Qualidade em Servicos de Rede Prof. Eduardo Maronas Monks Roteiro de Laboratorio Camada de Transporte Parte II

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Qualidade em Servicos de Rede Prof. Eduardo Maronas Monks Roteiro de Laboratorio Camada de Transporte Parte II"

Transcrição

1 Qualidade em Servicos de Rede Prof. Eduardo Maronas Monks Roteiro de Laboratorio Camada de Transporte Parte II 1) Explicar os seguintes mecanismos e conceitos do protocolo TCP: 1. Slow Start O algoritmo de início lento é executado quando uma nova conexão TCP é criada ou quando a perda foi detectada devido a um tempo limite de retransmissão RTO). Pode também ser invocada depois de um TCP enviando passou inativo por algum tempo. O objectivo de o lento começar é ajudar TCP encontrar um valor para cwnd antes sondagem para a banda mais disponível - Largura usando evitar congestionamentos e estabelecer o relógio ACK. Tipicamente, um TCP começa uma nova conexão no arranque lento, eventualmente, cair um pacote, e depois depositada em funcionamento em estado estacionário utilizando o algoritmo de prevenção de congestionamento (Section ). Para citar [RFC5681]: Começando a transmissão em uma rede com condições desconhecidas requer TCP a sonda lentamente a rede para determinar a capacidade disponível, a fim de evitar congestionar a rede com um inadequadamente grande explosão de dados. O início lento do algoritmo é utilizado para este fim, no início de uma transferência, ou após a reparação de perda detectada pelo temporizador de retransmissão. 2. Janela Deslizante Cada ponta de uma conexão TCP é capaz de enviar e receber dados. a quantidade de dados enviados e recebidos em uma conexão é mantida por um conjunto de janela estruturas. Para cada conexão ativa, cada ponto de extremidade TCP mantém uma enviar janela estrutura e um receber estrutura de janela. 3. Round Trip Time É o tempo que demora para uma informação chegar ao destinatário e o remetente receber sua confirmação. Esse tempo é medido a partir do momento em que a informação é colocada na rede até o momento que a confirmação de recebimento é entregue ao remetente. Entre outras funcionalidades, esse tempo serve de base para o envio de informações posteriores, para o mesmo destino. Utilizamos esse tempo para calcular quanto tempo é necessário, em média, por parte de o emissor esperar para receber a confirmação de entrega. Se esse tempo é excedido devemos retransmitir a informação, pois isso representa um indício de que ela não foi entregue. 4. Retransmission Time Out Uma das mais importantes questões de desempenho o designer de uma retransmissão protocolo confiável baseado enfrenta é o tempo de espera antes de concluir que um pacote foi perdido e deve ser reenviado. Dito de outra forma, o que o tempo limite de retransmissão ser? Intuitivamente, a quantidade de tempo que o remetente deve esperar antes de reenviar um pacote é sobre a soma dos seguintes tempos: o tempo para enviar o pacote, o tempo para o receptor para processá-lo e enviar um ACK, o tempo para o ACK para viajar de volta para o remetente, eo tempo para o remetente para processar o ACK. Infelizmente, na prática, nenhum destes tempos é conhecido com certeza. Para fazer as coisas

2 piores, qualquer uma ou todas elas variam ao longo do tempo como carga adicional é adicionado ou removidas dos anfitriões finais ou router. 5. Congestion avoidance O arranque lento, que acabamos de descrever, é usado quando se inicia o fluxo de dados através de uma conexão ou depois de um evento de perda invocado por um tempo limite. Ele aumenta de forma bastante rápida e ajuda a estabelecer um valor para ssthresh. Uma vez que isto é conseguido, há sempre a possibilidade que mais capacidade de rede pode tornar-se disponível para uma conexão. Se tal capacidade foi para ser imediatamente usado com grandes rajadas de tráfego, outras conexões TCP com pacotes que partilham as mesmas filas em roteadores provavelmente experimentar pacote significativo cai, levando a instabilidade geral na rede tantas conexões experimentar simultaneamente pacotes gotas e reagem com retransmissões 6. SACK (Selective ACK) O cliente envia uma solicitação ao servidor, eo servidor formula uma resposta dividida em quatro segmentos TCP (pacotes). O servidor transmite todos os quatro pacotes, em resposta ao pedido. No entanto, o segundo pacote de resposta é descartado em algum lugar da rede e nunca chega ao host. Vamos examinar o que acontece. 7. Fast retransmit É um procedimento TCP que pode induzir uma retransmissão de pacotes com base no feedback do receptor em vez de exigir um timer de retransmissão para expirar. Como resultado, a perda de pacotes pode muitas vezes ser mais rápida e eficientemente reparados usando retransmissão rápida do que com retransmissão baseada no timer. Um típico TCP implementa tanto retransmissão rápida e retransmissão baseada no timer. Antes de descrever retransmissão rápida em mais detalhe, é importante perceber que o TCP é necessário para gerar uma cknowledgment imediata (um "ACK duplicado"), quando um segmento de forade-fim é recebido, e que a perda de um segmento implica fora de ordem chegadas ao receptor quando os dados subseqüente chega. Quando isso acontece, um buraco é criado no receptor. O trabalho do remetente, em seguida, torna-se tapar buracos do receptor o mais rápido e eficiente possível. 8. Fast recovery É um algoritmo de início lento, que utiliza retransmissão rápido seguida de evitar congestionamentos. Portanto, durante o modo de evitar o congestionamento, quando os pacotes não são recebidos, o tamanho da janela de congestionamento é reduzido para o limiar de arranque lento, em vez do valor inicial menor. Usando a rápida recuperação, o TCP ajusta o tamanho da janela para todos os segmentos que são tamponados pelo receptor levando assim a um aumento no desempenho geral da rede.

