Compra, venda, intermediação ou troca de produtos ou serviços através da Internet Sinônimos. Prof. Gerson

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Compra, venda, intermediação ou troca de produtos ou serviços através da Internet Sinônimos. Prof. Gerson gerson.prando@fatec.sp.gov."

Transcrição

1 Definição Comércio Eletrônico Prof. Gerson Compra, venda, intermediação ou troca de produtos ou serviços através da Internet Sinônimos e-commerce e-business i-business e-com, e-biz, i-biz 1ª Geração Comércio Eletrônico Por que? Amazon Books Sem estoque Maior alcance, maior base de consumidores Expande mercados locais e regionais para nacionais e internacionais, com níveis mínimos de capital, estoque e staff Aumento na receita; Redução de custos Lançamento rápido de produtos Melhor relacionamento com consumidores Dá ao cliente mais opções de escolha e customização; Diminui o tempo e custo de busca e escolha tanto para clientes quanto para fornecedores; Experiência de compra superior Auto-serviço Tempo médio de navegação A internet como um negócio Por semana Posição País Tempo 1º Brasil 48h26m 2º Estados Unidos 42h19m 3º Reino Unido 36h30m 4º França 33h22m 5º Japão 31h55m 6º Espanha 31h45m 7º Alemanha 30h25m 8º Itália 28h15m 9º Austrália 23h45m comércio eletrônico:uma nova forma de se fazer negócios desenvolvimento de novos mercados e canais de distribuição o mercado web não diferencia grandes e pequenos (!) possibilita transferir diferentes tipos de conteúdo todo o tempo e em longas distâncias É preciso considerar não só a tecnologia, mas toda mudança que isto está gerando na forma de fazer negócios. 1

2 Glossário B2C - Business to Costumer B2B - Business to Business B2G Business to Government G2G - Governement to Governement G2C - Governement to Costumer C2C Costumer to Costumer B2C Venda de produtos Venda de serviços Venda de informações Serviços pré-venda: publicidade, informações comparativas, pesquisas de mercado Serviços pós-venda: assistência técnica, pesquisas de satisfação B2B E-procurement: licitações/cotações de preço de produtos e serviços Vendas de produtos e serviços Compras de produtos e serviços Orçamentos on-line Fornecimento de informações Gestão de crédito e cobrança Gestão da logística Soluções de e-business e-banking e-security e-payment e-supply (SCM - Supply Chain Management) e-marketing e-procurement e-learning e-library... Fonte: Amor, 2000, E-Auctioning Leilão via Internet Podem ser a vivo, seguindo o modelo do leilão tradicional, estando todos conectados a uma página Web -> ganho de tempo, redução de custo Pode ser na forma assíncrona, fechando-se o lance quando um determinado valor tiver sido atingido ou um limite de tempo transcorrido Início da flexibilidade dos preços 2

3 E-Banking E-Directories Os serviços bancários via Internet tem um custo bem mais baixo Exige um forte esquema de segurança envolvendo criptografia Está aumentando o número de serviços prestados pelos bancos Principais serviços: financiamento, previdência, investimentos, crédito pessoal, seguro, poupança, cartãos de crédito,... Catálogos diversos (número de telefones, páginas amarelas) Possível a partir da integração da Internet com banco de dados Evolução no serviço por telefone: na Internet está acessível sempre sem a intervenção de pessoas Surgimento de mecanismos de busca na própria Internet (Yahoo!, Cadê, Alta Vista, Google, etc.) E-Gambling Jogos/cassinos virtuais Desviam das restrições legais por poderem estar instalados oficialmente em qualquer país Atingem mercados globais 3

4 E-Learning Cursos oferecidos por instituições de ensino e empresas via Internet (ou Intranet) A Internet permite a criação de ambientes de aprendizagem de acordo com os modernos modelos pedagógicos existentes Consequências: maior competitividade e globalização, criação de redes (universidades virtuais e portais de conhecimento ) E-procurement E-procurement Utilizar a Internet para gerenciar os recursos operacionais, criando um canal de comunicação entre compradores e fornecedores Vantagens: custos menores e agilidade Ex: materiais de escritório, computadores, viagens, produtos MRO (manutenção, reposição e operação), etc. Na GM, os produtos MRO serão transacionados via Covisint (megaportal com participação da GM, Chrysler, Ford, Nissan e Renault) Ex.: Fonte: Benefícios do e-procurement Exemplo: Embratel (participa do portal Desafios Implementação da tecnologia 3G / 4G Desenvolvimento da Internet por televisão a cabo (WEBTV) Operacionalização de microtransações: música, informações, etc. hoje é impossível cobrar R$ 1,00 ou 0,50) celular viabiliza (Finlândia, Islândia, Japão) Fonte: Aberdeen Group 4

5 Novas tendências One-to-One Marketing Customization Produção Build to order Customer Care Atendimento (Chats) Fabricação Just-in-time Compra casada Pesquisa sobre: Quais são as principais características e as vantagens para as empresas: Redes Sociais; Compras coletivas. Entrega até 07h45 27/03. Supply Chain X Logística Logística para E-commerce A logística administra o fluxo das informações e produtos, ao passo que o supply chain faz isso e também cuida do atendimento ao cliente, da redução de custos em toda a cadeia de abastecimento. 5

6 Fluxo da operação multi-modal Arnazenagem do container e transp. rodoviário Entrega no cliente Porto de Santos Fábrica Cabo Embarque marítimo Coleta na fábrica (estufagem do container) Porto de Suape A importância dos Sistemas de Informação para o Supply Chain Management e a multi-modalidade A complexidade por trás de um simples conceito Rede de Supply Chain flexível Supplier customers Warehouse Supplier customers Supplier customers Warehouse Supplier customers Rede de Supply Chain flexível Rede de Supply Chain flexível 6

7 Rede de Supply Chain flexível Sistema baseado em excessões... Data de entrega que não será atendida Algum atraso ao longo da Cadeia de Suprimentos Demanda não planejada Estouro da capacidade de algum recurso Algum indicador de desempenho não atendido Etc. Importância da TI para a Logística Exemplo de Multi-modalidade Como garantir eficiência nos processos de suprimento de produtos e materiais por toda a Cadeia de Abastecimento, em tempo satisfatório para cada entidade da cadeia, no menor custo, com qualidade, com competência e agregando valor para os clientes? A resposta para esta pergunta está na combinação de duas ciências: a Logística e a Tecnologia de Informação. MODAIS Rodoviário Ferroviário Cabotagem Rodoviário Rodotrem Itapissuma-PE Rodoviário Poços-MG Fortaleza-CE Recife-PE Cabotagem Transferência ferroviária/ Jundiaí Santos-SP rodoviária para SP Jundiaí, SP Ferrovia Principais funções logísticas Previsão de demanda Desenvolvimento e negociação com fornecedores Planejamento de estoques Armazenagem e movimentação Separação de Pedidos e Expedição Transportes e Entrega (Custo / última milha) Planejamento de Estoques Quantos itens Itens permanentes Qtde de itens para abastecer Saneamento 7

