SOBRE O DESENVOLVIMENTO DE ATIVIDADES ARTÍSTICAS, CIENTÍFICAS E CULTURAIS NO PROCESSO DA 3ª CONFERÊNCIA NACIONAL DE JUVENTUDE

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "SOBRE O DESENVOLVIMENTO DE ATIVIDADES ARTÍSTICAS, CIENTÍFICAS E CULTURAIS NO PROCESSO DA 3ª CONFERÊNCIA NACIONAL DE JUVENTUDE"

Transcrição

1 RESOLUÇÃO 08/2015, DA COMISSÃO ORGANIZADORA NACIONAL A Comissão Organizadora da 3ª Conferência Nacional de Juventude, no uso de suas atribuições regimentais, em conformidade com o artigo 6º, objetivo específico XVII e o artigo 38º, item VII, do Regimento da 3ª Conferência Nacional de Juventude, RESOLVE: SOBRE O DESENVOLVIMENTO DE ATIVIDADES ARTÍSTICAS, CIENTÍFICAS E CULTURAIS NO PROCESSO DA 3ª CONFERÊNCIA NACIONAL DE JUVENTUDE Art. 1º MANIFESTA é o processo para promover o reconhecimento e a visibilidade de manifestações em múltiplas linguagens e formas de expressão, protagonizadas pelos jovens, durante as diferentes etapas que integram a 3ª Conferência Nacional de Juventude: as etapas municipais, regionais, estaduais, livres, territoriais, as etapas das juventudes dos povos e comunidades tradicionais e a etapa nacional. Art. 2º São diretrizes do MANIFESTA a serem observadas pelas comissões organizadoras das Conferências de Juventude: I - desenvolver a dimensão cultural e científica, integrada à dimensão política; II - saber, reconhecer e valorizar o que os jovens estão desenvolvendo de produções simbólicas e de conteúdo que expressam sua realidade concreta; III - potencializar a auto-organização, a autonomia e a emancipação dos jovens. Art. 3º Para fins dessa resolução, entende-se por: I) atividades artísticas, científicas e culturais: as manifestações, apresentações, vivências, compartilhamento de saberes, produções de conteúdo, oficinas e exposições, protagonizadas pelos jovens, propostas para compor a programação das diversas etapas da 3ª Conferência Nacional de Juventude. As atividades propostas poderão ser coletivas ou individuais, em múltiplas linguagens e formas de expressão; II) proponentes: jovens de 15 a 29 anos que apresentarão propostas de atividades artísticas, científicas e culturais para compor a programação das diversas etapas da 3ª Conferência Nacional de Juventude; Parágrafo único: As atividades coletivas, que tiverem dentre os participantes 1

2 proponentes de outras faixas etárias, devem especificar como se verifica o protagonismo dos jovens. Art. 4º - As comissões organizadoras das diferentes etapas da 3ª Conferência Nacional de Juventude devem garantir o fomento de atividades artísticas, científicas e culturais em múltiplas linguagens e formas de expressão. Para tanto, o MANIFESTA se organiza nos seguintes espaços (detalhados no anexo): I - Espaços para projeções: adequados para exibições audiovisuais; II - Espaços para apresentações: adequados para apresentações musicais, das artes cênicas, pesquisas acadêmicas dentre outras atividades; III - Espaços para instalações e experimentos: próprios para intervenções das artes visuais, experimentos científicos, dentre outras atividades; IV - Espaços para vivências e reflexões: adequados para atividades artísticas, científicas e culturais em diversas linguagens e formas de expressão; V - Espaços para comunicação colaborativa: adequados para atividades de comunicação independente, cultura digital, mídia livre, dentre outras iniciativas. Parágrafo Único - A respectiva comissão organizadora municipal, estadual e/ou nacional deverá garantir a curadoria e infraestrutura para os diferentes espaços, considerando as múltiplas formas de expressão da juventude. Em caso da realização do Manifesta. Art. 5º MANIFESTA tem as seguintes fases e cronograma de desenvolvimento: I) Julho a Outubro, Fase Inspiração: momento de compartilhamento de ideias e informações para o desenvolvimento de atividades artísticas, científicas e culturais nas diversas etapas da 3ª Conferência Nacional de Juventude; II) Agosto, Fase Chamada Pública: lançamento de Chamada Pública para a seleção de atividades artísticas, científicas e culturais que irão compor a programação da etapa nacional da 3ª Conferência Nacional de Juventude; III) Setembro e Outubro, Fase Seleção: habilitação, seleção e curadoria das propostas de atividades artísticas, científicas e culturais para a etapa nacional da 3ª Conferência Nacional de Juventude; IV) Novembro, Fase Divulgação: publicização das atividades selecionadas para a 2

3 etapa nacional da 3ª Conferência Nacional de Juventude; V) Dezembro, Fase Nacional: Realização da programação das atividades artísticas, científicas e culturais na etapa nacional da 3ª Conferência Nacional de Juventude. Da etapa nacional Art. 6º A seleção de atividades artísticas, científicas e culturais para compor a programação da etapa nacional de 3ª Conferência Nacional de Juventude, será realizada através de uma Chamada Pública especificando os critérios de inscrição, de seleção e as condições de participação, a ser publicada e divulgada em agosto de 2015; Parágrafo Único Serão custeados passagem, hospedagem e alimentação para 250 proponentes de atividades artísticas, científicas e culturais, dentre as iniciativas individuais e coletivas, selecionadas para compor a programação da etapa nacional da 3ª Conferência Nacional de Juventude. Art. 7º A inscrição de atividades artísticas, científicas e culturais para compor a programação da etapa nacional da 3 a Conferência Nacional de Juventude será formalizada com o preenchimento de uma ficha de inscrição pelo site da 3 a Conferência Nacional de Juventude: <http://juventude.gov.br/conferencia>, durante período especificado na Chamada Pública. Art. 8º As atividades que integrarão a programação do MANIFESTA na etapa nacional da 3 a Conferência Nacional de Juventude serão selecionadas por uma comissão de seleção, composta por especialistas de notório saber com pesquisa e atuação comprovada no campo artístico, científico e cultural, definida pela Comissão Organizadora Nacional. Art. 9º A comissão de seleção será responsável pela análise dos conteúdos das propostas de atividades artísticas, científicas e culturais inscritas, devendo garantir a diversidade de linguagens e formas de expressão e áreas do conhecimento. São critérios para a pontuação: I - a criatividade das propostas; 3

4 II - a qualidade e objetividade na apresentação da proposta; III - o impacto e a relevância da atividade artística, científica ou cultural no contexto dos objetivos da 3 a Conferência Nacional de Juventude; IV - o vínculo à temática da juventude, a partir dos Eixos do Estatuto da Juventude; V - a participação do/a proponente em uma das diversas etapas da Conferência: digital, municipal, regional, territorial, povos e comunidades tradicionais e/ou estadual; VI - a abertura da proposta para a interação e participação do público. Art. 10º Como especificado no artigo 47º do Regimento da 3ª Conferência Nacional de Juventude, os participantes propositores das atividades culturais são convidados da etapa nacional, tendo direito a voz, mas não direito a voto nas propostas de políticas públicas nacionais de juventude. Parágrafo Único - O proponente da atividade cultural selecionada pode ser também um delegado eleito nas etapas digital, estaduais, do Distrito Federal, da etapa de povos e comunidades tradicionais. Comissão Organizadora da 3ª Conferência Nacional de Juventude Brasília, 24 de julho de

5 ANEXO Detalhamento dos Espaços do Manifesta I. Espaços para Projeções São espaços próprios para exibições audiovisuais, adequados para a projeção de imagens acompanhadas de som sincronizado. Podem ser espaços fechados (tipo sala de cinema) ou abertos (tipo exibições ao ar livre). Para uma melhor qualidade da imagem projetada, sugere-se um ambiente com controle da iluminação. Que tipos de atividades podem entrar? Os espaços para projeções são adequados para atividades audiovisuais em diversas temáticas. A programação pode agregar produções com diferentes durações, como curtas, médias, longas-metragens, a serem organizadas de acordo com o tempo de duração, a capacidade estrutural disponível e a diversidade de proposições e temáticas. A organização pode compor as propostas para esses espaços com a programação das atividades nos eixos de debate, sugerindo percursos temáticos que facilitam a identificação de assuntos de interesse do público. Um exemplo: vídeos que abordem a temática da violência poderão ser sugeridos para os públicos que se interessam pelo eixo de debate sobre Segurança Pública e Acesso à Justiça. Espaço adequado; Cadeiras confortáveis; Tela (com base/suporte); Equipamento de projeção (com base/suporte) apropriado para o ambiente e a qualidade da imagem; Sonorização apropriada para o ambiente; Computador com capacidade de processar arquivos em diversos formatos e com acesso à internet (formato sugerido: DVD); Equipe técnica com perfil para adequar e operar os equipamentos de acordo com as demandas diversas. Exemplos de aplicação: Espaços de exibições de vídeos / Cineclubes / Salas de cinema. 5

