Histórico de revisões

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Histórico de revisões"

Transcrição

1

2 Design Patterns

3 Histórico de revisões Data Versão Descrição Autor 15/1/ Finalização da primeira versão HEngholmJr

4 OBJETIVOS Fornecer uma visão geral sobre Design Patterns visando atingir os requisitos não funcionais dos projetos.

5 REQUISITOS NÃO FUNCIONAIS Adaptabilidade (Atender a novos propósitos sem grandes alterações no sistema, e.g., novos tipos de investimentos) Extensibilidade (Adição de novos serviços, extensão de serviços existentes sem impactos no restante do sistema) Manutenibilidade (Esforço exigido para localizar e reparar erros em um sistema ou para modificá-lo com o propósito de adaptá-lo a um novo ambiente,) Reusabilidade (Capacidade de reutilização de módulos do sistema em outras aplicações)

6 REQUISITOS NÃO FUNCIONAIS Performance (E.g., velocidade, taxas de transferências de dados, tempo de resposta) Escalabilidade (Capacidade do sistema manter o desempenho mesmo com o aumento do número de usuários) Confiabilidade (Exatidão, possibilidade de recuperação, poucos números de falhas,...) Usabilidade (Facilidade para que usuário aprenda a utilizar e de utilização do sistema)

7 Pattern Concept Conceitos do design orientado a Objetos Base dos padrões orientados a objetos: Coesão Encapsulamento Acoplamento Herança Composição Herança por interface Polimorfismo

8 Conceitos do design orientado a Objetos Coesão Coesão é o grau em que os métodos e atributos de uma classe estão relacionados a apenas uma finalidade no sistema Vantagens de alta coesão: Evita o efeito colateral de se alterar códigos não relacionados dentro de uma mesma classe Melhora a legibilidade, esclarecendo o papel exato da classe Facilita a criação de pequenos componentes reutilizáveis

9 Coesão Conceitos do design orientado a Objetos

10 Conceitos do design orientado a Objetos Encapsulamento A estrutura interna e comportamento de um objeto não deve ser exposto Esconder a informação é fundamental para o encapsulamento adequado, os dados do objeto devem ser mantidas em sigilo. Métodos de acesso e modificadores devem fornecer uma interface para acesso aos dados Vantagens Implementação de uma classe pode variar sem mudar sua interface Os desenvolvedores podem usar a classe sem conhecer todos os seus detalhes de implementação Impossibilidade de modificações inadequadas de atributo

11 Conceitos do design orientado a Objetos Encapsulamento

12 Conceitos do design orientado a Objetos Acoplamento Acoplamento é uma medida de como as classes dependentes estão no outras classes. Para reduzir o acoplamento: Ocultar a implementação das classes Utilizar interfaces de classes abstratas Reduzir o número de métodos na interface da classe Considere o acoplamento de todo o sistema, em vez de apenas entre as classes individuais

13 Acoplamento Conceitos do design orientado a Objetos

14 Conceitos do design orientado a Objetos Herança Herança garante que as subclasses herdem atributos compartilhados e métodos de uma superclasse Vantagens Evita a duplicação de código que é comum aos subtipos Organiza classes de acordo com a herança Desvantagens Força subclasses a herdar tudo de sua superclasse Alterações para a superclasse pode afetar a subclasse

15 Herança Conceitos do design orientado a Objetos

16 Conceitos do design orientado a Objetos Composição Construa objetos complexos a partir de objetos mais simples.

17 Conceitos do design orientado a Objetos Herança de interface Herança de interface é a separação da definição de uma interface de sua implementação. Similar aos dispositivos de hardware que implementam uma interface comum Pode fazer uma classe ser estendida sem ser modificada

18 Conceitos do design orientado a Objetos Polimorfismo Polimorfismo permite invocar operações de objetos específicos através de referências genéricas. Aspectos de polimorfismo Permite atribuir diferentes tipos de objetos em tempo de execução A implementação do método é determinada pelo tipo de objeto Vantagens Permite-lhe escrever código genérico que não depende de uma subclasse específica Permite codificar menos métodos porque um supertipo pode ser especificado como o tipo de parâmetro

19 Conceitos do design orientado a Objetos Polimorfismo - Exemplo

20 Exploração dos princípios de Design Orientado a Objetos A Gang of Four (Gamma, Helm, Johnson e Vlissides) indica 3 princípios de design orientado a objetos Favoreça a composição Programe para interfaces Realize o design prevendo mudanças

21 Exploração dos princípios de Design Orientado a Objetos Favoreça a composição Reuse funcionalidades através da composição ao invés de herança, reusabilidade caixa preta.

22 Exploração dos princípios de Design Orientado a Objetos Favoreça a composição No relacionamento de composição, um objeto pode conter de uma a várias instâncias de um outro objeto, sendo responsável pela sua criação e destruição. Uma pessoa poderá ter vários telefones que são armazenados na forma de um atributo no objeto Pessoa, chamado telefones. Este atributo na verdade é uma lista de objetos do tipo Telefone. Os objetos Telefone fazem são parte do objeto Pessoa, ou seja, um objeto Telefone (parte) fará parte somente de um único objeto Pessoa (todo). Quando o objeto Pessoa for destruído, seus objetos telefone também serão.

23 Exploração dos princípios de Design Orientado a Objetos Programe para a interface

24 Exploração dos princípios de Design Orientado a Objetos Realize o design prevendo mudanças Requisitos mudam, deste modo realize o design prevendo mudanças Utilize o princípio Open-Closed, entidades de software como as classes devem estar abertos para extensão e fechados para alteração.

25 Padrões de design

26 Design Patterns Soluções conhecidas para problemas conhecidos Cada padrão descreve um problema que ocorre repetidas vezes em nosso ambiente ou são bem conhecidos no mercado, descrevendo uma solução para esse problema, de uma maneira que você pode usá-la diversas vezes sem ter que encontrar a solução sozinho. Apenas use a solução, ele já existe, já foi testada centenas de vezes e é utilizada por milhares de sistemas.

27 Catálogos de Design Patterns - GoF Catálogo de Design Patterns Gang of Four (Primeira publicação de vários padrões de projeto, influenciou muitos padrões J2EE) - Catálogo J2EE Patterns GoF Gamma, Helm, Johnson, Vlissides

28 Elementos do Design Pattern Padrões de projeto incluem os seguintes elementos: Contexto - Situação em que o problema sendo abordado ocorre Problema - problema de design que o padrão está focado Forças - Requisitos que a solução deve satisfazer Solução e Estrutura - Solução para o problema Consequências - Vantagens e desvantagens de usar o padrão Padrões relacionados - padrões que são similares ou são usados para construir esse padrão

29 Notação do Design Pattern Pode ser representado utilizando-se UML através de diagramas de classe e sequencia. Class Diagram System Sequence Diagram Login DataHora +DataHora datahora:s tring data:s tring hora:s tring Menu host:s tring perfilusuario:int cousuario:int coempresa:int flaga dm Sistema:boolean +Menu -preenchemenu:void +retornaitems implesdemenu:string -retornacabecalho:string -retornaitemdemenuv ariositens:s tring -retornarodape:s tring AcessoBD +BeanD ec onexao Usuario loginui LoginServlet usuariocliente sistemaui 1: loginservlet 2: recuperadadosusuario 3: forward m enu:s tring opcoesdeavaliacoes:string opcoesdorh:string opcoesdeadministrador:string

