VALE CULTURA. Lei n , de 27 de dezembro de VALE CULTURA. Lei n , de 27 de dezembro de 2012.

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "VALE CULTURA. Lei n. 12.761, de 27 de dezembro de 2012. VALE CULTURA. Lei n. 12.761, de 27 de dezembro de 2012."

Transcrição

1 VALE CULTURA

2 OBJETIVOS 1. possibilitar o acesso e a fruição dos produtos e serviços culturais; 2. estimular a visitação a estabelecimentos culturais e artísticos; 3. incentivar o acesso a eventos e espetáculos culturais e artísticos.

3 PARA QUEM? prioritariamente para o trabalhador que recebe até 5 salários mínimos. METAS estimular o consumo cultural, que fortalecerá a cadeia produtiva no Brasil. incluir o consumo cultural na cesta básica do trabalhador brasileiro, que contribuirá para o conceito de cidadania cultural. é o ALIMENTO DA ALMA. Marta Suplicy

4 QUANTO VALE? VALE CULTURA R$ 50,00/mês pode acumular não perde a validade. desconto máximo de 10% para o trabalhador que ganha até 5 salários mínimos (definido em Decreto). fornecido em cartão magnético (pré-pago), válido em todo o Brasil.

5 MARGENS DE DESCONTO VALE CULTURA até 1 SM 2% R$ 1 acima de 1 SM e até 2 SM 4% R$ 2 acima de 2 SM e até 3 SM 6% R$ 3 acima de 3 SM e até 4 SM 8% R$ 4 acima de 4 SM e até 5 SM 10% R$ 5

6 QUEM PODE ADERIR? VALE CULTURA qualquer pessoa jurídica que empregue trabalhadores com carteira assinada. empresas tributadas com base no lucro real poderão deduzir do imposto de renda devido as quantias efetivamente despendidas com o benefício, até o limite de 1% do imposto devido. todas as empresas, incluindo aquelas que utilizam o regime tributário de lucro presumido ou simples, poderão fornecer o VALE CULTURA, sem que o valor seja tributado com encargos sociais e nem incorporado ao salário.

7 De acordo com o artigo 5º da Lei , que criou o Vale- Cultura, as empresas podem participar do programa como: I- empresa operadora - pessoa jurídica cadastrada no Ministério da Cultura, possuidora do Certificado de Inscrição no Programa de Cultura do Trabalhador e autorizada a produzir e comercializar o Vale-Cultura; II- empresa beneficiária - pessoa jurídica optante pelo Programa de Cultura do Trabalhador e autorizada a distribuir o vale-cultura a seus trabalhadores com vínculo empregatício; III- empresa recebedora - pessoa jurídica habilitada pela empresa operadora para receber o vale-cultura como forma de pagamento de serviço ou produto cultural.

8 QUAL O POTENCIAL? 5,1 milhões empresas que estão instaladas no país poderão aderir ao Programa. 42 milhões de trabalhadores poderão ser beneficiados 36 milhões ganham até 5 SM. R$ 25 bilhões/ano poderão ser injetados na cadeia produtiva da cultura.

9 potencial de trabalhadores a serem beneficiados por região 42 milhões de trabalhadores centro-oeste norte nordeste sul sudeste 8% 6% 51% 17% 18%

10 potencial de trabalhadores a serem beneficiados por região 36 milhões de trabalhadores até 5 salários mínimos centro-oeste norte nordeste sul sudeste 7% 6% 51% 18% 18%

11 potencial de empresas beneficiárias por região 5,1 milhões empresas centro-oeste norte nordeste sul sudeste VALE CULTURA 7% 4% 50% 16% 23%

12 QUAIS PRODUTOS E SERVIÇOS PODERÃO SER ADQUIRIDOS? Artesanato Cinema Curso de Artes Curso de Audiovisual Curso de Circo Curso de Dança Curso de Fotografia Curso de Música Curso de Teatro Curso de Literatura Disco-Áudio ou Música DVD-Documentários/Filmes/Musicais Escultura Espetáculo de Circo Espetáculo de Dança Espetáculo de Teatro Espetáculo Musical Equipamentos de Artes Visuais Equipamentos e Instrumentos Musicais Exposições de Arte Festas Populares Fotografia / Quadros / Gravuras Livros Partituras Revistas e Jornais (*) Instrução Normativa MinC n. 2, de 4 de setembro de 2013.

13 LISTA DE ATIVIDADES ECONÔMICAS ADMITIDAS PARA HABILITAÇÃO COMO EMPRESA RECEBEDORA DO VALE CULTURA comércio varejista de instrumentos musicais e acessórios comércio varejista de livros, jornais, revistas e papelaria comércio varejista de discos, cds, dvds e fitas 5914 atividades de exibição cinematográfica 7722 aluguel de fitas de vídeo, dvds e similares 8592 ensino de arte e cultura 9001 artes cênicas, espetáculos e atividades complementares 9002 criação artística 9003 gestão de espaços para artes cênicas, espetáculos e outras atividades artísticas 9101 atividades de bibliotecas e arquivos 9102 museus, restaurações, prédios históricos 9493 atividades de organizações associativas ligadas à cultura e à arte (*) Instrução Normativa MinC n. 2, de 4 de setembro de Classificação Nacional de Atividades Econômicas / CNAE

14 SITUAÇÃO ATUAL DE CREDENCIAMENTO: 28 operadoras cadastradas; empresas beneficiárias autorizadas com 510 mil trabalhadores; 6 mil estabelecimentos credenciados.

15 BENEFICIÁRIAS AUTORIZADAS NA REGIÃO NORDESTE UF Beneficiárias Autorizadas % CE 51 18% BA 75 26% MA 19 7% PE 70 24% RN 20 7% PI 17 6% PB 18 6% AL 11 4% SE 7 2% TOTAL % 31% 10% 2% Fonte: vale.cultura.gov.br. Acesso no dia 14/04/2014

16 TRABALHADORES NA REGIÃO NORDESTE VALE CULTURA UF Trabalhadores % CE ,20% BA ,90% MA ,90% PE ,20% RN ,90% PI 249 1,10% PB 173 0,80% AL 167 0,80% SE 54 0,20% TOTAL % 31% 10% 2% Fonte: vale.cultura.gov.br. Acesso no dia 14/04/2014

17 DISTRIBUIÇÃO DE CARTÕES NA REGIÃO NORDESTE UF Cartões Distribuído % MA % BA % PE % CE % SE % PB 534 4% RN 471 4% AL 321 2% PI 242 2% TOTAL % 31% 10% 2% Fonte: vale.cultura.gov.br. Acesso no dia 14/04/2014

18 EMPRESAS RECEBEDORAS NA REGIÃO NORDESTE UF Recebedoras Cadastradas % BA % CE % PE % MA 77 8% RN 53 5% SE 37 4% PB 34 3% PI 22 2% AL 12 1% TOTAL % 31% 10% 2% Fonte: vale.cultura.gov.br. Acesso no dia 14/04/2014

