PROJETO PEDAGÓGICO DO CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM LOGÍSTICA - EAD

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "PROJETO PEDAGÓGICO DO CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM LOGÍSTICA - EAD"

Transcrição

1 PROJETO PEDAGÓGICO DO CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM LOGÍSTICA - EAD Justificativa da oferta do curso O termo administração, concebido de forma a combinar as atividades básicas de planejamento, organização, direção e controle, vem sendo substituído por uma palavra mais adequada às necessidades empresariais. Principalmente em função da concorrência, que passou a ser fator preocupante para a sobrevivência das organizações, passou a ser utilizada a palavra gestão. Como objetivo específico, ela reúne os verbos planejar, implementar e controlar para melhorar. O aprimoramento contínuo passou, então, a se apresentar como a melhor forma de se conduzir os negócios e praticamente representa uma rotina obrigatória no mudo empresarial. Essa necessidade de melhorias veio a aumentar o número das variáveis a serem consideradas no processo de tomada de decisão das empresas, dando ao nível estratégico das organizações uma maior relevância. As decisões passaram a depender de informações mais descentralizadas e distantes, levando em consideração também fatores externos à empresa. No setor produtivo, desde o início da compreensão do tratamento das atividades logísticas de forma integrada, como ponto importante para ser considerado além das fronteiras das empresas, a gestão da cadeia de suprimentos passou a ser identificada como indispensável para o sucesso dos negócios. Nesse contexto, os esforços desenvolvidos para a adequação das diversas atividades relacionadas ao fluxo de recursos, dos fornecedores até o cliente final, têm sido direcionados para as relações existentes entre os diversos elementos da cadeia, de forma a trazer benefícios para todos os envolvidos no processo. Esses esforços têm trazido resultados positivos para as empresas de maneira geral e exigem da comunidade envolvida uma reflexão e posicionamento quanto ao novo papel da logística. Nesse campo de conhecimento, partindo da própria definição de cadeia de suprimento, passando pelas iniciativas de processos logísticos, e chegando às fórmulas de medição de desempenho das cadeias e à importância da logística operacional, tudo passa a ser considerado com uma abrangência cada vez maior. A pressão competitiva tem forçado muitas empresas a estabelecerem suas iniciativas e objetivos estratégicos dentro de um ambiente balizado pelas competências centrais da organização e as relações necessárias para o funcionamento ideal da cadeia de suprimento a que ela pertence. Essas competências precisam estar relacionadas com os reais valores dos clientes envolvidos na cadeia de suprimento, a partir dos quais devem ser estabelecidas as prioridades organizacionais e definidos os objetivos estratégicos. Como os valores reais dos clientes variam com o passar do tempo, o ambiente competitivo torna-se dinâmico, havendo necessidade de um alinhamento perfeito entre os objetivos estratégicos, a capacidade de mensurar resultados de ações desenvolvidas no sentido de alcançar esses objetivos e o sucesso operacional. O processo decisório que acompanha a gestão das empresas passou a depender da existência de recursos humanos preparados para alimentar as fases de planejamento, implementação e controle das atividades. No caso da logística, que se expandiu das empresas e passou a envolver os fornecedores dos fornecedores e os clientes dos clientes, a necessidade de profissionais capacitados para participar do desenvolvimento desses sistemas, atinge uma dimensão nunca vista anteriormente, aumentando significativamente a demanda por recursos humanos. Num país de dimensões continentais como o Brasil, cujos custos logísticos atingem cerca de 20% do PIB (contra

2 cerca de 10% nos países com economias mais desenvolvidas do que a nossa, como por exemplo, os EUA, o Japão e a maior parte dos países do continente europeu), o aumento dessa demanda torna-se ainda mais crítico uma vez que a dimensão logística alcança regiões não cobertas por escolas que formem esse tipo de profissional especializado, concentrando-se nas regiões mais industrializadas. Dessa forma, seria extremamente importante a implantação de um Curso Tecnológico em Logística na modalidade EaD, o que irá permitir a formação de profissionais qualificados para atuação em todas as regiões do país. Além da importância da medição do desempenho individual dos elementos constituintes de uma cadeia de suprimento, existe a preocupação em mensurar o resultado da cadeia de suprimento de forma geral, com base na integração das informações relacionadas a cada elo. A estratégia para o desenvolvimento da atividade logística deve considerar os recursos (pessoas, processos e tecnologia) nas atividades operacionais. A qualidade dos recursos humanos, que serão formados pelo curso EaD em Logística a ser oferecido pelo sistema virtual será muito importante para a eficiência, eficácia, efetividade e produtividade dos sistemas logísticos, com conseqüências e reflexos bastante positivos para a economia nacional Finalidades e objetivos do curso As sugestões enviadas por empresas operadoras, demonstram a necessidade de uma formação voltada à excelência de operações, sejam elas de piso ou não. A área de logística necessita de profissionais que atuem nos três níveis de processo (estratégico, tático e operacional), exercendo funções que compreendem desde cargos operacionais, auxiliares de almoxarifado, analistas, supervisores, coordenadores e gerentes, até cargos de direção, de acordo com o professor Hugo Ioshizaki, um dos coordenadores do curso de mestrado em Logística da Universidade de São Paulo. Além da logística tradicional (transportes, armazenagem e processamento de pedidos e informações) novas necessidades logísticas surgem a cada dia que passa. O advento da internet, por exemplo, criou um mercado bastante amplo de distribuição de mercadorias, gerando novas oportunidades de emprego para os profissionais de logística. Para evitar atrasos nas entregas e confirmação de pedidos acima do estoque disponível, vários sites de e-commerce passaram a se preocupar com essa atividade. Outra área de grande atuação para os profissionais de logística que vem se modernizando rapidamente é a de transportes. O controle, que anteriormente era executado através de fiscalização rodoviária, agora acontece por meio de satélites ou de softwares rastreadores. A intermodalidade - deslocamento de mercadoria de uma modalidade de transporte para outra bem como a intramodalidade - onde as mercadorias não trocam de modal de transporte, mas apenas de veículo - vem contribuindo para que as áreas de distribuição e armazenagem cresçam cerca de 20% ao ano gerando uma demanda cada vez maior por profissionais especializados e altamente capazes. Aliado à formação educacional e ao exercício da profissão o egresso pode atingir cargos de gerência e até de diretoria, de acordo com o porte e a política de carreira da empresa onde venha a atuar. Recém formado, o egresso estará apto a ocupar as seguintes funções: Assistente / Chefe de Almoxarifado Controlador / Coordenador de Estocagem / Chefe de estocagem Analista de Logística / Coordenador de Logística

3 Analista / Chefe / Coordenador de Expedição Analista / Chefe / Coordenador de Distribuição Analista de Compras / Negociador Tendo em vista o caráter estratégico assumido pela área de logística no cenário competitivo atual, o curso tecnológico em Logística tem por objetivo a formação de profissionais tecnicamente competentes, com conhecimentos adequados, possibilitando sua atuação nas três sub-áreas que compõem a logística: Logística de Abastecimento: responsável pela aquisição, recebimento e armazenamento dos bens materiais empregados na produção, incluindo funções como a administração de almoxarifados, compras e recebimento. Logística Interna: responsável pelo planejamento e a programação da produção, gestão dos estoques e controle de qualidade. Logística de Distribuição: responsável pelo processamento de pedidos, expedição, transporte e distribuição dos produtos. Assim, o curso Superior Tecnológico em Logística se propõe a formar profissionais aptos a assumir funções específicas, de caráter operacional, bem como funções gerenciais, de escopo mais amplo. A modalidade de Educação a Distância permite que o profissional de Logística tenha familiaridade com trabalhos colaborativos, integrado em ambientes virtuais e incluído digitalmente Perfil Profissional de Conclusão Poucas áreas da atividade humana são tão dinâmicas e têm impacto tão significativo na vida e no custo global da sociedade moderna quanto a Logística. Levando-se em consideração o fenômeno da globalização ao qual o país está aderindo num processo que já dura cerca de duas décadas, torna-se fácil compreender os motivos que levaram ao crescimento elevado e contínuo das atividades logísticas em todos os estados e regiões do país. O resultado imediato deste contexto na sociedade é a exigência, cada vez maior, de profissionais amplamente capacitados, qualificados e preparados para gerir, decidir e executar os processos logísticos de âmbito estratégico, tático e operacional. O profissional de logística egresso deve estar preparado para atender esta nova demanda exigida pelo mercado com a eficácia desejada. Dessa forma, o mesmo deve satisfazer os seguintes requisitos: A) Nível Estratégico: Conhecimento amplo do Sistema Logístico e suas interfaces; Capacidade de diagnosticar oportunidades e soluções de âmbito logístico; Capacidade de planejar, desenvolver e implantar projetos colaborativos internamente e ao longo da cadeia de suprimentos; Possuir visão integrada e com enfoque sistêmico, de modo a obter sinergia; Capacidade de organizar, em um único sistema integrado, as unidades logísticas dispersas

