1. Em relação aos crimes contra a violência doméstica, analise as afirmações e em seguida assinale a alternativa correta.

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "1. Em relação aos crimes contra a violência doméstica, analise as afirmações e em seguida assinale a alternativa correta."

Transcrição

1 1. Em relação aos crimes contra a violência doméstica, analise as afirmações e em seguida assinale a alternativa correta. I. Por expressa determinação legal não se aplicam aos crimes praticados com violência doméstica os dispositivos da Lei n.º 9.099/95. II. O juiz, ao constatar a prática de violência doméstica, poderá determinar que o agressor não tenha contato com a ofendida. III. Os crimes contra a violência doméstica serão julgados perante o Juizado Especial Criminal e terão prioridade no julgamento. A)I e II somente; B) I, e III somente; C) II e III somente; D)Somente I; E) Somente II. 2. A Lei n o /06 que cria mecanismos para coibir a violência doméstica e familiar contra a mulher prevê que A) Será considerado autor apenas o indivíduo que coabita com a vítima; B) Será considerado autor não apenas aquele que coabita com a vítima, mas que tenha relação doméstica e familiar; C) A vítima declare antecipadamente quais são seus parentes residentes no município sob pena de ser acusada de desajuste emocional; D) Será considerado autor apenas o indivíduo que tenha com a vítima um grau de parentesco; E) A vítima não pode denunciar como sendo violência doméstica a agressão que ocorreu fora do âmbito de sua residência.

2 3. Nos casos de violência doméstica contra a mulher, o juiz pode determinar o comparecimento obrigatório do agressor a programas de recuperação e reeducação. 4. Em relação à Lei n /06 ( Lei Maria da Penha ), assinale a alternativa incorreta: A) A violência doméstica e familiar contra a mulher pode ser classificada como física, psicológica, sexual, patrimonial ou moral, independente da orientação sexual da vítima; B) Ao tomar conhecimento de violência doméstica e familiar contra a mulher, deve a autoridade policial ouvir a ofendida, tomar a representação a termo, colher provas, determinar que se proceda a exame de corpo de delito, ouvir o agressor e testemunhas e remeter, no prazo de 48 horas, expediente apartado ao juiz com o pedido da ofendida, para a concessão das medidas protetivas de urgência; C) Aos crimes praticados com violência doméstica e familiar contra a mulher, independentemente da pena prevista, não se aplica a Lei n 9099/95; D) As medidas protetivas de urgência podem ser aplicadas de ofício pela Autoridade Policial E) Enquanto não estruturados os juizados de violência doméstica e familiar contra a mulher, as varas criminais acumularão as competências cível e criminal para conhecer e julgar as causas decorrentes da prática de violência doméstica e familiar contra a mulher. 5. Nos termos da Lei n 11340/06 (Lei contra a violência doméstica e familiar contra a mulher), assinale a alternativa incorreta: A) A lei compreende o dano patrimonial à mulher; B) A lei compreende o dano moral à mulher; C) A coabitação entre sujeitos ativo e passivo é condição para a aplicação da lei; D) A empregada doméstica pode ser sujeito passivo;

3 E) O parentesco entre os sujeitos ativo e passivo não é condição para a aplicação da lei. 6. Não é forma de violência de violência contra a mulher, estampada na Lei Maria da Penha (Lei n 11340/06) A) Violência física, que ofenda sua integridade; B) Violência psicológica, que lhe cause dano emocional; C) Violência sexual, consistente na conjunção carnal não desejada mediante coação; D) Violência moral, consistente na prática de calúnia, difamação e injúria; E) Violência digital, consistente na exclusão eletrônica. 7. Assinale a alternativa incorreta no tocante à Lei Maria da Penha : A) a lei prevê vários tipos penais, os quais uma vez ocorridos em detrimento da mulher, em situação de violência doméstica e familiar, têm sua penas aumentadas em comparação a estes crimes previstos no Código Penal; B) O prazo máximo para o término do inquérito policial é de 48 horas. C) A injúria é um exemplo de violência moral; D) A ofendida pode dispensar nos atos processuais a presença de advogado em seu favor. 8. A lei 11340/06 : A) não prevê medidas protetivas em específico, eis que o juiz é que irá analisar a mais adequada no caso concreto; B) O Ministério Público não pode requerer medidas protetivas à ofendida;

