Desempenho do Negócio

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Desempenho do Negócio"

Transcrição

1 0

2 Aviso importante O presente comunicado contém objetivos acerca de eventos futuros, de acordo com o U.S. Private Securities Litigation Reform Act de Tais objetivos não constituem factos ocorridos no passado, refletindo apenas expectativas da gestão da empresa. Os termos antecipa, acredita, estima, espera, prevê, pretende, planeia, e outros termos similares, visam identificar tais objetivos, os quais obviamente envolvem riscos ou incertezas, previstos ou não pela empresa. Os resultados futuros da atividade da empresa podem portanto diferir das atuais aspirações. Os objetivos contidos neste documento traduzem a opinião unicamente na data em que são definidos, não se obrigando a empresa a atualizá-los à luz de novas informações ou desenvolvimentos futuros. 1

3 Desempenho do Negócio 2

4 Resultados Destaques PT é geograficamente diversificada com 100 milhões clientes HDT KPD LTM * *Em a PT tinha um contrato de gestão na Mascom 3

5 Resultados Destaques Crescimento sólido de clientes impulsionado pelo 3 Play e pelos negócios internacionais Destaques operacionais Milhares de clientes /11 Total ,4% Portugal ,4% PSTN/ISDN Banda larga TV ,6% +10,8% +17,4% Triple-play FTTH Peso de FTTH (Pct) , ,8 +22,6% +49,4% +5,7pp Móveis ,1% Pré pago Pós pago ,2% +3,8% Brasil ,7% Residencial Pessoal Empresarial/corporativo ,0% +7,0% +14,3% Outros internacionais ,3% 4

6 Resultados Destaques Melhoria da tendência de receitas e EBITDA Destaques financeiros Milhões de euros /11 LFL 12/11 12/11 LFL Receitas operacionais ,4% -1,2% -0,9% Portugal ,6% Residencial Pessoal Empresas ,3% -10,4% -8,8% Oi ,1% EBITDA ,7% -3,8% +6,4% Portugal Oi ,0% +21,6% Margem EBITDA (%) 35,6 34,4-1,2pp Portugal (%) 45,1 44,5-0,7pp Capex ,6% -2,0% -13,7% Portugal ,1% EBITDA menos Capex ,3% Nota: Like for like ajusta por: (1) alterações no perímetro de consolidação, ou seja, da Oi e da Contax no 1T12, que foram co nsolidadas proporcionalmente desde 1 de Abril de 2011, e Dedic / GPTI no 1S11, uma vez que este negocio foi consolidado integralmente ate 30 de junho de 2011 e integrado na C ontax a partir dessa data, no seguimento da conclusão da troca da participação da PT neste negocio por uma participação adicional na Contax, e (2) o impacto da desvalori zação do real face ao euro. 5

7 PORTUGAL 6

8 Resultados Destaques Pipeline de inovação consistente fortalece a posição competitiva dezembro: Lançamento da app TVI ficção após lançamento do canal em outubro e TMN drive com trânsito em direto janeiro 2013: Lançamento do M 4 O e gravações automáticas 7 dias janeiro: Lançamento do Auto Sapo fevereiro: Lançamento do Meo Kanal e 400Mb internet no Meo novembro: Meo get Meo outubro: Conferência de Tecnologia e Inovação da PT e lançamento cloudpt setembro: Meo premiado com escolha do consumidor agosto: e atinge 1 milhão clientes março: Sapo Voucher na TV e piloto TMN Wallet abril: TMN rebranding Vamos lá maio: Lançamento IR & CSR app e solução SAP na cloud julho: Meo anuncia lançamento de A Bola TV e Meo autarquias junho: Meo atinge liderança 3P 7

9 Resultados Prioridades do negócio Consumo Explorar a convergência para alargar quota de mercado suportado na simplicidade, na comodidade e na poupança Residencial Transformação suportada em serviços de TV por subscrição avançados e ofertas de pacotes Pessoal Aposta nas tarifas planas de voz e continuar a aproveitar as oportunidades nos dados Empresa Alargar a penetração dos serviços TI/SOutsourcing e BPOI (Cloud,) para aumentar o share of wallet do consumo de TIC 8

10 Resultados Portugal Segmento Residencial Prioridades do negócio Residencial Consumo Aproveitar a convergência para alargar quota de Transformação mercado suportado na suportada simplicidade, em na comodidade e na poupança serviços de TV por subscrição avançados e ofertas de pacotes Pessoal Aposta nas tarifas planas de voz e continuar a aproveitar as oportunidades nos dados Empresa Alargar a penetração dos serviços TI/SI (Cloud, Outsourcing e BPO) para aumentar o share of wallet do consumo de TIC 9

11 Resultados Portugal Segmento Residencial Crescimento contínuo dos clientes Mercado português de TV Adições líquidas Milhares TV p/ subscrição Portugal TV p/ subscrição 5,9 1,9 1ª Oportunidade: Alargar a penetração de TV por subscrição 2ª Oportunidade: Aumentar a quota de mercado do Meo 69 Banda Larga PSTN 32% 63 4,0 68% 0,9 23% 3,1 77% 1,9 61% 1, %* # Familias Lares desabita dos e 2ªs casas 1ªs habita ções Sem TV p/ subscr. Com TV p/ subscr. Sem Meo Com Meo -5 1T12 * Previsão P Fonte: INE Census 2011 valores preliminares. 10

12 Resultados Portugal Segmento Residencial Ganhos contínuos de quota de mercado Marca top of mind Novos canais, incluindo 3 exclusivos Quota de mercado do Meo % +3,6pp Lojas próprias 35,5 39,1 30,4 Vendas porta-a-porta 23,4 Casas passadas com fibra 13,9 População coberta com fibra 4T08 4T09 4T10 * * Previsão PT Quota de visionamento de televisão não linear 11

13 Resultados Portugal Segmento Residencial FTTH com mais de 20% de penetração em casas passadas Portugal Adições líquidas de TV por subscrição de fibra Milhares Peso das adições líquidas de FTTH no total das adições líquidas Taxa de churn TV %. -3,9pp -2,3pp % 60% 2011 ADSL FTTH DTH Quota de mercado de TV por subscrição de FTTH em Portugal 3T12 % Deslocações mensais por 1000 clientes Indexado Custos de eletricidade da rede/cliente Indexado. YTD -81,1% -40% PT 83% 17% Outros Meo DSL Meo fibra DSL Fibra Fonte: Anacom 3T12 12

14 Resultados Portugal Segmento Residencial Crescimento das linhas fixas Adições líquidas Mil linhas fixas 18 mil adições líquidas em T10 Mix de clientes residencial Clientes únicos. Milhares 44,0% 36,7% 1P 2P 3P RGUs por cliente único Unidades 1,9 +8,0% 2,0 22,9% 22,4% 33,1% 40,9% +7,8pp 13

15 Resultados Portugal Segmento Residencial Crescimento de 4,9% nas receitas de serviços Clientes Milhares +16,7% +11,4% +1,1% TV Banda Larga PSTN ARPU Euros 30,8 +2,7% 31, Crescimento das Receitas de Serviço % y.o.y +1,7pp 4,9 4,2 4,4 4,3 +0,6pp 3,2 14

16 Resultados Portugal Segmento Pessoal Prioridades do negócio Consumo Explorar a convergência para alargar quota de mercado suportado na simplicidade, Aposta nas comodidade tarifas planas e poupança de Residencial Transformação suportada em serviços de TV por subscrição avançados e ofertas de pacotes Pessoal voz e continuar a aproveitar as oportunidades nos dados Empresa Alargar a penetração dos serviços TI/SI (Cloud, Outsourcing e BPO) para aumentar o share of wallet do consumo de TIC 15

17 Resultados Portugal Segmento Pessoal Condições macroeconómicas adversas Taxa de desemprego % Consumo privado % y.o.y +2,9pp 16,9 15,8 14,9 15,0 14,0 12,1 12,4-2,9-3,0-6,1-5,6-5,7-5,9 2T11 3T11 1T12 2T12 3T12 2T11 3T11 1T12 2T12 3T12 Fonte: INE 16

18 Resultados Portugal Segmento Pessoal Comoditização da voz móvel ARPM Euros ** * 0,14 0,13 0,13 0,12 0,12 TMCA % Gasto médio mensal por cliente em serviços móveis (Portugal) Euros Planos Prepagos 15-11% 13 0, ,10 0,10-7% 49-35% Planos pospagos 32 4T 1T 2T 3T 4T 1T 2T 3T 4T 1T 2T 3T 4T *Valor estimados para **EU-15 excluindo Portugal. Dados não disponíveis para o Luxemburgo, Austria, Grécia e Irlanda Fonte: WCIS; Pyramid; Oanda; OVUM; Marktest Barometer Study on Telecommunications (Dez ) 17

19 Resultados Portugal Segmento Pessoal Progressos significativos no segmento jovem Visitantes mensais Milhares Segmento jovem (15-25 anos) quota de mercado de adições líquidas % Likes no Facebook Milhares. semana Likes no Facebook Residencial, pessoal e marcas de música PT 1 milhão Opd 2 Opd Mais de 2 anos Últimos 12 meses Jan Mar Mai Jul Set Nov Jan Outros Opds Opd 1 TMN 18

20 Resultados Portugal Segmento Pessoal Melhorias sequenciais nas receitas de cliente Receitas de dados Em % das receitas de serviço +3,6pp Receitas de cliente % y.o.y 32,7 33,2 33,0 34,2-7,7-8,1-8,0-9,1 30,6-11,2 1T12 2T12 3T12 Clientes tarifas planas Em % dos clientes móveis do segmento pessoal Outros Percentagem dos planos tarifas planas nas receitas do segmento pessoal % + 6,7pp 31,8 25, Nota: Percentagem de clientestarifa plana incluindo apenas planos com assinatura mensal. 19

