Reunião Câmara Setorial Cadeia Produtiva do Arroz - 10/09/10

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Reunião Câmara Setorial Cadeia Produtiva do Arroz - 10/09/10"

Transcrição

1 Reunião Câmara Setorial Cadeia Produtiva do Arroz Brasília/DF - 10/09/10

2 Dados da Seguradora Aliança a do Brasil Seguro Agrícola

3 Riscos Cobertos Tromba d água Ventos fortes e ventos frios Granizo Geada Chuva excessiva Seca Variação excessiva de temperatura Incêndio e Queda de Raio 3

4 Características do Produto Produtividade Esperada Produtividade Individual limitada a tabela fornecida pela Seguradora, no próprio sistema, que está dividida por Cultura, Estado e Município. Produtividade Segurada O cliente poderá optar por faixas de 50%, 55%, 60%, 65% e 70% da produtividade esperada, dependendo do Município. Taxas Regionalização das taxas por Município. Acúmulo de risco regional Não haverá limitação de contratação de seguro por região Bônus O segurado que não avisar sinistro receberá, no final da safra, 5% do valor do prêmio pago, excluindo-se a parte correspondente da subvenção

5 Taxas Arroz: Mínimo: 1,94% Máximo: 2,78% Produt.. Segurada: kg/ha Base: Dom Pedrito-RS

6 Taxas Arroz: Município Percentual Taxa Produtividade D. Pedrito 50% 2,13% kg/ha 55% 2,39% 60% 2,71% 65% 3,32% Bagé 50% 2,24% kg/ha 55% 2,39% 60% 2,71% 65% 3,32%

7 Condições para Aceitação

8 Documentos em caso de sinistro

9 Cálculos de Indenização PREMISSAS Área Segurada: 100 ha Custeio: R$ 2.000,00/ha PERDA PARCIAL Produtividade Colhida: 3.500,00 kg/ha Notas Fiscais: R$ 2.000,00/há % de Perda = 33% (Produtividade Segurada Produtividade Colhida) Produtividade Segurada Indenização = R$ ,00 (% de perda x notas fiscais x área) LMI: R$ ,00 Prod. Esperada: kg Nível de Cobertura: 70% Prod. Segurada: Kg PERDA TOTAL Produtividade Colhida: 00,00 kg/ha Notas Fiscais: R$ 1.000,00/há % de Perda = 100% (Produtividade Segurada Produtividade Colhida) Produtividade Segurada Indenização = R$ ,00 (% de perda x notas fiscais x área

10

11 PLANO DE AÇÃO ARROZ SAFRA 2009/2010

12 Plano de Contingência Emergencial (Elaborado em conjunto com IRGA e Federarroz) Definição de 8 bases de apoio nos municípios São Borja, Alegrete, Rosário do Sul, Dom Pedrito, Santa Maria, Cachoeira do Sul, Viamão e Arroio Grande; Deslocamento dos analistas Fernando Cunha (GEPAN) e Sandro Oliveira (GEMAG) e do consultor Luiz Antônio Digiovani para as regiões mais afetadas; Realização de reuniões com técnicos do Banco do Brasil, Federação dos Produtores de Arroz e do Instituto Rio Grandense do Arroz (IRGA); Deslocamento de 26 peritos para as regiões mais afetadas para agilizar a realização das inspeções de sinistro bem como realizar inspeções de monitoramento.

13 Contratações por nível n de cobertura/uf Nivel de Cobertura Total geral % 50% % 55% 10 0% 60% 20 1% 65% 212 7% 70% 300 9% 75% 29 1% TOTAL ,0% 82% do total das propostas, foram contratadas com nível de cobertura de 50% e apenas 1% com nível de cobertura de 75%.

14 Contratações por nível n de cobertura (Municípios com maior concentração de sinistro) MUNICIPIO TOTAL 50% 55% 60% 65% 70% 75% Nível Máximo de cobertura ofertado ALEGRETE % ARROIO GRANDE % CACHOEIRA DO SUL % CANDELARIA % DOM PEDRITO % ITAQUI % RESTINGA SECA % SAO BORJA % SAO FRANCISCO DE ASSIS % SAO GABRIEL % SAO PEDRO DO SUL % DEMAIS MUNICIPIOS % a 75% O município de Itaqui concentrou as contratações nos níveis máximos de cobertura de 65%.

15 Proposições da Federarroz ao Seguro Agrícola

16 Enchentes Safra 2009/2010 Agudo/RS

17 Proposições Seguro Agrícola 1. Exigir treinamento e conhecimento mínimo dos agentes financeiros sobre o Seguro Agrícola. Nem eles sabem como funciona que dirá o produtor;

18 Reunião Reunião MAPA MAPA 2010

19 Proposições Seguro Agrícola 2. Reduzir o percentual mínimo para perda total, hoje em 20%;

20 Enchentes Safra 2009/2010 Agudo/RS

21 Proposições Seguro Agrícola 3. Fiscalizar/orientar os agentes financeiros para que a adesão ao Seguro Agrícola seja voluntária e não compulsória, garantindo a livre escolha do produtor sobre a seguradora;

22 Enchentes Safra 2009/2010 Cachoeira do Sul/RS

23 Proposições Seguro Agrícola 4. Elevação do percentual de cobertura para até 100% do empreendimento (hoje limitado em 75%), com manutenção do prêmio e bonificação aos produtores, como ocorre com a Agricultura Familiar;

24 Enchentes Safra 2009/2010 Dona Francisca/RS

25 Proposições Seguro Agrícola 5. Considerar para efeito de indenização os índices de produtividade para o arroz Irrigado no RS, com base nos dados estatísticos do IRGA (70 anos de dados estatísticos);

26 Enchentes Safra 2009/2010 Dona Francisca/RS

27 Proposições Seguro Agrícola 6. Permitir a substituição de áreas, já financiadas e seguradas, por outras de menor risco e não suscetível de alagamento, na retomada do plantio (fato da safra 2009/2010);

28 Enchentes Safra 2009/2010 Novo Cabrais/RS

29 Proposições Seguro Agrícola 7. Adequar o ZOAGRO p/ o arroz irrigado do RS, permitindo o plantio a partir de 1º de setembro até 20 de dezembro, considerando as variabilidades climáticas das regiões produtoras e ciclos das cultivares e trabalhos do IRGA, que comprova a manutenção das produtividades;

30 Enchentes Safra 2009/2010 Paraíso do Sul/RS

31 Proposições Seguro Agrícola 8. Validar p/ o arroz irrigado do RS o seguro do IRGA contra o granizo, instituído por legislação própria em vigência (decreto de 11/06/77 e decreto de 05/07/94) e que indeniza anualmente os produtores;

32 Enchentes Safra 2009/2010 Paraíso do Sul/RS

33 Proposições Seguro Agrícola 9.Aumentar o percentual de subvenção do governo para 80% do prêmio;

34 Enchentes Safra 2009/2010 Restinga Seca/RS

35 Proposições Seguro Agrícola 10. Liberar o uso de semente própria dos produtores cadastrados junto ao MAPA;

36 Enchentes Safra 2009/2010 Restinga Seca/RS

37 Proposições Seguro Agrícola 11. Assegurar o pagamento do prêmio da parte do Governo sem risco aos produtores, caso o governo não cumpra com tal compromisso, fato ocorrido na safra 2009/2010;

38 VI - Seguro Rural a) Subvenção ao prêmio: - Orçamento aprovado de R$ 246,0 milhões contra uma demanda estimada em R$ 460 milhões. - Proposta orçamentária da SPA para 2011: R$ 660 milhões (PLOA R$ 200 milhões) Fonte: MAPA

