2014: Um ano de vitórias para o agronegócio

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "2014: Um ano de vitórias para o agronegócio"

Transcrição

1 Edição 08 - Janeiro de : Um ano de vitórias para o agronegócio Esta edição do Boletim do Agronegócio Internacional dedica atenção especial à análise do comércio exterior do setor em A agricultura e a pecuária brasileira demonstraram, mais uma vez, sua força e liderança para a economia do país, quebrando recor- Agronegócio sustenta balança comercial do Brasil em dezembro A balança comercial do Brasil encerrou o mês de dezembro com saldo positivo de US$ 293 milhões. O resultado ocorreu graças ao bom desempenho do agronegócio. Com exportações de US$ 6,77 bilhões e importações de US$ 1,25 bilhão, o superávit da balança comercial do setor foi de US$ 5,52 bilhões. A receita com as vendas externas tiveram crescimento de 5,9% em relação ao valor registrado no mesmo mês de 2013, quando as exportações somaram US$ 6,4 bilhões. des de exportação, além de aumentar sua competitividade no âmbito internacional. O segmento conquistou novos e promissores mercados e ganhou cada vez mais espaço na pauta de comercial brasileira. Conforme o gráfico abaixo, as exportações oscilaram significativamente ao longo do ano. No entanto, quando se compara os dados referentes a 2013 e a 2014, observa-se que os períodos de aumentos e de baixas seguem o mesmo padrão. O melhor desempenho do setor é visto de maio a julho e o pior ocorre nos primeiro e últimos meses dos dois anos. Exportações do Agronegócio Brasileiro (US$ bilhões)

2 O açúcar em bruto foi o produto do agronegócio mais comercializado pelo Brasil no exterior no mês passado. A receita obtida com as vendas do açúcar atingiu US$ 653 milhões. Apesar deste destaque, o faturamento com as exportações do produto caiu 21,9% em relação a dezembro de Outras mercadorias que se sobressaíram foram o café em grão, com receita de US$ 623 milhões, e o milho em grão, cujas exportações totalizaram US$ 621 milhões. A exportação do café em grão brasileiro, em dezembro, aumentou 71,7% quando comparada ao mesmo período do ano anterior. Já o faturamento do milho em grão caiu 2,5%. Mesmo assim, o cereal permaneceu na terceira posição entre os produtos do agronegócio mais exportados pelo Brasil no mês. Boletim do Agronegócio Internacional Edição 08 - Janeiro de 2015 Os principais destinos dos produtos agropecuários brasileiros em dezembro foram a União Europeia, seguida por Estados Unidos, China, Venezuela e Japão. A União Europeia foi responsável por 24,4% do faturamento das exportações do agronegócio brasileiro. O maior aumento nas vendas do setor registrado teve como destino a França. Em dezembro de 2013, o país havia importado o equivalente a US$ 66,3 milhões em mercadorias do agronegócio. Já no último mês de 2014, este valor passou para US$ 180,2 milhões, aumento de 171,8%. O farelo de soja foi o principal componente da pauta importadora da França responsável por este aumento. Este produto teve participação de 55,6% nas vendas do setor brasileiro destinadas àquele país, comparado com os 14,4% em Outro produto do Brasil que se destacou no mercado francês foi a celulose, cujas exportações cresceram 10,5%, passando de US$ 15,1 milhões, em 2013, para US$ 18,9 milhões, em Agronegócio brasileiro amplia participação na pauta exportadora em 2014 As exportações do agronegócio brasileiro encerraram o ano respondendo por 43% do total de vendas externas do país. É o que revelam os dados divulgados pelo Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC), referentes ao acumulado de Do total de US$ 225,1 bilhões faturados pelo Brasil com as exportações, US$ 96,7 bilhões procederam das vendas do agronegócio. Ainda que, em 2013, a receita total de exportação do setor tenha somado US$ 100 bilhões, valor 3,2% maior do que em 2014, a participação do agronegócio na pauta exportadora do país aumentou no ano de Já as importações do setor não passaram de US$ 16,6 bilhões em Este valor representa uma redução Balança comercial do Brasil de 2,6% em relação a 2013 (US$ 17,1 bilhões), e ajudou a minimizar os efeitos da diminuição da receita de exportação. Com tais cifras, a balança comercial do agronegócio em 2014 teve superávit de US$ 80,1 bilhões. Entretanto, o saldo positivo da balança comercial do agronegócio não foi suficiente para conter o déficit da balança comercial geral do país. Há anos, como mostra o gráfico abaixo, o setor desempenha papel fundamental na sustentação da balança comercial. Porém, o alto índice de importação registrado em outros setores da economia brasileira fez com que o país registrasse déficit de US$ 3,9 bilhões em Esta é a primeira vez desde o ano 2000 que a balança comercial do Brasil registra saldo negativo. 2

3 Boletim do Agronegócio Internacional Edição 08 - Janeiro de 2015 Quatro países respondem por 59% das vendas do agronegócio do Brasil O agronegócio brasileiro vem, a cada ano, assumindo papel cada vez mais expressivo na manutenção da segurança alimentar mundial. No entanto, apesar de serem muitos os países compradores dos produtos do agronegócio brasileiro, apenas quatro compradores foram responsáveis por 59% do valor total gerado com as exportações do setor em 2014: China, União Europeia, Estados Unidos e Rússia. China A China fechou o ano como o principal destino internacional dos produtos do agronegócio brasileiro, com participação de 22,8% do valor total exportado pelo Brasil. Apesar da queda de US$ 816 milhões na receita em relação a 2013, causada principalmente pela redução nas exportações dos complexos soja e sucroalcooleiro, as exportações para a China somaram US$ 22,1 bilhões no acumulado do ano. O país foi o maior comprador do complexo soja, com importações que ultrapassaram US$ 17 bilhões. Ainda que a receita das exportações deste produto tenha caído devido à queda nos preços, os embarques aumentaram 1,12% de 2013 para União Europeia A União Europeia foi o segundo principal destino para as exportações brasileiras em Os 28 países que compõem o bloco compraram o equivalente a US$ 42 bilhões do Brasil, sendo que mais da metade deste montante (US$ 22,1 bilhões) diz respeito às exportações do setor agropecuário, que embarcou mais de 26 milhões de toneladas de produtos no ano passado. Embora as exportações do agronegócio destinadas ao bloco terem caído 2,9%, a União Europeia se tornou ainda mais importante para o comércio exterior brasileiro, ganhando maior participação no mercado. O farelo de soja, a soja em grão e a celulose estão entre as mercadorias brasileiras que mais se destacaram no mercado europeu no acumulado do ano. As vendas destes três produtos somaram US$ 9,8 bilhões. Participação nas Exportações do Agronegócio do Brasil (2014) Estados Unidos Os Estados Unidos é, historicamente, um importante parceiro comercial e grande concorrente do agronegócio brasileiro. Com as dificuldades econômicas enfrentadas recentemente e a ascensão chinesa como novo grande player do Brasil, os Estados Unidos perderam parte da prioridade que tinham com o Brasil no âmbito comercial. Contudo, o país vem reconquistando seu espaço. Em 2014, os Estados Unidos importaram US$ 27 bilhões em produtos brasileiros, sendo 26% deste valor (ou US$ 7 bilhões) em produtos do agronegócio. A celulose, a madeira e o papel estão entre os principais produtos de interesse americano no agronegócio brasileiro. Juntos, os três produtos somaram mais de US$ 2,1 bilhões em exportações, ou 31% da pauta de exportação do setor para o mercado norte-americano. O café brasileiro também é um produto que agradou os importadores americanos em 2014, alcançando US$ 1,3 bilhão em exportações. Rússia A Rússia, quarto maior importador de bens agropecuários do Brasil em 2014, conquistou espaço significante na pauta comercial brasileira. Parte deste aumento pode ser atribuída à ampliação do mercado russo após as sanções impostas pelo país às importações de certos alimentos provenientes dos Estados Unidos, Canadá, Austrália, Noruega e da União Europeia. 3