8 Tecnologia WMS (Warehouse Management System) TMS (Transport Management System) Código de Barras Coletores Rádio Frequência (RFID) GPS Roteirização Workflow ERP CRM Data Warehouse Classificação dos Sist. Informação Operação WMS (Warehouse Management System) IMS (Inventory Management System) OMS (Order Management System) TMS (Transport Management System) GESTÃO OPERACIONAL DOS PROCESSOS LOGÍSTICOS Classificação dos Sist. Informação Classificação dos Sist. Informação Comunicação EDI (Eletronic Data Interchange) Monitoramento Coletores de dados Sistema de rádio frequência GPS (Geograph position System) GARANTIA DA INTEGRAÇÃOS DA CADEIA LOGÍSTICA AUTOMATIZAÇÃO E LOCALIZAÇÃO NA ARMAZENAGEM E NO TRANSPORTE WMS Sistema de Gerenciamento de Armazém WMS - Warehouse Management System h Surgiu na Década de 70 com a finalidade de ratsrear os materiais; h Nos anos 90 foi aperfeiçoado para ser utilizado com novas tecnologias: h Código de Barras; h Terminais RFDC; h Banco de dados relacionais. 8

9 Principais Funções: Principais Funções: hpré-recebimento(controle de Portaria); hrecebimento de Mercadorias; hconferência; harmazenamento - Endereçamento e Estocagem; hpicking - Gerenciamento de Pedido e picking; hexpedição; hcross-docking; hconsolidação de Cargas por cliente; hcontrole de inventário; hcontrole de Avarias; hreabastecimento automático; hrastreabilidade; hgerenciamento de Pessoal; hgerenciamento de equipamentos; hmedidas de desempenho; Benefícios hredução da taxa de erros no atendimento de pedidos; ha melhoria do serviço ao cliente; haumento da acuracidade do recebimento e das informações; hmelhor aproveitamento dos recursos, do espaço de armazenamento e da mão-de-obra Utilização de WMS no Mundo heua e Canadá - 70% heuropa, Oriente Médio e África - 24% h Resto do Mundo - 6% Empresas líderes nos EUA hwms - Catalyst hwms BOSS - Computer Associate(CA). Fornecedores de WMS no Brasil h S & A Sistemas (SAGA); h GEMCO; h Inovatech; h Consinco; h Arcadian; h Microsiga;. hdatasul; hcomputer Associate; hstore Automação; hjda; hlogocenter; hheyde Custo WMS h Licença: R$ ,00 a R$ ,00 h + Custos de Customizações h + Consultoria h + Treinamento h + Usuário Adicional h + Site h + Manutenção 9

10 Ganhos Obtidos c/ o WMS (Estudo de Caso: M&G) 100% dos itens estão endereçados e facilmente localizados - não é mais necessário memorizar onde está o produto dentro do CD. Hoje, existe uma linha de separação lógica e paletizada (aumento da produtividade). O índice de avaria diminuiu em 86%. Dobrou a capacidade de expedição. Antes da implantação, expedia-se 12 cargas/dia, hoje, expede-se até 25 cargas/dia, e com o mesmo número de funcionários no CD. O tempo de carregamento diminuiu em média 50%, embora não seja feito paletizado devido ao tamanho dos paletes. Neste caso, também não houve acréscimo no número de funcionários. TMS Transport Management System Sistema de Gerenciamento de Transporte TMS WMS (Warehouse Management System) hgestão da expedição dos pedidos; hplanejamento e programação do transporte; hotimização dos recursos; hgerenciamento dos Custos do processo. WMS (Warehouse Management System) WMS (Warehouse Management System) 10

11 Código de Barras CÓDIGO DE BARRAS Símbolo composto por barras paralelas de larguras e espaçamentos variados. É uma forma rápida, fácil e exata de captura automática de dados. CÓDIGO DE BARRAS - Simbologia CÓDIGO DE BARRAS - Estrutura Possibilita que as informações sejam lidas de forma exata; É a chave para a rápida identificação do produto, quantidades e fornecedor COMO É LIDO Uma fonte de luz (laser) efetua uma varredura no código de barras em um espaço em branco (a zona de silêncio) antes da primeira barra e continua passando até a última barra, encerrando em um espaço em branco que a segue. Quanto maior for a informação a ser codificada, maior será o código de barras. ESTRUTURA DE CODIFICAÇÃO: Contém até 12 dígitos que são lidos e identificados no banco de dados, contendo: a descrição do produto, o nome do fornecedor, o preço, a quantidade em estoque, dentre outras informações dígitos (cedidos pela EAN): País (789 Brasil) 5, 4 ou 3 dígitos (cedidos pela EAN Brasil): Empresa (107) 4, 5 ou 6 dígitos (cedidos pela EAN Brasil): Produto (221055) 1 dígito (obtido pelo cálculo algoritmo): Dígito de controle (7) CÓDIGO DE BARRAS - Benefícios Coletores Baixo custo e menor tempo de implantação; Fácil utilização; Uso de equipamentos compactos; Alta velocidade de captura dos dados; Informações: validade, data de fabricação, local onde foi produzido, dentre outras. SUAS CORES: BARRAS: preto, azul, verde (escuro) e marrom (escuro) FUNDO: branco, amarelo, laranja, vermelho e bege 11

12 RFID Tecnologia RF ID Como é um sistema de RFID? Exemplos de Aplicações RFID O sistema de identificação por radio frequência consiste de um transponder com radio e um leitor para conectá-lo a um sistema de informação corporativo. O transponder é composto de um chip e antena, que é ativado por um sinal de radio na sua frequência de trabalho. Quando isto ocorre, ele envia um sinal contendo sua informação ao leitor Controle de acesso de veículos Controle de acesso de pessoas Identificação de veículo e containers Controle e rastreamento de vagões Controle de bagagens em aeroportos Identificação de pallets Aplicações em ambientes hostis (Por exemplo: processo de pintura industrial e lubrificação de partes ou produtos identificados com RFID) Conceitos Básicos de RFID GPS Identificação por Rádio-Frequência; Leitor de rádio-frequência; Transponder Passivo (Sem bateria), alimentado pelo leitor; Acomoda um chip e uma antena; Indução Eletromagnética. Também chamado: Transponder, RFID Tag 12

13 ERROR: stackunderflow OFFENDING COMMAND: ~ STACK:

Curso de Graduação em Administração. Administração da Produção e Operações II

Curso de Graduação em Administração. Administração da Produção e Operações II Curso de Graduação em Administração Administração da Produção e Operações II 19º Encontro - 09/10/2011 18:50 às 20:30h COMO SERÁ NOSSO ENCONTRO HOJE? - ABERTURA - TECNOLOGIA DE PROCESSAMENTO DE INFORMAÇÃO

Leia mais

Tecnologia Aplicada à Logística

Tecnologia Aplicada à Logística Tecnologia Aplicada à Logística Movimentação e TI Alunos: Keriton Leandro Fernando TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO NA LOGÍSTICA Definição de Informação na Logística É um elemento de grande importância nas operações

Leia mais

WMS. Agenda. Warehouse Management Systems (WMS) Warehouse Management Systems Sistema de Gerenciamento de Armazéns