39 Enchentes Safra 2009/2010 Restinga Seca

40 Proposições Seguro Agrícola 12. Fiscalizar os bancos p/ que as normas e apólice do seguro sejam entregues na liberação do financiamento. Muitos produtores tem recebido o Manual de Seguro após o plantio de toda sua lavoura e no caso de sinistro algumas operações são desclassificadas pelo desconhecimento das normas;

41 Enchentes Safra 2009/2010 São Pedro do Sul/RS

42 Proposições Seguro Agrícola 13. Que o seguro cubra perdas parciais dentro do empreendimento, exemplo: desembolso antes do plantio (aplicação de calcário, preparo de solo, nivelamento e entaipamento, adubação, dessecação etc);

43 Enchentes Safra 2009/2010 São Pedro do Sul/RS

44 Palestra Seguradora Aliança Abertura da Colheita 2010

45 Proposições Seguro Agrícola 14. Agilizar análises das indenizações;

46 Enchentes Safra 2009/2010 Santa Maria/RS

47 15. Exigir das seguradoras a utilização de técnicos especialidos na cultura do arroz irrigado, para as vistorias solicitadas. Na safra 2009/2010, em razão da grande demanda, foram utilizados técnicos de culturas de sequeiro, sem conhecimento específico na cultura atingida; Proposições Seguro Agrícola

48 Proposições SA Entidades RS Seguro de produção e não de crédito; Abertura p/ seguradoras estrangeiras; Prover dotação orçamentária p/ subvenção do prêmio; Cobertura p/ todos os eventos não controláveis p/ produtor: adversidades climáticas, doenças e pragas sem método de controle eficaz);

49 Contemplar o plantio direto com alíquotas diferenciadas e amparo de 100% do valor financiado; Proposições PROAGRO Definir orçamentos específicos por cultura que contemplem o custo operacional; Aumentar o limite de cobertura de acordo com o limite financiável por cultura, hoje limitado a R$ 150 mil p/ safra.

50 Enchentes Safra 2009/2010 Santa Maria/RS

51 Pleitos atendidos S. Agrícola: Elevação da produtividade; ZOAGRO: a partir de 11/09 a 10/12; Semente própria registro MAPA; Substituição de área; Treinamento técnicos p/ o arroz 57 em 2010; Elevação percentual de cobertura (80%); Conhecimento do programa: folders bancos e palestras regionais;

52 Obrigado! Fone: (53)

Política Agrícola e Comércio Internacional. Acadêmicos: Aline Clarice Celmar Marcos Micheli Virginia

Política Agrícola e Comércio Internacional. Acadêmicos: Aline Clarice Celmar Marcos Micheli Virginia Política Agrícola e Comércio Internacional Acadêmicos: Aline Clarice Celmar Marcos Micheli Virginia Introdução O seguro agrícola é um dos instrumentos da política agrícola mais eficaz utilizado para minimizar

Leia mais

SEMINÁRIO INTERNACIONAL SOBRE SEGURO DE EMERGÊNCIA E SEGURO AGRÍCOLA

SEMINÁRIO INTERNACIONAL SOBRE SEGURO DE EMERGÊNCIA E SEGURO AGRÍCOLA SEMINÁRIO INTERNACIONAL SOBRE SEGURO DE EMERGÊNCIA E SEGURO AGRÍCOLA Porto Alegre - Brasil 29 de junho a 2 de julho de 2005 O IRB-BRASIL RE COMO RESSEGURADOR E GESTOR DO FUNDO DE ESTABILIDADE DO SEGURO

Leia mais

CONDIÇÕES ESPECIAIS - ALGODÃO HERBÁCEO SEGURO AGRÍCOLA

CONDIÇÕES ESPECIAIS - ALGODÃO HERBÁCEO SEGURO AGRÍCOLA 1. APLICAÇÃO Nº do Processo SUSEP: 15414.001178/2005-04 CONDIÇÕES ESPECIAIS - ALGODÃO HERBÁCEO SEGURO AGRÍCOLA 1.1. As presentes Condições Especiais complementam as Condições Gerais da apólice de Seguro

Leia mais

ORIENTAÇÕES SOBRE SEGURO, PROAGRO E RENEGOCIAÇÃO DE DÍVIDAS

ORIENTAÇÕES SOBRE SEGURO, PROAGRO E RENEGOCIAÇÃO DE DÍVIDAS ORIENTAÇÕES SOBRE SEGURO, PROAGRO E RENEGOCIAÇÃO DE DÍVIDAS Por: Maria Silvia C. Digiovani, engenheira agrônoma do DTE/FAEP,Tânia Moreira, economista do DTR/FAEP e Pedro Loyola, economista e Coordenador

Leia mais

SEGURO RURAL PSR. Programa de Subvenção ao Prêmio do Seguro Rural Privado

SEGURO RURAL PSR. Programa de Subvenção ao Prêmio do Seguro Rural Privado SEGURO RURAL PSR Programa de Subvenção ao Prêmio do Seguro Rural Privado O QUE É O PSR Apoio do Governo Federal ao produtor rural para contratação de apólice de seguro rural, por meio de subvenção econômica.

Leia mais

CONDIÇÕES ESPECIAIS SOJA E SOJA IRRIGADA SEGURO AGRÍCOLA 1. APLICAÇÃO 2. OBJETO DO SEGURO

CONDIÇÕES ESPECIAIS SOJA E SOJA IRRIGADA SEGURO AGRÍCOLA 1. APLICAÇÃO 2. OBJETO DO SEGURO CONDIÇÕES ESPECIAIS SOJA E SOJA IRRIGADA SEGURO AGRÍCOLA 1. APLICAÇÃO 1.1. As presentes Condições Especiais complementam as Condições Gerais da apólice de Seguro Agrícola e se aplicam ao seguro de Soja

Leia mais

CONDIÇÕES ESPECIAIS - CANA DE AÇÚCAR SEGURO AGRÍCOLA

CONDIÇÕES ESPECIAIS - CANA DE AÇÚCAR SEGURO AGRÍCOLA CONDIÇÕES ESPECIAIS - CANA DE AÇÚCAR SEGURO AGRÍCOLA 1. APLICAÇÃO 1.1. As presentes Condições Especiais complementam as Condições Gerais da apólice de Seguro Agrícola e se aplicam ao seguro de Cana de

Leia mais

Evolução, Perspectivas e Desafios. J.C. Zukowski

Evolução, Perspectivas e Desafios. J.C. Zukowski SEAF Evolução, Perspectivas e Desafios J.C. Zukowski Coordenador Geral do SEAF SEGUROS AGRÍCOLAS NO BRASIL Emergência ou Básico Agricultura Familiar Agricultura Comercial Garantia-Safra Subsídio ao Prêmio

Leia mais

CONDIÇÕES ESPECIAIS - TRIGO E TRIGO IRRIGADO SEGURO AGRÍCOLA

CONDIÇÕES ESPECIAIS - TRIGO E TRIGO IRRIGADO SEGURO AGRÍCOLA CONDIÇÕES ESPECIAIS - TRIGO E TRIGO IRRIGADO SEGURO AGRÍCOLA 1. APLICAÇÃO 1.1. As presentes Condições Especiais complementam as Condições Gerais da apólice de Seguro Agrícola e se aplicam ao seguro de

