UNIVERSIDADE CATÓLICA DE GOIÁS DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA CURSO DE ENGENHARIA DE PRODUÇÃO MAYRA ROSANA SILVA BRAZ

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "UNIVERSIDADE CATÓLICA DE GOIÁS DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA CURSO DE ENGENHARIA DE PRODUÇÃO MAYRA ROSANA SILVA BRAZ"

Transcrição

1 UNIVERSIDADE CATÓLICA DE GOIÁS DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA CURSO DE ENGENHARIA DE PRODUÇÃO MAYRA ROSANA SILVA BRAZ ANÁLISE DOS ASPECTOS ERGONÔMICOS NOS POSTOS DE TRABALHO INFORMATIZADOS: UM ESTUDO DE CASO GOIÂNIA 2005

2 LOMBADA (LATERAL DO TRABALHO) MAYRA ROSANA SILVA BRAZ Análise dos Aspectos Ergonômicos nos Postos de Trabalho Informatizados: um Estudo de Caso 2005

3 UNIVERSIDADE CATÓLICA DE GOIÁS DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA CURSO DE ENGENHARIA DE PRODUÇÃO MAYRA ROSANA SILVA BRAZ ANÁLISE DOS ASPECTOS ERGONÔMICOS NOS POSTOS DE TRABALHO INFORMATIZADOS: UM ESTUDO DE CASO Trabalho apresentado à Coordenação do Curso de Graduação em Engenharia de Produção, da Universidade Católica de Goiás, como requisito parcial para aprovação na disciplina Projeto Final de Curso II. Orientador: Prof. M.Sc. Adolfo Sérgio Furtado da Silva GOIÂNIA 2005

4 DANIELA DE OLIVEIRA BARBOSA ANÁLISE DE UMA INDÚSTRIA DE CONFECÇÃO À LUZ DE QUATRO TÉCNICAS DA FILOSOFIA JIT: UM ESTUDO DE CASO Este trabalho foi julgado adequado e aprovado para a obtenção do título de graduação em Engenharia de Produção da Universidade Católica de Goiás Goiânia, 13 de dezembro de 2004 Prof. Dr. Ricardo Luiz Machado Coordenador do Curso de Engenharia de Produção BANCA EXAMINADORA: Prof. M.Sc. Adolfo Sérgio Furtado da Silva Universidade Católica de Goiás Orientador Prof. Dr. Ricardo Luiz Machado Universidade Católica de Goiás Banca Prof. Esp. Weber Tavares da Silva Jr. Universidade Católica de Goiás Banca

5 DEDICATÓRIA Aos meus pais, que me deram apoios psicológico, moral e físico, pois cuidou da minha filha para eu poder estar concluindo o curso. Ao meu esposo, Marco Aurélio, e à minha filha Lara, por serem muitas vezes compreensivos pela minha ausência durante todo o período de graduação e mais ainda agora no término deste trabalho.

6 AGRADECIMENTOS À Deus, pelas mãos estendidas nos momentos difíceis; Aos meus familiares, que me acompanharam durante toda minha jornada, me impulsionando deveras para a luta; E aquele que na ausência dos meus filhos, sempre esteve presente ao meu lado, meu companheiro, amigo e esposo Horácio; Aos meus filhos: Jacke, Ramon e Bia que são o meu motivo de orgulho e minha necessidade de vencer; Aos meus colegas, pela amizade, respeito e carinho de todos os dias; E claro, ao trio: Anália, Glene e Graciella, que sempre confiaram em mim; Aos meus orientadores Ricardo Vitoy e Edilberto Reis, sempre presentes; Em especial ao Professor Gustavo, que me aceitou sem me escolher;

7 RESUMO BORGES, Frederico Ferreira, Formulação de uma proposta de metodologia de implementação de sistemas de informações gerenciais a partir dos fatores críticos de sucesso f. Projeto final de curso, Graduação em Engenharia de Produção, Universidade Católica de Goiás, Goiânia, Muito se ouve dizer sobre a nova era da informação, em que a competitividade das empresas está diretamente relacionada à forma como são geradas as suas informações. Quanto a essa forma de geração de informações, existem duas características primordiais para a sobrevivência dessas empresas no mercado, a velocidade e confiabilidade da fonte de informações. Uma maneira eficiente de garantir o alcance destes objetivos é a implantação de um Sistema de Informações Gerenciais (SIG). Logo, essa implantação passou a ser um requisito indispensável para o gerenciamento de uma organização empresarial. Porém, uma das dificuldades encontradas por essas empresas em aderir a um sistema de informações gerenciais tem sido o processo de implementação. Durante este processo, são identificados determinados aspectos, tecnológicos e profissionais, que acabam determinando o fracasso ou o sucesso deste processo. Estes aspectos vêm sendo comumente abordados em alguns estudos da área e são tratados como os fatores críticos de sucesso de um projeto de implementação de um sistema de informações gerenciais. Este trabalho propõe uma metodologia para a condução de um processo de implementação de um SIG. Esta metodologia foi formulada a partir do levantamento dos fatores críticos de sucesso, que foi realizado através de um estudo bibliográfico e da verificação dos mesmos em um estudo de caso. Palavras-chave: Sistemas de Informações Gerenciais, Metodologia de Implementação, Fatores Críticos de sucesso.

8 ABSTRACT

9 LISTA DE ILUSTRAÇÕES Figura 2.1 Código de Barras EAN Figura 2.2 Fluxograma do Modelo de Rastreabilidade Figura 2.3 Hierarquia do Sistema metrológico Figura 2.4 Histórico Evolutivo da Rastreabilidade na Cadeia Produtiva da Carne Figura 2.5 Fluxo de Informações para a Rastreabilidade Figura 3.1 Caminhão Truck - Sapeka Figura 3.2 Máquina de Fraldas Infantis Italiana Figura 3.3 Gráfico para Acompanhamento da Produção de Figura 3.4 Fraldas Sapeka Básica Figura 3.5 Fraldas Sapeka Econômico Premium Figura 3.6 Fraldas Sapeka Noturna Figura 3.7 Fraldas Fluffy Figura 3.8 Fraldas Maxfral Geriátrica Figura 3.9 Identificação da Embalagem de Leite Figura 3.10 Identificação da embalagem de Chá Figura 4.1 Gráfico do Índice de Perdas de MP s Figura 4.2 Fluxograma da Rastreabilidade do Produto Figura 4.3 RI do Filtrante... 65

10 LISTA DE TABELAS Tabela 3.1 Faixa Etária da Amostra Tabela 3.2 Sexo da Amostra Tabela 3.3 Escolaridade da Amostra Tabela 3.4 Tempo de Empresa Tabela 3.5 Coleta de Dados QVT Tabela 3.6 Índices de Favorabilidade... 41

11 LISTA DE ABREVIATURAS E SIGLAS ERP... Enterprise Resource Planning FCS... Fatores Críticos de Sucesso MRP...Materials Requirement Planning MRP II...Manufacturing Resources Planning SI...Sistema de Informação SIE...Sistema de Informação Estratégicos SIG...Sistema de Informação Gerenciais SIO...Sistema de Informação Operacionais

12 SUMÁRIO LISTA DE ILUSTRAÇÕES... 9 LISTA DE TABELAS LISTA DE ABREVIATURAS E SIGLAS INTRODUÇÃO CARACTERIZAÇÃO DO PROBLEMA JUSTIFICATIVA OBJETIVOS METODOLOGIA RESULTADOS ESPERADOS ESTRUTURA DO TRABALHO REVISÃO BIBLIOGRÁFICA INTRODUÇÃO DEMANDA Conceito de Demanda Tipos de Demanda Conceito de Previsão de Demanda Processos de Previsão de Demanda Técnicas de Previsão de Demanda Modelos Quantitativos de Previsão de Demanda Previsões Baseadas em Correlações: Previsão Amaciada Exponencialmente: Séries Temporais: Manutenção e Monitoramento do Modelo PLANEJAMENTO E CONTROLE DA PRODUÇÃO (PCP) Definição de PCP Objetivos do PCP Tipos de PCP COMPRAS Definição de Compras... 37

