SGC - Sistema de Gerenciamento de Colaboradores

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "SGC - Sistema de Gerenciamento de Colaboradores"

Transcrição

1 SGC - Sistema de Gerenciamento de Colaboradores Trabalho de Conclusão de Curso apresentado à UTFPR como requisito parcial para obtenção do título de Tecnólogo em Sistemas para internet. Curitiba 2012

2 Marlon Jair da Silva SGC Sistema de Gerenciamento de Colaboradores Trabalho de Conclusão de Curso apresentado à UTFPR como requisito parcial para obtenção do título de Tecnólogo em Sistemas para internet. Orientador: Prof. Msc. Luiz Augusto Pelisson Curitiba 2012

3 AGRADECIMENTOS A Deus e a todos aqueles que ajudaram no desenvolvimento deste trabalho.

4 SUMÁRIO 1 INTRODUÇÃO Apresentação Justificativa da Escolha do Tema Objetivos do Trabalho Objetivos específicos Objetivos específicos LEVANTAMENTO BIBLIOGRÁFICO E ESTADO DA ARTE Base teórica Base teórica workflow Base de desenvolvimento METODOLOGIA Conteúdos da Metodologia Levantamento de requisitos Cronograma Projeto e implementação Estudo da tecnologias Modelagem do banco de dados Protótipo Desenvolvimento e integração dos serviços Teste geral Customização da aplicação Recursos empregados Recursos financeiros Recursos pessoais Recursos de hardware Recursos de software Softwares utilizados Tecnologias utilizadas...28

5 4 RESULTADOS Descrição da arquitetura Requisitos funcionais e não funcionais Requisitos funcionais Requisitos não funcionais Casos de uso Caso de uso geral Autenticar Buscar funcionário Busca funcionário detalhado Listar equipe Transacionar colaborador Configurações de conta Transações pendentes Validar transações pendentes Área administrativa Gerenciar colaborador Gerenciar grupos Gerenciar cargos Gerenciar situações Controle de acesso Diagramas de seqüência Autenticação Buscar Colaborador Listar Equipe Novo Colaborador Alterar Colaborador Remover Colaborador Transacionar Colaborador Transação Colaborador Aceitar Transação Colaborador Recusar Diagramas de classes...51

6 4.5.1 Descrição das Classes Diagrama entidade relacionamento Interfaces Workflow DISCUSSÃO Dificuldades encontradas CONCLUSÕES Contribuições Trabalhos Futuros REFERÊNCIAS...65

7 LISTA DE FIGURAS Figura 1 - Controle de colaboradores modelo Excel (GVT 2010/2011) Figura 2- Caso de uso geral...33 Figura 3 Caso de uso 'autenticar'...34 Figura 4 Caso de uso 'buscar'...35 Figura 5 - Caso de uso colaborador detalhado'...36 Figura 6 - Caso de uso listar equipe'...36 Figura 7 Caso de uso transacionar colaborador...37 Figura 8 - Caso de uso configurações de conta'...38 Figura 9 - Caso de uso transações pendentes'...38 Figura 10 - Caso de uso validar transações pendentes'...39 Figura 11 - Caso de uso área administrativa'...40 Figura 12 - Caso de uso gerenciar colaborador'...41 Figura 13 - Caso de uso gerenciar grupos...42 Figura 14 - Caso de uso gerenciar cargos...43 Figura 15 - Caso de uso gerenciar situações...44 Figura 16 - Caso de uso controle acesso...45 Figura 17 - Diagrama de seqüência login...46 Figura 18 - Diagrama de seqüência buscar colaborador...47 Figura 19 - Diagrama de seqüência listar colaborador...47 Figura 20 - Diagrama de seqüência novo colaborador...48 Figura 21 - Diagrama de seqüência alterar colaborador...48 Figura 22 - Diagrama de seqüência remover colaborador...49 Figura 23 - Diagrama de seqüência transacionar colaborador...49 Figura 24 - Diagrama de seqüência validar transação aceitar...50 Figura 25 - Diagrama de seqüência valida transação recusar...51 Figura 26 Pacotes...51 Figura 27- Pacote 'controller'e suas respectivas classes...52 Figura 28 - Pacote 'model'e suas respectivas classes...52 Figura 29- Pacote 'dao'e suas respectivas classes...53 Figura 30 - Pacote 'utils'e suas respectivas classes...54

8 Figura 31 - (DER) Diagrama Entidade Relacionamento...55 Figura 32 - SGC área pública...56 Figura 33- SGC área administrativa...56 Figura 34 - SGC - lista de colaboradores...56 Figura 35 - Hierarquia...57 Figura 36 - Fluxo Requisitor...58 Figura 37 - Fluxo Receptor...59 Figura 38 -Fluxo Administrador...59 Figura 39- Menu FeedBack...62 Figura 40 - Menu Desligamento...63 Figura 41 - Menu Relatórios...63 Figura 42 - Menu Relatórios detalhados...64

9 LISTA DE TABELAS Tabela 1 - Cronograma...20 Tabela 2 - Configuração do computador...25

10 LISTA DE ABREVIATURAS E SIGLAS AJAX: Asynchronous JavaScript and XML CSS: Cascading Style Sheets DAO: Data Access Object DER: Diagrama Entidade Relacionamento HTML: HiperText Markup Language. IDE: Integrated Development Environment J2EE: Java 2 Platform, Enterprise Edition. JDK: Java Development Kit JPA: Java Persistance API JSF: Java Server Faces JSP: Java Server Pages JSTL: JavaServer Pages Standard Tag Library JVM: Java Virtual Machine CRM: Customer Relationship Management GVT: Global Village Telecom MVC: Model-View-Controller SGBD: Sistema Gerenciador de Banco de Dados SGC: Sistema de gerenciamento de colaboradores.

11 RESUMO Com o surgimento de novas tecnologias o mundo digital vem crescendo em um ritmo acelerado fazendo com que os usuários tenham que se atualizar dia após dia, buscando melhores alternativas de softwares para otimizar o seu trabalho diário. Para que este ciclo ocorra, profissionais de tecnologia buscam sempre novas alternativas para inovar, facilitar, agilizar e flexibilizar o uso e o desenvolvimento destes sistemas, uma exemplo disso seria criar fluxos de trabalho para automatizar processos, os chamados workflow, que é definido como uma distribuição de tarefas entre dois ou mais participantes passando de um para o outro até a execução de uma ação. Este trabalho implementa um sistema de gerenciamento de colaboradores, visando suprir todas as necessidades de controle de funcionários de uma organização, além de substituir controles antigos em papéis ou planilhas. Para desenvolvimento desta aplicação foram utilizados conceitos de engenharia de software e como base para programação foi utilizado linguagem de programação Java. Como resultado deste estudo foi desenvolvido um sistema de gerenciamento de colaboradores com interface Web. Palavras chaves: Fluxo de trabalho, Automatizar processos, Sistema Web, Java.

12 ABSTRACT With human evolution in the digital world, the development of new technologies has been increasing. These way users tend to update on a daily looking for better alternatives in software. In order to this cycle occur technology professionals constantly seer for new want to innovate, facilitate, streamline and flexibilize the use of this systems. hence creating workflows to automatize processes wich are defines as a distribution between two or more users going from one another until of execution of an action. This work was developed with the aim of implementing a employee managing system, aiming to supply all employee control management needs of a company, besides it also substitutes old control measures on paper and spreadsheets. In order to develop this application, software engineering concepts were used and as programming base if was used java programming language. As a final result it was obtained a user management system with front end web. Keywords: workflow, automate processes, Workflow System, Web, Java.

13 13 1 INTRODUÇÃO O controle de colaboradores de uma empresa é uma necessidade real nos dias de hoje, tanto para controle de quadro, quanto medir o crescimento desta organização. O armazenamento de informações referentes aos colaboradores que já passaram pela empresa e aqueles que fazem parte do quadro de funcionários atual é uma rotina extremamente importante para as organizações. O presente estudo foi desenvolvido em cima de uma situação real de uma concessionária do setor de telecomunicações. Nesta empresa, inicialmente o sistema de gerenciamento de colaboradores era baseado em uma planilha Excel que apesar de útil por um longo período, não era um meio mais seguro e ideal para armazenar informações, que também oferecia dificuldades para pesquisa quando havia um volume imenso de informações. A proposta deste trabalho é voltada para controle de funcionários de uma organização sendo uma solução de software criada para sanar todos os problemas encontrados em sistemas antigos, controlados em papéis ou em planilhas, também servirá para automatizar toda entrada e saída de funcionários, assim como todas as transações internas ocorridas dentro de um ambiente corporativo. 1.1 Apresentação Este projeto tem como foco central analisar, projetar e implementar um sistema para gestão de colaboradores seguindo como base um modelo workflow para um ambiente empresarial, com a finalidade de automatizar o processo de registro, transações e busca de informações de funcionários. Este documento aborda vantagens e desvantagens do SGC Sistema de Gerenciamento de Colaboradores, as métricas utilizadas para o planejamento, à metodologia utilizada no desenvolvimento do projeto e as tecnologias que foram utilizadas assim como seus resultados e conclusões.