Leia mais

CONDIÇÕES ESPECIAIS - TRIGO E TRIGO IRRIGADO SEGURO AGRÍCOLA

CONDIÇÕES ESPECIAIS - TRIGO E TRIGO IRRIGADO SEGURO AGRÍCOLA CONDIÇÕES ESPECIAIS - TRIGO E TRIGO IRRIGADO SEGURO AGRÍCOLA 1. APLICAÇÃO 1.1. As presentes Condições Especiais complementam as Condições Gerais da apólice de Seguro Agrícola e se aplicam ao seguro de

Leia mais

Ministério do Desenvolvimento Agrário

Ministério do Desenvolvimento Agrário SEAF EVOLUÇÃO NO BRASIL E EM PERNAMBUCO SEAF Segurados 2008/2009 Segurados/ km2 585.427 Distribuição Espacial de Agricultores Segurados no SEAF GARANTIA SAFRA Segurados 2008/2009 Segurados/ km2 553.387

Leia mais

VI Congresso Brasileiro de Algodão. Seguro Agrícola como Alternativa para redução dos Riscos Agropecuários

VI Congresso Brasileiro de Algodão. Seguro Agrícola como Alternativa para redução dos Riscos Agropecuários VI Congresso Brasileiro de Algodão Seguro Agrícola como Alternativa para redução dos Riscos Agropecuários Segmentação do Mercado Segurador Brasileiro Danos SEGUROS Pessoas PREVI- DÊNCIA CAPITA- LIZAÇÃO

Leia mais

MANUAL DE VENDAS SEGURO COLHEITA GARANTIDA

MANUAL DE VENDAS SEGURO COLHEITA GARANTIDA MANUAL DE VENDAS SEGURO COLHEITA GARANTIDA 1 Finalidade O setor Agropecuário é, e sempre foi, fundamental para a economia Brasileira, porém está sujeito aos riscos de produção por intempéries da Natureza

Leia mais

VIII Simpósio Técnicas de Plantio e Manejo de Eucalipto Para Usos Múltiplos SEGURO FLORESTAL. Gabriel Prata MSc. Eng. Florestal

VIII Simpósio Técnicas de Plantio e Manejo de Eucalipto Para Usos Múltiplos SEGURO FLORESTAL. Gabriel Prata MSc. Eng. Florestal VIII Simpósio Técnicas de Plantio e Manejo de Eucalipto Para Usos Múltiplos SEGURO FLORESTAL Gabriel Prata MSc. Eng. Florestal Piracicaba, 20/08/2014 Florestas no Brasil Cerca de 520 milhões de hectares

Leia mais

SEGURO RURAL: ASPECTOS GERAIS E PRINCIPAIS TENDÊNCIAS. PROCAD UFMG Novembro/09

SEGURO RURAL: ASPECTOS GERAIS E PRINCIPAIS TENDÊNCIAS. PROCAD UFMG Novembro/09 SEGURO RURAL: ASPECTOS GERAIS E PRINCIPAIS TENDÊNCIAS PROCAD UFMG Novembro/09 SEGURO RURAL Modalidades Seguro Rural Modalidades Seguro Agrícola; Seguro Pecuário; Seguro de Benfeitorias e Produtos Agropecuários;

Leia mais

RESSEGURO DO PROAGRO. Eng Agr Angelo Gemignani Sb

RESSEGURO DO PROAGRO. Eng Agr Angelo Gemignani Sb RESSEGURO DO PROAGRO Eng Agr Angelo Gemignani Sb CRÉDITO RURAL Institucionalizado em 1965 através da Lei n 4.829, de 5-11-65 SEGURO RURAL Institucionalizado em 1966 através do Decreto-Lei n 73, de 21-11-66

Leia mais

GRÁFICO 1 - EVOLUÇÃO DO CRÉDITO RURAL, NO PERÍODO DE 1969 A 2003, EM BILHÕES DE REAIS - VALORES CONSTANTES DE 2003

GRÁFICO 1 - EVOLUÇÃO DO CRÉDITO RURAL, NO PERÍODO DE 1969 A 2003, EM BILHÕES DE REAIS - VALORES CONSTANTES DE 2003 GRÁFICO 1 - EVOLUÇÃO DO CRÉDITO RURAL, NO PERÍODO DE 1969 A 2003, EM BILHÕES DE REAIS - VALORES CONSTANTES DE 2003 100 90 80 70 60 50 40 30 20 10 0 R$ bilhões 1969 1971 1973 1975 1977 1979 1981 1983 1985

Leia mais

Mesa Redonda Agrícola

Mesa Redonda Agrícola Mesa Redonda Agrícola Dia 14/04 das 14 às 16h Wady J. M. Cury 14 e 15 de Abril de 2015 ÍNDICE Princípios do Seguro MUTUALISMO... É um dos princípios fundamentais que constitui a base de todas as operações

Leia mais

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL TEMAS VOLUME DE RECURSOS Do aporte nacional, garantir para o RS no mínimo 20% (vinte por cento) dos recursos para financiamento agropecuário de forma oportuna, tempestiva e suficiente. Aumentar os limites

Leia mais

SEGURO DA AGRICULTURA FAMILIAR - SEAF

SEGURO DA AGRICULTURA FAMILIAR - SEAF SEGURO DA AGRICULTURA FAMILIAR - SEAF PRODUZINDO COM SEGURANÇA O Seguro da Agricultura Familiar - SEAF foi criado pelo Governo Federal para que o produtor possa desenvolver sua lavoura com segurança, atendendo

Leia mais

Pedro Loyola Federação da Agriculturas do Estado do Paraná (FAEP) - Brasil ALASA 2012 - QUEBEC - CANADA

Pedro Loyola Federação da Agriculturas do Estado do Paraná (FAEP) - Brasil ALASA 2012 - QUEBEC - CANADA Pedro Loyola Federação da Agriculturas do Estado do Paraná (FAEP) - Brasil ALASA 2012 - QUEBEC - CANADA SEGURO RURAL EVOLUÇÃO PSR 2005-2014 SITUAÇÃO 2015 ORÇAMENTO PSR 2016 NOVAS REGRAS 2016-2018 CONCLUSÕES

Leia mais

PLANO SAFRA 2010/2010 PLANO DE TRABALHO

PLANO SAFRA 2010/2010 PLANO DE TRABALHO PLANO SAFRA 2010/2010 PLANO DE TRABALHO NORMAS E PROCEDIMENTOS 1. Política de Crédito; 2. Limites em contas produção; 3. Seguro de Produção; 4. Comentários gerais. 1. POLÍTICA DE CRÉDITO 1.1 Comentários

Leia mais

Sistemas de Informação para a Gestão do Seguro Rural no Brasil

Sistemas de Informação para a Gestão do Seguro Rural no Brasil Sistemas de Informação para a Gestão do Seguro Rural no Brasil Sidney Dias da Silva Campinas (SP), Junho de 2008 Agenda 1. Principais Processos Primários das Seguradoras 2. Dados e Informações Necessárias

Leia mais

CIRCULAR SUSEP N o 261, de 9 de julho de 2004.