19 DISTRIBUIÇÃO DE CARTÕES NA BAHIA Cidades Cartões Distribuídos % SALVADOR % FEIRA DE SANTANA 216 6% ITABUNA 86 2% LAURO DE FREITAS 84 2% VITORIA DA CONQUISTA 78 2% CAMACARI 62 2% ILHEUS 56 2% JUAZEIRO 50 1% JEQUIE 48 1% JACOBINA 38 1% DEMAIS CIDADES % TOTAL % Fonte: vale.cultura.gov.br. Acesso no dia 14/04/2014

20 PORTAL VALE CULTURA informações sobre o programa legislação logotipos credenciamento manual de marcas fale conosco VALE CULTURA

21 ODECIR LUIZ PRATA DA COSTA Diretor de Incentivo à Cultura Ministério da Cultura (61) VALE CULTURA

VERITAE TRABALHO - PREVIDÊNCIA SOCIAL - SEGURANÇA E SAÚDE NO TRABALHO LEX TRABALHO E CULTURA. Vale-Cultura-Normas para Gestão-Procedimentos

VERITAE TRABALHO - PREVIDÊNCIA SOCIAL - SEGURANÇA E SAÚDE NO TRABALHO LEX TRABALHO E CULTURA. Vale-Cultura-Normas para Gestão-Procedimentos VERITAE TRABALHO - PREVIDÊNCIA SOCIAL - SEGURANÇA E SAÚDE NO TRABALHO LEX TRABALHO E CULTURA Orientador Empresarial Vale-Cultura-Normas para Gestão-Procedimentos INSTRUÇÃO NORMATIVA MINC nº 2/2013-DOU:

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos Page 1 of 5 Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos LEI Nº 12.761, DE 27 DE DEZEMBRO DE 2012. A PRESIDENTA DA REPÚBLICA Faço saber que o Congresso Nacional decreta e eu sanciono

Leia mais

REDAÇÃO FINAL PROJETO DE LEI Nº 4.682-A DE 2012. O CONGRESSO NACIONAL decreta:

REDAÇÃO FINAL PROJETO DE LEI Nº 4.682-A DE 2012. O CONGRESSO NACIONAL decreta: REDAÇÃO FINAL PROJETO DE LEI Nº 4.682-A DE 2012 Institui o Programa de Cultura do Trabalhador; cria o vale-cultura; altera as Leis nºs 8.212, de 24 de julho de 1991, e 7.713, de 22 de dezembro de 1988,

Leia mais

PROGRAMA DE CULTURA DO TRABALHADOR VALE-CULTURA Lei nº 12.761, de 27 de dezembro de 2012

PROGRAMA DE CULTURA DO TRABALHADOR VALE-CULTURA Lei nº 12.761, de 27 de dezembro de 2012 Data do boletim informativo Volume 1, Edição 1 Di Vale-Cultura IRRF Tabela Progressiva Atuação do Psicólogo como Perito INFORMATIVO 02/2013 PROGRAMA DE CULTURA DO TRABALHADOR VALE-CULTURA Lei nº 12.761,

Leia mais

PROJETO DE LEI. I - possibilitar o acesso e a fruição dos produtos e serviços culturais;

PROJETO DE LEI. I - possibilitar o acesso e a fruição dos produtos e serviços culturais; PROJETO DE LEI Institui o Programa de Cultura do Trabalhador, cria o Vale-Cultura e dá outras providências. O CONGRESSO NACIONAL decreta: Art. 1 o Fica instituído, sob a gestão do Ministério da Cultura,

Leia mais

Lei Rouanet e Vale Cultura

Lei Rouanet e Vale Cultura Lei Rouanet e Vale Cultura Novas Perspectivas de Financiamento da Cultura Brasileira São Paulo (SP), 02 de setembro de 2013 Indicadores de Exclusão Cultural Fonte: MinC - Ipea, 2007 Quantos brasileiros

Leia mais

PROAC PROGRAMA DE AÇÃO CULTURAL

PROAC PROGRAMA DE AÇÃO CULTURAL PROAC PROGRAMA DE AÇÃO CULTURAL Permite o apoio financeiro a projetos culturais credenciados pela Secretaria de Cultura de São Paulo, alcançando todo o estado. Segundo a Secretaria, o Proac visa a: Apoiar

Leia mais

Soluções Culturais INCENTIVO FISCAL POR DENTRO DAS LEIS

Soluções Culturais INCENTIVO FISCAL POR DENTRO DAS LEIS Soluções Culturais INCENTIVO FISCAL POR DENTRO DAS LEIS LEI ROUANET LEI FEDERAL DE INCENTIVO À CULTURA LEI Nº 8131/91; LEI 9.874/99 E A MEDIDA PROVISÓRIA Nº 2228-1/2001 Soluções Culturais O que é? Neste

Leia mais

PARECER Nº, DE 2009. RELATORA: Senadora ROSALBA CIARLINI I RELATÓRIO

PARECER Nº, DE 2009. RELATORA: Senadora ROSALBA CIARLINI I RELATÓRIO PARECER Nº, DE 2009 Da COMISSÃO DE ASSUNTOS SOCIAIS, sobre o Projeto de Lei da Câmara nº 221, de 2009 (PL nº 5.798, de 2009, na origem), de iniciativa do Presidente da República, que institui o Programa

Leia mais

PROGRAMA DE APOIO AO INCENTIVO: P.A.I ( Lei Rouanet) Informações importantes para o Contador da Empresa

PROGRAMA DE APOIO AO INCENTIVO: P.A.I ( Lei Rouanet) Informações importantes para o Contador da Empresa Informações importantes para o Contador da Empresa É a lei que institui o Programa Nacional de Apoio à Cultura PRONAC, visando à captação de recursos para investimentos em projetos culturais. As pessoas

Leia mais

PEGASUS Sistema de Folha de Pagamento Build 2.0.0.1265 16/09/2014

PEGASUS Sistema de Folha de Pagamento Build 2.0.0.1265 16/09/2014 PEGASUS Sistema de Folha de Pagamento Build 2.0.0.1265 16/09/2014 ATUALIZAÇÕES I CADASTRO DE FUNCIONÁRIOS - Data de Opção FGTS O sistema irá sugerir a data igual à admissão, podendo ser alterada conforme

Leia mais

De forma muito simples você irá entender tudo sobre o Ticket Cultura e como este produto fará a diferença no dia a dia de seus colaboradores e de sua

De forma muito simples você irá entender tudo sobre o Ticket Cultura e como este produto fará a diferença no dia a dia de seus colaboradores e de sua Cartilha do PCT * De forma muito simples você irá entender tudo sobre o Ticket Cultura e como este produto fará a diferença no dia a dia de seus colaboradores e de sua empresa. Programa do governo Empresa

Leia mais

PROGRAMA MAIS CULTURA - EDITAL MICROPROJETOS TERRITÓRIOS DE PAZ ANEXO 3 FORMULÁRIO PESSOA JURÍDICA 1. IDENTIFICAÇÃO DA PROPOSTA TÍTULO: ÁREA

