Bijuterias em papel. Etapas 1. Numa folha de revista ou papel de presente, desenhe com o lápis triângulos de 3 cm de base e pelo menos 6 cm de altura.

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Bijuterias em papel. Etapas 1. Numa folha de revista ou papel de presente, desenhe com o lápis triângulos de 3 cm de base e pelo menos 6 cm de altura."

Transcrição

1 Bijuterias em papel O que você precisa: papéis coloridos usados: revistas, papéis de presente, etc. régua lápis tesoura cola branca linha ou fio de nylon agulha grande Etapas 1. Numa folha de revista ou papel de presente, desenhe com o lápis triângulos de 3 cm de base e pelo menos 6 cm de altura. 2. Corte os triângulos de papel. Para fazer um colar curto, você precisa de 15 triângulos. 3. Enrole cada triângulo utilizando a agulha como apoio.

2 4. Cole a ponta do triângulo com cola branca. Retire a agulha e pronto: está formada a pérola. 5. Depois de prontas, junte as pérolas com uma linha ou fio de nylon. Dicas Use verniz incolor ou cola branca diluída em água para impermeabilizar as pérolas. Faça colares de várias voltas. Experimente papéis com coloridos diferentes e faça proveito dos vários padrões que podem surgir. Intercale contas e miçangas entre as pérolas. Faça conjuntos de colares e pulseiras.

3 PAPEL RECICLADO ARTESANAL O papel nada mais é que um emaranhado de fibras vegetais. Ao transformar papel usado em novo, estamos na verdade desfazendo essa trama e entrelaçando as fibras novamente. A partir do papel artesanal, é possível confeccionar papéis de carta, marcadores de livros, porta-retratos, porta-lápis, capas de caderno, livros, cartões de visitas, envelopes, convites, papel e embalagens de presentes, entre muitas outras possibilidades. Entre os tipos de papel que podem ou não ser reciclados, temos: RECICLÁVEIS jornais e revistas, folhas de caderno, formulários de computador, envelopes, rascunhos, caixas em geral, aparas de papel, fotocópias, papel de fax, cartazes e folhetos NÃO RECICLÁVEIS papel carbono, fita crepe, papéis metalizados, papéis parafinados, papéis plastificados, papéis sanitários, "papel" de bala, embalagens de biscoitos, papéis sujos, etiqueta adesiva, tocos de cigarro e fotografias O que você precisa: papel e água bacias: rasa e funda balde moldura de madeira com tela de nylon ou peneira reta moldura de madeira vazada (sem tela) liquidificador jornal ou feltro pano (ex.: morim) esponjas ou trapos varal e pregadores prensa ou duas tábuas de madeira peneira côncava (com "barriga") mesa Etapas: A - Preparando a polpa: Pique o papel e deixe de molho durante um dia ou uma noite na bacia rasa, para amolecer. Coloque água e papel no liquidificador, na proporção de três partes de água para uma de papel. Bata por dez segundos e desligue. Espere um minuto e bata novamente por mais dez segundos. A polpa está pronta.

4 B - Fazendo o papel: 1. Despeje a polpa numa bacia grande, maior que a moldura. 2. Coloque a moldura vazada sobre a moldura com tela. Mergulhe a moldura verticalmente e deite-a no fundo da bacia. 3. Suspenda-as ainda na posição horizontal, bem devagar, de modo que a polpa fique depositada na tela. Espere o excesso de água escorrer para dentro da bacia e retire cuidadosamente a moldura vazada. 4. Vire a moldura com a polpa para baixo, sobre um jornal ou pano.

5 5. Tire o excesso de água com uma esponja. 6. Levante a moldura, deixando a folha de papel artesanal ainda úmida sobre o jornal ou morim. C - Prensando as folhas Para que suas folhas de papel artesanal sequem mais rápido e o entrelaçamento das fibras seja mais firme, faça pilhas com o jornal da seguinte forma: Empilhe três folhas do jornal com papel artesanal. Intercale com seis folhas de jornal ou um pedaço de feltro e coloque mais três folhas do jornal com papel. Continue até formar uma pilha de 12 folhas de papel artesanal. Coloque a pilha de folhas na prensa por 15 minutos. Se não tiver prensa, ponha a pilha de folhas no chão e pressione com um pedaço de madeira. Pendure as folhas de jornal com o papel artesanal no varal até que sequem completamente. Retire cada folha de papel do jornal ou morim e faça uma pilha com elas. Coloque esta pilha na prensa por 8 horas ou dentro de um livro pesado por uma semana. Efeitos decorativos Misture à polpa: linha, gaze, fio de lã, casca de cebola ou casca de alho, chá em saquinho, pétalas de flores e outras fibras. Bata no liquidificador junto com o papel picado: papel de presente, casca de cebola ou de alho. Coloque sobre a folha ainda molhada: barbante, pedaços de cartolina, pano de tricô ou crochê. Neste caso, a secagem será natural - não é necessário pressionar com o pedaço de madeira. Para ter papel colorido: bata papel crepom com água no liquidificador e junte essa mistura à polpa. Outra opção é adicionar guache ou anilina diretamente à polpa. Dicas importantes tela de nylon deve ficar bem esticada, presa à moldura por tachinhas ou grampos. Reutilize a água que ficar na bacia para bater mais papel no liquidificador Conserve a polpa que sobrar: peneire e esprema com um pano. Guarde, ainda molhada (em pote plástico no congelador) ou seca (em saco de algodão). A polpa deve ser ainda conservada em temperatura ambiente.

6 CESTARIA COM JORNAL Material necessário: jornal (ou revista) tesoura verniz Etapas: 1. Corte uma folha inteira de jornal em quatro partes, ao comprido. Enrole cada uma das quatro partes a partir da ponta, na diagonal, para fazer os canudos de jornal. Dica: deixe uma das pontas do canudo mais apertada que a outra. 2. Separe sete canudos de jornal para começar a trançar. Coloque na mesa ou bancada quatro canudos (canudos 1 a 4), um ao lado do outro, com uma distância de aproximadamente 2 cm entre eles. Traçando: - Pegue o canudo 5 e comece a trançar perperdicularmente aos outros quatro, na porção central. Passe por cima do canudo 1, por baixo do canudo 2, por cima do canudo 3 e por baixo do canudo 4. - Pegue o canudo 6 e repita a operação, dessa vez começando por baixo do canudo 1, por cima do 2, por baixo do 3 e por cima do 4. - Trance o canudo 7 da mesma maneira que fez com o canudo Pegue uma das pontas do canudo 1 e comece a trançar, passando por baixo do canudo 2, por cima do 3, por baixo do 4, por cima do 5, por baixo do 6 e assim sucessivamente.

