Informação Comercial Preçário Certificados Digitais e Time-Stamping

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Informação Comercial Preçário Certificados Digitais e Time-Stamping"

Transcrição

1 Informação Comercial Preçário Certificados Digitais e Time-Stamping

2 Identificador do documento: MULTICERT_EM.DGN_39.2_0001_pt.odt Palavras-chave: Preço, Certificados, Time-Stamping Tipologia documental: Preçário Título: Informação Comercial Preçário Certificados Digitais e Time-Stamping Língua original: Português Língua de publicação: Português Data: 27/09/2012 Versão atual: 2.0 Número total de páginas: 19 Responsável: Jaquelina Esteves Telefone: Fax: Autoria: Jaquelina Verificação: Jaquelina Esteves Aprovação: Jaquelina Esteves Data: dd/mm/yyyy Data: dd/mm/yyyy Data: dd/mm/yyyy Lista de Acessos Nível de Acesso Identificação Organização Propriedade Propriedade Propriedade Propriedade Propriedade Propriedade Histórico de Versões Nº de Versão Data Detalhes Autor(es) Primeira versão Jaquelina Esteves Final Jaquelina Esteves Documentos Relacionados ID Documento Título Autor(es) Propriedade Propriedade Propriedade Apêndices ID Documento Título Autor(es) Propriedade Propriedade Propriedade Propriedade Propriedade Propriedade Aviso Legal Copyright MULTICERT Serviços de Certificação eletrónica, S.A. (MULTICERT) Todos os direitos reservados: a MULTICERT detém todos os direitos de propriedade intelectual sobre o conteúdo do presente documento ou foi devidamente autorizada a os utilizar. As marcas constantes deste documento são utilizadas apenas para identificar produtos e serviços e encontram-se sujeitas às regras de protecção legalmente previstas. Nenhuma parte deste documento poderá ser fotocopiada, reproduzida, guardada, traduzida ou transmitida a terceiros, seja por que meio, sem o consentimento prévio por escrito da MULTICERT. Igualmente, o Cliente deverá garantir que não utilizará fora do âmbito do projecto ou transmitirá a terceiras entidades o know-how e as metodologias de trabalho apresentadas pela MULTICERT. Confidencialidade As informações contidas em todas as páginas deste documento, incluindo conceitos organizacionais, constituem informações sigilosas comerciais ou financeiras e confidenciais ou privilegiadas e são propriedade da MULTICERT. São fornecidas ao Cliente de forma fiduciária, com o conhecimento de que não serão utilizadas nem divulgadas, sem autorização da MULTICERT, para outros fins que não os do projecto e nos termos que venham a ser definidos no projecto final. O cliente poderá permitir a determinados colaboradores, consultores e agentes que tenham necessidade de conhecer o conteúdo deste documento, ter acesso a este conteúdo, mas tomará as devidas providências para garantir que as referidas pessoas e entidades se encontram obrigados pela obrigação do cliente a mantê-lo confidencial. As referidas restrições não limitam o direito de utilização ou divulgação das informações constantes do presente documento por parte do Cliente, quando obtidos por outra fonte não sujeita a reservas ou que previamente ao seu fornecimento, já tenha sido legitimamente divulgada por terceiros. MULTICERT, Serviços de Certificação eletrónica, S.A., Estr. Casal do Canas, Lote 6 Alfragide Amadora, Portugal Telefone: Facsimile:

3 1. SUMÁRIO 1. Sumário Introdução Objetivos Público-Alvo Estrutura do Documento Certificados Digitais Qualificados (CDQ) Principais características Preços para Emissão de Certificados Digitais Qualificados Certificado Digital Qualificado Individual Particular ou Profissional Certificado Digital Qualificado Qualidade Particular ou Profissional Certificado Digital Qualificado Efeitos de Representação da Pessoa Coletiva Preços para Renovação de Certificados Digitais Qualificados Certificado Digital Qualificado Individual Particular ou Profissional Certificado Digital Qualificado Qualidade Particular ou Profissional Certificado Digital Qualificado Efeitos de Representação da Pessoa Coletiva Certificados Digitais Avançados Certificado Digital Avançado Particular ou Profissional Certificado Digital Avançado Particular ou Profissional em Mini-CD Certificado Digital Avançado Particular ou Profissional em Smartcard Certificado Digital Avançado Particular ou Profissional em Token USB Certificado de Aplicação e CodeSigning Certificado de Aplicação e CodeSigning em Mini-CD e Download Certificado de Servidor Web Certificado de Servidor Web por Download Forma de expedição e Valores para emissão normal e urgente Tipo de emissão Emissão Normal Expedição para o estrangeiro Urgente Reenvio dos Tokens USB Outros produtos associados Leitores de Smartcards Desconto adicional para parceiros certificados digitais Validação Cronológica Contactos Conclusão...19 Copyright MULTICERT S.A. Todos os direitos reservados. - Página 3 de 19 -

4 2. INTRODUÇÃO 2.1. Objetivos Este documento apresenta uma breve descrição de alguns dos produtos comercializados pela MULTICERT, bem como os respetivos preços (P.V.P. e preço para Comercial MULTICERT). Pode ser utilizado para informação interna ou apresentação a Clientes e s Público-Alvo Este documento deve ser lido por Colaboradores da MULTICERT, da área da Gestão de Negócio, potenciais e atuais Clientes e s Comerciais Estrutura do Documento Este documento encontra-se estruturado em 2 partes essenciais: breve caracterização dos produtos, preços e condições de venda associadas. Copyright MULTICERT S.A. Todos os direitos reservados. - Página 4 de 19 -

5 3. CERTIFICADOS DIGITAIS QUALIFICADOS (CDQ) 3.1. Principais características Certificado emitido por entidade certificadora que reúne os requisitos de exercício de atividade referidos na legislação (arts. 24º, 25º, 26º e 27º do DL 62/2003); Certificado emitido por entidade certificação credenciada e fiscalizada pela Autoridade Credenciadora (GNS Gabinete Nacional de Segurança); A assinatura eletrónica qualificada satisfaz as exigências de segurança idênticas às da assinatura digital com duas características adicionais importantes: baseadas num certificado qualificado e, criadas através de um dispositivo seguro de criação de assinatura (Smartcard ou Token USB). Em especial, de acordo com o artº 7º do DL 62/2003, a aposição de uma assinatura eletrónica qualificada a um documento eletrónico equivale à assinatura autógrafa dos documentos com forma escrita sobre suporte de papel e cria a presunção de que: A pessoa que apôs a assinatura eletrónica qualificada é a titular desta; A assinatura eletrónica qualificada foi aposta com a intenção de assinar o documento eletrónico; O documento eletrónico não sofreu alteração desde que lhe foi aposta a assinatura eletrónica qualificada. A aposição de assinatura eletrónica qualificada substitui, para todos os efeitos legais, a aposição de selos, carimbos, marcas ou outros sinais identificadores do seu titular. Em especial, de acordo com o artº 3º do DL 62/2003: Quando lhe seja aposta uma assinatura eletrónica qualificada certificada por uma entidade certificadora credenciada, o documento eletrónico tem a força probatória de documento particular assinado, nos termos do artigo 376.o do Código Civil. Quando lhe seja aposta uma assinatura eletrónica qualificada certificada por uma entidade certificadora credenciada, o documento eletrónico cujo conteúdo não seja suscetível de representação como declaração escrita tem a força probatória prevista no artigo 368.o do Código Civil e no artigo 167.o do Código de Processo Penal. O valor probatório dos documentos eletrónicos aos quais não seja aposta uma assinatura eletrónica qualificada certificada por entidade certificadora credenciada é apreciado nos termos gerais de direito. Copyright MULTICERT S.A. Todos os direitos reservados. - Página 5 de 19 -

