IV Fórum Regional de Agroecologia Semeando oportunidades, colhendo um futuro 9 a 11 de junho de PATOGENESIA DE Argentum nitricum EM ÁGUA

Save this PDF as:
Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "IV Fórum Regional de Agroecologia Semeando oportunidades, colhendo um futuro 9 a 11 de junho de PATOGENESIA DE Argentum nitricum EM ÁGUA"

Transcrição

1 IV Fórum Regional de Agroecologia Semeando oportunidades, colhendo um futuro 9 a 11 de junho de 2011 PATOGENESIA DE Argentum nitricum EM ÁGUA JUSCÉLIA G. SOARES 1, SILVANE DE A. CAMPOS 2, FERNANDA MARIA C. DE ANDRADE 3, FILIPE P. G. BONFIM 4, INÁ L. REIS 5, VICENTE W. DIAS CASALI 6 1 Bacharelanda em Agroecologia, IFET Sudeste MG - Campus Rio Pomba 2 Bacharelanda em Agroecologia, IFET Sudeste MG - Campus Rio Pomba 3 DSc em Fitotecnia, Universidade Federal de Viçosa 4 Doutorando em Fitotecnia, Universidade Federal de Viçosa 5 Mestranda em Fitotecnia,Universidade Federal de Viçosa 6 Prof. titular da UFV, Universidade Federal de Viçosa RESUMO: Patogenesia denomina os sinais causados por preparações homeopáticas na experimentação em seres sadios. De acordo com os fundamentos da homeopatia, ao testar preparados homeopáticos, deve ser considerada a dosagem aplicada da homeopatia bem como a sensibilidade do experimentador. Este trabalho teve por objetivo avaliar a condutividade elétrica da água destilada, como indicadora de sinais da patogenesia de doses de Argentum nitricum. O experimento foi conduzido no Laboratório de Homeopatia da Universidade Federal de Viçosa, no período de 24 a 27 de janeiro de O delineamento experimental foi inteiramente casualizado, com cinco tratamentos e quatro repetições, totalizando 20 parcelas hoexperimentais. Vinte frascos de vidro de borosilicato com capacidade de 80 ml receberam 40 ml de água destilada, onde foram aplicados os tratamentos. Os tratamentos corresponderam ao número de aplicações (doses) do preparado homeopático Argentum nitricum 7CH: Dose 0 (sem aplicação da homeopatia; testemunha), Dose 1 (1 aplicação), Dose 2 (2 aplicações), Dose 3 (3 aplicações) e Dose 4 (4 aplicações). Foi adotado o número de 5 gotas da homeopatia Argentum nitricum 7CH, a cada aplicação, a qual foi preparada em água destilada. A condutividade elétrica foi avaliada antes da aplicação dos tratamentos, imediatamente após a aplicação dos tratamentos e 24 horas, 48 horas e 72 horas após a aplicação dos tratamentos. Os dados foram submetidos à análise de variância e as médias foram interpretadas pelo teste Skott Knott a 10% de probabilidade. O número de aplicações do preparado homeopático interferiu na resposta da água, sendo que a maior dose (4 aplicações) causou aumento na condutividade elétrica da água no tempo de 24 e 72 horas. Considerando a água destilada, experimentador sadio, os resultados indicam a patogenesia de Argentum nitricum 7CH a qual foi dependente da dosagem e manifestada em tempos diferentes. PALAVRAS-CHAVES: Preparado homeopático. Dose. Condutividade elétrica. Água. ABSTRAT: Pathogenesy called the signals caused by homeopathics solutions in the experience into healthy beings. According to the foundation of homeopathy, the test homeopathic solutions should be considered the applied doses of homeopathy as well as the sensitivity of the experimenter. This study aimed to evaluate the electrical conductivity of distilled water, as an indicator of signs of pathogenesy doses of Argentum nitricum. The 94

2 experiment was conducted at Homeopathy Laboratory at Universidade Federal de Viçosa, during 24 to 27 january of The experimental design was completely randomized design with five treatments and four replicates, totaling 20 experimental plots. Twenty vials of borosilicate glass with a capacity of 80 ml received 40 ml of distilled water, where the treatments were applied. The treatment corresponded to number of apply (dose) of the homeopathic solution Argentum nitricum 7CH: dose 0 (not applicable the homeopathy; control), dose 1 (1 applies), dose 2 (2 applies), dose 3 (3 applies) and dose 4 (4 applies). It was adopted 5 drops of homeopathic Argentum nitricum 7CH, applies to each, which was prepared in distilled water. Was evaluated the C.E. before applying the treatments, immediately after applies the treatments and 24 hours, 48 hours and 72 hours after applies the treatments. Data were submited to variance analysis (ANOVA) and the Skott Knott test at 10% probability. The number of apply (dose) of the homeopathic solution interfered in response of water, with the highest dose (4 apply) caused an increase in the electrical conductivity of water at 24 and 72 hours. Considering distilled water health experimenter, the results indicate the pathogenesy of Argentum nitricum 7CH which was dose-dependent and manifested at different times. KEYWORS: Homeopathic solution. Dose. Electrical conductivity. water. INDRODUÇÃO: A Homeopatia tem como base a experimentação das preparações altamente diluídas e sucussionadas, ou preparados homeopáticos. Todos os fenômenos da homeopatia são repetitíveis, previsíveis, quantificáveis, descritíveis e tem relação causa-efeito, tendo base teórica explicativa (CASALI et al., 2006). Patogenesia é a denominação do conjunto de sinais causados por preparações homeopáticas na experimentação em seres sadios. Estudar a patogenesia das substâncias em organismos sadios é o caminho preconizado por Hahnemann quando se objetiva conhecer o potencial terapêutico das substâncias (CASALI et al., 2006). De acordo com os fundamentos da hoemopatia, ao testar preparados homeopáticos, deve ser considerado que substâncias fortes são capazes de produzir alterações no equilíbrio do experimentador saudável, mesmo em pequenas doses. Preparados de poder mais suave devem ser dados em maiores quantidades nas experimentações. A ação de preparados muito fracos é verificada em experimentadores mais delicados e sensíveis (LISBOA et al., 2005). A água é essencial à vida e, principalmente, ao manejo agropecuário. O uso de águas de má qualidade além de ser prejudicial ao solo e aos microrganismos que nele vivem, compromete a saúde de plantas e animais. O processo de potabilização da água é crucial para que esta se torne disponível ao consumo humano, agrícola e à pecuária. FIGUEIREDO (2009), afirma que os seres humanos e a agricultura dependem da água de forma direta ou indireta. A água de irrigação deve ter características que viabilizem a função de levar nutrientes e hidratar as plantas adequadamente. Dentre as propriedades da água de irrigação, a condutividade elétrica, o oxigênio dissolvido, a turbidez e o ph destacamse pela importância. Como indicadores de qualidade de água, os parâmetros físico-químicos são fundamentais. As medidas de propriedades físico-químicas das soluções quantificam as alterações produzidas quando comparadas às medidas da água destilada padrão, não tratada homeopaticamente. Essas medidas podem mostrar as mudanças de alguns parâmetros físicoquímicos da água após o processo de diluição e sucussão (dinamização). Segundo GOMES (2009), o maior tempo de atuação dos preparados homeopáticos de carbonato de cálcio e/ou a maior dose (número de aplicações) possibilita maior interação da informação veiculada pelas homeopatias e a manifestação das respostas em água. 95

3 Estudar a dosagem de aplicação de preparações homeopáticas em água é pertinente, de acordo com os fundamentos da homeopatia. Entretanto, este estudo vem também colaborar com informações básicas que sustentarão futuramente o desenvolvimento de tecnologias de manejo da água com homeopatia no meio rural. A condutividade elétrica tem sido adotada como indicadora de sinais patogenésicos das preparações homeopáticas, em água (FIGUEIREDO, 2009). A condutividade elétrica é a capacidade da água conduzir corrente elétrica e está relacionada com a presença de íons dissolvidos na água, que são partículas carregadas eletricamente. Quanto maior for a quantidade de íons dissolvidos, maior será a condutividade elétrica da água (ESTEVES, 1998). Este trabalho teve por objetivo avaliar a condutividade elétrica da água destilada, como indicadora de sinais da patogenesia de Argentum nitricum. MATERIAL E MÉTODOS: O experimento foi conduzido no Laboratório de Homeopatia, Departamento de Fitotecnia, DFT, Universidade Federal de Viçosa, Viçosa/MG, no período de 24 a 27 de janeiro de O delineamento experimental foi inteiramente casualizado, com cinco tratamentos e quatro repetições, totalizando 20 parcelas experimentais. Vinte frascos de vidro de borosilicato com capacidade de 80 ml receberam 40 ml de água destilada, onde foram aplicados os tratamentos. Os tratamentos adotados corresponderam ao número de aplicações (doses) do preparado homeopático Argentum nitricum 7CH: dose 0 (sem aplicação da homeopatia; testemunha), dose 1 (1 aplicação), dose 2 (2 aplicações), dose 3 (3 aplicações) e dose 4 (4 aplicações). Foi adotado o número de 5 gotas da homeopatia Argentum nitricum 7CH, a cada aplicação, a qual foi adquirida em Laboratório Comercial de boa procedência. Foi avaliada a condutividade elétrica (C.E.), por meio do Condutivímetro, marca Digimed, modelo DM-32 sendo que o eletrodo foi imerso diretamente no recipiente contendo a amostra e expressou os valores na unidade ms/s. Após a leitura de cada amostra, o eletrodo era cuidadosamente lavado com água destilada, procedendo-se a leitura da amostra seguinte. As leituras de condutividade elétrica foram realizadas antes da aplicação dos tratamentos (C. E. T0), imediatamente após a aplicação dos tratamentos (C.E. T1) e 24 horas (C.E. T2), 48 horas (C.E. T3) e 72 horas (C.E. T4) após a aplicação dos tratamentos. Os dados foram analisados no software SAEG. As médias foram interpretadas pelo teste Skott Knott a 10% de probabilidade. RESULTADOS E DISCUSSÃO: De acordo com os resultados da Tabela 1, a condutividade elétrica da água foi alterada 24 horas e 72 horas após aplicação dos tratamentos. O número de aplicações do preparado homeopático interferiu na resposta da água, sendo que a maior dose (4 aplicações) causou aumento na condutividade elétrica, no tempo de 24 e 72 horas após o início da experimentação (Tabela 2). De acordo com LISBOA (2010), a água destilada deve ser adotada como experimentador sadio. Assim, considerando os resultados das pesquisas em Homeopatia, os resultados verificados neste experimento, em água destilada, indicam a patogenesia de Argentum nitricum 7CH. A manifestação dos sinais de patogenesia de Argentum nitricum 7CH foi dependente da dosagem, concordando com o fundamento homeopático que recomenda o aumento da dose, dependendo do preparado homeopático e da sensibilidade do experimentador, até que se verifique a patogenesia (LISBOA et al., 2005). 96

