Manual Processamento de Imagem. João L. Vilaça

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Manual Processamento de Imagem. João L. Vilaça"

Transcrição

1 Manual Processamento de Imagem João L. Vilaça Versão /1/2014

2 Índice 1. Sistema de eixo e movimentos possíveis do Drone Imagem Espaços de cor RGB HSV GRAY Função EMGU que permite converter do espaço cor RGB para o HSV Câmaras Drone Câmara Frontal Câmara Inferior Programa para calibração de cor Biblioteca base Classe ProcessamentoImagem.cs João L. Vilaça 2

3 1. Sistema de eixos e movimentos possíveis do Drone 2. Imagem A imagem é uma matriz de duas dimensões. Cada elemento da matriz (pixel) pode ser representado por um número diferente de canais. RGB (imagem a cores) 3 canais (R, G e B) HSV (imagem a cores) 3 canais (H, S, V) Gray (imagem em tons de cinzento) 1 canal Cada canal pode ser representado por 1, 8, 16 ou 32 bits (profundidade), quanto maior a for o número de bits que representa cada canal, maior vai ser a resolução da imagem, pois existirão mais níveis para caracterizar o seu valor. João L. Vilaça 3

4 1 bits -> 2 1 =2 níveis [0 ou 1] 8 bits -> 2 8 =256 níveis [0 255] A dimensão da imagem é igual número_de_colunas_em_x x número_de_linhas_em_y. O início da imagem está localizado no pixel (0,0), que se encontra no topo esquerdo da imagem. 3. Espaços de cor Define a informação como a cor é representada em cada pixel da imagem. O formato da imagem adquirida do Drone é o RGB (Red, Green, Blue), mas para uma análise de cor o espaço de cor mais indicado é o HSV (Hue, Saturation, Value). João L. Vilaça 4

5 4.1 RGB RGB é a abreviatura do sistema de cores aditivas formado por Vermelho (Red), Verde (Green) e Azul (Blue). 4.2HSV HSV é um sistema de cores formadas pelas componentes hue (matiz), saturation (saturação) e value (valor). Matiz (tonalidade): Verifica o tipo de cor, abrangendo todas as cores do espectro, desde o vermelho até o violeta. Atinge valores de 0 a 360, mas para algumas aplicações, esse valor é normalizado de 0 a 100%, no caso das bibliotecas emgu, está normalizado de Saturação: Também chamado de "pureza". Quanto menor esse valor, mais acinzentada aparecerá a imagem. Quanto maior o valor, mais "pura" será a imagem. Atinge valores de 0 a 100%, no caso das bibliotecas emgu, está normalizado de João L. Vilaça 5

6 Valor (brilho): Define o brilho da cor. Atinge valores de 0 a 100%, no caso das bibliotecas emgu, está normalizado de O HSV também é conhecido como HSB (hue, saturation e brightness matiz, saturação e brilho, respetivamente). 4.3 GRAY É um sistema onde cada pixel é representado por apenas um canal. A imagem é representada por tons de cinza, onde o valor 0 representa o preto e o valor 255 representa o branco (para imagens com profundidade de 8 bits). As restantes tonalidades de cinza encontram-se compreendidas entre estes dois valores Função EMGU que permite converter do espaço cor RGB para o HSV public Image< TOtherColor, TOtherDepth > Convert <TOtherColor, TOtherDepth>() João L. Vilaça 6

7 Converte a imagem actual para uma nova imagem com o espaço de cor (TOtherColor) e número de bits (TOtherDepth) especificados. Exemplo: ImagemHSV = ImagemRGB.Convert<Hsv, Byte>(); ImagemGray = ImagemRGB.Convert<Gray, Byte>(); 4. Câmaras Drone 4.1 Câmara Frontal Dimensão: 640 x 380 Número de canais: 3 Espaço de cor: RGB Profundidade: 8 bits [0-255] Sistema de eixos: (0,0) x y João L. Vilaça 7

8 4.2 Câmara Inferior Dimensão: 640 x 380 Número de canais: 3 Espaço de cor: RGB Profundidade: 8 bits [0-255] Sistema de eixos: y (0,0) x João L. Vilaça 8

9 5. Programa para calibração de cor Esta aplicação permite, no espaço de cor HSV, determinar os parâmetros das componentes H, S e V, que permitem selecionar uma determinada cor. Está implementada no projeto idronecalibracor. Instruções de utilização: 1. Antes de executar o programa: Ligar PC à rede wifi disponibilizada pelo drone ardrone2_xxxxx (em definições de wifi do PC) João L. Vilaça 9

10 2. Carregar no botão Drone CAM 3. Ativar a opção Iniciar captura Nas duas janelas de cima, deverá ter aparecido, no lado esquerdo a imagem original capturada da câmara do drone, e no lado direito, o resultado do processamento de imagem, onde irá depois aparecer apenas a cor selecionada (para já deverá está a preto) 4. Selecionar a câmara do drone que pretende utilizar, ao clicar no botão mudar CAM, a aplicação comuta entre a câmara INFERIOR e a camara FRONTAL do Drone. Note que a seleção de uma cor numa câmara, poderá não ter, os mesmos parâmetros que a mesma cor selecionada para a outra câmara. 5. Selecionar uma determinada cor. Pode selecionar uma cor a partir da seleção individual de qualquer uma das componentes do espaço de cores HSV, da combinação de duas dessas componentes, ou de todas. Para isso, deve ativar a componente H, S ou V, e selecionar nos comandos que se encontram ao lado, o intervalo de valores que pretende visualizar na imagem processada para aquela componente do espaço HSV. 6. Se clicar sobre o ciclo de cores que aparece na imagem Espaço de cores HSV é atualizado automaticamente o valor (inferior ou superior) na componente H da cor selecionada (ajuda para definir o intervalo inicial, que depois deve ser ajustado com mais precisão nos comandos da componente H. João L. Vilaça 10

