SAÚDE BUCAL EM CRIANÇAS NA IDADE ESCOLAR EM NOVA XAVANTINA-MT 1

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "SAÚDE BUCAL EM CRIANÇAS NA IDADE ESCOLAR EM NOVA XAVANTINA-MT 1"

Transcrição

1 SAÚDE BUCAL EM CRIANÇAS NA IDADE ESCOLAR EM NOVA XAVANTINA-MT Michele Novaes Ribeiro - Maria Eloíza Pereira Leite Ramos Karine da Silva Peixoto, Resumo Este estudo teve por objetivo investigar o índice de placa bacteriana nas crianças de º à º série da Escola Municipal Deus é Amor em Nova Xavantina MT e seus conhecimentos sobre escovação e saúde bucal. Foi realizado um levantamento sobre o número de dentes cariados, perdidos e obturados dos alunos pesquisados. Aplicou-se um questionário e as crianças foram caracterizadas quanto à idade, sexo e formação escolar. Com os dados obtidos, pode-se notar a necessidade de levar informações aos alunos como forma de sensibilizá-los para as questões de sua saúde bucal e assim resgatar o interesse por trabalhos preventivos. Palavras-chave: placa bacteriana, escovação, saúde bucal. Abstract This study aimed to investigate the plaque index in children aged to series of the Municipal School in Deus é Amor em Nova Xavantina MT and their knowledge of brushing and oral health. A survey on the number of decayed, missing and filled the students surveyed. We applied a questionnaire and children were in terms of age, sex and education. With the data obtained, it can be noted the need to bring information to students as a way to sensitize them to issues of their oral health and so redeem the interest in preventive work. Keywords: plaque, brushing, oral health.. INTRODUÇÃO Os dentes são órgãos esbranquiçados, duros, de consistência pétrea, implantados nos alvéolos dos maxilares. Em cada um dos dentes se distinguem, superficialmente, três partes: porção visível, fora do alvéolo, que é a coroa do dente; uma porção oculta no alvéolo, denominada raiz; e uma porção intermediária, o colo (ALMEIDA JUNIOR, 9). A formação dos primeiros dentes (decíduos) começa na sétima semana de gestação. Esses dentes são responsáveis pela manutenção de espaços adequados para os dentes permanentes irromperem, ou seja, eles servem de guia para o posicionamento dos dentes permanentes e também ajudam no desenvolvimento da face e dos maxilares, influenciando o crescimento, a altura e a forma do rosto. Desempenham função importante na primeira fase da digestão dos alimentos. Dessa maneira, dentes decíduos livres de cárie, criam um ambiente saudável para dentes permanentes, contribuindo para a boa aparência e para auto-estima das pessoas (MOSS, 99). Os dentes permanentes são aqueles que surgem a partir dos anos de idade e em condições adequadas, sem que sofram qualquer tipo de acidente. Vão acompanhar o indivíduo por toda sua vida. Dentre os vários problemas que podem atacar um dente, a placa bacteriana é a causadora da cárie e ocorre em grandes proporções. A cárie dentária é uma doença infectocontagiosa, que provoca a desmineralização do esmalte do dente, levando a perdas irreversíveis do tecido dentário. Este processo inicia-se caso haja a presença de placa bacteriana associada a uma dieta inadequada ( excesso de açúcares) e constante falta de higiene bucal (CARVAL, ). Os primeiros sinais visíveis da presença de cárie são as manchas brancas, que aparecem nas superfícies dos dentes. Caso o processo não seja interrompido, a cárie evolui para a degeneração, podendo ser observados então pontos escurecidos na superfície, sendo que muitos destes chegam à polpa (nervo) do dente (CARVAL, ). Alguns tipos de cárie recebem nomes específicos: cárie recorrente (infiltração) é uma nova lesão de cárie que se desenvolve nas bordas das restaurações (obturações) já existentes; e a cárie de mamadeira, atinge crianças de pouca idade e é causada pela permanência de líquidos fermentáveis na boca (leite, suco etc.), oferecidos várias vezes ao dia, entre as refeições, ou durante a noite, associado à ausência de higiene bucal adequada (CARVAL, ). A cárie de mamadeira, também conhecida como cárie da infância, é uma síndrome que destrói quase todos os dentes da criança atingida, tendo seu início nos primeiros anos de vida. Em geral, está relacionada à forma inapropriada e prolongada de aleitamento, associada a uma dieta de desmame cariogênica (FEITOSA, ). Esse tipo de cárie é uma das formas mais preocupantes por suas seqüelas deixadas, como a rápida destruição dos elementos dentais, dor, alterações na oclusão e fala (MONTADON, ). On-line Interdisciplinar: Revista Eletrônica da Univar () n. p. - ISSN 9-X

2 A odontologia tem tido atenção no atendimento de bebês, tentando instituir precocemente medidas educativas e preventivas. Esta tendência tem se fortalecido com base nos dados existentes na literatura, que mostram que a cárie dental em crianças pode se iniciar muito cedo, e que a sua prevalência tende a aumentar com a idade (SCHALKA, 99). A cárie pode ser facilmente evitada, mas, caso já esteja instalada, deve ser tratada para que suas conseqüências não cheguem ao extremo da perda de um dente (CARVAL, ). No Brasil, essa doença ainda constitui um dos problemas prioritários de saúde pública e, com certeza, vários tratamentos desnecessários, complexos e onerosos poderiam ser evitados se os indivíduos comparecessem a visitas periódicas ao dentista (FÚCCIO, ). Segundo MARTINELLI (99 ), a medicina preventiva é o melhor processo para se ter uma boa saúde bucal. Num país que disputa o título de campeão mundial de cárie, a importância de se ter medidas preventivas cresce de forma significante, considerando-se a baixa qualidade de vida, o pequeno acesso da população ao tratamento curativo, o alto consumo de açúcar e os baixos níveis de consciência sanitária que compõem o cenário brasileiro. Sendo assim, este trabalho buscou conhecer a situação dos alunos da rede municipal da cidade Nova Xavantina, realizando então um levantamento do índice de placa dos escolares de º à º série da Escola Municipal Deus é Amor, no período de de fevereiro a de julho de.. MATERIAL E MÉTODOS.. Área de Estudo O presente trabalho foi realizado na Escola Municipal Deus é Amor, situada na Rua Manuel Eurico Gaspar Dutra, nº, no bairro Jardim Alvorada, da zona urbana do Município de Nova Xavantina-MT. Essa escola foi escolhida por ser municipal e contar com recursos da prefeitura, sendo um deles a disponibilização do dentista que realizou consultas para levantamento dos dados... Procedimentos de campo O público que colaborou com a pesquisa, foram as crianças de º a º série, com idade entre e anos, sendo o estudo realizado com crianças (sorteadas aleatoriamente), distribuídos em seis, dos quais eram do sexo feminino e do sexo masculino. Na escola foi aplicado questionário, além de se avaliar a dentição de cada aluno por meio de uma consulta odontológica. Durante a consulta, foi diagnosticado o número de dentes de cada aluno, o número de dentes perdidos, cariados e obturados. Além disso, foi investigado o conhecimento dos alunos sobre medidas preventivas de saúde bucal. Para estes mesmos alunos foram ensinadas técnicas de escovação e a também foi ministrado flúor em visitas. Na primeira visita foi feita a avaliação geral do CPO-D e nas outras visitas foram realizados os procedimentos de escovação. O índice CPO-D é um indicador utilizado para avaliar o grau de saúde oral de uma população, portanto mede o ataque de cárie à dentição permanente. Suas iniciais significam, respectivamente: (C) dentes cariados, (P) perdidos subdividem-se em extraídos (E) e com extração indicada (EI), (O) dentes obturados e (D) dentes. Desde a sua publicação por KLEIN e PALMER em 9 apud CHAVES 9, o CPO-D tornou-se o mais utilizado dentre todos os índices odontológicos, mantendo-se hoje como o ponto básico de referência para o diagnóstico de cárie e avaliação dos programas de saúde bucal. Ao efetuar o Levantamento Epidemiológico, deve-se levar em conta os seguintes critérios adicionais: (i) o dente é considerado presente quando qualquer parte de sua coroa clínica houver atravessado a mucosa gengival, podendo ser tocada pela sonda exploradora; (ii) Quando um dente temporário e um permanente estiverem ocupando um mesmo espaço, apenas o permanente é registrado; em caso de dúvida, entre cariado e obturado (restaurado) o dente é considerado restaurado; em caso de dúvida entre cariado e extração o dente é considerado cariado. Foram feitas duas avaliações, sendo a segunda avaliação realizada seis meses após a primeira. Durante esse intervalo de seis meses, foram ministradas palestras aos professores e aos alunos. Logo após as palestras, foram ensinadas as técnicas de escovação, acompanhadas da aplicação do flúor. Em algumas perguntas não houve participação total dos alunos sorteados, como se observa nas figuras e.. RESULTADOS E DISCUSSÃO Vários problemas podem atacar os dentes: o escurecimento provocado por fumo e bebidas como o café, a descalcificação e formação de manchas brancas, a presença de placa bacteriana, a cárie entre outros. Todas essas doenças podem promover o mau hálito e o sangramento da gengiva. O número de escovações feitas nos alunos variou entre 9 e escovações (Figura ). Parte dos alunos pesquisados podem ser considerados de baixa renda, uma vez que suas famílias recebem entre um salário mínimo e um salário mínimo e meio. Com essa renda é ainda mais importante a valorização das técnicas de prevenção, pois os gastos com o tratamento são relativamente altos. A análise de indicadores socioeconômicos, tais como escolaridade, classe social, moradia, trabalho, lazer e renda familiar, apresentam grande importância em estudos de saúde infantil, pois permitem conhecer as reais condições de vida desta população, identificando os pontos críticos responsáveis por vários agravos à saúde (TOMITA et al., 99 apud FÚCCIO, ). 9 Número de escovações F M On-line Interdisciplinar: Revista Eletrônica da Univar () n. p. - ISSN 9-X