4 C) As medidas protetivas, segundo a lei acima, serão sempre cumpridas pela Autoridade Policial; D) Caso descumprida a medida protetiva pelo agressor, não pode o juiz decretar de ofício sua prisão preventiva; 9. Sobre a lei conhecida como Maria da Penha, pode-se afirmar que : A) Família é a comunidade compreendida como a comunidade formada por indivíduos que são ou se consideram aparentados, unidos por laços naturais, por afinidade ou por vontade expressa; B) Não cabe ao Ministério Público requerer medidas protetivas à ofendida; C) Entende-se como unidade doméstica somente a casa onde vive a família; D) Aplica-se a qualquer mulher, estando ou não em situação de violência doméstica e familiar; 10. Pode-se afirmar que : A) A lei Maria da Penha prevê medidas protetivas de urgência somente em benefício da esposa em relação ao marido, não abrangendo outras relações, a não ser o casamento ou a união estável; B) A lei Maria da Penha prevê que os processos oriundos das hipóteses desta lei serão julgados, em regra, por Juizados de Violência Doméstica e Familiar contra a mulher; C) A lei Maria da Penha prevê que seja nos processos cíveis, seja nos processos criminais, a ofendida poderá escolher o foro para a tramitação do processo; D) A lei Maria da Penha prevê que a ofendida somente poderá requerer a decretação de medidas protetivas em relação ao agressor do sexo masculino; E) A lei Maria da Penha prevê que a violência doméstica e familiar compreende o dano moral e o patrimonial.

5 GABARITO 1-A 2-B 3-CERTA 4-D 5-C 6-E 7-ANULADA 8-E 9-A 10-ANULADA ( B e E corretas)

Combate e prevenção à violência contra a mulher

Combate e prevenção à violência contra a mulher Combate e prevenção à violência contra a mulher O CIM - Centro Integrado de Atendimento à Mulher Vítima de Violência Doméstica e Familiar - tem por objetivo fazer valer a Lei n.º 11.340/06, Lei Maria da

Leia mais

(1979) Convenção Sobre Eliminação de Todas as Formas de Discriminação Contra a Mulher CEDAW

(1979) Convenção Sobre Eliminação de Todas as Formas de Discriminação Contra a Mulher CEDAW (1979) Convenção Sobre Eliminação de Todas as Formas de Discriminação Contra a Mulher CEDAW (1994) Convenção Interamericana para Prevenir, Punir e Erradicar a Violência Contra a Mulher (Convenção de Belém

Leia mais

ENUNCIADOS. Suspensão Condicional do Processo. Lei Maria da Penha e Contravenções Penais

ENUNCIADOS. Suspensão Condicional do Processo. Lei Maria da Penha e Contravenções Penais ENUNCIADOS Suspensão Condicional do Processo Enunciado nº 01 (001/2011): Nos casos de crimes de violência doméstica e familiar contra a mulher não se aplica a suspensão condicional do processo. (Aprovado

Leia mais

Questões Fundamentadas Da Lei Maria da Penha Lei 11.340/2006

Questões Fundamentadas Da Lei Maria da Penha Lei 11.340/2006 1 Para adquirir a apostila digital de 150 Questões Comentadas Da Lei Maria da Penha - Lei 11.340/2006 acesse o site: www.odiferencialconcursos.com.br ATENÇÃO: ENTREGA SOMENTE VIA E-MAIL ESSA APOSTILA SERÁ

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE PERNAMBUCO Conselho da Magistratura PROVIMENTO N 01/2007 (DOE 18/05/07)

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE PERNAMBUCO Conselho da Magistratura PROVIMENTO N 01/2007 (DOE 18/05/07) PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE PERNAMBUCO Conselho da Magistratura PROVIMENTO N 01/2007 (DOE 18/05/07) EMENTA: Orienta os juízes sobre a competência do Juizado de Violência Doméstica

Leia mais

Lei Maria da Penha: uma evolução histórica

Lei Maria da Penha: uma evolução histórica Lei Maria da Penha: uma evolução histórica Karina Balduino Leite e Rivadavio Anadão de Oliveira Guassú Maria da Penha foi uma entre as incontáveis vítimas de violência doméstica espalhadas pelo planeta.

Leia mais

As Medidas Protetivas na Lei de Violência Doméstica do Paraguai e o caso brasileiro.