6 Em especial, de acordo com o artº 5º do DL 62/2003: Os organismos públicos podem emitir documentos eletrónicos com assinatura eletrónica qualificada aposta em conformidade com as normas do presente diploma. Nas operações relativas à criação, emissão, arquivo, reprodução, cópia e transmissão de documentos eletrónicos que formalizem atos administrativos através de sistemas informáticos, incluindo a sua transmissão por meios de telecomunicações, os dados relativos ao organismo interessado e à pessoa que tenha praticado cada ato administrativo devem ser indicados de forma a torná-los facilmente identificáveis e a comprovar a função ou cargo desempenhado pela pessoa signatária de cada documento. Os Certificados Digitais Qualificados (CDQ emitidos pela MULTICERT: Estão de acordo com a legislação em vigor (Decreto-Lei n.º 62/2003 e Decreto- Regulamentar nº 25/2004); Permitem a assinatura qualificada com todo o valor probatório legal; São fornecidos em dispositivo seguro de criação de assinatura (Smartcards ou Token USB) de acordo com as melhores práticas e garantias de segurança; Os Smartcards ou Token USB são personalizados fisicamente com os dados do titular; O PIN é enviado em Carta de PIN de forma segura; O Smartcard ou Token USB é fornecido de modo a ser possível efetuar a autenticação do titular do certificado (por omissão, através de correio registado pessoal) Chaves de 2048 bit Podem ser utilizados nas Plataformas Eletrónicas de Contratação Pública (Portaria 701-G/2008); Podem ser utilizados sempre que seja exigido uma assinatura qualificada ou avançada Preços para Emissão de Certificados Digitais Qualificados Certificado Digital Qualificado Individual Particular ou Profissional Este tipo de certificado não permite incluir os poderes de representação e/ou a qualidade detidas pelo titular do certificado. Apenas é permitido identificar a entidade empregadora, quando for requerido. Para tal, é necessário fornecer documento comprovativo original emitido pela entidade empregadora. 1 Ano 105,00 18% 86,10 2 Anos 182,70 25% 137,03 3 Anos 259,60 30% 181,72 Nota: O desconto indicado já inclui o desconto indicado na cláusula 9ª e a compensação indicada na cláusula 5ª do Contrato Copyright MULTICERT S.A. Todos os direitos reservados. - Página 6 de 19 -

7 de Distribuição Autorizada Certificado Digital Qualificado Qualidade Particular ou Profissional Este tipo de certificado permite incluir a Qualidade em que o titular do certificado vai assinar documentos e/ou autenticarse perante terceiras entidades. Para tal, é necessário fornecer comprovativo original da função, título ou cargo desempenhado pelo titular do certificado. Este comprovativo poderá ser fornecido por quem legalmente poder indicar a função, título ou cargo (por exemplo, Empresa, Universidade, Ordem, etc.). 1 Ano 115,00 18% 94,30 2 Anos 195,30 25% 146,48 3 Anos 277,30 30% 194,11 Nota: O desconto indicado já inclui o desconto indicado na cláusula 9ª e a compensação indicada na cláusula 5ª do Contrato de Distribuição Autorizada Certificado Digital Qualificado Efeitos de Representação da Pessoa Coletiva São certificados que permitem incluir os poderes de representação detidos pelo titular do certificado, relevantes para a assinatura de documentos e/ou autenticação perante terceiras entidades em representação da pessoa coletiva 1 Ano 130,20 18% 106,76 2 Anos 227,90 25% 170,93 3 Anos 326,25 30% 228,38 Nota: O desconto indicado já inclui o desconto indicado na clausula 9ª e a compensação indicada na clausula 5ª do Contrato de Distribuição Autorizada. Copyright MULTICERT S.A. Todos os direitos reservados. - Página 7 de 19 -

8 3.3. Preços para Renovação de Certificados Digitais Qualificados Apesar de, atualmente, o processo de emissão de Certificado Digital Qualificado não permitir a renovação automática, a MULTICERT define valores distintos para Clientes que continuamente solicitam o seu CDQ à MULTICERT, criando assim o conceito de renovação. Para os pedidos de certificados em Smartcard os valores de renovação não incluem os leitores Certificado Digital Qualificado Individual Particular ou Profissional 1 Ano 90,83 18% 74,48 2 Anos 168,08 25% 126,06 3 Anos 245,32 30% 171, Certificado Digital Qualificado Qualidade Particular ou Profissional 1 Ano 99,48 18% 81,57 2 Anos 179,68 25% 134,76 3 Anos 250,43 30% 175, Certificado Digital Qualificado Efeitos de Representação da Pessoa Coletiva 1 Ano 112,62 18% 92,35 2 Anos 209,67 25% 157,25 3 Anos 308,31 30% 215,82 Copyright MULTICERT S.A. Todos os direitos reservados. - Página 8 de 19 -

9 4. CERTIFICADOS DIGITAIS AVANÇADOS 4.1. Certificado Digital Avançado Particular ou Profissional Através do Certificado Digital Avançado (CDA) - Particular ou Profissional - é possível representar a Entidade Requerente (ER) onde o titular exerce funções e proceder, dentro das mesmas, à assinatura eletrónica de documentos e de correio eletrónico, conferindo-lhes o valor legal de um documento manuscrito assinado. Poderá também identificar-se perante servidores e/ou serviços, trocar correio eletrónico com confidencialidades e cifrar documentos. Estas, entre muitas funcionalidades, garantem a autenticidade, a integridade, o não repúdio e a confidencialidade das transações eletrónicas efetuadas. Assinatura eletrónica de documentos conferindo aos mesmos o valor legal equivalente a uma assinatura manuscrita em papel; Identificação eletrónica segura e unívoca de uma pessoa; Autenticação eletrónica segura; Cifra de documentos eletrónicos ou de correio eletrónico para o titular; Integridade de documentos eletrónicos ou correio eletrónico; Permite identificar o endereço de correio eletrónico do seu titular; Permite a identificação e a realização de autenticação segura perante servidores Web; É integrável e reconhecido automaticamente pelos principais browsers e aplicações de correio eletrónico Certificado Digital Avançado Particular ou Profissional em Mini-CD 1 Ano 34,50 16% 28,98 2 Anos 62,10 18% 50,92 3 Anos 89,70 25% 67,28 Copyright MULTICERT S.A. Todos os direitos reservados. - Página 9 de 19 -

10 Nota: O desconto indicado já inclui o desconto indicado na clausula 9ª e a compensação indicada na clausula 5ª do Contrato de Distribuição Autorizada Certificado Digital Avançado Particular ou Profissional em Smartcard 1 Ano 54,50 16% 45,78 2 Anos 98,10 18% 80,44 3 Anos 141,70 25% 106,28 Notas: O desconto indicado já inclui o desconto indicado na cláusula 9ª e a compensação indicada na cláusula 5ª do Contrato de Distribuição Autorizada. A opção pelo Smartcard implica o pagamento do leitor (consultar valores no ponto 6.1 deste documento) Certificado Digital Avançado Particular ou Profissional em Token USB 1 Ano 65,50 16% 55,02 2 Anos 116,10 18% 95,20 3 Anos 167,60 25% 125,70 Nota: O desconto indicado já inclui o desconto indicado na cláusula 9ª e a compensação indicada na clausula 5ª do Contrato de Distribuição Autorizada Certificado de Aplicação e CodeSigning A MULTICERT disponibiliza uma gama adicional de certificados específicos para aplicações e serviços que requerem explicitamente alguma informação adicional. Incluem-se certificados para VPNs, certificados para redes e para dispositivos móveis e wireless, certificados especiais para serviços financeiros, serviços C2B, B2B, C2A, B2A, A2A, entre muitos outros que a MULTICERT está disponível para conceber à medida. Os Certificados de Aplicação são também utilizados em plataformas de Fatura eletrónica. Os certificados de Codesigning permitem a assinatura de código de aplicações informáticas (objetos de software), macros, device drivers, imagens de firmware, ficheiros de configuração e outros tipos de conteúdos, reconhecidos automaticamente pelos principais browsers e de fácil integração com os mecanismos de segurança das mais conhecidas linguagens de programação. Copyright MULTICERT S.A. Todos os direitos reservados. - Página 10 de 19 -