4 pela empresa; Foco no cliente, no processo e em resultados, com o objetivo de obter níveis de serviços e custos competitivos; Conhecimento da potencialidade de utilização de ferramentas gerenciais e de sistemas de gestão e informação integrados; Possuir espírito empreendedor e capacidade de negociação; Possuir habilidade e conhecimento para balancear adequadamente teoria e prática; Ser integrador e possuir coeficiente emocional compatível com o cargo; Pensar e agir não somente em curto prazo, mas, também e especialmente a médio e longo prazo; Possuir bons conhecimentos e relacionamento com as entidades participantes dos canais de abastecimento e distribuição; Possuir capacidade de comunicação e flexibilidade para adaptar-se aos diferentes contextos e segmentos de mercado participantes do processo logístico; Possuir capacidade analítica e abstração numérica. B) Nível Tático: Conhecimento do Sistema Logístico e suas interfaces; Capacidade de liderar projetos; Possuir visão integrada e com enfoque sistêmico; Possuir espírito empreendedor e capacidade de negociação; Possuir flexibilidade para adaptar-se e interagir com os diferentes segmentos de mercado pertencentes à cadeia de suprimentos; Desenvolver e usufruir de modernas ferramentas de gestão e de informações gerenciais; Possuir capacidade analítica e abstração numérica para o desenvolvimento de modelos matemáticos; Facilidade de comunicação, liderança e trabalho em equipe; Ser integrador e possuir equilíbrio emocional; Ter capacidade para tomadas de decisão rápidas e adequadas. C) Nível Operacional: Ser especializado e dispor de conhecimentos para a utilização e aplicação de ferramentas e dispositivos tecnológicos de operação e controle. D) Caráter Geral: Facilidade de comunicação e capacidade de trabalho em equipe; Treinamento e reciclagem permanentes; Comprometimento e atitude pró-ativa; Manter foco no cliente (interno e externo) e nos resultados da unidade e da empresa; Estar sempre atualizado e informado (especialmente para os níveis estratégico e tático); Possuir atitude colaborativa. O aluno poderá organizar o desenvolvimento do curso quando da sua implantação total, ou seja, quando todos os módulos estiverem sendo oferecidos. Após o processo seletivo, o aluno poderá optar por qualquer módulo que esteja sendo oferecido, respeitado o número de vagas existentes e/ou aprovadas para o curso cursando-as em qualquer ordem.

5 Desta forma, o aluno pode, por opção, montar seu percurso de formação de acordo com suas necessidades e/ou interesses, sendo que só será permitido ao aluno ingressar em um novo módulo quando concluir todas as Unidades Curriculares do módulo que está cursando. Ao concluir cada um dos módulos o aluno terá direito ao certificado correspondente. A conclusão de todos os módulos (quatro), com seus respectivos componentes curriculares dá o direito ao Diploma de Tecnólogo em GESTÃO DE LOGÍSTICA Fluxograma do curso (representação gráfica do percurso de formação) As unidades curriculares estão organizadas em módulos, com duração de 50 (cinqüenta) dias letivos. O curso é constituído de 4 módulos com carga horária máxima de 400 horas por módulo. Cada 20 horas correspondem a 1 (um) crédito. A matrícula deve ocorrer bimestralmente em unidades curriculares correspondentes a, no mínimo 2 ou, no máximo 10 créditos. A grade curricular do curso superior de Tecnologia em Gestão de Logística é: Unidade Curricular CH 1 CR 2 Professor Responsável Módulo GESTÃO DE ESTOQUES Tópicos de Logística 80 4 Embalagens,Armazenagem e Movimentação de Materiais 80 4 Gestão de Estoques, Arranjo Físico e Layout 80 4 Gestão de projetos 80 4 Projeto Integrador 80 4 Total do Módulo Módulo GESTÃO DA CADEIA DE SUPRIMENTOS Logística em Negócios Internacionais 80 4 Gestão da Cadeia de Suprimentos 88 4 Distribuição Física e Transporte 80 4 Programação e controle da Produção 80 4 Projeto Integrador 80 4 Total do Módulo Módulo TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO Legislação Comercial aplicada à Logística 80 4

6 Tecnologia da Informação 80 4 Estratégias e Operações Logísticas 80 4 Gestão ambiental 80 4 Projeto Integrador 80 4 Total do Módulo Módulo GESTÃO EMPRESARIAL Técnicas de Negociação e Compras 80 4 Custos Empresariais 80 4 Empreendedorismo 80 4 Comportamento e cultura Organizacional 80 4 Projeto Integrador 80 4 Total do Módulo Total Geral RELAÇÃO DO CORPO DOCENTE Para o CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM LOGÍSTICA na modalidade de educação a distância está indicando os seguintes professores responsáveis: NOME CPF TITULAÇÃO REGIME DE TRABALHO Adriano da Silva Graduado CLT/Horista Clemente Alexandre Botaro Marron Especialista CLT/Horista Ana Luiza CLT/Horista Arnaldo Antonio Especialista CLT/Horista Franchim Barbara Alves de Souza Especialista CLT/Horista Caio Rodrigo Mestre CLT/Horista Albuquerque Carlos Eduardo Rigatto Especialista CLT/Horista Claudio E. Schulz Graduado CLT/Horista Rossetto Eduardo Scatolin Especialista CLT/Horista Dulcelete Delboni Especialista CLT/Horista Tarpenian Ealiana de Lima Especialista CLT/Horista Rodrigues Georgeres L.Salles dos Graduado CLT/Horista Santos Ivana Salvagni Rotta Doutor CLT/Horista

7 João da cunha Antunes Especialista CLT/Horista João Lopes da Silva Graduado CLT/Horista Junior José A. Ribeiro de Moura Mestre CLT/Horista José Gomes Santos Especialista CLT/Horista Kleber Francisco Esposto Doutor CLT/Horista Luiz Carlos Tank Jr Especialista CLT/Horista Luiz Fernando Crioni Especialista CLT/Horista Marco Antonio Schio Especialista CLT/Horista Melissa Bellan Especialista CLT/Horista Nilson Zanella Especialista CLT/Horista Orlando Bagni Jr Especialista CLT/Horista Paulo Marcelo Tadeu Especialista CLT/Horista Andrikonis Pedro Paulo Whitaker de Graduado CLT/Horista Castro Santos Ricardo Barbosa de Especialista CLT/Horista Castro Ricardo Luiz Bruno Doutor CLT/Horista Rilke Lidmar Cegagno Graduado CLT/Horista Telma Aparecida de Souza Gracias Doutor CLT/Horista COORDENADOR DO CURSO João Lopes da Silva Junior CPF Graduado

8

9 Unidade Curricular - TÓPICOS DE LOGÍSTICA Período letivo: MÓDULO 1 Carga Horária: 80 HORAS I Reconhecer situações características para emprego da logística Competências Habilidades 1. Conhecer os elementos básicos da logística 2. Relacionar os elementos básicos da logística de forma sistêmica 3. Identificar propósitos, finalidades e necessidades relacionadas ao emprego da logística. 4. Reconhecer o escopo da logística Bases Tecnológicas A. Logística, Logística Militar, Logística empresarial (integrada) e Logística geral. B. Atividades logísticas primárias e complementares. C. Sistemas logísticos Administração, gestão e gestão da logística. D. Elementos da logística (Transporte, armazenagem e serviço) E. Pensamento logístico F. Atividades econômicas, bens e serviços. G.Transporte, armazenagem e serviço. Bibliografia Básica - Roteiro elaborado pelo professor Bibliografia Complementar

10 Unidade Curricular - EMBALAGENS,ARMAZENAGEM E MOVIMENTAÇÃO DE CARGAS Período letivo: MÓDULO 1 Carga Horária: 80 HORAS Competências I. Elaborar sistemas para acompanhar o desenvolvimento de embalagens evitando imprevistos e super ou sub-dimensionamento. II. Planejar, implantar e organizar todos os setores envolvidos com embalagens na busca de soluções ótimas. III. Identificar a importância da embalagem nos processos organizacionais, para desenvolver interfaces com as necessidades de armazenamento, transporte e marketing capazes de assegurar que o produto não sofra avarias entre o estágio de produção até o de consumo. IV. Planejar e implantar sistemas de movimentação de materiais e propor alternativas e modificações para sistemas de movimentação de materiais já implantados. V. Gerenciar sistemas de movimentação de materiais de modo a garantir sua eficiência e eficácia. Habilidades 1. Analisar como a embalagem está inserida na estrutura da empresa, na estrutura mercadológica e no sistema produtivo 2. Elaborar um sistema para o desenvolvimento de embalagens 3. Avaliar custos e efetividade das embalagens 4. Projetar embalagens através de uma abordagem sistêmica 5. Otimizar processos de movimentação e armazenagem de cargas 6. Identificar as necessidades e busca formas de atender a todos os requisitos da empresa, bem como seus clientes e colaboradores. 7. Gerenciar o desenvolvimento e utilização das embalagens em toda a cadeia de negócios (produção, transporte, armazenamento e mercado). 8. Compreender os conceitos relativos ao sistema de embalagens. 9.Analisar problemas de movimentação de materiais 10. Dimensionar equipamentos e espaços físicos 11. Determinar custos de movimentação e armazenagem de materiais 12. Avaliar e selecionar equipamentos de movimentação e armazenagem de materiais 13. Analisar sistemática do manuseio de materiais, suas fases, extensão e relação com ergonomia. 14. Avaliar sistemas de segurança na movimentação de materiais 15. Avaliar aspectos de ergonomia no desenvolvimento, seleção, avaliação e aquisição de equipamentos e embalagens. 16. Determinar o melhor sistema de manuseio e movimentação para os diversos tipos de lay outs de depósitos, e fábricas, levando em consideração os diversos tipos de matérias primas e produtos acabados. Bases Tecnológicas

