Araki AT. Tratamento da má oclusão de Classe II, subdivisão direita, segundo a terapia bioprogressiva.

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Araki AT. Tratamento da má oclusão de Classe II, subdivisão direita, segundo a terapia bioprogressiva."

Transcrição

1 caso clínico Tratamento da má oclusão de Classe II, subdivisão direita, segundo a terapia bioprogressiva Treatment of Class II subdivision right malocclusion according to the bioprogressive therapy Resumo mentos dentários no mesmo lado da Classe II (subdivisão). O presente artigo ilustra o tratamento de uma má oclusão de Classe II, subdivisão direita, com o emprego do quadri-hélice, arcos seccionados e arco utilidade, segundo a terapia bioprogressiva de Ricketts. Palavras-chave: Má oclusão. Classe II de Angle. Ortodontia corretiva. Ortopedia. Como citar este artigo: Sahad MG, Grieco FAD, Cartaxo ZBP, Pinto EG, Prokopowitsch I, Araki AT. Tratamento da má oclusão de Classe II, subdivisão direita, segundo a terapia bioprogressiva. Rev Clín Ortod Dental Press fev-mar;11(1):92-7.» Os autores declaram não ter interesses associativos, comerciais, de propriedade ou financeiros que representem conflito de interesse, nos produtos e companhias descritos nesse artigo. Marcelo de Gouveia Sahad* Francisco Antônio Delgado Grieco** Zayonara Braga Pereira Cartaxo*** Eduardo Guedes Pinto**** Igor Prokopowitsch***** Ângela Toshie Araki****** Abstract The Class II, division 1 or 2, subdivision right is a malocclusion characterized by the Angle Class II occurring only in the right molars. In this type of malocclusion it is common to occur the presence of dental malpositioning in the alveolar arches such as dental crowding A má oclusão de Classe II divisão 1 ou 2, subdivisão direita, é caracterizada pela relação de Classe II somente nos molares do lado direito. Nesse tipo de má oclusão, normalmente, ocorre mal posicionamento dos dentes no arco alveolar, como por exemplo apinhain the same side of the Class II, subdivision. The present case report illustrates that the treatment of this type of malocclusion can be done using quad-helix, segmented arches and utility arch according to Ricketts bioprogressive therapy. Keywords: Malocclusion. Angle Class II. Corrective orthodontics. Orthopedics. * Mestre em Ortodontia e Ortopedia Facial pela UNICID. Professor do curso de especialização em Ortodontia e Ortopedia Facial da UNICSUL. Doutorando em Odontologia, área de concentração em Laser, na UNICSUL. ** Mestre em Ortodontia e Ortopedia Facial pela UNICID. Professor do curso de especialização em Ortodontia e Ortopedia Facial da UNICSUL, ABO-Araçatuba e Uni Teno Instituto Educacional (Araçatuba/SP). Doutorando em Odontologia, área de concentração em Laser, na UNICSUL. *** Especialista em Ortodontia e Ortopedia Facial pela UNICSUL. **** Mestre em Ortodontia e Ortopedia Facial pela UNICAMP-Piracicaba. Doutor em Odontopediatria pela FOUSP-SP. Professor titular de Ortodontia no curso de graduação em Odontologia da UNICSUL. Coordenador e professor do curso de especialização em Ortodontia e Ortopedia Facial da UNICSUL, ABO-Araçatuba e Uni Teno. ***** Professor Titular e Coordenador da Odontologia na UNICSUL. Mestre e Doutor em Endodontia pela FOUSP-SP. ****** Professora Adjunta, Responsável pela Disciplina de Endodontia na UNICSUL. Mestre e Doutora em Endodontia pela FOUSP-SP Rev Clín Ortod Dental Press fev-mar;11(1):92-7

2 Sahad MG, Grieco FAD, Cartaxo ZBP, Pinto EG, Prokopowitsch I, Araki AT Introdução A má oclusão de Classe II, subdivisão direita, caracteriza- -se pelo sulco mesiovestibular do primeiro molar permanente inferior do lado direito ocluindo posteriormente à vertente mediana da cúspide mesiovestibular do primeiro molar permanente superior direito, ocorrendo a Classe II de Angle apenas do lado direito da arcada dentária, sendo que do lado esquerdo os primeiros molares se apresentam em Classe I de Angle. O termo subdivisão é utilizado para indicar o lado da presença da Classe II, pois, nesse caso, a distoclusão (Classe II) ocorre apenas de um dos lados da arcada dentária. A unilateralidade é expressa como uma subdivisão de sua divisão, que pode ser 1 ou 2 1,3. Também podemos observar que, associada à má oclusão de Classe II, temos a presença de problemas de espaço e de mal posicionamentos dentários individuais. Para classificação dos posicionamentos dentários de forma individualizada, Lischer 17 criou uma nomenclatura para designá-los, assim facilitando o relato, a interpretação e comunicação sobre essas más posições dentárias. Se o dente apresenta a sua face oclusal ou incisal aquém do plano oclusal, o autor classificou-o como infraversão; e se o dente se apresenta por vestibular do arco alveolar, a classificação para o seu posicionamento é de vestibuloversão. Assim sendo, podemos classificar as más oclusões em relação à posição dos primeiros molares, como sugeriu Angle, e em relação ao mal posicionamento dentário, como sugeriu Lischer, por exemplo: má oclusão de Classe II, subdivisão direita, com o canino superior direito em infravestibuloversão 1,2,3,5. Existe uma grande variedade de métodos e aparelhos para o tratamento da Classe II e cabe ao ortodontista avaliar qual terapia terá um melhor resultado para a correção da má oclusão. O método mais tradicional e difundido é o uso do aparelho extrabucal (AEB) de tração cervical (Kloen), conhecido como AEB Kloehn. Devido à Classe II ser unilateral e possuir desvio da linha média dentária superior com o plano sagital mediano, são descartados alguns dos métodos mais tradicionais, por não permitirem realizar a distalização unilateral dos molares 2,10,14,16. A terapia bioprogressiva preconiza o uso dos arcos utilidade de Ricketts para a correção do trespasse vertical interincisivos aumentado (overbite) previamente à distalização dos dentes superiores, obtida com o uso de elásticos intermaxilares 2,3,13. O objetivo do presente trabalho é apresentar o tratamento de uma má oclusão de Classe II, subdivisão direita, com canino superior direito em infravestibuloversão e com desvio de linha média dentária superior, segundo a terapia bioprogressiva. Essa terapia utiliza arcos seccionados, pois é muito comum existir uma maior dificuldade para corrigir as más oclusões assimétricas com outras técnicas ortodônticas que fazem uso de arco contínuo. Descrição do caso clínico Paciente com 15 anos e 8 meses de idade, do sexo masculino, ao exame facial frontal mostrou o terço inferior da face curto, ligeiramente discrepante em relação aos terços superior e médio. O perfil apresentava-se convexo, que, normalmente, é uma característica da Classe II (Fig. 1). Na análise da oclusão, foi diagnosticada uma má oclusão de Classe II divisão 1, subdivisão direita, com o canino superior direito em infravestibuloversão e a linha média dentária superior desviada para o lado direito (Fig. 2). A análise cefalométrica de Ricketts mostrou que o ângulo interincisivos estava acima da norma clínica, com 140,3, indicando uma possível verticalização dos dentes anteriores, podendo essa ser uma das causas do bloqueio da erupção do canino (Fig. 3). Essa Classe II, talvez, fosse resultado da mesialização do primeiro molar superior direito que pode ter sido causada, entre outros motivos, pela perda precoce do segundo molar superior direito decíduo (Fig. 4). Procedimento clínico No presente caso, foi utilizado na arcada superior um expansor quadri-hélice, anteriormente ao uso do elástico intermaxilar, para se corrigir a giroversão do molar superior. Dando sequência a essa mecânica, instalou-se o arco utilidade superior, também conhecido como arco base, com ativações de intrusão, para corrigir-se a extrusão dos incisivos superiores. Na arcada dentária inferior, o arco utilidade corrigiu a curva de Spee acentuada com a intrusão dos incisivos inferiores, atuando, também, como um sistema de ancoragem dos primeiros molares mandibulares que, para serem ancorados, necessitam da incorporação de um torque vestibular radicular, levando suas raízes no sentido do osso cortical vestibular que, por ser mais denso e menos vascularizado, limita a sua movimentação. Em conjunto com o torque vestibular das raízes dos molares inferiores, realizou-se uma ativação de expansão vestibular do arco utilidade, ajudando a manter o posicionamento radicular desses dentes contra o osso cortical, para que os molares resistissem à tração do elástico intermaxilar que seria incorporado ao arco utilidade inferior. Outras ativações, como Rev Clín Ortod Dental Press fev-mar;11(1):