3 Figura Dados referentes ao sexo, número de alunos e número de escovações realizadas nas crianças pesquisadas da Escola Deus é Amor, em Nova Xavantina,. Referente as informações ensinadas às crianças sobre saúde bucal, indivíduos (9,9%) responderam que obtinham informações através dos pais e indivíduos (,%) através de pais e professores. De acordo com TEIXEIRA et al. () a escola constitui-se em um espaço propício onde, por meio da organização de situações específicas é possível ocorrer os mais diversos tipos de aprendizagem. O presente trabalho confirma a importância de ampliar as perspectivas educacionais para aquilo que vai além dos livros. Como mostra a figura, as crianças não possuem hábitos regulares de visita ao dentista. O tempo de visita e retorno ao dentista é uma questão amplamente discutida. A atenção odontológica precoce já deve estar presente desde a gestação, para que os pais possam criar um ambiente favorável à sua própria saúde bucal e também possam preparar um ambiente semelhante para o futuro bebê. É consenso que programas preventivos apresentam, comparativamente às ações curativas, menores custos de implantação e operacionalização, oferecendo, em função da baixa complexidade dos procedimentos, uma cobertura maior da população (FERREIRA, ). meses meses meses Tempo de visita ao dentista Figura : Respostas referentes à questão sobre visita ao dentista. No caso específico da Atenção Precoce em Odontologia, há que se considerar, ainda, que os resultados advindos desta prática são observáveis não apenas clinicamente, através da redução da incidência de cáries, mas também através da modificação da consciência da coletividade, principalmente dos pais, com relação aos cuidados bucais, hábitos de higiene e dieta alimentar (FERREIRA, ). A freqüência de escovações não esteve a contento das recomendações, conforme demonstra a figura. Para COSTA () a escovação manual é altamente eficaz, quando bem executada em um período de tempo apropriado, mas esses critérios não são preenchidos adequadamente pela maioria dos pacientes. A placa e a doença periodontal podem ser controladas adequadamente pelo paciente, e a técnica de escovação instruída e supervisionada é mais eficiente que a escovação habitual no controle de placa e gengivite (GHERSEL, ). ao se levantar ao se levantar e após as refeições Freqüência de escovações ao se levantar e antes de dormir Figura : Freqüência das escovações praticadas pelos alunos. A figura mostra o resultado da pesquisa sobre o uso do fio dental. O fio dental tem efetividade comprovada na remoção da placa interproximal com conseqüente manutenção da saúde dos tecidos, uma vez que garante a remoção dos restos de alimentos não retirados pela escova e, por isso, seu uso deve ser recomendado diariamente ou a cada dois dias (SILVEIRA 9 apud GHERSEL, ). A placa bacteriana dental é conhecida como um dos principais agentes etiológicos da cárie dental e das doenças periodontais, sendo que a prevenção dessas doenças baseia-se, em grande parte, no efetivo controle da placa bacteriana durante a higiene bucal diária (COSTA, ). usam não usam as vezes Uso do fio dental Figura : Questão referente ao uso do fio dental. Na ª avaliação realizada no início do mês de fevereiro (figura ), podemos observar que muitos alunos apresentaram índice de placa igual a %. Essa placa foi classifica como uma placa madura, pois foi necessária uma escovação prolongada e repetida por várias vezes, com o uso de pedra pomes e pasta dental, para sua remoção. % % % % % 9% % Índice de placa Figura : Primeira avaliação realizada pela dentista nos alunos da Escola Municipal Deus é Amor. A orientação e a motivação do paciente para a escovação são fundamentais, uma vez que são procedimentos realizados em casa, sem o controle do On-line Interdisciplinar: Revista Eletrônica da Univar () n.º p. - ISSN 9-X

4 profissional. NEVES & CRUZ 9 apud GHERSEL (), afirmaram que a escovação dental, quando supervisionada e motivada, é mais efetiva no controle da placa bacteriana do que os procedimentos de higiene realizados sem qualquer orientação específica. A ª avaliação foi realizada no início do mês de julho nos mesmos alunos da primeira avaliação. Nesse caso, o índice de placa variou entre e %, sendo que a ocorrência deste problema foi menor do que na primeira avaliação (figura ). A placa bacteriana presente nesta segunda avaliação foi classificada como nova, pois com menor esforço e escovações foram obtidos os resultados esperados de dentes limpos e gengiva saudável. A presença de acúmulo de placa visível, sem o auxílio de substâncias evidenciadoras, pode representar um sinal de limpeza bucal caseira insatisfatória (FÚCCIO, ). % % % % % % % 9% % Índice de placa Figura : Dados coletados na segunda avaliação odontológica. A manutenção preventiva tem sido considerada uma das etapas mais importantes dentro da atenção odontológica. Seu principal objetivo é manter a saúde do paciente, identificando, o mais cedo possível, qualquer desequilíbrio relacionado ao seu meio bucal. Visa também à educação contínua do paciente, reforçando sempre o papel ativo que este desempenha no processo de manutenção do equilíbrio do organismo (NORONHA et al., 99 apud FÚCCIO, ), pois vários estudos na literatura já comprovaram que, sem estas sessões de motivação, o auto-cuidado em relação à saúde bucal deteriora-se com o passar do tempo (FÚCCIO, ). O número de dentes constatado nos entrevistados é bastante variado (figura ). O normal é que a partir dos três anos de idade a criança tenha dentes. Mas a herança hereditária influência e faz com que o número de dentes varie muito de pessoa para pessoa. Também é preciso lembrar que vários problemas podem acometer uma criança, como cáries descontroladas fora de época, acidentes do dia-a-dia, uso de remédios excessivos que promovam a perda ou nascimento tardio dos dentes. 9 9 Número de dentes Figura : Número de dentes de cada aluno pesquisado. O número de dentes cariados foi relativamente alto (figura ). Uma vez que os dentes se encontram cariados, é necessário o tratamento médico dessa doença para que não continue se desenvolvendo até os extremos da perda do elemento dentário. No Brasil, as precárias condições socioeconômicas da maior parte da população, a ignorância quanto aos cuidados com a saúde bucal e a falta de programas eficazes de saúde pública voltados para a prevenção, acarretam a alta prevalência da cárie (BRUSCO, ). 9 Número de dentes cariados Figura : Total de dentes cariados. OBS: cinco crianças não apresentaram cárie. Além disso, diante da quantidade de dentes obturados (Figura 9) e de dentes perdidos (Figura ) em face ao número de dentes cariados (Figura ), foi possível observar que muitos dos alunos não possuem tratamento ideal para sua saúde bucal. A perda precoce dos dentes decíduos devido a traumas ou à cárie é muito freqüente, podendo levar a alterações funcionais, estéticas e psicossociais. A saúde oral torna-se então importantíssima, sobretudo quando estão voltadas para promoção de saúde. Número de dentes obturados Figura 9: Número de dentes obturados nos alunos da Escola Deus é Amor. OBS: apenas crianças tiveram ao menos um dente obturado. 9 Número de dentes perdidos Figura : Total de dentes perdidos dos alunos pesquisados. OBS: apenas crianças tiveram ao menos um dente perdido. On-line Interdisciplinar: Revista Eletrônica da Univar () n. p. - ISSN 9-X