14 Justificativa da Escolha do Tema Este projeto visa minimizar problemas encontrados em ambientes empresariais no controle de funcionários, tendo em vista inovar, facilitar, agilizar, flexibilizar e o mais importante manter a confiabilidade das informações. Em contrapartida ao uso de um modelo planilha, este sistema inovador provê maior agilidade nos fluxos de processos de inserção e recuperação dos dados, assim como maior facilidade para acompanhamento das informações armazenadas. O principal incentivo para o desenvolvimento deste trabalho foi à necessidade de implementação de um sistema para controle de colaboradores na área de CRM (Customer Relationship Management) da empresa GVT(Global Village Telecom). Utilizando como base teórica o livro de Tadeu Cruz, "Workflow II A Tecnologia que Revolucionou os Processos" e também o modelo de hierarquia da empresa, sendo assim foi construído um sistema padrão de gerenciamento de funcionários. 1.3 Objetivos do Trabalho O objetivo principal deste projeto é a automatização de serviços, onde o sistema envolve gestores para executar uma ação: a movimentação de um colaborador, ou seja para a transação de um colaborador há um fluxo de trabalho a ser seguido até que esta ação seja concluída. A intenção para o uso deste modelo de fluxo é suprir toda necessidade de atualização de dados de colaboradores em um ambiente coorporativo assim como rapidez e confiabilidade da informação, facilitando assim os processos de inserção e recuperação dos dados.

15 Objetivos específicos Este sistema que reconhece e faz a distinção de acordo com o cargo do usuário, por exemplo, um gerente, terá permissões diferentes de um analista. O sistema faz um reconhecimento através de matrícula e senha e mostra campos mais importantes para este usuário. Também faz um próximo reconhecimento caso o colaborador tente acessar a área administrativa, validando assim a matricula do mesmo verificando se possui permissão ou não para acessar está área. 1.4 Objetivos específicos Este projeto é dividido nos seguintes capítulos, introdução, levantamento bibliográfico, metodologia, resultados alcançados, discussão e conclusão, abaixo seguem cada divisão detalhada: a) Introdução: Apresenta o tema escolhido, as justificativas para sua escolha, assim como os objetivos específicos sobre este assunto e a organização do documento. b) Levantamento bibliográfico e estado da arte: Apresenta a revisão da bibliografia, demonstrando conceitos teóricos que servem como base para o tema apresentado neste projeto. c) Metodologia: Apresenta os métodos utilizados na construção deste projeto, assim como levantamento de requisitos, recursos pessoais, equipamentos e softwares utilizados. d) Resultados: Apresenta os resultados obtidos durante o desenvolvimento do projeto, como os diagramas contidos no planejamento e o sistema final. e) Discussão: Neste cenário discute e analisa os resultados obtidos. f) Conclusão: É o encerramento do trabalho, citando o que foi construído no projeto.

16 16 2 LEVANTAMENTO BIBLIOGRÁFICO E ESTADO DA ARTE Neste capitulo serão apresentados os conceitos teóricos deste projeto, enfatizando o uso do sistema de gerenciamento de colaboradores, assim como suas vantagens e desvantagens de cada cenário da aplicação. 2.1 Base teórica Conforme citado no capitulo 1 desta obra o livro de Tadeu Cruz foi utilizado como base teórica para construção deste projeto. Em seu livro, ele apontou que para realizar um sistema de Workflow assertivo é necessário que a área de Tecnologia e Negócio estarem juntas em todo o processo, também é necessário saber todas as atividades, processos, tarefas e outros elementos que compõem um processo. A partir disto os processos começaram a ficar mais rápidos, eficientes e seguros e a organização tende a ganhar. Para combinar com o modelo proposto por Tadeu foi utilizado como base de desenvolvimento o modelo de hierarquia de funcionários da empresa GVT. A partir deste modelo foi criado um banco de dados para armazenamento das informações assim como seus respectivos diagramas e por fim para manipulação destes dados foi construído um sistema de controle de funcionários com interface Web. Existem muitas ferramentas de workflow disponíveis no mercado hoje, porém nenhuma com as características necessárias para transacionar funcionários de um ambiente corporativo, esta ferramenta é inovadora e única.

17 Base teórica workflow Workflow ou fluxo de trabalho, em português, seu conceito é de uma seqüência de passos necessários para automatizar processos, de acordo com um conjunto de regras definidas, permitindo que estes possam ser transmitidos de uma pessoa para outra. Segundo o projeto Wide Workflow é um conjunto coordenado de atividades (seqüenciais ou paralelas) que são interligadas com o objetivo de alcançar uma meta comum, sendo atividade conceituada como uma descrição de um fragmento de trabalho que contribui para o cumprimento de um processo. Assim, pode-se assumir que workflow é a divisão de um grande trabalho em várias tarefas menores, com pré-requisitos entre elas, que devem ser respeitados para o avanço da atividade (The wide workflow modeling language). Já segundo o Workflow Management Coalition Workflow é: A automação de um processo de negócios, por inteiro ou em parte, durante o qual documentos, informações e tarefas são passadas de um participante para outro por ação respeitando um conjunto de regras procedurais. Segundo Tadeu, a mudança continua é a única certeza que temos o principal problema que toda organização enfrenta quanto a entender e executar processos advém do fato de que, ainda, hoje elas são estruturadas em funções. Se tivessem estruturas orientadas a processos, além de entendê-los com mais facilidade todos os empregados saberiam com segurança o próprio papel, suas responsabilidades e os resultados esperados de cada um deles. Esse tipo de estrutura é herança das idéias dos estudiosos que defendiam a tese de que uma atividade será realizada cada vez melhor se for repetidamente executada pelo mesmo trabalhador, sempre. Isso fez com que grupos de empregados, todos de uma mesma especialização, fossem concentrados em departamentos. Hoje a principal preocupação é definir as competências e o conhecimento necessário para fazer o trabalho e tomar decisões sobre como realizar cada tarefa. Embora possa parecer uma tecnologia que prescinda de tais capacidades, Workflow

18 18 é, pelo contrário, a tecnologia por excelência para dar ao trabalhador toda oportunidade de decidir o que fazer, pois a ferramenta fará o trabalho repetitivo e rotineiro e assumirá todas as tarefas que não requerem criatividade para serem executadas. (Uso e desuso de sitemas de Workflow.2006). 2.3 Base de desenvolvimento Conforme citado no capitulo 1 desta obra o SGC (Sistema de Gerenciamento de Colaboradores) foi desenvolvido a partir do modelo antigo de armazenamento que era uma planilha em Excel conformem imagem abaixo. Figura 1 - Controle de colaboradores modelo Excel (GVT 2010/2011). A partir deste modelo foi criado um banco de dados para armazenamento das informações assim como seus respectivos diagramas. Por fim para manipulação destes dados foi construído um sistema de controle de funcionários com interface Web.

19 19 3 METODOLOGIA 3.1 Conteúdos da Metodologia Neste capitulo é demonstrado à metodologia utilizada na construção deste trabalho que foi construído basicamente em três etapas: a) Levantamento dos requisitos; b) Cronograma; c) Projeto e implementação (Desenvolvimento, Integração e Implantação); As etapas são descritas nas seções a seguir. 3.2 Levantamento de requisitos Após o estudo inicial referente à regra de negócio da aplicação, o levantamento foi feito através de reuniões dentro da área do CRM da empresa GVT com a necessidade de implantação da ferramenta, buscando assim interpretar as maiores dificuldades para desenvolvimento de solução ideal de software. A partir de discussões foi possível reunir as informações necessárias para o projeto e implementação do banco de dados. Além disso, foram desenvolvidos alguns diagramas e fluxogramas para interpretar todas as funcionalidades da ferramenta, o uso do software MS Visio foi essencial nesta etapa propiciando mais velocidade e entendimento no desenvolvimento do sistema futuro.

20 Cronograma O cronograma foi criado após o levantamento de requisitos item 3.2 deste trabalho, assim foram divididas as tarefas e por fim gerado um cronograma a partir de dias úteis de cada mês. A referencia entre os índices 1 ao 7 são referentes ao desenvolvimento do sistema e do 7 ao 10 referentes a documentação foram trabalhadas aproximadamente 3 horas por dia. Tabela 1 - Cronograma Índice Etapa Previsão Data Inicio Data Fim Predecessor Pesquisa das tecnologias a 80 horas 27/05/ /07/ serem usadas. Estudo e desenvolvimento da 40 horas 04/07/ /07/ regra de negocio Desenvolvimento do DER e 100 horas 21/07/ /08/2011 1,2 3 scripts para criar base de dados 4 Desenvolvimento da aplicação 150 horas 08/08/ /10/2011 1, 2, 3 Pesquisa das tecnologias 30 horas 14/10/ /10/ novas a serem usadas Desenvolvimento da 150 horas 31/10/ /01/ aplicação utilizando novas tecnologias 7 Testes e refinamento 60 horas 08/01/ /02/ Documentação 380 horas 06/02/ /06/ Validação do projeto (montar 60 horas 01/06/ /06/ apresentação) 10 Documentação Final (revisar confeccionar) 40 horas 20/06/ /06/ Projeto e implementação Nesta etapa, o desenvolvimento do projeto e a implementação do sistema foram feitas simultaneamente, ou seja, conforme analise de cada discussão com o cliente novas idéias e melhorias foram surgindo assim permitindo realizar mudanças em tempo de implementação, sendo que a cada resultado obtido foi possível estudar e implantar a melhor solução. Dessa maneira foram desenvolvidos vários protótipos para testar a aplicação e para tomadas de decisões no desenvolvimento do projeto final. Abaixo, segue as fases e atividades desenvolvidas para alcançar o objetivo deste trabalho.