11 Certificado de Aplicação e CodeSigning em Mini-CD e Download 1 Ano 145,00 18% 118,90 2 Anos 245,00 25% 183,75 3 Anos 367,50 30% 257,25 Nota: O desconto indicado já inclui o desconto indicado na cláusula 9ª e a compensação indicada na cláusula 5ª do Contrato de Distribuição Autorizada Certificado de Servidor Web Com o Certificado Digital de Servidor Web (CDSW), o seu servidor estabelecerá ligações seguras com os seus clientes, garantindo a autenticidade do seu domínio WEB e que o mesmo é pertença da sua empresa (designada por Entidade Requerente). Permitindo estabelecer canais seguros cifrados SSL/HTTPS de 128 bits entre o servidor e cada um dos clientes, toda a informação trocada de forma eletrónica apenas será decifrada por estes. Se pretender, poderá ainda restringir o acesso a clientes que detenham um Certificado Digital Individual, garantindo assim exclusividade de uso do servidor a entidades devidamente identificadas. Conjuntamente com a emissão do CDSW, a MULTICERT emitirá um selo de validação, para colocar nas páginas do mesmo, que identificará o seu servidor como seguro e procederá a uma análise de eventuais vulnerabilidades do mesmo. A MULTICERT emite certificados com Múltiplos SAN (Subjective Alternative Name). Este certificado permite identificar e proteger vários domínios com o mesmo certificado. Para tal, no pedido do certificado deverá identificar os domínios a certificar Certificado de Servidor Web por Download Valores 1 dominio Até 4 SAN Até 7 SAN 1 Ano 150,00 410,00 590,00 2 Anos 265,00 765,00 1,125,00 3 Anos 420, ,00 1,735,00 Copyright MULTICERT S.A. Todos os direitos reservados. - Página 11 de 19 -

12 Valores com desconto parceiro Desconto 1 dominio Até 4 SAN Até 7 SAN 1 Ano 18% 123,00 336,20 483,80 2 Anos 25% 198,75 573,75 843,75 3 Anos 30% 294,00 826, ,50 Nota: O desconto indicado já inclui o desconto na cláusula 9ª e a compensação referida na cláusula 5ª do Contrato de Distribuição Autorizada. Copyright MULTICERT S.A. Todos os direitos reservados. - Página 12 de 19 -

13 5. FORMA DE EXPEDIÇÃO E VALORES PARA EMISSÃO NORMAL E URGENTE 5.1. Tipo de emissão Emissão Normal A emissão do certificado é efetuada no período de dois dias úteis, após a receção e validação da documentação (em média, estima-se que o período de validação não ultrapasse os dois dias úteis). A carta de PIN e o dispositivo seguro de criação de assinatura são enviados por Registo Pessoal diretamente ao titular. Por motivos de segurança, a carta de PIN é expedida com uma separação de 3 dias úteis do suporte criptográfico. Caso não existam quaisquer atrasos por parte dos CTT, são estimados 5 dias úteis para a receção do certificado, após a sua emissão. É estimado que o envio da carta de PIN e do dispositivo seguro para a Madeira e Açores demore cerca de 8 dias úteis após a sua emissão (caso não existam quaisquer atrasos por parte dos CTT). Caso a documentação seja enviada para as instalações de Lisboa, o processo de emissão de certificado poderá sofrer um atraso até 4 dias úteis. O valor para este tipo de envio já está incluído no preço do certificado Expedição para o estrangeiro A carta de PIN e o dispositivo seguro de criação de assinatura são enviados por Registo Pessoal diretamente ao titular. Por motivos de segurança, a carta de PIN é expedida com uma separação de 3 dias úteis do suporte criptográfico. Caso não existam quaisquer atrasos por parte dos CTT, são estimados 10 dias úteis para a receção do certificado, após a sua emissão. O da MULTICERT é de 50,00 e para os parceiros é de 40,00 (valores já com IVA à taxa em vigor). Copyright MULTICERT S.A. Todos os direitos reservados. - Página 13 de 19 -

14 Urgente A MULTICERT permite ainda a emissão de CDQs com carácter urgente, no prazo de 24 horas (de segunda a sexta-feira, excluindo feriados e fim-de-semana) e após receção e validação da documentação, mediante o pagamento de uma taxa de urgência. Estes certificados com carácter de urgente têm de ser levantados pelo titular nas instalações de Lisboa ou nas instalações do Porto, sendo que em Lisboa apenas podem ser levantados certificados qualificados urgentes em Token USB. O levantamento presencial de certificados poderá ser efetuado por um terceiro, desde que se faça acompanhar de uma declaração autenticada pelo notário, advogado ou solicitador. O da MULTICERT é de 65,00 e para o parceiro é de 50,00, valores já com IVA à taxa em vigor Reenvio dos Tokens USB Caso seja necessário reenviar o Token USB para o cliente este serviço tem um custo de 10,00 (valor já com IVA), tanto para a MULTICERT como para o parceiro. Copyright MULTICERT S.A. Todos os direitos reservados. - Página 14 de 19 -

15 6. OUTROS PRODUTOS ASSOCIADOS 6.1. Leitores de Smartcards A MULTICERT comercializa os leitores de Smartcards de modo unitário pelo valor de 27,27, acrescendo a taxa do IVA em vigor. A expedição dos leitores pelos CTT até 5 unidades tem um custo acrescido de 10,00 (despesas de envio). Copyright MULTICERT S.A. Todos os direitos reservados. - Página 15 de 19 -

16 7. DESCONTO ADICIONAL PARA PARCEIROS CERTIFICADOS DIGITAIS A MULTICERT quer fomentar a venda dos seus certificados (qualificados e/ou avançados) através dos seus parceiros, pelo que para além dos descontos imediatos indicados neste precário, pratica um desconto adicional de quantidade, consoante o número de certificados vendidos por cada parceiro em cada mês. Nº certificados vendidos mensalmente Desconto adicional sobre o preço sem IVA De 1 a 80 0,00% De 81 a 400 3,00% De 401 a 800 6,50% De 801a ,50% De a 4,000 15,00% Acima dos ,00% Copyright MULTICERT S.A. Todos os direitos reservados. - Página 16 de 19 -

17 8. VALIDAÇÃO CRONOLÓGICA Um documento eletrónico carece da assinatura eletrónica para se tornar idóneo e representativo da vontade da pessoa que o assinou. No entanto, para certos efeitos, é também requerida informação sobre o momento temporal no qual o assinante se vinculou aos objetivos do documento. Um ato como um registo carece da identificação de uma data a partir da qual o mesmo passa a ter efeito. A MULTICERT disponibiliza um serviço de selo temporal que pode gerar evidências aceites pela legislação Portuguesa e pelos países da União Europeia sobre a existência de um documento assinado eletronicamente num determinado momento. Após a assinatura eletrónica de um documento, pode ser solicitada uma prova escrita e assinada à MULTICERT que inclui uma representação única do documento e a hora legal portuguesa no momento da criação dessa prova. Em qualquer momento posterior, esta prova escrita atesta a existência do documento assinado num dado momento, fazendo efeitos legais em qualquer tribunal português. O servidor de selos temporais da MULTICERT utiliza exclusivamente a fonte de hora do Observatório Astronómico de Lisboa, que é o organismo que fornece a hora legal em Portugal. Os selos temporais emitidos pela Entidade emissora de Certificados Qualificados MULTICERT têm um período de validade longo, de pelo menos 5 anos e 9 meses, de maneira a que não seja necessária a sua renovação durante esse espaço de tempo. Assim, também é garantida a preservação digital de assinaturas eletrónicas feitas sobre dados submetidos para aposição do selo temporal, durante o mesmo período de tempo. O serviço de validação cronológica será fornecido ao, como prestação de serviços, com o seguinte preçário, que varia em função do consumo: Lotes Quantidade de selos Mensalidade (sem IVA) Lote selos 400,00 Lote selos 1.500,00 Lote selos 2.000,00 Lote selos 2.500,00 O preço por cada selo temporal emitido que exceda o lote mensal adquirido será de 0,15 (quinze cêntimos). Nota: A adesão a este serviço obriga à assinatura de um contrato específico Copyright MULTICERT S.A. Todos os direitos reservados. - Página 17 de 19 -

18 9. CONTACTOS Morada: MULTICERT S.A. Estrada Casal do Canas, Lote 6 Alfragide Amadora PORTUGAL Telefone: Fax: WEB: Copyright MULTICERT S.A. Todos os direitos reservados. - Página 18 de 19 -

19 10. CONCLUSÃO O presente documento teve como objetivo definir os preços a praticar em determinados produtos MULTICERT. Deve ser consultado na relação comercial com os Clientes e Agentes Revendedores Autorizados (s Comerciais). Copyright MULTICERT S.A. Todos os direitos reservados. - Página 19 de 19 -