3 2) Analisar protocolos => 5a 5b 5c 5d 5e 5a => Arquivo de musica Resumo do tráfego capturado 5a Analisar os tempos entre os pacotes: 0,

4 Filtrar o tráfego relacionado a aplicação com as opções Follow TCP Stream e Follow UDP Stream: Usar o resumo da análise da captura: Mostra as retransmissões de segmentos TCP

5 Mostra o tempo de ida e volta (RTT Round Trip Time) dos segmentos TCP Mostra a ocorrência de retransmissões devido a timeout do lado transmissor (RTO Retransmission TimeOut)

6 Mostra a ocorrência de janela cheia Mostra a ocorrência de janela com zero byte ou menor que um segmento (MSS). Neste caso, não há troca de dados. Mostra o tamanho da janela

7 Mostra a ocorrência de aumento de tamanho de janela Mostra a ocorrência para ACKs duplicados Mostra a ocorrência de segmentos fora de ordem

8 Analise de avanço do numero de sequencia por tempo. Analise de RTT (Round Trip Time). Analise de vazão

9 Variações do tamanho de janela (lado receptor dos segmentos de dados). 5b => SSH Resumo do tráfego capturado 5b Analisar os tempos entre os pacotes Filtrar o tráfego relacionado a aplicação com as opções Follow TCP Stream e Follow UDP Stream:

10 Usar o resumo da análise da captura:

11

12 Mostra as retransmissões de segmentos TCP Mostra o tempo de ida e volta (RTT Round Trip Time) dos segmentos TCP Mostra a ocorrência de retransmissões devido a timeout do lado transmissor (RTO Retransmission TimeOut)

13 Mostra a ocorrência de janela cheia Mostra a ocorrência de janela com zero byte ou menor que um segmento (MSS). Neste caso, não há troca de dados.

14 Mostra o tamanho da janela Mostra a ocorrência de aumento de tamanho de janela

15 Mostra a ocorrência para ACKs duplicados Analise de avanço do numero de sequencia por tempo.

16 Analise de avanco do numero de sequencia por tempo.

17 Analise de RTT (Round Trip Time). Analise de vazão Variações do tamanho de janela (lado receptor dos segmentos de dados).

18 5c Resumo do tráfego capturado 5c Filtrar o tráfego relacionado a aplicação com as opções Follow TCP Stream e Follow UDP Stream:

19 Analisar os tempos entre os pacotes Usar o resumo da análise da captura:

20 Mostra as retransmissões de segmentos TCP

21 Mostra o tempo de ida e volta (RTT Round Trip Time) dos segmentos TCP Mostra a ocorrência de retransmissões devido a timeout do lado transmissor (RTO Retransmission TimeOut)

22 Mostra a ocorrência de janela cheia

23 Mostra a ocorrência de janela com zero byte ou menor que um segmento (MSS). Neste caso, não há troca de dados. Mostra o tamanho da janela

24 Mostra a ocorrência de aumento de tamanho de janela Mostra a ocorrência para ACKs duplicados Analise de avanço do numero de sequencia por tempo.

25 Analise de avanço do numero de sequencia por tempo. Analise de RTT (Round Trip Time).

26 Analise de vazão Variações do tamanho de janela (lado receptor dos segmentos de dados).

27 5d Resumo do tráfego capturado 5d Filtrar o tráfego relacionado a aplicação com as opções Follow TCP Stream e Follow UDP Stream:

28 Analisar os tempos entre os pacotes Usar o resumo da análise da captura:

29

30 Mostra as retransmissões de segmentos TCP Mostra o tempo de ida e volta (RTT Round Trip Time) dos segmentos TCP Mostra a ocorrência de retransmissões devido a timeout do lado transmissor (RTO Retransmission TimeOut)

31 Mostra a ocorrência de janela cheia Mostra a ocorrência de janela com zero byte ou menor que um segmento (MSS). Neste caso, não há troca de dados.

32 Mostra o tamanho da janela Mostra a ocorrência de aumento de tamanho de janela

33 Mostra a ocorrência para ACKs duplicados Analise de avanço do numero de sequencia por tempo.

34 Analise de avanço do numero de sequencia por tempo. Analise de RTT (Round Trip Time).

35 Analise de vazão Variações do tamanho de janela (lado receptor dos segmentos de dados).

36 5e Resumo do tráfego capturado 5e Filtrar o tráfego relacionado a aplicação com as opções Follow TCP Stream e Follow UDP Stream: Não foi possível capturar Analisar os tempos entre os pacotes

37 Usar o resumo da análise da captura: Mostra as retransmissões de segmentos TCP

38 Mostra o tempo de ida e volta (RTT Round Trip Time) dos segmentos TCP Mostra a ocorrência de retransmissões devido a timeout do lado transmissor (RTO Retransmission TimeOut)

39 Mostra a ocorrência de janela cheia Mostra a ocorrência de janela com zero byte ou menor que um segmento (MSS). Neste caso, não há troca de dados.

40 Mostra o tamanho da janela Mostra a ocorrência de aumento de tamanho de janela

41 Mostra a ocorrência para ACKs duplicados Analise de avanço do numero de sequencia por tempo.

42 Flow Graph

2 Controle de Congestionamento do TCP

2 Controle de Congestionamento do TCP 2 Controle de Congestionamento do TCP 17 2 Controle de Congestionamento do TCP A principal causa de descarte de pacotes na rede é o congestionamento. Um estudo detalhado dos mecanismos de controle de congestionamento

Leia mais

Redes de Computadores_Marcelo Furtado Pratica 2- Qualidade de serviços

Redes de Computadores_Marcelo Furtado Pratica 2- Qualidade de serviços Redes de Computadores_Marcelo Furtado Pratica 2- Qualidade de serviços Tarefas: 1) Explicar os seguintes mecanismos e conceitos do protocolo TCP: 1. Slow Start Slow start é um mecanismo do TCP desenvolvido

Leia mais

Jones Bunilha Radtke. Tarefas:

Jones Bunilha Radtke. Tarefas: Faculdade de Tecnologia SENAC Pelotas Tecnólogo em Redes de Computadores Qualidade de Serviços de Rede Prof. Eduardo Monks Camada de Transporte Parte 2 Jones Bunilha Radtke Tarefas: 1.1) O algoritmo Slow