4 O efeito de Argentum nitricum pôde ser observado somente após 24 horas e os resultados repetiram com o tempo de 72 horas. Resultado semelhante foi observado por LISBOA (2010), que obteve significância de Calcarea carbonica na condutividade elétrica da água após 24 horas e 72 horas da aplicação da homeopatia. A manifestação dos sinais patogenésicos ao longo do tempo após a aplicação da homeopatia é previsto no protocolo de experimentação (LISBOA et al., 2005), dando respaldo aos resultados. Argentum nitricum é obtido da preparação básica de nitrato de prata, sendo sua patogenesia descrita em humanos, animais, vegetais e em solo (CASALI et al., 2009). Em solo, ANDRADE (2004), verificou redução da condutividade elétrica causada por Argentum nitricum. A dinamização 7CH foi adotada nesta experimentação por ser comumente utilizada no meio rural pelas famílias agrícolas. Os princípios da Homeopatia, similitude e experimentação (patogenesia), conduz à hipótese do preparado homeopático que causa maior condutividade elétrica poderá diminuir valores desta variável quando em desequilíbrio. A água no meio rural está desequilibrada devido às práticas de manejo adotadas que causam a degradação ambiental, tais como, os usos intensivos de fertilizantes e agrotóxicos e as descargas de efluentes sem tratamento prévio. Os resíduos químicos causam alteração na condutividade elétrica das águas comprometendo a qualidade. A água de irrigação deve ter condutividade elétrica compatível com a tolerância da planta e do solo, evitando principalmente a salinização (ESTEVES, 1998). Assim, os dados permitem inferir sobre o potencial da homeopatia como recurso tecnológico ao meio rural. A homeopatia é simples, barata e permite a inserção de agricultores de base familiar, podendo vir a colaborar com a água de qualidade na produção de alimentos orgânicos. Os resultados indicam a coerência e aplicabilidade das recomendações do protocolo de experimentação, outrora descritas nas experimentações em seres humanos, aos demais organismos vivos, como no caso a água. Tabela 1- Resumo da análise de variância da condutividade elétrica antes da aplicação dos tratamentos (C.E. T0), logo após a aplicação (C.E. T1) e 24 horas (C.E. T2), 48 horas (C.E. T3) e 72 horas (C.E. T4) após a aplicação dos tratamentos em água destilada FV GL Quadrados Médios C.E. T0 C.E. T1 C.E. T2 C.E. T3 C.E. T4 Tratamentos 4 0,0052 ns 0,0086 ns 0,093*** 0,11 ns 0,22*** Resíduos 15 0,0054 0,0064 0,039 0,056 0,086 CV (%) 5,22 5,71 13,55 15,05 17,90 ***significativo ao nível de 5 % de probabilidade pelo teste F ns não significativo 97

5 Tabela 2- Valores médios da condutividade elétrica (µs/cm) antes da aplicação dos tratamentos (C.E. T0), logo após a aplicação dos tratamentos (C.E. T1) e 24 horas (C.E. T2), 48 horas (C.E. T3) e 72 horas (C.E. T4) após a aplicação dos tratamentos em água destilada Tratamentos C.E. T0 C.E. T1 C.E. T2 C.E. T3 C.E. T4 Sem 1,43a 1,38a 1,43b 1,51a 1,56b aplicação 1 aplicação 1,42a 1,41a 1,41b 1,54a 1,54b 2 aplicações 1,38a 1,38a 1,35b 1,47a 1,51b 3 aplicações 1,37a 1,36a 1,36b 1,51a 1,52b 4 aplicações 1,45a 1,48a 1,72a 1,87a 2,06a As médias seguidas da mesma letra na coluna, não diferem significativamente entre si pelo teste de Skott Knott a 10% de probabilidade. CONCLUSÕES: O preparado homeopático Argentum nitricum causa alterações na condutividade elétrica da água destilada, sendo as respostas dependentes da dose aplicada e do tempo de interação. AGRADECIMENTO: Ao Cnpq, ao Departamento de Fitotecnia da Universidade Federal de Viçosa. REFERÊNCIAS ANDRADE, F. M. C. Alterações da vitalidade do solo com o uso de preparações homeopáticas p. Tese (Doutorado em Fitotecnia) - Universidade Federal de Viçosa, Viçosa, MG, CASALI, V. W. D; CASTRO, D. M. de; ANDRADE, F. M. C. de, LISBOA, S. P. Homeopatia bases e princípios. Viçosa: UFV p. CASALI, V. W. D.; ANDRADE, F. M. C.; DUARTE, E. S. M. Acologia de Altas Diluições. Viçosa: UFV p. ESTEVES, F. A. Fundamentos de limnologia. Interciência, FINEP, p. 248, FIGUEIREDO, C. C. Propriedades físico-químicas da água com preparados homeopáticos p. Dissertação (Mestrado em Fitotecnia) - Universidade Federal de Viçosa, Viçosa, MG, GOMES, L. H. Alterações de propriedades físico químicas da água tratada com preparados homeopáticos de carbonato de cálcio p. Dissertação (Mestrado em Fitotecnia) - Universidade Federal de Viçosa, Viçosa, MG,

6 LISBOA, S. P., et al. Nova visão dos organismos vivos e o equilíbrio pela homeopatia. Viçosa: UFV, p. LISBOA, S. P. Alterações de propriedades físico químicas da água tratada com homeopatia. UFV. Viçosa-MG p. Tese (Doutorado em Fitotecnia) - Universidade Federal de Viçosa, Viçosa, MG,

IV Fórum Regional de Agroecologia Semeando oportunidades, colhendo um futuro 9 a 11 de junho de 2011

IV Fórum Regional de Agroecologia Semeando oportunidades, colhendo um futuro 9 a 11 de junho de 2011 IV Fórum Regional de Agroecologia Semeando oportunidades, colhendo um futuro 9 a 11 de junho de 2011 PATOGENESIA DE PREPARADOS HOMEOPÁTICOS EM ÁGUA MINERAL SILVANE DE A. CAMPOS 1, JUSCÉLIA G. SOARES 2,

Leia mais

PATOGENESIA DE ARGENTUM NITRICUM E ARGENTUM METALLICUM EM ÁGUA 1, RENATA RODRIGUES SOLAR 3, STELIANE PEREIRA COELHO

PATOGENESIA DE ARGENTUM NITRICUM E ARGENTUM METALLICUM EM ÁGUA 1, RENATA RODRIGUES SOLAR 3, STELIANE PEREIRA COELHO V Fórum Regional de Agroecologia e VIII Semana do Meio Ambiente Pensar Globalmente, Agir localmente e utilizar ecologicamente 08 a 10 de novembro de 2012 PATOGENESIA DE ARGENTUM NITRICUM E ARGENTUM METALLICUM

Leia mais

AVALIAÇÃO DA TURBIDEZ DA ÁGUA TRATADA COM PREPARAÇÕES HOMEOPÁTICAS

AVALIAÇÃO DA TURBIDEZ DA ÁGUA TRATADA COM PREPARAÇÕES HOMEOPÁTICAS IV Fórum Regional de Agroecologia Semeando oportunidades, colhendo um futuro 9 a 11 de junho de 2011 AVALIAÇÃO DA TURBIDEZ DA ÁGUA TRATADA COM PREPARAÇÕES HOMEOPÁTICAS IVO MATEUS RODRIGUES 1 FERNANDA MARIA

Leia mais

ALTERAÇÕES DA DEMANDA BIOQUÍMICA DE OXIGÊNIO (DBO) EM ÁGUA CAUSADA POR PREPARAÇÕES HOMEOPÁTICAS

ALTERAÇÕES DA DEMANDA BIOQUÍMICA DE OXIGÊNIO (DBO) EM ÁGUA CAUSADA POR PREPARAÇÕES HOMEOPÁTICAS IV Fórum Regional de Agroecologia Semeando oportunidades, colhendo um futuro 9 a 11 de junho de 2011 ALTERAÇÕES DA DEMANDA BIOQUÍMICA DE OXIGÊNIO (DBO) EM ÁGUA CAUSADA POR PREPARAÇÕES HOMEOPÁTICAS LUISA