Certificados Digitais Qualificados. Fevereiro/ 2009

Certificados Digitais Qualificados. Fevereiro/ 2009 Certificados Digitais Qualificados Fevereiro/ 2009 Agenda 1. O que é a Certificação Digital? 2. Certificado digital qualificado - Legislação 3. Certificado digital qualificado MULTICERT 4. Outros serviços

Leia mais

Formação Ordem dos Notários

Formação Ordem dos Notários Formação Ordem dos Notários Principais aspetos relacionados com as obrigações dos Notários como Entidades de Registo e o Processo de Emissão de Certificados Digitais Qualificados Agenda Módulo I 1. Certificação

Leia mais

Declaração de Divulgação de Princípios

Declaração de Divulgação de Princípios Declaração de Divulgação de Princípios Política MULTICERT_PJ.CA3_24.1_0001_pt.doc Identificação do Projecto: 03 Identificação da CA: Nível de Acesso: Público Data: 25/03/2009 Aviso Legal Copyright 2002-2008

Leia mais

Instruções para preenchimento de contratos

Instruções para preenchimento de contratos Instruções para preenchimento de contratos Este documento tem como objetivo esclarecer o correto preenchimento dos contratos de emissão e renovação dos certificados digitais qualificados fornecidos pela

Leia mais

Instruções para preenchimento de contratos

Instruções para preenchimento de contratos Instruções para preenchimento de contratos Este documento tem como objetivo esclarecer o correto preenchimento dos contratos de emissão e renovação dos certificados digitais qualificados fornecidos pela

Leia mais

Instruções para preenchimento de contratos

Instruções para preenchimento de contratos Instruções para preenchimento de contratos Este documento tem como objetivo esclarecer o correto preenchimento dos contratos de emissão e renovação dos certificados digitais qualificados fornecidos pela

Leia mais

Este documento tem como objetivo esclarecer algumas questões colocadas pelos Notários

Este documento tem como objetivo esclarecer algumas questões colocadas pelos Notários Este documento tem como objetivo esclarecer algumas questões colocadas pelos Notários Geral G1. Gostaria de assinar o protocolo com a MULTICERT. O que devo fazer? Lista de Perguntas Com o certificado da

Leia mais

Manual de Integração Básica do Kit de Desenvolvimento do Cartão de Cidadão

Manual de Integração Básica do Kit de Desenvolvimento do Cartão de Cidadão Manual de Integração Básica do Kit de Desenvolvimento do Cartão de Cidadão Manual MULTICERT_PRX.KCC_18.2_0003_pt.pdf Nível de Acesso: Restrito Versão: 1.0 Data: 22/12/2009 Aviso Legal Copyright 2009 Todos

Leia mais

Declaração de Práticas

Declaração de Práticas Declaração de Práticas acingov Registo da revisão Versão Data Responsável Descrição 1.0 24-03-2014 Ricardo Garcês Versão Inicial 2.0 09-10-2014 Ricardo Garcês 3.0 13-10-2014 Ricardo Garcês 4.0 17-10-2014

Leia mais

Os meios de prova a partir da Internet e das redes sociais no processo civil

Os meios de prova a partir da Internet e das redes sociais no processo civil IX Encontro Nacional do Instituto dos Advogados em Prática Individual Gondomar, 20 06 205 Os meios de prova a partir da Internet e das redes sociais no processo civil Joel Timóteo Ramos Pereira Juiz Secretário

Leia mais

CONDIÇÕES GERAIS DE CONTRATAÇÃO E UTILIZAÇÃO DO SERVIÇO FNAC BASIC PRO

CONDIÇÕES GERAIS DE CONTRATAÇÃO E UTILIZAÇÃO DO SERVIÇO FNAC BASIC PRO CONDIÇÕES GERAIS DE CONTRATAÇÃO E UTILIZAÇÃO DO SERVIÇO FNAC BASIC PRO 1. DESCRIÇÃO DO SERVIÇO FNAC BASIC PRO A descrição detalhada do serviço adquirido encontra-se no Anexo 1. O adquirente do Pack deverá

Leia mais

Declaração de Práticas

Declaração de Práticas Declaração de Práticas anogov Plataforma de Compras Públicas Data 28 abril 2015 Empresa Certificada ISO 9001 e ISO 27001 1. REVISÕES DO DOCUMENTO Código Data Responsável Comentário QS-C-0176-V0-IMP 28-04-2015

Leia mais

FAQs Projecto Factura Electrónica Índice

FAQs Projecto Factura Electrónica Índice FAQs Projecto Factura Electrónica Índice 1) O que é a factura electrónica?... 2 2) O que significa a certificação legal nestas facturas?... 2 3) Como se obtém a assinatura digital e que garantias ela nos

Leia mais

DOCUMENTO DE DECLARAÇÃO BÁSICA:

DOCUMENTO DE DECLARAÇÃO BÁSICA: DOCUMENTO DE DECLARAÇÃO BÁSICA: CARACTERÍSTICAS E REQUERIMENTOS Entidade Certificadora Comum do Estado ECCE Entidade Certificadora do CEGER SISTEMA DE CERTIFICAÇÃO ELECTRÓNICA DO ESTADO (SCEE) INFRA-ESTRUTURA

Leia mais

Declaração Básica de Práticas de Certificação da ECAR

Declaração Básica de Práticas de Certificação da ECAR CIRC N.º 001/ECAR/2010 Classificação: Público Versão:2.0 META INFORMAÇÃO DO DOCUMENTO Título Declaração Básica de Práticas de Certificação da ECAR Referência CIRC N.º 001/ECAR/2010 Data 16-02-2011 Classificação

Leia mais

Declaração de Práticas. Plataforma Compras Públicas: ComprasPT

Declaração de Práticas. Plataforma Compras Públicas: ComprasPT Declaração de Práticas Plataforma Compras Públicas: ComprasPT 1. Revisões do Documento Código Data Responsável Comentário QS-C-0177-V0-IMP 28-04-2015 Mário Lourenço Criação do documento 2. Introdução Este

Leia mais

CATÁLOGO DE SERVIÇOS. Consultores Associados de Organizações e Informática, Lda

CATÁLOGO DE SERVIÇOS. Consultores Associados de Organizações e Informática, Lda CATÁLOGO DE SERVIÇOS Consultores Associados de Organizações e Informática, Lda ÍNDICE ÍNDICE 2 HISTÓRICO DE ALTERAÇÕES 2 1 INTRODUÇÃO 3 2 A CASO 4 2.1 Apresentação 4 2.2 Visão, Missão e Valores 4 3 SERVIÇOS

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA. ANEXO l

TERMO DE REFERÊNCIA. ANEXO l TERMO DE REFERÊNCIA ANEXO l 1. OBJETO Aquisição de certificados digitais para pessoa física e jurídica, para servidores WEB, incluindo opcionalmente serviços de validação on site, leitoras, cartões inteligentes

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA. ANEXO l

TERMO DE REFERÊNCIA. ANEXO l TERMO DE REFERÊNCIA ANEXO l 1. OBJETO Aquisição de certificados digitais para pessoa física e jurídica, para servidores WEB, incluindo opcionalmente serviços de validação on site, leitoras, cartões inteligentes

Leia mais

Declaração de Práticas de Certificação da EC de Assinatura Digital Qualificada do Cartão de Cidadão

Declaração de Práticas de Certificação da EC de Assinatura Digital Qualificada do Cartão de Cidadão Declaração de Práticas de Certificação da EC de Assinatura Digital Qualificada do Cartão de Cidadão Políticas MULTICERT_PJ.CC_24.1.1_0002_pt_.doc Identificação do Projecto: Cartão de Cidadão Identificação

Leia mais

A certificação electrónica

A certificação electrónica A certificação electrónica jose.miranda@multicert.com 04 de Novembro 2005 1 AGENDA Desafio dos novos processos electrónicos na Sociedade de Informação Certificação Digital e timestamping: o que é e para

Leia mais

Solução Standard Devolvidos. Apresentação de Solução

Solução Standard Devolvidos. Apresentação de Solução Solução Standard Devolvidos Apresentação de Solução Confidencialidade A informação contida neste documento é propriedade dos CTT e o seu conteúdo é confidencial, não podendo ser reproduzido no todo ou