11 7. Se selecionar a opção inverter, esta vai considerar um intervalo de valores inverso ao que foi selecionado. 8. Se selecionar a opção bloquear, esta vai bloquear a dimensão do intervalo. Assim, por exemplo, se aumentar o limite inferior, a aplicação, automaticamente aumenta o limite superior, mantendo o intervalo constante. 9. Se selecionar a opção Tracking o software vai desenhar uma caixa de limites (a vermelho) na imagem original, de todos objetos a branco na imagem processada (com a cor selecionada). Para limitar os objetos selecionados, pode definir qual a área mínima (em pixéis) do objeto, ai apenas serão desenhados os objetos com uma área superior à estabelecida. 6. Biblioteca base Emgu CV é uma biblioteca que encapsula as funções da biblioteca opencv, e permite a sua utilização em múltiplas plataformas. Na presente competição será utilizada a plataforma.net e será utilizada a linguagem C#. Links uteis com documentação sobre as funções da biblioteca: Links uteis com alguns tutoriais: João L. Vilaça 11

12 7. Classe ProcessamentoImagem.cs Conjunto de funções de alto nível criada para a competição. //Esta função deteta uma bounding box (rectangulo) das regiões a branco na imagem com uma área superior areav e guarda o centroide do objeto na variável Obj_centroid //img - imagem binaria com objetos a branco e restante imagem a preto; //showreconimg - imagem a cores onde vai ser desenhado o resultado da função (retângulo) //areav - área mínima em pixéis dos objetos a identificar public void Deteccao_Rectangulo(Image<Gray, Byte> img, Image<Bgr, Byte> showreconimg, double areav) //Esta função deteta uma linha representada com uma cor escura numa imagem, guarda o centroide da linha na variável Obj_centroid e desenha o centroide e o contorno da linha selecionada sobre a imagem original //img - imagem a cores BGR onde será detetada a linha e desenhada a informação do centroide e contorno da linha public Image<Gray, Byte> Deteccao_Linha(Image<Bgr, Byte> img) //Esta função seleciona uma cor no espaço HSV de devolve uma imagem com a cor selecionada a branco e o resto da imagem a preto //imframe - imagem a cores onde se quer selecionar a gama de cores; //L1,H1 - limite inferior e superior do canal H; //L2,H2 - limite inferior e superior do canal S; //L3,H3 - limite inferior e superior do canal V; //H - 1 ativa gama no canal H, 0 não considera o canal; //S - 1 ativa gama no canal S, 0 não considera o canal; //V - 1 ativa gama no canal V,0 não considera o canal; //I 1 para inverter a imagem os pixéis branco passam a preto e os pixéis a preto passam a branco public Image<Gray, Byte> HsvROI(Image<Bgr, Byte> imgfame, int L1, int H1, int L2, int H2, int L3, int H3, bool H, bool S, bool V, bool I) //função que delimita a gama de um dos canais de uma imagem do tipo HSV e devolve uma imagem com esse resultado //hsvimage - imagem HSV //Lo - limite inferior do intervalo da gama //Hi - limite superior do intervalo da gama //con - canal 0->H, 1->S, 2->V private Image<Gray, Byte> inrangeimage(image<hsv, Byte> hsvimage, int Lo, int Hi, int con) João L. Vilaça 12

Detecção e Rastreamento de Objetos coloridos em vídeo utilizando o OpenCV

Detecção e Rastreamento de Objetos coloridos em vídeo utilizando o OpenCV Detecção e Rastreamento de Objetos coloridos em vídeo utilizando o OpenCV Bruno Alberto Soares OLIVEIRA 1,3 ; Servílio Souza de ASSIS 1,3,4 ; Izadora Aparecida RAMOS 1,3,4 ; Marlon MARCON 2,3 1 Estudante

Leia mais

UFGD FCA PROF. OMAR DANIEL BLOCO 4 PROCESSAMENTO DE IMAGENS

UFGD FCA PROF. OMAR DANIEL BLOCO 4 PROCESSAMENTO DE IMAGENS UFGD FCA PROF. OMAR DANIEL BLOCO 4 PROCESSAMENTO DE IMAGENS Executar as principais técnicas utilizadas em processamento de imagens, como contraste, leitura de pixels, transformação IHS, operações aritméticas

Leia mais

Luz e Cor. Sistemas Gráficos/ Computação Gráfica e Interfaces FACULDADE DE ENGENHARIA DA UNIVERSIDADE DO PORTO

Luz e Cor. Sistemas Gráficos/ Computação Gráfica e Interfaces FACULDADE DE ENGENHARIA DA UNIVERSIDADE DO PORTO Luz e Cor Sistemas Gráficos/ Computação Gráfica e Interfaces 1 Luz Cromática Em termos perceptivos avaliamos a luz cromática pelas seguintes quantidades: 1. Matiz (Hue): distingue entre as várias cores

Leia mais

A cor e o computador. Teoria e Tecnologia da Cor. Unidade VII Pág. 1 /5

A cor e o computador. Teoria e Tecnologia da Cor. Unidade VII Pág. 1 /5 A cor e o computador Introdução A formação da imagem num Computador depende de dois factores: do Hardware, componentes físicas que processam a imagem e nos permitem vê-la, e do Software, aplicações que

Leia mais

Capítulo II Imagem Digital

Capítulo II Imagem Digital Capítulo II Imagem Digital Proc. Sinal e Imagem Mestrado em Informática Médica Miguel Tavares Coimbra Resumo 1. Formação de uma imagem 2. Representação digital de uma imagem 3. Cor 4. Histogramas 5. Ruído

Leia mais

PHOTOSHOP. Menus. Caixa de Ferramentas:

PHOTOSHOP. Menus. Caixa de Ferramentas: PHOTOSHOP Universidade de Caxias do Sul O Photoshop 5.0 é um programa grande e complexo, é o mais usado e preferido pelos especialistas em editoração e computação gráfica para linha PC. Outros programas

Leia mais

Conceitos do Photoshop. Bitmap image Formatos de arquivos Memória Escalas de cores

Conceitos do Photoshop. Bitmap image Formatos de arquivos Memória Escalas de cores Conceitos do Photoshop Bitmap image Formatos de arquivos Memória Escalas de cores Bitmap Image Conceito de pixel Imagem bitmap x imagem vetorial Pixel x bits Resolução de tela e imagem 72 pixel/inch 300

Leia mais

WEB DESIGN LAYOUT DE PÁGINA

WEB DESIGN LAYOUT DE PÁGINA LAYOUT DE PÁGINA Parte 3 José Manuel Russo 2005 17 Introdução A Cor é um factor importante em qualquer Web Site não só reforça a identificação de uma Empresa como o ambiente psicológico pretendido (calma,

Leia mais

Fotografia Digital. Aula 1

Fotografia Digital. Aula 1 Fotografia Digital Aula 1 FOTOGRAFIA DIGITAL Tema da aula: A Fotografia 2 A FOTOGRAFIA A palavra Fotografia vem do grego φως [fós] ("luz"), e γραφις [grafis] ("estilo", "pincel") ou γραφη grafê, e significa

Leia mais

Manual do Utilizador do Scanner

Manual do Utilizador do Scanner Manual do Utilizador do Scanner A caixa de diálogo TWAIN Apêndices Índice 2 A caixa de diálogo TWAIN... 3 Obter (Adquirir) e utilizar a caixa de diálogo TWAIN... 4 Desempenhar uma digitalização simples...

