Datasheet Componentes Eletrônicos

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Datasheet Componentes Eletrônicos"

Transcrição

1 Datasheet Componentes Eletrônicos Caixa de Pilhas... 2 LED (mini lâmpada)... 2 Conector INT... 3 HUB... 3 Sensor de Luz... 4 Circuito Relé... 4 Circuito Buzz... 5 Sensor de Ímã... 6 Ponte H com Relés... 6 Ponte H com botões... 9 Circuito Diagrama de Hardware... 9 Circuito LED RGB Sensor de luz Sensor de Obstáculo Circuito Relé Painel Protoboard Modelix Modelixino Sensor de Som Circuito Temporizador Circuito Entrada de Som Circuito Placa Ilhada (Circuito Impresso para prototipagem) Dispositivo Galileu Dispositivo Intérprete Dispositivo Sapia Modelixino Modelixino Rhino Dispositivo Regulador Analógico Dispositivo Atuador de Som (capta e emite sons) Dispositivo Sensor de Impacto NA Dispositivo Sensor de Impacto NA/NF As representações gráficas dos componentes, contidas neste datasheet, pertencem ao Sistema Esquemático Modelix-G, para mais informações acesse 1

2 Caixa de Pilhas A caixa de pilhas é uma FONTE DE ENERGIA, que vai fazer algum objeto funcionar. Ela tem polaridade negativa e positiva para ser respeitada, porque é uma corrente contínua (DC ou CC). Sobre a corrente contínua, vamos explicar mais para a frente em outros exemplos.sobre a polaridade, vamos explicar ainda neste capítulo. Caixa de pilhas. LED (mini lâmpada) O LED é um objeto que vai funcionar a partir de uma FONTE DE ENERGIA. Ele é um CONSUMIDOR DE ENERGIA. Este consumidor de energia tem polaridade a ser respeitada para funcionar corretamente. Não são todos os componentes que exigem a observação da polaridade correta. Existem outros componentes, onde a polaridade não influi sobre o seu funcionamento. 2

3 Circuito LED. Conector INT O conector INT foi desenvolvido pela Modelix, para facilitar o uso dos componentes que utilizam o terminal padrão Modelix. Ele tem três pontos de entrada. A simbologia BAT (bateria),motor (consumidor a ser acionado) e INT (interruptor), ajuda o usuário a entender onde conectar os componentes. Ele faz a conexão entre os componentes. Conector INT. HUB O Circuito HUB serve para distribuir uma fonte de energia proveniente das pilhas (ou um sinal), para diversos atuadores, ligando todos em uma mesma fonte. 3

4 Circuito HUB. Sensor de Luz O SENSOR DE LUZ age como um interruptor. Ele também é um consumidor de energia. Devemos alimentá-lo com 6 volts na entrada sinalizada com 6V, respeitando a polaridade. Quando o sensor fica exposto a uma certa intensidade de luz (ou de frente a uma superfície muito clara como branco), nos libera uma carga de 6 volts na saída sinalizada como SINAL. Podemos, por exemplo, deixar conectado um LED para receber esta carga. Quando o sensor for ativado pela luz, o nosso LED será ligado. Sensor de Luz. Circuito Relé O RELÉ tem uma entrada de sinal de 6 volts, que pode ser alimentada por um sensor de luz ou uma fonte de energia (pilhas de 6 volts), com interruptor entre outros. O Relé funciona com o principio do eletroímã. Ele 4

5 tem dois estados, em ação ou em repouso (ativo;inativo). Em repouso (quando não está recebendo carga elétrica), as duas saídas NA (normalmente aberta) agem como um interruptor em posição não ativado, e as duas NF (normalmente fechado) estão em posição de um interruptor ativado. Em ação ativada as saídas invertem a posição. NA (normalmente aberta) tem o circuito ativado, e as saídas em NF (normalmente fechado) tem o circuito não ativo. Quando a energia passa pela bobina, o eletroímã fica ativo e puxa a haste para a posição oposta que estava antes. Desta forma,os dois interruptores que estavam na posição de NF passam a ficar na posição de NA e os outros dois que estavam em NA,passam a ficar em NF. Quando a corrente deixa de ser fornecida para o Relé, o eletroímã fica inativo e a mola devolve a haste para a sua posição original de antes do acionamento. Desta forma, os quatro interruptores assumem novamente os seus estados originais. O Relé é um componente que nos permite criar muitas situações úteis, mesmo sem ter profundos conhecimentos de elétrica ou eletrônica. Só precisa usar a criatividade para tirar um bom proveito dos seus recursos. Circuito Relé. Circuito Buzz O Buzz é um transdutor que converte energia elétrica em som, produzindo um zumbido (buzz), quando alimentado por corrente contínua. Serve como 5

6 dispositivo sinalizador, buzina ou alarme. O BUZZ é um componente que vai funcionar a partir de uma FONTE DE ENERGIA. Ele é um CONSUMIDOR DE ENERGIA. O Buzz tem polaridade a ser respeitada. Pode ser alimentado por 3 volts ou 6 volts. Circuito Buzz. Sensor de Ímã O Sensor de Ímã age como um interruptor. Quando aproximamos um ímã perto do sensor ele irá fechar seus contatos deixando passar corrente por ele. Sensor de Ímã. Ponte H com Relés A ponte H é formada por dois relés que acionam dois motores, ela controla o sentido de rotação desses motores. O controle pode ser feito por 6

7 interrupção ou digitalmente conectando a um microcontrolador (Modelixino, Galileu ou Da Vinci). Graças ao seu controle de inversão de rotação do motor, a ponte H pode ser utilizada em diversos circuitos que necessitam dessa característica, tais como carrinhos, fazendo o mesmo andar pra frente e dar ré. Na área de comando é feita a escolha de controle digital ou por interruptores, apenas colocando jumpers no local de sua escolha. Se a escolha for digital, na parte do comando digital deve-se conectar o microcontrolador nos respectivos sinais horário e anti-horário provenientes dele. Para programar o Modelixino usar a seguinte linha de comando: pinmode(3,output); pinmode(4,output); //gira no sentido horário digitalwrite(3,low); //sinal anti-horário ligado na porta 3 do Modelixino digitalwrite(4,high); //sinal horário ligado na porta 4 do Modelixino obs.: para girar no sentido anti-horário é só inverter o sinal colocando LOW na porta 4 e HIGH na porta 3. 7

8 Ponte H com Modelixino. Foto em detalhe das ligações. É possível também utilizar o comando digital sem utilizar microcontroladores, conectando um circuito com sensor de saída digital (por exemplo, sensor de luz) com sua respectiva fonte. O sensor e a fonte vão fazer o papel de sinal, sendo que o sensor é que deixa o sinal passar. Se a escolha for por interruptores, na parte de comando por interruptores é preciso conectar a alimentação de 6V e, pressionando os botões, é possível escolher a rotação desejada. Existe ainda outra opção que é colocar interruptores externos (int. ext.) nos pinos de horário e anti-horário, acionando os motores sem precisar utilizar os botões do Painel. Na parte dos motores conecta-se os dois motores em seus respectivos pinos e também a fonte de alimentação para os motores. Obs.: Para mais informações de como utilizar o circuito Painel Ponte H com Relés com microcontroladores consultar o Guia específico. Ponte H com Interruptor. Foto em detalhe das ligações. 8

9 Ponte H com botões A ponte H com botões liga o motor quando um dos botões é mantido pressionado. Dependendo do botão pressionado, o motor vai girar em um sentido diferente. É só conectar a pilha e o motor nos seus respectivos pinos, sem precisar obedecer a uma polaridade certa, dependendo de como conectar as polaridades também influenciará no sentido que o motor irá girar dependendo do botão pressionado. Ponte H com botões e conexões. Circuito Diagrama de Hardware Esse circuito pode ser utilizado para fazer montagens de circuitos simples. Conectando os elementos nos pinos dessa placa, a visualização dos circuitos fica simples e didática. Os pinos individuais localizados do lado direito podem ser utilizados para energizar o circuito, ou seja, conectar as polaridades positiva e negativa que serão utilizadas. É uma placa útil para testes e demonstrações, pois o circuito fica organizado e de fácil compreensão das ligações. Como exemplo na foto abaixo, conecta-se a pilha em série com um botão acionador e um motor (vão completar 3 lados de um quadrado), adicionando ainda um jumper para fechar o circuito (fechando o quadrado). Pressionando o botão, o motor é ativado. 9