3 Caso Clínico Tratamento da má oclusão de Classe II, subdivisão direita, segundo a terapia bioprogressiva A B Figura 1 Fotografias extrabucais iniciais: aparência de uma possível deficiência mandibular. A B C Figura 2 Fotografias intrabucais iniciais: Classe II, subdivisão direita. Figura 3 Análise cefalométrica de Ricketts. Figura 4 Telerradiografia inicial Rev Clín Ortod Dental Press fev-mar;11(1):92-7

4 Sahad MG, Grieco FAD, Cartaxo ZBP, Pinto EG, Prokopowitsch I, Araki AT o ângulo caudal e o desvio caudal, foram incorporadas ao arco utilidade para conservar as posições dentárias ideais, eliminando os movimentos indesejáveis e/ou colaterais dentro desse sistema de ancoragem 7,10,13,14,16. Sendo assim, iniciamos o tratamento com a instalação do arco utilidade inferior, confeccionado com fio Elgiloy azul 0,016 x 0,016 para ancoragem dos molares inferiores e, posteriormente, para intrusão dos incisivos inferiores (Fig. 5). Em seguida, instalamos o quadri-hélice, confeccionado com fio de aço 0,8mm, para reposicionar os molares superiores em relação à giroversão e expansão (Fig. 6A). Após 4 meses de uso do quadri-hélice, houve correção da giroversão, com uma distalização e ganho de espaço mesialmente ao molar superior direito (Fig. 6B). Posteriormente, foram colados os braquetes dos pré- -molares superiores do lado direito, os quais foram nivelados A B C Figura 5 Arco utilidade inferior ativado, para intrusão dos incisivos e preparo de ancoragem dos primeiros molares. A Figura 6 A) Quadri-hélice. B) Resultado após 4 meses de uso, mostrando a correção do giro molar e consequente distalização, notando-se que houve a sobrecorreção preconizada por Ricketts. Figura 7 Após a distalização do molar, foi realizada a distalização dos pré-molares superiores, para recuperação do espaço para o canino. B Figura 8 Arco utilidade superior e elástico intermaxilar. para ser distalizados por meio de deslize, com o uso de fio elástico de seda amarrado do primeiro molar superior direito ao segundo pré-molar superior direito e, sequencialmente, ao primeiro pré-molar superior direito (Fig. 7). Passados 3 meses de ativações, com os pré-molares já distalizados, os molares não se apresentavam em oclusão de Classe l de Angle. Dessa maneira, indicamos o uso de elástico (¼ médio) intermaxilar de Classe II do primeiro pré-molar superior direito ao primeiro molar inferior direito para a completa correção do posicionamento dos molares, além da utilização do arco utilidade superior, para corrigir-se o ângulo dos incisivos superiores (que, segundo a terapia bioprogressiva, deve ficar paralelo ao eixo facial). Colocamos na arcada inferior um fio 0,14 de níquel-titânio, instalado como overlay (arco sobreposto ao arco utilidade), para nivelar e alinhar os segmentos anterior e posterior (Fig. 8) Rev Clín Ortod Dental Press fev-mar;11(1):

5 Caso Clínico Tratamento da má oclusão de Classe II, subdivisão direita, segundo a terapia bioprogressiva Com a obtenção do espaço para o canino em infravestibuloversão por meio da distalização dos dentes superiores do lado direito com o uso do elástico de Classe II e o arco utilidade superior avançando os incisivos superiores, tivemos como reação calculada uma distalização do molar superior direito. Também houve um reposicionamento do canino superior direito no arco dentário alveolar, com o toque do apoio da ponte lateral do arco utilidade (Fig. 9). Em seguida, instalamos um arco seccionado de extrusão (step down) no canino superior direito, confeccionado com fio TMA 0,016 x 0,016 para aumentar a flexibilidade e reduzir a força (Fig. 10). Assim que realizamos a extrusão desejada do canino, instalamos um arco seccionado de Figura 9 Reposicionamento do canino superior direito, somente pelo toque do arco superior. Figura 14 Fotografias intrabucais finais. Figura 10 Extrusão do canino superior direito. Figura 12 Arcos ideais e dentes conjugados. verticalização e um elástico 5/16 médio, do canino superior direito ao molar inferior direito, para melhorar o engrenamento e intercuspidação entre os dentes (Fig. 11). Logo que o canino superior direito foi posicionado, colocamos o arco ideal de fio Elgiloy azul 0,016 x 0,016 nas arcadas superior e inferior, e todos os dentes foram conjugados com fio de amarrilho de aço de 0,25mm (Fig. 12). Depois da remoção do aparelho fixo, foram instaladas as placas planas de contenção (Fig. 13), devidamente ajustadas, sendo possível observar uma boa oclusão (Fig. 14) e estética facial equilibrada (Fig. 15). Assim, com certeza, teremos uma melhora importante da função, conseguida por meio da mecânica ortodôntica apresentada nesse artigo. Figura 11 Elástico 5/16 de Classe II. Figura 13 Placas planas de contenção Rev Clín Ortod Dental Press fev-mar;11(1):92-7

6 Sahad MG, Grieco FAD, Cartaxo ZBP, Pinto EG, Prokopowitsch I, Araki AT Figura 15 Fotografias extrabucais finais. Conclusão Foi demonstrada a recuperação de 9mm do espaço necessário para se reposicionar o canino superior direito, que se encontrava em infravestibuloversão, corrigindo a linha média dentária superior, por meio da utilização do quadri-hélice, do arco utilidade preconizado por Ricketts e, posteriormente, com a utilização dos arcos segmentados para nivelamento e elástico intermaxilares de Classe II apenas do lado direito. Referências 1. Angle EH. Classification of Malocclusion. Dental Cosmos. 1899;41(3): Benvenga MN. Ortodontia clínica biointegrada. Ribeirão Preto: Tota; Garbin AJI, Grieco FAD, Guedes-Pinto E. Bioprogressiva e reabilitação neurooclusal: a evolução da Ortodontia. 1a ed. Araçatuba: Somos; JonesG, Buschang PH, Kim KB, Oliver DR. Class II non-extration patients treated with the forsus fatigue resistant device versus intermaxilary elastics. Angle Orthod. 2008;78, no. 2, p , Langlade M. Diagnóstico e tipologia facial. In: Langlade M. Diagnóstico ortodôntico. São Paulo: Ed. Santos, p Lapatik BG, Mager AS, Schulte-Moenting J, Jonas IE. The importance of the level of the lip line and resting lip pressure in Class II, division 2 malocclusions. J Dent Res. 2002;81(5): Lemos RT, Mahmound RH, Grieco FAD, Garbin AJI, Guedes-Pinto E. Tratamento da má oclusão de Classe II segundo a terapia bioprogressiva:relato de caso clínico. Rev Clín Ortod Dental Press. 2009;8(3): McIntyre GT, Millett DT. Lip shape and position in Class II, division 2 malocclusion. Angle Orthod. 2006;76(5): Pancherz H, Zieber K, Hoyer B. Cephalometric characteristics of Class II division 1 and Class II division 2 malocclusions: a comparative study in children. Angle Orthod. 1997;67(2): Panhóca VH. Apresentação de uma abordagem corretiva não-convencional da má oclusão de Classe II, divisão 2, em adulto. Rev Clín Ortod Dental Press. 2008;6(6): Demonstrou-se, dessa maneira, a eficiência dos arcos seccionados como uma excelente alternativa para tratamento das más oclusões assimétricas. AGRADECIMENTOS In memoriam do nosso querido amigo e colega professor doutor Eduardo Guedes Pinto: que continue nos inspirando em nossa busca incansável pelo aprimoramento como profissionais e seres humanos. 11. Peck S, Peck L, Kataja M. Class II division 2 malocclusion: a heritable pattern of small teeth in well-developed jaws. Angle Orthod. 1998;68(1): Proffitt WR, Fields HW. A má oclusão e a deformação dentofacial na sociedade contemporânea. In: Proffitt WR, Fields HW. Ortodontia contemporânea. 3ª ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan; p Ricketts RM, Bench RW, Hilgers JJ. Mandibular utility arch. The basic arch in the light progressive technique. Proc Found Orthod Res. 1972; Rossi LB, Guedes-Pinto E, Garbin AJI, Grieco FAD. Prática em mecânica bioprogressiva. 2ª ed. [s. l.]: [s.n.]; Ruf S, Pancherz H. Class II division 2 malocclusion: genetics or environment? A case report of monozygotic twins. Angle Orthod. 1999;69(4): Silva E, Gasque CA, Barros AMM. Ertty System: Um novo conceito na distalização de molares. Rev Clín Ortod Dental Press. 2003;2(3): Lischer BE. The diagnosis of malocclusion. Dent Cosmos. 1911;53(1-6): Endereço para correspondência Marcelo de Gouveia Sahad Rua Min. Gabriel de Resende Passos, 92 - Apto São Paulo/SP Rev Clín Ortod Dental Press fev-mar;11(1):