CIRCULAR SUSEP N o 261, de 9 de julho de 2004. CIRCULAR SUSEP N o 261, de 9 de julho de 2004. Dispõe sobre o seguro de cédula de produto rural - CPR e dá outras providências. O SUPERINTENDENTE SUBSTITUTO DA SUPERINTENDÊNCIA DE SEGUROS PRIVADOS - SUSEP,

Leia mais

P R O A G R O. Programa de Garantia da Atividade Agropecuária. Deoclécio Pereira de Souza. Rio Branco (AC) 22-07-2008

P R O A G R O. Programa de Garantia da Atividade Agropecuária. Deoclécio Pereira de Souza. Rio Branco (AC) 22-07-2008 P R O A G R O Programa de Garantia da Atividade Agropecuária Deoclécio Pereira de Souza Rio Branco (AC) 22-07-2008 1 1.a S E G U R O A - M U N D O ANO > 1347 LOCAL > GÊNOVA - Itália FATO > 1º CONTRATO

Leia mais

OS DESAFIOS PARA O DESENVOLVIMENTO SEGURO RURAL PRIVADO NO BRASIL

OS DESAFIOS PARA O DESENVOLVIMENTO SEGURO RURAL PRIVADO NO BRASIL OS DESAFIOS PARA O DESENVOLVIMENTO DO SEGURO RURAL PRIVADO NO BRASIL S E G U R O S E G U R O Seguro Rural Modalidades Seguro Agrícola; Seguro Pecuário; Seguro Aqüícola; Seguro de Florestas; Modalidades

Leia mais

Fundo de Catástrofe do Seguro Rural

Fundo de Catástrofe do Seguro Rural Fundo de Catástrofe do Seguro Rural O Presidente da República submete hoje à apreciação do Congresso Nacional Projeto de Lei Complementar autorizando a constituição do Fundo de Catástrofe do Seguro Rural.

Leia mais

AGRONEGÓCIO. Agricultura Pecuária. Dentro da Porteira. Depois da Porteira. Antes da Porteira. Do Plantio à Colheita

AGRONEGÓCIO. Agricultura Pecuária. Dentro da Porteira. Depois da Porteira. Antes da Porteira. Do Plantio à Colheita SEGUROS RURAIS Antes da Porteira AGRONEGÓCIO Agricultura Pecuária Dentro da Porteira EVENTOS CLIMÁTICOS PREJUDICAM TODA A CADEIA Depois da Porteira Do Plantio à Colheita Safra Agrícola 2014 / 2015 VISÃO

Leia mais

SEGURO RURAL NO BRASIL: PERSPECTIVAS MINISTÉRIO DA AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO

SEGURO RURAL NO BRASIL: PERSPECTIVAS MINISTÉRIO DA AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO SEGURO RURAL NO BRASIL: SITUAÇÃO ATUAL E PERSPECTIVAS MINISTÉRIO DA AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO SOCORRO PÚBLICO - ASPECTOS NEGATIVOS Elevado custo político Baixa eficiência econômica Elevado

Leia mais

A IMPORTÂNCIA DE PROGRAMA DE SUBVENÇÃO PARA O SEGURO RURAL. www.brasileirarural.com.br

A IMPORTÂNCIA DE PROGRAMA DE SUBVENÇÃO PARA O SEGURO RURAL. www.brasileirarural.com.br A IMPORTÂNCIA DE PROGRAMA DE SUBVENÇÃO PARA O SEGURO RURAL INSTRUMENTOS DE Minimização de Riscos I Proagro Mais II Seguro Privado. Coberturas: - Variações Climáticas - Preços - Índices III Cobertura Complementar

Leia mais

NORMAS DE FUNCIONAMENTO DO FUNDO MÚTUO AGRÍCOLA E GRUPO MÚTUO DE GRANIZO

NORMAS DE FUNCIONAMENTO DO FUNDO MÚTUO AGRÍCOLA E GRUPO MÚTUO DE GRANIZO 1 COMITÊ GESTOR: 1.1 DA COMPOSIÇÃO: o Comitê Gestor do Fundo Mútuo Agrícola será composto pelos seguintes membros: - 01 (um) Representante do Conselho de Administração; - 01 (um) Representante do Conselho

Leia mais

CAPÍTULO : Programa de Garantia da Atividade Agropecuária (Proagro) - 16 SEÇÃO : Proagro Mais - A partir de 1º/1/2015-10

CAPÍTULO : Programa de Garantia da Atividade Agropecuária (Proagro) - 16 SEÇÃO : Proagro Mais - A partir de 1º/1/2015-10 TÍTULO : CRÉDITO RURAL TÍTULO : CRÉDITO RURAL 1 CAPÍTULO: Programa de Garantia da Atividade Agropecuária (Proagro) - 16 SEÇÃO: Proagro Mais - Safras a partir de 1º/7/2011-10 CAPÍTULO : Programa de Garantia

Leia mais

Auditorias no Programa de Garantia da Atividade Agropecuária (Proagro) e no Zoneamento Agrícola de Risco Climático (ZARC)

Auditorias no Programa de Garantia da Atividade Agropecuária (Proagro) e no Zoneamento Agrícola de Risco Climático (ZARC) Auditorias no Programa de Garantia da Atividade Agropecuária (Proagro) e no Zoneamento Agrícola de Risco Climático (ZARC) Brasília, 15/10/2015 Mitigadores de Risco Visão Geral Agricultura de Subsistência

Leia mais

Ministério do Desenvolvimento Agrário SEGURO DA AGRICULTURA FAMILIAR

Ministério do Desenvolvimento Agrário SEGURO DA AGRICULTURA FAMILIAR Ministério do Desenvolvimento Agrário Jose Carlos Zukowski Coordenador Geral do SEAF POLÍTICAS DA SAF/MDA COM AÇÕES A EM SEMENTES Agroecologia Desenvolvimento sustentável Diversificação Seguro da da Agricultura

Leia mais

BB Seguro Agrícola Faturamento. Brasília (DF), 06 de Julho de 2011

BB Seguro Agrícola Faturamento. Brasília (DF), 06 de Julho de 2011 BB Seguro Agrícola Faturamento Brasília (DF), 06 de Julho de 2011 1 Mitigadores de Produção/Intempéries. 2 Mitigadores de Preço. 3 Seguro de Faturamento. Exemplos. Mitigadores de Produção/Intemp ão/intempéries

Leia mais

O IBGE divulgou a pouco o primeiro prognóstico para a safra de 2011: www.ibge.gov.br Em 2011, IBGE prevê safra de grãos 2,8% menor que a de 2010

O IBGE divulgou a pouco o primeiro prognóstico para a safra de 2011: www.ibge.gov.br Em 2011, IBGE prevê safra de grãos 2,8% menor que a de 2010 O IBGE divulgou a pouco o primeiro prognóstico para a safra de 2011: www.ibge.gov.br Em 2011, IBGE prevê safra de grãos 2,8% menor que a de 2010 O IBGE realizou, em outubro, o primeiro prognóstico para

Leia mais

I. ENQUADRAMENTO REGULAMENTAR

I. ENQUADRAMENTO REGULAMENTAR I. ENQUADRAMENTO REGULAMENTAR 1. Disposições Regulamentares O art.º 103.º-C do Reg.(CE) nº 1234/2007, do Conselho, de 22 de outubro de 2007, inclui nos objetivos dos programas operacionais das organizações

Leia mais

Seminário Riscos e Gestão do Seguro Rural no Brasil

Seminário Riscos e Gestão do Seguro Rural no Brasil Seminário Riscos e Gestão do Regulamentação para gestão do seguro rural em eventos catastróficos Otávio Ribeiro Damaso Secretário Adjunto de Política Econômica / otavio.damaso@fazenda.gov.br Campinas,

Leia mais

Seguro da Agricultura

Seguro da Agricultura Seguro da Agricultura SEAFFamiliar Produzindo com Segurança 2 I Cobertura Padrão do SEAF (a partir de julho de 2015) 4 Enquadramento... 5 Cobertura... 7 Vigência do amparo do SEAF... 9 Comprovação de

