TRABALHOS CIENTÍFICOS 23 DE NOVEMBRO DE H30 ÀS 10H30 TV 01

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "TRABALHOS CIENTÍFICOS 23 DE NOVEMBRO DE 2013 09H30 ÀS 10H30 TV 01"

Transcrição

1 TRABALHOS CIENTÍFICOS 23 DE NOVEMBRO DE H30 ÀS 10H30 TV ALTERAÇÕES OFTALMOLÓGICAS EM PORTADORES DE SAOS 5305 PERFIL DOS PACIENTES ENCAMINHADOS AO INSTITUTO DO SONO DE CUIABÁ/MT PARA REALIZAÇÃO DA POLISSONOGRAFIA 5307 QUALADE SONO E QUALADE DE VA EM PACIENTES COM DIABETES MELLITUS TIPO PREVALÊNCIA DE QUEIXAS DE SONO DA POPULAÇÃO BRASILEIRA: EFEITOS DA SITUAÇÃO ECONÔMICA ATUAL 5309 SINTOMAS DE INSÔNIA E FATORES ASSOCIADOS REDE DE ESTUDOS SOBRE FRAGILADE EM OSOS BRASILEIROS (FIBRA) 5310 COMPARAÇÃO ENTRE A PRESSÃO DO CPAP CALCULADA PELA EQUAÇÃO DE HOFFSTEIN E A OBTA PELA POLISSONOGRAFIA COM TITULAÇÃO 5311 ALTERAÇÕES COGNITIVAS NA SÍNDROME DA APNEIA OBSTRUTIVA DO SONO DE GRAU LEVE

2 TV AVALIAÇÃO SERIADA DA MANOVACUOMETRIA EM HIPERTENSOS RESISTENTES COM APNEIA OBSTRUTIVA DO SONO ANTES E APÓS TERAPIA COM PRESSÃO POSITIVA CONTÍNUA NAS VIAS ÁREAS. COMPORTAMENTO DO CONSUMO DE OXIGÊNIO DE PICO NO TESTE DE CAMINHADA DE 6 MINUTOS EM HIPERTENSOS RESISTENTES COM APNEIA OBSTRUTIVA DO SONO APÓS 6 MESES DE INTERVENÇÃO COM PRESSÃO POSITIVA CONTÍNUA NAS VIAS AÉREAS. DISTÚRBIOS DO SONO E QUALADE DE VA: UM ESTUDO DE PREVALÊNCIA DE SAHOS EM EMPREGADOS DE UMA EMPRESA PÚBLICA DO RIO DE JANEIRO 5315 ALTERAÇÕES EM TESTES COGNITIVOS E SONO REM EM OSOS COM SÍNDROME DA APNEIA OBSTRUTIVA DO SONO 5316 AVALIAÇÃO DO POTENCIAL EVOCADO LIGADO A EVENTOS (ERP-P300) E SONO REM EM PACIENTES OSOS COM SAOS INFLUÊNCIA DA BILATERALADE DAS ALTERAÇÕES ANATÔMICAS NASAIS NO AGRAVAMENTO DA SÍNDROME DA APNEIA OBSTRUTIVA DO SONO (SAOS) 5318 ASSOCIAÇÃO ENTRE O RISCO PARA APNÉIA OBSTRUTIVA, QUALADE DE SONO E REPERCUSSÕES NA QUALADE DE VA DE HIPERTENSOS.

3 TV AVALIAÇÃO DO QUESTIONÁRIO DE BERLIN COMO RASTREIO PARA SÍNDROME DE APNÉIA/HIPOPNÉIA OBSTRUTIVA DO SONO EM PACIENTES COM HIPERTENSÃO ARTERIAL RESISTENTE ADESÃO AO CPAP EXPERIÊNCIA DO LABORATÓRIO DO SONO DO HOSPITAL UNIVERSITÁRIO ÇLEMENTINO FRAGA FILHO - UFRJ PREVALÊNCIA DE APNEIA DO SONO E FATORES ASSOCIADOS À SAHOS EM PACIENTES COM HIPERTENSÃO ARTERIAL RESISTENTE AVALIAÇÃO DA FREQUÊNCIA E GRAVADE DA SÍNDROME DA APNÉIA OBSTRUTIVA DO SONO DISTRIBUÍDA POR FAIXA ETÁRIA E PELO GÊNERO NOS PACIENTES DO HOSPITAL UNIVERSITÁRIO GAFFRÉE E GUINLE A APNEIA OBSTRUTIVA DO SONO ESTÁ ASSOCIADA À MAIOR INCÊNCIA DE COMPLICAÇÕES PÓS- OPERATÓRIAS EM PACIENTES SUBMETOS À REVASCULARIZAÇÃO MIOCÁRDICA 5324 POTENCIAL SUBDIAGNÓSTICO E SUBTRATAMENTO DA APNEIA OBSTRUTIVA DO SONO NA CARDIOLOGIA 5325 ESTUDO DA SÍNDROME DA APNEIA DO SONO EM PACIENTES FUMANTES

4 TV QUALADE DO SONO E SONOLÊNCIA DIURNA EXCESSIVA EM ALUNOS DE GRADUAÇÃO DA UNIVERSADE FEDERAL DE ALAGOAS 5327 INFLUÊNCIA DO PERFIL PSICOLÓGICO NA ADESÃO AO CPAP: UM ESTUDO CONTROLADO 5328 EFEITO DA SÍNDROME DA APNEIA OBSTRUTIVA DO SONO DE GRAU LEVE SOBRE A SONOLÊNCIA EXCESSIVA DIURNA E FADIGA, ESTUDO CASO-CONTROLE: DADOS PRELIMINARES 5329 ASSOCIAÇÃO ENTRE SONO E NÍVEL DE ATIVADE FÍSICA EM PROFESSORES UNIVERSITÁRIOS 5330 INFLUENCE OF EXCESSIVE DAYTIME SLEEPINESS IN PATIENTS WITH TYPE 2 DIABETES MELLITUS FOLLOWED-UP FOR TWO YEARS 5331 REGISTRO DE ATIVADE EPILEPTIFORME EM PACIENTES SUBMETOS A POLISSONOGRAFIA 5332 PERFIL EPEMIOLÓGICO RELACIONADO AO SONO DO TRABALHADOR DA GRANDE VITÓRIA

5 TV FATORES DE ADESÃO À VENTILAÇÃO MECÂNICA NÃO INVASIVA NA ATROFIA MUSCULAR ESPINHAL TIPO II EFETIVADE DO CONTINUOUS POSITIVE AIRWAY PRESSURE (CPAP) E DO APARELHO INTRA-ORAL (AIO) SOBRE A SONOLÊNCIA, QUALADE DE VA E HUMOR EM PACIENTES COM SÍNDROME DA APNEIA OBSTRUTIVA DO SONO DE GRAU LEVE ESTUDO DA RELAÇÃO ENTRE A INTENSADE DO RONCO PELA ESCALA DE STANFORD, FATORES ANTROPOMÉTRICOS E ACHADOS ENDOSCÓPICOS DE VIAS AÉREAS SUPERIORES EM PACIENTES COM SUSPEITA DE SÍNDROME DA APNÉIA OBSTRUTIVA DO SONO. SONOLÊNCIA DIURNA EXCESSIVA E QUALADE DO SONO EM PACIENTES COM INSUFICIÊNCIA RENAL CRÔNICA 5337 SÍNDROME DAS PERNAS INQUIETAS E RISCO DE SÍNDROME DA APNÉIA OBSTRUTIVA DO SONO EM PACIENTES COM INSUFICIÊNCIA RENAL CRÔNICA 5338 FUNÇÃO ENDOTELIAL NA SÍNDROME DA APNEIA OBSTRUTIVA DE GRAU LEVE: ESTUDO CASO CONTROLE ANÁLISES PRELIMINARES 5339 EFEITO DO USO DA CPAP SOBRE A SONOLÊNCIA DIURNA E A QUALADE DO SONO EM PACIENTES COM SAOS 5340 DISTÚRBIOS RESPIRATÓRIOS DO SONO EM CRIANÇAS E ADOLESCENTES COM SOBREPESO, OBESADE E RONCOS 5341 PIOR STATUS FUNCIONAL ANGINOSO ASSOCIA-SE À QUALADE DO SONO RUIM 5342 EFETIVADE DO CONTINUOUS POSITIVE AIRWAYPRESSURE(CPAP) E DO APARELHO INTRA-ORAL (AIO) SOBRE ASONOLÊNCIA, QUALADE DE VAE HUMOR EM PACIENTES COM SÍNDROME DA APNEIA OBSTRUTIVA DO SONO DE GRAU LEVE.