13 2.4.2 Função de Compras Objetivos de Compras Tipos de Compras Vantagens de Compras METODOLOGIA DO TRABALHO ESCOLHA DA EMPRESA COLETA DE INFORMAÇÕES SOBRE A EMPRESA Razão Social Ramo de Atuação Tempo de Vida Áreas da Empresa Linha de Produtos Processo de Produção das Embalagens DEFINIÇÃO DO TAMANHO DA AMOSTRAGEM HISTÓRICA COLETA DE DADOS Produto Escolhido Técnica de Previsão de Demanda Utilizada pela Empresa Dados sobre as Vendas do Produto Acabado na Empresa Escolhida COMPILAÇÃO DOS DADOS ANÁLISE DOS DADOS ANÁLISE DOS DADOS PARA IDENTIFICAÇÃO DAS CARACTERÍSTICAS DA DEMANDA DE SACOLAS PERSONALISADAS DA EMPRESA CONCLUSÕES RECOMENDAÇÕES PARA TRABALHOS FUTUROS REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS... 67

UNIVERSIDADE CANDIDO MENDES CURSO DE PÓS- GRADUAÇÃO EM GESTÃO DE RECURSOS HUMANOS

UNIVERSIDADE CANDIDO MENDES CURSO DE PÓS- GRADUAÇÃO EM GESTÃO DE RECURSOS HUMANOS UNIVERSIDADE CANDIDO MENDES CURSO DE PÓS- GRADUAÇÃO EM GESTÃO DE RECURSOS HUMANOS GERENCIAMENTO DOS RECURSOS HUMANOS, BASEADA NA METODOLOGIA DO PMI (PROJECT MANAGEMENT INSTITUTE) Amanda Ramires Moreira

Leia mais

CENTRO UNIVERSITÁRIO NOVE DE JULHO UNINOVE

CENTRO UNIVERSITÁRIO NOVE DE JULHO UNINOVE CENTRO UNIVERSITÁRIO NOVE DE JULHO UNINOVE MODELO CONCEITUAL E PROCESSO DE ESTRUTURAÇÃO DO SISTEMA DE INFORMAÇÃO CONTÁBIL NO SISTEMA INTEGRADO DE GESTÃO EMPRESARIAL JOSE CARLOS PANTAROTO Orientador: Prof.

Leia mais

A IMPORTÂNCIA DA QUALIDADE DE VIDA PARA O TRABALHADOR NA GRÁFICA E EDITORA BRASIL

A IMPORTÂNCIA DA QUALIDADE DE VIDA PARA O TRABALHADOR NA GRÁFICA E EDITORA BRASIL FACULDADES INTEGRADAS DO PLANALTO CENTRAL Aprovadas pela Portaria SESu/MEC Nº. 368/08 (DOU 20/05/2008) CURSO DE ADMINISTRAÇÃO A IMPORTÂNCIA DA QUALIDADE DE VIDA PARA O TRABALHADOR NA GRÁFICA E EDITORA

Leia mais

Sistemas Integrados ASI - II

Sistemas Integrados ASI - II Sistemas Integrados ASI - II SISTEMAS INTEGRADOS Uma organização de grande porte tem muitos tipos diferentes de Sistemas de Informação que apóiam diferentes funções, níveis organizacionais e processos

Leia mais

Professor: Disciplina:

Professor: Disciplina: Professor: Curso: Esp. Marcos Morais de Sousa marcosmoraisdesousa@gmail.com Sistemas de informação Disciplina: Introdução a SI 19/04 Recursos e Tecnologias dos Sistemas de Informação Turma: 01º semestre

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CENTRO DE CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS DEPARTAMENTO DE ADMINISTRAÇÃO SERVIÇO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO EM ADMINISTRAÇÃO

UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CENTRO DE CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS DEPARTAMENTO DE ADMINISTRAÇÃO SERVIÇO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO EM ADMINISTRAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CENTRO DE CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS DEPARTAMENTO DE ADMINISTRAÇÃO SERVIÇO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO EM ADMINISTRAÇÃO JOBSON AUGUSTO DE MELO COUTINHO O SISTEMA DE ADMINISTRAÇÃO

Leia mais

Escalonamento de Ordens de Produção Utilizando Algoritmos Genéticos

Escalonamento de Ordens de Produção Utilizando Algoritmos Genéticos Universidade Regional de Blumenau Centro de Ciências Exatas e Naturais Bacharelado em Ciências da Computação Estágio Supervisionado Escalonamento de Ordens de Produção Utilizando Algoritmos Genéticos Acadêmico:

Leia mais

Palestra: Entrerprise Resource Planning - ERP

Palestra: Entrerprise Resource Planning - ERP Palestra: Entrerprise Resource Planning - ERP Ricardo Vilarim Formado em Administração de Empresas e MBA em Finanças Corporativas pela UFPE, Especialização em Gestão de Projetos pelo PMI-RJ/FIRJAN. Conceito

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE MATO GROSSO COORDENAÇÃO DE ENSINO DE GRADUAÇÃO EM SISTEMAS DE INFORMAÇÃO RELATÓRIO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO TEMA DO TRABALHO

UNIVERSIDADE FEDERAL DE MATO GROSSO COORDENAÇÃO DE ENSINO DE GRADUAÇÃO EM SISTEMAS DE INFORMAÇÃO RELATÓRIO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO TEMA DO TRABALHO UNIVERSIDADE FEDERAL DE MATO GROSSO COORDENAÇÃO DE ENSINO DE GRADUAÇÃO EM SISTEMAS DE INFORMAÇÃO RELATÓRIO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO TEMA DO TRABALHO NOME COMPLETO DO AUTOR CUIABÁ MT Ano UNIVERSIDADE FEDERAL

Leia mais

Analise bibliográfica de Sistemas SIGE/ERP

Analise bibliográfica de Sistemas SIGE/ERP Analise bibliográfica de Sistemas SIGE/ERP Joseane Giacomelli 1, Wagner Reck 1 1 CTA/UNIPAMPA Sumário SIGE/ERP 1 SIGE/ERP 2 Básicos x Específicos x Especializados 3 4 Sumário SIGE/ERP 1 SIGE/ERP 2 Básicos

Leia mais

Centro de Engenharia e Computação. Trabalho de Administração e Organização Empresarial

Centro de Engenharia e Computação. Trabalho de Administração e Organização Empresarial Centro de Engenharia e Computação Trabalho de Administração e Organização Empresarial Petrópolis 2012 Centro de Engenharia e Computação Trabalho de Administração e Organização Empresarial Gestão de Estoque

Leia mais

Marketing. Gestão de Produção. Gestão de Produção. Função Produção. Prof. Angelo Polizzi

Marketing. Gestão de Produção. Gestão de Produção. Função Produção. Prof. Angelo Polizzi Marketing Prof. Angelo Polizzi Gestão de Produção Gestão de Produção Objetivos: Mostrar que produtos (bens e serviços) consumidos, são produzidos em uma ordem lógica, evitando a perda ou falta de insumos

Leia mais

Um Visualizador de Carga de Rede para um Cluster que utiliza a biblioteca MPI

Um Visualizador de Carga de Rede para um Cluster que utiliza a biblioteca MPI Universidade Federal do Espírito Santo Centro Tecnológico Curso de Ciência da Computação Projeto de Graduação Um Visualizador de Carga de Rede para um Cluster que utiliza a biblioteca MPI Ricardo de Magalhães

