CONFIDENCIAL Pro r m o on o n S.A. Tod o o d s o os o di d re r i e tos o r e r s e er e v r a v d a o d s o

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "CONFIDENCIAL Pro r m o on o n S.A. Tod o o d s o os o di d re r i e tos o r e r s e er e v r a v d a o d s o"

Transcrição

1

2

3

4 Sistema de Gestão da Qualidade ISO 9001:2000 Sistema de Gestão da Segurança da Informação BS 7799 Sistema de Gestão Ambiental ISO 14001:2004 Sistema de Gestão da Segurança e Saúde do Trabalho OHSAS 18001:1999

5 Prêmios e Referências Prêmios recebidos pela Promon - Exemplos Empresa de destaque no segmento CONSULTORIA DE SEGURANÇA Maiores de Telecomunicações - WorldTelecom/IDG Brasil Maior Empresa no segmento IMPLEMENTAÇÃO DE SEGURANÇA Maiores de Telecomunicações - WorldTelecom/IDG Brasil Empresa de destaque no segmento CONSULTORIA DE REDES Maiores de Telecomunicações - WorldTelecom/IDG Brasil GOLD PARTNER CISCO SYSTEMS Best Security Integrator LatAm 2005 Melhor Integrador da América do Sul em 2004 Fonte: IDG Brasil; CISCO Systems; Promon 5

6 O portfolio da Promon Tecnologia é baseado em quatro competências básicas e prover soluções completas de telecomunicações e de tecnologia da informação Gerenciamento de projeto Redes Infra-estrutura de operadoras fixas e móveis Redes Multiserviços, Voz e dados IP, redes NGN Consultoria tecnológica e de engenharia Consultoria O&M; Suporte Soluções convergentes Plataformas de valor adicionado Telefonia IP Soluções NGN Convergência Fixo-Móvel Integração de sistemas Tecnologia de informação Segurança de informação Infra-estrutura de TI Aplicações e Desenvolvimento de Software sob Medida Operations Support Systems (OSS) 6

7 A Promon busca atender às necessidades de cada cliente, sempre procurando solucionar com as melhores soluções encontradas no mercado Resumo do posicionamento da Promon Tecnologia às demandas de mercado Managed Services Serviços gerenciados Consultoria Governança Arquitetura Comunicações Arquitetura Corporativa Otimização Integridade Disponibilidade Gestão Rede LAN WAN Telefonia IP Wi-Fi WiMax 7

8 Arquitetura Corporativa? A primeira razão para o desenvolvimento de uma enterprise architecture é o de suportar os planos estratégicos de negócio, provendo a tecnologia fundamental e a estrutura de processos para a estratégia de TI. EA torna TI responsiva frente as novas posturas e modelos estratégicos de negócio. TOGAF 8

9 Processos chave na governança de arquitetura Processos de governança são utilizados para identificar, gerenciar, auditar e disseminar todas as informações relacionadas ao gerenciamento de arquitetura, contratos e implementações. Estes processos identificam outros vários processos que irão ser usados para garantir que todos os produtos e contratos, princípios e acordos de nível de serviços, estão monitorados quanto sua evolução ou andamento, e que todas as decisões tomadas estão compatíveis com os padrões de arquitetura. Políticas de gerenciamento e contratação Descreve todos os processos que tratam da criação ou alteração de eventos de arquitetura, como: seu registro, sua validação, sua publicação, gerencia de mudança etc... Compatibilidade Avaliação de compatibilidade com os SLAs, OLAs, padrões, requerimentos regulatórias etc... Dispensation Uma avaliação de compatibilidade pode ser rejeitada,nestes casos: O objeto da avaliação pode ser ajustado de forma a tornar-se compliance ; Requisitar a dispensa de compatibilidade Nestes casos é dado uma licença temporária de uso. Durante este período o objeto em questão deverá ser tornar compliance ou justificar uma alteração de arquitetura. A dispensa não é dada definitivamente. São usados mecanismos que garantam os níveis de serviço e os níveis operacionais; 9

10 Processos chave na governança de arquitetura Monitoring and Reporting Gerenciamento da performance e do comportamento dos padrões e tendências (eventos) de arquitetura (prospecção e inovação); Business Control Descreve os processos que garantem a contínua compatibilidade em relação as políticas de negocio da organização; Environment Management Identifica todos os serviços necessários a garantir que o (ambiente) repositório / framework de governança é efetivo e eficiente. Inclui o gerenciamento físico e lógico do repositório, dos acessos, da comunicação, do treinamento e credenciamento dos usuários. 10

11 Arquitetura Orientada a Serviços Serviços, Verbo ou Substantivo? Em SOA, serviço é uma peça modular de software (serviço provedor) com uma interface bem definida que pode ser ativada por outra peça modular de software (serviço cliente). O serviço cliente não necessita saber a tecnologia utilizada na construção do serviço provedor. Este simples conceito loose coupling (desacoplamento) permite com que qualquer modificação ocorrida no serviço provedor, não afete o seus serviços clientes. 11

12 Cinco estágios de maturidade em SOA Descoberta : Os conceitos de SOA estão começando a tomar forma dentro da organização com vários conflitos de visão quanto aos benefícios que ele pode trazer para a companhia. Experimentação: Elementos básicos de SOA são implementados com foco em apreender mais; Estandardização: Um modelo mental comum de SOA inicia a emergir na companhia através do qual são formalizadas políticas, procedimentos e padrões; Gerenciamento : Existe um controle eficiente sobre o ambiente SOA de tal forma que o foco passa a ser o aumento deliberado da sua performance; Criando Valor: SOA é usado estrategicamente como diferencial competitivo. 12

13 Dez tarefas de governança durante implementação de SOA 1. Approve the SOA implementation program of projects with priorities; 2. Approve the SOA communication plan that will introduce SOA concepts into the organization; 3. Approve and implement SOA governance & processes; 4. Approve the transition of governance from the implementation executive committee to permanent IT governance bodies as set by the architecture; 5. Approve the evolution of the SOA enterprise architecture; 6. Approve budgets for the role out of SOA initiatives; 7. Assign operational ownership of implemented SOA artefacts; 8. Approve human resource development plans for SOA; 9. Approve infrastructure procurement decisions; 10. Approve progress reports and scorecard results against the SOA implementation roadmap. 13

