Laboratório do Mundo Invisível. Maria José e Denise

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Laboratório do Mundo Invisível. Maria José e Denise"

Transcrição

1 Laboratório do Mundo Invisível Maria José e Denise

2 OBJETIVOS Informar sobre a vida e organização no plano espiritual. Compreender de que forma os Espíritos manipulam os fluidos na formação de objetos e na mudança das propriedades da matéria.

3 A VIDA NA ESPIRITUALIDADE Natureza (lei de gravitação, tempo, plantas e animais) Linhas Morfológicas e fisiológicas do perispírito (sexo, aparência, alimentação, função sexual, sentidos) Locomoção (volitação, aerobus) Comunicação (mental e articulada) Vestimenta (trajes, cores e belezas) Trabalho (formas e remuneração) Repouso

4 Habitantes: Suicidas; ABISMO Localidade: Pouca luz solar que é constantemente filtrada por uma nevoa densa; A vegetação é sinistra, seca, contorcida, árvores com pouca folhagem; Ouvem-se muitos gemidos, suplicas choros humanos; Sentimentos dominantes: a mágoa e o remorso.

5 TREVAS Habitantes: Espíritos vinculados ao mal; Localidade: sem claridade solar, céu coberto de um fumo cinzento por toda a extensão; Vegetação de aspecto sinistro e angustiado. Árvores com algumas folhas e galhos quase secos. Aves agoureiras. Volitação impossível.

6 UMBRAL Habitantes : Espíritos presos às paixões e às sensações da vida material; Localidade: região semitrevosa, caracterizada por grandes perturbações.

7 ZONAS DE TRANSIÇÃO Habitantes: Espíritos benfeitores que auxiliam aos Espíritos necessitados; Localidade: Colônias inseridas no Umbral, quais se fossem oásis no deserto.

8 ESFERAS SUPERIORES Habitantes: Bons Espíritos e Espíritos Superiores; Localidade: Regiões espirituais de felicidade onde estacionam Espíritos de grande elevação moral.

9 ESFERAS RESPLANDECENTES Habitantes: Espíritos puros; Localidade: Regiões espirituais onde impera a bondade, a confiança e a felicidade verdadeira.

10 Atuação dos Espíritos sobre os fluídos Os Espíritos atuam sobre os fluidos Espirituais, não manipulando-os como os homens manipulam os gases, mas empregando o pensamento e a vontade. GÊNESE A. Kardec CAP. XIV

11 Formação espontânea de objetos O Espírito atua sobre a matéria. Da matéria cósmica universal (FCU) tira os elementos necessários para formação do objeto. Pela ação da vontade, transforma a matéria elementar dando-lhe novas propriedades.

12 Formação espontânea de objetos A vontade é inerente a natureza do Espírito, que ele a exerce de modo instintivo quando necessário. Os objetos que formam têm existência temporária, dependendo de sua vontade e da necessidade que experimenta.

13 Formação espontânea de objetos Os fluidos podem ser manipulados tanto pelos espíritos superiores quanto pelos inferiores.

14 Depoimentos sobre a vida espiritual Depoimento 1 Aqui, tudo o que existe parece constituído em virtude das diferentes modalidades pelas quais se manifesta a força do pensamento. Afirmam-se que a substância sobre que se exerce a força do pensamento é, na realidade, mais sólida e mais durável do que as pedras e os metais no meio terrestre. Muitas dificuldades encontrais, naturalmente, para conceber semelhante coisa (...)

15 Depoimentos sobre a vida espiritual Depoimento 1 continuação Eu, por minha parte imaginava tratar-se de criações formadas de uma matéria vaporosa; elas, porém, são ao contrário, mais sólidas e revestidas de cores mais vivas, do que o são os objetos sólidos e coloridos do meio terrestre... As habitações são construídas por Espíritos que se especializaram em modelar, pela força do pensamento, essa matéria espiritual.

16 Depoimentos sobre a vida espiritual Depoimento 1 continuação Eles as constroem sempre tais como as desejam os Espíritos, pois que tomam as subconsciências destes últimos os gabaritos mentais de seus desejos. (Rodolfo Valentino falecido em 1926) Devassando o Invisível Yvonne A. Pereira

17 Mudanças das propriedades da água, por obra da vontade. Ação magnética curadora O Espírito atuante é o do magnetizador, assistido por um Espírito opera uma transmutação por meio do fluido magnético.

18 Laboratório do amor Nas reuniões mediúnicas desenvolvem-se o verdadeiro laboratório do amor.

19 Diante de Espíritos sofredores que chegam necessitados de assistências quer materiais quer morais, são formados diversos objetos hospitalares e aparelhos sofisticados que os atendentes Espirituais utilizam antes, durante e após o diálogo socorrista com o doutrinador. Laboratório do Amor

20 Entidades benfeitoras compartilham a atividade, auxiliando com a inspiração o doutrinador. Laboratório do Amor

21 Atividade

22 Reflexão Aí tens o símbolo do teu futuro psicográfico. (...) Mas, não esperes flores. A flor será a mensagem, mas a tua será a parte do sofrimento. (...) Como médium, a tua tarefa é ser fiel ao dever e não te preocupares com os resultados que não são teus e sim do Cristo. Joanna de Ângelis

23 Bibliografia Apostila COEM - 19a SESSÃO TEÓRICA Livro dos Médiuns - Allan Kardec - Cap. VIII A Gênese - Allan Kardec - Cap. XIV Correnteza de Luz - Raul Teixeira - Laboratório do Amor Nosso Lar - André Luiz - Chico Xavier Devassando o Invisível - Ivone Amaral Pereira

24 Próxima Aula Concentração e Prece (21 e 22/03) Apost. COEM 1º a 9º Seções Práticas Apost. ESTEM Prog. 1 Mod. 2 Rot. 4 Apost. ESDE Prog. 1 Mod. 9 Rot. 2 Doutrinação Roque Jacinto Cap. 19 Mediunidade e Evolução Martins Peralva Cap. 15/16/17 Missionários da Luz André Luiz Cap. 6 Diálogo com as sombras Hermínio C Miranda Cap. 4 (A prece e o passe). O problema do Ser, do Destino e da Dor Leon Denis 3ª parte Cap. 23 e 24. Na internet:

GEM - GRUPO DE ESTUDO DA MEDIUNIDADE

GEM - GRUPO DE ESTUDO DA MEDIUNIDADE GEM - GRUPO DE ESTUDO DA MEDIUNIDADE / Data:09/10-Junho-2013. Aula 21 Irradiação mental Conhecer os elementos e meios básicos para a ação da irradiação mental de forma adequada e segura. 1 FLUÍDO 1. Fluido

Leia mais

14/08/2013. Entender o processo do desdobramento natural e provocado como grande recurso de renovação moral e auxilio aos trabalhos da Casa Espírita.