Leia mais

iportalmais Rua Passos Manuel, n.º 66 / 76 4000-381 Porto - Portugal Telefone: +351225 106 476 Fax: 225 189 722 mail@iportalmais.pt www.iportalmais.pt MULTICERT Estrada Casal de Canas, Lote 6 Alfragide

Leia mais

Serviço Carta-Cheque Fev.2014

Serviço Carta-Cheque Fev.2014 Fev.01 ÍNDICE 1 CARACTERIZAÇÃO DO SERVIÇO COMO FUNCIONA? 5 A O Cheque B As Fases do Serviço OFERTA Millennium bcp 1 PRINCIPAIS VANTAGENS PARA A EMPRESA 17 5 19 NÍVEIS DE SERVIÇO 6 0 PROCESSO DE ADESÃO

Leia mais

TIC.GOV.PT Medida 12 Lisboa, 31 de março de 2015

TIC.GOV.PT Medida 12 Lisboa, 31 de março de 2015 TIC.GOV.PT Medida 12 Lisboa, 31 de março de 2015 AGENDA COLABORAR SIMPLIFICAR INOVAR Cartão de cidadão uma identidade autenticação e assinatura digital um sistema Segurança em cenários de identidade Tendências

Leia mais

DHL EXPRESS PORTUGAL Faturação Eletrónica

DHL EXPRESS PORTUGAL Faturação Eletrónica DHL EXPRESS PORTUGAL Faturação Eletrónica Faturação Eletrónica DHL O que é a Faturação Eletrónica? O serviço de faturação eletrónica da DHL é um método alternativo ao correio e ao fax de receber as suas

Leia mais

A assinatura eletrónica qualificada das propostas e candidaturas apresentadas em procedimentos de contratação pública.

A assinatura eletrónica qualificada das propostas e candidaturas apresentadas em procedimentos de contratação pública. informação técnica Ref.ª Inf-18/2014 16 de maio de 2014 sumário executivo_ A assinatura eletrónica qualificada das propostas e candidaturas apresentadas em procedimentos de contratação pública. Detalhe_

Leia mais

Assinare consiste na oferta de soluções e serviços na área da identificação electrónica.!

Assinare consiste na oferta de soluções e serviços na área da identificação electrónica.! Assinare Apresentação Assinare consiste na oferta de soluções e serviços na área da identificação electrónica. De forma a responder ao ambiente altamente competitivo a que as empresas e organizações hoje

Leia mais

Tema 4a A Segurança na Internet

Tema 4a A Segurança na Internet Tecnologias de Informação Tema 4a A Segurança na Internet 1 Segurança na Internet Segurança Ponto de Vista da Empresa Ponto de vista do utilizador A quem Interessa? Proxy Firewall SSL SET Mecanismos 2

Leia mais

CONDIÇÕES GERAIS DE VENDA. Preâmbulo

CONDIÇÕES GERAIS DE VENDA. Preâmbulo CONDIÇÕES GERAIS DE VENDA Preâmbulo 1.º Estas condições gerais de venda são acordadas entre Betweien, Challenge and Success, Lda., uma sociedade por quotas, com sede no Centro de Escritórios Panoramic,

Leia mais

Setor de cartões de pagamento (PCI) Padrão de segurança de dados Questionário de auto-avaliação A e Atestado de conformidade

Setor de cartões de pagamento (PCI) Padrão de segurança de dados Questionário de auto-avaliação A e Atestado de conformidade Setor de cartões de pagamento (PCI) Padrão de segurança de dados Questionário de auto-avaliação A e Atestado de conformidade Todas as outras funções dos dados do titular do cartão terceirizadas Sem armazenamento

Leia mais

Recursos e Características do icarta

Recursos e Características do icarta x icarta O icarta é uma solução tecnológica desenvolvida para acrescentar as suas mensagens eletrônicas um valor jurídico probante com evidências de rastreabilidade, cronologia e de comprovação da inviolabilidade

Leia mais

Prof. Paulo Barbosa duvidas@paulobarbosa.com.br

Prof. Paulo Barbosa duvidas@paulobarbosa.com.br Prof. Paulo Barbosa duvidas@paulobarbosa.com.br Esse material pode ser denominado Notas de Aulas. Ele não é autodidático, não o utilize como fonte única de consulta para estudos para préconcurso. Use-o

Leia mais

Guia de utilização. Acesso Universal

Guia de utilização. Acesso Universal Guia de utilização Março de 2009 Índice Preâmbulo... 3 Acesso à Plataforma... 4 Área de Trabalho... 5 Apresentar Propostas... 12 Classificar Documentos... 20 Submeter a Proposta... 21 Solicitação de Esclarecimentos/Comunicações...

Leia mais

Serviço de Faturação Eletrónica

Serviço de Faturação Eletrónica E-Invoicing Serviço prestado em acordo de interoperabilidade com a: Nov.2013 Ref. 02.007.14353 ÍNDICE 1 O que é uma Fatura Eletrónica? 3 2 Porquê a Faturação Eletrónica? 4 3 Quais as Vantagens? 7 4 O papel

Leia mais

CONDIÇÕES GERAIS E TERMOS DE UTILIZAÇÃO

CONDIÇÕES GERAIS E TERMOS DE UTILIZAÇÃO CONDIÇÕES GERAIS E TERMOS DE UTILIZAÇÃO Caro(a) Utilizador(a) As presentes condições de uso estabelecem as regras e obrigações para o acesso e utilização do sítio da internet www.rolos.pt, bem como de

Leia mais

www.e-law.net.com.br certificação digital 1 de 5 Introdução

www.e-law.net.com.br certificação digital 1 de 5 Introdução www.e-law.net.com.br certificação digital 1 de 5 Introdução Cada pessoa cria sua assinatura de forma totalmente livre e a utiliza com significado de expressa concordância com os conteúdos dos documentos

Leia mais

Canal Direto. O banco no sistema da sua empresa!

Canal Direto. O banco no sistema da sua empresa! Canal Direto O banco no sistema da sua empresa! ÍNDICE 1. CARACTERIZAÇÃO DO SERVIÇO PÁG. 3 2. FUNCIONALIDADES ATUALMENTE DISPONÍVEIS PÁG. 4 3. VANTAGENS PÁG. 5 4. CUSTOS PÁG. 6 5. ADESÃO PÁG. 7 6. SUBSCRIÇÃO

Leia mais

Eu não sou desorganizado Sei exatamente onde está tudo! Os papéis novos estão em cima e os antigos em baixo.

Eu não sou desorganizado Sei exatamente onde está tudo! Os papéis novos estão em cima e os antigos em baixo. GESTÃO DOCUMENTAL UM DESAFIO? SCh ADMIL Carlos Manuel Beato Amaro Eu não sou desorganizado Sei exatamente onde está tudo! Os papéis novos estão em cima e os antigos em baixo. Vivemos numa sociedade que

Leia mais

Solução de Tratamento de Documentos Contabilísticos. Apresentação de Solução

Solução de Tratamento de Documentos Contabilísticos. Apresentação de Solução Solução de Tratamento de Documentos Contabilísticos Apresentação de Solução Confidencialidade A informação contida neste documento é propriedade dos CTT e o seu conteúdo é confidencial, não podendo ser

Leia mais

Anúncio de concurso. Fornecimentos

Anúncio de concurso. Fornecimentos 1/8 O presente anúncio no sítio web do TED: http://ted.europa.eu/udl?uri=ted:notice:268336-2015:text:pt:html Itália-Ispra: Fornecimento, instalação e manutenção de 2 sistemas de armazenamento por baterias

Leia mais

PROJETO DE REDES www.projetoderedes.com.br

PROJETO DE REDES www.projetoderedes.com.br PROJETO DE REDES www.projetoderedes.com.br Curso de Tecnologia em Redes de Computadores Disciplina: Tópicos Avançados II 5º período Professor: José Maurício S. Pinheiro Aula 1 Introdução à Certificação

Leia mais

CONDIÇÕES GERAIS DE VENDA PREÂMBULO ARTIGO 1 OBJETO ARTIGO 2 ENCOMENDA

CONDIÇÕES GERAIS DE VENDA PREÂMBULO ARTIGO 1 OBJETO ARTIGO 2 ENCOMENDA CONDIÇÕES GERAIS DE VENDA PREÂMBULO 1. Estas condições gerais de venda (CGV) são acordadas entre a Leirilivro Comércio e Distribuição de Livros, Lda., com sede na Estrada Principal das Garruchas, n.º 206