6 II. Espaços para Apresentações São espaços próprios para apresentações artísticas e culturais que necessitem de um tipo de capacidade estrutural específico, como um auditório com palco, sonorização, iluminação, adequados para receber demandas de diversas linguagens e formas de expressões. Que tipos de atividades podem entrar? Os espaços são adequados para apresentações musicais, das artes cênicas, dentre outras atividades que necessitem desse tipo de capacidade estrutural. A programação pode agregar produções artísticas e culturais com diferentes durações, a serem organizadas de acordo com a capacidade estrutural disponível, o tempo de duração e a diversidade de proposições e temáticas. A organização pode compor as propostas para esses espaços com a programação das atividades nos eixos de debate, sugerindo percursos temáticos que facilitam a identificação de assuntos de interesse do público. Um exemplo: apresentações que abordem a temática do trabalho poderão ser sugeridas para os públicos que se interessam pelo eixo de debate com esse assunto. Espaço adequado; Cadeiras confortáveis; Palco, Sonorização e Iluminação adequados ao ambiente e com capacidade para adequar-se a demandas diversas; Tela (com base/suporte); Equipamento de projeção apropriado para o ambiente (com base/suporte); Computador com capacidade para processar arquivos em diversos formatos e com acesso à internet; Equipe técnica com perfil para adequar e operar os equipamentos de acordo com as demandas diversas. Exemplos de aplicação: Teatros / Auditórios. III. Espaços para Instalações e Experimentos São espaços próprios para instalações e experimentos artísticos, culturais e científicos que necessitem de um tipo de capacidade estrutural específico para a exposição de intervenções fixas. 6

7 Que tipos de atividades podem entrar? Os espaços para instalações e experimentos são próprios para intervenções das artes visuais, experimentos científicos, dentre outras atividades que necessitem desse tipo de capacidade estrutural. A organização pode compor as propostas para esses espaços com a programação das atividades nos eixos de debate, sugerindo percursos temáticos que facilitam a identificação de assuntos de interesse do público. Espaço adequado; Módulos, painéis e suportes para exposição de objetos em diversos formatos e dimensões; Iluminação com capacidade para adequar-se a demandas diversas; Equipamentos de projeção apropriados para o ambiente (com base/suporte e tela); Computadores com capacidade para processar arquivos em diversos formatos e com acesso à internet; Equipe técnica com perfil para montagem de espaços expositivos, bem como para adequar e operar os equipamentos de acordo com as demandas diversas. Exemplos de aplicação: Espaços de exposições diversos / Museus / Galerias. IV. Espaços de Vivências e Reflexões Os espaços de vivências e reflexões são próprios para a troca de conhecimentos, saberes e experiências diversas, adequados para atividades propositivas e desafiadoras, que busquem disparar processos dialógicos e simbólicos nas Conferências de Juventude. Que tipos de atividades podem entrar? Nos espaços de vivências e reflexões podem ser propostas atividades artísticas, científicas e culturais em diversas linguagens e formas de expressão, como por exemplo, artes cênicas, performáticas, música, poesia, literatura, cultura popular, dentre outras. A organização pode compor as intervenções propostas com a programação das atividades nos eixos de debate de diferentes formas, como por exemplo, para disparar e alimentar os diálogos. A organização das atividades deve considerar a capacidade 7

8 estrutural disponível, as temáticas abordadas e o tempo de duração (sugere-se intervenções de até 20 minutos). Espaço adequado; Cadeiras confortáveis; Sonorização adequada ao ambiente, prevendo microfone móvel; Tela (com base/suporte); Equipamento de projeção apropriado ao ambiente (com base/suporte); Computador com capacidade para processar arquivos em diversos formatos e com acesso à internet; Equipe técnica com perfil para adequar e operar os equipamentos de acordo com as demandas diversas. Exemplos de aplicação: Ambientes e salas de convivência diversos / Grupos de trabalho / Oficinas / Vivências. V. Espaços para Comunicação Colaborativa São espaços próprios para cobertura colaborativa, com produção de conteúdos multimídia sobre as diversas atividades da Conferência, bem como para a troca de experiências e conhecimentos de comunicação independente. Que tipos de atividades podem entrar? Nos espaços de comunicação colaborativa podem ser propostas atividades de comunicação independente, cultura digital, mídia livre, dentre outras iniciativas. Espaço adequado; Cadeiras confortáveis; Sonorização adequada ao ambiente; Tela (com base/suporte); Equipamento de projeção apropriado ao ambiente (com base/suporte); Computadores com capacidade para processar arquivos em diversos formatos e com acesso à internet; Impressora multifuncional colorida; Equipe técnica com perfil para adequar e operar os equipamentos de acordo com as demandas diversas. Exemplos de aplicação: Salas de Imprensa / Oficinas audiovisuais. 8

PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA SECRETARIA-GERAL SECRETARIA NACIONAL DE JUVENTUDE

PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA SECRETARIA-GERAL SECRETARIA NACIONAL DE JUVENTUDE PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA SECRETARIA-GERAL SECRETARIA NACIONAL DE JUVENTUDE CHAMADA PÚBLICA Nº 01/2015 SNJ/SG/PR PARA SELEÇÃO DE ATIVIDADES CULTURAIS, ARTISTICAS, CIENTÍFICAS E DE COMUNICAÇÃO PARA A 3ª

Leia mais

1ª Conferência Livre da Juventude em Meio Ambiente Foco em Recursos Hídricos

1ª Conferência Livre da Juventude em Meio Ambiente Foco em Recursos Hídricos 1ª Conferência Livre da Juventude em Meio Ambiente Foco em Recursos Hídricos Realização: Instituto Terrazul Parceria: Coordenadoria da Juventude da PMRJ Comitê da Bacia Hidrográfica da Baía de Guanabara

Leia mais

Mais Cultura nas Escolas

Mais Cultura nas Escolas Mais Cultura nas Escolas O que é o Programa Mais Cultura nas Escolas? Projeto Andarilha das Letras, Circulação Literária/ FUNARTE É o encontro de projetos pedagógicos de escolas da rede pública com experiências

Leia mais

FÓRUM MUNDIAL DE DIREITOS HUMANOS. Data: 10 a 13 de Dezembro de 2013 Local: Brasília

FÓRUM MUNDIAL DE DIREITOS HUMANOS. Data: 10 a 13 de Dezembro de 2013 Local: Brasília FÓRUM MUNDIAL DE DIREITOS HUMANOS Data: 10 a 13 de Dezembro de 2013 Local: Brasília Nome do Evento: Fórum Mundial de Direitos Humanos Tema central: Diálogo e Respeito às Diferenças Objetivo: Promover um

Leia mais

1. II Conferência Nacional de Cultura II CNC e Pré-conferências setoriais

1. II Conferência Nacional de Cultura II CNC e Pré-conferências setoriais 1. II Conferência Nacional de Cultura II CNC e Pré-conferências setoriais Nos dias 11 a 14 de março, o Ministério da Cultura e seus órgãos vinculados realizarão II Conferência Nacional de Cultura (II CNC).