14/08/2013. Entender o processo do desdobramento natural e provocado como grande recurso de renovação moral e auxilio aos trabalhos da Casa Espírita. Entender o processo do desdobramento natural e provocado como grande recurso de renovação moral e auxilio aos trabalhos da Casa Espírita. 1 Espontâneo * Sono * Cochilo Induzido * Auto induzido * Hipnótico

Leia mais

Yvonne, uma heroína silenciosa (Pedro Camilo) cap. 2 e 5. Sublimação (Yvonne A. Pereira/Charles e Léon Tolstoi) cap. 2, 5 e 6

Yvonne, uma heroína silenciosa (Pedro Camilo) cap. 2 e 5. Sublimação (Yvonne A. Pereira/Charles e Léon Tolstoi) cap. 2, 5 e 6 CENTRO ESPÍRITA ILDEFONSO CORREIA O ENSINO ESPÍRITA NA OBRA DE YVONNE PEREIRA BIBLIOGRAFIA 1.UM ESTUDO SOBRE REENCARNAÇÃO 1.1 Yvonne do Amaral Pereira vida e obras dados biográficos principais a mediunidade:

Leia mais

Objetivo: Explicar o fenômeno da morte à luz da Doutrina Espírita, como ocorre a separação da alma e do corpo na desencarnação e a vida além-túmulo.

Objetivo: Explicar o fenômeno da morte à luz da Doutrina Espírita, como ocorre a separação da alma e do corpo na desencarnação e a vida além-túmulo. Objetivo: Explicar o fenômeno da morte à luz da Doutrina Espírita, como ocorre a separação da alma e do corpo na desencarnação e a vida além-túmulo. EPM Prog.1 Mód.4 Rot.1 e 2 Facilitadora: Mônica Oliveira

Leia mais

EPM Programa 1 Mód.4 Rot. 3 e 4. Facilitadora: Mônica Oliveira

EPM Programa 1 Mód.4 Rot. 3 e 4. Facilitadora: Mônica Oliveira Objetivo: Esclarecer quanto a destinação dos desencarnados após a morte e suas relações no além-túmulo, as características dos ambientes nas esferas espirituais e de seus habitantes de acordo com sua condição

Leia mais

04/12/2013. Meg Patrícia Fernanda. Ter noção sobre as características dos ambientes e de seus habitantes nas esferas espirituais.

04/12/2013. Meg Patrícia Fernanda. Ter noção sobre as características dos ambientes e de seus habitantes nas esferas espirituais. A Vida no Mundo Espiritual 2 Meg Patrícia Fernanda Ter noção sobre as características dos ambientes e de seus habitantes nas esferas espirituais. 1 Conceito Desencarnar é mudar de plano, como alguém que

Leia mais

CENTRO ESPÍRITA CASA DE JESUS

CENTRO ESPÍRITA CASA DE JESUS CENTRO ESPÍRITA CASA DE JESUS Rua 600 n 123- Centro Bal. Camboriú - SC Área da Atividade Mediúnica DEEM Estudo Teórico da Mediunidade ETM ESTUDO da MEDIUNIDADE e EDUCAÇÃO dos MÉDIUNS Programa 2012/2013:

Leia mais

DEPRESSÃO Terapêutica espírita

DEPRESSÃO Terapêutica espírita DEPRESSÃO Terapêutica espírita Escola de Evangelização de Pacientes Grupo Espírita Guillon Ribeiro Face às suas cáusticas manifestações, a terapia de emergência faz-se imprescindível, embora, os métodos

Leia mais

Segurança Doutrinária

Segurança Doutrinária Autor desconhecido Segurança Doutrinária Tu, porém, fala o que convém à sã doutrina. Paulo (Tito, 2:1) Quem deseje tornar-se versado numa ciência tem que a estudar metodicamente, começando pelo princípio

Leia mais

AULA 1-3º BÁSICO 2015 FLUIDOS. Norma Suzana M. Pacheco

AULA 1-3º BÁSICO 2015 FLUIDOS. Norma Suzana M. Pacheco AULA 1-3º BÁSICO 2015 FLUIDOS Norma Suzana M. Pacheco TÓPICOS 1. Definição 2. Fluido Cósmico Universal 3. Escala de Fluidos 4. Princípio Inteligente Universal 5. Princípio Espiritual 6. Princípio Vital

Leia mais

Hippolyte Léon Denizard Rivail 03-10-1804-31-03-1869

Hippolyte Léon Denizard Rivail 03-10-1804-31-03-1869 Hippolyte Léon Denizard Rivail 03-10-1804-31-03-1869 O dom da mediunidade é tão antigo quanto o mundo. Os profetas eram médiuns. Os caldeus, os assírios, possuíam médiuns. Sócrates era dirigido por um

Leia mais

módulo MECANISMOS DA MEDIUNIDADE da fisiologia da comunicação mediúnica 1ª parte

módulo MECANISMOS DA MEDIUNIDADE da fisiologia da comunicação mediúnica 1ª parte sugerida II módulo MECANISMOS DA MEDIUNIDADE 1ª parte da fisiologia da comunicação mediúnica 2 Primeira parte 9 OS FLUIDOS Elementos fluídicos. Ação dos espíritos sobre os fluidos Criações fluídicas; fotografia

Leia mais

Autores de Obras Espíritas. Léon Denis:

Autores de Obras Espíritas. Léon Denis: Autores de Obras Espíritas A Doutrina Espírita tem sua base na Codificação Kardecista. Kardec foi o pioneiro, entretanto, ao longo do tempos outros trabalhos tem surgido, multiplicando os assuntos abordados.

Leia mais

O GRANDE COMPROMISSO. www.searadomestre.com.br Grupo Espírita Seara do Mestre 25 de abril de 2011

O GRANDE COMPROMISSO. www.searadomestre.com.br Grupo Espírita Seara do Mestre 25 de abril de 2011 O GRANDE COMPROMISSO www.searadomestre.com.br Grupo Espírita Seara do Mestre 25 de abril de 2011 O grande compromisso Nesse desequilíbrio do sentimento e da razão é que repousa atualmente a dolorosa realidade

Leia mais

1º ANO DO CURSO DE EDUCAÇÃO MEDIÚNICA 2015 TERÇA TARDE das 14:30h ÀS 16:30h

1º ANO DO CURSO DE EDUCAÇÃO MEDIÚNICA 2015 TERÇA TARDE das 14:30h ÀS 16:30h 1º ANO DO CURSO DE EDUCAÇÃO MEDIÚNICA 2015 TERÇA TARDE das 14:30h ÀS 16:30h DATA TEMA TEMPO EXPOSITOR SÁBADO Aula 1 24/02 Aula de apresentação 80 21/02 Aula 2 03/03 Voluntariado 80 28/02 Aula 3 10/03 Aula