14 Arquitetura Orientada a Serviços Serviços, Verbo ou Substantivo? A possibilidade na variação semântica da palavra serviço, faz com que hajam entendimentos diferentes entre as áreas de desenvolvimento (serviço substantivo) e as áreas de negócio(serviço verbo): Serviço como substantivo, refere-se a serviços que são ativados, um serviço provedor. Estes módulos incorporam uma implementação como uma unidade de trabalho, exemplo Ler a identificação de um funcionário ou calcular o retorno sobre um investimento de uma transação financeira. (Atômico ou composto); Serviço como verbo, refere-se a entrega do valor derivado do serviço (trabalho completo). Neste contexto, serviço é sinônimo de entrega, desta forma, o que um serviço é (substantivo) versus o que um serviço faz (verbo); Por exemplo, a qualidade de um serviço (verbo) é tão boa quanto a satisfação causada ao atendimento as expectativas de seus usuários; por sua vez a qualidade de um serviço (substantivo) é medida em função do quão bem ele constrói e executa módulos de software. Estes conceitos estão integralmente relacionados contudo tem planejamentos de implementação bem distintos; Quanto se entrega um serviço como negócio, a qualidade não é somente baseada nas expectativas de performance, mas também a apropriada capacidade de atendimento, sua disponibilidade e seu custo. 14

15 Contexto Operadora de Telecomunicação formada a partir do processo de privatização de 9 (10 depois) operadoras do sistema Telebrás; Cada operadora era independente do ponto de vista de tecnologia e sistemas de informação; Modelos de gestão e desenvolvimento de tecnologia fortemente corporativista e baseados nas relações pessoais e não profissionais; 10 ambientes de processamento totalmente diferentes; 10 soluções diferentes para os mesmos problemas; Premissas de negócio após privatização: Consolidação e racionalização das estruturas administrativas e operacionais; Infra-estrutura convergente para suporte a diversos tipos de operação e serviços; Modelo voltado a aquisições e fusões; Plano estratégico de TI: Consolidação para um único conjunto de sistemas legados; Unificação dos processos; Definição de uma arquitetura de aplicações e de infra-estrutura referência; Após consolidação, migração para a nova arquitetura baseada em aplicações world class ; Implementação de relacionamentos internos e externos baseados no conceito de serviços. 15

16 Arquitetura orientada a serviços e convergente para operadoras de telecomunicação BPM BPM BPM BPM BPM 16

17 Integração das camadas OSS e BSS Serviços básicos: internos e externos BML Perspectiva do Negócio CRM Billing Arrecadação E Cobrança ERP Vendas Interconexão DW,BI, SAD,SEI SML Visão dos Serviços NML Gerenciamento e Correlação EML Gerência Dos Elementos Conectores BSS - OSS Barramento BSS Data Quality Anti- Fraude Gerência de Configurações Mudanças Força de Trabalho Gerência de Incidentes Gerência de Falhas Problemas Barramento OSS SLM SLA Gerência de Performance Gerência de Testes Trouble Ticket Serviços Mediação de Diretório Autorizador Financeiro Camada Abstração Aprovisionamento Redes Storage Servidores LDAP Barramento ETI Tecnologias TI Telco Fixa Telco Móvel Wireless / WiFi Cable / IPTV 17

18 Integração das camadas OSS e BSS Serviços básicos: internos e externos Cliente do Produto Desenvolvimento de Produtos CRM Catálogo de Produtos Billing Conectores BSS - OSS Barramento BSS Gerências Barramento OSS Catálogo de Serviços Desenvolvimento de Serviços Camada Abstração Aprovisionamento Barramento ETI 18

19 Integração das camadas OSS e BSS Arquitetura IMS sobre SOA CRM Catálogo de Produtos Billing Conectores BSS - OSS Barramento BSS Gerências Barramento OSS Catálogo de Serviços Camada Abstração Aprovisionamento Barramento ETI 19

20 Exemplo de provimento de um serviço por uma rede IMS/MMD (ex: push-to-talk) ILUSTRATIVO Arquitetura MMD* Exemplo de aplicação AS 3 AS AS OSA-GW Passos de conexão 1. Usuário inicia uma sessão SIP Recebe autorização para uso de serviço e define-se o caminho de roteamento DB 2(b) SCIM 2 S-CSCF I-CSCF 2. S-CSCF recebe profile do usuário (2.b)Define serviços que o usuário pode obter Define a ordem de execução dos serviços / aplicações Endereça o servidor de aplicação (AS) que proverá o serviço AAA IP Network MGCF MGW PSTN P-CSCF AG PDF Acesso CDMA2000 BSC/RNC +PCF BTS 4 3. S-CSCF invoca a primeira aplicação, AS processa e retorna parâmetros de execução para S-CSCF No caso de mais de uma aplicação necessária, S-CSCF invoca outro AS, que também retorna parâmetros 4. Fluxo roteado para o terminal do usuário Usuário conectado ao serviço 1 20

21 Integração das camadas OSS e BSS Arquitetura IMS sobre SOA 21

22 Integração das camadas OSS e BSS Arquitetura IMS sobre SOA 22

23 Integração das camadas OSS e BSS Arquitetura IMS sobre SOA AAA - Authentication, Authorization and Accounting, 23

24 Integração das camadas OSS e BSS Arquitetura IMS sobre SOA 24

25 SOA Suite Solution Modelo Integrado TaskEngine Desenho do serviço; CoSManager Checa a capacidade do serviço; ResourceManager Inventário; DeliveryEngine Empacota o desenho no formato necessário a ativação; ActivationEngine Ativa os serviços no dispositivo; SyncEngine Discovery; ServiceCatalog Define novos serviços 25

26 Service Suite Solution Parcerias Call Center URA Lojas Virtuais Lojas Web Services SDP VXML XML SOAP HTTP FTP ETC. URLs - DNS WEB Servers JBoss IAS WebLogic... Application Server Delivery Delivery 26

27 Arquitetura de Infra-estrutura referência 27

28 Uma infra-estrutura, vários serviços e aplicações 28

29 Visão única do negócio SLM Telecom TI SQM/ SLM ILUSTRATIVO Visão de Serviço WFM Trouble Ticket SLA Gerência de Incidentes Correlação Gerência Falhas Testes Gerência Performance Gerência de segurança Gerência Performance Testes Coleta Rede Multisserviços Rede NGN Rede SDH Rede LAN Rede WAN Bancos de Daddos Sistemas Servidores Storage 29

30 Arquitetura referência para gerência em TI 30

31 Grandes clientes Promon no mercado de telecomunicações e outras indústrias EXEMPLOS Fonte: CONFIDENCIAL Promon 31

32 Resumo das Principais Parcerias Tecnológicas OSS/ BSS/ VAS SEGURANÇA Infra-estrutura 32

33 São Paulo BR Av. Pres. Juscelino Kubitschek, São Paulo - SP Rio de Janeiro BR Praia do Flamengo, Rio de Janeiro - RJ CONFIDENCIAL Este documento contém informações confidenciais, de acesso restrito e de titularidade ou posse da Promon S.A., ou de qualquer de suas controladas ou coligadas, e são protegidas pela legislação aplicável contra revelação. A posse, visualização, revelação, distribuição ou uso não autorizado(a) deste documento é estritamente proibido(a). 33

Serviços de Arquitetura

Serviços de Arquitetura Serviços de Arquitetura Serviços e Processos em Tecnologia da Informação, uma visão prática. As melhores práticas na constituição de serviços, processos e arquitetura tecnológica. Gerência de Arquitetura

Leia mais

SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO

SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO NBR ISO/IEC 27002: 2005 (antiga NBR ISO/IEC 17799) NBR ISO/IEC 27002:2005 (Antiga NBR ISO/IEC 17799); 27002:2013. Metodologias e Melhores Práticas em SI CobiT; Prof. Me. Marcel

Leia mais

Cada vitória é importante pois são de vitórias que se constroem conquistas. São de conquistas que se constrói o sucesso.