As Medidas Protetivas na Lei de Violência Doméstica do Paraguai e o caso brasileiro. 1 As Medidas Protetivas na Lei de Violência Doméstica do Paraguai e o caso brasileiro. Francisco de Salles Almeida Mafra Filho. 1 Sumário: Introdução. Artigo 1º. Alcance e bens protegidos. Art. 2º. Medidas

Leia mais

O que deve fazer uma mulher vítima de agressão?

O que deve fazer uma mulher vítima de agressão? PERGUNTAS FREQUENTES O que deve fazer uma mulher vítima de agressão? A mulher em situação de violência doméstica poderá comparecer a uma delegacia de Defesa da Mulher mais próxima à sua casa para registrar

Leia mais

Estatística referente à violência doméstica contra a mulher no Distrito Federal 2006-2013

Estatística referente à violência doméstica contra a mulher no Distrito Federal 2006-2013 Estatística referente à violência doméstica contra a mulher no Distrito Federal 2006-2013 1. Denúncias Oferecidas pelo Ministério Público Denúncias oferecidas em feitos de Violência Doméstica entre 2006

Leia mais

PARECER Nº, DE 2010. RELATOR: Senador RENATO CASAGRANDE

PARECER Nº, DE 2010. RELATOR: Senador RENATO CASAGRANDE PARECER Nº, DE 2010 Da COMISSÃO DE CONSTITUIÇÃO, JUSTIÇA E CIDADANIA, em caráter terminativo, sobre o Projeto de Lei do Senado nº 37, de 2010, da Senadora Lúcia Vânia, que altera o art. 10 do Código de

Leia mais

Atendimento Policial a Vítimas de Violência Doméstica

Atendimento Policial a Vítimas de Violência Doméstica Pág. 01 Pág. 02 Pág. 03 Pág. 04 Pág. 05 Pág. 06 Pág. 07 Pág. 08 As condutas delituosas inseridas no contexto da Violência Doméstica e/ou familiar contra a mulher receberam uma conceituação legal a partir

Leia mais

Violência doméstica: uma nova lei para um velho problema!

Violência doméstica: uma nova lei para um velho problema! Violência doméstica: uma nova lei para um velho problema! Maria Berenice Dias www.mbdias.com.br www.mariaberenice.com.br www.direitohomoafetivo.com.br Entrou em vigor, no dia 22 de setembro, a Lei 11.340

Leia mais

CADERNO DE EXERCÍCIOS 3F

CADERNO DE EXERCÍCIOS 3F CADERNO DE EXERCÍCIOS 3F Ensino Médio Ciências Humanas Questão Conteúdo Habilidade da Matriz da EJA/FB 1 Movimentos Sociais e Lei Maria da Penha H33 2 Arte, Cultura Global e Identidade Cultural H58, H59

Leia mais

EXERCÍCIOS ATO INFRACIONAL.

EXERCÍCIOS ATO INFRACIONAL. EXERCÍCIOS ATO INFRACIONAL. 1.José foi inserido em medida sócio-educativa de internação, com prazo indeterminado. Durante o cumprimento da medida sócio-educativa, já tendo completado dezoito anos, praticou

Leia mais

A violência doméstica na Justiça

A violência doméstica na Justiça A violência doméstica na Justiça Maria Berenice Dias Desembargadora do Tribunal de Justiça do RS www.mariaberenice.com.br Acaba de entrar em vigor a Lei 11.034 chamada Lei Maria da Penha que cria mecanismos

Leia mais

TRIBUNAL DE JUSTIÇA PODER JUDICIÁRIO São Paulo

TRIBUNAL DE JUSTIÇA PODER JUDICIÁRIO São Paulo Registro: 2015.0000770986 ACÓRDÃO Vistos, relatados e discutidos estes autos de Mandado de Segurança nº 2097361-61.2015.8.26.0000, da Comarca de, em que é impetrante GABRIELA DA SILVA PINTO, é impetrado

Leia mais

Palavras-chave: Lei Maria da Penha. Violência doméstica e familiar entre militares. Justiça Militar. Crime militar. Polícia judiciária militar.

