AÇÕES ADMINISTRATIVAS LIGADAS AO TRABALHO FEDERATIVO

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "AÇÕES ADMINISTRATIVAS LIGADAS AO TRABALHO FEDERATIVO"

Transcrição

1

2 AÇÕES ADMINISTRATIVAS LIGADAS AO TRABALHO FEDERATIVO

3 ANO de Janeiro Fundação da FEDERAÇÃO ESPÍRITA BRASILEIRA, por Augusto Elias da Silva, sendo seu primeiro presidente Ewerton Quadros. 02 de Janeiro Reformador é considerado órgão de divulgação oficial da FEB (já circulava há um ano).

4 ANO Realização da Primeira Reunião do Conselho Federativo da FEB

5 ANO Ação preliminar: - Realização do Congresso Brasileiro de Unificação Espírita, em São Paulo. Iniciativa de dirigentes do Sul.

6 ANO O Congresso Brasileiro de Unificação Espírita, em São Paulo mereceu uma mensagem psicográfica de Francisco Cândido Xavier, assinada por Emmanuel, intitulada Em Nome do Evangelho, recebida em Pedro Leopoldo e enviada aos congressitas.

7 ANO ASSINATURA DO PACTO ÁUREO

8 O Pacto Áureo foi um acordo celebrado entre a FEB e representantes de das Entidades Federativas dos Estados do Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná, São Paulo, Minas Gerais e Rio de Janeiro, visando unificar o Movimento Espírita em nível nacional. Foi assinado na sede FEB, na cidade do Rio de Janeiro, a 05 de outubro de A expressão é atribuída a Arthur Lins de Vasconcelos Lopes, um de seus signatários à época. A assinatura do Pacto Áureo foi a base para um entendimento entre as instituições espíritas no país, possibilitando uma nova fase de difusão da Doutrina Espírita, viabilizando a convivência entre as mesmas sem prejuízo da liberdade de pensamento e da ação individuais.

9 ANO 1949 PARANÁ MINAS GERAIS RIO DE JANEIRO SANTA CATARINA SÃO PAULO de outubro - Assinado o Pacto Áureo na então sede da Federação Espírita Brasileira, no Rio de Janeiro.

10 1º de janeiro - Instalação do CFN: ANO Objetivo: promover a união dos espíritas e das instituições, trabalhando pela unificação do Movimento Espírita Brasileiro, a fim de fortalecer a tarefa de difusão do Espiritismo. Composição: Entidades Federativas Estaduais e do DF.

11 ANO CARAVANA DA FRATERNIDADE

12 ANO Caravana da Fraternidade Finalidade: divulgar os objetivos da unificação e obter adesões de onze Estados do Norte e Nordeste ao Pacto Áureo.

13 ANO Caravana da Fraternidade Programa desenvolvido: I- Conferências culturais para o grande público. II- Reuniões de mesa redonda para reajustamento de pontos de vista de choque, dos quais o ideal da unificação sempre saiu vitorioso. III- Visitas de estímulo às instituições espíritas de assistência social. IV- Programas sociais, organizados pelos irmãos visitados.

14 Ary Casadio (SP) Carlos Jordão da Silva (SP) Francisco Spinelli (RS) Leopoldo Machado (RJ) Lins de Vasconcellos (Pr) Luiz Burgos (Pe)

15 AC LBF CJS LM FS

16 DÉCADA 1960 Realização de Simpósios Regionais Norte, Nordeste, Centro e Sul. Finalidade: orientação sobre o trabalho operacional dos grupos, centros e demais instituições espíritas. - Centro-Sulino, em Curitiba (1962) - Nordeste, em Salvador (1963) - Norte, em Belém (1964) - Centro-Oeste-Territórios em Cuiabá (1965) - encerrando o ciclo com o Simpósio Nacional, no Rio de Janeiro (1966).

17 ANO A) Criação dos Conselhos Zonais do CFN Norte, Nordeste, Centro e Sul. B) Finalidade: Estudar temas de interesse do Movimento Espírita, escolhidos e deliberados nas reuniões plenárias do CFN.

18 ANO º de Julho Transferência do Conselho Federativo Nacional da FEB para Brasília

19 ANO Transferência da sede da FEB para Brasília

20 COMISSÕES REGIONAIS

21 DÉCADA CFN - transformação dos Conselhos Zonais em Comissões Regionais (Norte, Nordeste, Centro e Sul), com reuniões anuais Instalação das Comissões Regionais do CFN, com a finalidade de continuar a troca de idéias e experiências sobre o aprimoramento doutrinário, assistencial e administrativo dos Centros Espíritas, assim como a sua multiplicação.

22 Atual Configuração: Comissões Regionais desdobraram o trabalho: Dirigentes: - Orientação administrativa e jurídica; Apoio ao Centro Espírita: - Atendimento espiritual no CE; - Atividade Mediúnica; - Comunicação Social Espírita; - ESDE - Evangelização Espírita da infância e juventude; - Serviço de Assistência e Promoção Social Espírita.

23 ANO CFN aprova: Edição do Brasil Espírita como encarte mensal de Reformador.

24 CAMPANHAS APROVADAS PELO CFN

25 ANO CFN: Campanha de Evangelização Espírita da Infância e Juventude.

26 ANO Lançada pelo CFN a Campanha do Estudo Sistematizado da Doutrina Espírita.

27 ANO CFN : lançamento das campanhas: Em Defesa da Vida e Viver em Família

28 ANO CFN: aprovação e lançamento da Campanha de Divulgação do Espiritismo.

29 ANO CFN aprova: Lançamento da Campanha Construamos a Paz Promovendo o Bem!.

30 DOCUMENTOS APROVADOS

31 ANO Aprovação do texto Adequação do Centro Espírita para o melhor atendimento de suas finalidades. - Destaque para trabalho: Como entender o CE em sua abrangência e o que cabe a ele realizar

32 ANO Aprovação pelo CFN do livro Orientação ao Centro Espírita.

33 C) Lançamento pelo CFN deste livro abril/2007 Elaborado com o objetivo de orientar e colaborar com os Centros e demais instituições espíritas na realização de seus nobres propósitos de promover o estudo, a divulgação e a prática da Doutrina Espírita, o Conselho Federativo Nacional CFN apresenta, em edição revista e atualizada:

34 ANO Aprovação pelo CFN do texto Diretrizes da Dinamização das Atividades Espíritas.

35 Diretrizes e Objetivos DÉCADAS 2000 e 2010 Lançamento pelo CFN do Plano de Trabalho para o Movimento Espírita Brasileiro

36 ANOS 2009 e Nov CFN aprovou - o documento: - Orientação aos Órgãos - de Unificação. - Abril 2010: Lançamento - do livro.