10 Circuito diagrama de Hardware. Acionamento de motor. Circuito LED RGB O LED RGB funciona como se fossem 3 LEDs em um só. Você pode ligar a fonte em três lugares diferentes (sempre obedecendo à polaridade indicada na placa), e dependendo dos pinos em que você ligar a fonte, o LED acenderá de uma cor diferente, ou vermelho (R-> red-> vermelho), ou verde (G-> green-> verde), ou azul (B-> blue-> azul). Para os pinos da esquerda ele acende vermelho, para os do centro ele acende verde, e para os da direita ele acende azul. É possível também conectar mais de uma fonte ao mesmo tempo, assim o LED irá acender duas cores ao mesmo tempo, formando outra cor. LED RGB e conexões. 10

11 Sensor de luz 1.2 O circuito sensor de luz utiliza um LDR que pode ser ajustado à luz ambiente em que ele se encontra movendo com uma chave o potenciômetro até obter a sensibilidade desejada para o LDR. A saída será de nível alto quando o LDR estiver exposto à luz, e de nível baixo caso contrário. Assim é possível utilizar o sensor LDR para ligar e desligar dispositivos. Não esquecer de ligar a fonte de 6V na entrada. Caso queira usar o sinal gerado pelo sensor para alguma função programada no Modelixino é só conectar na saída indicada na placa. Um exemplo de utilização é fazer o circuito sensor de luz ativar um motor a partir de um relé. Você liga a saída do circuito sensor de luz na entrada de 6V do relé e o NA (normalmente aberto) do relé vai para o interruptor (INT.), ligando também a bateria e o motor no INT. Assim, na presença de luz, o circuito sensor de luz energiza o relé, e o relé aciona o motor. Quando não houver luz o motor não funcionará. Se for utilizado o NF (normalmente fechado) do relé, o motor terá comportamento contrário, desligado na presença de luz, e ligado na ausência de luz. Sensor de luz. 11

12 Circuito montado para NA. Foto detalhando sensor de luz. Foto detalhando interruptor. Foto detalhando relé. Sensor de Obstáculo 1.5 O Sensor de Obstáculo 1.5 possui funcionamento equivalente à sua versão anterior, mas possui também a saída para ser utilizada sem 12

13 microcontroladores. Colocando um jumper no local desejado é feita a escolha de utilização com ou sem microcontrolador. Se a escolha for sem, é preciso ligar a alimentação de 6 V e o atuador que o sensor irá ativar na área atuador. Sensor de Obstáculo 1.5. Circuito Relé 1.1 O circuito relé 1.1 é uma atualização do circuito relé, possuindo indicado o ponto comum entre o NA e NF; essa característica evita erros de montagem, pois o usuário só poderá utilizar uma chave de cada interruptor por vez (ou NA, ou NF), evitando que se conecte em curto duas fontes de circuitos diferentes. Para utilizá-lo é só conectar a fonte de 6V e utilizar os interruptores (INT.1 e INT.2) escolhendo para cada um ou NA ou NF, de acordo com a característica do circuito que você está montando. Circuito Relé

14 Painel Protoboard Modelix É um painel especial para função de protoboard, com espaço no centro das trilhas para conectar um CI (Modelixino) e fazer as conexões necessárias nesse CI a partir dos pinos adjacentes. As trilhas V1 e V2 que correm nas laterais são especiais para alimentação. É preciso tomar especial cuidado na hora de conectar as fontes, obedecendo à indicação de polaridade da placa, para não colocar em curto a fonte de alimentação. Observar que as trilhas laterais estão em curto na vertical e as outras estão em curto na horizontal, é importante entender isso para fazer as conexões corretamente. Painel Protoboard Modelix. Acendendo um LED. CI conectado no Painel Protoboard Modelix. Modelixino 2.2 Nessa placa você irá conectar um Modelixino, fazendo as conexões nele de forma simples, pois tudo está indicado e de fácil visualização. Possui os 14

15 pinos de entrada e saída digitais de 0 a 13 (na porta 13 existe um LED para ser utilizado), nas quais você pode escrever ou ler sinais digitais e, também, especialmente nas portas 3, 5, 6, 9, 10 e 11, é possível escrever sinais analógicos, indicados na placa como PWM. Exemplos: digitalwrite(1, HIGH); //coloca a porta 1 em nível alto digitalread(2); //faz a leitura do pino 2 retornando HIGH (nível alto) ou LOW (nível baixo) analogwrite(3, 125); //coloca o valor de 125 no pino 3, esse valor pode ser de 0 a 255 Os pinos indicados por Analógica são especiais para receber sinais analógicos, possuindo portas de 0 a 5. Existe um botão de reset caso seja necessário reiniciar o funcionamento do Modelixino. Você deverá escolher entre alimentação pela USB ou alimentação externa (EXT), colocando um jumper no lugar adequado. Exemplo para leitura de sinal analógico: analogread(3); // faz leitura analógica do pino 3, o Modelixino possui uma capacidade de resolução de leitura de 5V/1024 unidades Modelixino 2.2. Possui pinos de ligação 5V e gnd (terra) podendo ser utilizados com um circuito HUB para distribuir energia nos dispositivos que serão conectados à placa. 15

16 Para maiores informações sobre o funcionamento e programação do Modelixino 2.2 consultar o manual próprio dele. Sensor de Som 1.2 O sensor de som funciona captando sons a partir do microfone da placa e, quando capta algum som, mantêm nível alto na saída por um determinado período de tempo que poderá ser escolhido pelo usuário. Você poderá escolher entre utilizar o sensor de som com o Modelixino, programando o mesmo e utilizando o sinal gerado pelo sensor de som para realizar alguma ação; ou com uma alimentação externa e um relé, sendo que o sinal gerado pelo circuito sensor de som irá ativar o relé e ligar algum dispositivo. Também existe a possibilidade de utilizar um microfone próprio ao invés do microfone da placa, para isso basta conectar um jumper em externo ao invés de interno na área microfone, e conectar seu microfone em mic ext. Para a escolha de tempo é preciso conectar um jumper no tempo de sua escolha, os níveis de tempo são: 7 - é aproximadamente 40s; 6 - é aproximadamente 20s; 5 - é aproximadamente 8s; 4 - é aproximadamente 4s; 3 - é aproximadamente 2s; 2 - é aproximadamente 0,2s; 1 - é aproximadamente 40ms. 16

17 Sensor de Som 1.2. Circuito Temporizador 1.2 O circuito temporizador funciona mantendo nível alto na saída quando se pressiona um interruptor, e mantêm nível alto por um tempo determinado pelo usuário. A escolha de tempo é feita por colocação de jumpers no local de sua escolha. Assim, a cada vez que você pressionar um interruptor, um pulso de nível alto é gerado na saída durante o intervalo de tempo escolhido. Com isso é possível implementar circuitos que necessitam funcionar dentro de um intervalo de tempo específico. Os tempos disponíveis são os mesmos do Sensor de Som. Temporizador 1.2. Circuito Entrada de Som É um circuito de som especial que possui entrada para um microfone externo, e dois canais de saída (pois pode se escolher entre mono ou 17

18 estéreo) para conectar a outro dispositivo ou placa, assim pode-se implementar mais facilmente circuitos que necessitam de microfone (entrada de som). Na saída de cada canal existe ou a pinagem para se conectar um controlador, ou a pinagem comum para conectar ao Sensor de som no microfone externo. Se o mono for escolhido o mesmo sinal irá sair nos dois canais. O dispositivo Atuador de Som pode ser utilizado como entrada para um microfone ou para um fone de ouvido, servindo como saída de som. Circuito Entrada de Som. Circuito Placa Ilhada (Circuito Impresso para prototipagem) É um circuito especial para soldar protótipos de circuitos feitos pelo usuário. Tendo o desenho do circuito que se deseja construir você pode soldar os pinos na placa ilhada de acordo com sua necessidade, fazendo as ligações dos dispositivos. As ilhas do centro são individuais, não estando conectadas entre si, já as localizadas nas laterais possuem uma trilha deixando-as em curto, caso seja necessário no seu projeto. Circuito Placa Ilhada. 18