WMS. Agenda. Warehouse Management Systems (WMS) Warehouse Management Systems Sistema de Gerenciamento de Armazéns WMS Warehouse Management Systems Sistema de Gerenciamento de Armazéns Breno Amorim brenoamorim@hotmail.com Informática Aplicada a Logística Profº Breno Amorimsexta-feira, 11 de setembro de 2009 Agenda

Leia mais

Prof. Fernando Augusto Silva Marins www.feg.unesp.br/~fmarins fmarins@feg.unesp.br Este material foi adaptado de apresentação de Marco Aurelio Meda

Prof. Fernando Augusto Silva Marins www.feg.unesp.br/~fmarins fmarins@feg.unesp.br Este material foi adaptado de apresentação de Marco Aurelio Meda Tecnologia da Informação Aplicada à Logística Prof. Fernando Augusto Silva Marins www.feg.unesp.br/~fmarins fmarins@feg.unesp.br Este material foi adaptado de apresentação de Marco Aurelio Meda Como garantir

Leia mais

Supply Chain Management. SCM e Ti aplicada à Logística Marco Aurelio Meda

Supply Chain Management. SCM e Ti aplicada à Logística Marco Aurelio Meda Supply Chain Management e TI aplicada à Logística 24 de Junho de 2004 SCM e Ti aplicada à Logística Cenário de Competição... Operações Globalizadas Operações Integradas Introdução LOGÍSTICA Tecnologia

Leia mais

Sistemas de Informação. Sistemas Integrados de Gestão ERP

Sistemas de Informação. Sistemas Integrados de Gestão ERP Sistemas de Informação Sistemas Integrados de Gestão ERP Exercício 1 Um arame é cortado em duas partes. Com uma das partes é feito um quadrado. Com a outra parte é feito um círculo. Em que ponto deve ser

Leia mais

Prof. Jean Cavaleiro. Unidade I LOGÍSTICA INTEGRADA:

Prof. Jean Cavaleiro. Unidade I LOGÍSTICA INTEGRADA: Prof. Jean Cavaleiro Unidade I LOGÍSTICA INTEGRADA: PRODUÇÃO E COMÉRCIO Introdução Entender a integração logística. A relação produção e demanda. Distribuição e demanda. Desenvolver visão sistêmica para

Leia mais

Sistemas de Informações. SCM Supply Chain Management

Sistemas de Informações. SCM Supply Chain Management Sistemas de Informações SCM Supply Chain Management Fontes Bozarth, C.; Handfield, R.B. Introduction to Operations and Supply Chain Management. Prentice Hall. 2nd. Edition Objetivos Fluxos de Informação

Leia mais

Logística e Gestão da Cadeia de Suprimentos

Logística e Gestão da Cadeia de Suprimentos Logística e Gestão da Cadeia de Suprimentos 2 SISTEMA DE INFORMAÇÕES EM LOGÍSTICA SISTEMAS DE INFORMAÇÃO EM LOGÍSTICA RODA Sociedade de Sobrevivência (troca de mercadorias) Poder: Monopólio de Mercadorias

Leia mais

Armazenagem & Automação de Instalações. Prof. Fernando Augusto Silva Marins fmarins@feg.unesp.br www.feg.unesp.br/~fmarins

Armazenagem & Automação de Instalações. Prof. Fernando Augusto Silva Marins fmarins@feg.unesp.br www.feg.unesp.br/~fmarins Armazenagem & Automação de Instalações Prof. Fernando Augusto Silva Marins fmarins@feg.unesp.br www.feg.unesp.br/~fmarins 1 Sumário - Armazenagem Estratégica - Automação na Armazenagem 2 Armazenagem -

Leia mais

T2Ti Tecnologia da Informação Ltda T2Ti.COM http://www.t2ti.com Projeto T2Ti ERP 2.0. Bloco Suprimentos. WMS Gerenciamento de Armazém

T2Ti Tecnologia da Informação Ltda T2Ti.COM http://www.t2ti.com Projeto T2Ti ERP 2.0. Bloco Suprimentos. WMS Gerenciamento de Armazém Bloco Suprimentos WMS Gerenciamento de Armazém Objetivo O objetivo deste artigo é dar uma visão geral sobre o Módulo WMS, que se encontra no Bloco Suprimentos. Todas informações aqui disponibilizadas foram

Leia mais

Sistemas de Informações

Sistemas de Informações Sistemas de Informações Prof. Marco Pozam- mpozam@gmail.com A U L A 0 4 Ementa da disciplina Sistemas de Informações Gerenciais: Conceitos e Operacionalização. Suporte ao processo decisório. ERP Sistemas

Leia mais

APLICATIVOS CORPORATIVOS

APLICATIVOS CORPORATIVOS Sistema de Informação e Tecnologia FEQ 0411 Prof Luciel Henrique de Oliveira luciel@uol.com.br Capítulo 3 APLICATIVOS CORPORATIVOS PRADO, Edmir P.V.; SOUZA, Cesar A. de. (org). Fundamentos de Sistemas

Leia mais

Núcleo de Pós Graduação Pitágoras. Conceitos avançados da Logística com foco na TI 20/08/2011. O Efeito Chicote - (Bullwhip effect)

Núcleo de Pós Graduação Pitágoras. Conceitos avançados da Logística com foco na TI 20/08/2011. O Efeito Chicote - (Bullwhip effect) Núcleo de Pós Graduação Pitágoras MBA Logística empresarial e Gerenciamento da Cadeia de Suprimentos Conceitos avançados da Logística com foco na TI Disciplina: Tecnologia da Informação (TI) Aplicada à

Leia mais

Artigo publicado. na edição 09. www.revistamundologistica.com.br. Assine a revista através do nosso site. março/abril de 2009

Artigo publicado. na edição 09. www.revistamundologistica.com.br. Assine a revista através do nosso site. março/abril de 2009 Artigo publicado na edição 09 Assine a revista através do nosso site março/abril de 2009 a : : Artigos A Importância da TI nos Processos Logísticos Tecnologia da Informação: a base sólida dos processos

Leia mais

Objetivo da Aula. Enterprise Resource Planning - ERP. Descrever os sistemas ERP, seus módulos e possíveis aplicações e tendências 23/4/2010

Objetivo da Aula. Enterprise Resource Planning - ERP. Descrever os sistemas ERP, seus módulos e possíveis aplicações e tendências 23/4/2010 Enterprise Resource Planning - ERP Objetivo da Aula Descrever os sistemas ERP, seus módulos e possíveis aplicações e tendências 2 1 Sumário Informação & TI Sistemas Legados ERP Classificação Módulos Medidas

Leia mais

CLASSIFICAÇÃO DE UM COMÉRCIO ELETRÔNICO

CLASSIFICAÇÃO DE UM COMÉRCIO ELETRÔNICO CLASSIFICAÇÃO DE UM COMÉRCIO ELETRÔNICO Classificação dos Tipos de CE Consumidor Empresa Governo Consumidor Empresa Governo CLASSIFICAÇÃO DO CE Business-to-business (empresa-empresa - B2B): Modelo de CE