37 LIVROS COMEMORATIVOS SUGERIDOS

38 Ano º Congresso Espírita Brasileiro Lançamento de nova tradução, em edição especial, de O Livro dos Espíritos

39 ANO 2010 Projeto Centenário de Chico Xavier Lançamentos no 3º Congresso Espírita Brasileiro

40 ANO Lançamento em Nova Iguaçu Dia 19/6/2010: A reedição do livro A Caravana da Fraternidade de Leopoldo Machado.

41 ANO 2002 PROJETO GESTÃO DE CENTROS ESPÍRITAS Projeto Atividade de Preparação de Trabalhadores Espíritas.

42 ANO A partir de 2003 Curso de Capacitação Administrativa da Casa Espírita.

43 SEMINÁRIO EM REALIZAÇÃO

44 ANO Realização de seminários regionais sobre o livro Orientação aos Órgãos de Unificação.

45 CONGRESSOS REALIZADOS

46

47 ANO º Congresso Espírita Brasileiro, em Brasília.

48 2º Congresso Espírita Brasileiro Lançamento de Selo Personalizado pelos Correios;

49 FCX-Perri 3º Congresso Espírita Brasileiro

50 3º Congresso Espírita Brasileiro Selo Comemorativo

51 COMEMORAÇÕES

52 ANO º. Selo Espírita do Brasil

53 ANO CFN aprova e foi realizado em 2004: A) Comemoração do Bicentenário de Nascimento de Allan Kardec; B) Lançamento de Selo Comemorativo pelos Correios;

54 ANO Por recomendação do CFN foram realizadas comemorações pelos Sessenta Anos da Assinatura do Pacto Áureo.

55 ANO Realização: Projeto Centenário de Chico Xavier

56 Participação do Centro Espírita nas Atividades de Unificação do Movimento Grupos, Centros e demais Instituições Espíritas Entidades e Órgãos Federativos (local/regional/estadual/ ( CFN-FEB Entidade de unificação do Movimento Espírita Mundial - CEI

57 UNIÃO E UNIFICAÇÃO Depende de cada um de nós. Façamos a nossa parte!

58 SECRETARIA GERAL DO CONSELHO FEDERATIVO NACIONAL DA FEB (61)

I Aprovar a ata anterior (AGO -16/03/2013).

I Aprovar a ata anterior (AGO -16/03/2013). Pauta: I Aprovar a ata anterior (AGO -16/03/2013). II Deliberar sobre: (a) Prestação de Contas Feees 2013; (b) Relatório de Atividades Feees 2013; (c) Programas, Projetos e Planos 2014. III Outros assuntos.

Leia mais

PLANO DE TRABALHO FEDERATIVO FEETINS

PLANO DE TRABALHO FEDERATIVO FEETINS PLANO DE TRABALHO FEDERATIVO FEETINS 2013 a 2017 1. FINALIDADE Para melhor atender o Plano de Trabalho para o Movimento Espírita Brasileiro 2013-2017 do Conselho Federativo Nacional, a FEETINS, através

Leia mais

FEDERAÇÃO ESPÍRITA BRASILEIRA Conselho Federativo Nacional

FEDERAÇÃO ESPÍRITA BRASILEIRA Conselho Federativo Nacional Ofício-Circular CFN-FEB nº 17/2014 Brasília, 2 de setembro de 2014. (Circular encaminhada às Entidades Federativas que integram o CFN da FEB) Prezados confrades: Pelo presente, estamos convidando os estimados

Leia mais

2007 ANO DO SESQUICENTENÁRIO DO ESPIRITISMO ESPIRITISMO: 150 ANOS DE LUZ E PAZ PARA O

2007 ANO DO SESQUICENTENÁRIO DO ESPIRITISMO ESPIRITISMO: 150 ANOS DE LUZ E PAZ PARA O 2007 ANO DO SESQUICENTENÁRIO DO ESPIRITISMO ESPIRITISMO: 150 ANOS DE LUZ E PAZ PLANO DE TRABALHO PARA O MOVIMENTO ESPÍRITA BRASILEIRO 2007-2012 DIRETRIZES E OBJETIVOS Aprovado na reunião do Conselho Federativo

Leia mais

ESTUDO SISTEMATIZADO DA DOUTRINA ESPÍRITA. Por: FEDERAÇÃO ESPÍRITA BRASILEIRA

ESTUDO SISTEMATIZADO DA DOUTRINA ESPÍRITA. Por: FEDERAÇÃO ESPÍRITA BRASILEIRA ESTUDO SISTEMATIZADO DA DOUTRINA ESPÍRITA Por: FEDERAÇÃO ESPÍRITA BRASILEIRA HISTÓRICO Campanha Comece pelo começo Em nível local. USE União das Sociedades Espíritas do Estado de São Paulo. Mensagem Mediúnica

Leia mais

Brasil Espírita. Divaldo Franco em Brasília. Ampliando a consciência de imortalidade. As vivências do morrer

Brasil Espírita. Divaldo Franco em Brasília. Ampliando a consciência de imortalidade. As vivências do morrer Brasil Espírita Federação Espírita Brasileira Conselho Federativo Nacional Brasília Divaldo Franco em Brasília Campo. Com abordagem do tema As vivências do morrer, eutanásia e suas implicações contará

Leia mais

Conviver para Amar e Servir

Conviver para Amar e Servir A Metodologia do Espaço de Convivência, Criatividade e Educação pelo Trabalho (ECCET) Aplicada à divulgação doutrinária na Zona Sul Carioca Guilherme Fraenkel Rio de Janeiro CEACE 07/2014 Guilherme Fraenkel

Leia mais

Programa de Melhoria da Gestão em Hospitais Filantr

Programa de Melhoria da Gestão em Hospitais Filantr Imagem: Santa Casa de Santos fundada em 1543 Atualização: 26/outubro Programa de Melhoria da Gestão em Hospitais Filantr ópicos Filantró Hospitais e Entidades Filantrópicas - CMB Objetivos do Projeto Governança

Leia mais

Programa de Melhoria da Gestão em Hospitais Filantr

Programa de Melhoria da Gestão em Hospitais Filantr Imagem: Santa Casa de Santos fundada em 1543 Programa de Melhoria da Gestão em Hospitais Filantr ópicos Filantró Hospitais e Entidades Filantrópicas - CMB Objetivos do Projeto Governança Metodologia Seleção

Leia mais

1.1 - Participação por ENTRAE: ENTRAE CREs CE adesas CE particip. %

1.1 - Participação por ENTRAE: ENTRAE CREs CE adesas CE particip. % Com base no documento Mapeamento das Atividades do Movimento Espírita Organizado adeso à FEEES, a partir das respostas dos presidentes/representantes das casas espíritas do ES, participantes dos Entrae,

Leia mais

RS-SPEE-150anos/Perri

RS-SPEE-150anos/Perri CENTRO ESPÍRITA ORIGEM E CONCEITO RS-SPEE-150anos/Perri Rua dos Mártires, 8 2º. Andar - Fundos RS-SPEE-150anos/Perri Há 153 Anos... Palais Royal RS-SPEE-150anos/Perri RS-SPEE-150anos/Perri Allan Kardec

Leia mais

Doutrina Espírita ESDE

Doutrina Espírita ESDE Federação Espírita Brasileira Orientação ao Estudo Sistematizado da Doutrina Espírita ESDE Organização e Coordenação: Carlos Campetti Colaboradores: Iracema Fernandes, Maria do Socorro Sousa Rodrigues,

Leia mais

FRANCISCO CÂNDIDO XAVIER VERDADE E AMOR ESPÍRITOS DIVERSOS

FRANCISCO CÂNDIDO XAVIER VERDADE E AMOR ESPÍRITOS DIVERSOS VERDADE E AMOR FRANCISCO CÂNDIDO XAVIER VERDADE E AMOR ESPÍRITOS DIVERSOS SUMÁRIO VERDADE E AMOR DESDE PEDRO LEOPOLDO...9 1 PAI NOSSO...12 2 NOSSA MÃE...14 CORNÉLIO PIRES 3 VERDADE E AMOR...16 4 MÃE E