19 Dispositivo Galileu 2.0 O dispositivo Galileu é composto por um microcontrolador que já vem com um software dedicado, sendo que o usuário não precisa programar suas funções. Ele é acionado por um controle remoto que vai controlar as saídas do Galileu. É uma plataforma completa, possuindo conexões para sensores, motores, e também possui luz e som. Pode ser utilizada com finalidade didática ou também em competições, pois você pode usá-lo para controlar robôs a partir dos sensores e dos motores que podem ser conectados à placa. O dispositivo Galileu 2.0 possui um manual próprio para consulta. Galileu 3.0. Dispositivo Intérprete 2.0 O dispositivo Intérprete é equivalente ao Galileu, mas possui algumas funções mais limitadas, sendo um circuito menor também. Ele não possui os relés para acionamento dos motores, sendo uma versão mais compacta, mas igualmente versátil. Ele já vem pré-programado com algumas funções 19

20 que poderão ser escolhidas por um controle remoto, assim o usuário não precisará ter conhecimentos prévios de programação. O dispositivo Intérprete possui manual próprio para consulta. Intérprete. Dispositivo Sapia 2.0 O dispositivo Sapia é um dispositivo programável por controle remoto. O próprio usuário é que irá programar o microcontrolador para uma função determinada, utilizando o controle remoto, e uma tabela contendo linhas e colunas específicas para cada comando utilizado para programar. Assim a programação fica mais intuitiva e didática para quem está começando, não sendo preciso utilizar um computador, e digitar um programa em linguagem C. O dispositivo Sapia possui um manual próprio para consulta. 20

21 Modelixino 2.6 O Modelixino 2.6 é muito similar ao Modelixino 2.2, sendo que esse é apenas uma versão mais compacta do Modelixino 2.6. O Modelixino 2.6 possui um manual próprio para mais informações. Modelixino 2.6. Modelixino 2.8 O Modelixino 2.8 é uma versão mais completa do Modelixino 2.6. A versão 2.8 possui pinagem de três vias que já possui as polaridades positiva e negativa, além do sinal. Assim funciona como um plug-and-play, pois a alimentação já está disponível na própria pinagem da placa, facilitando assim a montagem de circuitos. O Modelixino 2.8 possui um manual próprio para mais informações. Modelixino

22 Rhino 3.0 O Rhino 3.0 é equivalente ao Modelixino 2.8, possuindo pinagem de três vias que funcionam como plug-and-play. Seu diferencial é que, ao invés de uma entrada USB na placa, ele possui uma entrada de 5 pinos. Assim você utilizará o cabo em que uma ponta é USB e a outra é uma fêmea de 5 entradas, lembrando de obedecer a posição do grd (ground-> terra-> polaridade negativa) da placa e do cabo. Dispositivo Regulador Analógico Esse dispositivo serve para regular a sensibilidade de sensores analógicos como um sensor LDR, por exemplo. Também pode ser implementado em um circuito regulando a potência de um motor, ou utilizado com um microcontrolador utilizando leitura analógica e executando ações baseadas nessa leitura. Girando o dispositivo no sentido horário (olhando por cima do dispositivo) a resistência diminui até chegar a zero e travar, e girando no sentido oposto aumenta gradualmente até chegar à resistência máxima e também travar. Possui dois parafusos para fixação. Dispositivo Regulador Analógico. 22

23 Dispositivo Atuador de Som (capta e emite sons) Esse é um dispositivo versátil que possui dupla função, ele tanto consegue captar sons, quanto também emitir sons a partir de uma fonte geradora (pode ser o próprio microcontrolador, a partir de uma de suas saídas). Quando ele capta um som ele gera um pulso podendo servir de entrada para algum outro circuito. Dispositivo atuador de som. Dispositivo Sensor de Impacto NA Dispositivo que irá captar um impacto e poderá ser implementado para parar um carrinho, por exemplo, quando for pressionado contra uma parede ou obstáculo. Dispositivo Sensor de Impacto NA. 23

24 Dispositivo Sensor de Impacto NA/NF É um dispositivo de impacto que possui dois pares de entrada, um é NA e o outro é NF, dependendo da função que você necessitar para seu circuito você pode escolher qual utilizar. Também, se seu circuito necessitar de um dispositivo que ligue ao mesmo tempo em que outro desligue, você pode utilizar as duas entradas, lembrando de tomar cuidado com o ponto comum entre as duas entradas. Dispositivo Sensor de Impacto NA/NF. 24

1) Entendendo a eletricidade

1) Entendendo a eletricidade 1) Entendendo a eletricidade 1 2) Circuitos Modelix 2 3) Utilizando o Sistema Esquemático Modelix-G (Modelix-Grafix) 6 4) Fazendo montagens com os Circuitos Modelix 7 5) Exercícios para treinar 8 Objetivo:

Leia mais

www.modelix.com.br Página 01

www.modelix.com.br Página 01 OBJETIVO Este guia tem como objetivo a capacitação ao uso dos componentes mais específicos e o entendimento de seus modos de funcionamento. A Modelix está disponibilizando este guia junto a uma vasta gama

Leia mais

Conteúdo deste Kit: E-6 uno

Conteúdo deste Kit: E-6 uno Conteúdo deste Kit: E-6 uno 1- Dispositivo Nano Proto 2.7 1- Microcontrolador 20 portas baseado no Uno 2- Metros Fio Premium para Jumper 4- Transistor BC337 1- Sensor magnético 1- Sensor de temperatura

Leia mais

ACENDENDO AS LUZES. Capitulo 2 - Aula 1 Livro: Arduino básico Tutor: Wivissom Fayvre

ACENDENDO AS LUZES. Capitulo 2 - Aula 1 Livro: Arduino básico Tutor: Wivissom Fayvre ACENDENDO AS LUZES Capitulo 2 - Aula 1 Livro: Arduino básico Tutor: Wivissom Fayvre Projeto 1 LED piscante Neste capitulo, todos os projetos utilizam luzes LED s de diversas formas. Em relação ao hardware,

Leia mais

Sistema Modelix-G (Modelix-Grafix)

Sistema Modelix-G (Modelix-Grafix) Sistema Modelix-G (Modelix-Grafix) 1) Introdução 1 2) Utilizando o Sistema Modelix-G impresso (paper) 1 3) Utilizando o Sistema Modelix-G com software 4 4) Divulgando seus projetos e idéias 7 1) Introdução

Leia mais

Manual Técnico Módulo Ponte H Dupla

Manual Técnico Módulo Ponte H Dupla Manual Técnico Módulo Ponte H Dupla Introdução Módulo de Ponte H dupla para controlar dois motores DC ou um motor de passo bipolar. Com este módulo é possível controlar o sentido de rotação de motores

Leia mais

Microcontrolador Modelix 3.6

Microcontrolador Modelix 3.6 Curso de Robótica 1 Curso de Robótica Introdução à robótica O desenvolvimento da robótica surgiu da necessidade de se aperfeiçoar processos de fabricação, no sentido de melhorar a qualidade dos produtos.

