ESTUDO DA PREVALÊNCIA DE DENTES RETIDOS ATRAVÉS DE RADIOGRAFIAS PANORÂMICAS DIGITAIS NO MUNICÍPIO DE CURITIBA, PARANÁ, BRASIL *

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "ESTUDO DA PREVALÊNCIA DE DENTES RETIDOS ATRAVÉS DE RADIOGRAFIAS PANORÂMICAS DIGITAIS NO MUNICÍPIO DE CURITIBA, PARANÁ, BRASIL *"

Transcrição

1 440 ESTUDO DA PREVALÊNCIA DE DENTES RETIDOS ATRAVÉS DE RADIOGRAFIAS PANORÂMICAS DIGITAIS NO MUNICÍPIO DE CURITIBA, PARANÁ, BRASIL * IMPACTED TEETH PREVALENCE STUDY THROUGH DIGITAL PANORAMIC RADIOGRAPHS IN THE CITY OF CURITIBA, PARANÁ, BRAZIL * Gustavo Lopes TOLEDO ** Ana Lúcia ÁLVARES-CAPELOZZA *** Clóvis MARZOLA **** João Lopes TOLEDO-FILHO ***** Marcos Maurício CAPELARI ****** José Lucas BARBOSA ******* Ivonete Barreto HAAGSMA ******** * Trabalho apresentado como parte dos requisitos para obtenção do título de Especialista pelo Colégio Brasileiro de CTBMF e CFO. ** Concluinte do Curso de Residência e Especialização em CTBMF e, autor da monografia. *** Professora Associada de Radiologia da Faculdade de Odontologia de Bauru da USP e orientadora da monografia. **** Professor Titular de Cirurgia Faculdade de Odontologia de Bauru da USP, orientador adjunto da monografia e, professor do curso. ***** Professor Titular de Anatomia Faculdade de Odontologia de Bauru da USP e, professor do Curso. ****** Professor do Curso de Residência e Especialização em CTBMF promovido pelo Colégio Brasileiro CTBMF. ******* Especialista em Ortodontia e Radiologia e proprietário da Clínica de Radiologia ALL DOC, que gentilmente cedeu as radiografias para a pesquisa. ******** Especialista em Radiologia e proprietária da Clínica de Radiologia ALL DOC, que gentilmente cedeu as radiografias para a pesquisa.

2 441 RESUMO No presente trabalho propõe-se avaliar a prevalência de dentes retidos no município de Curitiba, Paraná, Brasil e, para tal foram analisadas radiografias do arquivo digital da Clínica de Radiologia ALL DOC da cidade de Curitiba, Estado do Paraná, Brasil. Das imagens avaliadas, 453 mostravam dentes retidos, sendo a amostragem constituída por 185 indivíduos do gênero masculino e, 240 do feminino, numa faixa etária que variou de 15 a 88 anos. Foi encontrado num total de 971 dentes retidos 409 terceiros molares, 22 caninos, 17 pré-molares, 1 primeiro molar e, 4 segundos-molares. A maior prevalência (36,9%) ocorreu no intervalo entre 15 a 20 anos. Pode-se concluir que os terceiros molares são os dentes que apresentam maior grau de retenção e maior freqüência. Não foram encontradas retenções de dentes incisivos, sendo baixíssima a incidência de retenções de primeiros molares. ABSTRACT The present study objective aims at assessing the prevalence of impacted teeth prevalence in the city of Curitiba, Paraná, Brazil. The methods used are two thousand, six hundred and fifty-one (2651) radiographs observed from the digital archive of a Private Odontological Clinic ALL DOC in the city of Curitiba, state of Paraná, Brazil. From the assessed images, 453 showed impacted teeth. The sample was constituted by 185 male and 240 female subjects, ranging from 15 to 88 years old. The results are a total of 971 impacted teeth found, that is, 409 third molars, 22 canines, 17 premolars, 1 first molar and 4 second molars. The major prevalence (36,9%) occurred in the interval between 15 and 20 years old. The third molars are the teeth that present a major degree of impaction and in a major frequency. Impaction in incisive teeth was not found and a very small incidence of first molars impaction was noticed. Unitermos: Dentes retidos; Radiografias panorâmicas; Exames digitalizados; Irrompimento dental; Anormalidades. Uniterms: Impacted teeth; Panoramic Radiographs; Digitalized exams; Tooth eruption; Abnormalities. INTRODUÇÃO Vários autores ao longo dos anos têm se preocupado em saber qual a principal razão do surgimento de uma das patologias mais comumente encontradas, a retenção dental. Observam-se, retenção de incisivos, pré molares e caninos, todavia, manifesta-se sempre uma acentuada prevalência dos terceiros molares superiores e inferiores. Outra questão diuturnamente discutida é quanto à necessidade ou não da extração dos terceiros molares que apresentam caráter assintomático, sendo motivo de grande polêmica. Incentivando, cada vez mais um maior número de profissionais envolvidos com a cirurgia odontológica, em especial à cirurgia buco maxilo facial a se debruçarem em torno de tal celeuma. A manutenção desses elementos dentais é defendida ardorosamente por muitos ortodontistas. Em contrapartida releva se que cada dente retido apresenta grande potencial por estar acompanhado de doenças periodontais, pericoronarites, cáries, reabsorções dos segundos-molares.

3 442 O Cirurgião Buco Maxilo Facial, é sem dúvida alguma, o grande responsável em liderar esse tipo de estudo, fundamentalmente por que diagnosticará, imprimirá e executará o tratamento dessas patologias e anomalias bucais. O objetivo deste estudo é fazer um levantamento de exames radiográficos digitais, utilizando ortopantomografias vistas em computador, estabelecendo a prevalência de dentes retidos (terceiros molares, incisivos, pré molares molares e caninos). É, além disso, avaliado o gênero, faixa etárias e, nos caso dos caninos a incidência quanto a sua disposição no arco, da região de Curitiba Estado do Paraná, Brasil. Posteriormente são esses dados comparados com a literatura nacional e internacional, para ser avaliado o potencial desses dentes retidos. A ausência de pesquisas nesse sentido na cidade de Curitiba vem ressaltar a importância desse estudo, justificando-se pura e tão somente por tudo isso. REVISTA DA LITERATURA Como pioneiros no Brasil encontra-se os estudos referentes aos dentes retidos, sua etiologia e formas de tratamento (MARZOLA; MADEIRA; CASTRO, 1968 e MARZOLA, 2005). Para estudar a prevalência de retenções de terceiros molares em estudantes de odontologia, as radiografias de 113 estudantes do gênero feminino e, 144 do gênero masculino do grupo etário de 20 a 39 anos foram investigadas. A metade dos indivíduos estudados apresentou terceiros molares e, destes 33% apresentaram-se impactados, sendo maior sua incidência entre os inferiores quando comparada com os superiores (SCHERSTÉN; LYSELL; ROHLIN, 1998). Avaliando a prevalência de terceiros molares retidos entre estudantes da Faculdade de Odontologia de São José dos Campos, notou-se a maior freqüência em mulheres do que em homens (NICODEMO; RANGEL; BAZZARELLA, 1982). Segundo alguns autores a avaliação da retenção e o plano de tratamento para os caninos retidos são complexos, requerendo uma multidisciplinaridade, que envolve a odontopediatria, ortodontia e a cirurgia. Antes de realizar qualquer procedimento em relação aos caninos retidos é importante que se faça uma abordagem adequada que dependerá sempre de avaliação clínica e radiográfica criteriosa. Entretanto, para que se obtenha um bom resultado a partir da terapêutica proposta é necessário considerar a colaboração do paciente e, a capacidade técnica do profissional (LINDAUER; RUBENSTEIN; HANG et al., 1992). A incidência de terceiros molares retidos por meio de radiografias panorâmicas foi avaliada, sendo utilizada a informática na computação dos dados (MARTINHÃO et al., 1992). Numa amostragem de 347 radiografias panorâmicas obtidas no Serviço de Radiologia da Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul em Porto Alegre, no período de 1990 a 1994 foram avaliadas as posições dos terceiros molares retidos, pela classificação de Pell & Gregory e Winter. Numa amostra onde a faixa etária foi de 15 a 22 anos, onde 44% da amostra do gênero masculino e 56% do feminino. Do total das radiografias avaliadas foram observados terceiros molares. A posição mais comumente encontrada para os terceiros molares superiores foi a disto angular e, para os inferiores a posição mésio angular (GERHARDT DE OLIVEIRA; BECKER; SPOHR et al., 1996). Estudando a incidência das anomalias dentais em radiografias panorâmicas, no período compreendido entre 1993 e 1995 no serviço de radiologia da Faculdade de Odontologia da Universidade São Francisco (EUA), foram avaliados 934

4 443 pacientes com entre 13 a 80 anos, onde foram encontradas 550 radiografias com presença de anomalias, e destas 21,2% eram dentes retidos (ABDALLA CARVALHO; FERRERO et al., 1997). Numa amostragem constituída por 638 pacientes, sendo 420 mulheres e 218 homens com idade entre 10 e 73 anos constatou-se a presença de 507 terceiros molares inferiores com pequena diferença entre os lados direito 260 e 247 do esquerdo (GARCIA et al., 2000). Estudo comparativo entre indivíduos pertencentes às áreas rurais e urbanas do sudoeste da Nigéria observou-se através de analises clínicas e radiográficas 2400 pacientes, 1200 da área urbana 1200 da área rural, com idade igual ou superior a 20 anos sendo obtido um índice sete vezes maior de retenções na área urbana do que na área rural (OLASOJI; ODUSANYA, 2000). Ao estudar a prevalência de cistos e tumores próximos aos terceiros molares retidos, encontraram num estudo de dez anos, nove mil novecentos e noventa e quatro (9.994) terceiros molares extraídos de sete mil quinhentos e oitenta e dois (7.582) pacientes. Nas imagens observadas, encontraram 231 cistos (2,31%) 79 tumores (0,79%) e a prevalência de cistos e tumores ao redor de terceiros molares retidos foi de 3,10% (GUVEN; KESKIN; AKAL, 2000). Numa outra pesquisa realizada com radiografias obtidas na clínica de Cirurgia da Faculdade de Odontologia de Bauru da Universidade de São Paulo no período de 1992 a 1997, numa amostragem que incluía a avaliação de oitocentos dentes, pode-se concluir que as posições não se alteram com a idade (SANT ANA; FERREIRA JÚNIOR; PINZAM, 2000). Com o propósito de avaliar os achados radiográficos em pacientes encaminhados para tratamento ortodôntico e/ou ortopédico facial foi realizada uma avaliação de 500 radiografias panorâmicas de ambos os gêneros, em pacientes com idades entre 60 a 50 anos, foram identificadas 178 radiografias (35,6%) com alterações significativas e, 136 dentes retidos (CASTILHO; ARMOND; MÉDICI FILHO et al., 2001). Utilizando a imagem de 848 radiografias panorâmicas da disciplina de Cirurgia e Traumatologia Buco Maxilo Facial da Universidade Federal do rio de Janeiro, foi avaliada e classificada a presença de supranumerários no período de 1998 a Cada radiografia foi interpretada individualmente sobre um negatoscópio de mesa. Concluiu-se que de 323 eram homens e 525 mulheres, com a presença de 64 dentes supranumerários, dos quais 98,4% encontravam-se retidos. Quanto sua localização, 57,8% estava na região anterior da maxila, 10,9% na região posterior da maxila, 9,4% na região de pré-molares na maxila, 7,8% na região de caninos superiores e, 4,8% divididos entre outras regiões (CUNHA FILHO; HENNIGEN; LEITE et al., 2002). Um estudo que avaliou a prevalência de terceiros molares retidos em pacientes tratados ortodonticamente com e sem extração dos quatro pré molares. Podese chegar à conclusão de que houve uma diminuição significante da retenção de terceiro molares em pacientes tratados com a extração dos quatro pré molares (KIM; ARTUN; BEHBEHANI et al., 2003). Por meio de 100 ortopantomografias de pacientes com idade entre anos, foi avaliada a população chinesa de Cingapura, quanto à retenção dental. A retenção dos terceiros molares foi encontrada em 80% dos casos, apresentando os inferiores com maior incidência (QUECK; TAY; TAY et al., 2003). Outro estudo foi realizado para avaliar a contribuição da tomografia computadorizada e radiografia panorâmica, na relação de terceiros molares com o seio

