Literature and Comprehension N

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Literature and Comprehension N"

Transcrição

1 UNNERSITY OF SWAZILAND SUPPLEMENTARY EXAMINATION 2013 TITLE OF PAPER Literature and Comprehension N CQURSE NUMBER IDE-PT20S TIME ALLOWED 3 HOURS INSTRUCTIONS: Answer all questions. Do not write any answer on the examination paper. Write all your answers in the booklets provided. This paper is not to be opened until permission has been given by the invigilator.

2 Texto Jomal "0 Pais" 27 de SmMBRO, 2012 Hoteis vao eronomizar energia suficiente para 75 mil casas POR RENATO AGUILAR 100 (cem) hoteis vao economizar energia. Os 100 hoteis que aderiram ate hoje aoipragrama de Hoteis, apoiado pela IFC (International Finance Corporation), membra do. Grupo Banco Mundial, vao economizar aproximadamente 57 mil megawatts/horas por ano energia suficiente para alimentar 75 mil residencias. 0 Programa pretende contribuir para reduzir 0 consumo de energia na crescente industria hoteleira da America do Norte e do Sui eo seu objectiv~ e incluir mais 200 hoteis ate A IFC presta servi~os de assessoria tecnica ao Programa no valor de US$ 300 mil, que foram financiados pelo governo do canada. Esta ac~ao faz parte do Programa de Mudan~as Climaticas da IFC-canada, que apoia 0 crescimento sustentavel do sector hoteleiro no continente americana e custeia outras iniciativas que ajudam a amenizar as mljdan~as climaticas nos projectos do sector privado dos mercados emergentes. A~lSes de Eficiencia Energetica Sislema de climatizac~ Moderni.ta~o do sislema dellumina,~ Redutores de vazao de 'gua Automa~ao de sistemas elellicos Troea de WSGS e tomelras Sistema de aquedmefho ~ol3r Silt,ma de Ileren(iamemo de energi. e agua Reuso de agua da enuva Esta,.lo de tratamemo de.\8\1a e esgolo entre Qutros Fonte: programa Energia Eficiente o objectiv~ do pragrama e desenvolver e expandir 0 mercado da eficiencia energetica no sector hoteleiro das Americas, estimulando 0 crescimento das ESCOs (empresas especializadas em prover Servi~os de Energia), alem de apoiar os hoteis comprometidos com a redu~ao do consumo de energia e emiss5es do gas estufa.

3 Cada hotel participante do Programa recebe apoio para identificar as oportunidades de reduc;ao do uso de energia e emissoes de gases estufa. Isso inclui 0 acesso a urn conjunto de elementos de tecnologias eficientes e de produtos e servic;os disponiveis no mercado e que sao distribuidos por fornecedores qualificados pelo Pro-Hoteis. Segundo loy Pires, Representante da IFC no Brasil, a ideia e que 0 Programa Pro-Hoteis seja uma referencia de eficiencia energetica que possa ser aplicada em todo 0 sector hoteleiro. "Nosso objectivo final nao e so melhorar 0 uso da energia na industria hoteleira, mc;ls tambem utilizar nossa experiencia no programa e estende-ia para outros sectores do pais, tais como hospitais, servic;os prisionais alem de aplica-ia em outros parses da America latina", Seleccione as respostas certas 1. Este texto foi retirado de urn jornal. Como se chama 0 jornal? a. Jornal 0 Diario do Noticias b. Jornal Independente c. Jornal Savana d, Jornal "0 Pais" 2. 0 Programa pretende contribuir para reduzir 0 consumo de energia a, Na America do Norte e do Sui b. Em Africa c. Na Europa d. Na China 3. Quem financia este Programa? a, 0 governo da Italia b. 0 governo do Canada c. 0 governo da Espanha d. 0 governo do Brasil I 4. "Nosso objectivo final nao e so melhorar 0 uso da energia na industria hoteleira, mas tambem utilizar nossa experiencia no programa e estendiha para outros sectores do pais, tais como hospitais, servic;os prisionais alem de aplica-ia em outros parses da America latina", a. Qual eo objectivo so aplicar 0 programa ao servic;o hoteleiro? b. Que outras instituic;5es podem beneficiar do Programa? c. Qual e a sua opiniao sobre este Programa?

4 5. 0 que e a IFC? A que outra organizac;ao pertence? II. Ordene as seguintes frases 1. tempo 0 esta mau, por isso, saio de nao de casa eu..2. ri-se Ele muito, alegre esta porque. Ganhou 0 Premio Nobel. 3. casaco lavado nao meu 0 foi. 4. canetas Compra-me duas. as canetas perdi rninhas sei nao onde! 5. que Diz-Ihe durma! Tarde e ja, tern cedo aulas muito arnanha. III. Este programa pretende reduzir 0 consumo de energia e melhorar 0 meio ambiente. Conhece algum programa para melhorar 0 ambiente no seu pars ou noutro lugar do mundo? Onde se realiza? Quais sao os objectivos? Quem os realiza? Escreva um pouco sobre 0 tal programa ou projecto. IV. Preencha 0 seguinte quadro Barcos Floresta Turma Jardim Papel Frota Cardume Soldados /militares Jogadores

5 Multidao V. As estac;oes do ana sao 4: Primavera, Verao, Outono e Inverno. Qual das estac;oes voce gosta mais? Porque? Qual das estac;oes gosta menos? Porque? Cota9io 1 30 pontos II 10 pontos III 10 pontos IV 14 pontos V 36 pontos Total-100 pontos

IDE-PT20G. UNIVERSIlY OF SWAZILAND SUPPLEMENTARY EXAMINATION 2013. Literature and Comprehension IV TITLE OF PAPER COURSE NUMBER 3 HOURS TIME ALLOWED

IDE-PT20G. UNIVERSIlY OF SWAZILAND SUPPLEMENTARY EXAMINATION 2013. Literature and Comprehension IV TITLE OF PAPER COURSE NUMBER 3 HOURS TIME ALLOWED UNIVERSIlY OF SWAZILAND SUPPLEMENTARY EXAMINATION 2013 TITLE OF PAPER Literature and Comprehension IV COURSE NUMBER IDE-PT20G TIME ALLOWED 3 HOURS INSTRUCTIONS: Answer all questions. Do not write any answer

Leia mais

UNIVERSITY OF SWAZILAND SUPPLEMENTARY EXAMINATION, 2012 LANGUAGE & LINGUISTIC IV IDE-PT202 THREE (3) HOURS

UNIVERSITY OF SWAZILAND SUPPLEMENTARY EXAMINATION, 2012 LANGUAGE & LINGUISTIC IV IDE-PT202 THREE (3) HOURS UNIVERSITY OF SWAZILAND SUPPLEMENTARY EXAMINATION, 2012 TITLE OF PAPER LANGUAGE & LINGUISTIC IV COURSE NUMBER IDE-PT202 TIME ALLOWED THREE (3) HOURS INSTRUCTIONS 1. ANSWER ALL QUESTIONS. 2. DO NOT WRITE

Leia mais

UNIVERSITY OF SWAZILAND FINAL EXAMINATION 2013 3 HOURS TIME ALLOWED INSTRUCTIONS: Answer all questions.