Leia mais

Autor: Luís Fernando Patsko Nível: Intermediário Criação: 22/02/2006 Última versão: 18/12/2006. PdP. Pesquisa e Desenvolvimento de Produtos

Autor: Luís Fernando Patsko Nível: Intermediário Criação: 22/02/2006 Última versão: 18/12/2006. PdP. Pesquisa e Desenvolvimento de Produtos TUTORIAL Montagem da Ponte H Autor: Luís Fernando Patsko Nível: Intermediário Criação: 22/02/2006 Última versão: 18/12/2006 PdP Pesquisa e Desenvolvimento de Produtos http://www.maxwellbohr.com.br contato@maxwellbohr.com.br

Leia mais

Composição do MDK-Prog e MDK-Prog Plus

Composição do MDK-Prog e MDK-Prog Plus A Modelix Robotics está lançando no mercado brasileiro dois kits de Robótica aplicada, ideal para quem deseja iniciar o aprendizado de programação de robôs e eletrônica, usando o Software Modelix System

Leia mais

Minicurso de Arduino

Minicurso de Arduino Minicurso de Arduino Gabriel Vasiljević Wanderson Ricardo August 28, 2015 Gabriel Vasiljević Wanderson Ricardo Minicurso de Arduino August 28, 2015 1 / 45 Roteiro do curso O que é o Arduino (especificações,

Leia mais

Programação de Robótica: Modo Circuitos Programados - Avançado -

Programação de Robótica: Modo Circuitos Programados - Avançado - Programação de Robótica: Modo Circuitos Programados - Avançado - 1 Programação de Robótica: Modo Circuitos Programados - Avançado ATENÇÃO Lembramos que você poderá consultar o Manual de Referência do Software

Leia mais

CENTRAL DE ALARME COM FIO AW-201

CENTRAL DE ALARME COM FIO AW-201 CENTRAL DE ALARME COM FIO AW201 CARACTERÍSTICAS DO APARELHO Central de alarme de 1 setor com fio; Caixa plástica com alojamento para bateria selada de 7 A/H; Carregador de bateria incorporado; Tempo de

Leia mais

Manual de funcionamento Esteira transportadora

Manual de funcionamento Esteira transportadora Manual de funcionamento Esteira transportadora Sumário 1. DESCRIÇÃO DO SISTEMA... 2 2. ITENS DO SISTEMA... 3 2.1. PLACA DE COMANDO... 3 2.1.1. Sinalizador... 3 2.1.2. Botão pulsador... 3 2.1.3. Chave comutadora...

Leia mais

INFORMATIVO DE PRODUTO

INFORMATIVO DE PRODUTO Temporizador Automático / Relógio Programador de Horário Para Acionamento Automático de Sirenes e Outros Equipamentos Código: AFKITPROG 2 O REGISTRADOR ELETRÔNICO DE PONTO REP O Relógio Acionador Automático

Leia mais

Módulo Rastreador Veicular Manual de Instalação

Módulo Rastreador Veicular Manual de Instalação Módulo Rastreador Veicular Manual de Instalação Última atualização: Maio de 2010 www.trackmaker.com ÍNDICE 1 - Instalação 1.1 - Detalhes do Módulo... 3 Descrição dos Pinos... 3,4 1.2 - Instalando o Chip

Leia mais

Profª Danielle Casillo

Profª Danielle Casillo UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DO SEMI-ÁRIDO CURSO: CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO Automação e Controle Aula 07 Linguagem Ladder Profª Danielle Casillo A LINGUAGEM LADDER Foi a primeira que surgiu para programação

Leia mais

Manual. Controle de motores via Bluetooth. William Trevine

Manual. Controle de motores via Bluetooth. William Trevine A Manual Controle de motores via Bluetooth 1 William Trevine Sumário 1 Introdução... 4 2 Características... 5 3 Instalação... 6 3.1 Alimentação... 7 3.2 Motores... 8 3.3 Liga e desliga... 9 3.4 Saídas

Leia mais

Potenciometer [Potenciômetro] - Ligado ao eixo de saída do servo, monitora a posição do mesmo.

Potenciometer [Potenciômetro] - Ligado ao eixo de saída do servo, monitora a posição do mesmo. Servomotores Este pequeno tutorial tem como finalidade auxiliar no entendimento de um dos componentes básico utilizados na construção de robôs móveis. www.sumoderobos.org Compilado por André Santos Agosto

Leia mais

CENTRAL DE ALARME SEM FIO AS-321

CENTRAL DE ALARME SEM FIO AS-321 CENTRAL DE E SEM FIO AS- CARACTERÍSTICAS DO APARELHO - Central de alarme sem fio com setor misto ( com e/ou sem fio ); - Caixa plástica com alojamento para bateria selada de 7 A/H; - Carregador de bateria

Leia mais

Mixer KIKO Gerenciador de áudio MANUAL DE INSTALAÇÃO E OPERAÇÃO NLL-4C LEIA ESTE MANUAL ANTES DE USAR O MIXER.

Mixer KIKO Gerenciador de áudio MANUAL DE INSTALAÇÃO E OPERAÇÃO NLL-4C LEIA ESTE MANUAL ANTES DE USAR O MIXER. Mixer KIKO Gerenciador de áudio NLL-4C MANUAL DE INSTALAÇÃO E OPERAÇÃO LEIA ESTE MANUAL ANTES DE USAR O MIXER. O Mixer KIKO, fabricado pela Eletroleve, centraliza os controles de volumes dos áudios que

Leia mais

GX - ULT MANUAL DO USARIO V1.1. NEVEX Tecnologia Ltda Copyright 2012-2015 - Todos os direitos Reservados

GX - ULT MANUAL DO USARIO V1.1. NEVEX Tecnologia Ltda Copyright 2012-2015 - Todos os direitos Reservados GX - ULT MANUAL DO USARIO V1.1 NEVEX Tecnologia Ltda Copyright 2012-2015 - Todos os direitos Reservados IMPORTANTE Máquinas de controle numérico são potencialmente perigosas. A Nevex Tecnologia Ltda não

Leia mais

1 Utilizando o Protoboard

1 Utilizando o Protoboard Ensino Médio Integrado em Automação Industrial Sistemas Digitais e Projeto Integrador Professor: Rafael Garlet de Oliveira 1 Utilizando o Protoboard Aula Prática 1 É um equipamento utilizado para montagens

Leia mais

Módulo Rastreador Veicular Manual de Instalação

Módulo Rastreador Veicular Manual de Instalação Módulo Rastreador Veicular Manual de Instalação Última atualização: Fevereiro de 2013 www.triforcerastro.com.br ÍNDICE 1 - Instalação 1.1 - Detalhes do Módulo...3 Descrição dos Pinos...3,4 1.2 - Instalando

Leia mais

DESCRIÇÃO DO FUNCIONAMENTO Basicamente o ANTRON II-s recebe sinais provenientes da atuação de contatos elétricos externos, associados a equipamentos

DESCRIÇÃO DO FUNCIONAMENTO Basicamente o ANTRON II-s recebe sinais provenientes da atuação de contatos elétricos externos, associados a equipamentos DESCRIÇÃO DO FUNCIONAMENTO Basicamente o ANTRON II-s recebe sinais provenientes da atuação de contatos elétricos externos, associados a equipamentos ou sistemas que se queiram supervisionar, via contatos

Leia mais

MANUAL DE INSTALAÇÃO TETROS AUTO

MANUAL DE INSTALAÇÃO TETROS AUTO MANUAL DE INSTALAÇÃO TETROS AUTO N de Homologação: 1703-09-2791 Versão 1.00 Manual de Instalação TETROS AUTO 2 Índice Página 1. Introdução... 3 2. Especificações técnicas... 4 3. Conhecendo o equipamento...

Leia mais

A ideia! Criar uma plataforma de prototipagem de componentes eletrônicos e sistemas de automação para leigos!