Leia mais

PALESTRA CERTIFICAÇÃO DIGITAL: USOS E APLICAÇÕES 17/MAR/2011

PALESTRA CERTIFICAÇÃO DIGITAL: USOS E APLICAÇÕES 17/MAR/2011 PALESTRA CERTIFICAÇÃO DIGITAL: USOS E APLICAÇÕES 17/MAR/2011 ROTEIRO HISTÓRICO O QUE É E COMO FUNCIONA TIPOS DE CERTIFICADOS USOS E APLICAÇÕES DOS DIVERSOS TIPOS DE CERTIFICADO COMO ESCOLHER COMO COMPRAR

Leia mais

Factura Electrónica. Diminua os custos do processo de facturação da empresa. Factura Electrónica. Página 1

Factura Electrónica. Diminua os custos do processo de facturação da empresa. Factura Electrónica. Página 1 Diminua os custos do processo de facturação da empresa Página 1 O software PHC é uma ferramenta imprescindível na gestão diária de uma empresa. Trata-se de um software cuidadosamente estudado por utilizadores

Leia mais

Termos e Condições de Utilização da Plataforma ComprasPT

Termos e Condições de Utilização da Plataforma ComprasPT Termos e Condições de Utilização da Plataforma ComprasPT 1. Âmbito, objecto e legitimidade de acesso 1.1. A Infosistema, Sistemas de Informação S.A. é uma consultora de sistemas de informação que gere

Leia mais

Solução de Tratamento de Documentos Contabilísticos. Apresentação de Solução

Solução de Tratamento de Documentos Contabilísticos. Apresentação de Solução Solução de Tratamento de Documentos Contabilísticos Apresentação de Solução Confidencialidade A informação contida neste documento é propriedade dos CTT e o seu conteúdo é confidencial, não podendo ser

Leia mais

MENSAGEM PREGÃO ELETRÔNICO N. 64/2008 ESCLARECIMENTO 4

MENSAGEM PREGÃO ELETRÔNICO N. 64/2008 ESCLARECIMENTO 4 MENSAGEM Assunto: Esclarecimento 4 Referência: Pregão Eletrônico n. 64/2008 Data: 17/11/2008 Objeto: Aquisição de certificado digital, na hierarquia da ICP-Brasil, do tipo A3 para pessoa física (e-cpf)

Leia mais

POLÍCIA DE SEGURANÇA PÚBLICA

POLÍCIA DE SEGURANÇA PÚBLICA POLÍCIA DE SEGURANÇA PÚBLICA DIRECÇÃO NACIONAL Plataforma eletrónica Versão 1.0 Departamento de Segurança Privada Abril de 2012 Manual do Utilizador dos Serviços Online do SIGESP Versão 1.0 (30 de abril

Leia mais

Entendendo a Certificação Digital

Entendendo a Certificação Digital Entendendo a Certificação Digital Novembro 2010 1 Sumário 1. Introdução... 3 2. O que é certificação digital?... 3 3. Como funciona a certificação digital?... 3 6. Obtendo certificados digitais... 6 8.

Leia mais

Manual de Utilizador MDDE Plug-in (Windows) 1 of 22

Manual de Utilizador MDDE Plug-in (Windows) 1 of 22 Manual de Utilizador MDDE Plug-in (Windows) 1 of 22 Marca do Dia Eletrónica (MDDE) A Marca De Dia Eletrónica (MDDE) é um serviço, concebido por CTT e MULTICERT, que coloca uma "estampilha eletrónica" num

Leia mais

Banco de Tokyo-Mitsubishi UFJ Brasil S/A

Banco de Tokyo-Mitsubishi UFJ Brasil S/A 1. PARTES CONVÊNIO PARA UTILIZAÇÃO DO SISTEMA INTERNET BANKING (CORRETORA DE CÂMBIO) O presente Convênio disciplina o uso pela CORRETORA de CÂMBIO do Sistema INTERNET BANKING ( INTERNET BANKING CORRETORA

Leia mais

Serviços Ibama Certificação Digital

Serviços Ibama Certificação Digital Guia da nos 1. Informações Gerais Objetivando garantir mais segurança ao acesso dos usuários dos Serviços do Ibama, foi estabelecido desde o dia 1º de janeiro de 2014, o acesso por meio de certificação

Leia mais

Cláusulas Contratuais Gerais de Adesão ao Serviço MB WAY

Cláusulas Contratuais Gerais de Adesão ao Serviço MB WAY Cláusulas Contratuais Gerais de Adesão ao Serviço MB WAY Objeto a) Pelo presente contrato, a Caixa Económica Montepio Geral, entidade com capital aberto ao investimento do público, com sede na Rua Áurea,

Leia mais

Acordo. A - Nota informativa

Acordo. A - Nota informativa Acordo A - Nota informativa ANTES DE UTILIZAR ESTE SOFTWARE E OS SEUS SERVIÇOS WEB, DEVE LER E ACEITAR OS TERMOS E CONDIÇÕES DESTE ACORDO, CASO CONTRÁRIO NÃO O PODERÁ UTILIZAR. B) Entidade licenciante

Leia mais

Editoria e Diagramação Núcleo de Imagem Ascom TJPE. Ilustração Gerência de Atendimento Técnico

Editoria e Diagramação Núcleo de Imagem Ascom TJPE. Ilustração Gerência de Atendimento Técnico Conceitos de Segurança da Informação, Certificação Digital e suas Aplicações no TJPE 3ª Edição - Maio/2013 Elaboração Núcleo de Segurança da Informação SETIC Editoria e Diagramação Núcleo de Imagem Ascom

Leia mais

WatchKey. WatchKey USB PKI Token. Versão Windows. Manual de Instalação e Operação

WatchKey. WatchKey USB PKI Token. Versão Windows. Manual de Instalação e Operação WatchKey WatchKey USB PKI Token Manual de Instalação e Operação Versão Windows Copyright 2011 Watchdata Technologies. Todos os direitos reservados. É expressamente proibido copiar e distribuir o conteúdo

Leia mais

PHC Doc. Eletrónicos CS

PHC Doc. Eletrónicos CS Descritivo PHC Documentos Electrónicos CS PHC Doc. Eletrónicos CS A diminuição dos custos da empresa A solução que permite substituir a típica correspondência em papel, agilizando os processos documentais

Leia mais

O QUE É CERTIFICAÇÃO DIGITAL?

O QUE É CERTIFICAÇÃO DIGITAL? O QUE É CERTIFICAÇÃO DIGITAL? Os computadores e a Internet são largamente utilizados para o processamento de dados e para a troca de mensagens e documentos entre cidadãos, governo e empresas. No entanto,

Leia mais

Contrato de Intermediação Financeira

Contrato de Intermediação Financeira Contrato de Intermediação Financeira Condições Gerais do Contrato de Intermediação Financeira Entre a Caixa Geral de Depósitos, SA com sede em Lisboa na Av. João XXI n.º 63, com capital social de 5 900

Leia mais

UM ESTUDO SOBRE CERTIFICADOS DIGITAIS COMO SOLUÇÃO DE SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO

UM ESTUDO SOBRE CERTIFICADOS DIGITAIS COMO SOLUÇÃO DE SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO UM ESTUDO SOBRE CERTIFICADOS DIGITAIS COMO SOLUÇÃO DE SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO Emerson Henrique Soares Silva Prof. Ms. Rodrigo Almeida dos Santos Associação Paraibana de Ensino Renovado - ASPER Coordenação

Leia mais

Decreto-Lei n.º 290-D/99, de 2 de Agosto, Aprova o regime jurídico dos documentos electrónicos e da assinatura digital

Decreto-Lei n.º 290-D/99, de 2 de Agosto, Aprova o regime jurídico dos documentos electrónicos e da assinatura digital 1/34 Decreto-Lei n.º 290-D/99, de 2 de Agosto, Aprova o regime jurídico dos documentos electrónicos e da assinatura digital JusNet 153/1999 Link para o texto original no Jornal Oficial (DR N.º 178, Série