7 4. Quando o canudo 1 estiver quase todo trançado, pegue um novo canudo e emende nele para continuar a trançar. Dica: encaixe a ponta do canudo novo por dentro ou por fora da ponta do canudo 1 (lembre-se que os canudos tem uma ponta mais justa que a outra). 5. Continue trançando até atingir o tamanho da cesta que você quer. Dica: para fazer cestas mais altas você pode emendar novos canudos nos canudos da base ( 2, 3, 4, 5, 6 e 7). 6. Quando alcançar o tamanho desejado, faça os arremates escondendo as pontas que sobrarem. Dica: passe verniz na cesta para impermeabilizá-la. Se preferir, use verniz incolor para depois poder dar um acabamento com tintas coloridas.

8 Caixinha de Presente O que você precisa: embalagens de papelão fino papel de embrulho de pão tesoura cola branca pincel velho rolo de papelão grosso tinta para tecido (diversas cores) pregador de roupa furador de papel ou prego grosso fita de seda Etapas 1. Abra a embalagem. 2. Abra o papel de embrulho e amasse-o bem. Em seguida abra o papel e repita o processo. 3. Recorte as abas de uma das pontas da embalagem; deixe apenas uma das abas principais. Passe cola na parte superior da embalagem e espalhe em toda a superfície com o pincel.

9 4. Cole o papel de embrulho de pão na embalagem. 5. Com o auxílio de um rolo de papelão grosso prense o papel na embalagem. 6. Inverta o lado e prense a embalagem no papel. 7. Recorte as sobras de papel. Dilua as tintas em água e passe-as aleatoriamente na embalagem. 8. Cole a lateral da embalagem e prenda com pregadores até secar.

10 9. Monte a caixa e cole a parte inferior (a parte que contém todas as abas). 10. Pressione o fundo da caixa colocando algum peso dentro dela até secar. Fure a tampa e a parte superior da embalagem. Em seguida passe a fita pelos furos e dê um laço. Está pronta a sua caixinha de presente. Daqui por diante os seus presentes serão originais desde a embalagem! As peças criadas por Helena Martins, demonstradas nesse passo-a-passo, podem ser vistas no Espaço Reciclarte, na sede da Recicloteca (Rua Paissandu Laranjeiras).

11 MÁSCARAS COM CAIXAS DE OVOS DE PAPELÃO: O que você precisa: caixa de ovos de papelão tinta barbante cola tesoura elástico revistas velhas Etapas 1. Corte a caixa de ovos. 2. Recorte, como mostra a figura, para dar a forma. 3. Pinte com tinta colorida. 4. Corte restos de papel colorido em tiras.

12 5. Cole as tiras de papel nas laterais da forma. Faça dois furinhos nas laterais com ajuda da agulha e enfie o elástico. PRODUTO: máscara de coruja.

Professora. Trabalhar com a reciclagem de materiais, além de valorizar as instalações escolares já feitas com esse tipo de material.

Professora. Trabalhar com a reciclagem de materiais, além de valorizar as instalações escolares já feitas com esse tipo de material. Professora 1. Objetivos Gerais A partir do maior conhecimento do trabalho do professor, fazer com que os alunos percebam a importância de se trabalhar com papel e demais materiais reciclados. Outro assunto

Leia mais

PROJETO MEIO AMBIENTE SERTE CRIANDO ELO COM A COMUNIDADE PROJETO DE EXECUÇÃO

PROJETO MEIO AMBIENTE SERTE CRIANDO ELO COM A COMUNIDADE PROJETO DE EXECUÇÃO PROJETO MEIO AMBIENTE SERTE CRIANDO ELO COM A COMUNIDADE PROJETO DE EXECUÇÃO AUTOR: SERTE RESP. TÉCNICO: GABRIEL BERTOLAZZI DE OLIVEIRA COORDENAÇÃO: JOANA ROCHAEL Índice Etapas...02 Tratamento Seletivo

Leia mais

Papel Reciclado Artesanal Branco com Cascas de Cebola

Papel Reciclado Artesanal Branco com Cascas de Cebola Papel Reciclado Artesanal Branco com Cascas de Cebola 1 Técnica utilizada: reciclagem de papel com cascas de cebola Materiais 2 Papel para reciclar (sulfite, formulário contínuo ou outros papéis que não

Leia mais

A arte de reciclar papel e sua influência na saúde mental

A arte de reciclar papel e sua influência na saúde mental A arte de reciclar papel e sua influência na saúde mental Luciane Alice R. Miranda Psicóloga e Arteterapeuta CRP 06/78013 10 DE JUNHO DE 2006 1 Agenda 1 Apresentação do Papel 2 Saúde Mental: Benefícios

Leia mais

Papel Reciclado Artesanal Branco

Papel Reciclado Artesanal Branco Papel Reciclado Artesanal Branco 1 Técnica utilizada: reciclagem de papel Materiais 2 Papel para reciclar (sulfite, formulário contínuo ou outros papéis que não contenham vernizes, plásticos ou laminados)

Leia mais

Papel Reciclado Artesanal Branco com Sisal

Papel Reciclado Artesanal Branco com Sisal Papel Reciclado Artesanal Branco com Sisal 1 Técnica utilizada: reciclagem de papel Materiais 2 Papel para reciclar (sulfite, formulário contínuo ou outros papéis que não contenham vernizes, plásticos

Leia mais

DICAS E ORIENTAÇÕES PARA REUTILIZAÇÃO DE GARRAFAS PET

DICAS E ORIENTAÇÕES PARA REUTILIZAÇÃO DE GARRAFAS PET DICAS E ORIENTAÇÕES PARA REUTILIZAÇÃO DE GARRAFAS PET ORGANIZAÇÃO: Antes de começar a trabalhar é necessário um mínimo de organização. Pode-se nomear uma comissão para coordenar os trabalhos, distribuir

Leia mais

Oficina 6: Papel Artesanal

Oficina 6: Papel Artesanal Oficina 6: Papel Artesanal Objetivo Geral: Trabalhar consciência ambiental e ética, valores e atitudes dos alunos (pensar globalmente, mas agir localmente). Relacionar arte e ciência, quebrando a crença

Leia mais

RECICLANDO COM ARTE. Discutir o problema ambiental trazido pelo excesso de lixo gerado em nosso planeta.