30 Quando e onde aplicar Patterns Algumas literaturas sugerem a utilização de padrões pró-ativamente nos projetos Outras literatura sugerem a utilização de poucos padrões e refatoração dos mesmos no design do projeto De qualquer maneira, deve-se procurar um equilíbrio de design entre flexibilidade e simplicidade Depois de aprender design patterns, você provavelmente estará inclinado a resolver todos os problemas utilizando-se de padrões de design

31 Gang of Four (GoF) Patterns: Groups Padrões de comportamento: Descrevem como os objetos interagem e distribuem responsabilidades Padrões de criação: Fornecem formas mais robusta para a criação objetos Padrões estruturais: Padrões relacionados ao interrelacionamento entre objetos

32 Gang of Four Behavioral Patterns Strategy pattern: Encapsula uma família de algoritmos para uso intercambiável Command pattern: Encapsula solicitações de comandos entre objetos para execução pelo outro objeto Iterator pattern: Iterage coleções de maneira fracamente acoplada. Observer pattern: Fornece notificação de eventos através de um objeto observador

33 Gang of Four Behavioral Patterns Exemplo Strategy pattern: Necessidade de se alterar algoritmo de ordenação em tempo de execução. O objeto cliente seleciona qual tipo de sub-tipo da interface Strategy deve ser utilizado.

34 Gang of Four Behavioral Patterns Exemplo Strategy pattern: 1 public class CatalogSearchEngine { 2 3 private SortStrategy sorter; 4 5 public CatalogSearchEngine(SortStrategy ss) { 6 sorter = ss; 7 } 8 public ArrayList search() { 9 ArrayList list = //perform search 10 sorter.sort(list); 11 return list; 12 } 13 }

35 Gang of Four Behavioral Patterns Exemplo Strategy pattern: Strategy pattern interface: 1 public interface SortStrategy { 2 public void sort(arraylist al); 3 } First strategy implementation: 1 public class QuickSort implements SortStrategy { 2 public void sort(arraylist al) { 3 //implement Quick sort code 4 } 5 }

36 Gang of Four Behavioral Patterns

37 Gang of Four Creational Patterns Factory pattern: Cria objetos de uma classe ou suas subclasses através de uma chamada de método Abstract Factory pattern: Cria uma família de objetos através de uma interface única Singleton pattern: Restringe uma classe para uma instância globalmente acessível

38 Gang of Four Behavioral Patterns Exemplo Factory pattern: A classe cliente obtém uma referência genérica de fábrica para um objeto ConcreteFactory O cliente chama o método de fábrica createproduct na ConcreteFactory O método de fábrica retorna uma referência de um produto para uma nova ConcreteProduct Se o cliente obtém uma referência para uma ConcreteFactory diferente, ele receberá um ConcreteProduct diferente

39 Gang of Four Behavioral Patterns Exemplo JDBC API Factory pattern:

40 Gang of Four Behavioral Patterns Exemplo Factory pattern: O código para utilizar o pattern acima poderia ser: Factory f = new ConcreteFactory1(); Menu m = f.createmenu ();

41 Gang of Four Behavioral Patterns Exemplo Singleton pattern Existem classes que devemos ter apenas uma única instância da mesma A única instância de uma classe deve ser facilmente acessada de diferentes partes da aplicação A única maneira de proteger a criação de um único objeto de uma classe é escondendo o construtor da mesma

42 Gang of Four Structural Patterns Façade pattern: Fornece uma interface simplificada para um subsistema Proxy pattern: Fornece um objeto intermediário que controla o acesso a um outro objeto. Adapter pattern: Permite chamadas para utilização um objeto que tem uma interface incompatível Composite pattern: Compõe objetos em estruturas parte-todo de estruturas tipo árvore. Decorator pattern: Anexa dinamicamente novas funcionalidades em um objeto.

43 Gang of Four Structural Patterns

44 Gang of Four Structural Patterns

45 Gang of Four Structural Patterns

46 Gang of Four Structural Patterns

47 Gang of Four Structural Patterns

48 Design Pattern Selection A seleção do padrão deve ser baseada em semelhanças entre o contexto, o problema, e o problema do design Múltiplos padrões podem ser usados para resolver um problema particular

49 Padrões de arquitetura

50 Model View Controller (MVC) Pattern Model View Controller (MVC) é um padrão de arquitetura Encontrado em muitos lugares, incluindo no Java Foundation Classes / Swing (JFC / Swing) API Separa o gerenciamento da apresentação da lógica do aplicativo Útil em aplicações onde a interface do usuário pode mudar freqüentemente MVC pode ser adaptado para aplicações Web

51 Aplicando o MVC Pattern Separa apresentação do estado e comportamento. Interfaces de usuário e de processamento de negócios mudam frequentemente de forma independente e alguns sistemas têm múltiplas interfaces de usuário A interface de usuário deve ser dissociada dos dados e do processamento Você pode exibir as mesmas informações em diferentes pontos de vista Os pontos de vista podem precisar refletir imediatamente as alterações do modelo de dados Os dados do modelo devem responder imediatamente às mudanças iniciadas nas interfaces

52 (Model 1/Model 2)

53 Aplicando o padrão MVC O padrão Model View Controller divide o sistema em três conjuntos de componentes: Model - Contém os dados de negócios, processamento e regras. O modelo não deve ter quaisquer detalhes sobre a interface do usuário View - Exibe uma interface gráfica de usuário (GUI), contendo os componentes do modelo de dados para o usuário e, normalmente, passa eventos GUI aos componentes do controller Controller - Aceita pedidos do usuário, invoca o processamento sobre os componentes do modelo, e determina qual componente da camada View deve ser exibido

54 Overview do pattern MVC * << Envia input do usuário * Controler -View -Model +updatemodel() +chooseview() * Seleciona >> * * View User controls * Updates >> Model * << Uses * State Data

55 J2EE Pattern Catalog

56 J2EE Pattern Catalog O catálogo de padrões J2EE são agrupados em três níveis: Integration tier Business tier Presentation tier

57 J2EE Integration Tier Patterns Service Activator - Permite que um cliente de forma assíncrona invocar um componente EJB, usando o Java Message Service (JMS) API Data Access Object - Isola banco de dados de código específico em classes que expõem uma interface de negócios Domain Store - Cria um mecanismo de persistência robusto que é transparente para os objetos de negócios sem usar os beans de entidade Web Service Broker - Faz serviços empresariais disponíveis como serviços web

58 Exemplo DAO Design Patterns

59 J2EE Business Tier Patterns Service Locator - Elimina a necessidade de um cliente plataforma J2EE estar ciente do Java Naming and Directory Interface (JNDI) API na aquisição de componentes de negócios Session Façade - Fornece a camada de apresentação com uma interface simples para acessar a camada de negócios Business Delegate - Fornece acesso flexível aos componentes camada de negócios Transfer Object - Reduz o número de chamadas de método remoto, retornando vários valores em um objeto