4 Elaboração: CNA Boletim do Agronegócio Internacional Edição 08 - Janeiro de 2015 Oito produtos do agronegócio estão entre as dez maiores exportações brasileiras em 2014 Uma forma de comprovar a importância do agronegócio para a economia brasileira é analisando os principais produtos comercializados pelo país internacionalmente. Ao longo do ano, o Boletim do Agronegócio Internacional da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) publicou a lista dos dez principais bens exportados pelo país. Como visto, os produtos agropecuários ganharam, mês a mês, mais espaço entre estes dez, aumentando não só em número de itens, mas também na participação total das exportações brasileiras. Segundo os dados divulgados recentemente pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA), em dezembro, o setor manteve o desempenho positivo. Como mostra a tabela abaixo, oito produtos do agronegócio estão entre os dez bens mais exportados pelo Brasil. São eles: soja em grão, açúcar em bruto, farelo de soja, carne de frango, café em Principais exportações do Brasil em 2014 Valor US$ bilhão 4 Com 3,8% de participação nas vendas externas brasileiras em 2014, a Rússia tornou-se um mercado fundamental para as carnes, o açúcar e a soja do Brasil. A carne bovina, principal produto importado pelos russos, somou US$ 1,3 bilhão em vendas, ou 36% do total. As vendas de carne de frango mais que dobraram de 2013 para 2014, passando de US$ 137 milhões para US$ 303 milhões. A carne suína brasileira também viu aumento semelhante (97%) de 2013 para 2014, devido, principalmente, à valorização do dólar e à redução da oferta, o que afetou o preço deste produto. Os Estados Unidos, maior exportador de carne suína do mundo, suspendeu o abate de suínos em função do surto do vírus da diarreia epidêmica suína no país. É importante destacar também que, em 2014, o Brasil iniciou a venda de produtos derivados do leite, como a manteiga e demais gorduras lácteas. Só nos últimos meses do ano, as vendas somaram US$ 3 milhões. grão, carne bovina, celulose e milho em grão. Juntos, estes oito produtos renderam US$ 65,2 bilhões ao Brasil, respondendo por 29,2% da receita total gerada com exportações no acumulado de Em 2014, destacaram-se os produtos que compõem o complexo soja. As vendas externas destes produtos somaram US$ 31,4 bilhões (60,1 milhões de toneladas), representando 13% da receita de exportação total do Brasil. Este faturamento é 1,4% maior que o registrado em A soja em grão foi líder absoluta em exportações do setor, com US$ 23,28 bilhões em vendas nos 12 meses do ano. Só este produto respondeu por 10,3% da pauta exportadora do país. Ainda que a produção nacional da soja tenha aumentado, e o preço geral do produto caído, o aumento dos embarques para o exterior e a valorização do dólar americano fizeram com que a receita de exportação da soja subisse. Participação no total exportado % 1. Minério de ferro 25,82 11,5 2. Soja em grão 23,28 10,3 3. Petróleo em bruto 16,36 7,3 4. Açúcar em bruto 7,45 3,3 5. Farelo de soja 7,00 3,1 6. Carne de frango 6,89 3,1 7. Café em grão 6,04 2,7 8. Carne bovina 5,79 2,6 9. Celulose 5,29 2,4 10. Milho em grão 3,88 1,7 Oito maiores do agronegócio 65,62 29,2 Demais produtos do agronegócio 34,35 15,3 Dois maiores não agrícolas 42,18 18,7 Demais produtos não agrícolas 82,65 36,9 Exportações totais do Brasil 225, %

5 Boletim do Agronegócio Internacional Edição 08 - Janeiro de 2015 Cinco maiores recordistas em exportação são produtos do agronegócio Como de costume, no início de cada mês o Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC) divulga uma apresentação que ilustra os resultados da balança comercial brasileira de uma maneira sucinta e objetiva. Os dados destacam também os produtos cuja exportação alcançou valor recorde para o período. A Superintendência de Relações Internacionais (SRI) da CNA analisou e divulgou os dados dos recordistas em exportações a cada mês, em Com o fechamento das estatísticas de comércio, se confirma que os produtos do agronegócio ocupam as posições de maior destaque entre os recordistas. Na tabela publicada pelo MDIC estão 15 produtos, que alcançaram maior receita de exportação dentre aqueles que somaram valores jamais vistos antes. Os cinco primeiros colocados da lista são produtos do agronegócio. Estes produtos são: soja em grãos, com exportações de US$ 23,3 bilhões em 2014 (aumento de 2,0% em relação a 2013); farelo de soja, com exportações de US$ 7,0 bilhões (aumento de 3,1% em relação a 2013); carne bovina, com vendas externas de US$ 5,8 bilhões (aumento de 8,1% em relação a 2013); celulose, com receita de exportação de US$ 5,3 bilhões (aumento de 2,2%); e couros e peles exceto em bruto, com exportações de US$ 2,9 bilhões (aumento de 17,8%). Juntos, estes cinco produtos renderam US$ 44,3 bilhões em exportações brasileiras em Este valor equivale a 19,7% da receita total de exportação do Brasil no ano. São Paulo é o maior estado exportador de bens agropecuários em 2014 No que tange às exportações do agronegócio, alguns estados brasileiros se sobressaíram em Só os cinco maiores exportadores do setor beneficiaram-se de 68% de todo faturamento de exportação do ano, ou US$ 65,7 bilhões. Estes estados são: São Paulo, Mato Grosso, Paraná, Rio Grande do Sul e Minas Gerais. Vale mencionar que os dois principais portos de escoamento de mercadorias do setor se encontram em São Paulo e no Paraná, e que muitas das empresas exportadoras estão situadas nestes dois estados. Isto faz com que os registros de exportação sejam feitos nestas unidades da Federação. Entretanto, não necessariamente as mercadorias exportadas por esses estados são oriundas dos mesmos. 5

6 São Paulo São Paulo, estado líder em exportações agropecuárias em 2014, com 19% de participação, teve faturamento de US$ 18,2 bilhões. Ainda que tenha se mantido na primeira colocação entre os exportadores, o volume dos embarques caiu 12%, se comparado a 2013, passando de 29,4 milhões de toneladas naquele ano para 25,96 milhões de toneladas em O principal produto de exportação do agronegócio paulista em 2014 foi o açúcar em bruto, com faturamento de US$ 4,4 bilhões e embarque de 11,4 milhões de toneladas. Este produto participou de 24% da receita de vendas externas do estado. Outro produto com vendas expressivas é o suco de laranja. O embarque de 1,8 milhão de toneladas do produto rendeu US$ 1,9 bilhão ao estado no mesmo ano. Só para os Estados Unidos, as exportações mais que triplicaram nos últimos dois anos. Mato Grosso Mato Grosso também se destacou entre os maiores exportadores do agronegócio brasileiro em Este estado deteve 15% de participação nas vendas externas do setor. As receitas geradas alcançam US$ 14,6 bilhões. O estado foi o maior exportador brasileiro dos produtos que compõem o complexo soja, responsável por 31% do total. A soja em grãos representou 49% das exportações do estado, somando US$ 7,2 bilhões em receita. O farelo de soja, com 16,3% de participação nas exportações mato-grossenses, teve exportações de US$ 2,4 bilhões no mesmo ano. Paraná O Paraná finalizou 2014 como o terceiro maior exportador do agronegócio, com vendas que somaram US$ 12,6 bilhões (13% do total de exportações do setor). Esta receita foi 7% menor do que a registrada em 2013 (US$ 13,5 bilhões). A soja em grão também foi a Boletim do Agronegócio Internacional Edição 08 - Janeiro de 2015 mercadoria mais comercializada pelo estado internacionalmente, respondendo por 26% da pauta exportadora e gerando US$ 3,3 bilhões em receita. Apesar de ser o produto mais vendido em 2014, a soja em grãos também sofreu queda na receita (16%) quando comparada a O volume exportado deste produto também caiu (11%). Outro produto que acumulou boas vendas foi a carne de frango. Em 2014, o volume embarcado deste produto aumentou 13%, gerando US$ 2,1 bilhões em receita. O Paraná foi o maior exportador de carne de frango do Brasil. Rio Grande do Sul Já os empresários do agronegócio do Rio Grande do Sul faturaram US$ 12,2 bilhões com as vendas externas do setor. Este valor foi 7% menor do que o registrado em As principais mercadorias de exportação do agronegócio deste estado foram a soja em grão (US$ 4,0 bilhões), o fumo não manufaturado (US$ 1,8 bilhão) e a carne de frango (US$ 1,3 bilhão). Os embarques de carne de frango se mantiveram estáveis em relação a No entanto, a soja em grão e o fumo não manufaturado sofreram quedas, de 5,7% e 19%, respectivamente. Minas Gerais Minas Gerais teve o café verde e o açúcar em bruto entre suas maiores exportações em O café apresentou alta de 33% em comparação a 2013, e seus embarques alcançaram 1,3 milhão de toneladas. Estes valores consagraram o estado como o maior exportador de café brasileiro em O açúcar em bruto respondeu por 11% das exportações do agronegócio de Minas, porém, as vendas caíram 19% em relação a A carne bovina também foi um importante produto de exportação mineira, com vendas de US$ 393 milhões. Participação de exportações do agronegócio por estado (2014) 6