Leia mais

ERP Enterprise Resourse Planning Sistemas de Gestão Empresarial

ERP Enterprise Resourse Planning Sistemas de Gestão Empresarial ERP Enterprise Resourse Planning Sistemas de Gestão Empresarial Prof. Pedro Luiz de O. Costa Bisneto 14/09/2003 Sumário Introdução... 2 Enterprise Resourse Planning... 2 Business Inteligence... 3 Vantagens

Leia mais

CLASSIFICAÇÃO DE UM COMÉRCIO ELETRÔNICO

CLASSIFICAÇÃO DE UM COMÉRCIO ELETRÔNICO CLASSIFICAÇÃO DE UM COMÉRCIO ELETRÔNICO Classificação dos Tipos de CE Consumidor Empresa Governo Consumidor Empresa Governo CLASSIFICAÇÃO DO CE Business-to-business (empresa-empresa - B2B): Modelo de CE

Leia mais

Unidade III PRINCÍPIOS DE SISTEMAS DE. Prof. Luís Rodolfo

Unidade III PRINCÍPIOS DE SISTEMAS DE. Prof. Luís Rodolfo Unidade III PRINCÍPIOS DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO Prof. Luís Rodolfo Vantagens e desvantagens de uma rede para a organização Maior agilidade com o uso intenso de redes de computadores; Grandes interações

Leia mais

SISTEMA DE INFORMAÇÕES EM LOGÍSTICA

SISTEMA DE INFORMAÇÕES EM LOGÍSTICA 1 SISTEMA DE INFORMAÇÕES EM LOGÍSTICA SISTEMAS DE INFORMAÇÃO EM LOGÍSTICA Tem PODER quem toma DECISÃO Toma DECISÃO correta quem possui CONHECIMENTO Possui CONHECIMENTO quem tem INFORMAÇÃO (Sem INFORMAÇÃO

Leia mais

LOGÍSTICA Prof. Edwin B. Mitacc Meza

LOGÍSTICA Prof. Edwin B. Mitacc Meza LOGÍSTICA Prof. Edwin B. Mitacc Meza Prova 1 09 de Maio de 2013 Nome: 1ª QUESTÃO (1,0) Segundo os dados divulgados pela ood and Agriculture Organization (AO, 2011) sobre as exportações brasileiras, em

Leia mais

Sistemas. ções Gerenciais

Sistemas. ções Gerenciais Sistemas Como elaborar seu currículo? de Informaçõ 04/2006 ções Gerenciais Um currículo bem feito não garante sua contratação mas um currículo mal elaborado elimina-o do processo seletivo. Novas Tecnologias...

Leia mais

LOGÍSTICA DE OPERAÇÕES INTERNACIONAIS II. Prof. Alessandro Camargo

LOGÍSTICA DE OPERAÇÕES INTERNACIONAIS II. Prof. Alessandro Camargo LOGÍSTICA DE OPERAÇÕES INTERNACIONAIS II Prof. Alessandro Camargo Logística Internacional As principais características das operações logísticas são: - Complexidade: que podem ser desde o produto até a

Leia mais

Sistemas de Informações

Sistemas de Informações Sistemas de Informações UMC / EPN Prof. Marco Pozam mpozam@gmail.com A U L A 0 4 Maio / 2013 1 Ementa da Disciplina Sistemas de Informações Gerenciais: Conceitos e Operacionalização. Suporte ao processo

Leia mais

Comércio Eletrônico e-commerce Aula 5. Prof. Msc. Ubirajara Junior biraifba@gmail.com

Comércio Eletrônico e-commerce Aula 5. Prof. Msc. Ubirajara Junior biraifba@gmail.com Comércio Eletrônico e-commerce Aula 5 Prof. Msc. Ubirajara Junior biraifba@gmail.com Introdução Mudança no ambiente empresarial; Ligação com o desenvolvimento de tecnologia da informação. Características

Leia mais

3) Descreva resumidamente a função do módulo de Compras do ERP da Microsiga e qual é a sua relação com o conceito de e-procurement.

3) Descreva resumidamente a função do módulo de Compras do ERP da Microsiga e qual é a sua relação com o conceito de e-procurement. Professor:José Alves Disciplina:SIG/ Atividade Nota Nome Aluno(a) Nºs Exercícios SIG 1) Defina, com suas palavras, o que é ERP? 2) Marque V para as afirmações verdadeiras em relação a um ERP e F para as

Leia mais

E-Business. Parte 2. Prof. Marcílio Oliveira marcilio.oliveira@gmail.com

E-Business. Parte 2. Prof. Marcílio Oliveira marcilio.oliveira@gmail.com Parte 2 Prof. Marcílio Oliveira marcilio.oliveira@gmail.com As dimensões do E-Commerce (Comércio Eletrônico). SCM - Supply Chain Management (Gerenciamento de Cadeia de Fornecimento) ERP - Enterprise Resourse

Leia mais

ORGANIZAÇÕES VIRTUAIS

ORGANIZAÇÕES VIRTUAIS Universidade do Estado de Santa Catarina UDESC Centro de Ciências Tecnológicas CCT Engenharia de Produção e Sistemas Sistemas de Informação (SIN) ORGANIZAÇÕES VIRTUAIS Profº Adalberto J. Tavares Vieira

Leia mais

Universidade São Judas Tadeu

Universidade São Judas Tadeu Universidade São Judas Tadeu Anna Karoline Diniz Fortaleza Camila Moura Favaro Fernando dos Anjos Reinaldo Francisco Carvalho Tiago Souza Tecnologia da Informação no Transporte São Paulo 2013 1 Tecnologia

Leia mais

SISTEMAS DE AUTOMAÇÃO

SISTEMAS DE AUTOMAÇÃO PROJETO DE REDES www.projetoderedes.com.br SISTEMAS DE AUTOMAÇÃO Rosenclever Lopes Gazoni Data MACROPROCESSO [1] AUTOMAÇÃO DE ESCRITÓRIO/COMERCIAL: Correio eletrônico; vídeo texto; vídeo conferência; teleconferência;

Leia mais

Dados x Informações. Os Sistemas de Informação podem ser:

Dados x Informações. Os Sistemas de Informação podem ser: CONCEITOS INICIAIS O tratamento da informação precisa ser visto como um recurso da empresa. Deve ser planejado, administrado e controlado de forma eficaz, desenvolvendo aplicações com base nos processos,

Leia mais

Tecnologia aplicada à Logística. Prof. José Rovani Kurz rovani@highpluss.com.br

Tecnologia aplicada à Logística. Prof. José Rovani Kurz rovani@highpluss.com.br Tecnologia aplicada à Logística Prof. José Rovani Kurz rovani@highpluss.com.br Logística Qual a primeira imagem que vem a sua mente quando ouve a palavra LOGÍSTICA? Logística De cada 10 pessoas, pelo menos

Leia mais

- Online Curso sob Regulamentação do Decreto 5.622 de 19/12/2005 - MEC

- Online Curso sob Regulamentação do Decreto 5.622 de 19/12/2005 - MEC FORMAÇÃO Analista de Logística em Comércio Exterior - Online Curso sob Regulamentação do Decreto 5.622 de 19/12/2005 - MEC Objetivo: Habilitar o participante para trabalhar com as rotinas da logística