5 444 maxilar. Foi constatado o aumento na precisão da imagem tomográfica quando comparada às imagens obtidas pelas técnicas radiográficas convencionais. Apresentaram as vantagens da imagem na avaliação dos terceiros molares superiores para sua extração, fornecendo informações quantitativas e qualitativas para o diagnóstico e conduta terapêutica (BOUQUET; BOURGEOIS; COUDERT et al., 2004). Com o objetivo de avaliar o critério de indicação cirúrgica para a extração de terceiros molares retidos entre os clínicos gerais e cirurgiões buco maxilo faciais foram interpretadas 40 radiografias panorâmicas na Faculdade de Odontologia de São José dos Campos. A faixa etária dos pacientes estava entre 16 e 60 anos sendo encontrados 40 dentes retidos (ARAÚJO; NASCIMENTO; RALDI, 2005). Para ser avaliado o grau de irrupção de caninos superiores permanentes em pacientes que também apresentavam um incisivo central retido, foram examinados setenta e cinco casos unilaterais desta retenção num estudo retrospectivo. A partir da interpretação de radiografias panorâmicas iniciais foi avaliada a posição dos caninos ipsilaterais, contra laterais e o grau de irrupção. A posição final dos caninos foi avaliada a partir de registros radiográficos dos pacientes e, fotografias de controle. Os dados obtidos neste trabalho mostraram um aumento significante na prevalência e gravidade de caninos deslocados no lado ipsilateral (41,3%), quando comparado com o lado contra lateral (4,7%). Caninos deslocados para palatino foram encontrados em 9,5%, caninos deslocados por vestibular em 30,2% e, a transposição canino-incisivo lateral foi observada em 1,6% dos pacientes. Esses dados fornecem evidências da significante influencia ambiental de um incisivo central impactado no atraso e alteração do trajeto de irrompimento do canino superior ipsilateral (CHAUSHU; ZILBERMAN; BECKER, 2006). Em outra pesquisa foram examinadas 585 radiografias panorâmicas, sendo 210 de pacientes do gênero masculino e, 375 pacientes do gênero feminino, advindos da clínica de ortodontia. Dos 1815 terceiros molares encontrados na amostra, 450 eram do dente 18 (24,79%), 465 do dente 28 (25,61%), 453 do dente 38, (24,98%) e, 447 do dente 48 (24,62%). A faixa etária da amostragem variou de anos, sendo maior na população de anos (MARZOLA; COMPARIM; TOLEDO- FILHO, 2006). MATERIAL E MÉTODOS Este estudo foi realizado a partir da interpretação das imagens de radiografias pertencentes ao arquivo digital da Clínica de Radiologia ALL DOC na cidade de Curitiba, Paraná, Brasil. Os pacientes pertencentes a esta amostra foram radiografados para posterior planejamento e tratamento ortodôntico, extração de dentes, além da instalação de implantes osteointegráveis. A amostra foi composta por 185 homens e 240 mulheres, sendo que a faixa etária examinada variou de 15 a 88 anos. As imagens foram interpretadas em monitor de 17 da marca LG (Life s good) computador da marca LG, em sala com luz adequada, durante um período de 1 hora diariamente por, aproximadamente, 90 dias. Do total de imagens panorâmicas pode-se observar 425 com alguma retenção dental. As imagens foram interpretadas por três Cirurgiões Dentistas, sendo dois residentes do Serviço de Cirurgia e Traumatologia BMF da Associação Hospitalar de Bauru - 7 região e, um Periodontista.

6 445 Antes de iniciarem a pesquisa houve calibração dos examinadores e, os resultados foram redigidos numa ficha especialmente confeccionada para esse fim. RESULTADOS gráficos: Os resultados obtidos neste estudo estão expressos nas seguintes tabelas e Tabela 1 Resultado do número de pacientes com dentes retidos de acordo com o gênero. Número de Pacientes 425 Homens 185 Mulheres 240 Gráfico 1 Distribuição de porcentagem da amostra de acordo com o gênero. 57% 57% 43% 43% masculino feminino Tabela 2 Distribuição de pacientes de acordo com a faixa etária. Idade Número de pacientes Idade anos 157 (36,91%) Idade anos 125 (29,52%) Idade anos 53 (12,47%) Idade anos 32 (7,52%) Idade anos 17 (4%) A cima 41 anos 41 (9,64%)

7 446 Gráfico 2 Resultados quanto à idade dos pacientes examinados. Idade anos Idade anos número pacientes Idade anos Tabela 3 Distribuição da amostra de acordo com os dentes. Número do dente Total de pacientes com retenção (453) (2,64%) 14 4 (0,88%) 15 1 (0,22%) 17 1 (0,22%) (47,90%) (3,09%) 24 1 (0,22%) 25 3 (0,66%) 26 1 (0,22%) (41,28%) 33 2 (0,44%) 34 5 (1,10%) 35 3 (0,66%) 37 2 (0,44%) (58,94%) 43 4 (0,88%) 44 2 (0,44%) 45 2 (0,44%) 47 1 (0,22%) (53,42%)

8 447 Gráfico 3 Distribuição da amostra de acordo com dentes Tabela 4 Distribuição da amostra para os terceiros molares retidos. Número do dente Total de dentes (23,76%) (20,48%) (29,24%) (26,52%)

9 448 Gráfico 4 Distribuição da amostra para os terceiros molares retidos Tabela 5 Quanto ao número de caninos retidos. Número de caninos retidos Total de dentes (37,5%) (43,75%) 33 2 (6,25%) 43 4 (12,50%) Gráfico 5 Distribuição da amostra para os caninos retidos

10 449 Tabela 6 Distribuição da amostra para caninos retidos de acordo com a lateralidade. Número de pacientes Total de dentes Retenção unilateral 10 (50%) Retenção bilateral 11 (50%) Gráfico 6 Resultado dos pacientes que apresentavam caninos retidos bilateralmente. Número de pacientes /23 33/43 13/23 Relação de retenção 33/43 Tabela 7 Distribuição da amostra para pré molares retidos. Número de pré-molares retidos Total de dentes

11 450 Gráfico 7 Resultado quanto ao número de pré-molares retidos. 10% 14% 14% 5% 10% 19% 5% 23% Tabela 8 Quanto ao número de molares retidos. Número dos dentes Total de dentes Gráfico 8 Distribuição quanto aos molares retidos. 20% 20% 20% %

12 451 Tabela 9 Distribuição da amostra de acordo com o dente retido. Total de dentes retidos encontrados

13 452 Gráfico 9 Distribuição da amostra de acordo com o dente retido Número do dente Gráfico 10 - Total de radiografias com dentes retidos no total de radiografias panorâmicas estudadas. 14% 86% Totais estudadas (2651) Total comdentes retidos (425)

14 453 DISCUSSÃO A necessidade de um diagnóstico precoce pelos profissionais é fundamental, daí a realização de exames radiográficos panorâmicos serem indispensáveis, especialmente quando a irrupção dos dentes estiver cronologicamente alterada ou a história médica, incluindo delicada anamnese, vem revelar predisposição genética às retenções dentais e, nesse sentido concordam (MARZOLA, 2005). A prova disto, estudando a incidência de anomalias dentais foram encontradas num total de novecentos e trinta e quatro (934) pacientes de 13 a 80 anos, quinhentos e cinqüenta radiografias (550) com presença de anomalias dentais (ABDALLA; CARVALHO; FERRERO et al., 1997). Nesta pesquisa desenvolvida enfocando a presença de dentes retidos em radiografias ortopantomográficas, obteve por meio de levantamento, relevantes dados, como a significativa predominância do gênero feminino (240) contrapondo se àqueles do masculino (165). Isto se deve, provavelmente, pela maior preocupação estética das mulheres quando comparadas a dos homens. Essa referência encontra se diametralmente oposta aos achados obtidos através do estudo sobre a prevalência de retenção de terceiros molares em estudante de odontologia, com um total de cento e treze (113) para o gênero feminino e cento e quarenta e quatro (144) do masculino (SCHERTEN; LYSELL; ROHLIN, 1988). Todavia, está de acordo com um levantamento realizado onde foram notados duzentos e dez (210) pacientes do gênero masculino e trezentos e setenta e cinco (375) do feminino (MARZOLA, 2005 e MARZOLA et al., 2006). Com o objetivo de comparar as imagens obtidas em radiografias panorâmicas feitas em estagio precoce de desenvolvimento dental observou-se que dos vinte e oito (28) pacientes com caninos retidos, quinze (15) eram mulheres e treze (13) homens (LINDAUER; RUBENSTEIN; HANG et al., 1992). Destarte, concordando com o levantamento proposto foi obtida significativa predominância do gênero feminino sobre o masculino (GERHARDT DE OLIVEIRA et al., 1996; GARCIA et al., 2000; CUNHA FILHO; HENNIGEN; LEITE et al., 2002; MARZOLA, 2005 e MARZOLA et al., 2006). Quanto à distribuição por faixas etárias encontra-se maior predominância na segunda e terceira décadas de vida (15 a 20 anos), com cento e cinqüenta e sete (157), correspondendo a 36,91% do montante analisado. Tal assertiva pode ser justificada em face do acesso e maior interesse da população jovem, a meios de informação e orientação de saúde bucal. Este resultado vai de encontro a estudos realizados que encontraram em seus achados maior predominância daquelas faixas etárias (GERHARDT DE OLIVEIRA et al., 1996; MARZOLA, 2005 e MARZOLA et al., 2006). Neste trabalho, colheu se de uma amostragem total de novecentos e setenta e um (971) dentes retidos, a presença de novecentos e treze (913) terceiros molares, sendo duzentos e dezessete (217) o terceiro molar superior direito, cento e oitenta e sete (187) o terceiro molar superior esquerdo. Desse total, duzentos e sessenta e sete o terceiro molar inferior esquerdo (267) e, duzentos e quarenta e dois (242) o terceiro molar inferior direito. Assim, os dados supramencionados configuram-se nas seguintes porcentagens: dente 18 (23,76%); dente 28 (20,48%); dente 38 (29,24%) e, dente 48 (26,52%). Contrariando estas informações, foram observadas as seguintes freqüências: do dente 18 (24,79%); do dente 28 (25,61%); do dente 38 (24,95%) e, do dente 48 (24,62%) (MARZOLA, 1995, 2005 e MARZOLA et al., 2006). Cumpre