21 Resultados Portugal Segmento Pessoal Receitas impactadas por umas das mais baixas MTRs na Europa Redução das MTRs em Preço por minuto. Cêntimos de euro Receitas % y.o.y 3,50 2,77-64% 2,27 1,77 1,27 BoP 7 Mai Receitas de interligação % y.o.y 30 Jun 30 Set 31 Dez -10,7-9,8-9,0-11,2-11,7-24,3-22,8-31,6-32,8-38,6 20

22 Resultados Consumo Portugal Prioridades do negócio Consumo Explorar a convergência para alargar quota de mercado suportado Consumer na Explore simplicidade, convergence na to grow comodidade market share e based na poupança. on simplicity, convenience and value-for-money Residencial Transformação suportada em serviços de TV por subscrição avançados e ofertas de pacotes Residential Transformation leveraged on advanced TV por subscrição and bundled offerings Empresa Alargar a penetração dos serviços TI/SI (Cloud, Personal Pessoal Outsourcing e BPO) para Aposta nas tarifas planas de aumentar o share of wallet Move to flat voice and voz e continuar a aproveitar do consumo de TIC continue as to oportunidades explore data nos dados opportunity 21

23 Resultados Consumo Portugal Liderança no 3P suporta oferta 4P Apetite por convergência em Portugal Maior base de clientes em Portugal Potencial significativo de cross-selling Como classifica uma oferta integrada 4P numa única marca? % Número de clientes por operador Milhões. Fixo Móvel Serviços móveis subscritos por clientes Meo % de casas com Meo Não interessado 9% 13 Não TMN 45% Pouco interesse 9% 81% estão interessados na oferta 4P Operador 1 6 TMN e concorrência 19% Interessado 56% Operador 2 4 Muito interessado 25% Operador 3 3 Só TMN 36% Fonte: PRM e MyBrand market research 22

24 Resultados Consumo Portugal O Meo é a marca preferida para uma oferta 4P A quota de mercado da PT no 3P vs. maior concorrente %. Portugal Líder no 3P desde 1T12 Também líder no 3P de acordo com os critérios da Anacom desde 3T12 Que marca escolheria para uma oferta 4P? % % 31,4% Opd fixo 1 17,2% Opd móvel 1 16,2% 45,3% 48,9% 50,4% 51,2% 51,6% 51,9% Opd móvel 2 13,3% Opd móvel 3 5,8% 1T11 1T12 2T12 3T12 Operador de cabo PT 23

25 Resultados Consumo Portugal M 4 O é a oferta convergente "inconveniente Pontos de contacto de clientes Integração de lojas fixas e móveis sob um único conceito Interface de facturação único para todos os serviços Gestão integrada das operações de instalação e manutenção Oferta Rede Armazenagem e processamento M 4 O = oferta 4P incluindo TV, banda larga fixa, voz fixa e móvel Apps multi-plataforma (MEO Go) Partilha de conta para todos os dispositivos Gestão integrada da rede F-M com planeamento e operações unificadas, e com plataformas de serviço comuns Entrega do serviço em qualquer lugar com otimização das redes 6 º maior data centre do mundo (30 Pbytes capacidade) Cloud PT, oferta a todos os portugueses (16GB grátis) Sistemas e plataformas One -software de CRM com uma visão a 360º do cliente e total rastreabilidade de todas as interações dos clientes Portal de self-care integrado com uma plataforma única e centralizada para assinatura e autorizações Rede de fornecimento all-ip 24

26 Resultados Consumo Portugal O M 4 O oferece simplicidade, qualidade de experiência e value for money Principio de design Nova oferta: ADN 3P + uma oferta móvel revolucionária Proposta de valor imbatível Estrutura simples para facilitar o entendimento e comunicação da oferta TV 85 canais e todas as funcionalidades avançadas + SIMPLICIDADE Um operador para falar para todas as redes Sempre ligado com 100 Mbps dentro e fora de casa Serviços mais convenientes/ confortáveis para os clientes (através da gestão integrada dos serviços fixos e móveis) Foco nas poupanças/benefícios económicos para as famílias aderentes INTERNET 100 Mbps velocidade garantida TELEFONE FIXO Chamadas nacionais e internacionais ilimitadas para todas as redes fixas (das 21:00 às 09:00) TELEMÓVEL 2 cartões SIM com chamadas e SMS ilimitados para todoas as redes + 200MB de dados por cartão SIM + + COMODIDADE Uma fatura única, um único canal online, um único atendimento ao cliente Um único valor para todos os serviços, sem surpresas POUPANÇA Poupanças para a maioria das famílias ( ~20 /mês/família) Acesso facilitado na aquisição de smartphones e tablets com prestações mensais 25

27 Resultados Consumo Portugal O reconhecimento da marca e a aceitação pelos consumidores do M 4 O é encorajadora Recordação top of mind %. semana Recordação de anúncio TV comprovada % Atributo Inovação %. semana Opd 1 Opd 2 Opd Opd 1 Opd 2 Opd 3 Atributo criador de tendência %. semana Opd 3 Opd 4 Opd 2 Opd 1 Opd 2 Opd 3 26

28 Resultados Portugal Segmento Empresas Prioridades do negócio Consumo Explorar a convergência para alargar quota de mercado suportado na simplicidade, na comodidade e na poupança. Pessoal Residencial Transformação suportada em serviços de TV por subscrição avançados e ofertas de pacotes Aposta nas tarifas planas de voz e continuar a aproveitar as oportunidades nos dados Empresa Alargar a penetração Entreprise dos serviços TI/SI (Cloud, Increase Outsourcing penetration e BPO) of para aumentar IT/IS o services share of (Cloud, wallet do consumo de Outsourcing TIC and BPO) to increase share of wallet of ICT spending 27

29 Resultados Portugal Segmento Empresas Foco nos serviços de valor acrescentado e na qualidade da experiência Principais ofertas da empresa por subsegmento Residential+ Voz (F/M) Banda Larga Connected+ Conetividade multi-colaborador Soluções de mobilidade para empregados itinerantes Soluções simplificadas de software Integrated+ Comunicações unificadas Outsourcing de serviços TIC Integração de aplicações M2M e soluções TI/SI específicas Outsourcing de processos de negócio Consultadoria TI * Serviços Cloud (IaaS, SaaS e PaaS) para todos os tipos de empresas ** Soluções verticais integradas pay-per-user desenhadas para setores específicos ou empresas *Incluindo abordagem end-to-end aos clientes de apoio à sua jornada de transformação de TI (pré e pós venda),ou seja abordando os pontos críticos mais frequentes das empresas incorporando os desenvolvedores de produto nos estágios iniciais de venda para o design conjunto de soluções. ** Aproveitando as parcerias estratégicas para acelerar o acesso a tecnologias e servido através de serviços hospedados no data Centre da Covilhã. 28

30 PME EMPRESAS Resultados Portugal Segmento Empresas Oferta completa de soluções segmentadas integradas e verticais NÃO-EXAUSTIVA SOLUÇÕES INTEGRADAS Office-box Solução integrada uma-fatura-por-empregado conjugando as necessidades de comunicações de voz e de dados: Conetividade: voz móvel e fixa e banda larga fixa Equipamentos: PCs, telefones e telemoveis, routers e centrais Mobilidade: Soluções Cloud incluindo domínios customisados, 5 contas de , alojamento de sites e software opcional SOLUÇÕES VERTICAIS Restaurantes Hoteis Retalho.GOV Autarquias Soluções integradas customisadas Soluções integradas associando as necessidades de conetividade e de TI customisadas com a ajuda de gestor de conta dedicado Saúde Construção Comunicações unificadas Oferta integrada sem requisitos de Capex pagamento-por-empregado inclui tarifa plana de voz, equipamento de cliente e conjunto completo de funcionalidades colaborativas Gestão de eventos Educação 29

31 Resultados Portugal Segmento Empresas Ofertas Cloud abordam a agilidade nos negócios, ineficiências operacionais e custos incomportáveis Portfolio alargado Serviços Web Segurança Recursos TI Hospedagem Web Website pre-desenhada Hosped. bases de dados Retransmissão de Segurança de Back up remoto Vigilância vídeo Condutas seguras Desktop remoto Servidores públicos e privados SAP HANA Armazenagem virtual Oferta end-to-end desenvolvida com parceiros estratégicos Parceiros Valor acrescentado SaaS CaaS PaaS IaaS Competências tecnológicas e capacidade de integração Base de clientes em mercados relevantes e sinergias para entrada em mercados Capacidade na abordagem de mercados internacionais Aplicações Microsoft Office 365 Soluções ERP Faturação Business Intelligence Portal de auto aprovisionamento com a gama completa de soluções disponível on-line A segurança e a qualidade do serviço assegurados por redes e infraestrutura de ponta Infraestruturas de ponta, tendo construído o 6º maior data centre do mundo (capacidade de 30 Pbytes) 30

32 Resultados Portugal Segmento Empresas Novos serviços e modelos de desenvolvimento estão a transformar o mix de receitas PMEs Peso das receitas não-voz % 32% 35% Receitas de clientes convergentes % 55% 57% Receitas segmento empresas % y.o.y -6, Empresas Peso das receitas não-voz % Receitas de SVA* % -8,4-8,1 65% 67% 20% 25% -8,8-9, *Serviços de Valor Acrescentado: Outsourcing, Managed Services, TI/SI, BPO, Cloud 31

33 Resultados Receitas Portugal Prioridades do negócio Consumo Explorar a convergência para alargar quota de mercado suportado na simplicidade, na comodidade e na poupança. Residencial Transformação suportada em serviços de TV por subscrição avançados e ofertas de pacotes Pessoal Aposta nas tarifas planas de voz e continuar a aproveitar as oportunidades nos dados Empresa Alargar a penetração dos serviços TI/SI (Cloud, Outsourcing e BPO) para aumentar o share of wallet do consumo de TIC 32