11 A. Mercadologia B. Integração de operações e logística industrial C. Projeto de produto e de embalagens D. Ergonomia E. Materiais utilizados em embalagens F. Unitização, contenedorização e conteinerização G. Normas e procedimentos H. Legislação I. Identificação de embalagens J.Os 25 princípios da movimentação K. Limitações e restrições na movimentação L. Tipos de sistemas de distribuição M. O papel da manutenção de equipamentos em um sistema de movimentação, manuseio e transporte. N. Custos operacionais de movimentação e armazenagem O. Sistemas de segurança P. Cálculo de distâncias médias Q. Aplicações da curva ABC na movimentação e armazenagem de materiais R. O conceito de intensidade de fluxo S. o princípio da distância mínima T. O conceito de localização Ótima Bibliografia Básica - Roteiro elaborado pelo professor Bibliografia Complementar

12 Unidade Curricular - GESTÃO DE ESTOQUES, ARRANJO FÍSICO E LAYOUT Período letivo : MÓDULO 1 Carga Horária : 80 HORAS Competências I. Elaborar layout para depósitos. II. Propor alternativas de mudanças para layout já definido. III. Solucionar problemas de projetos de fábricas. IV. Identificar soluções alternativas de aproveitamento e utilização de espaço físico. V. Conhecer e desenvolver a previsão de demanda da empresa provendo dados confiáveis a todo o processo de gestão de demanda da organização. VI. Analisar os dados e informações para dimensionar e definir a gestão dos estoques da empresa baseando-se nos diferentes tipos d materiais da empresa e visando garantir o nível de serviço desejado Habilidades 1. Classificar os diferentes tipos existentes de sistemas produtivos 2. Identificar e interpretar as características da demanda 3. Interpretar a tendência na demanda da empresa 4. Utilizar técnicas de previsões de vendas 5. Reconhecer o papel dos estoques nas organizações 6. Aplicar as técnicas existentes de gestão de estoques 7. Efetuar a classificação ABC dos diversos produtos e matérias-primas da empresa 8. Selecionar o sistema adequado de gestão de estoques 9. Desenvolver análises avançadas de gestão de estoques 10. Analisar problemas de armazenamento e fluxo considerando o arranjo físico. 11. Dimensionar equipamentos e espaços físicos. 12. Avaliar e selecionar equipamentos de armazenagem de materiais. 13. Analisar sistemática do manuseio de materiais, suas fases, extensão e relação com ergonomia. 14. Verificar influências da legislação de segurança no projeto 15. Demonstrar vantagens e desvantagens dos arranjos físicos 16. Desenvolver análises de gestão de estoques

13 A. Classificação de sistemas produtivos (MTS, ATO, MTO e ETO) B. Processos de negócios C. Gestão da demanda D. Média Móvel E. Suavização Exponencial F. Índice de Sazonalidade G. Erro nas previsões (Desvio Médio Absoluto) H. Método dos mínimos quadrados I. Estoque de Segurança J. Ponto de reposição K. Lote econômico L. Modelo da revisão periódica M. Sistema duas gavetas N. Classificação ABC O. Princípios de armazenagem; P. Planejamento de espaço; Q. Arranjo físico e lay-out: definições; R. Índices de aproveitamento; S. Dimensionamento de corredores; T. Desafios da armazenagem; U. Fator de aproveitamento superficial e volumétrico; V. Utilização de paletes; W. Uso de empilhadeiras; X. Custo de armazenagem. Bases Tecnológicas Bibliografia Básica

14 Bibliografia Complementar Unidade Curricular GESTÃO DE PROJETOS Período letivo : MÓDULO 1 Carga Horária : 80 HORAS Competências I. Aplicar ferramentas, metodologias para avaliar o grupo de Projetos, visando melhor entendimento dos níveis de capacidade e maturidade dos recursos disponíveis para o contexto empresarial. II. Gerenciar o processo de Projetos, utilizando as práticas, metodologias e ferramentas adequadas, visando atender as necessidades da empresa, focando prazo, orçamento e mercado. Habilidades 1. Entender as responsabilidades, papéis e habilidades de um Gerente realizando debates para o entendimento. 2. Entender a aplicação e gerenciamento de cronogramas Pert CPM e Gantt. 3. Elaborar / desenvolver cronograma de atividades no software Excel. 4. Elaborar / desenvolver cronograma de atividades no software MS_Project. 5. Utilizar os conceitos para desenvolvimento de Projetos passo à passo nas suas 4 fases. 6. Utilizar / aplicar as ferramentas de avaliação / interpretação, Janela de Johari, Maslow, Análise Maturidade x Liderança. A. Modelos de Gestão e Estratégias; B. Ferramentas de Autoavaliação; C. Manual de execução de um Projeto; D. Software Excel; Software Ms_ Project; E. Desenvolvimento de Projeto Bases Tecnológicas

15 Bibliografia Básica Bibliografia Complementar Unidade Curricular LOGÍSTICA EM NEGÓCIOS INTERNACIONAIS Período letivo: MÓDULO 2 Carga Horária: 80 HORAS Competências I. Conhecer ferramentas do Comércio Exterior para aplicação junto à logística. II. Compreender os processos relativos de importação / exportação. III. Conhecer os blocos econômicos e os acordos comerciais. IV. Conhecer os conceitos de EADI, REDEX, Zona Primária e Secundária. Habilidades 1. Empregar a estratégia logística da organização propondo as melhorias necessárias. 2. Integrar a logística e a cadeia de abastecimento. 3. Medir a produtividade logística 4. Inferir as implicações do comércio internacional nas técnicas de logística adotadas, propondo melhorias/adaptações necessárias. 5. Realizar pesquisas de mercado internacional via Internet. Bases Tecnológicas A. Aduanas, alfândegas e serviços aduaneiros. B. Incoterms.

16 C. Blocos Econômicos. D. Formação de preço e contratação de frete. E. Conceito e operacionalização de EADI s. F. Comércio Exterior. Bibliografia Básica - Roteiro elaborado pelo professor Bibliografia Complementar Unidade Curricular GESTÃO DA CADEIA DE SUPRIMENTOS Período letivo: MÓDULO 2 Carga Horária: 80 HORAS Competências I. Dominar os conceitos necessários para promover a gestão da cadeia de suprimentos de maneira eficiente e eficaz. II. Identificar oportunidades de obtenção de vantagens competitivas e promover o desenvolvimento de competências distintas ao longo da cadeia de suprimentos. III. Identificar e utilizar recursos, processos e práticas que contribuam para um melhor posicionamento estratégico da empresa. Habilidades 1. Compreender a evolução da logística e os conceitos de Supply Chain Management. 2. Reconhecer os processos de negócios que compõem uma cadeia de suprimentos. 3. Desenvolver uma visão sistêmica da cadeia de suprimentos. 4. Avaliar tendências da gestão da cadeia de suprimentos. 5. Verificar a influência da tecnologia da informação na logística. 6. Identificar e contrastar tendências da logística. 7. Conduzir iniciativas e práticas para a gestão da cadeia de suprimentos. 8. Identificar os aspectos essenciais para a avaliação do desempenho das cadeias de suprimentos

17 A. Cadeia de suprimentos B. Gestão da cadeia de suprimentos C. Vantagens competitivas D. Processos de negócios E. Avaliação de desempenho F. Outsourcing, EDI, ECR, VMI, CPFR, ESI, CRM G. Manufatura postergada Bases Tecnológicas Bibliografia Básica - Roteiro elaborado pelo professor Bibliografia Complementar Unidade Curricular DISTRIBUIÇÃO FÍSICA E TRANSPORTES Período letivo: MÓDULO 2 Carga Horária: 80 HORAS Competências I. Executar, planejar, implantar, controlar e avaliar sistemas de distribuição ideais, ou o mais otimizado possível, para cada tipo de produto/mercadoria e/ou matéria prima, levando em consideração os locais onde os mesmos são produzidos e o local onde são consumidos. II. Correlacionar as diversas modalidades de transporte: rodoviário, ferroviário, hidroviário, aeroviário e dutoviário, com o tipo de bem a ser transportado. Habilidades 1. Utilizar os instrumentos de planejamento, recursos humanos e materiais nos sistemas de armazenamento, transporte e distribuição.