Leia mais

Condutividade elétrica e ph como sinalizadores de patogenesia de preparados homeopáticas em água mineral

Condutividade elétrica e ph como sinalizadores de patogenesia de preparados homeopáticas em água mineral 13637 - Condutividade elétrica e ph como sinalizadores de patogenesia de preparados homeopáticas em água mineral Electrical conductivity and ph as markers of pathogenesis of homeopathic preparations in

Leia mais

PATOGENESIA DE NATRUM MURIATICUM EM SOLUÇÃO DE SOLO

PATOGENESIA DE NATRUM MURIATICUM EM SOLUÇÃO DE SOLO IV Fórum Regional de Agroecologia Semeando oportunidades, colhendo um futuro 9 a 11 de junho de 2011 PATOGENESIA DE NATRUM MURIATICUM EM SOLUÇÃO DE SOLO DANIELA BOANARES DE SOUZA 1, ADALGISA DE JESUS PEREIRA

Leia mais

EFEITO DE SILICEA NA CONDUTIVIDADE ELÉTRICA DE SOLUÇÕES DO SOLO

EFEITO DE SILICEA NA CONDUTIVIDADE ELÉTRICA DE SOLUÇÕES DO SOLO IV Fórum Regional de Agroecologia Semeando oportunidades, colhendo um futuro 9 a 11 de junho de 2011 EFEITO DE SILICEA NA CONDUTIVIDADE ELÉTRICA DE SOLUÇÕES DO SOLO ADALGISA DE JESUS PEREIRA 1, DANIELA

Leia mais

Estudo dos parâmetros da água tratada com solução ultradiluída em recipientes de polímero natural e sintético

Estudo dos parâmetros da água tratada com solução ultradiluída em recipientes de polímero natural e sintético V Fórum Regional de Agroecologia e VIII Semana do Meio Ambiente Pensar Globalmente, Agir localmente e utilizar ecologicamente 08 a 10 de novembro de 2012 Estudo dos parâmetros da água tratada com solução

Leia mais

EFEITO DE NATRUM MURIATICUM NA CONDUTIVIDADE ELÉTRICA DE SOLUÇÕES DE SOLO EXPOSTAS A CONDIÇÕES DE LUMINOSIDADE

EFEITO DE NATRUM MURIATICUM NA CONDUTIVIDADE ELÉTRICA DE SOLUÇÕES DE SOLO EXPOSTAS A CONDIÇÕES DE LUMINOSIDADE IV Fórum Regional de Agroecologia Semeando oportunidades, colhendo um futuro 9 a 11 de junho de 2011 EFEITO DE NATRUM MURIATICUM NA CONDUTIVIDADE ELÉTRICA DE SOLUÇÕES DE SOLO EXPOSTAS A CONDIÇÕES DE LUMINOSIDADE

Leia mais

EFEITO DE ALUMINA EM SOLUÇÃO DO SOLO

EFEITO DE ALUMINA EM SOLUÇÃO DO SOLO IV Fórum Regional de Agroecologia Semeando oportunidades, colhendo um futuro 9 a 11 de junho de 2011 EFEITO DE ALUMINA EM SOLUÇÃO DO SOLO IVO MATEUS RODRIGUES 1, ADALGISA DE JESUS PEREIRA 2, DANIELA BOANARES

Leia mais

Efeito dos recipientes nas propriedades coligativas da água tratada com preparados homeopáticos

Efeito dos recipientes nas propriedades coligativas da água tratada com preparados homeopáticos V Fórum Regional de Agroecologia e VIII Semana do Meio Ambiente Pensar Globalmente, Agir localmente e utilizar ecologicamente 08 a 10 de novembro de 2012 Efeito dos recipientes nas propriedades coligativas

Leia mais

Patogenesia do preparado homeopático Natrum muriaticum em água mineral.

Patogenesia do preparado homeopático Natrum muriaticum em água mineral. IV Fórum Regional de Agroecologia Semeando oportunidades, colhendo um futuro 9 a 11 de junho de 2011 Patogenesia do preparado homeopático Natrum muriaticum em água mineral. INÁ LIMA REIS 1, FILIPE PEREIRA

Leia mais

AVALIAÇÃO DO EFEITO DOS SAIS DE SCHUSSLER NA ATIVIDADE RESPIRATÓRIA DO SOLO

AVALIAÇÃO DO EFEITO DOS SAIS DE SCHUSSLER NA ATIVIDADE RESPIRATÓRIA DO SOLO IV Fórum Regional de Agroecologia Semeando oportunidades, colhendo um futuro 9 a 11 de junho de 2011 AVALIAÇÃO DO EFEITO DOS SAIS DE SCHUSSLER NA ATIVIDADE RESPIRATÓRIA DO SOLO MOYSÉS GORI FELIPPE 1 ;

Leia mais

Efeito das doses de Natrum muriaticum 3CH na condutividade elétrica da água

Efeito das doses de Natrum muriaticum 3CH na condutividade elétrica da água V Fórum Regional de Agroecologia e VIII Semana do Meio Ambiente Pensar Globalmente, Agir localmente e utilizar ecologicamente 08 a 10 de novembro de 2012 Efeito das doses de Natrum muriaticum 3CH na condutividade

Leia mais

ISOTERÁPICO NO CRESCIMENTO DE Escherichia coli. PALAVRAS-CHAVE: Crescimento bacteriológico, Escherichia coli e isoterápico,.

ISOTERÁPICO NO CRESCIMENTO DE Escherichia coli. PALAVRAS-CHAVE: Crescimento bacteriológico, Escherichia coli e isoterápico,. V Fórum Regional de Agroecologia e VIII Semana do Meio Ambiente Pensar Globalmente, Agir localmente e utilizar ecologicamente 08 a 10 de novembro de 2012 ISOTERÁPICO NO CRESCIMENTO DE Escherichia coli

Leia mais

Influência de Preparados Homeopáticos na Taxa de Imigração e Crescimento da Colônia de Pulgões (Brevicoryne brassicae ( L.)) em Plantas de Couve.

Influência de Preparados Homeopáticos na Taxa de Imigração e Crescimento da Colônia de Pulgões (Brevicoryne brassicae ( L.)) em Plantas de Couve. Influência de Preparados Homeopáticos na Taxa de Imigração e Crescimento da Colônia de Pulgões (Brevicoryne brassicae ( L.)) em Plantas de Couve. Nilbe Carla Mapeli 1 ; Rosileyde Gonçalves Siqueira 2 ;

Leia mais

Patogenesia de Rhus toxicodendron na água

Patogenesia de Rhus toxicodendron na água V Fórum Regional de Agroecologia e VIII Semana do Meio Ambiente Pensar Globalmente, Agir localmente e utilizar ecologicamente 08 a 10 de novembro de 2012 Patogenesia de Rhus toxicodendron na água MARIANE

Leia mais

Tratamento de Sementes de Abóbora Curcubita pepo com Preparados Homeopáticos

Tratamento de Sementes de Abóbora Curcubita pepo com Preparados Homeopáticos Tratamento de Sementes de Abóbora Curcubita pepo com Preparados Homeopáticos Treatment of pumpkin seeds "Cucurbita pepo" with homeopathic preparations SILVA, Fernanda Alves 1 ; SOUZA JUNIOR, João Batista

Leia mais

Efeito do preparado homeopático Rhus toxicodendron em água aquecida.

Efeito do preparado homeopático Rhus toxicodendron em água aquecida. IV Fórum Regional de Agroecologia Semeando oportunidades, colhendo um futuro 9 a 11 de junho de 2011 Efeito do preparado homeopático Rhus toxicodendron em água aquecida. INÁ LIMA REIS 1, FILIPE PEREIRA

Leia mais

Efeito do medicamento homeopático Arnica montana

Efeito do medicamento homeopático Arnica montana Efeito do medicamento homeopático Arnica montana na emissão de raízes em hortelã, via água. Filipe Pereira Giardini Bonfim 1, Maira Christina Marques Fonseca 1, Vicente Wagner Dias Casali 2, Ricardo Gravina

Leia mais

A homeopatia em plantas de Artemísia [Tanacetum parthenium (L.) Schultz.-Bip] expostas a estresse hídrico.

A homeopatia em plantas de Artemísia [Tanacetum parthenium (L.) Schultz.-Bip] expostas a estresse hídrico. A homeopatia em plantas de Artemísia [Tanacetum parthenium (L.) Schultz.-Bip] expostas a estresse hídrico. Carvalho, L. M. 1 ; Casali, V. W. D. 2 ; Lisboa, S. P. 2, Sousa, M. A. 2 ; Cecon, P. R. 2 1. Embrapa

Leia mais

EFEITOS DE PREPARADOS HOMEOPÁTICOS NA GERMINAÇÃO DA SEMENTE DE ASTER BUQUÊ SORTIDA (Callistephus chinensis).