Leia mais

Condições Gerais de Utilização do Serviço

Condições Gerais de Utilização do Serviço Definição e Âmbito do Serviço PROTOCOLO DE ADESÃO AO SERVIÇO FACTORING ON LINE (EOL) RELATIVO AO CONTRATO DE FACTORING Nº Condições Gerais de Utilização do Serviço 1. O SERVIÇO FACTORING ON LINE, (EOL),

Leia mais

SEGURANÇA PRIVADO - PEDIDO DE EMISSÃO DE CARTÃO PROFISSIONAL

SEGURANÇA PRIVADO - PEDIDO DE EMISSÃO DE CARTÃO PROFISSIONAL DEPARTAMENTO DE SEGURANÇA PRIVADA Rua da Artilharia 1, n.º 21, 4.º andar 1269-003 LISBOA Telefones: 213 703 990 213 703 900 Fax 213 874 770 E-mail depspriv@psp.pt M 40.1 - PEDIDO DE EMISSÃO DE CARTÃO PROFISSIONAL

Leia mais

PARTE E. Diário da República, 2.ª série N.º 32 14 de fevereiro de 2013 6353 AUTORIDADE DA CONCORRÊNCIA

PARTE E. Diário da República, 2.ª série N.º 32 14 de fevereiro de 2013 6353 AUTORIDADE DA CONCORRÊNCIA Diário da República, 2.ª série N.º 32 14 de fevereiro de 2013 6353 PARTE E AUTORIDADE DA CONCORRÊNCIA Regulamento n.º 60/2013 Formulários de Notificação de Operações de Concentração de Empresas De acordo

Leia mais

Condições de Gerais de Utilização

Condições de Gerais de Utilização Condições de Gerais de Utilização O presente contrato estabelece condições de relacionamento comercial acordadas entre Marinartes - Artes Decorativas Online, doravante designado por Marinartes e por pessoas

Leia mais

Certificado Digital e-cpf

Certificado Digital e-cpf Certificado Digital e-cpf Parabéns! Ao ter em mãos esse manual, significa que você adquiriu um certificado digital AC Link. Manual do Usuário 1 Índice Apresentação... 03 O que é um Certificado Digital?...

Leia mais

ORIGEM Departamento de Segurança da Informação e Comunicações

ORIGEM Departamento de Segurança da Informação e Comunicações 07/IN01/DSIC/GSIPR 01 15/JUL/14 1/9 PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA Gabinete de Segurança Institucional Departamento de Segurança da Informação e Comunicações DIRETRIZES PARA IMPLEMENTAÇÃO DE CONTROLES DE ACESSO

Leia mais

Regras gerais. Entidades Utilizadoras de produto de software de prescrição electrónica de medicamentos no Sistema de Saúde

Regras gerais. Entidades Utilizadoras de produto de software de prescrição electrónica de medicamentos no Sistema de Saúde Entidades Utilizadoras de produto de software de prescrição electrónica de medicamentos no Sistema de Saúde Unidade Operacional de Normalização e Certificação de Sistemas e Tecnologias da Informação Os

Leia mais

SUPLEMENTO I SÉRIE ÍNDICE. Ministério das Finanças. Terça-feira, 24 de janeiro de 2012 Número 17

SUPLEMENTO I SÉRIE ÍNDICE. Ministério das Finanças. Terça-feira, 24 de janeiro de 2012 Número 17 I SÉRIE Terça-feira, 24 de janeiro de 2012 Número 17 ÍNDICE SUPLEMENTO Ministério das Finanças Portaria n.º 22-A/2012: Altera a Portaria n.º 363/2010, de 23 de junho, que regulamenta a certificação prévia

Leia mais

PROTOCOLO DE COLABORAÇÃO

PROTOCOLO DE COLABORAÇÃO PROTOCOLO DE COLABORAÇÃO NO DESENVOLVIMENTO DO PROJETO-PILOTO DE INTEGRAÇÃO DOS ATRIBUTOS PROFISSIONAIS DA ORDEM DOS ENGENHEIROS TÉCNICOS NO SISTEMA DE CERTIFICAÇÃO DE ATRIBUTOS PROFISSIONAIS (SCAP) Entre:

Leia mais

2170 DIÁRIO DA REPÚBLICA I SÉRIE-A N. o 79 3 de Abril de 2003 MINISTÉRIO DA JUSTIÇA

2170 DIÁRIO DA REPÚBLICA I SÉRIE-A N. o 79 3 de Abril de 2003 MINISTÉRIO DA JUSTIÇA 2170 DIÁRIO DA REPÚBLICA I SÉRIE-A N. o 79 3 de Abril de 2003 MINISTÉRIO DA JUSTIÇA Decreto-Lei n. o 62/2003 de 3 de Abril O presente decreto-lei visa compatibilizar o regime jurídico da assinatura digital

Leia mais

Condições Gerais de Utilização do Cartão de Jogador

Condições Gerais de Utilização do Cartão de Jogador Condições Gerais de Utilização do Cartão de Jogador As presentes condições são complementares das normas que disciplinam os jogos cuja exploração está atribuída ao Departamento de Jogos da Santa Casa da

Leia mais

Termos do Serviço. 1. Aceitação dos Termos do Serviço. Bem-vindo a TapToLogin.

Termos do Serviço. 1. Aceitação dos Termos do Serviço. Bem-vindo a TapToLogin. Termos do Serviço 1. Aceitação dos Termos do Serviço Bem-vindo a TapToLogin. A RD2Buzz Brasil Consultoria e Internet Ltda (RD2Buzz). fornece a você ("Usuário ) o aplicativo TapToLogin, sujeito aos Termos

Leia mais

PDF SIGN & SEAL V5 MANUAL DE UTILIZAÇÃO 22/06/2010

PDF SIGN & SEAL V5 MANUAL DE UTILIZAÇÃO 22/06/2010 PDF SIGN & SEAL V5 MANUAL DE UTILIZAÇÃO 22/06/2010 A informação contida neste documento é confidencial, estando vedada a sua reprodução ou distribuição de qualquer espécie sem a prévia autorização escrita

Leia mais

ELECTRONIC SOLUTIONS TO IMPROVE YOUR BUSINESS

ELECTRONIC SOLUTIONS TO IMPROVE YOUR BUSINESS ELECTRONIC SOLUTIONS TO IMPROVE YOUR BUSINESS Tipos de Assinaturas Electrónicas Qualificadas Entidade Adjudicante Julho/2010 Índice 1.Introdução 2.As Assinaturas Digitais Qualificadas 3.A Assinatura na

Leia mais

DECRETO N.º 287/XII. A Assembleia da República decreta, nos termos da alínea c) do artigo 161.º da Constituição, o seguinte:

DECRETO N.º 287/XII. A Assembleia da República decreta, nos termos da alínea c) do artigo 161.º da Constituição, o seguinte: DECRETO N.º 287/XII Regula o regime de acesso e exercício da atividade profissional de cadastro predial, em conformidade com a disciplina da Lei n.º 9/2009, de 4 de março, e do Decreto-Lei n.º 92/2010,

Leia mais

O que é a assinatura digital?... 3

O que é a assinatura digital?... 3 Conteúdo O que é a assinatura digital?... 3 A que entidades posso recorrer para obter o certificado digital e a chave privada que me permitem apor assinaturas eletrónicas avançadas?... 3 Quais são os sistemas

Leia mais

Manual de Utilização de Certificados Digitais. Microsoft Outlook 2007

Manual de Utilização de Certificados Digitais. Microsoft Outlook 2007 Manual de Utilização de Certificados Digitais Microsoft Página 2 de 13 CONTROLO DOCUMENTAL REGISTO DE MODIFICAÇÕES Versão Data Motivo da Modificação 1.9 08/02/2013 Atualização do conteúdo do manual de

Leia mais

Certificação Digital - Previsão Legal

Certificação Digital - Previsão Legal Certificação Digital - Previsão Legal De acordo com o Art. 18 da Portaria GM/MS nº 53, de 16/01/13, o SIOPS passou a adotara Certificação Digital no processo de interface dos usuários. Art. 18. Seráadotada

Leia mais

Condições gerais de utilização da área reservada A minha CML do Portal da Câmara Municipal de Lisboa

Condições gerais de utilização da área reservada A minha CML do Portal da Câmara Municipal de Lisboa Condições gerais de utilização da área reservada A minha CML do Portal da Câmara Municipal de Lisboa Maio 2013 Versão 1.2 Versão 2.0 maio de 2013 1. OBJETO O serviço de atendimento multicanal da Câmara

Leia mais

Credenciamento para Emissão de NF-e

Credenciamento para Emissão de NF-e S SEFAZ-Se Secretaria de Estado da Fazenda de Sergipe Credenciamento para Emissão de NF-e Manual Versão 1.2 Aracaju (Se), 17/12/2007 SUMÁRIO 1. APRESENTAÇÃO...3 2. PROCESSSO DE CREDENCIAMENTO PARA EMISSÃO

Leia mais

Manual de Utilizador R4 (Revisto em 29-08-2014)

Manual de Utilizador R4 (Revisto em 29-08-2014) Manual de Utilizador R4 (Revisto em 29-08-2014) Operadores Económicos Uma Empresa Certificada ISO 9001 e ISO 27001 Índice 1. Introdução 2. anogov.com Pesquisa de entidades e concursos 3. Suporte anogov

Leia mais

PORTARIA Nº 236, DE 29 DE DEZEMBRO DE 2014.