Tratamento da má oclusão de Classe II divisão 1 a, através de recursos ortodônticos e ortopédicos faciais (funcionais e mecânicos): relato de caso

Tratamento da má oclusão de Classe II divisão 1 a, através de recursos ortodônticos e ortopédicos faciais (funcionais e mecânicos): relato de caso Caso Clínico Tratamento da má oclusão de Classe II divisão 1 a, através de recursos ortodônticos e ortopédicos faciais (funcionais e mecânicos): relato de caso José Euclides Nascimento* Luciano da Silva

Leia mais

Utilização dos arcos seccionados para o tratamento da má oclusão Classe II, divisão 2

Utilização dos arcos seccionados para o tratamento da má oclusão Classe II, divisão 2 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31 32 33 34 35 36 37 38 39 40 41 42 43 44 45 Xxxxxxxxxxxxxxxxx Resumo A má oclusão Classe II divisão 2 é caracterizada pela

Leia mais

BOARD BRASILEIRO DE ORTODONTIA E ORTOPEDIA FACIAL

BOARD BRASILEIRO DE ORTODONTIA E ORTOPEDIA FACIAL Montagem das Pastas As pastas devem estar organizadas na seguinte ordem: I- Externo Página Título: colocar na capa frontal da pasta (a capa tem um envelope plástico para esta finalidade). BOARD BRASILEIRO

Leia mais

APRESENTAÇÃO DO APARELHO Componentes do aparelho extrabucal 3

APRESENTAÇÃO DO APARELHO Componentes do aparelho extrabucal 3 Série Aparelhos Ortodônticos EXTRABUCAL INTRODUÇÃO A ancoragem extrabucal ainda é um dos recursos mais utilizados e recomendados no tratamento da má oclusão de Classe II, primeira divisão, caracterizada

Leia mais

Tratamento de Classe II, Divisão 1, com ausência congênita de incisivo lateral superior

Tratamento de Classe II, Divisão 1, com ausência congênita de incisivo lateral superior A RTIGO DE D IVULGA ÇÃO Tratamento de Classe II, Divisão 1, com ausência congênita de incisivo lateral superior Roberto M. A. LIMA FILHO*, Anna Carolina LIMA**, José H. G. de OLIVEIRA***, Antonio C. de

Leia mais

UTILIZAÇÃO DO APARELHO DE PROTRAÇÃO MANDIBULAR COMO ANCORAGEM PARA MESIALIZAÇÃO DE MOLARES INFERIORES: RELATO DE CASO CLÍNICO RESUMO

UTILIZAÇÃO DO APARELHO DE PROTRAÇÃO MANDIBULAR COMO ANCORAGEM PARA MESIALIZAÇÃO DE MOLARES INFERIORES: RELATO DE CASO CLÍNICO RESUMO 474 UTILIZAÇÃO DO APARELHO DE PROTRAÇÃO MANDIBULAR COMO ANCORAGEM PARA MESIALIZAÇÃO DE MOLARES INFERIORES: RELATO DE CASO CLÍNICO Fábio André Werlang 1 Marcos Massaro Takemoto 2 Prof Elton Zeni 3 RESUMO

Leia mais

IGC - Índice do Grau de Complexidade

IGC - Índice do Grau de Complexidade IGC - Índice do Grau de Complexidade Uma medida da complexidade do caso DI -American Board of Orthodontics Autorização American Board of Orthodon1cs- ABO Atualização: 13.05.2013 12. Outros Itens pontuados

Leia mais

Tratamento cirúrgico da má oclusão de Classe III dentária e esquelética

Tratamento cirúrgico da má oclusão de Classe III dentária e esquelética Caso Clínico BBO Tratamento cirúrgico da má oclusão de Classe III dentária e esquelética Ione Helena Vieira Portella Brunharo 1 O preparo ortodôntico para tratamento cirúrgico do padrão esquelético de

Leia mais

Boa leitura a todos e aguardamos seus comentários e sugestões. Ricardo Moresca

Boa leitura a todos e aguardamos seus comentários e sugestões. Ricardo Moresca Orthodontic Science and Practice. 2012; 5(19):261-274. 261 A Classe II é uma das más oclusões mais frequentes entre os pacientes que buscam pelo tratamento ortodôntico e a sua correção pode representar

Leia mais

Programa Laboratorial (hands on em Manequim)

Programa Laboratorial (hands on em Manequim) PROGRAMA DE CURSO DE EXCELÊNCIA EM ORTODONTIA COM 8 MÓDULOS DE 2 DIAS MENSAIS Prof. ROQUE JOSÉ MUELLER - Tratamento Ortodôntico de alta complexidade em adultos : diagnóstico, planejamento e plano de tratamento.

Leia mais

Sliding Jig: confecção e mecanismo de ação

Sliding Jig: confecção e mecanismo de ação Dica Clínica Sliding Jig: confecção e mecanismo de ação Adriana Simoni Lucato* Eloísa Marcantônio Boeck* Silvia Amelia Scudeler Vedovello* João Sarmento Pereira Neto** Maria Beatriz Borges de Araújo Mangnani***

Leia mais

Mordida Profunda Definição. Trespasse vertical

Mordida Profunda Definição. Trespasse vertical Mordida Profunda Definição Trespasse vertical Mordida Profunda Diagnóstico Os fatores que contribuem variam de acordo com a oclusão: u Em boas oclusões é determinda por fatores dentários: t Comprimento

Leia mais

Uma vez estando estabelecidos os conceitos de oclusão normal, a etapa. subseqüente do processo de aprendizado passa a ser o estudo das variações

Uma vez estando estabelecidos os conceitos de oclusão normal, a etapa. subseqüente do processo de aprendizado passa a ser o estudo das variações 1 INTRODUÇÃO Uma vez estando estabelecidos os conceitos de oclusão normal, a etapa subseqüente do processo de aprendizado passa a ser o estudo das variações desse padrão. Vale a pena relembrarmos a definição

Leia mais

Verticalização de Molares

Verticalização de Molares Curso de Aperfeiçoamento em Ortodontia Verticalização de Molares Prof.: Paulo César Principais causas 1. Perdas precoce de molares decíduos Principais causas 2. Anodontia de 2 pré-molares !"#$"$%&'()*(+,($%-"%.+/0.+"123!