UNIVERSITY OF SWAZILAND FINAL EXAMINATION 2013 3 HOURS TIME ALLOWED INSTRUCTIONS: Answer all questions. UNIVERSITY OF SWAZILAND FINAL EXAMINATION 2013 TITLE OF PAPER COURSE NUMBER TIME ALLOWED Composition III IDE-PT207 3 HOURS INSTRUCTIONS: Answer all questions. Do not write any answer on the examination

Leia mais

UNIVERSITY OF SWAZILAND FINAL EXAMINATION 2012 TITLE OF PAPER. Composition III COURSE NUMBER IDE-PT207 TIME ALLOWED 3 HOURS INSTRUCTIONS:

UNIVERSITY OF SWAZILAND FINAL EXAMINATION 2012 TITLE OF PAPER. Composition III COURSE NUMBER IDE-PT207 TIME ALLOWED 3 HOURS INSTRUCTIONS: UNIVERSITY OF SWAZILAND FINAL EXAMINATION 2012 TITLE OF PAPER COURSE NUMBER TIME ALLOWED Composition III IDE-PT207 3 HOURS INSTRUCTIONS: Answer all questions. Do not write any answer on the examination

Leia mais

UNNERSITY OF SWAZILAND FINAL EXAMINATION 2012. Composition N TITLE OF PAPER INSTRUCTIONS: Answer all questions.

UNNERSITY OF SWAZILAND FINAL EXAMINATION 2012. Composition N TITLE OF PAPER INSTRUCTIONS: Answer all questions. UNNERSITY OF SWAZILAND FINAL EXAMINATION 2012 TITLE OF PAPER COURSE NUMBER TIME ALLOWED Composition N IDE-PT208 3 HOURS INSTRUCTIONS: Answer all questions. Do not write any answer on the examination paper.

Leia mais

POLYTECHNIC OF NAMIBIA BASIC PORTUGUESE 1A (BAP 111S) EXAM PAPER NOVEMBER 2014 Second opportunity

POLYTECHNIC OF NAMIBIA BASIC PORTUGUESE 1A (BAP 111S) EXAM PAPER NOVEMBER 2014 Second opportunity POLYTECHNIC OF NAMIBIA DEPARTMENT OF EDUCATION AND LANGUAGES BASIC PORTUGUESE 1A (BAP 111S) EXAM PAPER NOVEMBER 2014 Second opportunity Duration: Marks: Paper: Pages: 3 hours 100 1 of 1 8 (including cover

Leia mais

LANGUAGE & LINGUISTICS IV. This paper is not to be opened until pennission has been given by the invigilator.

LANGUAGE & LINGUISTICS IV. This paper is not to be opened until pennission has been given by the invigilator. UNIVERSITY OF SWAZILAND FINAL EXAMINATION 2014 TITLE OF PAPER COURSE NUMBER TIME ALLOWED LANGUAGE & LINGUISTICS IV IDE-PT202 3 HOURS INSTRUCTIONS: Answer all questions. Do not write any answer on the examination

Leia mais

O que é o Banco Europeu de Investimento?

O que é o Banco Europeu de Investimento? O que é o Banco Europeu de Investimento? O BEI é o banco da União Europeia. Como primeiro mutuário e mutuante multilateral, proporciona financiamento e conhecimentos especializados a projectos de investimento

Leia mais

Mecanismo de Garantia para Eficiência Energética e Energias Renováveis (EEGM) Alvaro Silveira Atla Consultoria

Mecanismo de Garantia para Eficiência Energética e Energias Renováveis (EEGM) Alvaro Silveira Atla Consultoria Mecanismo de Garantia para Eficiência Energética e Energias Renováveis (EEGM) Alvaro Silveira Atla Consultoria Institucional Quem somos? O Programa das Nações Unidas para o desenvolvimento (PNUD) é o órgão

Leia mais

j', UNIVERSITY OF SWAZILAND FINAL EXAMINATION 2015 Composition- IV TITLE OF PAPER TIME ALLOWED 3 HOURS INSTRUCTIONS: Answer all questions.

j', UNIVERSITY OF SWAZILAND FINAL EXAMINATION 2015 Composition- IV TITLE OF PAPER TIME ALLOWED 3 HOURS INSTRUCTIONS: Answer all questions. j', UNIVERSITY OF SWAZILAND FINAL EXAMINATION 2015 TITLE OF PAPER COURSE NUMBER TIME ALLOWED Composition- IV IDE-PT208 3 HOURS INSTRUCTIONS: Answer all questions. Do not write any answer on the examination

Leia mais

EEGM Mecanismo de Garantia de Eficiência Energética. Alvaro Silveira

EEGM Mecanismo de Garantia de Eficiência Energética. Alvaro Silveira EEGM Mecanismo de Garantia de Eficiência Energética Alvaro Silveira Institucional Quem somos? O Programa das Nações Unidas para o desenvolvimento (PNUD) é o órgão da Organização das Nações Unidas (ONU)

Leia mais

Programa de Capacitação em RPP- Relação Público Privadas

Programa de Capacitação em RPP- Relação Público Privadas Programa de Capacitação em RPP- Relação Público Privadas O que é o BID Organismo multilateral de desenvolvimento que tem como propósito financiar projetos viáveis de desenvolvimento econômico, social e

Leia mais

UNIVERSITY OF SWAZILAND FINAL EXAMINATION Conversational Skills IV TITLE OF PAPER IDE-PT204 COURSE NUMBER INSTRUCTIONS:

UNIVERSITY OF SWAZILAND FINAL EXAMINATION Conversational Skills IV TITLE OF PAPER IDE-PT204 COURSE NUMBER INSTRUCTIONS: UNVERSTY OF SWAZLAND FNAL EXAMNATON - 1 2012 TTLE OF PAPER COURSE NUMBER TME ALLOWED Conversational Skills V DE-PT204 3 HOURS NSTRUCTONS: Answer all questions. Do not write any answer on the examination