Leia mais

PERÍODO/ DATA EVENTO LOCAL 29 de novembro de 2014 Publicação da portaria Diário Oficial do Estado. 01 de dezembro de 2014 Divulgação do regulamento

PERÍODO/ DATA EVENTO LOCAL 29 de novembro de 2014 Publicação da portaria Diário Oficial do Estado. 01 de dezembro de 2014 Divulgação do regulamento PORTARIA SEE Nº 5840 DE 28 DE NOVEMBRO DE 2014 O SECRETÁRIO DE EDUCAÇÃO E ESPORTES em exercício, no uso de suas atribuições, por intermédio da Secretaria Executiva de Desenvolvimento da Educação, considerando

Leia mais

Secretaria Municipal de Educação, Cultura e Esporte Eunápolis Bahia

Secretaria Municipal de Educação, Cultura e Esporte Eunápolis Bahia Secretaria Municipal de Educação, Cultura e Esporte Eunápolis Bahia PORTARIA Nº 14/2009 Aprova o Regulamento da I Conferência Municipal de Cultura de Eunápolis-BA e dá outras providências. A SECRETÁRIA

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE BLUMENAU FUNDAÇÃO CULTURAL DE BLUMENAU

PREFEITURA MUNICIPAL DE BLUMENAU FUNDAÇÃO CULTURAL DE BLUMENAU EDITAL Nº 02/14 - EXPOSIÇÔES TEMPORÁRIAS DO MAB - ANO 2015 A Fundação Cultural de Blumenau comunica que estarão abertas no período de 03/11/2014 a 23/01/2015 as inscrições para Exposições Temporárias do

Leia mais

RESOLUÇÃO 001/2015, DA COMISSÃO ORGANIZADORA NACIONAL SOBRE A ELEIÇÃO DE PROPOSTAS E DELEGADOS/AS DA ETAPA DIGITAL

RESOLUÇÃO 001/2015, DA COMISSÃO ORGANIZADORA NACIONAL SOBRE A ELEIÇÃO DE PROPOSTAS E DELEGADOS/AS DA ETAPA DIGITAL RESOLUÇÃO 001/2015, DA COMISSÃO ORGANIZADORA NACIONAL A Comissão Organizadora da 3ª Conferência Nacional de Juventude, no uso de suas atribuições regimentais, e conforme o estabelecido nos artigos 15,

Leia mais

EDITAL PRÊMIO GUNGA IDENTIDADE E CULTURA

EDITAL PRÊMIO GUNGA IDENTIDADE E CULTURA EDITAL PRÊMIO GUNGA IDENTIDADE E CULTURA 1. APRESENTAÇÃO Com base nos valores da economia solidária e da cultura livre, o Estúdio Gunga empresa de comunicação focada na criação de sites, editoração gráfica,

Leia mais

Inscrições abertas para edital com foco em crianças e adolescentes

Inscrições abertas para edital com foco em crianças e adolescentes Financiamento e apoio técnico Inscrições abertas para edital com foco em crianças e adolescentes A Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República (SDH/PR) e o Conselho Nacional dos Direitos

Leia mais

CONVOCATÓRIA PARA O PROGRAMA TEMPORADA DE PROJETOS 2014

CONVOCATÓRIA PARA O PROGRAMA TEMPORADA DE PROJETOS 2014 CONVOCATÓRIA PARA O PROGRAMA TEMPORADA DE PROJETOS 2014 Um dos programas mais importantes do Paço das Artes, a Temporada de Projetos é um espaço dedicado às produções artísticas, curatoriais e críticas

Leia mais

FAQ (Frequently Asked Questions) PERGUNTAS FREQUENTES

FAQ (Frequently Asked Questions) PERGUNTAS FREQUENTES 1. Onde faço a inscrição dos meus projetos? No site www.oifuturo.org.br. 2. Há alguma forma de fazer inscrição dos projetos por outro meio? Não, somente online. Os anexos não serão aceitos por correio.

Leia mais

Valorizando ideias e experiências participativas que promovam o direito humano à educação REGULAMENTO

Valorizando ideias e experiências participativas que promovam o direito humano à educação REGULAMENTO REGULAMENTO 1. O RECONHECIMENTO PÚBLICO DE OLHO NOS PLANOS 1.1. O Reconhecimento Público é uma ação da iniciativa De Olho nos Planos, composta pelos seguintes parceiros: Ação Educativa, UNICEF, Campanha

Leia mais

1º GV - Vereador Andrea Matarazzo PROJETO DE LEI Nº /2013

1º GV - Vereador Andrea Matarazzo PROJETO DE LEI Nº /2013 PROJETO DE LEI Nº /2013 Institui a Virada Cultural e dá outras providências. A Câmara Municipal de São Paulo DECRETA: Art. 1º - Fica instituída, no âmbito do Município de São Paulo, a Virada Cultural,

Leia mais

CONVOCATÓRIA PARA EXPOSIÇÃO COLETIVA DE ENSAIOS DE AUTORES CEARENSES

CONVOCATÓRIA PARA EXPOSIÇÃO COLETIVA DE ENSAIOS DE AUTORES CEARENSES CONVOCATÓRIA PARA EXPOSIÇÃO COLETIVA DE ENSAIOS DE AUTORES CEARENSES Convidamos todos a participarem de convocatória para compor exposição do Encontros de Agosto 2013, que traz o tema Memória e Produção

Leia mais

10º ENCONTRO NACIONAL DE CINEMA E VÍDEO DOS SERTÕES Realização ESCALET Produções Cinematográficas Patrocínio PETROBRAS. De 04 a 08 de novembro de 2015

10º ENCONTRO NACIONAL DE CINEMA E VÍDEO DOS SERTÕES Realização ESCALET Produções Cinematográficas Patrocínio PETROBRAS. De 04 a 08 de novembro de 2015 10º ENCONTRO NACIONAL DE CINEMA E VÍDEO DOS SERTÕES Realização ESCALET Produções Cinematográficas Patrocínio PETROBRAS De 04 a 08 de novembro de 2015 REGULAMENTO I DA DATA E LOCAL Art. 1º: O 10º ENCONTRO

Leia mais

Cultura Oficina Litoral Sustentável

Cultura Oficina Litoral Sustentável Cultura Oficina Litoral Sustentável 1 ESTRUTURA DA AGENDA REGIONAL E MUNICIPAIS 1. Princípios 2. Eixos 3. Diretrizes 4. Ações 4.1 Natureza das ações (planos, projetos, avaliação) 4.2 Mapeamento de Atores

Leia mais

6º ENCONTRO NACIONAL DE CINEMA E VÍDEO DOS SERTÕES Realização ESCALET e Pontão de Cultura Cultura Viva ao Alcance de Todos Patrocínio - PETROBRAS

6º ENCONTRO NACIONAL DE CINEMA E VÍDEO DOS SERTÕES Realização ESCALET e Pontão de Cultura Cultura Viva ao Alcance de Todos Patrocínio - PETROBRAS 1 6º ENCONTRO NACIONAL DE CINEMA E VÍDEO DOS SERTÕES Realização ESCALET e Pontão de Cultura Cultura Viva ao Alcance de Todos Patrocínio - PETROBRAS De 22 a 26 de novembro de 2011 Floriano - PI REGULAMENTO

Leia mais

h p://www.confabulefilmes.com.br/fes vais inscrições até junho/11

h p://www.confabulefilmes.com.br/fes vais inscrições até junho/11 1 de 5 21/06/2011 17:55 FESTIVAIS inscrições até junho/11 1ª MOSTRA DE VÍDEO UNIVERSITÁRIO DA UNICAP A 1ª Mostra de Vídeo Universitário da Unicap é uma atividade integrada à programação de comemoração

Leia mais

PROGRAMA DE CULTURA ESPAÇOS VISUAIS REDE SESC DE GALERIAS Edição 2015 Artes Visuais

PROGRAMA DE CULTURA ESPAÇOS VISUAIS REDE SESC DE GALERIAS Edição 2015 Artes Visuais PROGRAMA DE CULTURA ESPAÇOS VISUAIS REDE SESC DE GALERIAS Edição 2015 Artes Visuais INTRODUÇÃO O Serviço Social do Comércio Sesc, Departamento Regional de Santa Catarina, informa aos interessados os procedimentos

Leia mais

PROJETO DE LEI Nº 7.032, DE 2010

PROJETO DE LEI Nº 7.032, DE 2010 COMISSÃO DE EDUCAÇÃO E CULTURA PROJETO DE LEI Nº 7.032, DE 2010 Altera os 2º e 6º do art. 26 da lei nº 9.394, de 20 de dezembro de 1996, que fixa as diretrizes e bases da educação nacional, para instituir,

Leia mais

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL ASSEMBLEIA LEGISLATIVA Gabinete de Consultoria Legislativa

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL ASSEMBLEIA LEGISLATIVA Gabinete de Consultoria Legislativa ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL ASSEMBLEIA LEGISLATIVA Gabinete de Consultoria Legislativa LEI Nº 14.663, DE 30 DE DEZEMBRO DE 2014. (publicada no DOE n.º 253, de 31 de dezembro de 2014) Institui a Política

Leia mais

ESPAÇO DE INVESTIGAÇÃO ARTÍSTICA REGULAMENTO GERAL DO ATELIÊ ABERTO #7 PROGRAMA DE RESIDÊNCIA PARA ARTISTAS E PESQUISADORES EM ARTE.