Leia mais

UNIDADE 2 AÇÃO FLUÍDICA. AULA 11 Animismo e Espiritismo

UNIDADE 2 AÇÃO FLUÍDICA. AULA 11 Animismo e Espiritismo UNIDADE 2 AÇÃO FLUÍDICA AULA 11 Animismo e Espiritismo 1 2 PERCEPÇÃO E AÇÃO DO ESPÍRITO 3 Todas as percepções constituem atributos do Espírito e lhe são inerentes ao ser. Quando revestido por um corpo

Leia mais

Natureza / Características / Etapas / Organização / Funcionamento. Marlene Valéria - Emerson

Natureza / Características / Etapas / Organização / Funcionamento. Marlene Valéria - Emerson Natureza / Características / Etapas / Organização / Funcionamento Marlene Valéria - Emerson Entender o que é uma reunião mediúnica. Saber identificar uma reunião mediúnica pela sua natureza e característica.

Leia mais

PROGRAMA I PRÁTICA MODULO II

PROGRAMA I PRÁTICA MODULO II PROGRAMA I / MODULO I ROTEIROS: 3 E 4 PROGRAMA I PRÁTICA MODULO II MARIA JOSÉ, REJANE, ROBERTO OBJETIVOS Conceituar passe, prece e irradiação Apresentar os tipos de prece e seus benefícios Esclarecer sobre

Leia mais

FORA DA CARIDADE NÃO HÁ SALVAÇÃO

FORA DA CARIDADE NÃO HÁ SALVAÇÃO FEDERAÇÃO ESPÍRITA BRASILEIRA Estudo Aprofundado da Doutrina Espírita Livro IV Espiritismo, o Consolador Prometido por Jesus Módulo IV A humanidade regenerada FORA DA CARIDADE NÃO HÁ SALVAÇÃO Roteiro 3

Leia mais

Há... Mas quem sou eu senão uma formiguinha das menores, que anda pela terra cumprindo sua obrigação.

Há... Mas quem sou eu senão uma formiguinha das menores, que anda pela terra cumprindo sua obrigação. Há... Mas quem sou eu senão uma formiguinha das menores, que anda pela terra cumprindo sua obrigação. Apostila ESTEM - Programa 2 Apostila COEM 29ª S. Teórica vl.2 Objetivo: Apresentar a necessidade do

Leia mais

CURSO FLUIDOTERAPIA ESPÍRITA: PASSES E ÁGUA FLUIDIFICADA

CURSO FLUIDOTERAPIA ESPÍRITA: PASSES E ÁGUA FLUIDIFICADA CURSO FLUIDOTERAPIA ESPÍRITA: PASSES E ÁGUA FLUIDIFICADA A APLICAÇÃO DE PASSES O MÉDIUM APLICADOR DE PASSES O MÉDIUM APLICADOR DE PASSES Vimos em nossa 4ª. vídeo-aula sobre fluidoterapia espírita que

Leia mais

CENTRO ESPÍRITA CAMINHANDO PARA JESUS Rua Dr. Machado, 168 - Campo Grande - Recife - PE - www.cecpj.org.br PROGRAMAÇÃO: DEZEMBRO/2015 QUADRO DE AVISOS

CENTRO ESPÍRITA CAMINHANDO PARA JESUS Rua Dr. Machado, 168 - Campo Grande - Recife - PE - www.cecpj.org.br PROGRAMAÇÃO: DEZEMBRO/2015 QUADRO DE AVISOS CENTRO ESPÍRITA CAMINHANDO PARA JESUS Rua Dr. Machado, 168 - Campo Grande - Recife - PE - www.cecpj.org.br PROGRAMAÇÃO: DEZEMBRO/2015 QUADRO DE AVISOS DATAS AUDITÓRIO B TEMA BIBLIOGRAFIA BÁSICA LEGENDA

Leia mais

Seminário: Terapia pelos Passes

Seminário: Terapia pelos Passes 1 Atividade Integrativa Para a tarefa do passe, no plano espiritual, não basta boa vontade. São necessárias qualidades de ordem superior e conhecimentos especializados. Padrão superior de elevação mental

Leia mais

4. AULA: a) Incentivação inicial: Atividades. Entregar a cada criança uma cópia da folha que segue junto, para solucionar as atividades.

4. AULA: a) Incentivação inicial: Atividades. Entregar a cada criança uma cópia da folha que segue junto, para solucionar as atividades. ALIANÇA MUNICIPAL ESPÍRITA DE JUIZ DE FORA (AME-JF) AULA Nº 13 Departamento de Evangelização da Criança (DEC) II CICLO B IDADES: 09/10 PLANO DE AULA 1. TEMA: Jesus Cura Dez Leprosos. 2. OBJETIVO: As crianças

Leia mais

TIPOS DE ESPÍRITOS COMUNICANTES - I. Monitores: Alice Akemi Maria José

TIPOS DE ESPÍRITOS COMUNICANTES - I. Monitores: Alice Akemi Maria José TIPOS DE ESPÍRITOS COMUNICANTES - I Monitores: Alice Akemi Maria José Objetivos Entender como se processa a mensagem mediúnica no psiquismo do médium. Conhecer os meios de identificação dos Espíritos comunicantes

Leia mais

SOCIEDADE ESPÍRITA AMOR E CARIDADE SERVIÇO DE EVANGELIZAÇÃO DA FAMÍLIA (SEF) DEPARATAMENTO DA INFÂNCIA E JUVENTUDE (DIJ) EVANGELIZAÇÃO 2013

SOCIEDADE ESPÍRITA AMOR E CARIDADE SERVIÇO DE EVANGELIZAÇÃO DA FAMÍLIA (SEF) DEPARATAMENTO DA INFÂNCIA E JUVENTUDE (DIJ) EVANGELIZAÇÃO 2013 SOCIEDADE ESPÍRITA AMOR E CARIDADE SERVIÇO DE EVANGELIZAÇÃO DA FAMÍLIA (SEF) DEPARATAMENTO DA INFÂNCIA E JUVENTUDE (DIJ) Para a treva só há um remédio, a luz. (Monteiro Lobato) EVANGELIZAÇÃO 2013 CRONOGRAMA

Leia mais

Centro Espírita Ubiratan

Centro Espírita Ubiratan Centro Espírita Ubiratan De onde viemos? Para onde vamos após o nosso desencarne? Tudo acaba no túmulo? Há muitas moradas na casa do meu Pai (S. JOÃO, cap. XIV, vv. 1 a 3.) A casa do Pai é o Universo.