34 Resultados Receitas Portugal +52% de receitas não-voz Receitas não-voz por segmento % Receitas não-voz em Portugal % Residencial Pessoal Empresas +6,8pp +3,6pp 47,7 +4,7pp 52,4 +4,0pp 60,4 47,3 64,3 54,2 30,6 34,2 4TQ12 33

35 Resultados Receitas Portugal Wholesale e outras receitas impactadas pela regulação Wholesale e outras receitas Milhões de euros Wholesale Menores receitas oriundas de acessos e tráfego ,9% Menores preços resultantes de decisões regulatórias Menores volumes com a construção contínua de redes pelos operadores concorrentes 86 Outros Decréscimo das receitas de postos públicos Decréscimo das receitas de listas telefónicas 34

36 Resultados Receitas Portugal Cumprindo a estratégia que visa transformar o modelo de negócio e mix de receitas Residencial - serviço % yoy 3,2 4,2 4,4 4,3 4,9 Portugal Milhões de euros Ex-regulação Pessoal - cliente % yoy 718-8,1% -6,6% 660-7,7-8,1-8,0-9,1-11,2 Empresas % yoy -6,6-8,8-8,4-8,1-9,8 35

37 BRASIL 36

38 Resultados Brasil segmento residencial Decréscimo da perda de linhas e crescimento da banda larga e da TV por subscrição Adições líquidas de banda larga Milhares Adições líquidas de TV por subscrição Milhares T11 3T11 1T12 2T12 3T12 2T11 3T11 1T12 2T12 3T12 Adições líquidas de linhas fixas Milhares T11 3T11 1T12 2T12 3T12 37

39 Resultados Brasil segmento residencial Construção da rede de banda larga para capturar o potencial de crescimento futuro Penetração de banda larga % 52pp RGUs de banda larga fixa residencial % de RGUs com velocidade superior a 5 Mb > 10 Mb Brasil 23 México 48 64pp EUA Penetração de TV por subscrição % 61 RU 87 Dez 11 Mar 12 Jun 12 Set 12 Dez 12 Rede comercial Número de lojas próprias e agentes de venda porta-aporta +63% +212% Brasil México RU EUA 2011 Vendas porta-a-porta 2011 Lojas próprias 38

40 Resultados Brasil segmento residencial Melhoria de tendência das receitas Adições líquidas residenciais % Receitas residenciais % y.o.y 2,1 40-3, ,5-7,6 1T11 2T11 3T11 1T12 2T12 3T12 1T12 2T12 3T12 ARPU Reais 64,8 63,1 6,8% 64,5 65,8 69,2 Clientes residenciais Milhares ,0% Linhas fixas Banda Larga fixa TV por subscrição T12 2T12 3T T T T

41 Resultados Brasil segmento mobilidade pessoal Construção da rede 3G para suportar o enfoque no pós-pago Simplificação dos planos tarifários e enfoque no pós-pago Reconfiguração de ofertas Conta Oi Smartphone Oi Conta Total Oi Melhoria da rede e dos pontos de contacto Presença 3G Número de cidades % 73% da população urbana do Brasil coberta 692 Planos de fidelização de clientes % das vendas de pós-pagos +80pp Rede comercial Número +212% T

42 Resultados Brasil segmento mobilidade pessoal Ganhos significativos no mercado pós-pago suportam crescimento de 14% das receitas Adições de pós-pagos Milhares Receitas de mobilidade pessoal Milhões de reais 14,6% T11 2T11 3T11 1T12 2T12 3T12 1T12 2T12 3T12 Evolução da quota de mercado pós-pago Pontos percentuais 2.8 Clientes mobilidade pessoal Milhares 7,0% Pré-pagos Pós-pagos , Dez 11 Mar 12 Opd A Jun 12 Opd C Set 12 Opd B Oi Dez T12 2T12 3T12 41

43 Resultados Brasil segmento mobilidade pessoal Crescimento impulsionado por SVAs e dados Empresarial Receitas do segmento empresarial / corporativo Milhões de reais ,9% Crescimento contínuo das linhas fixas Elevada rentabilidade e redução de churn na vozmóvel Elevada penetração de dados móveis 1T12 2T12 3T12 Corporativo Expansão da base pós-paga Clientes Empresariais/Corporativos Milhares 14,3% Fixo Banda Larga Móvel Criação de VPN Crescimento do acesso internet IP Aumento dos troncos de linhas fixas digitais T12 2T12 3T12 42

44 Resultados Brasil Melhorias nos KPIs e na evolução da receita suportadas pelo investimento nas áreas de crescimento e na infraestrutura Receitas líquidas Milhões de reais 0,8% EBITDA Milhões de reais ,4% Capex Milhões de reais ,4% Dívida líquida Milhões de reais 60,4% T12 43

45 Resultados Brasil Guidance para 2013 Receitas de serviço líquidas Mil milhões de reais 28,1 +1,4% 28,0 29,0 Unidades geradoras de receita Milhões EBITDA Mil milhões de reais Guidance ,3 +2,0% 75,0 76,5 +6,8% 8,8 9,0 9,8 Guidance 2013 Capex Mil milhões de reais 6,6-9,1% 6,0 Guidance 2013 Guidance 2013 Dívida líquida/ebitda menor de 3,0x (vs. 2,85x em ) 44

46 Outros Negócios Internacionais 45

47 Resultados Africa e Resto do Mundo Crescimento dos clientes receitas e EBITDA Receitas Desempenho suportado pelo crescimento de clientes e pela utilização de voz e dados Receitas proporcionais* Milhões de euros ,8% +21,0% EBITDA Crescimento significativo e margens sólidas EBITDA proporcional* Milhões de euros ,1% +20,0% * Receitas proporcionais e EBITDA calculado pela aplicação da participação acionista direta da PT via Africatel, onde a PT de tem um participação de 75%. 46

48 Resultados Africa e Resto do Mundo Sucesso apoiado no investimento em tecnologias de ponta Namíbia Número de clientes Milhares ,1% Portfolio Inovador para todos os segmentos Móvel Banda Larga Móvel Soluções PME Aweh é a única oferta na Namíbia com chamadas diárias grátis para nºs selecionados A mais rápida oferta de internet da Namíbia (mais de 100 Mbps) Office Box é uma solução convergente de voz e dados para PMEs Receitas e margem EBITDA Milhões de NAD Margem EBITDA Tecnologia de ponta Redes de fibra (1ª anel de fibra em Windhoek) Desenvolvimento de 4G (1º em África) Cabos submarinos consórcio WACS 47

49 Resultados Africa e Resto do Mundo Liderança sustentada por estratégia low cost Timor Leste Número de clientes Milhares Estratégia abrangente ,4% 633 Marca Preço Reposicionamento da marca para alinhamento com valores locais Contínua redução de preços para promoção de penetração e utilização Rede de distribuição Cobertura Nacional Recarregamento eletrónico + 1,000 agentes Receitas e margem EBITDA Milhões de dólares Margem EBITDA Tecnologia de ponta Instalação de fibra em Dili Extensa implementação da tecnologia 2G/3G +90% cobertura de população Data Centre 48

50 Resultados Africa e Resto do Mundo Operador integrado Cabo Verde Número de clientes Milhares Serviços de telecomunicações abrangentes ,4% 419 IPTV Segmento jovem Serviço IPTV pioneiro em África P&S dirigido à captura de quota de mercado no seio de segmento jovem Serviços empresariais Lançamento da CVT Negócios, uma nova unidade de negócios para empresas Receitas e margem EBITDA Milhões de CVEs Margem EBITDA Tecnologia de ponta Aneis de fibra ótica inter-ilhas e cabos submarinos Implementação de FTTx nas duas áreas metropolitanas Implementação do 3G +80% cobertura de população 49

51 Resultados Africa e Resto do Mundo Crescimento dos clientes e investimento em 3G e cabo submarino São Tomé Número de clientes Milhares Receitas e margem EBITDA Milhões de STDs ,8% 131 Margem EBITDA Promover o acesso da população aos serviços de telecomunicações Preço Distribuição Marca Tecnologia de ponta Redução continuada de preços em todos os serviços (p.ex. voz on-net 10 cent/min) Novos canais de distribuição (ATM, PoS, electrónicos) e recargas mínimas desde 20cent Reposicionamento da marca para alinhamento com valores locais Ligação por cabo submarino desde consórcio ACE (5.12 Tbps) Implementação de FTTx (GPON) na capital a cidade de São Tome Implementação de 3G +90% cobertura de população 50

52 Resultados Africa e Resto do Mundo Líder indiscutível num mercado em franco crescimento Angola Número de clientes Milhares ,5% Foco na captura de valor num mercado em crescimento Equipamentos Portfolio alargado e forte promoção de smartphones Dados Móveis Serviços de dados móveis competitivos e inovadores Receitas e margem EBITDA Milhões de dolares Margem EBITDA Rede de Distribuição Tecnologia de ponta Maior rede de distribuição Implementação extensa de backbone de fibra Alargada cobertura móvel 2G/3G

53 Resultados Africa e Resto do Mundo Crescimento dos clientes e das receitas apesar da forte concorrência Macau Número de clientes Milhares , Novos serviços e clientes sofisticados Banda larga fixa Melhor oferta banda larga residencial do mercado (consumo Ilimitado até 250Mbps por 55 dólares) 75% penetração Dados móveis Forte enfoque em Smartphones Soluções empresariais Player importante para soluções TIC em Macau Receitas e margem EBITDA Milhões de MOPs Margem EBITDA Tecnologia de ponta Rede FTTO de última geração (cobertura de 100%) Cabo submarino consórcio SeaMeWe Parceria coma Cisco para os serviços Cloud Nota: Em 13 de janeiro de 2013, a PT anunciou que entrou num acordo definitivo para vender a sua participação de 28% na CTM à CITIC Telecom como parte da transação em que a Cable & Wireless Communications irá vender a sua participação maioritária (51%) à CITIC Telecom. Este acordo estabelece que a PT receba um encaixe no montante total de 411,6 milhões de dólares, sujeito a ajustes, tendo como ref erência uma posição liquida de caixa / divida nula e um nível normal de fundo de maneio. Adicionalmente, a PT assinou um acordo de três anos com a CITIC Telecom para capitalizar sobre a sua experiência em determinadas áreas de colaboração no setor das telecomunicações e na identificação de oportunidades de investimento em TIC, a fim de criar valor para a CITIC Telecom. Nos termos do presente acordo de aliança estratégica, a CITIC Telecom irá selecionar PT como fornecedor de serviços de TIC es tratégico do Grupo CITIC Telecom. 52