7 Boletim do Agronegócio Internacional Edição 08 - Janeiro de 2015 França lança plano para reduzir importações de soja Em dezembro, o ministro da Agricultura francês, Stéphane Le Foll, lançou um plano para aumentar a produção de plantas com alto teor de proteína vegetal no país até O plano consiste principalmente em subsídios diretos aos produtores rurais que cultivam estes produtos, visando reduzir a dependência dos criadores de gado, suínos e aves das importações de proteínas vegetais, e para diminuir o uso de fertilizantes nitrogenados, incentivando produção de soja não transgênica ao invés do milho. bovina, suína, de lácteos e de aves na União Europeia, o país tem uma escassez estrutural na produção destes alimentos. Isto, segundo o Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA), obriga a França a importar 40% das suas necessidades de consumo interno. A produção francesa destas plantas diminuiu consideravelmente nas últimas duas décadas devido ao baixo rendimento e rentabilidade destas culturas em comparação com outras, uma vez que não é possível plantar soja geneticamente modificada. No período estipulado, serão concedidos aos agricultores entre 100 e 200 (R$ 303 a R$ 606, aproximadamente) ao ano por hectare de plantio destas culturas. Esta medida será financiada por um orçamento anual de 49 milhões da Política Agrícola Comum (PAC) da União Europeia. Além disso, a fim de aumentar a produção de leguminosas como forragem, reduzir a compra de concentrados e diminuir a área de milho forrageiro, serão disponibilizados de 100 e 150 (R$ 303 e R$ 455, aproximadamente) ao ano por hectare de legumes plantados como forragem. Entre as plantas que têm um alto teor de proteína estão: ervilhas-do-campo, as favas, o tremoço, a alfafa e a soja. Elas são necessárias, principalmente, para atender às exigências nutricionais do gado e das aves. Apesar de a França ser a maior produtora de carne Espera-se que a produção aumente a curto e longo prazo, o que pode ocasionar uma redução na importação de soja. No entanto, como já mencionado, estas culturas não são competitivas na França e se os subsídios forem removidos, a produção deve voltar aos baixos níveis. As importações francesas dos produtos do complexo soja do Brasil somaram US$ 959 milhões em O farelo de soja foi o produto mais importado do complexo, somando US$ 859 milhões em receita. Em 2014, 13,4% de todo o farelo de soja embarcado no Brasil teve a França como destino. Já as importações de soja em grãos renderam US$ 99,9 milhões ao Brasil. Com as compras, a França participou em 3,1% das vendas externas do complexo soja brasileiro em Exportações do Complexo Soja do Brasil para a França 7

8 Boletim do Agronegócio Internacional Edição 08 - Janeiro de 2015 Rússia proíbe importação de aves dos Estados Unidos O Serviço Federal de Vigilância Veterinária e Fitossanitária da Rússia (VPSS) começou a restringir, desde dezembro de 2014, temporariamente, as importações de aves, subprodutos de aves e produtos à base de aves dos Estados Unidos. O VPSS alegou a presença de substâncias prejudiciais proibidas nos produtos avícolas vindos do território norte-americano. Além disso, o órgão instruiu seus escritórios regionais quanto à introdução de restrições temporárias, desde 18 de dezembro, sobre as importações de aves não ambientadas (aquelas criadas em ambiente sem controle de temperatura e pressão), bem como sobre as importações de aves vivas e de ovos para incubação vindos do estado americano de Washington. Segundo o serviço russo, esta decisão foi tomada devido à detecção de Gripe Aviária de Alta Patogenicidade (GAAP) naquela região. Este não é só mais um caso esporádico de tensão nas relações entre os dois países. Em resposta às restrições impostas, a Rússia atribuiu sanções às carnes, frutas e lácteos provenientes dos Estados Unidos, União Europeia, Austrália, Canadá e Noruega. A sanção criou novas oportunidades para o agronegócio brasileiro, que exportou US$ 3,7 bilhões para o país em 2014, 32% a mais do que em Só as exportações de carne de frango e de peru somaram US$ 313 milhões, representando 9% da pauta exportadora do agronegócio para a Rússia. A Rússia foi, em 2014, o quarto principal importador de produtos do agronegócio brasileiro. Boletim do Agronegócio Internacional é elaborado pela Superintendência de Relações Internacionais. 8 CONFEDERAÇÃO DA AGRICULTURA E PECUÁRIA DO BRASIL SGAN - Quadra Módulo K CEP: Brasília/DF (61)

Paraná Cooperativo EDIÇÃO ESPECIAL EXPORTAÇÕES Informe Diário nº 2.092 Sexta-feira, 08 de maio de 2009 Assessoria de Imprensa da Ocepar/Sescoop-PR

Paraná Cooperativo EDIÇÃO ESPECIAL EXPORTAÇÕES Informe Diário nº 2.092 Sexta-feira, 08 de maio de 2009 Assessoria de Imprensa da Ocepar/Sescoop-PR Paraná Cooperativo EDIÇÃO ESPECIAL EXPORTAÇÕES Informe Diário nº 2.092 Sexta-feira, 08 de maio de 2009 Assessoria de Imprensa da Ocepar/Sescoop-PR EXPORTAÇÕES DAS COOPERATIVAS NO AGRONEGÓCIO EM 1. RESULTADO

Leia mais

Agronegócio Internacional

Agronegócio Internacional Boletim do Agronegócio Internacional Agronegócio Internacional Recordistas de vendas no valor total exportado pelo Brasil jan-jul 2014/2013 Edição 03 - Agosto de 2014 O agronegócio representou 44% das

Leia mais

Participação da agropecuária nas exportações totais (IPEA)

Participação da agropecuária nas exportações totais (IPEA) Alicia Ruiz Olalde Participação da agropecuária nas exportações totais (IPEA) Exportações Agronegócio (CEPEA) Em 2012, a receita das exportações do agronegócio brasileiro alcançou US$ 97 bilhões. Em 2014,

Leia mais

ANÁLISE DAS EXPORTAÇÕES MATO-GROSSENSES Janeiro a Dezembro / 2007

ANÁLISE DAS EXPORTAÇÕES MATO-GROSSENSES Janeiro a Dezembro / 2007 ANÁLISE DAS EXPORTAÇÕES MATO-GROSSENSES / 2007 1- Balança Comercial Mato Grosso continua tendo superávit na Balança Comercial registrando em 2007 um expressivo saldo de US$ 4,38 bilhões valor que representa

Leia mais

MINISTÉRIO DA AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO

MINISTÉRIO DA AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO MINISTÉRIO DA AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO Secretaria de Relações Internacionais do Agronegócio Balança Comercial do Agronegócio Outubro/2015 I Resultados do mês (comparativo Outubro/2015 Outubro/2014)

Leia mais

MINISTÉRIO DA AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO Secretaria de Relações Internacionais do Agronegócio. Balança Comercial do Agronegócio Agosto/2015

MINISTÉRIO DA AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO Secretaria de Relações Internacionais do Agronegócio. Balança Comercial do Agronegócio Agosto/2015 MINISTÉRIO DA AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO Secretaria de Relações Internacionais do Agronegócio Balança Comercial do Agronegócio Agosto/2015 I Resultados do mês (comparativo Agosto/2015 Agosto/2014)

Leia mais

MINISTÉRIO DA AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO Secretaria de Relações Internacionais do Agronegócio. Balança Comercial do Agronegócio Junho/2012