RECICLANDO COM ARTE. Discutir o problema ambiental trazido pelo excesso de lixo gerado em nosso planeta. RECICLANDO COM ARTE OBJETIVO Discutir o problema ambiental trazido pelo excesso de lixo gerado em nosso planeta. METODOLOGIA Montamos uma oficina de reutilização e reciclagem de lixo em nosso Clube de

Leia mais

BR 448 RODOVIA DO PARQUE GESTÃO E SUPERVISÃO AMBIENTAL MÓDULO II EDUCADORES

BR 448 RODOVIA DO PARQUE GESTÃO E SUPERVISÃO AMBIENTAL MÓDULO II EDUCADORES BR 448 RODOVIA DO PARQUE GESTÃO E SUPERVISÃO AMBIENTAL MÓDULO II EDUCADORES 3 Definições de lixo: No dicionário: sujeira, imundice, coisa(s) inúteis, velhas, sem valor. Na linguagem técnica: sinônimo

Leia mais

Atividades: Aprendendo a reutilizar o lixo

Atividades: Aprendendo a reutilizar o lixo : Aprendendo a reutilizar o lixo Introdução A quantidade de lixo produzido no mundo é enorme. Para você ter uma idéia dessa quantidade, basta saber que cada brasileiro gera entre 500 gramas a 2 quilos

Leia mais

Programa de Gestão. Ambiental. Cartilha. Ambiental

Programa de Gestão. Ambiental. Cartilha. Ambiental Programa de Gestão Ambiental Cartilha Ambiental Índice Responsabilidade Ambiental 1. Responsabilidade Ambiental 2. Organograma 4. Política Ambiental 6. Coleta Seletiva Interna 12. Dicas Importantes A preocupação

Leia mais

Reduzir, Reutilizar e Reciclar - Proposta de Educação Ambiental para o Brejo Paraibano

Reduzir, Reutilizar e Reciclar - Proposta de Educação Ambiental para o Brejo Paraibano Anais do 2º Congresso Brasileiro de Extensão Universitária Belo Horizonte 12 a 15 de setembro de 2004 Reduzir, Reutilizar e Reciclar - Proposta de Educação Ambiental para o Brejo Paraibano Área Temática

Leia mais

FAÇA VOCÊ MESMO UM FOGÃO SOLAR

FAÇA VOCÊ MESMO UM FOGÃO SOLAR Prepare seus alimentos com a energia do sol! FAÇA VOCÊ MESMO UM FOGÃO SOLAR www.sustentavelnapratica.net Elaborado por: Andrea Zimmermann e Fabio França FOGÃO SOLAR Características e vantagens: Uso de

Leia mais

Estações do Ano. Procedimentos com ArteVerão

Estações do Ano. Procedimentos com ArteVerão Estações do Ano Procedimentos com ArteVerão Faixas de Verão (3º Dia) Leia o livro da turma No Verão. Discuta brevemente as coisas que acontecem no verão. Depois distribua folhas de papel branco para que

Leia mais

Álbum Sanfonado. Técnica utilizada: cartonagem com utilização de papel reciclado com sisal

Álbum Sanfonado. Técnica utilizada: cartonagem com utilização de papel reciclado com sisal Álbum Sanfonado 1 Técnica utilizada: cartonagem com utilização de papel reciclado com sisal Materiais 2 Papel reciclado com sisal. Papelão Paraná. Papel color plus gramatura 180 g/m² ou cartolina. Lápis

Leia mais

A arca de Noé. Texto: Ruth Rocha Ilustrações: Mariana Massarani. Elaboração Anna Flora

A arca de Noé. Texto: Ruth Rocha Ilustrações: Mariana Massarani. Elaboração Anna Flora A arca de Noé Texto: Ruth Rocha Ilustrações: Mariana Massarani Elaboração Anna Flora Brincadeira 1: Cada bicho com seu par Veja nos arquivos anexos e imprima a página que tem os nomes dos bichos da Arca

Leia mais

PROJETO SEMANA ECOLÓGICA

PROJETO SEMANA ECOLÓGICA PROJETO SEMANA ECOLÓGICA Professora: Lara Barcelos Almeida. Conscientizando o aluno para um mundo melhor (Projeto Mão na Massa) Projeto a ser realizado com alunos do 1º ano de escolaridade da rede estadual.

Leia mais

PINHOLE SARDINHA POR MARCOS CAMPOS. www.marcoscampos.com.br - contato@marcoscampos.com.br - www.flickr.com/photos/marcoscampos

PINHOLE SARDINHA POR MARCOS CAMPOS. www.marcoscampos.com.br - contato@marcoscampos.com.br - www.flickr.com/photos/marcoscampos POR MARCOS CAMPOS PINHOLE SARDINHA - - http://creativecommons.org/licenses/by-nc/2.5/br/ MATERIAL NECESSÁRIO 16 15 7 6 4 1 13 14 17 8 9 11 12 5 2 3 4 10 1 - Lata de Sardinha (marca Gomes da Costa) 2 -

Leia mais

Mensagem do Ministério Público do Estado de Goiás

Mensagem do Ministério Público do Estado de Goiás PRATIQUE COLETA SELETIVA Mensagem do Ministério Público do Estado de Goiás O Ministério Público do Estado de Goiás (MP-GO) tem a missão de defender a ordem jurídica, o regime democrático e os interesses

Leia mais

INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 001/2015

INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 001/2015 INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 001/2015 Regulamentação do descarte de resíduos comuns, recicláveis, pilhas e baterias e lâmpadas no Centro de Ciências da Saúde da UFRJ - CCS-UFRJ. 1 Objetivo e aplicação Com o

Leia mais

Reciclagem de Materiais COLETA SELETIVA

Reciclagem de Materiais COLETA SELETIVA Reciclagem de Materiais COLETA SELETIVA COLETA SELETIVA Conheça algumas medidas importantes para não poluir o meio ambiente na hora de jogar fora o seu lixo Já é inquestionável hoje a importância da reciclagem

Leia mais

Reciclar, são ações que. Reduzir É o inicio da conservação do meio. Reutilizar Significa reutilizar um produto de

Reciclar, são ações que. Reduzir É o inicio da conservação do meio. Reutilizar Significa reutilizar um produto de Especialistas em meio ambiente alertam para a necessidade da utilização racional dos recursos naturais. Reduzir, Reutilizar e Reciclar, são ações que contribuem para o consumo responsável reduzindo o impacto

Leia mais

REDUZIR REUTILIZAR RECICLAR. O caminho para um futuro melhor.

REDUZIR REUTILIZAR RECICLAR. O caminho para um futuro melhor. R R R REDUZIR REUTILIZAR RECICLAR O caminho para um futuro melhor. A FGR se preocupa com o planeta. v Reduza o quanto puder; Reutilize tudo que puder; Recicle o máximo que puder. 2 A qualidade de vida

Leia mais

Dia das Crianças. 3º ano Fundamento I. Justificativa

Dia das Crianças. 3º ano Fundamento I. Justificativa Dia das Crianças 3º ano Fundamento I Justificativa O mês de outubro começa com uma expectativa entre as crianças: a comemoração do seu dia. A data não pode ser esquecida. Assim, sugerimos que a escola

Leia mais

E-book. Passo-a-Passos Pintura em Madeira

E-book. Passo-a-Passos Pintura em Madeira E-book Passo-a-Passos Pintura em Madeira 1 Pintura em Madeira CAIXA COM ROSA Material necessário Pincel ref. 427 nº 8 e 18 Rolo de espuma 988 5 cm Esponja Abrasiva Duplla Ref. 860 Carbono Verniz acrílico

Leia mais

OFI F C I IN I A A D E E M Ú M SI S C I A A N A A E D E UCAÇÃO I N I FA F NTI T L

OFI F C I IN I A A D E E M Ú M SI S C I A A N A A E D E UCAÇÃO I N I FA F NTI T L OFICINA DE MÚSICA NA EDUCAÇÃO INFANTIL O som está envolto do ser humano desde a sua vida uterina. Sendo que no percurso do desenvolvimento infantil, a criança relaciona-se com o cotidiano através do sentir,

Leia mais

Comprovação dos índices de refração

Comprovação dos índices de refração Comprovação dos índices de refração 1 recipiente de vidro; 1 bastão de vidro, e Glicerina. 1. Encha até a metade o recipiente com glicerina, depois basta afundar o bastão de vidro na glicerina e pronto!