21 Estudo da tecnologias Várias tecnologias foram estudadas para implementação do projeto, sendo que a maioria foi usada durante o curso de Tecnologia em Sistemas para Internet da UTFPR. Para concluir o projeto no melhor prazo possível, primeiro foi estudado qual o banco de dados que iria armazenar as informações da aplicação. Dentre eles os principais bancos estudados foram: Oracle, Mysql, Postgresql e Oracle Express. Nesta etapa foi analisado o comportamento de cada banco assim como sua sintaxe, podendo assim escolher o que mais se adequaria a aplicação a ser desenvolvida. Quanto a aplicação as tecnologias utilizadas foram á linguagem Java, páginas JSP (Java Server Pages), HTML(HyperText Markup Language), XHTML (extensible Hypertext Markup Language), Framework JSF(Java Server Faces), Spring Security 3, a API (Hibernate) e a IDE Netbeans. Dentre todos os objetivos, o primeiro passo foi o levantamento de requisitos, aspecto muito importante, pois com ele definido a assertividade no desenvolvimento do cronograma aumentaria. Após isso foram estudadas outras tecnologias e aplicadas no desenvolvimento do projeto para solucionar algum problema ou alcançar objetivos. No desenvolvimento utilizou-se JPA(Java Persistence API), além de algumas suítes de componentes para JSF como Primefaces, Icefaces e Richfaces, JSTL(JavaServer Pages Standard Tag Library), Servlets, Facelets, Hibernate, Spring, DAOS e comandos SQL; Para construção do layout das páginas foram utilizados alguns componentes de CSS(Cascading Style Sheets), JavaScript e HTML(HyperText Markup Language). Para o controle de versão utilizou-se Tortoise SVN. No design da aplicação foram utilizados modelos de TCC, UML, Modelos de DER (Diagrama Entidade Relacionamento), MER (Modelo Entidade Relacionamento).

22 22 O resultado desta primeira fase foi à consolidação das informações e a escolha dos principais componentes a serem utilizados na estruturação do projeto, sendo assim os critérios para escolha foram medidos conforme os comportamentos e eficiência de cada tecnologia. A principal dificuldade encontrada foi estudar o comportamento de cada tecnologia para assim poder escolher o pacote de componentes ideal para o desenvolvimento desta aplicação Modelagem do banco de dados Depois do estudo das tecnologias o primeiro passo foi a modelagem do banco de dados, para isso foram utilizados conhecimento adquiridos durante o curso. Para criação do DER (Diagrama entidade relacionamento) foi instalado e utilizado o software DBDesigner onde permite a exportação para os bancos Mysql e Oracle. Foram gerados scripts de criação para os dois modelos de bancos de dados assim podendo a aplicação escolher este database. Nesta etapa foram instalados os softwares wamp para banco de dados Mysql e PLSQL Developer para manipular banco de dados Oracle, também neste momento foram estudados a sintaxe SQL e comportamento de cada banco de dados. O resultado desta segunda fase foi a exploração de funcionalidades de cada banco de dados podendo assim escolher o que supra todas as necessidades desta aplicação. As dificuldades encontradas nesta etapa foram estudar a sintaxe de cada banco e quais os diferenciais existentes entre eles.

23 Protótipo Depois de toda a modelagem do banco de dados, o momento agora seria desenvolver alguns protótipos da aplicação, para aprofundamento no estudo da tecnologia, alguns softwares foram instalados nesta etapa para auxiliar no manuseio do projeto, por exemplo, a IDE Netbeans e Tortoise SVN para controle de versões. Com isso foi criada o primeiro template de um código Java que permitiu a persistência de dados, as primeiras classes seguindo o padrão de desenvolvimento MVC e após isso as primeiras paginas para visualização da aplicação. Todas as implementações ao gerar a persistência dos dados foram positivas, com isso foi possível desenvolver as primeiras paginas. A principal dificuldade encontrada nesta etapa foi entender a regra de navegação de cada tecnologia, assim como manter e transitar os dados de uma pagina para outra Desenvolvimento e integração dos serviços Depois de criado o protótipo o próximo passo seria o desenvolvimento da aplicação, ou seja, aplicar toda a regra de negócio. Nesta etapa integramos todos os serviços da aplicação com a base de dados, gerando classes de persistência. Assim que estabelecida a comunicação entre a aplicação e a base de dados outras funcionalidade puderam ser adicionados, para melhorar a usabilidade da ferramenta um dos componentes utilizados foi o Primefaces e gráficos dinâmicos (FusionCharts). O resultado foi um sistema com todas as camadas concluídas segundo padrão MVC preparado para bateria de testes. A principal dificuldade desta etapa foi a customização para gerar gráficos e integrar serviços.

24 Teste geral Após o desenvolvimento foram realizados uma bateria de testes para garantir a integridade da ferramenta assim como sua confiabilidade nas informações. Os principais testes foram de inserção, atualização e remoção de informações. Algumas falhas foram encontradas e anotadas passando para fase de correções em "customização da aplicação". Nesta fase a dificuldade foi criar a classe Java para simular usuários no sistema e gerar bateria de testes para encontrar falhas Customização da aplicação Após os testes da ferramenta, foram encontradas inconsistências na aplicação, podendo serem corrigidas todas em tempo de execução. Também teve de ser alterada a camada de visualização com objetivo de tornar a interface agradável ao usuário final, deixando cada tela mais intuitiva e clara possível. A complexidade e customização de cada página passaram a ser muito grande, mesmo com o uso de bibliotecas ágeis para desenvolvimento. A solução foi criar dentro do mesmo projeto dois templates, um para área pública e outro para área administrativa. Como resultado, após essa fase foi possível concluir o sistema. A maior dificuldade desta fase foi criar um modelo ideal de pagina para a aplicação.

25 Recursos empregados Os recursos utilizados neste projeto Recursos financeiros Os recursos financeiros utilizados foram para impressão de documentos, os softwares utilizados possuem licença gratuita, alguns softwares possuem registros oficiais, como por exemplo, Windows 7, MS Visio, MS Word e os computadores utilizados eram de propriedade do acadêmico. Nenhum grande gasto financeiro foi necessário para o projeto Recursos pessoais O aluno e professor orientador foram os 2 recursos pessoais envolvidos neste projeto Recursos de hardware O Um computador foi utilizado para desenvolvimento do projeto: Tabela 2 - Configuração do computador Propriedade Marlon Jair da Silva Sistema Operacional Microsoft Windows 7 Memória 2 GB Disco Rígido 500 GB Processador Intel Core i ghz Recursos de software Para desenvolvimento deste projeto, foram utilizados diversos softwares, para poder apoiar a sua modelagem e implementação, a seguir segue descrição em tópicos de cada software.

26 Softwares utilizados Nesta seção serão descritos os softwares utilizados para desenvolvimento do projeto. a) Netbeans IDE (Integrated Development Environment) Software gratuito para ambiente de desenvolvimento de diversas tecnologias, todas as ferramentas necessárias para criar ambiente de trabalho profissional, empresarial, web e aplicações de dispositivos moveis com plataforma Java, suporte para outras linguagens como C/C++, PHP, Java Script. Possui uma gama de recursos como palet para swing e depuradores de código para web e desktop. Versão atual 7.1.1, utilizada neste projeto. b) Tortoise SVN O Tortoise SVN software gratuito para controle de versões faz interface entre o usuário e as funcionalidades do Subversion. Facilitando o uso do Subversion. c) Subversion Software gratuito para ambiente Windows foi utilizado para controle de versões na implementação do projeto. Também pode ser integrada as IDEs mais conhecidas. Este programa também auxilia no controle de versão de pastas e documentos. d) Oracle 10g Express Software gratuito para banco de dados Oracle, é um SGBD (Sistema de gerenciamento de banco de dados) voltado para aplicações menores que

27 27 necessitem de no máximo 4GB de armazenamento, Possui ferramentas gráficas para o auxílio na criação de tabelas e manipulação de dados. e) Apache Tomcat Software gratuito é um servidor web multiplataforma, desenvolvido pela Apache Software Foundation. O Tomcat implementa tecnologias como o JSP, JSF utilizado neste projeto especifico para aplicações Java A versão utilizada neste projeto é a 7.0, versão atual e mais estável recomendada. f) Wamp Software gratuito para bancos de dados MySQL, desenvolvido pela Apache Software Foundation sua sigla significa W-Windows A-Apache M- MySQL e P-PHP ou seja são vários softwares instalados integrados para agilizar a utilização dos mesmos, possui interface gráfica com o usuário. A versão utilizada é a 5 versão atual. g) DB Designer Software gratuito para modelagem do banco de dados, criar tabelas, gerar scripts, desenhar todo o DER(Diagrama entidade relacionamento) da base de dados. Versão utilizada por ser mais recente. h) MS Visio Para criar todos os fluxos de Worflow do projeto, diagramas de casos de uso, diagramas de classe, diagramas de sequencia. Software com licença oficial.versão MS Visio 2003.

28 28 i) MS Word Para gerar toda a documentação do projeto. Software com licença oficial.versão MS Word j) MS Excel Para gerar cronograma do projeto, e todas as tabelas da documentação. Software com licença oficial. Versão MS Excel k) MySQL Query Browser Programa gratuito para criar todas as consultas utilizadas no projeto. Área de interface entre o banco de dados Mysql. l) Toad Programa gratuito para criar todas as consultas utilizadas no projeto. Área de interface entre o banco de dados Oracle Tecnologias utilizadas Nesta seção serão descritos as tecnologias utilizadas para desenvolvimento do projeto. Java (linguagem de programação) Tecnologia orientada a objetos, usado para desenvolver sistemas para desktop, sistemas web e sistemas embarcados. A plataforma possui divisões em J2SE que é desenvolvimento para Desktop, J2EE para ambientes empresarial e J2ME para dispositivos moveis. O Java possui o conceito de JVM(Java Virtual Machine) ou seja a linguagem de programação possui compatibilidade com qualquer plataforma que utilize JVM. Neste projeto foi utilizado o kit para desenvolvimento Java versão jdk1.7.0_03 com Java Enterprise Edition J2EE, no momento a mais recente do mercado.