15 454 observar, que nesta pesquisa houve maior freqüência do elemento 38 (29,24) e, na pesquisa conseguinte o elemento 28 (25,61%). Na mesma vertente foi constatada a presença de quinhentos e sete (507) terceiros molares inferiores retidos, sendo a maior predominância do dente 48 (51,28%) e, dos 38 (48,72%) (GARCIA et al., 2000). Concernente aos caninos retidos obteve se uma amostra de trinta e dois (32) dentes de um total de novecentos e setenta e um (971) dentes retidos. A porcentagem nesta situação foi em torno de 3,29% de caninos retidos. Com o mesmo objetivo foram analisados oitocentos e quarenta e oito radiografias panorâmicas da Disciplina de Cirurgia e Traumatologia da Universidade Federal do Rio de Janeiro, logrando a presença de 7,8% caninos retidos de um total de trezentos e vinte e três (323) dentes retidos. Percentagem notadamente maior com as encontradas em nosso estudo (CUNHA FILHO; HENNIGEN; LEITE et al., 2002). Considerando a presença de pré-molares retidos notou se a presença de vinte e um elementos, sendo: Numero de pré molares retidos (19,4%) (4,76%) (23,80%) (9,52%) (4,76%) (14,28%) (14,28%) (9,52%) Não foram encontrados trabalhos de prevalência de pré molares retidos nesta pesquisa, no entanto, revelou-se que a região dos pré molares apresenta-se com 9,4% de probabilidade de apresentar dentes supranumerários (CUNHA FILHO; HENNIGEN; LEITE et al., 2002). Considerando a presença de molares retidos notou se a presença de cinco elementos, sendo: Numero de molares retidos

16 455 Não foram observados trabalhos sobre prevalência de molares retidos, todavia, revelou-se o surgimento de dentes supranumerários na região de molares com uma freqüência de 12,5% (CUNHA FILHO; HENNIGEN; LEITE et al., 2002). CONCLUSÕES Com base nos resultados encontrados concluiu-se que: 1. Os terceiros molares são responsáveis pela maior parte das retenções dentais. 2. Os caninos ocupam a Segunda posição em freqüência de retenção dental. 3. A análise realizada constatou concordância com a literatura. 4. Observou-se maior prevalência de mulheres (56,47%) quando comparada com a dos homens. 5. Não foram verificadas retenções de incisivos. 6. A faixa etária predominante foi entre anos (36,91%) estando em concordância com a maioria dos estudos realizados no assunto. 7. Foram encontrados um total de 913 terceiros molares retidos 32 caninos retidos, 21 pré-molares retidos e 5 molares primeiro e, segundos molares retidos. REFERÊNCIAS * ABDALLA, C. M.; CARVALHO, P. L.; FERRERO, C. A. et al., Estudo da prevalência das anomalias dentais por meio das radiografias panorâmicas. Rev. Odontol. Univ. Santo Amaro, v. 2, n. 3, p , ARAÚJO, M. M.; NASCIMENTO, R. D.; RALDI, F. V. Indicação de exodontia de terceiros molares assintomáticos entre o clinico geral e o cirurgião buco-maxilo-facial. Rev. bras. Traumatol. Buco Maxilo Fac., v. 2, n.2, p.45-52, BOUQUET, A.; BOURGEOIS, D.; COUDERT, J. L. et al., Contributions of reformatted tomography and panoramic radiography in the localization of third molars relative to the maxillary sinus. Oral Surg. Oral Med. Oral Pathol. v. 98, n. 3, p , CASTILHO, J. C. de M.; ARMOND, M. C.; MÉDICI FILHO, E. et al.; Avaliação de achados radiográficos encaminhados para tratamento ortodôntico e / ou ortopédico facial. J. bras. Ortodon. Ortop. Facial, Curitiba, v. 6, n. 35, p , set.,/out., CHAUSHU, S.; ZILBERMAN, Y.; BECKER, A. Maxillare incisor impaction and its relationship to canine displacement. Amer. J. Orthod. dentofac. Orthop., v. 124, n. 2, p , CUNHA FILHO, J. J.; HENNIGEN, T. W.; LEITE, M. G. T. et al., Ocorrência de dentes supranumerários em pacientes do Serviço de Cirurgia e Traumatologia Buco Maxilo Facial da Faculdade de Odontologia da UFRJ, no período de 1998 a Rev. Fac. Odontol. Porto Alegre, v. 43, n. 2, p , GARCIA, R. R. et al., Avaliação radiográfica da posição de terceiros molares inferiores segundo as classificações de Pell & Gregory e Winter. Rev. Fac. Odont. Passo Fundo. v. 5, n. 2, p. 31-6, jul.,/dez., GERHARDT DE OLIVEIRA, M.; BECKER, E. L.; SPOHR, A. M. et al., Radiografia panorâmica na complementação diagnóstica de inclusão de terceiros molares. Rev. Odonto Ciência, v. 2, n. 22, p , * De acordo com as normas da ABNT.

17 456 GÜVEN, O; KESKIN, A; AKAL, Ü. K. The incidence of cysts and tumors around impacted third molars. Int. J. oral Maxillofac. Surg., v. 29, n. 1, p , apr., KIM, T. W.; ARTUN, J.; BAHBEHANI, F. et al., Prevalence of third molar impaction in orthodontic patients treated nonextraction and with extraction of 4 premolars. Amer. J. Orthod. dentofac. Orthop., v. 123, n. 2, p , LINDAUER, S. J.; RUBENSTEIN, L. K.; HANG, W. M. et al., Canine impaction identified early with panoramic radiographs. J. Amer. dent. Ass., v. 123, MARTINHÃO, Z. G. et al., Estudo da incidência de terceiros molares inclusos por meio de radiografias panorâmicas com a aplicação da informática na computação dos dados. Odont. Mod., v. 11, n. 6, p. 6-8, MARZOLA, C.; MADEIRA, M. C.; CASTRO, A. L. Ocorrência de retenções e agenesias dentais em 1760 indivíduos. Arch. Cent. Estud. Fac. Odont. Univ. Fed. M. Gerais, v. 5, p , jan.,/jun., MARZOLA, C. Retenção dental. 2 a ed., São Paulo: Ed. Pancast, MARZOLA, C. Fundamentos de Cirurgia Buco Maxilo Facial. CDR. Bauru: Ed. Independente, MARZOLA, C.; COMPARIN, E.; TOLEDO FILHO, J. L. Prevalência das posições de terceiros molares nos municípios de Cunha Porã, Maravilha e Palmitos no extremo Oeste de Santa Catarina. Rev. bras. Cir. Traumatol. Buco Maxilo Fac., v. 3, n. 1, p. 2 14, NICODEMO, R. A.; RANGEL, F. J. C.; BAZZARELLA, C. B. Prevalência de terceiros molares inclusos entre estudantes da Faculdade de Odontologia de São José dos Campos. Ars Cvrandi, v. 8, n. 4, p , OLASOJI, H. O.; ODUSANYA, S. A. Comparative study of third molar impaction in rural and urban areas of south-western Nigeria. Odonto-Stomatologie Tropicale, v. 23, n. 90, p. 25-8, jun., QUECK, S. L.; TAY, C. K.; TAY, K. H. et al., Pattern of third molar impaction in a Singapore Chinese population: a retrospective radiographic survey. Int. J. oral Maxillofac. Surg., v. 32, p , SANT`ANA, E.; FERREIRA JUNIOR, O.; PINZAN, C. R. M. Avaliação da freqüência da posição dos terceiros molares inferiores não irrompidos. Rev. bras. Cirurg. Implan., v. 7, n. 27, p. 42-5, jul.,/set., SCHERSTÉN, E.; LYSELL, L.; ROHLIN, M. Prevalence of impacted third molars in dental students. Swed. dent. J., v. 13, p. 7-13, o0o

IMPACTED TEETH PREVALENCE IN THE CITY OF CURITIBA, PARANA, BRAZIL PREVALÊNCIA DE DENTES RETIDOS NA CIDADE DE CURITIBA, PARANÁ, BRASIL

IMPACTED TEETH PREVALENCE IN THE CITY OF CURITIBA, PARANA, BRAZIL PREVALÊNCIA DE DENTES RETIDOS NA CIDADE DE CURITIBA, PARANÁ, BRASIL IMPACTED TEETH PREVALENCE IN THE CITY OF CURITIBA, PARANÁ, BRAZIL 190 IMPACTED TEETH PREVALENCE IN THE CITY OF CURITIBA, PARANA, BRAZIL PREVALÊNCIA DE DENTES RETIDOS NA CIDADE DE CURITIBA, PARANÁ, BRASIL

Leia mais

Prevalência de Dentes Inclusos em Pacientes Atendidos na Disciplina de Cirurgia do Curso de Odontologia da Universidade Estadual de Feira de Santana

