DESENVOLVIMENTO DE UM GUIA DE BAIRRO ONLINE 1

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "DESENVOLVIMENTO DE UM GUIA DE BAIRRO ONLINE 1"

Transcrição

1 DESENVOLVIMENTO DE UM GUIA DE BAIRRO ONLINE 1 Felipe Cardoso Gonçalves Roland Teodorowitsch 2 Orientador Universidade Luterana do Brasil (Ulbra) Curso de Sistemas de Informação Campus Canoas Av. Farroupilha, Bairro São José CEP Canoas - RS RESUMO 29 de novembro de 2010 O presente artigo tem como objetivo documentar o desenvolvimento de uma aplicação Web responsável pelo cadastramento georreferenciado de estabelecimentos comerciais, onde os usuários poderão, através de pesquisas, descobrir os serviços mais próximos e as melhores rotas de acesso a eles. Palavras-chave: Guia de Bairro; Google Maps API; AJAX; Georreferenciamento; Web 2.0. ABSTRACT Title: Developing an Online Neighborhood Guide This paper aims to document the development of a Web application responsible for shops georeferenced registration, where users can, through research, find the services closest and best access routes to them. Key-words: Neighborhood Guide; Google Maps API; AJAX; Georeferencing; Web INTRODUÇÃO Este trabalho tem como maior motivação integrar a conveniência dos guias de comércio impressos com a precisão do georreferenciamento e a praticidade da Web 2.0, buscando aumentar a divulgação de pequenos estabelecimentos comerciais na Internet, e tornar fácil e ágil a busca destes por usuários antes acostumados a pesquisar em guias impressos. O principal objetivo do trabalho é a disponibilização de uma ferramenta online que possibilita aos comerciantes a exposição gratuita de seus estabelecimentos, e aos consumidores, um guia prático de pesquisa com todos os dados relevantes sobre o comércio e os serviços disponíveis em seu bairro. Ao consumidor também é oferecida a localização geográfica do que ele procura, referenciada em um mapa onde é também exibida a localização de sua casa. O trabalho foi desenvolvido com foco no bairro Partenon em Porto Alegre, estado do Rio Grande do Sul, devido à sua área razoável, comércio bastante desenvolvido e, principalmente, por questões de localização e facilidade de locomoção do desenvolvedor. Esta última se deve ao fato de que foi feita uma pesquisa sobre o comércio do bairro a fim de alimentar o sistema com uma carga inicial robusta o suficiente para que o sistema pudesse ser desenvolvido, testado e implantado já com uma boa base de dados. Este documento está dividido em oito seções além da Introdução. A Seção 2 explica brevemente o conceito de Web 2.0 e descreve as características de suas aplicações. As Seções 3 (ASP.NET 3.5 e AJAX Control Toolkit) e 4 (Google Maps API) falam sobre as tecnologias utilizadas no desenvolvimento da aplicação e exibição de mapas através dela. Na Seção 5, são apresentadas aplicações semelhantes já existentes no mercado. A modelagem e o desenvolvimento do trabalho serão apresentadas na Seção 6. Os módulos que compõem o sistema serão descritos na Seção 7, tendo seu funcionamento explicado um a um. As considerações finais são apresentadas na Seção 8. Finalmente, são apresentadas as referências utilizadas no desenvolvimento deste trabalho. 1 Artigo Final da disciplina de Trabalho de Conclusão de Curso em Sistemas de Informação II, submetido ao Curso de Sistemas de Informação da Universidade Luterana do Brasil, Campus Canoas. 2 Professor das disciplinas da área de Sistemas Operacionais dos cursos de Ciência da Computação e Sistemas de Informação, na Ulbra Canoas e Ulbra Gravataí. Coordenador das disciplinas de Trabalho de Conclusão de Curso do Bacharelado em Ciência da Computação na Ulbra Gravataí. 1

2 2 A WEB 2.0 O conceito de Web 2.0 surgiu em uma sessão de Brain Storming entre integrantes da O Reilly e da Media Live International a partir da constatação de que empresas pontocom, que sobreviveram após a crise que abalou a Internet no início da década, possuíam características bastante semelhantes entre si. Através da análise destas características, foram criados conceitos que, depois de agrupados, passaram a formar o que é chamado atualmente de Web 2.0 (O REILLY, 2005). Existem diversas definições sobre Web 2.0. O autor Bradley L. Jones (2008) questiona o porquê de tantas pessoas tendo ideias sobre o que a Web 2.0 é ou deixa de ser, qual é a melhor definição para o termo e até mesmo se ela é somente uma moda. A definição mais comumente utilizada é a de um de seus idealizadores: Web 2.0 é a mudança para uma Internet como plataforma, e uma tentativa de entendimento das regras para obter sucesso nesta nova plataforma. Entre outras, a regra mais importante é desenvolver aplicativos que aproveitem os efeitos de rede para se tornarem melhores quanto mais são usados pelas pessoas, aproveitando a inteligência coletiva. (O'REILLY, 2006). Os principais conceitos da Web 2.0 a serem utilizados neste trabalho, para tornar a aplicação mais rica, confiável e agradável ao usuário são: An attitude, not a technology: o sistema não é considerado um pacote, e sim um compromisso com seus usuários; Data as the Intel Inside: os dados são a peça mais importante de todo o processo de aprimoramento da experiência do usuário; The perpetual beta e Rich User Experience: o sistema deverá ser mantido em constante aprimoramento para manter sempre os usuários motivados a usar a ferramenta; User behavior not predetermined: o usuário não tem obrigação de seguir nenhum roteiro de utilização do sistema; Small Pieces Loosely Joined: a ferramenta proposta deverá utilizar diversos serviços e componentes disponíveis para facilitar o desenvolvimento e garantir maior qualidade; Trust your users: o sistema possibilitará que os usuários contribuam comentando e avaliando os estabelecimentos comerciais, aumentando a relevância destes de acordo com suas avaliações. 3 ASP.NET E AJAX CONTROL TOOLKIT Para o desenvolvimento da ferramenta proposta foi escolhida a linguagem ASP.NET 3.5, plataforma de desenvolvimento para Web sucessora do ASP (Active Server Pages), criada pela Microsoft. Por ser baseada no.net Framework, ela permite o desenvolvimento de aplicações em diversas linguagens suportadas pelo framework, como, por exemplo, C# e Visual Basic.NET. Neste caso, a linguagem definida para o trabalho foi C#. Como citado na seção anterior, interfaces intuitivas, amigáveis e, principalmente, ágeis são uma das principais características de aplicações Web 2.0 de sucesso. As aplicações citadas utilizam o conjunto de tecnologias chamado AJAX, que, segundo Wenz (2007), possibilita o envio e o recebimento de dados de forma assíncrona, fazendo com que as páginas operem sem necessidade de atualização completa, ou seja, as requisições são enviadas ao servidor e são processadas, ou até mesmo retornam informações de forma praticamente transparente para o usuário, tornando sua experiência mais agradável. Para o desenvolvimento de aplicações com AJAX são utilizados scripts em JavaScript que podem simplesmente enviar comandos para serem executados no servidor, assim como podem também solicitar informações que serão retornadas em formato texto, ou no caso de conjuntos maiores de dados, em formato XML (extensible Markup Language). Para atender a esta necessidade, na implementação da ferramenta proposta, foi utilizado o AJAX Control Toolkit, um projeto open-source baseado no.net Framework através de um esforço conjunto entre a Microsoft e desenvolvedores da comunidade ASP.NET AJAX. O AJAX Control Toolkit possui mais de 30 controles diferentes que facilitam a criação de interfaces que executam comandos JavaScript, que por sua vez disparam métodos implementados no servidor de forma assíncrona. 2

3 4 GOOGLE MAPS API Google Maps é um serviço da Web 2.0 que exibe mapas e imagens aéreas e que pode ser acessado gratuitamente através de um navegador Web em um computador ou em um dispositivo móvel através do endereço Esta aplicação provê uma interface intuitiva e de alta capacidade de resposta para visualização de mapas e imagens capturadas por satélites. Além da visualização e navegação por estas imagens, é possível a busca por endereços e também a consulta de possíveis rotas entre dois pontos indicados no mapa. Estas rotas podem ser traçadas considerando o deslocamento a pé ou de carro. A versão mais recente da API já contém também o cálculo de rotas através de ciclovias e outras vias que possibilitem o deslocamento utilizando bicicleta, porém este serviço ainda está disponível somente para as cidades dos Estados Unidos (PIMPLER, 2006a). Além da aplicação Web, a Google disponibiliza de forma gratuita, para sites que possuam acesso aberto ao público, uma API chamada Google Maps API, através da qual os desenvolvedores podem adicionar a seus sites funcionalidades do serviço Google Maps. A Google se reserva o direito de exibir anúncios publicitários no mapa exibido. Para aplicações com acesso restrito, onde o público em geral não possui acesso, a empresa provê a API Google Maps Premier, na qual alguns serviços adicionais são disponibilizados ao desenvolvedor, tais como: maior capacidade para solicitações de serviços; habilidade de prover mapas através do protocolo HTTPS (Hypertext Transfer Protocol Secure); mais opções de serviço e suporte; controle sobre os anúncios exibidos nos mapas. Para a utilização da API é necessária a obtenção de uma chave de acesso para cada diretório da aplicação que utilizar o serviço. O sistema gerará uma chave única para cada diretório especificado e todos os scripts que acessarem o serviço deverão receber como parâmetro esta chave (PIMPLER, 2006b). 4.1 Utilização da Google Maps API Segundo Gibson e Erle (2006), a Google Maps API é constituída basicamente por 20 classes principais separadas em cinco categorias: Classes Core, que se referem aos blocos básicos de construção de um mapa; Map Controls, que possibilitam ao usuário manipular o mapa exibido na tela; User Data, que possibilitam ao desenvolvedor inserir informações personalizadas no mapa; Events, que possibilitam que a aplicação reaja de acordo com interações do usuário, tais como cliques ou movimentos do mouse; e AJAX, que possibilitam que o sistema faça requisições assíncronas a Web Services, ou seja, podendo atualizar o mapa sem a necessidade de atualização da página inteira. As principais classes para o desenvolvimento do presente trabalho são as seguintes: Core Objects: GMap2: responsável pela exibição do mapa na tela; GLatLng: utilizada para representar um ponto de interesse em qualquer local na face da Terra, contendo as coordenadas para Latitude e Longitude; Map Controls: GLargeMapControl, GSmallMapControl e GSmallZoomControl: exibem controles para movimentação e zoom no mapa; GMapType: representa um objeto contendo o tipo de exibição do mapa, que pode ser: Imagem de Satélite, Mapa e Híbrida (contendo a imagem de satélite sobreposta pelo mapa); GMapTypeControl: exibe um controle que possibilita que o usuário alterne a exibição do mapa; GSize: representa unidades bidimensionais de tamanho em pixels; Geocoder: classe responsável pela conversão entre endereços e coordenadas de latitude e longitude; User Data: GMarker: utilizada para exibir ícones para pontos de interesse no mapa; GInfoWindow: exibe uma janela de notificação no mapa; 3