Leia mais

Camada Transporte Parte 2. Prof. Dr. S. Motoyama

Camada Transporte Parte 2. Prof. Dr. S. Motoyama Camada Transporte Parte 2 Prof. Dr. S. Motoyama 1 Algoritmo de Janela Deslizante em TCP O TCP clássico emprega um protocolo de janela deslizante com confirmação positiva e sem repetição seletiva. O TCP

Leia mais

TCP - estabelecimento de conexão

TCP - estabelecimento de conexão TCP - estabelecimento de conexão Inicializa variáveis Números de sequência Buffers, RcvWindow 3-way handshake usado para eliminar o problema de duplicatas antigas (atrasadas) Ex.: pedidos de conexão, ACKs

Leia mais

Curso: Redes II (Heterogênea e Convergente) Tema da Aula: Controle de Congestionamento

Curso: Redes II (Heterogênea e Convergente) Tema da Aula: Controle de Congestionamento Curso: Redes II (Heterogênea e Convergente) Tema da Aula: Controle de Congestionamento Professor Rene - UNIP 1 Revisão... Segmento A unidade de dados trocada entre as entidades de transporte é denominada

Leia mais

TCP FACK (Forward Acknowledment)

TCP FACK (Forward Acknowledment) TCP FACK (Forward Acknowledment) AGENDA - Algoritmo de Recuperação Rápida - TCP SACK - TCP FACK - Considerações Finais Algoritmo de Recuperação Rápida - Como uma evolução do Tahoe, o TCP Reno, incorpora

Leia mais

Congestionamento em Redes TCP

Congestionamento em Redes TCP Congestionamento em Redes TCP Ricardo Rodrigues Barcelar UNIR União de Escolas Superiores de Rondonópolis Rondonópolis MT ricardobarcelar@email.com.br Resumo. Este artigo mostra uma visão geral sobre a

Leia mais

TCP - multiplexação/demultiplexação

TCP - multiplexação/demultiplexação TCP Protocolo de controle de transmissão (Transmission Control Protocol) Definido em diversas RFCs (793, 1122, 1323, 2018 e 2581) Diversos flavors (tipos) Serviços Multiplexação/demultiplexação Detecção

Leia mais

Redes de Computadores

Redes de Computadores na camada de rede na camada de transporte Redes de Computadores Aula 4: 24 de março de 2010 na camada de rede na camada de transporte 1 Princípios Causas e custos do congestionamento 2 Princípios gerais

Leia mais

Controle de Congestionamento em TCP Parte 2. Prof. Dr. S. Motoyama

Controle de Congestionamento em TCP Parte 2. Prof. Dr. S. Motoyama Controle de Congestionamento em TCP Parte 2 Prof. Dr. S. Motoyama 1 Controle de Congestionamento em TCP Princípios de controle de congestionamento Saber que congestionamento está ocorrendo Adaptar para

Leia mais

Arquitetura TCP/IP. Parte XI Transporte orientado a conexão (TCP) Fabrízzio Alphonsus A. M. N. Soares

Arquitetura TCP/IP. Parte XI Transporte orientado a conexão (TCP) Fabrízzio Alphonsus A. M. N. Soares Arquitetura TCP/IP Parte XI Transporte orientado a conexão (TCP) Fabrízzio Alphonsus A. M. N. Soares Tópicos Características do TCP Como o TCP fornece confiabilidade Janela deslizante Estabelecimento e

Leia mais

A Camada de Transporte

A Camada de Transporte A Camada de Transporte Romildo Martins Bezerra CEFET/BA s de Computadores II Funções da Camada de Transporte... 2 Controle de conexão... 2 Fragmentação... 2 Endereçamento... 2 Confiabilidade... 2 TCP (Transmission

Leia mais

6 de Julho de 2015. Exercício 23 Para que servem portas na camada de transporte?

6 de Julho de 2015. Exercício 23 Para que servem portas na camada de transporte? Lista de Exercícios Camada de Transporte GBC-056 Arquitetura de Redes de Computadores Bacharelado em Ciência da Computação Universidade Federal de Uberlândia 6 de Julho de 2015 Exercício 1 Para que serve

Leia mais

Redes de Computadores

Redes de Computadores Redes de Computadores Parte V: Camada de Transporte 3.1 Serviços da camada de transporte 3.2 Multiplexação e demultiplexação 3.3 Transporte não orientado à conexão: UDP 3.4 Princípios de transferência

Leia mais

Redes de Computadores. Trabalho de Laboratório Nº7

Redes de Computadores. Trabalho de Laboratório Nº7 Redes de Computadores Curso de Eng. Informática Curso de Eng. de Electrónica e Computadores Trabalho de Laboratório Nº7 Análise do tráfego na rede Protocolos TCP e UDP Objectivo Usar o Ethereal para visualizar

Leia mais

PROJETO DE REDES www.projetoderedes.com.br

PROJETO DE REDES www.projetoderedes.com.br PROJETO DE REDES www.projetoderedes.com.br Curso de Tecnologia em Redes de Computadores Disciplina: Redes I Fundamentos - 1º Período Professor: José Maurício S. Pinheiro Material de Apoio VI PROTOCOLOS

Leia mais

Análise do Comportamento das Variações do Protocolo TCP

Análise do Comportamento das Variações do Protocolo TCP Anais do CNMAC v.2 ISSN 1984-820X Análise do Comportamento das Variações do Protocolo TCP Lígia Rodrigues Prete Faculda Tecnologia Jales, Centro Estadual Educação Tecnológica Paula Souza, CEETEPS Rua Vicente

Leia mais

Teleprocessamento e Redes (MAB-510) Gabarito da Segunda Lista de Exercícios 01/2010

Teleprocessamento e Redes (MAB-510) Gabarito da Segunda Lista de Exercícios 01/2010 Teleprocessamento e Redes (MAB-510) Gabarito da Segunda Lista de Exercícios 01/2010 Prof. Silvana Rossetto (DCC/IM/UFRJ) 1 13 de julho de 2010 Questões 1. Qual é a diferença fundamental entre um roteador