18 2. Analisar, estruturar, sintetizar, organizar e controlar as diferentes operações logísticas de armazenagem, transporte e distribuição de bens. 3. Utilizar as diversas tecnologias de informação disponíveis para agilizar os processos logísticos, aumentando sua acuracidade e tornando-os mais confiáveis. 4. Classificar os diversos tipos existentes de cadeias de distribuição e suprimentos. 5. Empregar as técnicas do Sistema Toyota de Produção Enxuta para o gerenciamento das operações de distribuição física, armazenagem e controle de estoque. 6. Desenvolver análises avançadas de gestão de distribuição física e transporte. 7. Identificar e formular estratégias de planejamento de marketing, armazenagem, transporte e distribuição física de produto na compra, venda e pós-venda dos mesmos. 8. Identificar os diversos tipos de veículos transportadores, bem como suas capacidades operacionais e relacioná-los com as diversas modalidades de transporte, visando a sua adequação, integração e redução dos custos de distribuição e transporte. 9. Coletar, organizar e analisar dados aplicando modelos estatísticos e matemáticos, selecionando as variáveis e os indicadores relevantes demanda, tempo, tarifas e fretes, custos de manutenção, velocidade e outros para a elaboração de estudos e projetos de transportes a fim de dfinir o tipo de transporte ideal para cada situação. 10. Organizar, controlar e efetuar a comercialização de transporte seja ele próprio ou terceirizado levando em consideração os diversos aspectos de marketing, atendimento a clientes e parceiros, negociação de fretes e orientação de usuários. 11. Organizar e controlar a operação de transportes e distribuição física no que diz respeito a estações de apoio, terminais de carga e centros de distribuição, instalação de equipamentos e sistemas de informação, roteirização, rastreamento e monitoração de translados. 12. Empregar boas técnicas de compra de suprimentos e negociação de fretes 13. Calcular custos de transporte, transbordo e armazenagem. 14. Formular medidas de segurança para cada tipo de carga transportada. Bases Tecnológicas 1. O conceito de globalização e seu impacto sobre as atividades logísticas. 2. Apresentação dos diversos modais de transporte 3. Apresentação do processo de intermodalidade, bem como suas vantagens e desvantagens. 4. Apresentação dos conceitos envolvidos no Sistema Toyota de Produção Enxuta e seu relacionamento com os processos de distribuição física, transporte e armazenagem. 5. Como calcular os diversos custos de transporte, distribuição física e armazenagem. 6. Cálculo d num erro de armazéns em uma estrutura de distribuição. 7. Apresentação dos conceitos chaves para a eficiência e eficácia do processo de distribuição de produtos: Cross Docking, Milk Run, Postponement, Just in time, carga cheia e carga fracionada e consolidação. 8. A utilização do enfoque sistêmico na logística. 9. Conceito de serviço e nível de serviço ou grau de atendimento. 10. Apresentação e conceito dos canais de distribuição e das figuras que o compõem: atacadistas, varejistas, distribuidores, agentes,

19 representantes, etc O conceito de Operador Logístico e a terceirização da prestação dos serviços de distribuição física e armazenagem. 12. O que são e como funcionam os roteirizadores e rastreadores de veículos. 13. A importância da tecnologia da informação nos processos logísticos. 14. O conceito e a importância da utilização de KPIs. 15. Apresentação dos conceitos e funções das embalagens, paletização, unitização e conteinerização. 16. Apresentação dos enfoques estratégicos, táticos e operacionais nas operações de distribuição e armazenagem. Bibliografia Básica - Roteiro elaborado pelo professor Bibliografia Complementar Unidade Curricular - PROGRAMAÇÃO E CONTROLE DA PRODUÇÃO Período letivo: MÓDULO 2 Carga Horária: 80 HORAS Competências I. Identificar estratégias de manufatura coerentes com as prioridades competitivas e baseadas no sistema de administração da produção definido para a empresa II. Planejar, programar e controlar a produção de forma a atender as necessidades do mercado, respeitando as restrições e os eventuais desvios nos recursos.

20 Habilidades 1. Identificar as estratégias de manufatura viáveis à realidade da empresa. 2. Determinar prioridades competitivas coerentes com a estratégia da empresa 3. Efetuar o planejamento das vendas e operações (SOP) 4. Definir um programa mestre de produção viável 5. Efetuar o cálculo da quantidade de produtos disponíveis para promessa (ATP) 6. Planejar as necessidades de materiais (MRP) 7. Planejar as necessidades de recursos de manufatura (MRPII) 8. Aplicar os conceitos envolvidos no planejamento de necessidades da empresa (ERP) 9. Planejar a produção segundo os conceitos Just in Time. 10. Planejar a produção segundo os conceitos da teoria das restrições 11. Adotar sistemas híbridos no planejamento e controle da produção 12. Seqüenciar ordens de produção de acordo com os algoritmos mais utilizados Bases Tecnológicas A. Modelos de estratégia de manufatura B. Prioridades competitivas da manufatura C. Plano de vendas e operações (S&OP) D. Programa mestre de produção (MPS) E. Disponível para promessa (ATP) F. Planejamento das necessidades de materiais (MRP) G. Planejamento dos recursos da manufatura (MRPII) H. Planejamento das necessidades da empresa (ERP) I. Controle do chão-de-fábrica e seqüenciamento de ordens de produção J. Teoria das Restrições (TOC) Bibliografia Básica - Roteiro elaborado pelo professor Bibliografia Complementar

Bases Tecnológicas do curso de Logística 1991 3º Módulo

Bases Tecnológicas do curso de Logística 1991 3º Módulo Bases Tecnológicas do curso de Logística 1991 3º Módulo III.1 GESTÃO DE TRANSPORTES 1.1. O desenvolvimento econômico e o transporte. 1.2. A geografia brasileira, a infraestrutura dos estados, municípios

Leia mais

CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU ESPECIALIZAÇÃO. MBA em LOGÍSTICA E SUPPLY CHAIN MANAGEMENT

CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU ESPECIALIZAÇÃO. MBA em LOGÍSTICA E SUPPLY CHAIN MANAGEMENT CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU ESPECIALIZAÇÃO MBA em LOGÍSTICA E SUPPLY CHAIN MANAGEMENT Coordenação Acadêmica: Prof. Jamil Moysés Filho OBJETIVO: Ao final do Curso, o aluno será capaz de: Conhecer

Leia mais

Curso de Logísticas Integrada

Curso de Logísticas Integrada 1 Introdução a Logística; Capítulo 1 - Conceitos de logística; Breve Histórico da Logística; Historia da logística; SCM; Logística Onde estávamos para onde vamos? Estratégia para o futuro; 2 Conceitos

Leia mais

MBA em Gestão Logística

MBA em Gestão Logística Pág. 1/5 MBA em Gestão Logística Carga Horária: 360 horas/ aulas presenciais + monografia orientada. Aulas: sábados das 8h30 às 18h, com intervalo para almoço. Valor: 16 parcelas de R$ 380,00* * Valor

Leia mais

1 Habilitação: Educação Profissional Técnica de Nível Médio em Administração de Logística

1 Habilitação: Educação Profissional Técnica de Nível Médio em Administração de Logística Habilitação, qualificações e especializações: 1 Habilitação: Educação Profissional Técnica de Nível Médio em Administração de Logística Carga-Horária: 960 horas 1.2 Objetivo Geral do Curso O curso de Educação

Leia mais

Organização Curricular do Curso Superior de Tecnologia em Logística

Organização Curricular do Curso Superior de Tecnologia em Logística Organização Curricular do Curso Superior de Tecnologia em Logística - TLO 2006/1 Organização Curricular do Curso Superior de Tecnologia em Logística 1 DADOS LEGAIS: Reconhecido pela Portaria MEC 134 de

Leia mais

Prof. Marcelo Mello. Unidade III DISTRIBUIÇÃO E

Prof. Marcelo Mello. Unidade III DISTRIBUIÇÃO E Prof. Marcelo Mello Unidade III DISTRIBUIÇÃO E TRADE MARKETING Canais de distribuição Canal vertical: Antigamente, os canais de distribuição eram estruturas mercadológicas verticais, em que a responsabilidade

Leia mais

LOGÍSTICA EMENTAS DO CURSO

LOGÍSTICA EMENTAS DO CURSO LOGÍSTICA EMENTAS DO CURSO 1º P TÉCNICAS DE COMUNICAÇÃO ORAL E ESCRITA Técnicas de leitura, interpretação e produção de textos, expressão oral e apresentação de trabalhos acadêmicos, argumentação científica.

Leia mais

Programa do Curso de Pós-Graduação Lato Sensu MBA em Gestão da Produção Integrada e Logística

Programa do Curso de Pós-Graduação Lato Sensu MBA em Gestão da Produção Integrada e Logística Programa do Curso de Pós-Graduação Lato Sensu MBA em Gestão da Produção Integrada e Logística Apresentação O programa de Pós-graduação Lato Sensu em Gestão da Produção e Logística tem por objetivo fornecer

Leia mais

Sistemas de Informação Empresarial. Gerencial

Sistemas de Informação Empresarial. Gerencial Sistemas de Informação Empresarial SIG Sistemas de Informação Gerencial Visão Integrada do Papel dos SI s na Empresa [ Problema Organizacional ] [ Nível Organizacional ] Estratégico SAD Gerência sênior

Leia mais

CBA. Comércio Internacional PÚBLICO-ALVO COMPLEMENTAÇÃO ACADÊMICA MATERIAL DIDÁTICO. Internacional. Comércio

CBA. Comércio Internacional PÚBLICO-ALVO COMPLEMENTAÇÃO ACADÊMICA MATERIAL DIDÁTICO. Internacional. Comércio CBA Comércio Internacional Comércio Internacional A intensidade das relações comerciais e produtivas das empresas no atual contexto econômico tem exigido das empresas um melhor entendimento da complexidade

Leia mais

Função: Operação da Cadeia de materiais. 1.1 Identificar princípios da organização da área de materiais.