EFEITOS DE PREPARADOS HOMEOPÁTICOS NA GERMINAÇÃO DA SEMENTE DE ASTER BUQUÊ SORTIDA (Callistephus chinensis). EFEITOS DE PREPARADOS HOMEOPÁTICOS NA GERMINAÇÃO DA SEMENTE DE ASTER BUQUÊ SORTIDA (Callistephus chinensis). Semann, Eduardo scheneider 1 ; Longen, Maria Eduarda 2; Schilisting,Thalia 3; Giesel, Alexandre

Leia mais

Substratos orgânicos para mudas de hortaliças produzidos a partir da compostagem de cama de cavalo

Substratos orgânicos para mudas de hortaliças produzidos a partir da compostagem de cama de cavalo Substratos orgânicos para mudas de hortaliças produzidos a partir da compostagem de cama de cavalo Marcelo Roberto Gomes dos Santos (1) ; Milene da Silva Soares (2) ; Marco Antonio de Almeida Leal (3)

Leia mais

Experimentação Patogenética em Feijoeiro para Elaboração de Matéria Vegetal Homeopática

Experimentação Patogenética em Feijoeiro para Elaboração de Matéria Vegetal Homeopática Experimentação Patogenética em Feijoeiro para Elaboração de Matéria Vegetal Homeopática Pathogenetic Experimentation in Beans for the Elaboration of Homeopathic Materia Vegetal GARBIM, Tiago H. S., Instituto

Leia mais

EFEITO DOS NÍVEIS DE SALINIDADE DA ÁGUA DE IRRIGAÇÃO NA PRODUÇÃO DO FEIJOEIRO COMUM*

EFEITO DOS NÍVEIS DE SALINIDADE DA ÁGUA DE IRRIGAÇÃO NA PRODUÇÃO DO FEIJOEIRO COMUM* EFEITO DOS NÍVEIS DE SALINIDADE DA ÁGUA DE IRRIGAÇÃO NA PRODUÇÃO DO FEIJOEIRO COMUM* SILVEIRA, A.L. 1 ; SANTANA, M.J. ; BARRETO, A.C. ; VIEIRA, T.A. 3 * Projeto com apoio da FAPEMIG. 1 Estudante Agronomia

Leia mais

PREPARADOS HOMEOPÁTICOS PARA O MANEJO DA MOSCA-DAS- FRUTAS NA CULTURA DO PESSEGUEIRO.

PREPARADOS HOMEOPÁTICOS PARA O MANEJO DA MOSCA-DAS- FRUTAS NA CULTURA DO PESSEGUEIRO. PREPARADOS HOMEOPÁTICOS PARA O MANEJO DA MOSCA-DAS- FRUTAS NA CULTURA DO PESSEGUEIRO. RUPP, L.C.D. 1 ; BOFF, M.I.C. 2 ; BOTTON, M. 3 ; SANTOS, F. 2 ; BOFF, P. 4 PALAVRAS-CHAVE: Agricultura Orgânica, Homeopatia,

Leia mais

DESEMPENHO DO MÉTODO DAS PESAGENS EM GARRAFA PET PARA A DETERMINAÇÃO DA UMIDADE DO SOLO

DESEMPENHO DO MÉTODO DAS PESAGENS EM GARRAFA PET PARA A DETERMINAÇÃO DA UMIDADE DO SOLO DESEMPENHO DO MÉTODO DAS PESAGENS EM GARRAFA PET PARA A DETERMINAÇÃO DA UMIDADE DO SOLO E. D. ARAÚJO 1 ; A. M. A. AVILEZ 1 ; J. M. SANTOS 1 ; E. C. MANTOVANI 2 1 Estudante de Mestrado, Universidade Federal

Leia mais

Augusto César Pereira dos Santos 1 Flaminia Rosa Campus Ferreira 2 Patrícia Lage 3 Carlos Gonçalves de Sá 4

Augusto César Pereira dos Santos 1 Flaminia Rosa Campus Ferreira 2 Patrícia Lage 3 Carlos Gonçalves de Sá 4 Avaliação da eficiência do uso de ultradiluições homeopáticas a base de cloro e microrganismos eficientes (EM) no tratamento de água da lagoa do Instituto Federal de Minas Gerais Campus São João Evangelista

Leia mais

Utilização de Manipueira como Adubo Natural Alternativo para a Cultura do Morangueiro (Fragaria x ananassa Duch.)

Utilização de Manipueira como Adubo Natural Alternativo para a Cultura do Morangueiro (Fragaria x ananassa Duch.) Utilização de Manipueira como Adubo Natural Alternativo para a Cultura do Morangueiro (Fragaria x ananassa Duch.) Use of Natural Alternative water of Manihot esculenta as fertilizer for the culture of

Leia mais

Germinação de Sementes de Bidens pilosa Submetido a Preparados Homeopáticos de Bidens pilosa

Germinação de Sementes de Bidens pilosa Submetido a Preparados Homeopáticos de Bidens pilosa Germinação de Sementes de Bidens pilosa Submetido a Preparados Homeopáticos de Bidens pilosa Germination of Bidens pilosa Treated with Homeopathic Solutions from Bidens pilosa MARTINAZZO-PORTZ, Tatiane.

Leia mais

GERMINAÇÃO E VIGOR DE SEMENTES DE MILHO TRATADAS COM O MEDICAMENTO HOMEPÁTICO Antimonium crudum

GERMINAÇÃO E VIGOR DE SEMENTES DE MILHO TRATADAS COM O MEDICAMENTO HOMEPÁTICO Antimonium crudum 25 a 28 de Outubro de 2011 ISBN 978-85-8084-055-1 GERMINAÇÃO E VIGOR DE SEMENTES DE MILHO TRATADAS COM O MEDICAMENTO HOMEPÁTICO Antimonium crudum Rosimar Maria Marques 1, Vicente Wagner Dias Casali 1,

Leia mais

Características biométricas de cafeeiro intercalado com diferentes sistemas de produção de abacaxizeiro para agricultura familiar do Projeto Jaíba

Características biométricas de cafeeiro intercalado com diferentes sistemas de produção de abacaxizeiro para agricultura familiar do Projeto Jaíba Seminário de Iniciação Científica e Tecnológica, 8., 2011, Belo Horizonte Características biométricas de cafeeiro intercalado com diferentes sistemas de produção de abacaxizeiro para agricultura familiar

Leia mais

NÍVEIS E TEMPO DE ESTRESSE HIDRICO PARA A MANGUEIRA UBÁ NA CHAPADA DIAMANTINA, BA

NÍVEIS E TEMPO DE ESTRESSE HIDRICO PARA A MANGUEIRA UBÁ NA CHAPADA DIAMANTINA, BA NÍVEIS E TEMPO DE ESTRESSE HIDRICO PARA A MANGUEIRA UBÁ NA CHAPADA DIAMANTINA, BA Fabio Tayrone Oliveira de Freitas 1, Nelson fonseca 2, Eugênio Ferreira Coelho 2, Rosiane Silva Vieira 3, Fabiano Oliveira

Leia mais

ENSINO DE HOMEOPATIA AGRÍCOLA COMO TECNOLOGIA SOCIAL NA PRODUÇÃO DE ALIMENTOS ORGÂNICOS: O EXEMPLO DA REGIÃO RURAL DE MURIAÉ-MG

ENSINO DE HOMEOPATIA AGRÍCOLA COMO TECNOLOGIA SOCIAL NA PRODUÇÃO DE ALIMENTOS ORGÂNICOS: O EXEMPLO DA REGIÃO RURAL DE MURIAÉ-MG ENSINO DE HOMEOPATIA AGRÍCOLA COMO TECNOLOGIA SOCIAL NA PRODUÇÃO DE ALIMENTOS ORGÂNICOS: O EXEMPLO DA REGIÃO RURAL DE MURIAÉ-MG Montcharles da Silva Pontes¹ ²; Geyse Santos³ ¹ Graduando no curso de Ciências

Leia mais

Princípios ativos via tratamento de sementes industrial na cultura do milho após armazenamento

Princípios ativos via tratamento de sementes industrial na cultura do milho após armazenamento Princípios ativos via tratamento de sementes industrial na cultura do milho após armazenamento Marcelo Cruz Mendes (1) ; Jean Carlos Zocche (2) ;Paulo Henrique Matchula (3) ; Jhonatan Schlosser (4) ; Marizangela

Leia mais

GERMINAÇÃO DE SEMENTES DE SOJA TRATADAS COM O MEDICAMENTO HOMEOPÁTICO Cuprum metallicum

GERMINAÇÃO DE SEMENTES DE SOJA TRATADAS COM O MEDICAMENTO HOMEOPÁTICO Cuprum metallicum 25 a 28 de Outubro de 2011 ISBN 978-85-8084-055-1 GERMINAÇÃO DE SEMENTES DE SOJA TRATADAS COM O MEDICAMENTO HOMEOPÁTICO Cuprum metallicum Rosimar Maria Marques 1, Vicente Wagner Dias Casali 1, Carlos Moacir

Leia mais

¹Universidade Federal do Ceará - Depto. de Fitotecnia - C.P. 6012, CEP , Fortaleza-CE.

¹Universidade Federal do Ceará - Depto. de Fitotecnia - C.P. 6012, CEP , Fortaleza-CE. Efeito alelopático do óleo essencial de alecrim pimenta (Lippia sidoidis) sobre a germinação de sementes de picão-preto e de soja em diferentes épocas de aplicação e concentrações. MARIA DA CONCEIÇÃO ALVES

Leia mais

Efeito da adubação química, orgânica e organo-química no acúmulo de nitrato em alface produzida no Distrito Federal.

Efeito da adubação química, orgânica e organo-química no acúmulo de nitrato em alface produzida no Distrito Federal. Efeito da adubação química, orgânica e organo-química no acúmulo de nitrato em alface produzida no Distrito Federal. Jailu Ferreira Pires 1 ; Ana Maria R. Junqueira 1 ; Sebastião Alberto de Oliveira 1

Leia mais

Causas de GL IVE TMG PGER IVE TMG PGER

Causas de GL IVE TMG PGER IVE TMG PGER Efeito Alelopático do Óleo Essencial de Citronela (Cymbopogon winterianus) Sobre a Germinação de Sementes de Picão-Preto e de Milho em Diferentes Épocas de Aplicação. MARIA LITA PADINHA CORREA 1, ANA PAULA

Leia mais

Condutividade elétrica e embebição em sementes de três variedades de alface (Lactuca sativa L.)