Leia mais

Ministério da Cultura Secretaria de Articulação Institucional SAI

Ministério da Cultura Secretaria de Articulação Institucional SAI Secretaria de Articulação Institucional SAI Seminário Metas do Plano e dos Sistemas Municipal, Estadual e Nacional de Cultura Vitória-ES 05/Dez/2011 Secretaria de Articulação Institucional SAI A Construção

Leia mais

REGIMENTO INTERNO SOCIEDADE ESPÍRITA CAMINHO DE DAMASCO (SECAD) Capítulo I Da Denominação e Fins

REGIMENTO INTERNO SOCIEDADE ESPÍRITA CAMINHO DE DAMASCO (SECAD) Capítulo I Da Denominação e Fins REGIMENTO INTERNO SOCIEDADE ESPÍRITA CAMINHO DE DAMASCO (SECAD) Capítulo I Da Denominação e Fins Art. 1º - O presente Regimento Interno tem por finalidade normatizar as disposições que constam no Estatuto

Leia mais

CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES INICIAIS

CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES INICIAIS LEI Nº 14.830, de 11 de agosto de 2009 Dispõe sobre a criação do Conselho Estadual do Artesanato e da Economia Solidária - CEAES, e adota outras providências. O GOVERNADOR DO ESTADO DE SANTA CATARINA,

Leia mais

REGIMENTO INTERNO. Objetivos. Fundado em 17 / 03 / 2002, tem como objetivos e características o seguinte:

REGIMENTO INTERNO. Objetivos. Fundado em 17 / 03 / 2002, tem como objetivos e características o seguinte: NÚCLEO ESPÍRITA ALAN DE MELLO REGIMENTO INTERNO Objetivos Fundado em 17 / 03 / 2002, tem como objetivos e características o seguinte: O estudo, prática e divulgação da Doutrina Espírita codificada por

Leia mais

Mapeamento de Experiências Municipais e Estaduais no campo do Envelhecimento e Saúde da Pessoa Idosa

Mapeamento de Experiências Municipais e Estaduais no campo do Envelhecimento e Saúde da Pessoa Idosa COMEMORAÇÃO DOS 29 ANOS DO ICICT/FIOCRUZ Mapeamento de Experiências Municipais e Estaduais no campo do Envelhecimento e Saúde da Pessoa Idosa O papel da COSAPI no incentivo de experiências exitosas de

Leia mais

Comissão Europa de Educação Espirita Infantojuvenil. Conselho Espirita Internacional Coordenadoria Europa

Comissão Europa de Educação Espirita Infantojuvenil. Conselho Espirita Internacional Coordenadoria Europa Comissão Europa de Educação Espirita Infantojuvenil Conselho Espirita Internacional Coordenadoria Europa Atividades realizadas 2012/2013: Criação Banco de Dados para armazenamento material em diversos

Leia mais

Federação Espírita Brasileira CONSELHO FEDERATIVO NACIONAL - CFN PLANO DE TRABALHO PARA O MOVIMENTO ESPÍRITA BRASILEIRO (2013-2017)

Federação Espírita Brasileira CONSELHO FEDERATIVO NACIONAL - CFN PLANO DE TRABALHO PARA O MOVIMENTO ESPÍRITA BRASILEIRO (2013-2017) Federação Espírita Brasileira CONSELHO FEDERATIVO NACIONAL - CFN PLANO DE TRABALHO PARA O MOVIMENTO ESPÍRITA BRASILEIRO (2013-2017) CATALOGAÇÃO FEDERAÇÃO ESPÍRITA BRASILEIRA CONSELHO FEDERATIVO NACIONAL

Leia mais

Estratégia de fortalecimento dos Pequenos Negócios Maria Aparecida Bogado

Estratégia de fortalecimento dos Pequenos Negócios Maria Aparecida Bogado Estratégia de fortalecimento dos Pequenos Negócios Maria Aparecida Bogado Consultor Sebrae Nacional PARCERIAS MPOG - Ministério do Planejamento Orçamento e Gestão/SLTI CONSAD Conselho Nacional de Secretários

Leia mais

Controle. Acompanhamento dos Resultados. Avaliação

Controle. Acompanhamento dos Resultados. Avaliação 1. O Planejamento Estratégico faz parte do processo de gestão (assegura a eficácia na tomada de decisões) e tem como premissa fundamental o cumprimento da missão institucional. A figura abaixo demonstra

Leia mais

Pesquisa de Informações Básicas Estaduais 2012

Pesquisa de Informações Básicas Estaduais 2012 Pesquisa de Informações Básicas Estaduais 2012 Informações Básicas Recursos Humanos Foram pesquisadas as pessoas que trabalhavam na administração direta e indireta por vínculo empregatício e escolaridade;

Leia mais

DIAGNÓSTICO E ESTRATÉGIA DE COMPRAS ESTADUAIS

DIAGNÓSTICO E ESTRATÉGIA DE COMPRAS ESTADUAIS DIAGNÓSTICO E ESTRATÉGIA DE FORTALECIMENTO DOS MODELOS DE COMPRAS ESTADUAIS Grupo de trabalho Metodologia BID ENAP Modelo colaborativo de construção e desenvolvimento do projeto com grupo multidisciplinar

Leia mais

ANEXO IV PROPOSTAS APROVADAS NA CONFERÊNCIA ESTADUAL. Eixo MOBILIZAÇÃO IMPLEMENTAÇÃO MONITORAMENTO

ANEXO IV PROPOSTAS APROVADAS NA CONFERÊNCIA ESTADUAL. Eixo MOBILIZAÇÃO IMPLEMENTAÇÃO MONITORAMENTO PROPOSTAS APROVADAS NA CONFERÊNCIA ESTADUAL ANEXO IV Eixo MOBILIZAÇÃO IMPLEMENTAÇÃO MONITORAMENTO 1-Promoção dos Direitos de Crianças e Adolescentes Buscar apoio das esferas de governo (Federal e Estadual)

Leia mais

PLANO DE TRABALHO Rede Nacional de Jovens Líderes

PLANO DE TRABALHO Rede Nacional de Jovens Líderes PLANO DE TRABALHO Rede Nacional de Jovens Líderes pág. 1 VISÃO GERAL Objetivo 1 - No âmbito da seção escoteira, apoiar a correta aplicação do método escoteiro, em especial as práticas democráticas previstas

Leia mais

Inventar com a diferenca,

Inventar com a diferenca, Inventar com a diferenca, cinema e direitos humanos PATROCÍNIO APOIO REALIZAÇÃO Fundação Euclides da Cunha O que é Inventar com a diferença: cinema e direitos humanos O projeto visa oferecer formação e

Leia mais

ÓRGÃO: JUSTIÇA FEDERAL

ÓRGÃO: JUSTIÇA FEDERAL ÓRGÃO: JUSTIÇA FEDERAL Programa: 0569 - PRESTAÇÃO JURISDICIONAL NA JUSTIÇA FEDERAL Objetivo: Garantir pleno exercício do direito por meio da prestação dos serviços jurisdicionais, observando o disposto