Função: Operação da Cadeia de materiais. 1.1 Identificar princípios da organização da área de materiais. MÓDULO II Qualificação Técnica de Nível Médio ASSISTENTE DE LOGÍSTICA II.1 Gestão de Recursos e Materiais Função: Operação da Cadeia de materiais 1. Contextualizar a importância da Administração de materiais

Leia mais

LOGÍSTICA Prof. Edwin B. Mitacc Meza

LOGÍSTICA Prof. Edwin B. Mitacc Meza LOGÍSTICA Prof. Edwin B. Mitacc Meza Prova 1 09 de Maio de 2013 Nome: 1ª QUESTÃO (1,0) Segundo os dados divulgados pela ood and Agriculture Organization (AO, 2011) sobre as exportações brasileiras, em

Leia mais

Ementários. Disciplina: Gestão Estratégica

Ementários. Disciplina: Gestão Estratégica Ementários Disciplina: Gestão Estratégica Ementa: Os níveis e tipos de estratégias e sua formulação. O planejamento estratégico e a competitividade empresarial. Métodos de análise estratégica do ambiente

Leia mais

GRADUAÇÃO E PÓS-GRADUAÇÃO APRESENTAÇÃO E GRADE CURRICULAR DOS CURSOS

GRADUAÇÃO E PÓS-GRADUAÇÃO APRESENTAÇÃO E GRADE CURRICULAR DOS CURSOS GRADUAÇÃO E PÓS-GRADUAÇÃO APRESENTAÇÃO E GRADE CURRICULAR DOS CURSOS Graduação PROCESSOS GERENCIAIS 1.675 HORAS Prepara os estudantes para o empreendedorismo e para a gestão empresarial. Com foco nas tendências

Leia mais

Organização Curricular do Curso Superior de Tecnologia em Logística

Organização Curricular do Curso Superior de Tecnologia em Logística Organização Curricular do Curso Superior de Tecnologia em Logística - TLO 2005/1 Organização Curricular do Curso Superior de Tecnologia em Logística 1 DADOS LEGAIS: Reconhecido pela Portaria MEC 134 de

Leia mais

ÊNFASE EM GESTÃO DE PESSOAS

ÊNFASE EM GESTÃO DE PESSOAS MBA DESENVOLVIMENTO AVANÇADO DE EXECUTIVOS ÊNFASE EM GESTÃO DE PESSOAS O MBA Desenvolvimento Avançado de Executivos possui como característica atender a um mercado altamente dinâmico e competitivo para

Leia mais

A Organização orientada pela demanda. Preparando o ambiente para o Drummer APS

A Organização orientada pela demanda. Preparando o ambiente para o Drummer APS A Organização orientada pela demanda. Preparando o ambiente para o Drummer APS Entendendo o cenário atual As organizações continuam com os mesmos objetivos básicos: Prosperar em seus mercados de atuação

Leia mais

Plano de Trabalho Docente 2015. Ensino Técnico

Plano de Trabalho Docente 2015. Ensino Técnico Plano de Trabalho Docente 2015 Ensino Técnico Etec ETEC PAULINO BOTELHO EXTENSÃO EE ESTERINA PLACCO Código: 091.01 Município: São Carlos Eixo Tecnológico: Gestão e Negócios Habilitação Profissional: Técnico

Leia mais

FACULDADE ESTÁCIO MONTESSORI DE IBIÚNA ESTÁCIO FMI SÍNTESE DO PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO 1

FACULDADE ESTÁCIO MONTESSORI DE IBIÚNA ESTÁCIO FMI SÍNTESE DO PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO 1 SÍNTESE DO PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO 1 CURSO: ADMINISTRAÇÃO - BACHARELADO MISSÃO DO CURSO Formar profissionais de elevado nível de consciência crítica, competência técnica empreendedora, engajamento

Leia mais

PROJETO PEDAGÓGICO. Curso de Graduação Tecnológica em Marketing

PROJETO PEDAGÓGICO. Curso de Graduação Tecnológica em Marketing PROJETO PEDAGÓGICO Curso de Graduação Tecnológica em Marketing Porto alegre, 2011 1 1. Objetivos do Curso O projeto do curso, através de sua estrutura curricular, está organizado em módulos, com certificações

Leia mais

Ensino Técnico Integrado ao Médio FORMAÇÃO GERAL. Ensino Médio

Ensino Técnico Integrado ao Médio FORMAÇÃO GERAL. Ensino Médio Ensino Técnico Integrado ao Médio FORMAÇÃO GERAL Ensino Médio Etec Etec: Paulino Botelho Código: 091 Município: São Carlos Área de conhecimento: Gestão e Negócios Componente Curricular: Gestão da Cadeia

Leia mais

ENGENHARIA DA PRODUÇÃO 2.0

ENGENHARIA DA PRODUÇÃO 2.0 ENGENHARIA DA PRODUÇÃO 2.0 SOBRE O CURSO Mercados dinâmicos demandam profissionais com formação completa e abrangente, aptos a liderarem equipes multidisciplinares em empresas de todos os setores econômicos

Leia mais

Sistemas de Informação. Sistemas Integrados de Gestão ERP

Sistemas de Informação. Sistemas Integrados de Gestão ERP Sistemas de Informação Sistemas Integrados de Gestão ERP Exercício 1 Um arame é cortado em duas partes. Com uma das partes é feito um quadrado. Com a outra parte é feito um círculo. Em que ponto deve ser

Leia mais

GRADUAÇÃO CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM MARKETING DENOMINAÇÃO: CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM MARKETING / ÁREA PROFISSIONAL: GESTÃO E NEGÓCIOS.

GRADUAÇÃO CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM MARKETING DENOMINAÇÃO: CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM MARKETING / ÁREA PROFISSIONAL: GESTÃO E NEGÓCIOS. GRADUAÇÃO CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM MARKETING CARACTERIZAÇÃO DO CURSO DENOMINAÇÃO: CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM MARKETING / ÁREA PROFISSIONAL: GESTÃO E NEGÓCIOS. DIPLOMA CONFERIDO: TECNÓLOGO DE

Leia mais

ANEXO 1 CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO EM GESTÃO LOGÍSTICA DE EVENTOS

ANEXO 1 CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO EM GESTÃO LOGÍSTICA DE EVENTOS 135 ANEXO 1 CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO EM GESTÃO LOGÍSTICA DE EVENTOS Curso: PÓS-GRADUAÇÃO EM GESTÃO LOGÍSTICA DE EVENTOS Objetivo: Capacitar profissionais para atuarem no segmento de Logística de Eventos,

Leia mais

CURSO DE ADMINISTRAÇÃO. Concepção do Curso de Administração

CURSO DE ADMINISTRAÇÃO. Concepção do Curso de Administração CURSO DE ADMINISTRAÇÃO Concepção do Curso de Administração A organização curricular do curso oferece respostas às exigências impostas pela profissão do administrador, exigindo daqueles que integram a instituição

Leia mais

MBA EM LOGÍSTICA E GERENCIAMENTO DA CADEIA DE SUPRIMENTOS

MBA EM LOGÍSTICA E GERENCIAMENTO DA CADEIA DE SUPRIMENTOS MBA EM LOGÍSTICA E GERENCIAMENTO DA CADEIA DE SUPRIMENTOS 1 - JUSTIFICATIVA A gestão do fluxo de valor agregado pelas organizações exige contemplar toda a cadeia de suprimentos de forma a identificar e

Leia mais

CBA. Comércio Internacional PÚBLICO-ALVO COMPLEMENTAÇÃO ACADÊMICA MATERIAL DIDÁTICO. Internacional. Comércio

CBA. Comércio Internacional PÚBLICO-ALVO COMPLEMENTAÇÃO ACADÊMICA MATERIAL DIDÁTICO. Internacional. Comércio CBA Comércio Internacional Comércio Internacional A intensidade das relações comerciais e produtivas das empresas no atual contexto econômico tem exigido das empresas um melhor entendimento da complexidade

Leia mais

MBA Executivo em Logística e Supply Chain Management

MBA Executivo em Logística e Supply Chain Management ISCTE BUSINESS SCHOOL INDEG_GRADUATE CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU ESPECIALIZAÇÃO MBA Executivo em Logística e Supply Chain Management www.strong.com.br/alphaville - www.strong.com.br/osasco - PABX:

Leia mais

Programa do Curso de Pós-Graduação Lato Sensu MBA em Gestão Estratégica de Negócios

Programa do Curso de Pós-Graduação Lato Sensu MBA em Gestão Estratégica de Negócios Programa do Curso de Pós-Graduação Lato Sensu MBA em Gestão Estratégica de Negócios Apresentação O programa de Pós-graduação Lato Sensu em Gestão Estratégica de Negócios tem por objetivo desenvolver a

Leia mais

Definir embalagem de transporte. Desenvolver políticas que atendam conceitos, princípios e legislação específica a logística reversa.

