Limpeza e transformação de dados (SSIS)

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Limpeza e transformação de dados (SSIS)"

Transcrição

1 SAD: 4º Projecto DW Limpeza e transformação de dados (SSIS) Suponha a operação de junção aproximada, e que pretende utilizar esta operação para detectar registos aproximadamente duplicados de Clientes..A relação Clientes tem o seguinte esquema: Clientes(clId, nome) A chave clid não pode ser utilizada para detectar duplicados aproximados. Consideram-se duplicados aproximados aqueles registos de Clientes cuja distância de edição entre os seus nomes é inferior ou igual a 2. Considere uma função de distância de edição editdist(s1, s2) que aceita como entradas duas cadeias de caracteres s1, s2 e devolve um número inteiro que representa a distância de edição entre as duas cadeias. a) Qual a instrução SQL que devolve os pares de identificadores de Clientes que correspondem a clientes aproximadamente duplicados. b) A transformação LookUp, utilizada no tutorial do SSIS seria útil para especificar a semântica da instrução SQL de a) no SSIS? Justifique. Se não fôr útil, consegue sugerir uma alternativa? Se sim, explique como funcionaria. Nota: Pesquise informação sobre as Integration Services Transformations dentro dos Data Flow Elements no SQL Server 2008 Books Online. c) Experimente a alternativa da alínea b) (se fôr necessária) no projecto de Integration Services que criou na lição 1 do tutorial Creating a Simple ETL Package, substituindo a transformação LookUp na tabela DimCurrency pela nova transformação. Como parameterizaria a nova transformação e qual o significado? 1

2 a) Select c1.clid clid1, c2.clid clid2 from Clientes c1, Clientes c2 where editdist(c1.nome, c2.nome) <= 2 and c1.nome!= c2.nome b) O operador Lookup não serviria, pois executa um equi-join entre uma tabela de entrada e outro de referência. A alternativa seria: - operador FuzzyLookup ou FuzzyGrouping 2

3 Significado do Fuzzy Lookup: Join aproximado entre uma tabela e outra de referência. Primeiro, procura os matches exactos c) Parameterização do FuzzyLookup (faz parte da alínea c)) Tab Reference Table : OLE DB Connection Manager: AdventureWorksDW Generate a New index para quê? Reference Table name: DimCurrency Tab Columns : Arrastar CurrencyKey para CurrencyAlternateKey Seleccionar a checkbox de CurrencyKey Available Lookup columns: os campos que queremos usar para detectar os duplicados CurrencyID? CurrencyKey? Tab Advanced : Maximum nb of matches to output per lookup: 1 Similarity threshold: 0.99, por exemplo. Significado do FuzzyGrouping: detecta semelhanças entre os tuplos da tabela de entrada, determinando quais os aproximadamente duplicados através dos valores de cadeias de caracteres. Como funciona? Acrescenta duas colunas à tabela de entrada: _key_in e _key_out À medida que os tuplos de entrada são processados, o Fuzzy Grouping atribui um ID a cada um deles, que é o _key_in. Quando o Fuzzy Grouping agrupa um cjto de linhas como sendo duplicadas, determina qual deve ser a representante. Então, atribui à coluna _Key_out de todas as linhas no grupo o valor do _key_in do representante. Se só quisermos escrever na saída as linhas representantes, podemos filtrar a saída deste operador, seleccionando só as linhas em que _key_in é igual a _key_out 3

4 c) O fluxo de dados é composto por: OLE DB Source -> FuzzyGrouping -> OLE DB Destination Parameterização do OLE DB Source: Table: DimCurrency Columns: CurrencyKey, CurrencyAlternateKey, CurrencyName Parameterização do FuzzyGrouping: Tab Columns : CurrencyName Similarity Threshold: 0.9 por exemplo Mostrar os resultados para a tabela DimCurrency: Ex: Russian Ruble ~ Russian Ruble(old) ETL(SSIS) Suponha a seguinte tabela com informação sobre os amigos de um determinado utilizador: username friend1 friend Ana Bernardo Maria Bernardo João Manuel Rodrigo Maria Francisco e a transformação destes dados na tabela que se segue: username friend Ana Bernardo Ana Maria Bernardo Joao Bernardo Manuel Rodrigo Maria Rodrigo Francisco Em que a coluna Friend foi obtida a partir das colunas Friend1 e Friend2. Note-se que são gerados tantos tuplos por Username, quantas as colunas de Friendi na primeira tabela (que são duas neste exemplo). a) Diga se consegue especificar esta operação em SQL. Se a resposta fôr afirmativa, apresente a instrução SQL correspondente. b) Indique se conseguiria especificar esta transformação no SSIS. Em caso afirmativo, indique que transformação de dados do SSIS usaria. Nota: Pesquise informação sobre as Integration Services Transformations dentro dos Data Flow Elements no SQL Server 2008 Books Online. 4

5 a) Select username, friend1 as friend from friends union select username, friend2 as friend from friends O Resultado podia ou não estar ordenado por username. b) Unpivot: transforma valores de múltiplas colunas para um único registo em múltiplos registos com uma única coluna. Utilização: data flow: OLE DB Source -> Unpivot -> OLE DB Destination parameterização: input column : friend1, friend2 destination column : friend pivot key values : friend1, friend2 5

6 Ou UnionAll para implementar no SSIS a mesma semântica da alínea a). 1) Dois OLE DBSource, fazendo a projecção username, Friendi 2) UnionAll dos resultados de 1) 3) OLE DBdestination para inserir os resultados numa tabela de saída com esquema username, Friend. 6

Limpeza e transformação de dados

Limpeza e transformação de dados SAD: 4º Projecto DW Limpeza e transformação de dados Suponha a operação de junção aproximada, que pode ser expressa pelo operador Match da framework de limpeza e transformação e dados AJAX. Pretende utilizar

Leia mais

Laboratório 1 SQL Server Integration Services

Laboratório 1 SQL Server Integration Services Laboratório 1 SQL Server Integration Services Cenário: Você deseja construir um processo que irá realizar relatório sobre vendas. O relatório é um sumario das vendas anuais, mas poderia ser aplicado para

Leia mais

Bases de Dados 2005/2006. Aula 5

Bases de Dados 2005/2006. Aula 5 Bases de Dados 2005/2006 Aula 5 Sumário -1. (T.P.C.) Indique diferenças entre uma tabela e uma relação. 0. A base de dados Projecto 1. SQL Join (variantes) a. Cross Join b. Equi-Join c. Natural Join d.