Leia mais

FACULDADE CENECISTA DE CAMPO LARGO GRADUAÇÃO EM ADMINISTRAÇÃO ROSANGELA APARECIDA PEREIRA

FACULDADE CENECISTA DE CAMPO LARGO GRADUAÇÃO EM ADMINISTRAÇÃO ROSANGELA APARECIDA PEREIRA FACULDADE CENECISTA DE CAMPO LARGO GRADUAÇÃO EM ADMINISTRAÇÃO ROSANGELA APARECIDA PEREIRA LIDERANÇA E MOTIVAÇÃO: ESTUDO SOBRE OS ESTILOS DE LIDERANÇA E O QUE ELES INFLUENCIAM A MOTIVAÇÃO DOS FUNCIONÁRIOS

Leia mais

Sistemas de Informação na Produção

Sistemas de Informação na Produção Sistemas de Informação na Produção ERP. Principais ERPs do mercado. Mitos sobre ERPs. Aula 6 - Questões para Refletir 2/26 Enterprise Resource Planning - ERP Sistemas de gerência que integram todos os

Leia mais

FACULDADES INTEGRADAS DA UNIÃO EDUCACIONAL DO PLANALTO CENTRAL FACIPLAC

FACULDADES INTEGRADAS DA UNIÃO EDUCACIONAL DO PLANALTO CENTRAL FACIPLAC FACULDADES INTEGRADAS DA UNIÃO EDUCACIONAL DO PLANALTO CENTRAL FACIPLAC TERCEIRIZAÇÃO NA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA FEDERAL UM ESTUDO DE CASO NA AGÊNCIA DO GAMA-DF DA CAIXA ECONÔMICA FEDERAL DENIVALDO MARTINS

Leia mais

Professor: Disciplina:

Professor: Disciplina: Professor: Curso: Esp. Marcos Morais de Sousa marcosmoraisdesousa@gmail.com Sistemas de informação Disciplina: Introdução a SI 08/03 Classificação dos sistemas de informação Turma: 01º semestre 1 2 3 Sistemas

Leia mais

ATIVIDADES PRÁTICAS SUPERVISIONADAS

ATIVIDADES PRÁTICAS SUPERVISIONADAS ATIVIDADES PRÁTICAS SUPERVISIONADAS Engenharia de Produção 7ª Série Planejamento, Programação e Controle de Produção. A atividade prática supervisionada (ATPS) é um procedimento metodológico de ensino-aprendizagem

Leia mais

A IMPORTÂNCIA ESTRATÉGICA DO MARKETING DE RELACIONAMENTO PARA A EMPRESA ABELARDO.COM

A IMPORTÂNCIA ESTRATÉGICA DO MARKETING DE RELACIONAMENTO PARA A EMPRESA ABELARDO.COM UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CENTRO DE CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS COORDENAÇÃO DO CURSO DE GRADUAÇÃO EM ADMINISTRAÇÃO SERVIÇO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO EM ADMINISTRAÇÃO EPITÁCIO PESSOA PEREIRA DINIZ

Leia mais

ESTUDO DA VIABILIDADE ECONÔMICA DE IMPLANTAÇÃO DO SOFTWARE MRP I EM UMA MICRO-EMPRESA MOVELEIRA LOCALIZADA NO VALE DO PARAIBA

ESTUDO DA VIABILIDADE ECONÔMICA DE IMPLANTAÇÃO DO SOFTWARE MRP I EM UMA MICRO-EMPRESA MOVELEIRA LOCALIZADA NO VALE DO PARAIBA ESTUDO DA VIABILIDADE ECONÔMICA DE IMPLANTAÇÃO DO SOFTWARE MRP I EM UMA MICRO-EMPRESA MOVELEIRA LOCALIZADA NO VALE DO PARAIBA Tiago Augusto Cesarin 1, Vilma da Silva Santos 2, Edson Aparecida de Araújo

Leia mais

Sumário. Apresentação, xix Pre/dcio à 7 a edição, xxi Prefácio à 1 a edição, xxiii. Parte I - EMPRESA E SISTEMAS, l

Sumário. Apresentação, xix Pre/dcio à 7 a edição, xxi Prefácio à 1 a edição, xxiii. Parte I - EMPRESA E SISTEMAS, l Sumário Apresentação, xix Pre/dcio à 7 a edição, xxi Prefácio à 1 a edição, xxiii Parte I - EMPRESA E SISTEMAS, l l SISTEMA EMPRESA, 3 1.1 Teoria geral de sistemas, 3 1.1.1 Introdução e pressupostos, 3

Leia mais

Sistema de Informações da Produção Utilizando o Método Kanban

Sistema de Informações da Produção Utilizando o Método Kanban Ciências da Computação FURB Trabalho de Conclusão de Curso (TCC) Sistema de Informações da Produção Utilizando o Método Kanban Alzir Wagner Orientador: Wilson Pedro Carli Fevereiro de 2008 Roteiro de apresentação

Leia mais

MODELAGEM DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO

MODELAGEM DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO Unidade III MODELAGEM DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO Prof. Daniel Arthur Gennari Junior Sobre esta aula Ciclo de Vida de Sistemas Engenharia de Software Aplicações de Software Diagramação de Software Ciclo

Leia mais

O uso das tic s no processo de ensino aprendizagem: o blog como ferramenta pedagógica

O uso das tic s no processo de ensino aprendizagem: o blog como ferramenta pedagógica UNIVERSIDADE DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO CEH CENTRO DE EDUCAÇÃO E HUMANIDADES FFP SG FACULDADE DE FORMAÇÃO DE PROFESSORES DEPARTAMENTO DE EDUCAÇÃO O uso das tic s no processo de ensino aprendizagem: o

Leia mais

ANA CLÁUDIA FINGER O PRINCÍPIO DA BOA-FÉ NO DIREITO ADMINISTRATIVO

ANA CLÁUDIA FINGER O PRINCÍPIO DA BOA-FÉ NO DIREITO ADMINISTRATIVO ANA CLÁUDIA FINGER O PRINCÍPIO DA BOA-FÉ NO DIREITO ADMINISTRATIVO Dissertação apresentada como requisito parcial para obtenção do título de mestre em Direito do Estado, Curso de Pós- Graduação em Direito,

Leia mais

27/10/2011. Visão do Papel Integrado dos SI Dentro de uma Organização

27/10/2011. Visão do Papel Integrado dos SI Dentro de uma Organização Visão do Papel Integrado dos SI Dentro de uma Organização 1 Tipos de SI Depende do tipo de apoio a ser oferecido Deve-se levar em consideração: Usuários operações (entrada +processamento + saída) destino

Leia mais

ESTRUTURA DO TRABALHO ACADÊMICO. Dissertações, Teses e Trabalhos de Conclusão de Curso de Graduação, Especialização e outros.

ESTRUTURA DO TRABALHO ACADÊMICO. Dissertações, Teses e Trabalhos de Conclusão de Curso de Graduação, Especialização e outros. ESTRUTURA DO TRABALHO ACADÊMICO Dissertações, Teses e Trabalhos de Conclusão de Curso de Graduação, Especialização e outros. Estrutura Elementos Parte externa Capa (obrigatório) Lombada (opcional) Parte

Leia mais

Curso TECNOLOGIA EM GESTÃO EMPRESARIAL

Curso TECNOLOGIA EM GESTÃO EMPRESARIAL Curso TECNOLOGIA EM GESTÃO EMPRESARIAL DISCIPLINA Aplicações de Sistemas de Prof. Wagner Däumichen Barrella Aplicações de Sistemas de Vínculo Administração-Tecnologia Administração e Tecnologia Revolução

Leia mais

N= D. LT_prod. (1+Seg) + D. LT_entr. (1+Seg)

N= D. LT_prod. (1+Seg) + D. LT_entr. (1+Seg) Os parametros para o cálculo são : Demanda diária (D) Qtde. de peças por KANBAN (Q) Lead time de produção (LT_Prod) Lead time de entrega (LT_entr) Segurança (margem) definida (Seg) Sendo: N= D. LT_prod.