Leia mais

SOCIEDADE ESPÍRITA NOSSO LAR CALENDÁRIO DE ATIVIDADES 2011

SOCIEDADE ESPÍRITA NOSSO LAR CALENDÁRIO DE ATIVIDADES 2011 SOCIEDADE ESPÍRITA NOSSO LAR CALENDÁRIO DE ATIVIDADES 2011 Mês Feira Dia Horário Duração Local Atividade Promoção Participam Janeiro Terça 18 19h 1h Sede Reunião Elaboração Calendário 2011 Diretoria e

Leia mais

O papel dos conselhos na afirmação do Pacto pela Saúde

O papel dos conselhos na afirmação do Pacto pela Saúde Informativo interativo eletrônico do CNS aos conselhos de Saúde Brasília, junho de 2006 Editorial O papel dos conselhos na afirmação do Pacto pela Saúde A aprovação unânime do Pacto pela Saúde na reunião

Leia mais

Sucinta retrospectiva histórica do Comitê Estadual de Educação em Direitos Humanos de Goiás (CEEDH-GO)

Sucinta retrospectiva histórica do Comitê Estadual de Educação em Direitos Humanos de Goiás (CEEDH-GO) Goiânia, 23 de março de 2010. Sucinta retrospectiva histórica do Comitê Estadual de Educação em Direitos Humanos de Goiás (CEEDH-GO) Apesar da luta pela promoção e efetivação dos Direitos Humanos em nosso

Leia mais

PLANO DE TRABALHO Rede Nacional de Jovens Líderes

PLANO DE TRABALHO Rede Nacional de Jovens Líderes PLANO DE TRABALHO Rede Nacional de Jovens Líderes PLANO DE TRABALHO Rede Nacional de Jovens Líderes pág. 1 PLANO DE TRABALHO Rede Nacional de Jovens Líderes MISSÃO Somos uma rede nacional escoteira de

Leia mais

SCOUTWEB 2010. Informativo da Rede Nacional de Jovens da UEB n 1_2010 [1]

SCOUTWEB 2010. Informativo da Rede Nacional de Jovens da UEB n 1_2010 [1] SCOUTWEB 2010 Informativo da Rede Nacional de Jovens da UEB n 1_2010 [1] Olá Rede, Sempre Alerta! Agora vocês tem um periódico nacional dos Jovens Líderes, um documento para para alegrar seus dias e deixa-los

Leia mais

As opiniões expressas neste documento não representam. opiniões do IPEA ou da SRI

As opiniões expressas neste documento não representam. opiniões do IPEA ou da SRI Agenda Federativa OUTUBRO 2013 Antonio Lassance Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada IPEA Diretoria de Estudos e Políticas do Estado, das Instituições e da Democracia (Diest) antonio.lassance@ipea.gov.br

Leia mais

o TRIBUNAL DE JUSTiÇA DE SÃO PAULO, neste ato

o TRIBUNAL DE JUSTiÇA DE SÃO PAULO, neste ato TRUI(;:\',\!.IH:JISl"IÇA J m: FE\ f;ium~om: ls7~ TERMO DE ACORDO DE COOPERAÇÃO TÉCNICA Convênio n 008/13 Processo no 2013/45130 ACORDO DE COOPERAÇÃO TÉCNICA QUE ENTRE SI CELEBRAM O TRIBUNAL DE JUSTiÇA

Leia mais

RELATÓRIO DAS ATIVIDADES 2004

RELATÓRIO DAS ATIVIDADES 2004 RELATÓRIO DAS ATIVIDADES 2004 1. Palestras informativas O que é ser voluntário Objetivo: O voluntariado hoje, mais do que nunca, pressupõe responsabilidade e comprometimento e para que se alcancem os resultados

Leia mais

ANEXO II CONDIÇÕES E CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO PARA APOIO E/ OU IMPLANTAÇÃO DE ÓRGÃOS COLEGIADOS E APOIO A FÓRUNS E REDES

ANEXO II CONDIÇÕES E CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO PARA APOIO E/ OU IMPLANTAÇÃO DE ÓRGÃOS COLEGIADOS E APOIO A FÓRUNS E REDES ANEXO II CONDIÇÕES E CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO PARA APOIO E/ OU IMPLANTAÇÃO DE ÓRGÃOS COLEGIADOS E APOIO A FÓRUNS E REDES I ÁREAS DE INTERESSE Criança e Adolescente Apoio aos Fóruns, Comitês, Associações

Leia mais

Orientação aos Órgãos de Unificação

Orientação aos Órgãos de Unificação Orientação aos Órgãos de Unificação Orientação aos Órgãos de Unificação Federação Espírita Brasileira SUMÁRIO Esclarecimentos Iniciais... 7 Recomendação ao Leitor... 9 I Os obreiros do Senhor O Espírito

Leia mais

Visão para o Rio Rede das Redes Projetos Transformadores / Negócios

Visão para o Rio Rede das Redes Projetos Transformadores / Negócios PROJETO 2015-2017 O Projeto Associação Comercial do Rio de Janeiro 2015 2017 consiste em um conjunto de conceitos, diretrizes e convergências de ações que vão orientar a atuação da ACRio para os próximos

Leia mais

Mobilização e Participação Social no

Mobilização e Participação Social no SECRETARIA-GERAL DA PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO SOCIAL E COMBATE À FOME Mobilização e Participação Social no Plano Brasil Sem Miséria 2012 SUMÁRIO Introdução... 3 Participação

Leia mais

REGIMENTO INTERNO DO CONSELHO MUNICIPAL DO IDOSO CAPÍTULO I DA DENOMINAÇÃO, SEDE, DURAÇÃO E FINALIDADE

REGIMENTO INTERNO DO CONSELHO MUNICIPAL DO IDOSO CAPÍTULO I DA DENOMINAÇÃO, SEDE, DURAÇÃO E FINALIDADE REGIMENTO INTERNO DO CONSELHO MUNICIPAL DO IDOSO CAPÍTULO I DA DENOMINAÇÃO, SEDE, DURAÇÃO E FINALIDADE Art. 1º - O Conselho Municipal do Idoso CMI de Carlos Barbosa, criado pela Lei Municipal nº 1754,

Leia mais

MINISTÉRIO DA SAÚDE SECRETARIA DE ATENÇÃO À SAÚDE DEPARTAMENTO DE ATENÇÃO BÁSICA COORDENAÇÃO-GERAL DE ALIMENTAÇÃO E NUTRIÇÃO

MINISTÉRIO DA SAÚDE SECRETARIA DE ATENÇÃO À SAÚDE DEPARTAMENTO DE ATENÇÃO BÁSICA COORDENAÇÃO-GERAL DE ALIMENTAÇÃO E NUTRIÇÃO Nota Técnica elaborada em 01/2014 pela CGAN/DAB/SAS. MINISTÉRIO DA SAÚDE SECRETARIA DE ATENÇÃO À SAÚDE DEPARTAMENTO DE ATENÇÃO BÁSICA COORDENAÇÃO-GERAL DE ALIMENTAÇÃO E NUTRIÇÃO NOTA TÉCNICA Nº15/2014-CGAN/DAB/SAS/MS

Leia mais

Reunião conjunta das Áreas da Comissão Regional de 2014 no dia anterior ao início do 4º. Congresso Espírita Brasileiro (10/4/14 - dia todo):