Leia mais

Extração Seriada, uma Alternativa

Extração Seriada, uma Alternativa Artigo de Divulgação Extração Seriada, uma Alternativa Serial Extraction, an Alternative Procedure Evandro Bronzi Resumo A extração seriada é um procedimento ortodôntico que visa harmonizar

Leia mais

O uso de distalizadores para a correção da má oclusão de. The use of distalization for the correction of Class II malocclusion

O uso de distalizadores para a correção da má oclusão de. The use of distalization for the correction of Class II malocclusion para a correção da má oclusão de Classe II * The use of distalization for the correction of Class II malocclusion Milene Azevedo Portela Lopes** Dênis Clay Lopes Santos*** Daniel Negrete**** Everton Flaiban*****

Leia mais

Tratamento Ortodôntico da Classe III, Subdivisão: Apresentação de um Caso Clínico (Parte 1)

Tratamento Ortodôntico da Classe III, Subdivisão: Apresentação de um Caso Clínico (Parte 1) Artigo de Divulgação Tratamento Ortodôntico da Classe III, Subdivisão: Apresentação de um Caso Clínico (Parte 1) Treatment of a Class III, Subdivision Malocclusion: A Case Report (Part 1) Guilherme R.

Leia mais

A versatilidade clínica do arco utilidade

A versatilidade clínica do arco utilidade T ÓPICO ESPECIL versatilidade clínica do arco utilidade Márcio ntonio de Figueiredo*, Claudia Tebet Peyres de Figueiredo**, Masato Nobuyasu***, Gervásio Yoshio Gondo****, Danilo Furquim Siqueira***** Resumo

Leia mais

Tratamento da Classe II com Distalização do Arco Superior Utilizando Microparafusos Ortodônticos de Titânio

Tratamento da Classe II com Distalização do Arco Superior Utilizando Microparafusos Ortodônticos de Titânio Capítulo Tratamento da Classe II com Distalização do Arco Superior Utilizando Microparafusos Ortodônticos de Titânio 1 Henrique Mascarenhas Villela Andréa Lacerda Santos Sampaio Évelin Rocha Limoeiro Introdução

Leia mais

Má oclusão Classe I de Angle, com acentuada biprotrusão, tratada com extrações de dentes permanentes*

Má oclusão Classe I de Angle, com acentuada biprotrusão, tratada com extrações de dentes permanentes* C a s o C l í n i c o O Má oclusão Classe I de ngle, com acentuada biprotrusão, tratada com extrações de dentes permanentes* Marco ntônio Schroeder** Resumo Este relato de caso descreve o tratamento de

Leia mais

Barra palatina assimétrica em L : ancoragem em casos de Classe II subdivisão tipo 2 tratados com extração de um pré-molar superior

Barra palatina assimétrica em L : ancoragem em casos de Classe II subdivisão tipo 2 tratados com extração de um pré-molar superior caso clínico Barra palatina assimétrica em L : ancoragem em casos de Classe II subdivisão tipo 2 tratados com extração de um pré-molar superior L-shaped asymmetrical palatal bar: anchorage in Class II

Leia mais

Tratamento Ortodôntico da Má Oclusão de Classe II, Primeira Divisão. SAULO BORDIN MARIA

Tratamento Ortodôntico da Má Oclusão de Classe II, Primeira Divisão. SAULO BORDIN MARIA Tratamento Ortodôntico da Má Oclusão de Classe II, Primeira Divisão. SAULO BORDIN MARIA Londrina 2013 SAULO BORDIN MARIA TRATAMENTO ORTODÔNTICO DA MÁ OCLUSÃO DE CLASSE II, PRIMEIRA DIVISÃO Trabalho de

Leia mais

incisivos inferiores 1,3,4,6. Há também um movimento do nariz para frente, tornando o perfil facial menos côncavo e, conseqüentemente,

incisivos inferiores 1,3,4,6. Há também um movimento do nariz para frente, tornando o perfil facial menos côncavo e, conseqüentemente, Série Aparelhos Ortodônticos MÁSCARA FACIAL INTRODUÇÃO Inúmeras formas de tratamento têm sido relatadas para a correção precoce da má oclusão de Classe III. No entanto, talvez por muitos casos necessitarem

Leia mais

FECHAMENTO DE ESPAÇOS

FECHAMENTO DE ESPAÇOS FECHAMENTO DE ESPAÇOS Rua 144, n 77 - Setor Marista - Goiânia (GO) - CEP 74170-030 - PABX: (62) 278-4123 - 1 - Introdução Podemos definir essa etapa do tratamento ortodôntico como aquela onde o principal

Leia mais

A UTILIZAÇÃO CLÍNICA DO APARELHO PROPULSOR MANDIBULAR FORSUS NA

A UTILIZAÇÃO CLÍNICA DO APARELHO PROPULSOR MANDIBULAR FORSUS NA A UTILIZAÇÃO CLÍNICA DO APARELHO PROPULSOR MANDIBULAR FORSUS NA CLÍNICA ORTODÔNTICA Mario Cappellette Jr, Paulo Sergio Kozara, Carolina M F Costa RESUMO Palavras-chave: Forsus. Crescimento mandibular.

Leia mais

TRATAMENTO DE UMA CLASSE II COM IMPACTAÇÃO DE CANINO E DE PRÉ-MOLAR

TRATAMENTO DE UMA CLASSE II COM IMPACTAÇÃO DE CANINO E DE PRÉ-MOLAR Miguel da Nóbrega Médico Especialista em Estomatologia DUO Faculdade de Cirurgia Dentária Universidade Toulouse miguel.nobrega@ortofunchal.com TRATAMENTO DE UMA CLASSE II COM IMPACTAÇÃO DE CANINO E DE

Leia mais

OCLUSÃO! ! Posições mandibulares. ! Movimentos mandibulares. ! Equilíbrio de forças atuantes - vestibulolingual

OCLUSÃO! ! Posições mandibulares. ! Movimentos mandibulares. ! Equilíbrio de forças atuantes - vestibulolingual Universidade de Brasília Departamento de Odontologia OCLUSÃO! NOÇÕES DE OCLUSÃO! Estudo das relações estáticas e dinâmicas entre as estruturas do sistema mastigatório!! Movimentos mandibulares Disciplina

Leia mais

1. Introdução. 2. Fios ortodônticos. Centro de Pós Graduação em Ortodontia

1. Introdução. 2. Fios ortodônticos. Centro de Pós Graduação em Ortodontia 1. Introdução O alinhamento e o nivelamento é o primeiro estágio do tratamento ortodôntico com aparelho fixo. Alinhamento significa colocar os braquetes e os tubos alinhados no sentido vestibulolingual.

Leia mais

Ciência e prática. Importância do tratamento ortodôntico como auxílio da reabilitação oral

Ciência e prática. Importância do tratamento ortodôntico como auxílio da reabilitação oral Importância do tratamento ortodôntico como auxílio da reabilitação oral 36 MAXILLARIS OUTUBRO 2015 Ciência e prática : Margarida Malta Médica dentista. Licenciada no Instituto Superior de Ciencias da Saúde

Leia mais

Reginaldo César Zanelato

Reginaldo César Zanelato Reginaldo César Zanelato Nos pacientes portadores da má oclusão de Classe II dentária, além das opções tradicionais de tratamento, como as extrações de pré-molares superiores e a distalização dos primeiros

Leia mais

CRONOGRAMA CURSO ESPECIALIZAÇÃO EM ORTODONTIA. APROVADO: MEC e CFO

CRONOGRAMA CURSO ESPECIALIZAÇÃO EM ORTODONTIA. APROVADO: MEC e CFO CRONOGRAMA CURSO ESPECIALIZAÇÃO EM ORTODONTIA APROVADO: MEC e CFO 1º. MÓDULO: 1º. DIA: Apresentação da Especialização / Aula teórica de Classificação das Más-oclusões 2º. DIA: Aula teórica de Etiologia

Leia mais

Aplicação da versatilidade do aparelho pré-ajustado MBT, nos casos que apresentam os incisivos laterais superiores em linguoversão

Aplicação da versatilidade do aparelho pré-ajustado MBT, nos casos que apresentam os incisivos laterais superiores em linguoversão Caso Clínico Aplicação da versatilidade do aparelho pré-ajustado MBT, nos casos que apresentam os incisivos laterais superiores em linguoversão Reginaldo César Zanelato*, Sáverio Mandetta**, Cássia Terezinha

Leia mais

Aparelho de Herbst Pma Passo a Passo

Aparelho de Herbst Pma Passo a Passo Capítulo Aparelho de Herbst Pma Passo a Passo 1 Alexandre Moro A Ortodontia contemporânea tem exigido que os clínicos utilizem aparelhos que tenham a sua eficiência clínica comprovada cientificamente.