Leia mais

Faculdade de Engenharia Civil, Arquitetura e Urbanismo (FEC) Revitalização dos Programas de Coleta Seletiva e de Minimização de Resíduo Sólido na FEC

Faculdade de Engenharia Civil, Arquitetura e Urbanismo (FEC) Revitalização dos Programas de Coleta Seletiva e de Minimização de Resíduo Sólido na FEC Faculdade de Engenharia Civil, Arquitetura e Urbanismo (FEC) Revitalização dos Programas de Coleta Seletiva e de Minimização de Resíduo Sólido na FEC mar. 2013 Programa de Coleta seletiva na FEC Iniciado

Leia mais

Seu Papel na Sociedade

Seu Papel na Sociedade Seu Papel na Sociedade GARCIA, F. S. a*, MARTINES, A. I. T. b, a. Universidade Estadual do Oeste do Paraná - UNIOESTE b. Universidade Estadual do Oeste do Paraná - UNIOESTE *seupapelnasociedade@gmail.com

Leia mais

LISTA DE MATERIAL EDUCAÇÃO INFANTIL CSM 2015 NÍVEL I 1 ANO

LISTA DE MATERIAL EDUCAÇÃO INFANTIL CSM 2015 NÍVEL I 1 ANO NÍVEL I 1 ANO 1 lençolzinho (etiquetado) 1m de algodão cru 1 jogo de blocos (grande) para montar (peças apropriadas para a idade) para os meninos. 1 travesseiro pequeno - etiquetado ½ m de velcro Panelinhas

Leia mais

Pequenos Ateliês de reciclagem

Pequenos Ateliês de reciclagem Av. Julius Nyerere, 6865, parcela 956, Hulene, Maputo T: (+258) 82 57 89 767 84 46 177 64. amor.mocambique@gmail.com - www.amor.co.mz Pequenos Ateliês de reciclagem Descrição: Manual de formação para ateliês

Leia mais

Significa fazer papel empregando como matéria-prima papéis, cartões, cartolinas e papelões, provenientes de:

Significa fazer papel empregando como matéria-prima papéis, cartões, cartolinas e papelões, provenientes de: O PAPEL São reciclados no Brasil, 38% do papel e 60% do papelão produzidos. Não podemos nos esquecer de diferenciar bem os tipos recicláveis: jornais, revistas, folhas usadas e de rascunho, cartões, envelopes,

Leia mais

Materiais Necessários:

Materiais Necessários: Materiais Necessários: Peça crua de madeira Pinceis chatos nos tamanhos 8 e 16 Pincel chanfrado tamanho 8 e 12 Pincel MOP Brochinha para stêncil Lixa para madeira 220 Rolinho Stêncil com motivo quadrados

Leia mais

COMO FAZER CAMISETAS USANDO STÊNCIL

COMO FAZER CAMISETAS USANDO STÊNCIL COMO FAZER CAMISETAS USANDO STÊNCIL por: Danelectro Olá, amigos! Como vocês já devem ter percebido, o mundo moderno está repleto de coisas iguais. Carros, computadores, móveis, comida: tudo é fabricado

Leia mais

A seguir, sugerimos algumas formas de acondicionamento por tipo de material a ser enviado.

A seguir, sugerimos algumas formas de acondicionamento por tipo de material a ser enviado. Acondicionamento Para o cliente que deseja enviar um objeto via Correios, o correto acondicionamento dos objetos é muito importante para assegurar que as remessas cheguem bem a seus destinos. Recomenda-se

Leia mais

É o termo geralmente utilizado para designar o reaproveitamento de materiais beneficiados como matéria-prima para um novo produto.

É o termo geralmente utilizado para designar o reaproveitamento de materiais beneficiados como matéria-prima para um novo produto. É o termo geralmente utilizado para designar o reaproveitamento de materiais beneficiados como matéria-prima para um novo produto. REDUZIR REUTILIZAR RECUPERAR RECICLAR A redução deve ser adaptada por

Leia mais

Montagem de Kit Loja de Bolos Passo a Passo

Montagem de Kit Loja de Bolos Passo a Passo Montagem de Kit Loja de Bolos Passo a Passo (o kit pode ser adquirido na www.pequenasartes.com.br) O kit é bem completo e vem com praticamente tudo o que você vai precisar para montar, inclusive cola e

Leia mais

As bonecas de papel são brinquedos que estimulam a imaginação e a criatividade das crianças. Foram muito usadas no século XIX e até meados do século

As bonecas de papel são brinquedos que estimulam a imaginação e a criatividade das crianças. Foram muito usadas no século XIX e até meados do século As bonecas de papel são brinquedos que estimulam a imaginação e a criatividade das crianças. Foram muito usadas no século XIX e até meados do século passado, quando faziam as delícias de muitas das nossas

Leia mais

Meio Ambiente. O Sagrada está remodelando todos os seus custos e benefícios. Esforço coletivo para a adoção do papel reciclado

Meio Ambiente. O Sagrada está remodelando todos os seus custos e benefícios. Esforço coletivo para a adoção do papel reciclado ASSOCIAÇÃO SOCIEDADE DIVINA PROVIDÊNCIA COLÉGIO SAGRADA FAMÍLIA Rua 7 de setembro, 915 Centro 89.010-201 Blumenau SC 47 3326 0232 www.sagrada.net Meio Ambiente A reciclagem aproveita as fibras de celulose

Leia mais

COLETA SELETIVA PRATIQUE ESTA IDEIA

COLETA SELETIVA PRATIQUE ESTA IDEIA COLETA SELETIVA PRATIQUE ESTA IDEIA O QUE É? Coleta seletiva é o processo de separação dos materiais recicláveis do restante dos resíduos sólidos. Como definição de resíduos sólidos, pelo Wikipédia, entende-se

