4,5,6,7 8,9,10 11,12,13 14, ,18. Índice. Introdução 3

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "4,5,6,7 8,9,10 11,12,13 14,15 16 17,18. Índice. Introdução 3"

Transcrição

1 RELATÓRIO ANUAL

2 Índice Introdução 3 Total de Empresas Unidades de Négócios Empresas Instaladas em Inscrição de Empresas no Processo de Seleção Planos de negócios aprovados Recursos Financeiros para Custeio Recursos Financeiros para Projetos Recursos Financeiros para Investimento 4,5,6,7 8,9,10 Faturamento das Empresas Recursos de Fomento Aportados às Empresas Impostos Recolhidos pelas Empresas Empregos, Exportações Indicadores de Sucesso Presença na Mídia Marcas e Patentes Conselho Deliberativo Diretoria Executiva 11,12,13 14, ,18

3 relatório anual Cietec Centro de Inovação, Empreendedorismo e Tecnologia A missão do Cietec é incentivar o empreendedorismo, a inovação tecnológica e apoiar a criação, o fortalecimento e a consolidação de empresas de base tecnológica. No Cietec, negócios inovadores interagem com centros de pesquisa, universidades, agências de fomento, governo, investidores e o setor empresarial. O Cietec está instalado no campus do Ipen, na Cidade Universitária de São Paulo, junto à USP, ao IPT e ao Instituto Butantan, que constituem o maior centro de ensino e pesquisa do país. Pré-incubação, incubação e pós-incubação de empresas de base tecnológica conduzidos nos ambientes de convívio sinérgico de suas Unidades de Negócios, em São Paulo e Mogi das Cruzes. Infraestrutura física e operacional com serviços de apoio direcionados para capacitar micro e pequenas empresas inovadoras a superar os gargalos tecnológicos e gerenciais identificados nos seus planos de negócios. Relatório Esse relatório é informativo das atividades do Cietec no ano de. Os gráficos, em sua maioria, comparam a evolução dos indicadores entre 2009 e. Também são apresentados os números consolidados do decênio , além dos números totalizados. 3

4 Total de Empresas Associadas São Paulo + Mogi das Cruzes PRÉ-INCUBAÇÃO29 EMPRESAS SÃO PAULO 135 EMPRESAS INCUBAÇÃO 66 EMPRESAS PÓS - INCUBAÇÃO 40 EMPRESAS MOGI DAS CRUZES12 EMPRESAS INCUBAÇÃO12 EMPRESAS TOTAL CIETEC147EMPRESAS

5 relatório anual UNIDADES DE NEGÓCIOS São Paulo Mogi das Cruzes Incubadora de Empresas de Base Tecnológica Núcleo de Empresas e Empreendimentos de Base Tecnológica Incubadora de Empresas de Base Tecnológica Empresas Tecnológicas Residentes no Hotel de Projetos Empresas de TIC Residentes na Incubadora Empresas Tecnológicas Não- Residentes Empresas Tecnológicas Residentes Empresas Tecnológicas Residentes Empresas Tecnológicas Residentes na Incubadora Empresas Tecnológicas Não-Residentes

6 Empresas Instaladas em São Paulo Mogi * Total Cietec Total de Empresas que se instalaram no Cietec desde a fundação 371 São Paulo Mogi Total É a média de empresas 33 que entram a cada ano contabilizando as empresas participantes do Prime - Programa Primeira Empresa Inovadora, da Finep, * que optaram por ingressar nas Unidades de Negócios do Cietec (ver texto na próxima página)

7 relatório anual Inscrição de Empresas no Processo de Seleção O interesse das empresas em participar do Processo Seletivo cresce a cada ano. Em 2009, por conta do ingresso das empresas participantes do Prime - Programa Primeira Empresa Inovadora, da Finep, o número de empresas que se associaram ao Cietec, com Planos de Negócios aprovados, foi superior à média, registrada ao longo da história do Cietec. Das 106 empresas participantes do Prime, 19 tornaram-se incubadas ingressando no Cietec em Somam-se a elas, as empresas que ingressaram na Unidade de Negócios de Mogidas Cruzes Total Planos de negócios aprovados Total 7