Leia mais

Extração atípica de incisivos centrais superiores: relato de caso clínico Atypical extraction of maxillary central incisors: case report

Extração atípica de incisivos centrais superiores: relato de caso clínico Atypical extraction of maxillary central incisors: case report RELATO DE CASO Extração atípica de incisivos centrais superiores: relato de caso clínico Atypical extraction of maxillary central incisors: case report MARCOS VALÉRIO FERRARI 1 JOSÉ RICARDO SCANAVINI 2

Leia mais

EXTRAÇÕES DE DOIS PRÉ-MOLARES SUPERIORES NA MÁ OCLUSÃO DE CLASSE II: PARÂMETROS DE DIAGNÓSTICO E NOVOS RECURSOS NA MECÂNICA.

EXTRAÇÕES DE DOIS PRÉ-MOLARES SUPERIORES NA MÁ OCLUSÃO DE CLASSE II: PARÂMETROS DE DIAGNÓSTICO E NOVOS RECURSOS NA MECÂNICA. 1 EXTRAÇÕES DE DOIS PRÉ-MOLARES SUPERIORES NA MÁ OCLUSÃO DE CLASSE II: PARÂMETROS DE DIAGNÓSTICO E NOVOS RECURSOS NA MECÂNICA. EWALDO LUIZ DE ANDRADE Especialista em Ortodontia Mestre em Diagnóstico Bucal

Leia mais

O tipo facial e a morfologia do arco dentário no planejamento ortodôntico

O tipo facial e a morfologia do arco dentário no planejamento ortodôntico Caso Clínico O tipo facial e a morfologia do arco dentário no planejamento ortodôntico Alexandre de Almeida Ribeiro* Resumo A morfologia do arco dentário está relacionada diretamente com as demais partes

Leia mais

Transposição dentária: um desafio na clínica ortodôntica - relato de caso

Transposição dentária: um desafio na clínica ortodôntica - relato de caso Caso Clínico Transposição dentária: um desafio na clínica ortodôntica - relato de caso Otávio José Praxedes Neto*, Sergei Godeiro Fernandes Rabelo Caldas**, Angela Maria de Medeiros** Resumo Transposição

Leia mais

Classificação de Angle e Simon SUMÁRIO 1 INTRODUÇÃO 2 HISTÓRICO 3 OCLUSÃO NORMAL VS MALOCLUSÃO. 3.1 Oclusão normal. 3.2 Maloclusão

Classificação de Angle e Simon SUMÁRIO 1 INTRODUÇÃO 2 HISTÓRICO 3 OCLUSÃO NORMAL VS MALOCLUSÃO. 3.1 Oclusão normal. 3.2 Maloclusão Classificação de Angle e Simon SUMÁRIO 1 INTRODUÇÃO 2 HISTÓRICO 3 OCLUSÃO NORMAL VS MALOCLUSÃO 3.1 Oclusão normal. 3.2 Maloclusão 4 SISTEMAS DE CLASSIFICAÇÃO 4.1 Sistema de Angle 4.2 Sistema de Simon 4.3

Leia mais

Correção da relação sagital entre os arcos dentais Classe II

Correção da relação sagital entre os arcos dentais Classe II Correção da relação sagital entre os arcos dentais Classe II CAPÍTULO 13 Karyna Martins do Valle-Corotti Danilo Furquim Siqueira INTRODUÇÃO Angle 1 definiu a maloclusão de Classe II como uma relação mesiodistal

Leia mais

MANTENEDORES DE ESPAÇO

MANTENEDORES DE ESPAÇO MANTENEDORES DE ESPAÇO Conceito São aparelhos ortodônticos usados para manter o espaço nas arcadas dentárias, por perda precoce de dentes decíduos. Classificação Quanto ao uso: fixos semifixos removíveis

Leia mais

PRISCILLA MENDES CORREA VICTOR

PRISCILLA MENDES CORREA VICTOR FUNORTE-FACULDADES UNIDAS DO NORTE DE MINAS NÚCLEO NITERÓI-SMILE ODONTOLOGIA CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM ORTODONTIA TRATAMENTO DA SOBREMORDIDA: RELATO DE CASO CLÍNICO PRISCILLA MENDES CORREA VICTOR Monografia

Leia mais

MARCOS PRADEBON TRATAMENTO DA MÁ OCLUSÃO CLASSE II: REVISÃO DE LITERATURA

MARCOS PRADEBON TRATAMENTO DA MÁ OCLUSÃO CLASSE II: REVISÃO DE LITERATURA FACULDADES UNIDAS DO NORTE DE MINAS- FUNORTE INSTITUTO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE MARCOS PRADEBON TRATAMENTO DA MÁ OCLUSÃO CLASSE II: REVISÃO DE LITERATURA Santa Cruz do Sul 2013 MARCOS PRADEBON TRATAMENTO DA

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÃNDIA ESCOLA TÉCNICA DE SAÚDE CURSO TÉCNICO PRÓTESE DENTÁRIA FICHA DA SUBFUNÇÃO/COMPONENTE CURRICULAR

UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÃNDIA ESCOLA TÉCNICA DE SAÚDE CURSO TÉCNICO PRÓTESE DENTÁRIA FICHA DA SUBFUNÇÃO/COMPONENTE CURRICULAR UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÃNDIA ESCOLA TÉCNICA DE SAÚDE CURSO TÉCNICO PRÓTESE DENTÁRIA FICHA DA SUBFUNÇÃO/COMPONENTE CURRICULAR FUNÇÃO: Recuperação / Reabilitação SUBFUNÇÃO OU COMPONENTE CURRICULAR:

Leia mais

Setup: um Auxílio no Diagnóstico Ortodôntico

Setup: um Auxílio no Diagnóstico Ortodôntico Setup: um Auxílio no Diagnóstico Ortodôntico CASO CLÍNICO Setup: a Diagnosis Assistance in Orthodontics Michelle Santos VIANNA* Armando Yukio SAGA** Fernando Augusto CASAGRANDE*** Elisa Souza CAMARGO****

Leia mais

A Inter-relação Ortodontia e Prótese: apresentação de um. Caso Clínico. Caso Clínico

A Inter-relação Ortodontia e Prótese: apresentação de um. Caso Clínico. Caso Clínico Caso Clínico Apresentação ilustrada de casos tratados em Ortopedia, Ortodontia e/ou Cirurgia Ortognática A Inter-relação Ortodontia e Prótese: apresentação de um Caso Clínico Os autores apresentam o relato

Leia mais

O setup ortodôntico como método auxiliar de diagnóstico e planejamento

O setup ortodôntico como método auxiliar de diagnóstico e planejamento Dica Clínica O setup ortodôntico como método auxiliar de diagnóstico e planejamento Hallissa Simplício*, Ary dos Santos-Pinto**, Marcus Vinicius Almeida de Araújo***, Sergei Godeiro Fernandes Rabelo Caldas****,

Leia mais

Má oclusão Classe III de Angle com discrepância anteroposterior acentuada

Má oclusão Classe III de Angle com discrepância anteroposterior acentuada C ASO CLÍNIC O BBO Má oclusão Classe III de Angle com discrepância anteroposterior acentuada Carlos Alexandre Câmara* Resumo O caso clínico apresentado refere-se ao tratamento de uma paciente com 36 anos,

Leia mais

RECUPERADORES DE ESPAÇO

RECUPERADORES DE ESPAÇO RECUPERADORES DE ESPAÇO Conceito Recuperadores de espaço são usados para recuperar o espaço perdido nas arcadas dentárias. Eles verticalizam os dentes que inclinaram, depois que outros foram perdidos.