Leia mais

Atividade: matrizes e imagens digitais

Atividade: matrizes e imagens digitais Atividade: matrizes e imagens digitais Aluno(a): Turma: Professor(a): Parte 01 MÓDULO: MATRIZES E IMAGENS BINÁRIAS 1 2 3 4 5 6 7 8 Indique, na tabela abaixo, as respostas dos 8 desafios do Jogo dos Índices

Leia mais

- Soluções em Geoprocessamento

- Soluções em Geoprocessamento - Soluções em Geoprocessamento Visite nosso site! www.latitude23.com.br Distribuidor autorizado da MicroImages Imagens coloridas de satélites são constituídas por pelo menos 3 rasters de diferentes espectros

Leia mais

OpenCV. http://opencv.willowgarage.com/wiki/

OpenCV. http://opencv.willowgarage.com/wiki/ OpenCV http://opencv.willowgarage.com/wiki/ Introdução a OpenCV Geralmente, quando iniciamos estudos numa determinada linguagem de programação é comum que o iniciante implemente um pequeno programa de

Leia mais

Cores em Computação Gráfica

Cores em Computação Gráfica Cores em Computação Gráfica Uso de cores permite melhorar a legibilidade da informação, possibilita gerar imagens realistas, focar atenção do observador, passar emoções e muito mais. Colorimetria Conjunto

Leia mais

SuperLogo: aprendendo com a sua criatividade

SuperLogo: aprendendo com a sua criatividade SuperLogo: aprendendo com a sua criatividade O SuperLogo é um programa computacional que utiliza linguagem de programação Logo. Esta linguagem foi desenvolvida na década de 60 nos Estados Unidos no Instituto

Leia mais

2 Classificação de Imagens de Sensoriamento Remoto

2 Classificação de Imagens de Sensoriamento Remoto 2 Classificação de Imagens de Sensoriamento Remoto 2.1. Processamento Digital de Imagens Processamento Digital de Imagens entende-se como a manipulação de uma imagem por computador de modo que a entrada

Leia mais

GeoMafra Portal Geográfico

GeoMafra Portal Geográfico GeoMafra Portal Geográfico Nova versão do site GeoMafra Toda a informação municipal... à distância de um clique! O projecto GeoMafra constitui uma ferramenta de trabalho que visa melhorar e homogeneizar

Leia mais

N.A.T@E.A.V. julio lucio 2015 outono-inverno

N.A.T@E.A.V. julio lucio 2015 outono-inverno N.A.T@E.A.V julio lucio 2015 outono-inverno 1.cores de luz refletida e emitida. Cores refletidas Neste caso falamos das cores que vemos como resultantes da reflexão da luz nos materiais. Cores refletidas

Leia mais

Sistema de Cores. Guillermo Cámara-Chávez

Sistema de Cores. Guillermo Cámara-Chávez Sistema de Cores Guillermo Cámara-Chávez Conceitos Motivação - poderoso descritor de característica que simplifica identificação e extração de objetos da cena; - humanos podem distinguir milhares de tonalidades

Leia mais

SSS Slide Show System

SSS Slide Show System SSS Slide Show System Licenciatura em Ciências da Computação Programação Imperativa 2009 Segundo Projecto Versão de 21 de Março de 2009 Alberto Simões José C. Ramalho Instruções Este projecto deve ser

Leia mais

Rato Templarius Gladiator. Manual de instruções

Rato Templarius Gladiator. Manual de instruções Rato Templarius Gladiator Manual de instruções Desenvolvido pela Aerocool para o rato de jogo Templarius Gladiator Copyright 2012 Página Perfis de jogo 1 Opção da taxa de resposta 1 Definição principal

Leia mais

Fotografia digital. Aspectos técnicos

Fotografia digital. Aspectos técnicos Fotografia digital Aspectos técnicos Captura CCD (Charge Coupled Device) CMOS (Complementary Metal OxideSemiconductor) Conversão de luz em cargas elétricas Equilíbrio entre abertura do diafragma e velocidade

Leia mais

FILTRAGEM NO DOMÍNIO DAS FREQUÊNCIAS (TRANSFORMADA DE FOURIER) Daniel C. Zanotta 04/06/2015

FILTRAGEM NO DOMÍNIO DAS FREQUÊNCIAS (TRANSFORMADA DE FOURIER) Daniel C. Zanotta 04/06/2015 FILTRAGEM NO DOMÍNIO DAS FREQUÊNCIAS (TRANSFORMADA DE FOURIER) Daniel C. Zanotta 04/06/2015 FREQUÊNCIA EM IMAGENS DIGITAIS Análise da intensidade dos NCs da imagem Banda 7 Landsat TM ao longo da distância:

Leia mais

Guia de qualidade de cores

Guia de qualidade de cores Página 1 de 5 Guia de qualidade de cores O Guia de qualidade de cores ajuda você a entender como as operações disponíveis na impressora podem ser usadas para ajustar e personalizar a saída colorida. Menu

Leia mais

Manual do Utilizador do BearPaw 1200F/2400

Manual do Utilizador do BearPaw 1200F/2400 Manual do Utilizador do BearPaw 1200F/2400 A caixa de diálogo TWAIN Apêndices Métodos de digitalização: São disponibilizadas duas ferramentas de software para digitalização. O Painel do BearPaw é ideal

Leia mais

EMP Multi Screen Adjustment. Guia de Funcionamento

EMP Multi Screen Adjustment. Guia de Funcionamento EMP Multi Screen Adjustment Guia de Funcionamento Simbologia Utilizada no Manual 1 IMPORTANTE Indica operações que podem provocar danos ou ferimentos se não se tiver os cuidados devidos. NOTA Indica informações