60 J2EE Business Tier Patterns Application Service - Centraliza a lógica de negócios entre services facades e os objetos de negócios Businness Object - Separa dados de negócio da lógica de negócios e workflow lógico Transfer Object Assembler - Monta objeto de transferência de dados de múltiplos objetos de negócios Composite Entity - Wraps um número de objetos relacionados em uma única entidade Value List Handler - Fornece um mecanismo eficiente para a execução de consultas que pode retornar um grande número de objetos e navegar através dos resultados

61 J2EE Presentation Tier Patterns Interceptando Filter - Gerencia de processamento de pré e pósprocessamento de um pedido do cliente Front Controller - Fornece um mecanismo para gerenciamento centralizado de solicitações de usuários Application Controller - Separa a invocação da gestão e despacho da view do componente front controller Context Object Passa os dados de objetos de contexto específico, sem passar esses objetos

62 J2EE Presentation Tier Patterns View Helper - Fatores fora de recuperação de conteúdo necessárias para construir a visão Composite View - Constrói uma view a partir de diferentes views Dispatcher View - Combina a Front Controller e padrões View Helper Service to Worker - Similar ao padrão Dispatcher View, exceto que o controlador frontal tem mais responsabilidade para seleção da visão e invocação do processo de negócios

63 Front Controller Pattern Client Front controler Page controler View (JSP) Model (Beans) HTTP request Common functions Update Forward Update Forward HTTP response Fornece um único local que encapsula o processamento de solicitação comum

Argo Navis J931 - Padrões de Design J2EE. Introdução. Objetivos de aprender padrões J2EE. Conhecer padrões para uso na plataforma J2EE

Argo Navis J931 - Padrões de Design J2EE. Introdução. Objetivos de aprender padrões J2EE. Conhecer padrões para uso na plataforma J2EE Padrões de Projeto J2EE J931 Introdução Helder da Rocha (helder@acm.org) argonavis.com.br Objetivos de aprender padrões J2EE Conhecer padrões para uso na plataforma J2EE Padrões permitem maior reuso, menos

Leia mais

Curso - Padrões de Projeto Módulo 1: Introdução

Curso - Padrões de Projeto Módulo 1: Introdução Curso - Padrões de Projeto Módulo 1: Introdução Vítor E. Silva Souza vitorsouza@gmail.com http://www.javablogs.com.br/page/engenho http://esjug.dev.java.net Sobre o Instrutor Formação: Java: Graduação

Leia mais

Argo Navis J931 - Padrões de Design J2EE. Versão 2.0 (setembro de 2003) Objetivos

Argo Navis J931 - Padrões de Design J2EE. Versão 2.0 (setembro de 2003) Objetivos de Projeto J931 J2EE Versão 2.0 (setembro de 2003) Helder da Rocha (helder@acm.org) argonavis.com.br Objetivos Identificar os principais padrões de projeto J2EE Distinguir os principais padrões de projeto

Leia mais

Tecnologias Web. Padrões de Projeto - Camada de Apresentação

Tecnologias Web. Padrões de Projeto - Camada de Apresentação Tecnologias Web Padrões de Projeto - Camada de Apresentação Cristiano Lehrer, M.Sc. Padrões da Camada de Apresentação (1/2) Intercepting Filter Viabiliza pré e pós processamento de requisições. Front Controller

Leia mais

Padrões de Projeto. Prof. Jefersson Alex dos Santos (jefersson@dcc.ufmg.br) http://www.dcc.ufmg.br/~jefersson

Padrões de Projeto. Prof. Jefersson Alex dos Santos (jefersson@dcc.ufmg.br) http://www.dcc.ufmg.br/~jefersson Padrões de Projeto Prof. Jefersson Alex dos Santos (jefersson@dcc.ufmg.br) http://www.dcc.ufmg.br/~jefersson Apresentação Conceitos Definição Ponto de vista prático História Padrões de Projeto Conhecidos

Leia mais

Programação Orientada a Objetos. Padrões de Criação

Programação Orientada a Objetos. Padrões de Criação Programação Orientada a Objetos Padrões de Criação Cristiano Lehrer, M.Sc. Objetivos Apresentar cada um dos 23 padrões clássicos descrevendo: O problema que solucionam. A solução. Diagramas UML (Unified

Leia mais

Padrões clássicos ou padrões GoF O livro "Design Patterns (1994) de Erich Gamma, John Vlissides, Ralph Jonhson e Richard Helm, descreve 23 padrões de

Padrões clássicos ou padrões GoF O livro Design Patterns (1994) de Erich Gamma, John Vlissides, Ralph Jonhson e Richard Helm, descreve 23 padrões de Padrões de Projeto Disciplina: Engenharia de Software - 2009.1 Professora: Rossana Maria de Castro Andrade Assistente da disciplina: Ricardo Fernandes de Almeida 1 O que é um Padrão? Um padrão descreve

Leia mais

J930. Padrões. Projeto. Introdução. argonavis.com.br. Helder da Rocha (helder@acm.org)

J930. Padrões. Projeto. Introdução. argonavis.com.br. Helder da Rocha (helder@acm.org) Padrões de J930 Projeto Introdução Helder da Rocha (helder@acm.org) argonavis.com.br O que é um padrão? Maneira testada ou documentada de alcançar um objetivo qualquer Padrões são comuns em várias áreas

Leia mais

1Introdução Helder da Rocha (helder@acm.org)

1Introdução Helder da Rocha (helder@acm.org) J930 Padrões Projeto de 1Introdução Helder da Rocha (helder@acm.org) argonavis.com.br O que é um padrão? Maneira testada ou documentada de alcançar um objetivo qualquer Padrões são comuns em várias áreas

Leia mais

Design Patterns. Viviane Torres da Silva viviane.silva@ic.uff.br. http://www.ic.uff.br/~viviane.silva/2012.1/es1

Design Patterns. Viviane Torres da Silva viviane.silva@ic.uff.br. http://www.ic.uff.br/~viviane.silva/2012.1/es1 Design Patterns Viviane Torres da Silva viviane.silva@ic.uff.br http://www.ic.uff.br/~viviane.silva/2012.1/es1 Sumário Reuso de Software Introdução Benefícios e Desvantagens Visão do Reuso Padrões de Projeto

Leia mais

Programação Avançada. Padrões de Projeto de Software. Fonte: Oswaldo B. Peres e K19 Treinamentos

Programação Avançada. Padrões de Projeto de Software. Fonte: Oswaldo B. Peres e K19 Treinamentos Programação Avançada Padrões de Projeto de Software 1 Fonte: Oswaldo B. Peres e K19 Treinamentos Introdução Projetar software OO reusável e de boa qualidade é uma tarefa difícil; Para realizar essa tarefa

Leia mais

Padrões do Catálogo J2EE. Lincoln Souza Rocha, M.Sc. (lincolnrocha@gmail.com)

Padrões do Catálogo J2EE. Lincoln Souza Rocha, M.Sc. (lincolnrocha@gmail.com) Padrões do Catálogo J2EE Lincoln Souza Rocha, M.Sc. (lincolnrocha@gmail.com) Livros Deepak Alur, John Crupi e Dan Malks. Core J2EE Patters: Best Practices and Design Strategies, Second Edition (2003).