Leia mais

Os dados no MySQL são armazenado em tabelas. Uma tabela é uma colecção de informação relacionada e consiste em colunas e linhas.

Os dados no MySQL são armazenado em tabelas. Uma tabela é uma colecção de informação relacionada e consiste em colunas e linhas. MySQL 101 Recapitulando Os dados no MySQL são armazenado em tabelas. Uma tabela é uma colecção de informação relacionada e consiste em colunas e linhas. As bases de dados são úteis quando necessitamos

Leia mais

Tarefa Orientada 13 Agrupamento e sumário de dados

Tarefa Orientada 13 Agrupamento e sumário de dados Tarefa Orientada 13 Agrupamento e sumário de dados Objectivos: Funções de agregação Agrupamento e sumário de dados Funções de agregação Nesta tarefa orientada iremos formular consultas que sumariam os

Leia mais

BD SQL Server. Licenciatura em Engenharia Informática e Computação. Bases de Dados 2003/04

BD SQL Server. Licenciatura em Engenharia Informática e Computação. Bases de Dados 2003/04 BD SQL Server SGBD SQL Server Licenciatura em Engenharia Informática e Computação Bases de Dados 2003/04 BD SQL Server Criação da Ligação ao SGBD Entrar no Microsoft SQL Server / Enterprise Manager Criar

Leia mais

Esquema da Relação. Modelo Relacional. Instância da Relação. Exemplo. Uma base de dados é uma colecção de uma ou mais relações com nomes distintos

Esquema da Relação. Modelo Relacional. Instância da Relação. Exemplo. Uma base de dados é uma colecção de uma ou mais relações com nomes distintos Modelo Relacional Uma base de dados é uma colecção de uma ou mais relações com nomes distintos Uma relação é uma tabela com linhas e colunas Esquema da Relação Descreve as colunas da tabela Especifica

Leia mais

Best Practices SSIS 2008 for Starters

Best Practices SSIS 2008 for Starters Best Practices SSIS 2008 for Starters A Fast Introduction By @Tiago Palhota tiago.palhota@gmail.com Index Design - Anotações - Containers - Expressões - Mapping de colunas Performance - SELECT * / Table

Leia mais

Álgebra Relacional. Conjunto de operações que usa uma ou duas relações como entrada e gera uma relação de saída. Operações básicas:

Álgebra Relacional. Conjunto de operações que usa uma ou duas relações como entrada e gera uma relação de saída. Operações básicas: Álgebra Relacional Conjunto de operações que usa uma ou duas relações como entrada e gera uma relação de saída operação (REL 1 ) REL 2 operação (REL 1,REL 2 ) REL 3 Operações básicas: seleção projeção

Leia mais

Ana Carolina Salgado Fernando Fonseca Fábio Ávila ETL

Ana Carolina Salgado Fernando Fonseca Fábio Ávila ETL Ana Carolina Salgado Fernando Fonseca Fábio Ávila ETL O que será usado no Projeto Hardware e SO Notebook com no mínimo 4GB de memória Windows 7 ou 8 SQL Server 2014 Download da versão de avaliação Enterprise

Leia mais

UFCD 787. Administração de base de dados. Elsa Marisa S. Almeida

UFCD 787. Administração de base de dados. Elsa Marisa S. Almeida UFCD 787 Administração de base de dados Elsa Marisa S. Almeida 1 Objectivos Replicação de base de dados Gestão de transacções Cópias de segurança Importação e exportação de dados Elsa Marisa S. Almeida

Leia mais

Número: Nome: 1 --------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Número: Nome: 1 -------------------------------------------------------------------------------------------------------------- Número: Nome: 1 -------------------------------------------------------------------------------------------------------------- INSTITUTO SUPERIOR TÉCNICO Gestão e Tratamento de Informação Exame: tipo Dezembro

Leia mais

Data Transformation Services (DTS) por Anderson Ferreira Souza

Data Transformation Services (DTS) por Anderson Ferreira Souza Data Transformation Services (DTS) por Anderson Ferreira Souza O Sql Server possui um recurso extremamente poderoso que é muito pouco utilizado pelos administradores e programadores. Com certeza, sendo

Leia mais

Tarefa Orientada 12 Junção Externa, Auto-Junção e União

Tarefa Orientada 12 Junção Externa, Auto-Junção e União Tarefa Orientada 12 Junção Externa, Auto-Junção e União Objectivos: Junção externa (Outer JOIN) Junção externa à esquerda (LEFT Outer JOIN) Junção externa à direita (RIGHT Outer JOIN) Junção externa completa

Leia mais

SQL Comandos para Relatórios e Formulários. Laboratório de Bases de Dados Profa. Dra. Cristina Dutra de Aguiar Ciferri

SQL Comandos para Relatórios e Formulários. Laboratório de Bases de Dados Profa. Dra. Cristina Dutra de Aguiar Ciferri SQL Comandos para Relatórios e Formulários Laboratório de Bases de Dados SELECT SELECT FROM [ WHERE predicado ] [ GROUP BY ]

Leia mais

SQL Linguagem de Manipulação de Dados. Banco de Dados Profa. Dra. Cristina Dutra de Aguiar Ciferri

SQL Linguagem de Manipulação de Dados. Banco de Dados Profa. Dra. Cristina Dutra de Aguiar Ciferri SQL Linguagem de Manipulação de Dados Banco de Dados SQL DML SELECT... FROM... WHERE... lista atributos de uma ou mais tabelas de acordo com alguma condição INSERT INTO... insere dados em uma tabela DELETE

Leia mais

SQL (Structured Query Language)

SQL (Structured Query Language) (Structured Query Language) I DDL (Definição de Esquemas Relacionais)... 2 I.2 Domínios... 2 I.3 Criação de Tabelas... 2 I.4 Triggers... 4 II DML Linguagem para manipulação de dados... 5 II.2 Comando SELECT...