Leia mais

PERSPETIVA FUTURA DO SEGURO DE COLHEITAS SEGUROS AGRÍCOLAS. Colóquio - Debate. Pedro Ribeiro

PERSPETIVA FUTURA DO SEGURO DE COLHEITAS SEGUROS AGRÍCOLAS. Colóquio - Debate. Pedro Ribeiro PERSPETIVA FUTURA DO SEGURO DE COLHEITAS SEGUROS AGRÍCOLAS Colóquio - Debate Pedro Ribeiro 1 ENQUADRAMENTO Importância crescente da gestão de risco, no âmbito da atividade agrícola, face ao contexto de

Leia mais

CONSELHO PERMANENTE DE AGROMETEOROLOGIA APLICADA DO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL

CONSELHO PERMANENTE DE AGROMETEOROLOGIA APLICADA DO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL CONSELHO PERMANENTE DE AGROMETEOROLOGIA APLICADA DO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL Prognósticos e recomendações para o período Maio/junho/julho de 2014 Boletim de Informações nº

Leia mais

Camara Temática de Seguros Rurais

Camara Temática de Seguros Rurais Camara Temática de Seguros Rurais Ministério da Agricultura,Pecuária e Abastecimento 07.06.2011 Camara Temática Seguro Rural Agenda 1 - Legislação O seguro rural: setor, abrangência e legislação 2 - Modelo

Leia mais

Programa 2014 Agropecuária Sustentável, Abastecimento e Comercialização

Programa 2014 Agropecuária Sustentável, Abastecimento e Comercialização 0299 - Equalização de Preços nas Aquisições do Governo Federal e na Formação de Estoques Reguladores e Estratégicos AGF 1. Descrição: O AGF (Aquisições do Governo Federal) é o instrumento tradicional da

Leia mais

Entenda o seguro rural

Entenda o seguro rural HOME PERGUNTAS FREQUENTES MAPA DO SIT ça, 29 de Maio de 2012 HO ME INDIVÍDUO EMPRESA MERCADO GLOSSÁRIO FALE CONOSCO os de coberturas mprando uma apólice e poupando Entenda o seguro rural Comprando uma

Leia mais

PARANÁ CONTINUA SENDO O MAIOR PRODUTOR DE GRÃOS

PARANÁ CONTINUA SENDO O MAIOR PRODUTOR DE GRÃOS SECRETARIA DE ESTADO DA AGRICULTURA E DO ABASTECIMENTO DEPARTAMENTO DE ECONOMIA RURAL D E R A L PARANÁ CONTINUA SENDO O MAIOR PRODUTOR DE GRÃOS 20/03/06 O levantamento de campo realizado pelo DERAL, no

Leia mais

AGRONEGÓCIO PANORAMA ATUAL

AGRONEGÓCIO PANORAMA ATUAL AGRONEGÓCIO PANORAMA ATUAL IMPORTÂNCIA ECONOMICA 1- Exportações em 2014: Mais de US$ 100 bilhões de dólares; 2- Contribui com aproximadamente 23% do PIB brasileiro; 3- São mais de 1 trilhão de Reais e

Leia mais

MENSURAÇÃO DO CUSTO DE PRODUÇÃO DE ARROZ IRRIGADO NO RIO GRANDE DO SUL SAFRA 2014/2015. Tiago Sarmento Barata Ramiro Toledo

MENSURAÇÃO DO CUSTO DE PRODUÇÃO DE ARROZ IRRIGADO NO RIO GRANDE DO SUL SAFRA 2014/2015. Tiago Sarmento Barata Ramiro Toledo MENSURAÇÃO DO CUSTO DE PRODUÇÃO DE ARROZ IRRIGADO NO RIO GRANDE DO SUL SAFRA 2014/2015 Tiago Sarmento Barata Ramiro Toledo Conhecimento do custo de produção Profissionais X amadores Avaliação da viabilidade

Leia mais

PRONAMP PROGRAMA NACIONAL DE APOIO AO MÉDIO PRODUTOR RURAL. novembro de 2013

PRONAMP PROGRAMA NACIONAL DE APOIO AO MÉDIO PRODUTOR RURAL. novembro de 2013 PRONAMP PROGRAMA NACIONAL DE APOIO AO MÉDIO PRODUTOR RURAL novembro de 2013 EVOLUÇÃO DO FINANCIAMENTO RURAL 160,0 1200% 140,0 1100% 1000% 120,0 900% BILHÕES 100,0 80,0 60,0 40,0 424% 349% 800% 700% 600%

Leia mais

10º LEVANTAMENTO DE SAFRAS DA CONAB - 2012/2013 Julho/2013

10º LEVANTAMENTO DE SAFRAS DA CONAB - 2012/2013 Julho/2013 10º LEVANTAMENTO DE SAFRAS DA CONAB - 2012/2013 Julho/2013 1. INTRODUÇÃO O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA), por meio da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), realiza sistematicamente

Leia mais

Programa de Seguro Rural Brasileiro. Aplicação de recursos com base em informações de risco climático

Programa de Seguro Rural Brasileiro. Aplicação de recursos com base em informações de risco climático Programa de Seguro Rural Brasileiro Aplicação de recursos com base em informações de risco climático Programa de Subvenção ao Prêmio do seguro Rural - PSR Evolução do Programa Estudo sobre Priorização

Leia mais

ESTUDO DE CASO NOTÍCIAS DO SETOR. GRUPO GESER - GESTÃO EM SEGUROS E RISCOS Ed. 2 agosto 2013

ESTUDO DE CASO NOTÍCIAS DO SETOR. GRUPO GESER - GESTÃO EM SEGUROS E RISCOS Ed. 2 agosto 2013 ESTUDO DE CASO NOTÍCIAS DO SETOR GRUPO GESER - GESTÃO EM SEGUROS E RISCOS Ed. 2 agosto 2013 1 EDITOR CHEFE: Prof. Dr. Vitor Ozaki EDITORES ASSOCIADOS: Adriano Lênin Cirilo de Carvalho Eduardo Passarelli

Leia mais

Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento POLITICA de GARANTIA de PREÇOS MINIMOS

Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento POLITICA de GARANTIA de PREÇOS MINIMOS POLITICA de GARANTIA de PREÇOS MINIMOS 04 de maio de 2009 RAZÃO DA POLÍTICA AGRÍCOLA CARACTERÍSTICA DA PRODUÇÃO Concentrada no tempo Consumo ao longo do ano Perecibilidade Baixo valor agregado Alta dispersão

Leia mais

A inserção do cultivo do arroz irrigado na Agricultura de Baixo Carbono do Plano Agrícola e Pecuário, Safra 2013/14

A inserção do cultivo do arroz irrigado na Agricultura de Baixo Carbono do Plano Agrícola e Pecuário, Safra 2013/14 A inserção do cultivo do arroz irrigado na Agricultura de Baixo Carbono do Plano Agrícola e Pecuário, Safra 2013/14 Eng. Agr. Sérgio Iraçu Gindri Lopes Gerente da Divisão de Pesquisa Estação Experimental

Leia mais

Seguros Rurais Mais do que Apólices. Aline A. Milani 10/2015

Seguros Rurais Mais do que Apólices. Aline A. Milani 10/2015 Seguros Rurais Mais do que Apólices Aline A. Milani 10/2015 Grandezas do Agronegócio Brasileiro Cria aproximadamente 37% de todos os empregos do País Responde por aproximadamente 39% das exportações Cerca