PORTARIA Nº 236, DE 29 DE DEZEMBRO DE 2014. PORTARIA Nº 236, DE 29 DE DEZEMBRO DE 2014. Regulamenta o credenciamento de empresas de tecnologia para geração de códigos de segurança cifrados (CSC) inseridos em códigos bidimensionais de resposta rápida

Leia mais

Manual do usuário Certificado Digital e-cpf. Parabéns! Ao ter em mãos este manual, significa que você adquiriu um Certificado Digital DOCCLOUD

Manual do usuário Certificado Digital e-cpf. Parabéns! Ao ter em mãos este manual, significa que você adquiriu um Certificado Digital DOCCLOUD Manual do usuário Certificado Digital e-cpf Parabéns! Ao ter em mãos este manual, significa que você adquiriu um Certificado Digital DOCCLOUD Índice Apresentação 03 O que é um Certificado Digital? 04 Instalando

Leia mais

Condições Gerais do Website. 1. Objeto

Condições Gerais do Website. 1. Objeto Condições Gerais do Website 1. Objeto 1.1 As presentes Condições Gerais destinam-se a regular os termos e condições de acesso e utilização do site www.phone-ix.pt (adiante designado por Site ), bem como

Leia mais

Princalculo Contabilidade e Gestão

Princalculo Contabilidade e Gestão COMUNICAÇÃO EXTERNA Junho/2013 REGIME DOS BENS EM CIRCULAÇÃO A obrigação é a partir de quando? 1 de Julho de 2013 Quem está obrigado? Os que no ano anterior tiveram um volume de negócios superior a 100.000

Leia mais

Bélgica-Bruxelas: Digitalização de documentos analógicos em suporte magnético 2014/S 180-316768. Anúncio de concurso. Serviços

Bélgica-Bruxelas: Digitalização de documentos analógicos em suporte magnético 2014/S 180-316768. Anúncio de concurso. Serviços 1/7 O presente anúncio no sítio web do TED: http://ted.europa.eu/udl?uri=ted:notice:316768-2014:text:pt:html Bélgica-Bruxelas: Digitalização de documentos analógicos em suporte magnético 2014/S 180-316768

Leia mais

Certificado Digital e-cpf

Certificado Digital e-cpf Página1 Certificado Digital e-cpf Manual do Usuário Página2 Índice Apresentação... 03 O que é um Certificado Digital?... 03 Instalando o Certificado... 04 Conteúdo do Certificado... 07 Utilização, guarda

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA LOTE ITEM UN DESCRIÇÃO QUANTIDADE ENVIO DE MENSAGENS SHORT MESSAGE. no N

TERMO DE REFERÊNCIA LOTE ITEM UN DESCRIÇÃO QUANTIDADE ENVIO DE MENSAGENS SHORT MESSAGE. no N TERMO DE REFERÊNCIA OBJETO: PRESTAÇÃO DE SERVIÇO DE ENVIO DE MENSAGENS SMS SHORT MESSAGE SERVICE PARA DISPOSITIVOS MÓVEIS Responsável: Superintendência Central de Governança Eletrônica Objeto LOTE ITEM

Leia mais

A Segurança da Informação no Cartão do Cidadão Português

A Segurança da Informação no Cartão do Cidadão Português Catarina Veloso Maria Almeida A Segurança da Informação no Cartão do Cidadão Português Draft report Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto Mestrado em Ciência da Informação Dezembro 2009 Sumário

Leia mais

PROCESSO N.º : 2015/00056

PROCESSO N.º : 2015/00056 Goiânia, 19 de maio de 2016. AO, CONSELHO DA TIÇA FEDERAL. REFERENTE: PREGÃO ELETRONICO N.º: 07/2016 TIPO DE LICITAÇÃO: MENOR PREÇO GLOBAL PROCESSO N.º : 2015/00056 DATA DA ABERTURA: 19.05.2016 ÀS 14h30

Leia mais

COMISSÃO DA MARCA DE QUALIDADE LNEC SECÇÃO DE INSCRIÇÃO E CLASSIFICAÇÃO

COMISSÃO DA MARCA DE QUALIDADE LNEC SECÇÃO DE INSCRIÇÃO E CLASSIFICAÇÃO COMISSÃO DA MARCA DE QUALIDADE LNEC SECÇÃO DE INSCRIÇÃO E CLASSIFICAÇÃO QUALIFICAÇÃO COMO GESTOR GERAL DA QUALIDADE DE EMPREENDIMENTOS DA CONSTRUÇÃO INSTRUÇÕES DE CANDIDATURA 1. DESTINATÁRIOS A Marca de

Leia mais

Bélgica-Bruxelas: CDR/ARCH/41/2014 Aquisição, instalação e adaptação de software de gestão documental e de arquivo 2014/S 153-273985

Bélgica-Bruxelas: CDR/ARCH/41/2014 Aquisição, instalação e adaptação de software de gestão documental e de arquivo 2014/S 153-273985 1/7 O presente anúncio no sítio web do TED: http://ted.europa.eu/udl?uri=ted:notice:273985-2014:text:pt:html Bélgica-Bruxelas: CDR/ARCH/41/2014 Aquisição, instalação e adaptação de software de gestão documental

Leia mais

Manual de instalação IDProtect Client 6.13.19

Manual de instalação IDProtect Client 6.13.19 Página 2 de 9 Sumário 1. Introdução... 3 2. Pré-requisitos... 3 3. Instalação do... 3 4. Verificando o... 7 Página 3 de 9 1. Introdução O IDProtect Client é o software responsável por gerenciar hardwares

Leia mais

Segurança da Informação

Segurança da Informação Resumos Volume 1, Julho de 2015 Segurança da Informação POPULARIZAÇÃO DA INFORMÁTICA Com a popularização da internet, tecnologias que antes eram restritas a profissionais tornaram-se abertas, democratizando

Leia mais

PRESIDÊNCIA 29/07/2013 RESOLUÇÃO Nº 103/2013

PRESIDÊNCIA 29/07/2013 RESOLUÇÃO Nº 103/2013 SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO, INDÚSTRIA E COMÉRCIO EXTERIOR INSTITUTO NACIONAL DA PROPRIEDADE INDUSTRIAL PRESIDÊNCIA PRESIDÊNCIA 29/07/2013 RESOLUÇÃO Nº 103/2013 Assunto: Estabelece

Leia mais

Perguntas Frequentes sobre o Certificado Sucessório Europeu

Perguntas Frequentes sobre o Certificado Sucessório Europeu Perguntas Frequentes sobre o Certificado Sucessório Europeu 1- O que é o Certificado Sucessório Europeu (CSE)? 2- Que instrumento jurídico criou o CSE? 3- Quem pode pedir o CSE? 4- Um credor pode pedir

Leia mais

17. Quais os documentos que devem ser submetidos com o pedido de registo de compra e. Venda com reserva de propriedade?...8

17. Quais os documentos que devem ser submetidos com o pedido de registo de compra e. Venda com reserva de propriedade?...8 Perguntas Frequentes Advertência: O IRN disponibiliza conteúdos com carácter informativo e geral, sobre o pedido de registo Automóvel Online. Esta informação não substitui o atendimento técnico e qualificado

Leia mais