leia mais

Biologia. Setor 1423 Móds. 03 a 06. Prof. Rafa

Biologia. Setor 1423 Móds. 03 a 06. Prof. Rafa Biologia Setor 1423 Móds. 03 a 06 Prof. Rafa PROTISTAS PROTISTAS ALGAS FOTOSSINTETIZANTES PROTOZOÁRIOS PARASITAS Protozoários (Reino Protista) Características: Estrutura Formas de vida Eucariontes Unicelulares

Leia mais

Cartilha. Doenças e Complicações. de Verão. Queimaduras solares. Desconforto. Micoses. Coceira. Desidratação. Fungos. Infecções. Ardência. Manchas.

Cartilha. Doenças e Complicações. de Verão. Queimaduras solares. Desconforto. Micoses. Coceira. Desidratação. Fungos. Infecções. Ardência. Manchas. Cartilha Doenças e Complicações de Verão Queimaduras solares. Desconforto. Micoses. Coceira. Desidratação. Fungos. Infecções. Ardência. Manchas. Devido às condições climáticas, diversas são as doenças

Leia mais

ESQUISTOSSOMOSE. Universidade Federal de São Paulo AMBULATÓRIO DE ESQUISTOSSOMOSE

ESQUISTOSSOMOSE. Universidade Federal de São Paulo AMBULATÓRIO DE ESQUISTOSSOMOSE Universidade Federal de São Paulo UNIFESP Departamento de Enfermagem Departamento de Medicina (Disciplina de Gastroenterologia) ESQUISTOSSOMOSE AMBULATÓRIO DE ESQUISTOSSOMOSE Universidade Federal de São

Leia mais

Índice 3. Introdução 4. O que é Aedes aegypti? 5. Como o mosquito chegou até nós 6. Casos de dengue em Campinas 7. O que é o Chikungunya? 8.

Índice 3. Introdução 4. O que é Aedes aegypti? 5. Como o mosquito chegou até nós 6. Casos de dengue em Campinas 7. O que é o Chikungunya? 8. Índice 3. Introdução 4. O que é Aedes aegypti? 5. Como o mosquito chegou até nós 6. Casos de dengue em Campinas 7. O que é o Chikungunya? 8. O que é e como surgiu o zika vírus 9. Sintomas 10. Diferença

Leia mais

DOENÇAS DE VEICULAÇÃO HÍDRICA E ALIMENTAR RESPONSÁVEIS: Jaqueline Ourique L. A. Picoli Simone Dias Rodrigues Solange Aparecida C.

DOENÇAS DE VEICULAÇÃO HÍDRICA E ALIMENTAR RESPONSÁVEIS: Jaqueline Ourique L. A. Picoli Simone Dias Rodrigues Solange Aparecida C. ESQUISTOSSOMOSE CID 10: B 65 a B 65.9 DOENÇAS DE VEICULAÇÃO HÍDRICA E ALIMENTAR RESPONSÁVEIS: Jaqueline Ourique L. A. Picoli Simone Dias Rodrigues Solange Aparecida C. Marcon CARACTERÍSTICAS GERAIS DESCRIÇÃO

Leia mais

Caso tenha dúvidas entre em contato conosco através do e-mail Biologia.sem.duvidas@gmail.com ou

Caso tenha dúvidas entre em contato conosco através do e-mail Biologia.sem.duvidas@gmail.com ou Professor Fernanda & Suellen Disciplina Biologia Lista nº 2 Assuntos Biomédicas Lista ENEM complemento do projeto UERJ Caso tenha dúvidas entre em contato conosco através do e-mail Biologia.sem.duvidas@gmail.com

Leia mais

Prova do Processo Seletivo para Agente Comunitário de Saúde e Agente de Combate de Endemias. SEMSA - Ponte Nova MG

Prova do Processo Seletivo para Agente Comunitário de Saúde e Agente de Combate de Endemias. SEMSA - Ponte Nova MG Prova do Processo Seletivo para Agente Comunitário de Saúde e Agente de Combate de Endemias. SEMSA - Ponte Nova MG Nome: Nota: INSTRUÇÕES PARA REALIZAÇÃO DA PROVA (LEIA ATENTAMENTE!) 1. A prova é individual

Leia mais

Professor de Educação Infantil

Professor de Educação Infantil Prefeitura Municipal de Palhoça Secretaria Municipal de Educação e Cultura Concurso Público Edital 02/2012 http://pmpeducaconcurso.fepese.org.br Caderno de Prova março 03 3 de março das 9 às 12 h 3 h de

Leia mais

Gripe Proteja-se! Faça Chuva ou faça Sol, vacine-se a partir de Outubro e até ao final do Inverno. Consulte o seu médico

Gripe Proteja-se! Faça Chuva ou faça Sol, vacine-se a partir de Outubro e até ao final do Inverno. Consulte o seu médico Gripe Proteja-se! Faça Chuva ou faça Sol, vacine-se a partir de Outubro e até ao final do Inverno. Consulte o seu médico Gripe Perguntas Frequentes Perguntas frequentes sobre a gripe sazonal O que é a

Leia mais

CARTILHA BEM-ESTAR PATROCÍNIO EXECUÇÃO

CARTILHA BEM-ESTAR PATROCÍNIO EXECUÇÃO CARTILHA BEM-ESTAR PATROCÍNIO EXECUÇÃO Cartilha Informativa Alimentação saudável e atividade física: as bases essenciais para a construção de um organismo saudável Alimentos saudáveis associados à atividade

Leia mais

Em algum lugar de mim

Em algum lugar de mim Em algum lugar de mim (Drama em ato único) Autor: Mailson Soares A - Eu vi um homem... C - Homem? Que homem? A - Um viajante... C - Ele te viu? A - Não, ia muito longe! B - Do que vocês estão falando?