Leia mais

DISTRIBUIÇÃO E ARMAZENAGEM

DISTRIBUIÇÃO E ARMAZENAGEM DISTRIBUIÇÃO E ARMAZENAGEM WMS WAREHOUSE MANAGEMENT SYSTEM SISTEMA DE GERENCIAMENTO DE ARMAZÉM/DEP M/DEPÓSITO WMS Software de gerenciamento de depósito que auxilia as empresas na busca de melhorias nos

Leia mais

TMS e Roteirizadores. Breno Amorim brenoamorim@hotmail.com

TMS e Roteirizadores. Breno Amorim brenoamorim@hotmail.com TMS e Roteirizadores Breno Amorim brenoamorim@hotmail.com Definição TMS (Transportation Management System) é um produto para melhoria da qualidade e produtividade de todo o processo de distribuição. Este

Leia mais

estratégias operações

estratégias operações MERCADO FERRAMENTA NECESSIDADE O que é LOGÍSTICA? estratégias Fator de Diferenciação Competitiva Fator de Tomada de Decisão operações Busca pela Excelência na Gestão O que buscamos? EXCELÊNCIA LOGÍSTICA

Leia mais

Usos Práticos da Tecnologia RFID em Aplicações de Produção e Distribuição

Usos Práticos da Tecnologia RFID em Aplicações de Produção e Distribuição Whitepaper Usos Práticos da Tecnologia RFID em Aplicações de Produção e Distribuição ÍNDICE A Tecnologia RFID simplifica os Processos de Negócio 2 O que é RFID? 2 Como funciona a Tecnologia RFID 2 Vantagens

Leia mais

WMS Warehouse Management System

WMS Warehouse Management System WMS Warehouse Management System [Digite seu endereço] [Digite seu telefone] [Digite seu endereço de email] MANUAL MANUAL AVANÇO INFORMÁTICA AVANÇO INFORMÁTICA Material Desenvolvido para a Célula Materiais

Leia mais

Seminário GS1 Portugal FIPA

Seminário GS1 Portugal FIPA GS1 - The Global Language of Business Seminário GS1 Portugal FIPA Nuno Miranda 14.06.2012 2 EDI = Electronic Data Interchange - Transferência Electrónica de Documentos EDI é a transferência de MENSAGENS

Leia mais

E-commerce Fundamentos

E-commerce Fundamentos E-commerce Fundamentos Flávio Augusto Martins Wanderley Professor flavio@mwan.com.br 1 / 65 Conteúdo desta aula Conceitos. Evolução do comércio eletrônico. Modalidades. O que vem no futuro. 2 / 65 Conceito

Leia mais

5. Aplicação na gestão do fluxo inbound e na armazenagem

5. Aplicação na gestão do fluxo inbound e na armazenagem 5. Aplicação na gestão do fluxo inbound e na armazenagem O presente capítulo tem como objetivo analisar o uso do sistema RFID no varejo com foco na gestão do fluxo inbound e na armazenagem de um centro

Leia mais

Sistemas Integrados de Gestão História e Evolução do Conceito

Sistemas Integrados de Gestão História e Evolução do Conceito Sistemas Integrados de Gestão História e Evolução do Conceito Sistemas de Informação Prof. Gerson gerson.prando@fatec.sp.gov.br Evolução dos SI OPERACIONAL TÁTICO OPERACIONAL ESTRATÉGICO TÁTICO ESTRATÉGICO

Leia mais

Engenharia de Vendas Online

Engenharia de Vendas Online ECOMMERCE SCHOOL Fundada em junho de 2007, com o objetivo de ser um centro voltado para o desenvolvimento de profissionais de Internet, reunindo parcerias com escolas de excelência e importantes centros

Leia mais

TECNOLOGIA A FAVOR DO SETOR. Abrangência: Atacadistas e distribuidores associados da ABAD.

TECNOLOGIA A FAVOR DO SETOR. Abrangência: Atacadistas e distribuidores associados da ABAD. TECNOLOGIA A FAVOR DO SETOR Abrangência: Atacadistas e distribuidores associados da ABAD. Objetivo: Saber o nível de automação dos atacadistas e distribuidores bem como os padrões utilizados Empresário

Leia mais

Bases Tecnológicas do curso de Logística 1991 3º Módulo

Bases Tecnológicas do curso de Logística 1991 3º Módulo Bases Tecnológicas do curso de Logística 1991 3º Módulo III.1 GESTÃO DE TRANSPORTES 1.1. O desenvolvimento econômico e o transporte. 1.2. A geografia brasileira, a infraestrutura dos estados, municípios

Leia mais

22/02/2009 LOGÍSTICA DE DISTRIBUIÇÃO POR QUE A LOGÍSTICA ESTÁ EM MODA POSIÇÃO DE MERCADO DA LOGÍSTICA

22/02/2009 LOGÍSTICA DE DISTRIBUIÇÃO POR QUE A LOGÍSTICA ESTÁ EM MODA POSIÇÃO DE MERCADO DA LOGÍSTICA LOGÍSTICA DE DISTRIBUIÇÃO A melhor formação cientifica, prática e metodológica. 1 POSIÇÃO DE MERCADO DA LOGÍSTICA Marketing Vendas Logística ANTES: foco no produto - quantidade de produtos sem qualidade

Leia mais

1 Habilitação: Educação Profissional Técnica de Nível Médio em Administração de Logística

1 Habilitação: Educação Profissional Técnica de Nível Médio em Administração de Logística Habilitação, qualificações e especializações: 1 Habilitação: Educação Profissional Técnica de Nível Médio em Administração de Logística Carga-Horária: 960 horas 1.2 Objetivo Geral do Curso O curso de Educação

Leia mais

II. Visão Geral do e-business

II. Visão Geral do e-business II. Visão Geral do e-business 1. e-commerce X e-business 2. Vantagens do e-business 3.Problemas na Internet 4. Tipos de e-business 5. Categorias de e-business 6. Ferramentas de Comércio Eletrônico 7. Dimensões

Leia mais

Armazenamento e TI: sistema de controle e operação

Armazenamento e TI: sistema de controle e operação Armazenamento e TI: sistema de controle e operação Pós-Graduação Latu-Sensu em Gestão Integrada da Logística Disciplina: TI aplicado à Logística Professor: Mauricio Pimentel Alunos: RA Guilherme Fargnolli

Leia mais

WMS - Warehouse Management System

WMS - Warehouse Management System Sistema de Gestão Empresarial LUSANA SOUZA NATÁLIA BATUTA MARIA DAS GRAÇAS TATIANE ROCHA GTI V Matutino Prof.: Itair Pereira Sumário 1. INTRODUÇÃO... 2 2. WMS... 2 3. SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO... 2 4. POLÍTICA

Leia mais

Gestão de Projetos e. Gestão de Projetos e. Sistemas de Informação. Aula 5. E-Business. Profa.: Me. Christiane Zim Zapelini