ESPAÇO DE INVESTIGAÇÃO ARTÍSTICA REGULAMENTO GERAL DO ATELIÊ ABERTO #7 PROGRAMA DE RESIDÊNCIA PARA ARTISTAS E PESQUISADORES EM ARTE. ESPAÇO DE INVESTIGAÇÃO ARTÍSTICA REGULAMENTO GERAL DO ATELIÊ ABERTO #7 PROGRAMA DE RESIDÊNCIA PARA ARTISTAS E PESQUISADORES EM ARTE. A Casa Tomada abre inscrições para a seleção de projetos da residência

Leia mais

REGULAMENTO Festival Luz de Cinema 1º Festival de cinema latino-americano Curitiba, 20 a 24 de outubro de 2014

REGULAMENTO Festival Luz de Cinema 1º Festival de cinema latino-americano Curitiba, 20 a 24 de outubro de 2014 REGULAMENTO 1º Festival de cinema latino-americano Curitiba, 20 a 24 de outubro de 2014 1 ORGANIZAÇÃO O evento será realizado pela Escola de Comunicação e Artes da Pontifícia Universidade Católica do Paraná

Leia mais

COMISSÃO DE EDUCAÇÃO E CULTURA. PROJETO DE LEI Nº 7.032, DE 2010 (Apenso PL nº 4, de 2011)

COMISSÃO DE EDUCAÇÃO E CULTURA. PROJETO DE LEI Nº 7.032, DE 2010 (Apenso PL nº 4, de 2011) COMISSÃO DE EDUCAÇÃO E CULTURA PROJETO DE LEI Nº 7.032, DE 2010 (Apenso PL nº 4, de 2011) Altera os 2º e 6º do art. 26 da Lei nº 9.394, de 20 de dezembro de 1996, que fixa as diretrizes e bases da educação

Leia mais

EDITAL PARA INTERVENÇÕES NA RECEPÇÃO DO PIVÔ DENTRO PROGRAMA HELLO.AGAIN

EDITAL PARA INTERVENÇÕES NA RECEPÇÃO DO PIVÔ DENTRO PROGRAMA HELLO.AGAIN EDITAL PARA INTERVENÇÕES NA RECEPÇÃO DO PIVÔ DENTRO PROGRAMA HELLO.AGAIN Como parte do programa Hello. Again, em que propostas artísticas ocupam a fachada e recepção do espaço, um artista será selecionado

Leia mais

9º ENCONTRO NACIONAL DE CINEMA E VÍDEO DOS SERTÕES Realização ESCALET Produções Cinematográficas Patrocínio PETROBRAS MINISTÉRIO DA CULTURA

9º ENCONTRO NACIONAL DE CINEMA E VÍDEO DOS SERTÕES Realização ESCALET Produções Cinematográficas Patrocínio PETROBRAS MINISTÉRIO DA CULTURA 9º ENCONTRO NACIONAL DE CINEMA E VÍDEO DOS SERTÕES Realização ESCALET Produções Cinematográficas Patrocínio PETROBRAS MINISTÉRIO DA CULTURA De 05 a 09 de novembro de 2014 Floriano/PI e Barão de Grajaú/MA

Leia mais

Chamada Pública para Inovação e Criatividade na Educação Básica REGULAMENTO

Chamada Pública para Inovação e Criatividade na Educação Básica REGULAMENTO Chamada Pública para Inovação e Criatividade na Educação Básica REGULAMENTO O Ministério da Educação (MEC) anuncia a realização da Chamada Pública para Inovação e Criatividade na Educação Básica, mediante

Leia mais

CONVOCATÓRIA PARA O PROGRAMA TEMPORADA DE PROJETOS 2016

CONVOCATÓRIA PARA O PROGRAMA TEMPORADA DE PROJETOS 2016 CONVOCATÓRIA PARA O PROGRAMA TEMPORADA DE PROJETOS 2016 A Temporada de Projetos do Paço das Artes, um dos programas mais importantes da instituição, abre a Convocatória 2016. A Temporada é um espaço aberto

Leia mais

FACULDADES INTEGRADAS BARROS MELO PROCESSO SELETIVO PARA ALUNOS/ESTÁGIARIOS EDITAL

FACULDADES INTEGRADAS BARROS MELO PROCESSO SELETIVO PARA ALUNOS/ESTÁGIARIOS EDITAL FACULDADES INTEGRADAS BARROS MELO PROCESSO SELETIVO PARA ALUNOS/ESTÁGIARIOS EDITAL A Profª. Ivânia Maria de Barros Melo dos Anjos Dias, Diretora Geral das Faculdades Integradas Barros Melo, no uso de suas

Leia mais

EDITAL DE SELEÇÃO DE ALUNOS PARA A ESCOLA POPULAR DE COMUNICAÇÃO CRÍTICA ESPOCC TURMAS 2014

EDITAL DE SELEÇÃO DE ALUNOS PARA A ESCOLA POPULAR DE COMUNICAÇÃO CRÍTICA ESPOCC TURMAS 2014 EDITAL DE SELEÇÃO DE ALUNOS PARA A ESCOLA POPULAR DE COMUNICAÇÃO CRÍTICA ESPOCC TURMAS 2014 O Observatório de Favelas torna pública, por meio desta chamada, as normas do processo de seleção de alunos para

Leia mais

A mlc 2011 acontecerá no teatro do Oi Futuro Ipanema, na cidade do Rio de Janeiro, dos dias 01 a 04 de setembro de 2011.

A mlc 2011 acontecerá no teatro do Oi Futuro Ipanema, na cidade do Rio de Janeiro, dos dias 01 a 04 de setembro de 2011. apresenta: IV MOSTRA LIVE CINEMA mlc 2011 APRESENTAÇÃO A IV MOSTRA LIVE CINEMA (mlc 2011) é uma mostra expositiva de performances audiovisuais, de Live Cinema, Live Images e de qualquer outro tipo de manifestação

Leia mais

ORIENTAÇÕES PARA A REALIZAÇÃO DAS CONFERÊNCIAS MUNICIPAIS, DISTRITAL E ESTADUAIS DOS DIREITOS DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE GUIA NÚMERO 1

ORIENTAÇÕES PARA A REALIZAÇÃO DAS CONFERÊNCIAS MUNICIPAIS, DISTRITAL E ESTADUAIS DOS DIREITOS DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE GUIA NÚMERO 1 ORIENTAÇÕES PARA A REALIZAÇÃO DAS CONFERÊNCIAS MUNICIPAIS, DISTRITAL E ESTADUAIS DOS DIREITOS DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE GUIA NÚMERO 1 SUMÁRIO Apresentação 03 Tema 06 Objetivos 06 Cronograma de realização

Leia mais

REGULAMENTO PARA EXPOSIÇÃO CASARIOS DO PORTO, CORUMBÁ- MS

REGULAMENTO PARA EXPOSIÇÃO CASARIOS DO PORTO, CORUMBÁ- MS REGULAMENTO PARA EXPOSIÇÃO CASARIOS DO PORTO, CORUMBÁ- MS O SESC no Mato Grosso do Sul, torna público o regulamento para exposição Casarios do Porto, Corumbá-MS com a finalidade de estimular a produção

Leia mais

CASA DA CULTURA DA AMÉRICA LATINA CONVOCAÇÃO PARA APRESENTAÇÃO DE PROPOSTAS 2015

CASA DA CULTURA DA AMÉRICA LATINA CONVOCAÇÃO PARA APRESENTAÇÃO DE PROPOSTAS 2015 CASA DA CULTURA DA AMÉRICA LATINA CONVOCAÇÃO PARA APRESENTAÇÃO DE PROPOSTAS 2015 A Casa da Cultura da América Latina do Decanato de Extensão da UnB (CAL/DEX/UnB) comunica aos artistas que atuam no campo