4 GInfoWindowTab: exibe uma janela de notificação no mapa dividida em n painéis que podem ser alternados; GPolyline: utilizada para exibir rotas traçadas no mapa; Events: GEvent: representa um evento disparado por uma interação do usuário; AJAX: GXml: representa um objeto responsável pelo armazenamento de conteúdo em formato XML; GXmlHttp: representa um objeto responsável pela transferência de conteúdo em formato XML via protocolo HTTP (Hypertext Transfer Protocol). 5 ESTADO DA ARTE Foram pesquisados e analisados diversos sites de guias de comércio online para a documentação do Estado da Arte. A conclusão foi que existem diversos sites com ideias semelhantes em alguns pontos, porém diferentes da proposta na forma de utilização do mecanismo de pesquisa e na forma de exibição dos resultados ao usuário. 5.1 Hagah O primeiro site analisado foi o Hagah, do Grupo RBS. Neste site, por exemplo, após a pesquisa pelo termo Pizza, no bairro Moinhos de Vento em Porto Alegre, o usuário é direcionado para uma página onde os estabelecimentos encontrados são exibidos com seu endereço, telefone e um link através do qual o usuário pode entrar em contato com o estabelecimento através do próprio site via . São destacados em primeiro lugar na lista os estabelecimentos que pagam pelo serviço de publicidade. Ao lado direito dos resultados da busca, um mapa é exibido com a localização dos itens listados, o que possibilita uma boa noção da localização do estabelecimento. O site também permite que o usuário filtre os resultados da busca por características de seu interesse. 5.2 Apontador O site Apontador, é um guia que possui cobertura nacional, abrangendo mais de cidades, onde o usuário pode localizar endereços, estabelecimentos em regiões específicas, mapas, cidades, estações de metrô, rodoviárias, aeroportos, além de permitir que os usuários criem roteiros de viagem obtendo dados de estradas, distâncias e valores de combustíveis em diferentes localidades. O Apontador segue diversos conceitos que podem defini-lo como uma aplicação Web 2.0 e que podem ser seguidos como exemplo no desenvolvimento, tais como The Perpetual Beta e Trust Your Users, citados anteriormente. 5.3 Tele Listas O Grupo Tele Listas, atuante desde 1996 no ramo de listas telefônicas impressas, disponibiliza também as informações no site Tele Listas, O site possui uma ferramenta de busca de estabelecimentos integrada com sistema de mapas onde o usuário pode procurar por palavras-chave ou pelo nome e obter a localização dos estabelecimentos no mapa. As pesquisas são filtradas obrigatoriamente por estado e cidade, e como filtro opcional, pode ser informado também o bairro. Depois de efetuada a busca, são listados os ramos de atividade encontrados na pesquisa e é disponibilizado um filtro a partir deles. Este site possui interface bastante amigável e de fácil utilização, com páginas de carregamento rápido e com controles desenvolvidos com AJAX que fazem com que não necessite de atualização da página inteira para a execução da maioria das operações realizadas. 5.4 Guia Comercial Online O Guia Comercial Online, é um sistema que permite busca por palavras-chave, permitindo a seleção de uma cidade entre as diversas que possuem estabelecimentos 4

5 cadastrados no site. O foco do site é Brasília e arredores. Após efetuar a pesquisa, o usuário é direcionado para uma página na qual são exibidos os estabelecimentos que contém as palavras-chave em sua descrição no cadastro. 5.5 Guia de Bairro Zona Sul Foi analisado também o site Guia de Bairro Zona Sul, que contém estabelecimentos da cidade do Rio de Janeiro. Este, em vez de permitir buscas por estabelecimentos e/ou palavras-chave, somente exibe uma listagem com categorias através da qual o usuário pode selecionar a categoria desejada e ver a lista de estabelecimentos cadastrados. O site possui interface de difícil utilização e a listagem dos estabelecimentos é composta somente por banners dos estabelecimentos cadastrados, cuja imagem serve de link para o website da empresa cadastrada, quando ela possuir um. O guia possui informações incompletas sobre os estabelecimentos e possibilita pouca interação. 5.6 Sampa Online O último site pesquisado foi o Sampa Online, onde a listagem dos estabelecimentos é montada através de links que direcionam para páginas onde os estabelecimentos cadastrados são filtrados por categoria. Além disso, é possível realizar buscas por palavras contidas na descrição dos estabelecimentos e em notícias cadastradas pela administração do site. 6 MODELAGEM E DESENVOLVIMENTO DO SISTEMA A solução proposta através do presente trabalho foi o desenvolvimento de uma aplicação Web, cuja base de dados foi alimentada com uma carga inicial contendo boa parte dos dados básicos de comércio e serviços do bairro Partenon, em Porto Alegre, RS, e que possibilita aos usuários fazer pesquisas a partir de palavras-chave e categorias. Nesta seção, serão apresentadas informações sobre a modelagem do sistema e os passos para o desenvolvimento da ferramenta. 6.1 Banco de Dados A Figura 1 mostra o diagrama entidade-relacionamento que representa graficamente as tabelas da base de dados e os relacionamentos entre elas. Estabelecimentos IdEstabelecimento NomeFantasia NomeUsuario Senha RazaoSocial CNPJ WebSite Latitude Longitude CEP Endereco Numero Complemento Descicrao Valido Liberado CriadoEm CriadoPor AlteradoEm AlteradoPor Excluido CategoriasEstabelecimentos,FK1 FK2 IdEstabelecimento CriadoEm CriadoPor AlteradoEm AlteradoPor IdCategoria Favoritos,FK2 IdUsuario,FK1 IdEstabelecimento Avaliacoes IdAvaliacao FK2 IdUsuario FK1 IdEstabelecimento Nota Comentario CriadoEm CriadoPor AlteradoEm AlteradoPor Categorias IdCategoria Nome CriadoEm CriadoPor AlteradoEm AlteradoPor Usuarios IdUsuario Nome NomeUsuario Senha CriadoEm CriadoPor AlteradoEm AlteradoPor Excluido Valido AtributosEstabelecimentos,FK2 IdAtributo,FK1 IdEstabelecimento ValorTexto ValorNumerico ValorBoolean ValorColecao CriadoEm CriadoPor AlteradoEm AlteradoPor ValidacaoUsuarios IdUsuario CriadoEm Chave GDBLogLogin IdLog IdUsuario IdSession IP DataHora Browser Atributos IdAtributo OrdemExibicao Nome Obrigatorio TipoDeValor CriadoEm CriadoPor AlteradoEm AlteradoPor GDBLogEstabelecimentos IdLog IdUsuario IdEstabelecimento DataHora Tipo PalavrasChaveEstabelecimentos,FK1 IdEstabelecimento PalavraChave CriadoEm CriadoPor AlteradoEm AlteradoPor GDBLogPesquisas IdLog ValidacaoEstabelecimentos IdEstabelecimento CriadoEm Chave Figura 1: Diagrama Entidade-Relacionamento do sistema IdUsuario DataHora Pesquisa EstabRetornados GDBLogAudit IdLog Operacao DataHora Tabela Chave Campo ValorAntigo ValorNovo Usuario GDBLogMail IdMensagem DataHora Para CC CCO Assunto Mensagem UsuarioLogado HTML GDBLogErros IdLog DataHora NomeProcedure Usuario IdErro MsgErro 5

6 6.1.1 Tabelas A base de dados do sistema é composta pelas dezessete tabelas citadas a seguir em ordem alfabética: Atributos: contém os atributos que um estabelecimento pode possuir, citados na seção 7.3; AtributosEstabelecimentos: possibilita o relacionamento dos registros da tabela Estabelecimentos com os da tabela Atributos; Avaliacoes: armazena as avaliações feitas por usuários para os estabelecimentos. As avaliações dos usuários são detalhadas na seção 7.6; Categorias: armazena as categorias através das quais os estabelecimentos podem ser classificados; CategoriasEstabelecimentos: faz o relacionamento N x N entre as tabelas Categorias e Estabelecimentos, assim permitindo que cada estabelecimento possa ser atribuído a várias categorias, facilitando as pesquisas; Estabelecimentos: contém as principais informações sobre os estabelecimentos comerciais cadastrados no sistema; Favoritos: esta tabela faz relacionamento N x N entre as tabelas Estabelecimentos e Usuarios, possibilitando que os usuários salvem N estabelecimentos como seus favoritos, para que possam acessar suas páginas através de atalhos disponíveis na página inicial do sistema; GDBLogLogin: armazena informações de login dos usuários, a fim de manter estatísticas detalhadas dos dias e horários em que a aplicação é mais acessada para, entre outras razões, haver melhor gerenciamento dos horários para manutenção e/ou atualizações da aplicação; GDBLogErros: contém informações sobre erros que ocorreram na execução de operações na base de dados; GDBLogAudit: contém informações, para fins de auditoria ou até mesmo de restauração, sobre as operações de criação, alteração e exclusão dos registros das tabelas mais importantes da aplicação, tais como Usuarios, Estabelecimentos, entre outras; GDBLogPesquisas: armazena as informações obtidas nas pesquisas feitas através da aplicação, sendo armazenadas, além de data e hora da pesquisa, as palavras-chave utilizadas pelos usuários nas buscas, e os registros retornados pela busca. Estas informações são mantidas para que os números possam ser apresentados aos proprietários dos estabelecimentos, permitindo que eles saibam o quanto a aplicação está beneficiando-os; GDBLogEstabelecimentos: armazena as visitas que as páginas de cada estabelecimento recebe e também as visitas feitas ao website do comerciante. O propósito é semelhante ao da tabela GDBLogPesquisas, apresentar as informações ao proprietário do estabelecimento, para que este saiba o número de vezes que seu estabelecimento foi consultado através da aplicação, e quantos destes acessos foram direcionados ao seu website; GDBLogMail: armazena todas as mensagens enviadas pela aplicação para usuários ou proprietários de estabelecimentos via para que possam ser revisadas posteriormente pela administração do site; PalavrasChaveEstabelecimentos: armazena as palavras-chave atribuídas a um estabelecimento em seu cadastro. Um estabelecimento pode possuir N palavras-chave atribuídas. Estas palavras serão consultadas na pesquisa de estabelecimentos. Usuarios: armazena os dados dos usuários da aplicação; ValidacaoUsuarios: armazena as informações necessárias para a validação dos usuários recém cadastrados no sistema; ValidacaoEstabelecimentos: armazena as informações necessárias para a validação dos usuários recém cadastrados no sistema Stored Procedures Todas as operações no banco de dados são efetuadas através de Stored Procedures, ou seja, procedimentos armazenados diretamente na base, que são invocados através de comandos executados na camada de dados da aplicação (detalhada na seção 6.2.1). Segundo MSDN (2005a), os benefícios da utilização destes procedimentos incluem: Proteção da aplicação contra ataques do tipo SQL Injection (quando, de forma mal intencionada, são enviados comandos SQL através de formulários da aplicação, visando quebrar a segurança ou 6