MINISTÉRIO DA AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO Secretaria de Relações Internacionais do Agronegócio. Balança Comercial do Agronegócio Junho/2012 MINISTÉRIO DA AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO Secretaria de Relações Internacionais do Agronegócio Balança Comercial do Agronegócio Junho/2012 I - Resultados do mês Em junho de 2012 as exportações

Leia mais

MINISTÉRIO DA AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO

MINISTÉRIO DA AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO MINISTÉRIO DA AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO Secretaria de Relações Internacionais do Agronegócio Balança Comercial do Agronegócio Janeiro/2016 I Resultados do mês (comparativo jan/2016 jan/2015)

Leia mais

redução dos preços internacionais de algumas commodities agrícolas; aumento dos custos de

redução dos preços internacionais de algumas commodities agrícolas; aumento dos custos de Desempenho da Agroindústria No fechamento do primeiro semestre de 2005, a agroindústria registrou crescimento de 0,3%, taxa bastante inferior à assinalada pela média da indústria brasileira (5,0%) no mesmo

Leia mais

em números Ministério da Agricultura Pecuária e Abastecimento

em números Ministério da Agricultura Pecuária e Abastecimento agronegócio brasileiro em números Ministério da Agricultura Pecuária e Abastecimento 2010 ranking Ranking Brasileiro da Produção e Exportação Fonte: USDA e Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento

Leia mais

Exportações no período acumulado de janeiro até abril de 2015. Total das exportações do Rio Grande do Sul. 2015 com abril de 2014.

Exportações no período acumulado de janeiro até abril de 2015. Total das exportações do Rio Grande do Sul. 2015 com abril de 2014. Este relatório tem por objetivo apresentar os principais números referentes ao comércio internacional do agronegócio do Rio Grande do Sul no mês de abril de 2015. Total das exportações do Rio Grande do

Leia mais

Aumento do consumo mundial de alimentos é destaque nas Nações Unidas

Aumento do consumo mundial de alimentos é destaque nas Nações Unidas Edição 04 - Outubro de 2014 Aumento do consumo mundial de alimentos é destaque nas Nações Unidas Mais de 100 milhões de pessoas deixaram de passar fome na última década. É o que revela o relatório O estado

Leia mais

Exportações no período acumulado de janeiro até março de 2015. Total das exportações do Rio Grande do Sul.

Exportações no período acumulado de janeiro até março de 2015. Total das exportações do Rio Grande do Sul. Este relatório tem por objetivo apresentar os principais números referentes ao comércio internacional do agronegócio do Rio Grande do Sul no mês de março de 2015. Total das exportações do Rio Grande do

Leia mais

MINISTÉRIO DA AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO Secretaria de Relações Internacionais do Agronegócio. Balança Comercial do Agronegócio Março/2015

MINISTÉRIO DA AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO Secretaria de Relações Internacionais do Agronegócio. Balança Comercial do Agronegócio Março/2015 MINISTÉRIO DA AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO Secretaria de Relações Internacionais do Agronegócio Balança Comercial do Agronegócio Março/2015 I Resultados do mês (comparativo Mar/2015 Mar/2014)

Leia mais

AGROINDÚSTRIA. O BNDES e a Agroindústria em 1998 BNDES. ÁREA DE OPERAÇÕES INDUSTRIAIS 1 Gerência Setorial 1 INTRODUÇÃO 1.

AGROINDÚSTRIA. O BNDES e a Agroindústria em 1998 BNDES. ÁREA DE OPERAÇÕES INDUSTRIAIS 1 Gerência Setorial 1 INTRODUÇÃO 1. AGROINDÚSTRIA BNDES FINAME BNDESPAR ÁREA DE OPERAÇÕES INDUSTRIAIS 1 Gerência Setorial 1 O BNDES e a Agroindústria em 1998 INTRODUÇÃO Este informe apresenta os principais dados sobre os desembolsos do BNDES

Leia mais

Desempenho da Agroindústria em 2004. histórica iniciada em 1992. Como tem sido freqüente nos últimos anos (exceto em 2003), os

Desempenho da Agroindústria em 2004. histórica iniciada em 1992. Como tem sido freqüente nos últimos anos (exceto em 2003), os Desempenho da Agroindústria em 2004 Em 2004, a agroindústria obteve crescimento de 5,3%, marca mais elevada da série histórica iniciada em 1992. Como tem sido freqüente nos últimos anos (exceto em 2003),

Leia mais

Desempenho do Comércio Exterior Paranaense Março 2013

Desempenho do Comércio Exterior Paranaense Março 2013 Desempenho do Comércio Exterior Paranaense Março 2013 As exportações em março apresentaram aumento de +27,85% em relação a fevereiro. O valor exportado superou novamente a marca de US$ 1 bilhão, atingindo

Leia mais

A Segurança Alimentar num país de 200 milhões de habitantes. Moisés Pinto Gomes Presidente do ICNA

A Segurança Alimentar num país de 200 milhões de habitantes. Moisés Pinto Gomes Presidente do ICNA A Segurança Alimentar num país de 200 milhões de habitantes Moisés Pinto Gomes Presidente do ICNA O uso da terra no Brasil Evolução das Áreas de Produção Milhões de hectares 1960 1975 1985 1995 2006 Var.

Leia mais

Desempenho do Comércio Exterior Paranaense Maio 2012

Desempenho do Comércio Exterior Paranaense Maio 2012 Desempenho do Comércio Exterior Paranaense Maio 2012 As exportações em maio apresentaram aumento de +39,13% em relação a abril, continuando a superar a marca de US$ 1 bilhão, agora pela décima-sexta vez

Leia mais

Desempenho do Comércio Exterior Paranaense Novembro 2012

Desempenho do Comércio Exterior Paranaense Novembro 2012 Desempenho do Comércio Exterior Paranaense Novembro 2012 As exportações em novembro apresentaram diminuição de 27,64% em relação a outubro. Continuam a superar a marca de US$ 1 bilhão, agora pela vigésima-segunda

Leia mais

BRASIL. Francisca Peixoto

BRASIL. Francisca Peixoto BRASIL Francisca Peixoto INTRODUÇÃO BRASIL Um dos principais fornecedores de alimentos e matériasprimas do mundo Dotação única em recursos naturais Política agropecuária alinhada com estratégia nacional

Leia mais

Suinocultura - Análise da Conjuntura Agropecuária

Suinocultura - Análise da Conjuntura Agropecuária Suinocultura - Análise da Conjuntura Agropecuária fevereiro de 2013. 1 - Considerações Iniciais A Suinocultura é uma das atividades da agropecuária mais difundida e produzida no mundo. O porco, espécie

Leia mais

Atlas Digital de MINAS GERAIS 1 de 18

Atlas Digital de MINAS GERAIS 1 de 18 Atlas Digital de MINAS GERAIS 1 de 18 Características Agropecuárias A sociedade brasileira viveu no século XX uma transformação socioeconômica e cultural passando de uma sociedade agrária para uma sociedade

Leia mais

PROJEÇÕES DO AGRONEGÓCIO Brasil 2009/10 a 2019/20

PROJEÇÕES DO AGRONEGÓCIO Brasil 2009/10 a 2019/20 PROJEÇÕES DO AGRONEGÓCIO Brasil 2009/10 a 2019/20 AGE - ASSESSORIA DE GESTÃO ESTRATÉGICA Chefe da AGE: Derli Dossa. E-mail: derli.dossa@agricultura.gov.br Equipe Técnica: José Garcia Gasques. E-mail: jose.gasques@agricultura.gov.br

Leia mais

Dados do Censo Agropecuário Confirmam Concentração da Atividade Leiteira no Brasil

Dados do Censo Agropecuário Confirmam Concentração da Atividade Leiteira no Brasil Dados do Censo Agropecuário Confirmam Concentração da Atividade Leiteira no Brasil Ézio José Gomes Os dados do último Censo Agropecuário do IBGE - Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, de 2006

Leia mais

A visão de longo prazo contempla: Produção Exportações líquidas Estoques. Área plantada Produtividade Consumo doméstico (total e per capita)

A visão de longo prazo contempla: Produção Exportações líquidas Estoques. Área plantada Produtividade Consumo doméstico (total e per capita) Fornecer aos agentes envolvidos no agronegócio, notadamente as indústrias de insumos agropecuários e de alimentos, além dos produtores, Governo e academia, informações estratégicas sobre a dinâmica futura