Leia mais

4 - Padrões da Camada de Integração. Introdução

4 - Padrões da Camada de Integração. Introdução Padrões de Projeto J2EE J931 Padrões da Camada de Integração Helder da Rocha (helder@acm.org) argonavis.com.br Introdução A camada de integração encapsula a lógica relacionada com a integração do sistema

Leia mais

J550 Padrões de Projeto J2EE para Aplicações Web

J550 Padrões de Projeto J2EE para Aplicações Web J550 Padrões de Projeto J2EE para Aplicações Web Helder da Rocha (helder@acm.org) www.argonavis.com.br 1 Introdução Este módulo aborda os principais padrões de projeto J2EE, dentre o catálogo organizado

Leia mais

ENTERPRISE JAVABEANS 3. Msc. Daniele Carvalho Oliveira

ENTERPRISE JAVABEANS 3. Msc. Daniele Carvalho Oliveira ENTERPRISE JAVABEANS 3 Msc. Daniele Carvalho Oliveira Apostila Servlets e JSP www.argonavis.com.br/cursos/java/j550/index.html INTRODUÇÃO Introdução Enterprise JavaBeans é um padrão de modelo de componentes

Leia mais

PADRÕES DE SOFTWARE. Jerffeson Teixeira de Souza, Ph.D. Tarciane de Castro Andrade. Grupo de Padrões de Software da UECE (GPS.

PADRÕES DE SOFTWARE. Jerffeson Teixeira de Souza, Ph.D. Tarciane de Castro Andrade. Grupo de Padrões de Software da UECE (GPS. PADRÕES DE SOFTWARE 1 Jerffeson Teixeira de Souza, Ph.D. Tarciane de Castro Andrade Grupo de Padrões de Software da UECE (GPS.UECE) Julho-2009 CONTEÚDO Introdução aos Padrões de Software O quê são padrões?

Leia mais

Padrões GoF. Leonardo Gresta Paulino Murta leomurta@ic.uff.br

Padrões GoF. Leonardo Gresta Paulino Murta leomurta@ic.uff.br Padrões GoF Leonardo Gresta Paulino Murta leomurta@ic.uff.br Agenda Introdução Padrões de Criação Padrões de Estrutura Padrões de comportamento Leonardo Murta Padrões GoF 2 Introdução Os padrões GoF (Gamma

Leia mais

MedEl: Uma solução de E-Learning utilizando tecnologia Microsoft ASP.NET

MedEl: Uma solução de E-Learning utilizando tecnologia Microsoft ASP.NET MedEl: Uma solução de E-Learning utilizando tecnologia Microsoft ASP.NET Átila Correia Cunha 1, 2, Glaucon Henrique Mauricio Maia 1, 2, Waner Ferreira Tavares 1, 2, Jorge Bergson¹, Rui Gomes Patrício 3

Leia mais

Prototype, um Design Patterns de Criação

Prototype, um Design Patterns de Criação Prototype, um Design Patterns de Criação José Anízio Pantoja Maia Este artigo tem como finalidade compreender o funcionamento do padrão de projeto prototype, serão abordados os participantes que compõe

Leia mais

Introdução à Padrões de Projeto. Glauber Magalhães Pires

Introdução à Padrões de Projeto. Glauber Magalhães Pires Introdução à Padrões de Projeto Glauber Magalhães Pires Agenda O que são padrões de projeto? Para que servem e por que utilizá-los? Elementos constituintes Como escolher o padrão a ser usado? Como são

Leia mais

Padrões de Projeto WEB e o MVC

Padrões de Projeto WEB e o MVC Padrões de Projeto WEB e o MVC Padrões de Projeto WEB e o MVC O que são padrões? "Cada padrão descreve um problema que ocorre freqüentemente em seu ambiente, e então descreve o cerne da solução para aquele

Leia mais

Design Patterns STRATEGY EMERSON BARROS DE MENESES

Design Patterns STRATEGY EMERSON BARROS DE MENESES Design Patterns STRATEGY EMERSON BARROS DE MENESES 1 Breve Histórico Sobre Design Patterns A origem dos Design Patterns (Padrões de Desenho ou ainda Padrões de Projeto) vem do trabalho de um arquiteto

Leia mais

Técnicas de Programação Avançada TCC-00.174 Prof.: Anselmo Montenegro www.ic.uff.br/~anselmo anselmo@ic.uff.br

Técnicas de Programação Avançada TCC-00.174 Prof.: Anselmo Montenegro www.ic.uff.br/~anselmo anselmo@ic.uff.br Técnicas de Programação Avançada TCC-00.174 Prof.: Anselmo Montenegro www.ic.uff.br/~anselmo anselmo@ic.uff.br Conteúdo: Padrão MVC Documento baseado no material preparado pelo Prof. Luiz André (http://www.ic.uff.br/~lapaesleme/)

Leia mais

Padrões de Projeto de Software Orientado a Objetos

Padrões de Projeto de Software Orientado a Objetos Padrões de Projeto de Software Orientado a Objetos Ricardo Argenton Ramos [Baseado nos slides do professor Fabio Kon - USP] 1 Padrões de Projeto de Software OO Também conhecidos como Padrões de Desenho

Leia mais

3 - Padrões da Camada de Negócios. Introdução. A camada de negócios encapsula a lógica central da aplicação. Considerações de design incluem

3 - Padrões da Camada de Negócios. Introdução. A camada de negócios encapsula a lógica central da aplicação. Considerações de design incluem Padrões de Projeto J2EE J931 Padrões da Camada de Negócios (EJB) Helder da Rocha (helder@acm.org) argonavis.com.br Introdução A camada de negócios encapsula a lógica central da aplicação. Considerações

Leia mais

Padrões Arquiteturais no Java EE 7

Padrões Arquiteturais no Java EE 7 Padrões Arquiteturais no Java EE 7 Vagner F. Le Roy Júnior Curso de Pós Graduação em Arquitetura de Software Distribuído Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais Belo Horizonte, MG Brasil vagnerleroy@gmail.com

Leia mais

Eduardo Bezerra. Editora Campus/Elsevier

Eduardo Bezerra. Editora Campus/Elsevier Princípios de Análise e Projeto de Sistemas com UML 2ª edição Eduardo Bezerra Editora Campus/Elsevier Capítulo 8 Modelagem de classes de projeto A perfeição (no projeto) é alcançada, não quando não há

Leia mais

Uso de Design Patterns e J2EE: um estudo de caso

Uso de Design Patterns e J2EE: um estudo de caso Uso de Design Patterns e J2EE: um estudo de caso Rogério Sorroche (FURB) rs@furb.br Maurício Capobianco Lopes (FURB) mclopes@furb.br Resumo. Este trabalho apresenta um estudo de caso sobre o desenvolvimento