5 A cárie na primeira infância promove perda da estrutura dentária de muitos dentes (geralmente mais de três incisivos) e sua evolução é bastante rápida, provocando sofrimento para a criança, problemas estéticos e funcionais. É necessário que se institua um conjunto de medidas restauradoras associadas às preventivas, considerando as lesões como processo carioso e não situações isoladas (HOLANDA, ). Sabemos que, muitas vezes, as questões de saúde são tratadas apenas nas aulas de ciências. Diante disso, o conceito de interdisciplinaridade vem nos alertar para a necessidade de que assuntos como este sejam tratados continuamente por todas as disciplinas (PRAZERES, ).. CONSIDERAÇÕES FINAIS O levantamento realizado sobre a incidência de cárie com o índice CPO-D, confirmou que a situação da saúde bucal das crianças da Escola Municipal Deus é Amor de Nova Xavantina é alarmante, pois existe um número muito grande de dentes cariados e perdido contraposto com a quantidade de dentes obturados. Já os dados obtidos na º avaliação vieram comprovar que a prevenção é necessária, uma vez que foi constatada uma diminuição na placa bacteriana e, conseqüentemente, da incidência de cárie.. REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS ALMEIDA A. JÚNIOR. Elementos de Anatomia e Fisiologia Humanas. ª ed. São Paulo: Nacional, p., 9. BRUSCO, E. H. C.; PERUSSOLO, B.; SCAPIN, H. L. C. & FERREIRA, S. L. M. Procedimentos e Substâncias Empregadas por Faculdades de Odontologia Brasileiras na Terapia Endodôntica de dentes Decíduos Pulpectomizados. Jornal Brasileiro de Odontopediatria & Odontologia do Bebê. Curitiba, v., n., p. -,. CARVAL, R. B. Alimentação Incorreta Prejudica os Dentes. Ciência Hoje das Crianças. São Paulo, n., p.-,. CHAVES, M. M. Odontologia Social. ª ed. São Paulo: Labor do Brasil, p., 9. COSTA, C. C.; COSTA FILHO, L. C.; SÓRIA, M. L. & MAINARDI, A. P. R. Análise Comparativa da Remoção de Placa Bacteriana pelas Escovações Manual e Elétrica, em Crianças com Dentição Mista. Jornal Brasileiro de Odontopediatria & Odontologia do Bebê. Curitiba, v., n., p.-,. FEITOSA, S.; COLARES, V. & ROSENBLATT, A. Os fatores psicológicos e sociais relacionados à cárie precoce na infância. Jornal Brasileiro de Odontopediatria & Odontologia do Bebê. Curitiba, v., n., p.,. FERREIRA, A. R. C. & GAÍVA, M. A. M. Atenção Odontológica para Bebês: Percepção de um Grupo de Mães. Jornal Brasileiro de Odontopediatria & Odontologia do Bebê. Curitiba, v., n., p.-9,. FÚCCIO, F.; RICCI, S. S.; AUAD, S. M.; MARTINS, L. H. P. M. & PAIVA, S. M. Existe um Intervalo Ideal de On-line Interdisciplinar: Revista Eletrônica da Univar () n.º p. - ISSN 9-X Visitas de Retorno ao Dentista? Jornal Brasileiro de Odontopediatria & Odontologia do Bebê. Curitiba, v., n., p.-,. GHERSEL, E. L. A.; GHERSEL, H.; SILVESTRE, S. S.; FIÚZA-GONÇALVES, I. M. & TELES, G. S. Higiene Bucal em Ortodontia. Jornal Brasileiro de Odontopediatria & Odontologia do Bebê. Curitiba, v., n., p. -9,. HOLANDA, S. C.; BEZERRA, A. C. B. & TOLEDO, O. A. Reabilitação de Dentes Decíduos Anteriores e Posteriores em Paciente com Cárie na Primeira Infância Usando Material Liberador do Flúor. Jornal Brasileiro de Odontopediatria & Odontologia do Bebê. Curitiba, v., n., p.-,. MARTINELLI, E. P. S. Experiência do Município de Vila Rica-MT. In: Conferencia Estadual de Saúde. Cuiabá, p.-, 99. MOTANDON, E. M.; DANTAS, P. M.; MORAES, R. M. & DUARTE, R. C. Hábitos dietéticos e de higiene bucal em mães no período gestacional. Jornal Brasileiro de Odontopediatria & Odontologia do Bebê. Curitiba, v., n., p.-,. MOSS, S. J. Crescendo sem Cárie. São Paulo, p., 99. PRAZERES, J. G. & KNUPP, R. R. S. Avaliação do Conhecimento dos Pediatras sobre Saúde Oral na Primeira Infância. Jornal Brasileiro de Odontopediatria & Odontologia do Bebê. Curitiba, v., n., p. 9-99,. SCHALKA, M. M. S. & RODRIGUES, C. R. M. D. A importância do Médico Pediatra na Promoção da Saúde Bucal. Revista de Saúde Pública, São Paulo, v., n., p.9, 99. TEIXEIRA, V. L. M. O. A escola enquanto espaço para a construção de saberes. Interdisciplinar Revista Eletrônica, Barra do Garças, n., ano II,.

SAÚDE BUCAL EM CRIANÇAS NA IDADE ESCOLAR EM NOVA XAVANTINA-MT 1

SAÚDE BUCAL EM CRIANÇAS NA IDADE ESCOLAR EM NOVA XAVANTINA-MT 1 SAÚDE BUCAL EM CRIANÇAS NA IDADE ESCOLAR EM NOVA XAVANTINA-MT Michele Novaes Ribeiro - ninepeixoto@yahoo.com.br Maria Eloíza Pereira Leite Ramos Karine da Silva Peixoto, Resumo Este estudo teve por objetivo

Leia mais

A Importância da Saúde Bucal. na Saúde Geral

A Importância da Saúde Bucal. na Saúde Geral PALESTRA A Importância da Saúde Bucal na Saúde Geral A saúde começa pela boca Os dentes são importantes na mastigação dos alimentos, fala, e estética, influenciando diretamente na auto-estima do indivíduo

Leia mais

Placa bacteriana espessa

Placa bacteriana espessa A IMPORTÂNCIA DA SAÚDE BUCAL A saúde bucal é importante porque a maioria das doenças e a própria saúde começam pela boca. Por exemplo, se você não se alimenta bem, não conseguirá ter uma boa saúde bucal,

Leia mais

Informações sobre a Clínica Odontológica Escolar de Arbon Schulzahnklinik

Informações sobre a Clínica Odontológica Escolar de Arbon Schulzahnklinik Informações sobre a Clínica Odontológica Escolar de Arbon Schulzahnklinik Schulzahnklinik Arbon Telefone: 071 446 65 61 Stacherholzstrasse 32 Fax: 071 446 65 67 9320 Arbon E-Mail: szk.arbon@psgarbon.ch

Leia mais

A gengivite é uma inflamação das gengivas provocada por acumulação de placa bacteriana e tártaro como consequência

A gengivite é uma inflamação das gengivas provocada por acumulação de placa bacteriana e tártaro como consequência Periodontologia É a disciplina da medicina dentária que se dedica à prevenção, diagnóstico e tratamento das doenças das gengivas e das estruturas de suporte dos dentes. A inflamação e o sangramento das

Leia mais

CUIDE DOS SEUS DENTES

CUIDE DOS SEUS DENTES SENADO FEDERAL CUIDE DOS SEUS DENTES SENADOR CLÉSIO ANDRADE 2 Cuide dos seus dentes apresentação Pesquisas científicas comprovam que dentes estragados provocam outras doenças que aparentemente não têm

Leia mais

Escrito por Administrator Ter, 02 de Fevereiro de 2010 09:14 - Última atualização Qua, 10 de Março de 2010 08:44

Escrito por Administrator Ter, 02 de Fevereiro de 2010 09:14 - Última atualização Qua, 10 de Março de 2010 08:44 Mitos e Verdades da Odontologia Mitos: Quanto maior e colorida for nossa escova dental, melhor! Mentira. A escova dental deve ser pequena ou média para permitir alcançar qualquer região da nossa boca.