Leia mais

- 300. Saldo BC Importações Importações s/gás Exportações

- 300. Saldo BC Importações Importações s/gás Exportações Carta de Conjuntura nº2 Dezembro de 2015 Setor Externo As cotações do dólar recuaram em relação aos últimos meses, chegando a taxa média em novembro a ficar em R$ 3,77, cerca de 2,77% abaixo da taxa média

Leia mais

A Importância da Parceria Transpacífico para a agropecuária brasileira

A Importância da Parceria Transpacífico para a agropecuária brasileira Edição 1 - Outubro de 2015 ESPECIAL A Importância da Parceria Transpacífico para a agropecuária brasileira A conclusão das negociações da Parceria Transpacífico (TPP), anunciada formalmente na segunda-feira,

Leia mais

Receita com exportação de carne de frango é recorde nos primeiros oito meses de 2015

Receita com exportação de carne de frango é recorde nos primeiros oito meses de 2015 Receita com exportação de carne de frango é recorde nos primeiros oito meses de 2015 Por Prof. Dr. Sergio De Zen, Camila Brito Ortelan e Marcos Debatin Iguma e Equipe Aves/Cepea Nos primeiros oito meses

Leia mais

O papel da APROSOJA na promoção da sustentabilidade na cadeia produtiva da soja brasileira

O papel da APROSOJA na promoção da sustentabilidade na cadeia produtiva da soja brasileira O papel da APROSOJA na promoção da sustentabilidade na cadeia produtiva da soja brasileira Clusters para exportação sustentável nas cadeias produtivas da carne bovina e soja Eng Agrônomo Lucas Galvan Diretor

Leia mais

USDA REAFIRMA DÉFICIT INTERNACIONAL EM 2015/16 - MERCADO REAGE TIMIDAMENTE

USDA REAFIRMA DÉFICIT INTERNACIONAL EM 2015/16 - MERCADO REAGE TIMIDAMENTE Boletim Semanal sobre Tendências de Mercados Ano XVII 30/novembro/2015 n. 603 USDA REAFIRMA DÉFICIT INTERNACIONAL EM 2015/16 - MERCADO REAGE TIMIDAMENTE Com o título já enfático sobre o futuro dos preços

Leia mais

Milho - Análise da Conjuntura Agropecuária

Milho - Análise da Conjuntura Agropecuária Milho - Análise da Conjuntura Agropecuária Outubro de 2012. MUNDO O milho é o cereal mais produzido no mundo. De acordo com o Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA), a produção média do

Leia mais

CRESCIMENTO DO AGRONEGÓCIO SEGUE FIRME NO ANO

CRESCIMENTO DO AGRONEGÓCIO SEGUE FIRME NO ANO CRESCIMENTO DO AGRONEGÓCIO SEGUE FIRME NO ANO O Produto Interno Bruto (PIB) do agronegócio brasileiro estimado pela Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) e pelo Centro de Estudos Avançados

Leia mais

Figura 01 - Evolução das exportações de suínos de Santa Catarina no período de 2010 a 2014 - US$ Milhões.

Figura 01 - Evolução das exportações de suínos de Santa Catarina no período de 2010 a 2014 - US$ Milhões. Crise na Ucrânia: dificuldades e potencialidades para o setor de carne suína e milho em Santa Catarina Glaucia Padrão, Dr.ª Analista de Economia, Epagri/Cepa Reney Dorow, Msc. Analista de Mercado, Epagri/Cepa

Leia mais

Desempenho do Comércio Exterior Paranaense Junho 2010

Desempenho do Comércio Exterior Paranaense Junho 2010 Depenho do Comércio Exterior Paranaense Junho 2010 As exportações em junho apresentaram redução de 8,57% sobre maio após expansão por quatro meses consecutivos. Desta forma, supera a marca de US$ 1 bilhão

Leia mais

Análise Setorial. Fabricação de artefatos de borracha Reforma de pneumáticos usados

Análise Setorial. Fabricação de artefatos de borracha Reforma de pneumáticos usados Análise Setorial Fabricação de artefatos de borracha Reforma de pneumáticos usados Fevereiro de 2015 Sumário 1. Perspectivas do Cenário Econômico em 2015... 3 2. Balança Comercial de Fevereiro de 2015...

Leia mais

AGRONEGÓCIO NO MUNDO PRINCIPAIS PLAYERS

AGRONEGÓCIO NO MUNDO PRINCIPAIS PLAYERS AGRONEGÓCIOS AGRONEGÓCIO NO MUNDO PRINCIPAIS PLAYERS Argentina Estados Unidos Indonésia Brasil Canadá Russia Índia Japão Austrália China México Área Agricultável > 30 milhões de ha População urbana > 80

Leia mais

Alta do dólar eleva preços, atrasa aquisições de insumos e reduz poder de compra

Alta do dólar eleva preços, atrasa aquisições de insumos e reduz poder de compra Ano 8 Edição 15 - Setembro de 2015 Alta do dólar eleva preços, atrasa aquisições de insumos e reduz poder de compra A forte valorização do dólar frente ao Real no decorrer deste ano apenas no período de

Leia mais

Políticas públicas e o financiamento da produção de café no Brasil

Políticas públicas e o financiamento da produção de café no Brasil Políticas públicas e o financiamento da produção de café no Brasil Organização Internacional do Café - OIC Londres, 21 de setembro de 2010. O Sistema Agroindustrial do Café no Brasil - Overview 1 Cafés

Leia mais

Desempenho do Comércio Exterior Paranaense Março 2009

Desempenho do Comércio Exterior Paranaense Março 2009 Desempenho do Comércio Exterior Paranaense Março 2009 A crise financeira internacional continua afetando negativamente o comércio exterior paranaense: apesar das exportações terem aumentado 43,44% em março,

Leia mais

Mercosul debate relacionamento com Tunísia, Líbano, União Aduaneira Euroasiática e América Central (SICA)

Mercosul debate relacionamento com Tunísia, Líbano, União Aduaneira Euroasiática e América Central (SICA) Edição 07 - Dezembro de 2014 Mercosul debate relacionamento com Tunísia, Líbano, União Aduaneira Euroasiática e América Central (SICA) Na próxima semana, o Mercosul realizará as últimas reuniões sob a

Leia mais

INDÚSTRIA DE ALIMENTAÇÃO ANIMAL

INDÚSTRIA DE ALIMENTAÇÃO ANIMAL INDÚSTRIA DE ALIMENTAÇÃO ANIMAL Em 2011: Registrou incremento de 5,2% Em 2011, o setor cresceu 5,2%, movimentou R$ 40 bilhões em insumos e produziu 64,5 milhões de toneladas de ração e 2,35milhões de suplementos

Leia mais

10º LEVANTAMENTO DE SAFRAS DA CONAB - 2012/2013 Julho/2013

10º LEVANTAMENTO DE SAFRAS DA CONAB - 2012/2013 Julho/2013 10º LEVANTAMENTO DE SAFRAS DA CONAB - 2012/2013 Julho/2013 1. INTRODUÇÃO O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA), por meio da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), realiza sistematicamente

Leia mais

Análise Setorial. Fabricação de artefatos de borracha Reforma de pneumáticos usados

Análise Setorial. Fabricação de artefatos de borracha Reforma de pneumáticos usados Análise Setorial Fabricação de artefatos de borracha Reforma de pneumáticos usados Abril de 2015 Sumário 1. Perspectivas do Cenário Econômico em 2015... 3 2. Balança Comercial de Março de 2015... 5 3.

