ENTIDADE DADOS DOS PLANOS 8- ÚLTIMA ALTERAÇÃO

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "ENTIDADE DADOS DOS PLANOS 8- ÚLTIMA ALTERAÇÃO"

Transcrição

1 FOLHA DE ENCAMINHAMENTO DO 1 ENTIDADE 4- NÚMERO DE PLANOS: 2 5- PLANOS 6- APROVAÇÃO 7- INÍCIO DADOS DOS PLANOS 8- ÚLTIMA ALTERAÇÃO 9- VALOR DE RESGATE 10- NÚMERO DE EMPREGADOS 11- FOLHA SALÁRIO DA PATROCINADORA PLANO DE 29/07/ /06/1951 R$ , R$ ,22 BENEFÍCIOS I 12- OBSERVAÇÕES: CAMPOS: 9, 10 E 11: Informação posicionada em 31/12/2010. ENTIDADE RESERVADO À SPC ASS. REPRESENTANTE DA ENTIDADE NOME: CARGO:

2 2 ENTIDADE PLANO 5- PATROCINADORAS: / ; / ; / ; / ; / ; / MOTIVO DA AVALIAÇÃO: ANUAL ATUÁRIO RESPONSÁVEL 8- MTb: MIBA: CPF: CNPJ: / AVALIAÇÃO DO PLANO 13- DATA DA AVALIAÇÃO: 31/12/ DATA BASE: 30/10/ MOEDA: R$ 1,00 DADOS DO PLANO 16- SITUAÇÃO DO PLANO: ATIVO EM EXTINCAO 17- DATA DE DESATIVAÇÃO: 14/04/ OBSERVAÇÕES (1) BANCO ITAÚ S.A. E FUNBEP - FUNDO DE PENSÃO MULTIPATROCINADO. (2) T, EQUIVALE AO NÚMERO DE ANOS COMPLETOS DE CONTRIBUIÇÃO PARA O PLANO LIMITADO A 30 OU 35 ANOS, CONFORME SEJA PARTICIPANTE CONSTITUINTE OU NÃO CONSTITUINTE, RESPECTIVAMENTE. (3) (SP) ÚLTIMO SALÁRIO-DE-PARTICIPAÇÃO. (4) O VALOR NÃO PODERÁ SER INFERIOR A 30% (SRB) x T/30 OU T/35. (5) O VALOR NÃO PODERÁ SER INFERIOR A 30% (SRB). (6) (SRB), MÉDIA ARITMÉTICA SIMPLES DOS SALÁRIOS-DE-PARTICIPAÇÃO REFERENTES AOS ÚLTIMOS 36 (TRINTA E SEIS) MESES, ANTERIORES A DATA DA CONCESSÃO, ATUALIZADOS PELOS ÍNDICES DE CORREÇÃO SALARIAL DO RESPECTIVO PATROCINADOR. NO CÁLCULO DA SUPLEMENTAÇÃO DE APOSENTADORIA POR INVALIDEZ E PENSÃO, O SRB CORRESPONDERÁ À MÉDIA ARITMÉTICA SIMPLES DOS SALÁRIOS-DE- PARTICIPAÇÃO DOS ÚLTIMOS 12 (DOZE) MESES, ANTERIORES A DATA DA CONCESSÃO, CORRIGIDOS MENSALMENTE PELOS ÍNDICES DE CORREÇÃO SALARIAL DO PATROCINADOR. (7) BENEFÍCIO REDUZIDO (SEM DIREITO AO BENEFÍCIO MÍNIMO). (8) TENDO COMO MÍNIMO UM SALÁRIO MÍNIMO PARA COTA FAMILIAR. (9) SEGUNDO INFORMAÇÃO DA ENTIDADE O PLANO ESTÁ FECHADO A NOVAS ADESÕES A PARTIR DE 14/04/1998. (10) APOSENTADORIA POR INVALIDEZ CASO VENHA A FALECER ENQUANTO ATIVO OU AUTOPATROCINADO. (11) PAGO AO PARTICIPANTE NÃO CONSTITUINTE. (12) (URW), UNIDADE DE REFERÊNCIA W É IGUAL À MÉDIA SIMPLES DOS 12 ÚLTIMOS SALÁRIOS-DE-PARTICIPAÇÃO AO PLANO, LIMITADA A 9,9 (UP), CORRIGIDOS MENSALMENTE PELOS ÍNDICES DE CORREÇÃO SALARIAL DO PATROCINADOR. (13) (UP), UNIDADE PREVIDENCIÁRIA TEM O VALOR FIXADO EM R$ 188,95 (CENTO E OITENTA E OITO REAIS E NOVENTA E CINCO CENTAVOS), EM 01/09/2003, ATUALIZADO ANUALMENTE EM 1º DE SETEMBRO, DE ACORDO COM A VARIAÇÃO DO INPC/IBGE, PARA O RESPECTIVO PERÍODO. CAMPO 5 (1); CAMPO 17 (9); SUPLEM. DE APOS. POR T. DE CONTRIBUIÇÃO - (2) (3) (4) (6) (12) (13); SUPLEM. DE APOS. INVALIDEZ - (3) (5) (6) (12) (13); SUPLEM. DE APOS. ANTECIPADA - (7) (11); SUPLEM. DE PENSÃO POR MORTE - (8) (10); SUPLEM. DE AUXÍLIO-DOENÇA - (12) (13); RENDA MENSAL DO BENEFÍCIO PROPORCIONAL DIFERIDO (7).

3 3 18- BENEFÍCIOS: SUPLEMENTAÇÃO DE APOSENTADORIA ANTECIPADA CARACTERÍSTICAS DO PLANO 19- NÍVEL BÁSICO DO BENEFÍCIO: A SUPLEMENTAÇÃO DE APOSENTADORIA ANTECIPADA CORRESPONDERÁ À RENDA MENSAL APURADA MEDIANTE EQUIVALÊNCIA ATUARIAL ENTRE O FUNDO GARANTIDOR DOS BENEFÍCIOS A CONCEDER PREVISTOS NESTE REGULAMENTO E O QUE EFETIVAMNETE SERÁ CONCEDIDO. 18- BENEFÍCIOS: SUPLEMENTAÇÃO DE APOSENTADORIA POR TEMPO CONTRIBUIÇÃO CONSTITUINTES 19- NÍVEL BÁSICO DO BENEFÍCIO: SUPLEMENTAÇÃO = (SRB W) X TC/30ONDE:SRB = SALÁRIO-REAL-DE-BENEFÍCIO SERÁ O RESULTADO DA SEGUINTE OPERAÇÃO MATEMÁTICA: MÉDIA ARITMÉTICA SIMPLES DOS SALÁRIOS-DE-PARTICIPAÇÃO REFERENTES AOS ÚLTIMOS 36 (TRINTA E SEIS) MESES, ANTERIORES A DATA DA CONCESSÃO, ATUALIZADOS PELOS ÍNDICES DE CORREÇÃO SALARIAL DO RESPECTIVO PATROCINADOR.W = MÉDIA SIMPLES DOS 12 ÚLTIMOS SALÁRIOS-DE-PARTICIPAÇÃO AO PLANO, LIMITADA A 9,9 (NOVE INTEIROS E NOVE DÉCIMOS) UP, CORRIGIDOS MENSALMENTE PELOS ÍNDICES DE CORREÇÃO SALARIAL DO PATROCINADOR.TC = TEMPO DE CONTRIBUIÇÃO AO PLANO, LIMITADO A 30 (TRINTA) ANOS COMPLETOS ATÉ A DATA DA CONCESSÃO DO BENEFÍCIO, INDEPENDENTEMENTE DO TEMPO DE CONTRIBUIÇÃO AO PLANO TER EXCEDIDO 30 ANOS. 18- BENEFÍCIOS: SUPLEMENTAÇÃO DE APOSENTADORIA POR TEMPO CONTRIBUIÇÃO NÃO CONSTITUINTE 19- NÍVEL BÁSICO DO BENEFÍCIO: SUPLEMENTAÇÃO = (SRB W) X TC/35ONDE:SRB = SALÁRIO-REAL-DE-BENEFÍCIO SERÁ O RESULTADO DA SEGUINTE OPERAÇÃO MATEMÁTICA: MÉDIA ARITMÉTICA SIMPLES DOS SALÁRIOS-DE-PARTICIPAÇÃO REFERENTES AOS ÚLTIMOS 36 (TRINTA E SEIS) MESES, ANTERIORES A DATA DA CONCESSÃO, ATUALIZADOS PELOS ÍNDICES DE CORREÇÃO SALARIAL DO RESPECTIVO PATROCINADOR.W = MÉDIA SIMPLES DOS 12 ÚLTIMOS SALÁRIOS-DE-PARTICIPAÇÃO AO PLANO, LIMITADA A 9,9 (NOVE INTEIROS E NOVE DÉCIMOS) UP, CORRIGIDOS MENSALMENTE PELOS ÍNDICES DE CORREÇÃO SALARIAL DO PATROCINADOR.TC = TEMPO DE CONTRIBUIÇÃO AO PLANO, LIMITADO A 35 (TRINTA E CINCO) ANOS COMPLETOS ATÉ A DATA DA CONCESSÃO DO BENEFÍCIO, INDEPENDENTEMENTE DO TEMPO DE CONTRIBUIÇÃO AO PLANO TER EXCEDIDO 35 ANOS. 18- BENEFÍCIOS: SUPLEMENTAÇÃO DE ABONO ANUAL 19- NÍVEL BÁSICO DO BENEFÍCIO: A SUPLEMENTAÇÃO DE ABONO ANUAL SERÁ PAGA AOS ASSISTIDOS NO MÊS DE DEZEMBRO DE CADA ANO, E SEU VALOR CORRESPONDERÁ À SUPLEMENTAÇÃO, AUXÍLIO-DOENÇA OU RENDA MENSAL DO BENEFÍCIO PROPORCIONAL DIFERIDO DEVIDA NO MESMO PERÍODO, DEDUZIDAS A CONTRIBUIÇÃO AO PLANO E AS CONTRIBUIÇÕES LEGAIS. 18- BENEFÍCIOS: SUPLEMENTAÇÃO DE APOSENTADORIA POR INVALIDEZ 19- NÍVEL BÁSICO DO BENEFÍCIO: SUPLEMENTAÇÃO = SRB WONDE:SRB = SALÁRIO-REAL-DE-BENEFÍCIO SERÁ O RESULTADO DA SEGUINTE OPERAÇÃO MATEMÁTICA: MÉDIA ARITMÉTICA SIMPLES DOS SALÁRIOS-DE-PARTICIPAÇÃO REFERENTES AOS ÚLTIMOS 12 MESES, ANTERIORES A DATA DA CONCESSÃO, ATUALIZADOS PELOS ÍNDICES DE CORREÇÃO SALARIAL DO RESPECTIVO PATROCINADOR.W = MÉDIA SIMPLES DOS 12 ÚLTIMOS SALÁRIOS-DE-PARTICIPAÇÃO AO PLANO, LIMITADA A 9,9 (NOVE INTEIROS E NOVE DÉCIMOS) UP, CORRIGIDOS MENSALMENTE PELOS ÍNDICES DE CORREÇÃO SALARIAL DO PATROCINADOR. 18- BENEFÍCIOS: SUPLEMENTAÇÃO DE PENSÃO POR MORTE 19- NÍVEL BÁSICO DO BENEFÍCIO: A SUPLEMENTAÇÃO DE PENSÃO POR MORTE SERÁ DEVIDA AOS DEPENDENTES DO PARTICIPANTE FALECIDO OU DECLARADO AUSENTE, NA FORMA DA LEI CIVIL, A PARTIR DO DIA IMEDIATAMENTE SEGUINTE À DATA EM QUE OCORRER O FALECIMENTO OU DESAPARECIMENTO, OBSERVADO O PERÍODO DE CARÊNCIA DE 12 (DOZE) MESES DE CONTRIBUIÇÃO AO PLANO, ANTERIORES A DATA DO FALECIMENTO OU DA DECLARAÇÃO DE AUSÊNCIA. SERÁ CONSTITUÍDA DE UMA COTA FAMILIAR E TANTAS COTAS INDIVIDUAIS QUANTOS FOREM OS DEPENDENTES, ATÉ O MÁXIMO DE 5 COM PREFERÊNCIA DOS MAIS VELHOS, E SERÁ REFERENTE A 50% DO VALOR DA SUPLEMENTAÇÃO OU DO VALOR QUE O PARTICIPANTE TERIA DIREITO CASO TIVESSE EM GOZO DE BENEFÍCIO. A COTA FAMILIAR NÃO PODERÁ SER INFERIOR A 01 SALÁRIO MÍNIMO. A COTA INDIVIDUAL SERÁ REFERENTE A 10% DO VALOR DO BENEFÍCIO A QUE O PARTICIPANTE ESTIVESSE RECEBENDO OU TIVESSE DIREITO A RECEBER. 18- BENEFÍCIOS: SUPLEMENTAÇÃO DE AUXÍLIO DOENÇA 19- NÍVEL BÁSICO DO BENEFÍCIO: SUPLEMENTAÇÃO = 20% (SP W) ONDE,SP = SALÁRIO-DE-PARTICIPAÇÃO VIGENTE NO MÊS IMEDIATAMENTE ANTERIOR AO DA DATA DE AFASTAMENTO DO SERVIÇO.W = MÉDIA SIMPLES DOS 12 ÚLTIMOS SALÁRIOS-DE-PARTICIPAÇÃO AO PLANO, LIMITADA A 9,9 (NOVE INTEIROS E NOVE DÉCIMOS) UP, CORRIGIDOS MENSALMENTE PELOS ÍNDICES DE CORREÇÃO SALARIAL DO PATROCINADOR. 21- REGIME FINANCEIRO: Repartição Simples 22. MÉTODO: 18- BENEFÍCIOS: AUXÍLIO FUNERAL 19- NÍVEL BÁSICO DO BENEFÍCIO: O AUXÍLIO-FUNERAL SERÁ PAGO AOS DEPENDENTES OU NA FALTA DESTES AOS SUCESSORES LEGAIS DO PARTICIPANTE FALECIDO E CONSISTIRÁ EM VALOR ÚNICO EQUIVALENTE A: - 75% (SETENTA E CINCO POR CENTO) DO ÚLTIMO SALÁRIO-DE- PARTICIPAÇÃO PARA O PARTICIPANTE ATIVO OU AUTOPATROCINADO, OU - 75% (SETENTA E CINCO POR CENTO) DA ÚLTIMA SUPLEMENTAÇÃO DE APOSENTADORIA OU RENDA MENSAL DO BENEFÍCIO PROPORCIONAL DIFERIDO PARA O PARTICIPANTE ASSISTID, OU - 75% (SETENTA E CINCO POR CENTO) DA RENDA MENSAL A QUE TERIA DIREITO NA DATA DO FALECIMENTO, O PARTICIPANTE VINCULADO AO BPD. 18- BENEFÍCIOS: RENDA DE PENSÃO POR MORTE DE BENEFÍCIO PROPORCIONAL DIFERIDO 19- NÍVEL BÁSICO DO BENEFÍCIO: A RENDA MENSAL DE PENSÃO POR MORTE SERÁ DEVIDA AOS DEPENDENTES DO PARTICIPANTE FALECIDO OU