Cada vitória é importante pois são de vitórias que se constroem conquistas. São de conquistas que se constrói o sucesso. Cada vitória é importante pois são de vitórias que se constroem conquistas. São de conquistas que se constrói o sucesso. Somos a FIDELITY IT, seu novo parceiro nas próximas vitórias e conquistas. Mais

Leia mais

O seu caminho em Tecnologia da Informação.

O seu caminho em Tecnologia da Informação. O seu caminho em Tecnologia da Informação. A Empresa Tecnologia da Informação é a essência da Company, empresa criada para fornecer soluções em produtos e serviços para o mercado composto por empresas

Leia mais

ivirtua Solutions 4 ITIL

ivirtua Solutions 4 ITIL ivirtua Solutions 4 ITIL ivirtua Solutions ITIL WHITEPAPER ITIL INTRODUÇÃO O ITIL é o modelo de referência para endereçar estruturas de processos e procedimentos à gestão de TI, organizado em disciplinas

Leia mais

O que eu não vou falar

O que eu não vou falar Business Continuity Introdução Esta apresentação não tem preocupação acadêmica sobre o tema Business Continuity, e nem se destina a discutir uma arquitetura genérica para atendimento de aplicações de Missão

Leia mais

Anexo VI Edital nº 03361/2008. Projeto de Integração das informações de Identificação Civil. 1. Definições de interoperabilidade adotadas pela SENASP

Anexo VI Edital nº 03361/2008. Projeto de Integração das informações de Identificação Civil. 1. Definições de interoperabilidade adotadas pela SENASP Anexo VI Edital nº 03361/2008 Projeto de Integração das informações de Identificação Civil 1. Definições de interoperabilidade adotadas pela SENASP A Senasp procura adotar os padrões de interoperabilidade

Leia mais

REDES CORPORATIVAS. Soluções Avançadas para Comunicação Empresarial

REDES CORPORATIVAS. Soluções Avançadas para Comunicação Empresarial REDES CORPORATIVAS Presente no mercado há 31 anos, a Compugraf atua em vários segmentos da comunicação corporativa, oferecendo serviços e soluções de alta tecnologia, com reconhecida competência em diversos

Leia mais

GERENCIANDO SERVIÇOS DE MENSAGENS OTT PARA UM PROVEDOR DE TELECOM GLOBAL

GERENCIANDO SERVIÇOS DE MENSAGENS OTT PARA UM PROVEDOR DE TELECOM GLOBAL GERENCIANDO SERVIÇOS DE MENSAGENS OTT PARA UM PROVEDOR DE TELECOM GLOBAL A Sytel Reply foi comissionada por uma grande operadora global de Telecom para o fornecimento de um Service Assurance de qualidade.

Leia mais

Missão e Valores. Aprimorar os negócios de nossos clientes com uso da tecnologia. Comprometimento. Ética. Transparência. Respeito as pessoas

Missão e Valores. Aprimorar os negócios de nossos clientes com uso da tecnologia. Comprometimento. Ética. Transparência. Respeito as pessoas Missão e Valores Aprimorar os negócios de nossos clientes com uso da tecnologia. Comprometimento Ética Transparência Respeito as pessoas Foco de Atuação Desde 1992, a 2S é uma integradora de soluções de

Leia mais

ESTRUTURA E ASPECTOS. 3S Networks. Tecnologia alinhada ao seu negócio

ESTRUTURA E ASPECTOS. 3S Networks. Tecnologia alinhada ao seu negócio ESTRUTURA E ASPECTOS 3S Networks. Tecnologia alinhada ao seu negócio A 3S Networks surgiu com a proposta de oferecer as mais avançadas soluções tecnológicas a empresas dos setores privado e público, atuamos

Leia mais

Service Oriented Architecture (SOA)

Service Oriented Architecture (SOA) São Paulo, 2011 Universidade Paulista (UNIP) Service Oriented Architecture (SOA) Prof. MSc. Vladimir Camelo vladimir.professor@gmail.com 04/09/11 vladimir.professor@gmail.com 1 04/09/11 vladimir.professor@gmail.com

Leia mais

Introdução ao Subsistema Multimídia IP (IMS) Conceitos básicos de IMS e terminologia

Introdução ao Subsistema Multimídia IP (IMS) Conceitos básicos de IMS e terminologia Introdução ao Subsistema Multimídia IP (IMS) Conceitos básicos de IMS e terminologia Introdução Formalmente, o IP Multimedia Subsystem (IMS) é definido como:... um novo 'domínio' principal da rede (ou

Leia mais

Gestão de SLA Do etom ao ITIL

Gestão de SLA Do etom ao ITIL Gestão de SLA Do etom ao ITIL Sergio Mainetti Jr. Visionnaire Agenda Parte 1 Apresentação da Empresa Parte 2 SLA Serviços no Mercado Atual O que é SLA? Barreiras para o uso de SLAs Do etom ao ITIL Parte

Leia mais

BlackBerry Mobile Voice System

BlackBerry Mobile Voice System BlackBerry Mobile Voice System BlackBerry Mobile Voice System Comunicações móveis unificadas O Mobile Voice System ( MVS) foi projetado para unificar os recursos do telefone fixo aos smartphones e às redes

Leia mais

Rede. Rede. Informação. Infraestrutura. Gerenciamento. Controle. Visão. Ação. Confiabilidade. Informação. Expertise. Rede. Visão. Rede.

Rede. Rede. Informação. Infraestrutura. Gerenciamento. Controle. Visão. Ação. Confiabilidade. Informação. Expertise. Rede. Visão. Rede. Gerenciamento Expertise Expertise Expertise Expertise A OpServices é uma empresa focada no desenvolvimento de soluções de governança de TI, monitoração de processos de negócios e de infraestrutura de TI.

Leia mais

Arquitetura Orientada a Serviço

Arquitetura Orientada a Serviço Arquitetura Orientada a Fabio Perez Marzullo IEEE Body of Knowledge on Services Computing Sponsored by Technical Committee on Services Computing, IEEE Computer Society 1 SOA e Web Services SOA é um modelo

Leia mais

SOA-1: Fundamentos da Arquitetura Orientada a Serviços. Douglas Charcon System Engineer

SOA-1: Fundamentos da Arquitetura Orientada a Serviços. Douglas Charcon System Engineer SOA-1: Fundamentos da Arquitetura Orientada a Serviços Douglas Charcon System Engineer Agenda Direcionadores de Negócios Arquitetura Orientada a Serviços Enterprise Service Bus Enhanced SOA Resumo 2 Busca

Leia mais

TI do Banese foca em negócios com as soluções EITM da CA

TI do Banese foca em negócios com as soluções EITM da CA Case de sucesso TI do Banese foca em negócios com as soluções EITM da CA Perfil do CLIENTE Indústria: Financeira Companhia: BANESE Banco do Quadro de pessoal: 1.200 funcionários NEGÓCIOS O Banese é uma

Leia mais

Aplicativo para ITIL - Conectando os processos ITIL com o CMDB. Guilherme Azevedo EMC Ionix. Copyright 2009 EMC Corporation. All rights reserved.