Leia mais

O Céu e o inferno na visão Espírita

O Céu e o inferno na visão Espírita O Céu e o inferno na visão Espírita Há muitas moradas na casa de meu Pai; se assim não fosse eu vo-lo teria dito... (Jesus Jo. 14: 1-3) Cleto Brutes Apresentação disponível em www.searadomestre.com.br

Leia mais

TÓPICOS. 9. Evangelho no Lar Exceções 10. Mensagem de André Luiz

TÓPICOS. 9. Evangelho no Lar Exceções 10. Mensagem de André Luiz REUNIÕES MEDIÚNICAS TÓPICOS 1.Conceito de Reunião Mediúnica 2.Características 3.Responsabilidade do Médium 4.Condições para a realização de uma reunião mediúnica 5.Objetivo e natureza das reuniões 6.Necessidades

Leia mais

CONVERSANDO COM OS ESPÍRITOS

CONVERSANDO COM OS ESPÍRITOS THEREZINHA OLIVEIRA CONVERSANDO COM OS ESPÍRITOS NA REUNIÃO MEDIÚNICA CAMPINAS SP 2009 SUMÁRIO Apresentação...1 PRIMEIRA PARTE CONSIDERAÇÕES PRELIMINARES 1. O diálogo com os espíritos...5 2. Como Kardec

Leia mais

Grupos de Estudos 2016

Grupos de Estudos 2016 Grupos de Estudos 2016 VISÃO GERAL 1 Dias e Horários: Domingos: 10h Segundas: 19h45 Terças: 20h Quartas: 14h Sábados: 15:30hs Período: Domingos: Segundas: Terças: Quartas: Sábados: 14 Fev a 04 Dez 15 Fev

Leia mais

MUNDO ESPIRITUAL uma realidade para além da nossa compreensão PALESTRA

MUNDO ESPIRITUAL uma realidade para além da nossa compreensão PALESTRA MUNDO ESPIRITUAL uma realidade para além da nossa compreensão O que é a morte? A morte não é o fim, Muito menos o nada. Mas o que é ela, enfim? Mudança de morada! A espiritualidade em quadras, p 118 MUNDO

Leia mais

PLANO DE AULA. Figura b Quando a pessoa é descrente e desconfiada, torna-se refratária e repele os fluídos que buscam envolvê-la.

PLANO DE AULA. Figura b Quando a pessoa é descrente e desconfiada, torna-se refratária e repele os fluídos que buscam envolvê-la. ALIANÇA MUNICIPAL ESPÍRITA DE JUIZ DE FORA (AME-JF) AULA Nº 19 Departamento de Evangelização da Criança (DEC) II CICLO B IDADES: 09/10 1. TEMA: Serviços mediúnicos. PLANO DE AULA 2. OBJETIVO: Levar à compreensão

Leia mais

ASSOCIAÇÃO ESPÍRITA CÉLIA XAVIER DEPARTAMENTO DE MEDIUNIDADE REGIMENTO INTERNO

ASSOCIAÇÃO ESPÍRITA CÉLIA XAVIER DEPARTAMENTO DE MEDIUNIDADE REGIMENTO INTERNO ASSOCIAÇÃO ESPÍRITA CÉLIA XAVIER DEPARTAMENTO DE MEDIUNIDADE REGIMENTO INTERNO CAPÍTULO I MISSÃO Art. 1º - Em consonância com o Regimento Interno da AECX, e sob a premissa de que a mediunidade é coisa

Leia mais

UNIDADE 2 AÇÃO FLUÍDICA. AULA 9 Aura e irradiação

UNIDADE 2 AÇÃO FLUÍDICA. AULA 9 Aura e irradiação UNIDADE 2 AÇÃO FLUÍDICA AULA 9 Aura e irradiação 1 2 Da mesma forma que absorvemos os fluidos, nós os irradiamos 3 Há uma psicosfera fluídica envolvendo e acompanhando o Espírito em todos os seus movimentos

Leia mais

TIPO DE ESPÍRITOS COMUNICANTES 2

TIPO DE ESPÍRITOS COMUNICANTES 2 TIPO DE ESPÍRITOS COMUNICANTES 2 OBJETIVO Identificar, através das manifestações, os espíritos necessitados, bem como, o tipo e grau de suas necessidades. MANIFESTAÇÃO MEDIÚNICA DOS ESPÍRITOS IMPERFEITOS

Leia mais

GRUPO ESPÍRITA NOSSO CANTINHO

GRUPO ESPÍRITA NOSSO CANTINHO GRUPO ESPÍRITA NOSSO CANTINHO CURSO SOBRE MEDIUNIDADE BASEADO NO COEM Centro Espírita Luz Eterna Curitiba - PR Slides preparados por Genivaldo Gasparini e Eduardo T. Costa PAULÍNIA, SP 2012 ALLAN KARDEC

Leia mais

PROJETO EDUCAÇÃO DO ESPÍRITO CURSO DE ORIENTAÇÃO E EDUCAÇÃO DOS PAIS

PROJETO EDUCAÇÃO DO ESPÍRITO CURSO DE ORIENTAÇÃO E EDUCAÇÃO DOS PAIS PROJETO EDUCAÇÃO DO ESPÍRITO CURSO DE ORIENTAÇÃO E EDUCAÇÃO DOS PAIS Marcus De Mario 2014 CONTATO COM MARCUS DE MARIO E-mail: marcusdemario@gmail.com Telefones: (21) 3381-1429 / 99397-1688 Site: www.marcusdemario.com.br

Leia mais

MÓDULO I Introdução do Estudo do Espiritismo

MÓDULO I Introdução do Estudo do Espiritismo 1.1. PROGRAMA FUNDAMENTAL TOMO I MÓDULO I Introdução do Estudo do Espiritismo Roteiro 1 O Contexto histórico do Século XIX na Europa Objetivos Específicos Identificar o contexto histórico do século XIX

Leia mais

Centro de Estudos Espíritas Caminho da Luz

Centro de Estudos Espíritas Caminho da Luz Centro de Estudos Espíritas Caminho da Luz Grupo de Estudo Andre Luiz Nosso Lar ESFERAS ESPIRITUAIS DA TERRA ESFERAS ESPIRITUAIS DA TERRA Não se turbe o vosso coração. - Credes em Deus, crede também m

Leia mais

AULA RESUMIDA DE CONCEITOS DA DOUTRINA ESPÍRITA

AULA RESUMIDA DE CONCEITOS DA DOUTRINA ESPÍRITA CASA ESPÍRITA FRANCISCO DE PAULA VÍTOR AULA RESUMIDA DE CONCEITOS DA DOUTRINA ESPÍRITA ÚTIL PARA DAR UMA VISÃO DE CONJUNTO DOS PRINCIPAIS PONTOS DOUTRINÁRIOS DO ESPIRITISMO, QUANDO SE FOR INICIAR UM CURSO