Leia mais

Especialização em web com interfaces ricas. Padrões de Projeto - Estruturais

Especialização em web com interfaces ricas. Padrões de Projeto - Estruturais Especialização em web com interfaces ricas Padrões de Projeto - Estruturais Prof. Fabrízzio Alphonsus A. M. N. Soares fabrizzio@inf.ufg.br professor.fabrizzio@gmail.com Instituto de Informática Universidade

Leia mais

Reuso. Curso de Especialização DEINF - UFMA Desenvolvimento Orientado a Objetos Prof. Geraldo Braz Junior

Reuso. Curso de Especialização DEINF - UFMA Desenvolvimento Orientado a Objetos Prof. Geraldo Braz Junior Reuso Curso de Especialização DEINF - UFMA Desenvolvimento Orientado a Objetos Prof. Geraldo Braz Junior Reutilização de Software Na maioria das áreas de engenharia de software, sistemas são desenvolvidos

Leia mais

Padrões de Desenho (Design Patterns)

Padrões de Desenho (Design Patterns) Padrões de Desenho (Design Patterns) O que são padrões de desenho Porque são úteis Conhecer alguns padrões 1 Padrões (Patterns) Design Patterns Explained: A New Perspective on Object-Oriented Design, Alan

Leia mais

SISTEMA TYR DIAGRAMAS DE CLASSE E SEQUÊNCIA Empresa: Academia Universitária

SISTEMA TYR DIAGRAMAS DE CLASSE E SEQUÊNCIA Empresa: Academia Universitária SISTEMA TYR DIAGRAMAS DE CLASSE E SEQUÊNCIA Empresa: Academia Universitária Cascavel Novembro de 2009 Pedro Patitucci Finamore Daniel Bordignon Cassanelli Marco Antonio da Rosa DIAGRAMAS DE CLASSE E SEQUÊNCIA

Leia mais

Padrões. Projeto (Design) de Software

Padrões. Projeto (Design) de Software Padrões Projeto de Softwares Categorias de Padrões Processo de Tradução de modelos de análise (isentos de tecnologia, lógicos) para modelos de projeto (development-ready, físicos) Qual a Tecnologia Alvo

Leia mais

Conteúdo. Disciplina: INF 02810 Engenharia de Software. Monalessa Perini Barcellos. Centro Tecnológico. Universidade Federal do Espírito Santo

Conteúdo. Disciplina: INF 02810 Engenharia de Software. Monalessa Perini Barcellos. Centro Tecnológico. Universidade Federal do Espírito Santo Universidade Federal do Espírito Santo Centro Tecnológico Departamento de Informática Disciplina: INF 02810 Prof.: (monalessa@inf.ufes.br) Conteúdo 1. Introdução 2. Processo de Software 3. Gerência de

Leia mais

Desenvolvendo Aplicações Web com NetBeans

Desenvolvendo Aplicações Web com NetBeans Desenvolvendo Aplicações Web com NetBeans Aula 3 Cap. 4 Trabalhando com Banco de Dados Prof.: Marcelo Ferreira Ortega Introdução O trabalho com banco de dados utilizando o NetBeans se desenvolveu ao longo

Leia mais

Testes com Design Patterns

Testes com Design Patterns Helder da Rocha (helder.darocha@gmail.com) 31 de março de 2005 71. Que padrão de design pode ser usado para permitir que uma implementação específica e uma hierarquia de abstrações possa variar independentemente?

Leia mais

Enterprise Java Beans

Enterprise Java Beans Enterprise Java Beans Prof. Pasteur Ottoni de Miranda Junior DCC PUC Minas Disponível em www.pasteurjr.blogspot.com 1-O que é um Enterprise Java Bean? O Entertprise Java Bean (EJB) é um componente server-side

Leia mais

Padrão Básico de Projeto: Interfaces e Polimorfismo

Padrão Básico de Projeto: Interfaces e Polimorfismo Padrão Básico de Projeto: Interfaces e Polimorfismo Herança de implementação versus herança de interface Há uma diferença grande entre uma classe e seu tipo A classe define ambos um tipo e uma implementação

Leia mais

MÓDULO Modelagem de classes de projeto

MÓDULO Modelagem de classes de projeto MÓDULO Modelagem de classes de projeto A perfeição (no projeto) é alcançada, não quando não há nada mais para adicionar, mas quando não há nada mais para retirar. -Eric Raymond, The Cathedral and the Bazaar

Leia mais

Associação Carioca de Ensino Superior Centro Universitário Carioca

Associação Carioca de Ensino Superior Centro Universitário Carioca Desenvolvimento de Aplicações Web Lista de Exercícios Métodos HTTP 1. No tocante ao protocolo de transferência de hipertexto (HTTP), esse protocolo da categoria "solicitação e resposta" possui três métodos

Leia mais

J550. Model View Controller

J550. Model View Controller J550 Model View Controller 1 Design de aplicações JSP Design centrado em páginas Aplicação JSP consiste de seqüência de páginas (com ou sem beans de dados) que contém código ou links para chamar outras

Leia mais

Análise e Design OO com UML

Análise e Design OO com UML Análise e Design OO com UML Histórico de revisões Data Versão Descrição Autor 03/01/2015 1.3 Revisão e atualização HEngholmJr 24/12/2011 1.0 Criação da primeira versão HEngholmJr 9/1/2012 1.1 Correção

Leia mais

Padrões. Identificando padrões

Padrões. Identificando padrões Padrões Padrões são soluções para problemas específicos que ocorrem de forma recorrente em um determinado contexto que foram identificados a partir da experiência coletiva de desenvolvedores de software.

Leia mais

MVC e Camadas - Fragmental Bliki

MVC e Camadas - Fragmental Bliki 1 de 5 20-03-2012 18:32 MVC e Camadas From Fragmental Bliki Conteúdo 1 Introdução 2 Camadas: Separação Entre Componentes 3 MVC: Interação Entre Componentes 4 Conclusão 5 Referências Introdução A Arquitetura

Leia mais

Padrões de projeto 1

Padrões de projeto 1 Padrões de projeto 1 Design Orientado Objeto Encapsulamento Herança Polimorfismo Design Patterns 2 Responsabilidades Booch e Rumbaugh Responsabilidade é um contrato ou obrigação de um tipo ou classe. Dois

Leia mais

Prof.ª Esp. Talita Pagani

Prof.ª Esp. Talita Pagani Especialização em Engenharia de Software Prof.ª Esp. Talita Pagani talita.cpb@gmail.com @talitapagani 21/02/2014 Design Patterns Aula 1 Prof.ª Esp. Talita Pagani 1 Informações gerais 1. Definição de Design

Leia mais

Eduardo Bezerra. Editora Campus/Elsevier

Eduardo Bezerra. Editora Campus/Elsevier Princípios de Análise e Projeto de Sistemas com UML 2ª edição Eduardo Bezerra Editora Campus/Elsevier Capítulo 11 Arquitetura do sistema Nada que é visto, é visto de uma vez e por completo. --EUCLIDES