Leia mais

APRESENTAÇÃO DAS BANDAS TIPOS:

APRESENTAÇÃO DAS BANDAS TIPOS: 1 2 BANDAS ORTODÔNTICAS Introdução Para entendermos a real importância destes componentes de um aparelho ortodôntico, devemos inicialmente compreender qual a função da bandagem frente à um complexo sistema

Leia mais

TRATAMENTO ORTODÔNTICO DA MORDIDA ABERTA ANTERIOR EM PACIENTES ADULTOS

TRATAMENTO ORTODÔNTICO DA MORDIDA ABERTA ANTERIOR EM PACIENTES ADULTOS TRATAMENTO ORTODÔNTICO DA MORDIDA ABERTA ANTERIOR EM PACIENTES ADULTOS Jorge Ferreira Rodrigues 1 Marcella Maria Ribeiro do Amaral Andrade 2 Ernesto Dutra Rodrigues 3 Resumo O tratamento ortodôntico da

Leia mais

A eficiência do distalizador de Carrière na correção da má-oclusão Classe llr de Angle, Divisão 1, Subdivisão

A eficiência do distalizador de Carrière na correção da má-oclusão Classe llr de Angle, Divisão 1, Subdivisão A eficiência do distalizador de Carrière na correção da má-oclusão Classe llr de Angle, Divisão 1, Subdivisão Angle C l a s s I I malocclusion, s u b d i v i s i o n c o r r e c t i o n with Carriorr D

Leia mais

Aparelhos Ortodônticos Removíveis com Alta Retenção

Aparelhos Ortodônticos Removíveis com Alta Retenção Aparelhos Ortodônticos Removíveis com Alta Retenção Um novo conceito de ver e atuar com os aparelhos ortodônticos removíveis José Roberto Ramos Na maioria dos casos, o emprego dos aparelhos ortodônticos

Leia mais

INSTITUTO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE FUNORTE / SOEBRÁS CORREÇÃO DA CURVA DE SPEE SEGUNDO AS TÉCNICAS DO ARCO RETO E DO ARCO SEGMENTADO.

INSTITUTO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE FUNORTE / SOEBRÁS CORREÇÃO DA CURVA DE SPEE SEGUNDO AS TÉCNICAS DO ARCO RETO E DO ARCO SEGMENTADO. 1 INSTITUTO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE FUNORTE / SOEBRÁS CORREÇÃO DA CURVA DE SPEE SEGUNDO AS TÉCNICAS DO ARCO RETO E DO ARCO SEGMENTADO. EDILMA DA SILVA Monografia apresentada ao Programa de Especialização

Leia mais

manter um dente recém- período suficientemente prolongado correção ortodôntica que se conceito polêmico.

manter um dente recém- período suficientemente prolongado correção ortodôntica que se conceito polêmico. Introdução CONTENÇÕES EM ORTODONTIA em ortodontia é o procedimento para manter um dente recém- movimentado em posição por um período suficientemente prolongado para assegurar a manutenção da correção ortodôntica

Leia mais

Áurea Cristina de Oliveira Corrêa

Áurea Cristina de Oliveira Corrêa FUNORTE-FACULDADES UNIDAS DO NORTE DE MINAS NÚCLEO NITERÓI-SMILE ODONTOLOGIA CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM ORTODONTIA TRATAMENTO MINIMALISTA DAS MÁS OCLUSÕES DO PADRÃO FACE LONGA: RELATO DE CASO Áurea Cristina

Leia mais

Hugo Trevisi Reginaldo Trevisi Zanelato. O Estado da arte na. Ortodontia APARELHO AUTOLIGADO, MINI-IMPLANTE E EXTRAÇÕES DE SEGUNDOS MOLARES

Hugo Trevisi Reginaldo Trevisi Zanelato. O Estado da arte na. Ortodontia APARELHO AUTOLIGADO, MINI-IMPLANTE E EXTRAÇÕES DE SEGUNDOS MOLARES Hugo Trevisi Reginaldo Trevisi Zanelato O Estado da arte na Ortodontia APARELHO AUTOLIGADO, MINI-IMPLANTE E EXTRAÇÕES DE SEGUNDOS MOLARES O estado da arte na Ortodontia o estado da arte na Ortodontia

Leia mais

APM: APARELHO DE PROTRAÇÃO MANDIBULAR.

APM: APARELHO DE PROTRAÇÃO MANDIBULAR. INSTITUTO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE FUNORTE / SOEBRÁS APM: APARELHO DE PROTRAÇÃO MANDIBULAR. RODRIGO LOPES ROCHA Monografia apresentada ao Programa de Especialização em Ortodontia do ICS FUNORTE/SOEBRÁS NÚCLEO

Leia mais

TRATAMENTO DA MÁ OCLUSÃO CLASSE II COM APARELHO DE HERBST CAIO MÁRCIO DE TEVES MORENO

TRATAMENTO DA MÁ OCLUSÃO CLASSE II COM APARELHO DE HERBST CAIO MÁRCIO DE TEVES MORENO FUNORTE-FACULDADES UNIDAS DO NORTE DE MINAS NÚCLEO NITERÓI-SMILE ODONTOLOGIA CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM ORTODONTIA TRATAMENTO DA MÁ OCLUSÃO CLASSE II COM APARELHO DE HERBST CAIO MÁRCIO DE TEVES MORENO

Leia mais

BOARD BRASILEIRO DE ORTODONTIA E ORTOPEDIA FACIAL. http://www.bbo.org.br [acesso em 15/02/2009, 07h30] Especificação dos Casos quanto às Categorias

BOARD BRASILEIRO DE ORTODONTIA E ORTOPEDIA FACIAL. http://www.bbo.org.br [acesso em 15/02/2009, 07h30] Especificação dos Casos quanto às Categorias BOARD BRASILEIRO DE ORTODONTIA E ORTOPEDIA FACIAL http://www.bbo.org.br [acesso em 15/02/2009, 07h30] Especificação dos Casos quanto às Categorias A escolha dos casos a serem apresentados deverá seguir

Leia mais

ANÁLISE DA DENTIÇÃO MISTA

ANÁLISE DA DENTIÇÃO MISTA 1 ANÁLISE DA DENTIÇÃO MISTA INTRODUÇÃO O período da dentição mista inicia-se por volta dos 6 anos de idade com a erupção dos primeiros molares permanentes, e termina ao redor dos 12 anos de idade, com

Leia mais

Abordagem Segmentada para Intrusão Simultânea ao Fechamento de Espaço: Biomecânica do Arco Base de Três Peças

Abordagem Segmentada para Intrusão Simultânea ao Fechamento de Espaço: Biomecânica do Arco Base de Três Peças rtigo Traduzido bordagem Segmentada para Intrusão Simultânea ao Fechamento de Espaço: iomecânica do rco ase de Três Peças Segmented pproach to Simultaneous Intrusion and Space Closure: iomechanics of the

Leia mais

FACULDADE DE ODONTOLOGIA DE PIRACICABA CETASE

FACULDADE DE ODONTOLOGIA DE PIRACICABA CETASE FACULDADE DE ODONTOLOGIA DE PIRACICABA CETASE CENTRO DE ESTUDOS E TRATAMENTO DAS ALTERAÇÕES FUNCIONAIS DO SISTEMA ESTOMATOGNÁTICO Área de Prótese Fixa e Escultura Dental FICHA CLÍNICA 1 - Dados Pessoais

Leia mais

(VTO dentário) Resumo Este presente artigo teve por finalidade demonstrar, simplificadamente, o manejo

(VTO dentário) Resumo Este presente artigo teve por finalidade demonstrar, simplificadamente, o manejo iagnóstico Análise da Movimentação entária (VTO dentário) Adriano César Trevisi Zanelato*, Hugo José Trevisi**, Reginaldo César Trevisi Zanelato***, André César Trevisi Zanelato*, Renata Chicarelli Trevisi****

Leia mais

Mini-implantes ortodônticos como auxiliares da fase de retração anterior

Mini-implantes ortodônticos como auxiliares da fase de retração anterior A r t i g o In é d i t o Mini-implantes ortodônticos como auxiliares da fase de retração anterior Carlo Marassi*, Cesar Marassi** Resumo Introdução: os mini-implantes ortodônticos se estabeleceram como

Leia mais

Tracionamento ortodôntico de incisivos central e lateral superiores impactados: caso clínico

Tracionamento ortodôntico de incisivos central e lateral superiores impactados: caso clínico Caso Clínico Tracionamento ortodôntico de incisivos central e lateral superiores impactados: caso clínico Plínio Coutinho Vilas Boas*, Luís Antônio Alves Bernardes**, Matheus Melo Pithon***, Diogo Piacentini

Leia mais

Tratamento da Má Oclusão de Classe II com Extração de Pré -Molares Superiores

Tratamento da Má Oclusão de Classe II com Extração de Pré -Molares Superiores Tratamento da Má Oclusão de Classe II com Extração de Pré -Molares Superiores Adriano César Trevisi Zanelato Coordenador do curso de especialização em Ortodontia pela Escola de Odontologia Cuiabá (MT).