8 Cietec - Recursos para Custeio Total em R$ mil Recursos Sebrae-SP Principal apoiador do Cietec nos primeiros 12 anos de existência, aportando R$ 7,2 milhões, até a rescisão do convênio em junho de Total Outros Recursos Total em R$ mil Recursos Próprios O Cietec conta com recursos das taxas de adesão associativa, de inscrição no processo seletivo, de administração de projetos, doações de empresas privadas, etc Total

9 relatório anual Recursos Finep Total em R$ mil Os aportes financeiros realizados pela Finep provem de Editais e Fundos que o Cietec tem participado, em especial, nos últimos dois anos do PRIME (Primeira Empresa Inovadora, da Finep) Total Recursos da Lei da Informática Total em R$ mil 27,7 88,1 Desde 2006, o Cietec está habilitado a gerir recursos provenientes da Lei da Informática para empresas

10 Recursos MCT e CNPq Total em R$ mil Em, o Cietec se beneficiou de dois aportes importantes para melhoria na gestão e atendimento de suas empresas: do CNPq/MCT, o Edital de Apoio a participação em Feiras e Eventos e do Ministério de Ciência e Tecnologia, um convênio para melhoria da governança Cietec - Recursos Financeiros para Investimento Total em R$ mil Os recursos para investimento vieram de Projetos do SEBRAE-SP, FINEP, Secretaria de Desenvolvimento, Ciência e Tecnologia do Estado de São Paulo Total

11 relatório anual Faturamento das Empresas Total em R$ mil O faturamento das empresas é um dos indicadores do dinamismo das empresas associadas ao CIetec Total Impostos Recolhidos pelas Empresas Estimativa Total em R$ mil O total de impostos recolhidos pelas empresas é cerca de três vezes o total dos recursos públicos aportados para o custeio do Cietec Total 11

12 Recursos de Fomento Aportados às Empresas Total em R$ mil Total Recursos RHAE/CNPq para bolsas Recursos da FINEP Fundos Setoriais/Subvenção e Prime (2009) Recursos da FAPESP - PIPE Recursos da Lei da Informática Empregos Média de 6,3 empregados por empresa Exportações Total em US$ mil Total

13 relatório anual Indicadores de Sucesso A associação e o apoio oferecidos pelo Cietec elevam o índice de sobrevivência das empresas. As empresas que concluem o ciclo de incubação e são graduadas, chegam ao mercado capacitadas para atendê-lo com seus produtos e serviços inovadores desenvolvidos no Cietec ,8% Relação entre o número de empresas que permanecem no mercado e o número de empresas graduadas ,6% Relação entre o número de empresas graduadas e o número de empresas aprovadas para incubação, Para cada 100 empresas incubadas, cerca de 40 são graduadas 13

14

15 relatório anual Presença na Mídia - Matérias apresentadas O Cietec dá especial atenção à comunicação das atividades das empresas como uma ferramenta fundamental para promoção dos seus negócios Em, ressalta-se o grande destaque que o Cietec e suas empresas tiveram em veículos importantes como Exame, PEGN, Revista Época Inovação, além dos jornais de maior circulação e relevância do Brasil Total milhões potenciais leitores atingidos 57 5 Online Impressa Radio/TV Outros Impacto Midia Online Mídia Impressa Rádio e TV Outros (citações, entrevistas, referências, etc) Potenciais leitores atingidos pelas ações de Assessoria de Imprensa 15

16 Marcas & Patentes 2 Número de patentes registradas Total Número de patentes protocoladas Total 66 2 Número de marcas registradas Total Número de marcas registradas Total Participação em Feiras Participação em Eventos Tecnológicos Empresariais Cursos realizados Palestras realizadas