4 DECLARADO AUSENTE, NA FORMA DA LEI CIVIL, A PARTIR DO DIA IMEDIATAMENTE SEGUINTE À DATA EM QUE OCORRER O FALECIMENTO OU DESAPARECIMENTO. SERÁ CONSTITUÍDA DE UMA COTA FAMILIAR E TANTAS COTAS INDIVIDUAIS QUANTOS FOREM OS DEPENDENTES, ATÉ O MÁXIMO DE 5 COM PREFERÊNCIA DOS MAIS VELHOS, E SERÁ REFERENTE A 50% DO VALOR DA RENDA MENSAL DO BENEFÍCIO PROPORCIONAL DIFERIDO, OU DO VALOR QUE O PARTICIPANTE TERIA DIREITO CASO TIVESSE EM GOZO DE BENEFÍCIO. A COTA FAMILIAR NÃO PODERÁ SER INFERIOR A 01 SALÁRIO MÍNIMO. A COTA INDIVIDUAL SERÁ REFERENTE A 10% DO VALOR DA RENDAA QUE O PARTICIPANTE ESTIVESSE RECEBENDO OU TIVESSE DIREITO A RECEBER. 18- BENEFÍCIOS: RENDA MENSAL DO BENEFÍCIO PROPORCIONAL DIFERIDO 19- NÍVEL BÁSICO DO BENEFÍCIO: 100% DA CONTRIBUIÇÃO DO PARTICIPANTE + 100% DA CONTRIBUIÇÃO DO PATROCINADOR. 18- BENEFÍCIOS: RESGATE 19- NÍVEL BÁSICO DO BENEFÍCIO: 21- REGIME FINANCEIRO: 22. MÉTODO:

5 4 CARACTERÍSTICAS DO PLANO 18- BENEFÍCIOS: PORTABILIDADE 19- NÍVEL BÁSICO DO BENEFÍCIO: 21- REGIME FINANCEIRO: 22. MÉTODO: 18- BENEFÍCIOS: BENEFÍCIO PROPORCIONAL DIFERIDO 19- NÍVEL BÁSICO DO BENEFÍCIO: 21- REGIME FINANCEIRO: 22. MÉTODO: 18- BENEFÍCIOS: AUTOPATROCÍNIO 19- NÍVEL BÁSICO DO BENEFÍCIO: 21- REGIME FINANCEIRO: 22. MÉTODO:

6 5 RESULTADO DA AVALIAÇÃO ATUARIAL - VALORES 24. ATIVO LÍQUIDO DO PLANO: R$ , RESERVAS MATEMÁTICAS: R$ , BENEFÍCIOS CONCEDIDOS: R$ , Benefícios do Plano: R$ , Contribuição da Patrocinadora sobre os Benefícios: R$ 0, Outras Contribuições da Geração Atual: R$ 0, Outras Contribuições das Gerações Futuras: R$ 0, BENEFÍCIOS A CONCEDER: R$ , Benefícios do Plano com a Geração Atual: R$ , Contribuições da Patrocinadora sobre Benefícios da Geração Atual: R$ 0, Outras Contribuições da Geração Atual: R$ , Benefícios do Plano com as Gerações Futuras: R$ 0, Contribuições sobre Benefícios com as Gerações Futuras: R$ 0, Outras Contribuições das Gerações Futuras: R$ 0, RESERVA A AMORTIZAR: R$ 0, Pelas Contribuições Especiais Vigentes: R$ 0, Por ajustes das Contribuições Especiais Vigentes: R$ 0, DÉFICIT TÉCNICO: R$ 0, SUPERÁVIT TÉCNICO: R$ , RESERVA DE CONTINGÊNCIA: R$ , RESERVA PARA AJUSTES DO PLANO: R$ 0,00 RESULTADO DA AVALIAÇÃO ATUARIAL - CUSTO 45. Aposentadorias: 0,0000 % 46. Invalidez: 0,0000 % 47. Pensão por Morte: 0,0000 % 48. Auxílio-Doença: 0,0000 % 49. Pecúlio por Morte: 0,0000 % 50. Resgate: 0,0000 % 51. Outros Benefícios: 0,0000 % 52. Outros Benefícios: 0,0000 % 53. Outros Benefícios: 0,0000 % 54. Total de Benefícios: 0,0000 % 55. Suplementar: 0,0000 % 56. Amortização do Déficit: 0,0000 % 57. Administração: 0,0000 % 58. Total: 0,0000 % RESULTADO DA AVALIAÇÃO ATUARIAL - CONTRIBUIÇÕES 59. PATROCINADORES: 13,0778 % 60. Normal: 13,0778 % 61.Amortizante: 0,0000 % 62. PARTICIPANTES ATIVOS: 6,5389 % 63. Normal: 6,5389 % 64. Amortizante: 0,0000 % 65. PARTICIPANTES ASSISTIDOS: 9,8518 %

7 6 RESULTADO DA AVALIAÇÃO ATUARIAL - OBSERVAÇÕES 66 a. Data em que o plano de custeio passará a vigorar: 01/01/ b. Observação: CAMPO 24-DE ACORDO COM INFORMAÇÃO DA ENTIDADE. CAMPOS: 45, 46 E 47-O MÉTODO NÃO PRESSUPÕE A DETERMINAÇÃO DO CUSTO EM PERCENTUAL DA FOLHA, QUE PODERÁ SER DIMENSIONADO PELA DIVISÃO DA DIFERENÇA ENTRE O VALOR ATUAL DO BENEFÍCIO E A PARCELA DO PATRIMÔNIO CONSTITUÍDA PARA A COBERTURA DESSE BENEFÍCIO PELO VALOR ATUAL DA FOLHA DE SALÁRIOS FUTUROS. CAMPOS: 48, 51 E 52 CUSTO TOTAL EM PERCENTUAL DA FOLHA: 0,309366%. CAMPO 57-CUSTEADA PELAS PATROCINADORAS. CAMPO 65-% MÉDIO CONSIDERANDO CONTRIBUIÇÃO DOS BENEFICIÁRIOS EM 5,5% DO SUPLEMENTO E PARTICIPANTES EM 9,9% DO SUPLEMENTO, INCLUSIVE SOBRE O ABONO ANUAL E JÓIA. OS PERCENTUAIS DE CONTRIBUIÇÃO ORDINÁRIA DOS PARTICIPANTES / PATROCINADORAS FORAM MANTIDOS DESDE A CRIAÇÃO DO PLANO, EM QUANTO ÀS TAXAS EXTRAORDINÁRIAS FORAM ELIMINADAS EM FUNÇÃO DE ORIENTAÇÃO DA ENTIDADE EM DECORRÊNCIA DE ACORDO ENTRE AS PATROCINADORAS E O BANCO CENTRAL. A AVALIAÇÃO ATUARIAL DE 2010 FOI REALIZADA CONFORME DESCRITO NA NOTA TÉCNICA ATUARIAL DO PLANO FUNBEP - FUNDO DE PENSÃO MULTIPATROCINADO, datada de 27/02/2008.