Leia mais

TEORIA DA COR E DA IMAGEM COM PHOTOSHOP

TEORIA DA COR E DA IMAGEM COM PHOTOSHOP TEORIA DA COR E DA IMAGEM COM PHOTOSHOP Docente: Bruno Duarte Fev 2010 O que é uma imagem digital? Uma imagem diz-se digital quando existe um ficheiro em computador que guarda a informação gráfica desta

Leia mais

OURO MODERNO www.ouromoderno.com.br. Designer Gráfico APOSTILA DE EXEMPLO. (Esta é só uma reprodução parcial do conteúdo)

OURO MODERNO www.ouromoderno.com.br. Designer Gráfico APOSTILA DE EXEMPLO. (Esta é só uma reprodução parcial do conteúdo) Designer Gráfico APOSTILA DE EXEMPLO (Esta é só uma reprodução parcial do conteúdo) 1 Índice Aula 1... 3 Apresentação do Photoshop... 3 Barra de Menus... 3 Barra de Opções... 3 Barra de Ferramentas...4

Leia mais

Processamento de histogramas

Processamento de histogramas REALCE DE IMAGENS BASEADO EM HISTOGRAMAS Processamento de histogramas O que é um histograma? É uma das ferramentas mais simples e úteis para o PDI; É uma função que mostra a frequência com que cada nível

Leia mais

SEGMENTAÇÃO DE IMAGENS EM PLACAS AUTOMOTIVAS

SEGMENTAÇÃO DE IMAGENS EM PLACAS AUTOMOTIVAS SEGMENTAÇÃO DE IMAGENS EM PLACAS AUTOMOTIVAS André Zuconelli 1 ; Manassés Ribeiro 2 1. Aluno do Curso Técnico em Informática, turma 2010, Instituto Federal Catarinense, Câmpus Videira, andre_zuconelli@hotmail.com

Leia mais

GeoMafra SIG Municipal

GeoMafra SIG Municipal GeoMafra SIG Municipal Nova versão do site GeoMafra Toda a informação municipal... à distância de um clique! O projecto GeoMafra constitui uma ferramenta de trabalho que visa melhorar e homogeneizar a

Leia mais

SMCB: METODOLOGIA PARA A QUANTIZAÇÃO DE CORES EM IMAGENS FACIAIS

SMCB: METODOLOGIA PARA A QUANTIZAÇÃO DE CORES EM IMAGENS FACIAIS CMNE/CILAMCE 007 Porto, 13 a 15 de Junho, 007 APMTAC, Portugal 007 SMCB: METODOLOGIA PARA A QUANTIZAÇÃO DE CORES EM IMAGENS FACIAIS Marcelo Zaniboni 1 *, Osvaldo Severino Junior e João Manuel R. S. Tavares

Leia mais

Tutorial de OpenCV para Tótós

Tutorial de OpenCV para Tótós Tutorial de OpenCV para Tótós Alexandra Ribeiro e Miguel Figueiredo Undergraduate Students Instituto Superior Técnico, Universidade Técnica de Lisboa, Portugal Objectivo: Este tutorial tem como objectivo

Leia mais

Produto: CL Titânio Assunto: Quais as funções que podem ser executadas no software client?

Produto: CL Titânio Assunto: Quais as funções que podem ser executadas no software client? Produto: CL Titânio Assunto: Quais as funções que podem ser executadas no software client? Assim que abrir o DVR Client, no canto superior direito há um grupo de opções denominado Login, preencha de acordo

Leia mais

Centro de Competência Entre Mar e Serra. Guia

Centro de Competência Entre Mar e Serra. Guia SMART Notebook Software Guia O Software Notebook permite criar, organizar e guardar notas num quadro interactivo SMART Board (em modo projectado e não-projectado), num computador pessoal e, em seguida,

Leia mais

REVISÃO DAS PUBLICAÇÕES

REVISÃO DAS PUBLICAÇÕES O arquivo index.htm. Código fonte. REVISÃO DAS PUBLICAÇÕES Erros que podem ocorrer: Verificar a barra ( / ) que fecha as marcações; Inverter os comandos FRAMESET E FRAME SRC; Espaço entre a marcação FRAME

Leia mais

ABERTURA DO BANCO DE DADOS. Felipe Correa Prof. Waterloo Pereira Filho

ABERTURA DO BANCO DE DADOS. Felipe Correa Prof. Waterloo Pereira Filho Tutorial Básico de Processamento de Imagens no Spring 4.3.3 Abertura do banco de dados Composição cor verdadeira Composição falsa-cor Ampliação linear de contraste Classificação não-supervisionada Classificação

Leia mais

Módulo 3 Amostragem de Imagens Sistema Multimédia Ana Tomé José Vieira

Módulo 3 Amostragem de Imagens Sistema Multimédia Ana Tomé José Vieira Módulo 3 Amostragem de Imagens Sistema Multimédia Ana Tomé José Vieira Departamento de Electrónica, Telecomunicações e Informática Universidade de Aveiro 1 Imagens Digitais 2 Sumário O olho Humano Sistemas

Leia mais

Recortar esta imagem com a Polygonal Lasso Tool seria uma tarefa maçante e tediosa. 1. Edição de imagens: Fundo da. imagem

Recortar esta imagem com a Polygonal Lasso Tool seria uma tarefa maçante e tediosa. 1. Edição de imagens: Fundo da. imagem 1 1. Edição de imagens: Fundo da imagem. O que eu, comumente, percebo é que para selecionar um objeto de interesse na imagem é quase que automático e unânime utilizar a ferramenta Polygonal Lasso Tool.

Leia mais

Profa. Dra. Soraia Raupp Musse Thanks to Prof. Dr. Cláudio Rosito Jung

Profa. Dra. Soraia Raupp Musse Thanks to Prof. Dr. Cláudio Rosito Jung Introdução ao Processamento de Imagens Profa. Dra. Soraia Raupp Musse Thanks to Prof. Dr. Cláudio Rosito Jung Introdução Processamento de Imagens: processamento de sinais bidimensionais (ou n-dimensionais).