54 Resultados Financeiros 53

55 Receitas consolidadas Queda de 0,9% y.o.y nas receitas Receitas Milhões de euros Melhoria da tendência em todos os segmentos com excepção do wholesale e dos outros Portugal 58 Oi 55 Crescimento no Brasil em resultado do investimento no turnaround -6,7% Outros 12 A refletir as elevadas contribuições de todos os ativos internacionais Real FX Impacto da desvalorização do real face ao euro 54

56 OPEX consolidado Disciplina nos custos e consistência operacional e ganhos de produtividade Opex Portugal Milhões de euro 406-7,5% 375 Custos de atendimento a clientes por RGU decresceram 26,6% y.o.y no Operações no terreno por RGU decresceram 18,1% y.o.y no Custos de programação por cliente decresceram 14,5% y.o.y no Custos comerciais decresceram 20,8% y.o.y no Opex Milhões de euros ,2% Opex Oi Milhões de reais ,8% Opex impactado negativamente pela maior atividade comercial Decréscimo de custos deb interligação de 2,8% y.o.y Outras despesas operacionais impactadas positivamente com a venda das torres Variação no Opex FX Note: Opex Portugal exclui as amortisações e os custos com PRBs. O Opex da Oi tal como reportado pela Oi. 55

57 EBITDA consolidado EBITDA suportado pela excelência operacional e disciplina nos custos em Portugal e crescimento na Oi comparável EBITDA Portugal Milhões de euros EBITDA Milhões de euros Portugal 28 Receitas de serviço Custos diretos Opex Oi 59 EBITDA Oi Milhões de reais 34,0% +1,1% Outros FX BRL 28 +6,4%

58 Resultado líquido consolidado Resultado líquido impactado por maiores juros Resultado líquido Milhões de euros Efeitos líquidos de impostos Alienação da UOL em 2011 Serviço universal Extraordinários 32 PT ex Brasil 106 Menor EBITDA Maiores juros em resultado da aquisição da Oi no 1T11 Brasil Resultados não estratégios de 200 milhões de reais reportados pela Oi 57

59 Capex consolidado Modernização quase completa da rede em Portugal enquanto o investmento na Oi direcionado para as áreas de crescimento Capex Portugal Milhões de euros Tecnologia Clientes Outros % -14,1% % < 500 Capex tecnológico decresceu 27% após a conclusão da instalação das tecnologias avançadas Capex de cliente decresceu apenas 2.5% suportado no forte e contínuo arranque da TV por subscrição 29% 15% 32% 20% O Outro capex cresceu 12.1% para suportar a construção do novo Data Centre da PT, o sexto maior do mundo Capex Oi Milhões de reais 32,4% Expansão das redes 2G e 3G Melhorias na rede fixa e cobertura pela Oi TV Optimisação do sistema TI Licença 4G Aumento do número de lojas própias

60 Consolidado Dívida líquida Maiores custos de financiamento e de capex impactaram a dívida líquida Variação da dívida líquida Milhões de euros Balanço incial CF operacional Dividendos - Equity accounted assets Juros Ações legais da OI Pré-reformados Dos quais 578 milhões de euros ex-brasil Impactado negativamente pelo investimento em fundo de maneio em Portugal e no Brasil +80% y.o.y refletem o crescimento da dívida líquida da Oi e os juros dos depósitos em reais utilizados para o pagamento do investimento na Oi e na Contax em 2011 Impostos 156 Outros 380-8,4% y.o.y refletem menores responsibilidades Reorganização da Oi FX Dividendos Incluem 83 milhões de euros da licença LTE da TMN e 99 milhões de euros de dividendos dos acionistas não-controladores Utilização de impostos diferidos* Balanço final * Esta rúbrica corresponde aos créditos fiscais decorrentes dos montantes pagos ao Estado português em dezembro de 2011 e no âmbito da transferência das obrigações não financiadas dos planos de pensões regulamentares os quais foram ajustadas no para refletir certos crédito s fiscais utilizados no período. 59

61 Consolidado Dívida líquida Maturidades equilibradas proporcionam flexibilidade financeira Dívida * Milhões de euros. 31 Dez Perfil da dívida* Milhões de euros. 31 Dez 733 Dívida bruta *** Disponibilidades Pensões líquidas 195** Dívida líquida ** Recebimento da venda da CTM 359*** Dívida líquida ajustada Equity swaps Obrigações convertíveis Obrigações Empréstimos bancários Leasings Papel comercial + linhas de crédito Disponibilidades Recebimento da venda da CTM * Exclui a dívida da Oi e Contax ** Esta rubrica corresponde aos créditos fiscais decorrentes dos montantes pagos ao Estado português em dezembro de 2011 e no âmbito da transferência das obrigações não financiadas dos planos de pensões regulamentares os quais foram ajustadas no para refletir certos créditos fiscais utilizados no período ***Encaixe estimado da venda da CTM 60

62 Dividendos Política de remuneração acionista previsível e atrativa Política de remuneração acionista Euros PT anuciou para os anos fiscais de a 2014, uma política de remuneração acionista que inclui um dividendo em cash no montante de 0,325 euros por ação. Dividendo 0,325 0,325 0,325 O Conselho de Administração mantem a confiança na capacidade geradora de Cash Flow da PT mas uma estratégia financeira mais prudente reduz substancialmente os riscos financeiros. Dividend yield do setor* Dividend yield da PT 6,70% 8,33% ,40% 6,68% 8,33% 8,33% Em resultado destas medidas, a PT mantem o seu compromisso com a manutenção de uma política de remuneração acionista atrativa, combinada com uma desalavancagem e um perfil de maturidade da dívida mais prudentes. Nota: A proposta de dividendo em numerário e do programa de recompra de ações próprias está sujeita às condições de mercado, à condição financeira da PT, aos limites legais relativos à distribuição de bens a acionistas, bem como às necessárias aprovações pela Assembleia Geral, quando aplicável, e a outros fatores considerados relevantes pelo Conselho de Administração em cada data. Neste contexto, as necessárias autorizações e deliberações sociais serão propostas em devido t empo uma vez verificadas tais condições. O programa de recompra de ações próprias deve ser executado de acordo com os termos e condições para a aquisição de ações de tesouraria aprovados na última Assembleia Geral de Acionistas.. *O Yield do índice SXKP disponibilizado pela Bloomberg. 61

63 Para mais informações : Nuno Vieira Diretor de relação com investidores

3T12 TRADING UPDATE 0

3T12 TRADING UPDATE 0 TRADING UPDATE Lisboa, 8 novembro 2012 0 Aviso importante O presente comunicado contém objetivos acerca de eventos futuros, de acordo com o U.S. Private Securities Litigation Reform Act de 1995. Tais objetivos

Leia mais

RESULTADOS 1T13 Lisboa, 23 de maio de 2013 0

RESULTADOS 1T13 Lisboa, 23 de maio de 2013 0 RESULTADOS Lisboa, 23 de maio de 2013 0 Aviso importante O presente comunicado contém objetivos acerca de eventos futuros, de acordo com o U.S. Private Securities Litigation Reform Act de 1995. Tais objetivos

Leia mais

Destaques do trimestre

Destaques do trimestre Resultados 3T12 Destaques do trimestre 1 Empresa integrada é líder no índice de satisfação do cliente 2 Líder indiscutível nos segmentos de maior receita com foco na geração de valor 3 Melhora sequencial

Leia mais

Resultados 3T14_. Relações com Investidores Telefônica Brasil S.A. Novembro de 2014.

Resultados 3T14_. Relações com Investidores Telefônica Brasil S.A. Novembro de 2014. Resultados 3T14_ Novembro de 2014. Disclaimer Esta apresentação pode conter declarações baseadas em estimativas a respeito dos prospectos e objetivos futuros de crescimento da base de assinantes, um detalhamento

Leia mais

Earnings Release. Press Release. Resultados anuais 2012. 28 de fevereiro de 2013

Earnings Release. Press Release. Resultados anuais 2012. 28 de fevereiro de 2013 2009 Earnings Release Resultados anuais 2012 Press Release 28 de fevereiro de 2013 01 Comunicado Lisboa, Portugal, 28 de fevereiro de 2013 A Portugal Telecom é um operador geograficamente diversificado,

Leia mais

RESULTADOS 3T13. Lisboa, 13 novembro 2013

RESULTADOS 3T13. Lisboa, 13 novembro 2013 RESULTADOS Lisboa, 13 novembro 2013 AVISO IMPORTANTE O presente comunicado contém objetivos acerca de eventos futuros, de acordo com o U.S. Private Securities Litigation Reform Act de 1995. Tais objetivos

Leia mais

Portugal Telecom. Apresentação de Resultados Resultados do 1º Trimestre. 18 Maio 2006

Portugal Telecom. Apresentação de Resultados Resultados do 1º Trimestre. 18 Maio 2006 Portugal Telecom Apresentação de Resultados Resultados do 1º Trimestre 18 Maio 2006 Safe Harbour A presente release contém objectivos acerca de eventos futuros, de acordo com o U.S. Private Securities

Leia mais

Relações com Investidores ÁUDIO CONFERÊNCIA 1T13. Abril 2013

Relações com Investidores ÁUDIO CONFERÊNCIA 1T13. Abril 2013 Relações com Investidores ÁUDIO CONFERÊNCIA Abril 2013 1T13 Estratégia RESIDENCIAL Convergência de serviços com crescimento de Banda Larga e TV Paga MOBILIDADE PESSOAL Crescimento do pós e rentabilização

Leia mais

Zeinal Bava. Nós construimos o nosso futuro. Presidente Executivo Portugal Telecom

Zeinal Bava. Nós construimos o nosso futuro. Presidente Executivo Portugal Telecom mensagem do presidente executivo Zeinal Bava Presidente Executivo Portugal Telecom Nós construimos o nosso futuro Apesar do ambiente económico desafiante em Portugal, a PT tem continuado a seguir incessantemente

Leia mais

APRESENTAÇÃO CORPORATIVA

APRESENTAÇÃO CORPORATIVA APRESENTAÇÃO CORPORATIVA Julho de 2011 Mercado Brasileiro de Telecomunicações Oi: Perfil, Cobertura e Estratégia Resultados Operacionais e Financeiros Aliança com a Portugal Telecom e Aumento de Capital

Leia mais

Resultados 4T13_. Relações com Investidores Telefônica Brasil S.A. Fevereiro, 2014.