8 7 A.1.a Indexador do Plano (Reajuste dos Benefícios): HIPÓTESES ATUARIAIS IGP.M (FGV) A.1.b Taxa Real Anual de Juros: 5,5000 A.2 Projeção de Crescimento Real de Salário: 0,0000 A.3 Projeção de Crescimento Real do Maior Salário de Benefício do INSS: 0,0000 A.4 Projeção de Crescimento Real dos Benefícios do Plano: 0,0000 A.5 Fator de Determinação do Valor Real ao Longo do Tempo dos Salários: 0,9800 A.6 Fator de Determinação do Valor Real ao Longo do Tempo dos Benefícios da Entidade: 0,9800 A.7 Fator de Determinação do Valor Real ao Longo do Tempo dos Benefícios do INSS: 0,0000 A.8 Hipóteses sobre gerações Futuras de Novos Entrados: 0,0% a.a A.9.a Hipóteses sobre Rotatividade (percentual): 0,0000 A.9.b Descrição das Hipóteses sobre Rotatividade: Experiência ITAÚ 2003/2004 A.10.a Tábua Mortalidade Geral: AT-2000 A.10.b Observação sobre a Tábua de Mortalidade Geral: SEGREGADAS POR SEXO COM AUMENTO DE 10% NAS PROBABILIDADES DE SOBREVIVÊNCIA. A.11.a Tábua Mortalidade de Inválidos: AT-2000 A.11.b Observação sobre a Tábua de Mortalidade de Inválidos: SEGREGADAS POR SEXO COM AUMENTO DE 10% NAS PROBABILIDADES DE SOBREVIVÊNCIA. A.12.a Tábua Entrada em Invalidez: LIGHT A.12.b Observação sobre a Tábua de Entrada em Invalidez: FORTE A.13 Outras Tábuas Biométricas Utilizadas: A.14 Hipóteses sobre Composição de Família de Pensionistas: Hx - ESTRUTURA FAMILIAR INFORMADA PARA OS ASSISTIDOS E EXPERIÊNCIA ATUAS PARA OS BENEFÍCIOS DE PENSÃO A CONCEDER AOS PARTICIPANTES ATIVOS A.15 Outras Hipóteses não Referidas Anteriormente: TÁBUA DE MORBIDEZ - EXPERIÊNCIA ATUAS

9 8 INFORMAÇÕES GERAIS A.16 Quantidade de Participante Ativo do Sexo Feminino: 925 A.17 Quantidade de Participante Ativo do Sexo Masculino: 821 A.18 Tempo Médio de filiação ao Plano: 23,73 A.19 Salário de Participação Médio: R$ 4.443,19 A.20 Quantidade de Participantes Autopatrocinados: 14 A.21 Idade Média de Participantes Autopatrocinados: 47,86 A.22 Quantidade de Participantes Assistidos: A.23 Folha de Salário de Participação: R$ ,00 A.24 Quantidade de Aposentadorias Especiais: 0 A.25 Complementação Média de Aposentadorias Especiais: R$ 0,00 A.26 Idade Média de Aposentadorias Especiais: 0,00 A.27 Quantidade de Aposentadorias: A.28 Complementação Média de Aposentadorias: R$ 3.883,93 A.29 Idade Média de Aposentadorias: 62,00 A.30 Quantidade de Aposentadorias por invalidez: 507 A.31 Complementação Média de Aposentadorias por Invalidez: R$ 1.742,36 A.32 Idade Média de Aposentadorias por Invalidez: 54,26 A.33 Quantidade de Pensões: 654 A.34 Complementação Média das Pensões: R$ 2.371,45 A.35 Quantidade de Benefícios Diferidos: 207 A.36 Complementação Média de Benefícios Diferidos: R$ ,85 A.37 Quantidade de Outros Benefícios Vitálicios (1): 0 A.38 Complementação Média de Outros Benefícios Vitálicios(1): R$ 0,00 A.39 Quantidade de Outros Benefícios Vitálicios(2): 0 A.40 Complementação Média de Outros Benefícios Vitálicios(2): R$ 0,00 A.41 Observações: CAMPO A1- INDEXADOR: INPC/IGP-M. CAMPO A2-0% A.A. PARA OS PARTICIPANTES AUTOPATROCINADOS E TABELA FUNBEP PARA OS DEMAIS PARTICIPANTES. CAMPO A14-ESTRUTURA FAMILIAR INFORMADA PARA OS ASSISTIDOS E EXPERIÊNCIA ATUAS PARA OS BENEFÍCIOS DE PENSÃO A CONCEDER AOS PARTICIPANTES ATIVOS. CAMPOS: A16, A17, A18, A19 E A23-INCLUI O AUTOPATROCINADO. CAMPO A36-VALOR A SER DEFINIDO POR OCASIÃO DO INÍCIO DO BENEFÍCIO. CORRESPONDE AO MONTANTE MÉDIO. JÁ CONTEMPLA REAJUSTES A CONCEDER.

10 9 PARECER ATUARIAL Cumpre-nos declarar que, depois de reavaliarmos as Provisões Matemáticas do Plano de Benefícios administrado por essa Entidade, observados critérios aceitos internacionalmente, conforme demonstrado a seguir, e de examinarmos o Balanço e o Demonstrativo de Resultados correspondentes, levantados em 31/12/2010, verificamos terem sido atendidas todas as exigências pertinentes aos aspectos atuariais: Valores em R$ 1,00 - Benefícios Concedidos R$ ,65 - Contribuição Definida R$ 0,00 - Saldo de Contas dos Assistidos R$ 0,00 - Benefício Definido Estruturado em Regime de Capitalização R$ ,65 - Valor Atual dos Benefícios Futuros Programados Assistidos R$ ,99 - Valor Atual dos Benefícios Futuros Não Programados Assistidos R$ ,66 - Benefícios a Conceder R$ ,99 - Contribuição Definida R$ 0,00 - Saldo de Contas Parcela Patrocinador(es)/Instituidor(es) R$ 0,00 - Saldo de Contas Parcela Participantes R$ 0,00 - Benefício Definido estruturado em Regime de Capitalização Programado R$ ,61 - Valor Atual dos Benefícios Futuros Programados R$ ,28 - Valor Atual das Contribuições Futuras dos Patrocinadores R$ ( ,56) - Valor Atual das Contribuições Futuras dos Participantes R$ ( ,11) - Benefício Definido Estruturado em Regime de Capitalização Não Programado R$ ,38 - Valor Atual dos Benefícios Futuros Não Programados R$ ,05 - Valor Atual das Contribuições Futuras dos Patrocinadores R$ ( ,69) - Valor Atual das Contribuições Futuras dos Participantes R$ ( ,98) - Benefício Definido Estruturado em Regime de Repartição de Capitais de Cobertura R$ 0,00 - Benefício Definido Estruturado em Regime de Repartição Simples R$ 0,00 - Provisões Matemáticas a Constituir R$ 0,00 - Serviço Passado R$ 0,00 - Patrocinador(es) R$ 0,00 - Participantes R$ 0,00 - Déficit Equacionado R$ 0,00 - Patrocinador(es) R$ 0,00 - Participantes R$ 0,00 - Assistidos R$ 0,00 - Por Ajustes das Contribuições Extraordinárias R$ 0,00 - Patrocinador(es) R$ 0,00 - Participantes R$ 0,00 - Assistidos R$ 0,00 - Total das Provisões Matemáticas R$ ,64 Observamos, ainda, que: BASE DE DADOS: Os dados dos participantes e assistidos, posicionados em 31/10/2010, cuja responsabilidade sobre a veracidade e completitude das informações prestadas é inteiramente da entidade, patrocinadora e de seus representantes legais, foram analisados e criticados pela Entidade, tendo sido considerados aceitáveis para a realização da avaliação atuarial. O total de participantes ativos do Plano é igual a 1.746, sendo 821 do sexo masculino e 925 do feminino. A idade média dos participantes ativos é igual a 47,74 anos e o tempo médio de serviço faltante para aposentadoria normal, ponderado pelo valor estimado do benefício de aposentadoria, igual a 8,06 anos. O total de participantes aposentados, inclusive os 5 com benefícios suspensos, é de O total de participantes em período de aguardo de benefício é de 207 e os grupos familiares recebendo benefício de pensão, inclusive 1 benefício suspenso, é igual a 654. Considerando a tábua de mortalidade geral adotada na avaliação atuarial, apuramos que os participantes aposentados apresentam

11 10 uma expectativa média de vida, ponderada pelo valor do benefício, de 22,88 anos. PLANO DE BENEFÍCIOS: PARECER ATUARIAL O Plano de Benefícios encontra-se fechado à adesão de novos participantes desde 14/04/1998 e o Regulamento em vigor é o aprovado pela Portaria n.º 2.100, de 26/02/2008. Este plano não é complementar aos benefícios concedidos pela Previdência Oficial, observando as recomendações contidas no expediente da diretoria da Entidade, FUNBEP/GEPRE AVALIAÇÃO ATUARIAL: Este parecer se refere à avaliação atuarial desenvolvida considerando o disposto no Regulamento vigente. À semelhança do exercício anterior, o compromisso do plano foi dimensionado segundo os regimes de: - Repartição Simples: Auxílio-Doença e Auxílio-Funeral por falecimento de Participante; - Capitalização (Método Agregado): Demais Benefícios. Conforme recomendação dos Patrocinadores e da Entidade, os estudos atuariais foram desenvolvidos considerando as seguintes hipóteses atuariais: - Hipóteses Financeiras: Taxa Real Anual de Juros: 5,5% a.a.; Indexador: INPC/IGP-M; Projeção de Crescimento Real de Salário: 0% a.a. para os participantes autopatrocinados e Tabela FUNBEP para os demais participantes; Projeção de Crescimento Real dos Benefícios do Plano: 0% a.a.; Projeção de Crescimento Real do Maior Salário de Benefício do INSS: Não Aplicável; Fator de Determinação do Valor Real ao longo do Tempo: - dos Salários: 0,98; - dos Benefícios da Entidade: 0,98; - dos Benefícios do INSS: Não Aplicável. - Hipóteses Biométricas: Tábua de Mortalidade Geral: AT-2000 NB (MALE/FEMALE); Tábua de Mortalidade de Inválidos: AT-2000 NB (MALE/FEMALE); Tábua de Entrada em Invalidez: Light Forte. - Hipótese sobre Rotatividade: 0% a.a. para os participantes autopatrocinados e Experiência ITAÚ 2003/2004, para os demais participantes, sendo que desses participantes, 56% deverão optar pelo Resgate e 44% pelo BPD; - Hipótese sobre Gerações Futuras de Novos Entrados: 0% a.a.; - Hipótese sobre Composição de Família de Pensionistas: estrutura familiar informada para os assistidos e experiência ATUAS para os benefícios de pensão a conceder aos participantes ativos. Foram adotadas as hipóteses indicadas pelo FUNBEP, tendo em vista sua compatibilidade com a legislação vigente. As justificativas da escolha constam de documento específico. Utilizamos ainda, a experiência ATUAS para determinação dos compromissos de Auxílio-Doença. Foram mantidas as hipóteses, regimes financeiros e métodos utilizados no exercício anterior, à exceção de: - Taxa Real Anual de Juros: 5,5% a.a., em substituição ao 6% a.a.; - Tábua de Mortalidade Geral: AT-2000 NB (Segregada por sexo), em substituição à AT-83 (Segregada por sexo); - Tábua de Mortalidade de Inválidos: AT-2000 NB (Segregada por sexo), em substituição à AT-83 (Segregada por sexo). RESOLUÇÃO CGPC n.º 18/2006: Apresentamos a seguir comparativo entre o número de ocorrências de morte de válidos, entrada em invalidez, morte de inválidos, observado nos 13 meses posteriores à avaliação anterior realizada em 30/09/2009 e o número esperado de acordo com as hipóteses atuariais adotadas na avaliação atuarial. Ocorridos (*) Estimados (**) Ativos Falecidos 1 5 Ativos Invalidados 7 20 Aposentados Falecidos Aposentados Inválidos Falecidos 8 2 (*) Fonte: FUNBEP;