DISTÚRBIOS RESPIRATÓRIOS DO SONO OBJETIVOS CLASSIFICAÇÃO INTERNACIONAL DOS DISTÚRBIOS DO SONO AASM 2006 CARLOS A A VIEGAS UNIVERSIDADE DE BRASÍLIA

DISTÚRBIOS RESPIRATÓRIOS DO SONO OBJETIVOS CLASSIFICAÇÃO INTERNACIONAL DOS DISTÚRBIOS DO SONO AASM 2006 CARLOS A A VIEGAS UNIVERSIDADE DE BRASÍLIA DISTÚRBIOS RESPIRATÓRIOS DO SONO CARLOS A A VIEGAS UNIVERSIDADE DE BRASÍLIA OBJETIVOS Classificação dos distúrbios do sono Classificação dos distúrbios respiratórios do sono Definições: ronco, ravas (rera),

Leia mais

ASSOCIAÇÃO CULTURAL EDUCACIONAL DE ITAPEVA FACULDADE DE CIÊNCIAS SOCIAIS E AGRÁRIAS DE ITAPEVA

ASSOCIAÇÃO CULTURAL EDUCACIONAL DE ITAPEVA FACULDADE DE CIÊNCIAS SOCIAIS E AGRÁRIAS DE ITAPEVA ASSOCIAÇÃO CULTURAL EDUCACIONAL DE ITAPEVA FACULDADE DE CIÊNCIAS SOCIAIS E AGRÁRIAS DE ITAPEVA SIMPÓSIO APNEIA OBSTRUTIVA DO SONO EM CRIANÇAS Itapeva São Paulo Brasil ASSOCIAÇÃO CULTURAL EDUCACIONAL DE

Leia mais

TRABALHOS CIENTÍFICOS 24 DE NOVEMBRO DE 2013 09H30 ÀS 10H30

TRABALHOS CIENTÍFICOS 24 DE NOVEMBRO DE 2013 09H30 ÀS 10H30 TRABALHOS CIENTÍFICOS 24 DE NOVEMBRO DE 2013 09H30 ÀS 10H30 TV 01 4465 QUALADE DO SONO EM UNIVERSITÁRIOS 5249 PREVALÊNCIA DE MOVIMENTOS PERIÓDICOS DE PERNAS NA NOITE DE TITULAÇÃO DE CPAP EM PACIENTES COM

Leia mais

Tema: CPAP NA SÍNDROME DA APNÉIA E HIPOPNÉIA OBSTRUTIVAS DO SONO

Tema: CPAP NA SÍNDROME DA APNÉIA E HIPOPNÉIA OBSTRUTIVAS DO SONO Data: 01/11/2012 Nota Técnica 12 /2012 Solicitante: Dra. Elisandra Alice dos Santos Juíza de Ibiraci-MG Medicamento Material Procedimento Cobertura x Tema: CPAP NA SÍNDROME DA APNÉIA E HIPOPNÉIA OBSTRUTIVAS

Leia mais

LUCIANA CRISTINA DE OLIVEIRA MATAROLLI SÍNDROME DA APNEIA E HIPOAPNEIA OBSTRUTIVA DO SONO E O TRATAMENTO ATRAVÉS DE APARELHOS INTRA-BUCAIS JI-PARANÁ

LUCIANA CRISTINA DE OLIVEIRA MATAROLLI SÍNDROME DA APNEIA E HIPOAPNEIA OBSTRUTIVA DO SONO E O TRATAMENTO ATRAVÉS DE APARELHOS INTRA-BUCAIS JI-PARANÁ LUCIANA CRISTINA DE OLIVEIRA MATAROLLI SÍNDROME DA APNEIA E HIPOAPNEIA OBSTRUTIVA DO SONO E O TRATAMENTO ATRAVÉS DE APARELHOS INTRA-BUCAIS JI-PARANÁ 2015 LUCIANA CRISTINA DE OLIVEIRA MATAROLLI SÍNDROME

Leia mais

CLASSIFICAÇÃO INTERNACIONAL DOS DISTÚRBIOS DO SONO AASM 2006

CLASSIFICAÇÃO INTERNACIONAL DOS DISTÚRBIOS DO SONO AASM 2006 SOCIEDADE BRASILEIRA DE PNEUMOLOGIA E TISIOLOGIA I Curso de Pneumologia na Graduação DISTÚRBIOS RESPIRATÓRIOS DO SONO Carlos Alberto de Assis Viegas Universidade de Brasília Faculdade de Medicina da Bahia

Leia mais

III Curso de Capacitação Profissional em Medicina do Sono Crianças e Adolescentes 2013

III Curso de Capacitação Profissional em Medicina do Sono Crianças e Adolescentes 2013 III Curso de Capacitação Profissional em Medicina do Sono Crianças e Adolescentes 2013 Organização: Instituto do Sono AFIP Local: Rua: Marselhesa, 500. Vila Clementino São Paulo/ SP Período: 02/2013 a

Leia mais

Sonolência Excessiva Diurna (SED)

Sonolência Excessiva Diurna (SED) Sonolência Excessiva Diurna (SED) A sonolência é queixa comum, principalmente, entre adolescentes, quase sempre por não desfrutarem de sono satisfatório. Eles dormem poucas horas à noite e, no dia seguinte,

Leia mais

Data: 10/12/2012 Nota Técnica 47/2012 Medicamento Material Solicitante: Procedimento Juíza Juliana Mendes Pedrosa Cobertura

Data: 10/12/2012 Nota Técnica 47/2012 Medicamento Material Solicitante: Procedimento Juíza Juliana Mendes Pedrosa Cobertura Data: 10/12/2012 Nota Técnica 47/2012 Medicamento Material x Solicitante: Procedimento Juíza Juliana Mendes Pedrosa Cobertura Número do processo: Vara Cível de Itambacuri Tema: BIPAP para o tratamento

Leia mais

CPAP NASAL NA SÍNDROME DA APNÉIA E HIPOPNÉIA OBSTRUTIVAS DO SONO

CPAP NASAL NA SÍNDROME DA APNÉIA E HIPOPNÉIA OBSTRUTIVAS DO SONO Data: 15/12/2012 Nota Técnica 250 Número do processo: 112.13.009333-2 Medicamento Solicitante: Juíza de Direito Dra. Renata Abranches Perdigão Material x Réu: Município de Cristais Procedimento Cobertura

Leia mais

Caso 1: DISTÚRBIOS RESPIRATÓRIOS DO SONO: Gravidades diferentes, abordagens diferentes. O que você espera encontrar neste exame?