Aplicativo web para definição do modelo lógico no projeto de banco de dados relacional

Aplicativo web para definição do modelo lógico no projeto de banco de dados relacional Aplicativo web para definição do modelo lógico no projeto de banco de dados relacional Juarez Bachmann Orientador: Alexander Roberto Valdameri Roteiro Introdução Objetivos Fundamentação teórica Desenvolvimento

Leia mais

ORDEM DE SERVIÇO OS 003/DINFO/2013 16/09/2013

ORDEM DE SERVIÇO OS 003/DINFO/2013 16/09/2013 A DIRETORIA DE INFORMÁTICA DINFO DA UNIVERSIDADE DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO -UERJ, no uso de suas atribuições legais, estabelece: Art. 1º: Para fins de normatização do Desenvolvimento Tecnológico na UERJ

Leia mais

SISTEMA DE GESTÃO DE PRODUÇÃO DE EVENTOS

SISTEMA DE GESTÃO DE PRODUÇÃO DE EVENTOS SISTEMA DE GESTÃO DE PRODUÇÃO DE EVENTOS Rodrigo das Neves Wagner Luiz Gustavo Galves Mählmann Resumo: O presente artigo trata de um projeto de desenvolvimento de uma aplicação para uma produtora de eventos,

Leia mais

SISTEMA GERENCIAL TRATORPLAN

SISTEMA GERENCIAL TRATORPLAN SISTEMA GERENCIAL TRATORPLAN SIGET Fabrício Pereira Santana¹, Jaime William Dias¹, ², Ricardo de Melo Germano¹ ¹Universidade Paranaense (Unipar) Paranavaí PR Brasil fabricioblack@gmail.com germano@unipar.br

Leia mais

Linguagem de Programação JAVA. Professora Michelle Nery Nomeclaturas

Linguagem de Programação JAVA. Professora Michelle Nery Nomeclaturas Linguagem de Programação JAVA Professora Michelle Nery Nomeclaturas Conteúdo Programático Nomeclaturas JDK JRE JEE JSE JME JVM Toolkits Swing AWT/SWT JDBC EJB JNI JSP Conteúdo Programático Nomenclatures

Leia mais

UM ESTUDO SOBRE ARQUITETURA PARA DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE WEB UTILIZANDO NOVAS TECNOLOGIAS

UM ESTUDO SOBRE ARQUITETURA PARA DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE WEB UTILIZANDO NOVAS TECNOLOGIAS UM ESTUDO SOBRE ARQUITETURA PARA DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE WEB UTILIZANDO NOVAS TECNOLOGIAS Edi Carlos Siniciato ¹, William Magalhães¹ ¹ Universidade Paranaense (Unipar) Paranavaí PR Brasil edysiniciato@gmail.com,

Leia mais

SCE-557. Técnicas de Programação para WEB. Rodrigo Fernandes de Mello http://www.icmc.usp.br/~mello mello@icmc.usp.br

SCE-557. Técnicas de Programação para WEB. Rodrigo Fernandes de Mello http://www.icmc.usp.br/~mello mello@icmc.usp.br SCE-557 Técnicas de Programação para WEB Rodrigo Fernandes de Mello http://www.icmc.usp.br/~mello mello@icmc.usp.br 1 Cronograma Fundamentos sobre servidores e clientes Linguagens Server e Client side

Leia mais

SISTEMA DE WORKFLOW PARA MODELAGEM E EXECUÇÃO DE PROCESSOS DE SOFTWARE. Aluno: Roberto Reinert Orientador: Everaldo A. Grahl

SISTEMA DE WORKFLOW PARA MODELAGEM E EXECUÇÃO DE PROCESSOS DE SOFTWARE. Aluno: Roberto Reinert Orientador: Everaldo A. Grahl SISTEMA DE WORKFLOW PARA MODELAGEM E EXECUÇÃO DE PROCESSOS DE SOFTWARE Aluno: Roberto Reinert Orientador: Everaldo A. Grahl Roteiro de apresentação Introdução Objetivos Fundamentação Teórica Workflow Processo

Leia mais

SISTEMA DE AGENDAMENTO E GERENCIAMENTO DE CONSULTAS CLÍNICAS

SISTEMA DE AGENDAMENTO E GERENCIAMENTO DE CONSULTAS CLÍNICAS SISTEMA DE AGENDAMENTO E GERENCIAMENTO DE CONSULTAS CLÍNICAS Pablo dos Santos Alves Alexander Roberto Valdameri - Orientador Roteiro da apresentação Introdução Objetivos Motivação Revisão bibliográfica

Leia mais

FACULDADE DE CIÊNCIAS SOCIAIS E APLICADAS DO PARANÁ. Sistema de Gestão Escolar PROJETO FINAL Schola Ratio Versão 8

FACULDADE DE CIÊNCIAS SOCIAIS E APLICADAS DO PARANÁ. Sistema de Gestão Escolar PROJETO FINAL Schola Ratio Versão 8 FACULDADE DE CIÊNCIAS SOCIAIS E APLICADAS DO PARANÁ Sistema de Gestão Escolar PROJETO FINAL Schola Ratio Versão 8 CURITIBA Nov 2012 DJULLES IKEDA OSNIR FERREIRA DA CUNHA Sistema de Gestão Escolar PROJETO

Leia mais

DEFINIÇÃO DE REQUISITOS SISTEMA DE CONTROLE DE FINANÇAS WEB 1.0 MANTER FUNCIONÁRIO RELEASE 4.1

DEFINIÇÃO DE REQUISITOS SISTEMA DE CONTROLE DE FINANÇAS WEB 1.0 MANTER FUNCIONÁRIO RELEASE 4.1 DEFINIÇÃO DE REQUISITOS SISTEMA DE CONTROLE DE FINANÇAS WEB 1.0 MANTER FUNCIONÁRIO RELEASE 4.1 SUMÁRIO DEFINIÇÃO DE REQUISITOS 4 1. INTRODUÇÃO 4 1.1 FINALIDADE 4 1.2 ESCOPO 4 1.3 DEFINIÇÕES, ACRÔNIMOS

Leia mais

FERRAMENTA WEB PARA MODELAGEM LÓGICA EM PROJETOS DE BANCOS DE DADOS RELACIONAIS

FERRAMENTA WEB PARA MODELAGEM LÓGICA EM PROJETOS DE BANCOS DE DADOS RELACIONAIS FERRAMENTA WEB PARA MODELAGEM LÓGICA EM PROJETOS DE BANCOS DE DADOS RELACIONAIS PAULO ALBERTO BUGMANN ORIENTADOR: ALEXANDER ROBERTO VALDAMERI Roteiro Introdução Objetivos Fundamentação teórica Desenvolvimento

Leia mais

Sistema de Ordens de Serviço HDA Soluções em Informática

Sistema de Ordens de Serviço HDA Soluções em Informática UNIVERSIDADE CATÓLICA DE PELOTAS CENTRO POLITÉCNICO Curso Superior de Graduação em ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS Sistema de Ordens de Serviço HDA Soluções em Informática Por AUGUSTO CARRICONDE

Leia mais

Geração e execução de scripts de teste em aplicações web a partir de casos de uso direcionados por comportamento 64

Geração e execução de scripts de teste em aplicações web a partir de casos de uso direcionados por comportamento 64 direcionados por comportamento 64 5 Estudo de caso Neste capítulo serão apresentadas as aplicações web utilizadas na aplicação da abordagem proposta, bem como a tecnologia em que foram desenvolvidas, o

Leia mais

Este livro é dedicado a minha esposa Edna e a todos os desenvolvedores que fizeram do software livre um meio profissional levado a sério.

Este livro é dedicado a minha esposa Edna e a todos os desenvolvedores que fizeram do software livre um meio profissional levado a sério. EDSON GONÇALVES Este livro é dedicado a minha esposa Edna e a todos os desenvolvedores que fizeram do software livre um meio profissional levado a sério. AGRADECIMENTOS Primeiramente gostaria de agradecer

Leia mais

LEI DE ACESSO A INFORMAÇÃO DIREITO DO CIDADÃO

LEI DE ACESSO A INFORMAÇÃO DIREITO DO CIDADÃO DESCRIÇÃO DO SIGAI O SIGAI (Sistema Integrado de Gestão do Acesso à Informação) é uma solução de software que foi desenvolvida para automatizar os processos administrativos e operacionais visando a atender

Leia mais

DESENVOLVIMENTO WEB UTILIZANDO FRAMEWORK PRIMEFACES E OUTRAS TECNOLOGIAS ATUAIS

DESENVOLVIMENTO WEB UTILIZANDO FRAMEWORK PRIMEFACES E OUTRAS TECNOLOGIAS ATUAIS DESENVOLVIMENTO WEB UTILIZANDO FRAMEWORK PRIMEFACES E OUTRAS TECNOLOGIAS ATUAIS Emanuel M. Godoy 1, Ricardo Ribeiro Rufino 1 1 Universidade Paranaense (Unipar) Paranavaí PR Brasil godoymanel@gmail.com,

Leia mais

PROPOSTA DE SOFTWARE DE INSTALAÇÃO PARA UM AMBIENTE INTEGRADO DE GERÊNCIA DE PROJETOS E DE PROCESSOS DE NEGÓCIOS

PROPOSTA DE SOFTWARE DE INSTALAÇÃO PARA UM AMBIENTE INTEGRADO DE GERÊNCIA DE PROJETOS E DE PROCESSOS DE NEGÓCIOS PROPOSTA DE SOFTWARE DE INSTALAÇÃO PARA UM AMBIENTE INTEGRADO DE GERÊNCIA DE PROJETOS E DE PROCESSOS DE NEGÓCIOS Élysson Mendes Rezende Bacharelando em Sistemas de Informação Bolsista de Iniciação Científica