Leia mais

Cuidados profissionais para a higiene bucal HIGIENE BUCAL

Cuidados profissionais para a higiene bucal HIGIENE BUCAL HIGIENE BUCAL A Higiene bucal é considerada a melhor forma de prevenção de cáries, gengivite, periodontite e outros problemas na boca, além de ajudar a prevenir o mau-hálito (halitose). Higiene bucal é

Leia mais

Dr. Felipe Groch CRO 101.353 Especialização em Implantes Dentários

Dr. Felipe Groch CRO 101.353 Especialização em Implantes Dentários Nosso consultório odontológico está equipado para oferecer ao produtor rural todos os tratamentos odontológicos disponíveis na atualidade. Segue abaixo uma discriminação detalhada de cada tratamento oferecido

Leia mais

Título: PROMOÇÃO DE SAÚDE BUCAL NA EMEB JOÃO MARIA GONZAGA DE LACERDA

Título: PROMOÇÃO DE SAÚDE BUCAL NA EMEB JOÃO MARIA GONZAGA DE LACERDA Título: PROMOÇÃO DE SAÚDE BUCAL NA EMEB JOÃO MARIA GONZAGA DE LACERDA Autores: Ana Cláudia Morandini Sanchez, CD Serviço de saúde: Unidade de Saúde da Família VILA ANA Palavras-chaves: cárie dentária,

Leia mais

GUIA DE SAÚDE BUCAL E TRAUMATISMO DENTAL PARA EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS (EJA)

GUIA DE SAÚDE BUCAL E TRAUMATISMO DENTAL PARA EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS (EJA) GUIA DE SAÚDE BUCAL E TRAUMATISMO DENTAL PARA EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS (EJA) AUTORES Ingryd Coutinho de Oliveira Priscila Cunha Nascimento Discentes da Graduação em Odontologia e Bolsistas de Ensino

Leia mais

AV. TAMBORIS ESQUINA COM RUA DAS PEROBAS, S/Nº - SETOR SÃO LOURENÇO CEP 76530-000 MUNDO NOVO GOIÁS FONES:

AV. TAMBORIS ESQUINA COM RUA DAS PEROBAS, S/Nº - SETOR SÃO LOURENÇO CEP 76530-000 MUNDO NOVO GOIÁS FONES: SAÚDE BUCAL INTRODUÇÃO A evolução da Odontologia enquanto ciência da saúde é uma realidade incontestável. Dentro deste contexto de mudanças de paradigma, no qual a Promoção de Saúde toma o lugar da prática

Leia mais

MANTENHA SEU SORRISO FAZENDO A HIGIENE BUCAL CORRETAMENTE

MANTENHA SEU SORRISO FAZENDO A HIGIENE BUCAL CORRETAMENTE MANTENHA SEU SORRISO FAZENDO A HIGIENE BUCAL CORRETAMENTE SAÚDE BUCAL Para ter um sorriso bonito, saudável e com hálito bom, é preciso: Escovar os dentes, utilizando uma escova de dente de tamanho adequado

Leia mais

disponibilidade do proprietário. Em geral, a melhor forma de profilaxia consiste na escovação dentária diária em animais de pequeno porte e, três

disponibilidade do proprietário. Em geral, a melhor forma de profilaxia consiste na escovação dentária diária em animais de pequeno porte e, três Perfil do proprietário de cães e gatos da cidade de Jataí GO em relação aos cuidados odontológicos de seus animais RESENDE, Lara Gisele¹; PAIVA, Jacqueline de Brito¹; ARAÚJO, Diego Pereira¹; CARVALHO,

Leia mais

MEDIDAS DE PROMOÇÃO E PREVENÇÃO DE CÁRIE EM ESCOLARES ADOLESCENTES DO CASTELO BRANCO

MEDIDAS DE PROMOÇÃO E PREVENÇÃO DE CÁRIE EM ESCOLARES ADOLESCENTES DO CASTELO BRANCO MEDIDAS DE PROMOÇÃO E PREVENÇÃO DE CÁRIE EM ESCOLARES ADOLESCENTES DO CASTELO BRANCO DIAS, Larissa Nadine Silva 1 FARIAS, Luciana Lombardi Pedrosa de 2 LIMA, Maria Germana Galvão Correia 3 RESUMO A adolescência

Leia mais

SAÚDE ORAL DAS PESSOAS IDOSAS

SAÚDE ORAL DAS PESSOAS IDOSAS SAÚDE ORAL DAS PESSOAS IDOSAS Saúde Oral das Pessoas Idosas A saúde oral é considerada como uma parte integrante da saúde geral. As doenças da boca e dos dentes têm consequências negativas na qualidade

Leia mais

MARINHA DO BRASIL DIRETORIA DE SAÚDE DA MARINHA CENTRO MÉDICO ASSISTENCIAL DA MARINHA ODONTOCLÍNICA CENTRAL DA MARINHA

MARINHA DO BRASIL DIRETORIA DE SAÚDE DA MARINHA CENTRO MÉDICO ASSISTENCIAL DA MARINHA ODONTOCLÍNICA CENTRAL DA MARINHA MARINHA DO BRASIL DIRETORIA DE SAÚDE DA MARINHA CENTRO MÉDICO ASSISTENCIAL DA MARINHA ODONTOCLÍNICA CENTRAL DA MARINHA PROGRAMA PARA A PREVENÇÃO DA CÁRIE DENTÁRIA E DA DOENÇA PERIODONTAL Serviço de Odontologia

Leia mais

ÁREA TÉCNICA DE SAÚDE BUCAL

ÁREA TÉCNICA DE SAÚDE BUCAL Prefeitura do Município de São Paulo Secretaria Municipal da Saúde Coordenação de Desenvolvimento da Gestão Descentralizada ÁREA TÉCNICA DE SAÚDE BUCAL DIAGNÓSTICO PRECOCE E PREVENÇÃO DO CÂNCER BUCAL RELATÓRIO

Leia mais

Para todos os casos! Implantes-ANKYLOS. Informação ao paciente. Degussa Dental

Para todos os casos! Implantes-ANKYLOS. Informação ao paciente. Degussa Dental Para todos os casos! Implantes-ANKYLOS Informação ao paciente Degussa Dental Fornecido pelo seu cirurgião-dentista: Prezado(a) paciente, Mais cedo ou mais tarde acontece com cada um de nós: os primeiros

Leia mais

Doenças Periodontais. Tratamento e Prevenção. 1º e-book - COS - Clínica Odontológica Soares

Doenças Periodontais. Tratamento e Prevenção. 1º e-book - COS - Clínica Odontológica Soares Doenças Periodontais Tratamento e Prevenção 1º e-book - COS - Clínica Odontológica Soares Gengivite e Periodontite Guia para o paciente Aprenda mais sobre as Doenças Periodontais (de gengiva) As doenças

Leia mais

CÁRIE DENTÁRIA: CONSCIENTIZANDO ESCOLARES DE UMA ESCOLA PÚBLICA NO MUNICÍPIO DE CRUZ ALTA- RS

CÁRIE DENTÁRIA: CONSCIENTIZANDO ESCOLARES DE UMA ESCOLA PÚBLICA NO MUNICÍPIO DE CRUZ ALTA- RS CÁRIE DENTÁRIA: CONSCIENTIZANDO ESCOLARES DE UMA ESCOLA PÚBLICA NO MUNICÍPIO DE CRUZ ALTA- RS SANTOS, Aniúsca V¹; MANGGINI, Bruna K¹; MACIESKI, Franciele¹; SOARES, Jéssica Cavalheiro 1 ; TAMANHO, Jiana¹;

Leia mais

SAÚDE BUCAL DO ADOLESCENTE

SAÚDE BUCAL DO ADOLESCENTE SAÚDE BUCAL DO ADOLESCENTE Texto montado a partir dos manuais: MINAS GERAIS. Secretaria de Estado de Saúde. Atenção à saúde do adolescente: Belo Horizonte: SAS/MG, 2006. p. 75-79. BARROS, Claudia Márcia

Leia mais

PREVALÊNCIA DE CÁRIE DENTÁRIA NOS ALUNOS DA ESCOLA MUNICIPAL ADELMO SIMAS GENRO, SANTA MARIA, RS: UMA ANÁLISE DESCRITIVA PARCIAL 1

PREVALÊNCIA DE CÁRIE DENTÁRIA NOS ALUNOS DA ESCOLA MUNICIPAL ADELMO SIMAS GENRO, SANTA MARIA, RS: UMA ANÁLISE DESCRITIVA PARCIAL 1 Disc. Scientia. Série: Ciências da Saúde, Santa Maria, v. 7, n. 1, p. 121-125, 2006. 121 ISSN 1982-2111 PREVALÊNCIA DE CÁRIE DENTÁRIA NOS ALUNOS DA ESCOLA MUNICIPAL ADELMO SIMAS GENRO, SANTA MARIA, RS:

Leia mais

ISSN 2238-9113 ÁREA TEMÁTICA:

ISSN 2238-9113 ÁREA TEMÁTICA: 12. CONEX Apresentação Oral Resumo Expandido 1 ISSN 2238-9113 ÁREA TEMÁTICA: ( ) COMUNICAÇÃO ( ) CULTURA ( ) DIREITOS HUMANOS E JUSTIÇA ( ) EDUCAÇÃO ( ) MEIO AMBIENTE ( x ) SAÚDE ( ) TRABALHO ( ) TECNOLOGIA

Leia mais

MODELO PROJETO: PRÊMIO POR INOVAÇÃO E QUALIDADE

MODELO PROJETO: PRÊMIO POR INOVAÇÃO E QUALIDADE MODELO PROJETO: PRÊMIO POR INOVAÇÃO E QUALIDADE 1 Identificação Título Feira da Mata sorrindo para o futuro Área temática Estudos Epidemiológicos / Comunicação, Promoção e Educação em Saúde Lotação Feira