17 relatório anual Conselho Deliberativo Representantes - Pessoa jurídica USP Universidade de São Paulo Titular : Dr. Oswaldo Massambani Suplente : Dra. Maria Angélica Miglino Ipen Instituto de Pesquisas Energéticas e Nucleares Tirular: Dr. Nilson Dias Vieira Junior Suplente: Dr. Rodolfo Politano IPT Instituto de Pesquisas Tecnológicas do Estado de São Paulo Titular : Prof. Dr. João Fernando Gomes de Oliveira Suplente : Dr. Álvaro José Abackerli Instituto Butantan Titular : Dr. Otavio Azevedo Mercadante Suplente : Dr. Paulo Lee Ho Anpei - Associação Nacional de Pesquisa, Desenvolvimento e Engenharia das Empresas Inovadoras Titular : Dr. Celso A. Barbosa Suplente : Dr. Martin Izarra SBPC Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência Titular : Dr. Marco Antonio Raupp Suplente : Dr. José Raimundo Braga Coelho Fiesp Federação das Indústrias do Estado de São Paulo Titular : Dr. Arnaldo de Azevedo Silva Junior Suplente : Dr. Airton Caetano Representantes Pessoa Física Plínio Assmann - Presidente do Conselho Deliberativo do Cietec Fernando Leça Flavio Fava de Moraes Guilherme Ary Plonski 17

18 Diretoria Executiva DIRETORIA EXECUTIVA Diretor-Presidente Claudio Rodrigues Diretor Executivo - Sergio Wigberto Risola Diretor de Administração e Finanças José Pereira Lopes Leal UNIDADES DE NEGÓCIO Incubadora de Empresas Tecnológicas de São Paulo Incubadora de Empresas Tecnológicas de Mogi das Cruzes Núcleo de Empresas e Empreendimentos Tecnológicos Inovadores COORDENAÇÕES Coordenação Financeira - Luis Gustavo Malzone Coordenação Técnica - José Carlos de Lucena Coordenação de Gestão Tecnológica - Maurício Susteras Coordenação de Tecnologia da Informação - Franco Margonari Lazzuri Coordenação de Negócios e Relações Internacionais - Oscar Nunes Coordenação de Marketing e Comercialização - Eduardo Giacomazzi Coordenação da Incubadora de Mogi das Cruzes - Bruno Baratino Relatório EXPEDIENTE Esse Relatório Anual é uma publicação do Centro de Inovação, Empreendedorismo e Tecnologia - Cietec, referente ao ano de. Mais Informações - Coordenação Geral - Claudio Rodrigues e Sergio Risola Coordenação de Conteúdo - José Carlos de Lucena Coordenação Editorial - José Aluízio Guimarães

19

20

Parceiros Estratégicos. Apoio

Parceiros Estratégicos. Apoio Parceiros Estratégicos Apoio Com o objetivo de apoiar novos empreendimentos e projetos inovadores surgiram as primeiras Incubadoras na década de 70. Estas organizações tiveram papel fundamental nos avanços

Leia mais

EDITAL DE RECRUTAMENTO E SELEÇÃO Nº 01/2012

EDITAL DE RECRUTAMENTO E SELEÇÃO Nº 01/2012 EDITAL DE RECRUTAMENTO E SELEÇÃO Nº 01/2012 PROCEDIMENTOS DE RECRUTAMENTO E SELEÇÃO DE PROJETOS EMPRESARIAIS INOVADORES PARA INGRESSO E PARTICIPAÇÃO NA INCUBADORA DE EMPRESAS DE SÃO JOSÉ IESJ. A INCUBADORA

Leia mais

EDITAL Nº 01/2009 PROJETOS EMPRESARIAIS PARA INGRESSO NA INCUBADORA DE EMPRESAS DE SÃO JOSÉ

EDITAL Nº 01/2009 PROJETOS EMPRESARIAIS PARA INGRESSO NA INCUBADORA DE EMPRESAS DE SÃO JOSÉ EDITAL Nº 01/2009 PROJETOS EMPRESARIAIS PARA INGRESSO NA INCUBADORA DE EMPRESAS DE SÃO JOSÉ O presente edital regulamenta o processo de recrutamento, seleção e ingresso de projetos empresariais na Incubadora

Leia mais

EDITAL DE FLUXO CONTÍNUO. Objetivo: Seleção de Candidatos ao Ingresso na Incubadora de Empresas de Base Tecnológica de São Paulo USP/ IPEN