Leia mais

TCP: Overview RFCs: 793, 1122, 1323, 2018, 2581

TCP: Overview RFCs: 793, 1122, 1323, 2018, 2581 TCP: Overview RFCs: 793, 1122, 1323, 2018, 2581 ponto-a-ponto: dados full-duplex: um transmissor, um receptor confiável, seqüêncial -> byte stream: mensagens não são delimitadas pipelined: transmissão

Leia mais

Capítulo 7 CAMADA DE TRANSPORTE

Capítulo 7 CAMADA DE TRANSPORTE Capítulo 7 CAMADA DE TRANSPORTE SERVIÇO SEM CONEXÃO E SERVIÇO ORIENTADO À CONEXÃO Serviço sem conexão Os pacotes são enviados de uma parte para outra sem necessidade de estabelecimento de conexão Os pacotes

Leia mais

Exercícios de Revisão Redes de Computadores Edgard Jamhour. Segundo Bimestre

Exercícios de Revisão Redes de Computadores Edgard Jamhour. Segundo Bimestre Exercícios de Revisão Redes de Computadores Edgard Jamhour Segundo Bimestre Exercicio 1: Considere a seguinte configuração de rede estruturada em VLANs 220.0.0.2/24 C VLAN 2 B VLAN 1 A VLAN 1 VLAN 1,2,3

Leia mais

REDES DE COMPUTADORES Camada de Transporte. Alexandre Augusto Giron

REDES DE COMPUTADORES Camada de Transporte. Alexandre Augusto Giron REDES DE COMPUTADORES Camada de Transporte Alexandre Augusto Giron ROTEIRO Visão geral da camada de transporte Protocolos UDP TCP Princípios do controle de congestionamento A camada de transporte: visão

Leia mais

Redes de Computadores. Camada de Transporte

Redes de Computadores. Camada de Transporte Redes de Computadores Camada de Transporte Objetivo! Apresentar as características da camada de transporte da arquitetura TCP/IP! Apresentar os serviços fornecidos pela camada de transporte! Estudar os

Leia mais

Redes de Computadores

Redes de Computadores Redes de Computadores Prof. Marcelo Gonçalves Rubinstein Programa de Pós-Graduação em Engenharia Eletrônica Faculdade de Engenharia Universidade do Estado do Rio de Janeiro Ementa Introdução a Redes de

Leia mais

Camada de Transporte. Protocolos TCP e UDP

Camada de Transporte. Protocolos TCP e UDP Camada de Transporte Protocolos TCP e UDP Protocolo UDP Protocolo de transporte da Internet sem gorduras Serviço best effort, segmentos UDP podem ser: perdidos entregues fora de ordem para a aplicação

Leia mais

Redes de computadores e a Internet. Capítulo3. Camada de transporte

Redes de computadores e a Internet. Capítulo3. Camada de transporte Redes de computadores e a Internet Capítulo Camada de transporte Pilha de protocolos da Internet M Aplicação Ht M Transporte Hr Ht M Rede Hr Ht M Enlace Mensagem Segmento Datagrama Quadro He Física -2

Leia mais

Unidade Curricular Redes I Prof. Eduardo Maroñas Monks Roteiro de Laboratório Ethernet/Auto-negociação/Largura de Banda

Unidade Curricular Redes I Prof. Eduardo Maroñas Monks Roteiro de Laboratório Ethernet/Auto-negociação/Largura de Banda Unidade Curricular Redes I Prof. Eduardo Maroñas Monks Roteiro de Laboratório Ethernet/Auto-negociação/Largura de Banda Objetivos: Analisar o mecanismo de auto-negociação de conexão Ethernet. Analisar

Leia mais

menor que um segmento (MSS). Neste caso, não há troca de dados janela

menor que um segmento (MSS). Neste caso, não há troca de dados janela 3) Analisar, pelo menos, 05 arquivos capturados na Parte 1 da prática. 1. Gerar um breve relatório sobre as capturas, mostrando de forma objetiva o desempenho da aplicação/serviços em rede. Utilizar as

Leia mais

Teleprocessamento e Redes

Teleprocessamento e Redes Teleprocessamento e Redes Aula 19: 29 de junho de 2010 1 camada de transporte camada de rede 2 Questão 1 (Kurose/Ross) camada de transporte camada de rede Um processo em um host C tem um socket UDP com

Leia mais

TCP: Visão geral RFCs: 793, 1122, 1323, 2018, 2581. TCP: nos. de seq. e ACKs. TCP: estrutura do segmento. TCP: Tempo de Resposta (RTT) e Temporização

TCP: Visão geral RFCs: 793, 1122, 1323, 2018, 2581. TCP: nos. de seq. e ACKs. TCP: estrutura do segmento. TCP: Tempo de Resposta (RTT) e Temporização socket door : Visão geral FCs: 793, 1122, 1323, 2018, 2581 ponto a ponto: 1 remetente, 1 receptor fluxo de bytes, ordenados, confiável: não estruturado em msgs dutado: tam. da janela ajustado por controle

Leia mais

Capítulo 3: Camada de Transporte. Multiplexação/desmultiplexação. Serviços e protocolos de transporte. Antônio Abelém abelem@ufpa.