PROGRAMA MAIS CULTURA - EDITAL MICROPROJETOS TERRITÓRIOS DE PAZ ANEXO 3 FORMULÁRIO PESSOA JURÍDICA 1. IDENTIFICAÇÃO DA PROPOSTA TÍTULO: ÁREA 1 PROGRAMA MAIS CULTURA - EDITAL MICROPROJETOS TERRITÓRIOS DE PAZ ANEXO 3 FORMULÁRIO PESSOA JURÍDICA 1. IDENTIFICAÇÃO DA PROPOSTA TÍTULO: ÁREA: ÁREA Artes Visuais Artes Cênicas Música Literatura Audiovisual

Leia mais

EDIÇÃO Nº 230 QUINTA - FEIRA, 1 DE DEZEMBRO DE 2011 GABINETE DA MINISTRA

EDIÇÃO Nº 230 QUINTA - FEIRA, 1 DE DEZEMBRO DE 2011 GABINETE DA MINISTRA EDIÇÃO Nº 230 QUINTA - FEIRA, 1 DE DEZEMBRO DE 2011 GABINETE DA MINISTRA PORTARIA Nº 116, DE 29 DE NOVEMBRO DE 2011 (com atualizações da Portaria nº 5 de 26/01/2012 DOU de 30/01/2012) Regulamenta os segmentos

Leia mais

Como incentivar? Incentivos fiscais para doações livres. Incentivos fiscais para doações/patrocínio a projetos chancelados

Como incentivar? Incentivos fiscais para doações livres. Incentivos fiscais para doações/patrocínio a projetos chancelados Incentivos Fiscais Como incentivar? Incentivos fiscais para doações livres Incentivos fiscais para doações/patrocínio a projetos chancelados Incentivos fiscais para doações a fundos públicos Incentivos

Leia mais

Seminário Mensal do Departamento Pessoal 11 de Outubro de 2013. Fábio A. Gomes Fábio Momberg Luciana E. Buganza

Seminário Mensal do Departamento Pessoal 11 de Outubro de 2013. Fábio A. Gomes Fábio Momberg Luciana E. Buganza Seminário Mensal do Departamento Pessoal Apresentação: Érica Nakamura Fábio A. Gomes Fábio Momberg Luciana E. Buganza esocial Informações que devem ser apresentadas Ato Declaratório Executivo (RFB) n 5

Leia mais

MANUAL DO PATROCINADOR

MANUAL DO PATROCINADOR MANUAL DO PATROCINADOR Neste manual você irá encontrar informações sobre os serviços que o trevo criativo oferece aos patrocinadores, além de informações sobre o funcionamento e benefícios das leis de

Leia mais

TERCEIRO SETOR. Financiamento com recursos do orçamento público e ou do setor privado

TERCEIRO SETOR. Financiamento com recursos do orçamento público e ou do setor privado TERCEIRO SETOR Financiamento com recursos do orçamento público e ou do setor privado Modalidade de apoio e financiamento por parte do Estado ESPÉCIE Auxílios Contribuições Subvenções PRINCIPAIS CARACTERÍSTICAS

Leia mais

PROGRAMA DE APOIO AO INCENTIVO: P.A.I ( Lei Rouanet) Informações Importantes para o Empresário Patrocinador

PROGRAMA DE APOIO AO INCENTIVO: P.A.I ( Lei Rouanet) Informações Importantes para o Empresário Patrocinador Informações Importantes para o Empresário Patrocinador Se sua empresa deseja Patrocinar um dos projeto culturais, aprovados pelo Ministério da Cultura por meio por da Lei Rouanet. Isso significa que como

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos Page 1 of 5 Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos DECRETO Nº 8.084, DE 26 DE AGOSTO DE 2013 A PRESIDENTA DA REPÚBLICA, no uso da atribuição que lhe confere o art. 84, caput,

Leia mais

08 a 11 de outubro de 2014

08 a 11 de outubro de 2014 EMPREENDER NA MÚSICA COMO TRANSFORMAR UMA BANDA NUMA MICRO EMPRESA 08 a 11 de outubro de 2014 08 a 11 de outubro de 2014 Sumário Ecossistema da música A música no Brasil Gestão da carreira musical O ecossistema

Leia mais

Salvador Julho de 2010

Salvador Julho de 2010 Ministério da Saúde Secretaria de Gestão Estratégica e Participativa SGEP Departamento de Monitoramento e Avaliação da gestão do SUS Salvador Julho de 2010 Cooperação Acadêmica & Gestão para o Fortalecimento

Leia mais

Guia para Boas Práticas

Guia para Boas Práticas Guia para 1 Definir o destino de parte do imposto que você vai, obrigatoriamente, pagar é uma possibilidade legítima e acessível. Basta escolher qual projeto, seja ele cultural, esportivo ou social, você

Leia mais

Guia para Boas Práticas

Guia para Boas Práticas Responsabilidade Social Guia para Boas Práticas O destino certo para seu imposto Leis de Incentivo Fiscal As Leis de Incentivo Fiscal são fruto da renúncia fiscal das autoridades públicas federais, estaduais

Leia mais

Projetos Culturais, Esportivos e Sociais: como aproveitar melhor os incentivos fiscais

Projetos Culturais, Esportivos e Sociais: como aproveitar melhor os incentivos fiscais A B B C Projetos Culturais, Esportivos e Sociais: como aproveitar melhor os incentivos fiscais MARCELO DE AGUIAR COIMBRA Graduado e Mestre em Direito pela USP/Doutorando pela Universidade de Colônia, Alemanha.

Leia mais

INCENTIVOS FISCAIS. Cultura Esporte - Saúde - Social. Legislação, Benefícios e Oportunidades. Luiz Fernando Rodrigues 22/10/2015 1

INCENTIVOS FISCAIS. Cultura Esporte - Saúde - Social. Legislação, Benefícios e Oportunidades. Luiz Fernando Rodrigues 22/10/2015 1 INCENTIVOS FISCAIS Cultura Esporte - Saúde - Social Legislação, Benefícios e Oportunidades Luiz Fernando Rodrigues 22/10/2015 1 CENÁRIO ATUAL Os mecanismos de incentivo fiscal federal, estaduais e municipais

Leia mais

LEI Nº 17.615, DE 4 DE JULHO DE 2008. (MG de 05/07/2008)

LEI Nº 17.615, DE 4 DE JULHO DE 2008. (MG de 05/07/2008) LEI Nº 17.615, DE 4 DE JULHO DE 2008. (MG de 05/07/2008) O GOVERNADOR DO ESTADO DE MINAS GERAIS, Dispõe sobre a concessão de incentivo fiscal com o objetivo de estimular a realização de projetos culturais

Leia mais

PARECER Nº, DE 2012. RELATOR: Senador MOZARILDO CAVALCANTI I RELATÓRIO

PARECER Nº, DE 2012. RELATOR: Senador MOZARILDO CAVALCANTI I RELATÓRIO PARECER Nº, DE 2012 Da COMISSÃO DE EDUCAÇÃO, CULTURA E ESPORTES, sobre o Projeto de Lei da Câmara nº 65, de 2012 (Projeto de Lei nº 1.263, de 2003, na origem), de autoria do Deputado Leonardo Monteiro,

Leia mais

O QUE É A LEI DE INCENTIVO AO ESPORTE?