EDITAL DE FLUXO CONTÍNUO. Objetivo: Seleção de Candidatos ao Ingresso na Incubadora de Empresas de Base Tecnológica de São Paulo USP/ IPEN EDITAL DE FLUXO CONTÍNUO Objetivo: Seleção de Candidatos ao Ingresso na Incubadora de Empresas de Base Tecnológica de São Paulo USP/ IPEN Versão Completa 2015 Janeiro/2015 1) Objeto e Prazos O Cietec entidade

Leia mais

Edital 1/2014. Chamada contínua para incubação de empresas e projetos de base tecnológica

Edital 1/2014. Chamada contínua para incubação de empresas e projetos de base tecnológica Edital 1/2014 Chamada contínua para incubação de empresas e projetos de base tecnológica A (PoloSul.org) torna pública a presente chamada e convida os interessados para apresentar propostas de incubação

Leia mais

CENTRO DE INOVAÇÃO, EMPREENDEDORISMO E TECNOLOGIA - CIETEC INCUBADORA DE EMPRESAS DE BASE TECNOLÓGICA DE SÃO PAULO TERMO DE ADESÃO À INCUBADORA - TAI

CENTRO DE INOVAÇÃO, EMPREENDEDORISMO E TECNOLOGIA - CIETEC INCUBADORA DE EMPRESAS DE BASE TECNOLÓGICA DE SÃO PAULO TERMO DE ADESÃO À INCUBADORA - TAI (Anexo II) CENTRO DE INOVAÇÃO, EMPREENDEDORISMO E TECNOLOGIA - CIETEC INCUBADORA DE EMPRESAS DE BASE TECNOLÓGICA DE SÃO PAULO TERMO DE ADESÃO À INCUBADORA - TAI Ao xx dia do mês de xxxxxx de 2015, na cidade

Leia mais

RESOLUÇÃO n o 35 de 16/12/2011- CAS

RESOLUÇÃO n o 35 de 16/12/2011- CAS RESOLUÇÃO n o 35 de 16/12/2011- CAS Estabelece a política de pesquisa, desenvolvimento, inovação e extensão da Universidade Positivo (UP). O CONSELHO ACADÊMICO SUPERIOR (CAS), órgão da administração superior

Leia mais

Campus Cabo Frio. Projeto: Incubadora de Empresas criação de emprego e renda.

Campus Cabo Frio. Projeto: Incubadora de Empresas criação de emprego e renda. Campus Cabo Frio Trabalho de Microeconomia Prof.: Marco Antônio T 316 / ADM Grupo: Luiz Carlos Mattos de Azevedo - 032270070 Arildo Júnior - 032270186 Angélica Maurício - 032270410 Elias Sawan - 032270194

Leia mais

Fluxo de Criação e Consolidação de Empreendimentos Inovadores

Fluxo de Criação e Consolidação de Empreendimentos Inovadores Fluxo de Criação e Consolidação de Empreendimentos Inovadores Oportunidade Criação da Empresa Ensino Spinoffs Pesquisa Laboratórios Startups Pré-Incubações Hotel de Projetos Incubação da Empresa Aceleradora

Leia mais

Incubadora de Empresas de Inovação Tecnológica UNIJUÍ

Incubadora de Empresas de Inovação Tecnológica UNIJUÍ PRÁTICA-CHAVE 2.2 AVALIAÇÃO ANEXO I Edital de Incubação EDITAL Nº 03/2014 DA CRIATEC - INCUBADORA DE EMPRESAS DE INOVAÇÃO TECNOLÓGICA DA UNIJUI CAMPUS IJUÍ, PANAMBI E SANTA ROSA PARA SELEÇÃO DE PROJETOS

Leia mais

FIESP - DECOMTEC INOVAÇÃO TECNOLÓGICA

FIESP - DECOMTEC INOVAÇÃO TECNOLÓGICA FIESP - DECOMTEC INOVAÇÃO TECNOLÓGICA Programa de Inovação Tecnologica FIESP CIESP - SENAI Sede Fiesp 2013 Chave para a competitividade das empresas e o desenvolvimento do país Determinante para o aumento