Capítulo 3: Camada de Transporte. Multiplexação/desmultiplexação. Serviços e protocolos de transporte. Antônio Abelém abelem@ufpa. Serviços e protocolos de Capítulo 3: Camada de Transporte Antônio Abelém abelem@ufpa.br provê comunicação lógica entre processos de executando em hospedeiros diferentes protocolos de executam em sistemas

Leia mais

Camada de transporte. Camada de transporte

Camada de transporte. Camada de transporte Camada de transporte Camada de transporte Objetivos do capítulo: Entender os princípios dos serviços da camada de transporte: Multiplexação/demultiplexação Transferência de dados confiável Controle de

Leia mais

Redes de Computadores I Licenciatura em Eng. Informática e de Computadores 1 o Semestre, 26 de Outubro de 2005 1 o Teste A

Redes de Computadores I Licenciatura em Eng. Informática e de Computadores 1 o Semestre, 26 de Outubro de 2005 1 o Teste A Redes de Computadores I Licenciatura em Eng. Informática e de Computadores 1 o Semestre, 26 de Outubro de 2005 1 o Teste A Número: Nome: Duração: 1 hora O teste é sem consulta O teste deve ser resolvido

Leia mais

3 Qualidade de serviço na Internet

3 Qualidade de serviço na Internet 3 Qualidade de serviço na Internet 25 3 Qualidade de serviço na Internet Além do aumento do tráfego gerado nos ambientes corporativos e na Internet, está havendo uma mudança nas características das aplicações

Leia mais

TRANSMISSÃO DE DADOS Prof. Ricardo Rodrigues Barcelar http://www.ricardobarcelar.com

TRANSMISSÃO DE DADOS Prof. Ricardo Rodrigues Barcelar http://www.ricardobarcelar.com - Aula 5-1. A CAMADA DE TRANSPORTE Parte 1 Responsável pela movimentação de dados, de forma eficiente e confiável, entre processos em execução nos equipamentos conectados a uma rede de computadores, independentemente

Leia mais

Redes de Computadores. Camada de Transporte de Dados: protocolos TCP e UDP Prof. MSc Hugo Vieira L. Souza

Redes de Computadores. Camada de Transporte de Dados: protocolos TCP e UDP Prof. MSc Hugo Vieira L. Souza Redes de Computadores Camada de Transporte de Dados: protocolos TCP e UDP Prof. MSc Hugo Vieira L. Souza Este documento está sujeito a copyright. Todos os direitos estão reservados para o todo ou quaisquer

Leia mais

Aulas 22 & 23. Controle de Fluxo e de Congestionamento. Eytan Modiano MIT

Aulas 22 & 23. Controle de Fluxo e de Congestionamento. Eytan Modiano MIT Aulas 22 & 23 Controle de Fluxo e de Congestionamento Eytan Modiano MIT 1 Controle de Fluxo Controle de fluxo: mecanismo fim a fim para controlar o tráfego entre fonte e destinatário. Controle de congestionamento:

Leia mais

Nível Transporte (Modelo Internet) {TCP.doc} UDP TCP

Nível Transporte (Modelo Internet) {TCP.doc} UDP TCP Prof V Vargas, IST Nível Transporte (Modelo Internet) 03/11/11, Page 1 of 9 Nível Transporte (Modelo Internet) {TCP.doc} 1. [07T1] Explique como são realizadas as funções de multiplexagem fornecidas pelo

Leia mais

QoS em Redes. Paulo Aguiar NCE/IM UFRJ

QoS em Redes. Paulo Aguiar NCE/IM UFRJ QoS em Redes Paulo Aguiar NCE/IM UFRJ Conteúdo Motivação: novas aplicações e necessidades de QoS (2h) Análise de TCP e configuração de parâmetros para desempenho (2h) Noções de teoria de filas e técnicas

Leia mais

Programação TCP/IP. Protocolos TCP e UDP

Programação TCP/IP. Protocolos TCP e UDP Programação TCP/IP Protocolos TCP e UDP Tecnologia em Redes de Computadores Unicesp Campus I Prof. Roberto Leal Visão Geral da Camada de Transporte 2 1 Protocolo TCP Transmission Control Protocol Protocolo

Leia mais

CCNA 2 Conceitos Básicos de Roteadores e Roteamento

CCNA 2 Conceitos Básicos de Roteadores e Roteamento CCNA 2 Conceitos Básicos de Roteadores e Roteamento Capítulo 10 - TCP/IP Intermediário 1 Objetivos do Capítulo Descrever o TCP e sua função; Descrever a sincronização e o controle de fluxo do TCP; Descrever

Leia mais

Tecnologia de Redes de Computadores

Tecnologia de Redes de Computadores Tecnologia de Redes de Computadores Prof. Sidney Nicolau Venturi Filho 31. CAMADA DE TRANSPORTE Camada de Transporte Camada de Transporte Funções da camada controle de fluxo fim-a-fim sequênciação detecção

Leia mais

Camada de Transporte. Prof. Leonardo Barreto Campos

Camada de Transporte. Prof. Leonardo Barreto Campos Camada de Transporte 1 Sumário Introdução; Serviços oferecidos à camada superior; Multiplexação e Demultiplexação; UDP; TCP; Controle de Congestionamento; Controle de Congestionamento do TCP; 2/62 Introdução

Leia mais

Capítulo 11 - Camada de Transporte TCP/IP e de Aplicação. Associação dos Instrutores NetAcademy - Julho de 2007 - Página

Capítulo 11 - Camada de Transporte TCP/IP e de Aplicação. Associação dos Instrutores NetAcademy - Julho de 2007 - Página Capítulo 11 - Camada de Transporte TCP/IP e de Aplicação 1 Introdução à Camada de Transporte Camada de Transporte: transporta e regula o fluxo de informações da origem até o destino, de forma confiável.

Leia mais

Fundamentos de Redes. Protocolos de Transporte. Djamel Sadok Dênio Mariz. {jamel,dmts}@cin.ufpe.br

Fundamentos de Redes. Protocolos de Transporte. Djamel Sadok Dênio Mariz. {jamel,dmts}@cin.ufpe.br Fundamentos de Redes Protocolos de Transporte Djamel Sadok Dênio Mariz {jamel,dmts}@cin.ufpe.br Cin/UFPE, JUN/2003 1 Internet e TCP/IP Internet Agrupamento de grande quantidade de redes ao redor do mundo,

Leia mais

Fornecer serviços independentes da tecnologia da subrede; Esconder do nível de transporte o número, tipo e a topologia das subredes existentes;

Fornecer serviços independentes da tecnologia da subrede; Esconder do nível de transporte o número, tipo e a topologia das subredes existentes; 2.3 A CAMADA DE REDE! Fornece serviços para o nível de transporte, sendo, freqüentemente, a interface entre a rede do cliente e a empresa de transporte de dados (p.ex. Embratel).! Sua principal função