O QUE É A LEI DE INCENTIVO AO ESPORTE? O QUE É A LEI DE INCENTIVO AO ESPORTE? Instrumento que permite o financiamento, por meio de incentivos fiscais, de projetos esportivos aprovados pelo Ministério do Esporte. BASE LEGAL: Lei 11.438/06 -

Leia mais

REGULAMENTO DA FEIRA RIO ANTIGO DA RUA DO LAVRADIO

REGULAMENTO DA FEIRA RIO ANTIGO DA RUA DO LAVRADIO REGULAMENTO DA FEIRA RIO ANTIGO DA RUA DO LAVRADIO A feira Rio Antigo da Rua do Lavradio é promovida pela Associação Pólo Novo Rio Antigo, e é de sua responsabilidade a concepção, planejamento e execução,

Leia mais

PEGASUS Sistema de Folha de Pagamento

PEGASUS Sistema de Folha de Pagamento PEGASUS Sistema de Folha de Pagamento ATUALIZAÇÕES Build 2.0.0.1275 20/01/2016 I DIRF/INFORME RENDIMENTOS - Exercício 2016, Ano Calendário 2015. O Sistema PEGASUS foi atualizado para geração da Dirf/informe

Leia mais

FORMULÁRIO DE APRESENTAÇÃO DE PROPOSTAS CULTURAIS 2012

FORMULÁRIO DE APRESENTAÇÃO DE PROPOSTAS CULTURAIS 2012 GOVERNO DO ESTADO DA BAHIA SECRETARIA DE CULTURA CENTRO DE CULTURAS POPULARES E IDENTITÁRIAS FUNDO DE CULTURA Nº. PROTOCOLO (Uso exclusivo da SECULT) FORMULÁRIO DE APRESENTAÇÃO DE PROPOSTAS CULTURAIS 2012

Leia mais

A LEI ROUANET E SEUS MECANISMOS DE INCENTIVO À CULTURA

A LEI ROUANET E SEUS MECANISMOS DE INCENTIVO À CULTURA ESTUDO A LEI ROUANET E SEUS MECANISMOS DE INCENTIVO À CULTURA Kátia dos Santos Pereira Consultora Legislativa da Área XV Educação, Cultura, Desporto, Ciência e Tecnologia ESTUDO MAIO/2009 Câmara dos Deputados

Leia mais

2.1.2 Artes Plásticas/ Artes Visuais / Design

2.1.2 Artes Plásticas/ Artes Visuais / Design 2.Espaço de Formação Cultural 2.1 Conservatório 2.1.1 Artes Cênicas 2.1.1.1 Teatro 2.1.1.2 Ópera 2.1.1.3 Dança 2.1.1.4 Circo 2.1.2 Artes Plásticas/ Artes Visuais / Design 2.1.2.1 Pintura 2.1.2.2 Desenho

Leia mais

INCENTIVOS FISCAIS PARA PROJETOS SOCIAIS, CULTURAIS E ESPORTIVOS

INCENTIVOS FISCAIS PARA PROJETOS SOCIAIS, CULTURAIS E ESPORTIVOS INCENTIVOS FISCAIS PARA PROJETOS SOCIAIS, CULTURAIS E ESPORTIVOS MARCONDES WITT Auditor-Fiscal e Delegado-Adjunto da Receita Federal do Brasil em Joinville I like to pay taxes, with them I buy civilization.

Leia mais

VALE ALIMENTAÇÃO PARA FUNCIONÁRIOS

VALE ALIMENTAÇÃO PARA FUNCIONÁRIOS Prezados Senhores, Ref. VALE ALIMENTAÇÃO PARA FUNCIONÁRIOS A Associação Comercial de Ilhabela está disponibilizando para as empresas da cidade, que fornecem para seus funcionários cestas básicas (ou vale-alimentação),

Leia mais

COMISSÃO DE CULTURA. A tramitação dá-se conforme o disposto no art.24, II do Regimento Interno da Câmara dos Deputados.

COMISSÃO DE CULTURA. A tramitação dá-se conforme o disposto no art.24, II do Regimento Interno da Câmara dos Deputados. 1 COMISSÃO DE CULTURA PROJETO DE LEI N o 5.095, DE 2013 Altera a Lei nº 8.313, de 23 de dezembro de 1991 - Lei Rouanet - para reconhecer a atividade circense como manifestação cultural. Autor: Deputado

Leia mais

Aprovado na Reunião do CONASU em 21/01/2015.

Aprovado na Reunião do CONASU em 21/01/2015. PROGRAMA DE PRODUÇÃO CIENTÍFICA, CULTURAL, ARTÍSTICA E TECNOLÓGICA Aprovado na Reunião do CONASU em 21/01/2015. O Programa de Produção Científica, Cultural, Artística e Tecnológica visa fortalecer a relação

Leia mais

Câmara Municipal da Figueira da Foz Divisão de Cultura NORMAS DE PARTICIPAÇÃO

Câmara Municipal da Figueira da Foz Divisão de Cultura NORMAS DE PARTICIPAÇÃO Câmara Municipal da Figueira da Foz Divisão de Cultura NORMAS DE PARTICIPAÇÃO 1 Câmara Municipal da Figueira da Foz Divisão de Cultura Normas de Participação 1.Objetivo 1.1.O CRIATIVA - Encontro de Criadores

Leia mais

Que tal investir parte dos impostos da sua empresa em um dos mais importantes trabalhos sociais do Brasil?

Que tal investir parte dos impostos da sua empresa em um dos mais importantes trabalhos sociais do Brasil? Que tal investir parte dos impostos da sua empresa em um dos mais importantes trabalhos sociais do Brasil? Conheça o Instituto Bola Pra Frente O Instituto Bola Pra Frente, iniciativa do tetracampeão mundial

Leia mais

08 a 11 de outubro de 2014

08 a 11 de outubro de 2014 Uma ideia na cabeça e um CNPJ nas mãos: noções básicas sobre a atividade empresarial para empreendedores culturais 08 a 11 de outubro de 2014 08 a 11 de outubro de 2014 Conteúdo da palestra 1 Empreendedor

Leia mais

EDITAL. Programa de Apoio a Microprojetos Culturais no Estado do Maranhão

EDITAL. Programa de Apoio a Microprojetos Culturais no Estado do Maranhão EDITAL Programa de Apoio a Microprojetos Culturais no Estado do Maranhão Com o objetivo de implementar as diretrizes traçadas pelo Programa Mais Cultura, regulamentado pelo Decreto nº. 6.226, de 04/10/2007

Leia mais

SEC Que Cultura é essa? Balanço de Gestão 2007/2010

SEC Que Cultura é essa? Balanço de Gestão 2007/2010 SEC Que Cultura é essa? Balanço de Gestão 2007/2010 1 ATRAÇÃO DE RECURSOS ATRAÇÃO DE RECURSOS TRANSFORMAR DESPESA EM INVESTIMENTO A LEI DO ICMS ESTRUTURAÇÃO Superintendência específica Parceria SEFAZ

Leia mais

Além da diversão e arte, o pão: o mercado de trabalho da cultura na Região Metropolitana de Belo Horizonte