A ideia! Criar uma plataforma de prototipagem de componentes eletrônicos e sistemas de automação para leigos! Prof. Cláudio Oliveira Prof. Humberto Zanetti Prof. Júlio Vansan A ideia! Criar uma plataforma de prototipagem de componentes eletrônicos e sistemas de automação para leigos! 1 O que é Arduino? Uma plataforma

Leia mais

Tutorial de Eletrônica Aplicações com 555 v2010.05

Tutorial de Eletrônica Aplicações com 555 v2010.05 Tutorial de Eletrônica Aplicações com 555 v2010.05 Linha de Equipamentos MEC Desenvolvidos por: Maxwell Bohr Instrumentação Eletrônica Ltda. Rua Porto Alegre, 212 Londrina PR Brasil http://www.maxwellbohr.com.br

Leia mais

Controle remoto por Bluetooth

Controle remoto por Bluetooth Controle remoto por Bluetooth Introdução Esse tutorial tem como objetivo, facilitar a montagem do controle e drive de potência voltado a modalidades que necessitam de controle remoto, seja robô sumo de

Leia mais

Projetos de Eletrônica Básica II

Projetos de Eletrônica Básica II Projetos de Eletrônica Básica II MUITO CUIDADO NA MONTAGEM DOS CIRCUITOS, JÁ QUE SE ESTÁ TRABALHANDO COM A REDE ELÉTRICA. Projete um sistema para uma casa inteligente, com as seguintes características:

Leia mais

Prof. Cláudio Oliveira. Prof. Humberto Zanetti. Coordenador - Fatec Jundiaí. Professor - Fatec Jundiaí Coordenador - Etec de Itatiba

Prof. Cláudio Oliveira. Prof. Humberto Zanetti. Coordenador - Fatec Jundiaí. Professor - Fatec Jundiaí Coordenador - Etec de Itatiba Prof. Cláudio Oliveira Coordenador - Fatec Jundiaí Prof. Humberto Zanetti Professor - Fatec Jundiaí Coordenador - Etec de Itatiba A ideia! Criar uma plataforma de prototipagem de componentes eletrônicos

Leia mais

Profª Danielle Casillo

Profª Danielle Casillo UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DO SEMI-ÁRIDO CURSO: CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO Automação e Controle Aula 08 Linguagem Laddercont... Profª Danielle Casillo Funções Lógicas em Ladder A. Função NãoE (NAND) Consiste

Leia mais

Laboratório de robótica

Laboratório de robótica Alarme de Presença Em vários projetos desenvolvidos, o uso de sensores é muito interessante. Através de sensores, podemos fazer a leitura de determinadas características do ambiente, tais como a presença

Leia mais

Microcontrolador Arduino: Aplicação em controle PI

Microcontrolador Arduino: Aplicação em controle PI Ministério da Educação Universidade Tecnológica Federal do Paraná Campus Cornélio Procópio Coordenação de Eletrotécnica Microcontrolador Arduino: Aplicação em controle PI Autor: Prof. Alessandro N. Vargas

Leia mais

Circuitos Lógicos. Aulas Práticas

Circuitos Lógicos. Aulas Práticas Circuitos Lógicos Aulas Práticas A Protoboard A Protoboard A Protoboard é um equipamento que permite interconectar dispositivos eletrônicos tais como resistores, diodos, transistores, circuitos integrados

Leia mais

VEÍCULO BV 1. Figura 01 BV 1 construído com material de baixo custo

VEÍCULO BV 1. Figura 01 BV 1 construído com material de baixo custo VEÍCULO BV 1 Resumo Este trabalho apresenta um tutorial ("How To") para a construção de um robô simples controlado por um PC através da porta paralela. A construção deste robô tem como objetivo introduzir

Leia mais

GUIA DE INSTALAÇÃO F 19

GUIA DE INSTALAÇÃO F 19 GUIA DE INSTALAÇÃO F 19 1. Instalação do equipamento (1)Cole o modelo de montagem na (2) Remova o parafuso na parte (3) Tire a placa traseira. parede, Faça os furos de acordo inferior do dispositivo com

Leia mais

MANUAL TÉCNICO DA CENTRAL FÊNIX-20L

MANUAL TÉCNICO DA CENTRAL FÊNIX-20L MANUAL TÉCNICO SUMÁRIO CARACTERÍSTICAS GERAIS... 3 PRINCIPAIS CARACTERÍSTICAS... 3 ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS... 3 PAINEL... 4 FUNÇÕES DO PAINEL... 4 FUNÇÕES INTERNAS PLACA DE CONTROLE... 6 FUNÇÕES INTERNAS

Leia mais

BLOCKGAS. Sistema de Monitoração e Alarme de vazamento de gás SB330. Este módulo é parte integrante do sistema de detecção de gás SB330.

BLOCKGAS. Sistema de Monitoração e Alarme de vazamento de gás SB330. Este módulo é parte integrante do sistema de detecção de gás SB330. Este módulo é parte integrante do sistema de detecção de gás. É composto por um circuito inteligente (microcontrolado) que recebe o sinal gerado por um sensor eletrônico de gás, processa sua calibração

Leia mais

InteropMix 2014. Arduino e Internet das Coisas. Leandro Ramos Leonardo Toledo Robson Machado

InteropMix 2014. Arduino e Internet das Coisas. Leandro Ramos Leonardo Toledo Robson Machado InteropMix 2014 Arduino e Internet das Coisas Leandro Ramos Leonardo Toledo Robson Machado 29/novembro/2014 http://www.eaduino.com.br 2 Arduino Arduino é uma plataforma de hardware e software open source

Leia mais

PdP. Autor: Luís Fernando Patsko Nível: Intermediário Criação: 22/05/2006 Última versão: 18/12/2006

PdP. Autor: Luís Fernando Patsko Nível: Intermediário Criação: 22/05/2006 Última versão: 18/12/2006 TUTORIAL Montagem da Barra de LEDs Autor: Luís Fernando Patsko Nível: Intermediário Criação: 22/05/2006 Última versão: 18/12/2006 PdP Pesquisa e Desenvolvimento de Produtos http://www.maxwellbohr.com.br

Leia mais

Manual do Usuário - NKPROX

Manual do Usuário - NKPROX Manual do Usuário NKPROX Manual do Usuário - NKPROX Neokoros TI - Biometric Technology Índice 1 - Apresentação e Características Gerais...3 2 - Placa BMC - Especificações...4 2.1 - Conectores (pinagem

Leia mais

PdP. Autor: Luís Fernando Patsko Nível: Intermediário Criação: 22/02/2006 Última versão: 18/12/2006

PdP. Autor: Luís Fernando Patsko Nível: Intermediário Criação: 22/02/2006 Última versão: 18/12/2006 TUTORIAL Controle de Motor de Passo Autor: Luís Fernando Patsko Nível: Intermediário Criação: 22/02/2006 Última versão: 18/12/2006 PdP Pesquisa e Desenvolvimento de Produtos http://www.maxwellbohr.com.br

Leia mais

SUPERVISOR ELETRÔNICO PARA POSTOS DE SEGURANÇA RCP-2000 MANUAL DE INSTALAÇÃO / OPERAÇÃO REV. 08/01

SUPERVISOR ELETRÔNICO PARA POSTOS DE SEGURANÇA RCP-2000 MANUAL DE INSTALAÇÃO / OPERAÇÃO REV. 08/01 SUPERVISOR ELETRÔNICO PARA POSTOS DE SEGURANÇA RCP-2000 MANUAL DE INSTALAÇÃO / OPERAÇÃO REV. 08/01 SUMÁRIO CONTROLADOR DE PORTARIA RCP-2000...1 A) O EQUIPAMENTO RCP-2000... 1 A.1 CARACTERÍSTICAS TÉCNICAS...

Leia mais

Hamtronix CONTROLE REMOTO DTMF. CRD200 - Manual de Instalação e Operação. Software V 2.0 Hardware Revisão B

Hamtronix CONTROLE REMOTO DTMF. CRD200 - Manual de Instalação e Operação. Software V 2.0 Hardware Revisão B Hamtronix CRD200 - Manual de Instalação e Operação Software V 2.0 Hardware Revisão B INTRODUÇÃO Índice...01 Suporte On-line...01 Termo de Garantia...01 Em Caso de Problemas (RESET)...01 Descrição do Produto...02

Leia mais

GX - USB MANUAL DO USARIO V1.1

GX - USB MANUAL DO USARIO V1.1 GX - USB MANUAL DO USARIO V1.1 NEVEX Tecnologia Ltda Copyright 2012 - Todos os direitos Reservados IMPORTANTE Máquinas de controle numérico são potencialmente perigosas. A Nevex Tecnologia Ltda. não se

Leia mais

Manual de Instalação, Configuração e Uso

Manual de Instalação, Configuração e Uso Manual de Instalação, Configuração e Uso Classic RDM8-AC RDM8-DC 127 V e 220 V 2008 Índice 1 Manual de Utilização... 2 1.1 Apresentação do Painel e identificação das teclas... 2 1.2 Modos de operação do

Leia mais

Manual do instalador Box Output AC Rev. 0.01.000. Figura 01 Apresentação do Box Output AC.