Definir embalagem de transporte. Desenvolver políticas que atendam conceitos, princípios e legislação específica a logística reversa. Plano de Trabalho Docente 2015 Ensino Técnico Etec Etec: Paulino Botelho Código: 091 Município: São Carlos Eixo Tecnológico: Gestão e Negócios Habilitação Profissional: Técnica de Nível Médio de Técnico

Leia mais

CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM MARKETING PROJETO INTEGRADOR

CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM MARKETING PROJETO INTEGRADOR CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM MARKETING PROJETO INTEGRADOR PROJETO INTEGRADOR 1. INTRODUÇÃO Conforme as diretrizes do Projeto Pedagógico dos Cursos Superiores de Tecnologia da Faculdade Unida de Suzano

Leia mais

CURSOS DE PÓS - GRADUAÇÃO

CURSOS DE PÓS - GRADUAÇÃO CURSOS DE PÓS - GRADUAÇÃO ESPECIALIZAÇÃO EM ECOTURISMO Objetivo: O Curso tem por objetivo capacitar profissionais, tendo em vista a carência de pessoas qualificadas na área do ecoturismo, para atender,

Leia mais

SISTEMAS DE INFORMAÇÃO NA EMPRESA

SISTEMAS DE INFORMAÇÃO NA EMPRESA SISTEMAS DE INFORMAÇÃO NA EMPRESA 1 OBJETIVOS 1. Quais são as principais aplicações de sistemas na empresa? Que papel eles desempenham? 2. Como os sistemas de informação apóiam as principais funções empresariais:

Leia mais

MBA em Logística e Operações

MBA em Logística e Operações MBA em Logística e Operações Apresentação CAMPUS STIEP Inscrições em Breve Turma 07 --> - *Alunos matriculados após o início das aulas poderão cursar as disciplinas já realizadas, em outras turmas que

Leia mais

5 Gerenciamento da Cadeia de Suprimentos

5 Gerenciamento da Cadeia de Suprimentos 5 Gerenciamento da Cadeia de Suprimentos 5.1 Conceitos e definições do supply chain management O conceito ou definição do SCM é algo recente na literatura especializada, datado mais precisamente da metade

Leia mais

SÍNTESE PROJETO PEDAGÓGICO. Missão

SÍNTESE PROJETO PEDAGÓGICO. Missão SÍNTESE PROJETO PEDAGÓGICO Curso: COMÉRCIO EXTERIOR Missão O Projeto Pedagógico do Curso Superior de Tecnologia em Comércio Exterior é a concretização da Política Institucional da Universidade Estácio

Leia mais

APLICATIVOS CORPORATIVOS

APLICATIVOS CORPORATIVOS Sistema de Informação e Tecnologia FEQ 0411 Prof Luciel Henrique de Oliveira luciel@uol.com.br Capítulo 3 APLICATIVOS CORPORATIVOS PRADO, Edmir P.V.; SOUZA, Cesar A. de. (org). Fundamentos de Sistemas

Leia mais

Plano de Trabalho Docente 2014. Ensino Técnico

Plano de Trabalho Docente 2014. Ensino Técnico Plano de Trabalho Docente 2014 Ensino Técnico Etec Etec: PAULINO BOTELHO Código: 091 Município: SÃO CARLOS Eixo Tecnológico: GESTÃO E NEGÓCIOS Habilitação Profissional Técnica de Nível Médio de EM ADMINISTRAÇÃO

Leia mais

MBA Executivo - Gestão do Varejo e Vendas

MBA Executivo - Gestão do Varejo e Vendas MBA Executivo - Gestão do Varejo e Vendas Proposta do curso: O curso de MBA Executivo em Gestão do Varejo e Vendas possibilita ao participante conhecer a respeito dos processos envolvidos na gestão de

Leia mais

Informações sobre o Curso de Administração

Informações sobre o Curso de Administração Objetivo Geral do Curso: Informações sobre o Curso de Administração Prover a sociedade de profissional dotado de senso crítico e comportamento ético-profissional qualificado. Um Administrador criativo,

Leia mais

Plano de Trabalho Docente 2015. Ensino Técnico

Plano de Trabalho Docente 2015. Ensino Técnico Plano de Trabalho Docente 2015 Ensino Técnico Etec Etec: Paulino Botelho Código: 091 Município: São Carlos Eixo Tecnológico: Gestão e Negócios Habilitação Profissional: Técnica de Nível Médio de Técnico

Leia mais

Missão. Objetivo Geral

Missão. Objetivo Geral CURSO: Curso Superior de Tecnologia em Logística Missão Formar profissionais de visão crítica e com conhecimentos e habilidades relativas às atividades logísticas, dotados de base para a atualização profissional

Leia mais

EMENTAS - MATRIZ CURRICULAR - 2016

EMENTAS - MATRIZ CURRICULAR - 2016 EMENTAS - MATRIZ CURRICULAR - 2016 901491 - EVOLUÇÃO DO PENSAMENTO ADMINISTRATIVO I Estudo da administração, suas áreas e funções, o trabalho do administrador e sua atuação; a evolução da teoria organizacional

Leia mais

Objetivo da Aula. Enterprise Resource Planning - ERP. Descrever os sistemas ERP, seus módulos e possíveis aplicações e tendências 23/4/2010

Objetivo da Aula. Enterprise Resource Planning - ERP. Descrever os sistemas ERP, seus módulos e possíveis aplicações e tendências 23/4/2010 Enterprise Resource Planning - ERP Objetivo da Aula Descrever os sistemas ERP, seus módulos e possíveis aplicações e tendências 2 1 Sumário Informação & TI Sistemas Legados ERP Classificação Módulos Medidas

Leia mais

METODOLOGIA HSM Centrada nos participantes com professores com experiência executiva, materiais especialmente desenvolvidos e infraestrutura tecnológica privilegiada. O conteúdo exclusivo dos especialistas

Leia mais

EMENTAS DAS DISCIPLINAS

EMENTAS DAS DISCIPLINAS EMENTAS DAS DISCIPLINAS CURSO DE GRADUAÇÃO DE ADMINISTRAÇÃO Evolução de Pensamento Administrativo I Estudo da administração, suas áreas e funções, o trabalho do administrador e sua atuação; a evolução

Leia mais

Curso Superior de Tecnologia em Logística Empresarial

Curso Superior de Tecnologia em Logística Empresarial PRIMEIRA FASE 01 CÁLCULO DIFERENCIAL E INTEGRAL I Funções, gráficos e aplicações; cálculo diferencial e aplicações; funções de duas ou mais variáveis: derivadas parciais e aplicações; aplicação computacional

Leia mais

Plano de Trabalho Docente 2014. Ensino Técnico

Plano de Trabalho Docente 2014. Ensino Técnico Plano de Trabalho Docente 2014 Ensino Técnico ETEC PAULINO BOTELHO / E.E. ESTERINA PLACCO (EXTENSAO) Código: 091.01 Município: São Carlos Eixo Tecnológico: Gestão e Negócios Habilitação Profissional: Nível

Leia mais

Plano de Trabalho Docente 2014. Ensino Técnico

Plano de Trabalho Docente 2014. Ensino Técnico Plano de Trabalho Docente 2014 Ensino Técnico ETEC PROFESSOR MASSUYUKI KAWANO Código: 136 Município: TUPÂ Eixo Tecnológico: GESTÃO E NEGÓCIOS Habilitação Profissional: TÉCNICO EM ADMINISTRAÇÃO Qualificação:

Leia mais

EMENTAS DAS DISCIPLINAS

EMENTAS DAS DISCIPLINAS EMENTAS DAS DISCIPLINAS CURSO DE GRADUAÇÃO DE ADMINISTRAÇÃO Nome da disciplina Evolução do Pensamento Administrativo I Estudo da administração, suas áreas e funções, o trabalho do administrador e sua atuação;

Leia mais

GESTÃO DA PRODUÇÃO INDUSTRIAL EMENTAS

GESTÃO DA PRODUÇÃO INDUSTRIAL EMENTAS GESTÃO DA PRODUÇÃO INDUSTRIAL EMENTAS CULTURA RELIGIOSA O fenômeno religioso, sua importância e implicações na formação do ser humano, da cultura e da sociedade. As principais religiões universais: história

Leia mais

Questionário de Avaliação de Maturidade Setorial: Modelo de Maturidade Prado-MMGP

Questionário de Avaliação de Maturidade Setorial: Modelo de Maturidade Prado-MMGP DARCI PRADO Questionário de Avaliação de Maturidade Setorial: Modelo de Maturidade Prado-MMGP Versão 2.0.0 Janeiro 2014 Extraído do Livro "Maturidade em Gerenciamento de Projetos" 3ª Edição (a publicar)

Leia mais

Matriz de Especificação de Prova da Habilitação Técnica de Nível Médio. Habilitação Técnica de Nível Médio: Técnico em Logística

Matriz de Especificação de Prova da Habilitação Técnica de Nível Médio. Habilitação Técnica de Nível Médio: Técnico em Logística : Técnico em Logística Descrição do Perfil Profissional: Planejar, programar e controlar o fluxo de materiais e informações correlatas desde a origem dos insumos até o cliente final, abrangendo as atividades

Leia mais

Plano de Trabalho Docente 2010. Qualificação: TÉCNICO EM LOGÍSTICA. Professora: FLÁVIA ANDRÉIA CANEDO DE LIMA

Plano de Trabalho Docente 2010. Qualificação: TÉCNICO EM LOGÍSTICA. Professora: FLÁVIA ANDRÉIA CANEDO DE LIMA Plano de Trabalho Docente 2010 ETEC RODRIGUES DE ABREU Ensino Técnico Código: 135 Município: BAURU/SP Eixo Tecnológico: GESTÃO E NEGÓCIOS Habilitação Profissional: TÉCNICO EM LOGÍSTICA Qualificação: TÉCNICO

Leia mais

Visão Geral sobre Gestão de Projetos e Iniciação de Projetos Aula 2

Visão Geral sobre Gestão de Projetos e Iniciação de Projetos Aula 2 Visão Geral sobre Gestão de Projetos e Iniciação de Projetos Aula 2 Miriam Regina Xavier de Barros, PMP mxbarros@uol.com.br Agenda Bibliografia e Avaliação 1. Visão Geral sobre o PMI e o PMBOK 2. Introdução

Leia mais

LOGÍSTICA Professor: Dr. Edwin B. Mitacc Meza

LOGÍSTICA Professor: Dr. Edwin B. Mitacc Meza LOGÍSTICA Professor: Dr. Edwin B. Mitacc Meza edwin@engenharia-puro.com.br www.engenharia-puro.com.br/edwin Gerenciamento Logístico Gerenciamento Logístico A missão do gerenciamento logístico é planejar