Prevalência de Dentes Inclusos em Pacientes Atendidos na Disciplina de Cirurgia do Curso de Odontologia da Universidade Estadual de Feira de Santana Prevalência de Dentes Inclusos em Pacientes Atendidos na Disciplina de Cirurgia do Curso de Odontologia da Universidade Estadual de Feira de Santana PREVALENCE OF ENCLOSED TEETH IN PATIENTS THE DENTAL

Leia mais

Análise radiográfica da prevalência de terceiros molares retidos efetuada na clínica de odontologia do Centro Universitário Positivo

Análise radiográfica da prevalência de terceiros molares retidos efetuada na clínica de odontologia do Centro Universitário Positivo ISSN 1806-7727 Análise radiográfica da prevalência de terceiros molares retidos efetuada na clínica de odontologia do Centro Universitário Positivo Radiographic analysis of prevalence of impacted third

Leia mais

Avaliação das posições de terceiros molares retidos em relação à classificação de Winter

Avaliação das posições de terceiros molares retidos em relação à classificação de Winter Revista de Odontologia da UNESP. 2008; 37(3): 203-209 2008 - ISSN 1807-2577 Avaliação das posições de terceiros molares retidos em relação à classificação de Winter Eduardo DIAS-RIBEIRO a, José Lacet de

Leia mais

Pesquisa Brasileira em Odontopediatria e Clínica Integrada ISSN: 1519-0501 apesb@terra.com.br Universidade Federal da Paraíba Brasil

Pesquisa Brasileira em Odontopediatria e Clínica Integrada ISSN: 1519-0501 apesb@terra.com.br Universidade Federal da Paraíba Brasil Pesquisa Brasileira em Odontopediatria e Clínica Integrada ISSN: 1519-0501 apesb@terra.com.br Universidade Federal da Paraíba Brasil Costa ARMOND, Mônica; Matos SALIBA, Jamilli Helena; Santos SILVA, Virginia

Leia mais

LOCALIZAÇÃO E CLASSIFICAÇÃO DE TERCEIROS MOLARES: ANÁLISE RADIOGRÁFICA LOCALIZATION AND CLASSIFICATION OF THIRD MOLARS: RADIOGRAPHIC ANALISYS.

LOCALIZAÇÃO E CLASSIFICAÇÃO DE TERCEIROS MOLARES: ANÁLISE RADIOGRÁFICA LOCALIZATION AND CLASSIFICATION OF THIRD MOLARS: RADIOGRAPHIC ANALISYS. 18 LOCALIZAÇÃO E CLASSIFICAÇÃO DE TERCEIROS MOLARES: ANÁLISE RADIOGRÁFICA LOCALIZATION AND CLASSIFICATION OF THIRD MOLARS: RADIOGRAPHIC ANALISYS. TRENTO, Cleverson Luciano 1 ; ZINI, Michel Moreira 2 ;

Leia mais

Avaliação quanto à posição e prevalência de dentes impactados nas radiografias panorâmicas da Clínica Odontológica da Faculdade Ingá-PR

Avaliação quanto à posição e prevalência de dentes impactados nas radiografias panorâmicas da Clínica Odontológica da Faculdade Ingá-PR Avaliação quanto à posição e prevalência de dentes impactados nas radiografias panorâmicas da Clínica Odontológica da Faculdade Ingá-PR Evaluation of the position and prevalence of impacted teeth in the

Leia mais

PREVALÊNCIA DE AGENESIA DOS TERCEIROS MOLARES EM PACIENTES DE ORTODONTIA THIRD MOLAR AGENESIS PREVALENCE IN ORTHODONTIC PATIENTS

PREVALÊNCIA DE AGENESIA DOS TERCEIROS MOLARES EM PACIENTES DE ORTODONTIA THIRD MOLAR AGENESIS PREVALENCE IN ORTHODONTIC PATIENTS Revista de Odontologia da Universidade Cidade de São Paulo 2007 jan-abr; 19(1):47-52 PREVALÊNCIA DE AGENESIA DOS TERCEIROS MOLARES EM PACIENTES DE ORTODONTIA THIRD MOLAR AGENESIS PREVALENCE IN ORTHODONTIC

Leia mais

Prevalência de dentes supranumerários em pacientes que procuraram tratamento ortodôntico 1

Prevalência de dentes supranumerários em pacientes que procuraram tratamento ortodôntico 1 ISSN 2236-8035 Archives of Oral Research, v. 7, n. 2, p. 141-146, May/Aug. 2011 Licensed under a Creative Commons License [T] Prevalência de dentes supranumerários em pacientes que procuraram tratamento

Leia mais

Assessoria ao Cirurgião Dentista

Assessoria ao Cirurgião Dentista Assessoria ao Cirurgião Dentista Publicação mensal interna a Papaiz edição IV agosto de 2014 Escrito por: Dr. André Simões, radiologista da Papaiz Diagnósticos Odontológicos por Imagem 11 3894 3030 papaizassociados.com.br

Leia mais

DENTE SUPRANUMERÁRIO RETIDO NO SEIO MAXILAR - RELATO DE CASO CLÍNICO CIRÚRGICO

DENTE SUPRANUMERÁRIO RETIDO NO SEIO MAXILAR - RELATO DE CASO CLÍNICO CIRÚRGICO 199 DENTE SUPRANUMERÁRIO RETIDO NO SEIO MAXILAR - SUPERNUMERARY IMPACTED TOOTH IN THE MAXILLARY SINUS - REPORT OF SURGICAL CLÍNICAL CASE Hugo COSTA E COSTA * Silvan CORRÊA ** Antônio José Duarte FERREIRA

Leia mais

Curso de Aperfeiçoamento em Cirurgia Oral para o Clínico Geral

Curso de Aperfeiçoamento em Cirurgia Oral para o Clínico Geral Curso de Aperfeiçoamento em Cirurgia Oral para o Clínico Geral Resumo O Curso de Aperfeiçoamento em Cirurgia Oral para o Clínico Geral, com ênfase em cirurgia dos dentes retidos, tem como objetivo capacitar

Leia mais

Ellen Cristina GAETTI-JARDIM * Angélica Cristiane FARDIN ** Leonardo Perez FAVERANI *** Iracy COSTA **** Cristiane Mara Ruiz de SOUSA-FATTAH *****

Ellen Cristina GAETTI-JARDIM * Angélica Cristiane FARDIN ** Leonardo Perez FAVERANI *** Iracy COSTA **** Cristiane Mara Ruiz de SOUSA-FATTAH ***** 449 VERIFICAÇÃO DOS SINAIS RADIOGRÁFICOS DA RELAÇÃO ENTRE TERCEIRO MOLAR E CANAL MANDIBULAR EM PACIENTES ATENDIDOS NA REGIÃO DE RADIOGRAPHICS SIGNALS VERIFICATION RELATIONSHIP BETWEEN THE THIRD MOLAR AND

Leia mais

PREVALÊNCIA DE CÁRIE DENTÁRIA NOS ALUNOS DA ESCOLA MUNICIPAL ADELMO SIMAS GENRO, SANTA MARIA, RS: UMA ANÁLISE DESCRITIVA PARCIAL 1

PREVALÊNCIA DE CÁRIE DENTÁRIA NOS ALUNOS DA ESCOLA MUNICIPAL ADELMO SIMAS GENRO, SANTA MARIA, RS: UMA ANÁLISE DESCRITIVA PARCIAL 1 Disc. Scientia. Série: Ciências da Saúde, Santa Maria, v. 7, n. 1, p. 121-125, 2006. 121 ISSN 1982-2111 PREVALÊNCIA DE CÁRIE DENTÁRIA NOS ALUNOS DA ESCOLA MUNICIPAL ADELMO SIMAS GENRO, SANTA MARIA, RS:

Leia mais

ISSN 2238-9113 ÁREA TEMÁTICA: (marque uma das opções)

ISSN 2238-9113 ÁREA TEMÁTICA: (marque uma das opções) 13. CONEX Pôster Resumo Expandido 1 ISSN 2238-9113 ÁREA TEMÁTICA: (marque uma das opções) ( ) COMUNICAÇÃO ( ) CULTURA ( ) DIREITOS HUMANOS E JUSTIÇA ( ) EDUCAÇÃO ( ) MEIO AMBIENTE ( x ) SAÚDE ( ) TRABALHO

Leia mais

ANA PAULA PERES PRETTI PISCITELLI DENTES IMPACTADOS NITERÓI

ANA PAULA PERES PRETTI PISCITELLI DENTES IMPACTADOS NITERÓI 1 ANA PAULA PERES PRETTI PISCITELLI DENTES IMPACTADOS NITERÓI 2012 2 ANA PAULA PERES PRETTI PISCITELLI DENTES IMPACTADOS Monografia apresentada a Faculdade Redentor, como requisito para obtenção do título

Leia mais

Avaliação da prevalência de terceiros molares inferiores inclusos e da posição e inclinação do seu longo eixo em radiografias panorâmicas

Avaliação da prevalência de terceiros molares inferiores inclusos e da posição e inclinação do seu longo eixo em radiografias panorâmicas 222 Avaliação da prevalência de terceiros molares inferiores inclusos e da posição e inclinação do seu longo eixo em radiografias panorâmicas Fernanda Sampaio Nery 1 Luzivalter Dias Santos 2 Viviane Almeida

Leia mais

INCIDÊNCIA DE FRATURAS FACIAIS NO MUNICÍPIO DE SÃO JOSÉ DOS CAMPOS-SP

INCIDÊNCIA DE FRATURAS FACIAIS NO MUNICÍPIO DE SÃO JOSÉ DOS CAMPOS-SP INCIDÊNCIA DE FRATURAS FACIAIS NO MUNICÍPIO DE SÃO JOSÉ DOS CAMPOS-SP Paulo Villela SANTOS JUNIOR* RESUMO: Foi realizada uma análise da incidência de fraturas faciais, considerando-se o sexo, idade e estruturas

Leia mais

Importância do exame radiográfico

Importância do exame radiográfico Exames e Indicações Importância do exame radiográfico O exame radiográfico de rotina associado ao exame clínico é a maneira mais efetiva de se obter o índice diagnóstico de 100% de cárie (segundo Estevam

Leia mais

Third Molar Prevalence and its Respective Classifications According to Winter and Pell e Gregory

Third Molar Prevalence and its Respective Classifications According to Winter and Pell e Gregory Prevalência de terceiros molares e suas respectivas posições segundo as classificações de Winter e de Pell e Gregory Third Molar Prevalence and its Respective Classifications According to Winter and Pell