Além da diversão e arte, o pão: o mercado de trabalho da cultura na Região Metropolitana de Belo Horizonte Data de elaboração da ficha: Jul 2007 Fundação João Pinheiro Dados da organização Nome: Fundação João Pinheiro (FJP) Endereço: Alameda das Acácias 70, São Luiz Cep: 31.275-150 Belo Horizonte, MG Site:

Leia mais

ÁREA PARA ASSUNTOS FISCAIS E DE EMPREGO - AFE nº 45 julho 2002 POUPANÇA PÚBLICA VALE EM AÇÃO : PERFIL DOS COMPRADORES COM RECURSOS DO FGTS

ÁREA PARA ASSUNTOS FISCAIS E DE EMPREGO - AFE nº 45 julho 2002 POUPANÇA PÚBLICA VALE EM AÇÃO : PERFIL DOS COMPRADORES COM RECURSOS DO FGTS INFORME-SE ÁREA PARA ASSUNTOS FISCAIS E DE EMPREGO - AFE nº 45 julho 2002 POUPANÇA PÚBLICA VALE EM AÇÃO : PERFIL DOS COMPRADORES COM RECURSOS DO FGTS Em março de 2002, os trabalhadores puderam usar, pela

Leia mais

SICAP NEWS. Ano 5 - nº 55- Informativo Mensal - Março - 2013. Vale-Cultura Lei nº 12.761 /2012

SICAP NEWS. Ano 5 - nº 55- Informativo Mensal - Março - 2013. Vale-Cultura Lei nº 12.761 /2012 SICAP NEWS Ano 5 - nº 55- Informativo Mensal - Março - 2013 Vale-Cultura Lei nº 12.761 /2012 Foi publicada no Diário Oficial da União de 27 de dezembro de 2012, a Lei 12.761/2012, que dispõe sobre a Instituição

Leia mais

Fomento a Projetos Culturais nas Áreas de Música e de Artes Cênicas

Fomento a Projetos Culturais nas Áreas de Música e de Artes Cênicas Programa 0166 Música e Artes Cênicas Objetivo Aumentar a produção e a difusão da música e das artes cênicas. Público Alvo Sociedade em geral Ações Orçamentárias Indicador(es) Número de Ações 7 Taxa de

Leia mais

PROJETO TÉCNICO. Associação ou federação comunitária Ponto de cultura

PROJETO TÉCNICO. Associação ou federação comunitária Ponto de cultura ANEXO IV CINE MAIS CULTURA BAHIA PROJETO TÉCNICO I. Identificação da Iniciativa 1. Nome da Proponente: 2. Esta ação é inscrita por: [Indique somente 1 (uma) alternativa] Organização da Sociedade Civil

Leia mais

premio EDITAL DE FOMENTO A INICIATIVAS EMPREENDEDORAS E INOVADORAS SECRETARIA DA ECONOMIA CRIATIVA* edital de apoio à pesquisa em economia criativa

premio EDITAL DE FOMENTO A INICIATIVAS EMPREENDEDORAS E INOVADORAS SECRETARIA DA ECONOMIA CRIATIVA* edital de apoio à pesquisa em economia criativa premio ^ edital de apoio à pesquisa em economia criativa EDITAL DE FOMENTO A INICIATIVAS EMPREENDEDORAS E INOVADORAS SECRETARIA DA ECONOMIA CRIATIVA* EDITAL Nº 1 de 29 DE DEZEMBRO DE 2011. PRÊMIO ECONOMIA

Leia mais

INCENTIVOS FISCAIS DO IR DEVIDO

INCENTIVOS FISCAIS DO IR DEVIDO INCENTIVOS FISCAIS DO IR DEVIDO IMPOSTO DE RENDA PESSOA FÍSICA IMPOSTO DE RENDA PESSOA JURÍDICA INTRODUÇÃO: Poderão utilizar os INCENTIVOS FISCAIS objetos desta apresentação: As pessoas físicas que entregarem

Leia mais

CENÁRIO. Estimativa de Câncer de Mama e Colo de Útero para o Ano de 2012 Estados da Região Nordeste SUREGS 2.500 2.190 2.110 2.000 1.500 1.

CENÁRIO. Estimativa de Câncer de Mama e Colo de Útero para o Ano de 2012 Estados da Região Nordeste SUREGS 2.500 2.190 2.110 2.000 1.500 1. CENÁRIO Estimativa de Câncer de Mama e Colo de Útero para o Ano de 2012 Estados da Região Nordeste 2.500 2.190 2.110 2.000 1.770 1.500 1.000 500 970 1.030 850 640 320 580 230 780 460 440 410 280 370 370

Leia mais

Mais Cultura nas Escolas

Mais Cultura nas Escolas Mais Cultura nas Escolas O que é o Programa Mais Cultura nas Escolas? Projeto Andarilha das Letras, Circulação Literária/ FUNARTE É o encontro de projetos pedagógicos de escolas da rede pública com experiências

Leia mais

Incentivo à Cultura. Investir em Cultura é um Bom Negócio

Incentivo à Cultura. Investir em Cultura é um Bom Negócio Incentivo à Cultura Investir em Cultura é um Bom Negócio O que é Incentivo Cultural? Trata-se de um instrumento complementar, que dinamiza e impulsiona o fazer cultural, ao envolver o conjunto da sociedade,

Leia mais

Nova Lei da Cultura. Material informativo sobre o projeto de lei de fomento e incentivo

Nova Lei da Cultura. Material informativo sobre o projeto de lei de fomento e incentivo Nova Lei da Cultura Material informativo sobre o projeto de lei de fomento e incentivo Nova Lei da Cultura Mais recursos, mais bem aplicados, para todas as dimensões da cultura, em todas as regiões do

Leia mais

CAPTAÇÃO DE RECURSOS POR MEIO DE INCENTIVOS FISCAIS FEDERAIS

CAPTAÇÃO DE RECURSOS POR MEIO DE INCENTIVOS FISCAIS FEDERAIS CAPTAÇÃO DE RECURSOS POR MEIO DE INCENTIVOS FISCAIS FEDERAIS Comissão de Direito do Terceiro Setor Danilo Brandani Tiisel danilo@socialprofit.com.br INCENTIVOS FISCAIS Contexto MOBILIZAÇÃO DE RECURSOS

Leia mais

Objetivo SIMPLES NACIONAL 2015. Lucro Real. Outros Modelos de Tributação. Compreender como funciona o SIMPLES

Objetivo SIMPLES NACIONAL 2015. Lucro Real. Outros Modelos de Tributação. Compreender como funciona o SIMPLES Objetivo SIMPLES NACIONAL 2015 Vicente Sevilha Junior setembro/2014 Compreender como funciona o SIMPLES Entender quais atividades podem ou não optar pelo SIMPLES Analisar as tabelas e percentuais do SIMPLES

Leia mais

PROGRAMAS DE RESPONSABILIDADE SOCIAL : TELEMAR

PROGRAMAS DE RESPONSABILIDADE SOCIAL : TELEMAR PROGRAMAS DE RESPONSABILIDADE SOCIAL : TELEMAR TELECOM SOCIAL 2005 Nova Atitude Social para Sustentação do Desenvolvimento Ronaldo Iabrudi Brasília, 04 de maio de 2005 O GRUPO TELEMAR RESPONSABILIDADE