Resultados 4T13_. Relações com Investidores Telefônica Brasil S.A. Fevereiro, 2014. Resultados 4T13_ Fevereiro, 2014. Destaques do 4T13 e ano de 2013 DESTAQUES Móvel Fixo Operacional Sustentando o crescimento superior em adições de pós-pago resultando em uma maior adoção de dados e crescimento

Leia mais

Telefônica Brasil Estratégia Segmentada para Maximizar Geração de Valor. Novembro de 2013.

Telefônica Brasil Estratégia Segmentada para Maximizar Geração de Valor. Novembro de 2013. Telefônica Brasil Estratégia Segmentada para Maximizar Geração de Valor Novembro de 2013. Continuamos evoluindo em nosso esforço de integração... Espaço TI Atenção ao Cliente Contratos Unificação e renegociação

Leia mais

Earnings Release. Portugal Telecom. Relatório e contas consolidadas. Primeiro trimestre de 2012

Earnings Release. Portugal Telecom. Relatório e contas consolidadas. Primeiro trimestre de 2012 2009 Earnings Release Portugal Telecom Relatório e contas consolidadas Primeiro trimestre de 2012 Portugal Telecom Relatório e contas consolidadas Primeiro trimestre de 2012 01 Análise dos resultados consolidados

Leia mais

Primeiro Semestre 2013. Relatório e Contas Consolidadas

Primeiro Semestre 2013. Relatório e Contas Consolidadas Primeiro Semestre 2013 Relatório e Contas Consolidadas Portugal Telecom 01 Análise dos resultados consolidados 4 02 Análise operacional 16 Portugal 16 Mercado internacional 25 03 Recursos humanos 31 04

Leia mais

Earnings Release. Portugal Telecom. Relatório e contas consolidadas. Primeiro trimestre de 2013

Earnings Release. Portugal Telecom. Relatório e contas consolidadas. Primeiro trimestre de 2013 2009 Earnings Release Portugal Telecom Relatório e contas consolidadas Primeiro trimestre de 2013 Portugal Telecom Relatório e contas consolidadas Primeiro trimestre de 2013 01 Análise dos resultados consolidados

Leia mais

Primeiro Trimestre 2011

Primeiro Trimestre 2011 2009 Earnings Release Primeiro Trimestre 2011 Press Release 26 de maio de 2011 01 Comunicado Lisboa, 26 de maio de 2011 Em resultado da transação da Vivo em 27 de setembro de 2010, a PT ajustou as suas

Leia mais

SIMPLICIDADE COMODIDADE POUPANÇA

SIMPLICIDADE COMODIDADE POUPANÇA SIMPLICIDADE COMODIDADE POUPANÇA EM 2008 O MERCADO MOSTRAVA UMA FORTE APETÊNCIA POR OFERTAS CONVERGENTES Apetência por tipo de oferta Percentagem Atributos relevantes de uma oferta 3P Percentagem 2x 63%

Leia mais

Earnings Release. Press Release. Resultados anuais 2013. 19 de fevereiro de 2014

Earnings Release. Press Release. Resultados anuais 2013. 19 de fevereiro de 2014 2009 Earnings Release Resultados anuais 2013 Press Release 19 de fevereiro de 2014 01 Comunicado Lisboa, Portugal, 19 de fevereiro de 2014 As demonstrações financeiras consolidadas da PT são preparadas

Leia mais

Primeiro Trimestre 2013

Primeiro Trimestre 2013 2009 Earnings Release Primeiro Trimestre 2013 Press Release 23 de maio de 2013 01 Comunicado Lisboa, Portugal, 23 de maio de 2013 No 1T13, as receitas operacionais consolidadas ascenderam a 1.553 milhões

Leia mais

Primeiro Semestre 2011. Relatório Consolidado

Primeiro Semestre 2011. Relatório Consolidado Primeiro Semestre 2011 Relatório Consolidado Portugal Telecom 01 Análise dos resultados consolidados 4 02 Evolução dos negócios 19 Portugal 19 Mercado internacional 27 03 Recursos humanos 34 04 Principais

Leia mais

Rio de Janeiro, 15 de maio de 2014 Oi S.A. 0

Rio de Janeiro, 15 de maio de 2014 Oi S.A. 0 Resultados do Rio de Janeiro, 15 de maio de 2014 Oi S.A. 0 AVISO IMPORTANTE O presente comunicado contém objetivos acerca de eventos futuros, de acordo com o U.S. Private Securities Litigation Reform Act

Leia mais

Resultados 1T15_. Relações com Investidores Telefônica Brasil S.A. Maio, 2015.

Resultados 1T15_. Relações com Investidores Telefônica Brasil S.A. Maio, 2015. Resultados _ Relações com Investidores Maio, 2015. Disclaimer Esta apresentação pode conter declarações baseadas em estimativas a respeito dos prospectos e objetivos futuros de crescimento da base de assinantes,

Leia mais

Mas afinal, o que é a CONVERGÊNCIA?

Mas afinal, o que é a CONVERGÊNCIA? Tecnologia 40 Mas afinal, o que é a CONVERGÊNCIA? DSL Cabo Fibra Móvel Móvel WiFi em movimento Convergência TERMINAL é poder MULTI- se comunicar ÓTIMO MÍDIA independente de local, dispositivo de acesso

Leia mais

Fatores de Sucesso. Carlos Raimar Schoeninger Diretor de Estratégia e RI. Seminário sobre Telecomunicações APIMEC Rio. Telefônica Vivo 27.09.

Fatores de Sucesso. Carlos Raimar Schoeninger Diretor de Estratégia e RI. Seminário sobre Telecomunicações APIMEC Rio. Telefônica Vivo 27.09. Fatores de Sucesso Carlos Raimar Schoeninger Diretor de Estratégia e RI Seminário sobre Telecomunicações APIMEC Rio Telefônica Vivo 27.09.2012 Conteúdo 01 Vivo: uma história de sucesso 02 Desempenho da

Leia mais

Brasil Telecom. Café da Manhã com Investidores Unibanco. Fevereiro 2003

Brasil Telecom. Café da Manhã com Investidores Unibanco. Fevereiro 2003 Brasil Telecom Café da Manhã com Investidores Unibanco Fevereiro 2003 1 Estratégia 2 Mercado Metas Metas Garantir a liderança na Região II, focando nos clientes de alto valor. Garantir a liderança na Região

Leia mais

DESCONTOS EXCLUSIVOS PARA COLABORADORES

DESCONTOS EXCLUSIVOS PARA COLABORADORES 1 DESCONTOS EXCLUSIVOS PARA COLABORADORES 2 AS MELHORES VANTAGENS ESTÃO NO MEO Mais de 220 canais incluindo os seus favoritos Canais e Aplicações Interativas exclusivas VideoClube com os últimos êxitos

Leia mais

Contax. Operação com Portugal Telecom e Dedic GPTI. Janeiro de 2011

Contax. Operação com Portugal Telecom e Dedic GPTI. Janeiro de 2011 Contax Operação com Portugal Telecom e Dedic GPTI Janeiro de 2011 SEÇÃO 1 Racional da Transação 2 A Líder no Mercado de Contact Center no Brasil A Contax Líder no mercado com ampla base de clientes Fundada

Leia mais

Resultados 2T14_. Relações com Investidores Telefônica Brasil S.A. Julho de 2014.