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL FLUMINENSE INSTITUTO DE ARTE E COMUNICAÇÃO SOCIAL OBSERVATÓRIO DE ECONOMIA CRIATIVA DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO OBEC/RJ

UNIVERSIDADE FEDERAL FLUMINENSE INSTITUTO DE ARTE E COMUNICAÇÃO SOCIAL OBSERVATÓRIO DE ECONOMIA CRIATIVA DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO OBEC/RJ UNIVERSIDADE FEDERAL FLUMINENSE INSTITUTO DE ARTE E COMUNICAÇÃO SOCIAL OBSERVATÓRIO DE ECONOMIA CRIATIVA DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO OBEC/RJ Edital nº 03/2014 CHAMADA PÚBLICA PARA SELEÇÃO DE PROJETOS DE

Leia mais

Edital para Exposições na Galeria de Artes do SESC

Edital para Exposições na Galeria de Artes do SESC Edital para Exposições na Galeria de Artes do SESC A Coordenação Cultura do SESC-TO; através da Promotoria de Artes Plásticas, comunica aos interessados que estará recebendo de 20 de março a 20 de novembro

Leia mais

CONVOCATÓRIA ESTADUAL PARA SELEÇÃO DE PROFISSIONAIS 25º FESTIVAL DE INVERNO DE GARANHUNS - 2015

CONVOCATÓRIA ESTADUAL PARA SELEÇÃO DE PROFISSIONAIS 25º FESTIVAL DE INVERNO DE GARANHUNS - 2015 CONVOCATÓRIA ESTADUAL PARA SELEÇÃO DE PROFISSIONAIS 25º FESTIVAL DE INVERNO DE GARANHUNS - 2015 1. DO OBJETO 1.1. Constitui objeto desta convocatória, a realização de processo seletivo para compor as comissões

Leia mais

PROGRAMA TRILHA SETRE NA TRILHA DAS ARTES CURSOS DE 400 HORAS. 1. Qualificação Social 100 horas

PROGRAMA TRILHA SETRE NA TRILHA DAS ARTES CURSOS DE 400 HORAS. 1. Qualificação Social 100 horas PROGRAMA TRILHA SETRE NA TRILHA DAS ARTES CURSOS DE 400 HORAS 1. Qualificação Social 100 horas INCLUSÃO DIGITAL - 30 horas (15 h de prática) Ementa: Introdução à informática, hardware e software. Descrição

Leia mais

2.1 A duração do programa de residência será de até dois meses para o desenvolvimento de cada projeto selecionado.

2.1 A duração do programa de residência será de até dois meses para o desenvolvimento de cada projeto selecionado. Convocatória Residência Internacional LABMIS 2013 O Museu da Imagem e do Som abre inscrições para o programa Residência Internacional LABMIS 2013, abrangendo projetos artísticos nas áreas de fotografia

Leia mais

Elaboração de Projetos Sociais e Capitação de Recursos

Elaboração de Projetos Sociais e Capitação de Recursos Elaboração de Projetos Sociais e Capitação de Recursos MARINA MONTEIRO DE QUEIROZ RAVAZZI Coordenadora de Políticas para as Mulheres de Marília/SP Elaboração de Projetos Sociais INSTITUIÇÃO PROPONENTE:

Leia mais

DIRETRIZES PARA O PATROCÍNIO CULTURAL

DIRETRIZES PARA O PATROCÍNIO CULTURAL DIRETRIZES PARA O PATROCÍNIO CULTURAL A Brookfield Incorporações é hoje uma das maiores incorporadoras do país. Resultado da integração de três reconhecidas empresas do mercado imobiliário Brascan Residential,

Leia mais

ORIENTAÇÕES: NORMAS E PRAZOS PARA INSCRIÇÃO DE PROJETOS PARA A IV MOSTRA REGIONAL DE EDUCAÇÃO AMBIENTAL DA REDE ESTADUAL DE ENSINO

ORIENTAÇÕES: NORMAS E PRAZOS PARA INSCRIÇÃO DE PROJETOS PARA A IV MOSTRA REGIONAL DE EDUCAÇÃO AMBIENTAL DA REDE ESTADUAL DE ENSINO ORIENTAÇÕES: NORMAS E PRAZOS PARA INSCRIÇÃO DE PROJETOS PARA A IV MOSTRA REGIONAL DE EDUCAÇÃO AMBIENTAL DA REDE ESTADUAL DE ENSINO 1 INTRODUÇÃO A Política Estadual de Educação Ambiental tem como princípios

Leia mais

Regimento Interno CAPÍTULO PRIMEIRO DAS DISPOSIÇÕES GERAIS

Regimento Interno CAPÍTULO PRIMEIRO DAS DISPOSIÇÕES GERAIS Regimento Interno CAPÍTULO PRIMEIRO DAS DISPOSIÇÕES GERAIS Artigo 1º As atividades culturais e artísticas desenvolvidas pela POIESIS reger-se-ão pelas normas deste Regimento Interno e pelas demais disposições

Leia mais

Mulheres Periféricas

Mulheres Periféricas PROGRAMA PARA A VALORIZAÇÃO DE INICIATIVAS CULTURAIS VAI SECRETARIA MUNICIPAL DA CULTURA São Paulo, fevereiro de 2011 Mulheres Periféricas Proponente RG: CPF: Rua Fone: E-mail: 1 Índice Dados do Projeto

Leia mais

REGULAMENTO CONCURSO CULTURAL MINIMETRAGEM 2010

REGULAMENTO CONCURSO CULTURAL MINIMETRAGEM 2010 REGULAMENTO CONCURSO CULTURAL MINIMETRAGEM 2010 1. O presente regulamento tem por objeto a abertura do Concurso Cultural MiniMetragem 2010, que visa incentivar a pesquisa de idéias, conceitos, estética,

Leia mais

EDITAL DE CHAMADA PÚBLICA CFP N 003/2015

EDITAL DE CHAMADA PÚBLICA CFP N 003/2015 EDITAL DE CHAMADA PÚBLICA CFP N 003/2015 O CONSELHO FEDERAL de PSICOLOGIA, Autarquia Federal integrante do Sistema Conselho Federal/Conselhos Regionais de Psicologia, criado pela Lei nº 5.766/71, neste

Leia mais

Regulamento de Atividades Complementares

Regulamento de Atividades Complementares Regulamento de Atividades Complementares Regulamento do Registro de Atividades Complementares O presente regulamento normatiza o registro das Atividades Complementares em acordo com o artigo 3º, da Lei

Leia mais

EDITAL DE FOTOGRAFIA

EDITAL DE FOTOGRAFIA EDITAL DE FOTOGRAFIA O Governo do Estado da Paraíba, a Secretaria de Estado da Cultura, através da Fundação Espaço Cultural da Paraíba FUNESC representada pela Presidência da FUNESC e sua Diretoria de

Leia mais

PROGRAMA ÉTICA E CIDADANIA ENSINO MÉDIO. Construindo valores na escola e na sociedade. Edital nº 584, de 16 de setembro de 2005

PROGRAMA ÉTICA E CIDADANIA ENSINO MÉDIO. Construindo valores na escola e na sociedade. Edital nº 584, de 16 de setembro de 2005 PROGRAMA ÉTICA E CIDADANIA ENSINO MÉDIO Construindo valores na escola e na sociedade Edital nº 584, de 16 de setembro de 2005 O Ministério da Educação - MEC, por meio deste edital de seleção pública de

Leia mais

EDITAL 02/2013 CONCURSO FOTOGRÁFICO DAMÁRIO DA CRUZ II FÓRUM INTERNACIONAL VINTE DE NOVEMBRO

EDITAL 02/2013 CONCURSO FOTOGRÁFICO DAMÁRIO DA CRUZ II FÓRUM INTERNACIONAL VINTE DE NOVEMBRO EDITAL 02/2013 CONCURSO FOTOGRÁFICO DAMÁRIO DA CRUZ II FÓRUM INTERNACIONAL VINTE DE NOVEMBRO VII FÓRUM PRÓ-IGUALDADE RACIAL E INCLUSÃO SOCIAL DO RECÔNCAVO A UNIVERSIDADE FEDERAL DO RECÔNCAVO DA BAHIA,