12 (**) Bases Técnicas do exercício anterior. Esclarecemos que as incidências de mortalidade e invalidez deverão ser continuamente acompanhadas de forma a permitir a adoção de hipóteses aderentes à experiência FUNBEP. PATRIMÔNIO LÍQUIDO: Com base no Balanço do FUNBEP Fundo de Pensão Multipatrocinado, de 31/12/2010, apuramos o Ativo Líquido dos Exigíveis para o Plano de Benefícios FUNBEP I, conforme indicado a seguir: Ativo Bruto... R$ ,26 Exigível Operacional... R$ ,83 Exigível Contingencial... R$ ,11 Fundos... R$ ,07 Ativo Líquido dos Exigíveis... R$ ,25 Esclarecemos que não fizemos qualquer análise relativamente ao Ativo Líquido do Plano. SITUAÇÃO DO PLANO: O detalhamento quanto aos resultados está demonstrado no Relatório Atuarial 01/2010. Por tratar-se de plano concebido na modalidade de Benefício Definido, poderá ter seu custo modificado em decorrência de, por exemplo: a) comportamento da evolução salarial; b) desligamento de participantes; c) rentabilidade incompatível com a esperada. No fechamento do exercício, em 31/12/2010, o

13 11 PARECER ATUARIAL plano encontrava-se equilibrado. Prontos para quaisquer esclarecimentos adicionais que se fizerem necessários. Atenciosamente, Carlos Renato Azevedo Atuário MIBA 1375 LOCAL E DATA ASS. ATUÁRIO - MTb Nº 1375 CIENTE NOME: CARGO: ASS. REPRESENTANTE DA ENTIDADE ASS. REPRESENTANTE DA PATROCINADORA / NOME CARGO ASS. REPRESENTANTE DA PATROCINADORA / NOME CARGO ASS. REPRESENTANTE DA PATROCINADORA / NOME CARGO ASS. REPRESENTANTE DA PATROCINADORA / NOME CARGO ASS. REPRESENTANTE DA PATROCINADORA / NOME CARGO

14 12 CIENTE ASS. REPRESENTANTE DA PATROCINADORA / NOME CARGO

ENTIDADE DADOS DOS PLANOS 8- ÚLTIMA ALTERAÇÃO

ENTIDADE DADOS DOS PLANOS 8- ÚLTIMA ALTERAÇÃO FOLHA DE ENCAMINHAMENTO DO 1 ENTIDADE 4- NÚMERO DE PLANOS: 2 5- PLANOS 6- APROVAÇÃO 7- INÍCIO DADOS DOS PLANOS 8- ÚLTIMA ALTERAÇÃO 9- VALOR DE RESGATE 10- NÚMERO DE EMPREGADOS 11- FOLHA SALÁRIO DA PATROCINADORA

Leia mais

ENTIDADE DADOS DOS PLANOS 8- ÚLTIMA ALTERAÇÃO

ENTIDADE DADOS DOS PLANOS 8- ÚLTIMA ALTERAÇÃO FOLHA DE ENCAMINHAMENTO DO 1 ENTIDADE 4- NÚMERO DE PLANOS: 3 5- PLANOS 6- APROVAÇÃO 7- INÍCIO DADOS DOS PLANOS 8- ÚLTIMA ALTERAÇÃO 9- VALOR DE RESGATE 10- NÚMERO DE EMPREGADOS 11- FOLHA SALÁRIO DA PATROCINADORA

Leia mais

ENTIDADE DADOS DOS PLANOS 8- ÚLTIMA ALTERAÇÃO

ENTIDADE DADOS DOS PLANOS 8- ÚLTIMA ALTERAÇÃO FOLHA DE ENCAMINHAMENTO DO 1 ENTIDADE 4- NÚMERO DE PLANOS: 3 5- PLANOS 6- APROVAÇÃO 7- INÍCIO DADOS DOS PLANOS 8- ÚLTIMA ALTERAÇÃO 9- VALOR DE RESGATE 10- NÚMERO DE EMPREGADOS 11- FOLHA SALÁRIO DA PATROCINADORA

Leia mais

ENTIDADE DADOS DOS PLANOS 1- SIGLA: SUPREV 2- CÓDIGO: 00984 3- RAZÃO SOCIAL: SUPREV-FUNDACAO MULTIPATROCINADA SUPLEMENTAÇAO PREVIDENCIARIA

ENTIDADE DADOS DOS PLANOS 1- SIGLA: SUPREV 2- CÓDIGO: 00984 3- RAZÃO SOCIAL: SUPREV-FUNDACAO MULTIPATROCINADA SUPLEMENTAÇAO PREVIDENCIARIA FOLHA DE ENCAMINHAMENTO DO 1 ENTIDADE 4- NÚMERO DE PLANOS: 8 5- PLANOS 6- APROVAÇÃO 7- INÍCIO 19.810.009-92 - PLANO DE BENEFÍCIOS N.º 001 - BROOKLYN 12- OBSERVAÇÕES: ENTIDADE DADOS DOS PLANOS 8- ÚLTIMA

Leia mais

Renda Vitalícia por Aposentadoria por SRB - INSS Benefício Definido Capitalização Crédito Unitário Projetado Invalidez (1)

Renda Vitalícia por Aposentadoria por SRB - INSS Benefício Definido Capitalização Crédito Unitário Projetado Invalidez (1) PARECER ATUARIAL PLANO DE BENEFÍCIOS REB 1998 AVALIAÇÃO ANUAL 2005 Fl. 1/6 ENTIDADE SIGLA: FUNCEF 1 CÓDIGO: 01523 2 RAZÃO SOCIAL: FUNCEF-FUNDAÇÃO DOS ECONOMIÁRIOS FEDERAIS 18 3 PLANO NOME DO PLANO: REB

Leia mais

ENTIDADE DADOS DOS PLANOS 1- SIGLA: FUSESC 2- CÓDIGO: 00552 3- RAZÃO SOCIAL: FUNDACAO CODESC DE SEGURIDADE SOCIAL 4- NÚMERO DE PLANOS: 3

ENTIDADE DADOS DOS PLANOS 1- SIGLA: FUSESC 2- CÓDIGO: 00552 3- RAZÃO SOCIAL: FUNDACAO CODESC DE SEGURIDADE SOCIAL 4- NÚMERO DE PLANOS: 3 FOLHA DE ENCAMINHAMENTO DO 1 ENTIDADE 4- NÚMERO DE PLANOS: 3 5- PLANOS 6- APROVAÇÃO 7- INÍCIO 20.020.006-38 - PLANO DE BENEFÍCIOS MULTIFUTURO I 12- OBSERVAÇÕES: ENTIDADE DADOS DOS PLANOS 8- ÚLTIMA ALTERAÇÃO

Leia mais

ENTIDADE DADOS DOS PLANOS

ENTIDADE DADOS DOS PLANOS FOLHA DE ENCAMINHAMENTO DO 1 ENTIDADE 4- NÚMERO DE PLANOS: 1 5- PLANOS 6- APROVAÇÃO 7- INÍCIO 20.050.042-11 - PLANO PREVER DADOS DOS PLANOS 8- ÚLTIMA ALTERAÇÃO 9- VALOR DE RESGATE 10- NÚMERO DE EMPREGADOS

Leia mais

SECRETARIA DE PREVIDÊNCIA COMPLEMENTAR FOLHA DE ENCAMINHAMENTO DO DEMONSTRATIVO DOS RESULTADOS DA AVALIAÇÃO ATUARIAL DOS PLANOS DE BENEFÍCIOS

SECRETARIA DE PREVIDÊNCIA COMPLEMENTAR FOLHA DE ENCAMINHAMENTO DO DEMONSTRATIVO DOS RESULTADOS DA AVALIAÇÃO ATUARIAL DOS PLANOS DE BENEFÍCIOS FOLHA DE ENCAMINHAMENTO DO DEMONSTRATIVO DOS RESULTADOS DA AVALIAÇÃO ATUARIAL DOS PLANOS DE BENEFÍCIOS ENTIDADE RAZÃO SOCIAL: FUNDAÇÃO BANESTES DE SEGURIDADE SOCIAL 3 DADOS DOS PLANOS NÚMERO DE PLANOS:

Leia mais

DEMONSTRAÇÃO ATUARIAL ENTIDADE: ELETRA

DEMONSTRAÇÃO ATUARIAL ENTIDADE: ELETRA DA transmitida à Previc em 27/03/2013 às 11:10:46 Número do protocolo: 005262 INFORMAÇÕES CADASTRAIS ENTIDADE Código: 0134-5 CNPJ: 02.884.385/0001-22 Sigla: ELETRA Razão Social: ELETRA FUNDACAO CELG DE

Leia mais

DEMONSTRAÇÃO ATUARIAL ENTIDADE: ELETRA

DEMONSTRAÇÃO ATUARIAL ENTIDADE: ELETRA DA transmitida à Previc em 27/03/2013 às 11:08:58 Número do protocolo: 005549 INFORMAÇÕES CADASTRAIS ENTIDADE Código: 0134-5 CNPJ: 02.884.385/0001-22 Sigla: ELETRA Razão Social: ELETRA FUNDACAO CELG DE

Leia mais

DEMONSTRAÇÃO ATUARIAL

DEMONSTRAÇÃO ATUARIAL ENTIDADE: [49.323.025/0001-15] SUPREV-FUNDACAO MULTIPATROCINADA DE SUPLEMENTACAO PREV PLANO DE BENEFÍCIOS: MOTIVO: DATA DA AVALIAÇÃO: [1985.0012-92] PB USIBA ENCERRAMENTO DE EXERCÍCIO 31/12/2014 Atuário