Resultados 2T14_. Relações com Investidores Telefônica Brasil S.A. Julho de 2014. Resultados _ Julho de 2014. Destaques do DESTAQUES OPERACIONAL FINANCEIRO Crescente market share de pós-pago contribuindo para uma maior adoção de dados e crescimento do ARPU. Crescimento de Acessos Pós-Pagos

Leia mais

1. Destaques. Índice: Rio de Janeiro, RJ, Brasil, 11 de fevereiro de 2010.

1. Destaques. Índice: Rio de Janeiro, RJ, Brasil, 11 de fevereiro de 2010. Rio de Janeiro, RJ, Brasil, 11 de fevereiro de 2010. Embratel Participações S.A. ( Embrapar ) (BOVESPA: EBTP4, EBTP3) detém 99,2 porcento da Empresa Brasileira de Telecomunicações S.A. ( Embratel ), 100,0

Leia mais

EXCLUSIVO PARCERIAS B2B - MAIO 2015

EXCLUSIVO PARCERIAS B2B - MAIO 2015 EXCLUSIVO PARCERIAS UM MUNDO DE SERVIÇOS E FUNCIONALIDADES Novo Interface TV considerado pela Exame Informática como a melhor experiência televisão e o mais rápido do mercado, que permite personalizar

Leia mais

TIM Participações S.A. Resultados do 1T06. 5 de Maio de 2006

TIM Participações S.A. Resultados do 1T06. 5 de Maio de 2006 TIM Participações S.A. Resultados do 5 de Maio de 2006 1 Principais realizações Desempenho do Mercado Desempenho Financeiro 2 Status da Reestruturação Corporativa Principais realizações Melhorando a Estrutura

Leia mais

First Quarter 2009. Primeiro Semestre 2009

First Quarter 2009. Primeiro Semestre 2009 First Quarter 2009 Earnings Release Primeiro Semestre 2009 Resultados 6 Agosto 2009 01 Comunicado 30 Junho 2009 Portugal Telecom, SGPS, S.A. Sociedade Aberta Sede: Avenida Fontes Pereira de Melo, 40, Lisboa

Leia mais

02 _ Evolução dos negócios

02 _ Evolução dos negócios 02 _ Evolução dos negócios 30 Mercado doméstico 30 Rede fixa 34 Móvel Portugal TMN 38 Mercado internacional 38 Móvel Brasil Vivo 42 Outros negócios internacionais Portugal Telecom Relatório e contas consolidadas

Leia mais

EVOLUÇÃO DOS NEGÓCIOS

EVOLUÇÃO DOS NEGÓCIOS 06 EVOLUÇÃO DOS NEGÓCIOS 06 mensagem presidente CONSelho DE ADMINISTRAÇÃO 08 MENSAGEM PRESIDENTE EXECUTIVO 12 01 ENQUADRAMENTO MACROECONÓMICO 18 02 ASPETOS REGULAMENTARES 36 03 PERFIL ESTRATÉGICO 46 04

Leia mais

O ESTADO PORTUGUÊS EM CONJUNTO COM:

O ESTADO PORTUGUÊS EM CONJUNTO COM: O ESTADO PORTUGUÊS EM CONJUNTO COM: Decidiu apoiar as PME através deste programa, que permite: Modernizar a sua infraestrutura de comunicações Fazer crescer o seu negócio Incorporar competências essenciais

Leia mais

Sr. Secretário de Estado do Empreendorismo e da Inovação, caríssimos convidados, minhas senhoras e meus senhores, muito bom dia.

Sr. Secretário de Estado do Empreendorismo e da Inovação, caríssimos convidados, minhas senhoras e meus senhores, muito bom dia. Sr. Secretário de Estado do Empreendorismo e da Inovação, caríssimos convidados, minhas senhoras e meus senhores, muito bom dia. Bem-vindos à Conferência da ANACOM. Antes de mais gostaria de agradecer

Leia mais

I Fórum Lusófono de Comunicações. Abril. 2010

I Fórum Lusófono de Comunicações. Abril. 2010 I Fórum Lusófono de Comunicações Abril. 2010 Evolução do Setor de Telecomunicações no Brasil Pré-Privatização Monopólio estatal Poucos investimentos Baixa qualidade dos serviços 98 Grande demanda reprimida

Leia mais

Explorando as Oportunidades dos Serviços de Dados. Seminário sobre Telecomunicações APIMEC RIO

Explorando as Oportunidades dos Serviços de Dados. Seminário sobre Telecomunicações APIMEC RIO Explorando as Oportunidades dos Serviços de Dados Seminário sobre Telecomunicações APIMEC RIO As Oportunidades do Mercado de Telecom no Brasil Universalização dos Serviços Através do Móvel Crescimento

Leia mais

A CLOUD EM PORTUGAL UM CAMINHO DE ALIANÇAS. Produto e Alianças Cloud / Gestão de Produto Maio 2014

A CLOUD EM PORTUGAL UM CAMINHO DE ALIANÇAS. Produto e Alianças Cloud / Gestão de Produto Maio 2014 A CLOUD EM PORTUGAL UM CAMINHO DE ALIANÇAS Produto e Alianças Cloud / Gestão de Produto Maio 2014 1 AGENDA SITUAÇÃO ATUAL E TENDÊNCIAS PEGADA CLOUD PT PARCERIA PT / ESRI 2 METADE DOS CLIENTES PORTUGUESES

Leia mais

RELATÓRIO TRIMESTRAL 4T14 2014. Informações e Resultados Consolidados (Não Auditados) Oi S.A. www.oi.com.br/ri. Relações com Investidores

RELATÓRIO TRIMESTRAL 4T14 2014. Informações e Resultados Consolidados (Não Auditados) Oi S.A. www.oi.com.br/ri. Relações com Investidores 4T14 2014 Relações com Investidores RELATÓRIO TRIMESTRAL Informações e Resultados Consolidados (Não Auditados) Este relatório contempla o desempenho operacional e financeiro da Oi S.A. e de suas controladas

Leia mais

Apresentação APIMEC. Dezembro 2010. Investor Relations. Investor Relations

Apresentação APIMEC. Dezembro 2010. Investor Relations. Investor Relations Apresentação APIMEC Dezembro 2010 AGENDA 03. Mercado Brasileiro de Telecom 06. Oi: Perfil e Estratégia 13. Resultados Operacionais e Financeiros 19. Aliança com a Portugal Telecom Mercado Brasileiro de

Leia mais

www.telemar.com.br/ri Maio - 2004

www.telemar.com.br/ri Maio - 2004 Apresentação Corporativa Maio - 2004 Apresentação Telemar - Agenda 1. Destaques 2003/2004 1 2. Estratégia de Crescimento 3 3. Revisão do Resultado Operacional 12 4. Resultados Financeiros 20 1 Destaques

Leia mais

Plano industrial 2014-2016 TIM Participações

Plano industrial 2014-2016 TIM Participações Plano industrial 2014-2016 TIM Participações Limitação de Responsabilidade Este documento pode incluir declarações prospectivas. Essas declarações não são declarações de fatos históricos e refletem crenças

Leia mais

First Quarter 2009. Earnings Release. Primeiro Trimestre 2010 Press Release

First Quarter 2009. Earnings Release. Primeiro Trimestre 2010 Press Release First Quarter 2009 Earnings Release Primeiro Trimestre 2010 Press Release 6 de Maio 2010 01 Comunicado 31 de Março de 2010 Lisboa, Portugal, 6 de Maio de 2010 No 1T10, as receitas operacionais consolidadas

Leia mais

Mercados & Reguladores duas faces da mesma moeda Manuel Rosa da Silva Administrador Executivo

Mercados & Reguladores duas faces da mesma moeda Manuel Rosa da Silva Administrador Executivo Financiamento das Telecoms Mercados & Reguladores duas faces da mesma moeda Manuel Rosa da Silva Administrador Executivo III Forum Telecom & Media Diário Económico Lisboa, 22 de Setembro 2004 Agenda Wall

Leia mais

RESULTADOS 2T15 RIO DE JANEIRO, 13 DE AGOSTO DE 2015

RESULTADOS 2T15 RIO DE JANEIRO, 13 DE AGOSTO DE 2015 RESULTADOS RIO DE JANEIRO, 13 DE AGOSTO DE 2015 AVISO IMPORTANTE Esta apresentação contém declarações acerca de eventos futuros, de acordo com o U.S. Private Securities Litigation Reform Act de 1995. São

Leia mais

Portugal Telecom Resultados do 1º Semestre de 2001

Portugal Telecom Resultados do 1º Semestre de 2001 Portugal Telecom Resultados do 1º Semestre de 2001 13 de Setembro de 2001 Princípios Contabilísticos Internacionais Síntese do 1º Semestre de 2001 Principais Acontecimentos do 1º Semestre Forte liderança

Leia mais

Oi divulga resultados do terceiro trimestre de 2014

Oi divulga resultados do terceiro trimestre de 2014 Comunicado Lisboa 13 de novembro de 2014 Oi divulga resultados do terceiro trimestre de 2014 A PT SGPS, S.A. informa sobre o facto relevante divulgado pela Oi, S.A. sobre a divulgação dos resultados do

Leia mais

ASSOCIAÇÃO DE EMPRESAS PARA UMA REDE DE INOVAÇÃO EM AVEIRO (INOVARIA) CONDIÇÕES EXCLUSIVAS PARA ASSOCIADOS

ASSOCIAÇÃO DE EMPRESAS PARA UMA REDE DE INOVAÇÃO EM AVEIRO (INOVARIA) CONDIÇÕES EXCLUSIVAS PARA ASSOCIADOS ASSOCIAÇÃO DE EMPRESAS PARA UMA REDE DE INOVAÇÃO EM AVEIRO (INOVARIA) CONDIÇÕES EXCLUSIVAS PARA ASSOCIADOS Fevereiro 2014 Para aderir ou obter mais informações: Consulte o seu gestor PT Empresas Envie

Leia mais

Operador global centrado na sustentabilidade

Operador global centrado na sustentabilidade Operador global centrado na sustentabilidade Francisco Nunes, Administrador PT Portugal Lisboa, 8 maio 2012 CONFIDENCIAL A utilização deste documento, para quaisquer fins, sem autorização expressa da Portugal

Leia mais

Resultados 1º Semestre _ 2006

Resultados 1º Semestre _ 2006 Resultados 1º Semestre _ 2006 Comunicado Portugal Telecom Índice 01 Destaques financeiros 4 02 Destaques operacionais 6 03 Demonstração de resultados consolidados 9 04 Capex 17 05 Cash flow 18 06 Balanço

Leia mais

RESULTADOS 4T14. Rio de Janeiro, 27 de março de 2015

RESULTADOS 4T14. Rio de Janeiro, 27 de março de 2015 RESULTADOS Rio de Janeiro, 27 de março de 2015 AVISO IMPORTANTE Esta apresentação contém declarações acerca de eventos futuros, de acordo com o U.S. Private Securities Litigation Reform Act de 1995. São

Leia mais

Relatório e contas consolidadas Primeiro semestre 2008

Relatório e contas consolidadas Primeiro semestre 2008 Relatório e contas consolidadas Primeiro semestre 2008 Sociedade aberta - Avenida Fontes Pereira de Melo, 40 1069-300 Lisboa - Capital social: 28.277.855,31 euros Matrícula na Conservatória do Registo