Reunião conjunta das Áreas da Comissão Regional de 2014 no dia anterior ao início do 4º. Congresso Espírita Brasileiro (10/4/14 - dia todo): FEDERAÇÃO ESPÍRITA BRASILEIRA CONSELHO FEDERATIVO NACIONAL Tel: (55.61) 2101-6150 - Fax: (55.61) 3322-0523 - www.febnet.org.br - E-mail: cfn@febnet.org.br Reunião conjunta das Áreas da Comissão Regional

Leia mais

Hora de pedirmos Perdão

Hora de pedirmos Perdão Hora de pedirmos Perdão Quando, no seu pontificado, o papa João Paulo II surpreendeu o mundo com coragem de pedir perdão a todos pelos gravíssimos erros cometidos por alguns membros da Igreja no passado,

Leia mais

ASSOCIAÇÃO ESPÍRITA CÉLIA XAVIER DEPARTAMENTO DE MEDIUNIDADE REGIMENTO INTERNO

ASSOCIAÇÃO ESPÍRITA CÉLIA XAVIER DEPARTAMENTO DE MEDIUNIDADE REGIMENTO INTERNO ASSOCIAÇÃO ESPÍRITA CÉLIA XAVIER DEPARTAMENTO DE MEDIUNIDADE REGIMENTO INTERNO CAPÍTULO I MISSÃO Art. 1º - Em consonância com o Regimento Interno da AECX, e sob a premissa de que a mediunidade é coisa

Leia mais

Histórico 2006/ 2010

Histórico 2006/ 2010 Histórico 2006/ 2010 Programa Na Mão Certa O Programa Na Mão Certa, uma iniciativa da Childhood Brasil, que tem como objetivo reunir esforços para mobilizar governos, empresas e organizações da sociedade

Leia mais

Orientações Técnicas para a formação da Agenda Intersetorial

Orientações Técnicas para a formação da Agenda Intersetorial Orientações Técnicas para a formação da Agenda Intersetorial Brasília, 7 de Agosto de 2014 Encontro Intersetorial das Ações Estratégicas do PETI ETAPAS PARA FORMAÇÃO DA AGENDA INTERSETORIAL DO PETI Reuniões/

Leia mais

UNICEF BRASIL Edital de Seleção de Consultor: RH/2014/013

UNICEF BRASIL Edital de Seleção de Consultor: RH/2014/013 UNICEF BRASIL Edital de Seleção de Consultor: RH/2014/013 O UNICEF, Fundo das Nações Unidas para a Infância, a Organização mundial pioneira na defesa dos direitos das crianças e adolescentes, convida profissionais

Leia mais

SECRETARIA DE SAÚDE SECRETARIA EXECUTIVA DE COORDENAÇÃO GERAL DIRETORIA GERAL DE PLANEJAMENTO - GERÊNCIA DE GESTÃO ESTRATÉGICA E PARTICIPATIVA

SECRETARIA DE SAÚDE SECRETARIA EXECUTIVA DE COORDENAÇÃO GERAL DIRETORIA GERAL DE PLANEJAMENTO - GERÊNCIA DE GESTÃO ESTRATÉGICA E PARTICIPATIVA NOTA TÉCNICA 03/13 PROGRAMAÇÃO ANUAL DE SAÚDE ORIENTAÇÕES GERAIS PARA ELABORAÇÃO - 2014 Introdução: O Planejamento é uma tecnologia de gestão que visa articular mudanças e aprimorar o desempenho dos sistemas

Leia mais

COMISSÃO NACIONAL DE POLÍTICA INDIGENISTA DELIBERAÇÕES, ENCAMINHAMENTOS E PENDÊNCIAS

COMISSÃO NACIONAL DE POLÍTICA INDIGENISTA DELIBERAÇÕES, ENCAMINHAMENTOS E PENDÊNCIAS COMISSÃO NACIONAL DE POLÍTICA INDIGENISTA DELIBERAÇÕES, ENCAMINHAMENTOS E PENDÊNCIAS Siglas utilizadas CNPI SC SE-CNPI Comissão Nacional de Política Indigenista Subcomissão Secretaria Executiva da CNPI

Leia mais

famílias de baixa renda com acesso aos direitos

famílias de baixa renda com acesso aos direitos Acompanhamento das Condicionalidades do Programa Bolsa Família Na Saúde Seminário Regional Programa Bolsa Família na Saúde - 2009 Programa Bolsa Família Programa de transferência de renda para famílias

Leia mais

ESTRUTURA ORGÂNICA E FUNCIONAL

ESTRUTURA ORGÂNICA E FUNCIONAL ESTRUTURA ORGÂNICA E FUNCIONAL Diretor Geral O Diretor Geral supervisiona e coordena o funcionamento das unidades orgânicas do Comité Olímpico de Portugal, assegurando o regular desenvolvimento das suas

Leia mais

Brasil Espírita ENCONTROS NACIONAIS DE ÁREAS DO CFN. Federação Espírita Brasileira Conselho Federativo Nacional Brasília

Brasil Espírita ENCONTROS NACIONAIS DE ÁREAS DO CFN. Federação Espírita Brasileira Conselho Federativo Nacional Brasília Brasil Espírita Federação Espírita Brasileira Conselho Federativo Nacional Brasília ENCONTROS NACIONAIS DE ÁREAS DO CFN O Conselho Federativo Nacional da FEB promoverá Encontros Nacionais das seguintes

Leia mais

REGIMENTO INTERNO ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE MANUTENÇÃO

REGIMENTO INTERNO ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE MANUTENÇÃO REGIMENTO INTERNO ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE MANUTENÇÃO Capítulo I da Finalidade Art. 1o. - Este Regimento Interno complementa e disciplina disposições do Estatuto da Associação Brasileira de Manutenção

Leia mais

Parceiros. Apoio. Consed Rede Andi Brasil Todos pela Educação. Canal Futura Congemas Undime

Parceiros. Apoio. Consed Rede Andi Brasil Todos pela Educação. Canal Futura Congemas Undime Objetivo : Identificar, reconhecer, dar visibilidade e estimular o trabalho de ONGs que contribuem, em articulação com as políticas públicas de educação e de assistência social, para a educação integral

Leia mais

Normas de regulamentação para a certificação de. atualização profissional de títulos de especialista e certificados de área de atuação.

Normas de regulamentação para a certificação de. atualização profissional de títulos de especialista e certificados de área de atuação. Normas de regulamentação para a certificação de atualização profissional de título de especialista e certificado de área de atuação Em decorrência do convênio celebrado entre a Associação Médica Brasileira

Leia mais

ESTATUTO DAS LIGAS ACADÊMICAS Diretoria de Extensão e Assuntos Comunitários

ESTATUTO DAS LIGAS ACADÊMICAS Diretoria de Extensão e Assuntos Comunitários ESTATUTO DA LIGA ACADÊMICA DE ESPORTES E SAÚDE - LIES Capítulo I - Da Natureza e Finalidade ART. 1º - A Liga Acadêmica de Esportes e Saúde é uma entidade sem fins lucrativos, com duração ilimitada, sob

Leia mais

ESTATUTO DAS LIGAS ACADÊMICAS Diretoria de Extensão e Assuntos Comunitários

ESTATUTO DAS LIGAS ACADÊMICAS Diretoria de Extensão e Assuntos Comunitários ESTATUTO DA LIGA GERIATRIA E GERONTOLOGIA - LIG Capítulo I - Da Natureza e Finalidade ART. 1º - A LIGA DE GERIATRIA E GERONTOLOGIA é uma entidade sem fins lucrativos, com duração ilimitada, sob a supervisão