Leia mais

Aula 4: TÉCNICA RADIOGRÁFICA INTRA-ORAL

Aula 4: TÉCNICA RADIOGRÁFICA INTRA-ORAL Aula 4: TÉCNICA RADIOGRÁFICA INTRA-ORAL Técnicas Radiográficas Periapical Exame do dente e osso alveolar que o rodeia; Interproximal Diagnóstico de cáries proximais, excessos marginais de restaurações;

Leia mais

ANOMALIAS DENTÁRIAS EM PACIENTES PORTADORES DE FISSURAS LABIOPALATINAS: REVISÃO DE LITERATURA

ANOMALIAS DENTÁRIAS EM PACIENTES PORTADORES DE FISSURAS LABIOPALATINAS: REVISÃO DE LITERATURA Edited by Foxit PDF Editor Copyright (c) by Foxit Software Company, 2004 For Evaluation Only. ANOMALIAS DENTÁRIAS EM PACIENTES PORTADORES DE FISSURAS LABIOPALATINAS: REVISÃO DE LITERATURA DENTAL ANOMALIES

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO E PESQUISA RESOLUÇÃO N.º 2.891, DE 28 DE FEVEREIRO DE 2002

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO E PESQUISA RESOLUÇÃO N.º 2.891, DE 28 DE FEVEREIRO DE 2002 SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO E PESQUISA RESOLUÇÃO N.º 2.891, DE 28 DE FEVEREIRO DE 2002 Define o currículo do Curso de Graduação em Odontologia. O REITOR

Leia mais

Uso da Tomografia Computadorizada para Diagnóstico de Caninos Inclusos

Uso da Tomografia Computadorizada para Diagnóstico de Caninos Inclusos ISSN 1981-3708 Uso da Tomografia Computadorizada para Diagnóstico de Caninos Inclusos Use of Computed Tomography for Diagnostics of Canines Included Flávio R. MANZI 1, Emanuelle F. FERREIRA 2, Tatiana

Leia mais

REGIMENTO INTERNO DO PROGRAMA DE RESIDÊNCIA EM CIRURGIA E TRAUMATOLOGIA BUCOMAXILOFACIAIS DO HOSPITAL DOS DEFEITOS DA FACE

REGIMENTO INTERNO DO PROGRAMA DE RESIDÊNCIA EM CIRURGIA E TRAUMATOLOGIA BUCOMAXILOFACIAIS DO HOSPITAL DOS DEFEITOS DA FACE REGIMENTO INTERNO DO PROGRAMA DE RESIDÊNCIA EM CIRURGIA E TRAUMATOLOGIA BUCOMAXILOFACIAIS DO HOSPITAL DOS DEFEITOS DA FACE Objetivos e seus Fins 1. O programa de residência na Área de Cirurgia e Traumatologia

Leia mais

Tomografia Computorizada Dental

Tomografia Computorizada Dental + Universidade do Minho M. I. Engenharia Biomédica Beatriz Gonçalves Sob orientação de: J. Higino Correia Tomografia Computorizada Dental 2011/2012 + Casos Clínicos n Dentes privados do processo de erupção

Leia mais

Seguro Odontológico O SORRISO DE SEUS COLABORADORES ESTÁ EM NOSSOS PLANOS.

Seguro Odontológico O SORRISO DE SEUS COLABORADORES ESTÁ EM NOSSOS PLANOS. Seguro Odontológico O SORRISO DE SEUS COLABORADORES ESTÁ EM NOSSOS PLANOS. SUTEO Out 2012 Tradição e Solidez Maior seguradora independente do Brasil 119 anos de existência Sede no Rio de Janeiro 90 Filiais

Leia mais

Reginaldo César Zanelato

Reginaldo César Zanelato Reginaldo César Zanelato Nos pacientes portadores da má oclusão de Classe II dentária, além das opções tradicionais de tratamento, como as extrações de pré-molares superiores e a distalização dos primeiros

Leia mais

TOMOGRAFIA COMPUTADORIZADA DO CONE BEAM HIGH DEFINITION PARA AVALIAÇÃO PERIODONTAL

TOMOGRAFIA COMPUTADORIZADA DO CONE BEAM HIGH DEFINITION PARA AVALIAÇÃO PERIODONTAL TOMOGRAFIA COMPUTADORIZADA DO CONE BEAM HIGH DEFINITION PARA AVALIAÇÃO PERIODONTAL Autora: Nelma Maria de Freitas Agradecimentos: Imagem Radiologia de Itajaí, Dr. Élio Giácomo Papaiz (in memorian). Dr.

Leia mais

UTILIZAÇÃO DO APARELHO DE PROTRAÇÃO MANDIBULAR COMO ANCORAGEM PARA MESIALIZAÇÃO DE MOLARES INFERIORES: RELATO DE CASO CLÍNICO RESUMO

UTILIZAÇÃO DO APARELHO DE PROTRAÇÃO MANDIBULAR COMO ANCORAGEM PARA MESIALIZAÇÃO DE MOLARES INFERIORES: RELATO DE CASO CLÍNICO RESUMO 474 UTILIZAÇÃO DO APARELHO DE PROTRAÇÃO MANDIBULAR COMO ANCORAGEM PARA MESIALIZAÇÃO DE MOLARES INFERIORES: RELATO DE CASO CLÍNICO Fábio André Werlang 1 Marcos Massaro Takemoto 2 Prof Elton Zeni 3 RESUMO

Leia mais

CONSELHO FEDERAL DE ODONTOLOGIA. Reconhece a Acupuntura, a Homeopatia e a Odontologia do Esporte como especialidades odontológicas.

CONSELHO FEDERAL DE ODONTOLOGIA. Reconhece a Acupuntura, a Homeopatia e a Odontologia do Esporte como especialidades odontológicas. CONSELHO FEDERAL DE ODONTOLOGIA RESOLUÇÃO CFO-160, DE 2 DE OUTUBRO DE 2015 Reconhece a Acupuntura, a Homeopatia e a Odontologia do Esporte como especialidades odontológicas. O presidente do Conselho Federal

Leia mais

RECUPERADORES DE ESPAÇO E SUA APLICAÇÃO CLÍNICA

RECUPERADORES DE ESPAÇO E SUA APLICAÇÃO CLÍNICA FOL Faculdade de Odontologia de Lins / UNIMEP RECUPERADORES DE ESPAÇO E SUA APLICAÇÃO CLÍNICA GUIDELINES ON THE USE OF SPACE REGAIN RENATO RODRIGUES DE ALMEIDA Professor assistente doutor do Departamento

Leia mais

Especialidades Odontológicas

Especialidades Odontológicas Especialidades Odontológicas Urubatan Medeiros Doutor (USP) - Professor Titular do Departamento de Odontologia Preventiva e Comunitária (UERJ/UFRJ) - Consultor do Ministério da Saúde I - Introdução A Odontologia

Leia mais

UFPB PRG X ENCONTRO DE INICIAÇÃO À DOCÊNCIA

UFPB PRG X ENCONTRO DE INICIAÇÃO À DOCÊNCIA 6CCSDCOSMT28 USO DE RADIOGRAFIAS CARPAIS NA DETERMINAÇÃO DA IDADE ÓSSEA IMPORTÂNCIA E APLICAÇÕES Amanda Maria Medeiros de Araujo (1) ; André Ânderson Pereira Germano (2) ; Adriana Dias Batista Rosa (2)

Leia mais

LINK CATÁLOGO DE EXAMES

LINK CATÁLOGO DE EXAMES Porque pedir um exame radiográfico? LINK CATÁLOGO DE EXAMES O exame radiográfico é solicitado para a visualização clinica das estruturas ósseas da cavidade bucal. Para isso, existem as mais diversas técnicas

Leia mais

Transplante Dental* Coordenador: MACEDO, Sérgio Bruzadelli

Transplante Dental* Coordenador: MACEDO, Sérgio Bruzadelli Transplante Dental* Coordenador: MACEDO, Sérgio Bruzadelli LIMA, Richard Presley 1 ; DOS SANTOS, Mateus Veppo 2 ; DE MOURA, Cariacy Silva 3 ; GUILLEN, Gabriel Albuquerque 4 ; MELLO, Thais Samarina Sousa

Leia mais

ANÁLISE DA DENTIÇÃO MISTA

ANÁLISE DA DENTIÇÃO MISTA 1 ANÁLISE DA DENTIÇÃO MISTA INTRODUÇÃO O período da dentição mista inicia-se por volta dos 6 anos de idade com a erupção dos primeiros molares permanentes, e termina ao redor dos 12 anos de idade, com

Leia mais

PROGRAMA DE GERENCIAMENTO DAS GUIAS DE ENCAMINHAMENTO ODONTOLÓGICO PROGEO

PROGRAMA DE GERENCIAMENTO DAS GUIAS DE ENCAMINHAMENTO ODONTOLÓGICO PROGEO PROGRAMA DE GERENCIAMENTO DAS GUIAS DE ENCAMINHAMENTO ODONTOLÓGICO PROGEO 1 1. PROPÓSITO Efetuar controle da Guias de Encaminhamentos Odontológicos em conformidade com a Circular 006/2007 da DSM e DGPM-401

Leia mais

DIVISÂO DE ENSINO E PESQUISA. Especialização em Cirurgia e Traumatologia Buco- Maxilo- Facial na Modalidade de Residência.

DIVISÂO DE ENSINO E PESQUISA. Especialização em Cirurgia e Traumatologia Buco- Maxilo- Facial na Modalidade de Residência. HOSPITAL FEDERAL DOS SERVIDORES DO ESTADO DIVISÂO DE ENSINO E PESQUISA. SERVIÇO DE CIRURGIA ORAL E MAXILOFACIAL EDITAL PARA O CONCURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM CIRURGIA BUCO- MAXILO- FACIAL NA MODALIDADE DE

Leia mais

BuscaLegis.ccj.ufsc.br

BuscaLegis.ccj.ufsc.br BuscaLegis.ccj.ufsc.br Obrigações de meio e de resultado Publicado desde 8/8/2005 Érica Novas Da formação do contrato odontológico é que derivam obrigações para as partes contratantes. Todavia, apenas

Leia mais

Linha 1: Resposta biológica nas terapias em Odontologia.