Leia mais

CURSO DESENVOLVEDOR JAVA WEB E FLEX Setembro de 2010 à Janeiro de 2011

CURSO DESENVOLVEDOR JAVA WEB E FLEX Setembro de 2010 à Janeiro de 2011 CURSO DESENVOLVEDOR JAVA WEB E FLEX Setembro de 2010 à Janeiro de 2011 O curso foi especialmente planejado para os profissionais que desejam trabalhar com desenvolvimento de sistemas seguindo o paradigma

Leia mais

Banco de Dados de Músicas. Andre Lima Rocha Campos Osório Pereira Carvalho

Banco de Dados de Músicas. Andre Lima Rocha Campos Osório Pereira Carvalho Banco de Dados de Músicas Andre Lima Rocha Campos Osório Pereira Carvalho Definição Aplicação Web que oferece ao usuário um serviço de busca de músicas e informações relacionadas, como compositor, interprete,

Leia mais

DEFINIÇÃO DE REQUISITOS SISTEMA DE CONTROLE DE FINANÇAS WEB 1.0 BAIXA DE CONTAS A PAGAR RELEASE 4.1

DEFINIÇÃO DE REQUISITOS SISTEMA DE CONTROLE DE FINANÇAS WEB 1.0 BAIXA DE CONTAS A PAGAR RELEASE 4.1 DEFINIÇÃO DE REQUISITOS SISTEMA DE CONTROLE DE FINANÇAS WEB 1.0 BAIXA DE CONTAS A PAGAR RELEASE 4.1 SUMÁRIO DEFINIÇÃO DE REQUISITOS 4 1. INTRODUÇÃO 4 1.1 FINALIDADE 4 1.2 ESCOPO 4 1.3 DEFINIÇÕES, ACRÔNIMOS

Leia mais

ANEXO 05 ARQUITETURAS TECNOLÓGICAS PROCERGS

ANEXO 05 ARQUITETURAS TECNOLÓGICAS PROCERGS ANEXO 05 ARQUITETURAS TECNOLÓGICAS PROCERGS Este anexo apresenta uma visão geral das seguintes plataformas: 1. Plataforma Microsoft.NET - VB.NET e C#; 2. Plataforma JAVA; 3. Plataforma Android, ios e Windows

Leia mais

ABORDAGEM DE FRAMEWORKS PARA JSF QUE AUXILIAM O DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE

ABORDAGEM DE FRAMEWORKS PARA JSF QUE AUXILIAM O DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE ABORDAGEM DE FRAMEWORKS PARA JSF QUE AUXILIAM O DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE Amarildo Aparecido Ferreira Junior 1, Ricardo Ribeiro Rufino 1 ¹Universidade Paranaense (Unipar) Paranavaí PR Brasil aapfjr@gmail.com

Leia mais

DESENVOLVENDO APLICAÇÕES UTILIZANDO JAVASERVER FACES E MVC

DESENVOLVENDO APLICAÇÕES UTILIZANDO JAVASERVER FACES E MVC DESENVOLVENDO APLICAÇÕES UTILIZANDO JAVASERVER FACES E MVC Felipe Moreira Decol Claro 1, Késsia Rita da Costa Marchi 1 1 Universidade Paranaense (Unipar) Paranavaí PR Brasil felipe4258@hotmail.com, kessia@unipar.br

Leia mais

SISTEMA DE CONTROLE INTERNO DE FLUXO DE CAIXA DO SETOR DE APOIO FINANCEIRO (ULBRA GUAÍBA)

SISTEMA DE CONTROLE INTERNO DE FLUXO DE CAIXA DO SETOR DE APOIO FINANCEIRO (ULBRA GUAÍBA) SISTEMA DE CONTROLE INTERNO DE FLUXO DE CAIXA DO SETOR DE APOIO FINANCEIRO (ULBRA GUAÍBA) Alessandra Lubbe 1 Alexandre Evangelista 2 Jeandro Perceval 3 José Ramiro Pereira 4 Luiz Gustavo Mahlmann 5 RESUMO

Leia mais

PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSOS

PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSOS 1 de 6 PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSOS BURITREINAMENTOS MANAUS-AM MARÇO / 2015 2 de 6 PACOTES DE TREINAMENTOS BURITECH A Buritech desenvolveu um grupo de pacotes de treinamentos, aqui chamados de BuriPacks,

Leia mais

DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE DE VOTAÇÃO WEB UTILIZANDO TECNOLOGIA TOUCHSCREEN

DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE DE VOTAÇÃO WEB UTILIZANDO TECNOLOGIA TOUCHSCREEN DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE DE VOTAÇÃO WEB UTILIZANDO TECNOLOGIA TOUCHSCREEN José Agostinho Petry Filho 1 ; Rodrigo de Moraes 2 ; Silvio Regis da Silva Junior 3 ; Yuri Jean Fabris 4 ; Fernando Augusto

Leia mais

SCC-0263. Técnicas de Programação para WEB. Rodrigo Fernandes de Mello http://www.icmc.usp.br/~mello mello@icmc.usp.br

SCC-0263. Técnicas de Programação para WEB. Rodrigo Fernandes de Mello http://www.icmc.usp.br/~mello mello@icmc.usp.br SCC-0263 Técnicas de Programação para WEB Rodrigo Fernandes de Mello http://www.icmc.usp.br/~mello mello@icmc.usp.br 1 Cronograma Fundamentos sobre servidores e clientes Linguagens Server e Client side

Leia mais

CURSO DESENVOLVEDOR JAVA Edição Intensiva de Férias

CURSO DESENVOLVEDOR JAVA Edição Intensiva de Férias CURSO DESENVOLVEDOR JAVA Edição Intensiva de Férias O curso foi especialmente planejado para os profissionais que desejam trabalhar com desenvolvimento de sistemas seguindo o paradigma Orientado a Objetos

Leia mais

Daniel Paulo de Assis

Daniel Paulo de Assis Daniel Paulo de Assis Brasileiro, solteiro, 32 anos Rua Dr. Seng, 100 Bela Vista - São Paulo SP Telefone: (11) 9-4991-5770 / (18) 9-9119-2006 E-mail: daniel@dpassis.com.br WebSite: dpassis.com.br Linkedin:

Leia mais

ESCOLA ESTADUAL DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL ESTRELA TÉCNICO EM INFORMÁTICA SISTEMA DE LOCADORA. Rodrigo Luiz da Rosa

ESCOLA ESTADUAL DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL ESTRELA TÉCNICO EM INFORMÁTICA SISTEMA DE LOCADORA. Rodrigo Luiz da Rosa ESCOLA ESTADUAL DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL ESTRELA TÉCNICO EM INFORMÁTICA SISTEMA DE LOCADORA Rodrigo Luiz da Rosa Estrela 2012 EIXO TECNOLÓGICO: Informação e Comunicação TÍTULO: SISTEMA DE LOCADORA AUTOR:

Leia mais

Resumo de TCC Desenvolvimento de um sistema ERP com foco nas tecnologias de software livre / código aberto

Resumo de TCC Desenvolvimento de um sistema ERP com foco nas tecnologias de software livre / código aberto UFSC - Universidade Federal de Santa Catarina CTC Centro Tecnológico INE Departamento de Informática e Estatística INE5631 Projetos I Prof. Renato Cislaghi Resumo de TCC Desenvolvimento de um sistema ERP

Leia mais

CURSO DESENVOLVEDOR JAVA Edição 2009

CURSO DESENVOLVEDOR JAVA Edição 2009 CURSO DESENVOLVEDOR JAVA Edição 2009 O curso foi especialmente planejado para os profissionais que desejam trabalhar com desenvolvimento de sistemas seguindo o paradigma Orientado a Objetos e com o uso

Leia mais

TECNOLOGIAS E FERRAMENTAS UTILIZADAS EM UMA ARQUITETURA PARA DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE WEB

TECNOLOGIAS E FERRAMENTAS UTILIZADAS EM UMA ARQUITETURA PARA DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE WEB TECNOLOGIAS E FERRAMENTAS UTILIZADAS EM UMA ARQUITETURA PARA DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE WEB Ruan Alves Brandão 1, Ricardo Ribeiro Rufino 1 ¹Universidade Paranaense (Unipar) Paranavaí PR Brasil brandao15@gmail.com

Leia mais

TECNOLOGIAS E FRAMEWORKS PARA O DESENVOLMENTO DE INTERFACES WEB

TECNOLOGIAS E FRAMEWORKS PARA O DESENVOLMENTO DE INTERFACES WEB TECNOLOGIAS E FRAMEWORKS PARA O DESENVOLMENTO DE INTERFACES WEB Marcelo Rodrigo da Silva Ribeiro 1, Ricardo Ribeiro Rufino 1 1 Universidade Paranaense (Unipar) Paranavaí PR Brasil marcelo.rodrigo@live.com,

Leia mais

4 O Workflow e a Máquina de Regras

4 O Workflow e a Máquina de Regras 4 O Workflow e a Máquina de Regras O objetivo do workflow e da máquina de regras é definir um conjunto de passos e regras configuráveis. Ao longo de sua execução, um usuário consegue simplificar o seu

Leia mais

Sistema de Automação Comercial de Pedidos

Sistema de Automação Comercial de Pedidos Termo de Abertura Sistema de Automação Comercial de Pedidos Cabana - Versão 1.0 Iteração 1.0- Release 1.0 Versão do Documento: 1.5 Histórico de Revisão Data Versão do Documento Descrição Autor 18/03/2011

Leia mais

DESENVOLVENDO APLICAÇÃO UTILIZANDO JAVA SERVER FACES

DESENVOLVENDO APLICAÇÃO UTILIZANDO JAVA SERVER FACES DESENVOLVENDO APLICAÇÃO UTILIZANDO JAVA SERVER FACES Alexandre Egleilton Araújo, Jaime Willian Dias Universidade Paranaense (Unipar) Paranavaí PR Brasil araujo.ale01@gmail.com, jaime@unipar.br Resumo.