Gestão de Projetos e. Gestão de Projetos e. Sistemas de Informação. Aula 5. E-Business. Profa.: Me. Christiane Zim Zapelini Gestão de Projetos e Sistemas de Informação Profa.: Me. Christiane Zim Zapelini E-mail: christianezapelini@nwk.edu.br Gestão de Projetos e Sistemas de Informação E-Business Electronic Business 2 1 Transformação

Leia mais

IBM WebSphere Product Center

IBM WebSphere Product Center Soluções de gerenciamento de informação de produto para dar suporte aos seus objetivos de negócios IBM WebSphere Product Center Oferece uma solução abrangente de gerenciamento de informação de produto

Leia mais

Logística Empresarial

Logística Empresarial Logística Empresarial Aula 19 Os direitos desta obra foram cedidos à Universidade Nove de Julho Este material é parte integrante da disciplina oferecida pela UNINOVE. O acesso às atividades, conteúdos

Leia mais

SISTRADE MOBILIDADE, INOVAÇÃO & TECNOLOGIA SisTrade Sistemas de Informação Angulusridet Informática, S.A. sistrade.pt BdoisB MIS ERP 100% WEB SISTRADE - Angulusridet Informática, S.A. SISTEMAS DE INFORMAÇÃO

Leia mais

Transporte Internacional. Aula 6. Contextualização. Instrumentalização. Globalização e Competitividade. Prof. Me. Luciano Minghini

Transporte Internacional. Aula 6. Contextualização. Instrumentalização. Globalização e Competitividade. Prof. Me. Luciano Minghini Transporte Internacional Aula 6 Contextualização Prof. Me. Luciano Minghini Tecnologias na gestão do transporte internacional Na comunicação Instrumentalização Na integração No apoio às operações Globalização

Leia mais

SISTEMA DE GERENCIAMENTO DE ARMAZÉM. O WMS Ampliado

SISTEMA DE GERENCIAMENTO DE ARMAZÉM. O WMS Ampliado O WMS Ampliado O propósito deste artigo é analisar soluções em Tecnologia da Informação que têm propósito de ampliar o alcance e potencializar os resultados de Sistemas de Gerenciamento de Armazém. Iuri

Leia mais

Transportes Diamante. Resumo. Uma nova forma de pensar e agir

Transportes Diamante. Resumo. Uma nova forma de pensar e agir Transportes Diamante Uma nova forma de pensar e agir por Wagner Rodrigo Weber e Jacir Adolfo Erthal Wagner Rodrigo Weber Mestre em Organizações e Desenvolvimento pela UNIFAE - Centro Universitário; Administrador,

Leia mais

Função: Operação da Cadeia de materiais. 1.1 Identificar princípios da organização da área de materiais.

Função: Operação da Cadeia de materiais. 1.1 Identificar princípios da organização da área de materiais. MÓDULO II Qualificação Técnica de Nível Médio ASSISTENTE DE LOGÍSTICA II.1 Gestão de Recursos e Materiais Função: Operação da Cadeia de materiais 1. Contextualizar a importância da Administração de materiais

Leia mais

e-business Os tipos básicos de ebusiness são (PEDREIRA, 2007):

e-business Os tipos básicos de ebusiness são (PEDREIRA, 2007): e-business (Extraído do Artigo ebusiness: A Atual Maneira de Efetuar Transações Ana Cristina Matos, Gabriela Villanova, Gianluca Nese, Juan Pablo, Maraiana Orrico e Antônio Cardoso) 1. Definição ebusiness,

Leia mais

Logística e Gerenciamento da Cadeia de Suprimentos. Profª Caroline Pauletto Spanhol

Logística e Gerenciamento da Cadeia de Suprimentos. Profª Caroline Pauletto Spanhol Logística e Gerenciamento da Cadeia de Suprimentos Profª Caroline Pauletto Spanhol Cadeia de Abastecimento Conceitos e Definições Elementos Principais Entendendo a Cadeia de Abastecimento Integrada Importância

Leia mais

10. Defina Sistemas Distribuídos: Um conjunto de computadores independentes que se apresenta a seus usuários como um sistema único e coerente

10. Defina Sistemas Distribuídos: Um conjunto de computadores independentes que se apresenta a seus usuários como um sistema único e coerente 1. Quais os componentes de um sistema cliente-servidor? Clientes e servidores 2. Na visão do hardware, defina o que é cliente e o que é servidor: Clientes. Qualquer computador conectado ao sistema via

Leia mais

Comércio Eletrônico. Comércio Eletrônico. Grau de digitalização. Caracteriza-se Comércio eletrônico pelo grau de digitalização:

Comércio Eletrônico. Comércio Eletrônico. Grau de digitalização. Caracteriza-se Comércio eletrônico pelo grau de digitalização: Comércio Eletrônico FTS Faculdade Taboão da Serra Curso de Administração de Sistemas de Informações Disciplina: Comércio Eletrônico Comércio Eletrônico Caracteriza-se Comércio eletrônico pelo grau de digitalização:

Leia mais

A Tecnologia de Informação na Gestão de Armazenagem

A Tecnologia de Informação na Gestão de Armazenagem A Tecnologia de Informação na Gestão de Armazenagem Nádia Veríssimo (EESC-USP) nadiaverissimo@hotmail.com Prof. Dr. Marcel Andreotti Musetti (EESC-USP) musetti@prod.eesc.sc.usp.br Resumo Este trabalho

Leia mais

Armazenagem & Automação de Instalações Prof. Fernando Augusto Silva Marins fmarins@feg.unesp.br www.feg.unesp.br/~fmarins

Armazenagem & Automação de Instalações Prof. Fernando Augusto Silva Marins fmarins@feg.unesp.br www.feg.unesp.br/~fmarins Armazenagem & Automação de Instalações Prof. Fernando Augusto Silva Marins fmarins@feg.unesp.br www.feg.unesp.br/~fmarins 1 Sumário Armazenagem Estratégica Automação na Armazenagem 2 Armazenagem Área tradicional

Leia mais

ARMAZENAGEM E T.I. Prof.: Disciplina Integrantes

ARMAZENAGEM E T.I. Prof.: Disciplina Integrantes ARMAZENAGEM E T.I. Pós-Graduação em Gestão Integrada da Logística Turma: GIL131M - 2013 Universidade São Judas Tadeu Prof.: Ms. Maurício Pimentel Disciplina: Tecnologia da Informação Aplicada a Logística

Leia mais

MBA em Gestão Logística

MBA em Gestão Logística Pág. 1/5 MBA em Gestão Logística Carga Horária: 360 horas/ aulas presenciais + monografia orientada. Aulas: sábados das 8h30 às 18h, com intervalo para almoço. Valor: 16 parcelas de R$ 380,00* * Valor

Leia mais

Tecnologia no processo decisório

Tecnologia no processo decisório Universidade do Contestado Campus Concórdia Curso de Sistemas de Informação Prof.: Maico Petry Tecnologia no processo decisório DISCIPLINA: Sistemas de Apoio a Decisão SIG - Funcionamento ERP GOV BI MERC

Leia mais

4. As novas tecnologias

4. As novas tecnologias 4. As novas tecnologias É evidente que estamos em uma nova fase do desenvolvimento humano, que deve ser chamada Era da Informação. Não porque nas eras anteriores a informação deixasse de desempenhar seu