Leia mais

Programa de Desenvolvimento Rural do Continente para 2014-2020

Programa de Desenvolvimento Rural do Continente para 2014-2020 Programa de Desenvolvimento Rural do Continente para 2014-2020 Medida 6 GESTÃO DO RISCO E RESTABELECIMENTO DO POTENCIAL PRODUTIVO Ação 6.1 SEGUROS Enquadramento Regulamentar Artigos do Regulamento (UE)

Leia mais

Como negociar e assegurar as garantias que serão dadas ao banco quando se necessita de um financiamento rural do Pronaf

Como negociar e assegurar as garantias que serão dadas ao banco quando se necessita de um financiamento rural do Pronaf Ministério do Desenvolvimento Agrário Secretaria da Agricultura Familiar Como negociar e assegurar as garantias que serão dadas ao banco quando se necessita de um financiamento rural do Pronaf 1 INTRODUÇÃO

Leia mais

Síntese dos desafios do seguro rural no Brasil: onde falhamos e até onde avançamos. Vitor Ozaki Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz

Síntese dos desafios do seguro rural no Brasil: onde falhamos e até onde avançamos. Vitor Ozaki Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz Síntese dos desafios do seguro rural no Brasil: onde falhamos e até onde avançamos Vitor Ozaki Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz ONDE FALHAMOS? SÍNTESE HISTÓRICA - Criação da Federal Crop

Leia mais

FOLDER PRODUÇÃO INTEGRADA DE ARROZ IRRIGADO. Produção Integrada de Arroz Irrigado

FOLDER PRODUÇÃO INTEGRADA DE ARROZ IRRIGADO. Produção Integrada de Arroz Irrigado FOLDER PRODUÇÃO INTEGRADA DE ARROZ IRRIGADO Produção Integrada de Arroz Irrigado O que é a Produção Integrada de Arroz Irrigado? A Produção Integrada é definida como um sistema de produção agrícola de

Leia mais

MAIS PRODUÇÃO, RENDA E INCLUSÃO SOCIAL NO CAMPO

MAIS PRODUÇÃO, RENDA E INCLUSÃO SOCIAL NO CAMPO MAIS PRODUÇÃO, RENDA E INCLUSÃO SOCIAL NO CAMPO PLANO SAFRA 2014/2015 Plano Safra Estadual é um mecanismo de planejamento setorial abrange quinze instrumentos de política em diversos tipos de atividades

Leia mais

A Gestão de Riscos e o Sistema de Seguros Agrícolas. IFAP - DAI/UPRF Seminário Hortofruticultura 2020 12 outubro 2012

A Gestão de Riscos e o Sistema de Seguros Agrícolas. IFAP - DAI/UPRF Seminário Hortofruticultura 2020 12 outubro 2012 A Gestão de Riscos e o Sistema de Seguros Agrícolas IFAP - DAI/UPRF Seminário Hortofruticultura 2020 12 outubro 2012 SIPAC - Enquadramento lega SIPAC -Sistema Integrado de Proteção Contra as Aleatoriedades

Leia mais

SEGURO DE COLHEITAS (SC) IFAP DAM/UPRF DRAP ALENTEJO 25 fevereiro 2014

SEGURO DE COLHEITAS (SC) IFAP DAM/UPRF DRAP ALENTEJO 25 fevereiro 2014 SEGURO DE COLHEITAS (SC) IFAP DAM/UPRF DRAP ALENTEJO 25 fevereiro 2014 1. Síntese da evolução do SIPAC 2. Caracterização do novo seguro de colheitas 3. Operacionalização do novo seguro de colheitas 3 Síntese

Leia mais

EXPLORAÇÃO DO CERRADO BRASILEIRO

EXPLORAÇÃO DO CERRADO BRASILEIRO EXPLORAÇÃO DO CERRADO BRASILEIRO CARACTERIZAÇÃO DO CERRADO BRASILEIRO É o maior bioma brasileiro depois da Amazônia, com aproximadamente 2 milhões de km² e está concentrado na região Centro Oeste do Brasil;

Leia mais

SEGURO DE COLHEITAS (SC) IFAP DAM/UPRF DRAP CENTRO 21 fevereiro 2014

SEGURO DE COLHEITAS (SC) IFAP DAM/UPRF DRAP CENTRO 21 fevereiro 2014 SEGURO DE COLHEITAS (SC) IFAP DAM/UPRF DRAP CENTRO 21 fevereiro 2014 1. Síntese da evolução do SIPAC 2. Caracterização do novo seguro de colheitas 3. Operacionalização do novo seguro de colheitas 1. Síntese

Leia mais

Programa de Garantia de Preços para a Agricultura Familiar PGPAF

Programa de Garantia de Preços para a Agricultura Familiar PGPAF PGPAF Programa de Garantia de Preços para a Agricultura Familiar PGPAF O QUE É O PGPAF Programa do Governo Federal que garante aos agricultores familiares que tem financiamento no âmbito do Pronaf a indexação

Leia mais

Secretaria Municipal de Agricultura, Desenvolvimento Econômico e Meio Ambiente.

Secretaria Municipal de Agricultura, Desenvolvimento Econômico e Meio Ambiente. APRESENTAÇÃO O presente diagnóstico Sócio-Econômico da Lavoura de Arroz e sua cadeia produtiva têm por finalidade apresentar sua relevante importância no município de Arroio Grande e Zona Sul, sendo a

Leia mais

PRODUÇÃO DE ARROZ NO BRASIL. Eng o Agr o. MSc. Valmir Gaedke Menezes Pesquisador e Diretor Técnico IRGA

PRODUÇÃO DE ARROZ NO BRASIL. Eng o Agr o. MSc. Valmir Gaedke Menezes Pesquisador e Diretor Técnico IRGA PRODUÇÃO DE ARROZ NO BRASIL Eng o Agr o. MSc. Valmir Gaedke Menezes Pesquisador e Diretor Técnico IRGA Área e produção de arroz em nível mundial e a tendência de produção. Fao, Julho 211 Produção de arroz

Leia mais

Programa Garantia Safra no Rio Grande TÍTULO do Sul

Programa Garantia Safra no Rio Grande TÍTULO do Sul Programa Garantia Safra no Rio Grande TÍTULO do Sul Secretaria do Desenvolvimento Rural, Pesca e Cooperativismo do Governo do Estado do Rio Grande do Sul Programa Garantia Safra - RS Secretaria do Desenvolvimento

Leia mais

POLÍTICA de GARANTIA de PREÇOS MÍNIMOS - PGPM

POLÍTICA de GARANTIA de PREÇOS MÍNIMOS - PGPM Diretoria de Política Agrícola e Informações - Dipai Superintendencia de Gestão da Oferta - Sugof POLÍTICA de GARANTIA de PREÇOS MÍNIMOS - PGPM Por: Carlos Eduardo Tavares Maio de 2012 RAZÃO DA POLÍTICA

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos Page 1 of 5 Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos LEI N o 10.823, DE 19 DE DEZEMBRO DE 2003. O PRESIDENTE DA REPÚBLICA Faço saber que o Congresso Nacional decreta e eu sanciono

Leia mais

Do Manual de Crédito Rural, disponível aqui.