Leia mais

Sistemas Distribuídos Aula 15

Sistemas Distribuídos Aula 15 Sistemas Distribuídos Aula 15 Msc. Daniele Carvalho Oliveira Doutoranda em Ciência da Computação - UFU Mestre em Ciência da Computação UFU Bacharel em Ciência da Computação - UFJF 8. Tolerância a Falha

Leia mais

REDES DE COMPUTADORES

REDES DE COMPUTADORES REDES DE COMPUTADORES 09/2013 Cap.3 Protocolo TCP e a Camada de Transporte 2 Esclarecimentos Esse material é de apoio para as aulas da disciplina e não substitui a leitura da bibliografia básica. Os professores

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO CEARÁ CAMPUS QUIXADÁ TECNÓLOGO EM REDES DE COMPUTADORES FELIPE ALEX MARTINS DE SOUZA

UNIVERSIDADE FEDERAL DO CEARÁ CAMPUS QUIXADÁ TECNÓLOGO EM REDES DE COMPUTADORES FELIPE ALEX MARTINS DE SOUZA UNIVERSIDADE FEDERAL DO CEARÁ CAMPUS QUIXADÁ TECNÓLOGO EM REDES DE COMPUTADORES FELIPE ALEX MARTINS DE SOUZA ANÁLISE DE DESEMPENHO DE ALGORITMOS DE CONTROLE DE CONGESTIONAMENTO TCP UTILIZANDO O SIMULADOR

Leia mais

Transporte. Sua função é: Promover uma transferência de dados confiável e econômica entre máquina de origem e máquina de destino.

Transporte. Sua função é: Promover uma transferência de dados confiável e econômica entre máquina de origem e máquina de destino. Redes de Computadores Transporte Prof. Rodrigo Rocha prof.rodrigorocha@yahoo.com http://www.bolinhabolinha.com Camada de transporte Sua função é: Promover uma transferência de dados confiável e econômica

Leia mais

Redes de Computadores e a Internet

Redes de Computadores e a Internet Redes de Computadores e a Internet Magnos Martinello Universidade Federal do Espírito Santo - UFES Departamento de Informática - DI Laboratório de Pesquisas em Redes Multimidia - LPRM 2011 Camada de Transporte

Leia mais

Análise Comparativa dos Algoritmos de Controle de Congestionamento do TCP

Análise Comparativa dos Algoritmos de Controle de Congestionamento do TCP Análise Comparativa dos Algoritmos de Controle de Congestionamento do TCP Trabalho de Conclusão de Curso Engenharia da Computação Nome do Aluno: Juliana Lima Cavalcanti Orientador: Prof. Adriano Lorena

Leia mais

INTRODUÇÃO ÀS REDES DE COMPUTADORES

INTRODUÇÃO ÀS REDES DE COMPUTADORES INTRODUÇÃO ÀS REDES DE COMPUTADORES CAMADA DE TRANSPORTE Teresa Vazão 2 INTRODUÇÃO Fiabilidade na net.. 1973 Vincent Cerf and Robert Kahn: Inventores do protocolo TCP Vincent Cerf é o Chief Internet- Evangelist,

Leia mais

Redes de Computadores

Redes de Computadores Redes de Computadores 11 de Junho de 2004 Nota prévia O exame tem duração de duas horas e 30 minutos. Não se esqueça de identificar todas as folhas com o seu nome e número. Só poderá haver desistências

Leia mais

Redes de computadores e a Internet. Capítulo 3. Camada de transporte

Redes de computadores e a Internet. Capítulo 3. Camada de transporte Redes de computadores e a Internet Capítulo 3 Camada de transporte Camada de transporte Objetivos do capítulo: Entender os princípios por trás dos serviços da camada de transporte: Multiplexação/demultiplexação

Leia mais

Nível de Enlace. Nível de Enlace. Serviços. Serviços. Serviços. Serviços. Serviços oferecidos os nível de rede

Nível de Enlace. Nível de Enlace. Serviços. Serviços. Serviços. Serviços. Serviços oferecidos os nível de rede Nível de Enlace Enlace: caminho lógico entre estações. Permite comunicação eficiente e confiável entre dois computadores. Funções: fornecer uma interface de serviço à camada de rede; determinar como os

Leia mais

Administração de Sistemas (ASIST)

Administração de Sistemas (ASIST) Administração de Sistemas (ASIST) Gestão de tráfego Novembro de 2014 1 Tratamento diferenciado do tráfego de rede As ligações de rede são recursos de capacidade limitada, partilhadas por um grande número

Leia mais

Camada de Transporte TCP/IP e Aplicação

Camada de Transporte TCP/IP e Aplicação Universidade do Sul de Santa Catarina Camada de Transporte TCP/IP e Aplicação 1 Camada de Transporte Os serviços de transporte incluem os seguintes serviços básicos: Segmentação de dados de aplicações

Leia mais

Controle de Erro em Redes de Computadores

Controle de Erro em Redes de Computadores Controle de Erro em Redes de Computadores Prof. S. Motoyama Aula 24 Motoyama: Controle de Erro 1 Enlace de Dados O controle de erro em redes de computadores é feito na camada enlace de dados (ou na camada

Leia mais

Protocolo de transporte TCP (Transmission Control Protocol)

Protocolo de transporte TCP (Transmission Control Protocol) Protocolo de transporte TCP (Transmission Control Protocol) TCP Necessidade de entrega fiável de fluxos de dados Aplicação Grandes volumes de dados Aplicação TCP Transferência fiável TCP IP IP Transferência

Leia mais

Redes de Computadores

Redes de Computadores 6. Camada de Transporte DIN/CTC/UEM 2008 Principais Funções Oferece conexão lógica entre duas extremidades da rede Oferece controle fim-a-fim de fluxo e confiabilidade Independente da tecnologia utilizada

Leia mais

Camada de Transporte, protocolos TCP e UDP

Camada de Transporte, protocolos TCP e UDP Camada de Transporte, protocolos TCP e UDP Conhecer o conceito da camada de transporte e seus principais protocolos: TCP e UDP. O principal objetivo da camada de transporte é oferecer um serviço confiável,