Condutividade elétrica e embebição em sementes de três variedades de alface (Lactuca sativa L.) Condutividade elétrica e embebição em sementes de três variedades de alface (Lactuca sativa L.) Cynthia Renata Lima Sá 1 ; Renata Damasceno Moura 1,3 ; Cybelle Barbosa e Lima 1,2 ; Maria Do Socorro Moura

Leia mais

Avaliação de híbridos eficientes e ineficientes no uso de Nitrogênio no solo

Avaliação de híbridos eficientes e ineficientes no uso de Nitrogênio no solo Avaliação de híbridos eficientes e ineficientes no uso de Nitrogênio no solo Marcelo O. Soares 1, Glauco, V.Miranda 2, Ivanildo E.Marriel 3, Lauro J.M.Guimarães 3, Claudia T. Guimarães 3, Sidney, P.Neto

Leia mais

MACRONUTRIENTES NO TECIDO FOLIAR DE PLANTAS DE PINHÃO MANSO IRRIGADO SUBMETIDAS A DIFERENTES DOSES DE NITROGÊNIO

MACRONUTRIENTES NO TECIDO FOLIAR DE PLANTAS DE PINHÃO MANSO IRRIGADO SUBMETIDAS A DIFERENTES DOSES DE NITROGÊNIO MACRONUTRIENTES NO TECIDO FOLIAR DE PLANTAS DE PINHÃO MANSO IRRIGADO SUBMETIDAS A DIFERENTES DOSES DE NITROGÊNIO C. M. de Carvalho 1 ; A. B. Marinho 2 ; T. V. de A. Viana 3 ; L. L. S. de Carvalho 4 ; M.

Leia mais

Roteiro de Aula Delineamentos Fatoriais 05/06/2018

Roteiro de Aula Delineamentos Fatoriais 05/06/2018 Roteiro de Aula Delineamentos Fatoriais 05/06/2018 Hipóteses: As seguintes hipóteses podem ser testadas nos experimentos fatoriais 2x2: Fator A: { [ ] Fator B: { [ ] Interação A x B: { ( ) [ ] [ ] ( )

Leia mais

DESEMPENHO ZOOTÉCNICO E CARACTERÍSTICAS DE CARCAÇA DE FRANGOS DE CORTE ALIMENTADOS COM RAÇÕES ADICIONADAS DE PRODUTOS HOMEOPÁTICOS

DESEMPENHO ZOOTÉCNICO E CARACTERÍSTICAS DE CARCAÇA DE FRANGOS DE CORTE ALIMENTADOS COM RAÇÕES ADICIONADAS DE PRODUTOS HOMEOPÁTICOS DESEMPENHO ZOOTÉCNICO E CARACTERÍSTICAS DE CARCAÇA DE FRANGOS DE CORTE ALIMENTADOS COM RAÇÕES ADICIONADAS DE PRODUTOS HOMEOPÁTICOS Rithiely Andrade ZOPELARO* 1, Mailson das Dores Adriano CASTRO 1, Ana

Leia mais

Avaliação da velocidade de reação do corretivo líquido na camada superficial de um Latossolo Vermelho distroférrico

Avaliação da velocidade de reação do corretivo líquido na camada superficial de um Latossolo Vermelho distroférrico Avaliação da velocidade de reação do corretivo líquido na camada superficial de um Latossolo Vermelho distroférrico Bruna de Souza SILVEIRA 1 ; André Luís XAVIER 1 ; Sheila Isabel do Carmo PINTO 2 ; Fernando

Leia mais

CORRELAÇÕES LINEARES ENTRE CARACTERES E DIFERENCIAÇÃO DE HÍBRIDOS SIMPLES, TRIPLO E DUPLO DE MILHO 1

CORRELAÇÕES LINEARES ENTRE CARACTERES E DIFERENCIAÇÃO DE HÍBRIDOS SIMPLES, TRIPLO E DUPLO DE MILHO 1 CORRELAÇÕES LINEARES ENTRE CARACTERES E DIFERENCIAÇÃO DE HÍBRIDOS SIMPLES, TRIPLO E DUPLO DE MILHO 1 ANTONELLO, Bruno Ioppi 2 ; CARGNELUTTI FILHO, Alberto 3 ; CASAROTTO, Gabriele 2 ; BURIN, Cláudia 4 ;

Leia mais

Efeito de preparados homeopáticos na produtividade da cultura da soja ( Glycine max L.)

Efeito de preparados homeopáticos na produtividade da cultura da soja ( Glycine max L.) Efeito de preparados homeopáticos na produtividade da cultura da soja ( Glycine max L.) Performance of (Glycine max L.) treated with homeopathic preparations. RIGUETTO, C. S. 1 ;; SOUZA JUNIOR, João Batista

Leia mais

INFLUÊNCIA DA ADUBAÇÃO ORGÂNICA E MATERIAL HÚMICO SOBRE A PRODUÇÃO DE ALFACE AMERICANA

INFLUÊNCIA DA ADUBAÇÃO ORGÂNICA E MATERIAL HÚMICO SOBRE A PRODUÇÃO DE ALFACE AMERICANA INFLUÊNCIA DA ADUBAÇÃO ORGÂNICA E MATERIAL HÚMICO SOBRE A PRODUÇÃO DE ALFACE AMERICANA Edilene Carvalho Santos Marchi 1 ; Giuliano Marchi 1 Carlos Alberto Silva 2 ; Jarso Luiz de Souza Filho 2 ; Marco

Leia mais

Acúmulo de macronutrientes em roseiras em função do manejo do solo

Acúmulo de macronutrientes em roseiras em função do manejo do solo Seminário de Iniciação Científica e Tecnológica, 9., 2012, Belo Horizonte Acúmulo de macronutrientes em roseiras em função do manejo do solo Iara Cristina Santos Curvelo (1), Elka Fabiana Aparecida Almeida

Leia mais

XXV CONIRD Congresso Nacional de Irrigação e Drenagem 08 a 13 de novembro de 2015, UFS - São Cristóvão/SE INTRODUÇÃO

XXV CONIRD Congresso Nacional de Irrigação e Drenagem 08 a 13 de novembro de 2015, UFS - São Cristóvão/SE INTRODUÇÃO Acúmulo de biomassa em planta de gergelim irrigada com águas salinas em solo com biofertilizante bovino G. G. de Sousa 1 ; P. G. R. de Sousa 2 ; J. B. de O. Silva 5 ; G. L. da Silva 3 ; V. dos S. Rodrigues

Leia mais

CARACTERÍSTICAS FITOTÉCNICAS DO FEIJOEIRO (Phaseolus vulgaris L.) EM FUNÇÃO DE DOSES DE GESSO E FORMAS DE APLICAÇÃO DE GESSO E CALCÁRIO

CARACTERÍSTICAS FITOTÉCNICAS DO FEIJOEIRO (Phaseolus vulgaris L.) EM FUNÇÃO DE DOSES DE GESSO E FORMAS DE APLICAÇÃO DE GESSO E CALCÁRIO 5ª Jornada Científica e Tecnológica e 2º Simpósio de Pós-Graduação do IFSULDEMINAS 06 a 09 de novembro de 2013, Inconfidentes/MG CARACTERÍSTICAS FITOTÉCNICAS DO FEIJOEIRO (Phaseolus vulgaris L.) EM FUNÇÃO

Leia mais

Concentrações de Nutrientes no Limbo Foliar de Melancia em Função de Épocas de Cultivo, Fontes e Doses de Potássio.

Concentrações de Nutrientes no Limbo Foliar de Melancia em Função de Épocas de Cultivo, Fontes e Doses de Potássio. GRANGEIRO, L.C.; CECÍLIO FILHO, A.B.; CAZETTA, J.O. Concentrações de nutrientes no limbo foliar de melancia em função de épocas de cultivo, fontes e doses de potássio. Horticultura Brasileira, Brasília,

Leia mais

EFICÁCIA DO PRODUTO SULFURGRAN NO CONTROLE DA CIGARRA, Quesada gigas, EM CAFEEIRO NA REGIÃO SUL DE MINAS

EFICÁCIA DO PRODUTO SULFURGRAN NO CONTROLE DA CIGARRA, Quesada gigas, EM CAFEEIRO NA REGIÃO SUL DE MINAS EFICÁCIA DO PRODUTO SULFURGRAN NO CONTROLE DA CIGARRA, Quesada gigas, EM CAFEEIRO NA REGIÃO SUL DE MINAS Paulo Rebelles Reis DSc. EPAMIG Sul de Minas/EcoCentro Minas Gerais, Brasil Introdução A cigarra

Leia mais

GERMINAÇÃO E VIGOR DE SEMENTES DE FEIJÃO-CAUPI EM FUNÇÃO DA COLORAÇÃO DO TEGUMENTO

GERMINAÇÃO E VIGOR DE SEMENTES DE FEIJÃO-CAUPI EM FUNÇÃO DA COLORAÇÃO DO TEGUMENTO Área: Tecnologia e Produção de sementes GERMINAÇÃO E VIGOR DE SEMENTES DE FEIJÃO-CAUPI EM FUNÇÃO DA COLORAÇÃO DO TEGUMENTO Larisse Souza de Campos Oliva 1 ; Juliana Maria Espíndola Lima 2 ; Oscar José