Leia mais

Estrutura Pedagógica da Escola de Evangelização Espírita Infanto- Juvenil

Estrutura Pedagógica da Escola de Evangelização Espírita Infanto- Juvenil Plano Curricular Federação Espírita Brasileira Estrutura Pedagógica da Escola de Evangelização Espírita Infanto- Juvenil Maternal 3 e 4 anos Jardim 5 e 6 anos Infância 1º ciclo 7 e 8 anos Infância 2º ciclo

Leia mais

Palestra Virtual. Promovida pelo IRC-Espiritismo http://www.irc-espiritismo.org.br

Palestra Virtual. Promovida pelo IRC-Espiritismo http://www.irc-espiritismo.org.br Palestra Virtual Promovida pelo http://www.irc-espiritismo.org.br Tema: Mediunidade (Consciência, Desenvolvimento e Educação) Palestrante: Vania de Sá Earp Rio de Janeiro 16/06/2000 Organizadores da palestra:

Leia mais

CONHECIMENTO DA LEI NATURAL. Livro dos Espíritos Livro Terceiro As Leis Morais Cap. 1 A Lei Divina ou Natural

CONHECIMENTO DA LEI NATURAL. Livro dos Espíritos Livro Terceiro As Leis Morais Cap. 1 A Lei Divina ou Natural CONHECIMENTO DA LEI NATURAL Livro dos Espíritos Livro Terceiro As Leis Morais Cap. 1 A Lei Divina ou Natural O que é a Lei Natural? Conceito de Lei Natural A Lei Natural informa a doutrina espírita é a

Leia mais

Curso de Passes 2015 (Aula 1 - Reflexões) Grupo de Fraternidade Fabiano de Cristo

Curso de Passes 2015 (Aula 1 - Reflexões) Grupo de Fraternidade Fabiano de Cristo Curso de Passes 2015 (Aula 1 - Reflexões) Grupo de Fraternidade Fabiano de Cristo Informações sobre o curso Início: Neste dia Duração: Algumas Reencarnações Objetivo: Melhoria pessoal ( ajuda na reforma

Leia mais

Palestra Virtual. Promovida pelo IRC- Espiritismo http://www.ircespiritismo.org.br. Tema: Passes e Curas Espirituais. Palestrante: Alexandre Lobato

Palestra Virtual. Promovida pelo IRC- Espiritismo http://www.ircespiritismo.org.br. Tema: Passes e Curas Espirituais. Palestrante: Alexandre Lobato Palestra Virtual Promovida pelo IRC- Espiritismo http://www.ircespiritismo.org.br Tema: Passes e Curas Espirituais Palestrante: Alexandre Lobato Rio de Janeiro 09/01/2004 Organizadores da palestra: Moderador:

Leia mais

Seminário: Terapia pelos Passes

Seminário: Terapia pelos Passes 1 Atividade Integrativa Para a tarefa do passe, no plano espiritual, não basta boa vontade. São necessárias qualidades de ordem superior e conhecimentos especializados. Padrão superior de elevação mental

Leia mais

CLAYTON LEVY ESPÍRITOS DIVERSOS DIRETRIZES ESPÍRITAS. 4 a EDIÇÃO

CLAYTON LEVY ESPÍRITOS DIVERSOS DIRETRIZES ESPÍRITAS. 4 a EDIÇÃO CLAYTON LEVY ESPÍRITOS DIVERSOS DIRETRIZES ESPÍRITAS 4 a EDIÇÃO CAMPINAS SP 2007 Sumário Mensagem de Bezerra...XI Apresentação...XIII Capítulo I Diretrizes Doutrinárias O papel do Espiritismo...3 Caráter

Leia mais

A ASSISTÊNCIA ESPIRITUAL PARTE 01 DE 02

A ASSISTÊNCIA ESPIRITUAL PARTE 01 DE 02 ALIANÇA ESPÍRITA EVANGÉLICA REGIONAL ABC A ASSISTÊNCIA ESPIRITUAL PARTE 01 DE 02 COORDENADORIA DE ESTUDOS 01/11/2008 VERSÃO 05/02/2012 A ASSISTÊNCIA ESPIRITUAL É um conjunto de atividades organizadas

Leia mais

precisamos considerar que a mente permanece na base de todos os fenômenos mediúnicos. (...)" (05)

precisamos considerar que a mente permanece na base de todos os fenômenos mediúnicos. (...) (05) ADAPTAÇÃO PSÍQUICA precisamos considerar que a mente permanece na base de todos os fenômenos mediúnicos. (...)" (05) Esta afirmação, simples e objetiva, define com clareza o papel da mente nas atividades

Leia mais

Curso da OAM (Obreiros do Amor e Misericórdia) 1º módulo (24/Fev a 30/Jun)

Curso da OAM (Obreiros do Amor e Misericórdia) 1º módulo (24/Fev a 30/Jun) Curso da OAM (Obreiros do Amor e Misericórdia) 1º módulo (24/Fev a 30/Jun) - ORIENTAÇÕES E AGENDA DO CURSO - CASA DE CURA - QUEM É DEUS? - O QUE É ESPIRITISMO - O QUE É FLUIDO - TIPOS DE ESPÍRITOS COORDENADORES

Leia mais

Doutrina Espírita ESDE

Doutrina Espírita ESDE Federação Espírita Brasileira Orientação ao Estudo Sistematizado da Doutrina Espírita ESDE Organização e Coordenação: Carlos Campetti Colaboradores: Iracema Fernandes, Maria do Socorro Sousa Rodrigues,

Leia mais

EVANGELIZAÇÃO É AMOR E LUZ É JESUS NO CORAÇÃO

EVANGELIZAÇÃO É AMOR E LUZ É JESUS NO CORAÇÃO EVANGELIZAÇÃO É AMOR E LUZ É JESUS NO CORAÇÃO Lenildo Solano EVANGELIZAÇÃO EM MÚSICA - Sequência Musical: 01- Aula de Evangelização 02- Deus 03- Jesus 04- Anjos da Guarda 05- Oração 06- Espiritismo 07-

Leia mais

Palestra Virtual. Tema: Reuniões Mediúnicas. Palestrante: Carlos Feitosa. Promovida pelo IRC-Espiritismo http://www.irc-espiritismo.org.