Leia mais

Alguns métodos utilizados

Alguns métodos utilizados Alguns métodos utilizados TIF Algumas pessoas exportam o trabalho feito no Corel em formato TIF,que é um procedimento comum para impressão em jornais e publicações impressas. Para exportar desta forma

Leia mais

Tutorial para Instalação de AVG 2012

Tutorial para Instalação de AVG 2012 Tutorial para Instalação de AVG 2012 Este procedimento somente é válido para usuários que possuem as seguintes versões de Windows: XP, 2003, Vista, 7 e 2008 As demais versões não suportam essa versão do

Leia mais

Convertendo Imagem Colorida para Tons de Cinza na Screen 8

Convertendo Imagem Colorida para Tons de Cinza na Screen 8 RGB to Gray Convertendo Imagem Colorida para Tons de Cinza na Screen 8 Por: MarMSX Uma imagem digital é composta de 3 componentes de cores primárias no sistema aditivo: vermelho (red), verde (green) e

Leia mais

Gabinete de Imagem e Comunicação do IPBeja. Índice

Gabinete de Imagem e Comunicação do IPBeja. Índice V.2.0 Índice 1 Introdução... 3 2 Página inicial do Site do Curso... 4 1.1 Estrutura da Página inicial... 4 1.2 Aceder ao Site do Curso... 6 1.3 Iniciar Sessão... 7 1.4 Encerrar Sessão... 8 1.5 Formatação

Leia mais

LUXVISION HÍBRIDO VER AS IMAGENS ATRAVÉS DO INTERNET EXPLORER. Abra o INTERNET EXPLORER, vá em FERRAMENTAS, OPÇÕES DA INTERNET.

LUXVISION HÍBRIDO VER AS IMAGENS ATRAVÉS DO INTERNET EXPLORER. Abra o INTERNET EXPLORER, vá em FERRAMENTAS, OPÇÕES DA INTERNET. LUXVISION HÍBRIDO VER AS IMAGENS ATRAVÉS DO INTERNET EXPLORER. Abra o INTERNET EXPLORER, vá em FERRAMENTAS, OPÇÕES DA INTERNET. Clique na guia SEGURANÇA, NÍVEL PERSONALIZADO. Ir até os ActiveX ( desenho

Leia mais

Software de análises metalográficas MATERIAL PLUS

Software de análises metalográficas MATERIAL PLUS Software de análises metalográficas MATERIAL PLUS Programa desenvolvido de forma simples para o uso sem comprometer a precisão por usuários inexperientes conseguirem fazer análises sem um treinamento mínimo;

Leia mais

RECONHECIMENTO DE PLACAS DE AUTOMÓVEIS ATRAVÉS DE CÂMERAS IP

RECONHECIMENTO DE PLACAS DE AUTOMÓVEIS ATRAVÉS DE CÂMERAS IP RECONHECIMENTO DE PLACAS DE AUTOMÓVEIS ATRAVÉS DE CÂMERAS IP Caio Augusto de Queiroz Souza caioaugusto@msn.com Éric Fleming Bonilha eric@digifort.com.br Gilson Torres Dias gilson@maempec.com.br Luciano

Leia mais

. (x,y) Programação III. Interface Gráfica - AWT. Interface Gráfica AWT Jocélio Passos joceliodpassos@bol.com.br

. (x,y) Programação III. Interface Gráfica - AWT. Interface Gráfica AWT Jocélio Passos joceliodpassos@bol.com.br Programação III Interface Gráfica AWT Jocélio Passos joceliodpassos@bol.com.br AWT Abstract Windowing ToolKit kit de Ferramentas Abstrato para Janelas Componentes GUI originais Pacote java.awt Deitel Capítulo

Leia mais

Manual de utilização do programa

Manual de utilização do programa PCIToGCode Manual de utilização do programa PCIToGCode O PCITOGCODE é um aplicativo desenvolvido para converter imagem de uma placa de circuito impresso em um arquivo de códigos G. Com o arquivo de códigos

Leia mais

Trabalho 2 Fundamentos de computação Gráfica

Trabalho 2 Fundamentos de computação Gráfica Trabalho 2 Fundamentos de computação Gráfica Processamento de Imagens Aluno: Renato Deris Prado Tópicos: 1- Programa em QT e C++ 2- Efeitos de processamento de imagens 1- Programa em QT e C++ Para o trabalho

Leia mais

Menu. No ecrã principal, alem do MENU, existem três separadores: Corte ortogonal, Corte em Curva e Corte Oblíquo. Corte Ortogonal

Menu. No ecrã principal, alem do MENU, existem três separadores: Corte ortogonal, Corte em Curva e Corte Oblíquo. Corte Ortogonal Menu Menu No menu o operador tem acesso à barra dos Ajustes, onde pode definir o contraste e luminosidade, o tipo de tecidos que quer observar (osso, pele) ou a cor em que quer ver os diferentes tecidos

Leia mais

Adobe Photoshop CS5. Aula 5

Adobe Photoshop CS5. Aula 5 Adobe Photoshop CS5 Aula 5 Tema da aula: Mudando a cor dos olhos Assuntos tratados nesta aula: Criar nova camada Renomear camada Ferramenta Zoom Ferramenta Pincel Definindo Cor do Primeiro Plano Regulagem

Leia mais

ArcGIS: Rescale em Batch, Composição Colorida RGB e Fusão de Imagens Landsat-8

ArcGIS: Rescale em Batch, Composição Colorida RGB e Fusão de Imagens Landsat-8 ArcGIS: Rescale em Batch, Composição Colorida RGB e Fusão de Imagens Landsat-8 2013 LANDSAT-8: Informações para Novos Usuários de Imagens Licença: As imagens Landsat-8 são gratuitas; Download: Para baixar

Leia mais

Workshop Processing: Visualização de Dados e Interatividade

Workshop Processing: Visualização de Dados e Interatividade Workshop Processing: Visualização de Dados e Interatividade Imagens Claudio Esperança Programa de Engenharia de Sistemas e Computação COPPE / UFRJ Escola de Belas Artes Claudio Esperança (PESC/COPPE/UFRJ)

Leia mais

Localização de placas em imagens de veículos. Resumo

Localização de placas em imagens de veículos. Resumo Localização de placas em imagens de veículos Geovane Hilário Linzmeyer Curso de Inteligência Computacional Pontifícia Universidade Católica do Paraná Curitiba, dezembro de 2005 Resumo Um dos maiores problemas

Leia mais

Câmera CFTV Digital Sem Fio

Câmera CFTV Digital Sem Fio Câmera CFTV Digital Sem Fio Manual do Usuário Você acaba de adquirir um produto Leadership, testado e aprovado por diversos consumidores em todo Brasil. Neste manual estão contidas todas as informações

Leia mais

Fluxo de trabalho no Picasa

Fluxo de trabalho no Picasa Fluxo de trabalho no Picasa Neste bloco serão abordados: Download e Instalação Aquisição de imagens Tratamento básico de imagem digital fotográfica Opções de impressão Tratamento para envio para a web

Leia mais

Chow&Kaneko buscam as modas da imagem para separar os objetos. Admite que os tons na vizinhança de cada moda são do mesmo objeto.