Leia mais

Coleta de dados e monitoramento de chão de fábrica na manufatura discreta integração com as ferramentas de gestão

Coleta de dados e monitoramento de chão de fábrica na manufatura discreta integração com as ferramentas de gestão Coleta de dados e monitoramento de chão de fábrica na manufatura discreta integração com as ferramentas de gestão Neury Boaretto (CEFET-PR) neury@pb.cefetpr.br João Luiz Kovaleski (CEFET-PR) kovaleski@pg.cefetpr.br

Leia mais

Lean e a Gestão Integrada da Cadeia de Suprimentos

Lean e a Gestão Integrada da Cadeia de Suprimentos JOGO DA CERVEJA Experimento e 2: Abordagem gerencial hierárquica e centralizada Planejamento Integrado de todos os Estágios de Produção e Distribuição Motivação para um novo Experimento Atender à demanda

Leia mais

UNIVERSIDADE REGIONAL DE BLUMENAU CENTRO DE CIÊNCIAS JURÍDICAS CURSO DE DIREITO ALEJANDRO KNAESEL ARRABAL VERTENTES FILOSÓFICAS DO DIREITO AUTORAL

UNIVERSIDADE REGIONAL DE BLUMENAU CENTRO DE CIÊNCIAS JURÍDICAS CURSO DE DIREITO ALEJANDRO KNAESEL ARRABAL VERTENTES FILOSÓFICAS DO DIREITO AUTORAL Margens: Esquerda e superior 3 cm, direita e inferior 2cm. UNIVERSIDADE REGIONAL DE BLUMENAU CENTRO DE CIÊNCIAS JURÍDICAS CURSO DE DIREITO ALEJANDRO KNAESEL ARRABAL Fonte: Times New Roman 12 VERTENTES

Leia mais

EMENTAS DO CURSO ADMINISTRAÇÃO INDUSTRIAL

EMENTAS DO CURSO ADMINISTRAÇÃO INDUSTRIAL EMENTAS DO CURSO ADMINISTRAÇÃO INDUSTRIAL EDA 1601 - INGLÊS INSTRUMENTAL I (2.0.0)2 English for Specific Purposes": introdução. Leitura e compreensão de texto: estratégias de leitura. Organização e partes

Leia mais

CENTRO ESTADUAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA PAULA SOUZA

CENTRO ESTADUAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA PAULA SOUZA CENTRO ESTADUAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA PAULA SOUZA FACULDADE DE TECNOLOGIA DE LINS PROF. ANTONIO SEABRA CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM LOGÍSTICA DANIEL ALVES PEREIRA JULIO CESAR JUSTINO UM ESTUDO EXPLORATÓRIO

Leia mais

Introdução sobre Implantação de Sistema ERP em Pequenas Empresas. Prof Valderi R. Q. Leithardt

Introdução sobre Implantação de Sistema ERP em Pequenas Empresas. Prof Valderi R. Q. Leithardt Introdução sobre Implantação de Sistema ERP em Pequenas Empresas Prof Valderi R. Q. Leithardt Objetivo Esta apresentação tem por objetivo mostrar tanto os benefícios como as dificuldades da implantação

Leia mais

Administração de Materiais e Logística

Administração de Materiais e Logística Administração de Materiais e Logística Com abordagem a Supply Chain Scorecard Prof. Me Clesio L. Landini Jr. - 2012 - Dedicatória Aos meus alunos, a mola propulsora para a realização desta obra; Aos meus

Leia mais

Sumário. 1.3 Identificação dos principais autores em PCR, 15. 1.4 Questões, 15

Sumário. 1.3 Identificação dos principais autores em PCR, 15. 1.4 Questões, 15 Sumário Apresentação, xiii 1 Definições e Conceitos Fundamentais, l 1.1 Sistemas de produção: conceituação, evolução e algumas importantes classificações, l 1.2 O Planejamento e Controle da Produção (PCP),

Leia mais

DIREITO E PROCESSO: A LEGITIMIDADE DO ESTADO DEMOCRÁTICO DE DIREITO ATRAVÉS DO PROCESSO

DIREITO E PROCESSO: A LEGITIMIDADE DO ESTADO DEMOCRÁTICO DE DIREITO ATRAVÉS DO PROCESSO DIREITO E PROCESSO: A LEGITIMIDADE DO ESTADO DEMOCRÁTICO DE DIREITO ATRAVÉS DO PROCESSO ROSEMARY CIPRIANO DA SILVA Mestra em Direito Público pela FUMEC Professora substituta do Curso de Graduação em Direito

Leia mais

AUTOR(ES): IANKSAN SILVA PEREIRA, ALINE GRAZIELE CARDOSO FEITOSA, DANIELE TAMIE HAYASAKA, GABRIELA LOPES COELHO, MARIA LETICIA VIEIRA DE SOUSA

AUTOR(ES): IANKSAN SILVA PEREIRA, ALINE GRAZIELE CARDOSO FEITOSA, DANIELE TAMIE HAYASAKA, GABRIELA LOPES COELHO, MARIA LETICIA VIEIRA DE SOUSA Anais do Conic-Semesp. Volume 1, 2013 - Faculdade Anhanguera de Campinas - Unidade 3. ISSN 2357-8904 TÍTULO: TECNOLOGIA E SUA INFLUÊNCIA NA QUALIDADE DA GESTÃO CONTÁBIL. CATEGORIA: EM ANDAMENTO ÁREA: CIÊNCIAS

Leia mais

HORÁRIOS DE AULA PERIODO: 1 BLOCO: SALA: HORÁRIO SEGUNDA TERÇA QUARTA QUINTA SEXTA SABADO TECNOLOGIA DA GESTÃO. Profª Danielly Cabraiba

HORÁRIOS DE AULA PERIODO: 1 BLOCO: SALA: HORÁRIO SEGUNDA TERÇA QUARTA QUINTA SEXTA SABADO TECNOLOGIA DA GESTÃO. Profª Danielly Cabraiba CURSO: SEGURANÇA DO TURMA: PERIODO: 1 BLOCO: SALA: MUDANÇA DO MUDANÇA DO MUDANÇA DO MUDANÇA DO CURSO: SEGURANÇA DO TURMA: PERIODO: 2 BLOCO: SALA: DIREITO DO DIREITO DO DIREITO DO DIREITO DO PSICOLOGIA

Leia mais

artigo SUPPLY CHAIN Ricardo Caruso Vieira (rcaruso@aquarius.com.br), Departamento de Serviços Especiais da Aquarius Software Ltda.

artigo SUPPLY CHAIN Ricardo Caruso Vieira (rcaruso@aquarius.com.br), Departamento de Serviços Especiais da Aquarius Software Ltda. O PAPEL DA AUTOMAÇÃO NA GESTÃO DA CADEIA DE SUPRIMENTOS Ricardo Caruso Vieira (rcaruso@aquarius.com.br), Departamento de Serviços Especiais da Aquarius Software Ltda. INTRODUÇÃO Peter Drucker, um dos pensadores

Leia mais

Humberto Gonçalves de Carvalho. Manual do. Empreendedor. Guia prático. Conceitos, ideias e dicas

Humberto Gonçalves de Carvalho. Manual do. Empreendedor. Guia prático. Conceitos, ideias e dicas Humberto Gonçalves de Carvalho Manual do Empreendedor Guia prático Conceitos, ideias e dicas Rio de Janeiro 2011 Copyright Editora Ferreira Ltda., 2011 1. ed. 2011 Capa Theo Guedes Diagramação Theo Guedes