7 então danificar informações); Stored Procedures facilitam a programação modularizada, uma vez que são independentes da aplicação; Redução do tráfego de rede, já que a aplicação precisa enviar somente o nome do procedimento a ser executado e seus parâmetros, em vez de ter que mandar comandos ou consultas SQL inteiras que muitas vezes possuem centenas de linhas de comando Functions São utilizadas também, para melhor organização dos códigos-fonte e aprimoramento do funcionamento das Stored Procedures, diversas funções nativas do SQL Server e algumas funções criadas especialmente para o desenvolvimento do sistema. São utilizadas Rowset Functions, que retornam objetos que podem ser tratados como tabelas, e Scalar Functions, que retornam somente um valor de um determinado tipo de dados (MSDN, 2005b). 6.2 Aplicação Web De acordo com MSDN (2004), a melhor forma para minimizar o impacto da adição de serviços a uma aplicação existente, facilitar a integração de diferentes serviços desenvolvidos em plataformas diferentes e tornar independentes o desenvolvimento de cada componente do sistema é o desenvolvimento através de uma arquitetura dividida em três camadas (Three-Layered Services Application). Seguindo esta metodologia, o presente trabalho foi desenvolvido com as camadas de acesso a dados (Data Layer), lógicas de negócios (Business Layer) e apresentação (Presentation), seguem detalhes de cada uma Data Layer É a camada responsável somente pela comunicação com a base de dados. Toda e qualquer operação da aplicação que manipule dados na base pode somente ser realizada através dela. A Figura 2 apresenta o diagrama que representa a única classe desta camada, DB. Esta classe contém os métodos que possibilitam a comunicação da aplicação com a o banco de dados. Figura 2: Diagrama de Classes da Camada de Dados - Classe DB Entre os principais métodos desta classe, destacam-se ExecutarComando(), ExecutarSelect() e ObterResultado(), responsáveis pela execução de comandos no banco de dados, consultas para obtenção de conjuntos de registros e obtenção de resultados em um único registro, respectivamente. Ao instanciar um objeto da classe DB, deve ser passado como parâmetro para o construtor o nome da Stored Procedure que será utilizada. Após isto, o método AdicionarParametro() deve ser utilizado caso haja necessidade de enviar parâmetros para a execução do comando ou consulta Business Layer É responsável pelas regras de negócio, onde toda a lógica envolvida no processamento dos dados da aplicação é realizada. É também responsável pela comunicação entre a camada de apresentação e a camada de dados. Esta camada é composta por quinze classes, descritas a seguir e representadas através do Diagrama de Classes exibido na Figura 3. 7

8 Figura 3: Diagrama de Classes da Camada de Negócios As classes Atributo, Categoria e Avaliacao representam objetos contendo os dados armazenados nas tabelas da base de dados Atributos, Categorias e Avaliacoes, respectivamente. Elas contém também todos os métodos necessários para operações de criação, alteração e exclusão nas tabelas citadas. Para armazenamento de localizações geográficas, a aplicação possui a classe LatLng, que possui dois atributos do tipo Decimal (MSDN, 2006) para armazenamento de Latitude e Longitude. A aplicação possui seis classes derivadas da classe genérica List<T> do.net Framework, que são utilizadas para armazenamento em memória de coleções (List) de objetos de determinados tipos (T), segundo a documentação do Framework (MSDN, 2007). As classes ListaAtributos, ListaAvaliacoes, ListaCategorias, ListaPontos, ListaFavoritos e PalavrasChaveEstabelecimentos, representam coleções de objetos dos tipos String (MSDN, 2006), Atributo, Avaliacao, Categoria, LatLng e Estabelecimento, respectivamente. A classe Usuario: é a classe responsável pela implementação das regras de negócio que se referem aos usuários do sistema. Possui todos os atributos referentes aos campos da tabela Usuarios, mais um atributo que representa uma coleção de objetos da classe Estabelecimento e que armazena a lista dos favoritos do usuário (armazenados na tabela Favoritos ), e os métodos necessários para as operações de criação, alteração e exclusão de usuários na base de dados, validação de endereço de , além dos métodos para busca de usuários e carregamento de seus atributos. Para representar os estabelecimentos cadastrados na base de dados, na tabela Estabelecimentos, é utilizada a classe Estabelecimento, que contém os atributos referentes aos campos da tabela, atributos das classes PalavrasChaveEstabelecimentos, ListaAtributos, ListaAvaliacoes e um atributo da classe ListaCategorias. Possui também, além dos métodos para busca de estabelecimentos e para carregamento dos atributos, os métodos para criação, alteração e exclusão de estabelecimentos na base de dados, e para validação de endereço de e moderação dos estabelecimentos cadastrados por parte da administração do site. Além das classes para manutenção da base de dados, há também a classe GDBMail, que torna possível que a aplicação envie mensagens via para usuários e/ou proprietários de estabelecimentos comerciais utilizando as classes MailMessage (MSDN, 2008b) e SmtpClient (MSDN, 2008a), do.net Framework para fazer o envio das mensagens através de um servidor de SMTP (Simple Mail Transfer Protocol) e a classe GDBException, derivada da classe Exception (MSDN, 2008c) do Framework, que 8

9 faz controle de erros na aplicação, com o auxílio da classe GDBLog, que registra na base de dados os erros gerados na aplicação, e em um arquivo texto, quando não for possível a conexão com o BD Presentation É a camada onde ficam as páginas que compõem a interface do sistema, ou seja, a única visível para os usuários finais da aplicação. Esta camada não tem acesso à camada de dados. Qualquer operação que trabalhe com o banco de dados será feita através da Business Layer. As Figuras 4 e 5 demonstram os diagramas de classes que compõem a interface com os usuários finais, e a interface da administração do sistema. As páginas Web do sistema serão mais bem detalhadas na Seção 7. Figura 4: Diagrama de Classes da Camada de Apresentação Interface para usuário final Figura 5: Diagrama de Classes da Camada de Apresentação Administração do Site Como descrito na documentação oficial do.net Framework (MSDN, 2008d), a classe System.Web.UI.Page, no.net Framework, representa um arquivo com extensão aspx, ou WebForm, como também é conhecido. Para melhor gerenciamento das páginas do sistema, foram criadas duas páginas derivadas da classe Page, GDBPage e GDBAdminPage, que possuem métodos para a implementação de funções básicas e redundantes das páginas do sistema, tanto na interface com o usuário final, quanto para a interface de administração do site. A primeira implementa funções para ordenação de tabelas e tratamento de variáveis de sessão. Já a segunda, além das mesmas funções da anterior, implementa controle de acesso ao módulo administrativo do sistema. Todas as páginas Web da aplicação são derivadas de GDBPage ou de GDBAdminPage. 9

10 Como meio para padronizar as páginas do sistema, e facilitar este processo, são utilizadas duas classes do tipo MasterPage, cujo layout foi montado em HTML e CSS e que são importadas em tempo de execução por cada uma das páginas executadas. Conforme definição do fabricante (MSDN, 2008e), uma Master Page (página mestra) age como um template, mesclando seu conteúdo com o das páginas que a executam. 7 MÓDULOS DO SISTEMA O presente trabalho foi implantado e pode ser acessado através da URL (Unique Resource Locator) A aplicação Web, denominada GuiaDeBairro.Org, conta com doze páginas para acesso de usuários finais, mais dez páginas de acesso restrito a administradores do site. Esta seção explicará resumidamente o funcionamento das principais páginas do sistema e a administração e manutenção do site. 7.1 GuiaDeBairro.Org A Figura 6 mostra uma parte da página inicial do sistema, onde o usuário tem acesso rápido aos links para cada uma das principais páginas (Home, Busca, Usuários, Comerciantes, Sobre e Contato), além da caixa de pesquisa onde pode pesquisar através de palavras-chave pelo ramo de comércio que desejar. Há, à esquerda na tela, a possibilidade do usuário fazer login em qualquer página do sistema e atalhos para que o usuário possa listar os estabelecimentos cadastrados a partir da categoria a que eles pertencem, e, à direita, duas listas de links para acesso rápido aos estabelecimentos Favoritos do usuário e para os estabelecimentos mais visitados do site. Figura 6: Página Inicial 10

11 7.2 Gerenciamento de Usuários O sistema possibilita que usuários possam fazer pesquisas sem estarem registrados, porém disponibiliza facilidades aos usuários registrados e autenticados no sistema. Qualquer visitante do site pode cadastrar-se gratuitamente, e nenhum serviço ou ferramenta disponível aos usuários será cobrado. Usuários cadastrados no site têm como incentivo e vantagens para isso, além da possibilidade do armazenamento de seu endereço, a de avaliar, comentar e salvar como favoritos os estabelecimentos acessados. Estas duas funcionalidades serão descritas no item Exibição dos Detalhes do Estabelecimento. Um usuário somente pode possuir um cadastro, que será vinculado a seu endereço de , que deverá ser confirmado a partir de um mecanismo de verificação desenvolvido para enviar uma mensagem com um link para o usuário clicar e confirmar seu endereço. Para cadastrar-se, o usuário deve: acessar a página de cadastro de usuários (http://www.guiadebairro.org/usuarios.aspx); e preencher dados pessoais, tais como: nome completo e , além da localização geográfica de sua casa, para que o sistema possa calcular distância e rotas entre ela e os estabelecimentos pesquisados pelo usuário. Quando um usuário preenche o formulário de cadastro, é gerada uma chave única que é armazenada na tabela ValidacaoUsuarios juntamente com o identificador do usuário. É também enviada uma mensagem para o endereço de informado contendo um link para a página AtivarConta.aspx no qual a chave é passada como parâmetro. O usuário deve clicar no link para ser direcionado novamente para a aplicação onde a chave será comparada com a da base de dados. Sendo validada, a chave é apagada do BD para evitar possível futura utilização, e o usuário é confirmado como válido e torna-se apto a utilizar os recursos do site. Após o processo de validação da chave ser concluído com sucesso, o usuário é automaticamente autenticado e logado na aplicação. Na área restrita do site, os administradores possuem controle sobre os registros dos usuários, podendo verificar informações inconsistentes, ou até mesmo fraudulentas. Apesar do controle total dos administradores sobre os registros, todas as operações são registradas em log, possibilitando restauração de registros alterados erroneamente, ou até mesmo excluídos acidentalmente. 7.3 Gerenciamento de Estabelecimentos Comerciais Os estabelecimentos comerciais são cadastrados na base de dados na tabela Estabelecimentos, onde são armazenadas as informações básicas sobre eles. Foi realizada uma pesquisa no bairro para cadastramento de grande parte do comércio. Os estabelecimentos cadastrados foram inseridos na base de dados com as informações básicas como: nome fantasia, endereço, posição geográfica (latitude e longitude), descrição e, quando disponíveis, fones de contato, e website. Foi desenvolvida uma interface para cadastro, onde os proprietários ou responsáveis podem efetuar o cadastro de sua empresa e informar seus dados. Qualquer empresa, que trabalhe em qualquer ramo de comércio pode cadastrar-se gratuitamente e por tempo indeterminado, bastando para isso, acessar o sistema e a página de cadastro de estabelecimentos (http://www.guiadebairro.org/comerciantes.aspx) e informar os dados básicos (nome fantasia, endereço, e posição geográfica latitude, longitude e descrição), os estabelecimentos são classificados em categorias, sendo que um estabelecimento pode estar vinculado a mais de uma categoria. As empresas também têm a opção de adicionar atributos a seus estabelecimentos. Os atributos são características predefinidas pela administração do site, armazenadas na tabela Atributos, que poderão ser associadas aos estabelecimentos com valores particulares para cada um. Os atributos podem possuir valores de quatro tipos diferentes: Texto, Número, Booleano (Sim ou Não) ou Coleção (onde podem ser informados vários valores diferentes separados por vírgulas. Exemplo: bandeiras de cartões de crédito aceitas). Abaixo são citados alguns exemplos de atributos os atributos foram cadastrados durante a pesquisa de comércio no bairro conforme a necessidade e seus valores possíveis: Possui tele-entrega? : sim e não; Possui telebusca? : sim e não; Possui estacionamento próprio? : sim e não; Possui área para fumantes? : sim e não; Possui ar-condicionado? : sim e não; Aceita reservas? : sim e não; 11