Caso 1: DISTÚRBIOS RESPIRATÓRIOS DO SONO: Gravidades diferentes, abordagens diferentes. O que você espera encontrar neste exame? DISTÚRBIOS RESPIRATÓRIOS DO SONO: Gravidades diferentes, abordagens diferentes. Gleison Guimarães TE SBPT TE A.Brasileira do Sono Unidade de Pesquisa Clínica - HUCFF Caso 1: ABB, 47anos,, engenheiro. HDA:

Leia mais

XIII Encontro de Iniciação Científica IX Mostra de Pós-graduação 06 a 11 de outubro de 2008 BIODIVERSIDADE TECNOLOGIA DESENVOLVIMENTO

XIII Encontro de Iniciação Científica IX Mostra de Pós-graduação 06 a 11 de outubro de 2008 BIODIVERSIDADE TECNOLOGIA DESENVOLVIMENTO XIII Encontro de Iniciação Científica IX Mostra de Pós-graduação 06 a 11 de outubro de 2008 BIODIVERSIDADE TECNOLOGIA DESENVOLVIMENTO EPB0576 ALTERAÇÕES DO SONO E TRANSTORNO DÉFICIT DE ATENÇÃO E HIPERATIVIDADE

Leia mais

Diagnóstico Domiciliar da Síndrome da Apneia Obstrutiva do Sono

Diagnóstico Domiciliar da Síndrome da Apneia Obstrutiva do Sono Diagnóstico Domiciliar da Síndrome da Apneia Obstrutiva do Sono Dra. LucianeImpelliziereLuna de Mello Fujita Tufik e cols, 2010 1 Tufik e cols, 2010 Diagnóstico da SAOS > 75 % dos pacientes com SAOS não

Leia mais

Apnéia do Sono e Ronco Guia Rápido

Apnéia do Sono e Ronco Guia Rápido Homehealth provider Apnéia do Sono e Ronco Guia Rápido Ronco: atrás do barulho, um problema de saúde mais sério www.airliquide.com.br O que é Apnéia do Sono? Apnéia do sono é uma síndrome que pode levar

Leia mais

o Ressonar e a Apneia de Sono

o Ressonar e a Apneia de Sono o Ressonar e a Apneia de Sono sintomas diagnóstico tratamento O ressonar apesar de ser comum, fonte de brincadeiras e aceite como normal na população em geral é de facto uma perturbação que não deve ser

Leia mais

PROGRAMA TEÓRICO E PRÁTICO PARA ESTÁGIO EM CARDIOLOGIA 2014 Credenciado e reconhecido pela Sociedade Brasileira de Cardiologia

PROGRAMA TEÓRICO E PRÁTICO PARA ESTÁGIO EM CARDIOLOGIA 2014 Credenciado e reconhecido pela Sociedade Brasileira de Cardiologia HOSPITAL SÃO FRANCISCO RIBEIRÃO PRETO ESTADO DE SÃO PAULO PROGRAMA TEÓRICO E PRÁTICO PARA ESTÁGIO EM CARDIOLOGIA 2014 Credenciado e reconhecido pela Sociedade Brasileira de Cardiologia Início 28 de Fevereiro

Leia mais

INSTITUIÇÃO: CENTRO UNIVERSITÁRIO DAS FACULDADES METROPOLITANAS UNIDAS

INSTITUIÇÃO: CENTRO UNIVERSITÁRIO DAS FACULDADES METROPOLITANAS UNIDAS TÍTULO: DIABETES MELLITUS TIPO II E O ANTIDIABÉTICO METFORMINA CATEGORIA: EM ANDAMENTO ÁREA: CIÊNCIAS BIOLÓGICAS E SAÚDE SUBÁREA: BIOMEDICINA INSTITUIÇÃO: CENTRO UNIVERSITÁRIO DAS FACULDADES METROPOLITANAS

Leia mais

CURSO 21/11/2013 08:30-17:30 01: TRANSTORNOS RESPIRATÓRIOS DO SONO - DIAGNÓSTICO E TRATAMENTO VERSAILLES

CURSO 21/11/2013 08:30-17:30 01: TRANSTORNOS RESPIRATÓRIOS DO SONO - DIAGNÓSTICO E TRATAMENTO VERSAILLES 21/11/2013 08:30-17:30 h Curso CURSO 01: TRANSTORNOS RESPIRATÓRIOS DO SONO - DIAGNÓSTICO E TRATAMENTO VERSAILLES 2 Coordenador: Adriane Zonato Coordenador: Lia Rita Bittencourt 08:30-09:00 Disturbios respiratórios

Leia mais

ANEXO. CONTEÚDO PROGRAMÁTICO Para candidatos que desejam entrar na 4ª etapa do curso

ANEXO. CONTEÚDO PROGRAMÁTICO Para candidatos que desejam entrar na 4ª etapa do curso ANEXO CONTEÚDO PROGRAMÁTICO Para candidatos que desejam entrar na 4ª etapa do curso Células e Tecidos do Sistema Imune Anatomia do sistema linfático Inflamação aguda e crônica Mecanismos de agressão por

Leia mais

2. HIPERTENSÃO ARTERIAL

2. HIPERTENSÃO ARTERIAL TESTE ERGOMETRICO O teste ergométrico serve para a avaliação ampla do funcionamento cardiovascular, quando submetido a esforço físico gradualmente crescente, em esteira rolante. São observados os sintomas,

Leia mais

Evidências em Otorrinolaringologia. Índice Temático 2014

Evidências em Otorrinolaringologia. Índice Temático 2014 Evidências em Otorrinolaringologia Temático 2014 Temático OTOLOGIA 3 RINOLOGIA 4 BUCO-FARINGO-LARINGOLOGIA 5 MEDICINA DO SONO 6 CIRURGIA DE CABEÇA E PESCOÇO 7 MEDICINA GERAL 8 http://www.evidenciasemorl.com.br

Leia mais

SÍNDROME DE APNEIA DO SONO: UM NOVO ALVO TERAPÊUTICO NO DOENTE CARDÍACO

SÍNDROME DE APNEIA DO SONO: UM NOVO ALVO TERAPÊUTICO NO DOENTE CARDÍACO SÍNDROME DE APNEIA DO SONO: UM NOVO ALVO TERAPÊUTICO NO DOENTE CARDÍACO XIX Jornadas de Cardiologia de Santarém Ana Ferreira Alves 1. Novembro. 2013 Agenda O que é a Síndrome de apneia Obstrutiva do sono

Leia mais

A esposa refere que o paciente ronca!!