Leia mais

SISTEMAS DE INFORMAÇÕES GERENCIAIS

SISTEMAS DE INFORMAÇÕES GERENCIAIS 1 SISTEMAS DE INFORMAÇÕES GERENCIAIS John F. Eichstaedt, Toni Édio Degenhardt Professora: Eliana V. Jaeger RESUMO: Este artigo mostra o que é um SIG (Sistema de Informação gerencial) em uma aplicação prática

Leia mais

Sistema. Atividades. Sistema de informações. Tipos de sistemas de informação. Everson Santos Araujo everson@everson.com.br

Sistema. Atividades. Sistema de informações. Tipos de sistemas de informação. Everson Santos Araujo everson@everson.com.br Sistema Tipos de sistemas de informação Everson Santos Araujo everson@everson.com.br Um sistema pode ser definido como um complexo de elementos em interação (Ludwig Von Bertalanffy) sistema é um conjunto

Leia mais

ERP & BI ENTENTENDO A BUSCA CONSTANTE DAS EMPRESAS POR UM SISTEMA QUE FORNEÇA INFORMAÇÕES CONFIÁVEIS PARA TOMADA DE DECISÃO*

ERP & BI ENTENTENDO A BUSCA CONSTANTE DAS EMPRESAS POR UM SISTEMA QUE FORNEÇA INFORMAÇÕES CONFIÁVEIS PARA TOMADA DE DECISÃO* ERP & BI ENTENTENDO A BUSCA CONSTANTE DAS EMPRESAS POR UM SISTEMA QUE FORNEÇA INFORMAÇÕES CONFIÁVEIS PARA TOMADA DE DECISÃO* RESUMO Marilia Costa Machado - UEMG - Unidade Carangola Graciano Leal dos Santos

Leia mais

MRP II. Planejamento e Controle da Produção 3 professor Muris Lage Junior

MRP II. Planejamento e Controle da Produção 3 professor Muris Lage Junior MRP II Introdução A lógica de cálculo das necessidades é conhecida há muito tempo Porém só pode ser utilizada na prática em situações mais complexas a partir dos anos 60 A partir de meados da década de

Leia mais

Livia Pires Chaves. Gestão de Estoque na Indústria de Manutenção de Motores Aeronáuticos: Estudo de Caso. Dissertação de Mestrado

Livia Pires Chaves. Gestão de Estoque na Indústria de Manutenção de Motores Aeronáuticos: Estudo de Caso. Dissertação de Mestrado Livia Pires Chaves Gestão de Estoque na Indústria de Manutenção de Motores Aeronáuticos: Estudo de Caso Dissertação de Mestrado Dissertação apresentada como requisito parcial para obtenção do título de

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTADUAL DO CEARÁ SUYANNE NUNES DE CASTRO PERFIL DAS ALTERAÇÕES POSTURAIS EM IDOSOS ATENDIDOS NO SERVIÇO DE REEDUCAÇÃO POSTURAL GLOBAL

UNIVERSIDADE ESTADUAL DO CEARÁ SUYANNE NUNES DE CASTRO PERFIL DAS ALTERAÇÕES POSTURAIS EM IDOSOS ATENDIDOS NO SERVIÇO DE REEDUCAÇÃO POSTURAL GLOBAL UNIVERSIDADE ESTADUAL DO CEARÁ SUYANNE NUNES DE CASTRO PERFIL DAS ALTERAÇÕES POSTURAIS EM IDOSOS ATENDIDOS NO SERVIÇO DE REEDUCAÇÃO POSTURAL GLOBAL FORTALEZA CEARÁ 2009 SUYANNE NUNES DE CASTRO PERFIL DAS

Leia mais

Unidade IV ADMINISTRAÇÃO DE. Profa. Lérida Malagueta

Unidade IV ADMINISTRAÇÃO DE. Profa. Lérida Malagueta Unidade IV ADMINISTRAÇÃO DE PRODUÇÃO E OPERAÇÕES Profa. Lérida Malagueta Planejamento e controle da produção O PCP é o setor responsável por: Definir quanto e quando comprar Como fabricar ou montar cada

Leia mais

Sílvio Glicério Mendonça. O impacto dos Sistemas Integrados de Gestão (ERP) nas instituições de ensino. Dissertação de Mestrado (Opção profissional)

Sílvio Glicério Mendonça. O impacto dos Sistemas Integrados de Gestão (ERP) nas instituições de ensino. Dissertação de Mestrado (Opção profissional) Sílvio Glicério Mendonça O impacto dos Sistemas Integrados de Gestão (ERP) nas instituições de ensino Dissertação de Mestrado (Opção profissional) Dissertação apresentada como requisito parcial para obtenção

Leia mais

Eugénia Andrade Lopes A COMUNICAÇÃO NA SALA DE AULA: O USO DAS NOVAS TECNOLOGIAS DE COMUNICAÇÃO ISE INSTITUTO SUPERIOR DE EDUCAÇÃO

Eugénia Andrade Lopes A COMUNICAÇÃO NA SALA DE AULA: O USO DAS NOVAS TECNOLOGIAS DE COMUNICAÇÃO ISE INSTITUTO SUPERIOR DE EDUCAÇÃO Eugénia Andrade Lopes A COMUNICAÇÃO NA SALA DE AULA: O USO DAS NOVAS TECNOLOGIAS DE COMUNICAÇÃO ISE INSTITUTO SUPERIOR DE EDUCAÇÃO Praia, Outubro 2007 A COMUNICAÇÃO NA SALA DE AULA: O USO DAS NOVAS TECNOLOGIAS

Leia mais

Fernando Bracalente, material em desenvolvimento Página 1 de 6 Revisão 01.01 Data: 1 Julho, 2010

Fernando Bracalente, material em desenvolvimento Página 1 de 6 Revisão 01.01 Data: 1 Julho, 2010 Fernando Bracalente, material em desenvolvimento Página 1 de 6 Aplicação de sistemas de informação para integrar os processos operacionais da empresa ao ERP criando sistemas inteligentes que reagem em

Leia mais

INSTITUTO DE ENSINO SUPERIOR DE GOIÁS IESGO FACULDADES IESGO CURSO DE GRADUAÇÃO EM PSICOLOGIA

INSTITUTO DE ENSINO SUPERIOR DE GOIÁS IESGO FACULDADES IESGO CURSO DE GRADUAÇÃO EM PSICOLOGIA INSTITUTO DE ENSINO SUPERIOR DE GOIÁS IESGO FACULDADES IESGO CURSO DE GRADUAÇÃO EM PSICOLOGIA MANUAL DE NORMAS PARA APRESENTAÇÃO DE TRABALHOS DE CONCLUSÃO DO CURSO DE GRADUAÇÃO EM PSICOLOGIA FORMOSA/GO

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE MINAS GERAIS PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM GEOGRAFIA INSTITUTO DE GEOCIÊNCIAS - IGC GERSON DINIZ LIMA

UNIVERSIDADE FEDERAL DE MINAS GERAIS PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM GEOGRAFIA INSTITUTO DE GEOCIÊNCIAS - IGC GERSON DINIZ LIMA UNIVERSIDADE FEDERAL DE MINAS GERAIS PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM GEOGRAFIA INSTITUTO DE GEOCIÊNCIAS - IGC GERSON DINIZ LIMA AGRICULTURA CAMPONESA EM TERRITÓRIOS DE COMUNIDADES QUILOMBOLAS RURAIS NO ALTO

Leia mais

ERP é um sistema de gestão empresarial que gerencia as informações relativas aos processos operacionais, administrativos e gerenciais das empresas.