Leia mais

SQL92 DDL( RIS, ACTUALIZAÇÕES E VISTAS) DML (QUERIES, SUBQUERIES,JUNÇÕES, E OPERAÇÕES SOBRE CONJUNTOS)

SQL92 DDL( RIS, ACTUALIZAÇÕES E VISTAS) DML (QUERIES, SUBQUERIES,JUNÇÕES, E OPERAÇÕES SOBRE CONJUNTOS) SQL92 DDL( RIS, ACTUALIZAÇÕES E VISTAS) DML (QUERIES, SUBQUERIES,JUNÇÕES, E OPERAÇÕES SOBRE CONJUNTOS) SQL SQL, é uma linguagem de programação que foi desenvolvida para questionar bases de dados relacionais

Leia mais

P S I 2. º A N O F 5 M E S T R E / D E T A L H E E P E S Q U I S A. Criar uma relação mestre-detalhe. Pesquisa de informação

P S I 2. º A N O F 5 M E S T R E / D E T A L H E E P E S Q U I S A. Criar uma relação mestre-detalhe. Pesquisa de informação P S I 2. º A N O F 5 M E S T R E / D E T A L H E E P E S Q U I S A Módulo 18 Ferramentas de Desenvolvimento de Páginas Web Criar uma relação mestre-detalhe 1. Cria uma cópia da página «listaferram.php»

Leia mais

Ana Carolina Salgado Fábio Ávila ETL

Ana Carolina Salgado Fábio Ávila ETL Ana Carolina Salgado Fábio Ávila ETL Opções para ETL Integration Services (SSIS) Import and Export Data Wizard Transact-SQL Utilitário bcp Replicação Tipos de ETL Full: apaga todos os registros e carrega

Leia mais

NOME SEXO CPF NASCIMENTO SALARIO

NOME SEXO CPF NASCIMENTO SALARIO Tutorial SQL Fonte: http://www.devmedia.com.br/articles/viewcomp.asp?comp=2973 Para começar Os Sistemas Gerenciadores de Bancos de Dados Relacionais (SGBDr) são o principal mecanismo de suporte ao armazenamento

Leia mais

Profº Aldo Rocha. Banco de Dados

Profº Aldo Rocha. Banco de Dados Profº Aldo Rocha Banco de Dados HOJE! CREATE TABLE com uma Chave primária Primeiramente façam um SELECT na tabela pessoa. Percebam que não há NENHUMA CHAVE PRIMÁRIA. utilizem o comando SHOW CREATE TABLE

Leia mais

Programação SQL. INTRODUÇÃO II parte

Programação SQL. INTRODUÇÃO II parte Programação SQL INTRODUÇÃO II parte Programação SQL SELECT; INSERT; UPDATE; DELETE. Este conjunto de comandos faz parte da sublinguagem denominada por DML Data Manipulation Language (Linguagem de manipulação

Leia mais

Laboratório 4. Base de Dados II 2008/2009

Laboratório 4. Base de Dados II 2008/2009 Laboratório 4 Base de Dados II 2008/2009 Plano de Trabalho Lab. 4: Programação em Transact-SQL Referências MICROSOFT SQL SERVER - Procedimentos do Lado do Servidor (Stored Procedures) - cont. - Exercícios

Leia mais

Linguagem SQL Parte I

Linguagem SQL Parte I FIB - Centro Universitário da Bahia Banco de Dados Linguagem SQL Parte I Francisco Rodrigues Santos chicowebmail@yahoo.com.br Slides gentilmente cedidos por André Vinicius R. P. Nascimento Conteúdo A Linguagem

Leia mais

BDII SQL Junção Revisão 8

BDII SQL Junção Revisão 8 exatasfepi.com.br BDII SQL Junção Revisão 8 André Luís Duarte Leais são as feridas feitas pelo amigo, mas os beijos do inimigo são enganosos. Provérbios 27:6 SQL Introdução Produto cartesiano Nomes alternativos

Leia mais

f. Vocês podem selecionar todos os campos indicando-os, ou seja, sem usar * (boa prática) g. Muito relevante na manutenção de BD e de aplicações.

f. Vocês podem selecionar todos os campos indicando-os, ou seja, sem usar * (boa prática) g. Muito relevante na manutenção de BD e de aplicações. Tecnologia em Análise e Desenvolvimento de Sistemas Disciplina: B1SGB - Sistemas Gerenciadores de Banco de Dados Memória de aula Aula 11 1) Cláusulas SELECT e FROM a. Apesar de ser a primeira, ela é a

Leia mais

Meta Programming. Nelson Ferraz nferraz@gmail.com

Meta Programming. Nelson Ferraz nferraz@gmail.com Meta Programming Nelson Ferraz nferraz@gmail.com Resumo Meta Programming Code Generation AppML 23/11/07 Nelson Ferraz 2 Meta Programming Programas que manipulam programas Geração de

Leia mais

Aplicações - SQL. Banco de Dados: Teoria e Prática. André Santanchè e Luiz Celso Gomes Jr Instituto de Computação UNICAMP Agosto de 2013

Aplicações - SQL. Banco de Dados: Teoria e Prática. André Santanchè e Luiz Celso Gomes Jr Instituto de Computação UNICAMP Agosto de 2013 Aplicações - SQL Banco de Dados: Teoria e Prática André Santanchè e Luiz Celso Gomes Jr Instituto de Computação UNICAMP Agosto de 2013 Picture by Steve Kelley 2008 SQL SQL Structured Query Language Originalmente:

Leia mais

a) In Microsoft SQl Server 2005 you make a new query, and execute it.

a) In Microsoft SQl Server 2005 you make a new query, and execute it. SAD: º Projecto DW Utilize o Microsoft SQL Server Management Studio e a base de dados AdventureWorksDW para construir um CUBE usando a tabela de factos dbo.factinternetsales, as três dimensões CustomerKey,

Leia mais

SQL. SQL (Structured Query Language) Comando CREATE TABLE. SQL é uma linguagem de consulta que possibilita:

SQL. SQL (Structured Query Language) Comando CREATE TABLE. SQL é uma linguagem de consulta que possibilita: SQL Tópicos Especiais Modelagem de Dados Prof. Guilherme Tavares de Assis Universidade Federal de Ouro Preto UFOP Instituto de Ciências Exatas e Biológicas ICEB Mestrado Profissional em Ensino de Ciências

Leia mais

Banco de Dados. Um momento crucial na organização dos dados é a forma com que cadastramos estes dados, a estrutura de armazenamento que criamos.