Leia mais

AUTOPERCEPÇÃO EM SAÚDE BUCAL: IDOSOS E FAMÍLIA

AUTOPERCEPÇÃO EM SAÚDE BUCAL: IDOSOS E FAMÍLIA III MOSTRA NACIONAL DE PRODUÇÃO EM SAÚDE DA FAMÍLIA IV SEMINÁRIO INTERNACIONAL DE ATENÇÃO PRIMÁRIA/SAÚDE DA FAMÍLIA III CONCURSO NACIONAL DE EXPERIÊNCIAS EM SAÚDE DA FAMÍLIA 05 A 08 DE AGOSTO DE 2008 -

Leia mais

MANUAL INSTRUTIVO DOS CÓDIGOS ODONTOLÓGICOS DO SIA/SUS - TSB E ASB -

MANUAL INSTRUTIVO DOS CÓDIGOS ODONTOLÓGICOS DO SIA/SUS - TSB E ASB - 1 MANUAL INSTRUTIVO DOS CÓDIGOS ODONTOLÓGICOS DO SIA/SUS - TSB E ASB - Porto Alegre, 2014. 1 2 S ODONTOLÓGICOS PARA AUXILIARES E TÉCNICOS EM SAÚDE BUCAL Tabela 1: Tipos de Procedimentos Odontológicos para

Leia mais

Cárie Dental Conceitos Etiologia Profa Me. Gilcele Berber

Cárie Dental Conceitos Etiologia Profa Me. Gilcele Berber Cárie Dental Conceitos Etiologia Profa Me. Gilcele Berber Perda localizada dos tecidos calcificados dos dentes, decorrentes da fermentação de carboidratos da dieta por microrganismos do biofilme Princípios

Leia mais

VEJA COMO A CÁRIE É FORMADA

VEJA COMO A CÁRIE É FORMADA VEJA COMO A CÁRIE É FORMADA E AJUDE A PREVENÍ-LA Sua dieta e seus hábitos de saúde bucal podem fazer uma grande diferença A RELAÇÃO ENTRE OS DENTES, BACTÉRIAS E OS ÁCIDOS DO AÇÚCAR Esses fatores desencadeiam

Leia mais

PALAVRAS CHAVE: Promoção de saúde, paciente infantil, extensão

PALAVRAS CHAVE: Promoção de saúde, paciente infantil, extensão TÍTULO:PROGRAMA DE ATENÇÃO ODONTOLÓGICA À CRIANÇA NA PRIMEIRA INFÂNCIA AUTORES: Mesquita, M. F, Menezes, V. A*., Maciel, A. E.**, Barros, E.S INSTITUIÇÃO:Faculdade de Odontologia de Pernambuco. FOP/UPE

Leia mais

MEDIDAS DE ADEQUAÇÃO DO MEIO BUCAL PARA CONTROLE DA CÁRIE DENTÁRIA EM ESCOLARES DO CASTELO BRANCO

MEDIDAS DE ADEQUAÇÃO DO MEIO BUCAL PARA CONTROLE DA CÁRIE DENTÁRIA EM ESCOLARES DO CASTELO BRANCO MEDIDAS DE ADEQUAÇÃO DO MEIO BUCAL PARA CONTROLE DA CÁRIE DENTÁRIA EM ESCOLARES DO CASTELO BRANCO BARROS, Ítala Santina Bulhões 1 LIMA, Maria Germana Galvão Correia 2 SILVA, Ariadne Estffany Máximo da

Leia mais

NORMATIZAÇÃO DO FUNCIONAMENTO DO SERVIÇO DE ODONTOLOGIA HOSPITALAR

NORMATIZAÇÃO DO FUNCIONAMENTO DO SERVIÇO DE ODONTOLOGIA HOSPITALAR NORMATIZAÇÃO DO FUNCIONAMENTO DO SERVIÇO DE ODONTOLOGIA HOSPITALAR Atuação e conceitos da Odontologia Hospitalar e Medicina Oral A Odontologia exercida pela grande maioria dos dentistas brasileiros enfoca

Leia mais

Dicas para a Saúde Bucal do seu Bebê

Dicas para a Saúde Bucal do seu Bebê Dicas para a Saúde Bucal do seu Bebê Cirurgiã-Dentista CROSP 52214 Mamãe Você pode muito para influenciar positivamente a saúde e o bem-estar do seu filho! A gestação é um período muito importante para

Leia mais

ESPECIALIDADE MEDICINA DENTÁRIA

ESPECIALIDADE MEDICINA DENTÁRIA ESPECIALIDADE MEDICINA DENTÁRIA Cirurgia Oral A Cirurgia Oral é uma especialidade da Medicina Dentária que inclui o diagnóstico e o tratamento cirúrgico de patologias dos tecidos moles e tecidos duros

Leia mais

2. Quando o implante dental é indicado?

2. Quando o implante dental é indicado? Dúvidas sobre implantodontia: 1. O que são implantes? São cilindros metálicos (titânio) com rosca semelhante a um parafuso que são introduzidos no osso da mandíbula (arco inferior) ou da maxila (arco superior),

Leia mais

É a etapa inicial do tratamento do canal, consiste em o dentista atingir a polpa dentária (nervinho do dente).

É a etapa inicial do tratamento do canal, consiste em o dentista atingir a polpa dentária (nervinho do dente). É a etapa inicial do tratamento do canal, consiste em o dentista atingir a polpa dentária (nervinho do dente). Consiste na regularização do alvéolo (local onde está inserido o dente), geralmente após a

Leia mais

"UMA BOCA SAUDÁVEL NA IDADE ADULTA DEPENDE DOS CUIDADOS QUE FOREM MANTIDOS DESDE O BERÇO".O que é a Odontopediatria?

UMA BOCA SAUDÁVEL NA IDADE ADULTA DEPENDE DOS CUIDADOS QUE FOREM MANTIDOS DESDE O BERÇO.O que é a Odontopediatria? "UMA BOCA SAUDÁVEL NA IDADE ADULTA DEPENDE DOS CUIDADOS QUE FOREM MANTIDOS DESDE O BERÇO".O que é a Odontopediatria? A Odontopediatria é uma especialidade dentro da Medicina Dentária que oferece aos bebés,

Leia mais

BIOESTATÍSTICA x EPIDEMIOLOGIA EPIDEMIOLOGIA

BIOESTATÍSTICA x EPIDEMIOLOGIA EPIDEMIOLOGIA BIOESTATÍSTICA x EPIDEMIOLOGIA EPIDEMIOLOGIA Conceito: É o estudo da distribuição do estado ou eventos de saúde- doença e de seus determinantes em populações específicas, e a aplicação desse estudo para

Leia mais

MISSÃO DA EMPRESA. O nosso compromisso é atingir e superar as expectativas dos clientes, garantindo sua total satisfação, fazendo da Dental Plus

MISSÃO DA EMPRESA. O nosso compromisso é atingir e superar as expectativas dos clientes, garantindo sua total satisfação, fazendo da Dental Plus MISSÃO DA EMPRESA O nosso compromisso é atingir e superar as expectativas dos clientes, garantindo sua total satisfação, fazendo da Dental Plus Manual sinônimo do Dentista de excelência Credenciado em

Leia mais

ATENÇÃO À SAÚDE DA CRIANÇA

ATENÇÃO À SAÚDE DA CRIANÇA ATENÇÃO À SAÚDE DA CRIANÇA Áreas temáticas: Educação e Saúde Coordenador: Profª Norma Suely Falcão De Oliveira Melo Equipe executora: Orientadoras: Profª Norma Suely Falcão De Oliveira Melo (coordenador);

Leia mais

Dicas rápidas para visitas a crianças de 8 a 9 anos

Dicas rápidas para visitas a crianças de 8 a 9 anos Sorriso Saudável, Futuro Brilhante Dicas rápidas para visitas a crianças de 8 a 9 anos Para essa visita básica à sala de aula ou instituição, você fará sua apresentação, falará sobre a importância de bons

Leia mais

Estudo da prevalência de cárie dentária na dentição permanente em crianças de 6 a 12 anos da rede pública de ensino no município de Joinville (SC)

Estudo da prevalência de cárie dentária na dentição permanente em crianças de 6 a 12 anos da rede pública de ensino no município de Joinville (SC) ISSN 1806-7727 Estudo da prevalência de cárie dentária na dentição permanente em crianças de 6 a 12 anos da rede pública de ensino no município de Joinville (SC) Evaluated the prevalence of dental caries

Leia mais

RESIDÊNCIA PEDIÁTRICA

RESIDÊNCIA PEDIÁTRICA Residência Pediátrica 2012;2(2):12-9. RESIDÊNCIA PEDIÁTRICA Use of fluoride toothpaste by preschoolers: what pediatricians should know? ; Ana Paula Pires dos Santos pré-escolar. Resumo Resultados e conclusões:

Leia mais

Doença Periodontal Orientações para manter uma boca saudável Anatomia Estrutura saudável Gengivas A A figura mostra as gengivas de uma pessoa que tenha a constituição clara. As pessoas de pele escura têm

Leia mais

DISCIPLINA ESTUDOS PREVENTIVOS EM CARIOLOGIA TEMA:

DISCIPLINA ESTUDOS PREVENTIVOS EM CARIOLOGIA TEMA: DISCIPLINA ESTUDOS PREVENTIVOS EM CARIOLOGIA TEMA: Métodos de prevenção da cárie dentária - estratégias coletivas, no contexto da promoção da saúde bucal Profa. Dra. Eliete Rodrigues de Almeida Profa.