Leia mais

DEMONSTRAÇÃO ATUARIAL

DEMONSTRAÇÃO ATUARIAL [29.959.574/0001-73] FUNDACAO DE PREVIDENCIA DOS SERVIDORES DO IRB PLANO DE BENEFÍCIOS: MOTIVO: DATA DA AVALIAÇÃO: TIPO: RETIFICADORA: [1977.0001-18] PLANO A ENCERRAMENTO DE EXERCÍCIO 31/12/2012 COMPLETA

Leia mais

DEMONSTRAÇÃO ATUARIAL

DEMONSTRAÇÃO ATUARIAL ENTIDADE: [01.541.775/0001-37] HP PREV SOCIEDADE PREVIDENCIARIA PLANO DE BENEFÍCIOS: MOTIVO: DATA DA AVALIAÇÃO: [1996.0026-19] PLANO HP PREV ENCERRAMENTO DE EXERCÍCIO 31/12/2014 Atuário Responsável MIRIA

Leia mais

DEMONSTRAÇÃO ATUARIAL

DEMONSTRAÇÃO ATUARIAL ENTIDADE: [07.083.033/0001-91] CABEC-CAIXA DE PREVIDENCIA PRIVADA DO BEC PLANO DE BENEFÍCIOS: MOTIVO: DATA DA AVALIAÇÃO: [1979.0019-11] BD ENCERRAMENTO DE EXERCÍCIO 31/12/2011 Atuário Responsável VICENTE

Leia mais

Demonstração do Ativo Líquido por Plano de Benefícios - Visão Telest Celular

Demonstração do Ativo Líquido por Plano de Benefícios - Visão Telest Celular Demonstração do Ativo Líquido por Plano de Benefícios Visão Telest Celular Exercício: 2013 e 2012 dezembro R$ Mil Descrição 2013 2012 Variação (%) Relatório Anual 2013 Visão Prev 1. Ativos Recebível Investimento

Leia mais

DEMONSTRAÇÃO ATUARIAL

DEMONSTRAÇÃO ATUARIAL ENTIDADE: [83.564.443/0001-32] FUNDACAO CODESC DE SEGURIDADE SOCIAL PLANO DE BENEFÍCIOS: MOTIVO: DATA DA AVALIAÇÃO: [2002.0046-92] MULTIFUTURO II ENCERRAMENTO DE EXERCÍCIO 31/12/2013 Atuário Responsável

Leia mais

ENTIDADE DADOS DOS PLANOS

ENTIDADE DADOS DOS PLANOS FOLHA DE ENCAMINHAMENTO DO 1 ENTIDADE 4- NÚMERO DE PLANOS: 1 5- PLANOS 6- APROVAÇÃO 7- INÍCIO 20.050.042-11 - PLANO PREVER DADOS DOS PLANOS 8- ÚLTIMA ALTERAÇÃO 9- VALOR DE RESGATE 10- NÚMERO DE EMPREGADOS

Leia mais

Cafbep - Plano Prev-Renda 1

Cafbep - Plano Prev-Renda 1 Cafbep - Plano Prev-Renda 1 Parecer Atuarial Para fins da avaliação atuarial referente ao exercício de 2013 do Plano Prev-Renda da Cafbep Caixa de Previdência e Assistência aos Funcionários do Banco do

Leia mais

Demonstração do Ativo Líquido por Plano de Benefícios - PBS Telesp Celular Exercício: 2013 e 2012 - dezembro - R$ Mil

Demonstração do Ativo Líquido por Plano de Benefícios - PBS Telesp Celular Exercício: 2013 e 2012 - dezembro - R$ Mil Demonstração do Ativo Líquido por Plano de Benefícios PBS Telesp Celular Exercício: 203 e 202 dezembro R$ Mil Descrição 203 202 Variação (%) Relatório Anual 203 Visão Prev. Ativos Disponível Recebível

Leia mais

DEMONSTRAÇÃO ATUARIAL

DEMONSTRAÇÃO ATUARIAL ENTIDADE: [02.884.385/0001-22] ELETRA FUNDACAO CELG DE SEGUROS E PREVIDENCIA PLANO DE BENEFÍCIOS: MOTIVO: DATA DA AVALIAÇÃO: [2000.0069-65] PLANO CELGPREV ENCERRAMENTO DE EXERCÍCIO 31/12/2011 Atuário Responsável

Leia mais

ENTIDADE DADOS DOS PLANOS

ENTIDADE DADOS DOS PLANOS FOLHA DE ENCAMINHAMENTO DO 1 ENTIDADE 1- SIGLA: OABPREV 2- CÓDIGO: 04501 4- NÚMERO DE PLANOS: 1 5- PLANOS 6- APROVAÇÃO 7- INÍCIO 20.070.021-83 - PLANO DE BENEFÍCIOS PREVIDENCIÁRIOS DO ADVOGADO - PREV DADOS

Leia mais

DEMONSTRAÇÃO ATUARIAL

DEMONSTRAÇÃO ATUARIAL ENTIDADE: [00.469.585/0001-93] FACEB - FUNDACAO DE PREVIDENCIA DOS EMPREGADOS DA CEB PLANO DE BENEFÍCIOS: MOTIVO: DATA DA AVALIAÇÃO: [2006.0068-11] CEBPREV ENCERRAMENTO DE EXERCÍCIO 31/12/2013 Atuário

Leia mais

Relatório anual do Plano de Benefícios Multifuturo I

Relatório anual do Plano de Benefícios Multifuturo I Relatório anual do Plano de Benefícios Multifuturo I Pareceres PARECER ATUARIAL DA AVALIAÇÃO REALIZADA EM 31/12/2009 Considerações iniciais O presente parecer tem por objetivo apresentar nossas considerações

Leia mais

JESSÉ MONTELLO Serviços Técnicos em Atuária e Economia Ltda.

JESSÉ MONTELLO Serviços Técnicos em Atuária e Economia Ltda. PARECER ATUARIAL V.1- Custos para o exercício seguinte em relação ao anterior: 1) A aplicação da metodologia de cálculo atuarial estabelecida para o plano de benefícios da FUNCASAL, utilizando as hipóteses

Leia mais

DEMONSTRAÇÃO ATUARIAL

DEMONSTRAÇÃO ATUARIAL ENTIDADE: PLANO DE BENEFÍCIOS: MOTIVO: DATA DA AVALIAÇÃO: [01.182.491/0001-00] OABPREV-RS - FUNDO DE PENSAO MULTIPATROCINADO DA ORDEM DOS ADVOGADOS DO BRASIL, SECCIONAL DO RIO GRANDE DO SUL [2006.0013-29]

Leia mais

DEMONSTRAÇÃO ATUARIAL

DEMONSTRAÇÃO ATUARIAL ENTIDADE: [01.225.861/0001-30] REGIUS SOCIEDADE CIVIL DE PREVIDENCIA PRIVADA PLANO DE BENEFÍCIOS: MOTIVO: DATA DA AVALIAÇÃO: [2012.0017-18] PB CD-02 ENCERRAMENTO DE EXERCÍCIO 31/12/2014 Atuário Responsável

Leia mais

DEMONSTRAÇÃO ATUARIAL

DEMONSTRAÇÃO ATUARIAL ENTIDADE: [10.530.382/0001-19] FUNDO DE PREVIDENCIA COMPLEMENTAR DA ASSEMBLEIA LEGISLATIVA DO ESTADO DE PERNAMBUCO-ALEPEPREV PLANO DE BENEFÍCIOS: MOTIVO: DATA DA AVALIAÇÃO: [2008.0048-56] ALEPEPREV ENCERRAMENTO

Leia mais

DEMONSTRAÇÃO ATUARIAL

DEMONSTRAÇÃO ATUARIAL ENTIDADE: [49.323.025/0001-15] SUPREV-FUNDACAO MULTIPATROCINADA DE SUPLEMENTACAO PREV PLANO DE BENEFÍCIOS: MOTIVO: DATA DA AVALIAÇÃO: [1990.0016-29] PLANO DE BENEFÍCIOS BD ENCERRAMENTO DE EXERCÍCIO 31/12/2014

Leia mais

9- VALOR 6- 8- ÚLTIMA 7- INÍCIO DE RESGATE SALÁRIO DA 5- PLANOS 19.980.014-74 - PLANO DE 35% DA MEDIA SALARIAL R$ 440.797,11 8.441 R$ 281.990.

9- VALOR 6- 8- ÚLTIMA 7- INÍCIO DE RESGATE SALÁRIO DA 5- PLANOS 19.980.014-74 - PLANO DE 35% DA MEDIA SALARIAL R$ 440.797,11 8.441 R$ 281.990. FOLHA DE ENCAMINHAMENTO DO DEMONSTRATIVO DOS RESULTADOS DA AVALIAÇÃO ATUARIAL DOS PLANOS ENTIDADE DADOS DOS PLANOS 4- NÚMERO DE PLANOS: 4 5- PLANOS 19.980.014-74 - PLANO DE 35% DA MEDIA SALARIAL 9- VALOR

Leia mais

Demonstração do Ativo Líquido por Plano de Benefícios - Vivo Prev

Demonstração do Ativo Líquido por Plano de Benefícios - Vivo Prev Demonstração do Ativo Líquido por Plano de Benefícios Vivo Prev Exercício: 2013 e 2012 dezembro R$ Mil Descrição 2013 2012 Variação (%) Relatório Anual 2013 Visão Prev 1. Ativos Disponível Recebível Investimento

Leia mais

PARECER ATUARIAL 2014

PARECER ATUARIAL 2014 PARECER ATUARIAL 2014 Plano de Benefícios 1 Plano de Benefícios PREVI Futuro 1. OBJETIVO 1.1. O presente Parecer Atuarial tem por objetivo informar sobre a qualidade da base cadastral, as premissas atuariais,

Leia mais

ANEXO DE METAS FISCAIS AVALIAÇÃO DA SITUAÇÃO FINANCEIRA E ATUARIAL. (Artigo 4º 2º, inciso IV, alínea a da Lei Complementar nº 101/2000)

ANEXO DE METAS FISCAIS AVALIAÇÃO DA SITUAÇÃO FINANCEIRA E ATUARIAL. (Artigo 4º 2º, inciso IV, alínea a da Lei Complementar nº 101/2000) ANEXO DE METAS FISCAIS AVALIAÇÃO DA SITUAÇÃO FINANCEIRA E ATUARIAL (Artigo 4º 2º, inciso IV, alínea a da Lei Complementar nº 101/2000) PLANO DE PREVIDÊNCIA SOCIAL DOS SERVIDORES MUNICIPAIS DE LONDRINA

Leia mais

Página 1 de 7 Demonstrativo de Resultados da Avaliação Atuarial - 2014 RJ - PREFEITURA MUNICIPAL DE VOLTA REDONDA CNPJ : 32512501000143 SIAFI : 985925 Cadastro de Nome do Plano : Plano Previdenciário QUADRO

Leia mais

DEMONSTRAÇÃO ATUARIAL

DEMONSTRAÇÃO ATUARIAL ENTIDADE: [08.071.645/0001-27] CIASPREV - CENTRO DE INTEGRACAO E ASSISTENCIA AOS SERVIDORES PUBLICOS PREVIDENCIA PRIVADA PLANO DE BENEFÍCIOS: MOTIVO: DATA DA AVALIAÇÃO: [2005.0049-11] PREVINA ENCERRAMENTO

Leia mais

Rio de Janeiro, 14 de fevereiro de 2014.