Banco de Dados. Um momento crucial na organização dos dados é a forma com que cadastramos estes dados, a estrutura de armazenamento que criamos. Banco de Dados O que é um Banco de Dados? Este assunto é muito vasto, tentaremos resumi-lo para atender as questões encontradas em concursos públicos. Já conhecemos o conceito de dado, ou seja, uma informação

Leia mais

INSTITUTO SUPERIOR TÉCNICO Administração e Optimização de Bases de Dados

INSTITUTO SUPERIOR TÉCNICO Administração e Optimização de Bases de Dados Número: Nome: 1 -------------------------------------------------------------------------------------------------------------- INSTITUTO SUPERIOR TÉCNICO Administração e Optimização de Bases de Dados Exame

Leia mais

Tarefa Orientada 5 Aplic. Manutenção de Facturas de Clientes

Tarefa Orientada 5 Aplic. Manutenção de Facturas de Clientes Tarefa Orientada 5 Aplic. Manutenção de Facturas de Clientes Objectivos: Aplicação Manutenção de Facturas de Clientes Utilização de uma fonte de dados. Formulários Master/Detail. Adicionar consultas a

Leia mais

Seguindo o modelo descrito nas Tabelas 1 e 2, crie os arquivos utilizando a versão doo Excel que você tiver disponível.

Seguindo o modelo descrito nas Tabelas 1 e 2, crie os arquivos utilizando a versão doo Excel que você tiver disponível. Atividade 4 2013 SSIS Atenção! A atividade 4 será apresentada para toda a turma. Cada aluno terá 10 minutos para apresentação. O dia da apresentação será posteriormente marcado. Montando o cenário Para

Leia mais

Projeto de Banco de Dados: Empresa X

Projeto de Banco de Dados: Empresa X Projeto de Banco de Dados: Empresa X Modelo de negócio: Empresa X Competências: Analisar e aplicar o resultado da modelagem de dados; Habilidades: Implementar as estruturas modeladas usando banco de dados;

Leia mais

Bases de Dados. Álgebra Relacional ou Como manipular uma BD SQL. P. Serendero, 2011-13

Bases de Dados. Álgebra Relacional ou Como manipular uma BD SQL. P. Serendero, 2011-13 Bases de Dados Álgebra Relacional ou Como manipular uma BD SQL P. Serendero, 2011-13 1 Álgebra Relacional Conjunto básico de operadores que tomam as relações como os seus operandos e devolvem uma relação

Leia mais

SQL (Structured Querie Language) Escola Secundária de Emídio Navarro 2001/2002 Estruturas, Tratamento e Organização de Dados

SQL (Structured Querie Language) Escola Secundária de Emídio Navarro 2001/2002 Estruturas, Tratamento e Organização de Dados SQL (Structured Querie Language) SQL é mais que uma linguagem de interrogação estruturada. Inclui características para a definição da estrutura de dados, para alterar os dados de uma base de dados, e para

Leia mais

Linguagem de Consulta Estruturada (SQL)

Linguagem de Consulta Estruturada (SQL) Linguagem de Consulta Estruturada (SQL) Conceitos sobre a versão ANSI da SQL, a sublinguagem de definição de dados (DDL) e a sublinguagem de manipulação de dados (DML) Prof. Flavio Augusto C. Correia 1

Leia mais

Administração e Optimização de BDs

Administração e Optimização de BDs Departamento de Engenharia Informática 2010/2011 Administração e Optimização de BDs Mini-Projecto 1 2º semestre A resolução deve ser claramente identificada com o número de grupo e entregue sob a forma

Leia mais

Projeto de Banco de Dados

Projeto de Banco de Dados Projeto de Banco de Dados SQL-Consultas Comando SELECT Prof. Luiz Antônio Vivacqua C. Meyer (la.vivacqua@gmail.com) Sintaxe Geral SELECT [ALL/DISTINCT] coluna1, coluna2,..., colunan FROM nome_tabela1,

Leia mais

Memória de aula Semanas 15 e 16

Memória de aula Semanas 15 e 16 FMU Curso: Ciência da Computação Disciplina: Banco de Dados I Professor: Ecivaldo Matos Memória de aula Semanas 15 e 16 1) Incluindo linhas nas tabelas a. Para incluir linhas em tabelas utilize o comando

Leia mais

Introdução às Bases de Dados

Introdução às Bases de Dados Introdução às Bases de Dados Chave primária Domínios Relação F# F Nome Estado Cidade F1 José 20 Braga F2 João 10 Faro F3 Luís 30 Lisboa F4 Rui 30 Setúbal Atributos Tuplas Introdução às Bases de Dados Modelo

Leia mais

BASES DE DADOS I LTSI/2. Universidade da Beira Interior, Departamento de Informática Hugo Pedro Proença, 2010/2011

BASES DE DADOS I LTSI/2. Universidade da Beira Interior, Departamento de Informática Hugo Pedro Proença, 2010/2011 BASES DE DADOS I LTSI/2 Universidade da Beira Interior, Departamento de Informática Hugo Pedro Proença, 2010/2011 Ao nível das linguagens de manipulação de dados (Data Manipulation Language - DML) o SQL

Leia mais

Prof. Carlos Majer Aplicações Corporativas UNICID

Prof. Carlos Majer Aplicações Corporativas UNICID Este material pertence a Carlos A. Majer, Professor da Unidade Curricular: Aplicações Corporativas da Universidade Cidade de São Paulo UNICID Licença de Uso Este trabalho está licenciado sob uma Licença

Leia mais

SQL é uma linguagem de consulta que implementa as operações da álgebra relacional de forma bem amigável.