Leia mais

UNIVERSIDADE DE BRASÍLIA UAB UnB CURSO DE ARTES VISUAIS HAMON CLEUTON VITOR SOBRINHO

UNIVERSIDADE DE BRASÍLIA UAB UnB CURSO DE ARTES VISUAIS HAMON CLEUTON VITOR SOBRINHO UNIVERSIDADE DE BRASÍLIA UAB UnB CURSO DE ARTES VISUAIS HAMON CLEUTON VITOR SOBRINHO A MANUFATURA DO PAPEL ARTESANAL COMO RECURSO PEDAGÓGIO NO 9º ANO DA ESCOLA TANCREDO NEVES CRUZEIRO DO SUL AC, 2012 HAMON

Leia mais

Aplicações Xadrez Pigmento em Pó

Aplicações Xadrez Pigmento em Pó Dê asas à sua imaginação nas diversas aplicações do Pó Xadrez. Aplicações Xadrez Pigmento em Pó O PÓ XADREZ é um pigmento concentrado que proporciona efeitos decorativos em diversas aplicações. Mais econômico,

Leia mais

MARINHA DO BRASIL DIRETORIA DE PORTOS E COSTAS ENSINO PROFISSIONAL MARÍTIMO PROJETO DE EDUCAÇÃO AMBIENTAL

MARINHA DO BRASIL DIRETORIA DE PORTOS E COSTAS ENSINO PROFISSIONAL MARÍTIMO PROJETO DE EDUCAÇÃO AMBIENTAL MARINHA DO BRASIL DIRETORIA DE PORTOS E COSTAS ENSINO PROFISSIONAL MARÍTIMO PROJETO DE EDUCAÇÃO AMBIENTAL RIO DE JANEIRO, 11 DE NOVEMBRO DE 2005 1 AUTORA: PRISCILA WIERMAN GOMES Índice 1. Introdução 2.

Leia mais

CANTINHO DA ALEGRIA EDUCAÇÃO INFANTIL Maternal Pg. 01 Infantil I Pg. 02 Infantil II Pg. 03 Infantil III Pg. 04

CANTINHO DA ALEGRIA EDUCAÇÃO INFANTIL Maternal Pg. 01 Infantil I Pg. 02 Infantil II Pg. 03 Infantil III Pg. 04 CANTINHO DA ALEGRIA EDUCAÇÃO INFANTIL Maternal Pg. 01 Infantil I Pg. 02 Infantil II Pg. 03 Infantil III Pg. 04 COLÉGIO MARCONI FUNDAMENTAL I, II E ENSINO MÉDIO 1º Ano Pg. 05 2º e 3º Ano Pg. 06 4º e 5º

Leia mais

LISTA DE MATERIAL ESCOLAR 2016 EDUCAÇÃO INFANTIL

LISTA DE MATERIAL ESCOLAR 2016 EDUCAÇÃO INFANTIL OBSERVAÇÕES: 1. Todo o material deverá vir com nome, ano e professora; 2. Etiquetar cadernos, livros e pastas (do lado de fora) 3. O material de uso individual deverá ser reposto sempre que necessário;

Leia mais

INTERAÇÃO ENTRE OS SERES VIVOS

INTERAÇÃO ENTRE OS SERES VIVOS INTERAÇÃO ENTRE OS SERES VIVOS PROBLEMAS AMBIENTAIS BRASILEIROS E DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL: UMA RELAÇÃO POSSÍVEL? EXPERIMENTO (Experimento): Reciclando: Confecção de papel reciclado e sabão - Aula 2

Leia mais

Como implantar e manter a coleta seletiva na sua escola. Coleta Seletiva

Como implantar e manter a coleta seletiva na sua escola. Coleta Seletiva Como implantar e manter a coleta seletiva na sua escola Coleta Seletiva Apresentaçao ~ Índice Esta cartilha foi elaborada pela Prefeitura de São Bernardo do Campo, em parceria com a SBC Valorização de

Leia mais

EDUCAÇÃO INFANTIL INFANTIL II (4 ANOS)

EDUCAÇÃO INFANTIL INFANTIL II (4 ANOS) EDUCAÇÃO INFANTIL INFANTIL II (4 ANOS) LIVROS DIDÁTICOS Livro Interdisciplinar Material Rede RCE educação e valores (Volumes 1 e 2) 2 Volumes por ano e Agenda personalizada. Livro de Inglês Playtime A

Leia mais

O MEIO AMBIENTE E A IMPORTÂNCIA DA RECICLAGEM. 1 01/11/06

O MEIO AMBIENTE E A IMPORTÂNCIA DA RECICLAGEM. 1 01/11/06 O MEIO AMBIENTE E A IMPORTÂNCIA DA RECICLAGEM. 1 POR QUE A COLETA COLETIVA? Efeito estufa pela destruição da camada de ozônio, queimadas e derrubadas de florestas de forma desordenada, chuva ácida, produção

Leia mais

PROJETO DE CHOCADEIRA PARA 84 OVOS DE GALINHA CAIXA DE MADEIRA Autor: Randolfo Ribeiro

PROJETO DE CHOCADEIRA PARA 84 OVOS DE GALINHA CAIXA DE MADEIRA Autor: Randolfo Ribeiro PROJETO DE CHOCADEIRA PARA 84 OVOS DE GALINHA CAIXA DE MADEIRA Autor: Randolfo Ribeiro PROJETO DE CHOCADEIRA EM CAIXA DE MADEIRA Capacidade 84 ovos de galinha Autor: Randolfo Ribeiro Este projeto contém

Leia mais

Guia Ambiental de Materiais de Mídia. Reciclando objetos, renovando conceitos.

Guia Ambiental de Materiais de Mídia. Reciclando objetos, renovando conceitos. Guia Ambiental de Materiais de Mídia. Reciclando objetos, renovando conceitos. Conscientização A questão do lixo é de vital importância para a sobrevivência do planeta e da qualidade de vida da população.

Leia mais

Nesta edição, a Saborama apresenta

Nesta edição, a Saborama apresenta Nesta edição, a Saborama apresenta uma seleção de delícias apresentadas no Blog Saída de Emergência. Com uma experiência incrível no preparo de alimentos, a Mell Santos, criadora do blog e parceira da

Leia mais

Dicas de Festa. Disney. disney.pt

Dicas de Festa. Disney. disney.pt Dicas de Festa Pede aos teus amigos para se vestirem de piratas para a festa! Assim poderás dar prémios à melhor máscara de pirata! Faz um rolo com o convite que imprimiste neste site e amarra com uma

Leia mais

Compostagem doméstica

Compostagem doméstica Compostagem doméstica Na Natureza tudo se transforma 1 2 3 Este guia vai ser-lhe útil! Com este pequeno guia pode, finalmente, tirar partido do seu lixo e sentir-se bem por isso! Os restos de comida, as

Leia mais

Guia prático para o descarte de resíduos

Guia prático para o descarte de resíduos Guia prático para o descarte de resíduos 1 2 Apresentação Eleições - vocês já pensaram em quantos resíduos se produz a mais? São tantos manuais e experimentos de toda a natureza que acabamos por não perceber