Palavras-chave: Lei Maria da Penha. Violência doméstica e familiar entre militares. Justiça Militar. Crime militar. Polícia judiciária militar. DA EVENTUAL APLICAÇÃO DE MEDIDAS PROTETIVAS PREVISTAS NA LEI MARIA DA PENHA NOS CASOS DE VIOLÊNCIA DOMÉSTICA CONTRA A MULHER MILITAR Abelardo Julio da Rocha 1 RESUMO Em 1969, quando surgiram o Código Penal

Leia mais

Projeto TEMPO DE DESPERTAR Em homenagem a Robin Willians

Projeto TEMPO DE DESPERTAR Em homenagem a Robin Willians Projeto TEMPO DE DESPERTAR Em homenagem a Robin Willians I. INTRODUÇÃO Durante uma pesquisa realizada exclusivamente com homens pelo Instituto Avon/Data Popular e lançada em novembro de 2013, alguns dados

Leia mais

DIREITO PROCESSUAL PENAL IV

DIREITO PROCESSUAL PENAL IV AULA DIA 25/05/2015 Docente: TIAGO CLEMENTE SOUZA E-mail: tiago_csouza@hotmail.com DIREITO PROCESSUAL PENAL IV Procedimento Sumaríssimo (Lei 9.099/95) - Estabelece a possibilidade de conciliação civil,

Leia mais

Combate à Violência contra a mulher

Combate à Violência contra a mulher Respeitar a mulher: Esta é a lei! Respeitar a mulher: Esta é a lei! Combate à Violência contra a mulher Respeitar a mulher: esta é a lei! RESPEITAR A MULHER: ESTA É A LEI! Durante muito tempo o ambiente

Leia mais

Espelho Penal Peça. Endereçamento correto da interposição 1ª Vara Criminal do Município X 0 / 0,25

Espelho Penal Peça. Endereçamento correto da interposição 1ª Vara Criminal do Município X 0 / 0,25 Espelho Penal Peça O examinando deve redigir uma apelação, com fundamento no artigo 593, I, do Código de Processo Penal. A petição de interposição deve ser endereçada ao juiz de direito da 1ª vara criminal

Leia mais

Estado de Mato Grosso Poder Judiciário Comarca de Primavera do Leste Vara Criminal

Estado de Mato Grosso Poder Judiciário Comarca de Primavera do Leste Vara Criminal Processo nº 6670-72.2014.811 Espécie: Medida Protetiva Vistos etc. Trata-se de requerimento para aplicação de medidas protetivas formulado por V.G.S. em desfavor de C.T., encaminhado a este Juízo pela

Leia mais

A violência doméstica na Justiça

A violência doméstica na Justiça A violência doméstica na Justiça Maria Berenice Dias Desembargadora do Tribunal de Justiça do RS Acaba de entrar em vigor a Lei 11.340 chamada Lei Maria da Penha -, que cria mecanismos para coibir e prevenir

Leia mais

1. PRINCÍPIOS DOS JUIZADOS ESPECIAIS CRIMINAIS art. 62 da Lei 9.009/95 2. OBJETIVOS DO JUIZADO ESPECIAL CRIMINAL

1. PRINCÍPIOS DOS JUIZADOS ESPECIAIS CRIMINAIS art. 62 da Lei 9.009/95 2. OBJETIVOS DO JUIZADO ESPECIAL CRIMINAL 1 PROCESSO PENAL PROCESSO PENAL PONTO 1: Princípios dos Juizados Especiais Criminais PONTO 2: Objetivos PONTO 3: Competência PONTO 4: Fase Policial PONTO 5: Fase Judicial PONTO 6: Recursos PONTO 7: Atos

Leia mais

MUTIRÃO CARCERÁRIO Plano do Projeto

MUTIRÃO CARCERÁRIO Plano do Projeto 1. Introdução O projeto do Mutirão Carcerário, iniciado pelo Conselho Nacional de Justiça em agosto de 2008 a partir da vigência da Resolução Conjunta nº 01/2009 do CNJ/CNMP e Resolução nº 89/2009 do CNJ,

Leia mais

PARECER - Instituto dos Advogados Brasileiros (IAB)

PARECER - Instituto dos Advogados Brasileiros (IAB) PARECER - Instituto dos Advogados Brasileiros (IAB) Autor: Consócio Jacksohn Grossman Matéria: Nova Lei de Crimes Resultantes de Discriminação e Preconceito Relatora: Victoria-Amália de Barros Carvalho

Leia mais

PROJETO DE LEI Nº de de 2015.