Chow&Kaneko buscam as modas da imagem para separar os objetos. Admite que os tons na vizinhança de cada moda são do mesmo objeto. Respostas Estudo Dirigido do Capítulo 12 Image Segmentation" 1 Com suas palavras explique quais os problemas que podem ocorrer em uma segmentação global baseada em níveis de cinza da imagem. Que técnicas

Leia mais

PROF. DR. JACQUES FACON

PROF. DR. JACQUES FACON PUCPR- Pontifícia Universidade Católica Do Paraná PPGIA- Programa de Pós-Graduação Em Informática Aplicada PROF. DR. JACQUES FACON LIMIARIZAÇÃO DUPLA DE ISTVÁN CSEKE PROJETO DE UMA RÁPIDA SEGMENTAÇÃO PARA

Leia mais

Teoria da Cor TI. Elisa Maria Pivetta

Teoria da Cor TI. Elisa Maria Pivetta Teoria da Cor TI Elisa Maria Pivetta A percepção da cor é um processo complexo, resultante da recepção da luz pelo olho e da interpretação desta pelo cérebro. O que de fato determina a cor de um objeto

Leia mais

BrOffice.org 2.4 Imagens Abril / 2008 ESTE MATERIAL FOI DESENVOLVIDO EM PARCEIRA ENTRE A COMPANHIA DO METROPOLITANO DE SÃO PAULO METRÔ E A BARROS MARTINS TREINAMENTO E DESENVOLVIMENTO EM INFORMÁTICA LTDA

Leia mais

MANUAL DO UTILIZADOR DO SCANNER

MANUAL DO UTILIZADOR DO SCANNER MANUAL DO UTILIZADOR DO SCANNER Capítulo 1: Iniciação da digitalização Capítulo 2: A caixa de diálogo TWAIN Apêndices 2 Índice Iniciação da digitalização Get (Acquire) and Use the Scan Dialog Box... 3

Leia mais

MANUAL DE INSTALAÇÃO DVR-USB ST-104

MANUAL DE INSTALAÇÃO DVR-USB ST-104 MANUAL DE INSTALAÇÃO DVR-USB ST-104 Obrigado por escolher o DVR USB ST-104 DIMY S. Por favor, certifique-se que a operação do produto esta de acordo com este manual para garantir a estabilidade do sistema

Leia mais

Aula 2 Aquisição de Imagens

Aula 2 Aquisição de Imagens Processamento Digital de Imagens Aula 2 Aquisição de Imagens Prof. Dr. Marcelo Andrade da Costa Vieira mvieira@sc.usp.br EESC/USP Fundamentos de Imagens Digitais Ocorre a formação de uma imagem quando

Leia mais

SisResEv Sistema de Reserva de Salas para Eventos. Instruções de uso

SisResEv Sistema de Reserva de Salas para Eventos. Instruções de uso UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ SETOR DE CIÊNCIAS HUMANAS - SCH SisResEv Sistema de Reserva de Salas para Eventos Instruções de uso O SisResEv é uma ferramenta online de gerenciamento de reserva de salas

Leia mais

Sensoriamento Remoto. Características das Imagens Orbitais

Sensoriamento Remoto. Características das Imagens Orbitais Sensoriamento Remoto Características das Imagens Orbitais 1 - RESOLUÇÃO: O termo resolução em sensoriamento remoto pode ser atribuído a quatro diferentes parâmetros: resolução espacial resolução espectral

Leia mais

Problemas com o Carregando assinador e Falhas ao assinar documentos no PJe-JT: roteiro para solução

Problemas com o Carregando assinador e Falhas ao assinar documentos no PJe-JT: roteiro para solução Problemas com o Carregando assinador e Falhas ao assinar documentos no PJe-JT: roteiro para solução Passo 1: Versão mínima - Mozila Firefox 26 e Java 1.7.0_51. Caso o escritório utilize outros sistemas

Leia mais

Gama do monitor. Michael v.ostheim Tradução: Marcus Gama Tradução: André Marcelo Alvarenga

Gama do monitor. Michael v.ostheim Tradução: Marcus Gama Tradução: André Marcelo Alvarenga Michael v.ostheim Tradução: Marcus Gama Tradução: André Marcelo Alvarenga 2 Conteúdo 1 Introdução 4 2 Usando as imagens de teste 4 2.1 Imagem de teste da escala de cinza............................ 4 2.2

Leia mais

selecionado. DICAS 1. Explore, sempre, o ícone

selecionado. DICAS 1. Explore, sempre, o ícone COMO USAR O MAPA COM INDICADORES DO GEOPORTAL DE INFORMAÇÕES EM SAÚDE DA BAHIA? Este documento fornece um passo a passo explicativo e ilustrado das principais ferramentas do Mapa com Indicadores do GeoPortal

Leia mais

Desenho e Apresentação de Imagens por Computador

Desenho e Apresentação de Imagens por Computador Desenho e Apresentação de Imagens por Computador Conteúdo s: Aspetos genéricos sobre o trabalho com imagens computacionais. Imagens computacionais e programas que criam ou manipulam esse tipo de imagens.

Leia mais

GERENCIANDO SUA BIBLIOTECA

GERENCIANDO SUA BIBLIOTECA GERENCIANDO SUA BIBLIOTECA ORGANIZANDO SUA BIBLIOTECA Os livros da sua biblioteca são ordenados alfabeticamente pelo título. Clique em ORDENAR POR, na parte superior da página, para alterar a forma como

Leia mais

MANUAL PARA INCLUSÃO DIGITAL- ANDRAGOGIA

MANUAL PARA INCLUSÃO DIGITAL- ANDRAGOGIA Inclusão Digital - Software - Sistema Operacional (SO) Introdução O objetivo dessa cartilha é informar o usuário das características básicas dos softwares, do Sistema Operacional utilizados em um computador.