Leia mais

Primeiro Semestre 2014

Primeiro Semestre 2014 Primeiro semestre 2014 Relatório e contas consolidadas Primeiro Semestre 2014 Relatório e Contas Consolidadas PT Portugal 01 Análise dos resultados consolidados 4 02 Análise operacional 12 03 Recursos

Leia mais

RELATÓRIO TRIMESTRAL 2T14. Informações e Resultados Consolidados (Não Auditados) Oi S.A. www.oi.com.br/ri. Relações com Investidores

RELATÓRIO TRIMESTRAL 2T14. Informações e Resultados Consolidados (Não Auditados) Oi S.A. www.oi.com.br/ri. Relações com Investidores 2T14 Relações com Investidores RELATÓRIO TRIMESTRAL Informações e Resultados Consolidados (Não Auditados) Este relatório contempla o desempenho operacional e financeiro da Oi S.A. e de suas controladas

Leia mais

UM ELEMENTO PARA A VIDA

UM ELEMENTO PARA A VIDA 1 2 UM ELEMENTO PARA A VIDA TELEVISÃO Até 85 canais e todas as funcionalidades avançadas INTERNET 100Mb de velocidade garantida, na Fibra TELEFONE Chamadas ilimitadas para redes fixas nacionais e internacionais

Leia mais

DBL/BLM 01.08.2012. Banda Larga Móvel

DBL/BLM 01.08.2012. Banda Larga Móvel DBL/BLM 01.08.2012 Índice Banda Larga O que é? Abordagem Comercial O que é o 4G Evolução Tecnológica Uma Oferta duas marcas Tarifários Campanha de Adesão Equipamentos Serviços Adicionais Argumentário de

Leia mais

UM ELEMENTO PARA A VIDA

UM ELEMENTO PARA A VIDA 1 Nasceu o novo MEO. A única marca em Portugal com uma oferta verdadeiramente integrada de telecomunicações e entretenimento: Televisão, Internet, Telefone e Telemóvel 2 UM ELEMENTO PARA A VIDA TELEVISÃO

Leia mais

Resultados Consolidados 2001

Resultados Consolidados 2001 Resultados Consolidados 2001 Francisco Murteira Nabo Presidente Lisboa, 13 de Março 2002 Princípios Contabilísticos Internacionais A Portugal Telecom Grupo Empresarial Português de referência Maior valorização

Leia mais

Apresentação a investidores

Apresentação a investidores Apresentação a investidores Parceria estratégica com a Oi 26 Janeiro 2011 Portugal Telecom Janeiro 2011 0 Aviso Importante O presente comunicado contém objectivos acerca de eventos futuros, de acordo com

Leia mais

Earnings Release. Portugal Telecom. Relatório e contas consolidadas. Primeiro trimestre de 2014

Earnings Release. Portugal Telecom. Relatório e contas consolidadas. Primeiro trimestre de 2014 2009 Earnings Release Portugal Telecom Relatório e contas consolidadas Primeiro trimestre de 2014 Portugal Telecom Relatório e contas consolidadas Primeiro trimestre de 2014 01 Análise dos resultados consolidados

Leia mais

Resultado Líquido da Reditus aumenta 57,7% no 1º semestre de 2014

Resultado Líquido da Reditus aumenta 57,7% no 1º semestre de 2014 Resultado Líquido da Reditus aumenta 57,7% no 1º semestre de 2014 Proveitos Operacionais de 60,8 milhões de euros (+ 8,1%) EBITDA de 5,6 milhões de euros (+ 11,1%) Margem EBITDA 9,2% (vs. 8,9%) Resultado

Leia mais

1º Semestre 2008. Resultados. Portugal Telecom

1º Semestre 2008. Resultados. Portugal Telecom 1º Semestre 2008 Resultados Portugal Telecom Comunicado Portugal Telecom, SGPS, S.A. Sociedade Aberta Sede: Avenida Fontes Pereira de Melo, 40, Lisboa Capital Social: 28.277.855,31 euros Matriculada na

Leia mais

Resultados 3T15_. Relações com Investidores Telefônica Brasil S.A. Novembro, 2015. Relações com Investidores Telefônica Brasil S.A.

Resultados 3T15_. Relações com Investidores Telefônica Brasil S.A. Novembro, 2015. Relações com Investidores Telefônica Brasil S.A. Resultados _ Novembro, 2015. Disclaimer Esta apresentação pode conter declarações baseadas em estimativas a respeito dos prospectos e objetivos futuros de crescimento da base de assinantes, um detalhamento

Leia mais

Associação Comercial e Industrial da Ilha do Pico (ACIPICO) Condições Exclusivas para Associados

Associação Comercial e Industrial da Ilha do Pico (ACIPICO) Condições Exclusivas para Associados Associação Comercial e Industrial da Ilha do Pico (ACIPICO) Condições Exclusivas para Associados Setembro 2014 Para aderir ou obter mais informações: Contacte o seu gestor de cliente ou Ligue 16 206 (

Leia mais

Teleconferência de Resultados 2T15. 31 de julho de 2015. Magazine Luiza

Teleconferência de Resultados 2T15. 31 de julho de 2015. Magazine Luiza Teleconferência de Resultados 2T15 31 de julho de 2015 Magazine Luiza Destaques do 2T15 Vendas E-commerce Ganho consistente de participação de mercado Redução na receita líquida de 10,1% para R$2,1 bilhões

Leia mais

Apresentação de Resultados 4T11. 1º de Março de 2012

Apresentação de Resultados 4T11. 1º de Março de 2012 Apresentação de Resultados 4T11 1º de Março de 2012 Contax Visão Geral GRUPO CONTAX Operação em 4 países: Brasil, Colômbia, Argentina e Peru Líder na América Latina em serviços de relacionamento com consumidores

Leia mais

A atual oferta de financiamento

A atual oferta de financiamento Ciclo de Conferências CIP Crescimento Económico: Diversificar o modelo de financiamento das PME A atual oferta de financiamento Nuno Amado 28.nov.14 Centro de Congressos de Lisboa 5 Mitos sobre o financiamento

Leia mais

Pack Negócios Global 0 (1) 12 24 36. Pack Negócios Rede 0 (1) 12 24 36. Valor mensal por minutos (2) 0 7,95 15,30 22,41

Pack Negócios Global 0 (1) 12 24 36. Pack Negócios Rede 0 (1) 12 24 36. Valor mensal por minutos (2) 0 7,95 15,30 22,41 A sua empresa a comunicar sem limites. Chamadas de voz e SMS ilimitadas para todas as redes, desconto na aquisição de smartphones e acesso à internet no telemóvel. (1) Possibilidade de subscrever 1GB de

Leia mais

2002 - Serviços para empresas

2002 - Serviços para empresas 2002 - Serviços para empresas Grupo Telefónica Data. Resultados Consolidados 1 (dados em milhões de euros) Janeiro - Dezembro 2002 2001 % Var. Receita por operações 1.731,4 1.849,7 (6,4) Trabalho para

Leia mais

Pack Negócios Global 0 (1) 12 24 36. Pack Negócios Rede 0 (1) 12 24 36. Valor mensal por minutos (2) 0 7,95 15,30 22,41

Pack Negócios Global 0 (1) 12 24 36. Pack Negócios Rede 0 (1) 12 24 36. Valor mensal por minutos (2) 0 7,95 15,30 22,41 Tarifário individual de minutos/sms/dados com comunicações para todas as redes (Portugal ou Espanha), WiFi PT ilimitado e plafond de desconto para aquisição de equipamentos. (Sujeito a política de utilização

Leia mais

Teleconferência de Resultados 3T15. 10 de novembro de 2015. Magazine Luiza

Teleconferência de Resultados 3T15. 10 de novembro de 2015. Magazine Luiza Teleconferência de Resultados 3T15 10 de novembro de 2015 Magazine Luiza Destaques do 3T15 Vendas E-commerce Ganho de participação de mercado com aumento da margem bruta Receita bruta consolidada de R$2,4

Leia mais

01 _ Evolução dos negócios

01 _ Evolução dos negócios 01 _ Evolução dos negócios 14 Mercado doméstico 14 Rede fixa 20 Móvel Portugal TMN 24 Multimédia PT Multimédia 28 Mercado internacional 28 Móvel Brasil Vivo 32 Outros negócios internacionais 01 _ Evolução

Leia mais

Estado da Nação das TIC em Angola

Estado da Nação das TIC em Angola Estado da Nação das TIC em Angola CIO AGENDA ANGOLA 2013 AS TI TI COMO ALAVANCA DE CRESCIMENTO DO NEGÓCIO 21 de Maio, Hotel Sana Epic, Luanda Gabriel Coimbra General Manager, IDC Angola gcoimbra@idc.com

Leia mais

UNIÃO DE ASSOCIAÇÕES DO COMÉRCIO E SERVIÇOS (UACS) CONDIÇÕES EXCLUSIVAS PARA ASSOCIADOS Março 2014

UNIÃO DE ASSOCIAÇÕES DO COMÉRCIO E SERVIÇOS (UACS) CONDIÇÕES EXCLUSIVAS PARA ASSOCIADOS Março 2014 UNIÃO DE ASSOCIAÇÕES DO COMÉRCIO E SERVIÇOS (UACS) CONDIÇÕES EXCLUSIVAS PARA ASSOCIADOS Março 2014 Para aderir ou obter mais informações: Consulte o seu gestor PT Empresas Envie email para protocoloseparceriasptempresas@telecom.pt

Leia mais

DISCLAIMER. Aviso Legal

DISCLAIMER. Aviso Legal ANÁLISE FINANCEIRA DISCLAIMER Aviso Legal Esta apresentação inclui afirmações que não se referem a factos passados e que se referem ao futuro e que envolvem riscos e incertezas que podem levar a que os