SQL é uma linguagem de consulta que implementa as operações da álgebra relacional de forma bem amigável. SQL (Structured Query Language) SQL é uma linguagem de consulta que implementa as operações da álgebra relacional de forma bem amigável. Além de permitir a realização de consultas, SQL possibilita: definição

Leia mais

Banco de Dados. Conversão para o Banco de Dados SisMoura

Banco de Dados. Conversão para o Banco de Dados SisMoura Banco de Dados Conversão para o Banco de Dados SisMoura Objetivo : Converter as informações contidas em um determinado banco de dados para o banco de dados do Sismoura. Restaurar Banco de Dados em branco

Leia mais

SQL. Structured Query Language

SQL. Structured Query Language SQL Structured Query Language Construções básicas Junção de Tabelas Join O uso da operação JOIN numa cláusula FROM especifica como se deseja que as tabelas sejam vinculadas. Use INNER JOIN para associar

Leia mais

SQL - Structured Query Language, ou Linguagem de Consulta Estruturada ou SQL

SQL - Structured Query Language, ou Linguagem de Consulta Estruturada ou SQL SQL - Structured Query Language, ou Linguagem de Consulta Estruturada ou SQL Criar uma base de dados (criar um banco de dados) No mysql: create database locadora; No postgresql: createdb locadora Criar

Leia mais

Banco de Dados. Marcio de Carvalho Victorino www.dominandoti.eng.br. Exercícios SQL

Banco de Dados. Marcio de Carvalho Victorino www.dominandoti.eng.br. Exercícios SQL Banco de Dados Exercícios SQL 1 TRF (ESAF 2006) 32. Analise as seguintes afirmações relacionadas a Bancos de Dados e à linguagem SQL: I. A cláusula GROUP BY do comando SELECT é utilizada para dividir colunas

Leia mais

Prova de Fundamentos de Bancos de Dados 2 a Prova

Prova de Fundamentos de Bancos de Dados 2 a Prova Prova de Fundamentos de Bancos de Dados 2 a Prova Prof. Carlos A. Heuser Maio de 2006 Prova com consulta duas horas de duração 1 Base de dados para as questões (Esta é a mesma base de dados que foi usada

Leia mais

DataBase Refactoring em FireBird

DataBase Refactoring em FireBird DataBase Refactoring em FireBird Autor: Manoel Pimentel Medeiros É Engenheiro de Software, com mais de 15 anos na área de TI, atualmente trabalha com projetos Java pela Rhealeza(SP) e como Coach em metodologias

Leia mais

APROG - Civil. Excel. Técnicas de pesquisa de informação em tabelas. Instituto Superior de Engenharia do Porto 2000-2007

APROG - Civil. Excel. Técnicas de pesquisa de informação em tabelas. Instituto Superior de Engenharia do Porto 2000-2007 APROG - Civil Excel Técnicas de pesquisa de informação em tabelas Instituto Superior de Engenharia do Porto 2000-2007 Elaborado por: António Silva (DEI-ISEP) Pesquisa de Informação em Tabelas O Excel

Leia mais

Prof.: Clayton Maciel Costa clayton.maciel@ifrn.edu.br

Prof.: Clayton Maciel Costa clayton.maciel@ifrn.edu.br Programação com acesso a BD Prof.: Clayton Maciel Costa clayton.maciel@ifrn.edu.br 1 Agenda Estrutura Básica de consultas SQL: A cláusula SELECT; A cláusula FROM; A cláusula WHERE. Operação com cadeias

Leia mais

Bases de Dados 2007/2008 Exame

Bases de Dados 2007/2008 Exame Exame 11 de Janeiro de 2008 Instituto Superior Técnico Departamento de Engenharia Informática Regras O exame tem a duração de 2h30m. A folha de capa deve ser identificada com o nome e número do aluno.

Leia mais

Structured Query Language (SQL) SQL é uma linguagem normalizada (ANSI) para consultas e actualizações de bases de dados relacionais.

Structured Query Language (SQL) SQL é uma linguagem normalizada (ANSI) para consultas e actualizações de bases de dados relacionais. Structured Query Language (SQL) SQL é uma linguagem normalizada (ANSI) para consultas e actualizações de bases de dados relacionais. A instrução SELECT As consultas a uma base de dados relacional fazem-se

Leia mais

Microsoft Access. No Access, existem vários tipos de objectos: Tabelas. Consultas. Formulários Relatórios Macros Módulos

Microsoft Access. No Access, existem vários tipos de objectos: Tabelas. Consultas. Formulários Relatórios Macros Módulos É um SGBD do tipo relacional para a utilização em windows. Ao abrirmos o Access, podemos efectuar várias operações: abrir uma base de dados existente, ou então criar uma nova base de dados. Se criarmos

Leia mais

Programação SQL. Manipulação de Dados. DML Data Manipulation Language

Programação SQL. Manipulação de Dados. DML Data Manipulation Language Programação SQL Manipulação de Dados DML Data Manipulation Language Manipulação de Dados (DML) Os comandos INSERT, UPDATE, DELETE, são normalmente classificados como pertencendo a uma sublinguagem da linguagem

Leia mais

Desenvolvimento de uma base de dados. Relação. Modelo lógico: SGBD relacional

Desenvolvimento de uma base de dados. Relação. Modelo lógico: SGBD relacional Desenvolvimento de uma base de dados Realidade Bases de dados relacionais e SQL Conceitos básicos de bases de dados relacionais A 3ª forma normal Structured Query Language (SQL) Modelo conceptual (e.g.