Leia mais

Comércio Eletrônico E-commerce

Comércio Eletrônico E-commerce Comércio Eletrônico E-commerce Introdução Para atingir 50 milhões de pessoas: O rádio levou 38 anos; A TV aberta 16 anos; A TV a cabo 10 anos e A Web apenas 5 anos. 1 Origens do E-Commerce Transferência

Leia mais

NORMALIZAÇÃO Comércio Electrónico e a sua Importância na Cadeia de Distribuição 14 de Dezembro 2010 Nuno Miranda

NORMALIZAÇÃO Comércio Electrónico e a sua Importância na Cadeia de Distribuição 14 de Dezembro 2010 Nuno Miranda NORMALIZAÇÃO Comércio Electrónico e a sua Importância na Cadeia de Distribuição 14 de Dezembro 2010 Nuno Miranda The global language of business O que é ecommerce? Da perspectiva de processo de negócio,

Leia mais

SOBRE A SOFTLOG. APRESENTAÇÃO - SoftLog LOGuinho

SOBRE A SOFTLOG. APRESENTAÇÃO - SoftLog LOGuinho SOBRE A SOFTLOG A SoftLog Tecnologia é uma empresa especializada no desenvolvimento de soluções tecnológicas para empresas e instituições de diversos modais de transporte. Dentre os diversos tipos de soluções

Leia mais

Controle e visibilidade: Internet das Coisas Roberto Matsubayashi*

Controle e visibilidade: Internet das Coisas Roberto Matsubayashi* Controle e visibilidade: Internet das Coisas Roberto Matsubayashi* Existem diversas atividades fundamentais desempenhadas pelas empresas no cumprimento de sua missão, sempre com o objetivo de agregar de

Leia mais

Considerações do mundo real. Profa. Renata Rampim de Freitas Dias, RFIDSCM Eng. Luiz Renato Costa - RFID CoE

Considerações do mundo real. Profa. Renata Rampim de Freitas Dias, RFIDSCM Eng. Luiz Renato Costa - RFID CoE Considerações do mundo real Profa. Renata Rampim de Freitas Dias, RFIDSCM Eng. Luiz Renato Costa - RFID CoE 2 Benefícios e oportunidades com RFID 3 Benefícios e oportunidades com RFID São os benefícios

Leia mais

SISTEMA DE INFORMAÇÕES EM LOGÍSTICA

SISTEMA DE INFORMAÇÕES EM LOGÍSTICA 1 SISTEMA DE INFORMAÇÕES EM LOGÍSTICA SISTEMAS DE INFORMAÇÃO EM LOGÍSTICA Tem PODER quem toma DECISÃO Toma DECISÃO correta quem possui CONHECIMENTO Possui CONHECIMENTO quem tem INFORMAÇÃO (Sem INFORMAÇÃO

Leia mais

Logística Reversa de Materiais

Logística Reversa de Materiais Logística Reversa de Materiais Aplicação de ferramentas de gestão e operação da Cadeia de Abastecimento na Logística Reversa Apresentador: João Paulo Lopez Outubro / 2.008 Objetivos: Conceituar Logística

Leia mais

Aula 7 Aplicações e questões do Comércio Eletrônico.

Aula 7 Aplicações e questões do Comércio Eletrônico. Aula 7 Aplicações e questões do Comércio Eletrônico. TENDÊNCIAS NO COMÉRCIO ELETRÔNICO Atualmente, muitos negócios são realizados de forma eletrônica não sendo necessário sair de casa para fazer compras

Leia mais

RFID. RFID - Identificação por Radiofreqüência

RFID. RFID - Identificação por Radiofreqüência RFID RFID - Identificação por Radiofreqüência Sistema de Identificação por Radio Frequência O que é RFID? Objetivo e utilidade similares ao código de barras; Composto por 3 elementos: Uma antena; Um leitor;

Leia mais

FUNDAMENTOS DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO

FUNDAMENTOS DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO FUNDAMENTOS DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO Rafael D. Ribeiro, M.Sc,PMP. rafaeldiasribeiro@gmail.com http://www.rafaeldiasribeiro.com.br @ribeirord Pesquisa e Propagação do conhecimento: Através da Web, é possível

Leia mais

Infor Supply Chain Execution Sistema de Gerenciamento de Armazéns. Edgar Eler Arquiteto de Sistemas

Infor Supply Chain Execution Sistema de Gerenciamento de Armazéns. Edgar Eler Arquiteto de Sistemas Infor Supply Chain Execution Sistema de de Armazéns Edgar Eler Arquiteto de Sistemas Sobre a Mag-W A Mag-W foi criada especialmente para trazer ao mercado o que há de melhor em soluções corporativas de

Leia mais

SISTEMAS DE ORDER FULFILLMENT REAL TIME SOLUTIONS

SISTEMAS DE ORDER FULFILLMENT REAL TIME SOLUTIONS SISTEMAS DE ORDER FULFILLMENT REAL TIME SOLUTIONS Sistemas de Order Fulfillment Real Time Solutions Atualmente, a operação de order fulfillment desempenha um papel primordial na cadeia de abastecimento

Leia mais

Introdução à Logística e ao Gerenciamento da Cadeia de Abastecimento CONCEITO DE LOGÍSTICA EVOLUÇÃO

Introdução à Logística e ao Gerenciamento da Cadeia de Abastecimento CONCEITO DE LOGÍSTICA EVOLUÇÃO Introdução à Logística e ao Gerenciamento da Cadeia de Abastecimento CONCEITO DE LOGÍSTICA DÉCADA DE 70 TRANSPORTE, ARMAZENAGEM E DISTRIBUIÇÃO DÉCADA DE 80 SISTEMA INTEGRADO DÉCADAS DE 90 / 00 SERVIÇO

Leia mais

Infor ERP SyteLine Visão Geral. Edgar Eler Arquiteto de Sistemas

Infor ERP SyteLine Visão Geral. Edgar Eler Arquiteto de Sistemas Infor ERP SyteLine Visão Geral Edgar Eler Arquiteto de Sistemas Sobre a Mag-W A Mag-W foi criada especialmente para trazer ao mercado o que há de melhor em soluções corporativas de Tecnologia da Informação

Leia mais

TAW Tópicos de Ambiente Web

TAW Tópicos de Ambiente Web TAW Tópicos de Ambiente Web Comércio Eletrônico rveras@unip.br Aula - 04 Agenda Comércio Eletrônico 2 Comércio Eletrônico Comércio Eletrônico 3 O que é o comércio eletrônico Evolução Transações convencionais

Leia mais

SPEKTRUM SOLUÇÕES DE GRANDE PORTE PARA PEQUENAS E MÉDIAS EMPRESAS SPEKTRUM SAP Partner 1

SPEKTRUM SOLUÇÕES DE GRANDE PORTE PARA PEQUENAS E MÉDIAS EMPRESAS SPEKTRUM SAP Partner 1 SPEKTRUM SOLUÇÕES DE GRANDE PORTE PARA PEQUENAS E MÉDIAS EMPRESAS SPEKTRUM SAP Partner 1 PROSPERE NA NOVA ECONOMIA A SPEKTRUM SUPORTA A EXECUÇÃO DA SUA ESTRATÉGIA Para as empresas que buscam crescimento