Leia mais

EDITAL DE ABERTURA 07/2015 PARA INSCRIÇÕES E SELEÇÃO CURSO DE ELABORAÇÃO DE INDICADORES DE DESEMPENHO INSTITUCIONAL

EDITAL DE ABERTURA 07/2015 PARA INSCRIÇÕES E SELEÇÃO CURSO DE ELABORAÇÃO DE INDICADORES DE DESEMPENHO INSTITUCIONAL EDITAL DE ABERTURA 07/2015 PARA INSCRIÇÕES E SELEÇÃO CURSO DE ELABORAÇÃO DE INDICADORES DE DESEMPENHO INSTITUCIONAL 1. DA REALIZAÇÃO A Escola de Governo (EG), através da Fundação para o Desenvolvimento

Leia mais

Ministério da Cultura Secretaria de Articulação Institucional SAI

Ministério da Cultura Secretaria de Articulação Institucional SAI Secretaria de Articulação Institucional SAI O Processo de Construção do SNC Teresina-PI 04/Dez/2012 A Importância Estratégica do SNC Após os inúmeros avanços ocorridos nos últimos anos no campo da cultura

Leia mais

REGIMENTO INTERNO SOCIEDADE ESPÍRITA DE AUXÍLIO FRATERNIDADE Capítulo I Da Denominação e Fins

REGIMENTO INTERNO SOCIEDADE ESPÍRITA DE AUXÍLIO FRATERNIDADE Capítulo I Da Denominação e Fins 1 REGIMENTO INTERNO SOCIEDADE ESPÍRITA DE AUXÍLIO FRATERNIDADE Capítulo I Da Denominação e Fins Art. 1º O presente Regimento Interno tem por finalidade normatizar as disposições que constam no Estatuto

Leia mais

RESOLUÇÃO CONJUNTA CNAS/CONANDA Nº 001 DE 09 DE JUNHO DE 2010

RESOLUÇÃO CONJUNTA CNAS/CONANDA Nº 001 DE 09 DE JUNHO DE 2010 RESOLUÇÃO CONJUNTA CNAS/CONANDA Nº 001 DE 09 DE JUNHO DE 2010 Estabelece parâmetros para orientar a constituição, no âmbito dos Estados, Municípios e Distrito Federal, de Comissões Intersetoriais de Convivência

Leia mais

SECRETARIA DE SAÚDE SECRETARIA EXECUTIVA DE COORDENAÇÃO GERAL DIRETORIA GERAL DE PLANEJAMENTO - GERÊNCIA DE GESTÃO ESTRATÉGICA E PARTICIPATIVA

SECRETARIA DE SAÚDE SECRETARIA EXECUTIVA DE COORDENAÇÃO GERAL DIRETORIA GERAL DE PLANEJAMENTO - GERÊNCIA DE GESTÃO ESTRATÉGICA E PARTICIPATIVA NOTA TÉCNICA 07/13 RELATÓRIO ANUAL DE GESTÃO - RAG ORIENTAÇÕES GERAIS Introdução O Planejamento é um instrumento de gestão, que busca gerar e articular mudanças e aprimorar o desempenho dos sistemas de

Leia mais

FÓRUM REGIONAL DE EDUCAÇÃO INFANTIL DO ALTO VALE DO ITAJAÍ RIO DO SUL SC 2015 CARTA DE PRINCÍPIOS

FÓRUM REGIONAL DE EDUCAÇÃO INFANTIL DO ALTO VALE DO ITAJAÍ RIO DO SUL SC 2015 CARTA DE PRINCÍPIOS FÓRUM REGIONAL DE EDUCAÇÃO INFANTIL DO ALTO VALE DO ITAJAÍ RIO DO SUL SC 2015 CARTA DE PRINCÍPIOS 1. Natureza e Finalidade O Fórum Regional de Educação Infantil do Alto Vale do Itajaí - FREIAVI é um espaço

Leia mais

Unidos convergindo para um só ideal. O crescimento e a produtividade dos segmentos de asseio e conservação e segurança privada.

Unidos convergindo para um só ideal. O crescimento e a produtividade dos segmentos de asseio e conservação e segurança privada. Unidos convergindo para um só ideal. O crescimento e a produtividade dos segmentos de asseio e conservação e segurança privada. ASSIM É O A IMPORTANTE CONTRIBUIÇÃO DOS EXECUTIVOS DOS SEAC S E SINDESP S

Leia mais

9º ENCONTRO NACIONAL DA CAMPANHA NACIONAL PELO DIREITO À EDUCAÇÃO. Desafios da participação local na CONAE Comitê CE

9º ENCONTRO NACIONAL DA CAMPANHA NACIONAL PELO DIREITO À EDUCAÇÃO. Desafios da participação local na CONAE Comitê CE 9º ENCONTRO NACIONAL DA CAMPANHA NACIONAL PELO DIREITO À EDUCAÇÃO Desafios da participação local na CONAE Comitê CE O PNE e a CONAE Movimento PNE pra valer no Ceará Em reunião realizada em Fortaleza, participantes

Leia mais

GRUPO SCHEILLA REGIMENTO INTERNO Título: DESPENSA IRMÃO VICENTE Revisão: 1

GRUPO SCHEILLA REGIMENTO INTERNO Título: DESPENSA IRMÃO VICENTE Revisão: 1 1/5 Aprovação CAD: Data: 14-01-07 Aprovação CRA: Data: 11-03-2007 1. FINALIDADE DO REGIMENTO INTERNO Regulamentar o funcionamento dos trabalhos da Despensa Irmão Vicente do Grupo da Fraternidade Espírita

Leia mais

Diretrizes Nacionais em Ligas

Diretrizes Nacionais em Ligas Diretrizes Nacionais em Ligas Acadêmicas de Medicina Introdução As Ligas Acadêmicas são entidades constituídas fundamentalmente por estudantes, em que se busca aprofundar temas em uma determinada área

Leia mais

RESUMO DA REUNIÃO SOBRE O PROJETO DE LEI DE INICIATIVA POPULAR SOBRE OS 10% DAS RECEITAS CORRENTES BRUTAS PARA O SUS.

RESUMO DA REUNIÃO SOBRE O PROJETO DE LEI DE INICIATIVA POPULAR SOBRE OS 10% DAS RECEITAS CORRENTES BRUTAS PARA O SUS. RESUMO DA REUNIÃO SOBRE O PROJETO DE LEI DE INICIATIVA POPULAR SOBRE OS 10% DAS RECEITAS CORRENTES BRUTAS PARA O SUS. Com a participação de conselheiros do Conselho Nacional de Saúde (CNS) juntamente com

Leia mais

EDITAL DE SELEÇÃO (Nº. 0006/2014) PROCESSO SELETIVO DE CONTRATAÇÃO DE PESSOAL POR TEMPO DETERMINADO

EDITAL DE SELEÇÃO (Nº. 0006/2014) PROCESSO SELETIVO DE CONTRATAÇÃO DE PESSOAL POR TEMPO DETERMINADO EDITAL DE SELEÇÃO (Nº. 0006/2014) PROCESSO SELETIVO DE CONTRATAÇÃO DE PESSOAL POR TEMPO DETERMINADO A Cáritas Brasileira, organismo da CNBB (Conferência Nacional dos Bispos do Brasil), em atendimento ao

Leia mais

LEI Nº 982 DE 16 DE MAIO DE 2013.