A esposa refere que o paciente ronca!! CASO CLÍNICO Paciente do sexo masculino, ASA I, 27 a, peso 75 kg, altura 1,72 m, boa abertura de boca, sem limitações a flexão da cabeça/tronco, mallampati II, cirurgia proposta: Septoplastia e cauterização

Leia mais

SÍNDROME DA APNÉIA e HIPOPNÉIA OBSTRUTIVA DO SONO (SAHOS) PROF. DR. VINICIUS RIBAS FONSECA

SÍNDROME DA APNÉIA e HIPOPNÉIA OBSTRUTIVA DO SONO (SAHOS) PROF. DR. VINICIUS RIBAS FONSECA INTRODUÇÃO SÍNDROME DA APNÉIA e HIPOPNÉIA OBSTRUTIVA DO SONO (SAHOS) PROF. DR. VINICIUS RIBAS FONSECA A síndrome da apneia obstrutiva do sono é caracterizada por eventos recorrentes de obstrução da via

Leia mais

Ronco e Apneia Riscos, Diagnóstico e Tratamentos

Ronco e Apneia Riscos, Diagnóstico e Tratamentos Ronco e Apneia Riscos, Diagnóstico e Tratamentos 2016 Jorge Machado Caram Ronco e Apneia Riscos, Diagnóstico e Tratamentos Jorge Machado Caram Belo Horizonte MG www.drjorgecaram.com.br EditoraA Contagem

Leia mais

ENFRENTAMENTO DA OBESIDADE ABORDAGEM TERAPÊUTICA

ENFRENTAMENTO DA OBESIDADE ABORDAGEM TERAPÊUTICA ENFRENTAMENTO DA OBESIDADE ABORDAGEM TERAPÊUTICA Obesidade 300 mil mortes / ano; 100 bi dólares / ano; O excesso de peso (IMC >25) acomete de 15% a 60% da população de todos os países civilizados. EUA...

Leia mais

ALTERAÇÕES RENAIS. Texto extraído do Editorial do Endocrinologia&Diabetes clínica e experimental vol. 7 número 3, julho/2007.

ALTERAÇÕES RENAIS. Texto extraído do Editorial do Endocrinologia&Diabetes clínica e experimental vol. 7 número 3, julho/2007. ALTERAÇÕES RENAIS E.D. teve seu diabetes diagnosticado em 1985, nessa época tinha 45 anos e não deu muita importância para os cuidados que seu médico lhe havia recomendado, sua pressão nesta época era

Leia mais

PRÁTICAS NACIONAIS NO DIAGNÓSTICO DA APNEIA OBSTRUTIVA

PRÁTICAS NACIONAIS NO DIAGNÓSTICO DA APNEIA OBSTRUTIVA Universidade de Lisboa Faculdade de Medicina da Universidade de Lisboa PRÁTICAS NACIONAIS NO DIAGNÓSTICO DA APNEIA OBSTRUTIVA DO SONO E NA TITULAÇÃO DE CPAP: AVALIAÇÃO DOS EFEITOS NA POPULAÇÃO DOENTE Elsa

Leia mais

O que é diabetes mellitus tipo 2?

O que é diabetes mellitus tipo 2? O que é diabetes mellitus tipo 2? Todas as células do nosso corpo precisam de combustível para funcionar. O principal combustível chama-se glicose, que é um tipo de açúcar. Para que a glicose consiga entrar

Leia mais

CPAP Pressão Positiva Contínua nas Vias Aéreas

CPAP Pressão Positiva Contínua nas Vias Aéreas 1 CPAP Pressão Positiva Contínua nas Vias Aéreas Olívia Brito Cardozo Turma Glória I CAPS Curso de Especialização em Fisioterapia Respiratória com Ênfase em Traumato-Cirúrgico São Paulo 2004 2 Sumário

Leia mais

da linha de produtos Encore

da linha de produtos Encore M A N U A L D E R E L AT Ó R I O S da linha de produtos Encore 2009 Respironics, Inc. e suas afiliadas. Todos os direitos reservados. Sumário 1. Relatórios de aderência à terapêutica...1 1.1 Tipos de relatórios

Leia mais

RESUMO. Palavras-chave: Síndrome da Apnéia Obstrutiva do Sono (SAOS). Qualidade de Vida. Qualidade do Sono. CPAP. ABSTRACT

RESUMO. Palavras-chave: Síndrome da Apnéia Obstrutiva do Sono (SAOS). Qualidade de Vida. Qualidade do Sono. CPAP. ABSTRACT ANÁLISE DA SINTOMATOLOGIA E DA QUALIDADE DE VIDA EM PORTADORES DA SAOS EM TRATAMENTO COM CPAP ANALYSIS SYMPTOMATOLOGY AND QUALITY OF LIFE IN PATIENTS OF SAOS IN CPAP TREATMENT José Martim Marques Simas

Leia mais

TRABALHOS FORMATO ORAL Nº Título Tópico Tipo Dia / Horário / Local de apresentação

TRABALHOS FORMATO ORAL Nº Título Tópico Tipo Dia / Horário / Local de apresentação TRABALHOS FORMATO ORAL Nº Título Tópico Tipo Dia / Horário / Local de apresentação 2 A APNÉIA OBSTRUTIVA DO SONO NA AUSÊNCIA DE SÍNDROME METABÓLICA CAUSA DISFUNÇÃO ENDOTELIAL, INFLAMAÇÃO E ESTRESSE OXIDATIVO?

Leia mais

TCC APLICADA AO TRATAMENTO PARA DISTÚRBIOS DE SONO.

TCC APLICADA AO TRATAMENTO PARA DISTÚRBIOS DE SONO. TCC APLICADA AO TRATAMENTO PARA DISTÚRBIOS DE SONO. Camila De Masi Teixeira Psicóloga CRP 06/94613 Formada em TCC pelo CETCC. Especialista em TCC aplicada aos Distúrbios de Sono pela UNIFESP. Mestranda

Leia mais

Apnéia obstrutiva do sono. Autores Lia Rita Azeredo Bittencourt 1 Publicação: Mai-2006 Revisão: Mai-2007

Apnéia obstrutiva do sono. Autores Lia Rita Azeredo Bittencourt 1 Publicação: Mai-2006 Revisão: Mai-2007 Apnéia obstrutiva do sono Autores Lia Rita Azeredo Bittencourt 1 Publicação: Mai-2006 Revisão: Mai-2007 1 - Quais são os distúrbios respiratórios relacionados ao sono? Segundo a atual Classificação Internacional

Leia mais

SÍNDROME DA APNÉIA OBSTRUTIVA DO SONO: Uma revisão bibliográfica sobre conceitos, sintomatologia, tratamento e qualidade de vida

SÍNDROME DA APNÉIA OBSTRUTIVA DO SONO: Uma revisão bibliográfica sobre conceitos, sintomatologia, tratamento e qualidade de vida SÍNDROME DA APNÉIA OBSTRUTIVA DO SONO: Uma revisão bibliográfica sobre conceitos, sintomatologia, tratamento e qualidade de vida José Martim Marques Simas Keila Fernanda da Silva Suelen Priscila Pires

Leia mais

Programa de CPAP/BIPAP

Programa de CPAP/BIPAP 1 SUBSECRETARIA PARA ASSUNTO DE GESTÃO HOSPITALAR Núcleo Regional de Especialidades de Vitória CRE Metropolitano Programa de CPAP/BIPAP Protocolo CPAP/BIPAP AUTORA: Roberta Barcellos Couto Médica Pneumologista

Leia mais

Terapia com pressão positiva na via aérea (PAP): indicações, O Problema Complacência da Via Aérea. tipos de equipamentos e seguimento

Terapia com pressão positiva na via aérea (PAP): indicações, O Problema Complacência da Via Aérea. tipos de equipamentos e seguimento Terapia com pressão positiva na via aérea (PAP): indicações, tipos de equipamentos e seguimento Simone Chaves Fagondes Hospital de Clínicas de Porto Alegre LabSono- Clínica Lavinsky O Problema Complacência

Leia mais

Guia da apnéia do sono e do ronco

Guia da apnéia do sono e do ronco Homehealth provider Guia da apnéia do sono e do ronco www.airliquide.com.br Sumário Apnéia do Sono......................................... 3 1. O que é a apnéia do sono?.................................