Leia mais

Alternativa Clínica para Recuperação de Espaço de Dentes Impactados

Alternativa Clínica para Recuperação de Espaço de Dentes Impactados CASO CLÍNICO Alternativa Clínica para Recuperação de Espaço de Dentes Impactados Clinical Alternative to Space Gain for Impacted Teeth Paulo Cesar Raveli CHIAVINI* Luiz Gonzaga GANDINI JR** Ary dos SANTOS-PINTO**

Leia mais

Cirurgia Ortognática e Estética Facial: Qual sua importância na Odontologia Integrada?

Cirurgia Ortognática e Estética Facial: Qual sua importância na Odontologia Integrada? Cirurgia Ortognática e Estética Facial: Qual sua importância na Odontologia Integrada? A avaliação da estética facial, bem como sua relação com a comunicação e expressão da emoção, é parte importante no

Leia mais

Resumo. Abstract. Orthodontic Science and Practice. 2012; 5(19):416-423. Relato de caso (Case Report) Guilherme Marigo 1 Marcelo Marigo 2

Resumo. Abstract. Orthodontic Science and Practice. 2012; 5(19):416-423. Relato de caso (Case Report) Guilherme Marigo 1 Marcelo Marigo 2 416 Orthodontic Science and Practice. 2012; 5(19):416-423. Tratamento da Classe II, divisão 1 com auxílio de ancoragem esquelética - relato de caso. Treatment of Class II, division 1 with the aid of skeletal

Leia mais

CONHECIMENTOS ESPECIALIZADOS

CONHECIMENTOS ESPECIALIZADOS CONHECIMENTOS ESPECIALIZADOS 31) Sobre a reabsorção localizada severa, é correto afirmar que a) os dentes com dilaceração são fatores de risco. b) o tratamento ortodôntico não é o principal fator etiológico.

Leia mais

Prosthes. Lab. Sci. 2013; 2(6):149-154.

Prosthes. Lab. Sci. 2013; 2(6):149-154. PROSTHESIS L A B O R A T O R Y i n Cristiane Barros André 1 Walter Iared 2 Renato Bigliazzi 3 Prosthes. Lab. Sci. 2013; 2(6):149-154. Planejamento e individualização da aparatologia ortodôntica conjugada

Leia mais

TÁGIDES Saúde e Bem-Estar

TÁGIDES Saúde e Bem-Estar TÁGIDES Saúde e Bem-Estar Estrada Nacional 1,Urbanização Quinta do Cabo, lojas 8 e 9, Povos 2600-009, Vila Franca de Xira Tel; 263209176 914376214 924376162 Email: tagides.sbe@gmail.com Ortodontia- Bases

Leia mais

Título: ALEXANDER DISCIPLINE, NOVO CONCEITO EM ORTODONTIA

Título: ALEXANDER DISCIPLINE, NOVO CONCEITO EM ORTODONTIA Título: ALEXANDER DISCIPLINE, NOVO CONCEITO EM ORTODONTIA Resumo: Sistema elaborado para se obter excelentes resultados de maneira simples e organizada, simplificando a mecânica ortodôntica reduzindo o

Leia mais

Tratamento ortodontico em paciente adulto: relato de caso clínico

Tratamento ortodontico em paciente adulto: relato de caso clínico Caso Clínico Tratamento ortodontico em paciente adulto: relato de caso clínico Matheus Melo Pithon*, Luiz Antônio Alves Bernardes** Resumo Com o maior acesso da população aos serviços de saúde bucal houve

Leia mais

Série Aparelhos Ortodônticos

Série Aparelhos Ortodônticos Série Aparelhos Ortodônticos Em geral, o protocolo de tratamento nos casos de Classe III, principalmente naqueles com deficiência maxilar, tem sido a disjunção, seguida pela protração da ma-xila. De acordo

Leia mais

Aparelho de Protração Mandibular: uma nova abordagem na confecção do aparelho

Aparelho de Protração Mandibular: uma nova abordagem na confecção do aparelho Dica Clínica parelho de Protração Mandibular: uma nova abordagem na confecção do aparelho Luciano lvim Costa*, Rosely Suguino** Resumo má oclusão de Classe II com retrognatismo mandibular tem sido largamente

Leia mais

Artigo Traduzido. Arild Stenvik, DDS, MSD, PhD* Björn U. Zachrisson, DDS, MSD, PhD** Palavras-chave: Autotransplante. Agenesia.

Artigo Traduzido. Arild Stenvik, DDS, MSD, PhD* Björn U. Zachrisson, DDS, MSD, PhD** Palavras-chave: Autotransplante. Agenesia. Artigo Traduzido Um Caso de Difícil Solução, Facilitado pelo Autotransplante: Agenesia de um Incisivo e de Dois Pré-molares Inferiores, com Trespasse Vertical Acentuado A Difficult Agenesis Case Made Easier

Leia mais

UTILIZAÇÃO DE MINI-IMPLANTES PARA TRATAMENTO DA MÁ-OCLUSÃO CLASSE II DE ANGLE: RELATO DE CASO CLÍNICO 1

UTILIZAÇÃO DE MINI-IMPLANTES PARA TRATAMENTO DA MÁ-OCLUSÃO CLASSE II DE ANGLE: RELATO DE CASO CLÍNICO 1 UTILIZAÇÃO DE MINI-IMPLANTES PARA TRATAMENTO DA MÁ-OCLUSÃO CLASSE II DE ANGLE: RELATO DE CASO CLÍNICO 1 Mezomo, Mauricio 3 ; Estivalet, Ariane; 2 Gertz, Andressa 2 ; Grossi, Thiago 2 ; Mota, Humberto 2

Leia mais

Princípios de OCLUSÃO

Princípios de OCLUSÃO Aperfeiçoamento em Prótese Convencional e sobre Implantes Bibliografia Recomendada HOBO, S. et al. Osseointegração e Reabilitação Oclusal. 1 ed. São Paulo: Quintessence, 1997. Princípios de OCLUSÃO Princípios

Leia mais

Mecânica de Classe III com cursor inferior e ancoragem esquelética superior

Mecânica de Classe III com cursor inferior e ancoragem esquelética superior Caso Clínico Mecânica de Classe III com cursor inferior e ancoragem esquelética superior lexandre de lmeida Ribeiro* Resumo No tratamento compensatório da má oclusão de Classe III, a distalização dos molares

Leia mais

KELYANE VERLY MORAES

KELYANE VERLY MORAES 1 KELYANE VERLY MORAES ANCORAGEM ESQUELÉTICA COM MINI-IMPLANTES NITERÓI - RJ 2011 2 KELYANE VERLY MORAES ANCORAGEM ESQUELÉTICA COM MINI-IMPLANTES Monografia entregue à Faculdade Redentor, como requisito

Leia mais

PUCPR - O.R.T.O.D.O.N.T.I.A - GRADUAÇÃO E PÓS-GRADUAÇÃO F I C H A C L Í N I C A Nome do/a Paciente: Número: 1.0 IDENTIFICAÇÃO DO PACIENTE 1.1 Nome: 1.2 Data de Nascimento: Sexo: F M Idade: 1.3 Peso: Kg

Leia mais

RODRIGO PADILHA DE CARVALHO DISTALIZAÇÃO DE MOLARES SUPERIORES

RODRIGO PADILHA DE CARVALHO DISTALIZAÇÃO DE MOLARES SUPERIORES 0 RODRIGO PADILHA DE CARVALHO DISTALIZAÇÃO DE MOLARES SUPERIORES ITAPERUNA/RJ 2011 0 RODRIGO PADILHA DE CARVALHO DISTALIZAÇÃO DE MOLARES SUPERIORES Trabalho de Conclusão de Curso apresentado ao Curso de

Leia mais

Borracha Natural - conservação amônia. vulcanizado. Sintéticos carvão,petróleo e álcoois vegetais TIPOS DE ELÁSTICOS

Borracha Natural - conservação amônia. vulcanizado. Sintéticos carvão,petróleo e álcoois vegetais TIPOS DE ELÁSTICOS Curso de Aperfeiçoamento em Ortodontia Elásticos TIPOS DE ELÁSTICOS Borracha Natural - conservação amônia sensível ao ozônio vulcanizado Sintéticos carvão,petróleo e álcoois vegetais Elasticidade é a propriedade

Leia mais

TIP-EDGE e a TÉCNICA DIFERENCIAL DO ARCO RETO.