Leia mais

Universidade Presidente Antônio Carlos Faculdade de Ciências Humanas e Exatas Curso de Administração Campus VI

Universidade Presidente Antônio Carlos Faculdade de Ciências Humanas e Exatas Curso de Administração Campus VI A) Área de Administração Geral ÁREAS E ATIVIDADES DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO O estagiário desta área de interesse deverá participar de atividades essenciais de uma empresa, tais como: marketing, produção,

Leia mais

SISTEMA DE GESTÃO AMBIENTAL: ISO 14001. Material Didático: IBB 254 Gestão Ambiental / 2015 Curso: Ciências Biológicas - UFAM

SISTEMA DE GESTÃO AMBIENTAL: ISO 14001. Material Didático: IBB 254 Gestão Ambiental / 2015 Curso: Ciências Biológicas - UFAM SISTEMA DE GESTÃO AMBIENTAL: ISO 14001 Material Didático: IBB 254 Gestão Ambiental / 2015 Conceitos Gerais A gestão ambiental abrange uma vasta gama de questões, inclusive aquelas com implicações estratégicas

Leia mais

Plano de Trabalho Docente 2014. Ensino Técnico

Plano de Trabalho Docente 2014. Ensino Técnico Plano de Trabalho Docente 2014 Ensino Técnico Etec ETEC de São José do Rio Pardo Código: 150 Município: São José do Rio Pardo Eixo Tecnológico: Gestão e Negócios Habilitação Profissional: Técnica de Nível

Leia mais

Logística empresarial

Logística empresarial 1 Logística empresarial 2 Logística é um conceito relativamente novo, apesar de que todas as empresas sempre desenvolveram atividades de suprimento, transporte, estocagem e distribuição de produtos. melhor

Leia mais

Unidade II GERENCIAMENTO DE SISTEMAS. Prof. Roberto Marcello

Unidade II GERENCIAMENTO DE SISTEMAS. Prof. Roberto Marcello Unidade II GERENCIAMENTO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO Prof. Roberto Marcello SI Sistemas de gestão A Gestão dos Sistemas Integrados é uma forma organizada e sistemática de buscar a melhoria de resultados.

Leia mais

MBA Executivo - Gestão Estratégica de Compras

MBA Executivo - Gestão Estratégica de Compras MBA Executivo - Gestão Estratégica de Compras Proposta do curso: O curso de MBA em Gestão Estratégica de Compras possibilita ao profissional os conhecimentos sobre os processos de compras, bem como os

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL FLUMINENSE

UNIVERSIDADE FEDERAL FLUMINENSE UNIVERSIDADE FEDERAL FLUMINENSE CENTRO DE ESTUDOS SOCIAIS APLICADOS FACULDADE DE ADMINISTRAÇÃO, CIÊNCIAS CONTÁBEIS E TURISMO DEPARTAMENTO DE ADMINISTRAÇÃO PLANO DE DISCIPLINA DISCIPLINA: ADMINISTRAÇÃO

Leia mais

MBA Gestão Estratégica de Marketing e Vendas

MBA Gestão Estratégica de Marketing e Vendas Página 1 de 6 MBA Gestão Estratégica de Marketing e Vendas Carga Horária: 360 horas/ aulas presenciais + monografia orientada. Aulas: sábados: 8h30 às 18h, com intervalo para almoço. Valor: 16 parcelas

Leia mais

CURSO DE GRADUAÇÃO PRESENCIAL SISTEMAS DE INFORMAÇÃO

CURSO DE GRADUAÇÃO PRESENCIAL SISTEMAS DE INFORMAÇÃO FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE DO TOCANTINS CURSO DE GRADUAÇÃO PRESENCIAL SISTEMAS DE INFORMAÇÃO Identificação do Curso Nome do Curso: Sistemas de Informação Titulação: Bacharelado Modalidade de ensino: Presencial

Leia mais

Módulo 15 Resumo. Módulo I Cultura da Informação

Módulo 15 Resumo. Módulo I Cultura da Informação Módulo 15 Resumo Neste módulo vamos dar uma explanação geral sobre os pontos que foram trabalhados ao longo desta disciplina. Os pontos abordados nesta disciplina foram: Fundamentos teóricos de sistemas

Leia mais

Pesquisa realizada com os participantes do 12º Seminário Nacional de Gestão de Projetos. Apresentação

Pesquisa realizada com os participantes do 12º Seminário Nacional de Gestão de Projetos. Apresentação Pesquisa realizada com os participantes do de Apresentação O perfil do profissional de Projetos Pesquisa realizada durante o 12 Seminário Nacional de, ocorrido em 2009, traça um importante perfil do profissional

Leia mais

SISTEMAS DE INFORMAÇÃO NA EMPRESA

SISTEMAS DE INFORMAÇÃO NA EMPRESA 2 SISTEMAS DE INFORMAÇÃO NA EMPRESA OBJETIVOS Quais são as principais aplicações de sistemas na empresa? Que papel eles desempenham? Como os sistemas de informação apóiam as principais funções empresariais:

Leia mais

CADERNO DE DESCRIÇÕES DE CARGOS FÁBRICA

CADERNO DE DESCRIÇÕES DE CARGOS FÁBRICA CADERNO DE DESCRIÇÕES DE CARGOS FÁBRICA REVISÃO DOS DADOS 04 RELAÇÃO DE CARGOS Auxiliar de Montagem Montador Supervisor de Produção Técnico de Programação da Produção Coordenador de Produção IDENTIFICAÇÃO

Leia mais

R E S O L U Ç Ã O. Artigo 2º - O Currículo, ora alterado, será implantado no início do ano 2000, para os matriculados no 1º semestre.

R E S O L U Ç Ã O. Artigo 2º - O Currículo, ora alterado, será implantado no início do ano 2000, para os matriculados no 1º semestre. RESOLUÇÃO CONSEPE 30/99 ALTERA O PLANO CURRICULAR E O REGIME DO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO, DO CÂMPUS DE BRAGANÇA PAULISTA. O Presidente do Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão - CONSEPE, no uso da atribuição

Leia mais

- Online Curso sob Regulamentação do Decreto 5.622 de 19/12/2005 - MEC

- Online Curso sob Regulamentação do Decreto 5.622 de 19/12/2005 - MEC FORMAÇÃO Analista de Logística em Comércio Exterior - Online Curso sob Regulamentação do Decreto 5.622 de 19/12/2005 - MEC Objetivo: Habilitar o participante para trabalhar com as rotinas da logística

Leia mais

TMS e Roteirizadores. Breno Amorim brenoamorim@hotmail.com

TMS e Roteirizadores. Breno Amorim brenoamorim@hotmail.com TMS e Roteirizadores Breno Amorim brenoamorim@hotmail.com Definição TMS (Transportation Management System) é um produto para melhoria da qualidade e produtividade de todo o processo de distribuição. Este

Leia mais

MBA em Marketing Estratégico

MBA em Marketing Estratégico MBA em Marketing Estratégico Público - alvo O MBA em Marketing Estratégico é indicado para profissionais com experiência profissional mínima de três anos, com formação universitária em qualquer área e

Leia mais

ERP & BI ENTENTENDO A BUSCA CONSTANTE DAS EMPRESAS POR UM SISTEMA QUE FORNEÇA INFORMAÇÕES CONFIÁVEIS PARA TOMADA DE DECISÃO*

ERP & BI ENTENTENDO A BUSCA CONSTANTE DAS EMPRESAS POR UM SISTEMA QUE FORNEÇA INFORMAÇÕES CONFIÁVEIS PARA TOMADA DE DECISÃO* ERP & BI ENTENTENDO A BUSCA CONSTANTE DAS EMPRESAS POR UM SISTEMA QUE FORNEÇA INFORMAÇÕES CONFIÁVEIS PARA TOMADA DE DECISÃO* RESUMO Marilia Costa Machado - UEMG - Unidade Carangola Graciano Leal dos Santos

Leia mais

Por existir diferentes níveis em uma organização, existem diferentes tipos de sistemas servindo cada nível organizacional

Por existir diferentes níveis em uma organização, existem diferentes tipos de sistemas servindo cada nível organizacional Por existir diferentes níveis em uma organização, existem diferentes tipos de sistemas servindo cada nível organizacional Fonte: Tipos de Sistemas de Informação (Laudon, 2003). Fonte: Tipos de Sistemas

Leia mais

QUESTIONÁRIO LOGISTICS CHALLENGE 2015 PRIMEIRA FASE

QUESTIONÁRIO LOGISTICS CHALLENGE 2015 PRIMEIRA FASE QUESTIONÁRIO LOGISTICS CHALLENGE 2015 PRIMEIRA FASE *Envie o nome de seu grupo, dos integrantes e um telefone de contato junto com as respostas do questionário abaixo para o e-mail COMMUNICATIONS.SLA@SCANIA.COM*

Leia mais

Logistica e Distribuição

Logistica e Distribuição Mas quais são as atividades da Logística? Ballou, 1993 Logística e Distribuição Armazenagem e Movimentação Primárias Apoio 1 2 A armazenagem corresponde a atividades de estocagem ordenada e a distribuição