PROJETO DE LEI Nº de de 2015. PROJETO DE LEI Nº de de 2015. INSTITUI A POLÍTICA ESTADUAL PARA O SISTEMA INTEGRADO DE INFORMAÇÕES DE VIOLÊNCIA CONTRA O IDOSO NO ESTADO DE GOIÁS, DENOMINADO OBSERVATÓRIO ESTADUAL DA VIOLÊNCIA CONTRA O

Leia mais

ESTADO DE MATO GROSSO PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA PROVIMENTO N. 14/2015-CM

ESTADO DE MATO GROSSO PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA PROVIMENTO N. 14/2015-CM PROVIMENTO N. 14/2015-CM Estabelece a rotina de realização das Audiências de Custódia junto à 11ª Vara Criminal da Comarca de Cuiabá. O PRESIDENTE DO CONSELHO DA MAGISTRATURA DO, no uso das suas atribuições,

Leia mais

VIOLÊNCIA DOMÉSTICA E FAMILIAR CONTRA A MULHER

VIOLÊNCIA DOMÉSTICA E FAMILIAR CONTRA A MULHER VIOLÊNCIA DOMÉSTICA E FAMILIAR CONTRA A MULHER ENUNCIADOS DO CONSELHO NACIONAL DOS PROCURADORES-GERAIS DOS MINISTÉRIOS PÚBLICOS DOS ESTADOS E DA UNIÃO - CNPG Sobre o CNPG: http://www.cnpg.org.br/ O CONSELHO

Leia mais

MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DO PARANÁ. Mary Ann Kerber Steingraber O IMPACTO E A FINALIDADE SOCIAL DA LEI MARIA DA PENHA

MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DO PARANÁ. Mary Ann Kerber Steingraber O IMPACTO E A FINALIDADE SOCIAL DA LEI MARIA DA PENHA MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DO PARANÁ Mary Ann Kerber Steingraber O IMPACTO E A FINALIDADE SOCIAL DA LEI MARIA DA PENHA Projeto de pesquisa aplicado apresentado ao Ministério Público do Estado do Paraná

Leia mais

PROJETO PARCERIA COM A POLÍCIA

PROJETO PARCERIA COM A POLÍCIA PROJETO PARCERIA COM A POLÍCIA CAPACITAÇÃO SOBRE A VIOLÊNCIA DOMÉSTICA PARA A POLÍCIA MILITAR E CIVIL 1) INTRODUÇÃO: O Ministério Público desempenha um papel fundamental quando colabora com a capacitação

Leia mais

Recentes decisões Lei Maria da Penha

Recentes decisões Lei Maria da Penha Recentes decisões Lei Maria da Penha Profa. Alice Bianchini Doutora em Direito Penal PUC/SP Recentes decisões Lei Maria da Penha Bloco 1 Destinatários da Lei Quem pode ser destinatário? Transexual? Homossexual

Leia mais

A Lei Maria da Penha e a Falta de Proteção da Vítima

A Lei Maria da Penha e a Falta de Proteção da Vítima A Lei Maria da Penha e a Falta de Proteção da Vítima Após uma longa luta das mulheres contra a violência doméstica, o legislador brasileiro criou a Lei 11.340, de 22 de setembro de 2006, que ficou conhecida

Leia mais

Telefonesúteis. Secretaria da Mulher, da Cidadania e dos Direitos Humanos. Secretaria da Mulher, da Cidadania e dos Direitos Humanos

Telefonesúteis. Secretaria da Mulher, da Cidadania e dos Direitos Humanos. Secretaria da Mulher, da Cidadania e dos Direitos Humanos Telefonesúteis Superintendência de Promoção dos Direitos e de Políticas para a Mulher - SPDPM Fone:(0xx82) 3315-2121 Conselho Estadual de Defesa dos Direitos da Mulher - CEDIM Fone:(0xx82) 3315-2133 Conselho

Leia mais

CRIMES CONTRA A ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA:

CRIMES CONTRA A ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA: COMENTÁRIOS DA PROVA Questões da prova de Oficial de Justiça PJ-H/2014 Questão 48 (art. 325) Questão 47 (art. 312 parágrafo segundo) QUESTÃO 48 - GABARITO: D QUESTÃO 47 - GABARITO: C CRIMES CONTRA A ADMINISTRAÇÃO