Leia mais

UNIVERSITY OF CAMBRIDGE INTERNATIONAL EXAMINATIONS General Certificate of Education Advanced Subsidiary Level

UNIVERSITY OF CAMBRIDGE INTERNATIONAL EXAMINATIONS General Certificate of Education Advanced Subsidiary Level UNIVERSITY OF CAMBRIDGE INTERNATIONAL EXAMINATIONS General Certificate of Education Advanced Subsidiary Level *2308484871* PORTUGUESE LANGUAGE 8684/02 Paper 2 Reading and Writing May/June 2013 Additional

Leia mais

E ergia i e Al A terações C imá tic i as Sónia Ribeiro

E ergia i e Al A terações C imá tic i as Sónia Ribeiro Energia e Alterações Climáticas Sónia Ribeiro Projecto Poupar Energia Eléctrica Abril a Novembro de 2008 Medida financiada no âmbito do Plano de Promoção de Eficiência no Consumo de energia eléctrica,

Leia mais

Fotografia das Nações Unidas/Larry Barns GLOBAL IMPACT RESPONSABILIDADE CORPORATIVA NA METLIFE

Fotografia das Nações Unidas/Larry Barns GLOBAL IMPACT RESPONSABILIDADE CORPORATIVA NA METLIFE Fotografia das Nações Unidas/Larry Barns GLOBAL IMPACT RESPONSABILIDADE CORPORATIVA NA METLIFE A responsabilidade corporativa tem início ao gerenciarmos os negócios de maneira que minimize riscos, preserve

Leia mais

Knowledge Representation and Reasoning

Knowledge Representation and Reasoning UNIVERSIDADE TÉCNICA DE LISBOA INSTITUTO SUPERIOR TÉCNICO Knowledge Representation and Reasoning Master in Information Systems and Computer Engineering First Test April 13th 2012, 14:00H 15:30H Name: Number:

Leia mais

INQUÉRITO - PROJECTO DE TUTORIA A ESTUDANTES ERAMUS OUT

INQUÉRITO - PROJECTO DE TUTORIA A ESTUDANTES ERAMUS OUT INQUÉRITO - PROJECTO DE TUTORIA A ESTUDANTES ERAMUS OUT Desde já, agradecemos a sua participação nesta nova etapa do Projecto de Tutoria a Estudantes ERASMUS versão OUT. Com este inquérito, pretendemos

Leia mais

Eficiência Energética em Edificações. Roberto Lamberts. Universidade Federal de Santa Catarina Laboratório de Eficiência Energética em Edificações

Eficiência Energética em Edificações. Roberto Lamberts. Universidade Federal de Santa Catarina Laboratório de Eficiência Energética em Edificações Eficiência Energética em Edificações [ ] Roberto Lamberts Universidade Federal de Santa Catarina Laboratório de Eficiência Energética em Edificações www.labeee.ufsc.br Tópicos A indústria da construção

Leia mais

Treinamento para Instalação de Sistemas Fotovoltaicos

Treinamento para Instalação de Sistemas Fotovoltaicos Treinamento para Instalação de Sistemas Fotovoltaicos Treinamento para Instaladores A capacitação de técnicos em energia solar fotovoltaica tem se tornado uma grande frente de disseminação da fonte para

Leia mais

Banco Interamericano de Desenvolvimento Patrick Doyle Patrickd@iadb.org. Agosto 2015

Banco Interamericano de Desenvolvimento Patrick Doyle Patrickd@iadb.org. Agosto 2015 Banco Interamericano de Desenvolvimento Patrick Doyle Patrickd@iadb.org Agosto 2015 Desde 1959 A principal fonte de financiamento para o desenvolvimento da América Latina e Caribe 26 Países Conta com 26

Leia mais

THE NEXT GENERATION IS NOW MANAGEMENT & CONSULTING GROUP

THE NEXT GENERATION IS NOW MANAGEMENT & CONSULTING GROUP Soluções integradas para a Indústria do turismo empresarial THE NEXT GENERATION IS NOW MANAGEMENT & CONSULTING GROUP A equipa da XYM Hospitality e os seus parceiros possuem vastos conhecimentos sobre a

Leia mais

LANXESS AG. Rainier van Roessel Membro da Diretoria. Sustentabilidade em Borrachas: Hoje e Amanhã. Painel 1 Discurso de Abertura

LANXESS AG. Rainier van Roessel Membro da Diretoria. Sustentabilidade em Borrachas: Hoje e Amanhã. Painel 1 Discurso de Abertura LANXESS AG Rainier van Roessel Membro da Diretoria Sustentabilidade em Borrachas: Hoje e Amanhã Painel 1 Discurso de Abertura LANXESS Rubber Day São Paulo (Favor verificar em relação à apresentação) 23

Leia mais

Em Crise Profunda no Mercado Interno. Em Expansão Acelerada nos Mercados Externos

Em Crise Profunda no Mercado Interno. Em Expansão Acelerada nos Mercados Externos 2ª JORNADAS DA ESPECIALIZAÇÃO EM DIREÇÃO E GESTÃO DA CONSTRUÇÃO ENGENHARIA CIVIL OS NOVOS DESAFIOS O PAPEL DA CONSTRUÇÃO NO FUTURO Índice: Onde Estamos Europa 2020 e Crescimento da Construção em Portugal

Leia mais

O LUGAR DOS BRICS NA AGENDA DA POLITICA EXTERNA BRASILEIRA EDUARDO VIOLA, RIO, 18/09/2012

O LUGAR DOS BRICS NA AGENDA DA POLITICA EXTERNA BRASILEIRA EDUARDO VIOLA, RIO, 18/09/2012 O LUGAR DOS BRICS NA AGENDA DA POLITICA EXTERNA BRASILEIRA EDUARDO VIOLA, RIO, 18/09/2012 1- MUITO IMPORTANTE NA REFORMA DAS COTAS DO FMI E DO BM. AREA DE ALTA COESAO DOS BRICS. 2- MUITO IMPORTANTE NA

Leia mais

Questionário Linha de Base: Educadores Estado: Cidade: Nome Pesquisador: Sala N : Professor N : [Estes dados devem ser preenchidos pelo pesquisador] Boas vindas Caro(a) Educador(a): O objetivo deste questionário

Leia mais

Fórmula ideal para a economia e alto desempenho. Economia em alta temperatura.