12 Número de ambientes : números inteiros maiores que zero; Aceita cartões de débito? : bandeiras dos cartões de débito aceitos; Aceita cartões de crédito? : bandeiras dos cartões de crédito aceitos; Aceita vale refeição? : bandeiras de vale-refeição aceitas; Aceita vale alimentação? : bandeiras de vale-alimentação aceitas; Lotação máxima : números inteiros maiores que zero. Para declarar-se proprietário de um estabelecimento já cadastrado na carga de dados inicial, o proprietário deve entrar em contato através da página de contato do site (http://www.guiadebairro.org/contato.aspx) fornecendo informações mais completas sobre a empresa, tais como: CNPJ, Razão Social, ramo de atuação, telefone, , website. Quando isto ocorrer, a administração do site entrará em contato com o comerciante para confirmar os dados e possibilitar que ele cadastre nome de usuário e senha para acesso ao sistema. Para o cadastro da posição geográfica do estabelecimento pelo proprietário, o sistema fornece uma interface desenvolvida com a GMaps API, que possibilita que seja informada a localização do endereço cadastrado no mapa do bairro, ou em uma imagem de satélite, conforme o usuário preferir. Ele deve navegar pelo mapa até encontrar o seu estabelecimento, e clicar no local correto. Desta forma, a aplicação obtém a latitude e a longitude que compõem a localização da empresa, informações que serão armazenadas na base de dados e utilizadas nas pesquisas feitas pelos visitantes do site. Quando efetuado o cadastro de uma empresa através do site, esta deverá passar por processo de validação do endereço de informado e depois, por moderação da administração. A validação do endereço de é semelhante à do cadastro de usuários, sendo que a chave gerada é armazenada na tabela ValidacaoEstabelecimentos. Depois de validado o endereço de , o estabelecimento necessitará ainda de liberação da administração do site para que possa aparecer nos resultados de pesquisas e ser visualizado por usuários do site. Esta medida garante que não serão criados estabelecimentos falsos, ou até mesmo com conteúdo impróprio para exibição. 7.4 Busca por Estabelecimentos Esta seção apresenta a principal funcionalidade do sistema, a busca por estabelecimentos comerciais. Esta funcionalidade inicia sua execução quando o usuário acessa o sistema e o sistema exibe a tela inicial (Figura 6). O usuário pode preencher a caixa de busca com palavras-chave de acordo com o tipo de produto ou serviço que procura e clicar em Encontrar. O sistema efetua a pesquisa na base de dados pelos estabelecimentos que estiverem de acordo com as palavras-chave informadas e os exibe referenciados em um mapa em uma lista contendo informações básicas e (ou imagem de satélite, de acordo com o que o usuário preferir). Caso o usuário esteja cadastrado e estiver logado no sistema, sua casa será exibida no mapa também, dando melhor noção da distância entre sua residência e os estabelecimentos retornados pela pesquisa. A pesquisa por estabelecimentos é feita comparando as palavras informadas pelo usuário com o nome fantasia, descrição, categorias e palavras-chave dos estabelecimentos. Os termos informados pelo usuário para a pesquisa são separadas pelos espaços em branco entre eles, armazenadas em uma tabela temporária. A consulta é feita na tabela Estabelecimentos, comparando os campos foco da pesquisa com as palavras armazenadas na tabela temporária. A separação dos termos da pesquisa garante maior flexibilidade na busca, e fazendo com que os resultados não sejam resumidos somente aos que contiverem a expressão informada inteira. A Busca Avançada (http://www.guiadebairro.org/buscaavancada.aspx) é um recurso criado para que os usuários possam refinar suas pesquisas, caso suas buscas estejam retornando muitos registros, ou caso não estejam conseguindo encontrar o que procuram. A Figura 7 mostra a tela de busca avançada, onde existem os seguintes campos: O que você procura? : campo para o usuário informar os termos de sua pesquisa; Pesquisar nos campos : caixas de seleção para que possam ser definidos os campos da tabela Estabelecimentos em que a consulta será feita. Podem ser selecionados todos, nome fantasia, razão social, descrição ou palavras-chave; Registros que contenham : neste campo, o usuário pode decidir que a pesquisa seja feita retornando somente os registros que contiverem todos os termos informados na pesquisa ( Todos 12

13 os termos informados ), ou então os que contiverem pelo menos um dos termos informados ( Qualquer termo informado ); Categorias : o usuário pode selecionar as categorias que a busca deve abranger, limitando o resultado a somente os registros atribuídos às categorias selecionadas; Atributos : o usuário pode ainda definir que a busca retorne somente os estabelecimentos que possuam os atributos de tipo Booleano selecionados. Estes atributos são inseridos no formulário de pesquisa dinamicamente, de acordo com a tabela Atributos do BD. A ordenação da busca é feita através de um algoritmo que busca informações nos registros de log do sistema para classificar os estabelecimentos de acordo com sua relevância. A relevância é obtida através do números de vezes que o cadastro do estabelecimento já foi exibido e pelas avaliações que os usuários fizeram sobre ele. Um estabelecimento é mais bem colocado nos resultados (aparece primeiro na lista) se tiver recebido mais acessos do que outro. Avaliações neutras (nota 3) e boas (notas 4 e 5) colocam os estabelecimentos à frente dos que tiverem maior número de visitas nos resultados. Finalmente, avaliações negativas tiram relevância dos estabelecimentos, fazendo com que estes sejam colocados após os outros na lista. Figura 7: Busca Avançada 7.5 Exibição dos Resultados da Pesquisa Depois de efetuada a pesquisa, caso sejam encontrados registros, o usuário é direcionado à página de resultados da busca, onde são listados os estabelecimentos que combinam com o que o usuário procura. Conforme demonstrado na Figura 8, a tela é composta por um mapa onde os estabelecimentos são exibidos através de ícones numerados de acordo com a lista de resultados. Caso o usuário esteja logado, será exibida sua casa no mapa também, tornando fácil para o usuário comparar visualmente a distância entre sua localização e os locais enumerados no mapa. Caso o usuário não estiver logado, serão exibidos somente os ícones que representam os estabelecimentos. O sistema utiliza a GMaps API para exibir o mapa e posicionar os ícones eu suas respectivas posições. No mapa exibido, há a possibilidade de alternar entre os modos: Mapa, onde é exibido somente um mapa da cidade; Satélite, que exibe imagens de satélite do local; e Híbrido, que exibe as imagens de satélite sobrepostas pela representação gráfica do mapa. O link Ampliar mapa permite que o usuário maximize a exibição do mapa sobrepondo-a ao restante da página, tornando mais fácil e confortável a visualização. 13

14 O sistema limita a lista de exibição dos estabelecimentos a 10 linhas, paginando a lista e possibilitando ao usuário navegar entre as páginas através de links para primeira página e última página, além de links para cada página representados pelo número de cada uma. O usuário pode navegar pela lista e suas páginas, visualizando os estabelecimentos no mapa, e clicar no que melhor atender às suas necessidades, ou preencher novamente a caixa de busca a fim de melhorar sua pesquisa. Caso o usuário clique em um estabelecimento, para visualizar seus dados, o sistema o redirecionará para a tela de exibição de detalhes do estabelecimento, que será detalhada no item seguinte. Na lista, são exibidos o nome fantasia do estabelecimento, sua descrição, caso este possua uma, um link para a página de detalhes do estabelecimento e ícones através dos quais o usuário pode, ao passar o mouse sobre eles, ter informações prévias sobre o estabelecimento, como o número de visitas que a página do estabelecimento já teve, se o estabelecimento é um dos favoritos do usuário, números de avaliações positivas, neutras e negativas, além da distância entre a casa do usuário até o estabelecimento, caso este esteja logado no sistema. Figura 8: Exibição dos resultados da pesquisa 7.6 Exibição dos Detalhes do Estabelecimento O sistema exibe as informações do estabelecimento, tais como nome fantasia, endereço, descrição e os atributos preenchidos pelos comerciantes. Quando disponível, há um link para o website da empresa e outro para que o usuário possa enviar, através do sistema, uma mensagem via para o comerciante. Ao lado do nome fantasia, há também uma estrela, onde é possível que usuários logados marquem o estabelecimento como um dos favoritos, ou remova-o da lista de favoritos, caso já seja um. A Figura 9 mostra a exibição dos dados do estabelecimento na página. 14

15 Figura 9: Exibição dos dados do estabelecimento Conforme demonstrado na Figura 10, é exibido o mapa com a rota mais curta entre a casa do usuário e o estabelecimento. Logo abaixo do mapa, é exibido um link que possibilita ao usuário alternar entre uma rota definida para um trajeto a pé ou de carro e um que exibe a descrição passo-a-passo da rota demonstrada. Há também o link para ampliação do mapa na tela, semelhante ao da exibição dos resultados da busca. Caso o usuário não estiver cadastrado ou não estiver logado, será exibido somente o estabelecimento no mapa e os controles para alteração da rota e rota detalhada não serão exibidos. É oferecida também ao usuário a opção de obter o caminho de volta do estabelecimento até sua casa, da mesma forma, para as três opções disponíveis de rotas. O objetivo é tornar confortável para o usuário não somente o deslocamento de ida ao destino procurado, mas também seu retorno para casa sem maiores problemas. Figura 10: Exibição da rota entre a casa do usuário e o estabelecimento comercial 15

16 O usuário pode avaliar o estabelecimento, dando uma nota de 0 a 5, sendo que 0 corresponde a péssimo e 5, a ótimo, e fazer um comentário que será exibido na página de detalhes do estabelecimento. A nota dada pelo usuário pode ajudar o estabelecimento a ganhar relevância nas pesquisas da página inicial do sistema. Caso o usuário não esteja logado, não será possível avaliar o estabelecimento, mas haverá possibilidade de o usuário fazer logon e assim, fazer a avaliação desejada. A Figura 11 mostra o formulário de avaliação seguido da lista das avaliações feitas por usuários. Figura 11: Exibição das avaliações dos usuários e formulário para nova avaliação 8 CONSIDERAÇÕES FINAIS A pesquisa realizada para fundamentação teórica confirmou que a ferramenta poderia ser desenvolvida utilizando as tecnologias citadas e, a partir disso, a solução foi comprovada sendo testada e colocada em funcionamento ao final do desenvolvimento do trabalho. A modelagem e proposta de metodologia teve o objetivo de demonstrar o que seria desenvolvido no trabalho, e qual a finalidade de cada uma das funcionalidades do sistema. Estas informações foram aprimoradas até o final do desenvolvimento do trabalho, sendo usadas como guia para construção de todas as partes da ferramenta. Ao final deste trabalho, foi conseguida a integração entre os conceitos e ferramentas de Georreferenciamento disponíveis através da GMaps API com o trabalho de pesquisa de comércio do bairro, e que poderá tornar-se uma boa ferramenta tanto para o público local, que a terá à sua disposição, quanto para o comércio do bairro, que poderá ter seu negócio divulgado na Internet, ambos sem nenhum custo. Durante o desenvolvimento, foram descobertas oportunidades de melhorias no sistema através da criação de novas funcionalidades ou até mesmo da simples modificação de outras já existentes. Entre as principais, destacam-se a possibilidade de integrar a aplicação ao sistema dos Correios, possibilitando que os usuários e comerciantes encontrem suas localizações através da digitação de seu CEP; cadastramento de áreas de estacionamento para facilitar o acesso dos usuários aos estabelecimentos, quando forem de carro; cadastramento das rotas de transporte coletivo que passam pelo bairro, para que possam ser informadas aos usuários quando estes necessitarem. Espera-se também que o trabalho não seja utilizado somente no meio acadêmico, e sim, que possa seguir sendo desenvolvido e aperfeiçoado, contando sempre com mais recursos e facilidades tanto para usuários quanto para comerciantes. REFERÊNCIAS GIBSON, Rich; ERLE, Schuyler. Google Maps Hacks: Tips & Tools for Geographic Searching and Remixing. Sebastopol: O Reilly, p. JONES, Bradley L. Web 2.0 Heroes: Interviews With 20 Web 2.0 Influencers. Indianapolis: Wiley Publishing Inc, p. MICROSOFT DEVELOPER NETWORK. Stored Procedure Basics. [S.l]: MSDN, Disponível em: 16