Rio de Janeiro, 14 de fevereiro de 2014. Rio de Janeiro, 14 de fevereiro de 2014. STEA:- 80/2014/153 Ilma. Sra. Dra. Jussara Carvalho Salustino M.D. Diretora Presidente da ECOS Ref:- Parecer Atuarial sobre o Balanço de 31/12/2013 Plano BD Prezada

Leia mais

Demonstração do Ativo Líquido por Plano de Benefícios - Visão Multi

Demonstração do Ativo Líquido por Plano de Benefícios - Visão Multi Demonstração do Ativo Líquido por Plano de Benefícios Visão Multi Exercício: 013 e 01 dezembro R$ Mil Descrição 013 01 Variação (%) Relatório Anual 013 Visão Prev 1. Ativos Recebível Investimento Ações

Leia mais

Regius - Plano de Benefícios 03 1

Regius - Plano de Benefícios 03 1 Regius - Plano de Benefícios 03 1 Parecer Atuarial Avaliamos atuarialmente o Plano de Benefícios 03 da Regius Sociedade Civil de Previdência Privada em 31/12/2010, com o objetivo de identificar sua situação

Leia mais

PARECER ATUARIAL Exercício de 2014. INERGUS Instituto ENERGIPE de Seguridade Social

PARECER ATUARIAL Exercício de 2014. INERGUS Instituto ENERGIPE de Seguridade Social PARECER ATUARIAL Exercício de 2014 INERGUS Instituto ENERGIPE de Seguridade Social Plano de Benefícios PCD INERGUS Março de 2015 1 PARECER ATUARIAL Avaliamos atuarialmente o Plano de Benefícios PCD INERGUS

Leia mais

Plano de Benefícios 1 Plano de Benefícios PREVI Futuro Carteira de Pecúlios CAPEC

Plano de Benefícios 1 Plano de Benefícios PREVI Futuro Carteira de Pecúlios CAPEC Relatório PREVI 2013 Parecer Atuarial 2013 74 Plano de Benefícios 1 Plano de Benefícios PREVI Futuro Carteira de Pecúlios CAPEC 1 OBJETIVO 1.1 O presente Parecer Atuarial tem por objetivo informar sobre

Leia mais

Apresentação. Lembrando que esta cartilha não substitui o regulamento do Plano BD Eletrobrás, recomendamos a leitura atenta do referido regulamento.

Apresentação. Lembrando que esta cartilha não substitui o regulamento do Plano BD Eletrobrás, recomendamos a leitura atenta do referido regulamento. Apresentação A Lei Nº 11.053, de 29.12.2004, faculta aos participantes de Planos de Previdência Complementar, estruturados na modalidade de Contribuição Definida (CD), como é o caso do novo Plano CD Eletrobrás,

Leia mais

Parecer Atuarial. Cadastro. Características do Plano. Hipóteses Atuariais

Parecer Atuarial. Cadastro. Características do Plano. Hipóteses Atuariais Parecer Atuarial Avaliamos atuarialmente o Plano PREV-RENDA da CAFBEP Caixa de Previdência e Assistência aos Funcionários do Banco do Estado do Pará, patrocinado pelo BANPARÁ com o objetivo de identificar

Leia mais

ENTIDADE DADOS DOS PLANOS

ENTIDADE DADOS DOS PLANOS FOLHA DE ENCAMINHAMENTO DO DEMONSTRATIVO DOS RESULTADOS DA AVALIAÇÃO ATUARIAL DOS PLANOS DE BENEFÍCIOS 1- SIGLA: BUNGEPREV 2- CÓDIGO: 3861 3- RAZÃO SOCIAL: BUNGEPREV - Fundo Múltiplo de Prev idência Priv

Leia mais

DEMONSTRAÇÃO ATUARIAL

DEMONSTRAÇÃO ATUARIAL ENTIDADE: [05.054.648/0001-64] CX DE PREV E ASSIS AOS FUNC DO B EST DO PARA SA CAFBEP PLANO DE BENEFÍCIOS: MOTIVO: DATA DA AVALIAÇÃO: [2002.0009-56] PREV-RENDA ENCERRAMENTO DE EXERCÍCIO 31/12/2014 Atuário

Leia mais

DEMONSTRAÇÃO ATUARIAL

DEMONSTRAÇÃO ATUARIAL [02.884.385/0001-22] FUNDACAO CELG DE SEGUROS E PREVIDENCIA MOTIVO: DATA DA AVALIAÇÃO: OUTROS 30/04/2015 Atuário Responsável DANIEL PEREIRA DA SILVA MIBA: 1146 MTE: 1146 DA transmitida à Previc em 29/05/2015

Leia mais

Cartilha do Participante

Cartilha do Participante Benefício definido (Eletra 01) BENEFICIO DEFINIDO Cartilha do Participante Introdução A ELETRA Fundação Celg de Seguros e Previdência é uma entidade fechada de previdência privada, de fins previdenciários

Leia mais

demonstração da Mutação do ativo Líquido

demonstração da Mutação do ativo Líquido Período: dezembro de 2010 R$ mil demonstração da Mutação do ativo Líquido Visão ATelecom Descrição 2010 A) Ativo Líquido - Início do Exercício 2.207 1. Adições 4.979 (+) Contribuições 4.727 (+) Resultado

Leia mais

GLOSSÁRIO DE TERMOS TÉCNICOS ATUARIAIS

GLOSSÁRIO DE TERMOS TÉCNICOS ATUARIAIS GLOSSÁRIO DE TERMOS TÉCNICOS ATUARIAIS A Abono Anual: Pagamento da 13ª (décima terceira) parcela anual do benefício de renda continuada. Abono de Natal: (v. Abono Anual). Administrador Especial: Pessoa

Leia mais

FUNDAÇÃO LIBERTAS DE SEGURIDADE SOCIAL

FUNDAÇÃO LIBERTAS DE SEGURIDADE SOCIAL FUNDAÇÃO LIBERTAS DE SEGURIDADE SOCIAL Avaliação Atuarial Especial de Setembro PLANO DE BENEFÍCIOS 2 - RP2 MINASCAIXA CNPB 1979.0034-83 Relatório 119/13 Outubro/2013 1 ÍNDICE 1.1 OBJETIVO DA AVALIAÇÃO

Leia mais

DEMONSTRAÇÃO ATUARIAL

DEMONSTRAÇÃO ATUARIAL [02.884.385/0001-22] FUNDACAO CELG DE SEGUROS E PREVIDENCIA MOTIVO: DATA DA AVALIAÇÃO: OUTROS 30/04/2015 Atuário Responsável DANIEL PEREIRA DA SILVA MIBA: 1146 MTE: 1146 DA transmitida à Previc em 29/05/2015

Leia mais

Cartilha do Participante

Cartilha do Participante FACEAL Fundação Ceal de Assistência Social e Previdência Cartilha do Participante Manual de Perguntas e Respostas Plano Faceal CD Prezado leitor, A FACEAL apresenta esta cartilha de perguntas e respostas

Leia mais

Demonstração do Ativo Líquido por Plano de Benefícios - Visão Celular CRT

Demonstração do Ativo Líquido por Plano de Benefícios - Visão Celular CRT Demonstrações Financeiras Relatório Anual 04 Visão Prev Demonstração do Ativo Líquido por Plano de Benefícios Visão Celular CRT Período: 04 e 03 dezembro R$ Mil Descrição 04 03 Variação (%). Ativos.85.769

Leia mais

PARECER ATUARIAL Exercício de 2014. INERGUS Instituto ENERGIPE de Seguridade Social. Plano de Origem - BD. Março de 2015

PARECER ATUARIAL Exercício de 2014. INERGUS Instituto ENERGIPE de Seguridade Social. Plano de Origem - BD. Março de 2015 PARECER ATUARIAL Exercício de 2014 INERGUS Instituto ENERGIPE de Seguridade Social Plano de Origem - BD Março de 2015 1 PARECER ATUARIAL Avaliamos atuarialmente o Plano de Benefícios Previdenciários do

Leia mais

DEMONSTRAÇÃO ATUARIAL

DEMONSTRAÇÃO ATUARIAL ENTIDADE: [82.956.996/0001-78] FUNDACAO CELESC DE SEGURIDADE SOCIAL PLANO DE BENEFÍCIOS: MOTIVO: DATA DA AVALIAÇÃO: [1996.0051-38] MISTO ENCERRAMENTO DE EXERCÍCIO 31/12/2014 Atuário Responsável JOSE ROBERTO

Leia mais

SOLUÇÕES NA MEDIDA CERTA PARA VOCÊ

SOLUÇÕES NA MEDIDA CERTA PARA VOCÊ SOLUÇÕES NA MEDIDA CERTA PARA VOCÊ PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS ATUARIAIS EM PREVIDÊNCIA COMPLEMENTAR ABERTA E FECHADA REGIMES PRÓPRIOS DE PREVIDÊNCIA PLANOS DE SAÚDE E SERVIÇOS ASSISTENCIAIS SEGUROS DE VIDA

Leia mais

DEMONSTRAÇÃO ATUARIAL

DEMONSTRAÇÃO ATUARIAL ENTIDADE: [18.465.825/0001-47] FUNDACAO DE PREVIDENCIA COMPLEMENTAR DO SERVIDOR PUBLICO DO PODER JUDICIARIO - FUNPRESP-JUD PLANO DE BENEFÍCIOS: MOTIVO: DATA DA AVALIAÇÃO: [2013.0017-38] JUSMP-PREV ENCERRAMENTO

Leia mais

GLOSSÁRIO TERMOS UTILIZADOS PARA FUNDOS DE PENSÃO. ABRAPP. Associação Brasileira das Entidades Fechadas de Previdência

GLOSSÁRIO TERMOS UTILIZADOS PARA FUNDOS DE PENSÃO. ABRAPP. Associação Brasileira das Entidades Fechadas de Previdência GLOSSÁRIO ABRAPP. Associação Brasileira das Entidades Fechadas de Previdência Complementar. ASSISTIDOS. Participante ou Beneficiário(s) em gozo de benefício. ATUÁRIO. Profissional técnico especializado,

Leia mais

NOTA TÉCNICA ATUARIAL. Plano Executivo Federal

NOTA TÉCNICA ATUARIAL. Plano Executivo Federal NOTA TÉCNICA ATUARIAL Plano Executivo Federal do Plano Executivo Federal, administrado pela Fundação de Previdência Complementar do Servidor Público Federal do Poder Executivo (FUNPRESP-EXE). Julho de

Leia mais

PARECER ATUARIAL Exercício de 2014. INERGUS Instituto ENERGIPE de Seguridade Social PLANO SALDADO INERGUS (PSI) Março de 2015

PARECER ATUARIAL Exercício de 2014. INERGUS Instituto ENERGIPE de Seguridade Social PLANO SALDADO INERGUS (PSI) Março de 2015 PARECER ATUARIAL Exercício de 2014 INERGUS Instituto ENERGIPE de Seguridade Social PLANO SALDADO INERGUS (PSI) Março de 2015 1 PARECER ATUARIAL Avaliamos atuarialmente o Plano de Benefícios Previdenciários

Leia mais

SAIBA TUDO SOBRE O PLANO III DE PREVIDÊNCIA PRIVADA!