Leia mais

INFLUÊNCIA DE BORDADURA NAS LATERAIS E NAS EXTREMIDADES DE FILEIRAS DE MILHO NA PRECISÃO EXPERIMENTAL 1

INFLUÊNCIA DE BORDADURA NAS LATERAIS E NAS EXTREMIDADES DE FILEIRAS DE MILHO NA PRECISÃO EXPERIMENTAL 1 INFLUÊNCIA DE BORDADURA NAS LATERAIS E NAS EXTREMIDADES DE FILEIRAS DE MILHO NA PRECISÃO EXPERIMENTAL 1 CASAROTTO, Gabriele 2 ; CARGNELUTTI FILHO, Alberto 3 ; BURIN, Cláudia 4 ; TOEBE, Marcos 5 ; SILVEIRA,

Leia mais

PRINCÍPIOS BÁSICOS DE EXPERIMENTAÇÃO. Profª. Sheila Regina Oro

PRINCÍPIOS BÁSICOS DE EXPERIMENTAÇÃO. Profª. Sheila Regina Oro PRINCÍPIOS BÁSICOS DE EXPERIMENTAÇÃO Livro: Curso de estatística experimental Autor: Frederico PIMENTEL-GOMES Capítulo: 2 Livro: Estatística experimental Autor: Sonia VIEIRA Capítulo: 1 Profª. Sheila Regina

Leia mais

VARIAÇÃO DE TEMPERATURA E COMPOSIÇÃO QUÍMICA DE COMPOSTOS ORGÂNICOS COM ESTERCO BOVINO OU CAPRINO. Resumo

VARIAÇÃO DE TEMPERATURA E COMPOSIÇÃO QUÍMICA DE COMPOSTOS ORGÂNICOS COM ESTERCO BOVINO OU CAPRINO. Resumo l VARIAÇÃO DE TEMPERATURA E COMPOSIÇÃO QUÍMICA DE COMPOSTOS ORGÂNICOS COM ESTERCO BOVINO OU CAPRINO Marcos B dos SANTOS 1 ; Felipe Campos FIGUEIREDO 2 ; Priscila Pereira BOTREL 2 Resumo O objetivo deste

Leia mais

ADENSAMENTO DE SEMEADURA EM TRIGO NO SUL DO BRASIL

ADENSAMENTO DE SEMEADURA EM TRIGO NO SUL DO BRASIL ADENSAMENTO DE SEMEADURA EM TRIGO NO SUL DO BRASIL - 2011 Pedro Luiz Scheeren 1, Antônio Faganello 1, João Leonardo Fernandes Pires 1, Vanderlei da Rosa Caetano 2, Ricardo Lima de Castro 1, Eduardo Caierão

Leia mais

AVALIAÇÃO DO USO DO PÓ DE ROCHA NO DESEMPENHO DE DUAS VARIEDADES DE MANDIOCA DE MESA

AVALIAÇÃO DO USO DO PÓ DE ROCHA NO DESEMPENHO DE DUAS VARIEDADES DE MANDIOCA DE MESA AVALIAÇÃO DO USO DO PÓ DE ROCHA NO DESEMPENHO DE DUAS VARIEDADES DE MANDIOCA DE MESA Fernanda Pereira de Souza 1 Eder de Souza Martins 2 Luise Lottici Krahl 3 Eduardo Alano Vieira 4 Josefino de Freitas

Leia mais

SILVA, Toni Halan 1 ; SILVA, Josimar Nogueora 1 ; FIGUEREDO, Janailson Pereira 1 ; ANDRADE, Francisco Hélio Alves 1 ; ANDRADE, Raimundo 2

SILVA, Toni Halan 1 ; SILVA, Josimar Nogueora 1 ; FIGUEREDO, Janailson Pereira 1 ; ANDRADE, Francisco Hélio Alves 1 ; ANDRADE, Raimundo 2 13826 - Produção sustentável de mudas de cajueiro (Anacardim occidentale L.) Orgânico em função de diferentes doses de biofertilizante, volumes e quebras de dormência em ambiente protegido. Sustainable

Leia mais

RECOMENDAÇÃO DA DOSE DE BORO, EM SOLO HIDROMÓRFICO, PARA A CULTURA DO RABANETE.

RECOMENDAÇÃO DA DOSE DE BORO, EM SOLO HIDROMÓRFICO, PARA A CULTURA DO RABANETE. 6ª Jornada Científica e Tecnológica e 3º Simpósio de Pós-Graduação do IFSULDEMINAS 04 e 05 de novembro de 2014, Pouso Alegre/MG RECOMENDAÇÃO DA DOSE DE BORO, EM SOLO HIDROMÓRFICO, PARA A CULTURA DO RABANETE.

Leia mais

Conferência Internacional em Saneamento Sustentável: Segurança alimentar e hídrica para a América Latina

Conferência Internacional em Saneamento Sustentável: Segurança alimentar e hídrica para a América Latina AVALIAÇÃO DO DESENVOLVIMENTO DE PLANTAS EM SUBSTRATO INERTE SOB DIFERENTES NÍVEIS DE DILUIÇÃO DE URINA HUMANA EM CASA DE VEGETAÇÃO Alide Mitsué Watanabe Cova (1) Estudante de Graduação da Universidade

Leia mais

QUALIDADE FÍSICO-QUÍMICA DE ÁGUA SUPERFICIAL EM PROPRIEDADES RURAIS SOB A INFLUÊNCIA DO SISTEMA ORGÂNICO DE PRODUÇÃO

QUALIDADE FÍSICO-QUÍMICA DE ÁGUA SUPERFICIAL EM PROPRIEDADES RURAIS SOB A INFLUÊNCIA DO SISTEMA ORGÂNICO DE PRODUÇÃO IV INOVAGRI International Meeting, 2017 QUALIDADE FÍSICO-QUÍMICA DE ÁGUA SUPERFICIAL EM PROPRIEDADES RURAIS SOB A INFLUÊNCIA DO SISTEMA ORGÂNICO DE PRODUÇÃO P. A. Guerra Filho 1 ; S. N. Duarte 2 ; N. da

Leia mais

VARIABILIDADE GENÉTICA EM LINHAGENS S 5 DE MILHO

VARIABILIDADE GENÉTICA EM LINHAGENS S 5 DE MILHO 561 VARIABILIDADE GENÉTICA EM LINHAGENS S 5 DE MILHO Luiz Antonio Assis Lima (1), Samuel Silva Souza (1), Murilo Bitencort de Lima (1), Gabriela Aparecida Amorim (1), Joyce Castro Xavier (1), Isabela Neves

Leia mais

SELETIVIDADE DO HERBICIDA TRIFLOXYSULFURON SODIUM NA MAMONEIRA (RICINUS COMMUNIS L.) CULTIVAR BRS NORDESTINA

SELETIVIDADE DO HERBICIDA TRIFLOXYSULFURON SODIUM NA MAMONEIRA (RICINUS COMMUNIS L.) CULTIVAR BRS NORDESTINA SELETIVIDADE DO HERBICIDA TRIFLOXYSULFURON SODIUM NA MAMONEIRA (RICINUS COMMUNIS L.) CULTIVAR BRS NORDESTINA Uilma Cardoso de Queiroz Ferreira 1, Wilton Nunes de Queiroz 1, Napoleão Esberard de Macedo

Leia mais

AVALIAÇÃO NUTRICIONAL DA BANANEIRA EM FUNÇÃO DE DIFERENTES DOSES DE ADUBAÇÃO POTÁSSICA 1

AVALIAÇÃO NUTRICIONAL DA BANANEIRA EM FUNÇÃO DE DIFERENTES DOSES DE ADUBAÇÃO POTÁSSICA 1 AVALIAÇÃO NUTRICIONAL DA BANANEIRA EM FUNÇÃO DE DIFERENTES DOSES DE ADUBAÇÃO POTÁSSICA 1 A. de A. F. Barroso 2 ; T. V. de A. Viana 3 ; A. B. Marinho 3 ; L. M. de L. Santos 4 ; C. R. de O. Barroso 5 ; R.

Leia mais

Bolsista Iniciação Científica Petrobrás: Graduação em Ciências Biológicas, Pontifícia Universidade Católica, Campinas-SP,

Bolsista Iniciação Científica Petrobrás: Graduação em Ciências Biológicas, Pontifícia Universidade Católica, Campinas-SP, AVALIAÇÃO DE LINHAGENS AVANÇADAS DE MAMONA EM CAMPINAS/SP NAIANE RIBEIRO RIOS 1 ; TAMMY A. MANABE KIIHL 2 ; RAFAEL DE ALMEIDA SIMON 3 ;FELIPE DE ASSIS PUTTINI 4 ; CLAUDINEI PAULO DE LIMA 5 ; Nº 12161 RESUMO

Leia mais

Doses de potássio na produção de sementes de alface.