Leia mais

Sistemas Empresariais Integrados

Sistemas Empresariais Integrados Departamento de Engenharia Informática 2010/2011 Sistemas Empresariais Integrados Tutorial do Adaptador SQL 2º semestre Considere uma base de dados com uma tabela account que guarda o número de conta,

Leia mais

Com criar relatório no Report Services do Microsoft SQL Server 2008 R2 integrado com o

Com criar relatório no Report Services do Microsoft SQL Server 2008 R2 integrado com o Com criar relatório no Report Services do Microsoft SQL Server 2008 R2 integrado com o SisMoura Objetivo Configurar o Reporting Services Como criar relatórios Como publicar relatórios Como acessar os relatórios

Leia mais

DO BÁSICO AO AVANÇADO PARA MANIPULAÇÃO E OTIMIZAÇÃO DE DADOS. Fábio Roberto Octaviano

DO BÁSICO AO AVANÇADO PARA MANIPULAÇÃO E OTIMIZAÇÃO DE DADOS. Fábio Roberto Octaviano DO BÁSICO AO AVANÇADO PARA MANIPULAÇÃO E OTIMIZAÇÃO DE DADOS Fábio Roberto Octaviano Conceitos da arquitetura Oracle e da Linguagem SQL Recuperar dados por meio de SELECT Criar relatórios de dados classificados

Leia mais

Licenciatura em Engenharia Informática Departamento de Engenharia Informática Instituto Superior de Engenharia do Porto

Licenciatura em Engenharia Informática Departamento de Engenharia Informática Instituto Superior de Engenharia do Porto Licenciatura em Engenharia Informática Departamento de Engenharia Informática Instituto Superior de Engenharia do Porto Sandra Manuela Lemos Machado Versão 2 Março 2002 Criticas e sugestões: smachado@dei.isep.ipp.pt

Leia mais

Faculdade Pitágoras. Curso Superior de Tecnologia: Banco de Dados. Disciplina: Banco de Dados Prof.: Fernando Hadad Zaidan SQL

Faculdade Pitágoras. Curso Superior de Tecnologia: Banco de Dados. Disciplina: Banco de Dados Prof.: Fernando Hadad Zaidan SQL Faculdade Pitágoras Curso Superior de Tecnologia: Banco de Dados Disciplina: Banco de Dados Prof.: Fernando Hadad Zaidan SQL A linguagem SQL é responsável por garantir um bom nível de independência do

Leia mais

Faculdade Pitágoras 16/08/2011. Curso Superior de Tecnologia: Banco de Dados Sistemas para Internet

Faculdade Pitágoras 16/08/2011. Curso Superior de Tecnologia: Banco de Dados Sistemas para Internet Faculdade Pitágoras Curso Superior de Tecnologia: Banco de Dados Sistemas para Internet Disciplina: Banco de Dados Prof.: Fernando Hadad Zaidan SQL A linguagem SQL é responsável por garantir um bom nível

Leia mais

Linguagem de Consulta - SQL

Linguagem de Consulta - SQL SQL Structured Query Language Linguagem de Consulta Estruturada; Originou-se da linguagem SEQUEL (1974); Revisada e chamada de SQL em 1976/77; Em 1986, padronizada pelo ANSI/ISO - chamada SQL-86; Em 1987

Leia mais

Ex.: INSERT INTO tmpautor (CDAUTOR, NMAUTOR) VALUES (1, Renato Araújo )

Ex.: INSERT INTO tmpautor (CDAUTOR, NMAUTOR) VALUES (1, Renato Araújo ) PRONATEC - Programador de Sistemas Banco de Dados 1) Incluindo linhas nas tabelas a. Para incluir linhas em tabelas utilize o comando INSERT INTO INSERT INTO tabela [ ( coluna [, coluna,...] ) ] VALUES

Leia mais

SQL UMA ABORDAGEM INTERESSANTE

SQL UMA ABORDAGEM INTERESSANTE SQL é uma linguagem de consulta estruturada, do inglês Structured Query Language. É uma linguagem de pesquisa declarativa para banco de dados relacional (base de dados relacional). Muitas das características

Leia mais

Introdução à Banco de Dados. Nathalia Sautchuk Patrício

Introdução à Banco de Dados. Nathalia Sautchuk Patrício Introdução à Banco de Dados Nathalia Sautchuk Patrício Histórico Início da computação: dados guardados em arquivos de texto Problemas nesse modelo: redundância não-controlada de dados aplicações devem

Leia mais

Consistem num conjunto de apontadores para instâncias especificas de cada relação.

Consistem num conjunto de apontadores para instâncias especificas de cada relação. Mecanismo usado para mais fácil e rapidamente aceder à informação existente numa base de dados. Bases de Dados de elevadas dimensões. Consistem num conjunto de apontadores para instâncias especificas de

Leia mais

Prof.: Clayton Maciel Costa clayton.maciel@ifrn.edu.br

Prof.: Clayton Maciel Costa clayton.maciel@ifrn.edu.br Programação com acesso a BD Prof.: Clayton Maciel Costa clayton.maciel@ifrn.edu.br 1 Agenda Consultas SQL envolvendo NULL; Consultas Aninhadas IN; Funções EXISTS e NOT EXISTS; Funções de Agregação: GROUP

Leia mais

BANCO DE DADOS -INTRODUÇÃO AO SQL. Prof. Angelo Augusto Frozza, M.Sc. frozza@ifc-camboriu.edu.br

BANCO DE DADOS -INTRODUÇÃO AO SQL. Prof. Angelo Augusto Frozza, M.Sc. frozza@ifc-camboriu.edu.br BANCO DE DADOS -INTRODUÇÃO AO SQL Prof. Angelo Augusto Frozza, M.Sc. frozza@ifc-camboriu.edu.br Os comandos SQL podem ser agrupados em 3 classes: DDL Data Definition Language Comandos para a Definição

Leia mais

Introdução à Manipulação de Dados

Introdução à Manipulação de Dados Introdução à Manipulação de Dados Licenciatura em Economia Trabalho Prático 2004 2005 Manutenção de Aviões Depois de várias reclamações feitas no aeroporto por falta de organização, a administração decidiu

Leia mais

DO BÁSICO AO AVANÇADO PARA MANIPULAÇÃO E OTIMIZAÇÃO DE DADOS. Fábio Roberto Octaviano

DO BÁSICO AO AVANÇADO PARA MANIPULAÇÃO E OTIMIZAÇÃO DE DADOS. Fábio Roberto Octaviano DO BÁSICO AO AVANÇADO PARA MANIPULAÇÃO E OTIMIZAÇÃO DE DADOS Fábio Roberto Octaviano Agrupando Dados Relacionados Rollup, Cube e Grouping Sets Após o término do Capítulo: Utilizar ROLLUP para gerar sub-totais.