Leia mais

BRAlarmExpert. Software para Gerenciamento de Alarmes. BENEFÍCIOS obtidos com a utilização do BRAlarmExpert:

BRAlarmExpert. Software para Gerenciamento de Alarmes. BENEFÍCIOS obtidos com a utilização do BRAlarmExpert: BRAlarmExpert Software para Gerenciamento de Alarmes A TriSolutions conta com um produto diferenciado para gerenciamento de alarmes que é totalmente flexível e amigável. O software BRAlarmExpert é uma

Leia mais

WebUML: Uma Ferramenta Colaborativa de Apoio ao Projeto e Análise de Sistemas Descritos em Classes UML

WebUML: Uma Ferramenta Colaborativa de Apoio ao Projeto e Análise de Sistemas Descritos em Classes UML Carlos Henrique Pereira WebUML: Uma Ferramenta Colaborativa de Apoio ao Projeto e Análise de Sistemas Descritos em Classes UML Florianópolis - SC 2007 / 2 Resumo O objetivo deste trabalho é especificar

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO DE JANEIRO ESCOLA DE ENGENHARIA DEPARTAMENTO DE ELETRÔNICA. Sistema de Gerenciamento Eletrônico de Documentos

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO DE JANEIRO ESCOLA DE ENGENHARIA DEPARTAMENTO DE ELETRÔNICA. Sistema de Gerenciamento Eletrônico de Documentos UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO DE JANEIRO ESCOLA DE ENGENHARIA DEPARTAMENTO DE ELETRÔNICA Sistema de Gerenciamento Eletrônico de Documentos Autor: Evandro Bastos Tavares Orientador: Antônio Claudio Gomez

Leia mais

PAV - PORTAL DO AGENTE DE VENDAS AGL Versão 2.0.6. Manual de Instalação e Demonstração AGL Sistemas Corporativos

PAV - PORTAL DO AGENTE DE VENDAS AGL Versão 2.0.6. Manual de Instalação e Demonstração AGL Sistemas Corporativos PAV - PORTAL DO AGENTE DE VENDAS AGL Versão 2.0.6 Manual de Instalação e Demonstração AGL Sistemas Corporativos Add-on responsável pela integração do SAP Business One com o setor comercial através da internet.

Leia mais

Prefeitura de Belo Horizonte. Sistema de Controle de Protocolo

Prefeitura de Belo Horizonte. Sistema de Controle de Protocolo Prefeitura de Belo Horizonte Sistema de Controle de Protocolo Relatório apresentado para concorrer ao 2º Prêmio Inovar BH conforme Edital SMARH nº 001/2014 Belo Horizonte Julho de 2014 Resumo Sendo grande

Leia mais

Noções de. Microsoft SQL Server. Microsoft SQL Server

Noções de. Microsoft SQL Server. Microsoft SQL Server Noções de 1 Considerações Iniciais Basicamente existem dois tipos de usuários do SQL Server: Implementadores Administradores 2 1 Implementadores Utilizam o SQL Server para criar e alterar base de dados

Leia mais

Universidade Federal Rural de Pernambuco. Bacharelado em Sistemas de Informação. Disciplina: Análise e Projeto de Sistemas de Informação

Universidade Federal Rural de Pernambuco. Bacharelado em Sistemas de Informação. Disciplina: Análise e Projeto de Sistemas de Informação Universidade Federal Rural de Pernambuco Bacharelado em Sistemas de Informação Disciplina: Análise e Projeto de Sistemas de Informação Docente: Rodrigo Aluna: Thays Melo de Moraes Diagramas do Projeto

Leia mais

SISTEMA AVANÇADO DE PROPOSTAS ORÇAMENTÁRIAS. Pedro Henrique Silva Antunes

SISTEMA AVANÇADO DE PROPOSTAS ORÇAMENTÁRIAS. Pedro Henrique Silva Antunes SISTEMA AVANÇADO DE PROPOSTAS ORÇAMENTÁRIAS Pedro Henrique Silva Antunes Projeto de Graduação apresentado ao Curso de Engenharia Eletrônica e de Computação da Escola Politécnica, Universidade Federal do

Leia mais

GOVERNO DO ESTADO DO CEARÁ SECRETARIA DE SAÚDE

GOVERNO DO ESTADO DO CEARÁ SECRETARIA DE SAÚDE GOVERNO DO ESTADO DO CEARÁ SECRETARIA DE SAÚDE TERMO DE REFERÊNCIA DA CONTRATAÇÃO DE EMPRESA DE CONSULTORIA PARA ADEQUAÇÃO E IMPLANTAÇÃO DO MODELO E DO SOFTWARE EM 15 HOSPITAIS POLO DE ATENÇÃO SECUNDÁRIA

Leia mais

SISTEMA DE GERENCIAMENTO DE PROJETOS DE GRADUAÇÃO. Alexandre Faria de Melo

SISTEMA DE GERENCIAMENTO DE PROJETOS DE GRADUAÇÃO. Alexandre Faria de Melo SISTEMA DE GERENCIAMENTO DE PROJETOS DE GRADUAÇÃO Alexandre Faria de Melo Projeto de Graduação apresentado ao Curso de Engenharia Eletrônica e de Computação da Escola Politécnica, Universidade Federal

Leia mais

Tecnologia Java. Daniel Destro do Carmo Softech Network Informática daniel@danieldestro.com.br

Tecnologia Java. Daniel Destro do Carmo Softech Network Informática daniel@danieldestro.com.br Tecnologia Java Daniel Destro do Carmo Softech Network Informática daniel@danieldestro.com.br Origem da Tecnologia Java Projeto inicial: Oak (liderado por James Gosling) Lançada em 1995 (Java) Tecnologia

Leia mais

Ferramenta: Spider-CL. Manual do Usuário. Versão da Ferramenta: 1.1. www.ufpa.br/spider

Ferramenta: Spider-CL. Manual do Usuário. Versão da Ferramenta: 1.1. www.ufpa.br/spider Ferramenta: Spider-CL Manual do Usuário Versão da Ferramenta: 1.1 www.ufpa.br/spider Histórico de Revisões Data Versão Descrição Autor 14/07/2009 1.0 15/07/2009 1.1 16/07/2009 1.2 20/05/2010 1.3 Preenchimento

Leia mais

MAPEAMENTO OBJETO RELACIONAL: UM ESTUDO DE CASO

MAPEAMENTO OBJETO RELACIONAL: UM ESTUDO DE CASO MAPEAMENTO OBJETO RELACIONAL: UM ESTUDO DE CASO UTILIZANDO O HIBERNATE Rafael Laurino GUERRA, Dra. Luciana Aparecida Martinez ZAINA Faculdade de Tecnologia de Indaiatuba FATEC-ID 1 RESUMO Este artigo apresenta

Leia mais

MAGREGISTER 1.0: GERADOR DE INTERFACES DE COLETAS DE DADOS PARA PDA S. Acadêmico: Gilson Chequeto Orientador: Adilson Vahldick

MAGREGISTER 1.0: GERADOR DE INTERFACES DE COLETAS DE DADOS PARA PDA S. Acadêmico: Gilson Chequeto Orientador: Adilson Vahldick MAGREGISTER 1.0: GERADOR DE INTERFACES DE COLETAS DE DADOS PARA PDA S Acadêmico: Gilson Chequeto Orientador: Adilson Vahldick Roteiro Introdução Objetivos do trabalho Fundamentação teórica Desenvolvimento

Leia mais

Automação do Processo de Instalação de Softwares

Automação do Processo de Instalação de Softwares Automação do Processo de Instalação de Softwares Aislan Nogueira Diogo Avelino João Rafael Azevedo Milene Moreira Companhia Siderúrgica Nacional - CSN RESUMO Este artigo tem como finalidade apresentar

Leia mais

Documentação do Sistema de Reserva de Salas da Intranet do ICMC-USP

Documentação do Sistema de Reserva de Salas da Intranet do ICMC-USP UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO Instituto de Ciências Matemáticas e de Computação Departamento de Ciências da Computação e Estatística Documentação do Sistema de Reserva de Salas da Intranet do ICMC-USP André

Leia mais

Unidade 8: Padrão MVC e DAO Prof. Daniel Caetano

Unidade 8: Padrão MVC e DAO Prof. Daniel Caetano Programação Servidor para Sistemas Web 1 Unidade 8: Padrão MVC e DAO Prof. Daniel Caetano Objetivo: Apresentar a teoria por trás dos padrões na construção de aplicações Web. INTRODUÇÃO Nas aulas anteriores

Leia mais

5 Detalhes da Implementação

5 Detalhes da Implementação Detalhes da Implementação 101 5 Detalhes da Implementação Neste capítulo descreveremos detalhes da implementação do Explorator que foi desenvolvido usando o paradigma MVC 45 e o paradigma de CoC 46 (Convention