Leia mais

ABRA A BOCA CONTRA O CÂNCER BUCAL

ABRA A BOCA CONTRA O CÂNCER BUCAL Protocolo Nº: 002-S. Unidade(s) de aprendizagem ou disciplina de referência: Diagnóstico Bucal ( Unidade de Aprendizagem); Patologia Buco Dental e Estomatologia I e II ( disciplina de referência) Ementa:

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTADUAL DO PARANÁ UNESPAR PRÓ-REITORIA DE ENSINO DE GRADUAÇÃO PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSA DE INICIAÇÃO À DOCÊNCIA - PIBID

UNIVERSIDADE ESTADUAL DO PARANÁ UNESPAR PRÓ-REITORIA DE ENSINO DE GRADUAÇÃO PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSA DE INICIAÇÃO À DOCÊNCIA - PIBID UNIVERSIDADE ESTADUAL DO PARANÁ UNESPAR PRÓ-REITORIA DE ENSINO DE GRADUAÇÃO PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSA DE INICIAÇÃO À DOCÊNCIA - PIBID Tipo do produto: Plano de aula e Relatório 1 IDENTIFICAÇÃO NOME

Leia mais

Dra. Elena Portes Teixeira Will CUIDADOS AO PACIENTE COM GENGIVITE OU PERIODONTITE: DOENÇA PERIODONTAL:

Dra. Elena Portes Teixeira Will CUIDADOS AO PACIENTE COM GENGIVITE OU PERIODONTITE: DOENÇA PERIODONTAL: CUIDADOS AO PACIENTE COM GENGIVITE OU PERIODONTITE: 1Muita atenção na escovação. Siga as dicas abaixo: Escovar sempre depois das refeições. Mesmo quando fizer apenas um lanchinho ; Sempre usar o fio dental

Leia mais

25. PERIODICIDADE DAS CONSULTAS DE MANUTENÇÃO PREVENTIVA

25. PERIODICIDADE DAS CONSULTAS DE MANUTENÇÃO PREVENTIVA 25. PERIODICIDADE DAS CONSULTAS DE MANUTENÇÃO PREVENTIVA Elaborado por: Júlio Carlos Noronha (coordenador) Paulo César Barbosa Rédua Maria de Lourdes de Andrade Massara Objetivo A Associação Brasileira

Leia mais

METODOLOGIA AMOSTRA ABRANGÊNCIA PERÍODO MARGEM DE ERRO. A margem de erro máxima para o total da amostra é 2,0 pontos percentuais.

METODOLOGIA AMOSTRA ABRANGÊNCIA PERÍODO MARGEM DE ERRO. A margem de erro máxima para o total da amostra é 2,0 pontos percentuais. METODOLOGIA METODOLOGIA AMOSTRA ABRANGÊNCIA PERÍODO MARGEM DE ERRO 2.085 pessoas foram entrevistadas, a partir de 16 anos, de todos os níveis econômicos em todas as regiões do país. As entrevistas foram

Leia mais

SAÚDE BUCAL. Você sabe quantos dentes de leite você tem?

SAÚDE BUCAL. Você sabe quantos dentes de leite você tem? SAÚDE BUCAL Você sabe quantos dentes de leite você tem? Vinte e quatro dentes de leite, que a partir dos 6 até os 12 anos, caem e são substituídos por outros permanentes. Mas não é porque vão cair que

Leia mais

Linha 1: Resposta biológica nas terapias em Odontologia.

Linha 1: Resposta biológica nas terapias em Odontologia. Linha 1: Resposta biológica nas terapias em Odontologia. Descrição. O entendimento dos processos fisiológicos, celulares e moleculares associados com o uso de diversos materiais, medicamentos e demais

Leia mais

ODONTOLOGIA CANINA. Introdução

ODONTOLOGIA CANINA. Introdução ODONTOLOGIA CANINA Juliana Kowalesky Médica Veterinária Mestre pela FMVZ -USP Pós graduada em Odontologia Veterinária - ANCLIVEPA SP Sócia Fundadora da Associação Brasileira de Odontologia Veterinária

Leia mais

Implantes Dentários. Qualquer paciente pode receber implantes?

Implantes Dentários. Qualquer paciente pode receber implantes? Implantes Dentários O que são implantes ósseos integrados? São uma nova geração de implantes, introduzidos a partir da década de 6O, mas que só agora atingem um grau de aceitabilidade pela comunidade científica

Leia mais

ASPECTO RADIOGRÁFICO DAS ALTERAÇÕES DA COROA DENTAL

ASPECTO RADIOGRÁFICO DAS ALTERAÇÕES DA COROA DENTAL ASPECTO RADIOGRÁFICO DAS ALTERAÇÕES DA COROA DENTAL Analisando-se a imagem de um dente íntegro, todas as suas partes são facilmente identificáveis, pois já conhecemos sua escala de radiopacidade e posição

Leia mais

ODONTOLOGIA ESTÉTICA

ODONTOLOGIA ESTÉTICA ODONTOLOGIA ESTÉTICA O sorriso enaltece os dentes que podem assim como outros elementos da face denunciar a idade cronológica do ser humano por meio de desgastes ou mesmo pela alteração da cor. Nesse contexto,

Leia mais

PROGRAMA SAÚDE NA ESCOLA. Orientações Gerais sobre as ações de Saúde Bucal no Programa Saúde na Escola

PROGRAMA SAÚDE NA ESCOLA. Orientações Gerais sobre as ações de Saúde Bucal no Programa Saúde na Escola PROGRAMA SAÚDE NA ESCOLA Orientações Gerais sobre as ações de Saúde Bucal no Programa Saúde na Escola A avaliação e promoção de saúde bucal é ação essencial que integra o Componente I do Programa Saúde

Leia mais

Premissa. Códigos e rios

Premissa. Códigos e rios Índices epidemiológicos em saúde bucal 3/10/2011 Prof. Samuel Jorge Moysés, Ph.D. 1 Premissa A epidemiologia pode ser definida como o estudo da distribuição e dos determinantes de eventos ou estados relacionados

Leia mais

DENTPLAQUE Uma ferramenta lúdica e eficaz na construção da autonomia do indivíduo e no controle das doenças bucais.

DENTPLAQUE Uma ferramenta lúdica e eficaz na construção da autonomia do indivíduo e no controle das doenças bucais. DENTPLAQUE Uma ferramenta lúdica e eficaz na construção da autonomia do indivíduo e no controle das doenças bucais. INTRODUÇÃO A evolução do conhecimento científico trouxe uma mudança radical nos paradigmas

Leia mais

Programa Nacional de Promoção da Saúde Oral. Direcção-Geral da Saúde Divisão de Saúde Escolar

Programa Nacional de Promoção da Saúde Oral. Direcção-Geral da Saúde Divisão de Saúde Escolar Programa Nacional de Promoção da Saúde Oral Direcção-Geral da Saúde Divisão de Saúde Escolar Para apoio às acções de promoção e educação para a saúde em Saúde Oral Produzido pela: Divisão de Saúde Escolar

Leia mais

Dicas rápidas para visitas a crianças de 5 a 7 anos

Dicas rápidas para visitas a crianças de 5 a 7 anos Sorriso Saudável, Futuro Brilhante Dicas rápidas para visitas a crianças de 5 a 7 anos Para essa visita básica à sala de aula ou instituição, apresente-se, fale com as crianças sobre o Dr. Dentuço, e faça

Leia mais

Cronologia dental. Professor: Bruno Aleixo Venturi. Hermann Blumenau Complexo Educacional Curso Técnico em Saúde Bucal

Cronologia dental. Professor: Bruno Aleixo Venturi. Hermann Blumenau Complexo Educacional Curso Técnico em Saúde Bucal Cronologia dental Professor: Bruno Aleixo Venturi Hermann Blumenau Complexo Educacional Curso Técnico em Saúde Bucal Anatomia dental A Anatomia dental é um segmento dedicado ao estudo da estrutura dental

Leia mais

O presente trabalho visa relatar um programa de promoção de saúde. desenvolvido como atividade de Extensão Universitária da Faculdade de

O presente trabalho visa relatar um programa de promoção de saúde. desenvolvido como atividade de Extensão Universitária da Faculdade de TÍTULO:PROGRAMA DE EXTENSÃO UNIVERSITÁRIA DE ALUNOS DA FACULDADE DE ODONTOLOGIA DE PERNAMBUCO FOP/UPE AUTORES: BARROS, E.S,, MACIEL, A*. E, MENEZES, V. A**., MESQUITA, M. F INSTITUIÇÃO: Faculdade de Odontologia

Leia mais

Sorriso de criança... Questão de educação!