Leia mais

AGROMENSAL CEPEA/ESALQ Informações de Mercado

AGROMENSAL CEPEA/ESALQ Informações de Mercado AGROMENSAL CEPEA/ESALQ Informações de Mercado Mês de referência: ABRIL/2011 CEPEA - SOJA I - Análise Conjuntural II - Séries Estatísticas 1. Diferenciais de preços 2. Estimativa do valor das alternativas

Leia mais

INFORMATIVO TÉCNICO INFOTEC N 10. Brasília, 06 de fevereiro de 2008 ANÁLISE DAS EXPORTAÇÕES DAS COOPERATIVAS BRASILEIRAS EM 2007

INFORMATIVO TÉCNICO INFOTEC N 10. Brasília, 06 de fevereiro de 2008 ANÁLISE DAS EXPORTAÇÕES DAS COOPERATIVAS BRASILEIRAS EM 2007 INFORMATIVO TÉCNICO INFOTEC N 10 Brasília, 06 de fevereiro de 2008 ANÁLISE DAS EXPORTAÇÕES DAS COOPERATIVAS BRASILEIRAS EM 2007 Equipe da Gerência de Mercados - GEMERC: Autor: Marcos Antonio Matos - Técnico

Leia mais

Produção de grãos na Bahia cresce 14,64%, apesar dos severos efeitos da seca no Estado

Produção de grãos na Bahia cresce 14,64%, apesar dos severos efeitos da seca no Estado AGROSSÍNTESE Produção de grãos na Bahia cresce 14,64%, apesar dos severos efeitos da seca no Estado Edilson de Oliveira Santos 1 1 Mestre em Economia, Gestor Governamental da SEAGRI; e-mail: edilsonsantos@seagri.ba.gov.br

Leia mais

Aspectos recentes do Comércio Exterior Brasileiro

Aspectos recentes do Comércio Exterior Brasileiro Aspectos recentes do Comércio Exterior Brasileiro Análise Economia e Comércio / Integração Regional Jéssica Naime 09 de setembro de 2005 Aspectos recentes do Comércio Exterior Brasileiro Análise Economia

Leia mais

Estrutura Produtiva e Evolução da Economia de São Paulo

Estrutura Produtiva e Evolução da Economia de São Paulo Estrutura Produtiva e Evolução da Economia de São Paulo Este boxe apresenta a estrutura da economia paulista e sua evolução nos últimos dez anos, comparando-as com a do país. Gráfico 1 PIB Variação real

Leia mais

Balança Comercial do Rio Grande do Sul Janeiro 2014. Unidade de Estudos Econômicos UNIDADE DE ESTUDOS ECONÔMICOS

Balança Comercial do Rio Grande do Sul Janeiro 2014. Unidade de Estudos Econômicos UNIDADE DE ESTUDOS ECONÔMICOS Balança Comercial do Rio Grande do Sul Janeiro 2014 Unidade de Estudos Econômicos O COMÉRCIO EXTERIOR DO RS EM JANEIRO Exportações Apesar do bom crescimento de Produtos Alimentícios e Máquinas e Equipamentos,

Leia mais

Balança Comercial dos Agronegócios Paulista e Brasileiro no Ano de 2013

Balança Comercial dos Agronegócios Paulista e Brasileiro no Ano de 2013 Balança Comercial dos Agronegócios Paulista e Brasileiro no Ano de 2013 No ano de 2013, as exportações 1 do Estado de São Paulo somaram US$ 56,32 bilhões (23,3% do total nacional), e as importações 2,

Leia mais

Balança Comercial 2003

Balança Comercial 2003 Balança Comercial 2003 26 de janeiro de 2004 O saldo da balança comercial atingiu US$24,8 bilhões em 2003, o melhor resultado anual já alcançado no comércio exterior brasileiro. As exportações somaram

Leia mais

AGRONEGÓCIO PANORAMA ATUAL

AGRONEGÓCIO PANORAMA ATUAL AGRONEGÓCIO PANORAMA ATUAL IMPORTÂNCIA ECONOMICA 1- Exportações em 2014: Mais de US$ 100 bilhões de dólares; 2- Contribui com aproximadamente 23% do PIB brasileiro; 3- São mais de 1 trilhão de Reais e

Leia mais

Índice de Confiança do Agronegócio

Índice de Confiança do Agronegócio Índice de Confiança do Agronegócio Terceiro Trimestre 2014 Principais Resultados:» Índice de Confiança do Agronegócio» Índice da Indústria (antes e depois da porteira)» Índice do Produtor Agropecuário

Leia mais

Síntese. Políticas Agrícolas nos Países da OCDE

Síntese. Políticas Agrícolas nos Países da OCDE Síntese Políticas Agrícolas nos Países da OCDE Monitoramento e Avaliação 2002 Overview Agricultural Policies in OECD Countries - Monitoring and Evaluation 2002 As Sínteses constituem-se em excertos de

Leia mais

Brasil e Estados Unidos avançam na reabertura de mercado para carne bovina in natura

Brasil e Estados Unidos avançam na reabertura de mercado para carne bovina in natura Edição 14 - Julho de 2015 Brasil e Estados Unidos avançam na reabertura de mercado para carne bovina in natura A presidente Dilma Rousseff esteve nos Estados Unidos, de 27 de junho a 1º de julho, onde

Leia mais

BOVINOCULTURA DE CORTE

BOVINOCULTURA DE CORTE ISS 36-9 BOVINOCULTURA DE CORTE Os preços médios da arroba do boi e da vaca, em Mato Grosso do Sul, no mês de fevereiro, foram de R$8,8 e R$,99, respectivamente. Em relação ao mês anterior, houve um avanço

Leia mais

Instituto Matogrossense de Economia Agropecuária RETROSPECTIVA DE 2012 E PERSPECTIVAS PARA 2013

Instituto Matogrossense de Economia Agropecuária RETROSPECTIVA DE 2012 E PERSPECTIVAS PARA 2013 Instituto Matogrossense de Economia Agropecuária RETROSPECTIVA DE 2012 E PERSPECTIVAS PARA 2013 dezembro, 2012 Índice 1. Algodão 2. Soja 3. Milho 4. Boi Gordo 5. Valor Bruto da Produção ALGODÃO Mil toneladas

Leia mais

Milho Período: 16 a 20/03/2015

Milho Período: 16 a 20/03/2015 Milho Período: 16 a 20/03/2015 Câmbio: Média da semana: U$ 1,00 = R$ 3,2434 Nota: A paridade de exportação refere-se ao valor/sc desestivado sobre rodas, o que é abaixo do valor FOB Paranaguá. *Os preços

Leia mais

O que esperar do mercado de leite no Brasil e no mundo

O que esperar do mercado de leite no Brasil e no mundo O que esperar Desenvolver do do mercado de de leite no no e fortalecer Brasil e o e no agronegócio no mundo O que esperar do mercado de leite no Rafael Ribeiro de Lima Filho zootecnista Scot Consultoria

Leia mais

Soja - Análise da Conjuntura Agropecuária. Novembro 2015 PARANÁ

Soja - Análise da Conjuntura Agropecuária. Novembro 2015 PARANÁ Soja - Análise da Conjuntura Agropecuária Novembro 2015 PARANÁ A estimativa de área para a safra 2015/16 de soja é recorde no Paraná. Segundo os técnicos de campo serão semeados 5,24 milhões de hectares,

Leia mais

e Indústria de classe mundial Plenária Políticas de fomento, uso do poder de compras, e encomendas: perspectivas diante do cenário econômico atual

e Indústria de classe mundial Plenária Políticas de fomento, uso do poder de compras, e encomendas: perspectivas diante do cenário econômico atual Estado e Indústria de classe mundial Plenária Políticas de fomento, uso do poder de compras, e encomendas: perspectivas diante do cenário econômico atual Desempenho Conjuntural da Indústria Participação

Leia mais

Indústria avícola paranaense

Indústria avícola paranaense Indústria avícola paranaense Evoluçã o do consumo de fãrelo de sojã e milho pãrã criãçã o de frãngos no Pãrãnã Ana Luiza Lodi analuiza.lodi@intlfcstone.com Thadeu Silva thadeu.silva@intlfcstone.com Natália

Leia mais

101/15 30/06/2015. Análise Setorial. Fabricação de artefatos de borracha Reforma de pneumáticos usados

101/15 30/06/2015. Análise Setorial. Fabricação de artefatos de borracha Reforma de pneumáticos usados 101/15 30/06/2015 Análise Setorial Fabricação de artefatos de borracha Reforma de pneumáticos usados Junho de 2015 Sumário 1. Perspectivas do CenárioEconômico em 2015... 3 2. Balança Comercial de Março

Leia mais

CONJUNTURA ECONÔMICA

CONJUNTURA ECONÔMICA CONJUNTURA ECONÔMICA O mês de março de 2015 foi marcado pelo anúncio dos principais resultados da economia de 2014 e deste início de 2015. Dentre eles destacaramse o PIB, taxa de desemprego nas principais