Leia mais

PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSOS

PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSOS 1 de 6 PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSOS BURITREINAMENTOS MANAUS-AM MARÇO / 2015 2 de 6 PACOTES DE TREINAMENTOS BURITECH A Buritech desenvolveu um grupo de pacotes de treinamentos, aqui chamados de BuriPacks,

Leia mais

Flexibilidade e Reusabilidade em Sistemas Orientados a Objetos - Uma Proposta para Implementação no EB

Flexibilidade e Reusabilidade em Sistemas Orientados a Objetos - Uma Proposta para Implementação no EB Flexibilidade e Reusabilidade em Sistemas Orientados a Objetos - Uma Proposta para Implementação no EB GLAUBER VOLKMER SILVIO DANILO DE OLIVEIRA MARÇAL DE LIMA HOKAMA Resumo. Os padrões de projetos tratam

Leia mais

Padrões Arquiteturais Pattern-Oriented Software Architecture (POSA)

Padrões Arquiteturais Pattern-Oriented Software Architecture (POSA) Padrões Arquiteturais Pattern-Oriented Software Architecture (POSA) Prof. Alberto Costa Neto DComp/UFS Padrões Arquiteturais Expressam esquemas fundamentais de organização estrutural do software. Provêem

Leia mais

Laboratório de ENGSOF Estudo de Caso. Prof. André Pereira, MSC, PMP

Laboratório de ENGSOF Estudo de Caso. Prof. André Pereira, MSC, PMP Laboratório de ENGSOF Estudo de Caso Aula de Hoje: Desenvolver um sistema UML inteiro: Aplicação Banco Online. Nosso Estudo de Caso! RSA V7 O que será feito para o projeto? 1) Criando um Projeto UML: 1)

Leia mais

Curso - Padrões de Projeto Módulo 5: Model-View- Controller

Curso - Padrões de Projeto Módulo 5: Model-View- Controller Curso - Padrões de Projeto Módulo 5: Model-View- Controller Vítor E. Silva Souza vitorsouza@gmail.com http://www.javablogs.com.br/page/engenho http://esjug.dev.java.net Sobre o Instrutor Formação: Java:

Leia mais

Laboratório de Programação Web I e Estimativa, Teste e Inspeção de Software

Laboratório de Programação Web I e Estimativa, Teste e Inspeção de Software Laboratório de Programação Web I e Estimativa, Teste e Inspeção de Software Apresentação da Disciplina Marcos Camada marcos.camada@catu.ifbaiano.edu.br Objetivo Geral Conhecimento no desenvolvimento aplicações

Leia mais

Universidade Federal de Itajubá Instituto de Engenharia de Sistemas e Tecnologias da Informação-IESTI PCO203 Tópicos Especiais em Programação

Universidade Federal de Itajubá Instituto de Engenharia de Sistemas e Tecnologias da Informação-IESTI PCO203 Tópicos Especiais em Programação UNIFEI Disciplina Professor Universidade Federal de Itajubá Instituto de Engenharia de Sistemas e Tecnologias da Informação-IESTI PCO203 Tópicos Especiais em Programação Enzo Seraphim 1 Padrões de Projeto

Leia mais

Curso - Padrões de Projeto Módulo 2: Padrões de Criação

Curso - Padrões de Projeto Módulo 2: Padrões de Criação Curso - Padrões de Projeto Módulo 2: Padrões de Criação Vítor E. Silva Souza vitorsouza@gmail.com http://www.javablogs.com.br/page/engenho http://esjug.dev.java.net Sobre o Instrutor Formação: Java: Graduação

Leia mais

Laboratório EJB e J2EE Uma aplicação completa

Laboratório EJB e J2EE Uma aplicação completa J530 - Enterprise JavaBeans Laboratório EJB e J2EE Uma aplicação completa Helder da Rocha (helder@acm.org) argonavis.com.br 1 Objetivos O objetivo deste módulo é construir e implantar uma aplicação J2EE

Leia mais

5 Framework para coordenação e mediação de Web Services para ambientes de aprendizado à distância

5 Framework para coordenação e mediação de Web Services para ambientes de aprendizado à distância 5 Framework para coordenação e mediação de Web Services para ambientes de aprendizado à distância O capítulo anterior apresentou uma discussão sobre a inclusão dos chamados learning services no processo

Leia mais

Técnicas de Reuso de Software aplicados na elaboração de Arquiteturas Corporativas

Técnicas de Reuso de Software aplicados na elaboração de Arquiteturas Corporativas MAC0499-Trabalho de Formatura Monografia USP - Universidade de São Paulo Instituto de Matemática e Estatística Bacharelado em Ciência da Computação Técnicas de Reuso de Software aplicados na elaboração

Leia mais

Padrões de Interação com o Usuário

Padrões de Interação com o Usuário Padrões de Interação com o Usuário Granularidade dos Padrões Padrões estão relacionados a 3 elementos: Contexto ocorre Problema resolve Solução Problemas e Soluções podem ser observados em diferentes níveis

Leia mais

PRODUTO 1 (CONSTRUÇÃO DE PORTAL WEB)

PRODUTO 1 (CONSTRUÇÃO DE PORTAL WEB) RELATÓRIO DE ENTREGA DO PRODUTO 1 (CONSTRUÇÃO DE PORTAL WEB) PARA A ELABORAÇÃO DOS PLANOS MUNICIPAIS DE GESTÃO INTEGRADA DE RESÍDUOS SÓLIDOS PMGIRS PARA OS MUNICÍPIOS DE NOVO HORIZONTE, JUPIÁ, GALVÃO,

Leia mais

Profa. Thienne Johnson

Profa. Thienne Johnson Profa. Thienne Johnson E. Gamma and R. Helm and R. Johnson and J. Vlissides. Design Patterns - Elements of Reusable Object-Oriented Software. Addison- Wesley, 1995. Conhecido como GoF (Gang of Four) Versão

Leia mais

Padrões de Projeto em Aplicações Web Desenvolvendo projetos web consistentes baseados em reuso de soluções

Padrões de Projeto em Aplicações Web Desenvolvendo projetos web consistentes baseados em reuso de soluções 1/ Padrões de Projeto em Aplicações Web Desenvolvendo projetos web consistentes baseados em reuso de soluções Adote as melhores práticas de reuso de soluções com a abordagem de Padrões de Projeto (Design

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ UFPR Bacharelado em Ciência da Computação

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ UFPR Bacharelado em Ciência da Computação SOFT DISCIPLINA: Engenharia de Software AULA NÚMERO: 10 DATA: / / PROFESSOR: Andrey APRESENTAÇÃO O objetivo desta aula é apresentar e discutir os conceitos de coesão e acoplamento. DESENVOLVIMENTO Projetar

Leia mais

2 Engenharia de Software

2 Engenharia de Software 20 2 Engenharia de Software 2.1 Design de Sistemas Orientados a Objetos Os Sistemas Orientados a Objetos não são mais novidade hoje em dia já estando há muitos anos no mercado. A orientação a objetos permite