Leia mais

Causas/custos do congestionamento: cenário 1

Causas/custos do congestionamento: cenário 1 Princípios de controle de Congestionamento: informalmente: muitas fontes enviando muitos dados muito rápido para a rede tratar diferente de controle de fluxo! manifestações: pacotes perdidos (estouro de

Leia mais

Camada Transporte. 2 Camada de Transporte

Camada Transporte. 2 Camada de Transporte Redes de Computadores Redes de Computadores Camada Transporte 1 Camada Transporte Serviços da camada de transporte Multiplexagem e desmultiplexagem Transporte não orientado à ligação: UDP Princípios da

Leia mais

Sistemas Distribuídos Comunicação entre Processos em Sistemas Distribuídos: Middleware de comunicação Aula II Prof. Rosemary Silveira F. Melo Comunicação em sistemas distribuídos é um ponto fundamental

Leia mais

Redes de Computadores Aula 3

Redes de Computadores Aula 3 Redes de Computadores Aula 3 Aula passada Comutação: circuito x pacotes Retardos e perdas Aula de hoje Protocolo em camadas Aplicações C/S x P2P Web Estruturando a Rede Como organizar os serviços de uma

Leia mais

Redes de Computadores. Protocolos de comunicação: TCP, UDP

Redes de Computadores. Protocolos de comunicação: TCP, UDP Redes de Computadores Protocolos de comunicação: TCP, UDP Introdução ao TCP/IP Transmission Control Protocol/ Internet Protocol (TCP/IP) é um conjunto de protocolos de comunicação utilizados para a troca

Leia mais

TCP/IP TCP UDP IP HTTP HTTPS FTP TFTP TELNET POP3 IMAP SMTP SNMP DHCP

TCP/IP TCP UDP IP HTTP HTTPS FTP TFTP TELNET POP3 IMAP SMTP SNMP DHCP TCP/IP TCP UDP IP HTTP HTTPS FTP TFTP TELNET POP3 IMAP SMTP SNMP DHCP HTTP (Hypertext Transfer Protocol ) Protocolo usado na Internet para transferir as páginas da WWW (WEB). HTTPS (HyperText Transfer

Leia mais

Traceroute É uma ferramenta de diagnóstico que rastreia a rota de um pacote através de uma rede de computadores e que utiliza os protocolos IP e ICMP.

Traceroute É uma ferramenta de diagnóstico que rastreia a rota de um pacote através de uma rede de computadores e que utiliza os protocolos IP e ICMP. Comando Traceroute Traceroute É uma ferramenta de diagnóstico que rastreia a rota de um pacote através de uma rede de computadores e que utiliza os protocolos IP e ICMP. Traceroute Traceroute Ele é usado

Leia mais

Rede de Computadores II

Rede de Computadores II Rede de Computadores II Slide 1 Roteamento Determinar o melhor caminho a ser tomado da origem até o destino. Se utiliza do endereço de destino para determinar a melhor rota. Roteador default, é o roteador

Leia mais

Camada de transporte. Serviços

Camada de transporte. Serviços Camada de transporte Serviços fornecidos pela camada de transporte Multiplexagem/desmultiplexagem Camada de transporte não-orientada à sessão: UDP Princípios da transmissão fiável e ordenada de dados Máquina

Leia mais

REDES DE COMPUTADORES Prof. Ricardo Rodrigues Barcelar http://www.ricardobarcelar.com.br

REDES DE COMPUTADORES Prof. Ricardo Rodrigues Barcelar http://www.ricardobarcelar.com.br - Aula 4 - CAMADA DE ENLACE DE DADOS 1. INTRODUÇÃO A Camada de Enlace de dados é a camada que lida com quadros, grupo de bits transmitidos pela rede. Ela depende da camada Física para enviar e receber

Leia mais

Wireshark Lab: TCP. Versão 1.1 2005 KUROSE, J.F & ROSS, K. W. Todos os direitos reservados 2011 BATISTA, O. M. N. Tradução e adaptação para Wireshark.

Wireshark Lab: TCP. Versão 1.1 2005 KUROSE, J.F & ROSS, K. W. Todos os direitos reservados 2011 BATISTA, O. M. N. Tradução e adaptação para Wireshark. Wireshark Lab: TCP Versão 1.1 2005 KUROSE, J.F & ROSS, K. W. Todos os direitos reservados 2011 BATISTA, O. M. N. Tradução e adaptação para Wireshark. Neste laboratório, investigaremos o comportamento do

Leia mais

Um pouco sobre Pacotes e sobre os protocolos de Transporte

Um pouco sobre Pacotes e sobre os protocolos de Transporte Um pouco sobre Pacotes e sobre os protocolos de Transporte O TCP/IP, na verdade, é formado por um grande conjunto de diferentes protocolos e serviços de rede. O nome TCP/IP deriva dos dois protocolos mais

Leia mais

REDES DE COMPUTADORES

REDES DE COMPUTADORES REDES DE COMPUTADORES O QUE É PROTOCOLO? Na comunicação de dados e na interligação em rede, protocolo é um padrão que especifica o formato de dados e as regras a serem seguidas. Sem protocolos, uma rede

Leia mais

A Camada de Aplicação

A Camada de Aplicação A Camada de Aplicação Romildo Martins Bezerra CEFET/BA Redes de Computadores II Afinal, o que faz a camada de aplicação?... 2 Paradigma Cliente/Servidor [4]... 2 Endereçamento... 2 Tipo de Serviço... 2

Leia mais

Tenha a mesma experiência de rede que os seus clientes Fechando a lacuna da ativação

Tenha a mesma experiência de rede que os seus clientes Fechando a lacuna da ativação Documento técnico Tenha a mesma experiência de rede que os seus clientes Fechando a lacuna da ativação Introdução Tradicionalmente, os testes de ativação das Camadas 2/3, como RFC 2544 têm sido conduzidos