Fórmula ideal para a economia e alto desempenho. Economia em alta temperatura. A FASTERM Economia em alta temperatura. A Fasterm tem uma linha de soluções de aquecimento da água para o banho que garante até 75% de economia. Você instala e testa por 60 dias sem pagar nada por isso.

Leia mais

Carta de Apresentação. Tudo o que você precisa saber sobre nós!

Carta de Apresentação. Tudo o que você precisa saber sobre nós! Carta de Apresentação Tudo o que você precisa saber sobre nós! 1 Sobre nós Fundada desde 2006, o Grupo Reviza adquiriu ao longo de todos esses anos, uma vasta experiência na área de prestação de serviços

Leia mais

FORMULÁRIO DE CANDIDATURA

FORMULÁRIO DE CANDIDATURA FORMULÁRIO DE CANDIDATURA Nº Candidatura: / Data de entrega: / / 1 O Concurso de Ideias Empreendedoras de Oliveira de Azeméis Empreendedorismo em idade escolar é uma iniciativa do Contrato Local de Desenvolvimento

Leia mais

Prof. Ericksson Rocha e Almendra UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO DE JANEIRO almendra@.superest.ufrj.br

Prof. Ericksson Rocha e Almendra UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO DE JANEIRO almendra@.superest.ufrj.br ESCOLA POLITÉCNICA COBENGE 2014 (Forum Estudantil) Mobilidade Estudantil Internacional e Nacional Mobilidade Internacional na Escola Politécnica da UFRJ Diretoria Adjunta de Relações Internacionais Cenário

Leia mais

O QUE SÃO COOPERATIVAS DE CRÉDITO PERFIL INSTITUCIONAL DESEMPENHO ECONÔMICO SOLUÇÕES FINANCEIRAS SUSTENTABILIDADE

O QUE SÃO COOPERATIVAS DE CRÉDITO PERFIL INSTITUCIONAL DESEMPENHO ECONÔMICO SOLUÇÕES FINANCEIRAS SUSTENTABILIDADE O QUE SÃO COOPERATIVAS DE CRÉDITO PERFIL INSTITUCIONAL DESEMPENHO ECONÔMICO SOLUÇÕES FINANCEIRAS SUSTENTABILIDADE AGENTES DA PROMOÇÃO DO DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO E SOCIAL DAS COMUNIDADES ONDE ATUAM Principais

Leia mais

Eficiência Energética e Mudanças Climáticas. Roberto Lamberts

Eficiência Energética e Mudanças Climáticas. Roberto Lamberts Eficiência Energética e Mudanças Climáticas [ ] Roberto Lamberts Universidade Federal de Santa Catarina Laboratório de Eficiência Energética em Edificações www.labeee.ufsc.br Tópicos A industria da construção

Leia mais

Avaliação 1 o Bimestre

Avaliação 1 o Bimestre Avaliação 1 o Bimestre NOME: N º : CLASSE: 1. Complete as frases com as expressões abaixo: a) A Terra é dividida em duas partes pela linha do. b) A parte que vai do ao pólo Norte é chamada de. c) A parte

Leia mais

Grupos de Direito Público e de Projectos: Portugal

Grupos de Direito Público e de Projectos: Portugal Grupos de Direito Público e de Projectos: Portugal Introdução A Uría Menéndez é um escritório de advogados independente fundado em 1946 pelo Professor Rodrigo Uría González, que atualmente conta com dezessete

Leia mais

REPÚBLICA DE MOÇAMBIQUE MINISTÉRIO DA ECONOMIA E FINANÇAS CENTRO DE PROMOÇÃO DE INVESTIMENTOS CLIMA DE INVESTIMENTOS EM MOÇAMBIQUE

REPÚBLICA DE MOÇAMBIQUE MINISTÉRIO DA ECONOMIA E FINANÇAS CENTRO DE PROMOÇÃO DE INVESTIMENTOS CLIMA DE INVESTIMENTOS EM MOÇAMBIQUE REPÚBLICA DE MOÇAMBIQUE MINISTÉRIO DA ECONOMIA E FINANÇAS CENTRO DE PROMOÇÃO DE INVESTIMENTOS CLIMA DE INVESTIMENTOS EM MOÇAMBIQUE CONTEÚDO 1 Razões para investir em Moçambique 2 Evolução do Investimento

Leia mais

GRUPO ROLEAR. Porque há coisas que não podem parar!

GRUPO ROLEAR. Porque há coisas que não podem parar! GRUPO ROLEAR Porque há coisas que não podem parar! INOVAÇÃO COMO CHAVE DO SUCESSO Desde 1979, com sede no Algarve, a Rolear resulta da oportunidade identificada pelo espírito empreendedor do nosso fundador

Leia mais

Eficiência Energética em tempos de COP-21. Nov 2015

Eficiência Energética em tempos de COP-21. Nov 2015 Eficiência Energética em tempos de COP-21 Nov 2015 1 Schneider Electric, o especialista global em gerenciamento de energia e automação 25 bilhões receita em 2014 ~5% das receitas aplicadas em P&D ~170,000

Leia mais

INCENTIVOS ÀS EMPRESAS NO ÂMBITO DO QREN ABERTURA DE CONCURSOS

INCENTIVOS ÀS EMPRESAS NO ÂMBITO DO QREN ABERTURA DE CONCURSOS INCENTIVOS ÀS EMPRESAS NO ÂMBITO DO QREN ABERTURA DE CONCURSOS SISTEMA DE INCENTIVOS À INOVAÇÃO (SI INOVAÇÃO) - INOVAÇÃO PRODUTIVA Objectivos e Prioridades O presente concurso destina-se a apoiar investimentos

Leia mais

Estrutura do Plano de Acção de Energia e Sustentabilidade - Pacto dos Autarcas

Estrutura do Plano de Acção de Energia e Sustentabilidade - Pacto dos Autarcas Estrutura do Plano de Acção de Energia e Sustentabilidade - Pacto dos Autarcas Cascais, 26 de Agosto de 2010 1 P á g i n a ÍNDICE 1.ENQUADRAMENTO... 1 2.METAS E OBJECTIVOS... 2 3.MEDIDAS A IMPLEMENTAR...