Palestra Virtual. Tema: Reuniões Mediúnicas. Palestrante: Carlos Feitosa. Promovida pelo IRC-Espiritismo http://www.irc-espiritismo.org. Palestra Virtual Promovida pelo IRC-Espiritismo http://www.irc-espiritismo.org.br Tema: Reuniões Mediúnicas Palestrante: Carlos Feitosa Rio de Janeiro 04/10/2002 Organizadores da Palestra: Moderador: "_Alves_"

Leia mais

(Manoel P. de Miranda, Temas da vida e da morte, 4.ed., p. 135). Escola de Evangelização Mediunidade. de Pacientes. Aula 03 1 / 8

(Manoel P. de Miranda, Temas da vida e da morte, 4.ed., p. 135). Escola de Evangelização Mediunidade. de Pacientes. Aula 03 1 / 8 JESUS E A MEDIUNIDADE LOUCURA, DIFICULDADES FINANCEIRAS ESTÃO ASSOCIADAS À PRÁTICA MEDIÚNICA? As disposições pessoais para os desequilíbrios são inatas no homem, que neles estão em gérmem. Desse modo,

Leia mais

Palestra Virtual. Tema: Curas Espirituais. Palestrante: Altivo Pamphiro. Promovida pelo IRC-Espiritismo http://www.irc-espiritismo.org.

Palestra Virtual. Tema: Curas Espirituais. Palestrante: Altivo Pamphiro. Promovida pelo IRC-Espiritismo http://www.irc-espiritismo.org. Palestra Virtual Promovida pelo http://www.irc-espiritismo.org.br Tema: Curas Espirituais Palestrante: Altivo Pamphiro Rio de Janeiro 18/07/1997 Organizadores da Palestra: Moderador: "aacn" (nick: Moderador)

Leia mais

1518 CINQÜENTA ANOS DEPOIS - 8 CD 0 - FRANCISCO CÂNDIDO XAVIER

1518 CINQÜENTA ANOS DEPOIS - 8 CD 0 - FRANCISCO CÂNDIDO XAVIER Página 1 1876 5 SEMINARIO SESQUICENTENARIO DA RE 1 3292 7 MINUTOS COM EMMANUEL 05 002 HDD - HAROLDO DUTRA DIAS 3293 7 MINUTOS COM EMMANUEL 4 002 HDD - HAROLDO DUTRA DIAS 1862 A FE ESPIRITA E OS NOVOS TEMPOS

Leia mais

ALIANÇA MUNICIPAL ESPÍRITA DE JUIZ DE FORA (AME-JF) AULA Nº 07 Departamento de Evangelização da Criança (DEC) IDADES: 09/10 PLANO DE AULA

ALIANÇA MUNICIPAL ESPÍRITA DE JUIZ DE FORA (AME-JF) AULA Nº 07 Departamento de Evangelização da Criança (DEC) IDADES: 09/10 PLANO DE AULA ALIANÇA MUNICIPAL ESPÍRITA DE JUIZ DE FORA (AME-JF) AULA Nº 07 Departamento de Evangelização da Criança (DEC) II CICLO B IDADES: 09/10 1. TEMA: Pai Nosso - A Oração Dominical. PLANO DE AULA 2. OBJETIVO:

Leia mais

Objetivo. A Vida no Mundo Espiritual. Desencarnação. Conhecer o processo da desencarnação identificando as principais causas do temor da morte.

Objetivo. A Vida no Mundo Espiritual. Desencarnação. Conhecer o processo da desencarnação identificando as principais causas do temor da morte. A Vida no Mundo Espiritual Desencarnação Meg Barros Patrícia Lima Fernanda Alencar Objetivo Conhecer o processo da desencarnação identificando as principais causas do temor da morte. 1 Conceito Desencarnar

Leia mais

Reestruturação da Escola de Médiuns do CELE Biênio 2011-2012 (Versão 2)

Reestruturação da Escola de Médiuns do CELE Biênio 2011-2012 (Versão 2) Centro Espírita Luz da Esperança de São Francisco de Assis Diretoria de Formação Doutrinária DFD-CELE Reestruturação da Escola de Médiuns do CELE Biênio 2011-2012 (Versão 2) Diretor de Formação Doutrinária:

Leia mais

Palestra Virtual. Tema: Espiritismo e Espiritualismo. Palestrante: Altivo Pamphiro. Promovida pelo IRC-Espiritismo http://www.irc-espiritismo.org.

Palestra Virtual. Tema: Espiritismo e Espiritualismo. Palestrante: Altivo Pamphiro. Promovida pelo IRC-Espiritismo http://www.irc-espiritismo.org. Palestra Virtual Promovida pelo IRC-Espiritismo http://www.irc-espiritismo.org.br Tema: Espiritismo e Espiritualismo Palestrante: Altivo Pamphiro Rio de Janeiro 01/08/2003 Organizadores da Palestra: Moderador:

Leia mais

GRUPO ESPÍRITA NOSSO CANTINHO

GRUPO ESPÍRITA NOSSO CANTINHO GRUPO ESPÍRITA NOSSO CANTINHO CURSO SOBRE MEDIUNIDADE BASEADO NO COEM Centro Espírita Luz Eterna Curitiba - PR Slides preparados por Genivaldo Gasparini e Eduardo T. Costa PAULÍNIA, SP 2012 ALLAN KARDEC

Leia mais

PROGRAMA FUNDAMENTAL COMPLEMENTAR

PROGRAMA FUNDAMENTAL COMPLEMENTAR PROGRAMA FUNDAMENTAL COMPLEMENTAR MÓDULO I Vida no Mundo Espiritual Roteiro 1 O Fenômeno da Morte Objetivos Específicos Dizer o que sucede com a alma no instante da morte do corpo físico / Explicar o processo

Leia mais

21/08/2014. Facilitador(a): Alex, Islanita e Paulo OBJETIVO. Entender a função duplo etérico

21/08/2014. Facilitador(a): Alex, Islanita e Paulo OBJETIVO. Entender a função duplo etérico Duplo Etérico Facilitador(a): Alex, Islanita e Paulo OBJETIVO Entender a função duplo etérico 1 O Homem e seus Corpos CORPOS SUTIS São veículos de manifestação do nosso espírito/consciência, que se subdividem

Leia mais

O temor da morte. Roteiro 1

O temor da morte. Roteiro 1 FEDERAÇÃO ESPÍRITA BRASILEIRA Estudo Aprofundado da Doutrina Espírita Livro IV Espiritismo, o Consolador Prometido por Jesus Módulo II A Morte e seus Mistérios Roteiro 1 O temor da morte Objetivo Explicar

Leia mais

ALIANÇA MUNICIPAL ESPÍRITA DE JUIZ DE FORA (AME-JF) AULA Nº 26 Departamento de Evangelização da Criança (DEC) IDADES: 09/10 PLANO DE AULA

ALIANÇA MUNICIPAL ESPÍRITA DE JUIZ DE FORA (AME-JF) AULA Nº 26 Departamento de Evangelização da Criança (DEC) IDADES: 09/10 PLANO DE AULA ALIANÇA MUNICIPAL ESPÍRITA DE JUIZ DE FORA (AME-JF) AULA Nº 26 Departamento de Evangelização da Criança (DEC) IDADES: 09/10 1. TEMA: Amor ao Próximo. PLANO DE AULA 2. OBJETIVO: Levar as crianças a se sensibilizarem