Manual do instalador Box Output AC Rev. 0.01.000. Figura 01 Apresentação do Box Output AC. Pág. 1/10 Apresentação Equipamento para acionamento de cargas em corrente alternada 110/220V. Comunicação com outros dispositivos por rede CAN. 6 entradas digitais para acionamento local ou remoto. 6 entradas/saídas

Leia mais

Av. Francisco Andrade Ribeiro 543 - Bloco 13 - Centro Santa Rita do Sapucaí- MG CEP: 37.540-000 Tel: (35) 3471-0895

Av. Francisco Andrade Ribeiro 543 - Bloco 13 - Centro Santa Rita do Sapucaí- MG CEP: 37.540-000 Tel: (35) 3471-0895 Grupo Giga Av. Francisco Andrade Ribeiro 543 - Bloco 13 - Centro Santa Rita do Sapucaí- MG CEP: 37.540-000 Tel: (35) 3471-0895 http:// Manual do Usuário NibProx Prime Função Comando 4-2 (Habilitar / desabilitar

Leia mais

Connect-i Manual do Usuário - Português

Connect-i Manual do Usuário - Português Connect-i Manual do Usuário - Português Connect-i Manual do Usuário Contronics Automação Ltda. Rua Tenente Silveira, 225 Ed. Hércules - 10 andar Centro - Florianópolis - SC, 88010-300 Brasil Fone: (48)

Leia mais

Guia do Usuário Placa de Desenvolvimento McLab1

Guia do Usuário Placa de Desenvolvimento McLab1 Placa de Desenvolvimento McLab1 Sumário 1. APRESENTAÇÃO...3 2. HARDWARE...4 2.1. MICROCONTROLADOR PIC16F628A...4 2.2. DISPLAYS DE 7 SEGMENTOS...5 2.3. TECLAS...5 2.4. LEDS...6 2.5. LÂMPADA...6 2.6. BOTÃO

Leia mais

MANUAL DE INSTALAÇÃO TETROS MOTO V2. N de Homologação: 1702-09-2791. Versão 1.00

MANUAL DE INSTALAÇÃO TETROS MOTO V2. N de Homologação: 1702-09-2791. Versão 1.00 MANUAL DE INSTALAÇÃO TETROS MOTO V2 N de Homologação: 1702-09-2791 Versão 1.00 Manual de Instalação TETROS MOTO V2 2 Índice 1. Introdução... 3 2. Especificações técnicas... 3 3. Conhecendo o equipamento...

Leia mais

INTERLOCK. INTERTRAVAMENTO Para Portões Automáticos Fechaduras Magnéticas e Elétricas. Manual de instalação e configuração

INTERLOCK. INTERTRAVAMENTO Para Portões Automáticos Fechaduras Magnéticas e Elétricas. Manual de instalação e configuração INTERLOCK INTERTRAVAMENTO Para Portões Automáticos Fechaduras Magnéticas e Elétricas Manual de instalação e configuração 2 INTERLOCK Intertravamento de Portões MOREY Índice 1. Instalação do módulo INTERLOCK...

Leia mais

Manual do instalador Box Output DC Rev. 0.01.000. Figura 01 Apresentação do Box Output DC.

Manual do instalador Box Output DC Rev. 0.01.000. Figura 01 Apresentação do Box Output DC. Pág. 1/10 Apresentação Equipamento para acionamento de cargas em corrente contínua. Comunicação com outros dispositivos por rede CAN. 6 entradas digitais para acionamento local ou remoto. 6 entradas/saídas

Leia mais

Sistema de Detecção de Vazamento de Gás

Sistema de Detecção de Vazamento de Gás Manual do Sistema Blockgas SB330 CB530 SB330 SB80 atende normas: NBR16186 de 06/2013 NBR16069 de 04/2010 NR 36 Apresentação do sistema: Composto por 3 módulos de equipamentos eletrônicos e 1 software de

Leia mais

Henry Equipamentos Eletrônicos e Sistemas Ltda.

Henry Equipamentos Eletrônicos e Sistemas Ltda. Manual do equipamento Henry Equipamentos Eletrônicos e Sistemas Ltda. +55 41 3661-0100 Rua Rio Piquiri, 400 - Jardim Weissópolis - Pinhais/PR - Brasil CEP: 83322-010 CNPJ: 01.245.055/0001-24 Inscrição

Leia mais

BOTÃO DE TOQUE POR PROXIMIDADE

BOTÃO DE TOQUE POR PROXIMIDADE BOTÃO DE TOQUE POR PROXIMIDADE MANUAL DE INSTALAÇÃO ATENÇÃO! LEIA TODAS AS INSTRUÇÕES DO MANUAL ANTES DE INSTALAR E OPERAR ESTE EQUIPAMENTO Parabéns, você adquiriu um produto com o selo Qualidade Máxima

Leia mais

Conceitos Fundamentais de Eletrônica

Conceitos Fundamentais de Eletrônica Conceitos Fundamentais de Eletrônica A eletrônica está fundamentada sobre os conceitos de tensão, corrente e resistência. Podemos entender como tensão a energia potencial armazenada em uma pilha ou bateria

Leia mais

MANUAL DO USUÁRIO SISTEMA GUARDIAN

MANUAL DO USUÁRIO SISTEMA GUARDIAN MANUAL DO USUÁRIO SISTEMA GUARDIAN FUNCIONAMENTO DO SISTEMA GUARDIAN. A central de alarmes Guardian realiza o monitoramento continuo de três entradas de alarmes, fornecendo três saídas de alarmes distintas,

Leia mais

NX- USB MANUAL DO USUARIO V1.2

NX- USB MANUAL DO USUARIO V1.2 NX- USB MANUAL DO USUARIO V1.2 NEVEX Tecnologia Ltda Copyright 2014 - Todos os direitos Reservados Atualizado em: 24/09/2014 IMPORTANTE Máquinas de controle numérico são potencialmente perigosas. A Nevex

Leia mais

Características técnicas Baseado no ATMega da empresa AVR, fabricante de micro-controladores em plena ascensão e concorrente do PIC Pode usar ATMega

Características técnicas Baseado no ATMega da empresa AVR, fabricante de micro-controladores em plena ascensão e concorrente do PIC Pode usar ATMega ARDUINO O que é Arduino Arduino foi criado na Itália por Máximo Banzi com o objetivo de fomentar a computação física, cujo conceito é aumentar as formas de interação física entre nós e os computadores.

Leia mais

Módulo FGM721. Controlador P7C - HI Tecnologia

Módulo FGM721. Controlador P7C - HI Tecnologia Automação Industrial Módulo Controlador P7C - HI Tecnologia 7C O conteúdo deste documento é parte do Manual do Usuário do controlador P7C da HI tecnologia (PMU10700100). A lista de verbetes consta na versão

Leia mais

Manual Placa DMX 4 pixels RGB

Manual Placa DMX 4 pixels RGB Manual Placa DMX 4 pixels RGB 2012 Lumikit Sistemas para Iluminação rev.2 16/10/2015 Lumikit Sistemas para Iluminação www.lumikit.com.br 1 SUMÁRIO 1. INTRODUÇÃO... 3 2. CONEXÕES DA PLACA... 4 3. DIMENSÕES

Leia mais

MÓDULO DE ORIENTAÇÃO TCA-MASTER

MÓDULO DE ORIENTAÇÃO TCA-MASTER 1 Tópicos pág. 1. Instalação do sistema... 02 2. Diagrama TCA Master... 07 3. CPU... 08 4. Display... 10 5. Leitor código de barras... 11 6. Tacômetro... 11 7. Modulo de Teste... 13 Elaborado por CQS Engenharia

Leia mais

Manual Técnico Arduino Supervisório MODBUS & Conversor RS485

Manual Técnico Arduino Supervisório MODBUS & Conversor RS485 Manual Técnico Arduino Supervisório MODBUS & Conversor RS485 2015 Todos os direitos reservados Página 1 de 27 Sumário Manual Técnico...1 Introdução...3 Arduino Supervisório MODBUS...3 Conversor RS485...3