Leia mais

ATENDIMENTO AMBULATORIAL AO PACIENTE HIPERTENSO

ATENDIMENTO AMBULATORIAL AO PACIENTE HIPERTENSO Universidade Federal do Maranhão - UFMA Hospital Universitário Presidente Dutra - HUPD Liga Acadêmica de Hipertensão Arterial Sistêmica - LAHAS ATENDIMENTO AMBULATORIAL AO PACIENTE HIPERTENSO São Luís

Leia mais

Distúrbios Intrínsecos do Sono

Distúrbios Intrínsecos do Sono Distúrbios Intrínsecos do Sono Introdução A sonolência diurna excessiva (SDE) é uma queixa comum, cujas causas são numerosas e incluem: Distúrbios intrínsecos do sono (por exemplo, narcolepsia, síndrome

Leia mais

Identificar como funciona o sistema de gestão da rede (espaços de pactuação colegiado de gestão, PPI, CIR, CIB, entre outros);

Identificar como funciona o sistema de gestão da rede (espaços de pactuação colegiado de gestão, PPI, CIR, CIB, entre outros); ROTEIRO PARA ELABORAÇÃO DO PROJETO DE PLANO DE AÇÃO REGIONAL DAS LINHAS DE CUIDADO DAS PESSOAS COM HIPERTENSÃO ARTERIAL SISTÊMICA, COM DIABETES MELLITUS E/OU EXCESSO DE PESO NO CONTEXTO DA REDE DE ATENÇÃO

Leia mais

EXAMES DE NEUROFISIOLOGIA

EXAMES DE NEUROFISIOLOGIA EXAMES DE NEUROFISIOLOGIA Clínica Geral Electroencefalograma Electromiografia Potenciais Evocados Polissonografia Teste de latências múltiplas do sono Neurofeedback Teste de Criptotetania para a Fibromialgia

Leia mais

Fóruns Científicos e Simpósio Multidisciplinar

Fóruns Científicos e Simpósio Multidisciplinar Fóruns Científicos e Simpósio Multidisciplinar Comissão dos Fóruns Científicos e do Simpósio Multidisciplinar Coordenação Geral Abdol Hakim Assef Fórum de Educação Física & Fisioterapia em Cardiologia

Leia mais

PESQUISA MAU HÁLITO NO IDOSO - ABHA - 2013

PESQUISA MAU HÁLITO NO IDOSO - ABHA - 2013 PESQUISA MAU HÁLITO NO IDOSO - ABHA - 2013 A estrutura etária da população brasileira vem mudando ao longo dos anos, com aumento da expectativa de vida. Segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia

Leia mais

PERFIL NUTRICIONAL DE INDIVÍDUOS DIABÉTICOS ATENDIDOS PELA ESTRATÉGIA SAÚDE DA FAMÍLIA DE UM MUNICÍPIO DO NORTE DO PARANÁ

PERFIL NUTRICIONAL DE INDIVÍDUOS DIABÉTICOS ATENDIDOS PELA ESTRATÉGIA SAÚDE DA FAMÍLIA DE UM MUNICÍPIO DO NORTE DO PARANÁ PERFIL NUTRICIONAL DE INDIVÍDUOS DIABÉTICOS ATENDIDOS PELA ESTRATÉGIA SAÚDE DA FAMÍLIA DE UM MUNICÍPIO DO NORTE DO PARANÁ VIEIRA, G.A. Resumo: O diabetes Mellitus é considerado atualmente uma das principais

Leia mais

Distúrbios Intrínsecos do Sono

Distúrbios Intrínsecos do Sono Distúrbios Intrínsecos do Sono Introdução A sonolência excessiva diurna (SED) é uma queixa comum, cujas causas são numerosas e incluem: Distúrbios intrínsecos do sono (por exemplo, narcolepsia, síndrome

Leia mais

Pneumologia do HG. Centro Medicina Sono

Pneumologia do HG. Centro Medicina Sono 1990 Pneumologia do HG 1995 Centro Medicina Sono 2008 2014 2012 Competência e Creditação Integração no CHUC Conjunto de conhecimentos e de tecnologias que assumem que o sono é um estado biológico específico

Leia mais

05/05/2014 NOTA TÉCNICA

05/05/2014 NOTA TÉCNICA Data: 05/05/2014 NOTA TÉCNICA 82/2014 Medicamento Material Solicitante Juiz Renato Luís Dresch Procedimento 4ª Vara da Fazenda Pública Municipal Cobertura Processo número: 0847203-25.2014 TEMA: Cirurgia

Leia mais

USO DE CPAP NOS DISTÚRBIOS RESPIRATÓRIOS DO SONO

USO DE CPAP NOS DISTÚRBIOS RESPIRATÓRIOS DO SONO USO DE CPAP NOS DISTÚRBIOS RESPIRATÓRIOS DO SONO Daiana Paula Mendes Paiva - NOVAFAPI Dorys Mirian Soares Tabatinga - NOVAFAPI Maria Andréia Brito Ferreira NOVAFAPI INTRODUÇÃO O ser humano passa aproximadamente

Leia mais

1. RESUMO EXECUTIVO. Data: 19/03/2014 NOTA TÉCNICA 48/2014. Medicamento Material Procedimento Cobertura

1. RESUMO EXECUTIVO. Data: 19/03/2014 NOTA TÉCNICA 48/2014. Medicamento Material Procedimento Cobertura NOTA TÉCNICA 48/2014 Solicitante Des. Vanessa Verdolim Hudson Andrade Processo número: 1.0421.14.000078-5/001 TEMA: Cirurgia bariátrica em paciente com obesidade mórbida Data: 19/03/2014 Medicamento Material

Leia mais

NUTRIÇÃO. TipoTrabalho TRABALHO LinhaPesquisa LOCAL DATA HORARIO SALAS 6,7 OU 8 SE FOR INTERDISCIPLINAR SALA 72 SE FOR CONGRESSO

NUTRIÇÃO. TipoTrabalho TRABALHO LinhaPesquisa LOCAL DATA HORARIO SALAS 6,7 OU 8 SE FOR INTERDISCIPLINAR SALA 72 SE FOR CONGRESSO TipoTrabalho TRABALHO LinhaPesquisa LOCAL DATA HORARIO COMUNICAÇÃO ORAL FATORES QUE INFLUENCIAM NA DESNUTRIÇÃO DO IDOSO SALA 72 SE COMUNICAÇÃO ORAL ALIMENTAÇÃO EQUILIBRADA APLICADA Á ATIVIDADE FISICA PARA

Leia mais

Diagnóstico diferencial da sonolência diurna excessiva

Diagnóstico diferencial da sonolência diurna excessiva V Curso de Ventilação Mecânica II Curso de Sono Novotel Jaraguá - São Paulo/SP 22 a 24 de março de 2012 Diagnóstico diferencial da sonolência diurna excessiva Stella Marcia A. Tavares Coordenadora do Laboratório

Leia mais

Modelo de Atenção às Condições Crônicas. Seminário II. Laboratório de Atenção às Condições Crônicas

Modelo de Atenção às Condições Crônicas. Seminário II. Laboratório de Atenção às Condições Crônicas Modelo de Atenção às Condições Crônicas Seminário II Laboratório de Atenção às Condições Crônicas A experiência das oficinas de reeducação alimentar na APS da SMS de Curitiba Angela C. Lucas de Oliveira

Leia mais

PÔSTERES DIA 13/11/2015-08:00 ÀS 12:00 TÍTULO

PÔSTERES DIA 13/11/2015-08:00 ÀS 12:00 TÍTULO 1 PÔSTERES DIA 13/11/2015-08:00 ÀS 12:00 A CIRCULAÇÃO EXTRACORPOREA NA CIRURGIA CARDÍACA BRASILEIRA: HISTÓRICO, AVANÇOS E DESAFIOS. 2 A DISSECÇÃO AÓRTICA E O TRATAMENTO ENDOVASCULAR 3 A IMPORTÂNCIA DA

Leia mais

Nenhum outro sistema de terapia do sono fornece Mais.