Leia mais

Java 2 Enterprise Edition Uma aplicação J2EE completa

Java 2 Enterprise Edition Uma aplicação J2EE completa Java 2 Enterprise Edition Uma aplicação J2EE completa Helder da Rocha www.argonavis.com.br 1 Objetivos O objetivo deste módulo é construir e implantar uma aplicação J2EE completa Inicialmente, será mostrada

Leia mais

Uma Introdução aos Padrões de Projeto com Java. Roberto Willrich INE-CTC-UFSC

Uma Introdução aos Padrões de Projeto com Java. Roberto Willrich INE-CTC-UFSC Uma Introdução aos Padrões de Projeto com Java Roberto Willrich INE-CTC-UFSC 1 Introdução aos Padrões de Projeto Programação Introdução Motivação, Definição, Características, Histórico Descrição de um

Leia mais

Análise e Projeto Orientados por Objetos

Análise e Projeto Orientados por Objetos Análise e Projeto Orientados por Objetos Apresentação da Disciplina Edirlei Soares de Lima Objetivos da Disciplina Apresentar e discutir técnicas avançadas de Análise e Projeto de

Leia mais

Padrões Arquiteturais e de Integração - Parte 1

Padrões Arquiteturais e de Integração - Parte 1 1 / 58 - Parte 1 Erick Nilsen Pereira de Souza T017 - Arquitetura e Design de Aplicações Análise e Desenvolvimento de Sistemas Universidade de Fortaleza - UNIFOR 11 de fevereiro de 2015 2 / 58 Agenda Tópicos

Leia mais

2 Conceitos relativos a Web services e sua composição

2 Conceitos relativos a Web services e sua composição 15 2 Conceitos relativos a Web services e sua composição A necessidade de flexibilidade na arquitetura das aplicações levou ao modelo orientado a objetos, onde os processos de negócios podem ser representados

Leia mais

PADRÕES DE PROJETO FAÇADE, FLYWEIGHT E VISITOR

PADRÕES DE PROJETO FAÇADE, FLYWEIGHT E VISITOR FACULDADE DE CIÊNCIAS APLICADAS SAGRADO CORAÇÃO DIRETORIA DE ENSINO SUPERIOR COORDENAÇÃO DO CURSO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO GUSTAVO ANDRÉ DE FREITAS RILIANE ALPOIM PARIS RODRIGO SILVA DE SOUZA PADRÕES

Leia mais

PADRÕES DE PROJETO. Cleviton Monteiro (cleviton@gmail.com)

PADRÕES DE PROJETO. Cleviton Monteiro (cleviton@gmail.com) PADRÕES DE PROJETO Cleviton Monteiro (cleviton@gmail.com) Roteiro Atributos de qualidade Boas práticas de projeto Code Smell Padrões de Projeto Atributos de qualidade Coesão Acoplamento Atributos de qualidade

Leia mais

EMENTA DO CURSO. Tópicos:

EMENTA DO CURSO. Tópicos: EMENTA DO CURSO O Curso Preparatório para a Certificação Oracle Certified Professional, Java SE 6 Programmer (Java Básico) será dividido em 2 módulos e deverá ter os seguintes objetivos e conter os seguintes

Leia mais

Bibliografia. Desenvolvimento Orientado a Objetos. Introdução. Bibliografia. O que você vê?

Bibliografia. Desenvolvimento Orientado a Objetos. Introdução. Bibliografia. O que você vê? Bibliografia Desenvolvimento Orientado a Objetos Prof.: Edson dos Santos Cordeiro LARMAN, Graig. Utilizando UML e padrões. Porto Alegre: Bookman, 2000. STAA, Arndt von. Programação modular. Rio de Janeiro:

Leia mais

a) O Sprint deve ser realizado num período máximo de 40 dias e ter uma equipe de trabalho não superior a 10 pessoas.

a) O Sprint deve ser realizado num período máximo de 40 dias e ter uma equipe de trabalho não superior a 10 pessoas. Modelos de Ciclo de Vida e Metodologias de Software 54. Um dos principais conceitos do Scrum para atacar a complexidade do desenvolvimento e gerenciamento de software é a implantação de um controle descentralizado,

Leia mais

Padrões de Design. Jair C Leite

Padrões de Design. Jair C Leite Padrões de Design Jair C Leite Padrões Padrões são soluções para problemas específicos que ocorrem de forma recorrente em um determinado contexto que foram identificados a partir da experiência coletiva

Leia mais

Documento de Projeto de Sistema

Documento de Projeto de Sistema Documento de Projeto de Sistema 1 IFES / Serra Projeto: Gerenciador de Pelada - Oasis Registro de Alterações: Versão Responsável Data Alterações 0.1 Eduardo Rigamonte, Geann Valfré, João Paulo Miranda,

Leia mais

Design Pattern Implementation in Java and AspectJ

Design Pattern Implementation in Java and AspectJ Design Pattern Implementation in Java and AspectJ Jan Hannemann Gregor Kiczales In Proceedings of 2002 ACM SIGPLAN conference on OOPSLA. NY, USA. Introdução 2 Introdução 3 Introdução 4 Introdução 5 Introdução

Leia mais

3 Um Framework Orientado a Aspectos para Monitoramento e Análise de Processos de Negócio

3 Um Framework Orientado a Aspectos para Monitoramento e Análise de Processos de Negócio 32 3 Um Framework Orientado a Aspectos para Monitoramento e Análise de Processos de Negócio Este capítulo apresenta o framework orientado a aspectos para monitoramento e análise de processos de negócio

Leia mais

Aplicativo web para definição do modelo lógico no projeto de banco de dados relacional

Aplicativo web para definição do modelo lógico no projeto de banco de dados relacional Aplicativo web para definição do modelo lógico no projeto de banco de dados relacional Juarez Bachmann Orientador: Alexander Roberto Valdameri Roteiro Introdução Objetivos Fundamentação teórica Desenvolvimento

Leia mais

UML & Padrões Aula 7. UML & Padrões - Profª Kelly C C Silva

UML & Padrões Aula 7. UML & Padrões - Profª Kelly C C Silva UML & Padrões Aula 7 UML & Padrões - Profª Kelly C C Silva Divisão das classes do Modelo de Análise Jacobson propõe a divisão das classes do Modelo de Análise de acordo com os seguintes estereótipos: entidades

Leia mais

Web Services. (Introdução)

Web Services. (Introdução) Web Services (Introdução) Agenda Introdução SOA (Service Oriented Architecture) Web Services Arquitetura XML SOAP WSDL UDDI Conclusão Introdução Comunicação distribuída Estratégias que permitem a comunicação

Leia mais

Modelagem de Software Prof. Flávio de Oliveira Silva, Ph.D.