Aplicativo para ITIL - Conectando os processos ITIL com o CMDB. Guilherme Azevedo EMC Ionix. Copyright 2009 EMC Corporation. All rights reserved. Aplicativo para ITIL - Conectando os processos ITIL com o CMDB Guilherme Azevedo EMC Ionix 1 ITIL V3 - Abordagem do ciclo de vida do serviço Estratégia do Serviço Gerenciamento de Serviços como uma ferramenta

Leia mais

Mapa de Processos de uma Operadora de Telecomunicações (etom)

Mapa de Processos de uma Operadora de Telecomunicações (etom) Mapa de Processos de uma Operadora de Telecomunicações (etom) Este tutorial apresenta o enhanced Telecom Operations Map (etom) desenvolvido pelo Tele Management Forum (TM Forum). Vergílio Antonio Martins

Leia mais

Otimização dos processos de integração de sistemas de informação por meio de barramento de serviços

Otimização dos processos de integração de sistemas de informação por meio de barramento de serviços Otimização dos processos de integração de sistemas de informação por meio de barramento de serviços Celly de Siqueira Martins, André Lara Temple de Antonio Diretoria de Soluções em Billing Fundação CPqD

Leia mais

Padrões Abertos, Componentização e SOA A chave para a evolução e criação de uma nova geração de sistemas de gestão comercial

Padrões Abertos, Componentização e SOA A chave para a evolução e criação de uma nova geração de sistemas de gestão comercial Padrões Abertos, Componentização e SOA A chave para a evolução e criação de uma nova geração de sistemas de gestão comercial Sindo V. Dias Antônio C. Mosca Rogério A. Rondini Agenda Cenário do Setor de

Leia mais

Camadas da Arquitetura TCP/IP

Camadas da Arquitetura TCP/IP Camadas da Arquitetura TCP/IP A arquitetura TCP/IP divide o processo de comunicação em quatro camadas. Em cada camada atuam determinados protocolos que interagem com os protocolos das outas camadas desta

Leia mais

Bancos Corretoras Seguradoras

Bancos Corretoras Seguradoras Bancos Corretoras Seguradoras A TCI BPO Com atuação em todo o Brasil, a TCI oferece excelência na prestação dos serviços em BPO - Business Process Outsourcing, levando aos seus clientes as melhores competências

Leia mais

Este tutorial apresenta o enhanced Telecom Operations Map (etom) desenvolvido pelo Tele Management Forum (TM Forum).

Este tutorial apresenta o enhanced Telecom Operations Map (etom) desenvolvido pelo Tele Management Forum (TM Forum). Mapa de Processos de uma Operadora de Telecomunicações (etom) Este tutorial apresenta o enhanced Telecom Operations Map (etom) desenvolvido pelo Tele Management Forum (TM Forum). Eduardo Tude Engenheiro

Leia mais

Série SV8000 UNIVERGE 360. UNIVERGE 360 - Unificando as Comunicações Empresariais

Série SV8000 UNIVERGE 360. UNIVERGE 360 - Unificando as Comunicações Empresariais Série SV8000 UNIVERGE 360 UNIVERGE 360 - Unificando as Comunicações Empresariais Tudo a ver com mudança E estar preparado para ela Com UNIVERGE360 você estabelece a direção. O ambiente de trabalho está

Leia mais

Unique business solutions. Easily implemented

Unique business solutions. Easily implemented Unique business solutions. Easily implemented Premier Business Partner ezly tecnologia ltda www.ezly.com.br rua gomes de carvalho 892 9º andar 04547 003 vila olímpia são paulo sp brasil t+ 55 11 3045 8282

Leia mais

Introdução ao Oracle Identity Management

Introdução ao Oracle Identity Management Introdução ao Oracle Identity Management White Paper Oracle Junho de 2008 Introdução ao Oracle Identity Management página 1 Introdução ao Oracle Identity Management INTRODUÇÃO A suíte Oracle Identity Management

Leia mais

O que o Negócio quer da TI? www.companyweb.com.br Download: www.companyweb.com.br/downloads 1

O que o Negócio quer da TI? www.companyweb.com.br Download: www.companyweb.com.br/downloads 1 O que o Negócio quer da TI? www.companyweb.com.br Download: www.companyweb.com.br/downloads 1 Exemplo de Relatório Velocidade na Resolução dos incidentes 97% 95% Qualidade na resolução dos incidentes 85%

Leia mais

agility made possible

agility made possible RESUMO DA SOLUÇÃO DO PARCEIRO Soluções de garantia do serviço da CA Technologies você está ajudando seus clientes a desenvolver soluções de gerenciamento da TI para garantir a qualidade do serviço e a

Leia mais

BPM E SOA MODELO PARA O DESENVOLVIMENTO CORPORATIVO

BPM E SOA MODELO PARA O DESENVOLVIMENTO CORPORATIVO BPM E SOA MODELO PARA O DESENVOLVIMENTO CORPORATIVO João Felipe D Assenção Faria Arquiteto JEE Especialista SOA/BPM JOÃO FELIPE D ASSENÇÃO FARIA Arquiteto JEE (12 anos) Especialista SOA/BPM (aprox. 4 anos)

Leia mais

Aula 01 Introdução ao Gerenciamento de Redes

Aula 01 Introdução ao Gerenciamento de Redes Aula 01 Introdução ao Gerenciamento de Redes Leonardo Lemes Fagundes leonardo@exatas.unisinos.br São Leopoldo, 15 de outubro de 2004 Roteiro Apresentação da disciplina Objetivos Conteúdo programático Metodologia

Leia mais

Como agregar valor aos negócios de provedores de internet

Como agregar valor aos negócios de provedores de internet Encontro de provedores regionais Feira de Santana Como agregar valor aos negócios de provedores de internet Urbano Matos Internet das coisas Fonte: FIESC - PEDIC 2022 Novos paradigmas de trabalho Fonte:

Leia mais

Novas Abordagens das Tecnologias de Informação e Comunicações. Workshop Tecnológico Benguela 13.06.2012

Novas Abordagens das Tecnologias de Informação e Comunicações. Workshop Tecnológico Benguela 13.06.2012 Novas Abordagens das Tecnologias de Informação e Comunicações Workshop Tecnológico Benguela 13.06.2012 1 Agenda A evolução das TIC no mercado Africano Novas abordagens sobre as TIC Exemplo de implementação