Nenhum outro sistema de terapia do sono fornece Mais. I N O VA Ç Ã O C O M C O N F O R T O Nenhum outro sistema de terapia do sono fornece Mais. Somente o S9 da ResMed fornece mais conforto, estilo e sono. Sobre a apneia do sono A apneia obstrutiva do sono

Leia mais

03/08/2014. Sistematização da assistência de enfermagem ao paciente portador de doença pulmonar obstrutiva crônica DEFINIÇÃO - DPOC

03/08/2014. Sistematização da assistência de enfermagem ao paciente portador de doença pulmonar obstrutiva crônica DEFINIÇÃO - DPOC ALGUNS TERMOS TÉCNICOS UNESC FACULDADES - ENFERMAGEM PROFª.: FLÁVIA NUNES Sistematização da assistência de enfermagem ao paciente portador de doença pulmonar obstrutiva crônica Ortopneia: É a dificuldade

Leia mais

Veículo: Jornal da Comunidade Data: 24 a 30/07/2010 Seção: Comunidade Vip Pág.: 4 Assunto: Diabetes

Veículo: Jornal da Comunidade Data: 24 a 30/07/2010 Seção: Comunidade Vip Pág.: 4 Assunto: Diabetes Veículo: Jornal da Comunidade Data: 24 a 30/07/2010 Seção: Comunidade Vip Pág.: 4 Assunto: Diabetes Uma vida normal com diabetes Obesidade, histórico familiar e sedentarismo são alguns dos principais fatores

Leia mais

Fatores que interferem na qualidade de vida de pacientes de um centro de referência em hipertensão arterial

Fatores que interferem na qualidade de vida de pacientes de um centro de referência em hipertensão arterial Fatores que interferem na qualidade de vida de pacientes de um centro de referência em hipertensão arterial Autores: Liza Batista Siqueira¹, Paulo César Brandão Veiga Jardim², Maria Virgínia Carvalho³,

Leia mais

ANEXO. CONTEÚDO PROGRAMÁTICO Para candidatos que desejam entrar na 2ª etapa do curso

ANEXO. CONTEÚDO PROGRAMÁTICO Para candidatos que desejam entrar na 2ª etapa do curso ANEXO Para candidatos que desejam entrar na 2ª etapa do Metabolismo (anabolismo x catabolismo) Metabolismo de Carboidratos Metabolismo de Lipídeos Motilidade no trato gastrointestinal Introdução ao Metabolismo

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SERGIPE DEPARTAMENTO DE FISIOLOGIA DISCIPLINA: FISIOLOGIA HUMANA EXERCÍCIO FÍSICO PARA POPULAÇÕES ESPECIAIS

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SERGIPE DEPARTAMENTO DE FISIOLOGIA DISCIPLINA: FISIOLOGIA HUMANA EXERCÍCIO FÍSICO PARA POPULAÇÕES ESPECIAIS UNIVERSIDADE FEDERAL DE SERGIPE DEPARTAMENTO DE FISIOLOGIA DISCIPLINA: FISIOLOGIA HUMANA EXERCÍCIO FÍSICO PARA POPULAÇÕES ESPECIAIS Prof. Mestrando: Marcelo Mota São Cristóvão 2008 POPULAÇÕES ESPECIAIS

Leia mais

Distúrbios do sono e uso de soníferos Resumo de diretriz NHG M23 (julho 2014)

Distúrbios do sono e uso de soníferos Resumo de diretriz NHG M23 (julho 2014) Distúrbios do sono e uso de soníferos Resumo de diretriz NHG M23 (julho 2014) NHG grupo de estudos Distúrbios do e uso de soniferos traduzido do original em holandês por Luiz F.G. Comazzetto 2014 autorização

Leia mais

Efeitos da pressão positiva contínua em vias aéreas sobre os sintomas nasofaríngeos em pacientes com a síndrome da apnéia obstrutiva do sono*

Efeitos da pressão positiva contínua em vias aéreas sobre os sintomas nasofaríngeos em pacientes com a síndrome da apnéia obstrutiva do sono* Efeitos da pressão positiva contínua em vias aéreas sobre os sintomas nasofaríngeos em pacientes com a síndrome da apnéia obstrutiva do sono* Effects of continuos positive airway pressure on nasal and

Leia mais

INTRODUÇÃO. Síndrome da Apneia e Hipopneia Obstrutiva do Sono SAHOS obstrução repetitiva das vias aéreas superiores VAS 10 seg/evento.

INTRODUÇÃO. Síndrome da Apneia e Hipopneia Obstrutiva do Sono SAHOS obstrução repetitiva das vias aéreas superiores VAS 10 seg/evento. Fausto A. Ito CD Especialista em Anatomia Aplicada da Cabeça -ICB/USP; Membro da Associação Brasileira do Sono; Diretor da ITO Clínica (RJ) Ronco e Apneia do Sono. faustoito@itoclinica.com.br Márcio Luciano

Leia mais

Aparelhos Intra Orais para Ronco e Apneia

Aparelhos Intra Orais para Ronco e Apneia Aparelhos Intra Orais para Ronco e Apneia Tipos, Características, Diferenças, Aderências, Efeitos Colaterais e Níveis de Evidencia. Denise Fernandes Barbosa Pesquisa na Cochrane Revisão Sistemática Oral

Leia mais

DIABETES MELLITUS: ADESÃO E CONHECIMENTO DE IDOSOS AO TRATAMENTO

DIABETES MELLITUS: ADESÃO E CONHECIMENTO DE IDOSOS AO TRATAMENTO DIABETES MELLITUS: ADESÃO E CONHECIMENTO DE IDOSOS AO TRATAMENTO Roberta Kelle de Araújo Melo (FACENE) - robertakamelo@hotmail.com Morganna Guedes Batista (FACENE) - morganna_guedes@hotmail.com Rayra Maxiana

Leia mais

Mapeamento do Perfil Saúde em Instituição Pública - Fundação Centro de Atendimento Sócio Educativo ao Adolescente

Mapeamento do Perfil Saúde em Instituição Pública - Fundação Centro de Atendimento Sócio Educativo ao Adolescente 16 Mapeamento do Perfil Saúde em Instituição Pública - Fundação Centro de Atendimento Sócio Educativo ao Adolescente Leidiane Silva Oliveira Chagas Gestora de Recursos Humanos - Anhanguera Educacional

Leia mais

Boletim Epidemiológico Secretaria de Vigilância em Saúde Ministério da Saúde Influenza: Monitoramento até a Semana Epidemiológica 29 de 2014

Boletim Epidemiológico Secretaria de Vigilância em Saúde Ministério da Saúde Influenza: Monitoramento até a Semana Epidemiológica 29 de 2014 Boletim Epidemiológico Secretaria de Vigilância em Saúde Ministério da Saúde Influenza: Monitoramento até a Semana Epidemiológica 29 de 2014 A vigilância da influenza no Brasil é composta pela vigilância