Leia mais

P P A 2 0 1 6» 2019 F Ó R U M. Dialoga Brasil. Nordeste

P P A 2 0 1 6» 2019 F Ó R U M. Dialoga Brasil. Nordeste P P A 2 0 1 6» 2019 F Ó R U M Dialoga Brasil Nordeste O P L A N O P L U R I A N U A L - P P A O PPA é o instrumento constitucional de planejamento governamental que espelha as diretrizes do Governo Federal,

Leia mais

4.1.6 - Dados operacionais, por linha interestadual ou internacional - 2002

4.1.6 - Dados operacionais, por linha interestadual ou internacional - 2002 4.1.6 - Dados operacionais, por linha interestadual ou internacional - 2002 Linha Denominação Empresa Nº de Transporte Distância de passageiros Percorrida Transporte de passageiros Prefixo Código Viagens

Leia mais

Incentivos Fiscais: Cultura. Marcelo de Aguiar Coimbra mcoimbra@cfaadvogados.com.br

Incentivos Fiscais: Cultura. Marcelo de Aguiar Coimbra mcoimbra@cfaadvogados.com.br Incentivos Fiscais: Cultura Marcelo de Aguiar Coimbra mcoimbra@cfaadvogados.com.br Data 28 de Outubro de 2008 Curriculum Vitae Graduado e Mestre em Direito pela USP/Doutorando pela Universidade de Colônia,

Leia mais

Projetos culturais: desenvolvimento, captação e gestão

Projetos culturais: desenvolvimento, captação e gestão Projetos culturais: desenvolvimento, captação e gestão Módulo 2: Leis de incentivo André Fonseca Santo André / maio 2009 Pronac Programa Nacional de Apoio à Cultura (1991) estabeleceu três mecanismos de

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE VOLTA REDONDA SECRETARIA MUNICIPAL DE PLANEJAMENTO DEPARTAMENTO DE ORÇAMENTO E CONTROLE SECRETARIA MUNICIPAL DE CULTURA

PREFEITURA MUNICIPAL DE VOLTA REDONDA SECRETARIA MUNICIPAL DE PLANEJAMENTO DEPARTAMENTO DE ORÇAMENTO E CONTROLE SECRETARIA MUNICIPAL DE CULTURA PROGRAMA Nº- 042 PALCO SOBRE RODAS Projeto inspirado no clássico modelo de teatro itinerante, através da montagem de um palco móvel que percorre os bairros da cidade, levando cultura. Levar o Palco sobre

Leia mais

Guerra Fiscal e Desenvolvimento Regional. Audiência Pública Senado Federal 18 de outubro de 2011

Guerra Fiscal e Desenvolvimento Regional. Audiência Pública Senado Federal 18 de outubro de 2011 Guerra Fiscal e Desenvolvimento Regional Audiência Pública Senado Federal 18 de outubro de 2011 Quem ganha com a Guerra Fiscal? O país perde Porque grande parte dos incentivos é concedido a importações

Leia mais

Microempreendedorismo: As empresas de pequeno porte e o SIMPLES. Rio de Janeiro, RJ 18 de outubro de 2013

Microempreendedorismo: As empresas de pequeno porte e o SIMPLES. Rio de Janeiro, RJ 18 de outubro de 2013 Microempreendedorismo: As empresas de pequeno porte e o SIMPLES Rio de Janeiro, RJ 18 de outubro de 2013 Simples Nacional: O Processo de Conquistas Lei Geral da Micro e Pequena Empresa - Histórico 1988

Leia mais

QUANTO VALE O VALE-CULTURA? A PROPOSTA DE DEMOCRATIZAÇÃO CULTURAL VIA MERCADO

QUANTO VALE O VALE-CULTURA? A PROPOSTA DE DEMOCRATIZAÇÃO CULTURAL VIA MERCADO QUANTO VALE O VALE-CULTURA? A PROPOSTA DE DEMOCRATIZAÇÃO CULTURAL VIA MERCADO Luiz Fernando da Silva Lamericas.org Maio de 2014 QUANTO VALE O VALE-CULTURA? A proposta de democratização cultural via mercado

Leia mais

Cadastro Estadual de Cultura Acre Edital Cultura e Comunidade - PRECULT / FunCultura

Cadastro Estadual de Cultura Acre Edital Cultura e Comunidade - PRECULT / FunCultura Protocolo nº: O que é o Cadastro Estadual de Cultura? Cadastro Estadual de Cultura é o instrumento através do qual as instituições parceiras que compõe o Sistema Nacional de Cultura, Sistema Estadual de

Leia mais

1 Informações diversas Câmara aprova ampliação de parcelamento do Refis da crise O plenário da Câmara aprovou na noite desta quarta-feira (21) a medida provisória que amplia o parcelamento de débitos tributários,

Leia mais

Cultura Oficina Litoral Sustentável

Cultura Oficina Litoral Sustentável Cultura Oficina Litoral Sustentável 1 ESTRUTURA DA AGENDA REGIONAL E MUNICIPAIS 1. Princípios 2. Eixos 3. Diretrizes 4. Ações 4.1 Natureza das ações (planos, projetos, avaliação) 4.2 Mapeamento de Atores

Leia mais

DIREITO Lei Estadual nº. 1954/92

DIREITO Lei Estadual nº. 1954/92 Os Direitos Sociais relacionados à cultura e ao desporto estão disciplinados em nossa Carta Magna no título Da Ordem Social em conjunto aos temas da educação, ciência, saúde e meio ambiente dentre outros,

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE DOURADOS SECRETARIA MUNICIPAL DE CULTURA EDITAL Nº 001/2015

PREFEITURA MUNICIPAL DE DOURADOS SECRETARIA MUNICIPAL DE CULTURA EDITAL Nº 001/2015 PREFEITURA MUNICIPAL DE DOURADOS SECRETARIA MUNICIPAL DE CULTURA EDITAL Nº 001/2015 EDITAL DE INSCRIÇÃO DE PROJETOS CULTURAIS NO FUNDO DE INVESTIMENTOS Á PRODUÇÃO ARTÍSTICA E CULTURAL DE DOURADOS (FIP)

Leia mais

LEVANTAMENTO FISCAL SITE KADOX

LEVANTAMENTO FISCAL SITE KADOX LEVANTAMENTO FISCAL SITE KADOX SUMÁRIO 1 ICMS 1.1 CONTRIBUINTE 1.2 FATO GERADOR DO IMPOSTO 1.3 BASE DE CÁLCULO DO IMPOSTO 1.4 REDUÇÃO DA BASE DE CÁLCULO 1.5 CARTA DE CORREÇÃO 1.6 CÓDIGO DA SITUAÇÃO TRIBUTÁRIA

Leia mais

O Mercado de Trabalho nas Atividades Culturais no Brasil, 1992-2001

O Mercado de Trabalho nas Atividades Culturais no Brasil, 1992-2001 1 Ministério da Cultura Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (IPEA) Data de elaboração da ficha: Ago 2007 Dados das organizações: Nome: Ministério da Cultura (MinC) Endereço: Esplanada dos Ministérios,