Leia mais

Como empresas e instituições financeiras juntaram esforços para avançar no financiamento de projetos sustentáveis no Brasil Maria Eugênia Taborda

Como empresas e instituições financeiras juntaram esforços para avançar no financiamento de projetos sustentáveis no Brasil Maria Eugênia Taborda Como empresas e instituições financeiras juntaram esforços para avançar no financiamento de projetos sustentáveis no Brasil Maria Eugênia Taborda Presidente da Câmara Temática de Finanças Sustentáveis

Leia mais

Biomassa Financiar uma Fonte Limpa de Produção Energética

Biomassa Financiar uma Fonte Limpa de Produção Energética Biomassa Financiar uma Fonte Limpa de Produção Energética Carlos Firme 07 de Julho de 2010 Índice 1. A Biomassa no Contexto das Energias Renováveis 2. A Emergência de um novo tipo de investidor 3. Os Economics

Leia mais

Medida do consumo de água

Medida do consumo de água Ensino Fundamental 2 Nome N o 5 a série Ciências Prof a Cristiane Data / / Medida do consumo de água As residências abastecidas por água proveniente de estações de tratamento possuem um aparelho que mede

Leia mais

Percepção de Portugal no mundo

Percepção de Portugal no mundo Percepção de Portugal no mundo Na sequência da questão levantada pelo Senhor Dr. Francisco Mantero na reunião do Grupo de Trabalho na Aicep, no passado dia 25 de Agosto, sobre a percepção da imagem de

Leia mais

Brasil: desafios para a indústria de papel no mundo globalizado

Brasil: desafios para a indústria de papel no mundo globalizado Brasil: desafios para a indústria de papel no mundo globalizado Maximo Pacheco Presidente International Paper do Brasil 34º ANAVE São Paulo, 29 de Setembro de 2009 A indústria de papel de I&E do Brasil

Leia mais

- Projeto & Concepção - Solicitação de Acesso - Venda de Equipamentos - Instalação - Conexão com Distribuidora. Campinas

- Projeto & Concepção - Solicitação de Acesso - Venda de Equipamentos - Instalação - Conexão com Distribuidora. Campinas A Blue Sol Energia Solar visa disseminar a tecnologia fotovoltaica e o conhecimento sobre os temas no Brasil promovendo, portanto, uma fonte limpa, renovável e inesgotável de energia, alinhada com a crescente

Leia mais

Portugal 2020. Pedro Gomes Nunes. Director Executivo. Lisboa, Fevereiro 2014. www.risa.pt

Portugal 2020. Pedro Gomes Nunes. Director Executivo. Lisboa, Fevereiro 2014. www.risa.pt Pedro Gomes Nunes Director Executivo Lisboa, Fevereiro 2014 RISA - Apresentação ÁREAS DE NEGÓCIO Estudos e Projectos + 20 anos de experiência + 1.500 candidaturas a Fundos Comunitários aprovadas. + 1,6

Leia mais

OBJECTIVOS DA CASCAIS ENERGIA

OBJECTIVOS DA CASCAIS ENERGIA O Projecto SMART-SPP: a visão do Município de Cascais Dr. João Dias Coelho - Administrador da Agência Cascais Energia Supported by: YOUR LOGO OBJECTIVOS DA CASCAIS ENERGIA Promover o uso racional de energia;

Leia mais

6º Congresso Brasileiro de Regulação

6º Congresso Brasileiro de Regulação Campinas, 15 de Maio de 2009. (Número 567) Todas as edições do NIPEenergia estão disponíveis na íntegra no site do NIPE: www.nipeunicamp.org.br! EVENTOS SEMINÁRIO INTERNACIONAL Crise Econômica e Política

Leia mais

Revista de Imprensa. 1 - Jornal da Costa do Sol, 26-03-2009, "Água e energia" a concurso. 2-24 Horas, 23-03-2009, Água e energia valem prémios

Revista de Imprensa. 1 - Jornal da Costa do Sol, 26-03-2009, Água e energia a concurso. 2-24 Horas, 23-03-2009, Água e energia valem prémios Revista de Imprensa Cascais Atlântico 1 - Jornal da Costa do Sol, 26-03-2009, "Água e energia" a concurso 2-24 Horas, 23-03-2009, Água e energia valem prémios 3 - Notícias da Manhã, 23-03-2009, Concurso

Leia mais

RELATÓRIO DE INTERCÂMBIO CRInt ECA. Dados do Intercâmbio

RELATÓRIO DE INTERCÂMBIO CRInt ECA. Dados do Intercâmbio RELATÓRIO DE INTERCÂMBIO CRInt ECA Nome: Daniel Monteiro Santa Cruz No. USP 6440451 Curso ECA: Publicidade e Propaganda Dados do Intercâmbio Universidade: Universidad Carlos III de Madrid Curso: Comunicação

Leia mais

Portugal 2020 e outros instrumentos financeiros. Dinis Rodrigues, Direção-Geral de Energia e Geologia Matosinhos, 27 de fevereiro de 2014

Portugal 2020 e outros instrumentos financeiros. Dinis Rodrigues, Direção-Geral de Energia e Geologia Matosinhos, 27 de fevereiro de 2014 Portugal 2020 e outros instrumentos financeiros Dinis Rodrigues, Direção-Geral de Energia e Geologia Matosinhos, 27 de fevereiro de 2014 O desafio Horizonte 2020 Compromissos Nacionais Metas UE-27 20%

Leia mais

Prova Escrita de Português Língua Não Materna

Prova Escrita de Português Língua Não Materna EXAME NACIONAL DO ENSINO BÁSICO E DO ENSINO SECUNDÁRIO Prova 28 739 /1.ª Chamada 1.ª Fase / 2008 Decreto-Lei n.º 6/2001, de 18 de Janeiro e Decreto-Lei n.º 74/2004, de 26 de Março A PREENCHER PELO ESTUDANTE

Leia mais

Acerca da Hi -Tech Steel

Acerca da Hi -Tech Steel build for Acerca da Hi -Tech Steel Somos uma empresa que trabalha com aço desenvolvido na Europa. Atendemos às mais altas exigências mecânicas do mercado especializado. O nosso produto é mais resistente

Leia mais

LEILÃO DE EFICIÊNCIA ENERGÉTICA E PLANO DE REDUÇÃO DE PERDAS CENÁRIOS

LEILÃO DE EFICIÊNCIA ENERGÉTICA E PLANO DE REDUÇÃO DE PERDAS CENÁRIOS LEILÃO DE EFICIÊNCIA ENERGÉTICA E PLANO DE REDUÇÃO DE PERDAS CENÁRIOS Eduardo Moreno - Diretor Vitalux Eficiência Energética Ltda. O que éesco? ESCO Energia Energy Service Company ou Empresa de Serviços

Leia mais

Protection notice / Copyright notice

Protection notice / Copyright notice Innovation@Siemens Protection notice / Copyright notice Innovation@Siemens Worldwide Megatrends e Respostas Mais de mil milhões de pessoas não têm acesso a água potável Transporte de carga mundial aumentará

Leia mais

Estratégias Empresariais de Adaptação

Estratégias Empresariais de Adaptação Estratégias Empresariais de Adaptação Seminário: Cenários Corporativos de Riscos Climáticos no Brasil e a Inovação Regulatória da Administração Barack Obama 29 de setembro, 2015 MISSÃO Expandir continuamente

Leia mais

Entrevista com Omnitrade, Revestimentos Metálicos, SA. Diogo Osório Administrador Patrícia Carvalho Administradora. www.omnitrade.