Do Manual de Crédito Rural, disponível aqui. Do Manual de Crédito Rural, disponível aqui. TÍTULO: CRÉDITO RURAL CAPÍTULO: Operações - 3 SEÇÃO: Créditos de Custeio - 2 1 - O custeio rural classifica-se como: (Res a) agrícola; b) pecuário; c) de beneficiamento

Leia mais

Diálogo Brasil Estados Unidos: o caso do seguro rural

Diálogo Brasil Estados Unidos: o caso do seguro rural 17nov 2015 Diálogo Brasil Estados Unidos: o caso do seguro rural Por Fernanda Schwantes* 1. Apresentação O setor agropecuário está exposto a diferentes elementos de risco, provenientes de fatores climáticos,

Leia mais

NORMATIVOS SOBRE DÍVIDAS DO CRÉDITO RURAL DO PRONAF (VIGENTES EM 24 DE JANEIRO DE 2014)

NORMATIVOS SOBRE DÍVIDAS DO CRÉDITO RURAL DO PRONAF (VIGENTES EM 24 DE JANEIRO DE 2014) NORMATIVOS SOBRE DÍVIDAS DO CRÉDITO RURAL DO PRONAF (VIGENTES EM 24 DE JANEIRO DE ) NORMATIVO PERMANENTE DISPOSTO NO MCR 2.6.9 e MCR 10.1.24 a 26 MCR 2.6.9 Permanente Parcelas a vencer/ operações com ou

Leia mais

PROGRAMA NACIONAL DE CRÉDITO FUNDIÁRIO PNCF

PROGRAMA NACIONAL DE CRÉDITO FUNDIÁRIO PNCF PROGRAMA NACIONAL DE CRÉDITO FUNDIÁRIO PNCF PROMOVENDO O DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL E A SUCESSÃO NA AGRICULTURA FAMILIAR MELHORIAS NAS CONDIÇÕES DE FINANCIAMENTO Resolução CMN nº 4.177, de 07 de Janeiro

Leia mais

Desenvolvimento da Agricultura Irrigada no Brasil, sob Cenários Sustentáveis (PCT BRA/IICA/08/002)

Desenvolvimento da Agricultura Irrigada no Brasil, sob Cenários Sustentáveis (PCT BRA/IICA/08/002) Desenvolvimento da Agricultura Irrigada no Brasil, sob Cenários Sustentáveis (PCT BRA/IICA/08/002) Data do Início: 01/01/2008 Data do Término: 31/12/2011 Valor: R$ 21.000.000,00 Objetivo: Desenvolvimento

Leia mais

Ordenamento Territorial para Expansão da Cana-de-açúcar no Brasil Zoneamento Agroecológico da Cana-de-açúcar

Ordenamento Territorial para Expansão da Cana-de-açúcar no Brasil Zoneamento Agroecológico da Cana-de-açúcar Ordenamento Territorial para Expansão da Cana-de-açúcar no Brasil Zoneamento Agroecológico da Cana-de-açúcar Simpósio Internacional e Mostra de Tecnologia da Agroindústria sucroalcooleira SIMTEC 01 de

Leia mais

INFORMAÇÕES SOBRE CAFÉ NO ESPÍRITO SANTO HISTÓRICO:

INFORMAÇÕES SOBRE CAFÉ NO ESPÍRITO SANTO HISTÓRICO: INFORMAÇÕES SOBRE CAFÉ NO ESPÍRITO SANTO HISTÓRICO: O Estado do Espírito Santo encontra-se como o segundo maior produtor nacional de café, destacando-se o plantio das espécies Arábica e Conilon, sendo

Leia mais

SEGURO RURAL BRASILEIRO

SEGURO RURAL BRASILEIRO SEGURO RURAL BRASILEIRO Gestão de Risco Rural Programa de Subvenção Econômica ao Prêmio do Seguro Rural 2011 O QUE É O SEGURO RURAL? O seguro rural é uma importante ferramenta de gestão de riscos que protege

Leia mais

SEGURO RURAL BRASILEIRO. Elaine Cristina dos Santos Ferreira

SEGURO RURAL BRASILEIRO. Elaine Cristina dos Santos Ferreira SEGURO RURAL BRASILEIRO Elaine Cristina dos Santos Ferreira MODALIDADES OFERTADAS DE SEGURO RURAL Agrícola Pecuário Florestas Aqüícola Penhor rural Benfeitorias e produtos agropecuários CPR Vida do Produtor

Leia mais

Plano Agrícola e Pecuário PAP 2013/2014 Ações estruturantes para a Agropecuária Brasileira

Plano Agrícola e Pecuário PAP 2013/2014 Ações estruturantes para a Agropecuária Brasileira Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil Plano Agrícola e Pecuário PAP 2013/2014 ROSEMEIRE SANTOS Superintendente Técnica Plano Agrícola e Pecuário PAP 2013/2014 Ações estruturantes para a Agropecuária

Leia mais

Programa de Garantia da Atividade Agropecuária PROAGRO

Programa de Garantia da Atividade Agropecuária PROAGRO Programa de Garantia da Atividade Agropecuária PROAGRO Relatório Circunstanciado 2011 a 2014 Página 2 de 71 SUMÁRIO Texto 1. INTRODUÇÃO... 6 2. O PROGRAMA... 8 3. FATOS RELEVANTES... 18 3.1 Auditorias...

Leia mais

PROCEDIMENTOS E DOCUMENTAÇÃO EM CASO DE SINISTRO. b) Providenciar especificação detalhada de todos os prejuízos sofridos, além da comprovação

PROCEDIMENTOS E DOCUMENTAÇÃO EM CASO DE SINISTRO. b) Providenciar especificação detalhada de todos os prejuízos sofridos, além da comprovação PROCEDIMENTOS E DOCUMENTAÇÃO EM CASO DE SINISTRO 1. PROCEDIMENTO DO SEGURADO 1.1. SINISTRO DE INCÊNDIO E EXPLOSÃO Em caso de Incêndio e/ou Explosão, o Segurado deve atentar para as seguintes orientações:

Leia mais

Quais são os percentuais utilizados para calcular o Bônus Fiscal?

Quais são os percentuais utilizados para calcular o Bônus Fiscal? BÔNUS FISCAL O que é o Bônus Fiscal? É um crédito oferecido pela Prefeitura Municipal, proporcional ao valor das notas fiscais apresentadas, de acordo com a Lei Municipal 754/05 e suas alterações, podendo

Leia mais

23ª Abertura Oficial da COLHEITA DO ARROZ. Restinga Seca - RS

23ª Abertura Oficial da COLHEITA DO ARROZ. Restinga Seca - RS 23ª Abertura Oficial da COLHEITA DO ARROZ. Restinga Seca - RS Carteira de Crédito Sicredi Fevereiro/2013 Saldo da Carteira de Crédito do Sicredi Carteira de Crédito Sicredi R$ 10.310,12 56,13% R$ 4.563,96

Leia mais

MILHO TRANSCÊNICO: CADA VEZ MAIS PRESE

MILHO TRANSCÊNICO: CADA VEZ MAIS PRESE MILHO TRANSCÊNICO: CADA VEZ MAIS PRESE A Fundação Pró-Sementes aponta que um dos grandes problemas encontrados nos arrozais é a forte atuação de plantas invasoras, que são de difícil controle, prejudicando

Leia mais

MINISTÉRIO DA FAZENDA

MINISTÉRIO DA FAZENDA MINISTÉRIO DA FAZENDA Secretaria de Política Econômica CMN 29.07.2009 Votos Agrícolas Brasília-DF, 29 de julho de 2009. RESUMO DOS VOTOS DA ÁREA AGRÍCOLA REUNIÃO DO CMN JULHO 2009 1 ESTABELECE NOVO PRAZO

Leia mais

PRONAF. Financiamento do Desenvolvimento Rural pelo Fortalecimento da Agricultura Familiar a experiência brasileira do Pronaf.