Linha 1: Resposta biológica nas terapias em Odontologia. Linha 1: Resposta biológica nas terapias em Odontologia. Descrição. O entendimento dos processos fisiológicos, celulares e moleculares associados com o uso de diversos materiais, medicamentos e demais

Leia mais

Cré d. Cód Sem Módulo Ementa Créd

Cré d. Cód Sem Módulo Ementa Créd Conselho Universitário - CONSUNI Câmara de Ensino Curso de Graduação em Odontologia da UNIPLAC Quadro de Equivalência para Fins de Aproveitamento de Estudos entre duas Estruturas Curriculares Modulares

Leia mais

Dr. Luiz Carlos de Souza Manganello. Dra. Maria Eduina da Silveira Lucca

Dr. Luiz Carlos de Souza Manganello. Dra. Maria Eduina da Silveira Lucca Coordenação Dr. Luiz Carlos de Souza Manganello Cirurgião Dentista Bucomaxilofacial Cirurgião Plástico especialista pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica Doutorado em Cirurgia pela Faculdade de

Leia mais

COMO ELABORAR O PRONTUÁRIO ODONTOLÓGICO E A IMPORTÃNCIA DO SEU CORRETO PREENCHIMENTO. Ribeiro S.; Canettieri, A.C.V.

COMO ELABORAR O PRONTUÁRIO ODONTOLÓGICO E A IMPORTÃNCIA DO SEU CORRETO PREENCHIMENTO. Ribeiro S.; Canettieri, A.C.V. COMO ELABORAR O PRONTUÁRIO ODONTOLÓGICO E A IMPORTÃNCIA DO SEU CORRETO PREENCHIMENTO Ribeiro S.; Canettieri, A.C.V. Curso de Odontologia, Faculdade de Ciências da Saúde, Universidade do Vale do Paraíba

Leia mais

ESTUDO EPIDEMIOLÓGICO DE ATENDIMENTOS REALIZADOS NO SETOR DE CIRURGIA BUCOMAXILOFACIAL DA CENTRAL DE ODONTOLOGIA DE GOIÂNIA GO - BRASIL

ESTUDO EPIDEMIOLÓGICO DE ATENDIMENTOS REALIZADOS NO SETOR DE CIRURGIA BUCOMAXILOFACIAL DA CENTRAL DE ODONTOLOGIA DE GOIÂNIA GO - BRASIL 248 ESTUDO EPIDEMIOLÓGICO DE ATENDIMENTOS REALIZADOS NO SETOR DE CIRURGIA BUCOMAXILOFACIAL DA CENTRAL DE ODONTOLOGIA DE GOIÂNIA GO - BRASIL EPIDEMIOLOGIC SURVEY PROVIDED BY THE DIVISION OF BUCO MAXILLOFACIAL

Leia mais

Diagnóstico da transposição dentária na ótica da clinica ortodôntica: utilização de tomografia computadorizada com

Diagnóstico da transposição dentária na ótica da clinica ortodôntica: utilização de tomografia computadorizada com RELATO DE CASO Diagnóstico da transposição dentária na ótica da clinica ortodôntica: utilização de tomografia computadorizada com feixe cônico Tooth transposition diagnosis in the perspective of orthodontics:

Leia mais

ACHADOS CLÍNICOS E RADIOGRÁFICOS DE DENTE SUPRANUMERÁRIO NA REGIÃO POSTERIOR DA MAXILA

ACHADOS CLÍNICOS E RADIOGRÁFICOS DE DENTE SUPRANUMERÁRIO NA REGIÃO POSTERIOR DA MAXILA ACHADOS CLÍNICOS E RADIOGRÁFICOS DE DENTE SUPRANUMERÁRIO ACHADOS CLÍNICOS E RADIOGRÁFICOS DE DENTE SUPRANUMERÁRIO NA REGIÃO POSTERIOR DA MAXILA 253 CLINICAL AND RADIOGRAPHIC FINDINGS OF SUPERNUMERARY TOOTH

Leia mais

ODONTOLOGIA DO TRABALHO ESTADO DA ARTE E NOVAS PERSPECTIVAS NO CAMPO DA SAÚDE INTEGRAL DOS TRABALHADORES

ODONTOLOGIA DO TRABALHO ESTADO DA ARTE E NOVAS PERSPECTIVAS NO CAMPO DA SAÚDE INTEGRAL DOS TRABALHADORES ODONTOLOGIA DO TRABALHO ESTADO DA ARTE E NOVAS PERSPECTIVAS NO CAMPO DA SAÚDE INTEGRAL DOS TRABALHADORES ODONTOLOGIA DO TRABALHO Edward Toshiyuki Midorikawa João Rodolfo Hopp Sérgio Peres Junior Sueli

Leia mais

RADIOLOGIA EM ORTODONTIA

RADIOLOGIA EM ORTODONTIA RADIOLOGIA EM ORTODONTIA Sem dúvida alguma, o descobrimento do RX em 1.895, veio revolucionar o diagnóstico de diversas anomalias no campo da Medicina. A Odontologia, sendo área da saúde, como não poderia

Leia mais

Altera a Deliberação CONSEP Nº 172/2012, que Altera o Currículo do Curso de Odontologia, para regime seriado semestral.

Altera a Deliberação CONSEP Nº 172/2012, que Altera o Currículo do Curso de Odontologia, para regime seriado semestral. DELIBERAÇÃO CONSEP Nº 154/2014 Altera a Deliberação CONSEP Nº 172/2012, que Altera o Currículo do Curso de Odontologia, para regime seriado semestral. O CONSELHO DE ENSINO E PESQUISA, na conformidade do

Leia mais

Aula 9: Laudo Radiográfico

Aula 9: Laudo Radiográfico Aula 9: Laudo Radiográfico Autora: Profª. Rosana da Silva Berticelli Edição: Luana Christ e Bruna Reuter Definição: É a interpretação das imagens radiográficas, reconhecendo as estruturas e reparos anatômicos

Leia mais

DELIBERAÇÃO CONSEP Nº 172/2012

DELIBERAÇÃO CONSEP Nº 172/2012 DELIBERAÇÃO CONSEP Nº 172/2012 Altera o Currículo do Curso de Odontologia, para regime seriado semestral. O CONSELHO DE ENSINO E PESQUISA, na conformidade do Processo ODO Nº 077/2012, aprovou e eu promulgo

Leia mais

EPIDEMIOLOGIA DAS MÁS OCLUSÕES NA DENTADURA MISTA EM ESCOLARES DE TERESINA PI

EPIDEMIOLOGIA DAS MÁS OCLUSÕES NA DENTADURA MISTA EM ESCOLARES DE TERESINA PI EPIDEMIOLOGIA DAS MÁS OCLUSÕES NA DENTADURA MISTA EM ESCOLARES DE TERESINA PI Marcus Vinicius Neiva Nunes do Rego - NOVAFAPI Olívia de Freitas Mendes - NOVAFAPI Thaís Lima Rocha NOVAFAPI Núbia Queiroz

Leia mais

DELIBERAÇÃO CONSEP Nº 105/2014

DELIBERAÇÃO CONSEP Nº 105/2014 DELIBERAÇÃO CONSEP Nº 105/2014 Dispõe sobre o Currículo do Curso de Odontologia, regime seriado semestral. O CONSELHO DE ENSINO E PESQUISA, na conformidade do Processo nº ODO- 077/2012, aprovou e eu promulgo

Leia mais

Tumores Odontogênicos. Humberto Brito R3 CCP

Tumores Odontogênicos. Humberto Brito R3 CCP Tumores Odontogênicos Humberto Brito R3 CCP Avelar, 2008; Rodrigues, 2010 INTRODUÇÃO Neoplasias que afetam a maxila e a mandíbula A maioria acomete a mandíbula 2/3 (principalmente a região posterior) Grupo

Leia mais

The Odontogenic Cyst in Children: Analysis of the Surgical Decompression in 2 Cases

The Odontogenic Cyst in Children: Analysis of the Surgical Decompression in 2 Cases Cistos odontogênicos em crianças: análise da descompressão cirúrgica em dois casos The Odontogenic Cyst in Children: Analysis of the Surgical Decompression in 2 Cases Recebido em 05/02/2008 Aprovado em

Leia mais

I Encontro Nacional de Centros de Especialidades Odontológicas CEO e Equipes de Saúde Bucal da Estratégia Saúde da Família II Encontro Internacional dos Coordenadores de Saúde Bucal dos Países Latino-Americanos

Leia mais

Hiperdontia: Relato de Caso com 8 Elementos Supranumerários Hyperdontia: a case report with 8 supernumerary teeth

Hiperdontia: Relato de Caso com 8 Elementos Supranumerários Hyperdontia: a case report with 8 supernumerary teeth Relato de Caso com 8 Elementos Supranumerários Hyperdontia: a case report with 8 supernumerary teeth Tiago Estevam de Almeida * Jesus Saavedra Junior ** Yataro Kawakami *** Carla Andréa Palis **** Pérsio

Leia mais

Prevalência das Más-oclusões em Pacientes da Clínica de Ortodontia da Universidade Federal de Pernambuco 1

Prevalência das Más-oclusões em Pacientes da Clínica de Ortodontia da Universidade Federal de Pernambuco 1 TRABALHO DE PESQUISA Prevalência das Más-oclusões em Pacientes da Clínica de Ortodontia da Universidade Federal de Pernambuco 1 Prevalence of Malocclusion in Patients of Post-graduation in Orthodontics

Leia mais

UNITERMOS: Ortodontia corretiva; Dente impactado; Dente não erupcionado.