Entrevista com Omnitrade, Revestimentos Metálicos, SA. Diogo Osório Administrador Patrícia Carvalho Administradora. www.omnitrade. Entrevista com Omnitrade, Revestimentos Metálicos, SA Diogo Osório Administrador Patrícia Carvalho Administradora www.omnitrade.pt Quality Media Press O que representa a empresa o mercado português? R.

Leia mais

Questionário de Qualificação

Questionário de Qualificação Questionário de Qualificação Dados do Cliente: Por favor preencha, e devolva-nos, este questionário o mais cedo possível por fax. Este questionário foi concebido para alcançar duas coisas: 1) para me ajudar

Leia mais

<(Precisamos max1m1zar recu rsos,>

<(Precisamos max1m1zar recu rsos,> 6 SALVADOR DOMINGO 13/3/2011 mupo ABRE ASPAS ASHER KIPERSTOK ANALISTA AMBIENTAL Texto VITOR PAMPLONA vpamplona@grupoatarde.com.br Foto FERNANDO VIVAS fvivas@grupoatarde.com.br

Leia mais

O século XIX ficou conhecido como o século europeu; o XX, como o americano. O século XXI será lembrado como o Século das Mulheres.

O século XIX ficou conhecido como o século europeu; o XX, como o americano. O século XXI será lembrado como o Século das Mulheres. Assunto Turismo SOPHIA MIND A Sophia Mind Pesquisa e Inteligência de Mercado é a empresa do grupo de comunicação feminina Bolsa de Mulher voltada para pesquisa e inteligência de mercado. Cem por cento

Leia mais

Power Future 2009 - Exposição Internacional e Seminário das Energias Alternativas e Renováveis - Câmara Brasil-Portugal no Ceará

Power Future 2009 - Exposição Internacional e Seminário das Energias Alternativas e Renováveis - Câmara Brasil-Portugal no Ceará Campinas, 27 de Abril de 2009. (Número 562) Todas as edições do NIPEenergia estão disponíveis na íntegra no site do NIPE: www.nipeunicamp.org.br! EVENTOS Termoeletricidade 2009 27 e 28 de Abril de 2009

Leia mais

Faculdade de Ciências Sociais e Humanas Universidade Nova de Lisboa

Faculdade de Ciências Sociais e Humanas Universidade Nova de Lisboa Este questionário contém perguntas sobre as tuas experiências e tipo de aprendizagem na disciplina de Ciências Naturais. Não há respostas correctas nem erradas, apenas as que correspondem à forma como

Leia mais

Aspectos Sócio-Profissionais da Informática

Aspectos Sócio-Profissionais da Informática ESCOLA SUPERIOR DE TECNOLOGIA I N S T I T U T O P O L I T É C N I C O D E C A S T E L O B R A N C O ENGENHARIA INFORMÁTICA Aspectos Sócio-Profissionais da Informática Jovens Empresários de Sucesso e Tendências

Leia mais

BWP 2015 ORGANIZADORES GWEC. ABBEólica. Grupo CanalEnergia

BWP 2015 ORGANIZADORES GWEC. ABBEólica. Grupo CanalEnergia O MERCADO O ano de 2015 promete ser bem promissor para o mercado de energia renovável. A América Latina começará a instalar mais de 3 GW de energia eólica anualmente, com potencial de alcançar 4.3 GW por

Leia mais

UNIVERSITY OF SWAZILAND SUPPLEMENTARY EXAMINATION 2013 ,TIME ALLOWED 3 HOURS INSTRUCTIONS: Answer all questions.

UNIVERSITY OF SWAZILAND SUPPLEMENTARY EXAMINATION 2013 ,TIME ALLOWED 3 HOURS INSTRUCTIONS: Answer all questions. UNIVERSITY OF SWAZILAND SUPPLEMENTARY EXAMINATION 2013 TITLE OF PAPER COURSE NUMBER,TIME ALLOWED Composition IV IDE-PT208 3 HOURS INSTRUCTIONS: Answer all questions. Do not write any answer on the examination

Leia mais

Lesson 6 Notes. Eu tenho um irmão e uma irmã Talking about your job. Language Notes

Lesson 6 Notes. Eu tenho um irmão e uma irmã Talking about your job. Language Notes Lesson 6 Notes Eu tenho um irmão e uma irmã Talking about your job Welcome to Fun With Brazilian Portuguese Podcast, the podcast that will take you from beginner to intermediate in short, easy steps. These

Leia mais

Eficiência energética e Certificação no contexto da Reabilitação: barreiras, oportunidades e experiências

Eficiência energética e Certificação no contexto da Reabilitação: barreiras, oportunidades e experiências WORKSHOP Eficiência energética e Certificação no contexto da Reabilitação: barreiras, oportunidades e experiências Os desafios... Como identificar e dar a conhecer aos proprietários as oportunidades de

Leia mais

A LEI SOLAR DE SÃO PAULO CAMINHANDO DOS MITOS PARA A REALIDADE, A CIDADE MOSTRA UMA POLÍTICA MODERNA E REVOLUCIONARIA PARA O BRASIL

A LEI SOLAR DE SÃO PAULO CAMINHANDO DOS MITOS PARA A REALIDADE, A CIDADE MOSTRA UMA POLÍTICA MODERNA E REVOLUCIONARIA PARA O BRASIL A LEI SOLAR DE SÃO PAULO CAMINHANDO DOS MITOS PARA A REALIDADE, A CIDADE MOSTRA UMA POLÍTICA MODERNA E REVOLUCIONARIA PARA O BRASIL O processo de elaboração, tramitação, aprovação e regulamentação da lei

Leia mais

Sistemas de aquecimento de água residencial e o ASBC: Aquecedor Solar de Baixo Custo Por Felipe Marques Santos Aluno do curso de Engenharia de Energia Projeto Coordenado por Prof. Dr. Rogério Gomes de

Leia mais

DICAS PARA ECONOMIZAR ÁGUA NO SEU DIA A DIA

DICAS PARA ECONOMIZAR ÁGUA NO SEU DIA A DIA ÁGUA Economizar água é uma necessidade urgente em todo o mundo. Se não houver mudanças de hábitos no curto prazo, em poucos anos, teremos grandes problemas de abastecimento, sem contar com os 768 milhões

Leia mais

GRUPO VISABEIRA Sociedade Gestora de Participações Sociais, S.A. o mundo move-nos.