SAIBA TUDO SOBRE O PLANO III DE PREVIDÊNCIA PRIVADA! SAIBA TUDO SOBRE O PLANO III DE PREVIDÊNCIA PRIVADA! Prezado participante, 2 Brasil Foods Sociedade de Previdência Privada Cartilha Plano III Um dos grandes objetivos da política de recursos humanos de

Leia mais

A... Aceitação Ato de aprovação pela entidade de uma proposta efetuada.

A... Aceitação Ato de aprovação pela entidade de uma proposta efetuada. A... Aceitação Ato de aprovação pela entidade de uma proposta efetuada. Adesão Característica do contrato de previdência privada, relativa ao ato do proponente aderir ao plano de previdência. Administradores

Leia mais

Revisado em 15/08/2011

Revisado em 15/08/2011 CARTILHA DO PLANO MISTO DE BENEFÍCIOS PREVIDENCIÁRIOS Nº 001 Revisado em 15/08/2011 Esta cartilha foi estruturada com perguntas e respostas para apresentar e esclarecer aos Participantes as informações

Leia mais

RELATÓRIO ANUAL RESUMO

RELATÓRIO ANUAL RESUMO RELATÓRIO ANUAL RESUMO 2014 ÍNDICE Despesas Previdenciais e de Investimentos...3 Rentabilidade dos Perfi s de Investimento...3 Investimentos...3 Número de Participantes...4 Resumo do Resultado Atuarial...4

Leia mais

CARTILHA DO PLANO D FUNDAÇÃO DE SEGURIDADE SOCIAL BRASLIGHT

CARTILHA DO PLANO D FUNDAÇÃO DE SEGURIDADE SOCIAL BRASLIGHT CARTILHA DO PLANO D Cartilha - Plano D INTRODUÇÃO Você está recebendo a Cartilha do Plano D. Nela você encontrará um resumo das principais características do plano. O Plano D é um plano moderno e flexível

Leia mais

MSD Prev Sociedade de Previdência Privada Relatório de Auditoria Atuarial Plano de Aposentadoria Deloitte Touche Tohmatsu

MSD Prev Sociedade de Previdência Privada Relatório de Auditoria Atuarial Plano de Aposentadoria Deloitte Touche Tohmatsu MSD Prev Sociedade de Previdência Privada Relatório de Auditoria Atuarial I - ÍNDICE INTRODUÇÃO...2 II - ANÁLISE DO PLANO DE BENEFÍCIOS... 2 III - CADASTRO DE PARTICIPANTES... 5 IV - HIPÓTESES BIOMÉTRICAS,

Leia mais

Plano de Benefícios Visão Telesp Maio/2011

Plano de Benefícios Visão Telesp Maio/2011 Plano de Benefícios Visão Telesp Maio/2011 Índice Quem Somos Estrutura do plano Importância da Previdência Privada. Quanto antes melhor! As regras do plano Canais Visão Prev 2 Visão Prev Entidade fechada

Leia mais

Celgprev CELPREV. Cartilha do Participante. Introdução

Celgprev CELPREV. Cartilha do Participante. Introdução Celgprev CELPREV Cartilha do Participante Introdução A partir de dezembro de 2000, a CELG distribuição, a Celg geração e transmissão, Celgpar e a ELETRA passam a oferecer aos seus empregados o Celgprev:

Leia mais

Introdução à atuária. Universidade de Cuiabá Tangará da Serra Curso: Ciências Contábeis Disciplina: Noções de Atuária

Introdução à atuária. Universidade de Cuiabá Tangará da Serra Curso: Ciências Contábeis Disciplina: Noções de Atuária Universidade de Cuiabá Tangará da Serra Curso: Ciências Contábeis Disciplina: Noções de Atuária Introdução à atuária Aula 01 Prof. Dr. Junio C. Martinez O ATUÁRIO Profissão regulamentada em 03/04/1970

Leia mais

Alterações de Regulamento

Alterações de Regulamento Alterações de Regulamento Síntese das alterações propostas 1. DEFINIÇÕES GERAIS Beneficiários: será excluído o tempo mínimo de união estável com parceiro ou cônjuge para que seja reconhecido como beneficiário

Leia mais

CARTILHA DO PLANO C FUNDAÇÃO DE SEGURIDADE SOCIAL BRASLIGHT

CARTILHA DO PLANO C FUNDAÇÃO DE SEGURIDADE SOCIAL BRASLIGHT CARTILHA DO PLANO C Cartilha do Plano C APRESENTAÇÃO O plano de benefícios previdenciários conhecido como Plano C foi implantado em 1997. O regulamento do Plano C foi adaptado à Lei Complementar nº 109,

Leia mais

Instituto de Previdência e Assistência a Saúde dos Servidores Públicos Municipais

Instituto de Previdência e Assistência a Saúde dos Servidores Públicos Municipais IPASSPSM Instituto de Previdência e Assistência a Saúde dos Servidores Públicos Municipais IPASSPSM SANTA MARIA/RS AVALIAÇÃO ATUARIAL Ano Base: 2013 Data Base:31/12/2012 Índice 1. Introdução... 02 2. Origem

Leia mais

DEMONSTRAÇÃO ATUARIAL

DEMONSTRAÇÃO ATUARIAL ENTIDADE: [06.184.184/000173] SEBRAE PREVIDENCIA INSTITUTO SEBRAE DE SEGURIDADE SOCIAL PLANO DE BENEFÍCIOS: MOTIVO: DATA DA AVALIAÇÃO: [2004.002883] SEBRAEPREV ENCERRAMENTO DE EXERCÍCIO 31/12/2013 Atuário

Leia mais

CARTILHA EXPLICATIVA... 3 FUNDO PARANÁ... 4 PATRIMÔNIO... 5 SEGURANÇA... 5 BENEFÍCIO FISCAL... 6 ASFUNPAR... 7 PLANO JMALUCELLI PREVIDÊNCIA...

CARTILHA EXPLICATIVA... 3 FUNDO PARANÁ... 4 PATRIMÔNIO... 5 SEGURANÇA... 5 BENEFÍCIO FISCAL... 6 ASFUNPAR... 7 PLANO JMALUCELLI PREVIDÊNCIA... ÍNDICE CARTILHA EXPLICATIVA... 3 FUNDO PARANÁ... 4 PATRIMÔNIO... 5 SEGURANÇA... 5 BENEFÍCIO FISCAL... 6 ASFUNPAR... 7 PLANO JMALUCELLI PREVIDÊNCIA... 8 CONHEÇA O PLANO JMALUCELLI PREVIDÊNCIA... 9 PARTICIPANTES...

Leia mais

PLANO DE BENEFÍCIOS PREVMAIS. Avaliação Atuarial de 2014 Plano de Benefícios PrevMais CNPB 2006.0034-29 Parecer Atuarial 045/15 Fevereiro 2015

PLANO DE BENEFÍCIOS PREVMAIS. Avaliação Atuarial de 2014 Plano de Benefícios PrevMais CNPB 2006.0034-29 Parecer Atuarial 045/15 Fevereiro 2015 156 Relatório Anual de Informações 2014 PLANO DE BENEFÍCIOS PREVMAIS Avaliação Atuarial de 2014 Plano de Benefícios PrevMais CNPB 2006.0034-29 Parecer Atuarial 045/15 Fevereiro 2015 1. Considerações Iniciais

Leia mais

Quadro Comparativo do Regulamento do Plano de Benefícios Pepsico

Quadro Comparativo do Regulamento do Plano de Benefícios Pepsico do Regulamento do Plano de Benefícios Pepsico CNPB 2004.0020-18 Prev Pepsico Sociedade Previdenciária CNPJ 00.098.693/0001-05 Atendimento à NOTA Nº 036/2013/CGAT/DITEC/PREVIC Comando 357744092 Juntada

Leia mais

Í n d i c e. Apresentação. Sobre a ELETROS. Sobre o Plano CD CERON. Características do Plano CD CERON

Í n d i c e. Apresentação. Sobre a ELETROS. Sobre o Plano CD CERON. Características do Plano CD CERON Í n d i c e Apresentação Sobre a ELETROS Sobre o Plano CD CERON Características do Plano CD CERON 3 4 5 6 A p r e s e n t a ç ã o Bem-vindo! Você agora é um participante do Plano CD CERON, o plano de benefícios

Leia mais

FUNPRESP-JUD. Avaliação Atuarial de 2013 PLANO FUNPRESP-JUD CNPB 2013.0017-38. Parecer Atuarial 041/14

FUNPRESP-JUD. Avaliação Atuarial de 2013 PLANO FUNPRESP-JUD CNPB 2013.0017-38. Parecer Atuarial 041/14 FUNPRESP-JUD Avaliação Atuarial de 2013 PLANO FUNPRESP-JUD CNPB 2013.0017-38 Parecer Atuarial 041/14 FEVEREIRO/2014 PARECER ATUARIAL 1 CONSIDERAÇÕES INICIAIS Atendendo as disposições da Lei Complementar

Leia mais

Actuarial Assessoria e Consultoria Atuarial e Administração Previdenciária

Actuarial Assessoria e Consultoria Atuarial e Administração Previdenciária PARECER ATUARIAL 2010 A avaliação atuarial anual de 2010 foi realizada especificamente, para mensurar os custos e a situação financeiro-atuarial do Plano CONAB do CIBRIUS INSTITUTO CONAB DE SEGURIDADE

Leia mais

ENTENDA MELHOR! O TAC da tábua de mortalidade e o crédito gerado na conta do Plano B

ENTENDA MELHOR! O TAC da tábua de mortalidade e o crédito gerado na conta do Plano B ENTENDA MELHOR! O TAC da tábua de mortalidade e o crédito gerado na conta do Plano B 1 Relembrando os critérios de cálculo da MAT vitalícia O participante do plano B tem a opção, quando atingidos os critérios

Leia mais

CARTILHA PLANO CELPOS CD

CARTILHA PLANO CELPOS CD CARTILHA PLANO CELPOS CD ORIGINAL PLUS O QUE É O PLANO CELPOS CD? O Plano Misto I de Benefícios CELPOS CD é um plano de previdência complementar cujo benefício de aposentadoria programada é calculado de

Leia mais

AVALIAÇÃO ATUARIAL DA CARTEIRA DE PREVIDÊNCIA DOS ADVOGADOS DE SÃO PAULO INSTITUTO DE PREVIDÊNCIA DO ESTADO DE SÃO PAULO IPESP

AVALIAÇÃO ATUARIAL DA CARTEIRA DE PREVIDÊNCIA DOS ADVOGADOS DE SÃO PAULO INSTITUTO DE PREVIDÊNCIA DO ESTADO DE SÃO PAULO IPESP AVALIAÇÃO ATUARIAL DA CARTEIRA DE PREVIDÊNCIA DOS ADVOGADOS DE SÃO PAULO INSTITUTO DE PREVIDÊNCIA DO ESTADO DE SÃO PAULO IPESP Julho de 2008 ÍNDICE 1. INTRODUÇÃO...3 2. BASE CADASTRAL...4 3. OUTRAS INFORMAÇÕES

Leia mais

Sr. Luis Cesar Miara Presidente Fundo Paraná de Previdência Multipatrocinada. Ref.: Plano J.MALUCELLI plano de custeio anual.