Modelagem de Software Prof. Flávio de Oliveira Silva, Ph.D. UML Diagramas Um diagrama é a apresentação gráfica de um conjunto de elementos, onde os vértices são ITENS e os arcos RELACIONAMENTOS UML 2.0 possui os seguintes diagramas: Diagrama de Classes (Class Diagram)

Leia mais

Módulo 07 Características Avançadas de Classes

Módulo 07 Características Avançadas de Classes Módulo 07 Características Avançadas de Classes Última Atualização: 15/06/2010 1 Objetivos Descrever variáveis, métodos e iniciadores static Descrever a semântica do modificador final em classes, métodos

Leia mais

Universidade Federal Rural de Pernambuco. Bacharelado em Sistemas de Informação. Disciplina: Análise e Projeto de Sistemas de Informação

Universidade Federal Rural de Pernambuco. Bacharelado em Sistemas de Informação. Disciplina: Análise e Projeto de Sistemas de Informação Universidade Federal Rural de Pernambuco Bacharelado em Sistemas de Informação Disciplina: Análise e Projeto de Sistemas de Informação Docente: Rodrigo Aluna: Thays Melo de Moraes Diagramas do Projeto

Leia mais

Correção- STJ. Professor Marcelo Pacote marcelopacote@dominandoti.com.br W W W. D OMINANDOTI.COM.BR

Correção- STJ. Professor Marcelo Pacote marcelopacote@dominandoti.com.br W W W. D OMINANDOTI.COM.BR Correção- STJ Professor Marcelo Pacote marcelopacote@dominandoti.com.br WWW.DOMINANDOTI.COM.BR Acesse nosso site em WWW.DOMINANDOTI.COM.BR Cursos Livros Fórum Simulados Blog Materiais Turmas em Brasília,

Leia mais

Engenharia de Software I

Engenharia de Software I Engenharia de Software I Rogério Eduardo Garcia (rogerio@fct.unesp.br) Bacharelado em Ciência da Computação Aula 05 Material preparado por Fernanda Madeiral Delfim Tópicos Aula 5 Contextualização UML Astah

Leia mais

SCE 186- Engenharia de Software

SCE 186- Engenharia de Software Reuso de Software SCE 186- Engenharia de Software Profa Rosana T. Vaccare Braga (parte do material elaborado com base no tutorial sobre reuso da Profa. Claudia Werner) 1 Sumário Introdução Benefícios X

Leia mais

Framework para Camada de Apresentação

Framework para Camada de Apresentação UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA DEPARTAMENTO DE INFORMÁTICA E ESTATÍSTICA CURSO DE CIÊNCIAS DA COMPUTAÇÃO Framework para Camada de Apresentação Claudio Ulisses Nunes Biava Florianópolis 2004 UNIVERSIDADE

Leia mais

Tópicos de Orientação a Objetos

Tópicos de Orientação a Objetos Capítulo 3 Tópicos de Orientação a Objetos Um bom design de software visa a uma arquitetura flexível que permita futuras alterações, facilite a produção de código organizado e legível, maximizando seu

Leia mais

Modelos de processos de desenvolvimento de software

Modelos de processos de desenvolvimento de software Definição Um modelo de processo de software é uma representação abstrata de um processo. Os modelos de processo podem ser desenvolvidos a partir de várias perspectivas e podem mostrar as atividades envolvidas

Leia mais

J2EE. J2EE - Surgimento

J2EE. J2EE - Surgimento J2EE Java 2 Enterprise Edition Objetivo: Definir uma plataforma padrão para aplicações distribuídas Simplificar o desenvolvimento de um modelo de aplicações baseadas em componentes J2EE - Surgimento Início:

Leia mais

Arquitetura JEE Introdução à Camada de Negócios: Enterprise Java Beans (EJB) Marcos Kalinowski (kalinowski@ic.uff.br)

Arquitetura JEE Introdução à Camada de Negócios: Enterprise Java Beans (EJB) Marcos Kalinowski (kalinowski@ic.uff.br) Arquitetura JEE Introdução à Camada de Negócios: Enterprise Java Beans (EJB) (kalinowski@ic.uff.br) Agenda Arquiteturas Web em Java (Relembrando) Arquitetura Java EE Introdução a Enterprise Java Beans

Leia mais

SISTEMA DE WORKFLOW PARA MODELAGEM E EXECUÇÃO DE PROCESSOS DE SOFTWARE. Aluno: Roberto Reinert Orientador: Everaldo A. Grahl

SISTEMA DE WORKFLOW PARA MODELAGEM E EXECUÇÃO DE PROCESSOS DE SOFTWARE. Aluno: Roberto Reinert Orientador: Everaldo A. Grahl SISTEMA DE WORKFLOW PARA MODELAGEM E EXECUÇÃO DE PROCESSOS DE SOFTWARE Aluno: Roberto Reinert Orientador: Everaldo A. Grahl Roteiro de apresentação Introdução Objetivos Fundamentação Teórica Workflow Processo

Leia mais

Programação Orientada a Objetos Prof. Rone Ilídio UFSJ/CAP

Programação Orientada a Objetos Prof. Rone Ilídio UFSJ/CAP Programação Orientada a Objetos Prof. Rone Ilídio UFSJ/CAP 1) Introdução Programação Orientada a Objetos é um paradigma de programação bastante antigo. Entretanto somente nos últimos anos foi aceito realmente

Leia mais

1. Identifique-se na parte inferior desta capa. Caso se identifique em qualquer outro local deste caderno, você será eliminado do Concurso.

1. Identifique-se na parte inferior desta capa. Caso se identifique em qualquer outro local deste caderno, você será eliminado do Concurso. 1. Identifique-se na parte inferior desta capa. Caso se identifique em qualquer outro local deste caderno, você será eliminado do Concurso. 2. Este Caderno contém, respectivamente, duas questões discursivas,

Leia mais

Padrões de Projeto em Desenvolvimento Web SCC 266. Prof. Renata Pontin M. Fortes renata@icmc.usp.br PAE: Willian Watanabe (watinha@gmail.

Padrões de Projeto em Desenvolvimento Web SCC 266. Prof. Renata Pontin M. Fortes renata@icmc.usp.br PAE: Willian Watanabe (watinha@gmail. Padrões de Projeto em Desenvolvimento Web SCC 266 Prof. Renata Pontin M. Fortes renata@icmc.usp.br PAE: Willian Watanabe (watinha@gmail.com) 2.semestre 2010 Instituto de Ciências Matemáticas e de Computação

Leia mais

Prova Específica Cargo Desenvolvimento

Prova Específica Cargo Desenvolvimento UNIVERSIDADE FEDERAL DO PIAUÍ Centro de Educação Aberta e a Distância CEAD/UFPI Rua Olavo Bilac 1148 - Centro CEP 64.280-001 Teresina PI Brasil Fones (86) 3215-4101/ 3221-6227 ; Internet: www.uapi.edu.br

Leia mais

Arquitetura de Software e Atributos de Qualidade

Arquitetura de Software e Atributos de Qualidade Arquitetura de Software e Atributos de Qualidade Jair C Leite Requisitos e atributos de qualidade Requisitos Características, atributos, propriedades e restrições associadas ao software. Requisitos funcionais

Leia mais

Padrões de Desenho. ---------Engenharia de Software---------

Padrões de Desenho. ---------Engenharia de Software--------- Padrões de Desenho Objectivos: Compreender o que são os padrões de desenho? Vantagens e desvantagens em usar os padrões de desenho? Qual o formato de um padrão de desenho? Conhecer as varias secções de

Leia mais