Leia mais

INFORMATIVO DE PRODUTO

INFORMATIVO DE PRODUTO Mini Sirene Eletrônica Audiovisual Um Toque Iluminação a LED - Para Pequenas e Médias Áreas - Código: AFMSF A sirene audiovisual de alarme código AFMSF é um equipamento que deve ser instalado no teto ou

Leia mais

SendCommandAndRecv (4)...59 Métodos de Sistema... 59 OpenCommunication...60 CloseCommunication... 60 GetInstalledSerialPorts...60 Métodos do Módulo

SendCommandAndRecv (4)...59 Métodos de Sistema... 59 OpenCommunication...60 CloseCommunication... 60 GetInstalledSerialPorts...60 Métodos do Módulo Sumário Composição do Kit Didático de Robótica... 6 Módulo Principal...7 Módulo de Sensores... 8 Sensor de Temperatura...12 Sensor de Luminosidade... 13 Potenciômetros... 14 Microfone... 15 Sensor de Vibração...15

Leia mais

CENTRAL DE ALARME DE incêndio MODELO NGSG101. Versão 1.03, Agosto 2006 ERP:30303964

CENTRAL DE ALARME DE incêndio MODELO NGSG101. Versão 1.03, Agosto 2006 ERP:30303964 1 CENTRALNGSG101.DOC CENTRAL DE ALARME DE incêndio MODELO NGSG101 Manual de Instalação e de Operação INDICE 1. Generalidades 2. Especificações técnicas 3. Estrutura e configuração 3.1 Aspecto exterior

Leia mais

Comm5 Tecnologia Manual de utilização da família MI. Manual de Utilização. Família MI

Comm5 Tecnologia Manual de utilização da família MI. Manual de Utilização. Família MI Manual de Utilização Família MI ÍNDICE 1.0 COMO LIGAR O MÓDULO... pág 03 e 04 2.0 OBJETIVO... pág 05 3.0 COMO CONFIGURAR O MÓDULO MI... pág 06, 07, 08 e 09 4.0 COMO TESTAR A REDE... pág 10 5.0 COMO CONFIGURAR

Leia mais

F-L2000 SÉRIE DE AÇO INOXIDÁVEL SISTEMA DE CONTROLE DE ACESSO POR PROXIMIDADE MANUAL DE INSTALAÇÃO

F-L2000 SÉRIE DE AÇO INOXIDÁVEL SISTEMA DE CONTROLE DE ACESSO POR PROXIMIDADE MANUAL DE INSTALAÇÃO F-L2000 SÉRIE DE AÇO INOXIDÁVEL SISTEMA DE CONTROLE DE ACESSO POR PROXIMIDADE MANUAL DE INSTALAÇÃO CONTEÚDO Característica Especiais...1 Painel Frontal e Tipos de Cartão...2 Procedimentos de Instalação...3

Leia mais

CARACTERÍSTICAS E MODOS DE FUNCIONAMENTO MODOS DE OPERAÇÃO DOS BOTÕES PROTEÇÃO ANTIESMAGAMENTO MODO FAIL

CARACTERÍSTICAS E MODOS DE FUNCIONAMENTO MODOS DE OPERAÇÃO DOS BOTÕES PROTEÇÃO ANTIESMAGAMENTO MODO FAIL CARACTERÍSTICAS E MODOS DE FUNCIONAMENTO Os módulos da linha TOTALSAFE PRO foram desenvolvidos para agregar além de conforto, segurança total na automação dos vidros elétricos. Essa linha de produtos oferece

Leia mais

MANUAL DE INSTALAÇÃO RADAR DUO N de Homologação: 0723-12-2791

MANUAL DE INSTALAÇÃO RADAR DUO N de Homologação: 0723-12-2791 MANUAL DE INSTALAÇÃO RADAR DUO N de Homologação: 0723-12-2791 Versão 1.00 Manual de Instalação RADAR DUO 2 Índice 1. Introdução... 3 2. Especificações técnicas... 3 3. Conhecendo o equipamento... 4 3.1

Leia mais

Estudo sobre Matriz de Comunicação Por Arthur William e Diogo Ribeiro TV GLOBO - CGP PROJAC MG3

Estudo sobre Matriz de Comunicação Por Arthur William e Diogo Ribeiro TV GLOBO - CGP PROJAC MG3 Estudo sobre Matriz de Comunicação Por Arthur William e Diogo Ribeiro TV GLOBO - CGP PROJAC MG3 Apresentação Este trabalho foi realizado com base na Matriz de Comunicação da Unidade Móvel 6 (UM6) do CGP.

Leia mais

MANUAL SUSPENSÃO MECÂNICA SENSOR DE ÂNGULO

MANUAL SUSPENSÃO MECÂNICA SENSOR DE ÂNGULO 2015 MANUAL SUSPENSÃO MECÂNICA SENSOR DE ÂNGULO SUSPENSÃO MECÂNICA SENSOR DE ÂNGULO Passo 1: O primeiro passo é determinar qual versão do Sensor de Ângulo foi incluído no seu kit. Existe uma versão Direita

Leia mais

Faça você mesmo: Instalação de LEDs nos botões do painel

Faça você mesmo: Instalação de LEDs nos botões do painel Faça você mesmo: Instalação de LEDs nos botões do painel Tutorial gentilmente cedido pelo DJCRD dos Kadetteiros.com Campinas/Grande ABC/Alto Tietê. Pessoal, abaixo o procedimento para substituir as lâmpadas

Leia mais

HUMITECH 1. DESCRIÇÃO

HUMITECH 1. DESCRIÇÃO PARA RESFRIAMENTO EVAPORATIVO TEMPER UMIDADE 1. DESCRIÇÃO Controlador microprocessado de alta performance, o Humitech aplica-se em conjunto a sistemas de resfriamento evaporativo para conforto térmico

Leia mais

Autor: Daniel Corteletti Centro Tecnológico de Mecatrônica SENAI

Autor: Daniel Corteletti Centro Tecnológico de Mecatrônica SENAI LINGUAGEM LADDER p/ microcontroladores microchip PIC Autor: Daniel Corteletti Centro Tecnológico de Mecatrônica SENAI Ladder: É uma linguagem de programação gráfica, em forma de diagrama, que por ser de

Leia mais

2014 Lumikit Sistemas para Iluminação

2014 Lumikit Sistemas para Iluminação Manual Placa DMX 16 pixels RGB 2014 Lumikit Sistemas para Iluminação rev.2 16/10/2015 Lumikit Sistemas para Iluminação www.lumikit.com.br 1 SUMÁRIO 1. INTRODUÇÃO... 3 2. CONEXÕES DA PLACA... 3 3. DIMENSÕES

Leia mais

Controle universal para motor de passo

Controle universal para motor de passo Controle universal para motor de passo No projeto de automatismos industriais, robótica ou ainda com finalidades didáticas, um controle de motor de passo é um ponto crítico que deve ser enfrentado pelo

Leia mais

Manual Placa DMX 10 pixels RGB

Manual Placa DMX 10 pixels RGB Manual Placa DMX 10 pixels RGB 2011 Lumikit Sistemas para Iluminação rev.0 26/08/2011 Lumikit Sistemas para Iluminação www.lumikit.com.br 1 SUMÁRIO 1. INTRODUÇÃO... 3 2. CONEXÕES DA PLACA... 4 3. DIMENSÕES

Leia mais

Descrição dos pinos do Módulo Driver Motor com Dupla Ponte-H - L298N:

Descrição dos pinos do Módulo Driver Motor com Dupla Ponte-H - L298N: O MÓDULO DRIVER MOTOR COM DUPLA PONTEH - L298N é baseado no chip L298N com dupla Ponte- H, podendo controlar a velocidade e o sentido de giro de até dois motores de 3-30V DC ou um motor de passo com 2

Leia mais

VERIDIS. Manual de instalação DAC1

VERIDIS. Manual de instalação DAC1 Manual de instalação DAC Sumário. Vista geral dos dispositivos do Equipamento DAC... 6 2. Descrição dos recursos disponíveis... 7 2. Rede Ethernet: Porta de rede /0/00Mbps padrão;... 7 2.2 2 X USB HOST:

Leia mais

http://www.nibtec.com.br Manual do Usuário NibProx Light

http://www.nibtec.com.br Manual do Usuário NibProx Light http:// Manual do Usuário NibProx Light INTRODUÇÃO Independente do porte de sua empresa, residência ou condomínio, os controladores de acesso NibAccess atendem na medida certa. Compactos e com design arrojado,

Leia mais

CONTROLE REMOTO VEICULAR

CONTROLE REMOTO VEICULAR Hamtronix MCR300EA Manual de Instalação e Operação Software A Hardware Revisão E ÍNDICE Índice... 02 Suporte Online... 02 Termo de Garantia... 02 COMO FUNCIONA Funcionamento das saídas... 03 Funcionamento

Leia mais

ANUNCIADOR DE ALARME AL-2003

ANUNCIADOR DE ALARME AL-2003 AL-2003 Manual do usuário Anunciador de Alarme MAN-PT-DE-AL2003 Rev.: 1.00-12 Introdução Obrigado por ter escolhido nosso AL-2003. Para garantir o uso correto e eficiente do AL-2003, leia este manual

Leia mais

Controle para Motores de Passo usando módulo USB-6008

Controle para Motores de Passo usando módulo USB-6008 Departamento de Física e Ciência dos Materiais Caixa Postal 369-13560-970 São Carlos SP Brasil e-mail : andretec@ifsc.usp.br Controle para Motores de Passo usando módulo USB-6008 Introdução Neste projeto

Leia mais

Kit Laboratório de Robótica Escolar 411 PLUS

Kit Laboratório de Robótica Escolar 411 PLUS CNPJ 56.233.497/0001-42 0 CNPJ 56.233.497/0001-42 1) Melhor Custo x Benefício do Mercado Brasileiro. 2) Peças e Componentes para diversos usos. 3) Manual de Referência do Software Modelix System Starter.

Leia mais

Placa Acessório Modem Impacta

Placa Acessório Modem Impacta manual do usuário Placa Acessório Modem Impacta Parabéns, você acaba de adquirir um produto com a qualidade e segurança Intelbras. A Placa Modem é um acessório que poderá ser utilizado em todas as centrais

Leia mais

CORTINA MOTORIZADA G3 G U I A T É C N I C O

CORTINA MOTORIZADA G3 G U I A T É C N I C O G U I A T É C N I C O A Ambiente G3 agradece seu interesse em nossos produtos garantindo o total envolvimento com a qualidade e compromisso com os clientes. Nosso objetivo é levar ao seu espaço conforto

Leia mais

ST 160 ST 160 0 # Manual de Referência e Instalação

ST 160 ST 160 0 # Manual de Referência e Instalação ST 160 ST 160 1 2 3 4 5 6 7 8 9 0 # Manual de Referência e Instalação Descrições 1 1 2 3 4 5 6 7 8 9 0 # 3 2 Número Descrição 1 Indicador de modo 2 Antena 3 Matriz do Teclado 4 Parafuso Especificações

Leia mais

MANUAL DO USUÁRIO INTRODUÇÃO. DIGIPULSE ELETRÔNICA LTDA. (11) 4534-2665 Rua João Albino Gonçalves, 183 Jd. De Lucca Itatiba SP - CEP 13255-191

MANUAL DO USUÁRIO INTRODUÇÃO. DIGIPULSE ELETRÔNICA LTDA. (11) 4534-2665 Rua João Albino Gonçalves, 183 Jd. De Lucca Itatiba SP - CEP 13255-191 MANUAL DO USUÁRIO DIGIPULSE ELETRÔNICA LTDA. (11) 454-2665 Rua João Albino Gonçalves, 18 Jd. De Lucca Itatiba SP - CEP 1255-191 INTRODUÇÃO O DIGIPULSE é um gerenciador de bico suplementar. A estratégia

Leia mais

Manual do instalador Box Input Rev. 0.01.000. Figura 01 Apresentação do Box Input.

Manual do instalador Box Input Rev. 0.01.000. Figura 01 Apresentação do Box Input. Pág. 1/10 Apresentação Equipamento para detecção de acionamentos e monitoração de sensores. Comunicação com outros dispositivos por rede CAN. Possui seis entradas digitais optoacopladas com indicação de

Leia mais

CONTROLE DE ACESSO Modelo PP-360/N

CONTROLE DE ACESSO Modelo PP-360/N CONTROLE DE ACESSO Modelo PP-360/N Imagem Ilustrativa Características: 1. Leitura de 125 khz do cartão de proximidade com o EM chip acoplado internamente para o modelo padrão. 2. Os parâmetros do sistema

Leia mais

CRD300 Placa de Controle Remoto DTMF/Serial. Manual de Instalação e Operação. Versão 2.1 Revisão de Hardware D

CRD300 Placa de Controle Remoto DTMF/Serial. Manual de Instalação e Operação. Versão 2.1 Revisão de Hardware D CRD300 Placa de Controle Remoto DTMF/Serial Manual de Instalação e Operação Versão 2.1 Revisão de Hardware D Abril/2009 Indice Suporte Técnico... 01 Precauções... 01 Termo de Garantia... 01 Apresentação

Leia mais

Objetivo A presente prática tem por objetivo verificar na prática os diferentes modos de disparo dos TRIACs.

Objetivo A presente prática tem por objetivo verificar na prática os diferentes modos de disparo dos TRIACs. Universidade Federal do Paraná Curso de Engenharia Elétrica Laboratório de Engenharia Elétrica V TE067 Prof. James Alexandre Baraniuk Equipe: Data: / / EXPERIMENTO PRÁTICO COM TRIAC Objetivo A presente

Leia mais

PORTEIROS ELETRÔNICOS COLETIVOS

PORTEIROS ELETRÔNICOS COLETIVOS 9.0 - INTRODUÇÃO AOS PORTEIROS ELETRÔNICOS Os Porteiros Eletrônicos Coletivos THEVEAR são sistemas constituídos de quatro componentes básicos. 9.1 - PRIMEIRO COMPONENTE: A PLACA DE RUA É um painel instalado,

Leia mais

Central de Alarme de Oito Zonas

Central de Alarme de Oito Zonas Central de Alarme de Oito Zonas R02 ÍNDICE CARACTERÍSTICAS GERAIS:... 3 CARACTERÍSTICAS TÉCNICAS:... 3 CONHECENDO A CENTRAL:... 4 COMO A CENTRAL FUNCIONA:... 4 COMO APAGAR A MEMÓRIA DA CENTRAL:... 4 COMO

Leia mais

Introdução à Robótica

Introdução à Robótica Introdução à Robótica 2 Guia Almanaque - Robótica Você tem em suas mãos um dos Guias Almanaque da Modelix. Este Guia é um suporte para que você possa desenvolver projetos de Robótica utilizando os conceitos

Leia mais

Versão 1.02. Manual. Neocontrol Soluções em Automação LTDA www.neoc.com.br

Versão 1.02. Manual. Neocontrol Soluções em Automação LTDA www.neoc.com.br Versão 1.02 Manual Neocontrol Soluções em Automação LTDA www.neoc.com.br Índice 1. Descrição do Equipamento... 3 2. Princípio de Funcionamento... 4 2.1 Operação... 4 2.2 Configuração de Cenas... 4 2.2.1

Leia mais

Práticas de laboratório de Eletrônica Digital

Práticas de laboratório de Eletrônica Digital Universidade Federal de Uberlândia Práticas de laboratório de Eletrônica Digital Prof. Dr. Alan Petrônio Pinheiro Faculdade de Engenharia Elétrica Curso de Engenharia Eletrônica e de Telecomunicações (campus

Leia mais

Minicurso de Arduino

Minicurso de Arduino Minicurso de Arduino Gabriel Vasiljević Felipe Fernandes January 28, 2013 Gabriel Vasiljević Felipe Fernandes Minicurso de Arduino January 28, 2013 1 / 34 Sobre Sobre o minicurso: Duração de 20 horas Certificado

Leia mais