ERP é um sistema de gestão empresarial que gerencia as informações relativas aos processos operacionais, administrativos e gerenciais das empresas. Introdução Sistemas de Informação é a expressão utilizada para descrever um Sistema seja ele automatizado (que pode ser denominado como Sistema Informacional Computadorizado), ou seja manual, que abrange

Leia mais

Bases Tecnológicas do curso de Logística 1991 3º Módulo

Bases Tecnológicas do curso de Logística 1991 3º Módulo Bases Tecnológicas do curso de Logística 1991 3º Módulo III.1 GESTÃO DE TRANSPORTES 1.1. O desenvolvimento econômico e o transporte. 1.2. A geografia brasileira, a infraestrutura dos estados, municípios

Leia mais

CENTRO UNIVERSITÁRIO METROPOLITANO DE SÃO PAULO CURSO: ADMINISTRAÇÃO DE EMPRESAS

CENTRO UNIVERSITÁRIO METROPOLITANO DE SÃO PAULO CURSO: ADMINISTRAÇÃO DE EMPRESAS CENTRO UNIVERSITÁRIO METROPOLITANO DE SÃO PAULO CURSO: ADMINISTRAÇÃO DE EMPRESAS SUPPLY CHAIN, REESTRUTURANDO A ÁREA DE COMPRAS: UM ESTUDO DE CASO DA EMPRESA LUNAMED. FABIO RAPHAEL C. DE OLIVEIRA KARINA

Leia mais

Diferenciais do ERP TECNICON: Um caso da área de manufatura

Diferenciais do ERP TECNICON: Um caso da área de manufatura Diferenciais do ERP TECNICON: Um caso da área de manufatura Juliano Hammes (FAHOR) jh000697@fahor.com.br Gustavo Gerlach (FAHOR) gg000675@fahor.com.br Édio Polacinski (FAHOR) edio.pk@gmail.com.br Resumo

Leia mais

TRAJETÓRIA DOS MECANISMOS DE APRENDIZAGEM TECNOLÓGICA EM UMA INDÚSTRIA DE MINERAÇÃO LOCALIZADA NA PARAÍBA

TRAJETÓRIA DOS MECANISMOS DE APRENDIZAGEM TECNOLÓGICA EM UMA INDÚSTRIA DE MINERAÇÃO LOCALIZADA NA PARAÍBA UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CAMPUS DE JOÃO PESSOA CENTRO DE CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS DEPARTAMENTO DE ADMINISTRAÇÃO COORDENAÇÃO DO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO SERVIÇO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO EM ADMINISTRAÇÃO

Leia mais

Modelagem de Sistemas de Informação

Modelagem de Sistemas de Informação Modelagem de Sistemas de Informação Professora conteudista: Gislaine Stachissini Sumário Modelagem de Sistemas de Informação Unidade I 1 SISTEMAS DE INFORMAÇÃO...1 1.1 Conceitos...2 1.2 Objetivo...3 1.3

Leia mais

MANUAL PARA A APRESENTAÇÃO DO RELATÓRIO DE ESTÁGIO OBRIGATÓRIO NO CURSO DE ENGENHARIA FLORESTAL

MANUAL PARA A APRESENTAÇÃO DO RELATÓRIO DE ESTÁGIO OBRIGATÓRIO NO CURSO DE ENGENHARIA FLORESTAL MANUAL PARA A APRESENTAÇÃO DO RELATÓRIO DE ESTÁGIO OBRIGATÓRIO NO CURSO DE ENGENHARIA FLORESTAL Comissão de Estágio do Curso de Engenharia Florestal 2ª versão CURITIBA Fevereiro 2015 Este Manual foi desenvolvido

Leia mais

Thais Pereira Teixeira

Thais Pereira Teixeira UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA ESCOLA DE ADMINISTRAÇÃO NÚCLEO DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ADMINISTRAÇÃO CURSO DE MESTRADO EM ADMINISTRAÇÃO Thais Pereira Teixeira ESTRATÉGIA COMPETITIVA E COMÉRCIO ELETRÔNICO: ESTUDOS

Leia mais

Apresentação, xix Prefácio à 8a edição, xxi Prefácio à 1a edição, xxiii. Parte I - Empresa e Sistemas, 1

Apresentação, xix Prefácio à 8a edição, xxi Prefácio à 1a edição, xxiii. Parte I - Empresa e Sistemas, 1 Apresentação, xix Prefácio à 8a edição, xxi Prefácio à 1a edição, xxiii Parte I - Empresa e Sistemas, 1 1 SISTEMA EMPRESA, 3 1.1 Teoria geral de sistemas, 3 1.1.1 Introdução e pressupostos, 3 1.1.2 Premissas

Leia mais

NOTAS DE AULA Capítulo 1 Introdução à Análise Exploratória de dados

NOTAS DE AULA Capítulo 1 Introdução à Análise Exploratória de dados NOTAS DE AULA Capítulo 1 Introdução à Análise Exploratória de dados 1) Estatística: o O que é? o Para que serve? o Qual a importância para o meu trabalho? o Qual a importância no dia a dia?? 2) Abordagem:

Leia mais

XXV Encontro Nac. de Eng. de Produção Porto Alegre, RS, Brasil, 29 out a 01 de nov de 2005

XXV Encontro Nac. de Eng. de Produção Porto Alegre, RS, Brasil, 29 out a 01 de nov de 2005 Modelo de integração de sistemas de gestão erp com a produção lexandre ugusto Massote (FEI) massote@fei.edu.br Guilherme Braga guiar De Maria (FEI) guibraga@terra.com.br Vanessa Takagochi (FEI) vanessa_takagochi@yahoo.com.br

Leia mais

Sistemas de Informação Gerencial. Aula 5. Contextualização. Organização da Aula. Organização da Disciplina. Sistemas Produtivos Industriais

Sistemas de Informação Gerencial. Aula 5. Contextualização. Organização da Aula. Organização da Disciplina. Sistemas Produtivos Industriais Sistemas de Informação Gerencial Aula 5 Contextualização Prof. Me. Claudio Nogas Organização da Disciplina Buscaremos por meio da apresentação de conceitos e exemplos gerar conhecimentos sobre Sistemas

Leia mais

SISTEMA DE INFORMAÇÃO E ADMINISTRAÇÃO CORPORATIVA

SISTEMA DE INFORMAÇÃO E ADMINISTRAÇÃO CORPORATIVA SISTEMA DE INFORMAÇÃO E ADMINISTRAÇÃO SISTEMA DE INFORMAÇÃO E ADMINISTRAÇÃO CORPORATIVA SISTEMA DE INFORMAÇÃO E ADMINISTRAÇÃO SISTEMA DE INFORMAÇÕES Um Sistema de Informação não precisa ter essencialmente

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO RESOLUÇÃO N 64/2011 Altera a Resolução nº. 57/2007 do CONSEPE, que aprova o Projeto Político-Pedagógico

Leia mais

SISTEMA DE GESTÃO DA QUALIDADE INTEGRADA: TRATAMENTO DE ANOMALIAS EM UMA INDÚSTRIA METALÚRGICA. Ana Elisa Peres Magalhães

SISTEMA DE GESTÃO DA QUALIDADE INTEGRADA: TRATAMENTO DE ANOMALIAS EM UMA INDÚSTRIA METALÚRGICA. Ana Elisa Peres Magalhães SISTEMA DE GESTÃO DA QUALIDADE INTEGRADA: TRATAMENTO DE ANOMALIAS EM UMA INDÚSTRIA METALÚRGICA Ana Elisa Peres Magalhães MONOGRAFIA SUBMETIDA À COORDENAÇÃO DE CURSO DE ENGENHARIA DE PRODUÇÃO DA UNIVERSIDADE

Leia mais

FUNDAMENTOS DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO

FUNDAMENTOS DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO @ribeirord FUNDAMENTOS DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO Rafael D. Ribeiro, M.Sc,PMP. rafaeldiasribeiro@gmail.com http://www.rafaeldiasribeiro.com.br Sistemas de Informação Sistemas de Apoio às Operações Sistemas

Leia mais

Após essa disciplina você vai ficar convencido que a estatística tem enorme aplicação em diversas áreas.