Leia mais

Redes de Computadores

Redes de Computadores Protocolos da camada de transporte da Internet edes de Computadores Março, 2012 Parte III: Camada de Transporte Professor: einaldo Gomes reinaldo@dsc.ufcg.edu.br TCP: Confiável garante ordem de entrega

Leia mais

Redes de Computadores

Redes de Computadores Redes de Computadores Capítulo 1 Gustavo Reis gustavo.reis@ifsudestemg.edu.br - O que é a Internet? - Milhões de elementos de computação interligados: hospedeiros = sistemas finais - Executando aplicações

Leia mais

UDESC SISTEMAS MULTIMÍDIA. Capítulo 4 Redes IP e o Transporte de Dados Multimídia. Prof. Claudinei Dias. Sistemas Multimídia 2011/2

UDESC SISTEMAS MULTIMÍDIA. Capítulo 4 Redes IP e o Transporte de Dados Multimídia. Prof. Claudinei Dias. Sistemas Multimídia 2011/2 SISTEMAS MULTIMÍDIA Capítulo 4 Redes IP e o Transporte de Dados Multimídia Prof. Claudinei Dias Ementa Cap. 4 4. Redes IP e o Transporte de Dados Multimídia A arquitetura Internet; Protocolo IP e a multimídia;

Leia mais

Exercício em Tamanho de Janelas na Internet. Você pode preencher essa tabela? Mensagem 2. Mensagem 1

Exercício em Tamanho de Janelas na Internet. Você pode preencher essa tabela? Mensagem 2. Mensagem 1 Exercício em Tamanho de Janelas na Internet Você pode preencher essa tabela? Você está agindo como um emissor em uma conexão TCP, e você tem 107k bytes de dados para enviar. Na conexão, você concorda que

Leia mais

Capítulo 7 CAMADA DE TRANSPORTE

Capítulo 7 CAMADA DE TRANSPORTE Capítulo 7 CAMADA DE TRANSPORTE INTRODUÇÃO (KUROSE) A Camada de Rede é uma peça central da arquitetura de rede em camadas A sua função é a de fornecer serviços de comunicação diretamente aos processos

Leia mais

A CAMADA DE TRANSPORTE

A CAMADA DE TRANSPORTE UNIVERSIDADE ESTADUAL DE MARINGÁ Centro de Tecnologia Departamento de Informática Redes de Computadores A CAMADA DE TRANSPORTE Prof.: Mauro Henrique Mulati A CAMADA DE TRANSPORTE Roteiro TCP 2 A CAMADA

Leia mais

Camadas de Transporte, Sessão & Apresentação. Função. Camadas REDES x TRANSPORTE. Redes de Computadores Prof. Leandro C. Pykosz

Camadas de Transporte, Sessão & Apresentação. Função. Camadas REDES x TRANSPORTE. Redes de Computadores Prof. Leandro C. Pykosz Camadas de Transporte, Sessão & Apresentação Redes de Computadores Prof. Leandro C. Pykosz Função A camada de Transporte fica entre as camadas de nível de aplicação (camadas 5 a 7) e as de nível físico

Leia mais

Redes Mul)mídia. Tópicos. Streaming de Áudio e Vídeo. Aplicações de Rede Mul:mídia Introdução Classes de Aplicações Mul:mídia

Redes Mul)mídia. Tópicos. Streaming de Áudio e Vídeo. Aplicações de Rede Mul:mídia Introdução Classes de Aplicações Mul:mídia Redes Mul)mídia Streaming de Áudio e Vídeo Mário Meireles Teixeira Departamento de Informá:ca UFMA 2012 Tópicos Aplicações de Rede Mul:mídia Introdução Classes de Aplicações Mul:mídia Áudio e Vídeo de

Leia mais

Tratamento de erros. Escola Superior de Tecnologia e Gestão Instituto Politécnico de Bragança Abril de 2006

Tratamento de erros. Escola Superior de Tecnologia e Gestão Instituto Politécnico de Bragança Abril de 2006 Redes de Computadores Tratamento de erros Escola Superior de Tecnologia e Gestão Instituto Politécnico de Bragança Abril de 2006 Ligação de dados Conceitos e objectivos Uma ligação física caracteriza-se

Leia mais

Redes de Computadores

Redes de Computadores Redes de Computadores Camada de Transporte Implementação de um Transporte Confiável Slide 1 Transferência Confiável de Dados sobre um Canal Confiável rdt1.0 Uma vez que o canal é confiável, não existe

Leia mais

Márcio Leandro Moraes Rodrigues. Frame Relay

Márcio Leandro Moraes Rodrigues. Frame Relay Márcio Leandro Moraes Rodrigues Frame Relay Introdução O frame relay é uma tecnologia de chaveamento baseada em pacotes que foi desenvolvida visando exclusivamente a velocidade. Embora não confiável, principalmente

Leia mais

UNIVERSIDADE. Sistemas Distribuídos

UNIVERSIDADE. Sistemas Distribuídos UNIVERSIDADE Sistemas Distribuídos Ciência da Computação Prof. Jesus José de Oliveira Neto Comunicação Inter-Processos Sockets e Portas Introdução Sistemas distribuídos consistem da comunicação entre processos

Leia mais

Análise quantitativa dos custos de comunicação para programas utilizando MPI executados em máquinas paralelas de memória distribuída

Análise quantitativa dos custos de comunicação para programas utilizando MPI executados em máquinas paralelas de memória distribuída Análise quantitativa dos custos de comunicação para programas utilizando MPI executados em máquinas paralelas de memória distribuída Corrêa, R.V. Preto, A. J. INPE, SLB INPE, LAC ricardo@slb.inpe.br airam@lac.inpe.br

Leia mais

Tópicos em Sistemas Distribuídos. Modelos de Comunicação

Tópicos em Sistemas Distribuídos. Modelos de Comunicação Tópicos em Sistemas Distribuídos Modelos de Comunicação Comunicação em SD Comunicação entre processos Sockets UDP/TCP Comunicação em grupo Broadcast Multicast Comunicação entre processos Conceitos básicos

Leia mais