Leia mais

Fundamentos do Comércio Eletrônico

Fundamentos do Comércio Eletrônico Administração e Finanças Uniban Notas de Aula Comércio (e-commerce) Prof. Amorim Fundamentos do Comércio Comércio Mais do que a mera compra e venda de produtos on-line. Engloba o processo on-line inteiro:

Leia mais

LNet Mobility WIRELESS SOLUTIONS

LNet Mobility WIRELESS SOLUTIONS LNet Mobility WIRELESS SOLUTIONS INTRODUÇÃO: Entende-se por Mobilidade a possibilidade de poder se comunicar em qualquer momento e de qualquer lugar. Ela é possível graças às redes wireless, que podem

Leia mais

COMÉRCIO ELETRÔNICO (E-COMMERCE) Disciplina: DESENVOLVIMENTO TECNOLÓGICO Prof. Afonso Celso M. Madeira 8º semestre

COMÉRCIO ELETRÔNICO (E-COMMERCE) Disciplina: DESENVOLVIMENTO TECNOLÓGICO Prof. Afonso Celso M. Madeira 8º semestre COMÉRCIO ELETRÔNICO (E-COMMERCE) Disciplina: DESENVOLVIMENTO TECNOLÓGICO Prof. Afonso Celso M. Madeira 8º semestre E-COMMERCE x E-BUSINESS E-COMMERCE processos pelos quais consumidores, fornecedores e

Leia mais

Tecnologia da informação

Tecnologia da informação Tecnologia da informação Jonathan Lucas Schwambach Fernandes (FAHOR) jf000554@fahor.com.br Guilherme Ferrari (FAHOR) gf000596@fahor.com.br Fabrício Desbessel (FAHOR) fabricio@fahor.com.br Resumo O estudo

Leia mais

SISTEMAS DE NEGÓCIOS. a) SISTEMAS DE APOIO EMPRESARIAIS

SISTEMAS DE NEGÓCIOS. a) SISTEMAS DE APOIO EMPRESARIAIS 1 SISTEMAS DE NEGÓCIOS a) SISTEMAS DE APOIO EMPRESARIAIS 1. COLABORAÇÃO NAS EMPRESAS Os sistemas colaborativos nas empresas nos oferecem ferramentas para nos ajudar a colaborar, comunicando idéias, compartilhando

Leia mais

O comércio eletrônico (CE) é, basicamente, a realização de transações empresariais vida rede de telecomunicações, especialmente a Internet.

O comércio eletrônico (CE) é, basicamente, a realização de transações empresariais vida rede de telecomunicações, especialmente a Internet. E-commerce Prof Marcus Regenold Disciplina Negócios pela Internet O comércio eletrônico (CE) é, basicamente, a realização de transações empresariais vida rede de telecomunicações, especialmente a Internet.

Leia mais

Logistica e Distribuição. Conceito. Nomenclatura dos Operadores Logísticos

Logistica e Distribuição. Conceito. Nomenclatura dos Operadores Logísticos A terceirização de serviços logísticos se constitui uma das Logística e Distribuição novas tendências da prática empresarial moderna, principalmente dentro dos conceitos da Gestão da Cadeia de Suprimentos

Leia mais

Logística Integrada. Prof. Fernando Augusto Silva Marins. fmarins@feg.unesp.br. www.feg.unesp.br/~fmarins

Logística Integrada. Prof. Fernando Augusto Silva Marins. fmarins@feg.unesp.br. www.feg.unesp.br/~fmarins Logística Integrada Prof. Fernando Augusto Silva Marins fmarins@feg.unesp.br www.feg.unesp.br/~fmarins 1 Sumário Cenário Fatores para o Desenvolvimento da Logística Bases da Logística Integrada Conceitos

Leia mais

Politicas de Armazenagem Formador: João Matias TL02. Trabalho Realizado Por: Helena Pereira - Dora Costa - Armando Gonçalves Paulo Caiola

Politicas de Armazenagem Formador: João Matias TL02. Trabalho Realizado Por: Helena Pereira - Dora Costa - Armando Gonçalves Paulo Caiola Politicas de Armazenagem Formador: João Matias TL02 Trabalho Realizado Por: Helena Pereira - Dora Costa - Armando Gonçalves Paulo Caiola Introdução A informação sempre foi importante, essencial mesmo,

Leia mais

Comércio eletrônico 05/05/15. Objetivos de estudo. Qual o papel do e- commerce nos negócios e quais as aplicações mais importantes?

Comércio eletrônico 05/05/15. Objetivos de estudo. Qual o papel do e- commerce nos negócios e quais as aplicações mais importantes? Escola Superior de Gestão e Tecnologia Comércio eletrônico Mercados digitais, mercadorias digitais Prof. Marcelo Mar3ns da Silva Objetivos de estudo Qual o papel do e- commerce nos negócios e quais as

Leia mais

A TCI BPO. Nossos diferenciais competitivos:

A TCI BPO. Nossos diferenciais competitivos: Recursos Naturais A TCI BPO Com atuação em todo o Brasil, a TCI oferece excelência na prestação dos serviços em BPO - Business Process Outsourcing, levando aos seus clientes as melhores competências e

Leia mais

Os produtos da Royal 4 têm como base as ferramentas PROGRESS, banco de dados e linguagens de quarta geração (4GL), bastante atuais e abertas.

Os produtos da Royal 4 têm como base as ferramentas PROGRESS, banco de dados e linguagens de quarta geração (4GL), bastante atuais e abertas. Nos mais de 16 anos passados desde sua fundação, Royal 4 tem disponibilizado soluções de software empresariais para companhias de médio e grande porte dos segmentos de manufatura, varejo, atacado e distribuição.

Leia mais

Unidade III LOGÍSTICA INTEGRADA. Profa. Marinalva R. Barboza

Unidade III LOGÍSTICA INTEGRADA. Profa. Marinalva R. Barboza Unidade III LOGÍSTICA INTEGRADA Profa. Marinalva R. Barboza Distribuição física e armazenagem Objetivo: Atender o cliente, dispondo do produto no lugar certo, no tempo certo e na quantidade desejada. Esta

Leia mais

DCC133 Introdução à Sistemas de Informação. E-business global e colaboração

DCC133 Introdução à Sistemas de Informação. E-business global e colaboração Curso de Bacharelado em Sistemas de Informação DCC133 Introdução à Sistemas de Informação TÓPICO 2 E-business global e colaboração Prof. Tarcísio de Souza Lima OBJETIVOS DE ESTUDO Identificar e descrever

Leia mais

Unidade IV MERCADOLOGIA. Profº. Roberto Almeida

Unidade IV MERCADOLOGIA. Profº. Roberto Almeida Unidade IV MERCADOLOGIA Profº. Roberto Almeida Conteúdo Aula 4: Marketing de Relacionamento A Evolução do Marketing E-marketing A Internet como ferramenta As novas regras de Mercado A Nova Era da Economia

Leia mais