Leia mais

PROGRAMA DE COLETA SELETIVA

PROGRAMA DE COLETA SELETIVA PROGRAMA DE COLETA SELETIVA PROGRAMA DE COLETA SELETIVA Usando Bem Ninguém Fica Sem. PROGRAMA DE COLETA SELETIVA 1. O QUE É COLETA SELETIVA 2. DESTINO FINAL DO LIXO DE SÃO PAULO 3. COMPOSIÇÃO DO LIXO SELETIVO

Leia mais

Fruta em Taça de Meloa (4 a 6 doses) Iogurte Tropical Gelado (6 a 8 doses) Preparação: 10m

Fruta em Taça de Meloa (4 a 6 doses) Iogurte Tropical Gelado (6 a 8 doses) Preparação: 10m Fruta em Taça de Meloa (4 a 6 doses) ½ meloa grande 150-200g de fruta cortada: ameixas, alperces frescos, uvas, morangos, amoras, nectarinas, pêssegos, laranjas, maçãs ou kiwis. 4 c. sopa de sumo de laranja

Leia mais

Colheita, secagem e montagem de material de herbário

Colheita, secagem e montagem de material de herbário Colheita, secagem e montagem de material de herbário 1. Colheita de material Para iniciar a colheita do material de herbário, é necessário levar para o campo: livro de campo (para fazer as anotações necessárias

Leia mais

Maternal Educação Infantil

Maternal Educação Infantil Lista de Materiais 25 Maternal Educação Infantil Devem ser entregues ao professor, com a devida identificação, na primeira semana de aula Qtd 04 metros Material Escolar Anilina líquida Avental ou camiseta

Leia mais

REUTILIZAÇÃO E RECICLAGEM DE PAPEL E PAPELÃO

REUTILIZAÇÃO E RECICLAGEM DE PAPEL E PAPELÃO REUTILIZAÇÃO E RECICLAGEM DE PAPEL E PAPELÃO INSTITUTO CENTRO DE CAPACITAÇÃO E APOIO AO EMPREENDEDOR Presidente: Tânia Maria Machado Silva Vice Presidente: Silvia Machado Redação e revisão: Alice de Cassia

Leia mais

Colocação de material

Colocação de material Colocação de material Este capítulo inclui: Material suportado na página 2-2 Carregando material na bandeja 1 na página 2-8 Colocação de material na bandeja 2, 3 ou 4 na página 2-14 Copyright 2005 Xerox

Leia mais

Colégio Anchieta Educação Infantil, Ensino Fundamental e Médio. Lista de Material Escolar - 2016

Colégio Anchieta Educação Infantil, Ensino Fundamental e Médio. Lista de Material Escolar - 2016 MATERNAL I ( 02 anos) 003 caixas de giz de cera (grande) 004 caixas de massa de modelar 002 caixas de fósforo (palitos pequenos) 001 rolo de durex (pequeno e largo) 002 rolos de papel crepom 001 rolo de

Leia mais

LISTA DE MATERIAIS PARA 2015 INF. I - FASE 1

LISTA DE MATERIAIS PARA 2015 INF. I - FASE 1 LISTA DE MATERIAIS PARA 2015 INF. I - FASE 1 O Colégio Objetivo Júnior fornece aos seus alunos todos os Cadernos de Atividades necessários ao desenvolvimento do trabalho nas diversas áreas. Esses cadernos

Leia mais

Depois de removido o pino central, vamos lixá-lo até que possa girar dentro do tubo do rebite com facilidade.

Depois de removido o pino central, vamos lixá-lo até que possa girar dentro do tubo do rebite com facilidade. Depois de removido o pino central, vamos lixá-lo até que possa girar dentro do tubo do rebite com facilidade. Asseguir mostramos o desenho da alavanca que será soldada na aste de comando conforme mostrado

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÕES PARA UTILIZAÇÃO DA PRENSA TÉRMICA SUBLIMÁTICA 8X1

MANUAL DE INSTRUÇÕES PARA UTILIZAÇÃO DA PRENSA TÉRMICA SUBLIMÁTICA 8X1 MANUAL DE INSTRUÇÕES PARA UTILIZAÇÃO DA PRENSA TÉRMICA SUBLIMÁTICA 8X1 1. Identificação dos elementos da prensa 8X1: JTSD72 Antes de ligar a prensa e iniciar seu trabalho é indispensável verificar se a

Leia mais

Apresenta. Oficina de Stencil

Apresenta. Oficina de Stencil Apresenta Oficina de Stencil Stencil Não é apenas uma pintura qualquer criada a partir de um molde, é uma técnica de pintura que ficou famosa no mundo todo por ser rápida e simples, promovendo a comunicação

Leia mais

Olimpíada Brasileira de Física 2003-3 a Fase. Prova Experimental para alunos de 1 o ano. Experimento Vetores

Olimpíada Brasileira de Física 2003-3 a Fase. Prova Experimental para alunos de 1 o ano. Experimento Vetores realização apoio Olimpíada Brasileira de Física 2003-3 a Fase Prova Experimental para alunos de 1 o ano Experimento Vetores Leia atentamente as instruções abaixo antes de iniciar a prova 1 Esta prova destina-se

Leia mais

Projeto Móvel de Cultura e Meio Ambiente

Projeto Móvel de Cultura e Meio Ambiente Projeto Móvel de Cultura e Meio Ambiente 1998 O QUE É A RECICLOTECA A Recicloteca é um Centro de Informações sobre Reciclagem e Meio Ambiente criado pela Associação Ecológica Ecomarapendi e patrocinado

Leia mais

Como fazer o seu próprio escudo medieval

Como fazer o seu próprio escudo medieval Dark Ages - idade média www.sec11.cjb.net goshinryukempo@hotmail.com Idade média Como fazer o seu próprio escudo medieval Existem dois métodos, um simples e o outro bem mais elaboro. 1. O método simples:

Leia mais

RECEITAS DE BOLOS ARQUITETÔNICOS SUSTENTÁVEIS Arquiteto Francisco Lima Arquiteto Edoardo Aranha

RECEITAS DE BOLOS ARQUITETÔNICOS SUSTENTÁVEIS Arquiteto Francisco Lima Arquiteto Edoardo Aranha RECEITAS DE BOLOS ARQUITETÔNICOS SUSTENTÁVEIS Arquiteto Francisco Lima Arquiteto Edoardo Aranha Lembrando que receitas sempre evoluem com nosso toque pessoal baseado em experimentações e pesquisas, então:

Leia mais

PLANO DE UTILIZAÇÃO DO MATERIAL ESCOLAR 2015 EDUCAÇÃO INFANTIL - MATERNAL. Material Plano de Utilização Componente Curricular Trimestre Letivo

PLANO DE UTILIZAÇÃO DO MATERIAL ESCOLAR 2015 EDUCAÇÃO INFANTIL - MATERNAL. Material Plano de Utilização Componente Curricular Trimestre Letivo UNBEC UNIÃO NORTE BRASILEIRA DE EDUCAÇÃO E CULTURA COLÉGIO MARISTA CHAMPAGNAT Portaria de Recredenciamento nº 192, de 25/8/2014 SEEDF QSD Área Especial nº 1, Taguatinga DF Telefone: (61) 2191-1522 PLANO

Leia mais

Ecoteste. Objectivo Compreender que os hábitos do quotidiano têm um impacto directo no ambiente.