LEI Nº 982 DE 16 DE MAIO DE 2013. LEI Nº 982 DE 16 DE MAIO DE 2013. Dispõe sobre a criação, composição, competência e funcionamento do Conselho Municipal de Esporte e Lazer CMEL. O Povo do Município de Turvolândia Estado de Minas Gerais,

Leia mais

REGIMENTO INTERNO DA COMISSÃO NACIONAL DE RESIDÊNCIA EM ENFERMAGEM

REGIMENTO INTERNO DA COMISSÃO NACIONAL DE RESIDÊNCIA EM ENFERMAGEM REGIMENTO INTERNO DA COMISSÃO NACIONAL DE RESIDÊNCIA EM ENFERMAGEM CAPÍTULO I Natureza, Finalidade, Sede e Foro Art. 1º - A Comissão Nacional de Residência em Enfermagem - CONARENF, criada pela Portaria

Leia mais

PLANO DE AÇÕES SINDICAIS 2012 anexo ata de 03 de fevereiro de 2012 DEMANDA AÇÃO QUANDO FAZER COMO FAZER

PLANO DE AÇÕES SINDICAIS 2012 anexo ata de 03 de fevereiro de 2012 DEMANDA AÇÃO QUANDO FAZER COMO FAZER PLANO DE AÇÕES SINDICAIS 2012 anexo ata de 03 de fevereiro de 2012 DEMANDA AÇÃO QUANDO FAZER COMO FAZER 1.1-Reunião com a diretoria 1.1.1 03/02 ( sexta feira ) 17h 1.1.1.1 Convocar membros da diretoria

Leia mais

II Seminário de Intercâmbio de Experiências Exitosas apara o Alcance dos Objetivos de Desenvolvimento do Milênio Rede IDEEA

II Seminário de Intercâmbio de Experiências Exitosas apara o Alcance dos Objetivos de Desenvolvimento do Milênio Rede IDEEA II Seminário de Intercâmbio de Experiências Exitosas apara o Alcance dos Objetivos de Desenvolvimento do Milênio Rede IDEEA Salvador, Bahia Brasil, 19 e 20 de novembro de 2009 Mobilização Mundial Conferências

Leia mais

XXVI CONGRESSO DE SECRETÁRIOS MUNICIPAIS DE SAÚDE DO ESTADO DE SÃO PAULO. Curso Consórcios Públicos Características e Desafios

XXVI CONGRESSO DE SECRETÁRIOS MUNICIPAIS DE SAÚDE DO ESTADO DE SÃO PAULO. Curso Consórcios Públicos Características e Desafios XXVI CONGRESSO DE SECRETÁRIOS MUNICIPAIS DE SAÚDE DO ESTADO DE SÃO PAULO Curso Consórcios Públicos Características e Desafios Apresentação do Observatório dos Consórcios Públicos e do Federalismo OCPF

Leia mais

> Números da Childhood Brasil. 13 anos 6 programas próprios. 94 projetos apoiados. parceria com 54 organizações. R$ 34 milhões investidos na causa

> Números da Childhood Brasil. 13 anos 6 programas próprios. 94 projetos apoiados. parceria com 54 organizações. R$ 34 milhões investidos na causa > Números da Childhood Brasil 13 anos 6 programas próprios 94 projetos apoiados parceria com 54 organizações R$ 34 milhões investidos na causa 25 > Nossos programas Programa COMUNICAÇÃO e Mobilização:

Leia mais

Ministério do Desenvolvimento Social e Combate á Fome Secretaria Nacional de Renda de Cidadania Programa Bolsa Família

Ministério do Desenvolvimento Social e Combate á Fome Secretaria Nacional de Renda de Cidadania Programa Bolsa Família Ministério do Desenvolvimento Social e Combate á Fome Secretaria Nacional de Renda de Cidadania Programa Bolsa Família ENAP, 1 de abril de 2005 Criação do Bolsa Família Medida Provisória nº 132 de 20 de

Leia mais

OBSERVATÓRIO DA POLÍTICA NACIONAL DE RESÍDUOS SÓLIDOS Setembro 2015

OBSERVATÓRIO DA POLÍTICA NACIONAL DE RESÍDUOS SÓLIDOS Setembro 2015 OBSERVATÓRIO DA POLÍTICA NACIONAL DE RESÍDUOS SÓLIDOS Setembro 2015 CONSIDERANDO QUE: a Política Nacional de Resíduos Sólidos PNRS 1 foi promulgada em 2010, com o objetivo de dar soluções aos problemas

Leia mais

Seminário O controle interno governamental no Brasil. A articulação entre os órgãos de controle interno e o foco nos resultados

Seminário O controle interno governamental no Brasil. A articulação entre os órgãos de controle interno e o foco nos resultados Seminário O controle interno governamental no Brasil A articulação entre os órgãos de controle interno e o foco nos resultados Ronald da Silva Balbe CGU 14 a 16 de Maio Iguassu Resort Foz do Iguaçu - Paraná

Leia mais

Programa 2063 - Promoção dos Direitos de Pessoas com Deficiência

Programa 2063 - Promoção dos Direitos de Pessoas com Deficiência Programa Momento do Programa: Momento LOA+Créditos Tipo de Programa: Temático Macrodesafio Fortalecer a cidadania Eixo Direitos da Cidadania e Movimentos Sociais R$ 50.000.000 Notas de usuário para Programa

Leia mais

Curso de Formação de Conselheiros em Direitos Humanos Abril Julho/2006

Curso de Formação de Conselheiros em Direitos Humanos Abril Julho/2006 Curso de Formação de Conselheiros em Direitos Humanos Abril Julho/2006 Realização: Ágere Cooperação em Advocacy Apoio: Secretaria Especial dos Direitos Humanos/PR Módulo III: Conselhos dos Direitos no

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA 006/2012. PROGRAMA 0153 - Fortalecimento do Sistema de Garantia dos Direitos da Criança e do Adolescente.

TERMO DE REFERÊNCIA 006/2012. PROGRAMA 0153 - Fortalecimento do Sistema de Garantia dos Direitos da Criança e do Adolescente. TERMO DE REFERÊNCIA 006/2012 COTAÇÃO PRÉVIA DE PREÇO N 006/2012 TIPO: MELHOR TÉCNICA CONVÊNIO: 757399/2011 SDH/PR PROGRAMA 0153 - Fortalecimento do Sistema de Garantia dos Direitos da Criança e do Adolescente.