Leia mais

I SEARA TEATRAL Festival de Teatro Científico da Seara da Ciência REGULAMENTO GERAL

I SEARA TEATRAL Festival de Teatro Científico da Seara da Ciência REGULAMENTO GERAL I SEARA TEATRAL Festival de Teatro Científico da Seara da Ciência REGULAMENTO GERAL I SEARA TEATRAL é o Festival de Teatro Científico da Seara da Ciência, que visa fomentar o diálogo entre a ciência e

Leia mais

PROJETO POLÍTICO PEDAGÓGICO DA DISCIPLINA AUDIOVISUAL DA ESCOLA POLITÉCNICA DE SAÚDE JOAQUIM VENÂNCIO

PROJETO POLÍTICO PEDAGÓGICO DA DISCIPLINA AUDIOVISUAL DA ESCOLA POLITÉCNICA DE SAÚDE JOAQUIM VENÂNCIO PROJETO POLÍTICO PEDAGÓGICO DA DISCIPLINA AUDIOVISUAL DA ESCOLA POLITÉCNICA DE SAÚDE JOAQUIM VENÂNCIO 1. AUDIOVISUAL NO ENSINO MÉDIO O audiovisual tem como finalidade realizar-se como crítica da cultura,

Leia mais

FAPCOM Faculdade Paulus de Tecnologia e Comunicação Curso de Bacharelado em Filosofia Regulamento das Atividades Complementares

FAPCOM Faculdade Paulus de Tecnologia e Comunicação Curso de Bacharelado em Filosofia Regulamento das Atividades Complementares FAPCOM Faculdade Paulus de Tecnologia e Comunicação Curso de Bacharelado em Filosofia Regulamento das Atividades Complementares CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES de Art. 1. O presente Regulamento

Leia mais

Festival de Cinema de Futebol REGULAMENTO 2015

Festival de Cinema de Futebol REGULAMENTO 2015 Festival de Cinema de Futebol REGULAMENTO 2015 1 - DO FESTIVAL 1.1 - O CINEfoot - Festival de Cinema de Futebol é o primeiro festival de cinema do Brasil e da América Latina com abordagens conceitual e

Leia mais

SELEÇÃO PARA CRIAÇÃO DE LOGOMARCA DO 3º CONGRESSO BRASILEIRO DE POLÍTICA, PLANEJAMENTO E GESTÃO EM SAÚDE

SELEÇÃO PARA CRIAÇÃO DE LOGOMARCA DO 3º CONGRESSO BRASILEIRO DE POLÍTICA, PLANEJAMENTO E GESTÃO EM SAÚDE SELEÇÃO PARA CRIAÇÃO DE LOGOMARCA DO 3º CONGRESSO BRASILEIRO DE POLÍTICA, PLANEJAMENTO E GESTÃO EM SAÚDE A Associação Brasileira de Saúde Coletiva ABRASCO, representada pelo Núcleo de Estudos em Saúde

Leia mais

Como resultado da preparação desse I Workshop foram formalizadas orientações básicas para formatação de um projeto cultural que seguem abaixo.

Como resultado da preparação desse I Workshop foram formalizadas orientações básicas para formatação de um projeto cultural que seguem abaixo. ORIENTAÇÕES PARA ELABORAÇÃO DE PROJETO CULTURAIS A Fundação Cultural do Estado da Bahia tem como missão fomentar o desenvolvimento das Artes Visuais, Dança, Música, Teatro, Circo, Audiovisual, Culturas

Leia mais

Prêmio Fundação Banco do Brasil de Tecnologia Social - 2013 Regulamento

Prêmio Fundação Banco do Brasil de Tecnologia Social - 2013 Regulamento 1. Do Conceito de Tecnologia Social 1.1 Tecnologia Social compreende produtos, técnicas ou metodologias reaplicáveis, desenvolvidas na interação com a comunidade e que representem efetivas soluções de

Leia mais

Curso de Engenharia de Produção NORMAS DE ATIVIDADES COMPLEMENTARES

Curso de Engenharia de Produção NORMAS DE ATIVIDADES COMPLEMENTARES Curso de Engenharia de Produção NORMAS DE ATIVIDADES COMPLEMENTARES Viçosa, Minas Gerais 2014 1 INTRODUÇÃO As atividades complementares, inseridas no projeto pedagógico, têm por finalidade proporcionar

Leia mais

Curso de Publicidade e Propaganda NORMAS DE ATIVIDADES COMPLEMENTARES

Curso de Publicidade e Propaganda NORMAS DE ATIVIDADES COMPLEMENTARES Curso de Publicidade e Propaganda NORMAS DE ATIVIDADES COMPLEMENTARES Viçosa, Minas Gerais 2015 1 INTRODUÇÃO As atividades complementares, inseridas no projeto pedagógico, têm por finalidade proporcionar

Leia mais

REGULAMENTO DA SEMANA DE ATIVIDADES CIENTIFICAS E CULTURAIS

REGULAMENTO DA SEMANA DE ATIVIDADES CIENTIFICAS E CULTURAIS ASSOCIAÇÃO EDUCACIONAL DOM BOSCO CENTRO DE PESQUISA PÓS-GRADUAÇÃO E EXTENSÃO REGULAMENTO DA SEMANA DE ATIVIDADES CIENTIFICAS E CULTURAIS R ESENDE RJ 2010-2012 C A PÍ TULO I DEFINIÇÃO, FINALIDADE E OBJETIVOS

Leia mais

EDITAL DE CONVOCAÇÃO

EDITAL DE CONVOCAÇÃO EDITAL DE CONVOCAÇÃO O Superintendente da Fundação Cultural Alfredo Ferreira Lage FUNALFA, no uso de suas atribuições, faz saber que estão abertas as inscrições para o 6º Festival Nacional de Teatro de

Leia mais

CENTRO UNIVERSITÁRIO BELAS ARTES DE SÃO PAULO CURSO DE ARQUITETURA E URBANISMO

CENTRO UNIVERSITÁRIO BELAS ARTES DE SÃO PAULO CURSO DE ARQUITETURA E URBANISMO CENTRO UNIVERSITÁRIO BELAS ARTES DE SÃO PAULO CURSO DE ARQUITETURA E URBANISMO CACCAU Centro de Atividades Complementares do Curso de Arquitetura e Urbanismo REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES Nas

Leia mais

REGULAMENTO PARA EXPOSIÇÃO FOTOGRÁFICA CORUMBÁ, MINHA TERRA QUERIDA

REGULAMENTO PARA EXPOSIÇÃO FOTOGRÁFICA CORUMBÁ, MINHA TERRA QUERIDA REGULAMENTO PARA EXPOSIÇÃO FOTOGRÁFICA CORUMBÁ, MINHA TERRA QUERIDA O SESC no Mato Grosso do Sul, torna público o regulamento para exposição fotográfica Corumbá, Minha Terra Querida com a finalidade de

Leia mais

CHAMAMENTO PÚBLICO POIESIS Nº 05/2014

CHAMAMENTO PÚBLICO POIESIS Nº 05/2014 CHAMAMENTO PÚBLICO POIESIS Nº 05/2014 OBJETO: Processo Seletivo para Grupos, Companhias e Coletivos Interessados em Receber Orientação Artística do Projeto de Qualificação em Dança - Edição 2015. Obedecendo

Leia mais

PROJETO TERRA CHÃO - DANÇA E ARTE

PROJETO TERRA CHÃO - DANÇA E ARTE PROJETO TERRA CHÃO - DANÇA E ARTE 1. JUSTIFICATIVA A região do Baixo Tocantins apresenta-se na área cultural e artística, é um grande celeiro de talentos, que vem enraizado culturalmente em nosso povo,

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL FLUMINENSE INSTITUTO DE ARTE E COMUNICAÇÃO SOCIAL OBSERVATÓRIO ESTADUAL DE ECONOMIA CRIATIVA OBEC/RJ

UNIVERSIDADE FEDERAL FLUMINENSE INSTITUTO DE ARTE E COMUNICAÇÃO SOCIAL OBSERVATÓRIO ESTADUAL DE ECONOMIA CRIATIVA OBEC/RJ UNIVERSIDADE FEDERAL FLUMINENSE INSTITUTO DE ARTE E COMUNICAÇÃO SOCIAL OBSERVATÓRIO ESTADUAL DE ECONOMIA CRIATIVA OBEC/RJ PROCESSO PARA SELEÇÃO DE DISCENTES DE GRADUAÇÃO PARA PARTICIPAREM DE PROJETOS DO