UNITERMOS: Ortodontia corretiva; Dente impactado; Dente não erupcionado. CASO CLÍNICO Tratamento Orto-Cirúrgico de Incisivo Central Retido Dilacerado e Canino Retido Relato de Caso Ortho-Surgical Treatment of Impacted Maxillary Central Incisor (Dilacerated) and Cuspid Case

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO CEARÁ CAMPUS DE SOBRAL CURSO DE ODONTOLOGIA PATOLOGIA GERAL E ORAL

UNIVERSIDADE FEDERAL DO CEARÁ CAMPUS DE SOBRAL CURSO DE ODONTOLOGIA PATOLOGIA GERAL E ORAL SUB- PATOLOGIA GERAL E ORAL Estomatologia Métodos de Diagnóstico I e II Processos Patológicos PROGRAMA SUGERIDO (PROVA ESCRITA / DIDÁTICA / PRÁTICA) - TEMAS 1. Cistos dos maxilares. 2. Neoplasias benignas

Leia mais

TRATAMENTO DE UMA CLASSE II COM IMPACTAÇÃO DE CANINO E DE PRÉ-MOLAR

TRATAMENTO DE UMA CLASSE II COM IMPACTAÇÃO DE CANINO E DE PRÉ-MOLAR Miguel da Nóbrega Médico Especialista em Estomatologia DUO Faculdade de Cirurgia Dentária Universidade Toulouse miguel.nobrega@ortofunchal.com TRATAMENTO DE UMA CLASSE II COM IMPACTAÇÃO DE CANINO E DE

Leia mais

Conselho Federal de Odontologia. Dados e Informações Sobre as Especialidades Odontológicas no Brasil

Conselho Federal de Odontologia. Dados e Informações Sobre as Especialidades Odontológicas no Brasil Dados e Informações Sobre as Especialidades Odontológicas no Brasil Luciano M Sampaio Barreto ( Gerente de Tecnologia e Informação ) Conselho Federal de Odontologia - CFO Dezembro/2013 Histórico das Especialidades

Leia mais

Extração Seriada, uma Alternativa

Extração Seriada, uma Alternativa Artigo de Divulgação Extração Seriada, uma Alternativa Serial Extraction, an Alternative Procedure Evandro Bronzi Resumo A extração seriada é um procedimento ortodôntico que visa harmonizar

Leia mais

INCIDÊNCIAS DE MALFORMAÇÕES CONGÊNITAS LABIOPALATAIS THE INCIDENCE OF THELIP AND PALATE MALFORMATIONS

INCIDÊNCIAS DE MALFORMAÇÕES CONGÊNITAS LABIOPALATAIS THE INCIDENCE OF THELIP AND PALATE MALFORMATIONS Rev. Cir. Traumat. Buco-Maxilo-Facial, v.2, n.2, p. 41-46, INCIDÊNCIAS DE MALFORMAÇÕES CONGÊNITAS LABIOPALATAIS THE INCIDENCE OF THELIP AND PALATE MALFORMATIONS Belmiro Cavalcanti do Egito VASCONCELOS*

Leia mais

CONSELHO FEDERAL DE ODONTOLOGIA <!ID111838-0> RESOLUÇÃO Nº 53, DE 20 DE MAIO DE 2004

CONSELHO FEDERAL DE ODONTOLOGIA <!ID111838-0> RESOLUÇÃO Nº 53, DE 20 DE MAIO DE 2004 Diário Oficial Imprensa Nacional N.º 101 DOU de 27/05/04 seção 1 CONSELHO FEDERAL DE ODONTOLOGIA REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL BRASÍLIA - DF RESOLUÇÃO Nº 53, DE 20 DE MAIO DE 2004 Altera

Leia mais

Acta Ortopédica Brasileira ISSN 1413-7852 versão impressa

Acta Ortopédica Brasileira ISSN 1413-7852 versão impressa Acta Ortopédica Brasileira ISSN 1413-7852 versão impressa ARTIGO ORIGINAL Ocorrência de entorse e lesões do joelho em jogadores de futebol da cidade de Manaus, Amazonas Eduardo Telles de Menezes Stewien

Leia mais

Dados e Informações Sobre as Especialidades Odontológicas no Brasil

Dados e Informações Sobre as Especialidades Odontológicas no Brasil Dados e Informações Sobre as Especialidades Odontológicas no Brasil José Mário Morais Mateus Conselheiro Federal - MG Julho/2014 Histórico das Especialidades Odontológicas Cirurgia e Traumatologia Buco-Maxilo-Faciais

Leia mais

Registro Hospitalar de Câncer de São Paulo:

Registro Hospitalar de Câncer de São Paulo: Registro Hospitalar de Câncer de São Paulo: Análise dos dados e indicadores de qualidade 1. Análise dos dados (jan ( janeiro eiro/2000 a setembro/201 /2015) Apresenta-se aqui uma visão global sobre a base

Leia mais

Absenteísmo por causas odontológicas em cooperativa de produtores rurais do Estado de Minas Gerais

Absenteísmo por causas odontológicas em cooperativa de produtores rurais do Estado de Minas Gerais Absenteísmo por causas odontológicas em cooperativa de produtores rurais do Estado de Minas Gerais Cristiane Miranda CARVALHO 1 Marina Pereira COELHO 1 Ronaldo RADICCHI 2 RESUMO Conhecer as causas odontológicas

Leia mais

CORRELAÇÃO ENTRE CAPACIDADE INTELECTUAL, IDADE MENTAL E CRONOLÓGICA DE CRIANÇAS SUBMETIDAS A TRATAMENTO ODONTOLÓGICO

CORRELAÇÃO ENTRE CAPACIDADE INTELECTUAL, IDADE MENTAL E CRONOLÓGICA DE CRIANÇAS SUBMETIDAS A TRATAMENTO ODONTOLÓGICO CORRELAÇÃO ENTRE CAPACIDADE INTELECTUAL, IDADE MENTAL E CRONOLÓGICA DE CRIANÇAS SUBMETIDAS A TRATAMENTO ODONTOLÓGICO Gislaine Santos MASCARENHAS* Norma Tomie Matsumoto KUDO* Paula Massumi HAYASHI* Renata

Leia mais

Estudo da prevalência de cárie dentária na dentição permanente em crianças de 6 a 12 anos da rede pública de ensino no município de Joinville (SC)

Estudo da prevalência de cárie dentária na dentição permanente em crianças de 6 a 12 anos da rede pública de ensino no município de Joinville (SC) ISSN 1806-7727 Estudo da prevalência de cárie dentária na dentição permanente em crianças de 6 a 12 anos da rede pública de ensino no município de Joinville (SC) Evaluated the prevalence of dental caries

Leia mais

MINISTÉRIO DA SAÚDE SECRETARIA DE ATENÇÃO À SAÚDE DEPARTAMENTO DE ATENÇÃO BÁSICA COORDENAÇÃO GERAL DE SAÚDE BUCAL. Nota técnica: Portaria SAS 718

MINISTÉRIO DA SAÚDE SECRETARIA DE ATENÇÃO À SAÚDE DEPARTAMENTO DE ATENÇÃO BÁSICA COORDENAÇÃO GERAL DE SAÚDE BUCAL. Nota técnica: Portaria SAS 718 MINISTÉRIO DA SAÚDE SECRETARIA DE ATENÇÃO À SAÚDE DEPARTAMENTO DE ATENÇÃO BÁSICA COORDENAÇÃO GERAL DE SAÚDE BUCAL Nota técnica: Portaria SAS 718 Diante da necessidade de revisão e atualização dos procedimentos

Leia mais

COMPARAÇÃO DO DIAGNÓSTICO RADIOGRÁFICO DE ANÁLISES CEFALOMÉTRICAS DISTINTAS *Luciano Sampaio Marques; **Luiz Fernando Eto

COMPARAÇÃO DO DIAGNÓSTICO RADIOGRÁFICO DE ANÁLISES CEFALOMÉTRICAS DISTINTAS *Luciano Sampaio Marques; **Luiz Fernando Eto 1 COMPARAÇÃO DO DIAGNÓSTICO RADIOGRÁFICO DE ANÁLISES CEFALOMÉTRICAS DISTINTAS *Luciano Sampaio Marques; **Luiz Fernando Eto Resumo da monografia apresentada no curso de especilização em Ortodontia da Universidade

Leia mais

RESOLUÇÃO. Artigo 2º - O Currículo, ora alterado, será implantado no início do ano 2000, para os matriculados no 1º semestre.

RESOLUÇÃO. Artigo 2º - O Currículo, ora alterado, será implantado no início do ano 2000, para os matriculados no 1º semestre. RESOLUÇÃO CONSEPE 51/99 ALTERA O PLANO CURRICULAR E O REGIME DO CURSO DE ODONTOLOGIA, DO CÂMPUS DE BRAGANÇA PAULISTA. O Presidente do Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão - CONSEPE, no uso da atribuição

Leia mais

Instituição Educacional: Universidade Federal do Rio de Janeiro UFRJ A POPULAÇÃO CONHECE O CÂNCER BUCAL?

Instituição Educacional: Universidade Federal do Rio de Janeiro UFRJ A POPULAÇÃO CONHECE O CÂNCER BUCAL? PESQUISA 3º COLOCADO Título do Trabalho: A população conhece o câncer bucal? Autor (a): Drª. Carolina de Moraes Pires Orientador (a): Profª. Drª. Maria Elisa Rangel Janini Instituição Educacional: Universidade

Leia mais

INTRODUÇÃO DE FATOR MODERADOR DE USO EM PLANOS DE SAÚDE COMO ELEMENTO DE CORREÇÃO DA SINISTRALIDADE NO SEGURO- SAÚDE

INTRODUÇÃO DE FATOR MODERADOR DE USO EM PLANOS DE SAÚDE COMO ELEMENTO DE CORREÇÃO DA SINISTRALIDADE NO SEGURO- SAÚDE INTRODUÇÃO DE FATOR MODERADOR DE USO EM PLANOS DE SAÚDE COMO ELEMENTO DE CORREÇÃO DA SINISTRALIDADE NO SEGURO- SAÚDE Fossati, Gilberto*; Ruschel, Felipe F**; Robinson, Gustavo GR**; Caye, Carlos A**; Robinson,

Leia mais

Perfil do egresso Profissional generalista, e com possibilidades de aprofundamento em áreas específicas, consciente de suas responsabilidades no

Perfil do egresso Profissional generalista, e com possibilidades de aprofundamento em áreas específicas, consciente de suas responsabilidades no Perfil do egresso Profissional generalista, e com possibilidades de aprofundamento em áreas específicas, consciente de suas responsabilidades no processo saúde/doença, com sólida formação técnico-científica,

Leia mais

Tratamento Ortodôntico da Classe III, Subdivisão: Apresentação de um Caso Clínico (Parte 1)

Tratamento Ortodôntico da Classe III, Subdivisão: Apresentação de um Caso Clínico (Parte 1) Artigo de Divulgação Tratamento Ortodôntico da Classe III, Subdivisão: Apresentação de um Caso Clínico (Parte 1) Treatment of a Class III, Subdivision Malocclusion: A Case Report (Part 1) Guilherme R.