Leia mais

TEMA 1 CENÁRIOS DE MUDANÇA

TEMA 1 CENÁRIOS DE MUDANÇA Mestrado em Engenharia de Redes de Comunicações TEMA 1 CENÁRIOS DE MUDANÇA Parte I Redes tradicionais: - Redes Fixas de Voz e Dados - Redes Móveis: SMT, SMRP As Redes de Acesso à Internet: - ISP - WISP

Leia mais

COBIT. Governança de TI. Juvenal Santana, PMP tecproit.com.br

COBIT. Governança de TI. Juvenal Santana, PMP tecproit.com.br COBIT Governança de TI Juvenal Santana, PMP tecproit.com.br Sobre mim Juvenal Santana Gerente de Projetos PMP; Cobit Certified; ITIL Certified; OOAD Certified; 9+ anos de experiência em TI; Especialista

Leia mais

OSS. Sistemas de Suporte à Operação

OSS. Sistemas de Suporte à Operação OSS Sistemas de Suporte à Operação OSS Sistemas de Suporte à Operação As atuais redes de comunicação estão convergindo para um cenário em que a comunicação se torna cada vez mais factível, praticamente

Leia mais

Convergência TIC e Projetos TIC

Convergência TIC e Projetos TIC TLCne-051027-P1 Convergência TIC e Projetos TIC 1 Introdução Você responde essas perguntas com facilidade? Quais os Projetos TIC mais frequentes? Qual a importância de BI para a venda de soluções TIC (TI

Leia mais

Linhas de Negócio Oracle Necessidades de Mão-de-Obra Duarte Filho Account Manager

Linhas de Negócio Oracle Necessidades de Mão-de-Obra Duarte Filho Account Manager 1 Mercado Serviços Oracle Linhas de Negócio Oracle Necessidades de Mão-de-Obra Duarte Filho Account Manager 2 Agenda Objetivo Oracle Linhas de Negócios Bertini Mercado de Consultoria Necessidades de Mão-de-

Leia mais

Foglight A solução ideal para o gerenciamento de aplicações e serviços SAP

Foglight A solução ideal para o gerenciamento de aplicações e serviços SAP Parceria: Foglight A solução ideal para o gerenciamento de aplicações e serviços SAP Uma nova visão no Gerenciamento da Aplicação INDICE 1. Parceria Union e Quest Software... 3 2. Foglight Gerenciando

Leia mais

Estruturação da Arquitetura Estadual de Sistemas de Informação por Meio da Orientação a Serviços

Estruturação da Arquitetura Estadual de Sistemas de Informação por Meio da Orientação a Serviços Estruturação da Arquitetura Estadual de Sistemas de Informação por Meio da Orientação a Serviços Relato de Experiência da ATI-PE WCGE 2010 20/07/2010 1 Introdução 2 Sobre a ATI Agência Estadual de Tecnologia

Leia mais

Web Services. (Introdução)

Web Services. (Introdução) Web Services (Introdução) Agenda Introdução SOA (Service Oriented Architecture) Web Services Arquitetura XML SOAP WSDL UDDI Conclusão Introdução Comunicação distribuída Estratégias que permitem a comunicação

Leia mais

Plug and play options, integrating systems Opções de plug and play, integrando sistemas Flavio de Nadai

Plug and play options, integrating systems Opções de plug and play, integrando sistemas Flavio de Nadai Plug and play options, integrating systems Opções de plug and play, integrando sistemas Flavio de Nadai Plug & Play Options Integrating Systems Flávio De Nadai Desenvolvimento de Negócios Utilities & Telecom

Leia mais

Fase 1: Engenharia de Produto

Fase 1: Engenharia de Produto Fase 1: Engenharia de Produto Disciplina: Análise de Requisitos DURAÇÃO: 44 h O objetivo principal da disciplina é realizar uma análise das necessidades e produzir um escopo do produto. Representará os

Leia mais

Capítulo 2 Governança de TIC

Capítulo 2 Governança de TIC Sistema de Informação e Tecnologia FEQ 0411 Prof Luciel Henrique de Oliveira luciel@uol.com.br Capítulo 2 Governança de TIC PRADO, Edmir P.V.; SOUZA, Cesar A. de. (org). Fundamentos de Sistemas de Informação.

Leia mais

BlackBerry Mobile Voice System

BlackBerry Mobile Voice System BlackBerry Mobile Voice System Comunicações móveis unificadas O BlackBerry Mobile Voice System (BlackBerry MVS) leva os recursos do telefone do escritório aos smartphones BlackBerry. Você pode trabalhar

Leia mais

Segurança + Conformidade. Dentro do Prazo e Orçamento Previsto Sob Demanda

Segurança + Conformidade. Dentro do Prazo e Orçamento Previsto Sob Demanda Segurança + Conformidade Dentro do Prazo e Orçamento Previsto Sob Demanda Segurança e Conformidade via Software-as-a-Service (SaaS) Hoje em dia, é essencial para as empresas administrarem riscos de segurança

Leia mais

Ferramentas unificadas de SOA alinham negócios e TI IDG Research aponta grandes ganhos potenciais a partir de uma solução integrada

Ferramentas unificadas de SOA alinham negócios e TI IDG Research aponta grandes ganhos potenciais a partir de uma solução integrada Insight completo sobre IDG/Oracle Relatório de pesquisa de SOA Ferramentas unificadas de SOA alinham negócios e TI IDG Research aponta grandes ganhos potenciais a partir de uma solução integrada Alinhamento

Leia mais

LAGF. Otimizando Redes Comunicações Carlos Alberto Previdelli

LAGF. Otimizando Redes Comunicações Carlos Alberto Previdelli LAGF Otimizando Redes Comunicações Carlos Alberto Previdelli Setembro/2013 Agenda Smart Utilities & Smart Network Gestão integrada da Rede Conclusão Smart Utilities - Vetores da Governança Visão, Direção

Leia mais

Data Center como Ambiente de Segurança de Dados. Antonio Rivas

Data Center como Ambiente de Segurança de Dados. Antonio Rivas Data Center como Ambiente de Segurança de Dados Antonio Rivas 1 1 Agenda Portfolio Brasil Telecom Cyber Data Center (CyDC) Gerenciamento de Continuidade do Negócio (BCM) Segurança e Gerenciamento (SOC)

Leia mais

Gerenciamento de Serviços de TI ITIL v2 Módulo 1 Conceitos básicos

Gerenciamento de Serviços de TI ITIL v2 Módulo 1 Conceitos básicos Gerenciamento de Serviços de TI ITIL v2 Módulo 1 Conceitos básicos Referência: An Introductory Overview of ITIL v2 Livros ITIL v2 Cenário de TI nas organizações Aumento da dependência da TI para alcance

Leia mais

As novas redes, mais flexíveis e mais inteligentes.