Leia mais

RESOLUÇÃO CRM-PR N º 150/2007 (Publicado no Diário Oficial da União, Seção 1, de 24/04/2007 p. 86) (Revogada pela Resolução CRMPR 181/2011)

RESOLUÇÃO CRM-PR N º 150/2007 (Publicado no Diário Oficial da União, Seção 1, de 24/04/2007 p. 86) (Revogada pela Resolução CRMPR 181/2011) CONSELHO REGIONAL DE MEDICINA DO PARANÁ RUA VICTÓRIO VIEZZER. 84 - CAIXA POSTAL 2.208 - CEP 80810-340 - CURITIBA - PR FONE: (41) 3240-4000 - FAX: (41) 3240-4001 - SITE: www.crmpr.org.br - E-MAIL: protocolo@crmpr.org.br

Leia mais

INCENTIVO PARA O FINANCIAMENTO DAS AÇÕES DESENVOLVIDAS POR CASAS DE APOIO PARA PESSOAS VIVENDO COM HIV/AIDS

INCENTIVO PARA O FINANCIAMENTO DAS AÇÕES DESENVOLVIDAS POR CASAS DE APOIO PARA PESSOAS VIVENDO COM HIV/AIDS NOTA TÉCNICA 32/2011 INCENTIVO PARA O FINANCIAMENTO DAS AÇÕES DESENVOLVIDAS POR CASAS DE APOIO PARA PESSOAS VIVENDO COM HIV/AIDS Brasília, 18 de agosto de 2011. INCENTIVO PARA O FINANCIAMENTO DAS AÇÕES

Leia mais

Outubro 2009. Carlos Eduardo Bizzotto Gisa Melo Bassalo Marcos Suassuna Sheila Pires Tony Chierighini

Outubro 2009. Carlos Eduardo Bizzotto Gisa Melo Bassalo Marcos Suassuna Sheila Pires Tony Chierighini Outubro 2009 Carlos Eduardo Bizzotto Gisa Melo Bassalo Marcos Suassuna Sheila Pires Tony Chierighini Sustentabilidade Articulação Ampliação dos limites Sistematização Elementos do Novo Modelo Incubação

Leia mais

CONSELHO DE GESTORES MUNICIPAIS DE CULTURA DE SANTA CATARINA CONGESC

CONSELHO DE GESTORES MUNICIPAIS DE CULTURA DE SANTA CATARINA CONGESC CONSELHO DE GESTORES MUNICIPAIS DE CULTURA DE SANTA CATARINA CONGESC Regimento Interno CAPÍTULO I - Da Denominação, Natureza, Sede e Duração Art. 1º. O CONSELHO DE GESTORES MUNICIPAIS DE CULTURA DE SANTA

Leia mais

Fórum Social Mundial Memória FSM memoriafsm.org

Fórum Social Mundial Memória FSM memoriafsm.org Este documento faz parte do Repositório Institucional do Fórum Social Mundial Memória FSM memoriafsm.org Caras amigas e caros amigos Desde o início do ano, os movimentos e organizações sociais têm se manifestado

Leia mais

CARTA DE BELO HORIZONTE

CARTA DE BELO HORIZONTE CARTA DE BELO HORIZONTE Os 80 bailarinos/ dançarinos, coreógrafos, críticos, produtores, pesquisadores, professores e gestores, dedicados à dança, no Brasil, participantes, na condição de expositores,

Leia mais

Brasil Espírita. 1 º Congresso Jurídico- -Espírita Brasileiro. 1 ª Mostra Abrarte Norte de Arte Espírita

Brasil Espírita. 1 º Congresso Jurídico- -Espírita Brasileiro. 1 ª Mostra Abrarte Norte de Arte Espírita Brasil Espírita Federação Espírita Brasileira Conselho Federativo Nacional Brasília 1 º Congresso Jurídico- -Espírita Brasileiro presente na abertura do evento que contará ainda com os expositores Alberto

Leia mais

Instituição Beneficente A Luz Divina Grupo da Fraternidade CONDUTA DOS MÉDIUNS 07 / 08 / 2015

Instituição Beneficente A Luz Divina Grupo da Fraternidade CONDUTA DOS MÉDIUNS 07 / 08 / 2015 Instituição Beneficente A Luz Divina Grupo da Fraternidade CONDUTA DOS MÉDIUNS 07 / 08 / 2015 Durante os meus estudos, fiquei me perguntando, o que trazer de muito especial para compartilhar com os irmãos,

Leia mais

O Pacto de Gestão do SUS e os Municípios

O Pacto de Gestão do SUS e os Municípios Colegiado de Secretários Municipais de Saúde do Estado de PE COSEMS-PE O Pacto de Gestão do SUS e os Municípios 2º Congresso Pernambucano de Municípios - AMUPE Gessyanne Vale Paulino Saúde Direito de todos

Leia mais

IV Encontro Internacional de Ecomuseus e Museus Comunitários IV EIEMC

IV Encontro Internacional de Ecomuseus e Museus Comunitários IV EIEMC IV Encontro Internacional de Ecomuseus e Museus Comunitários IV EIEMC Belém, Pará, 12 16 de junho 2012 Tema central: Patrimônio e Capacitação dos Atores do Desenvolvimento Local 1ª CIRCULAR - 01/12/2011

Leia mais

CENTRO ESPÍRITA MARIA MADALENA CEMA CALENDÁRIO DE ATIVIDADES 2015. Domingo Segunda-Feira Terça-Feira Quarta-Feira Quinta-Feira Sexta-Feira Sábado

CENTRO ESPÍRITA MARIA MADALENA CEMA CALENDÁRIO DE ATIVIDADES 2015. Domingo Segunda-Feira Terça-Feira Quarta-Feira Quinta-Feira Sexta-Feira Sábado Janeiro 1 (Conf. Universal) 2 3 4 5 6 7 8 9 10 Início Cursos de verão 11 12 13 14 15 16 17 Cursos de verão DDA Reunião Pública 18 19 20 21 22 23 24 Cursos de verão Diretoria (Planejamento 2015) 16h 25

Leia mais

MAIS INFORMAÇÕES VISITE www.miep.com.br 1

MAIS INFORMAÇÕES VISITE www.miep.com.br 1 MAIS INFORMAÇÕES VISITE www.miep.com.br 1 37º MIEP Movimento de Integração do Espírita Paraibano CHICO XAVIER, 100 ANOS LUZ 13 a 16 de fevereiro de 2010 Local: Centro de Convenções Espírita Divaldo Pereira

Leia mais

REGIMENTO INTERNO DO FÓRUM NACIONAL DE PREVENÇÃO E ERRADICAÇÃO DO TRABALHO INFANTIL CAPÍTULO I DA FINALIDADE

REGIMENTO INTERNO DO FÓRUM NACIONAL DE PREVENÇÃO E ERRADICAÇÃO DO TRABALHO INFANTIL CAPÍTULO I DA FINALIDADE REGIMENTO INTERNO DO FÓRUM NACIONAL DE PREVENÇÃO E ERRADICAÇÃO DO TRABALHO INFANTIL CAPÍTULO I DA FINALIDADE Art. 1 o O Fórum Nacional de Prevenção e Erradicação do Trabalho Infantil, constituído em 1994,

Leia mais

ORIENTAÇÃO AO CENTRO ESPÍRITA

ORIENTAÇÃO AO CENTRO ESPÍRITA ORIENTAÇÃO AO CENTRO ESPÍRITA ORIENTAÇÃO AO CENTRO ESPÍRITA Texto aprovado pelo Conselho Federativo Nacional da Federação Espírita Brasileira em sua reunião de novembro de 2006. FEDERAÇÃO ESPÍRITA BRASILEIRA

Leia mais

Plano de Trabalho da ASPAS Gestão 2008/2011. Atividades e Metas para 2008

Plano de Trabalho da ASPAS Gestão 2008/2011. Atividades e Metas para 2008 Plano de Trabalho da ASPAS Gestão 2008/2011 Atividades e Metas para 2008 1 - Ações institucionais 1.1 - Acompanhar a gestão atuarial e de investimentos do PS-I e do PS-II, tomando medidas em defesa dos

Leia mais