Leia mais

http://www.itpac.br/revista

http://www.itpac.br/revista _ PREVALÊNCIA DE CÁRIE PELO ÍNDICE CPO-D EM ALUNOS DA APAE DE ARAGUAÍNA-TOCANTINS Ayla Caroline Eduardo Canedo de Aguiar (Graduada em Odontologia pela FAHESA/ITPAC) E-mail: nininha_nz@hotmail.com, Tauanny

Leia mais

São Paulo, 12 de Novembro de 2010. Ofício Lote III n.º 0/2010. Prezada Senhora,

São Paulo, 12 de Novembro de 2010. Ofício Lote III n.º 0/2010. Prezada Senhora, Ofício Lote III n.º 0/2010 São Paulo, 12 de Novembro de 2010. Prezada Senhora, Através deste, encaminhamos o Relatório dos Indicadores Gerais de Acompanhamento e Avaliação da Gestão, dos Indicadores de

Leia mais

OCORRÊNCIA E ETIOLOGIA DO TRAUMATISMO DENTAL EM ALUNOS DO CURSO DE ODONTOLOGIA DA UNIVERSIDADE DE SANTA CRUZ DO SUL/RS

OCORRÊNCIA E ETIOLOGIA DO TRAUMATISMO DENTAL EM ALUNOS DO CURSO DE ODONTOLOGIA DA UNIVERSIDADE DE SANTA CRUZ DO SUL/RS Revista de Endodontia Pesquisa e Ensino On Line - Ano 4, Número 7, Janeiro/Junho, 2008. 1 OCORRÊNCIA E ETIOLOGIA DO TRAUMATISMO DENTAL EM ALUNOS DO CURSO DE ODONTOLOGIA DA UNIVERSIDADE DE SANTA CRUZ DO

Leia mais

Análise de conhecimentos e práticas de mães sobre saúde bucal

Análise de conhecimentos e práticas de mães sobre saúde bucal Análise de conhecimentos e práticas de mães sobre saúde bucal ROSIANGELA RAMALHO DE SOUZA KNUPP URUBATAN VIEIRA DE MEDEIROS PAULA BAPTISTA MACHADO DE MELLO DENNIS DE CARVALHO FERREIRA MÁRCIA MARIA PEREIRA

Leia mais

Evaluation of the positions of impacted third molars according to the Winter and Pell & Gregory classifications in panoramic radiography.

Evaluation of the positions of impacted third molars according to the Winter and Pell & Gregory classifications in panoramic radiography. Avaliação das posições dos terceiros molares impactados de acordo com as classificações de Winter e Pell & Gregory em radiografias panorâmicas Evaluation of the positions of impacted third molars according

Leia mais

INFORMÁTICA ANS GUIA TISS CERTIFICADO DIGITAL TABELA TUSS TABELA DE ATOS ESPECIALIDADES

INFORMÁTICA ANS GUIA TISS CERTIFICADO DIGITAL TABELA TUSS TABELA DE ATOS ESPECIALIDADES INFORMÁTICA ANS GUIA TISS CERTIFICADO DIGITAL TABELA TUSS TABELA DE ATOS ESPECIALIDADES 21/06/2014 A Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) é a agência reguladora vinculada ao Ministério da Saúde

Leia mais

LEVANTAMENTO DEMOGRÁFICO E ESTUDO DA QUALIDADE DE VIDA COMO SUBSIDIO A GESTÃO TERRITORIAL EM FRANCISCO BELTRÃO ESTADO DO PARANÁ BRASIL

LEVANTAMENTO DEMOGRÁFICO E ESTUDO DA QUALIDADE DE VIDA COMO SUBSIDIO A GESTÃO TERRITORIAL EM FRANCISCO BELTRÃO ESTADO DO PARANÁ BRASIL LEVANTAMENTO DEMOGRÁFICO E ESTUDO DA QUALIDADE DE VIDA COMO SUBSIDIO A GESTÃO TERRITORIAL EM FRANCISCO BELTRÃO ESTADO DO PARANÁ BRASIL José Francisco de Gois 1 Vera Lúcia dos Santos 2 A presente pesquisa

Leia mais

A Evolução da Morbidade e Mortalidade por Câncer de Mama entre a População Feminina de Minas Gerais 1995 a 2001 *

A Evolução da Morbidade e Mortalidade por Câncer de Mama entre a População Feminina de Minas Gerais 1995 a 2001 * A Evolução da Morbidade e Mortalidade por Câncer de Mama entre a População Feminina de Minas Gerais 1995 a 2001 * Andréa Branco Simão UFMG/Cedeplar Luiza de Marilac de Souza UFMG/Cedeplar Palavras Chave:

Leia mais

Tratamento da transposição de canino e pré-molar superior unilateral: abordagem por meio de mecânica segmentada

Tratamento da transposição de canino e pré-molar superior unilateral: abordagem por meio de mecânica segmentada Caso Clínico Tratamento da transposição de canino e pré-molar superior unilateral: abordagem por meio de mecânica segmentada Leopoldino Capelozza Filho*, Mauricio de Almeida Cardoso**, João Cardoso Neto***

Leia mais

ESTADO MATO GROSSO PREFEITURA MUNICIPAL DE VARZEA GRANDE NOTIFICAÇÃO DE RECEBIMENTO DE RECURSOS FEDERAIS

ESTADO MATO GROSSO PREFEITURA MUNICIPAL DE VARZEA GRANDE NOTIFICAÇÃO DE RECEBIMENTO DE RECURSOS FEDERAIS 03.507.548/0001-10 Arrecadação: 661/13 03/01/2013 SUS-MAC-MEDIA ALTA COMPLEX. AMB. HOSP-624.004-1 Fonte de recursos: 0202 - Recurso de Convênio e Programa Saúde Total geral : Fica liquidada a importância

Leia mais

FACULDADES INTEGRADAS DO NORTE DE MINAS FUNORTE INSTITUTO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE ICS CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM ORTODONTIA

FACULDADES INTEGRADAS DO NORTE DE MINAS FUNORTE INSTITUTO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE ICS CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM ORTODONTIA FACULDADES INTEGRADAS DO NORTE DE MINAS FUNORTE INSTITUTO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE ICS CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM ORTODONTIA DE CANINO INCLUSO EM UMA AMOSTRA NA ZONA LESTE DE SÃO PAULO FERNANDA ALONSO CORACINI

Leia mais

VERITAE TRABALHO - PREVIDÊNCIA SOCIAL - SEGURANÇA E SAÚDE NO TRABALHO LEX TRABALHO

VERITAE TRABALHO - PREVIDÊNCIA SOCIAL - SEGURANÇA E SAÚDE NO TRABALHO LEX TRABALHO VERITAE TRABALHO - PREVIDÊNCIA SOCIAL - SEGURANÇA E SAÚDE NO TRABALHO LEX TRABALHO Orientador Empresarial Dentistas-Consolidação das Normas para Procedimentos nos Conselhos de Odontologia-Alteração RESOLUÇÃO

Leia mais

MANTENEDORES DE ESPAÇO

MANTENEDORES DE ESPAÇO MANTENEDORES DE ESPAÇO Conceito São aparelhos ortodônticos usados para manter o espaço nas arcadas dentárias, por perda precoce de dentes decíduos. Classificação Quanto ao uso: fixos semifixos removíveis

Leia mais

TRIBUNAL SUPERIOR DO TRABALHO CONSELHO DELIBERATIVO DO PROGRAMA TST-SAÚDE

TRIBUNAL SUPERIOR DO TRABALHO CONSELHO DELIBERATIVO DO PROGRAMA TST-SAÚDE TRIBUNAL SUPERIOR DO TRABALHO CONSELHO DELIBERATIVO DO PROGRAMA TST-SAÚDE ATO DELIBERATIVO Nº 56, DE 25 DE NOVEMBRO DE 2014 Dispõe sobre a assistência odontológica indireta aos beneficiários do Programa

Leia mais

Tracionamento ortodôntico de incisivos central e lateral superiores impactados: caso clínico

Tracionamento ortodôntico de incisivos central e lateral superiores impactados: caso clínico Caso Clínico Tracionamento ortodôntico de incisivos central e lateral superiores impactados: caso clínico Plínio Coutinho Vilas Boas*, Luís Antônio Alves Bernardes**, Matheus Melo Pithon***, Diogo Piacentini

Leia mais

disponibilidade do proprietário. Em geral, a melhor forma de profilaxia consiste na escovação dentária diária em animais de pequeno porte e, três

disponibilidade do proprietário. Em geral, a melhor forma de profilaxia consiste na escovação dentária diária em animais de pequeno porte e, três Perfil do proprietário de cães e gatos da cidade de Jataí GO em relação aos cuidados odontológicos de seus animais RESENDE, Lara Gisele¹; PAIVA, Jacqueline de Brito¹; ARAÚJO, Diego Pereira¹; CARVALHO,

Leia mais

O presente trabalho visa relatar um programa de promoção de saúde. desenvolvido como atividade de Extensão Universitária da Faculdade de

O presente trabalho visa relatar um programa de promoção de saúde. desenvolvido como atividade de Extensão Universitária da Faculdade de TÍTULO:PROGRAMA DE EXTENSÃO UNIVERSITÁRIA DE ALUNOS DA FACULDADE DE ODONTOLOGIA DE PERNAMBUCO FOP/UPE AUTORES: BARROS, E.S,, MACIEL, A*. E, MENEZES, V. A**., MESQUITA, M. F INSTITUIÇÃO: Faculdade de Odontologia

Leia mais

RESUMO. Rômulo Fonseca dos Santos Pinto. Hyana AraújoCunha. Karine Nascimento de Souza. Professor das Faculdades São José - FSJ

RESUMO. Rômulo Fonseca dos Santos Pinto. Hyana AraújoCunha. Karine Nascimento de Souza. Professor das Faculdades São José - FSJ Revista Científica Multidisciplinar das Faculdades São José ANÁLISE DA NORMALIDADE ANATÔMICA RELACIONADA À INCIDÊNCIA DO TERCEIRO MOLAR NA ARCADA DENTÁRIA DE ALUNOS UNIVERSITÁRIOS ENTRE 20 E 40 ANOS DA

Leia mais

TRACIONAMENTO ORTODÔNTICO DE DENTES INCLUSOS UTILIZANDO DIFERENTES MÉTODOS

TRACIONAMENTO ORTODÔNTICO DE DENTES INCLUSOS UTILIZANDO DIFERENTES MÉTODOS TRACIONAMENTO ORTODÔNTICO DE DENTES INCLUSOS UTILIZANDO DIFERENTES MÉTODOS Igor Constantin Merlini* Júlia Melo de Abreu Vieira* Juliana Vieira Claudino* Klinger Pascoal Pereira* Larissa Costa Cardoso*

Leia mais

DISPLASIA CLEIDOCRANIANA - RELATO DE CASO Rhaiza Carla Longo* Róger Reche* Claiton Tirello** Fabiane Schreiner***

DISPLASIA CLEIDOCRANIANA - RELATO DE CASO Rhaiza Carla Longo* Róger Reche* Claiton Tirello** Fabiane Schreiner*** DISPLASIA CLEIDOCRANIANA - RELATO DE CASO Rhaiza Carla Longo* Róger Reche* Claiton Tirello** Fabiane Schreiner*** *Acadêmicos do curso de Odontologia da Universidade Regional Integrada do Alto Uruguai

Leia mais