As novas redes, mais flexíveis e mais inteligentes. As novas redes, mais flexíveis e mais inteligentes. Agenda: Os problemas das redes atuais A tecnologia SDN e NFV Vantagens, Benefícios e Aplicabillidade Cases reais de aplicação Considerações finais Os

Leia mais

Como criar um modelo de negócio WiMAX de sucesso

Como criar um modelo de negócio WiMAX de sucesso Como criar um modelo de negócio WiMAX de sucesso Exemplo São Paulo, 19 de novembro de 2008 Copyright 2008 PromonLogicalis. Todos os direitos reservados. Agenda 1 2 3 4 Oportunidade de negócio Análise Técnico-econômica

Leia mais

PREGÃO ELETRÔNICO AA Nº 30/2009 BNDES ANEXO III - GLOSSÁRIO

PREGÃO ELETRÔNICO AA Nº 30/2009 BNDES ANEXO III - GLOSSÁRIO PREGÃO ELETRÔNICO AA Nº 30/2009 BNDES ANEXO III - GLOSSÁRIO Termo Descrição Ambiente de Desenvolvimento Ambiente onde propriamente são desenvolvidas e validadas pelo desenvolvedor as linhas de código implementadas.

Leia mais

NAVITA SGM SERVIÇOS GERENCIADOS DE MOBILIDADE

NAVITA SGM SERVIÇOS GERENCIADOS DE MOBILIDADE White Paper NAVITA SGM SERVIÇOS GERENCIADOS DE MOBILIDADE A cada dia, o mundo da mobilidade se torna mais crítico e complexo. Por esta natureza, usuários de mobilidade necessitam cada vez mais de agilidade

Leia mais

Gerenciamento de Serviços de TIC. ISO/IEC 20.000 / ITIL V2 e V3

Gerenciamento de Serviços de TIC. ISO/IEC 20.000 / ITIL V2 e V3 Gerenciamento de Serviços de TIC ISO/IEC 20.000 / ITIL V2 e V3 Agenda O que é serviço de TIC? O que é Qualidade de Serviços de TIC? O que é Gerenciamento de Serviços de TIC? ISO IEC/20.000-2005 ITIL versão

Leia mais

Proteção de Dados no Contexto do Outsourcing de Infraestrutura de TI TIVIT Leonardo Brito Gibrail

Proteção de Dados no Contexto do Outsourcing de Infraestrutura de TI TIVIT Leonardo Brito Gibrail Proteção de Dados no Contexto do Outsourcing de Infraestrutura de TI TIVIT Leonardo Brito Gibrail Engenharia de Negócios 1 Agenda 1 Sobre a TIVIT 2 IT Outsourcing 3 Parceria TIVIT & Symantec 4 Projeto

Leia mais

Evolução das Redes de Telecomunicação: Arquitetura IMS

Evolução das Redes de Telecomunicação: Arquitetura IMS Evolução das Redes de Telecomunicação: Arquitetura IMS Samuel R. Lauretti Graduado em Engenharia Elétrica pela USP-São Carlos em 1987, com Mestrado em Telecomunicações pela UNICAMP em 1993. Completou o

Leia mais

Grupo Seres Adota CA Cloud Service Management para Automatizar e Gerenciar Chamados de Service Desk

Grupo Seres Adota CA Cloud Service Management para Automatizar e Gerenciar Chamados de Service Desk CUSTOMER SUCCESS STORY Abril 2014 Grupo Seres Adota CA Cloud Service Management para Automatizar e Gerenciar Chamados de Service Desk PERFIL DO CLIENTE Indústria: Consultoria Empresa: Grupo Seres Colaboradores:

Leia mais

redes, infraestrutura e telecom

redes, infraestrutura e telecom redes, infraestrutura e telecom Integração de soluções, projetos, implementação e manutenção de redes, infraestrutura de TI e telecom para empresas de grande e médio portes. SERVIÇOS redes, infraestrutura

Leia mais

ITIL V3 (aula 6) AGENDA: A VERSÃO 3 ESTRATÉGIA DO SERVIÇO DESENHO DO SERVIÇO TRANSIÇÃO DO SERVIÇO OPERAÇÃO DO SERVIÇO MELHORIA CONTÍNUA

ITIL V3 (aula 6) AGENDA: A VERSÃO 3 ESTRATÉGIA DO SERVIÇO DESENHO DO SERVIÇO TRANSIÇÃO DO SERVIÇO OPERAÇÃO DO SERVIÇO MELHORIA CONTÍNUA ITIL V3 (aula 6) AGENDA: A VERSÃO 3 ESTRATÉGIA DO SERVIÇO DESENHO DO SERVIÇO TRANSIÇÃO DO SERVIÇO OPERAÇÃO DO SERVIÇO MELHORIA CONTÍNUA ITIL - Livros Estratégia de Serviços (Service Strategy): Esse livro

Leia mais

Metodologia para Análise de Maturidade de Governança de TI. Soluções em Gestão e TI que adicionam valor aos negócios

Metodologia para Análise de Maturidade de Governança de TI. Soluções em Gestão e TI que adicionam valor aos negócios Metodologia para Análise de Maturidade de Governança de TI Soluções em Gestão e TI que adicionam valor aos negócios Garanta a eficiência e a competitividade da sua empresa Análise de Maturidade de Governança

Leia mais

Ciência da Computação. Gestão da Tecnologia da Informação ITIL Information Technology Infrastructure Library

Ciência da Computação. Gestão da Tecnologia da Informação ITIL Information Technology Infrastructure Library Ciência da Computação Gestão da Tecnologia da Informação ITIL Information Technology Infrastructure Library Agenda Histórico Conceitos básicos Objetivos Visão Geral do Modelo Publicações: Estratégia de

Leia mais

Governança de T.I. Professor: Ernesto Junior Aula IV Unidade II E-mail: egpjunior@gmail.com

Governança de T.I. Professor: Ernesto Junior Aula IV Unidade II E-mail: egpjunior@gmail.com Governança de T.I Professor: Ernesto Junior Aula IV Unidade II E-mail: egpjunior@gmail.com Governança de TI Os modelos atuais para governança partem de processos empresariais serviços prestados, modelos

Leia mais

Forneça a próxima onda de inovações empresariais com o Open Network Environment

Forneça a próxima onda de inovações empresariais com o Open Network Environment Visão geral da solução Forneça a próxima onda de inovações empresariais com o Open Network Environment Visão geral À medida que tecnologias como nuvem, mobilidade, mídias sociais e vídeo assumem papéis

Leia mais

EMBRATEL- Business Security. Provedor de Serviços Gerenciados de Segurança (MSSP*) *Managed Security Services Provider

EMBRATEL- Business Security. Provedor de Serviços Gerenciados de Segurança (MSSP*) *Managed Security Services Provider EMBRATEL- Business Security Provedor de Serviços Gerenciados de Segurança (MSSP*) *Managed Security Services Provider Daniela Ceschini Especialista em Segurança da Informação 1 AGENDA Panorama e desafios

Leia mais

15/09/2015. Gestão e Governança de TI. Modelo de Governança em TI. A entrega de valor. A entrega de valor. A entrega de valor. A entrega de valor

15/09/2015. Gestão e Governança de TI. Modelo de Governança em TI. A entrega de valor. A entrega de valor. A entrega de valor. A entrega de valor Gestão e Governança de TI Modelo de Governança em TI Prof. Marcel Santos Silva PMI (2013), a gestão de portfólio é: uma coleção de projetos e/ou programas e outros trabalhos que são agrupados para facilitar

Leia mais

Gestão dos Serviços de TI Uma Visão do Futuro. Rui Natal

Gestão dos Serviços de TI Uma Visão do Futuro. Rui Natal SUCESU-BA Gestão dos Serviços de TI Uma Visão do Futuro Rui Natal DE VOLTA AOS ANOS 70 E 80 CENÁRIO ATUAL DE TI Tolerância à variações no Serviço Orçamento e Staff de TI Complexidade de TI TEMPO QUAL

Leia mais

XDR. Solução para Big Data.