Leia mais

INFORMAÇÕES SOBRE O MATERIAL UTILIZADO NA OBTENÇÃO E NA ANÁLISE DOS VÍDEOS

INFORMAÇÕES SOBRE O MATERIAL UTILIZADO NA OBTENÇÃO E NA ANÁLISE DOS VÍDEOS INFORMAÇÕES SOBRE O MATERIAL UTILIZADO NA OBTENÇÃO E NA ANÁLISE DOS VÍDEOS 1 Material utilizado 1.1 Tracker: um programa de análise de imagens Para a execução da proposta foi utilizado o programa livre

Leia mais

RGB - Poeiras Departamento de Física 2011 Detecção Remota Pratica 1. Joao Gonçalo Ricardo Rodrigues - 45365

RGB - Poeiras Departamento de Física 2011 Detecção Remota Pratica 1. Joao Gonçalo Ricardo Rodrigues - 45365 RGB - Poeiras Departamento de Física 2011 Detecção Remota Pratica 1 Joao Gonçalo Ricardo Rodrigues - 45365 Índice Determinar o objectivo do realce Escolher do canal apropriado Pré-processamento de imagem

Leia mais

Trabalho GA - Editor de Cenário Parallax

Trabalho GA - Editor de Cenário Parallax Objetivo A tarefa consiste em criar um editor gráfico de cenários para jogos 2D com visão lateral. O editor deve permitir que o usuário trabalhe com camadas, para simular o efeito parallax. O usuário pode

Leia mais

PCIM 2013-2014. Laboratório 0, parte visual: Iniciação ao tratamento de imagem, vídeo e áudio no MATLAB

PCIM 2013-2014. Laboratório 0, parte visual: Iniciação ao tratamento de imagem, vídeo e áudio no MATLAB PCIM 2013-2014 Laboratório 0 - parte visual: Iniciação à manipulação de imagem, vídeo e áudio com o MATLAB 1. Processamento de imagem O MatLab possui diversos comandos específicos para manipular imagens

Leia mais

Motic Images Plus Versão 2.0 ML Guia de Consulta Rápida. Português

Motic Images Plus Versão 2.0 ML Guia de Consulta Rápida. Português Motic Images Plus Versão 2.0 ML Guia de Consulta Rápida Português Índice Instalação do Software... 1 Instalação do Controlador e Actualização do Controlador... 4 Motic Images Plus 2.0 ML...11 Calibração

Leia mais

Ladibug Software de Imagem para o Apresentador Virtual Manual do Utilizador

Ladibug Software de Imagem para o Apresentador Virtual Manual do Utilizador Ladibug Software de Imagem para o Apresentador Virtual Manual do Utilizador Índice 1. Introdução... 2 2. Requisito do Sistema... 2 3. Instalar Ladibug... 3 4. Ligação... 6 5. Iniciar a utilização do Ladibug...

Leia mais

Siga nossos padrões de margens especificadas abaixo e utilize nossas matrizes (disponíveis no link Gabaritos).

Siga nossos padrões de margens especificadas abaixo e utilize nossas matrizes (disponíveis no link Gabaritos). Guia de Instruções Atenção com as margens de corte Siga nossos padrões de margens especificadas abaixo e utilize nossas matrizes (disponíveis no link Gabaritos). Sempre utilize no mínimo a 3,5mm de margem

Leia mais

Imagem digital. Unidade 3

Imagem digital. Unidade 3 Imagem digital Unidade 3 Objectivos Reconhecer o potencial comunicativo/ expressivo das imagens; Reconhecer as potencialidades narrativas de uma imagem; A criação de sentido nas associações de imagens

Leia mais

Google Drive. Passos. Configurando o Google Drive

Google Drive. Passos. Configurando o Google Drive Google Drive um sistema de armazenagem de arquivos ligado à sua conta Google e acessível via Internet, desta forma você pode acessar seus arquivos a partir de qualquer dispositivo que tenha acesso à Internet.

Leia mais

ATUALIZAÇÃO AUTOMÁTICA: MODO ONLINE (Exemplo: WINDOWS 7-32 bits):

ATUALIZAÇÃO AUTOMÁTICA: MODO ONLINE (Exemplo: WINDOWS 7-32 bits): ATUALIZAÇÃO AUTOMÁTICA: MODO ONLINE (Exemplo: WINDOWS 7-32 bits): Após instalado o software de PC da TRS5000, inicia-se o programa quer automaticamente a partir do próprio instalador (launch TRS5000) ou

Leia mais

Acessando a Plataforma de Rastreamento

Acessando a Plataforma de Rastreamento Acessando a Plataforma de Rastreamento Para acessar a plataforma digite no seu navegador preferido o endereço: xxxxxxxx.mloc.com.br onde xxxxxxxx é o nome da sua empresa de rastreamento. Ex: rastreadora.mloc.com.br

Leia mais

Tutorial 4: Fusão de Dados Imagem

Tutorial 4: Fusão de Dados Imagem Tutorial 4: Fusão de Dados Imagem Introdução. O objectivo principal deste tutorial consiste em estudar algumas das opções de fusão de dados imagem disponíveis na livraria de algoritmos do PCI Geomatica:

Leia mais

ez Flow Guia do Usuário versão 1.0 experts em Gestão de Conteúdo

ez Flow Guia do Usuário versão 1.0 experts em Gestão de Conteúdo ez Flow Guia do Usuário versão 1.0 Conteúdo 1. Introdução... 3 2 1.1 Público alvo... 3 1.2 Convenções... 3 1.3 Mais recursos... 3 1.4. Entrando em contato com a ez... 4 1.5. Direitos autorais e marcas

Leia mais

Thales Trigo. Formatos de arquivos digitais

Thales Trigo. Formatos de arquivos digitais Esse artigo sobre Formatos de Arquivos Digitais é parte da Tese de Doutoramento do autor apresentada para a obtenção do titulo de Doutor em Engenharia Elétrica pela Escola Politécnica da USP. Thales Trigo

Leia mais

Procedimento para reinstalação dos aplicativos da mesa multi-toque através da imagem do sistema.