Leia mais

SIGECO07 Sistema Integrado de Gestão de Contas Universidade Federal de Lavras PLANO DE PROJETO 23/09/2007 SIGECO07/GERENCIA/PROJETOS/

SIGECO07 Sistema Integrado de Gestão de Contas Universidade Federal de Lavras PLANO DE PROJETO 23/09/2007 SIGECO07/GERENCIA/PROJETOS/ SIGECO07 Sistema Integrado de Gestão de Contas Universidade Federal de Lavras PLANO DE PROJETO 23/09/2007 SIGECO07/GERENCIA/PROJETOS/ ModeloPlanoProjeto_2007_04_24 SIGECO07_PlanoProjeto_2007_09_23 Página

Leia mais

Franklin Felipe Wagner. Sistema Web para Gerenciamento de Laboratórios de Informática

Franklin Felipe Wagner. Sistema Web para Gerenciamento de Laboratórios de Informática Franklin Felipe Wagner Sistema Web para Gerenciamento de Laboratórios de Informática Este Trabalho de Conclusão de Curso foi julgado e aprovado para obtenção do título de Tecnólogo em Informática, da Universidade

Leia mais

PROJETO FINANCEIROWEB GRADUAÇÃO TECNOLÓGICA EM GESTÃO DA TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO

PROJETO FINANCEIROWEB GRADUAÇÃO TECNOLÓGICA EM GESTÃO DA TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO FACULDADE DE TECNOLOGIA SENAC GOIÁS PROJETO FINANCEIROWEB GRADUAÇÃO TECNOLÓGICA EM GESTÃO DA TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO PROFº.: FABRICIO LEONARD PROGRAMAÇÃO COM FRAMEWORKS - MÓDULO V - GOIÂNIA - JUNHO ELABORAÇÃO

Leia mais

Dados do Projeto. Nome do Projeto. Fingerprint Access Users. Data de Inicialização 14/04/2012

Dados do Projeto. Nome do Projeto. Fingerprint Access Users. Data de Inicialização 14/04/2012 Fábrica de Software Dados do Projeto Nome do Projeto Data de Inicialização Responsáveis Autores Fingerprint Access Users 14/04/2012 Adriana Lima de Almeida, Espedito Alves Leal, Jaciel Dias de Souza, Samuel

Leia mais

RELATÓRIO FINAL DE ESTÁGIO

RELATÓRIO FINAL DE ESTÁGIO UNIVERSIDADE TECNOLÓGICA FEDERAL DO PARANÁ CÂMPUS GUARAPUAVA CURSO DE TECNOLOGIA EM SISTEMAS PARA INTERNET HELBERT DA ROCHA RELATÓRIO FINAL DE ESTÁGIO GUARAPUAVA 2013 HELBERT DA ROCHA RELATÓRIO FINAL DE

Leia mais

Gerenciador Financeiro CITi. Gerenciador Financeiro CITi

Gerenciador Financeiro CITi. Gerenciador Financeiro CITi (Sistema de Gerenciamento Financeiro) Especificação dos Requisitos do Software Gerenciador Financeiro CITi Versão 1.0 Autores: Bruno Medeiros de Oliveira Igor Rafael Medeiros Pedro Araújo de Melo Tiago

Leia mais

Omar Alejandro Balcon Benvenuto

Omar Alejandro Balcon Benvenuto DADOS DE IDENTIFICAÇÃO Nome Data de Nascimento 13/04/1971 Naturalidade Estado Civil Residência atual Contato Omar Alejandro Balcon Benvenuto Montevidéu/Uruguai Casado Porto Alegre / RS Última atualização

Leia mais

PRODUTO 1 (CONSTRUÇÃO DE PORTAL WEB)

PRODUTO 1 (CONSTRUÇÃO DE PORTAL WEB) RELATÓRIO DE ENTREGA DO PRODUTO 1 (CONSTRUÇÃO DE PORTAL WEB) PARA A ELABORAÇÃO DOS PLANOS MUNICIPAIS DE GESTÃO INTEGRADA DE RESÍDUOS SÓLIDOS PMGIRS PARA OS MUNICÍPIOS DE NOVO HORIZONTE, JUPIÁ, GALVÃO,

Leia mais

INTEGRE Diversas fontes de informações em uma interface intuitiva que exibe exatamente o que você precisa

INTEGRE Diversas fontes de informações em uma interface intuitiva que exibe exatamente o que você precisa INTEGRE Diversas fontes de informações em uma interface intuitiva que exibe exatamente o que você precisa ACESSE Informações corporativas a partir de qualquer ponto de Internet baseado na configuração

Leia mais

UFG - Instituto de Informática

UFG - Instituto de Informática UFG - Instituto de Informática Especialização em Desenvolvimento de Aplicações Web com Interfaces Ricas EJB 3.0 Prof.: Fabrízzio A A M N Soares professor.fabrizzio@gmail.com Aula 10 Persistência de Dados

Leia mais

Manual de Procedimentos para Desenvolvimento de Softwares

Manual de Procedimentos para Desenvolvimento de Softwares Manual de Procedimentos para Desenvolvimento de Softwares Secretaria Geral de Informática Sin Universidade Federal de São Carlos - UFSCar Versão 2.1 O(s) critério(s) de escolha pelas tecnologias para desenvolvimento

Leia mais

Desenvolvendo Aplicações Web com NetBeans

Desenvolvendo Aplicações Web com NetBeans Desenvolvendo Aplicações Web com NetBeans Aula 3 Cap. 4 Trabalhando com Banco de Dados Prof.: Marcelo Ferreira Ortega Introdução O trabalho com banco de dados utilizando o NetBeans se desenvolveu ao longo

Leia mais

INTRODUÇÃO E CONFIGURAÇÃO DO PRIMEFACES MOBILE EM APLICAÇÕES JSF

INTRODUÇÃO E CONFIGURAÇÃO DO PRIMEFACES MOBILE EM APLICAÇÕES JSF INTRODUÇÃO E CONFIGURAÇÃO DO PRIMEFACES MOBILE EM APLICAÇÕES JSF Guilherme Macedo, Jaime Willian Dias Universidade Paranaense (Unipar) Paranavaí PR Brasil guilhermemacedo28@gmail.com, jaime@unipar.br Resumo.

Leia mais

Sistema de Inteligência Patrimônial. Especificação dos Requisitos

Sistema de Inteligência Patrimônial. Especificação dos Requisitos Sistema de Inteligência Patrimônial Especificação dos Requisitos Especificação dos Requisitos Data Versão: 18 / 11 / 2015 Histórico das Revisões Data Versão Descrição Autor 23 / 11/ 2015 1.0 Versão Inicial

Leia mais

Documento de Projeto de Sistema

Documento de Projeto de Sistema Documento de Projeto de Sistema 1 IFES / Serra Projeto: Gerenciador de Pelada - Oasis Registro de Alterações: Versão Responsável Data Alterações 0.1 Eduardo Rigamonte, Geann Valfré, João Paulo Miranda,

Leia mais

MOODLE é o acrónimo de "Modular Object-Oriented Dynamic Learning Environment. Executado em um AVA - Ambiente Virtual de Apresendizagem;

MOODLE é o acrónimo de Modular Object-Oriented Dynamic Learning Environment. Executado em um AVA - Ambiente Virtual de Apresendizagem; MOODLE é o acrónimo de "Modular Object-Oriented Dynamic Learning Environment Software livre, de apoio à aprendizagem; Executado em um AVA - Ambiente Virtual de Apresendizagem; A expressão designa ainda

Leia mais

WebApps em Java com uso de Frameworks

WebApps em Java com uso de Frameworks WebApps em Java com uso de Frameworks Fred Lopes Índice O que são frameworks? Arquitetura em camadas Arquitetura de sistemas WEB (WebApps) Listagem resumida de frameworks Java Hibernate O que são frameworks?

Leia mais

SISTEMA DE GESTÃO DE PROJETOS DE SOFTWARE - SGPS

SISTEMA DE GESTÃO DE PROJETOS DE SOFTWARE - SGPS SISTEMA DE GESTÃO DE PROJETOS DE SOFTWARE - SGPS Lilian R. M. Paiva, Luciene C. Oliveira, Mariana D. Justino, Mateus S. Silva, Mylene L. Rodrigues Engenharia de Computação - Universidade de Uberaba (UNIUBE)

Leia mais

TECNOLOGIAS E FRAMEWORKS UTILIZADAS NO DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS GERENCIAIS

TECNOLOGIAS E FRAMEWORKS UTILIZADAS NO DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS GERENCIAIS TECNOLOGIAS E FRAMEWORKS UTILIZADAS NO DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS GERENCIAIS Janderson Fernandes Barros ¹, Igor dos Passos Granado¹, Jaime William Dias ¹, ² ¹ Universidade Paranaense (UNIPAR) Paranavaí

Leia mais

EIMOBILE INSTITUIÇÕES DE ENSINO MOBILE

EIMOBILE INSTITUIÇÕES DE ENSINO MOBILE UNIVERSIDADE CATÓLICA DE PELOTAS CENTRO POLITÉCNICO TECNOLOGIA EM ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS EIMOBILE INSTITUIÇÕES DE ENSINO MOBILE por Miguel Aguiar Barbosa Trabalho de curso II submetido como

Leia mais

Versão <1.0> Documento de Requisitos. Documento de Requisitos. Equipe:

Versão <1.0> Documento de Requisitos. Documento de Requisitos. Equipe: Versão Documento de Requisitos Documento de Requisitos Equipe: Bruno Harada (bhhc) Edilson Augusto Junior (easj) José Ivson Soares da Silva (jiss) Pedro Rodolfo da Silva Gonçalves (prsg) Raphael

Leia mais

Guilherme Augusto de Assis

Guilherme Augusto de Assis Guilherme Augusto de Assis Analista de Sistemas Pleno da empresa CPqD guiassys@gmail.com Resumo Possui graduação em Sistemas de Informação pela Faculdade de Administração e Ciências Contábeis de Hortolândia

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTADUAL DO CENTRO-OESTE UNICENTRO CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM MÍDIAS EM EDUCAÇÃO

UNIVERSIDADE ESTADUAL DO CENTRO-OESTE UNICENTRO CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM MÍDIAS EM EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE ESTADUAL DO CENTRO-OESTE UNICENTRO CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM MÍDIAS EM EDUCAÇÃO Jader dos Santos Teles Cordeiro Orientador Prof. Paulo Guilhermeti PERSISTÊNCIA EM OBJETOS JAVA: UMA ANÁLISE

Leia mais

ARQUITETURA DO SISTEMA ERP PEGASUS

ARQUITETURA DO SISTEMA ERP PEGASUS ARQUITETURA DO SISTEMA ERP PEGASUS Elaborado por: Bruno Duarte Nogueira Arquiteto de Software Data: 05/03/2012 1 Sumário 1. Introdução... 3 2. Tecnologias... 3 2.1. Web Tier... 3 2.1.1. Facelets 1.1.14...