XDR. Solução para Big Data. XDR Solução para Big Data. ObJetivo Principal O volume de informações com os quais as empresas de telecomunicações/internet têm que lidar é muito grande, e está em constante crescimento devido à franca

Leia mais

Governança de TI. Importância para as áreas de Auditoria e Compliance. Maio de 2011. IT Governance Discussion

Governança de TI. Importância para as áreas de Auditoria e Compliance. Maio de 2011. IT Governance Discussion Governança de TI Importância para as áreas de Auditoria e Compliance Maio de 2011 Page 1 É esperado de TI mais do que deixar o sistema no ar. Page 2 O que mudou o Papel de TI? Aumento de riscos e de expectativas

Leia mais

SISTEMA DE GESTÃO DE PESSOAS SEBRAE/TO UNIDADE: GESTÃO ESTRATÉGICA PROCESSO: TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO

SISTEMA DE GESTÃO DE PESSOAS SEBRAE/TO UNIDADE: GESTÃO ESTRATÉGICA PROCESSO: TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO SISTEMA DE GESTÃO DE PESSOAS SEBRAE/TO UNIDADE: GESTÃO ESTRATÉGICA PROCESSO: TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO Competências Analista 1. Administração de recursos de infra-estrutura de tecnologia da informação 2.

Leia mais

COMO APRIMORAR O GERENCIAMENTO DA SUA CARREIRA?

COMO APRIMORAR O GERENCIAMENTO DA SUA CARREIRA? COMO APRIMORAR O GERENCIAMENTO DA SUA CARREIRA? Programa de Qualificação ITIL Expert Presencial ou EAD A qualificação ITIL Expert é destinada às pessoas interessadas em alcançar um nível superior de conhecimento

Leia mais

SOA: Service-oriented architecture

SOA: Service-oriented architecture SOA: Service-oriented architecture Roteiro Breve História O que é Arquitetura de Software? O que é SOA? Serviços Infraestrutura Composição Sua empresa está preparada para SOA? Breve História Uma empresa

Leia mais

Sistemas Integrados de Gestão Empresarial. Prof. Dr. Adilson de Oliveira Computer Engineering Ph.D Project Management Professional (PMP)

Sistemas Integrados de Gestão Empresarial. Prof. Dr. Adilson de Oliveira Computer Engineering Ph.D Project Management Professional (PMP) Sistemas Integrados de Gestão Empresarial Prof. Dr. Adilson de Oliveira Computer Engineering Ph.D Project Management Professional (PMP) Evolução da TI nas Organizações Estágios de Evolução da TI nas Organizações

Leia mais

Governança AMIGA. Para baixar o modelo de como fazer PDTI: www.microsoft.com/brasil/setorpublico/governanca/pdti

Governança AMIGA. Para baixar o modelo de como fazer PDTI: www.microsoft.com/brasil/setorpublico/governanca/pdti e d a id 4 m IN r fo a n m Co co M a n ua l Governança AMIGA Para baixar o modelo de como fazer PDTI: www.microsoft.com/brasil/setorpublico/governanca/pdti Um dos grandes desafios atuais da administração

Leia mais

Apresentação Institucional

Apresentação Institucional Apresentação Sobre a OpServices Fabricante de software focada no gerenciamento de ambientes de TI e Telecom e processos de negócios. Mais de 12 anos de experiência no monitoramento de indicadores de infraestrutura;

Leia mais

O Project Management Office como um Network Orchestrator

O Project Management Office como um Network Orchestrator O Project Management Office como um Network Orchestrator Um caso no setor de telecomunicações Goiânia, 17 de agosto de 2007 Recrutamento ITA-Promon Conteúdo A Promon A Promon é uma empresa brasileira que

Leia mais

Treinamento: - Cursos e palestras de treinamento técnico empresarial a sistemas e tecnologias de rede, segurança, VOIP e wi-fi.

Treinamento: - Cursos e palestras de treinamento técnico empresarial a sistemas e tecnologias de rede, segurança, VOIP e wi-fi. * Empresa: Atuação em Tecnologia da Informação, Segurança e Comunicações. * Visão: O compromisso da Onix com seus clientes é torná-los cada vez mais competitivos em suas áreas de atuação, oferecendo segurança

Leia mais

Antecipe a. próxima. geração da. comunicação

Antecipe a. próxima. geração da. comunicação Antecipe a próxima geração da comunicação Comunicação e convergência digital com menor custo NOVA, MODERNA, EFICIENTE E ECONÔMICA LIG16 é a marca comercial da empresa LIGCOM. LIG16 é uma operadora de telecomunicações

Leia mais

Microsoft System Center Operations Manager 2007

Microsoft System Center Operations Manager 2007 Microsoft System Center Operations Manager 2007 O que há de novo? Por que vale a pena atualizar? Microsoft Corporation Publicado em: 18 de dezembro de 2006 Sumário Executivo O System Center Operations

Leia mais

Mensagem da Administração

Mensagem da Administração Mensagem da Administração Quanto à área das Comunicações Wireless, o projeto Wavesys é o resultado de 3 anos de investigação e desenvolvimento e de 12 anos de experiência acumulada com a implementação

Leia mais

Gerenciamento de TI. Paulo César Rodrigues

Gerenciamento de TI. Paulo César Rodrigues Gerenciamento de TI Paulo César Rodrigues *Analista de Sistemas; *Tutor do curso de graduação em Tecnologia em Sistemas de Computação (UFF/Cederj); * Professor do curso Técnico em Informática da Prefeitura

Leia mais

MODELOS DE MELHORES GOVERNANÇA DE T.I. PRÁTICAS DA. Prof. Angelo Augusto Frozza, M.Sc. http://about.me/tilfrozza

MODELOS DE MELHORES GOVERNANÇA DE T.I. PRÁTICAS DA. Prof. Angelo Augusto Frozza, M.Sc. http://about.me/tilfrozza MODELOS DE MELHORES PRÁTICAS DA GOVERNANÇA DE T.I. Prof. Angelo Augusto Frozza, M.Sc. http://about.me/tilfrozza MELHORES PRÁTICAS PARA T.I. MODELO DE MELHORES PRÁTICAS COBIT Control Objectives for Information

Leia mais

Mensagem da Administração

Mensagem da Administração Mensagem da Administração Quanto à área das Comunicações Wireless, o projeto Wavesys é o resultado de 3 anos de investigação e desenvolvimento e de 12 anos de experiência acumulada com a implementação

Leia mais

Janeiro de 2008 A nova agenda para gestão da informação: você tem uma?