Sorriso de criança... Questão de educação! Cidade Sorridente Sorriso de criança... Questão de educação! Dados oficiais (Mesmo entre os cidadãos com renda mensal acima de 6 SM) O Brasil é campeão mundial de cárie 60% dos dentes cariados estão sem

Leia mais

Saúde Oral e a Criança

Saúde Oral e a Criança Saúde Oral e a Criança Troca dos dentes de leite Dentes permanentes Alimentação e saúde oral Higiene oral Má formação dentária Prevenção de traumatismos orais Posição dos dentes e das arcadas dentárias

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE BOM DESPACHO-MG PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO - EDITAL 001/2009 CARGO: ODONTÓLOGO CADERNO DE PROVAS

PREFEITURA MUNICIPAL DE BOM DESPACHO-MG PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO - EDITAL 001/2009 CARGO: ODONTÓLOGO CADERNO DE PROVAS CADERNO DE PROVAS 1 A prova terá a duração de duas horas, incluindo o tempo necessário para o preenchimento do gabarito. 2 Marque as respostas no caderno de provas, deixe para preencher o gabarito depois

Leia mais

Indicador 24. Cobertura de primeira consulta odontológica programática

Indicador 24. Cobertura de primeira consulta odontológica programática Indicador 24 Cobertura de primeira consulta odontológica programática É o percentual de pessoas que receberam uma primeira consulta odontológica programática no Sistema Único de Saúde (SUS), A primeira

Leia mais

A IMPORTÂNCIA DA ODONTOLOGIA NO ALEITAMENTO MATERNO

A IMPORTÂNCIA DA ODONTOLOGIA NO ALEITAMENTO MATERNO A IMPORTÂNCIA DA ODONTOLOGIA NO ALEITAMENTO MATERNO FLÁVIA PEDREIRA CIRURGIÃ DENTISTA DO HOSPITAL E MATERNIDADE PÚBLICA DONA REGINA 20 DE FEVEREIRO DE 2014 Se pretendermos que as crianças tenham uma qualidade

Leia mais

REGULAMENTO ODONTOLÓGICO

REGULAMENTO ODONTOLÓGICO REGULAMENTO ODONTOLÓGICO Regulamento Vigente REGULAMENTO ODONTOLÓGICO ARTIGO 1º - A Associação dos Agentes Fiscais de Rendas do Estado de São Paulo - AFRESP - prestará a seus associados inscritos na Administração

Leia mais

SAÚDE BUCAL NOS IDOSOS DO PROGRAMA SAÚDE DA FAMÍLIA

SAÚDE BUCAL NOS IDOSOS DO PROGRAMA SAÚDE DA FAMÍLIA 1 SAÚDE BUCAL NOS IDOSOS DO PROGRAMA SAÚDE DA FAMÍLIA Elazi Gomes de Oliveira Chacar Lima 1 1 Cirurgiã-Dentista aluna do Curso de Pós-Graduação em Saúde da Família da Faculdade de Medicina de Campos RESUMO

Leia mais

Guia para um. Sorriso Saudável

Guia para um. Sorriso Saudável Guia para um Sorriso Saudável Fotos meramente ilustrativas. Seja bem-vindo ao serviço odontológico do Sesc Rio! 3 Serviços Nosso serviço está disponível em diversas Unidades Operacionais, exclusivamente

Leia mais

Balanço Social UNINORTE 2015

Balanço Social UNINORTE 2015 Balanço Social UNINORTE 2015 Diretora Acadêmica Vanessa Voglio Igami Diretora Administra va Ká a Cris na Do o Gasparini Diretora Comercial Indira Maria Kitamura Diretor Financeiro Fábio Ricardo Leite Secretária

Leia mais

O que é Hemofilia? O que são os fatores de coagulação? A hemofilia tem cura?

O que é Hemofilia? O que são os fatores de coagulação? A hemofilia tem cura? Volume1 O que é? O que é Hemofilia? Hemofilia é uma alteração hereditária da coagulação do sangue que causa hemorragias e é provocada por uma deficiência na quantidade ou qualidade dos fatores VIII (oito)

Leia mais

MINISTÉRIO DA SAÚDE. Biblioteca Virtual em Saúde do Ministério da Saúde www.saude.gov.br/bvs

MINISTÉRIO DA SAÚDE. Biblioteca Virtual em Saúde do Ministério da Saúde www.saude.gov.br/bvs MINISTÉRIO DA SAÚDE Biblioteca Virtual em Saúde do Ministério da Saúde www.saude.gov.br/bvs Brasília DF 2012 O Sistema Único de Saúde (SUS) possui o Programa Brasil Sorridente, criado para cuidar da saúde

Leia mais

Saúde Bucal (Cartilha)

Saúde Bucal (Cartilha) SAÚDE BUCAL 2014. Secretaria de Saúde do Estado da Bahia- SESAB. Todos os direitos reservados. É permitida a reprodução parcial ou total desta o bra, desde que citada a fonte e que não seja para venda

Leia mais

SORRISO BONITO E SAUDÁVEL PARA TODA A VIDA!

SORRISO BONITO E SAUDÁVEL PARA TODA A VIDA! SORRISO BONITO E SAUDÁVEL PARA TODA A VIDA! INTRODUÇÃO Um sorriso bonito, saudável e harmônico faz toda a diferença! Na autoestima traz diversos benefícios, pois quem sorri abertamente acredita em si mesmo

Leia mais

CONTROLE MECÂNICO DO BIOFILME DENTAL

CONTROLE MECÂNICO DO BIOFILME DENTAL CONTROLE MECÂNICO DO BIOFILME DENTAL PLACA DENTAL OU BACTERIANA = BIOFILME DENTAL BIOFILME pode ser definido como uma comunidade bacteriana, em uma matriz composta por polímeros extracelulares, aderidas

Leia mais

CUIDADOS DE SAÚDE DESDE O NASCIMENTO ATÉ À ADOLESCENCIA

CUIDADOS DE SAÚDE DESDE O NASCIMENTO ATÉ À ADOLESCENCIA CUIDADOS DE SAÚDE DESDE O NASCIMENTO ATÉ À ADOLESCENCIA A MALO CLINIC cuida da saúde e bem-estar de bebés, crianças e adolescentes. Acreditamos no indivíduo como um todo e por isso mesmo desenvolvemos

Leia mais

AVALIAÇÃO NUTRICIONAL DE MENINAS DO INTERIOR DO ESTADO DE SÃO PAULO Uyeda, Mari*

AVALIAÇÃO NUTRICIONAL DE MENINAS DO INTERIOR DO ESTADO DE SÃO PAULO Uyeda, Mari* AVALIAÇÃO NUTRICIONAL DE MENINAS DO INTERIOR DO ESTADO DE SÃO PAULO Uyeda, Mari* Resumo: Vasconcellos, Jorge** As mudanças ocorridas em nosso pais, principalmente a crescente modernização e urbanização,

Leia mais

Reabilitação cirúrgica dos Fissurados de lábio e palato. M.Sc.Viviane Marques

Reabilitação cirúrgica dos Fissurados de lábio e palato. M.Sc.Viviane Marques Reabilitação cirúrgica dos Fissurados de lábio e palato M.Sc.Viviane Marques DIAGNÓSTICO 1º diagnóstico: Através da ultrasonografia (Entre a 12ª e 14ª semana de gestação). O diagnóstico das fissuras submucosa

Leia mais

PROJETO VIGILANTES DO SORRISO

PROJETO VIGILANTES DO SORRISO PROJETO VIGILANTES DO SORRISO Juliana Santos Oliveira NOVAFAPI Cosme José Albergaria da Silva Filho NOVAFAPI Marissol Antunes Fernandes NOVAFAPI Adriana Oquendo Machado NOVAFAPI INTRODUÇÃO O PETI (Programa