Leia mais

ANEXO 11. Framework é um conjunto de classes que colaboram para realizar uma responsabilidade para um domínio de um subsistema da aplicação.

ANEXO 11. Framework é um conjunto de classes que colaboram para realizar uma responsabilidade para um domínio de um subsistema da aplicação. ANEXO 11 O MATRIZ Para o desenvolvimento de sites, objeto deste edital, a empresa contratada obrigatoriamente utilizará o framework MATRIZ desenvolvido pela PROCERGS e disponibilizado no início do trabalho.

Leia mais

OPORTUNIDADES CWI: Analista de Sistemas Sênior

OPORTUNIDADES CWI: Analista de Sistemas Sênior OPORTUNIDADES CWI: Analista de Sistemas Sênior - Experiência em levantamento de requisitos. - Elaboração de especificação funcional. - Desejável conhecimento em logística e transporte. Analista de Testes

Leia mais

SISTEMA PARA GESTÃO DE CRIATÓRIOS

SISTEMA PARA GESTÃO DE CRIATÓRIOS UNIVERSIDADE CATÓLICA DE PELOTAS CENTRO POLITÉCNICO TECNOLOGIA EM ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS SISTEMA PARA GESTÃO DE CRIATÓRIOS por Cláudio Antônio Maraninchi Leite Documento de conclusão da

Leia mais

Aplicativo Cliente/Servidor multicamadas para controle de uma rede de lojas via web utilizando Java

Aplicativo Cliente/Servidor multicamadas para controle de uma rede de lojas via web utilizando Java Aplicativo Cliente/Servidor multicamadas para controle de uma rede de lojas via web utilizando Java Aluno: Henrique Eduardo M. Oliveira Orientador: Prof. Dr. Leandro J. Komosinski Banca: Prof. M. Maria

Leia mais

UFG - Instituto de Informática

UFG - Instituto de Informática UFG - Instituto de Informática Especialização em Desenvolvimento de Aplicações Web com Interfaces Ricas EJB 3.0 Prof.: Fabrízzio A A M N Soares professor.fabrizzio@gmail.com Aula 5 Servidores de Aplicação

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTADUAL DE PONTA GROSSA

UNIVERSIDADE ESTADUAL DE PONTA GROSSA UNIVERSIDADE ESTADUAL DE PONTA GROSSA SECRETARIA MUNICIPAL DE GESTÃO DE RECURSOS HUMANOS CONCURSO PÚBLICO PARA ANALISTA DE SUPORTE 08 DE NOVEMBRO DE 2009... (NOME COMPLETO EM LETRA DE FORMA) INSTRUÇÕES

Leia mais

INSTALAÇÃO PRINTERTUX Tutorial

INSTALAÇÃO PRINTERTUX Tutorial INSTALAÇÃO PRINTERTUX Tutorial 2 1. O Sistema PrinterTux O Printertux é um sistema para gerenciamento e controle de impressões. O Produto consiste em uma interface web onde o administrador efetua o cadastro

Leia mais

Guia de Introdução ao Windows SharePoint Services

Guia de Introdução ao Windows SharePoint Services Guia de Introdução ao Windows SharePoint Services - Windows SharePoint Services... Page 1 of 11 Windows SharePoint Services Guia de Introdução ao Windows SharePoint Services Ocultar tudo O Microsoft Windows

Leia mais

ShoeSystem 1.0 Sistema para loja de calçados

ShoeSystem 1.0 Sistema para loja de calçados Artigo apresentado ao UNIS, como parte dos requisitos para obtenção do título de tecnólogo em Análise e Desenvolvimento de Sistemas 1 ShoeSystem 1.0 Sistema para loja de calçados André Luis dos Reis Revair,

Leia mais

Ensino Superior: IESB Instituto de Educação Superior de Brasília Ciências da Computação - Cursando

Ensino Superior: IESB Instituto de Educação Superior de Brasília Ciências da Computação - Cursando Vinicius Nascimento Informações pessoais Estado civil: Casado Nacionalidade Brasileira Idade: 30 anos Naturalidade: Brasília DF Formação Ensino Superior: IESB Instituto de Educação Superior de Brasília

Leia mais

FERRAMENTAS PARA DESENVOLVIMENTO EM C#

FERRAMENTAS PARA DESENVOLVIMENTO EM C# FERRAMENTAS PARA DESENVOLVIMENTO EM C# Camila Sanches Navarro 1,2, Wyllian Fressatti 2 ¹Universidade paranaense (Unipar) Paranavaí PR Brasil sanchesnavarro@gmail.com wyllian@unipar.br Resumo. Este artigo

Leia mais

Cargo Função Superior CBO. Tarefas / Responsabilidades T/R Como Faz

Cargo Função Superior CBO. Tarefas / Responsabilidades T/R Como Faz Especificação de FUNÇÃO Função: Analista Desenvolvedor Código: Cargo Função Superior CBO Analista de Informática Gerente de Projeto Missão da Função - Levantar e prover soluções para atender as necessidades

Leia mais

Configuração SERVIDOR.

Configuração SERVIDOR. REQUISITOS MINIMOS SISTEMAS FORTES INFORMÁTICA. Versão 2.0 1. PRE-REQUISITOS FUNCIONAIS HARDWARES E SOFTWARES. 1.1 ANALISE DE HARDWARE Configuração SERVIDOR. Componentes Mínimo Recomendado Padrão Adotado

Leia mais

SISTEMA DE FIXAÇÃO ALFABÉTICA

SISTEMA DE FIXAÇÃO ALFABÉTICA CENTRO UNIVERSITÁRIO ESTADUAL DA ZONA OESTE Colegiado de Computação e Matemática Aplicada Curso de Bacharelado em Ciência da Computação SISTEMA DE FIXAÇÃO ALFABÉTICA ROBERTO AFFONSO GOMES RIO DE JANEIRO,

Leia mais

Programação para Internet II

Programação para Internet II Programação para Internet II Aulas 01 e 02 Prof. Fernando Freitas Costa http://blog.fimes.edu.br/fernando nando@fimes.edu.br Conteúdo Programático Instalação e configuração básica do Eclipse Indigo e do

Leia mais

SIQ GQF Plugin s WEB (Aplicações WEB) Gestão da Qualidade de Fornecedores

SIQ GQF Plugin s WEB (Aplicações WEB) Gestão da Qualidade de Fornecedores SIQ GQF Plugin s WEB (Aplicações WEB) Gestão da Qualidade de Fornecedores Requerimentos do Software Versão para Microsoft Windows/Unix Dezembro 2006 Bem-Vindo ao to SIQ GQF Plugin s WEB - Gestão da Qualidade

Leia mais

Projuris Enterprise Visão Geral da Arquitetura do Sistema

Projuris Enterprise Visão Geral da Arquitetura do Sistema Projuris Enterprise Visão Geral da Arquitetura do Sistema Março/2015 Página 1 de 17 Projuris Enterprise Projuris Enterprise é um sistema 100% Web, com foco na gestão de contencioso por empresas ou firmas

Leia mais

Conteúdo. Disciplina: INF 02810 Engenharia de Software. Monalessa Perini Barcellos. Centro Tecnológico. Universidade Federal do Espírito Santo

Conteúdo. Disciplina: INF 02810 Engenharia de Software. Monalessa Perini Barcellos. Centro Tecnológico. Universidade Federal do Espírito Santo Universidade Federal do Espírito Santo Centro Tecnológico Departamento de Informática Disciplina: INF 02810 Prof.: (monalessa@inf.ufes.br) Conteúdo 1. Introdução 2. Processo de Software 3. Gerência de

Leia mais

4 Desenvolvimento da ferramenta

4 Desenvolvimento da ferramenta direcionados por comportamento 38 4 Desenvolvimento da ferramenta Visando facilitar a tarefa de documentar requisitos funcionais e de gerar testes automáticos em uma única ferramenta para proporcionar

Leia mais

HIBERNATE EM APLICAÇÃO JAVA WEB

HIBERNATE EM APLICAÇÃO JAVA WEB HIBERNATE EM APLICAÇÃO JAVA WEB Raul Victtor Barbosa Claudino¹, Ricardo Ribeiro Rufino¹ ¹Universidade Paranaense (Unipar) Paranavaí PR Brasil victtor.claudino@gmail.com, ricardo@unipar.br Resumo: Este

Leia mais