17 <http://msdn.microsoft.com/en-us/library/ms191436%28v=sql.90%29.aspx>. Acesso em: 13 nov MICROSOFT DEVELOPER NETWORK. Functions (Transact-SQL). [S.l]: MSDN, Disponível em: <http://msdn.microsoft.com/en-us/library/ms174318%28v=sql.90%29.aspx>. Acesso em: 13 nov MICROSOFT DEVELOPER NETWORK. DataType Summary. [S.l]: MSDN, Disponível em: <http://msdn.microsoft.com/en-us/library/47zceaw7%28vs.71%29.aspx>. Acesso em: 15 nov MICROSOFT DEVELOPER NETWORK. List<T> Class. [S.l]: MSDN, Disponível em: <http://msdn.microsoft.com/en-us/library/6sh2ey19.aspx>. Acesso em: 15 nov MICROSOFT DEVELOPER NETWORK. SmtpClient Class. [S.l]: MSDN, Disponível em: <http://msdn.microsoft.com/en-us/library/system.net.mail.smtpclient.aspx>. Acesso em: 15 nov MICROSOFT DEVELOPER NETWORK. MailMessage Class. [S.l]: MSDN, Disponível em: <http://msdn.microsoft.com/en-us/library/system.net.mail.mailmessage.aspx>. Acesso em: 15 nov MICROSOFT DEVELOPER NETWORK. Exception Class. [S.l]: MSDN, Disponível em: <http://msdn.microsoft.com/en-us/library/system.exception%28vs.71%29.aspx>. Acesso em: 16 nov MICROSOFT DEVELOPER NETWORK. Page Class. [S.l]: MSDN, Disponível em: <http://msdn.microsoft.com/en-us/library/system.web.ui.page.aspx>. Acesso em: 16 nov MICROSOFT DEVELOPER NETWORK. MasterPage Class. [S.l]: MSDN, Disponível em: <http://msdn.microsoft.com/en-us/library/system.web.ui.masterpage.aspx>. Acesso em: 21 nov MICROSOFT DEVELOPER NETWORK. Three-Layered Services Application. [S.l]: MSDN, Disponível em: <http://msdn.microsoft.com/en-us/library/ff aspx>. Acesso em: 13 nov O REILLY, Tim. What Is Web 2.0: Design Patterns and Business Models for the Next Generation of Software. [S.l.]: O Reilly, Disponível em: <http://oreilly.com/web2/archive/what-is-web-20.html>. Acesso em: 11 abr O REILLY, Tim. Web 2.0 Compact Definition: Trying Again. [S.l.]: O Reilly, Disponível em: <http://radar.oreilly.com/archives/2006/12/web-20-compact.html>. Acesso em: 11 abr PIMPLER, Eric. Google Maps API: The New World of Mapping 3.ed. [S.l]: Geospatial Training & Consulting, LLC, p. PIMPLER, Eric. Introduction to Developing with Google Maps. [S.l.]: Directions Magazine, Disponível em: <http://www.directionsmag.com/article.php?article_id=2120>. Acesso em: 17 abr WENZ, Christian. Programming ASP.NET AJAX. Sebastopol: O Reilly, p. 17

Desenvolvendo para WEB

Desenvolvendo para WEB Nível - Básico Desenvolvendo para WEB Por: Evandro Silva Neste nosso primeiro artigo vamos revisar alguns conceitos que envolvem a programação de aplicativos WEB. A ideia aqui é explicarmos a arquitetura

Leia mais

AUTOMATIZAÇÃO DA CRIAÇÃO DE MAPAS COM O GOOGLE MAPS 1 A METHOD FOR AUTOMATIC CREATION OF MAPS WITH GOOGLE MAPS

AUTOMATIZAÇÃO DA CRIAÇÃO DE MAPAS COM O GOOGLE MAPS 1 A METHOD FOR AUTOMATIC CREATION OF MAPS WITH GOOGLE MAPS Disc. Scientia. Série: Ciências Naturais e Tecnológicas, S. Maria, v. 7, n. 1, p. 127-134, 2006. 129 ISSN 1981-2841 AUTOMATIZAÇÃO DA CRIAÇÃO DE MAPAS COM O GOOGLE MAPS 1 A METHOD FOR AUTOMATIC CREATION

Leia mais

FERRAMENTAS DE COLABORAÇÃO CORPORATIVA

FERRAMENTAS DE COLABORAÇÃO CORPORATIVA FERRAMENTAS DE COLABORAÇÃO CORPORATIVA Manual de Utilização Google Grupos Sumário (Clique sobre a opção desejada para ir direto à página correspondente) Utilização do Google Grupos Introdução... 3 Página

Leia mais

ALUNES MANUAL DO USUÁRIO. Guia rápido Alunes

ALUNES MANUAL DO USUÁRIO. Guia rápido Alunes ALUNES MANUAL DO USUÁRIO Guia rápido Alunes 1 Manual de Instruções Versão 2.0 Alunes Informática 2 Sumário Introdução... 5 Pré-requisitos... 5 Principal/Home... 6 Como editar texto do home... 7 Desvendando

Leia mais

Diveo Exchange OWA 2007

Diveo Exchange OWA 2007 Diveo Exchange OWA 2007 Manual do Usuário v.1.0 Autor: Cícero Renato G. Souza Revisão: Antonio Carlos de Jesus Sistemas & IT Introdução... 4 Introdução ao Outlook Web Access 2007... 4 Quais são as funcionalidades

Leia mais

Manual do Usuário Características e recursos básicos Enterprise Resource Planning

Manual do Usuário Características e recursos básicos Enterprise Resource Planning Manual do Usuário Características e recursos básicos Enterprise Resource Planning www.pwi.com.br 1 Volpe Enterprise Resource Planning Este manual não pode, em parte ou no seu todo, ser copiado, fotocopiado,

Leia mais

Programação Orientada a Objetos com PHP & MySQL Cookies e Sessões. Prof. MSc. Hugo Souza

Programação Orientada a Objetos com PHP & MySQL Cookies e Sessões. Prof. MSc. Hugo Souza Programação Orientada a Objetos com PHP & MySQL Cookies e Sessões Prof. MSc. Hugo Souza Se você precisar manter informações sobre seus usuários enquanto eles navegam pelo seu site, ou até quando eles saem

Leia mais

M a n u a l d o R e c u r s o Q m o n i t o r

M a n u a l d o R e c u r s o Q m o n i t o r M a n u a l d o R e c u r s o Q m o n i t o r i t i l advanced Todos os direitos reservados à Constat. Uso autorizado mediante licenciamento Qualitor Porto Alegre RS Av. Ceará, 1652 São João 90240-512

Leia mais

SGCD 2.2. Sistema Gerenciador de Conteúdo Dinâmico

SGCD 2.2. Sistema Gerenciador de Conteúdo Dinâmico Atualizado em 13/AGO/2012 Sistema Gerenciador de Conteúdo Dinâmico No final de 2007, o Serviço Técnico de Informática da UNESP Marília, disponibilizou para a comunidade acadêmica e administrativa o Sistema

Leia mais

Guia de Utilização do Microsoft Dynamics CRM (Gestão de Relacionamento com Clientes)

Guia de Utilização do Microsoft Dynamics CRM (Gestão de Relacionamento com Clientes) Guia de Utilização do Microsoft Dynamics CRM (Gestão de Relacionamento com Clientes) 1. Sobre o Microsoft Dynamics CRM - O Microsoft Dynamics CRM permite criar e manter facilmente uma visão clara dos clientes,

Leia mais

Centro de Computação - Unicamp Gerência de Atendimento ao Cliente (e-mail:apoio@turing.unicamp.br) Sumário

Centro de Computação - Unicamp Gerência de Atendimento ao Cliente (e-mail:apoio@turing.unicamp.br) Sumário Sumário Conceitos Microsoft Access 97... 01 Inicialização do Access... 02 Convertendo um Banco de Dados... 03 Criando uma Tabela... 06 Estrutura da Tabela... 07 Propriedades do Campo... 08 Chave Primária...

Leia mais

Manual do Instar Mail Sumário

Manual do Instar Mail Sumário Manual do Instar Mail Sumário 1 - Apresentação do sistema... 2 2 - Menu cliente... 2 3 - Menu Importação... 5 4 - Menu Campanhas... 9 5 - Menu banco de arquivos... 16 6 - Menu agendamento... 16 7 - Menu

Leia mais

Manual de Administração

Manual de Administração Manual de Administração Produto: n-mf Xerox Versão do produto: 4.7 Autor: Bárbara Vieira Souza Versão do documento: 1 Versão do template: Data: 04/04/01 Documento destinado a: Parceiros NDDigital, técnicos

Leia mais

Versão: 08/04/2013 Atualizado em: 10/07/2013

Versão: 08/04/2013 Atualizado em: 10/07/2013 Versão: 08/04/2013 Atualizado em: 10/07/2013 NoMe - Novo Mercado CETIP Conteúdo Introdução ao NoMe... 1 Conhecendo o Produto... 2 Acesso ao NoMe... 3 Como acessar o NoMe... 4 Atualização de Senha e Código

Leia mais

KalumaFin. Manual do Usuário

KalumaFin. Manual do Usuário KalumaFin Manual do Usuário Sumário 1. DICIONÁRIO... 4 1.1 ÍCONES... Erro! Indicador não definido. 1.2 DEFINIÇÕES... 5 2. DESCRIÇÃO DO SISTEMA... 7 3. ACESSAR O SISTEMA... 8 4. PRINCIPAL... 9 4.1 MENU

Leia mais

Manual do Usuário. Sistema Financeiro e Caixa

Manual do Usuário. Sistema Financeiro e Caixa Manual do Usuário Sistema Financeiro e Caixa - Lançamento de receitas, despesas, gastos, depósitos. - Contas a pagar e receber. - Emissão de cheque e Autorização de pagamentos/recibos. - Controla um ou

Leia mais

MANUAL RASTREAMENTO 2013

MANUAL RASTREAMENTO 2013 MANUAL RASTREAMENTO 2013 Visão Geral O menu geral é o principal módulo do sistema. Através do visão geral é possível acessar as seguintes rotinas do sistema: Sumário, localização, trajetos, últimos registros.

Leia mais

Cetac - Centro de Ensino e Treinamento em Anatomia e Cirurgia Veterinária Manual Técnico do Sistema Administrativo do site Cetacvet.com.