Leia mais

A MULHER VÍTIMA DE VIOLÊNCIA DOMÉSTICA E FAMILIAR EM PONTA GROSSA: SUBSÍDIOS PARA O DEBATE

A MULHER VÍTIMA DE VIOLÊNCIA DOMÉSTICA E FAMILIAR EM PONTA GROSSA: SUBSÍDIOS PARA O DEBATE 11. CONEX Apresentação Oral Resumo Expandido 1 ÁREA TEMÁTICA: ( ) COMUNICAÇÃO ( ) CULTURA ( X ) DIREITOS HUMANOS E JUSTIÇA ( ) EDUCAÇÃO ( ) MEIO AMBIENTE ( ) SAÚDE ( ) TRABALHO ( ) TECNOLOGIA A MULHER

Leia mais

LEI MARIA DA PENHA: aspectos gerais e lacunas

LEI MARIA DA PENHA: aspectos gerais e lacunas LEI MARIA DA PENHA: aspectos gerais e lacunas Bernadeli Madureira Paulo 1 RESUMO: O presente artigo tem por objetivo interpretar e analisar a Lei Maria da Penha, o seu alcance, seus aspectos gerais e suas

Leia mais

SUJEITOS PROCESSUAIS: JUIZ E MINISTÉRIO PÚBLICO

SUJEITOS PROCESSUAIS: JUIZ E MINISTÉRIO PÚBLICO SUJEITOS PROCESSUAIS: JUIZ E MINISTÉRIO PÚBLICO Sujeitos processuais são as pessoas que atuam no processo, ou seja, autor, réu e juiz, existem outros sujeitos processuais, que podem ou não integrar o processo,

Leia mais

GRUPO: ANEXO MINISTERIO PUBLICO DO TRABALHO DESCRIÇÃO

GRUPO: ANEXO MINISTERIO PUBLICO DO TRABALHO DESCRIÇÃO Informações para o Conselho Nacional do Ministério Público Abril/2010 GRUPO: ANEXO MINISTERIO PUBLICO DO TRABALHO DESCRIÇÃO I INQUÉRITOS CIVIS/ PROCEDIMENTOS PREPARATÓRIOS 0 1. INSTAURADOS: 0 2. ARQUIVADOS:

Leia mais

CAPÍTULO I - FUNÇÃO E CARREIRA DO ADVOGADO...

CAPÍTULO I - FUNÇÃO E CARREIRA DO ADVOGADO... APRESENTAÇÃO DA COLEÇÃO...19 DEDICATÓRIA...21 CAPÍTULO I - FUNÇÃO E CARREIRA DO ADVOGADO... 23 1. Antecedentes históricos da função de advogado...23 2. O advogado na Constituição Federal...24 3. Lei de

Leia mais

1. Questionamento: 2. Fundamentos:

1. Questionamento: 2. Fundamentos: 1. Questionamento: Gostaria de um esclarecimento quanto à lei Maria da Penha, o sujeito ativo do crime pode ser tanto homem como mulher? ex.: Um caso em que a vítima foi agredida pela mãe e pela irmã,

Leia mais

CONSELHO NACIONAL DO MINISTÉRIO PÚBLICO

CONSELHO NACIONAL DO MINISTÉRIO PÚBLICO RESOLUÇÃO N.º 13, DE 02 DE OUTUBRO DE 2006. (Alterada pela Res. 111/2014) Regulamenta o art. 8º da Lei Complementar 75/93 e o art. 26 da Lei n.º 8.625/93, disciplinando, no âmbito do Ministério Público,

Leia mais

CARTILHA DOS JUIZADOS ESPECIAIS CRIMINAIS

CARTILHA DOS JUIZADOS ESPECIAIS CRIMINAIS CARTILHA DOS JUIZADOS ESPECIAIS CRIMINAIS Os Juizados Especiais foram criados para atender; de uma forma rápida e simples, problemas cujas soluções podem ser buscadas por qualquer cidadão. Antes deles,

Leia mais

PARTE I O DIREITO DA VÍTIMA OU OFENDIDO EM FASE A CONSEQUÊNCIA DA PRÁTICA DO DELITO CAPÍTULO I DOS DIREITOS HUMANOS

PARTE I O DIREITO DA VÍTIMA OU OFENDIDO EM FASE A CONSEQUÊNCIA DA PRÁTICA DO DELITO CAPÍTULO I DOS DIREITOS HUMANOS PARTE I O DIREITO DA VÍTIMA OU OFENDIDO EM FASE A CONSEQUÊNCIA DA PRÁTICA DO DELITO CAPÍTULO I DOS DIREITOS HUMANOS 1, Os Direitos Humanos...,...,...,... 01 2. Comentários sobre Alguns Artigos da Declaração