Leia mais

FEAP - Faculdade de Estudos Avançados do Pará PROFª LENA VEIGA PROJETOS DE BANCO DE DADOS UNIDADE V- SQL

FEAP - Faculdade de Estudos Avançados do Pará PROFª LENA VEIGA PROJETOS DE BANCO DE DADOS UNIDADE V- SQL Quando os Bancos de Dados Relacionais estavam sendo desenvolvidos, foram criadas linguagens destinadas à sua manipulação. O Departamento de Pesquisas da IBM desenvolveu a SQL como forma de interface para

Leia mais

Banco de Dados I 2007. Módulo V: Indexação em Banco de Dados. (Aulas 4) Clodis Boscarioli

Banco de Dados I 2007. Módulo V: Indexação em Banco de Dados. (Aulas 4) Clodis Boscarioli Banco de Dados I 2007 Módulo V: Indexação em Banco de Dados (Aulas 4) Clodis Boscarioli Agenda: Indexação em SQL; Vantagens e Custo dos Índices; Indexação no PostgreSQL; Dicas Práticas. Índice em SQL Sintaxe:

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA - UFSM COLÉGIO AGRÍCOLA DE FREDERICO WESTPHALEN BANCO DE DADOS II

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA - UFSM COLÉGIO AGRÍCOLA DE FREDERICO WESTPHALEN BANCO DE DADOS II UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA - UFSM COLÉGIO AGRÍCOLA DE FREDERICO WESTPHALEN BANCO DE DADOS II BANCO DE DADOS II AULA 3 Linguagem SQL Linguagem de manipulação de dados (DML) DISCIPLINA: Banco de

Leia mais

SQL comando SELECT. SELECT [DISTINCT] FROM [condição] [ ; ] Paulo Damico - MDK Informática Ltda.

SQL comando SELECT. SELECT [DISTINCT] <campos> FROM <tabela> [condição] [ ; ] Paulo Damico - MDK Informática Ltda. SQL comando SELECT Uma das tarefas mais requisitadas em qualquer banco de dados é obter uma listagem de registros armazenados. Estas tarefas são executadas pelo comando SELECT Sintaxe: SELECT [DISTINCT]

Leia mais

Prova de Fundamentos de Bancos de Dados 2 a Prova

Prova de Fundamentos de Bancos de Dados 2 a Prova Prova de Fundamentos de Bancos de Dados 2 a Prova Prof. Carlos A. Heuser Novembro de 2006 Prova com consulta duas horas de duração 1 Base de dados para as questões (Esta é a mesma base de dados que foi

Leia mais

Bases de Dados 2007/2008 Exame

Bases de Dados 2007/2008 Exame Exame 11 de Janeiro de 2007 Instituto Superior Técnico Departamento de Engenharia Informática Regras O exame tem a duração de 2h30m. A folha de capa deve ser identificada com o nome e número do aluno.

Leia mais

SQL. Prof. Márcio Bueno. {bd2tarde,bd2noite}@marciobueno.com

SQL. Prof. Márcio Bueno. {bd2tarde,bd2noite}@marciobueno.com SQL Prof. Márcio Bueno {bd2tarde,bd2noite}@marciobueno.com Material dos professores Ana Carolina Salgado, Fernando Foncesa e Valéria Times (CIn/UFPE) SQL SQL - Structured Query Language Linguagem de Consulta

Leia mais

Roteiro 9 - SQL Básico: chave estrangeira, operadores de comparação e operadores booleanos

Roteiro 9 - SQL Básico: chave estrangeira, operadores de comparação e operadores booleanos Roteiro 9 - SQL Básico: chave estrangeira, operadores de comparação e operadores booleanos Objetivos: Criar restrições para atributos, chaves primárias e estrangeiras; Explorar consultas SQL com uso de

Leia mais

Banco de Dados - Senado

Banco de Dados - Senado Banco de Dados - Senado Structured Query Language (SQL) Material preparado :Prof. Marcio Vitorino Ambiente Simplificado de um SGBD 2 Características dos SGBDs Natureza auto-contida de um sistema de banco

Leia mais

ANÁLISE DE DADOS. Familiarização com o SPSS

ANÁLISE DE DADOS. Familiarização com o SPSS 1 ANÁLISE DE DADOS Familiarização com o SPSS 2 Statistical Package for the Social Sciences Programa de eleição dos cientistas das Ciências Sociais; O SPSS facilita a realização de numerosos métodos estatísticos;

Leia mais

Trabalhando com conexão ao banco de dados MySQL no Lazarus. Prof. Vitor H. Migoto de Gouvêa Colégio IDESA 2011

Trabalhando com conexão ao banco de dados MySQL no Lazarus. Prof. Vitor H. Migoto de Gouvêa Colégio IDESA 2011 Trabalhando com conexão ao banco de dados MySQL no Lazarus Prof. Vitor H. Migoto de Gouvêa Colégio IDESA 2011 Edição 4 O Componente Trabalhando com conexão ao banco de dados MySQL no Lazarus Ano: 03/2011

Leia mais

Bases de Dados 2012/2013 Restrições de Integridade em SQL. Helena Galhardas 2012 IST. Bibliografia

Bases de Dados 2012/2013 Restrições de Integridade em SQL. Helena Galhardas 2012 IST. Bibliografia Bases de Dados 2012/2013 Restrições de Integridade em SQL Helena Galhardas Bibliografia Raghu Ramakrishnan, Database Management Systems, Cap. 3 e 5 1 1 Sumário Restrições de Integridade (RIs) em SQL Chave