Cetac - Centro de Ensino e Treinamento em Anatomia e Cirurgia Veterinária Manual Técnico do Sistema Administrativo do site Cetacvet.com. Manual Técnico do Sistema Administrativo do site Cetacvet.com.br SÃO PAULO - SP SUMÁRIO Introdução... 3 Autenticação no sistema administrativo... 4 Apresentação do sistema administrativo... 5 Gerenciamento

Leia mais

Noções de. Microsoft SQL Server. Microsoft SQL Server

Noções de. Microsoft SQL Server. Microsoft SQL Server Noções de 1 Considerações Iniciais Basicamente existem dois tipos de usuários do SQL Server: Implementadores Administradores 2 1 Implementadores Utilizam o SQL Server para criar e alterar base de dados

Leia mais

SGCD 2.0 Sistema Gerenciador de Conteúdo Dinâmico

SGCD 2.0 Sistema Gerenciador de Conteúdo Dinâmico Sistema Gerenciador de Conteúdo Dinâmico Atualizado em 24/08/2011 No final de 2007, o Serviço Técnico de Informática da UNESP Marília, disponibilizou para a comunidade acadêmica e administrativa o Sistema

Leia mais

Anexo V - Planilha de Apuração Aquisição de Solução de Redes Sociais

Anexo V - Planilha de Apuração Aquisição de Solução de Redes Sociais Anexo V - Planilha de Apuração Aquisição de Solução de Redes Sociais Será utilizado o seguinte critério: Atende / Não atende (Atende em parte será considerado Não atende) Item Itens a serem avaliados conforme

Leia mais

Manual do Usuário. Sumário

Manual do Usuário. Sumário Manual do Usuário Sumário Login... 2 Tela inicial (Dashboard)... 3 Modelo Operacional... 4 Agrupamentos de Menus... 6 Conteúdos / Notícias / Eventos... 9 Capas... 14 Repositório de Arquivos... 17 Enquetes...

Leia mais

Inicialização Rápida do Novell Vibe Mobile

Inicialização Rápida do Novell Vibe Mobile Inicialização Rápida do Novell Vibe Mobile Março de 2015 Introdução O acesso móvel ao site do Novell Vibe pode ser desativado por seu administrador do Vibe. Se não conseguir acessar a interface móvel do

Leia mais

Request Tracker. Manual de Usuário Versão 1.0

Request Tracker. Manual de Usuário Versão 1.0 Request Tracker Manual de Usuário Versão 1.0 ÍNDICE 1. REQUEST TRACKER...3 2. CONCEITOS NO RT...4 2.1. TÍQUETE E FILA...4 2.2. ESTADOS DO TÍQUETE...5 2.3. PRIORIDADE DO TÍQUETE...5 2.4. PESSOAS...6 2.5.

Leia mais

DRIVE CONTÁBIL NASAJON

DRIVE CONTÁBIL NASAJON DRIVE CONTÁBIL NASAJON Módulo Gestão de Documentos Versão 1.0 Manual do Usuário 1 Sumário Os Módulos do Gerenciador de NFe: Informações Básicas Primeiro Acesso: Requisitos Acesso ao Drive Contábil Nasajon

Leia mais

Processo de Envio de email

Processo de Envio de email Processo de Envio de email Introdução O envio de documentos de forma eletrônica vem sendo muito utilizado, assim o envio de arquivos, relatórios, avisos, informações é realizado via e-mail. O sistema disponibiliza

Leia mais

1. Introdução pág.3 2. Apresentação do sistema Joomla! pág.4 3. Acessando a administração do site pág.4 4. Artigos 4.1. Criando um Artigo 4.2.

1. Introdução pág.3 2. Apresentação do sistema Joomla! pág.4 3. Acessando a administração do site pág.4 4. Artigos 4.1. Criando um Artigo 4.2. 1. Introdução pág.3 2. Apresentação do sistema Joomla! pág.4 3. Acessando a administração do site pág.4 4. Artigos 4.1. Criando um Artigo 4.2. Editando um Artigo 4.3. Excluindo um Artigo 4.4. Publicar

Leia mais

Universidade de São Paulo Centro de Informática de Ribeirão Preto TUTORIAL HOTMAIL

Universidade de São Paulo Centro de Informática de Ribeirão Preto TUTORIAL HOTMAIL Universidade de São Paulo Centro de Informática de Ribeirão Preto TUTORIAL HOTMAIL Tutorial Hotmail Sobre o MSN Hotmail Acessando o Hotmail Como criar uma conta Efetuando o login Verificar mensagens Redigir

Leia mais

inux Sistemas Ltda. MANUAL DO USUÁRIO www.inux.com.br

inux Sistemas Ltda. MANUAL DO USUÁRIO www.inux.com.br 2013 inux Sistemas Ltda. s MANUAL DO USUÁRIO www.inux.com.br Sumário 1 Introdução... 2 2 Visão Geral do Sistema... 2 3 Tela de Configuração... 3 4 Tela de Mensagens... 5 5 Tela de Importação... 8 6 Tela

Leia mais

GUIA DE USO FRAMEWORK APLANAR Versão 0.1 21/07/2014 Cópia distribuída e controlada

GUIA DE USO FRAMEWORK APLANAR Versão 0.1 21/07/2014 Cópia distribuída e controlada GUIA DE USO SUMÁRIO 1. Utilizando o FrameWork Aplanar... 2 1.1 GRID... 2 1.1.1 Barra de menus:... 2 1.1.2 Barra de ferramentas:... 3 1.1.3 Barra de pesquisa:... 3 1.2 MENU ADMINISTRATIVO... 4 1.2.1 Usuário:...

Leia mais

MAPEAMENTO E LOCALIZAÇÃO DE REGIÕES DE INTERESSE UTILIZANDO REALIDADE AUMENTADA EM DISPOSITIVOS MÓVEIS COM PLATAFORMA ANDROID

MAPEAMENTO E LOCALIZAÇÃO DE REGIÕES DE INTERESSE UTILIZANDO REALIDADE AUMENTADA EM DISPOSITIVOS MÓVEIS COM PLATAFORMA ANDROID MAPEAMENTO E LOCALIZAÇÃO DE REGIÕES DE INTERESSE UTILIZANDO REALIDADE AUMENTADA EM DISPOSITIVOS MÓVEIS COM PLATAFORMA ANDROID Alessandro Teixeira de Andrade¹; Geazy Menezes² UFGD/FACET Caixa Postal 533,

Leia mais

Versão 1.0 Janeiro de 2011. Xerox Phaser 3635MFP Plataforma de interface extensível

Versão 1.0 Janeiro de 2011. Xerox Phaser 3635MFP Plataforma de interface extensível Versão 1.0 Janeiro de 2011 Xerox Phaser 3635MFP 2011 Xerox Corporation. XEROX e XEROX e Design são marcas da Xerox Corporation nos Estados Unidos e/ou em outros países. São feitas alterações periodicamente

Leia mais

Instalando o IIS 7 no Windows Server 2008

Instalando o IIS 7 no Windows Server 2008 Goiânia, 16/09/2013 Aluno: Rafael Vitor Prof. Kelly Instalando o IIS 7 no Windows Server 2008 Objetivo Esse tutorial tem como objetivo demonstrar como instalar e configurar o IIS 7.0 no Windows Server

Leia mais

Instalando o IIS 7 no Windows Server 2008

Instalando o IIS 7 no Windows Server 2008 Goiânia, 16/09/2013 Aluno: Rafael Vitor Prof. Kelly Instalando o IIS 7 no Windows Server 2008 Objetivo Esse tutorial tem como objetivo demonstrar como instalar e configurar o IIS 7.0 no Windows Server

Leia mais

Portal de Periódicos Capes

Portal de Periódicos Capes Portal de Periódicos Capes Dezembro de 2014 1 O que é o Portal de Periódicos? A maior biblioteca virtual de informação científica do mundo: Mais de 36.000 títulos de revistas acadêmicas (periódicos) disponíveis

Leia mais

WebMail --------------------------------------------------------------------------------------------------------------- Manual do cliente

WebMail --------------------------------------------------------------------------------------------------------------- Manual do cliente WebMail --------------------------------------------------------------------------------------------------------------- Manual do cliente www.plugin.com.br 1 ÍNDICE Prefácio...3 Sobre Este Manual... 3

Leia mais

Produto IV: ATU SAAP. Manual de Referência

Produto IV: ATU SAAP. Manual de Referência Produto IV: ATU SAAP Manual de Referência Pablo Nogueira Oliveira Termo de Referência nº 129275 Contrato Número 2008/000988 Brasília, 30 de outubro de 2008 1 Sistema de Apoio à Ativideade Parlamentar SAAP

Leia mais

Índice de ilustrações

Índice de ilustrações Sumário 1Dez novos recursos do windows 8...2 1.1Interface Metro...2 1.2Internet Explorer 10...4 1.3Gerenciador de Tarefas...5 1.4Painel de Controle...5 1.5Interface Ribbon...6 1.6Menu Iniciar...7 1.7Windows

Leia mais

Ferramenta: Spider-CL. Manual do Usuário. Versão da Ferramenta: 1.1. www.ufpa.br/spider

Ferramenta: Spider-CL. Manual do Usuário. Versão da Ferramenta: 1.1. www.ufpa.br/spider Ferramenta: Spider-CL Manual do Usuário Versão da Ferramenta: 1.1 www.ufpa.br/spider Histórico de Revisões Data Versão Descrição Autor 14/07/2009 1.0 15/07/2009 1.1 16/07/2009 1.2 20/05/2010 1.3 Preenchimento

Leia mais

Manual do Usuário. E-DOC Peticionamento Eletrônico TST

Manual do Usuário. E-DOC Peticionamento Eletrônico TST E-DOC Peticionamento APRESENTAÇÃO O sistema E-DOC substituirá o atual sistema existente. Este sistema permitirá o controle de petições que utiliza certificado digital para autenticação de carga de documentos.

Leia mais

Manual Captura S_Line

Manual Captura S_Line Sumário 1. Introdução... 2 2. Configuração Inicial... 2 2.1. Requisitos... 2 2.2. Downloads... 2 2.3. Instalação/Abrir... 3 3. Sistema... 4 3.1. Abrir Usuário... 4 3.2. Nova Senha... 4 3.3. Propriedades

Leia mais

Autoria Web Apresentação e Visão Geral sobre a Web

Autoria Web Apresentação e Visão Geral sobre a Web Apresentação e Visão Geral sobre a Web Apresentação Thiago Miranda Email: mirandathiago@gmail.com Site: www.thiagomiranda.net Objetivos da Disciplina Conhecer os limites de atuação profissional em Web

Leia mais

Solução de gerenciamento de sistemas Dell KACE K1000 Versão 5.5. Guia de gerenciamento de ativos. Julho de 2013

Solução de gerenciamento de sistemas Dell KACE K1000 Versão 5.5. Guia de gerenciamento de ativos. Julho de 2013 Solução de gerenciamento de sistemas Dell KACE K1000 Versão 5.5 Guia de gerenciamento de ativos Julho de 2013 2004-2013 Dell, Inc. Todos os direitos reservados. Qualquer forma de reprodução deste material

Leia mais

Novell Teaming 2.0. Novell. 29 de julho de 2009. Início Rápido. Iniciando o Novell Teaming. Conhecendo a interface do Novell Teaming e seus recursos

Novell Teaming 2.0. Novell. 29 de julho de 2009. Início Rápido. Iniciando o Novell Teaming. Conhecendo a interface do Novell Teaming e seus recursos Novell Teaming 2.0 29 de julho de 2009 Novell Início Rápido Quando você começa a usar o Novell Teaming, a primeira coisa a se fazer é configurar sua área de trabalho pessoal e criar uma área de trabalho