Leia mais

A PRESENTE PESQUISA ESTÁ ENQUADRADA NA ESTRATÉGIA DO

A PRESENTE PESQUISA ESTÁ ENQUADRADA NA ESTRATÉGIA DO A PRESENTE PESQUISA ESTÁ ENQUADRADA NA ESTRATÉGIA DO SINDICATO APEOC DE CONSTRUIR A ADEQUAÇÃO DO PLANO DE CARREIRA DOS TRABALHADORES EM EDUCAÇÃO COM BASE NA LEI Nº 11738 DO PISO NACIONAL NA SUA FORMA ORIGINAL

Leia mais

a questão das leis de incentivo à cultura

a questão das leis de incentivo à cultura a questão das leis de incentivo à cultura 25/10/2004 Dia 25/10 - das 8h30 às 11h Tema: A questão das leis de incentivo à cultura Palestrante: Gilberto Gil Ministro da Cultura a questão das leis de incentivo

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE JURANDA

PREFEITURA MUNICIPAL DE JURANDA LEI Nº 931/2010 Dispõe sobre incentivo fiscal para a realização de projetos culturais no Município de Juranda, Estado do Paraná, e dá outras providências. A CÂMARA MUNICIPAL DE JURANDA, ESTADO DO PARANÁ,

Leia mais

PROGRAMA DE GRATUIDADE DE PAUTAS DOS ESPAÇOS CULTURAIS DA SECULT - 2013

PROGRAMA DE GRATUIDADE DE PAUTAS DOS ESPAÇOS CULTURAIS DA SECULT - 2013 PROGRAMA DE GRATUIDADE DE PAUTAS DOS ESPAÇOS CULTURAIS DA SECULT - 2013 Apresentação O Programa de Gratuidade de Pautas dos Espaços Culturais da Secretaria de Cultura do Estado da Bahia foi desenvolvido

Leia mais

4º EDITAL CULTURAL VOTORANTIM

4º EDITAL CULTURAL VOTORANTIM 4º EDITAL CULTURAL VOTORANTIM REGULAMENTO 1. Tipos de projetos beneficiados 2. Leis de incentivo à cultura 3. Categoria especial Acessibilidade 4. Cronograma do Edital 5. Valores de investimento 6. Inscrição

Leia mais

CRITÉRIOS ADOTADOS PELO SATED/PR À CAPACITAÇÃO PROFISSIONAL ÁREA DE TEATRO

CRITÉRIOS ADOTADOS PELO SATED/PR À CAPACITAÇÃO PROFISSIONAL ÁREA DE TEATRO CRITÉRIOS ADOTADOS PELO SATED/PR À CAPACITAÇÃO PROFISSIONAL Os critérios abaixo apontados é o fruto do consenso entre os membros dos respectivos Departamentos desta entidade de classe, aprovados pela categoria

Leia mais

ANEXO DAS PRIORIDADES E METAS DA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA

ANEXO DAS PRIORIDADES E METAS DA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA PREFEITURA MUNICIPAL DE JOAO PESSOA Secretaria Municipal de Planejamento EXERCÍCIO: 202 ANEXO DAS PRIORIDADES E METAS DA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA ÓRGÃO: Projeto/Atividade Objetivo Denominação da Meta Unid.

Leia mais

PASSO A PASSO PATROCÍNIO CULTURAL LEI ROUANET. produções

PASSO A PASSO PATROCÍNIO CULTURAL LEI ROUANET. produções PASSO A PASSO PATROCÍNIO CULTURAL LEI ROUANET produções A CULTURA NO BRASIL Os últimos dados do MINISTÉRIO DA CULTURA destacam que: - Apenas 14% dos brasileiros frequentam as salas de CINEMA; - 92% da

Leia mais

Ministério da Cultura Estrutura Organizacional e Competências. Professor Francisco Carlos M. da Conceição

Ministério da Cultura Estrutura Organizacional e Competências. Professor Francisco Carlos M. da Conceição Ministério da Cultura Estrutura Organizacional e Competências Professor Francisco Carlos M. da Conceição DECRETO Nº 6.835, DE 30 DE ABRIL DE2009. Aprova a Estrutura Regimental e o Quadro Demonstrativo

Leia mais

PRINCIPAIS PERGUNTAS SOBRE ESTÁGIO

PRINCIPAIS PERGUNTAS SOBRE ESTÁGIO INSITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DA BAHIA - IFBA PRÓ-REITORIA REITORIA DE EXTENSÃO PRINCIPAIS PERGUNTAS SOBRE ESTÁGIO Salvador 2015 PRESIDENTE DA REPÚBLICA DILMA VANA ROUSSEF MINISTRO

Leia mais

A OUTRA COMPANHIA DE TEATRO REDUZINDO DISTÂNCIAS TEATRO BA ACERVO AUDIOVISUAL MESTRE LAURENTINO 80 ANOS DE VIDA ARTE POPULAR PA

A OUTRA COMPANHIA DE TEATRO REDUZINDO DISTÂNCIAS TEATRO BA ACERVO AUDIOVISUAL MESTRE LAURENTINO 80 ANOS DE VIDA ARTE POPULAR PA RESULTADO DA SELEÇÃO DO PROGRAMA OI DE PATROCÍNIOS CULTURAIS INCENTIVADOS DO ANO DE 2007 / 2008 "7" TEATRO RJ A BRUXINHA LILI CINEMA BA A OUTRA COMPANHIA DE TEATRO REDUZINDO DISTÂNCIAS TEATRO BA A PAIXÃO

Leia mais

RENÚNCIA FISCAL DO IMPOSTO DE RENDA

RENÚNCIA FISCAL DO IMPOSTO DE RENDA DICAS PARA UTILIZAÇÃO DE RENÚNCIA FISCAL DO IMPOSTO DE RENDA Oportunidades e Legislação Parceria ÍNDICE EDITORIAL Uma oportunidade de contribuir com a transformação social 1. O QUE É RENÚNCIA FISCAL 1.1

Leia mais

Criada em 1999 em Campinas, a Direção Cultura Produções. principalmente empresas, artistas e entidades do terceiro setor.