Ecoteste. Objectivo Compreender que os hábitos do quotidiano têm um impacto directo no ambiente. Ecoteste Objectivo Compreender que os hábitos do quotidiano têm um impacto directo no ambiente. Proposta Responder a um questionário, levando os alunos a repensar os seus comportamentos. Preocupas-te com

Leia mais

Projeto de Extensão: Ciclo de Oficinas de Educação Matemática: os ODM em foco. Oficina Eco Natal

Projeto de Extensão: Ciclo de Oficinas de Educação Matemática: os ODM em foco. Oficina Eco Natal Oficina Eco Natal Apresentação Olá! Esta oficina faz parte de um projeto de extensão Ciclo de oficinas de Educação Matemática: os ODM em foco que tem como objetivo realizar atividades do cotidiano que

Leia mais

Almôndegas de Arroz. Ingredientes. Modo de preparo

Almôndegas de Arroz. Ingredientes. Modo de preparo Almôndegas de Arroz 2 xícaras (chá) de arroz cozido 200g de carne moída 1 dente de alho picado 1 cebola picada 2 colheres (sopa) de farinha de rosca 4 xícaras (chá) de molho de tomate Sal e pimenta a gosto

Leia mais

FUNDO MUNICIPAL DE SAÚDE COMISSÃO PERMANENTE DE LICITAÇÃO

FUNDO MUNICIPAL DE SAÚDE COMISSÃO PERMANENTE DE LICITAÇÃO TERMO DE ADJUDICAÇÃO Abertas às propostas, a Pregoeira de acordo com o que determina a Lei nº. 10.520/2002, adjudica o Processo Licitatório tipo PREGÃO PRESENCIAL nº. 006/2013, objetivando: Á contratação,

Leia mais

Prática Pedagógica: Coleta de Lixo nas Escolas

Prática Pedagógica: Coleta de Lixo nas Escolas Prática Pedagógica: Coleta de Lixo nas Escolas Introdução O objetivo desse trabalho é ajudar as Escolas e demais instituições na implantação do programa da coleta seletiva do lixo e do lixo eletrônico.

Leia mais

Reciclagem Monte seu jogo e chame a turma para brincar. Corrida da. ANO 7 - Nº7 Caça-palavras Vamos colorir 7 erros e muito mais!

Reciclagem Monte seu jogo e chame a turma para brincar. Corrida da. ANO 7 - Nº7 Caça-palavras Vamos colorir 7 erros e muito mais! ANO 7 - Nº7 Caça-palavras Vamos colorir 7 erros e muito mais! Atividades infantis para resolver e colorir. Uma publicação da Corrida da Reciclagem Monte seu jogo e chame a turma para brincar Vamos colorir?

Leia mais

Data de entrega dos materiais: Durante a semana que antecede às aulas Início das aulas em 01/02/2016

Data de entrega dos materiais: Durante a semana que antecede às aulas Início das aulas em 01/02/2016 Lista de Materiais Mini- Maternal 2016 1 rolo de pintura pequeno 1 rolo de fita crepe 3 potes de massinha Soft grande (500g) 2 blocos de cartonado tamanho A4 2 blocos de folhas coloridas Meu 1º caderno

Leia mais

LISTA DE MATERIAL ESCOLAR INFANTIL II (1 a 2 anos)- 2015

LISTA DE MATERIAL ESCOLAR INFANTIL II (1 a 2 anos)- 2015 MATERIAL ESCOLAR: 02 Placas de EVA (lisa - sem enrolar) 02 Placas de EVA (Glítter extra brilho - sem enrolar) 02 Folhas de EVA (plush sem enrolar) 02 Folhas de EVA (estampado) 02 Cartolinas americanas

Leia mais

LISTA DE MATERIAL 2015 MINIMATERNAL 1

LISTA DE MATERIAL 2015 MINIMATERNAL 1 LISTA DE MATERIAL 2015 MINIMATERNAL 1 1 caixa de Meu 1º giz 6 cores Acrilex 2 caixas de pintura a dedo, não tóxica 2 potes de massinha, soft, 150 g, da cor 2 tubos de cola glitter, cor perolada e prata

Leia mais

Lista de Material - 2012. Educação Infantil Infantil I

Lista de Material - 2012. Educação Infantil Infantil I Lista de Material - 2012 Educação Infantil Infantil I 05 cartolinas guachadas (cores diferentes) 01 cartolina laminada dourada 05 cartolinas brancas 02 cartolinas pretas 02 rolos de papel crepom na cor

Leia mais

Material de Papelaria BLOCO PARA ANOTAÇÕES

Material de Papelaria BLOCO PARA ANOTAÇÕES Material de Papelaria BLOCO PARA ANOTAÇÕES Descrição do produto: Bloco para anotações, 90 folhas, sem pauta, capa dura, técnica a escolher. 8,7 X 10,5 10,5 X 13,5 12 X 16 14 X 15,5 10 X 18 21,3 X 21,3

Leia mais

MELHOR DA COZINHA VEGETARIANA

MELHOR DA COZINHA VEGETARIANA O MELHOR DA COZINHA VEGETARIANA Mahalia Goskowski CHOP SUEY DE LEGUMES - 1/4 de nabo branco comprido; - 4 cenouras; - 1 pimentão vermelho; - 1 pimentão verde; - 1/4 de acelga; - broto de feijão; - brócolis;

Leia mais

Tabule Rendimento 4 porções

Tabule Rendimento 4 porções Tabule Rendimento 4 porções - 4 tomates picados - 1 xícara (chá) de trigo para quibe - 1 cebola picada - 1 pepino com casca picado em cubos - 1/2 xícara (chá) de salsinha picada - 1/4 xícara (chá) de cebolinha

Leia mais

O que é o Durafloor? 1 Durafloor Home, Durafloor Pro, Durafloor Premium 1 Serviços 2. Instalar é simples 3 Preparando a instalação 3

O que é o Durafloor? 1 Durafloor Home, Durafloor Pro, Durafloor Premium 1 Serviços 2. Instalar é simples 3 Preparando a instalação 3 Durafloor O que é o Durafloor? 1 Durafloor Home, Durafloor Pro, Durafloor Premium 1 Serviços 2 Índice Análise do ambiente Instalar é simples 3 Preparando a instalação 3 Instalação Ferramentas e Materiais

Leia mais

DICAS ANTES DA COMPRA

DICAS ANTES DA COMPRA DICAS ANTES DA COMPRA Madeira: É um material natural e variações são consideradas normais, nuances e veios existentes nos pisos são próprios da madeira; imperfeições naturais, nós e variações nas tonalidades

Leia mais

Manual prático de como fazer sabonete artesanal em casa

Manual prático de como fazer sabonete artesanal em casa Manual prático de como fazer sabonete artesanal em casa Este manual foi elaborado a partir de pesquisas nos vários sites de artesanato da Internet brasileira. Ele é gratuito e seu uso e leitura é reservado

Leia mais

Escolha um local ao ar livre e pense qual estilo combina mais com a sua festa.