Leia mais

Departamento de Tecnologia da Informação DTI Coordenadoria de Relacionamento com o Cliente CRC. Treinamento Básico do Correio Eletrônico

Departamento de Tecnologia da Informação DTI Coordenadoria de Relacionamento com o Cliente CRC. Treinamento Básico do Correio Eletrônico Departamento de Tecnologia da Informação DTI Coordenadoria de Relacionamento com o Cliente CRC Treinamento Básico do Correio Eletrônico Brasília Março de 2012 SUMÁRIO 1. Introdução... 3 1.1 Como acessar

Leia mais

Notas de Versão. Versão 6.0 SP1

Notas de Versão. Versão 6.0 SP1 Notas de Versão Versão 6.0 SP1 2013 Pitney Bowes Software Inc. Todos os direitos reservados. Esse documento pode conter informações confidenciais ou protegidas por direitos autorais pertencentes à Pitney

Leia mais

Manual Digifort Evidence Versão 1.0.1 Rev. A

Manual Digifort Evidence Versão 1.0.1 Rev. A Manual Digifort Evidence Versão 1.0.1 Rev. A Índice ANTES DE VOCÊ COMEÇAR... 4 PRÉ-REQUISITOS... 4 SCREEN SHOTS... 4 A QUEM SE DESTINA ESTE MANUAL... 4 COMO UTILIZAR ESTE MANUAL... 4 Introdução... 5 INSTALANDO

Leia mais

iconnect 3.3 Atualizações Pesquisa Dinâmica

iconnect 3.3 Atualizações Pesquisa Dinâmica iconnect 3.3 Atualizações Pesquisa Dinâmica Conteúdo iconnect 3.3 Atualizações Pesquisa Dinâmica... 3 1. Feedback do Cliente...3 1.1 Feedback do Cliente no Email da Pesquisa Dinâmica... 3 1.2 Página de

Leia mais

Conheça o Projeto. Apresentação. Finalidade. Objetivo

Conheça o Projeto. Apresentação. Finalidade. Objetivo Manual do Usuário Índice Conheça o Projeto...3 Apresentação...3 Finalidade...3 Objetivo...3 Histórico...4 Usando o Portal...5 Efetuando o cadastro na biblioteca digital...5 Logando na Biblioteca Digital...6

Leia mais

PICPICS PASSO A PASSO

PICPICS PASSO A PASSO PICPICS PASSO A PASSO 2. Faça login em sua conta. 1. Crie sua conta no PicPics, informando os seus dados ou dados da sua empresa. Informe também os dados que você usará para acesso ao site. 3. Após fazer

Leia mais

Para uma melhor compreensão das ferramentas disponíveis no ambiente, é importante:

Para uma melhor compreensão das ferramentas disponíveis no ambiente, é importante: Módulo A Introdutório - Bases legais, ao Curso políticas, e ao conceituais Ambiente Virtual e históricas da educação Apresentação Este módulo tem por objetivo promover o conhecimento do Ambiente Virtual

Leia mais

Publicação web. Será ativado um assistente de publicação que lhe guiará em todas as etapas a seguir apresentadas.

Publicação web. Será ativado um assistente de publicação que lhe guiará em todas as etapas a seguir apresentadas. Publicação web Pré requisitos: Lista de questões Formulário multimídia Este tutorial tem como objetivo, demonstrar de maneira ilustrativa, todos os passos e opções que devem ser seguidos para publicar

Leia mais

Integrated User Verification Guia de Implementação do Cliente 2015-05-04 Confidencial Versão 2.9

Integrated User Verification Guia de Implementação do Cliente 2015-05-04 Confidencial Versão 2.9 Integrated User Verification Guia de Implementação do Cliente 2015-05-04 Confidencial Versão 2.9 SUMÁRIO Introdução... 2 Finalidade e público-alvo... 2 Sobre este documento... 2 Termos mais utilizados...

Leia mais

SisLegis Sistema de Cadastro e Controle de Leis

SisLegis Sistema de Cadastro e Controle de Leis Sistema de Cadastro e Controle de Leis Desenvolvido por Fábrica de Software Coordenação de Tecnologia da Informação Pág 1/22 Módulo: 1 Responsável: Desenvolvimento Ti Data: 01/11/2012 Versão: 1.0 Empresa:

Leia mais

INTERNET OUTLOOK. 1. Considerando os conceitos e os modos de navegação na Internet, assinale a opção correta.

INTERNET OUTLOOK. 1. Considerando os conceitos e os modos de navegação na Internet, assinale a opção correta. Prof. Júlio César S. Ramos P á g i n a 1 INTERNET OUTLOOK 1. Considerando os conceitos e os modos de navegação na Internet, assinale a opção correta. A O Outlook Express permite criar grupo de pessoas

Leia mais

Impressão e Fotolito Oficina Gráfica da EDITORA VIENA. Todos os direitos reservados pela EDITORA VIENA LTDA

Impressão e Fotolito Oficina Gráfica da EDITORA VIENA. Todos os direitos reservados pela EDITORA VIENA LTDA Autores Karina de Oliveira Wellington da Silva Rehder Consultores em Informática Editora Viena Rua Regente Feijó, 621 - Centro - Santa Cruz do Rio Pardo - SP CEP 18.900-000 Central de Atendimento (0XX14)

Leia mais

Índice. E-mail Marketing Nomer. www.nomer.com.br

Índice. E-mail Marketing Nomer. www.nomer.com.br Índice 1 - Visão geral... 2 2 - Acessando o E-mail Marketing Nomer... 2 3 - Passos para concluir o envio de uma campanha... 5 4 - Recursos... 6 4.1 - Listas de contatos... 6 4.2 - Cadastros de contatos

Leia mais

World Wide Web e Aplicações

World Wide Web e Aplicações World Wide Web e Aplicações Módulo H O que é a WWW Permite a criação, manipulação e recuperação de informações Padrão de fato para navegação, publicação de informações e execução de transações na Internet

Leia mais

Manual do Painel Administrativo

Manual do Painel Administrativo Manual do Painel Administrativo versão 1.0 Autores César A Miggiolaro Marcos J Lazarin Índice Índice... 2 Figuras... 3 Inicio... 5 Funcionalidades... 7 Analytics... 9 Cidades... 9 Conteúdo... 10 Referência...

Leia mais

Tutorial Administrativo (Backoffice)

Tutorial Administrativo (Backoffice) Manual - Software ENTRANDO NO SISTEMA BACKOFFICE Para entrar no sitema Backoffice, digite no seu navegador de internet o seguinte endereço: http://pesquisa.webbyapp.com/ Entre com o login e senha. Caso

Leia mais

Manual de utilização do STA Web

Manual de utilização do STA Web Sistema de Transferência de Arquivos Manual de utilização do STA Web Versão 1.1.7 Sumário 1 Introdução... 3 2 Segurança... 3 2.1 Autorização de uso... 3 2.2 Acesso em homologação... 3 2.3 Tráfego seguro...

Leia mais

INFORMÁTICA PROF. RENATO DA COSTA

INFORMÁTICA PROF. RENATO DA COSTA CONTEÚDO PROGRAMÁTICO FCC 2012 NOÇÕES DE : 1 Conceitos de Internet e intranet. 2 Conceitos básicos e modos de utilização de tecnologias, ferramentas, aplicativos e procedimentos associados à Internet e

Leia mais

Assim que o usuário entrar nesta ferramenta do sistema a seguinte tela será exibida:

Assim que o usuário entrar nesta ferramenta do sistema a seguinte tela será exibida: O que é o TDMax Web Commerce? O TDMax Web Commerce é uma ferramenta complementar no sistemas de Bilhetagem Eletrônica, tem como principal objetivo proporcionar maior conforto as empresas compradoras de

Leia mais

Proposta Loja Virtual. Schmitt Tricot

Proposta Loja Virtual. Schmitt Tricot Proposta Loja Virtual Schmitt Tricot Apresentação: Atualmente atuo no mercado de sites e lojas virtuais desde 2010, desenvolvendo novas ideias, trabalhando com agilidade, para sempre atender a todas as

Leia mais

ÍNDICE. Sobre o SabeTelemarketing 03. Contato. Ícones comuns à várias telas de gerenciamento. Verificar registros 09. Tela de relatórios 09

ÍNDICE. Sobre o SabeTelemarketing 03. Contato. Ícones comuns à várias telas de gerenciamento. Verificar registros 09. Tela de relatórios 09 ÍNDICE Sobre o SabeTelemarketing 03 Ícones comuns à várias telas de gerenciamento Contato Verificar registros 09 Telas de cadastro e consultas 03 Menu Atalho Nova pessoa Incluir um novo cliente 06 Novo

Leia mais

1- ASP.NET - HTML Server Controls

1- ASP.NET - HTML Server Controls 1- ASP.NET - HTML Server Controls Os controles de servidor - Server Controls - HTML são tags HTML padrão, com exceção de possuirem o atributo : runat="server". Vejamos um código que ilustra isto: O atributo

Leia mais

Outlook 2003. Apresentação

Outlook 2003. Apresentação Outlook 2003 Apresentação O Microsoft Office Outlook 2003 é um programa de comunicação e gerenciador de informações pessoais que fornece um local unificado para o gerenciamento de e-mails, calendários,

Leia mais

INTRODUÇÃO 2 ACESSO AO SIGTECWEB 3 TEMPO DE CONEXÃO 5 NAVEGAÇÃO 7 BARRA DE AÇÕES 7 COMPORTAMENTO DOS BOTÕES 7 FILTROS PARA PESQUISA 8

INTRODUÇÃO 2 ACESSO AO SIGTECWEB 3 TEMPO DE CONEXÃO 5 NAVEGAÇÃO 7 BARRA DE AÇÕES 7 COMPORTAMENTO DOS BOTÕES 7 FILTROS PARA PESQUISA 8 ÍNDICE INTRODUÇÃO 2 ACESSO AO SIGTECWEB 3 TEMPO DE CONEXÃO 5 NAVEGAÇÃO 7 BARRA DE AÇÕES 7 COMPORTAMENTO DOS BOTÕES 7 FILTROS PARA PESQUISA 8 ACESSO ÀS FERRAMENTAS 9 FUNÇÕES 12 MENSAGENS 14 CAMPOS OBRIGATÓRIOS

Leia mais

Rational Quality Manager. Nome: Raphael Castellano Campus: AKXE Matrícula: 200601124831

Rational Quality Manager. Nome: Raphael Castellano Campus: AKXE Matrícula: 200601124831 Rational Quality Manager Nome: Raphael Castellano Campus: AKXE Matrícula: 200601124831 1 Informações Gerais Informações Gerais sobre o RQM http://www-01.ibm.com/software/awdtools/rqm/ Link para o RQM https://rqmtreina.mvrec.local:9443/jazz/web/console

Leia mais

Área de Administração

Área de Administração Área de Administração versão 1.1 Partir de 2012/01/14 aplica-se para a versão phpcontact 1.2.x www.phpcontact.net Geral A área de administração é utilizado para uma fácil configuração do software elaboraçao

Leia mais

Sumário. 1. Instalação GVcollege... 4. 1.1. GVsetup... 4. 1.1.1. Instalação com Banco de dados... 6. 1.2. Configurações... 10

Sumário. 1. Instalação GVcollege... 4. 1.1. GVsetup... 4. 1.1.1. Instalação com Banco de dados... 6. 1.2. Configurações... 10 Sumário 1. Instalação GVcollege... 4 1.1. GVsetup... 4 1.1.1. Instalação com Banco de dados... 6 1.2. Configurações... 10 1.2.1. APS Licence Service... 11 1.2.2. APS Licence File... 11 1.2.3. DBXconfig...