Leia mais

Influenza. João Pedro Marins Brum Brito da Costa (Instituto ABEL) Orientador: André Assis (UFRJ Medicina)

Influenza. João Pedro Marins Brum Brito da Costa (Instituto ABEL) Orientador: André Assis (UFRJ Medicina) Influenza João Pedro Marins Brum Brito da Costa (Instituto ABEL) Orientador: André Assis (UFRJ Medicina) O que éinfluenza Também conhecida como gripe, a influenza éuma infecção do sistema respiratório

Leia mais

VACINE-SE A PARTIR DE 1 DE OUTUBRO CONSULTE O SEU MÉDICO

VACINE-SE A PARTIR DE 1 DE OUTUBRO CONSULTE O SEU MÉDICO VACINE-SE A PARTIR DE 1 DE OUTUBRO CONSULTE O SEU MÉDICO Perguntas frequentes sobre a gripe sazonal O que é a gripe? É uma doença infecciosa aguda das vias respiratórias, causada pelo vírus da gripe. Em

Leia mais

VIGILÂNCIA EPIDEMIOLÓGICA DAS DDA. Patrícia A.F. De Almeida Outubro - 2013

VIGILÂNCIA EPIDEMIOLÓGICA DAS DDA. Patrícia A.F. De Almeida Outubro - 2013 VIGILÂNCIA EPIDEMIOLÓGICA DAS DDA Patrícia A.F. De Almeida Outubro - 2013 INTRODUÇÃO DDA Síndrome causada por vários agentes etiológicos (bactérias, vírus e parasitos) 03 ou mais episódios com fezes líquidas

Leia mais

Apresentação Mobilização no combate à dengue

Apresentação Mobilização no combate à dengue Apresentação Mobilização no combate à dengue Atualmente, a dengue é considerada um dos principais problemas de saúde pública do mundo. Com a temporada de chuvas, os riscos de surtos da doença ficam ainda

Leia mais

O Livro de informática do Menino Maluquinho

O Livro de informática do Menino Maluquinho Coleção ABCD - Lição 1 Lição 1 O Livro de informática do Menino Maluquinho 1 2 3 4 5 6 7 8 Algumas dicas para escrever e-mails: 1. Aprender português. Não adianta fi car orgulhoso por mandar um e-mail

Leia mais

DÚVIDAS FREQUENTES SOBRE LEISHMANIOSE VISCERAL CANINA (LVC)

DÚVIDAS FREQUENTES SOBRE LEISHMANIOSE VISCERAL CANINA (LVC) DÚVIDAS FREQUENTES SOBRE LEISHMANIOSE VISCERAL CANINA (LVC) 1 Quando é que se deve suspeitar de leishmaniose visceral num cão? Sempre que o cão apresentar o conjunto de sintomas da doença, ou seja, emagrecimento,

Leia mais

DOENÇAS CAUSADAS POR PROTOZOÁRIOS. Prof. Dr. Francisco Soares Santos Filho

DOENÇAS CAUSADAS POR PROTOZOÁRIOS. Prof. Dr. Francisco Soares Santos Filho DOENÇAS CAUSADAS POR PROTOZOÁRIOS Prof. Dr. Francisco Soares Santos Filho DOENÇA DE CHAGAS Definição: É uma doença transmissível, causado por um parasito do gênero Trypanosoma e transmitida principalmente

Leia mais

Boa tarde! Sou Dr. Jose Verissimo Junior Assistente Clínico da Clínica Jorge Jaber

Boa tarde! Sou Dr. Jose Verissimo Junior Assistente Clínico da Clínica Jorge Jaber Boa tarde! Sou Dr. Jose Verissimo Junior Assistente Clínico da Clínica Jorge Jaber Sugiro começarmos desligando os celulares AEDES AEGYPTI DENGUE - nome de origem espanhola que significa manha- que caracteriza

Leia mais

Como saber que meu filho é dependente químico e o que fazer. A importância de todos os familiares no processo de recuperação.

Como saber que meu filho é dependente químico e o que fazer. A importância de todos os familiares no processo de recuperação. Como saber que meu filho é dependente químico e o que fazer A importância de todos os familiares no processo de recuperação. Introdução Criar um filho é uma tarefa extremamente complexa. Além de amor,

Leia mais

protozoonoses AMEBÍASE MALÁRIA DOENÇA DE CHAGAS Saúde, higiene & saneamento básico 003 Doenças adquiridas transmissíveis Transmissão & profilaxia

protozoonoses AMEBÍASE MALÁRIA DOENÇA DE CHAGAS Saúde, higiene & saneamento básico 003 Doenças adquiridas transmissíveis Transmissão & profilaxia protozoonoses Saúde, higiene & saneamento básico 003 Doenças adquiridas transmissíveis Transmissão & profilaxia AMEBÍASE MALÁRIA DOENÇA DE CHAGAS Infecção caracterizada por manifestações clínicas intestinais

Leia mais

SAÚDE.sempre. Gripe. newsletter. medidas de auto cuidado. Secretaria Regional dos Assuntos Sociais

SAÚDE.sempre. Gripe. newsletter. medidas de auto cuidado. Secretaria Regional dos Assuntos Sociais Janeiro * 2014 Instituto de Administração da Saúde e Assuntos Sociais, IP-RAM Gripe medidas de auto cuidado newsletter Secretaria Regional dos Assuntos Sociais Ficha Técnica Newsletter - Janeiro de 2014

Leia mais