Escolha um local ao ar livre e pense qual estilo combina mais com a sua festa. Se você procura uma festa linda com tema delicado e ao mesmo tempo divertido, com certeza o Jardim Encantado é a escolha certa. Festas de Jardim tem um ar nostálgico, trazem aquela sensação gostosa das

Leia mais

Colégio Universitário Professor Canísio Ignácio Lunkes LISTA DE MATERIAL ESCOLAR 2014 EDUCAÇÃO INFANTIL MATERNAL I

Colégio Universitário Professor Canísio Ignácio Lunkes LISTA DE MATERIAL ESCOLAR 2014 EDUCAÇÃO INFANTIL MATERNAL I LISTA DE MATERIAL ESCOLAR 2014 EDUCAÇÃO INFANTIL MATERNAL I Material de uso individual 01 Copo com tampa com nome do aluno Obs: Os materiais abaixo deverão ficar dentro da mochila do aluno 01 Caixa de

Leia mais

6. o ANO ENSINO FUNDAMENTAL PROF. FRANCISCA AGUIAR PROF. SUZY PINTO

6. o ANO ENSINO FUNDAMENTAL PROF. FRANCISCA AGUIAR PROF. SUZY PINTO 6. o ANO ENSINO FUNDAMENTAL PROF. FRANCISCA AGUIAR PROF. SUZY PINTO Unidade II Cultura: a pluralidade na expressão humana. Aula 6.2 Conteúdo Porque construir seu próprio brinquedo? Habilidades (Re)criar

Leia mais

A Fundação Procon-SP preparou este material com dicas e orientações para ajudar você a construir esse novo conceito de consumo.

A Fundação Procon-SP preparou este material com dicas e orientações para ajudar você a construir esse novo conceito de consumo. 2012 consumo consciente i Especialistas em meio ambiente alertam para a necessidade da utilização racional dos recursos naturais. Repensar, Reduzir, Reutilizar e Reciclar, são ações que contribuem para

Leia mais

CARTILHA DE EDUCAÇÃO AMBIENTAL DIVIRTA-SE E APRENDA SOBRE A RECICLAGEM E AS VANTAGENS DAS EMBALAGENS LONGA VIDA U M P RO J E TO

CARTILHA DE EDUCAÇÃO AMBIENTAL DIVIRTA-SE E APRENDA SOBRE A RECICLAGEM E AS VANTAGENS DAS EMBALAGENS LONGA VIDA U M P RO J E TO CARTILHA DE EDUCAÇÃO AMBIENTAL DIVIRTA-SE E APRENDA SOBRE A RECICLAGEM E AS VANTAGENS DAS EMBALAGENS LONGA VIDA U M P RO J E TO O PRIMEIRO PASSO PARA APRENDER A RECICLAR É CONHECER QUAIS MATERIAIS SÃO

Leia mais

PRESIDENTE DA REPÚBLICA Luiz Inácio Lula da Silva. Redação Inara Vieira. MINISTRO DA CULTURA Juca Ferreira. Revisão Graça Mendes

PRESIDENTE DA REPÚBLICA Luiz Inácio Lula da Silva. Redação Inara Vieira. MINISTRO DA CULTURA Juca Ferreira. Revisão Graça Mendes PRESIDENTE DA REPÚBLICA Luiz Inácio Lula da Silva MINISTRO DA CULTURA Juca Ferreira PRESIDENTE DO IPHAN Luiz Fernando de Almeida CHEFE DE GABINETE Fernanda Pereira PROCURADORA-CHEFE FEDERAL Lúcia Sampaio

Leia mais

MANUAL DE HORTAS VERTICAIS. Passo a passo sobre como plantar temperos, ervas e verduras em pouco espaço

MANUAL DE HORTAS VERTICAIS. Passo a passo sobre como plantar temperos, ervas e verduras em pouco espaço MANUAL DE HORTAS VERTICAIS Passo a passo sobre como plantar temperos, ervas e verduras em pouco espaço Comunidade Dois Palitos, Embu das Artes Julho de 2012 Equipe: Fernanda (Brasil), Lucas (Brasil), Ketty

Leia mais

FIXANDO AS CAVERNAS NO PICADEIRO 33

FIXANDO AS CAVERNAS NO PICADEIRO 33 2 1 100 1 132 1 000 FIXANDO AS CAVERNAS NO PICADEIRO 33 1. Coloque a caverna do meio sobre o picadeiro a frente da traverssa. Para o barco de 5,2 m a caverna 2, para os barcos maiores a caverna 3. 2. Alinhe

Leia mais

Não deixe de aproveitar os pratos com a economia do TodoDia!

Não deixe de aproveitar os pratos com a economia do TodoDia! Esta revista foi pensada para deixar você com água na boca do início ao fim. Nela, vou mostrar duas de minhas especialidades na cozinha: receitas de massas e tortas. Nada mais versátil para agradar à família

Leia mais

Bumba meu boi. Conhecer a diversidade cultural brasileira. Conhecer a lenda do bumba meu boi. Conhecer a origem das danças e folguedos.

Bumba meu boi. Conhecer a diversidade cultural brasileira. Conhecer a lenda do bumba meu boi. Conhecer a origem das danças e folguedos. 5 0 a O - fu dame tal Justificativa O projeto possibilita à criança conhecer e comparar os diferentes grupos sociais e suas tradições históricas. Consiste em apresentar atividades com a intenção de propiciar

Leia mais

Apresenta: PAPEL METAL LIXO ORGÂNICO VIDRO PLÁSTICO. no luga

Apresenta: PAPEL METAL LIXO ORGÂNICO VIDRO PLÁSTICO. no luga Apresenta: Coloqu e o lixo no luga r, na hor a e no d certo. ia ORGÂNICO CAPItao VAREJO em: coleta seletiva Enquanto isso, na sala secreta de reuniões... Olá, Capitão Varejo! Grande Gênio, bom dia! Espero

Leia mais

Capítulo 5 Materiais, métodos, técnicas e formas na construção do muro do LILD

Capítulo 5 Materiais, métodos, técnicas e formas na construção do muro do LILD 66 Capítulo 5 Materiais, métodos, técnicas e formas na construção do muro do LILD Neste capítulo, descreveremos a pesquisa prática que foi feita ao longo deste mestrado, e que é uma continuidade da reflexão

Leia mais