Leia mais

A FUNÇÃO CONTROLE. Orientação do controle

A FUNÇÃO CONTROLE. Orientação do controle A FUNÇÃO CONTROLE O controle é a ultima função da administração a ser analisadas e diz respeito aos esforços exercidos para gerar e usar informações relativas a execução das atividades nas organizações

Leia mais

ENGENHARIA DE PRODUÇÃO 2.0

ENGENHARIA DE PRODUÇÃO 2.0 ENGENHARIA DE PRODUÇÃO 2.0 SOBRE O CURSO O mercado de trabalho precisa de profissionais completos, com habilidades de gestão e que liderem equipes multidisciplinares em empresas de todos os setores econômicos

Leia mais

PLANO DE ENSINO 2009

PLANO DE ENSINO 2009 PLANO DE ENSINO 2009 Fundamental I ( ) Fundamental II ( ) Médio ( ) Médio Profissionalizante ( ) Profissionalizante ( ) Graduação ( ) Pós-graduação ( ) I. Dados Identificadores Curso Superior de Tecnologia

Leia mais

Líder em consultoria no agronegócio

Líder em consultoria no agronegócio MPRADO COOPERATIVAS mprado.com.br COOPERATIVAS 15 ANOS 70 Consultores 25 Estados 300 cidade s 500 clientes Líder em consultoria no agronegócio 3. Gestão empresarial 3.1 Gestão empresarial Objetivo: prover

Leia mais

Vamos nos conhecer. Avaliações 23/08/2015. Módulo I Introdução à Logistica Empresarial Danillo Tourinho S. da Silva, M.Sc.

Vamos nos conhecer. Avaliações 23/08/2015. Módulo I Introdução à Logistica Empresarial Danillo Tourinho S. da Silva, M.Sc. Módulo I Introdução à Logistica Empresarial Danillo Tourinho S. da Silva, M.Sc. Vamos nos conhecer Danillo Tourinho Sancho da Silva, M.Sc Bacharel em Administração, UNEB Especialista em Gestão da Produção

Leia mais

Portaria Inep nº 249, de 02 de junho de 2014. Publicada no Diário Oficial da União em 04 de junho de 2014.

Portaria Inep nº 249, de 02 de junho de 2014. Publicada no Diário Oficial da União em 04 de junho de 2014. Portaria Inep nº 249, de 02 de junho de 2014. Publicada no Diário Oficial da União em 04 de junho de 2014. O Presidente do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep),

Leia mais

FORMAÇÃO DE TRADERS E NEGOCIADORES INTERNACIONAIS

FORMAÇÃO DE TRADERS E NEGOCIADORES INTERNACIONAIS FORMAÇÃO DE TRADERS E NEGOCIADORES INTERNACIONAIS Objetivo O objetivo deste curso é dotar o participante das competências necessárias para atuar com sucesso no competitivo mercado global, desenvolvendo

Leia mais

CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM GESTÃO COMERCIAL

CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM GESTÃO COMERCIAL 1 EMENTÁRIO DAS DISCIPLINAS DO CURSO SUPERIOR DE CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM GESTÃO COMERCIAL EMENTÁRIO DAS DISCIPLINAS 2011.1 BRUSQUE (SC) 2014 Atualizado em 6 de junho de 2014 pela Assessoria de

Leia mais

WAMAS SOFTWARE DE LOGÍSTICA. Eficiente. Flexível. Confiável.

WAMAS SOFTWARE DE LOGÍSTICA. Eficiente. Flexível. Confiável. WAMAS SOFTWARE DE LOGÍSTICA Eficiente. Flexível. Confiável. Automação SSI Schaefer: Pensamento Global Ação Local Liderança de mercado A SSI SCHAEFER é uma empresa mundialmente conhecida quando se trata

Leia mais

a WZ é uma empresa de consultoria em logística que surgiu para melhorar e oferecer soluções simples e inteligentes.

a WZ é uma empresa de consultoria em logística que surgiu para melhorar e oferecer soluções simples e inteligentes. EMPRESA CRIADA EM 2007, a WZ é uma empresa de consultoria em logística que surgiu para melhorar e oferecer soluções simples e inteligentes. Além de fazer um diagnóstico e sugerir recomendações, a WZ acredita

Leia mais

CENTRO UNIVERSITÁRIO ESTÁCIO RADIAL DE SÃO PAULO SÍNTESE DO PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO 1 MISSÃO DO CURSO

CENTRO UNIVERSITÁRIO ESTÁCIO RADIAL DE SÃO PAULO SÍNTESE DO PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO 1 MISSÃO DO CURSO SÍNTESE DO PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO 1 CURSO: ADMINISTRAÇÃO DE EMPRESAS MISSÃO DO CURSO Formar profissionais de elevado nível de consciência crítica, competência técnica empreendedora, engajamento ético

Leia mais

T2Ti Tecnologia da Informação Ltda T2Ti.COM http://www.t2ti.com Projeto T2Ti ERP 2.0 Autor: Marco Polo Viana. Bloco Suprimentos

T2Ti Tecnologia da Informação Ltda T2Ti.COM http://www.t2ti.com Projeto T2Ti ERP 2.0 Autor: Marco Polo Viana. Bloco Suprimentos Bloco Suprimentos Controle de Produção PCP Objetivo O objetivo deste artigo é dar uma visão geral sobre o Módulo Controle de Produção PCP, que se encontra no Bloco Suprimentos. Todas informações aqui disponibilizadas

Leia mais

Docente do Curso Superior de Tecnologia em Gestão Comercial UNOESTE. E mail: joselia@unoeste.br

Docente do Curso Superior de Tecnologia em Gestão Comercial UNOESTE. E mail: joselia@unoeste.br Encontro de Ensino, Pesquisa e Extensão, Presidente Prudente, 22 a 25 de outubro, 2012 141 A LOGÍSTICA COMO DIFERENCIAL COMPETITIVO Douglas Fernandes 1, Josélia Galiciano Pedro 1 Docente do Curso Superior

Leia mais

EMENTA CURSO TÉCNICO EM ADMINISTRAÇÃO

EMENTA CURSO TÉCNICO EM ADMINISTRAÇÃO PÚBLICO-ALVO: Os Cursos Técnicos são destinados a todos que estão cursando o 2º ano ou já completaram o Ensino Médio e que desejam aprender uma profissão, entrar no mercado de trabalho ou buscar uma melhor

Leia mais

SISTEMA DE GESTÃO AMBIENTAL ABNT NBR ISO 14001

SISTEMA DE GESTÃO AMBIENTAL ABNT NBR ISO 14001 SISTEMA DE GESTÃO AMBIENTAL ABNT NBR ISO 14001 Prof. Eduardo Lucena Cavalcante de Amorim INTRODUÇÃO A norma ISO 14001 faz parte de um conjunto mais amplo de normas intitulado ISO série 14000. Este grupo

Leia mais

E-business: Como as Empresas Usam os Sistemas de Informação

E-business: Como as Empresas Usam os Sistemas de Informação Capítulo 2 E-business: Como as Empresas Usam os Sistemas de Informação 2.1 2007 by Prentice Hall OBJETIVOS DE ESTUDO Identificar e descrever as principais características das empresas que são importantes

Leia mais

MBA Gestão de Negócios e Pessoas

MBA Gestão de Negócios e Pessoas PROJETO PEDAGÓGICO CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Nome do Curso MBA Gestão de Negócios e Pessoas Área de Conhecimento Ciências Sociais Aplicadas Nome do Coordenador do Curso e Breve Currículo: Prof.

Leia mais

VAGAS. Ger Supply Chain. Coord Adm Vendas / Gerente Jr

VAGAS. Ger Supply Chain. Coord Adm Vendas / Gerente Jr VAGAS Ger Supply Chain Coord Adm Vendas / Gerente Jr Superior Completo e MBA em Logística Experiência na posição de 5 anos mínimo Reporte: Diretor Industrial Inglês Fluente e desejável espanhol Reportando-se

Leia mais

TEOREMA CONSULTORIA Rua Roma, 620 Sala 81-B,Lapa Capital- SP CEP: 05050-090 www.teoremaconsult.com.br

TEOREMA CONSULTORIA Rua Roma, 620 Sala 81-B,Lapa Capital- SP CEP: 05050-090 www.teoremaconsult.com.br Cursos para Melhoria do desempenho & Gestão de RH TEOREMA CONSULTORIA Rua Roma, 620 Sala 81-B,Lapa Capital- SP CEP: 05050-090 www.teoremaconsult.com.br Administração do Tempo Ampliar a compreensão da importância

Leia mais

Logística Empresarial. Atividades Chave, Planejamento e Estratégia Logística Prof. José Correia

Logística Empresarial. Atividades Chave, Planejamento e Estratégia Logística Prof. José Correia Logística Empresarial Atividades Chave, Planejamento e Estratégia Logística Prof. José Correia Atividades chave da Logística Padrões de serviço ao cliente (c/ marketing): Determinar as necessidades/desejos

Leia mais

DIFERENTES INTERPRETAÇÕES DO CONCEITO DE SUPPLY CHAIN MANAGEMENT

DIFERENTES INTERPRETAÇÕES DO CONCEITO DE SUPPLY CHAIN MANAGEMENT Artigo para a Revista Global Fevereiro de 2007 DIFERENTES INTERPRETAÇÕES DO CONCEITO DE SUPPLY CHAIN MANAGEMENT O conceito de Supply Chain Management (SCM), denominado Administração da Cadeia de Abastecimento

Leia mais