TIP-EDGE e a TÉCNICA DIFERENCIAL DO ARCO RETO. TIP-EDGE e a TÉCNICA DIFERENCIAL DO ARCO RETO....Tip-Edge é um braquete com um slot edgewise modificado, pré-ajustado, que permite inclinação da coroa em uma direção e ainda cria ancoragem através de movimento

Leia mais

Exodontia dos Segundos Molares Superiores para o Tratamento da Maloclusão de Classe II

Exodontia dos Segundos Molares Superiores para o Tratamento da Maloclusão de Classe II ORTODONTIA Capítulo 11 Exodontia dos Segundos Molares Superiores para o Tratamento da Maloclusão de Classe II Antonio Aparecido Celória Ivana Uglik Garbui 1. Histórico A deficiência ântero-posterior das

Leia mais

Tratamento ortodôntico - cirúrgico de um caso clínico de Classe III esquelética e Classe III dentária.

Tratamento ortodôntico - cirúrgico de um caso clínico de Classe III esquelética e Classe III dentária. Miguel da Nóbrega Médico Especialista em Estomatologia DUO Faculdade de Cirurgia Dentária Universidade Toulouse miguel.nobrega@ortofunchal.com Tratamento ortodôntico - cirúrgico de um caso clínico de Classe

Leia mais

Efetividade na Correção da Irrupção Ectópica dos Primeiros Molares Permanentes

Efetividade na Correção da Irrupção Ectópica dos Primeiros Molares Permanentes Efetividade na Correção da Irrupção Ectópica dos Primeiros Molares Permanentes Effectiveness on Correction of the Ectopic Eruption of the First Permanent Molars Autores: Eto*, L.F.; Correa** P.H.; Da Silva***

Leia mais

ARCO BASE DE RICKETTS NA INTRUSÃO DENTÁRIA RELATO DE CASO CLÍNICO

ARCO BASE DE RICKETTS NA INTRUSÃO DENTÁRIA RELATO DE CASO CLÍNICO ARCO BASE DE RICKETTS NA INTRUSÃO DENTÁRIA RELATO DE CASO CLÍNICO ARCO RICKETTS BASE IN INTRUSION DENTAL - REPORT OF CASE CAROLINA MARÇAL VAZ RESUMO Neste artigo discutiremos a importância do arco base

Leia mais

Ortho In Lab. Resumo PROSTHESIS

Ortho In Lab. Resumo PROSTHESIS Planejamento e individualização da aparatologia ortodôntica conjugada aos mini-implantes ( DATs) Parte I Sítios de instalação uma área de risco controlado. Individualization of planning and orthodontic

Leia mais

Tratamento da transposição de canino e pré-molar superior unilateral: abordagem por meio de mecânica segmentada

Tratamento da transposição de canino e pré-molar superior unilateral: abordagem por meio de mecânica segmentada Caso Clínico Tratamento da transposição de canino e pré-molar superior unilateral: abordagem por meio de mecânica segmentada Leopoldino Capelozza Filho*, Mauricio de Almeida Cardoso**, João Cardoso Neto***

Leia mais

Tratamento Precoce da Mordida Cruzada Posterior com o Quadrihélice de Encaixe

Tratamento Precoce da Mordida Cruzada Posterior com o Quadrihélice de Encaixe Materiais Ortodônticos Tratamento Precoce da Mordida Cruzada Posterior com o Quadrihélice de Encaixe Márcio Antonio de Figueiredo*, Danilo Furquim Siqueira**, Silvana Bommarito***, Marco Antonio Scanavini****

Leia mais

REVISTA GESTÃO & SAÚDE (ISSN 1984-8153) EXTRAÇÃO DE INCISIVO INFERIOR EM ORTODONTIA LOWER INCISOR EXTRACTION IN ORTHODONTICS

REVISTA GESTÃO & SAÚDE (ISSN 1984-8153) EXTRAÇÃO DE INCISIVO INFERIOR EM ORTODONTIA LOWER INCISOR EXTRACTION IN ORTHODONTICS 1 EXTRAÇÃO DE INCISIVO INFERIOR EM ORTODONTIA LOWER INCISOR EXTRACTION IN ORTHODONTICS Tatiana Leite Moroz LESSA 1 Elcy ARRUDA 2 Roberley Araújo ASSAD 3 Fabiano Sfier de MELLO 4 Andrea Malluf Dabul de

Leia mais

INSTITUTO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE FUNORTE / SOEBRÁS

INSTITUTO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE FUNORTE / SOEBRÁS INSTITUTO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE FUNORTE / SOEBRÁS Efeitos dentoalveolares e esqueléticos do tratamento da má oclusão Classe II com os aparelhos Herbst, Jasper Jumper e o Aparelho de Protração Mandibular

Leia mais

Mini-implante como ancoragem absoluta: ampliando os conceitos de mecânica ortodôntica

Mini-implante como ancoragem absoluta: ampliando os conceitos de mecânica ortodôntica Mini-implante como ancoragem absoluta: ampliando os conceitos de mecânica ortodôntica Absolute anchorage with mini-implants: improving the concepts of the orthodontic mechanics Leonardo Alcântara Cunha

Leia mais

Padrões cefalométricos de Ricketts aplicados a indivíduos brasileiros com oclusão excelente

Padrões cefalométricos de Ricketts aplicados a indivíduos brasileiros com oclusão excelente T ÓPICO ESPECIAL Padrões cefalométricos de Ricketts aplicados a indivíduos brasileiros com oclusão excelente Masato Nobuyasu**, Minol Myahara***, Tieo Takahashi****, Adélqui Attizzani****, Hiroshi Maruo*****,

Leia mais

Eficiência, planejamento e previsão tridimensional de tratamento ortodôntico com sistema Invisalign - relato de caso clínico

Eficiência, planejamento e previsão tridimensional de tratamento ortodôntico com sistema Invisalign - relato de caso clínico Caso Clínico Eficiência, planejamento e previsão tridimensional de tratamento ortodôntico com sistema Invisalign - relato de caso clínico Efficiency, three-dimensional planning and prediction of orthodontic

Leia mais

INFLUÊNCIA DA ANGULAÇÃO DOS DENTES ANTERIORES NO PERÍMETRO DO ARCO SUPERIOR

INFLUÊNCIA DA ANGULAÇÃO DOS DENTES ANTERIORES NO PERÍMETRO DO ARCO SUPERIOR INFLUÊNCIA DA ANGULAÇÃO DOS DENTES ANTERIORES NO PERÍMETRO DO ARCO SUPERIOR THE EFECT OF INCISORS AND CANINES TEETH ANGULATION ON SUPERIOR ARCH PERIMETER Capelozza,L.F e Cordeiro, A.S 1. Introdução: A

Leia mais

O aparelho de Herbst com Cantilever (CBJ) Passo a Passo

O aparelho de Herbst com Cantilever (CBJ) Passo a Passo O aparelho de Herbst com Cantilever (CBJ) Passo a Passo çã APARELHO DE HERBST COM CANTILEVER (CBJ) MAYES, 1994 Utiliza quatro coroas de açoa o nos primeiros molares e um cantilever,, a partir dos primeiros

Leia mais

Aula 4: TÉCNICA RADIOGRÁFICA INTRA-ORAL

Aula 4: TÉCNICA RADIOGRÁFICA INTRA-ORAL Aula 4: TÉCNICA RADIOGRÁFICA INTRA-ORAL Técnicas Radiográficas Periapical Exame do dente e osso alveolar que o rodeia; Interproximal Diagnóstico de cáries proximais, excessos marginais de restaurações;

Leia mais