Doses de potássio na produção de sementes de alface. 1 Doses de potássio na produção de sementes de alface. Cristiaini Kano 1 ; Andréa Reiko Oliveira Higuti 1 ; Antonio Ismael Inácio Cardoso 1 ; Roberto Lyra Villas Bôas 2 1 UNESP FCA Depto Produção Vegetal,

Leia mais

EFICÁCIA DO PRODUTO SULFURGRAN (ENXOFRE 90 %) NO CONTROLE DA CIGARRA, Quesada gigas, EM CAFEEIRO NA REGIÃO SUL DE MINAS

EFICÁCIA DO PRODUTO SULFURGRAN (ENXOFRE 90 %) NO CONTROLE DA CIGARRA, Quesada gigas, EM CAFEEIRO NA REGIÃO SUL DE MINAS EFICÁCIA DO PRODUTO SULFURGRAN (ENXOFRE 90 %) NO CONTROLE DA CIGARRA, Quesada gigas, EM CAFEEIRO NA REGIÃO SUL DE MINAS Paulo Rebelles Reis D.Sc. EPAMIG Sul de Minas/EcoCentro Pesquisador do CNPq Introdução

Leia mais

ADUBAÇÃO E INCIDÊNCIA DA TRAÇA-DAS-CRUCÍFERAS EM PLANTAS DE REPOLHO

ADUBAÇÃO E INCIDÊNCIA DA TRAÇA-DAS-CRUCÍFERAS EM PLANTAS DE REPOLHO GRAVINA CS; JUNQUEIRA AMR; Adubação RODRIGUES e incidência CS. 2008. da Adubação traça-das-crucíferas e incidência da em traça-das-crucíferas plantas de repolho em plantas de repolho. Horticultura Brasileira

Leia mais

Resumos do IX Congresso Brasileiro de Agroecologia Belém/PA a

Resumos do IX Congresso Brasileiro de Agroecologia Belém/PA a Resumos do IX Congresso Brasileiro de Agroecologia Belém/PA 28.09 a 01.10.2015 Acúmulo de massa fresca e seca de plântulas de tomate em função dos diferentes tipos de substratos utilizados Fresh and dry

Leia mais

Avaliação de Fungicidas para o Controle de Antracnose em Folhas de Pupunheira (Bactris gasipaes)

Avaliação de Fungicidas para o Controle de Antracnose em Folhas de Pupunheira (Bactris gasipaes) Avaliação de Fungicidas para o Controle de Antracnose em Folhas de Pupunheira (Bactris gasipaes) Dauri José Tessmann 1 Álvaro Figueredo dos Santos 2,3 João Batista Vida 1 Rudimar Mafacioli 4 RESUMO A antracnose,

Leia mais

Leonardo Henrique Duarte de Paula 1 ; Rodrigo de Paula Crisóstomo 1 ; Fábio Pereira Dias 2

Leonardo Henrique Duarte de Paula 1 ; Rodrigo de Paula Crisóstomo 1 ; Fábio Pereira Dias 2 Avaliação de diferentes cultivares de milho (Zea mays) para a produção de minimilho na região Bambuí MG Leonardo Henrique Duarte de Paula 1 ; Rodrigo de Paula Crisóstomo 1 ; Fábio Pereira Dias 2 1 Estudante

Leia mais

AVALIAÇÃO DA QUALIDADE FISIOLÓGICA DE SEMENTES DE FEIJÃO-COMUM CULTIVADAS EM VITÓRIA DA CONQUISTA

AVALIAÇÃO DA QUALIDADE FISIOLÓGICA DE SEMENTES DE FEIJÃO-COMUM CULTIVADAS EM VITÓRIA DA CONQUISTA AVALIAÇÃO DA QUALIDADE FISIOLÓGICA DE SEMENTES DE FEIJÃO-COMUM CULTIVADAS EM VITÓRIA DA CONQUISTA Pedro Henrique Santos Neves¹; Ana Carolina Santos Lima¹; Maria Caroline Aguiar Amaral¹; Bárbara Louise

Leia mais

PRODUÇÃO INTEGRADA DE ROSAS NO SUL DE MINAS GERAIS EFEITO DE DIFERENTES MULCHING SOBRE AS CARACTERÍSTICAS QUÍMICAS DO SOLO - MICRONUTRIENTES.

PRODUÇÃO INTEGRADA DE ROSAS NO SUL DE MINAS GERAIS EFEITO DE DIFERENTES MULCHING SOBRE AS CARACTERÍSTICAS QUÍMICAS DO SOLO - MICRONUTRIENTES. 6ª Jornada Científica e Tecnológica e 3º Simpósio de Pós-Graduação do IFSULDEMINAS 4 de novembro de 2014 5 de novembro de 2014, Pouso Alegre/MG PRODUÇÃO INTEGRADA DE ROSAS NO SUL DE MINAS GERAIS EFEITO

Leia mais

QUALIDADE FISIOLÓGICA DE SEMENTES DE MAMONA (Ricinus communis L.) CULTIVAR NORDESTINA, SOB DIFERENTES CONDIÇÕES DE ARMAZENAMENTO.

QUALIDADE FISIOLÓGICA DE SEMENTES DE MAMONA (Ricinus communis L.) CULTIVAR NORDESTINA, SOB DIFERENTES CONDIÇÕES DE ARMAZENAMENTO. QUALIDADE FISIOLÓGICA DE SEMENTES DE MAMONA (Ricinus communis L.) CULTIVAR NORDESTINA, SOB DIFERENTES CONDIÇÕES DE ARMAZENAMENTO. Andréa dos Santos Oliveira, Renata Silva-Mann, Michelle da Fonseca Santos,

Leia mais

8º Congresso Brasileiro de Algodão & I Cotton Expo 2011, São Paulo, SP 2011 Página 888

8º Congresso Brasileiro de Algodão & I Cotton Expo 2011, São Paulo, SP 2011 Página 888 Página 888 DESENVOLVIENTO VEGETATIVO DO ALGODOEIRO EM RESPOSTA A UTILIZAÇÃO DE DOSES E FONTES NITROGENADAS Leandro Borges Rissatti 1, Janaina Fabris Marinho 2 ; Samuel Ferrari 3 ; Enes Furlani Júnior 4,

Leia mais

DESEMPENHO DE NOVAS CULTIVARES DE CICLO PRECOCE DE MILHO EM SANTA MARIA 1

DESEMPENHO DE NOVAS CULTIVARES DE CICLO PRECOCE DE MILHO EM SANTA MARIA 1 DESEMPENHO DE NOVAS CULTIVARES DE CICLO PRECOCE DE MILHO EM SANTA MARIA 1 TOEBE, Marcos 2 ; CARGNELUTTI FILHO, Alberto 3 ; SILVEIRA, Tatiani Reis da 2 ; CASAROTTO, Gabriele 4 ; SCHWANTES, Ismael Albino

Leia mais

QUALIDADE DA FIBRA EM FUNÇÃO DE DIFERENTES FORMAS DE PLANTIO DA SEMENTE DE ALGODÃO LINTADA, DESLINTADA E DESLINTADA E TRATADA *

QUALIDADE DA FIBRA EM FUNÇÃO DE DIFERENTES FORMAS DE PLANTIO DA SEMENTE DE ALGODÃO LINTADA, DESLINTADA E DESLINTADA E TRATADA * QUALIDADE DA FIBRA EM FUNÇÃO DE DIFERENTES FORMAS DE PLANTIO DA SEMENTE DE ALGODÃO LINTADA, DESLINTADA E DESLINTADA E TRATADA * Tarcísio Marcos de Souza Gondim 1, Odilon Reny Ribeiro Ferreira da Silva

Leia mais

RESPIRAÇÃO MICROBIANA NO SOLO CONTENDO TORTA DE MAMONA EM FUNÇÃO DA VARIAÇÃO DA UMIDADE. Algodão,

RESPIRAÇÃO MICROBIANA NO SOLO CONTENDO TORTA DE MAMONA EM FUNÇÃO DA VARIAÇÃO DA UMIDADE. Algodão, RESPIRAÇÃO MICROBIANA NO SOLO CONTENDO TORTA DE MAMONA EM FUNÇÃO DA VARIAÇÃO DA UMIDADE Maria José Vieira Tavares 1, Joab Josemar Vitor Ribeiro do Nascimento 2, Liv Soares Severino 3, Ricardo Pereira Veras

Leia mais

LIXIVIAÇÃO DE CÁLCIO E MAGNÉSIO EM SOLO SOB IRRIGAÇÃO COM ÁGUA SALINA EM AMBIENTE PROTEGIDO

LIXIVIAÇÃO DE CÁLCIO E MAGNÉSIO EM SOLO SOB IRRIGAÇÃO COM ÁGUA SALINA EM AMBIENTE PROTEGIDO LIXIVIAÇÃO DE CÁLCIO E MAGNÉSIO EM SOLO SOB IRRIGAÇÃO COM ÁGUA SALINA EM AMBIENTE PROTEGIDO Antonia Isabela Soares Ximenes 1, Ademir Silva Menezes 2, Yasmin Sabino Nepomuceno Barrozo 1, Maria Cristina

Leia mais

VII Semana de Ciência Tecnologia IFMG campus

VII Semana de Ciência Tecnologia IFMG campus Avaliação do efeito do corretivo líquido sobre o ph, Ca 2+, Mg 2+, porcentagem de saturação por bases (V) e alumínio (m) em um Latossolo Vermelho distroférrico André Luís Xavier Souza 1 ; Fernando Carvalho

Leia mais

Enriquecimento de substrato com adubação NPK para produção de mudas de alface

Enriquecimento de substrato com adubação NPK para produção de mudas de alface Enriquecimento de substrato com adubação NPK para produção de mudas de alface Paulo Ricardo Cambraia (1) ; Sheila Isabel do Carmo Pinto (2) (1) Estudante de Agronomia do IFMG-Bambuí. (2) Professor Orientador

Leia mais

Desempenho da Biomassa das Plantas de Cobertura de Verão na Supressão de Plantas Espontâneas

Desempenho da Biomassa das Plantas de Cobertura de Verão na Supressão de Plantas Espontâneas Desempenho da Biomassa das Plantas de Cobertura de Verão na Supressão de Plantas Espontâneas The Effects of Summer Cover Crops Biomass on the Suppression of Weeds GOULART, Pedro. IFET-RP, plgol21@yahoo.com.br;

Leia mais

MARIA ÂNGELA DIAS GOMES

MARIA ÂNGELA DIAS GOMES MARIA ÂNGELA DIAS GOMES PROPRIEDADES FÍSICO-QUÍMICAS DA ÁGUA ÁCIDA TRATADA COM ALTAS DILUIÇÕES DE ALUMINA E CALCÁRIA CARBÔNICA E RELAÇÕES COM HOMEOPATIA E HORMESE Dissertação apresentada à Universidade

Leia mais

Enriquecimento de substrato com adubação NPK para produção de mudas de tomate

Enriquecimento de substrato com adubação NPK para produção de mudas de tomate Enriquecimento de substrato com adubação NPK para produção de mudas de tomate Paulo Ricardo Cambraia (1) ; Sheila Isabel do Carmo Pinto (2) (1) Estudante de Agronomia do IFMG-Bambuí. (2) Professor Orientador

Leia mais

Concentração de nutrientes e crescimento de mudas de tomateiro produzidas em sistema flutuante com biofertilização.