Leia mais

VENTILAÇÃO NÃO INVASIVA I. Lígia Maria Coscrato Junqueira Silva Fisioterapeuta HBP/SP

VENTILAÇÃO NÃO INVASIVA I. Lígia Maria Coscrato Junqueira Silva Fisioterapeuta HBP/SP VENTILAÇÃO NÃO INVASIVA I Lígia Maria Coscrato Junqueira Silva Fisioterapeuta HBP/SP INTERFACES * Máscaras Nasais * Plugs Nasais * Máscaras Faciais * Capacete * Peça Bucal VENTILADORES E MODOS USADOS NA

Leia mais

Longo caminho. Acontece no mundo inteiro. Os doentes crônicos

Longo caminho. Acontece no mundo inteiro. Os doentes crônicos Gestão Foto: dreamstime.com Longo caminho Medida da ANS inicia discussão sobre a oferta de medicamentos ambulatoriais para doentes crônicos pelas operadoras de saúde Por Danylo Martins Acontece no mundo

Leia mais

DOENÇAS DO SONO PARTE 2

DOENÇAS DO SONO PARTE 2 Joaquim Silva Tavares, MD, FACP, FCCP, FAASM Diplomate of the American Board of Internal Medicine (ABIM) Diplomate of the ABIM-Subspecialty Diploma in Chest Diseases Diplomate of the ABIM-Subspecialty

Leia mais

Oficina 2. Maria Izabel Azevedo Noronha SAÚDE MENTAL E TRABALHADORES DA EDUCAÇÃO. 29 de Novembro de 2008. Palestrante:

Oficina 2. Maria Izabel Azevedo Noronha SAÚDE MENTAL E TRABALHADORES DA EDUCAÇÃO. 29 de Novembro de 2008. Palestrante: Palestrante: Seminário Nacional de Saúde Mental e Trabalho São Paulo, 28 e 29 de novembro de 2008 Maria Izabel Azevedo Noronha Oficina 2 SAÚDE MENTAL E TRABALHADORES DA EDUCAÇÃO 29 de Novembro de 2008

Leia mais

The relation among sleep apnea, snore and mouth breathing

The relation among sleep apnea, snore and mouth breathing 266 A RELAÇÃO ENTRE APNÉIA DO SONO, RONCO E RESPIRAÇÃO ORAL The relation among sleep apnea, snore and mouth breathing Ruth Cristina Petraconi Burger (1), Eliazor Campos Caixeta (2), Camila Queiroz de Moraes

Leia mais

Síndrome de Burnout. Astrid Guerra Barros Psicóloga pós-graduanda em Terapias Cognitivas Comportamentais

Síndrome de Burnout. Astrid Guerra Barros Psicóloga pós-graduanda em Terapias Cognitivas Comportamentais Síndrome de Burnout Astrid Guerra Barros Psicóloga pós-graduanda em Terapias Cognitivas Comportamentais Zelia Simone Sobrosa Psicóloga com pós-graduação em Neuropsicopedagogia 2013 Conceito Burnout é

Leia mais

ESTRATIFICAÇÃO DE RISCO

ESTRATIFICAÇÃO DE RISCO ESTADO DE MINAS GERAIS SECRETARIA DE ESTADO DE SAÚDE SUPERINTENDÊNCIA DE REDES DE ATENÇÃO A SAÚDE DIRETORIA DE REDES ASSISTÊNCIAIS COORDENADORIA DA REDE DE HIPERTENSÃO E DIABETES ESTRATIFICAÇÃO DE RISCO

Leia mais

DOENÇAS CARDÍACAS NA INSUFICIÊNCIA RENAL

DOENÇAS CARDÍACAS NA INSUFICIÊNCIA RENAL DOENÇAS CARDÍACAS NA INSUFICIÊNCIA RENAL As doenças do coração são muito freqüentes em pacientes com insuficiência renal. Assim, um cuidado especial deve ser tomado, principalmente, na prevenção e no controle

Leia mais

Terapia do sono I Ventilação I Interface paciente. Terapia do sono. Soluções terapêuticas individuais para o sono

Terapia do sono I Ventilação I Interface paciente. Terapia do sono. Soluções terapêuticas individuais para o sono Terapia do sono Soluções terapêuticas individuais para o sono Terapia do sono Soluções terapêuticas individuais para o sono Para cada paciente, a melhor terapia É cada vez maior o número de áreas médicas

Leia mais

Boletim Epidemiológico Secretaria de Vigilância em Saúde Ministério da Saúde Influenza: Monitoramento até a Semana Epidemiológica 37 de 2015

Boletim Epidemiológico Secretaria de Vigilância em Saúde Ministério da Saúde Influenza: Monitoramento até a Semana Epidemiológica 37 de 2015 Boletim Epidemiológico Secretaria de Vigilância em Saúde Ministério da Saúde Influenza: Monitoramento até a Semana Epidemiológica 37 de 2015 A vigilância da influenza no Brasil é composta pela vigilância

Leia mais

Relação das Principais Formula e Tabelas para Avaliação do Paciente Internado em UTI

Relação das Principais Formula e Tabelas para Avaliação do Paciente Internado em UTI Regional - Goiás Relação das Principais Formula e Tabelas para Avaliação do Paciente Internado em UTI 1. Tabela da Escala de Glasgow Aplicação: avaliação do grau de consciência. Atividade Pontuação Resposta

Leia mais

CONDUTAS: EDEMA AGUDO DE PULMÃO

CONDUTAS: EDEMA AGUDO DE PULMÃO Universidade Federal do Ceará Faculdade de Medicina Programa de Educação Tutorial PET Medicina CONDUTAS: EDEMA AGUDO DE PULMÃO Paulo Marcelo Pontes Gomes de Matos OBJETIVOS Conhecer o que é Edema Agudo

Leia mais

DE VOLTA ÀS AULAS... CUIDADOS COM A POSTURA E O PESO DA MOCHILA!

DE VOLTA ÀS AULAS... CUIDADOS COM A POSTURA E O PESO DA MOCHILA! DE VOLTA ÀS AULAS... CUIDADOS COM A POSTURA E O PESO DA MOCHILA! SUA MOCHILA NÃO PODE PESAR MAIS QUE 10% DO SEU PESO CORPORAL. A influência de carregar a mochila com o material escolar nas costas, associado

Leia mais

O QUE É O DIABETES. Linha do tempo - estimativa da OMS para o Diabetes. 15 anos

O QUE É O DIABETES. Linha do tempo - estimativa da OMS para o Diabetes. 15 anos O QUE É O DIABETES Uma condição crônica que ocorre quando o pâncreas não produz insulina suficiente ou quando o corpo não consegue utilizar eficazmente a insulina produzida. A hiperglicemia e outros distúrbios

Leia mais

Fibromialgia Sociedade Brasileira de Reumatologia

Fibromialgia Sociedade Brasileira de Reumatologia Fibromialgia Fibromialgia Cartilha para pacientes CRIAÇÃO E DESENVOLVIMENTO: Comissão de Dor, Fibromialgia e Outras Síndromes Dolorosas de Partes Moles CREDITO IMAGEM DA CAPA: http://www.singpr.com/business/singapore-telcocompanies-see-fiber-optic-light-as-future-for-broadband

Leia mais

PALAVRAS CHAVE Diabetes mellitus tipo 2, IMC. Obesidade. Hemoglobina glicada.