Procedimento para reinstalação dos aplicativos da mesa multi-toque através da imagem do sistema. Procedimento para reinstalação dos aplicativos da mesa multi-toque através da imagem do sistema. 1) Materiais a serem utilizados - Para realizar este procedimento deve-se estar de posse dos seguintes itens:

Leia mais

Lição1 Adobe Photoshop CS5. Área de Trabalho

Lição1 Adobe Photoshop CS5. Área de Trabalho Lição1 Adobe Photoshop CS5 Área de Trabalho CENTRO DE ENSINO SUPERIOR DO AMAPÁ Ajuste a cor no Camera Raw Clique no menu Arquivo, procure a pasta Lição1 e abra o arquivo 02Start.jpg. Note que a figura

Leia mais

geral@centroatlantico.pt www.centroatlantico.pt Impressão e acabamento: Inova 1ª edição: Novembro de 2003

geral@centroatlantico.pt www.centroatlantico.pt Impressão e acabamento: Inova 1ª edição: Novembro de 2003 FICHEIROS COM EXEMPLOS Envie um e-mail* para software@centroatlantico.pt para conhecer os endereços de Internet de onde poderá fazer o download dos ficheiros com os exemplos deste livro. * O leitor consente,

Leia mais

Manual de Apoio Microsoft Office Excel 2010

Manual de Apoio Microsoft Office Excel 2010 INSTITUTO DO EMPREGO E FORMAÇÃO PROFISSIONAL, IP DELEGAÇÃO REGIONAL DE LISBOA E VALE DO TEJO CENTRO DE EMPREGO E FORMAÇÃO PROFISSIONAL DE SANTARÉM MODALIDADE: Formação Modular (VIDA ATIVA) Local: BOMBARRAL

Leia mais

O Software Face Match

O Software Face Match Apêndice A O Software Face Match A.1 - Desenvolvimento do software para a extração de características de imagens de faces humanas: Face Match. Para dar suporte à proposta do trabalho de mestrado iniciou-se

Leia mais

Sistemas e Conteúdos Multimédia. 4.1. Imagem. Nuno Miguel Gil Fonseca nuno.fonseca@estgoh.ipc.pt

Sistemas e Conteúdos Multimédia. 4.1. Imagem. Nuno Miguel Gil Fonseca nuno.fonseca@estgoh.ipc.pt Sistemas e Conteúdos Multimédia 4.1. Imagem Nuno Miguel Gil Fonseca nuno.fonseca@estgoh.ipc.pt Cores O que é a cor? Distribuição espectral do sinal de excitação. Função da reflectância e da iluminação

Leia mais

Introdução ao processamento de imagens e OCTAVE. Julio C. S. Jacques Junior juliojj@gmail.com

Introdução ao processamento de imagens e OCTAVE. Julio C. S. Jacques Junior juliojj@gmail.com Introdução ao processamento de imagens e OCTAVE Julio C. S. Jacques Junior juliojj@gmail.com Octave www.gnu.org/software/octave/ Linguagem Interpretada (similar ao MATLAB... portabilidade) Voltada para

Leia mais

ATENÇÃO: * Arquivos com tamanho superior a 500 KB NÃO SERÃO ACEITOS * SOMENTE serão aceitos documentos do formato: PDF

ATENÇÃO: * Arquivos com tamanho superior a 500 KB NÃO SERÃO ACEITOS * SOMENTE serão aceitos documentos do formato: PDF TUTORIAL DE DIGITALIZAÇÃO DIRIGIDO AO USO DO PROCESSO ELETRÔNICO Adaptado do tutorial elaborado pelo colega MAICON FALCÃO, operador de computador da subseção judiciária de Rio Grande. Introdução Este tutorial

Leia mais

Laboratório de Sistemas e Sinais L1: Matrizes, Sons e Imagens

Laboratório de Sistemas e Sinais L1: Matrizes, Sons e Imagens Laboratório de Sistemas e Sinais L1: Matrizes, Sons e Imagens Luís Caldas de Oliveira Março de 2009 O objectivo deste laboratório é o de explorar a utilização de matrizes em Matlab e de usá-las para construir

Leia mais

Uso da webcam para análise de movimentos

Uso da webcam para análise de movimentos Apêndice E Uso da webcam para análise de movimentos Várias experiências de física básica requerem o registro temporal de algum movimento. Dependendo do tipo de sistema e de que informações são necessárias,

Leia mais

Indice. Indice.1. 6.1- Reprodução Local...18. 6.2- Reprodução Remota...19

Indice. Indice.1. 6.1- Reprodução Local...18. 6.2- Reprodução Remota...19 Indice Indice.1 1. Introdução...2 1.1. Ambiente de Operação...2 1.2. Instruções de Instalação...2 2. Instalação e desinstalação...3 2.1. Instalação...3 2.2. Desinstalação...4 2.3. Reparo...5 3. Operação

Leia mais

Controles e funções. Painel frontal. Painel traseiro. Capítulo 2 >> Controles e funções. Botão OK Confirma a seleção.

Controles e funções. Painel frontal. Painel traseiro. Capítulo 2 >> Controles e funções. Botão OK Confirma a seleção. HDPV-C20CV Capítulo 2 >> Controles e funções Controles e funções Painel frontal 1 2 1 2 3 3 4 5 Botão Power ( ) Liga/desliga seu receptor. Botão MENU Exibe o menu. Sai do menu atual ou vai para o menu

Leia mais

MANUAL DO UTILIZADOR

MANUAL DO UTILIZADOR MANUAL DO UTILIZADOR Versão 1.6 PÁGINA DE PESQUISA A página principal do PacWeb permite a realização de um número muito variado de pesquisas, simples, ou pelo contrário extremamente complexas, dependendo

Leia mais

Digital Matte Painting Parte II Tutorial de composição mattepainting (Combustion) Filipe Costa Luz Universidade Lusófona 2007

Digital Matte Painting Parte II Tutorial de composição mattepainting (Combustion) Filipe Costa Luz Universidade Lusófona 2007 Digital Matte Painting Parte II Tutorial de composição mattepainting (Combustion) Filipe Costa Luz Universidade Lusófona 2007 Exercício Prático Mattepainting Objectivos Neste exercício pretendemos utilizar

Leia mais