Leia mais

Elizabeth Azevedo Soares TJPE 2011

Elizabeth Azevedo Soares TJPE 2011 Elizabeth Azevedo Soares TJPE 2011 Organograma PROGRAMA Promoção de saúde em seu conceito mais amplo, ou seja, despertar nos pacientes a importância da higiene bucal, da prevenção e a associação destas

Leia mais

IMPLANTES OSSEOINTEGRADOS MANUAL DE ORIENTAÇÃO DO PACIENTE DR. MARCOLINO ANTONIO PELLICANO DR. BENEDITO UMBERTO BUENO

IMPLANTES OSSEOINTEGRADOS MANUAL DE ORIENTAÇÃO DO PACIENTE DR. MARCOLINO ANTONIO PELLICANO DR. BENEDITO UMBERTO BUENO IMPLANTES OSSEOINTEGRADOS MANUAL DE ORIENTAÇÃO DO PACIENTE DR. MARCOLINO ANTONIO PELLICANO DR. BENEDITO UMBERTO BUENO 1 IMPLANTES OSSEOINTEGRADOS PORQUE PODEM SER COLOCADOS QUANDO PODEM SER COLOCADOS COMO

Leia mais

INFORMÁTICA ANS GUIA TISS CERTIFICADO DIGITAL TABELA TUSS TABELA DE ATOS ESPECIALIDADES

INFORMÁTICA ANS GUIA TISS CERTIFICADO DIGITAL TABELA TUSS TABELA DE ATOS ESPECIALIDADES INFORMÁTICA ANS GUIA TISS CERTIFICADO DIGITAL TABELA TUSS TABELA DE ATOS ESPECIALIDADES 21/06/2014 A Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) é a agência reguladora vinculada ao Ministério da Saúde

Leia mais

MANTENHA SEU SORRISO FAZENDO A HIGIENE BUCAL CORRETAMENTE

MANTENHA SEU SORRISO FAZENDO A HIGIENE BUCAL CORRETAMENTE MANTENHA SEU SORRISO FAZENDO A HIGIENE BUCAL CORRETAMENTE Brasília - DF 2013 ministério da Saúde SAÚDE BUCAL Para ter um sorriso bonito e saudável, é preciso: Escovar os dentes todos os dias, após cada

Leia mais

5 50% ceo = zero 40% 12 CPO-D < 3,0 CPO-D = 2,78. 18 80 % com todos os dentes 55% 35-44 75% com 20 ou mais dentes 54%

5 50% ceo = zero 40% 12 CPO-D < 3,0 CPO-D = 2,78. 18 80 % com todos os dentes 55% 35-44 75% com 20 ou mais dentes 54% Saúde e sociedade: desafios para a epidemiologia em saúde bucal 3/10/2011 20:02 Prof. Samuel Jorge Moysés, Ph.D. 1 Metas da OMS para o ano 2000 e a situação brasileira IDADE META DA OMS PARA 2000 SB Brasil

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO DE JANEIRO Faculdade de Odontologia Departamento de Odontopediatria e Ortodontia

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO DE JANEIRO Faculdade de Odontologia Departamento de Odontopediatria e Ortodontia UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO DE JANEIRO Faculdade de Odontologia Departamento de Odontopediatria e Ortodontia DISCIPLINAS DO CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM ODONTOPEDIATRIA 1. ODONTOPEDIATRIA PROFESSOR RESPONSÁVEL:

Leia mais

MÁ-OCLUSÃO. Ortodontista: Qualquer desvio de posição do dente em relação ao normal

MÁ-OCLUSÃO. Ortodontista: Qualquer desvio de posição do dente em relação ao normal MÁ-OCLUSÃO Ortodontista: Qualquer desvio de posição do dente em relação ao normal Sanitarista: Inconveniente estético ou funcional de grande magnitude que possa interferir no relacionamento do indivíduo

Leia mais

... que o nervo do dente é chamado Polpa e é responsável pela nutrição e sensibilidade dental?

... que o nervo do dente é chamado Polpa e é responsável pela nutrição e sensibilidade dental? ... que o nervo do dente é chamado Polpa e é responsável pela nutrição e sensibilidade dental?... que os alimentos duros ajudam a limpar os dentes? Eles estimulam o fluxo salivar dificultando a queda de

Leia mais

PREVALÊNCIA DE CÁRIE PRECOCE DA INFÂNCIA EM CRIANÇAS ATENDIDAS EM UM PROGRAMA DE ATENÇÃO MATERNO-INFANTIL

PREVALÊNCIA DE CÁRIE PRECOCE DA INFÂNCIA EM CRIANÇAS ATENDIDAS EM UM PROGRAMA DE ATENÇÃO MATERNO-INFANTIL PREVALÊNCIA DE CÁRIE PRECOCE DA INFÂNCIA EM CRIANÇAS ATENDIDAS EM UM PROGRAMA DE ATENÇÃO MATERNO-INFANTIL Zacarias Soares de Brito Neto (Bolsista do PIBIC/UFPI ICV); Lúcia de Fátima Almeida de Deus Moura

Leia mais

Por isso é fundamental amamentar o bebê no seio durante os primeiros 6 meses de vida, o que irá garantir uma boa mordedura, mastigação e deglutição.

Por isso é fundamental amamentar o bebê no seio durante os primeiros 6 meses de vida, o que irá garantir uma boa mordedura, mastigação e deglutição. Guia da Dentição Por Ana Paula M. Anequini Um Sorriso lindo! Um belo dia surge uma novidade! Nasceu o primeiro dentinho! O evento é logo comunicado aos familiares! Mais uma pequena festa para a família!

Leia mais

Guia de Orientação. Primeira Infância (0 3 anos de idade)

Guia de Orientação. Primeira Infância (0 3 anos de idade) Guia de Orientação Primeira Infância (0 3 anos de idade) Os primeiros dentes do bebê começam a aparecer na boca por volta dos 6 meses de idade. Eles iniciam a sua formação no período de vida intra- uterina:

Leia mais

CONDIÇÃO BUCAL DO IDOSO E NUTRIÇÃO: REFLEXÕES DA EXPERIÊNCIA EXTENSIONISTA.

CONDIÇÃO BUCAL DO IDOSO E NUTRIÇÃO: REFLEXÕES DA EXPERIÊNCIA EXTENSIONISTA. CONDIÇÃO BUCAL DO IDOSO E NUTRIÇÃO: REFLEXÕES DA EXPERIÊNCIA EXTENSIONISTA. William Alves de Melo Júnior- UFCG-williamgeronto@gmail.com Ana Lígia Soares Amorim - UFCG - ligiamorim@globomail.com Augusto

Leia mais

Como obter resultados com a otimização dos consultórios com os TSB e ASB

Como obter resultados com a otimização dos consultórios com os TSB e ASB Como obter resultados com a otimização dos consultórios com os TSB e ASB 6º SINPLO Simpósio Internacional de Planos Odontológicos Fabiana Car Pernomiam 2011 Ergonomia racionalizar o trabalho, possibilitar

Leia mais

Odontologia do Esporte e o atleta de elite

Odontologia do Esporte e o atleta de elite Odontologia do Esporte e o atleta de elite Um guia sobre a importância da boa saúde bucal para aprimorar o desempenho atlético Comissão Médica do COI Agosto 2000 Sempre preocupada com a saúde dos atletas,

Leia mais

Geração Saúde II. Episódio Saúde também começa pela boca

Geração Saúde II. Episódio Saúde também começa pela boca Geração Saúde II Episódio Saúde também começa pela boca Resumo É dia de visita à universidade. Os alunos vão conhecer um pouco mais sobre a Faculdade de Odontologia, o que os ajudará em uma grande decisão

Leia mais

UMA ESCOVA PARA CADA USO

UMA ESCOVA PARA CADA USO UMA ESCOVA PARA CADA USO Nem só das importantes medidas preventivas(alimentação sadia e Flúor na água/tópico),vive o cuidado adequado com os dentes e cavidade bucal...tem aquele diário, cada vez que você

Leia mais

MANTENEDORES DE ESPAÇO

MANTENEDORES DE ESPAÇO MANTENEDORES DE ESPAÇO Conceito São aparelhos ortodônticos usados para manter o espaço nas arcadas dentárias, por perda precoce de dentes decíduos. Classificação Quanto ao uso: fixos semifixos removíveis

Leia mais

HIGIENE PESSOAL: A IMPORTÂNCIA DE ESTUDAR O CORPO HUMANO

HIGIENE PESSOAL: A IMPORTÂNCIA DE ESTUDAR O CORPO HUMANO HIGIENE PESSOAL: A IMPORTÂNCIA DE ESTUDAR O CORPO HUMANO Ludmylla Fernanda de Siqueira Silva 1 Náthalie da Cunha Alves 1 RESUMO - Higiene pessoal são medidas tomadas para a preservação da saúde e prevenção

Leia mais