PRONAF. Financiamento do Desenvolvimento Rural pelo Fortalecimento da Agricultura Familiar a experiência brasileira do Pronaf. PRONAF Financiamento do Desenvolvimento Rural pelo Fortalecimento da Agricultura Familiar a experiência brasileira do Pronaf. A diversidade da Agricultura familiar B: 0.4 C: 0.7 D: 0.4 E: 0.1 Cobertura

Leia mais

INSTITUIÇÃO EXECUTORA:

INSTITUIÇÃO EXECUTORA: FEDERAÇÃO DOS TRABALHADORES NA AGRICULTURA NO ESTADO DE MATO GROSSO 30 ANOS RELATÓRIO DO PROJETO DE APOIO AO DESENVOLVIMENTO DA CULTURA DO ALGODÃO PARA AGRICULTORES FAMILIARES DE MATO GROSSO Relatório

Leia mais

SEGURO RURAL AVANÇOS E PERSPECTIVAS

SEGURO RURAL AVANÇOS E PERSPECTIVAS SEGURO RURAL AVANÇOS E PERSPECTIVAS Histórico do Seguro Agrícola no Brasil 1878 - Congresso Agrícola do Recife; Lei n 2.168, de 11 de janeiro de 1954, estabelece normas para a instituição do seguro agrário

Leia mais

MUDANÇAS CLIMÁTICAS E SUAS CONSEQUÊNCIAS NA AGRICULTURA ANALISE DA CULTURA DO ALGODOEIRO

MUDANÇAS CLIMÁTICAS E SUAS CONSEQUÊNCIAS NA AGRICULTURA ANALISE DA CULTURA DO ALGODOEIRO MUDANÇAS CLIMÁTICAS E SUAS CONSEQUÊNCIAS NA AGRICULTURA ANALISE DA CULTURA DO ALGODOEIRO ORIVALDO BRUNINI- JOÃO PAULO DE CARVALHO VANESSA BANCHIERI CIARELLI ANDREW PATRICK C,BRUNINI INSTITUTO AGRONÔMICO

Leia mais

CARTA-CIRCULAR N 2493

CARTA-CIRCULAR N 2493 CARTA-CIRCULAR N 2493 Divulga o documento n. 23 do MCR, referente ao regulamento do Programa de Garantia da Atividade Agropecuária (PROAGRO). Tendo em vista o disposto no MCR 7-1-3-"n" e 7-2-11- "g", fica

Leia mais

PROGNÓSTICOS E RECOMENDAÇÕES PARA O PERÍODO OUTUBRO, NOVEMBRO E DEZEMBRO DE 2011

PROGNÓSTICOS E RECOMENDAÇÕES PARA O PERÍODO OUTUBRO, NOVEMBRO E DEZEMBRO DE 2011 Estado do Rio Grande do Sul CONSELHO PERMANENTE DE AGROMETEOROLOGIA APLICADA DO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL PROGNÓSTICOS E RECOMENDAÇÕES PARA O PERÍODO OUTUBRO, NOVEMBRO E DEZEMBRO DE 2011 Boletim de Informações

Leia mais

SEGURO CUSTEIO AGRÍCOLA VERÃO

SEGURO CUSTEIO AGRÍCOLA VERÃO SEGURO CUSTEIO AGRÍCOLA VERÃO Condições Contratuais Versão 1.1 CNPJ 61.074.175/0001-38 Processo SUSEP nº 15414.900179/2015-05 MAPFRE Seguros Gerais S.A. - CNPJ 61.074.175/0001-38 SAC - Central de Atendimento

Leia mais

O Impacto da seca na produção de alimentos em São Paulo

O Impacto da seca na produção de alimentos em São Paulo FEDERAÇÃO DA AGRICULTURA E PECUÁRIA DO ESTADO DE SÃO PAULO SERVIÇO NACIONAL DE APRENDIZAGEM RURAL - SENAR AR/SP O Impacto da seca na produção de alimentos em São Paulo FÁBIO DE SALLES MEIRELLES PRESIDENTE

Leia mais

Monitoramento da Cultura de Cana-de-Açúcar no Estado de São Paulo

Monitoramento da Cultura de Cana-de-Açúcar no Estado de São Paulo Versão Online Boletim No: 02/2014 Dezembro, 2014 Monitoramento da Cultura de Cana-de-Açúcar no Estado de São Paulo I. PANORAMA DA SAFRA A área destinada à produção de cana-deaçúcar na safra 2014/15 apresentou

Leia mais

Diagnóstico, Monitoramento de Desastres Naturais com foco na Seca no Semiárido Nordestino

Diagnóstico, Monitoramento de Desastres Naturais com foco na Seca no Semiárido Nordestino Diagnóstico, Monitoramento de Desastres Naturais com foco na Seca no Semiárido Nordestino CEX Seca no Semiárido Nordestino CEMADEN-MCTI Brasília, 28 de Maio de 2015 2 Operação do CEMADEN EM FUNCIONAMENTO

Leia mais

TRIGO PARANÁ - BRASIL 2009. Brasília, 21 de outubro 2009 Ivo Carlos Arnt Filho

TRIGO PARANÁ - BRASIL 2009. Brasília, 21 de outubro 2009 Ivo Carlos Arnt Filho TRIGO PARANÁ - BRASIL 2009 Brasília, 21 de outubro 2009 Ivo Carlos Arnt Filho Área Produção Rendimento Médio 08-09 07-08 08-09 07-08 08-09 07-08 UF % % % a/b a b a/b (a) (b) a/b (a) (b) PR 34 1.100 820

Leia mais

Análise a Respeito do Seguro Agrícola no Brasil. Benedito S. Ferreira Diretor Titular Departamento do Agronegócio FIESP Junho de 2008

Análise a Respeito do Seguro Agrícola no Brasil. Benedito S. Ferreira Diretor Titular Departamento do Agronegócio FIESP Junho de 2008 Análise a Respeito do Seguro Agrícola no Brasil Benedito S. Ferreira Diretor Titular Departamento do Agronegócio FIESP Junho de 2008 Escopo da Análise Com base nas experiências internacionais e brasileiras

Leia mais

0267 - Subvenção Econômica para Promoção das Exportações PROEX (Lei nº 10.184, de 2001)

0267 - Subvenção Econômica para Promoção das Exportações PROEX (Lei nº 10.184, de 2001) Programa 2024 - Comércio Exterior Número de Ações 14 0027 - Cobertura das Garantias Prestadas pela União nas Operações de Seguro de Crédito à Exportação (Lei nº 9.818, de 1999) Esfera: 10 - Orçamento Fiscal

Leia mais

Soluções para a Agricultura Familiar Para todos os momentos da produção.

Soluções para a Agricultura Familiar Para todos os momentos da produção. Soluções para a Agricultura Familiar Para todos os momentos da produção. bb.com.br/agronegocio O Banco do Brasil acredita na força da agricultura familiar brasileira. O Banco do Brasil reconhece a importância

Leia mais

TÍTULO. Políticas de Financiamento e Proteção da Produção - MDA

TÍTULO. Políticas de Financiamento e Proteção da Produção - MDA TÍTULO Políticas de Financiamento e Proteção da Produção - MDA Lei 11.326/06 Art. 3o Para os efeitos desta Lei, considera-se agricultor familiar e empreendedor familiar rural aquele que pratica atividades

Leia mais