Leia mais

TELECONFERÊNCIA DE RESULTADOS 1T15

TELECONFERÊNCIA DE RESULTADOS 1T15 TELECONFERÊNCIA DE RESULTADOS 1T15 RESULTADOS FINANCEIROS CONSOLIDADOS RECEITA LÍQUIDA 300,1 361,1 20,3% EBITDA AJUSTADO 56,5 68,7 21,6% MARGEM EBITDA AJUSTADO 1 17,9% 18,4% 0,5 p.p. LUCRO LÍQUIDO AJUSTADO

Leia mais

Economia Móvel América Latina 2013 Sumário Executivo

Economia Móvel América Latina 2013 Sumário Executivo Economia Móvel América Latina 2013 Sumário Executivo Economia Móvel América Latina 2013 A GSMA representa os interesses da indústria mundial de comunicações móveis. Presente em mais de 220 países, a GSMA

Leia mais

7 a Conferência Brasil Anual Santander Banespa. 21 e 22 de agosto de 2006

7 a Conferência Brasil Anual Santander Banespa. 21 e 22 de agosto de 2006 7 a Conferência Brasil Anual Santander Banespa 21 e 22 de agosto de 2006 1 Considerações Futuras Esta apresentação contém considerações futuras referentes às perspectivas do negócio, estimativas de resultados

Leia mais

Newsletter. Condições especiais para STFP Sindicato dos Trabalhadores da Função Pública do Centro. Janeiro 2011. Campanha Colaboradores

Newsletter. Condições especiais para STFP Sindicato dos Trabalhadores da Função Pública do Centro. Janeiro 2011. Campanha Colaboradores Newsletter Janeiro 2011 Campanha Colaboradores Condições especiais para STFP Sindicato dos Trabalhadores da Função Pública do Centro Principais Vantagens para Associados A Vodafone oferece condições especiais

Leia mais

UM ELEMENTO PARA A VIDA

UM ELEMENTO PARA A VIDA 1 2 UM ELEMENTO PARA A VIDA TELEVISÃO Até 90 canais e todas as funcionalidades avançadas INTERNET 100Mb de velocidade garantida, na Fibra TELEFONE Chamadas ilimitadas para redes fixas nacionais e internacionais

Leia mais

Resultados 2T11. Telecomunicações de São Paulo S.A. Vivo Participações S.A. São Paulo, 27 de Julho de 2011.

Resultados 2T11. Telecomunicações de São Paulo S.A. Vivo Participações S.A. São Paulo, 27 de Julho de 2011. Resultados 2T11 Telecomunicações de São Paulo S.A. Vivo Participações S.A. São Paulo, 27 de Julho de 2011. 0 Telefónica Servicios Audiovisuales S.A. / Telefónica España S.A. Título de la ponencia / Otros

Leia mais

Oi e Portugal Telecom formalizam parceria e investimento estratégico

Oi e Portugal Telecom formalizam parceria e investimento estratégico Oi e Portugal Telecom formalizam parceria e investimento estratégico A parceria prevê capitalização da empresa brasileira em até R$ 12 bi, reduzindo alavancagem e ampliando capacidade de investimento,

Leia mais

Apresentação de Resultados 2009. 10 Março 2010

Apresentação de Resultados 2009. 10 Março 2010 Apresentação de Resultados 2009 10 Março 2010 Principais acontecimentos de 2009 Conclusão da integração das empresas adquiridas no final de 2008, Tecnidata e Roff Abertura de Centros de Serviços dedicados

Leia mais

Teleconferência de Resultados 1T15. 8 de maio de 2015. Magazine Luiza

Teleconferência de Resultados 1T15. 8 de maio de 2015. Magazine Luiza Teleconferência de Resultados 8 de maio de 2015 Magazine Luiza Destaques do Vendas E-commerce Despesas Operacionais EBITDA Luizacred Lucro Líquido Ganhos de market share, principalmente em tecnologia Receita

Leia mais

Barômetro Cisco de Banda Larga 2.0

Barômetro Cisco de Banda Larga 2.0 Barômetro Cisco de Banda Larga 2.0 Brasil Dezembro de 2012 Preparado para Copyright IDC. Reproduction is forbidden unless authorized. All rights reserved. Agenda Introdução Descrição do projeto Resultados

Leia mais

Algar Telecom registra lucro de R$ 71 milhões em 2009

Algar Telecom registra lucro de R$ 71 milhões em 2009 Algar Telecom registra lucro de R$ 71 milhões em 2009 EBITDA atingiu a soma de R$ 391 milhões no ano passado São Paulo, 24 de março de 2010 A Algar Telecom, empresa de telecomunicações do Grupo Algar,

Leia mais

Condições de oferta e de utilização de Serviços de Comunicações Eletrónicas

Condições de oferta e de utilização de Serviços de Comunicações Eletrónicas Condições de oferta e de utilização de Serviços de Comunicações Eletrónicas Conteúdo 1. Identificação... 3 2. Serviços... 4 2.1. Serviços de Voz... 4 2.1.1. SIP Trunk /Voip... 4 2.1.2. IPBX... 4 2.1.3.

Leia mais

Teleconferência de Resultados 1T14 8 de maio de 2014

Teleconferência de Resultados 1T14 8 de maio de 2014 Teleconferência de Resultados 8 de maio de 2014 Destaques do Expressivo crescimento em vendas mesmas lojas (25,4%) com rentabilidade Crescimento da receita líquida total: 28,5% versus 1T13 R$2,3 bilhões

Leia mais

Proveitos Operacionais da Reditus aumentam 12% no primeiro semestre de 2011

Proveitos Operacionais da Reditus aumentam 12% no primeiro semestre de 2011 Proveitos Operacionais da Reditus aumentam 12% no primeiro semestre de 2011 Proveitos Operacionais de 55,8 milhões EBITDA de 3,1 milhões Margem EBITDA de 5,6% EBIT de 0,54 milhões Resultado Líquido negativo

Leia mais

RESULTADOS 1S13. Lisboa, 14 agosto de 2013

RESULTADOS 1S13. Lisboa, 14 agosto de 2013 RESULTADOS 1S13 Lisboa, 14 agosto de 2013 AVISO IMPORTANTE O presente comunicado contém objetivos acerca de eventos futuros, de acordo com o U.S. Private Securities Litigation Reform Act de 1995. Tais

Leia mais

Brasil Telecom. Gigantes dos Mercados Emergentes UBS Warburg. Dezembro de 2002

Brasil Telecom. Gigantes dos Mercados Emergentes UBS Warburg. Dezembro de 2002 Brasil Telecom Gigantes dos Mercados Emergentes UBS Warburg Dezembro de 2002 1 OSetor de Telecomunicações no Brasil 2 Empresas de Telefonia Fixa Região IV (Somente Longa Distância) Preço Mínimo: US$1.548

Leia mais

Office. Telefone com central telefónica. Telefone Internet Televisão

Office. Telefone com central telefónica. Telefone Internet Televisão Office Telefone com central telefónica Telefone Internet Televisão A solução de voz mais completa para o escritório com utilização em grupo, que acompanha o crescimento do seu negócio Telefone Telefone

Leia mais

Relatório e contas. Relatório e Contas Consolidadas

Relatório e contas. Relatório e Contas Consolidadas Relatório e contas Primeiro consolidadas Semestre 2014 Relatório e Contas Consolidadas 2014 PT Portugal 01 Análise dos resultados consolidados 4 02 Análise operacional 14 03 Recursos humanos 20 04 Principais

Leia mais

03 Perfil estratégico

03 Perfil estratégico 03 PERFIL estratégico @ 03 Perfil estratégico Contexto de negócio: Um sector em rápida mudança com o aparecimento de vários concorrentes Sector global das telecomunicações Transformação dos hábitos de

Leia mais

10ª CONFERÊNCIA WEBSITE ANUAL SANTANDER AGOSTO DE 2009. Relações com Investidores

10ª CONFERÊNCIA WEBSITE ANUAL SANTANDER AGOSTO DE 2009. Relações com Investidores 10ª CONFERÊNCIA WEBSITE ANUAL SANTANDER AGOSTO DE 2009 Relações com Investidores AGENDA O Mercado de Telecomunicações no Brasil Perfil e Estratégia da Oi Resultados Operacionais e Financeiros Atuação no

Leia mais

APRESENTAÇÃO DO GRUPO INCENTEA

APRESENTAÇÃO DO GRUPO INCENTEA APRESENTAÇÃO DO GRUPO INCENTEA Quem Somos Somos um grupo de empresas de prestação de serviços profissionais nas áreas das Tecnologias de Informação, Comunicação e Gestão. Estamos presente em Portugal,

Leia mais

E-PME. Iniciativa para a Modernização Tecnológica e Competitividade Global das PMEs. Lisboa, 03 de Abril de 2009

E-PME. Iniciativa para a Modernização Tecnológica e Competitividade Global das PMEs. Lisboa, 03 de Abril de 2009 E-PME Iniciativa para a Modernização Tecnológica e Competitividade Global das PMEs Lisboa, 03 de Abril de 2009 1 Preâmbulo A economia portuguesa é cada vez mais aberta Exportações são 33% do PIB e importações

Leia mais

RESULTADOS 3T14. Rio de Janeiro, 13 de Novembro de 2014

RESULTADOS 3T14. Rio de Janeiro, 13 de Novembro de 2014 RESULTADOS Rio de Janeiro, 13 de Novembro de 2014 AVISO IMPORTANTE O presente comunicado contém declarações acerca de eventos futuros, de acordo com o U.S. Private Securities Litigation Reform Act de 1995.

Leia mais

Apresentação de resultados. Algar Telecom. Reunião Gerencial, 20/05/2008

Apresentação de resultados. Algar Telecom. Reunião Gerencial, 20/05/2008 Apresentação de resultados Algar Telecom 2008 Agenda Segmentos de negócios Concessão e Expansão Resultados de 2008 Agenda Segmentos de negócios Concessão e Expansão Resultados de 2008 Segmentos de negócios

Leia mais