Leia mais

1. objetivo. 2. inscrições

1. objetivo. 2. inscrições 1. objetivo 1.1 O Espaço Cultural Marcantonio Vilaça do Tribunal de Contas da União comunica a abertura de inscrições de projetos de arte contemporânea, individual ou coletiva, para exposições temporárias

Leia mais

CARTILHA MONTE SEU PERCURSO DE FORMAÇÃO LIVRE

CARTILHA MONTE SEU PERCURSO DE FORMAÇÃO LIVRE CARTILHA MONTE SEU PERCURSO DE FORMAÇÃO LIVRE Tutorial básico para realização de atividades de formação livre em campi temporários ÍNDICE Apresentação, 03 Como funcionam os campi temporários?, 04 O que

Leia mais

EDITAL PARA APRESENTAÇÃO DE PROJETOS MUNICÍPIO DE CAUCAIA-CE

EDITAL PARA APRESENTAÇÃO DE PROJETOS MUNICÍPIO DE CAUCAIA-CE EDITAL PARA APRESENTAÇÃO DE PROJETOS MUNICÍPIO DE CAUCAIA-CE 1. INTRODUÇÃO A ASSOCIAÇÃO BENEFICENTE LUZIA LOPES GADÊLHA, por meio do Termo Convênio nº 05/2015, como parte integrante do Projeto Fortalecendo

Leia mais

REGULAMENTO. A decisão da comissão julgadora será incontestável.

REGULAMENTO. A decisão da comissão julgadora será incontestável. REGULAMENTO 1 - OBJETIVOS A 11ª Mostra Nacional de Audiovisual Universitário realizada em Mato Grosso visa: a) identificar, reunir, exibir e discutir a produção audiovisual e cinematográfica realizada

Leia mais

XX JORNADA JURÍDICA ACADÊMICA DO CURSO DE DIREITO

XX JORNADA JURÍDICA ACADÊMICA DO CURSO DE DIREITO Estado, Direito Penal e Segurança Pública: perspectivas para o controle social São Luís/MA, 29 a 31 de outubro de 2013 Hotel Luzeiros. CAPITULO I - Das disposições gerais REGULAMENTO DA II MOSTRA CIENTÍFICA

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO MARANHÃO 64ª REUNIÃO ANUAL DA SBPC 22 a 27 de julho de 2012, São Luís MA..

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO MARANHÃO 64ª REUNIÃO ANUAL DA SBPC 22 a 27 de julho de 2012, São Luís MA.. 22 a 27 de julho de 2012, São Luís MA EDITAL PARA MONITORIA DA SBPC / UFMA Nº 01/ 2012 Seleção Interna de Monitores para apoiar as atividades da 64ª Reunião Anual da Sociedade Brasileira para o Progresso

Leia mais

PORTARIA NORMATIVA INTERMINISTERIAL Nº- 17, DE 24 DE ABRIL DE 2007

PORTARIA NORMATIVA INTERMINISTERIAL Nº- 17, DE 24 DE ABRIL DE 2007 PORTARIA NORMATIVA INTERMINISTERIAL Nº- 17, DE 24 DE ABRIL DE 2007 Institui o Programa Mais Educação, que visa fomentar a educação integral de crianças, adolescentes e jovens, por meio do apoio a atividades

Leia mais

FESTIVAL DA DIVERSIDADE CULTURAL

FESTIVAL DA DIVERSIDADE CULTURAL FESTIVAL DA DIVERSIDADE CULTURAL Conexão Fortaleza - Bogotá 2012 Edital - XV Edição do festival Tangolomango Mil e Uma Imagens Comunicação e Produção Ltda Rua Conde Lages, 44, Sala 307 - Glória Cep: 20241-040

Leia mais

DELIBERAÇÃO PLENÁRIA N 20, DE 26 DE MAIO DE 2015.

DELIBERAÇÃO PLENÁRIA N 20, DE 26 DE MAIO DE 2015. DELIBERAÇÃO PLENÁRIA N 20, DE 26 DE MAIO DE 2015. Regulamenta a concessão de apoio institucional pelo Conselho de Arquitetura e Urbanismo de Goiás (CAU/GO), caracteriza as suas modalidades e dá outras

Leia mais

Proposta de programação cultural nos Centros Unificados de Educação

Proposta de programação cultural nos Centros Unificados de Educação CULTURA NOS CEUs Proposta de programação cultural nos Centros Unificados de Educação Resumo São Paulo, março de 2013. Por Ney Piacentini O projeto CULTURA NOS CEUs pretende levar às instalações culturais

Leia mais

O sistema de garantia dos direitos humanos das crianças e dos adolescentes: responsabilidades compartilhadas.

O sistema de garantia dos direitos humanos das crianças e dos adolescentes: responsabilidades compartilhadas. Página1 Curso de extensão universitária: O sistema de garantia dos direitos humanos das crianças e dos adolescentes: responsabilidades compartilhadas. Apresentação: Em 2015, comemorando 25 anos do ECA,

Leia mais

CONFERÊNCIAS REGIONAIS DE MEIO AMBIENTE DA BAHIA REGIMENTO CAPÍTULO I DOS OBJETIVOS

CONFERÊNCIAS REGIONAIS DE MEIO AMBIENTE DA BAHIA REGIMENTO CAPÍTULO I DOS OBJETIVOS CONFERÊNCIAS REGIONAIS DE MEIO AMBIENTE DA BAHIA REGIMENTO CAPÍTULO I DOS OBJETIVOS Art. 1º - A II Conferência Estadual do Meio Ambiente da Bahia - CEMA, convocada pelo Decreto Estadual nº 10.370, de 05

Leia mais

IDENTIFICAÇÃO 01. Razão social* [NÃO ESQUEÇA] 02. CNPJ* [NÃO ESQUEÇA]

IDENTIFICAÇÃO 01. Razão social* [NÃO ESQUEÇA] 02. CNPJ* [NÃO ESQUEÇA] GOVERNO DO ESTADO DA BAHIA Inscrição N- SECRETARIA DE CULTURA FUNDAÇÃO CULTURAL DO ESTADO DA BAHIA DIRETORIA DAS ARTES DIRART COORDENAÇÃO DE LITERATURA USO EXCLUSIVO DA FUNCEB FORMULÁRIO DE INSCRIÇÃO IMPORTANTE

Leia mais

EDITAL PARA A MOSTRA DE FOTOGRAFIA HISTÓRIA E MEMÓRIA EM SAÚDE DOS TERRITÓRIOS DE VIDA

EDITAL PARA A MOSTRA DE FOTOGRAFIA HISTÓRIA E MEMÓRIA EM SAÚDE DOS TERRITÓRIOS DE VIDA EDITAL PARA A MOSTRA DE FOTOGRAFIA HISTÓRIA E MEMÓRIA EM SAÚDE DOS TERRITÓRIOS DE VIDA A Rede Unida Norte vem por meio deste, tornar público o presente Edital da Mostra de Fotografia História e Memória

Leia mais

Realização de rodas de conversa e de troca de conhecimento para intercâmbio do que foi desenvolvido e produzido.