PALAVRAS CHAVE Diabetes mellitus tipo 2, IMC. Obesidade. Hemoglobina glicada. 11. CONEX Apresentação Oral Resumo Expandido 1 ÁREA TEMÁTICA: ( ) COMUNICAÇÃO ( ) CULTURA ( ) DIREITOS HUMANOS E JUSTIÇA ( ) EDUCAÇÃO ( ) MEIO AMBIENTE ( X ) SAÚDE ( ) TRABALHO ( ) TECNOLOGIA AVALIAÇÃO

Leia mais

OXIGENOTERAPIA domiciliar de longo prazo. Cristina G. Alvim Profa. Associada Dpto Pediatria UFMG

OXIGENOTERAPIA domiciliar de longo prazo. Cristina G. Alvim Profa. Associada Dpto Pediatria UFMG OXIGENOTERAPIA domiciliar de longo prazo Cristina G. Alvim Profa. Associada Dpto Pediatria UFMG JPED, 2013 THORAX, 2009 Benefícios Capacidadecognitiva Sono PrevineHP Reduz hematócrito Exercício Risco de

Leia mais

A Criança com Insuficiência Respiratória. Dr. José Luiz Cardoso

A Criança com Insuficiência Respiratória. Dr. José Luiz Cardoso Dr. José Luiz Cardoso CARACTERÍSTICAS DA CRIANÇA A CRIANÇA NÃO É UM ADULTO EM MINIATURA O nariz é responsável por 50 % da resistência das vias aéreas Obstrução nasal conduz a insuficiência respiratória

Leia mais

FICHA TÉCNICA. Síndrome da Apneia Obstrutiva do Sono

FICHA TÉCNICA. Síndrome da Apneia Obstrutiva do Sono FICHA TÉCNICA Síndrome da Apneia Obstrutiva do Sono A Síndrome da Apneia Obstrutiva do Sono (SAOS) é uma condição clínica caracterizada pela obstrução da via aérea superior, ocasionando pausas respiratórias

Leia mais

MINISTÉRIO DA SAÚDE SECRETARIA DE ATENÇÃO À SAÚDE DEPARTAMENTO DE ATENÇÃO BÁSICA COORDENAÇÃO NACIONAL DE HIPERTENSÃO E DIABETES

MINISTÉRIO DA SAÚDE SECRETARIA DE ATENÇÃO À SAÚDE DEPARTAMENTO DE ATENÇÃO BÁSICA COORDENAÇÃO NACIONAL DE HIPERTENSÃO E DIABETES MINISTÉRIO DA SAÚDE SECRETARIA DE ATENÇÃO À SAÚDE DEPARTAMENTO DE ATENÇÃO BÁSICA COORDENAÇÃO NACIONAL DE HIPERTENSÃO E DIABETES JANEIRO/2011 COORDENAÇÃO NACIONAL DE HIPERTENSÃO E DIABETES CNHD Supervisão

Leia mais

Perturbações do Sono. 16/ Maio 11 UPI Área de Pedopsiquiatria do CHLC Margarida Crujo

Perturbações do Sono. 16/ Maio 11 UPI Área de Pedopsiquiatria do CHLC Margarida Crujo Perturbações do Sono 16/ Maio 11 UPI Área de Pedopsiquiatria do CHLC Margarida Crujo funções do sono Antigamente - resultante de vapores quentes provenientes do estômago Aristóteles - produto de anemia

Leia mais

Doenças Desencadeadas ou Agravadas pela Obesidade

Doenças Desencadeadas ou Agravadas pela Obesidade Doenças Desencadeadas ou Agravadas pela Obesidade Associação Brasileira para o Estudo da Obesidade e da Síndrome Metabólica ABESO Dra. Maria Edna de Melo CREMESP 106.455 Responsável Científica pelo site

Leia mais

A Importância do Sono

A Importância do Sono 1 A Importância do Sono Dra. Regeane Trabulsi Cronfli É um total contra-senso o fato de que, num mundo em que cerca de 16 a 40% das pessoas em geral sofrem de insônia, haja aquelas que, iludidas pelos

Leia mais

Prof. Ms. Marcos Santana Prof. Dr. Marco Túlio de Mello

Prof. Ms. Marcos Santana Prof. Dr. Marco Túlio de Mello Ritmos Biológicos e Exercício Físico Prof. Ms. Marcos Santana Prof. Dr. Marco Túlio de Mello ... é a ciência que se preocupa com a investigação e objetivamente com a quantificação dos mecanismos da estrutura

Leia mais

MINISTÉRIO DA SAÚDE SECRETARIA DE ATENÇÃO À SAÚDE DEPARTAMENTO DE ATENÇÃO BÁSICA COORDENAÇÃO NACIONAL DE HIPERTENSÃO E DIABETES

MINISTÉRIO DA SAÚDE SECRETARIA DE ATENÇÃO À SAÚDE DEPARTAMENTO DE ATENÇÃO BÁSICA COORDENAÇÃO NACIONAL DE HIPERTENSÃO E DIABETES MINISTÉRIO DA SAÚDE SECRETARIA DE ATENÇÃO À SAÚDE DEPARTAMENTO DE ATENÇÃO BÁSICA COORDENAÇÃO NACIONAL DE HIPERTENSÃO E DIABETES JANEIRO/2011 HIPERTENSÃO ARTERIAL E DIABETES MELLITUS MORBIDADE AUTO REFERIDA

Leia mais

Metabolismo Basal. Julia do Valle Bargieri

Metabolismo Basal. Julia do Valle Bargieri Metabolismo Basal Julia do Valle Bargieri Complicações da obesidade mórbida Obesidade traz prejuízos à saúde, como: Dificuldades respiratórias; Problemas dermatológicos; Distúrbios do aparelho locomotor;

Leia mais

3. Cópia dos resultados dos principais exames clínicos e os relacionados à obesidade Hemograma Glicemia Colesterol Triglicérides T3 T4 TSH

3. Cópia dos resultados dos principais exames clínicos e os relacionados à obesidade Hemograma Glicemia Colesterol Triglicérides T3 T4 TSH Cirurgia de Obesidade Mórbida Documentação Necessária Para solicitar a análise de Cirurgia de Obesidade ao Economus, é imprescindível o envio da relação completa dos documentos descritos abaixo: 1. Solicitação

Leia mais

CONSULTA DE CLÍNICA MÉDICA NO PROGRAMA DE HIPERTENSÃO

CONSULTA DE CLÍNICA MÉDICA NO PROGRAMA DE HIPERTENSÃO Secretaria Municipal de Saúde e Defesa Civil Sub-Secretaria de Promoção, Atenção Primária e Vigilância em Saúde Gerência do Programa de Hipertensão CONSULTA DE CLÍNICA MÉDICA NO PROGRAMA DE HIPERTENSÃO

Leia mais

Administrando o Stress: o coração agradece

Administrando o Stress: o coração agradece Administrando o Stress: o coração agradece Lucia E. Novaes Malagris Professora da Universidade Federal do Rio de Janeiro Presidente da Associação Brasileira de Stress Mortalidade - Brasil - Óbitos por

Leia mais

Cardiologia - Síndromes Coronarianas Agudas 1 / 17

Cardiologia - Síndromes Coronarianas Agudas 1 / 17 Cardiologia - Síndromes Coronarianas Agudas 1 / 17 Tabela 01 - Pacientes com Síndromes Coronarianas Agudas à Internação na Unidade - Principais Características Clinicas - Todos os Pacientes Egressos da

Leia mais