Leia mais

CONJUNTURA DE SAFRAS, OU MAIS DO MESMO: EXPANSÃO DA FRONTEIRA AGRÍCOLA COM SOJA EM 2015/16

CONJUNTURA DE SAFRAS, OU MAIS DO MESMO: EXPANSÃO DA FRONTEIRA AGRÍCOLA COM SOJA EM 2015/16 CONJUNTURA DE SAFRAS, OU MAIS DO MESMO: EXPANSÃO DA FRONTEIRA AGRÍCOLA COM SOJA EM 2015/16 A Companhia Nacional do Abastecimento (Conab), divulgou recentemente sua primeira estimativa para a safra brasileira

Leia mais

CONTEXTO & PERSPECTIVA Boletim de Análise Conjuntural do Mercado de Flores e Plantas Ornamentais no Brasil Março 2011

CONTEXTO & PERSPECTIVA Boletim de Análise Conjuntural do Mercado de Flores e Plantas Ornamentais no Brasil Março 2011 CONTEXTO & PERSPECTIVA Boletim de Análise Conjuntural do Mercado de Flores e Plantas Ornamentais no Brasil Março 2011 2010: BALANÇO DO COMÉRCIO EXTERIOR DA FLORICULTURA BRASILEIRA Antonio Hélio Junqueira

Leia mais

Preços de alimentos básicos continuam em alta

Preços de alimentos básicos continuam em alta 1 São Paulo, 2 de junho de 2008. NOTA À IMPRENSA Preços de alimentos básicos continuam em alta Apenas duas, das 16 capitais onde o DIEESE - Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos

Leia mais

Milho: preços elevados mesmo com super-safra norte-americana

Milho: preços elevados mesmo com super-safra norte-americana Milho: preços elevados mesmo com super-safra norte-americana Super-safra norte-americana Em seu boletim de oferta e demanda mundial de setembro o Usda reestimou para cima suas projeções para a safra 2007/08.

Leia mais

Cadeia Produtiva do Leite. Médio Integrado em Agroindústria

Cadeia Produtiva do Leite. Médio Integrado em Agroindústria Médio Integrado em Agroindústria A importância da cadeia do leite A cadeia do leite e de seus derivados desempenha papel relevante no suprimento de alimentos e na geração de emprego e renda, se igualando

Leia mais

SECRETARIA DE ESTADO DE AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO SUBSECRETARIA DO AGRONEGÓCIO. PERFIL DO AGRONEGÓCIO BRASILEIRO Janeiro/2015

SECRETARIA DE ESTADO DE AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO SUBSECRETARIA DO AGRONEGÓCIO. PERFIL DO AGRONEGÓCIO BRASILEIRO Janeiro/2015 SECRETARIA DE ESTADO DE AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO SUBSECRETARIA DO AGRONEGÓCIO PERFIL DO AGRONEGÓCIO BRASILEIRO Janeiro/2015 2 ÍNDICE 03. Apresentação 04. População Rural 05. Habitantes no

Leia mais

BRASIL Comércio Exterior

BRASIL Comércio Exterior Ministério das Relações Exteriores - MRE Departamento de Promoção Comercial e Investimentos - DPR Divisão de Inteligência Comercial - DIC BRASIL Comércio Exterior Novembro de 2014 Índice. Dados Básicos.

Leia mais

TRIBUNAL DE CONTAS DO DISTRITO FEDERAL II RELATÓRIO ANALÍTICO

TRIBUNAL DE CONTAS DO DISTRITO FEDERAL II RELATÓRIO ANALÍTICO II RELATÓRIO ANALÍTICO 15 1 CONTEXTO ECONÔMICO A quantidade e a qualidade dos serviços públicos prestados por um governo aos seus cidadãos são fortemente influenciadas pelo contexto econômico local, mas

Leia mais

O IBGE divulgou a pouco o primeiro prognóstico para a safra de 2011: www.ibge.gov.br Em 2011, IBGE prevê safra de grãos 2,8% menor que a de 2010

O IBGE divulgou a pouco o primeiro prognóstico para a safra de 2011: www.ibge.gov.br Em 2011, IBGE prevê safra de grãos 2,8% menor que a de 2010 O IBGE divulgou a pouco o primeiro prognóstico para a safra de 2011: www.ibge.gov.br Em 2011, IBGE prevê safra de grãos 2,8% menor que a de 2010 O IBGE realizou, em outubro, o primeiro prognóstico para

Leia mais

REQUERIMENTO (Do Sr. Homero Pereira) Senhor Presidente:

REQUERIMENTO (Do Sr. Homero Pereira) Senhor Presidente: REQUERIMENTO (Do Sr. Homero Pereira) Requer o envio de Indicação ao Ministério da Agricultura Pecuária e Abastecimento, no sentido de implantar um Programa de Redução de Perdas de Produtos Agrícolas. Senhor

Leia mais

Alta do dólar reforça aumento dos custos de produção

Alta do dólar reforça aumento dos custos de produção Alta do dólar reforça aumento dos custos de produção Por Prof. Dr. Sergio De Zen e Graziela Correr; Equipe Pecuária de Corte Se, de um lado, a forte alta do dólar frente ao Real tem contribuído para elevar

Leia mais

O AGRONEGÓCIO BRASILEIRO E O SETOR DE MÁQUINAS AGRÍCOLAS TENDÊNCIAS DOS MERCADOS PARA 2012/2013 E OS CENÁRIOS DE LONGO PRAZO Carlos Cogo Agosto/2012 LA NIÑA PROVOCA FORTES QUEBRAS EM SAFRAS DE GRÃOS O

Leia mais

AGROMENSAL CEPEA/ESALQ Informações de Mercado

AGROMENSAL CEPEA/ESALQ Informações de Mercado AGROMENSAL CEPEA/ESALQ Informações de Mercado Mês de referência: MARÇO/2011 CEPEA - SOJA I - Análise Conjuntural II - Séries Estatísticas 1. Diferenciais de preços 2. Estimativa do valor das alternativas

Leia mais

BOLETIM CUSTOS E PREÇOS Abril de 2014

BOLETIM CUSTOS E PREÇOS Abril de 2014 BOLETIM CUSTOS E PREÇOS Abril de 2014 Milho: Os preços no mercado brasileiro ficaram estáveis e até mesmo um pouco mais baixos em algumas praças. A incerteza dos produtores quanto à produtividade do milho

Leia mais

Panorama do Setor Exportador Brasileiro de Sementes Forrageiras: um Estudo Exploratório

Panorama do Setor Exportador Brasileiro de Sementes Forrageiras: um Estudo Exploratório Panorama do Setor Exportador Brasileiro de Sementes Forrageiras: um Estudo Exploratório Juliano Merlotto Mestre em Administração pela Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade, Universidade

Leia mais

Agronegócio no Brasil e em Mato Grosso

Agronegócio no Brasil e em Mato Grosso Agronegócio no Brasil e em Mato Grosso Índice 1 - Conceito de Agronegócio e a atuação do Imea 2 - Agronegócio no Brasil e em Mato Grosso 2.1 Agronegócio Soja 2.2 Agronegócio Milho 2.3 Agronegócio Algodão

Leia mais

TRIGO Período de 02 a 06/11/2015

TRIGO Período de 02 a 06/11/2015 TRIGO Período de 02 a 06//205 Tabela I - PREÇO PAGO AO PRODUTOR (em R$/60 kg) Centro de Produção Unid. 2 meses Períodos anteriores mês (*) semana Preço Atual PR 60 kg 29,56 35,87 36,75 36,96 Semana Atual

Leia mais

Boletim de Comércio Exterior da Bahia Abril 2013

Boletim de Comércio Exterior da Bahia Abril 2013 ISSN 2179-8745 Boletim de Comércio Exterior da Bahia Abril 2013 Sumário SUMÁRIO Governo do Estado da Bahia Jaques Wagner Secretaria do Planejamento José Sergio Gabrielli Superintendência de Estudos Econômicos

Leia mais

GUSTAVO ROBERTO CORRÊA DA COSTA SOBRINHO E JOSÉ MACIEL DOS SANTOS EFEITOS DA CRISE FINANCEIRA GLOBAL SOBRE A AGRICULTURA BRASILEIRA.