Sr. Luis Cesar Miara Presidente Fundo Paraná de Previdência Multipatrocinada. Ref.: Plano J.MALUCELLI plano de custeio anual. CP3562008 Curitiba, 19 de dezembro de 2008. Sr. Luis Cesar Miara Presidente Fundo Paraná de Previdência Multipatrocinada Ref.: Plano J.MALUCELLI plano de custeio anual Prezado Senhor, A fim de atender

Leia mais

Actuarial Assessoria e Consultoria Atuarial Ltda Benjamin Constant, 67 Cj.404 CEP 80060 020 Curitiba Pr Fone/Fax (41)3322-2110 www.actuarial.com.

Actuarial Assessoria e Consultoria Atuarial Ltda Benjamin Constant, 67 Cj.404 CEP 80060 020 Curitiba Pr Fone/Fax (41)3322-2110 www.actuarial.com. Fundação AMAZONPREV Poder Executivo e Assembléia AVALIAÇÃO ATUARIAL Ano Base: 2014 Data Base: 31/12/2013 Índice 1. Introdução... 02 2. Participantes e Beneficiários... 02 3. Data Base dos Dados e da Avaliação...

Leia mais

CARTILHA EXPLICATIVA DO PLANO CIASCPREV

CARTILHA EXPLICATIVA DO PLANO CIASCPREV CARTILHA EXPLICATIVA DO PLANO CIASCPREV Florianópolis, janeiro de 2010. Caríssimo Participante, Esta cartilha vai ajudar você a entender melhor a DATUSPREV e o Plano CIASCPREV. O CIASC, pensando em você,

Leia mais

Cartilha Plano A. Índice

Cartilha Plano A. Índice Cartilha Plano A Cartilha Plano A Índice Apresentação A Previnorte Histórico Patrimônio Plano de Benefícios e Plano de Custeio Salário Real de Contribuição Jóia Requisitos exigidos para filiação à PREVINORTE

Leia mais

CARTILHA DO PLANO DE BENEFÍCIO DEFINIDO

CARTILHA DO PLANO DE BENEFÍCIO DEFINIDO CARTILHA DO PLANO DE BENEFÍCIO DEFINIDO Fevereiro/2012 Apresentação Prezado participante, Com o objetivo de mostrar como funciona a Fundação Coelce de Seguridade Social Faelce e o Plano de Benefícios Definidos,

Leia mais

15 Disponível. 1. Adições. 4 Recebível. (+) Contribuições. 398 Investimento. -1 Empréstimos e Financiamentos. 2. Destinações - - - (-) Benefícios

15 Disponível. 1. Adições. 4 Recebível. (+) Contribuições. 398 Investimento. -1 Empréstimos e Financiamentos. 2. Destinações - - - (-) Benefícios Demonstração do Ativo Líquido por Plano Benefícios PBS Telemig Celular Período: 015 e 0 zembro R$ Mil Demonstração da Mutação do Ativo Líquido por Plano Benefícios PBS Telemig Celular / Período: 015 e

Leia mais

Rua Bernardo Guimarães, 63 Funcionários Belo Horizonte MG Cep 30140-080 Telefones (31) 3284-8407 3284-2625 Fax: 3284-8931 E-mail: casfam@fiemg.com.

Rua Bernardo Guimarães, 63 Funcionários Belo Horizonte MG Cep 30140-080 Telefones (31) 3284-8407 3284-2625 Fax: 3284-8931 E-mail: casfam@fiemg.com. MATERIAL EXPLICATIVO DO PLANO DE BENEFÍCIOS SISTEMA FIEMG Outubro / 2013 A CASFAM A CASFAM é uma Entidade Fechada de Previdência Complementar (EFPC), sociedade civil patrocinada pelo Sistema FIEMG, com

Leia mais

As mudanças mais importantes no Bradesco Previdência

As mudanças mais importantes no Bradesco Previdência As mudanças mais importantes no Bradesco Previdência No dia 21 de julho, o RH do Banco Bradesco e diretores do Bradesco Previdência expuseram, a cerca de 50 dirigentes sindicais, as mudanças no plano de

Leia mais

Plano TELOS Contribuição Variável - I

Plano TELOS Contribuição Variável - I Plano TELOS Contribuição Variável - I A sua empresa QUER INVESTIR NO SEU FUTURO, E VOCÊ? A sua empresa sempre acreditou na importância de oferecer um elenco de benefícios que pudesse proporcionar a seus

Leia mais

NORMA PARA CONCESSÃO DE EMPRÉSTIMO A PARTICIPANTES (Aprovada pela Deliberação n 005/2012, de 29 de março de 2012)

NORMA PARA CONCESSÃO DE EMPRÉSTIMO A PARTICIPANTES (Aprovada pela Deliberação n 005/2012, de 29 de março de 2012) NORMA PARA CONCESSÃO DE EMPRÉSTIMO A PARTICIPANTES (Aprovada pela Deliberação n 005/2012, de 29 de março de 2012) 1. DA FINALIDADE A presente Norma tem por finalidade regulamentar e definir condições para

Leia mais

Plano de Previdência Complementar CPFL PPCPFL

Plano de Previdência Complementar CPFL PPCPFL Plano de Previdência Complementar CPFL PPCPFL Vigência: 1º/09/2010 APROVADO PELA SUPERINTENDÊNCIA NACIONAL DE PREVIDÊNCIA COMPLEMENTAR PORTARIA PREVIC 613, DE 13 DE AGOSTO DE 2010. PPCPFL 1 ÍNDICE CAPÍTULO

Leia mais

2º Semestre de 2010 2

2º Semestre de 2010 2 1 2 2º Semestre de 2010 O objetivo deste material é abordar os pontos principais do Plano de Benefícios PreviSenac e não substitui o conteúdo do regulamento. 3 4 Índice PreviSenac para um futuro melhor

Leia mais

Plano de Contribuição Definida

Plano de Contribuição Definida Plano de Contribuição Definida Gerdau Previdência CONHEÇA A PREVIDÊNCIA REGIME DE PREVIDÊNCIA COMPLEMENTAR Oferecido pelo setor privado, com adesão facultativa, tem a finalidade de proporcionar uma proteção

Leia mais

CARTILHA EXPLICATIVA... 2 FUNDO PARANÁ... 3 PATRIMÔNIO... 4 SEGURANÇA... 4 BENEFÍCIO FISCAL... 5 ASFUNPAR... 6 PLANO DENTALUNIPREV...

CARTILHA EXPLICATIVA... 2 FUNDO PARANÁ... 3 PATRIMÔNIO... 4 SEGURANÇA... 4 BENEFÍCIO FISCAL... 5 ASFUNPAR... 6 PLANO DENTALUNIPREV... ÍNDICE CARTILHA EXPLICATIVA... 2 FUNDO PARANÁ... 3 PATRIMÔNIO... 4 SEGURANÇA... 4 BENEFÍCIO FISCAL... 5 ASFUNPAR... 6 PLANO DENTALUNIPREV... 7 CONHEÇA O PLANO DENTALUNIPREV... 8 PARTICIPANTES... 9 Participante

Leia mais

PORTARIA MPS Nº 403, DE 10 DE DEZEMBRO DE 2008 DOU 11/12/2008

PORTARIA MPS Nº 403, DE 10 DE DEZEMBRO DE 2008 DOU 11/12/2008 PORTARIA MPS Nº 403, DE 10 DE DEZEMBRO DE 2008 DOU 11/12/2008 Dispõe sobre as normas aplicáveis às avaliações e reavaliações atuariais dos Regimes Próprios de Previdência Social - RPPS da União, dos Estados,

Leia mais

Sumário. A função do Resumo Explicativo 3. Bem-vindo ao Plano de Benefícios Raiz 4. Contribuições do Participante 6. Contribuições da Patrocinadora 7

Sumário. A função do Resumo Explicativo 3. Bem-vindo ao Plano de Benefícios Raiz 4. Contribuições do Participante 6. Contribuições da Patrocinadora 7 Sumário A função do 3 Bem-vindo ao Plano de Benefícios Raiz 4 Contribuições do Participante 6 Contribuições da Patrocinadora 7 Controle de Contas 8 Investimento dos Recursos 9 Benefícios 10 Em caso de

Leia mais

Esta Cartilha vai ajudar você a entender melhor o Fundo Paraná de Previdência Multipatrocinada e o seu Plano de Benefícios ACPrev.

Esta Cartilha vai ajudar você a entender melhor o Fundo Paraná de Previdência Multipatrocinada e o seu Plano de Benefícios ACPrev. ÍNDICE CARTILHA EXPLICATIVA... 3 FUNDO PARANÁ... 4 PATRIMÔNIO... 5 SEGURANÇA... 5 BENEFÍCIO FISCAL... 6 ASFUNPAR... 7 PLANO ACPREV... 8 PARTICIPANTES... 8 Participante Ativo... 8 Participante Assistido...

Leia mais

Relatório do Estudo de Aderência de Hipóteses

Relatório do Estudo de Aderência de Hipóteses PSS - Seguridade Social Relatório do Estudo de Aderência de Hipóteses Agosto, 2014 Esta página está em branco intencionalmente PSS - Seguridade Social i Sumário Seção 1 : Introdução... 1 Seção 2 : Objetivos...

Leia mais

Fundação Forluminas de Seguridade Social - Forluz. Gerência de Previdência, Atuária e Atendimento

Fundação Forluminas de Seguridade Social - Forluz. Gerência de Previdência, Atuária e Atendimento Fundação Forluminas de Seguridade Social - Forluz Gerência de Previdência, Atuária e Atendimento Cenário A Seguradora Aegon realizou, no período entre janeiro e fevereiro de 2015, uma pesquisa entre quinze

Leia mais

NOTA TÉCNICA ATUARIAL Plano Executivo Federal

NOTA TÉCNICA ATUARIAL Plano Executivo Federal Universidade Federal do Ceará - UFC Faculdade de Economia, Administração, Atuária e Contabilidade FEAAC Curso de Ciências Atuariais NOTA TÉCNICA ATUARIAL Plano Executivo Federal do Plano Executivo Federal,

Leia mais