Criada em 1999 em Campinas, a Direção Cultura Produções. principalmente empresas, artistas e entidades do terceiro setor. Histórico Criada em 1999 em Campinas, a Direção Cultura Produções realiza projetos em diversificados setores, atendendo principalmente empresas, artistas e entidades do terceiro setor. Em 2010 abriu escritório

Leia mais

DO COLETÂNEA ONLINE. Brasil Dados Públicos. atos oficiais atos administrativos processos judiciais editais, Avisos e Contratos orçamentos da União,

DO COLETÂNEA ONLINE. Brasil Dados Públicos. atos oficiais atos administrativos processos judiciais editais, Avisos e Contratos orçamentos da União, folheto de especificações ONLINE atos oficiais atos administrativos processos judiciais editais, Avisos e Contratos orçamentos da União, Estados e Municípios Base de dados eletrônica que contém a íntegra

Leia mais

SIMPLES NACIONAL. Panorama para 2010

SIMPLES NACIONAL. Panorama para 2010 SIMPLES NACIONAL Panorama para 2010 SILAS SANTIAGO Rio de Janeiro, 14 de janeiro de 2010. Fundamentação legal Histórico: Fundamentação legal Estatuto Nacional da Microempresa e da Empresa de Pequeno Porte

Leia mais

ANEXO II SALÁRIOS, CARGAS HORÁRIAS E REQUISITOS CARGO SALÁRIO* REQUISITOS

ANEXO II SALÁRIOS, CARGAS HORÁRIAS E REQUISITOS CARGO SALÁRIO* REQUISITOS ANEXO II SALÁRIOS, CARGAS HORÁRIAS E REQUISITOS ANALISTA I - ADMINISTRATIVO CARGO SALÁRIO* REQUISITOS ANALISTA I - BIBLIOTECA ANALISTA I - CONTABIL ANALISTA I - GRAVACAO MUSICAL ANALISTA I - SISTEMAS ANALISTA

Leia mais

ANÁLISE COMPARATIVA SALARIAL 11/1/2010

ANÁLISE COMPARATIVA SALARIAL 11/1/2010 ANÁLISE COMPARATIVA SALARIAL PROFESSORES DAS REDES ESTADUAIS NO BRASIL A PRESENTE PESQUISA ESTÁ ENQUADRADA NA ESTRATÉGIA DO SINDICATO APEOC DE CONSTRUIR A ADEQUAÇÃO DO PLANO DE CARREIRA DOS TRABALHADORES

Leia mais

Incentivo Fiscal. Uma abordagem sobre a sua utilização em projetos sociais. PJW

Incentivo Fiscal. Uma abordagem sobre a sua utilização em projetos sociais. PJW Incentivo Fiscal Uma abordagem sobre a sua utilização em projetos sociais. PJW Objetivo Conhecer as principais leis de incentivo fiscal e sua utilização com foco em ações sociais. Compreender as dificuldades

Leia mais

Seleção Territorial Enfrentamento a Violência contra Juventude Negra Classificação 2010

Seleção Territorial Enfrentamento a Violência contra Juventude Negra Classificação 2010 Posição Nome do Município Estado Região RM, RIDE ou Aglomeração Urbana 1 Salvador BA Nordeste RM Salvador 2 Maceió AL Nordeste RM Maceió 3 Rio de Janeiro RJ Sudeste RM Rio de Janeiro 4 Manaus AM Norte

Leia mais

RETRATO DA CONSTRUÇÃO CIVIL NA BAHIA EM 2009

RETRATO DA CONSTRUÇÃO CIVIL NA BAHIA EM 2009 Salvador / Ba 2010 Superintendência de Estudos Sociais da Bahia - SEI Diretoria de Pesquisas DIPEQ Coordenação de Pesquisas Sociais COPES RETRATO DA CONSTRUÇÃO CIVIL NA BAHIA EM 2009 Workshop: A Base de

Leia mais

Circular CAIXA nº 684, de 07 de agosto de 2015

Circular CAIXA nº 684, de 07 de agosto de 2015 CAIXA ECONÔMICA FEDERAL Vice-Presidência de Fundos de Governo e Loterias Diretoria Executiva de Fundos de Governo Superintendência Nacional de Fundo de Garantia Gerência Nacional do Ativo do FGTS Circular

Leia mais

ANEXO 3 Edital Microprojetos Culturais

ANEXO 3 Edital Microprojetos Culturais ANEXO 3 Edital Microprojetos Culturais PROGRAMA MICROPROJETOS MAIS CULTURA EDIÇÃO 2009 FORMULÁRIO DE INSCRIÇÃO PESSOA JURÍDICA 1. IDENTIFICAÇÃO DA PROPOSTA TÍTULO: AREA: Música Na área de Música, o EDITAL

Leia mais

IMPOSTO DE RENDA SOLIDÁRIO

IMPOSTO DE RENDA SOLIDÁRIO IMPOSTO DE RENDA SOLIDÁRIO FOCO DE ATUAÇÃO DA RMS PÚBLICO PRIORITÁRIO CONTEXTO Incentivos Fiscais FIA: Fomentar a participação da sociedade visando fortalecer os fundos das infâncias e adolescências. Pessoa

Leia mais

É uma ação permanente de promoção dos museus brasileiros coordenada pelo Ibram;

É uma ação permanente de promoção dos museus brasileiros coordenada pelo Ibram; Pesquisa da 13ª Semana Nacional de Museus Período de aplicação: 25 de maio a 30 de junho de 2015 Coordenação de Estudos Socioeconômicos e Sustentabilidade Ceses Departamento de Difusão, Fomento e Economia

Leia mais

MINISTÉRIO DO TRABALHO E EMPREGO. As Políticas Públicas de Emprego no Brasil

MINISTÉRIO DO TRABALHO E EMPREGO. As Políticas Públicas de Emprego no Brasil As Políticas Públicas de Emprego no Brasil 1 Índice 1. Mercado de Trabalho no Brasil 2. FAT Fundo de Amparo ao Trabalhador 2.1. Programas e Ações 2.2. Principais avanços na execução dos Programas e Ações

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE JUIZ DE FORA PRÓ-REITORIA DE CULTURA. CHAMADA PÚBLICA DE OCUPAÇÃO ARTÍSTICA E CULTURAL DO TEATRO PRÓ-MÚSICA N o 01/2015

UNIVERSIDADE FEDERAL DE JUIZ DE FORA PRÓ-REITORIA DE CULTURA. CHAMADA PÚBLICA DE OCUPAÇÃO ARTÍSTICA E CULTURAL DO TEATRO PRÓ-MÚSICA N o 01/2015 UNIVERSIDADE FEDERAL DE JUIZ DE FORA PRÓ-REITORIA DE CULTURA CHAMADA PÚBLICA DE OCUPAÇÃO ARTÍSTICA E CULTURAL DO TEATRO PRÓ-MÚSICA N o 01/2015 A Universidade Federal de Juiz de Fora, por meio da Pró-reitoria

Leia mais

DESCRITIVO DO PLANO ALTERNATIVO DE SERVIÇO Nº 150

DESCRITIVO DO PLANO ALTERNATIVO DE SERVIÇO Nº 150 DESCRITIVO DO PLANO ALTERNATIVO DE SERVIÇO Nº 50 A. Empresa: Oi (Telemar Norte Leste S.A.) B. Nome do Plano: Plano Alternativo de Serviço n.º 50 Franquia 500 minutos Internet sem Limites + Franquia VC

Leia mais

EDITAL PARA PROJETOS CULTURAIS ANO 2014 LEI MUNICIPAL DE INCENTIVO À CULTURA LEI RUBEM BRAGA

EDITAL PARA PROJETOS CULTURAIS ANO 2014 LEI MUNICIPAL DE INCENTIVO À CULTURA LEI RUBEM BRAGA EDITAL PARA PROJETOS CULTURAIS ANO 2014 LEI MUNICIPAL DE INCENTIVO À CULTURA LEI RUBEM BRAGA A Prefeitura Municipal de Cachoeiro de Itapemirim, através da Secretaria Municipal de Cultura, comunica aos

Leia mais