GRUPO VISABEIRA Sociedade Gestora de Participações Sociais, S.A. o mundo move-nos. GRUPO VISABEIRA Sociedade Gestora de Participações Sociais, S.A. o mundo move-nos. GRUPO VISABEIRA QUEM SOMOS E O QUE FAZEMOS O Grupo Visabeira nasceu em 1980 em Viseu, Portugal, onde mantém a sua sede.

Leia mais

PROGRAMA INTERAÇÕES IMPROVÁVEIS

PROGRAMA INTERAÇÕES IMPROVÁVEIS PROGRAMA INTERAÇÕES IMPROVÁVEIS PROJETO ÁGUA DE BEBER Abril e Maio de 2015 COORDENAÇÃO ANA AMÉLIA NOBRE FORTIN São Paulo, 10 de junho de 2015. 2 RESULTADO AVALIAÇÕES Abril e Maio 2015 PARTICIPAÇÃO 12 CRECHES

Leia mais

CONTEÚDO PROGRAMÁTICO DETALHADO FORMAÇÃO DE ESPECIALISTA EM TECNOLOGIA E GESTÃO AMBIENTAL

CONTEÚDO PROGRAMÁTICO DETALHADO FORMAÇÃO DE ESPECIALISTA EM TECNOLOGIA E GESTÃO AMBIENTAL METODOLOGIA O curso é dividido em 14 Módulos, sendo 01 módulo de introdução ao curso, 06 módulos com foco em Gestão Ambiental, 06 módulos com foco em Tecnologia Ambiental e 01 módulo correspondente ao

Leia mais

Eficiência Energética + Comercialização de Energia Oportunidades Conjuntas 16/10/08

Eficiência Energética + Comercialização de Energia Oportunidades Conjuntas 16/10/08 Eficiência Energética + Comercialização de Energia Oportunidades Conjuntas 16/10/08 RME Rio Minas Energia Participações S.A Luce Brasil Fundo de Investimentos - LUCE Missão da Light: Ser uma grande empresa

Leia mais

INGLÊS. Aula Grátis QUESTIONS AND ANSWERS

INGLÊS. Aula Grátis QUESTIONS AND ANSWERS INGLÊS Aula Grátis QUESTIONS AND ANSWERS Questions in English Todo diálogo necessita de perguntas e respostas. You speak English? Você falar inglês? Está certa essa colocação? Question: (Pergunta:) DO

Leia mais

INOVAR com SUSTENTABILIDADE ENERGIA IBERO-AMERICANA 2050

INOVAR com SUSTENTABILIDADE ENERGIA IBERO-AMERICANA 2050 INOVAR com SUSTENTABILIDADE ENERGIA IBERO-AMERICANA 2050 Lisboa, 26 de Novembro 2009 1. EFICIÊNCIA ENERGÉTICA 2. MOBILIDADE SUSTENTÁVEL 3. EXPLORAÇÃO & PRODUÇÃO 4. DOUTORAMENTO EM MEIO EMPRESARIAL 5. OPEN

Leia mais

Sustentabilidade: mapeamento, engajamento e envolvimento de partes interessadas

Sustentabilidade: mapeamento, engajamento e envolvimento de partes interessadas Sustentabilidade: mapeamento, engajamento e envolvimento de partes interessadas Campinas, 24 de junho de 2015 Fernando Penedo Fundador e Sócio Diretor da Baobá Práticas Sustentáveis. Possui 14 anos de

Leia mais

Redução da Dependência Energética de Portugal Principal Desafio:

Redução da Dependência Energética de Portugal Principal Desafio: Redução da Dependência Energética de Portugal Principal Desafio: Mudança de paradigma energético em Portugal, com um implícito Desenvolvimento Sustentável suportado no seu crescimento económico, justiça

Leia mais

Painel Energias Limpas

Painel Energias Limpas Painel Energias Limpas Délio Malheiros Secretário Municipal de Meio Ambiente Vice Prefeito Prefeitura de Belo Horizonte - Minas Gerais - Brasil Santa Fé, 11 a 13 de setembro de 2013. 1 Energia Solar no

Leia mais

LN792 Portuguese: Level One (Standard)

LN792 Portuguese: Level One (Standard) 2009 Examination (Language Centre) LN792 Portuguese: Level One (Standard) Instructions to candidates Time allowed: 2 hours This paper contains 3 sections: Answer all questions. Listening (100%) Reading

Leia mais

O Grupo Idugel está localizado em Joaçaba, no estado de Santa Catarina, Brasil, em uma área industrial com 12 mil m².

O Grupo Idugel está localizado em Joaçaba, no estado de Santa Catarina, Brasil, em uma área industrial com 12 mil m². Sobre Nós Vista frontal Novas instalações da Matriz de Grupo Idugel, em Joaçaba. O Grupo Idugel está localizado em Joaçaba, no estado de Santa Catarina, Brasil, em uma área industrial com 12 mil m². Desde

Leia mais

Índice. 3 Resultados da pesquisa. 17 Conclusão. 19 Questionário utilizado na pesquisa

Índice. 3 Resultados da pesquisa. 17 Conclusão. 19 Questionário utilizado na pesquisa Índice 3 Resultados da pesquisa 17 Conclusão 19 Questionário utilizado na pesquisa Esta pesquisa é uma das ações previstas no Plano de Sustentabilidade para a Competitividade da Indústria Catarinense,

Leia mais

Círculo do Café de Qualidade - CCQ Passo a Passo

Círculo do Café de Qualidade - CCQ Passo a Passo 1. O que é? O Círculo do Café de Qualidade é uma evolução em relação ao PQC ABIC, lançado em 2004, e está inserido dentro das diretrizes da ABIC de aumento do consumo interno de café no Brasil, visando

Leia mais

Chave para Negócios. em Moçambique por Diogo Gomes de Araújo

Chave para Negócios. em Moçambique por Diogo Gomes de Araújo Case study SOFID: Chave para Negócios em Moçambique por Diogo Gomes de Araújo Business Roundtable: Moçambique Lisboa, 1 de Abril de 2011 1. O que é a SOFID? 2. O que oferece? 3. Onde actua? 4. Para quê?