Leia mais

AULA 2 INTERAÇÃO COM O BANCO DE DADOS

AULA 2 INTERAÇÃO COM O BANCO DE DADOS AULA 2 INTERAÇÃO COM O BANCO DE DADOS BANCO DE DADOS POSTGRESQL O PostgreSQL é um sistema gerenciador de banco de dados dos mais robustos e avançados do mundo. Seu código é aberto e é totalmente gratuito,

Leia mais

Ex.: INSERT INTO tmpautor (CDAUTOR, NMAUTOR) VALUES (1, Renato Araújo )

Ex.: INSERT INTO tmpautor (CDAUTOR, NMAUTOR) VALUES (1, Renato Araújo ) Tecnologia em Análise e Desenvolvimento de Sistemas Disciplina: B1SGB - Sistemas Gerenciadores de Banco de Dados Memória de aula Aula 10 1) Incluindo linhas nas tabelas a. Para incluir linhas em tabelas

Leia mais

ORACLE 11 G INTRODUÇÃO AO ORACLE, SQL,PL/SQL. Carga horária: 32 Horas

ORACLE 11 G INTRODUÇÃO AO ORACLE, SQL,PL/SQL. Carga horária: 32 Horas ORACLE 11 G INTRODUÇÃO AO ORACLE, SQL,PL/SQL Carga horária: 32 Horas Pré-requisito: Para que os alunos possam aproveitar este treinamento ao máximo, é importante que eles tenham participado dos treinamentos

Leia mais

Revisando sintaxes SQL e criando programa de pesquisa. Prof. Vitor H. Migoto de Gouvêa Colégio IDESA 2011

Revisando sintaxes SQL e criando programa de pesquisa. Prof. Vitor H. Migoto de Gouvêa Colégio IDESA 2011 Revisando sintaxes SQL e criando programa de pesquisa. Prof. Vitor H. Migoto de Gouvêa Colégio IDESA 2011 Edição 5 SELECT * FROM Minha_memoria Revisando Sintaxes SQL e Criando programa de Pesquisa Ano:

Leia mais

Base de dados I. Base de dados II

Base de dados I. Base de dados II Base de dados I O que é? Uma base de dados é um simples repositório de informação, relacionada com um determinado assunto ou finalidade, armazenada em computador em forma de ficheiros Para que serve? Serve

Leia mais

Índice. Introdução... 31. Tutorial 1: O Microsoft Access como Sistema de Gestão de Bases de Dados Relacionais... 35

Índice. Introdução... 31. Tutorial 1: O Microsoft Access como Sistema de Gestão de Bases de Dados Relacionais... 35 Introdução... 31 1. Bases de Dados Relacionais...31 2. Modelação de Bases de Dados...31 3. Modelo de Classes UML...32 4. Linguagem SQL...32 5. Sobre o Microsoft Access...32 Tutorial 1: O Microsoft Access

Leia mais

BD Oracle. Licenciatura em Engenharia Informática e Computação. Bases de Dados 2003/04

BD Oracle. Licenciatura em Engenharia Informática e Computação. Bases de Dados 2003/04 BD Oracle SGBD Oracle Licenciatura em Engenharia Informática e Computação Bases de Dados 2003/04 BD Oracle Introdução aos SGBD Base de Dados Colecção de dados que descrevem alguma realidade Sistema de

Leia mais

Arquitetura de SGBD Relacionais Previsão de Seletividade

Arquitetura de SGBD Relacionais Previsão de Seletividade Arquitetura de SGBD Relacionais Previsão de Seletividade Caetano Traina Jr. Grupo de Bases de Dados e Imagens Instituto de Ciências Matemáticas e de Computação Universidade de São Paulo - São Carlos caetano@icmc.usp.br

Leia mais

Sumário. Introdução... 1. 1 O Problema... 3

Sumário. Introdução... 1. 1 O Problema... 3 Sumário Introdução... 1 1 O Problema... 3 1.1 Definição do Problema... 3 1.2 A Solução... 3 1.2.1 Projeto Conceitual...4 1.2.2 Projeto Lógico... 5 1.2.3 Projeto Físico... 6 2 Criação de Bancos de Dados...

Leia mais

Definida pelo American National Standard Institute (ANSI) em 1986

Definida pelo American National Standard Institute (ANSI) em 1986 2.3. Linguagens Relacionais SQL Structured Query Language Linguagem para o modelo relacional: Definida pelo American National Standard Institute (ANSI) em 1986 Adoptada em 1987 como um standard internacional

Leia mais

Computação Móvel 2007/2008

Computação Móvel 2007/2008 Computação Móvel 2007/2008 Tutorial 2 Criação de uma nova publicação de base de dados no SQL Server 2005 Standard Edition / Enterprise Edition / Developer Edition No computador cliente: 1. Estabelecer

Leia mais

Aplicação ReadWriteData

Aplicação ReadWriteData Aplicação ReadWriteData Aplicação com 1 página, que mostra num controlo DataGrid uma tabela de uma base de dados. O controlo DataGrid permite editar os valores mostrados nas células, e efectuar as correspondentes

Leia mais

Iniciar o Data Adapter Configuration Wizard. Toolbox Data Duplo clique em OleDbDataAdapter. Botão next na caixa de diálogo

Iniciar o Data Adapter Configuration Wizard. Toolbox Data Duplo clique em OleDbDataAdapter. Botão next na caixa de diálogo Iniciar o Data Adapter Configuration Wizard Toolbox Data Duplo clique em OleDbDataAdapter Botão next na caixa de diálogo Se carregar em Cancel, o wizard é cancelado e podemos depois definir as propriedades

Leia mais

Banco de dados. Linguagens de Banco de Dados II. Wedson Quintanilha da Silva - www.assembla.com/spaces/objetivobd/documents

Banco de dados. Linguagens de Banco de Dados II. Wedson Quintanilha da Silva - www.assembla.com/spaces/objetivobd/documents Banco de dados Linguagens de Banco de Dados II 1 Linguagem de Definição de Dados - DDL Comandos utilizados para criação do esquema de dados; Um DDL permite ao utilizador definir tabelas novas e elementos

Leia mais