Após essa disciplina você vai ficar convencido que a estatística tem enorme aplicação em diversas áreas. UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA INTRODUÇÃO Departamento de Estatística Luiz Medeiros http://www.de.ufpb.br/~luiz/ CONCEITOS FUNDAMENTAIS DE ESTATÍSTICA O que a Estatística significa para você? Pesquisas

Leia mais

Ferramentas de Gestão

Ferramentas de Gestão Curso de Especialização em Gestão Empresarial (MBA Executivo Turma 12) Disciplina: Sistemas de Informações Gerenciais Prof. Dr. Álvaro José Periotto Ferramentas de Gestão Sis x Eficiência No sistema integrado

Leia mais

Clubes de futebol com boa governança possuem melhor desempenho? Evidências do mercado brasileiro

Clubes de futebol com boa governança possuem melhor desempenho? Evidências do mercado brasileiro Marcio Marcelo de Oliveira Clubes de futebol com boa governança possuem melhor desempenho? Evidências do mercado brasileiro Dissertação de Mestrado Dissertação apresentada ao Programa de Pós- Graduação

Leia mais

Comportamento do Consumidor em Relação à Educação a Distância: Abordagem Funcional das Atitudes Aplicada ao Marketing

Comportamento do Consumidor em Relação à Educação a Distância: Abordagem Funcional das Atitudes Aplicada ao Marketing André Luis Canedo Lauria Comportamento do Consumidor em Relação à Educação a Distância: Abordagem Funcional das Atitudes Aplicada ao Marketing Dissertação de Mestrado Dissertação apresentada ao Programa

Leia mais

Universidade do Estado de Santa Catarina UDESC Centro de Ciências Tecnológicas CCT Engenharia de Produção e Sistemas Sistemas de Informação (SIN)

Universidade do Estado de Santa Catarina UDESC Centro de Ciências Tecnológicas CCT Engenharia de Produção e Sistemas Sistemas de Informação (SIN) Universidade do Estado de Santa Catarina UDESC Centro de Ciências Tecnológicas CCT Engenharia de Produção e Sistemas Sistemas de Informação (SIN) SISTEMAS COM ERP Profº Adalberto J. Tavares Vieira ERP

Leia mais

Microempresas no Brasil: informalidade e contratos de trabalho

Microempresas no Brasil: informalidade e contratos de trabalho Joana da Costa Martins Monteiro Microempresas no Brasil: informalidade e contratos de trabalho Dissertação de Mestrado Dissertação apresentada como requisito parcial para obtenção do título de Mestre pelo

Leia mais

Recebeu vários prêmios com projetos de embalagens e soluções de transporte e armazenagem.

Recebeu vários prêmios com projetos de embalagens e soluções de transporte e armazenagem. Tecnôloga Mecânica em Processos de Produção e Projetos de Máquinas pela Faculdade de Tecnologia de São Paulo (UNESP). Trabalha na área de logística e desenvolvimento de embalagens há 25 anos. Desenvolveu

Leia mais

O Poder Legislativo e a Imprensa: estudo crítico da cobertura das Comissões Permanentes da Câmara dos Deputados pela imprensa escrita.

O Poder Legislativo e a Imprensa: estudo crítico da cobertura das Comissões Permanentes da Câmara dos Deputados pela imprensa escrita. Câmara dos Deputados Centro de Formação e Treinamento CEFOR Programa de Pós-Graduação Nara Lucia de Lima O Poder Legislativo e a Imprensa: estudo crítico da cobertura das Comissões Permanentes da Câmara

Leia mais

Efeitos de mudanças de ratings soberanos de países emergentes sobre o mercado acionário brasileiro

Efeitos de mudanças de ratings soberanos de países emergentes sobre o mercado acionário brasileiro Rafael Mendes Souza Tavares Efeitos de mudanças de ratings soberanos de países emergentes sobre o mercado acionário brasileiro Dissertação de Mestrado Dissertação apresentada como requisito parcial para

Leia mais

PATRICIA GUARNIERI. LOGÍSTICA REVERSA: Em busca do equilíbrio econômico e ambiental

PATRICIA GUARNIERI. LOGÍSTICA REVERSA: Em busca do equilíbrio econômico e ambiental PATRICIA GUARNIERI LOGÍSTICA REVERSA: Em busca do equilíbrio econômico e ambiental EDITORA CLUBE DE AUTORES RECIFE, 2011 2011 Patricia Guarnieri TODOS OS DIREITOS RESERVADOS AO AUTOR. Proibida a reprodução

Leia mais

O que é uma Empresa Líder em Logística?

O que é uma Empresa Líder em Logística? 133 O que é uma Empresa Líder em Logística? É aquela que oferece maior agregação de valor aos seus clientes em relação aos seus concorrentes a partir de uma combinação harmônica de práticas logísticas

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DE PERNAMBUCO DEPARTAMENTO DE QUÍMICA JOÃO ROBERTO RATIS TENÓRIO DA SILVA

UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DE PERNAMBUCO DEPARTAMENTO DE QUÍMICA JOÃO ROBERTO RATIS TENÓRIO DA SILVA UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DE PERNAMBUCO DEPARTAMENTO DE QUÍMICA JOÃO ROBERTO RATIS TENÓRIO DA SILVA ELABORAÇÃO DE ATIVIDADES EXPERIMENTAIS PARA O ENSINO DE REAÇÕES QUÍMICAS ELABORADAS SEGUNDO A NOÇÃO

Leia mais

Redação do Trabalho de Conclusão

Redação do Trabalho de Conclusão Redação do Trabalho de Conclusão Ricardo de Almeida Falbo Metodologia de Pesquisa Departamento de Informática Universidade Federal do Espírito Santo Agenda Estrutura de Trabalho Acadêmico Elementos pré

Leia mais

UMA ANÁLISE DO PROJETO DE AÇÃO SOCIAL REALIZADO PELOS ALUNOS DOS CURSOS TÉCNICOS DE MECÂNICA E PROJETOS MECÂNICOS

UMA ANÁLISE DO PROJETO DE AÇÃO SOCIAL REALIZADO PELOS ALUNOS DOS CURSOS TÉCNICOS DE MECÂNICA E PROJETOS MECÂNICOS FÁBIO PERUCH UMA ANÁLISE DO PROJETO DE AÇÃO SOCIAL REALIZADO PELOS ALUNOS DOS CURSOS TÉCNICOS DE MECÂNICA E PROJETOS MECÂNICOS Criciúma (SC), Outubro de 2004 FÁBIO PERUCH UMA ANÁLISE DO PROJETO DE AÇÃO

Leia mais

CONCEITOS E FUNÇÕES DO PLANEJAMENTO, DA PROGRAMAÇÃO E DO CONTROLE DA PRODUÇÃO PPCP (Petrônio Garcia Martins / Fernando Piero Martins Capítulo 7)

CONCEITOS E FUNÇÕES DO PLANEJAMENTO, DA PROGRAMAÇÃO E DO CONTROLE DA PRODUÇÃO PPCP (Petrônio Garcia Martins / Fernando Piero Martins Capítulo 7) CONCEITOS E FUNÇÕES DO PLANEJAMENTO, DA PROGRAMAÇÃO E DO CONTROLE DA PRODUÇÃO PPCP (Petrônio Garcia Martins / Fernando Piero Martins Capítulo 7) A ESTRATÉGIA DA MANUFATURA E O SISTEMA PPCP: A estratégia

Leia mais

Para ser competitivo é fundamental reduzir continuamente o lead time de todos os processos da organização.