GUSTAVO ROBERTO CORRÊA DA COSTA SOBRINHO E JOSÉ MACIEL DOS SANTOS EFEITOS DA CRISE FINANCEIRA GLOBAL SOBRE A AGRICULTURA BRASILEIRA. EFEITOS DA CRISE FINANCEIRA GLOBAL SOBRE A AGRICULTURA BRASILEIRA. GUSTAVO ROBERTO CORRÊA DA COSTA SOBRINHO E JOSÉ MACIEL DOS SANTOS Consultores Legislativos da Área X Agricultura e Política Rural MARÇO/2009

Leia mais

AGROMENSAL CEPEA/ESALQ Informações de Mercado

AGROMENSAL CEPEA/ESALQ Informações de Mercado AGROMENSAL CEPEA/ESALQ Informações de Mercado Mês de referência: JULHO/2011 CEPEA - SOJA I - Análise Conjuntural II - Séries Estatísticas 1. Diferenciais de preços 2. Estimativa do valor das alternativas

Leia mais

Comércio Exterior BOLETIM. Ribeirão Preto/SP Prof. Dr. Luciano Nakabashi Marcos Hitoshi Endo e Marina Cassiano Ribeiro

Comércio Exterior BOLETIM. Ribeirão Preto/SP Prof. Dr. Luciano Nakabashi Marcos Hitoshi Endo e Marina Cassiano Ribeiro Em fevereiro de 215, o Brasil apresentou um déficit na balança comercial de, aproximadamente, US$ 2,8 bilhões. No acumulado dos últimos 12 meses, o montante é um déficit de US$ 3,8 bilhões (Figura 1),

Leia mais

Milho Período: 19 a 23/10/2015

Milho Período: 19 a 23/10/2015 Milho Período: 19 a 23/10/2015 Nota: A paridade de exportação refere-se ao valor/sc desestivado sobre rodas, o que é abaixo do valor FOB Paranaguá. *Os preços médios semanais apresentados nas praças de

Leia mais

DESEMPENHO DA BALANÇA COMERCIAL DOS AGRONEGÓCIOS SOB A ÓTICA DOS GRUPOS DE CADEIAS DE PRODUÇÃO, BRASIL 1997-2004

DESEMPENHO DA BALANÇA COMERCIAL DOS AGRONEGÓCIOS SOB A ÓTICA DOS GRUPOS DE CADEIAS DE PRODUÇÃO, BRASIL 1997-2004 DESEMPENHO DA BALANÇA COMERCIAL DOS AGRONEGÓCIOS SOB A ÓTICA DOS GRUPOS DE CADEIAS DE PRODUÇÃO, BRASIL 1997-2004 JOSÉ ROBERTO VICENTE CPF 781.815.938-04 Engenheiro Agrônomo, Doutor, Pesquisador Científico

Leia mais

INFORMATIVO MENSAL LAPBOV

INFORMATIVO MENSAL LAPBOV Com o mercado aquecido, agosto tem pouca variação O custo da produção na pecuária de corte aumentou no primeiro semestre deste ano, mais que em todo o ano de 2012. Com a alta do dólar, o cenário da exportação

Leia mais

Tabela 01 Mundo Soja Área, produção e produtividade Safra 2009/10 a 2013/14

Tabela 01 Mundo Soja Área, produção e produtividade Safra 2009/10 a 2013/14 Soja Análise da Conjuntura Agropecuária Novembro de 2013 MUNDO A economia mundial cada vez mais globalizada tem sido o principal propulsor responsável pelo aumento da produção de soja. Com o aumento do

Leia mais

O PAPEL DA AGRICULTURA. Affonso Celso Pastore

O PAPEL DA AGRICULTURA. Affonso Celso Pastore O PAPEL DA AGRICULTURA Affonso Celso Pastore 1 1 Uma fotografia do setor agrícola tirada em torno de 195/196 Entre 195 e 196 o Brasil era um exportador de produtos agrícolas com concentração em algumas

Leia mais

DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos SUCO DE LARANJA NOVEMBRO DE 2015

DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos SUCO DE LARANJA NOVEMBRO DE 2015 DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos SUCO DE LARANJA NOVEMBRO DE 2015 PRODUTOS DISTRIBUIÇÃO DA PRODUÇÃO DE LARANJA NO CINTURÃO CITRÍCOLA 49% Farelo 85% laranja para indústria 45% Suco 98%

Leia mais

Encontro de Ensino, Pesquisa e Extensão, Presidente Prudente, 17 a 20 de outubro, 2011 203 ARTIGOS COMPLETOS... 204

Encontro de Ensino, Pesquisa e Extensão, Presidente Prudente, 17 a 20 de outubro, 2011 203 ARTIGOS COMPLETOS... 204 Encontro de Ensino, Pesquisa e Extensão, Presidente Prudente, 17 a 20 de outubro, 2011 203 ARTIGOS COMPLETOS... 204 Encontro de Ensino, Pesquisa e Extensão, Presidente Prudente, 17 a 20 de outubro, 2011

Leia mais

Ações Estratégicas do Agronegócio Soja Responsabilidade Ambiental do Setor

Ações Estratégicas do Agronegócio Soja Responsabilidade Ambiental do Setor Associação Brasileira das Indústrias de Óleos Vegetais Ações Estratégicas do Agronegócio Soja Responsabilidade Ambiental do Setor Carlo Lovatelli Presidente da São Paulo - SP 8 de novembro de 2011 1 A

Leia mais

A balança comercial do agronegócio brasileiro

A balança comercial do agronegócio brasileiro A balança comercial do agronegócio brasileiro Antonio Carlos Lima Nogueira 1 Qual é a contribuição atual dos produtos do agronegócio para o comércio exterior, tendo em vista o processo atual de deterioração

Leia mais

O espaço rural brasileiro 7ºano PROF. FRANCO AUGUSTO

O espaço rural brasileiro 7ºano PROF. FRANCO AUGUSTO O espaço rural brasileiro 7ºano PROF. FRANCO AUGUSTO Agropecuária É o termo utilizado para designar as atividades da agricultura e da pecuária A agropecuária é uma das atividades mais antigas econômicas

Leia mais

EXPORTAÇÕES DE ETANOL CAEM 45% EM JUNHO

EXPORTAÇÕES DE ETANOL CAEM 45% EM JUNHO Boletim Semanal sobre Tendências de Mercados Ano X 16/julho/2015 n. 454 EXPORTAÇÕES DE ETANOL CAEM 45% EM JUNHO O mês de junho foi marcado por um forte retrocesso nas exportações de etanol que caíram de

Leia mais

Cesta básica tem alta moderada na maioria das capitais

Cesta básica tem alta moderada na maioria das capitais 1 São Paulo, 06 de julho de 2009. NOTA À IMPRENSA Cesta básica tem alta moderada na maioria das capitais Em junho, a Pesquisa Nacional da Cesta Básica, realizada pelo DIEESE - Departamento Intersindical

Leia mais

A SUSTENTABILIDADE ECONÔMICA E SOCIAL DA PRODUÇÃO DE FRANGOS E SUÍNOS EM SANTA CATARINA E NO BRASIL

A SUSTENTABILIDADE ECONÔMICA E SOCIAL DA PRODUÇÃO DE FRANGOS E SUÍNOS EM SANTA CATARINA E NO BRASIL A SUSTENTABILIDADE ECONÔMICA E SOCIAL DA PRODUÇÃO DE FRANGOS E SUÍNOS EM SANTA CATARINA E NO BRASIL Jonas Irineu dos Santos Filho Pesquisador da Embrapa Suínos e Aves O consumo de proteína animal no mundo

Leia mais

fls. 776 Se impresso, para conferncia acesse o site http://esaj.tjsc.jus.br/esaj, informe o processo 0300287-79.2015.8.24.0175 e o cdigo 353F682.

fls. 776 Se impresso, para conferncia acesse o site http://esaj.tjsc.jus.br/esaj, informe o processo 0300287-79.2015.8.24.0175 e o cdigo 353F682. fls. 776 fls. 777 fls. 778 fls. 779 fls. 780 fls. 781 fls. 782 fls. 783 1/107 LAUDODEAVALIAÇÃO ECONÔMICA fls. 784 2/107 Códigodoimóvel NomedoImóvel Endereço Bairro Cidade UF Proprietário Documento RegistrodeImóveis

Leia mais