Realização de rodas de conversa e de troca de conhecimento para intercâmbio do que foi desenvolvido e produzido. Realização de rodas de conversa e de troca de conhecimento para intercâmbio do que foi desenvolvido e produzido. Criar novos mecanismos de intercâmbio e fortalecer os programas de intercâmbio já existentes,

Leia mais

7º ENCONTRO NACIONAL DE CINEMA E VÍDEO DOS SERTÕES Realização ESCALET e Pontão de Cultura Cultura Viva ao Alcance de Todos Patrocínio - PETROBRAS

7º ENCONTRO NACIONAL DE CINEMA E VÍDEO DOS SERTÕES Realização ESCALET e Pontão de Cultura Cultura Viva ao Alcance de Todos Patrocínio - PETROBRAS 1 7º ENCONTRO NACIONAL DE CINEMA E VÍDEO DOS SERTÕES Realização ESCALET e Pontão de Cultura Cultura Viva ao Alcance de Todos Patrocínio - PETROBRAS De 07 a 11 de novembro de 2012 Floriano - PI REGULAMENTO

Leia mais

REGULAMENTO SEMANA UEMG

REGULAMENTO SEMANA UEMG REGULAMENTO SEMANA UEMG Belo Horizonte, abril de 2015 0 SUMÁRIO CAPÍTULO I DA SEDE, DATA E DA INSTITUIÇÃO PROMOTORA... 2 CAPÍTULO II DA ABRANGÊNCIA DA SEMANA UEMG... 2 CAPÍTULO III DOS OBJETIVOS... 2 CAPÍTULO

Leia mais

RECOMENDAÇÕES PARA A ACESSIBILIDADE EM ETAPAS DA 2 CONFERÊNCIA NACIONAL DE JUVENTUDE

RECOMENDAÇÕES PARA A ACESSIBILIDADE EM ETAPAS DA 2 CONFERÊNCIA NACIONAL DE JUVENTUDE RECOMENDAÇÕES PARA A ACESSIBILIDADE EM ETAPAS DA 2 CONFERÊNCIA NACIONAL DE JUVENTUDE Este documento foi organizado pela Comissão Organizadora Nacional (CON) da 2 Conferência Nacional de Políticas Públicas

Leia mais

Convocatória Residência Paço das Artes 2014

Convocatória Residência Paço das Artes 2014 Convocatória Residência Paço das Artes 2014 O Paço das Artes abre inscrições para o programa de Residência 2014, que tem por objetivo fomentar a produção e a pesquisa sobre a arte contemporânea em suas

Leia mais

REGULAMENTO DA MOSTRA DE FOTOGRAFIA E POESIA DA EXTENSÃO RURAL DA AMAZÔNIA Ver- ATER 2014

REGULAMENTO DA MOSTRA DE FOTOGRAFIA E POESIA DA EXTENSÃO RURAL DA AMAZÔNIA Ver- ATER 2014 REGULAMENTO DA MOSTRA DE FOTOGRAFIA E POESIA DA EXTENSÃO RURAL DA AMAZÔNIA Ver- ATER 2014 I. DA APRESENTAÇÃO E REALIZAÇÃO A Mostra de Fotografia e Poesia da Extensão Rural da Amazônia Legal, doravante

Leia mais

FESTIVAL DE TEATRO AMADOR DE TRÊS LAGOAS/MS 1.ª EDIÇÃO

FESTIVAL DE TEATRO AMADOR DE TRÊS LAGOAS/MS 1.ª EDIÇÃO FESTIVAL DE TEATRO AMADOR DE TRÊS LAGOAS/MS Local: EDITAL DE INSCRIÇÕES PARA ATRAÇÕES E REGULAMENTO FESTIVAL DE TEATRO AMADOR DE TRÊS LAGOAS/MS 1.º EDIÇÃO 2013 A Comissão Organizadora do projeto Festival

Leia mais

As imagens vencedoras estamparão algumas janelas do Colégio, além de serem divulgadas via Facebook e site do Instituto Sidarta.

As imagens vencedoras estamparão algumas janelas do Colégio, além de serem divulgadas via Facebook e site do Instituto Sidarta. INFORMAÇÕES GERAIS O concurso de fotos que celebra os 15 anos do Instituto Sidarta tem como tema Cenas no Sidarta, ou seja, cenas da experiência vivida no Sidarta que foram e são importantes para os alunos

Leia mais

DIRETRIZES CURRICULARES NACIONAIS PARA A EDUCAÇÃO INFANTIL

DIRETRIZES CURRICULARES NACIONAIS PARA A EDUCAÇÃO INFANTIL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO FUNDO NACIONAL DE DESENVOLVIMENTO DA EDUCAÇÃO - FNDE PROINFÂNCIA BAHIA UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA - UFBA FACULDADE DE EDUCAÇÃO - FACED DIRETRIZES CURRICULARES NACIONAIS PARA A

Leia mais

Manual de Envio de Propostas. Grupos de Trabalho. 7º Encontro do Fórum Brasileiro de Segurança Pública

Manual de Envio de Propostas. Grupos de Trabalho. 7º Encontro do Fórum Brasileiro de Segurança Pública Manual de Envio de Propostas Grupos de Trabalho 7º Encontro do Fórum Brasileiro de Segurança Pública Regras gerais - O processo de submissão de propostas de trabalho para o 7º Encontro é totalmente on-line,

Leia mais

COMISSÃO DIRETORA PARECER Nº 522, DE 2014

COMISSÃO DIRETORA PARECER Nº 522, DE 2014 COMISSÃO DIRETORA PARECER Nº 522, DE 2014 Redação do vencido, para o turno suplementar, do Substitutivo do Senado ao Projeto de Lei da Câmara nº 90, de 2013 (nº 757, de 2011, na Casa de origem). A Comissão

Leia mais

"Mudanças Climáticas: Todos somos Responsáveis" Edital Semana das Soluções Climáticas INSCRIÇÕES PRORROGADAS ATÉ 17/09/2015

Mudanças Climáticas: Todos somos Responsáveis Edital Semana das Soluções Climáticas INSCRIÇÕES PRORROGADAS ATÉ 17/09/2015 "Mudanças Climáticas: Todos somos Responsáveis" Edital Semana das Soluções Climáticas INSCRIÇÕES PRORROGADAS ATÉ 17/09/2015 I - APRESENTAÇÃO O mundo vive atualmente um contexto de quebra de paradigmas

Leia mais

Convocatória Residência Paço das Artes 2015

Convocatória Residência Paço das Artes 2015 Convocatória Residência Paço das Artes 2015 O Paço das Artes abre inscrições para o programa de Residência 2015, que tem por objetivo fomentar a produção e a pesquisa sobre a arte contemporânea em suas

Leia mais

M A. Projeto Exposições 2010. Museu Universitário de Arte

M A. Projeto Exposições 2010. Museu Universitário de Arte M A Museu Universitário de Arte Projeto Exposições 2010 Termos para inscrições de artistas, curadores e demais interessados em participar do calendário de exposições do ano de 2010/2011 do Museu Universitário

Leia mais

EDITAL PARA II MOSTRA FOTOGRÁFICA RAIMUNDO NINA RODRIGUES

EDITAL PARA II MOSTRA FOTOGRÁFICA RAIMUNDO NINA RODRIGUES EDITAL PARA II MOSTRA FOTOGRÁFICA RAIMUNDO NINA RODRIGUES A comissão científica do II COIMAMA, I Mostra Estadual de Experiências em Atenção Básica e Saúde da Família, I Encontro Norte-Nordeste de Ligas

Leia mais

Prefeitura Municipal de Resende Superintendência Municipal de Licitações e Contratos

Prefeitura Municipal de Resende Superintendência Municipal de Licitações e Contratos Prefeitura Municipal de Resende Superintendência Municipal de Licitações e Contratos EDITAL DE CONCURSO Nº 01/2014 PROCESSO ADMINISTRATIVO Nº 8624/2014 A Superintendência Municipal de Licitações e Contratos

Leia mais

EDITAL DE SELEÇÃO DE PROPOSTAS DE ARTES VISUAIS PARA REALIZAÇÃO DE EXPOSIÇÕES NO CENTRO CULTURAL BOULEVARD LONDRINA SHOPPING

EDITAL DE SELEÇÃO DE PROPOSTAS DE ARTES VISUAIS PARA REALIZAÇÃO DE EXPOSIÇÕES NO CENTRO CULTURAL BOULEVARD LONDRINA SHOPPING 1 EDITAL DE SELEÇÃO DE PROPOSTAS DE ARTES VISUAIS PARA REALIZAÇÃO DE EXPOSIÇÕES NO CENTRO CULTURAL BOULEVARD LONDRINA SHOPPING Regulamento editado pelo Boulevard Londrina Shopping, inscrito sob CNPJ 09.191.802/0002-81,

Leia mais

INTRODUÇÃO. Sobre o Sou da Paz: Sobre os Festivais Esportivos:

INTRODUÇÃO. Sobre o Sou da Paz: Sobre os Festivais Esportivos: 1 INTRODUÇÃO Sobre o Sou da Paz: O Sou da Paz é uma organização que há mais de 10 anos trabalha para a prevenção da violência e promoção da cultura de paz no Brasil, atuando nas seguintes áreas complementares:

Leia mais