Leia mais

A APLICAÇÃO DA JURIMETRIA NOS INQUÉRITOS POLICIAIS DA LEI MARIA DA PENHA

A APLICAÇÃO DA JURIMETRIA NOS INQUÉRITOS POLICIAIS DA LEI MARIA DA PENHA A APLICAÇÃO DA JURIMETRIA NOS INQUÉRITOS POLICIAIS DA LEI MARIA DA PENHA Gonçalves, Priscila de Fátima Faculdade de Jaguariúna Resumo: O artigo busca analisar pela perspectiva da Jurimetria a aplicação

Leia mais

DEFENSORIA PÚBLICA ESTADO DE ALAGOAS É VIOLAÇÃO DE DIREITOS HUMANOS! REltATÓRIQ DE ATIVIDADES DESENVQLV1DAS PELA EQUIPE DA

DEFENSORIA PÚBLICA ESTADO DE ALAGOAS É VIOLAÇÃO DE DIREITOS HUMANOS! REltATÓRIQ DE ATIVIDADES DESENVQLV1DAS PELA EQUIPE DA 111 II '... HI\ 1'1111 U '!lu " ''''1''" 1i ".11" DErESA DOS VGl REC 000123 " VIOLÊNCIA DOMÉSTICA E FAMILIAR CONTRA A MULHER É VIOLAÇÃO DE DIREITOS HUMANOS! li' REltATÓRIQ DE ATIVIDADES DESENVQLV1DAS PELA

Leia mais

Livro: Incidentes e Proced. Criminais Diversos. Tipo de Ação: Auto de Prisão em Flagrante >Procedimentos Investigatórios >PROCESSO CRIMINAL

Livro: Incidentes e Proced. Criminais Diversos. Tipo de Ação: Auto de Prisão em Flagrante >Procedimentos Investigatórios >PROCESSO CRIMINAL Gerado em: 22/06/2015 15:11 Código: 233442 Processo Nº: 0 / 2015 Tipo: Crime Lotação: Segunda Vara Criminal Assunto: Livro: Incidentes e Proced. Criminais Diversos Juiz(a) atual:: Débora Roberta Pain Caldas

Leia mais

Estatuto das Familias

Estatuto das Familias Estatuto das Familias Princípios: a dignidade da pessoa humana, a solidariedade familiar, a igualdade de gêneros, de filhos e das entidades familiares, a convivência familiar, o melhor interesse da criança

Leia mais

12. CONEX Apresentação Oral Resumo Expandido 1

12. CONEX Apresentação Oral Resumo Expandido 1 12. CONEX Apresentação Oral Resumo Expandido 1 ÁREA TEMÁTICA: ( ) COMUNICAÇÃO ( ) CULTURA ( X) DIREITOS HUMANOS E JUSTIÇA ( ) EDUCAÇÃO ( ) MEIO AMBIENTE ( ) SAÚDE ( ) TRABALHO ( ) TECNOLOGIA O GRUPO SERMAIS:

Leia mais

ALTERAÇÃO NO CÓDIGO PENAL: O DELITO DE FAVORECIMENTO DA PROSTITUIÇÃO OU DE OUTRA FORMA DE EXPLORAÇÃO SEXUAL DE CRIANÇA OU ADOLESCENTE OU DE VULNERÁVEL

ALTERAÇÃO NO CÓDIGO PENAL: O DELITO DE FAVORECIMENTO DA PROSTITUIÇÃO OU DE OUTRA FORMA DE EXPLORAÇÃO SEXUAL DE CRIANÇA OU ADOLESCENTE OU DE VULNERÁVEL ALTERAÇÃO NO CÓDIGO PENAL: O DELITO DE FAVORECIMENTO DA PROSTITUIÇÃO OU DE OUTRA FORMA DE EXPLORAÇÃO SEXUAL DE CRIANÇA OU ADOLESCENTE OU DE VULNERÁVEL. Nomen juris: a Lei nº 12.978/2014 alterou o nome

Leia mais

LEI MARIA DA PENHA UMA CONQUISTA, NOVOS DESAFIOS

LEI MARIA DA PENHA UMA CONQUISTA, NOVOS DESAFIOS LEI MARIA DA PENHA UMA CONQUISTA, NOVOS DESAFIOS VIOLÊNCIA CONTRA A MULHER TOLERÂNCIA NENHUMA DIRETORIA DO SINDICATO - GESTÃO 2004/2007 Diretoria Executiva Jacy Afonso de Melo Presidente Enilson Cardoso