Janeiro de 2008 A nova agenda para gestão da informação: você tem uma? Janeiro de 2008 A nova agenda para gestão da informação: Agenda para gestão da Informação Página Conteúdo 2 Introdução 3 A necessidade de informações confiáveis 5 Uma nova abordagem a agenda para gestão

Leia mais

IBM Software. Otimize seus ambientes de SOA, B2B e nuvem com WebSphere DataPower Agosto de 2011

IBM Software. Otimize seus ambientes de SOA, B2B e nuvem com WebSphere DataPower Agosto de 2011 IBM Software Otimize seus ambientes de SOA, B2B e nuvem com WebSphere DataPower Agosto de 2011 2 Otimize seus ambientes de SOA, B2B e nuvem com WebSphere DataPower Destaques Amplie os serviços de negócios

Leia mais

INFRAESTRUTURA DE TI E TECNOLOGIAS EMERGENTES

INFRAESTRUTURA DE TI E TECNOLOGIAS EMERGENTES Sistema de Informação e Tecnologia FEQ 0411 Prof Luciel Henrique de Oliveira luciel@uol.com.br Capítulo 5 INFRAESTRUTURA DE TI E TECNOLOGIAS EMERGENTES PRADO, Edmir P.V.; SOUZA, Cesar A. de. (org). Fundamentos

Leia mais

FÁBRICA DE SOFTWARE FÁBRICA DE PROJETOS DE SOFTWARE FÁBRICA DE PROJETOS FÍSICOS

FÁBRICA DE SOFTWARE FÁBRICA DE PROJETOS DE SOFTWARE FÁBRICA DE PROJETOS FÍSICOS FÁBRICA DE SOFTWARE Quem somos A Fábrica de Software da Compugraf existe desde 1993 e atua em todas as etapas de um projeto: especificação, construção, testes, migração de dados, treinamento e implantação.

Leia mais

COBIT FOUNDATION - APOSTILA DE RESUMO

COBIT FOUNDATION - APOSTILA DE RESUMO COBIT FOUNDATION - APOSTILA DE RESUMO GOVERNANÇA DE TI O QUE É GOVERNANÇA DE TI É um conjunto de estruturas e processos que visa garantir que a TI suporte e maximize adequadamente os objetivos e estratégias

Leia mais

KASPERSKY SECURITY FOR BUSINESS

KASPERSKY SECURITY FOR BUSINESS KASPERSKY SECURITY FOR BUSINESS Programa de Licenciamento RENOVAÇÕES E UPGRADES: Um Guia de Migração APRESENTAMOS O PROGRAMA DE LICENCIAMENTO DO SOFTWARE KASPERSKY SECURITY FOR BUSINESS. A mais recente

Leia mais

ITIL - Por que surgiu? Dependências de TI; A qualidade, quantidade e disponibilidade de infra-estrutura de TI afetam diretamente;

ITIL - Por que surgiu? Dependências de TI; A qualidade, quantidade e disponibilidade de infra-estrutura de TI afetam diretamente; ITIL ITIL - Por que surgiu? Dependências de TI; A qualidade, quantidade e disponibilidade de infra-estrutura de TI afetam diretamente; ITIL Mas o que gerenciar? Gerenciamento de Serviço de TI. Infra-estrutura

Leia mais

Qualidade de Software no Contexto Organizacional: Arquitetura Corporativa. Atila Belloquim Gnosis IT Knowledge Solutions

Qualidade de Software no Contexto Organizacional: Arquitetura Corporativa. Atila Belloquim Gnosis IT Knowledge Solutions Qualidade de Software no Contexto Organizacional: Arquitetura Corporativa Atila Belloquim Gnosis IT Knowledge Solutions TI e Negócio 10 entre 10 CIOs hoje estão preocupados com: Alinhar TI ao Negócio;

Leia mais

VoIP Peering. Operação, Tecnologia e Modelos de Negócio

VoIP Peering. Operação, Tecnologia e Modelos de Negócio VoIP Peering Operação, Tecnologia e Modelos de Negócio Histórico 2005 2004 2004 2003 2002 2001 2000 1999 1998 1996 1995 1993 Plataformas de Suporte ao Cliente Final Suporte ao protocolo SIP POP em Miami

Leia mais

MCITP: ENTERPRISE ADMINISTRATOR

MCITP: ENTERPRISE ADMINISTRATOR 6292: INSTALAÇÃO E CONFIGURAÇÃO DO WINDOWS 7, CLIENT Objetivo: Este curso proporciona aos alunos o conhecimento e as habilidades necessárias para instalar e configurar estações de trabalho utilizando a

Leia mais

acoplamento Exprime o grau de conexão entre os módulos; os módulos de um software devemapresentar um baixo coeficiente de acoplamento.

acoplamento Exprime o grau de conexão entre os módulos; os módulos de um software devemapresentar um baixo coeficiente de acoplamento. SOA Arquitetura Orientada a Serviços Conceitos e Aplicações Prof. MSc. Edilberto Silva edilms@yahoo.com/ http://edilms.eti.br Gestão de TI Conceitode SOA SOA - Service OrientedArchitecture (Arquitetura

Leia mais

Tech Forum 2014 Rome Italy

Tech Forum 2014 Rome Italy Tech Forum 2014 Rome Italy Por que a Unisys é um Líder em Serviços Gerenciados de TI? Paulo Roberto Carvalho Nov/2014 Tech Forum 2013 Chantilly - France 20-23 October Serviços Unisys Reconhecida Liderança

Leia mais

Apresentação da Empresa e seus Serviços.

Apresentação da Empresa e seus Serviços. Apresentação da Empresa e seus Serviços. 1 Conteúdo do Documento Sobre a MSCTI... 3 Portfólio de Serviços... 4 O que a consultoria MSCTI faz?... 5 Outros Serviços e Soluções... 6 Certificações... 7 Clientes

Leia mais

Gerenciamento de Serviços de TI ITIL v3 Módulo 1 Conceitos básicos

Gerenciamento de Serviços de TI ITIL v3 Módulo 1 Conceitos básicos Gerenciamento de Serviços de TI ITIL v3 Módulo 1 Conceitos básicos Referência: An Introductory Overview of ITIL v3 Livros ITIL v3 Novos Conceitos Serviço de TI: Meio para entregar valor aos clientes propicia

Leia mais