Leia mais

parte I Apostila Esquematizada de Informática Sumário Navegadores e Mecanismos de Pesquisas na web Unidade 1 Navegadores (browser)

parte I Apostila Esquematizada de Informática Sumário Navegadores e Mecanismos de Pesquisas na web Unidade 1 Navegadores (browser) Apostila Esquematizada de Informática parte I Navegadores e Mecanismos de Pesquisas na web Sumário Unidade 1 Navegadores (browser) Unidade 2 Internet Explorer Explorando a interface e suas funções Unidade

Leia mais

Qlik Sense Desktop. Qlik Sense 2.0.2 Copyright 1993-2015 QlikTech International AB. Todos os direitos reservados.

Qlik Sense Desktop. Qlik Sense 2.0.2 Copyright 1993-2015 QlikTech International AB. Todos os direitos reservados. Qlik Sense Desktop Qlik Sense 2.0.2 Copyright 1993-2015 QlikTech International AB. Todos os direitos reservados. Copyright 1993-2015 QlikTech International AB. Todos os direitos reservados. Qlik, QlikTech,

Leia mais

Navegando no produto e utilizando esse material de apoio, você descobrirá os benefícios do IOB Online Regulatório, pois só ele é:

Navegando no produto e utilizando esse material de apoio, você descobrirá os benefícios do IOB Online Regulatório, pois só ele é: 1. CONCEITO Completo, prático e rápido. Diante do aumento da complexidade da tributação e do risco fiscal, pelos desafios de conhecimento e capacitação e pela velocidade para acompanhar mudanças na legislação,

Leia mais

Sistemas Enturma: Manual de Ferramentas do Usuário

Sistemas Enturma: Manual de Ferramentas do Usuário versão do manual: 1 1 Apresentação A evolução da tecnologia vem provocando uma revolução no ensino. O acesso à Internet e a disseminação do uso do computador vêm mudando a forma de produzir, armazenar

Leia mais

ANDRÉ ALENCAR 1 INFORMÁTICA INTERNET EXPLORER 9

ANDRÉ ALENCAR 1 INFORMÁTICA INTERNET EXPLORER 9 ANDRÉ ALENCAR 1 INFORMÁTICA INTERNET EXPLORER 9 1. JANELA PADRÃO Importante: O Internet Explorer não pode ser instalado no Windows XP. 2. INTERFACE MINIMALISTA Seguindo uma tendência já adotada por outros

Leia mais

Microsoft Internet Explorer. Browser/navegador/paginador

Microsoft Internet Explorer. Browser/navegador/paginador Microsoft Internet Explorer Browser/navegador/paginador Browser (Navegador) É um programa que habilita seus usuários a interagir com documentos HTML hospedados em um servidor web. São programas para navegar.

Leia mais

Channel. Gerenciamento de Operações. Tutorial. Atualizado com a versão 4.2

Channel. Gerenciamento de Operações. Tutorial. Atualizado com a versão 4.2 Channel Gerenciamento de Operações Tutorial Atualizado com a versão 4.2 Copyright 2011 por JExperts Tecnologia Ltda. todos direitos reservados. É proibida a reprodução deste manual sem autorização prévia

Leia mais

Volpe Enterprise Resource Planning

Volpe Enterprise Resource Planning Volpe Enterprise Resource Planning Este manual não pode, em parte ou no seu todo, ser copiado, fotocopiado, reproduzido, traduzido ou reduzido a qualquer mídia eletrônica ou máquina de leitura, sem a expressa

Leia mais

Vamos iniciar a nossa exploração do HTTP baixando um arquivo em HTML simples - bastante pequeno, que não contém objetos incluídos.

Vamos iniciar a nossa exploração do HTTP baixando um arquivo em HTML simples - bastante pequeno, que não contém objetos incluídos. Wireshark Lab: HTTP Versão 1.1 2005 KUROSE, J.F & ROSS, K. W. Todos os direitos reservados 2008 BATISTA, O. M. N. Tradução e adaptação para Wireshark. Tendo molhado os nossos pés com o Wireshark no laboratório

Leia mais

MANUAL DO MOODLE VISÃO DO ALUNO

MANUAL DO MOODLE VISÃO DO ALUNO MANUAL DO MOODLE VISÃO DO ALUNO Desenvolvido por: Patricia Mariotto Mozzaquatro SUMÁRIO 1 INTRODUÇÃO....03 2 O AMBIENTE MOODLE......03 2.1 Quais as caixas de utilidade que posso adicionar?...04 2.1.1 Caixa

Leia mais

Introdução à Informática

Introdução à Informática Introdução à Informática Aula 23 http://www.ic.uff.br/~bianca/introinfo/ Aula 23-07/12/2007 1 Histórico da Internet Início dos anos 60 Um professor do MIT (J.C.R. Licklider) propõe a idéia de uma Rede

Leia mais

Ajuda on-line de aplicativos do Cisco Unified Intelligence Center

Ajuda on-line de aplicativos do Cisco Unified Intelligence Center Primeira publicação: December 12, 2013 Americas Headquarters Cisco Systems, Inc. 170 West Tasman Drive San Jose, CA 95134-1706 USA http://www.cisco.com Tel: 408 526-4000 800 553-NETS (6387) Fax: 408 527-0883

Leia mais

Programação WEB Introdução

Programação WEB Introdução Programação WEB Introdução Rafael Vieira Coelho IFRS Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul Campus Farroupilha rafael.coelho@farroupilha.ifrs.edu.br Roteiro 1) Conceitos

Leia mais

Manual TDMax Web Commerce VERSÃO: 0.1

Manual TDMax Web Commerce VERSÃO: 0.1 Manual TDMax Web Commerce VERSÃO: 0.1 Sumário Visão geral Bilhetagem Eletrônica... 3 1 TDMax Web Commerce... 4 1.1 Requisitos e orientações gerais... 4 2 Acesso... 5 2.1 Como realizar um cadastro usuário

Leia mais

TRBOnet Standard. Manual de Operação

TRBOnet Standard. Manual de Operação TRBOnet Standard Manual de Operação Versão 1.8 NEOCOM Ltd ÍNDICE 1. TELA DE RÁDIO 3 1.1 COMANDOS AVANÇADOS 4 1.2 BARRA DE FERRAMENTAS 5 2. TELA DE LOCALIZAÇÃO GPS 6 2.1 MAPLIB 6 2.2 GOOGLE EARTH 7 2.3

Leia mais

Conheça Melhor a Loja Virtual ASP

Conheça Melhor a Loja Virtual ASP Proposta para Instalação da Loja Virtual Grátis no mês de junho 2011 O comércio eletrônico não é um bicho de 7 cabeças Ter sua loja virtual, agora ficou mais fácil ainda! Sem necessidade de saber programação

Leia mais

Está apto a utilizar o sistema, o usuário que tenha conhecimentos básicos de informática e navegação na internet.

Está apto a utilizar o sistema, o usuário que tenha conhecimentos básicos de informática e navegação na internet. 1. Descrição Geral Este manual descreve as operações disponíveis no módulo VTWEB Client, cuja finalidade é gerenciar cadastros de funcionários, realização de pedidos e controle financeiro dos pedidos.

Leia mais

Guia do usuário do Cisco StadiumVision Director Self-Service Content

Guia do usuário do Cisco StadiumVision Director Self-Service Content Guia do usuário do Cisco StadiumVision Director Self-Service Content Primeira publicação: 29/05/2012 Revisão: 16/08/2012 Este guia é destinado a usuários de CSS (Self-Service Content) e descreve como publicar

Leia mais

Servidor IIS. Sorayachristiane.blogspot.com

Servidor IIS. Sorayachristiane.blogspot.com Servidor IIS Servidor IIS IIS Serviço de informação de Internet; É um servidor que permite hospedar um ou vários sites web no mesmo computador e cria uma distribuição de arquivos utilizando o protocolo

Leia mais

Manual de Gerenciamento de Conteúdo

Manual de Gerenciamento de Conteúdo Manual de Gerenciamento de Conteúdo 1 Sumário 1) O que é um Gerenciador de Conteúdo...3 2) Como o Site está Estruturado...3 3) Como Gerenciar o Conteúdo do Site...5 3.1) Adicionar Itens no Menu de Navegação...6

Leia mais

MANUAL DE UTILIZAÇÃO DO MOODLE 2.6

MANUAL DE UTILIZAÇÃO DO MOODLE 2.6 NÚCLEO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO NTIC MANUAL DE UTILIZAÇÃO DO MOODLE 2.6 PERFIL ALUNO Versão 1.0 2014 NÚCLEO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO NTIC MANUAL DE UTILIZAÇÃO DO MOODLE

Leia mais

Integrated User Verification Guia de Implementação do Cliente

Integrated User Verification Guia de Implementação do Cliente Integrated User Verification Guia de Implementação do Cliente Versão 2.5 31.01.12 e-academy Inc [CONFIDENCIAL] SUMÁRIO INTRODUÇÃO... 3 FINALIDADE E PÚBLICO-ALVO... 3 SOBRE ESTE DOCUMENTO... 3 TERMOS MAIS

Leia mais

7 Utilização do Mobile Social Gateway

7 Utilização do Mobile Social Gateway 7 Utilização do Mobile Social Gateway Existem três atores envolvidos na arquitetura do Mobile Social Gateway: desenvolvedor do framework MoSoGw: é o responsável pelo desenvolvimento de novas features,

Leia mais

SAP VIRTUAL AGENCY GUIA DE INTRODUÇÃO: SELF SERVICE MARKETING

SAP VIRTUAL AGENCY GUIA DE INTRODUÇÃO: SELF SERVICE MARKETING GUIA DE INTRODUÇÃO: SELF SERVICE MARKETING SELF SERVICE MARKETING ÍNDICE Introdução 3 Iniciando 4 Criação de campanhas com recursos 8 Personalização e execução de campanhas pré-configuradas 10 Crie suas

Leia mais

Andarta - Guia de Instalação. Guia de Instalação

Andarta - Guia de Instalação. Guia de Instalação Guia de Instalação 29 de setembro de 2010 1 Sumário Introdução... 3 Os Módulos do Andarta... 4 Instalação por módulo... 6 Módulo Andarta Server... 6 Módulo Reporter... 8 Módulo Agent... 9 Instalação individual...

Leia mais

WWW - World Wide Web

WWW - World Wide Web WWW World Wide Web WWW Cap. 9.1 WWW - World Wide Web Idéia básica do WWW: Estratégia de acesso a uma teia (WEB) de documentos referenciados (linked) em computadores na Internet (ou Rede TCP/IP privada)

Leia mais

Manual de utilização sistema Comtele SMS

Manual de utilização sistema Comtele SMS Manual de utilização sistema Comtele SMS Login... 3 Dashboard... 4 Envio instantâneo de mensagens SMS... 5 Requisições de envio instantâneo para contatos ou grupos.... 5 Agendamento de envio d e SMS...7

Leia mais

EBSCOhost Pesquisa básica para usuários corporativos

EBSCOhost Pesquisa básica para usuários corporativos EBSCOhost Pesquisa básica para usuários corporativos Tutorial support.ebsco.com Bem-vindo ao tutorial de Pesquisa básica para usuários corporativos, desenvolvido para apresentar aos usuários uma visão

Leia mais