Leia mais

Roteiro 31. FEDERAÇÃO ESPÍRITA BRASILEIRA Estudo Aprofundado da Doutrina Espírita Programa Filosofia e Ciência Espíritas

Roteiro 31. FEDERAÇÃO ESPÍRITA BRASILEIRA Estudo Aprofundado da Doutrina Espírita Programa Filosofia e Ciência Espíritas Roteiro 31 FEDERAÇÃO ESPÍRITA BRASILEIRA Estudo Aprofundado da Doutrina Espírita Programa Filosofia e Ciência Espíritas Objetivos Explicar a abrangência da Teoria dos valores e sua evolução histórica Analisar

Leia mais

Roteiro 7 Fenômenos psíquicos no Evangelho

Roteiro 7 Fenômenos psíquicos no Evangelho FEDERAÇÃO ESPÍRITA BRASILEIRA Estudo Aprofundado da Doutrina Espírita Livro 1 Cristianismo e Espiritismo Módulo II O Cristianismo Roteiro 7 Fenômenos psíquicos no Evangelho Objetivos Conceituar milagre

Leia mais

Tormentos do Homem Moderno

Tormentos do Homem Moderno Tormentos do Homem Moderno Um análise à luz do Espiritismo André Henrique de Siqueira Atualidade Torna Caim ao fausto do proscênio. A Civilização regressa à taba. A força primitiva menoscaba A evolução

Leia mais

Grupo de Fraternidade Espírita Frei Germano. Rua Paraúna n.º 350 Conjunto Celso Machado Bairro Serrano Belo Horizonte Minas Gerais

Grupo de Fraternidade Espírita Frei Germano. Rua Paraúna n.º 350 Conjunto Celso Machado Bairro Serrano Belo Horizonte Minas Gerais Grupo de Fraternidade Espírita Frei Germano Rua Paraúna n.º 350 Conjunto Celso Machado Bairro Serrano Belo Horizonte Minas Gerais GRUPOS DE ESTUDOS DA MEDIUNIDADE ------------------ 12º MÓDULO ------------------

Leia mais

Pluralidade dos Mundos Habitados. Paulo Roberto de Mattos Pereira Centro Espírita Casa do Caminho - DF

Pluralidade dos Mundos Habitados. Paulo Roberto de Mattos Pereira Centro Espírita Casa do Caminho - DF Habitados Paulo Roberto de Mattos Pereira Centro Espírita Casa do Caminho - DF Jesus referiu-se em algum momento de suas pregações à existência de outros mundos habitados? Qualquer pessoa que pensa, ao

Leia mais

COMO NOS LIBERTARMOS??

COMO NOS LIBERTARMOS?? COMO NOS LIBERTARMOS?? 1 / 9 O Espiritismo veio ensinar o processo de libertação. O modo de se libertar de todas as servidões inferiores. Suely Caldas Schubert - /Desobsessão Eu sou a porta. A verdade

Leia mais

A faculdade mediúnica:conceito, classificação e eclosão da mediunidade. MONITORES : Amanda, Denise e Aparecida Lira

A faculdade mediúnica:conceito, classificação e eclosão da mediunidade. MONITORES : Amanda, Denise e Aparecida Lira A faculdade mediúnica:conceito, classificação e eclosão da mediunidade. MONITORES : Amanda, Denise e Aparecida Lira OBJETIVOS: CONCEITUAR MÉDIUM E MEDIUNIDADE SOB A ÓTICA ESPIRÍTA; DEFINIR E CARACTERIZAR

Leia mais

Fraternidade Espírita Lar de Luz - FELLUZ

Fraternidade Espírita Lar de Luz - FELLUZ PROGRAMAÇÃO JANEIRO 2008 07 10 14 17 21 24 28 31 20:30 21:30 ANO NOVO: COMPROMISSOS E IDEALIZAÇÕES PARA O ANO QUE SE INICIA Salim 20:30 21:30 MEDIUNIDADE COM JESUS Regina Bedeschi 20:30 21:30 O HOMEM NO

Leia mais

Palestra Virtual. Promovida pelo IRC-Espiritismo http://www.irc-espiritismo.org.br. Tema: As Formas e Efeitos do Pensamento

Palestra Virtual. Promovida pelo IRC-Espiritismo http://www.irc-espiritismo.org.br. Tema: As Formas e Efeitos do Pensamento Palestra Virtual Promovida pelo http://www.irc-espiritismo.org.br Tema: As Formas e Efeitos do Pensamento Palestrante: Gilson Bordallo Rio de Janeiro 23/06/2000 Organizadores da palestra: Moderador: Stone_

Leia mais

Preparação para o trabalho

Preparação para o trabalho Preparação para o trabalho Em Seara dos Médiuns, Emmanuel afirma: Ser médium é ser ajudante do Mundo Espiritual. E ser ajudante em determinado trabalho é ser alguém que auxilia, espontaneamente, descansando

Leia mais

THEREZINHA OLIVEIRA SUICÍDIO? UM DOLOROSO ENGANO. 3 a ed.

THEREZINHA OLIVEIRA SUICÍDIO? UM DOLOROSO ENGANO. 3 a ed. THEREZINHA OLIVEIRA SUICÍDIO? UM DOLOROSO ENGANO 3 a ed. Campinas SP 2006 PARA E PENSA A um passo do ato desesperado, para e pensa: O suicídio não trará solução para o momento aflitivo que atravessas.

Leia mais

CENTRO ESPÍRITA "ISMAEL" DEPARTAMENTO DE ENSINO DOUTRINÁRIO AV. HENRI JANOR, 141, JAÇANÃ -SP TELEFONE: 6242-6747

CENTRO ESPÍRITA ISMAEL DEPARTAMENTO DE ENSINO DOUTRINÁRIO AV. HENRI JANOR, 141, JAÇANÃ -SP TELEFONE: 6242-6747 CENTRO ESPÍRITA "ISMAEL" DEPARTAMENTO DE ENSINO DOUTRINÁRIO AV. HENRI JANOR, 141, JAÇANÃ -SP TELEFONE: 6242-6747 APOSTILA EXERCÍCIO PRÁTICO MEDIÚNICO (TIPOS, SUBSÍDIOS E BIBLIOGRAFIA) (org. por Sérgio

Leia mais

FILOSOFIA ESPÍRITA E MEDIUNIDADE

FILOSOFIA ESPÍRITA E MEDIUNIDADE FILOSOFIA ESPÍRITA E MEDIUNIDADE 11ª. AULA GRAUS DE MEDIUNIDADE E CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO: CONHECIMENTO OU SENSO COMUM? AutorIa: Projeto Estudos Filosóficos Espíritas GRAU DA MEDIUNIDADE É POSSÍVEL MENSURAR