Leia mais

Ministério Público do Estado de Mato Grosso 15ª Promotoria Criminal Especializada no Combate à Violência Doméstica e Familiar contra a Mulher

Ministério Público do Estado de Mato Grosso 15ª Promotoria Criminal Especializada no Combate à Violência Doméstica e Familiar contra a Mulher A história da mulher é a história da pior tirania que o mundo conheceu: a tirania do mais forte sobre o mais fraco. 1 EXCELENTÍSSIMA JUÍZA DE DIREITO DA 1ª VARA ESPECIALIZADA DE VIOLÊNCIA DOMÉSTICA E FAMILIAR

Leia mais

ESTADO DO ESPÍRITO SANTO PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA Coordenadoria Estadual de da Mulher em Situação de Violência Doméstica e Familiar

ESTADO DO ESPÍRITO SANTO PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA Coordenadoria Estadual de da Mulher em Situação de Violência Doméstica e Familiar VCM REC 000043 ESTADO DO ESPÍRITO SANTO PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA Coordenadoria Estadual de da Mulher em Situação de Violência Doméstica e Familiar Vitória, 19 de abril de 2012 A Senhora Deputada

Leia mais

do Idoso Portaria 104/2011

do Idoso Portaria 104/2011 DEVER DE NOTIFICAR- do Idoso Portaria 104/2011 Lei 6.259/75l Lei 10.778/03, ECA, Estatuto n Médicos n Enfermeiros n Odontólogos n Biólogos n Biomédicos n Farmacêuticos n Responsáveis por organizações e

Leia mais

INSTRUÇÕES PARA REALIZAÇÃO DA PROVA

INSTRUÇÕES PARA REALIZAÇÃO DA PROVA INSTRUÇÕES PARA REALIZAÇÃO DA PROVA 1) A prova terá duração máxima de 3 horas. 2) Cada questão possui apenas uma resposta correta e, a marcação de mais de uma assertiva, implicará em sua nulidade. 3) Durante

Leia mais

Informações práticas para denunciar crimes raciais

Informações práticas para denunciar crimes raciais Informações práticas para denunciar crimes raciais O que é racismo? Racismo é tratar alguém de forma diferente (e inferior) por causa de sua cor, raça, etnia, religião ou procedência nacional. Para se

Leia mais

15/05/2013 MODELO DE RELAXAMENTO DA PRISÃO EM FLAGRANTE

15/05/2013 MODELO DE RELAXAMENTO DA PRISÃO EM FLAGRANTE Direito Processual Penal 2ª Fase OAB/FGV Professora Beatriz Abraão MODELO DE RELAXAMENTO DA PRISÃO EM FLAGRANTE Excelentíssimo Senhor Doutor Juiz de Direito da... Vara Criminal da Comarca... (especificar

Leia mais

DIREITO PENAL. Exame de Ordem 2009.2 Prova Prático-Profissional 1 PEÇA PROFISSIONAL

DIREITO PENAL. Exame de Ordem 2009.2 Prova Prático-Profissional 1 PEÇA PROFISSIONAL DIREITO PENAL PEÇA PROFISSIONAL José de Tal, brasileiro, divorciado, primário e portador de bons antecedentes, ajudante de pedreiro, nascido em Juazeiro BA, em 7/9/1938, residente e domiciliado em Planaltina

Leia mais

Supremo Tribunal Federal

Supremo Tribunal Federal RECLAMAÇÃO 15.309 SÃO PAULO RELATORA RECLTE.(S) PROC.(A/S)(ES) RECLDO.(A/S) ADV.(A/S) INTDO.(A/S) ADV.(A/S) : MIN. ROSA WEBER :MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DE SÃO PAULO :PROCURADOR-GERAL DE JUSTIÇA DO

Leia mais

Thiago Gondim de Almeida Oliveira 1 INTRODUÇÃO DESENVOLVIMENTO

Thiago Gondim de Almeida Oliveira 1 INTRODUÇÃO DESENVOLVIMENTO 154 Série Aperfeiçoamento de Magistrados 14 Curso: Capacitação em Gênero, Acesso à Justiça e Violência contra as Mulheres A Lei Maria da Penha e o Estímulo à Denúncia da Violência, o Acesso à Justiça,

Leia mais