Para ser competitivo é fundamental reduzir continuamente o lead time de todos os processos da organização. Cap. II PLANEJAMENTO DA PRODUÇÃO No atual contexto da economia globalizada, a velha estratégia da produção em massa, derivada da economia de escala, já não é mais válida. Hoje as empresas devem possuir

Leia mais

Departamento de Engenharia. ENG 1090 Introdução à Engenharia de Produção

Departamento de Engenharia. ENG 1090 Introdução à Engenharia de Produção Pontifícia Universidade Católica de Goiás Departamento de Engenharia Curso de Graduação em Engenharia de Produção ENG 1090 Introdução à Engenharia de Produção Prof. Gustavo Suriani de Campos Meireles.

Leia mais

HÉLIO MENDES RODRIGUES AVALIAÇÃO DE DESEMPENHO ORGANIZACIONAL: ESTUDO DE CASO NO 1º GRUPAMENTO DE ENGENHARIA TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO

HÉLIO MENDES RODRIGUES AVALIAÇÃO DE DESEMPENHO ORGANIZACIONAL: ESTUDO DE CASO NO 1º GRUPAMENTO DE ENGENHARIA TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CENTRO DE CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS COORDENAÇÃO DO CURSO DE GRADUAÇÃO EM ADMINISTRAÇÃO SERVIÇO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO EM ADMINISTRAÇÃO HÉLIO MENDES RODRIGUES AVALIAÇÃO

Leia mais

Previsão de demanda em uma empresa farmacêutica de manipulação

Previsão de demanda em uma empresa farmacêutica de manipulação Previsão de demanda em uma empresa farmacêutica de manipulação Ana Flávia Brito Rodrigues (Anafla94@hotmail.com / UEPA) Larissa Pinto Marques Queiroz (Larissa_qz@yahoo.com.br / UEPA) Luna Paranhos Ferreira

Leia mais

UNIVERSIDADE DO EXTREMO SUL CATARINENSE UNESC CURSO DE GRADUAÇÃO EM CIÊNCIAS CONTÁBEIS LUIZ PAULO RONCHI FREITAS

UNIVERSIDADE DO EXTREMO SUL CATARINENSE UNESC CURSO DE GRADUAÇÃO EM CIÊNCIAS CONTÁBEIS LUIZ PAULO RONCHI FREITAS 0 UNIVERSIDADE DO EXTREMO SUL CATARINENSE UNESC CURSO DE GRADUAÇÃO EM CIÊNCIAS CONTÁBEIS LUIZ PAULO RONCHI FREITAS AS FUNÇÕES DA CONTROLADORIA E O PERFIL DO CONTROLLER NAS EMPRESAS INTEGRANTES DOS PRINCIPAIS

Leia mais

Mensuração do Desempenho do Gerenciamento de Portfólio de Projetos: Proposta de Modelo Conceitual

Mensuração do Desempenho do Gerenciamento de Portfólio de Projetos: Proposta de Modelo Conceitual Pedro Bruno Barros de Souza Mensuração do Desempenho do Gerenciamento de Portfólio de Projetos: Proposta de Modelo Conceitual Dissertação de Mestrado Dissertação apresentada ao Programa de Pósgraduação

Leia mais

OS IMPACTOS DE IMPLEMENTAÇÃO DE SISTEMA INTEGRADO DE GESTÃO (ENTERPRISE RESOURCE PLANNING - ERP) EM MICRO E PEQUENAS EMPRESAS

OS IMPACTOS DE IMPLEMENTAÇÃO DE SISTEMA INTEGRADO DE GESTÃO (ENTERPRISE RESOURCE PLANNING - ERP) EM MICRO E PEQUENAS EMPRESAS OS IMPACTOS DE IMPLEMENTAÇÃO DE SISTEMA INTEGRADO DE GESTÃO (ENTERPRISE RESOURCE PLANNING - ERP) EM MICRO E PEQUENAS EMPRESAS SELMA MARIA DA SILVA (IFG) profasms@hotmail.com Sandrerley Ramos Pires (UFG)

Leia mais

Planejamento e controle dos processos de fabricação metalúrgicos auxiliado pelo gráfico de Gantt: um estudo de caso

Planejamento e controle dos processos de fabricação metalúrgicos auxiliado pelo gráfico de Gantt: um estudo de caso Planejamento e controle dos processos de fabricação metalúrgicos auxiliado pelo gráfico de Gantt: um estudo de caso Cristian Dekkers Kremer (UTFPR) cristian_dk@ig.com.br João Luiz Kovaleski (UTFPR) kovaleski@pg.cefetpr.br

Leia mais

FACULDADE DE TECNOLOGIA SENAC GOIÁS GESTÃO DA TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO EDUARDO ROCHA BRUNO CATTANY FERNANDO BAPTISTA

FACULDADE DE TECNOLOGIA SENAC GOIÁS GESTÃO DA TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO EDUARDO ROCHA BRUNO CATTANY FERNANDO BAPTISTA FACULDADE DE TECNOLOGIA SENAC GOIÁS GESTÃO DA TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO EDUARDO ROCHA BRUNO CATTANY FERNANDO BAPTISTA Descrição da(s) atividade(s): Indicar qual software integrado de gestão e/ou ferramenta

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTADUAL DO OESTE DO PARANÁ CURSO DE ADMINISTRAÇÃO Campus de Francisco Beltrão Estágio Supervisionado em Administração

UNIVERSIDADE ESTADUAL DO OESTE DO PARANÁ CURSO DE ADMINISTRAÇÃO Campus de Francisco Beltrão Estágio Supervisionado em Administração UNIVERSIDADE ESTADUAL DO OESTE DO PARANÁ CURSO DE ADMINISTRAÇÃO Campus de Francisco Beltrão Estágio Supervisionado em Administração Formulário de Roteiro do Diagnóstico Organizacional Seqüência das partes

Leia mais

Aula 15. Tópicos Especiais I Sistemas de Informação. Prof. Dr. Dilermando Piva Jr.

Aula 15. Tópicos Especiais I Sistemas de Informação. Prof. Dr. Dilermando Piva Jr. 15 Aula 15 Tópicos Especiais I Sistemas de Informação Prof. Dr. Dilermando Piva Jr. Site Disciplina: http://fundti.blogspot.com.br/ Conceitos básicos sobre Sistemas de Informação Conceitos sobre Sistemas

Leia mais

Tecnologia da Informação e Comunicação. Douglas Farias Cordeiro

Tecnologia da Informação e Comunicação. Douglas Farias Cordeiro Tecnologia da Informação e Comunicação Douglas Farias Cordeiro Algumas coisas que vimos até aqui Qual a diferença entre as funções do analista e do projetista? Como funciona o ciclo de vida de um projeto

Leia mais

SIGLA - Sistema Integrado de Gestão Legislativa e Administrativa

SIGLA - Sistema Integrado de Gestão Legislativa e Administrativa Universidade Federal de Ouro Preto - UFOP Instituto de Ciências Exatas e Biológicas - ICEB Departamento de Computação - DECOM SIGLA - Sistema Integrado de Gestão Legislativa e Administrativa Aluno: Paulo

Leia mais

Conversa Inicial. Olá! Seja bem-vindo à quarta aula de Fundamentos de Sistemas de Informação.

Conversa Inicial. Olá! Seja bem-vindo à quarta aula de Fundamentos de Sistemas de Informação. Conversa Inicial Olá! Seja bem-vindo à quarta aula de Fundamentos de Sistemas de Informação. Hoje iremos abordar os seguintes assuntos: a origem dos sistemas integrados (ERPs), os módulos e fornecedores

Leia mais

SISTEMA DE GESTÃO PARA CURTUMES

SISTEMA DE GESTÃO PARA CURTUMES SISTEMA DE GESTÃO PARA CURTUMES FAST4WEB COMÉRCIO E SOFTWARE LTDA RUA: PRIMEIRO DE MARÇO, 785 403 SÃO LEOPOLDO - RS I Apresentação - A Empresa A Fast4Web atua a mais de cinco anos no mercado obtendo ótimos

Leia mais