Leia mais

Espírito, Perispírito e Corpo 1 / 9

Espírito, Perispírito e Corpo 1 / 9 CURSO: NOÇÕES BÁSICAS DOUTRINA ESPÍRITA e Corpo EDITORA 1 / 9 Elementos Gerais do Universo Perg. 27 - Há então dois elementos gerais do Universo: a matéria e o Espírito? Sim e acima de tudo Deus, o criador,

Leia mais

ALIANÇA MUNICIPAL ESPÍRITA DE JUIZ DE FORA (AME-JF) AULA Nº 18 Departamento de Evangelização da Criança (DEC) IDADES: 09/10 PLANO DE AULA

ALIANÇA MUNICIPAL ESPÍRITA DE JUIZ DE FORA (AME-JF) AULA Nº 18 Departamento de Evangelização da Criança (DEC) IDADES: 09/10 PLANO DE AULA ALIANÇA MUNICIPAL ESPÍRITA DE JUIZ DE FORA (AME-JF) AULA Nº 18 Departamento de Evangelização da Criança (DEC) II CICLO B IDADES: 09/10 PLANO DE AULA 1. TEMA: Espíritos Protetores. 2. OBJETIVO: Levar as

Leia mais

INFLUÊNCIA DOS ESPÍRITOS EM NOSSOS PENSAMENTOS E ATOS

INFLUÊNCIA DOS ESPÍRITOS EM NOSSOS PENSAMENTOS E ATOS INFLUÊNCIA DOS ESPÍRITOS EM NOSSOS PENSAMENTOS E ATOS SINTONIA VIBRATÓRIA E AFINIDADE MORAL Vimos antes que matéria e energia são aspectos de uma mesma realidade. Podem parecer muito diferentes aos nossos

Leia mais

O AMOR ATIVO. Grupo Espírita Seara do Mestre 30 de Março de 2011. Adriana Pizzuti Apresentação disponível em www.searadomestre.com.

O AMOR ATIVO. Grupo Espírita Seara do Mestre 30 de Março de 2011. Adriana Pizzuti Apresentação disponível em www.searadomestre.com. O AMOR ATIVO Grupo Espírita Seara do Mestre 30 de Março de 2011 Adriana Pizzuti Apresentação disponível em www.searadomestre.com.br A viagem fora longa para aquele casal... Texto: Boa Nova- Humberto de

Leia mais

PROGRAMA - BASES DO ESPIRITISMO I CEIC Segunda Feira (2014)

PROGRAMA - BASES DO ESPIRITISMO I CEIC Segunda Feira (2014) PROGRAMA - BASES DO ESPIRITISMO I CEIC Segunda Feira (2014) PROGRAMA FUNDAMENTOS DA DOUTRINA ESPÍRITA I 01. Espiritismo: Objeto e Princípios Conceituar Doutrina Espírita, destacando os seus objetivos e

Leia mais

Sumário. Pausa para Reflexão... 11

Sumário. Pausa para Reflexão... 11 CAMPINAS SP 2003 Sumário Pausa para Reflexão... 11 1. Campo Fluídico... 15 2. Calma Ativa... 19 3. Fé Raciocinada... 23 4. Luz Indispensável... 27 5. Ondas Viciadas... 31 6. Perante a Dúvida... 37 7. Sem

Leia mais

Não estrague o seu dia

Não estrague o seu dia você é o humor que você tem Não estrague o seu dia Poucas são as mensagens que encontrei e que tratam sobre a problemática do humor, desta forma, não podem ser desperdiçadas neste trabalho. Iniciamos nosso

Leia mais

Esferas Espirituais da Terra e dos Mundos Transitórios. Ocupação e Missão dos Espíritos. Palestrante - Zezo 16.04.2015

Esferas Espirituais da Terra e dos Mundos Transitórios. Ocupação e Missão dos Espíritos. Palestrante - Zezo 16.04.2015 Esferas Espirituais da Terra e dos Mundos Transitórios Ocupação e Missão dos Espíritos Palestrante - Lei do Progresso Tudo que existe no universo está em constante evolução, DEUS nos concede por meio das

Leia mais

A cura da mulher que sangrava. Roteiro 1

A cura da mulher que sangrava. Roteiro 1 A cura da mulher que sangrava Roteiro 1 FEDERAÇÃO ESPÍRITA BRASILEIRA Estudo Aprofundado da Doutrina Espírita Livro III - Ensinos e Parábolas de Jesus Parte 2 Módulo IV Aprendendo com as curas Objetivos

Leia mais

19/05/15 INGRID OBERDING 1

19/05/15 INGRID OBERDING 1 19/05/15 INGRID OBERDING 1 19/05/15 INGRID OBERDING 2 No passe o operador projeta correntes de fluidos finos e poderosos, que provocam transformações no movimento específico dos agrupamentos celulares

Leia mais

Parentes de hoje: amigos ou inimigos do passado?

Parentes de hoje: amigos ou inimigos do passado? Parentes de hoje: amigos ou inimigos do passado? Apresentação disponível em www.searadomestre.com.br Adriana Pizzutti dos Santos Vamos considerar parentes: Família de orientação Família de procriação Colaterais

Leia mais

Grupo de Fraternidade Espírita Frei Germano

Grupo de Fraternidade Espírita Frei Germano 1 Grupo de Fraternidade Espírita Frei Germano Rua Paraúna n.º 350 Conjunto Celso Machado Bairro Serrano Belo Horizonte Minas Gerais GRUPOS DE ESTUDOS DA MEDIUNIDADE ------------------ 14º MÓDULO -------------------

Leia mais

Índice. 3. Referências Bibliográficas...6

Índice. 3. Referências Bibliográficas...6 1 Índice Aula VI: Legiões Espirituais, Incorporação e Psicografia... 3 1.2. Legiões Espirituais... 3 1.3. Mediunidade da Incorporação e Psicografia... 4 1.4. Desenvolvimento Mediúnico na Prática Aula VI...

Leia mais

EDUCAÇÃO, CAPACITAÇÃO, PREPARO E CUIDADO DO TRABALHADOR DA REUNIÃO MEDIUNICA. Amanda e Denise

EDUCAÇÃO, CAPACITAÇÃO, PREPARO E CUIDADO DO TRABALHADOR DA REUNIÃO MEDIUNICA. Amanda e Denise EDUCAÇÃO, CAPACITAÇÃO, PREPARO E CUIDADO DO TRABALHADOR DA REUNIÃO MEDIUNICA OBJETIVOS: Explicar como se realiza a educação do médium; Destacar a importância da capacitação contínua do trabalho do grupo

Leia mais