Concentração de nutrientes e crescimento de mudas de tomateiro produzidas em sistema flutuante com biofertilização. Concentração de nutrientes e crescimento de mudas de tomateiro produzidas em sistema flutuante com biofertilização. Tatiana da S. Duarte 1 ; Àguida G. Paglia 2 ; Cristiane B. Aldrighi 2 ; Roberta M. N.

Leia mais

Produção de Mudas de Pepino e Tomate Utilizando Diferentes Doses de Adubo Foliar Bioplus.

Produção de Mudas de Pepino e Tomate Utilizando Diferentes Doses de Adubo Foliar Bioplus. Produção de Mudas de Pepino e Tomate Utilizando Diferentes de Adubo Foliar Bioplus. Luiz Antonio Augusto Gomes 1 ; Renata Rodrigues Silva 1 ; João Aguilar Massaroto 1. 1 Universidade Federal de Lavras

Leia mais

Alessandra Gomes Saraiva 2, Elusa Abib Grassi 2, Marianne de Oliveira Kellermann 2, Henrique Deves Lazzari 2 e Patrícia Gomes 3 RESUMO ABSTRACT

Alessandra Gomes Saraiva 2, Elusa Abib Grassi 2, Marianne de Oliveira Kellermann 2, Henrique Deves Lazzari 2 e Patrícia Gomes 3 RESUMO ABSTRACT Disc. Scientia. Série: Ciências da Saúde, Santa Maria, v. 13, n. 1, p. 41-50, 2012. Recebido em: 10.04.2012. Aprovado em: 12.07.2012. ISSN 21773335 ANÁLISE DAS VARIÁVEIS DE PROCESSO PARA IMPREGNAÇÃO EM

Leia mais

18 PRODUTIVIDADE DA SOJA EM FUNÇÃO DA

18 PRODUTIVIDADE DA SOJA EM FUNÇÃO DA 18 PRODUTIVIDADE DA SOJA EM FUNÇÃO DA APLICAÇÃO DE MACRONUTRIENTES EM PÓS- EMERGÊNCIA DA CULTURA O objetivo neste trabalho foi avaliar a aplicação de macronutrientes de diversas fontes e épocas de aplicação

Leia mais

Uso de fertilizante na semente do trigo

Uso de fertilizante na semente do trigo Trabalho de conclusão de curso Uso de fertilizante na semente do trigo Acadêmica: Andréia Moretto Sandri Orientadora: Drª. Ana Paula Morais Mourão Simonetti *O trigo (Triticum aestivum L.) é uma planta

Leia mais

DESENVOLVIMENTO DE MUDAS DE FLORESTAIS USANDO COMPOSTO ORGÂNICO

DESENVOLVIMENTO DE MUDAS DE FLORESTAIS USANDO COMPOSTO ORGÂNICO DESENVOLVIMENTO DE MUDAS DE FLORESTAIS USANDO COMPOSTO ORGÂNICO Suayra Marta Gomes de Almeida 1, Maria Tereza Cristina do Nascimento 1, Rodolpho Gomes Martins 1, Joelma Sales dos Santos 1 1 Universidade

Leia mais

Cultivo de coffea canephora conduzido com arqueamento de Plantas jovens em Condição de sequeiro e irrigado

Cultivo de coffea canephora conduzido com arqueamento de Plantas jovens em Condição de sequeiro e irrigado Cultivo de coffea canephora conduzido com arqueamento de Plantas jovens em Condição de sequeiro e irrigado VIII Simpósio de Pesquisa dos Cafés do Brasil Salvador, BA - 26/11/2013 Aymbiré Francisco Almeida

Leia mais

Manejo de água em cultivo orgânico de banana nanica

Manejo de água em cultivo orgânico de banana nanica Manejo de água em cultivo orgânico de banana nanica Water management in organic cultivation of banana nanica PINTO, José Maria. Embrapa Semiárido, Petrolina, PE, jmpinto@cpatsa.embrapa.br; GALGARO, Marcelo.

Leia mais

AVALIAÇÃO DE DIFERENTES FONTES DE MATÉRIA ORGÂNICA NA COMPOSIÇÃO QUÍMICA DE VERMICOMPOSTO RESUMO

AVALIAÇÃO DE DIFERENTES FONTES DE MATÉRIA ORGÂNICA NA COMPOSIÇÃO QUÍMICA DE VERMICOMPOSTO RESUMO 6ª Jornada Científica e Tecnológica e 3º Simpósio de Pós-Graduação do IFSULDEMINAS 04 e 05 de novembro de 2014, Pouso Alegre/MG AVALIAÇÃO DE DIFERENTES FONTES DE MATÉRIA ORGÂNICA NA COMPOSIÇÃO QUÍMICA

Leia mais

DESEMPENHO DE UMA SEMEADORA-ADUBADORA UTILIZANDO UM SISTEMA DE DEPOSIÇÃO DE SEMENTES POR FITA.

DESEMPENHO DE UMA SEMEADORA-ADUBADORA UTILIZANDO UM SISTEMA DE DEPOSIÇÃO DE SEMENTES POR FITA. 6ª Jornada Científica e Tecnológica e 3º Simpósio de Pós-Graduação do IFSULDEMINAS 04 e 05 de novembro de 2014, Pouso Alegre/MG DESEMPENHO DE UMA SEMEADORA-ADUBADORA UTILIZANDO UM SISTEMA DE DEPOSIÇÃO

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÂNDIA INSTITUTO DE CIÊNCIAS AGRÁRIAS CURSO DE AGRONOMIA

UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÂNDIA INSTITUTO DE CIÊNCIAS AGRÁRIAS CURSO DE AGRONOMIA UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÂNDIA INSTITUTO DE CIÊNCIAS AGRÁRIAS CURSO DE AGRONOMIA BIORREGULADORES NO TRATAMENTO DE SEMENTES DE SORGO E MILHO Uberlândia 2015 RENAN DE SOUZA MARTINS BIORREGULADORES NO

Leia mais

XIX CONGRESSO DE PÓS-GRADUAÇÃO DA UFLA 27 de setembro a 01 de outubro de 2010

XIX CONGRESSO DE PÓS-GRADUAÇÃO DA UFLA 27 de setembro a 01 de outubro de 2010 DESEMPENHO DE SEMENTES DE ARROZ IRRIGADO PRODUZIDAS EM LEOPOLDINA COM DIFERENTES DOSES DE SILÍCIO BRUNO OLIVEIRA CARVALHO 1, ANTÔNIO RODRIGUES VIEIRA 2, JOÃO ALMIR OLIVEIRA 3, RENATO MENDES GUIMARÃES 4,

Leia mais

CRESCIMENTO INICIAL DO SORGO (Sorghum bicolor) SUBMETIDO A DIFERENTES PROPORÇÕES DE COMPOSTO ORGÂNICO. Apresentado no

CRESCIMENTO INICIAL DO SORGO (Sorghum bicolor) SUBMETIDO A DIFERENTES PROPORÇÕES DE COMPOSTO ORGÂNICO. Apresentado no Congresso Técnico Científico da Engenharia e da Agronomia CONTECC 2016 Rafain Palace Hotel & Convention Center- Foz do Iguaçu -PR 29 de agosto a 1 de setembro de 2016 CRESCIMENTO INICIAL DO SORGO (Sorghum

Leia mais

EFEITOS DA FERTILIZAÇÃO COM NITROGÊNIO E POTÁSSIO FOLIAR NO DESENVOLVIMENTO DO FEIJOEIRO NO MUNICÍPIO DE INCONFIDENTES- MG.

EFEITOS DA FERTILIZAÇÃO COM NITROGÊNIO E POTÁSSIO FOLIAR NO DESENVOLVIMENTO DO FEIJOEIRO NO MUNICÍPIO DE INCONFIDENTES- MG. EFEITOS DA FERTILIZAÇÃO COM NITROGÊNIO E POTÁSSIO FOLIAR NO DESENVOLVIMENTO DO FEIJOEIRO NO MUNICÍPIO DE INCONFIDENTES- MG. Vinícius P. CAMPAGNOLI 1 ; Marcus Vinicius S. TAVARES 1 ; Cleber K. de SOUZA

Leia mais