Leia mais

ACTIVITY Verbo To Be na forma Afirmativa

ACTIVITY Verbo To Be na forma Afirmativa ACTIVITY Verbo To Be na forma Afirmativa Categoria: Endereço YouTube: http://www.youtube.com/watch?v=9fyww1zjhno Utilização Se você já teve algum contato anterior com aulas de Inglês, você já ouviu falar

Leia mais

O Mercado de Energias Renováveis e o Aumento da Geração de Energia Eólica no Brasil. Mario Lima Maio 2015

O Mercado de Energias Renováveis e o Aumento da Geração de Energia Eólica no Brasil. Mario Lima Maio 2015 O Mercado de Energias Renováveis e o Aumento da Geração de Energia Eólica no Brasil Mario Lima Maio 2015 1 A Matriz Energética no Brasil A base da matriz energética brasileira foi formada por recursos

Leia mais

Case study. Novo Conceito de Hotelaria SUSTENTABILIDADE 360 NA HOTELARIA EM PORTUGAL EMPRESA ENVOLVIMENTO

Case study. Novo Conceito de Hotelaria SUSTENTABILIDADE 360 NA HOTELARIA EM PORTUGAL EMPRESA ENVOLVIMENTO Case study 2010 Novo Conceito de Hotelaria SUSTENTABILIDADE 360 NA HOTELARIA EM PORTUGAL EMPRESA A Inspira, uma joint-venture formalizada em 2006 entre o grupo Blandy, com sede na Madeira e larga experiência

Leia mais

Bom dia, Senhoras e Senhores. Introdução

Bom dia, Senhoras e Senhores. Introdução Bom dia, Senhoras e Senhores Introdução Gostaria de começar por agradecer o amável convite que o Gabinete do Parlamento Europeu em Lisboa me dirigiu para participar neste debate e felicitar os organizadores

Leia mais

Eficiência Energética através de Energia Solar

Eficiência Energética através de Energia Solar Eficiência Energética através de Energia Solar V0810 Competências Principais Soluções completas com sistemas de energia solar integrado Aquecimento de água para instalações industriais e comerciais Máquinas

Leia mais

Inventário das Emissões de gases de efeito estufa

Inventário das Emissões de gases de efeito estufa Inventário das Emissões de gases de efeito estufa Ano de referência do inventário: 2013 Ford Nome fantasia: Ford - CNPJ: 03.470.727/0001-20 Tipo da empresa: Matriz Setor econômico: C. Indústrias de transformação

Leia mais

Eficiência energética nas políticas nacionais das maiores economias mundiais

Eficiência energética nas políticas nacionais das maiores economias mundiais Agenda 1 2 3 4 5 Panorama sobre eficiência energética Eficiência energética nas políticas nacionais das maiores economias mundiais Políticas brasileiras de eficiência energética Eficiência energética na

Leia mais

EB-5 GREEN CARD PARA INVESTIDORES

EB-5 GREEN CARD PARA INVESTIDORES Mude-se para os EUA Hoje! PORT EB-5 GREEN CARD PARA INVESTIDORES Todas as pessoas conhecem clientes, amigos ou parentes que possuem o desejo de se mudar para os Estados Unidos, especialmente para a Flórida.

Leia mais

Eficiencia Energética e Sustentabilidade

Eficiencia Energética e Sustentabilidade Eficiencia Energética e Sustentabilidade Sorocaba Setembro 2010 Linda Murasawa Superintendente de Desenvolvimento Sustentavel Desenvolvimento Sustentável Desenvolvimento sustentável é aquele que satisfaz

Leia mais

aumento da população mundial aumento da produtividade, sustentabilidade dos recursos e segurança alimentar Necessidades:

aumento da população mundial aumento da produtividade, sustentabilidade dos recursos e segurança alimentar Necessidades: Enquadramento Desafios: aumento da população mundial aumento da produtividade, sustentabilidade dos recursos e segurança alimentar Necessidades: eficiência dos sistemas agrícolas e florestais gestão sustentável

Leia mais

Paper CTS15 can be downloaded from http://pubpages.unh.edu/~mas2/

Paper CTS15 can be downloaded from http://pubpages.unh.edu/~mas2/ CTS2 PORTUGUESE-TRANSLATION For IDVS Tania Aldrighi Rua Cardoso de Almeida 411/apto 62 Perdizes Sao Paulo SP CEP: 05013-000 Brazil siberi01@uol.com.br Western Psychological Services (WPS) is the publisher

Leia mais

Desafios da carreira do jovem advogado

Desafios da carreira do jovem advogado NOVOS ADVOGADOS Desafios da carreira do jovem advogado Fabio Correa fvteyer Caroline Leite Barreto Sabemos que ingressar no mercado de trabalho e urn desafio para qualquer profissional, em qualquer campo

Leia mais

POTENCIAL DA BIOENERGIA FLORESTAL

POTENCIAL DA BIOENERGIA FLORESTAL POTENCIAL DA BIOENERGIA FLORESTAL - VIII Congresso Internacional de Compensado e Madeira Tropical - Marcus Vinicius da Silva Alves, Ph.D. Chefe do Laboratório de Produtos Florestais do Serviço Florestal

Leia mais

PROGRAMA DE APOIO À IMPLEMENTAÇÃO DE PROJECTOS DE PRODUÇÃO DE ENERGIA E DE EFICIÊNCIA ENERGÉTICA. Selfenergy

PROGRAMA DE APOIO À IMPLEMENTAÇÃO DE PROJECTOS DE PRODUÇÃO DE ENERGIA E DE EFICIÊNCIA ENERGÉTICA. Selfenergy PROGRAMA DE APOIO À IMPLEMENTAÇÃO DE PROJECTOS DE PRODUÇÃO DE ENERGIA E DE EFICIÊNCIA ENERGÉTICA Selfenergy PARCEIRO: SCT Consulting SOLVING CHALLENGES TOGETHER Uma empresa com energia A Vivapower é uma

Leia mais

Apresentação por José Fernandes Quelhas Manica Moçambique Junho, 2008

Apresentação por José Fernandes Quelhas Manica Moçambique Junho, 2008 MINISTÉRIO DA ENERGIA ` Apresentação por José Fernandes Quelhas Manica Moçambique Junho, 2008 1 Difinir Educacao DISCUSSAO... Relação Energia e Educação 2 Relação Energia e Educação ODM 2: Alcançar o Ensino

Leia mais