Leia mais

MANUAL PARA O PROGRAMA DE INCUBAÇÃO INEAGRO-UFRRJ

MANUAL PARA O PROGRAMA DE INCUBAÇÃO INEAGRO-UFRRJ MANUAL PARA O PROGRAMA DE INCUBAÇÃO INEAGRO-UFRRJ 2009 Índice Introdução...3 O que é Base Tecnológica?...3 O que é o Programa de Incubação?...3 Para quem é o Programa de Incubação?...4 Para que serve o

Leia mais

Ana Lúcia Vitale Torkomian. Secretária Adjunta de Desenvolvimento Tecnológico e Inovação do Ministério da Ciência e Tecnologia

Ana Lúcia Vitale Torkomian. Secretária Adjunta de Desenvolvimento Tecnológico e Inovação do Ministério da Ciência e Tecnologia Sessão Plenária 5: Programas Nacionais de Estímulo e Apoio às Incubadoras de Empresas e Parques Tecnológicos Ana Lúcia Vitale Torkomian Secretária Adjunta de Desenvolvimento Tecnológico e Inovação do Ministério

Leia mais

História da tecnologia em São José dos Campos. Cbers. 1ª Exportação. Sistema Astros. Programa Bandeirante. Embraer 170/190

História da tecnologia em São José dos Campos. Cbers. 1ª Exportação. Sistema Astros. Programa Bandeirante. Embraer 170/190 São José dos Campos São Paulo Brasil, Junho de 2015 História da tecnologia em São José dos Campos 1947 1950 1961 1965 1969 1971 1975 1ª Exportação 1999 Cbers Sistema Astros Programa Bandeirante Embraer

Leia mais

Planilha de Objetivos e Ações Viabilizadoras GT de Empreendedorismo, Inovação e Tecnologia A Santa Maria que Queremos

Planilha de Objetivos e Ações Viabilizadoras GT de Empreendedorismo, Inovação e Tecnologia A Santa Maria que Queremos Disseminar a cultura empreendedora e inovadora em Santa Maria Ações de disseminação da Cultura Empreendedora Ações de trabalho conjunto entre Universidades e Comunidade Divulgação do trabalho pelo CEI

Leia mais

EDITAL PARA ADMISSÃO DE EMPREENDIMENTOS INCUBADOS. Apoio:

EDITAL PARA ADMISSÃO DE EMPREENDIMENTOS INCUBADOS. Apoio: EDITAL PARA ADMISSÃO DE EMPREENDIMENTOS INCUBADOS Apoio: Recife, 2015 Sumário 1. APRESENTAÇÃO... 3 2. OBJETIVOS... 3 3. PUBLICO ALVO... 3 4. ATORES... 3 5. ESPAÇO FÍSICO... 4 6. SERVIÇOS OFERECIDOS...

Leia mais

COMITÊ EXECUTIVO PARA A FORMAÇÃO DE RECURSOS HUMANOS EM CIÊNCIAS DO MAR - PPG-Mar PLANO NACIONAL DE TRABALHO 2012-2015

COMITÊ EXECUTIVO PARA A FORMAÇÃO DE RECURSOS HUMANOS EM CIÊNCIAS DO MAR - PPG-Mar PLANO NACIONAL DE TRABALHO 2012-2015 CIRM PSRM 180/ 120/8 9 COMITÊ EXECUTIVO PARA A FORMAÇÃO DE RECURSOS HUMANOS EM CIÊNCIAS DO MAR - 1.1. Apoiar, incentivar e promover a 1. Melhorar a qualificação do corpo qualificação do corpo docente da

Leia mais

A Fundação de Apoio à Pesquisa do Rio Grande do Norte foi

A Fundação de Apoio à Pesquisa do Rio Grande do Norte foi A Fundação de Apoio à Pesquisa do Rio Grande do Norte foi criada pela Lei Complementar Nº 257, de 14/11/2003 e tem seu funcionamento regido pelo Decreto Nº 17.456, de 19/04/2004, com recursos previstos

Leia mais

Avanços Tecnológicos no mundo da Universidade apoiados pelos NIT: o caso da UFPI. Prof. Dr. Sérgio Henrique B. de S. Leal

Avanços Tecnológicos no mundo da Universidade apoiados pelos NIT: o caso da UFPI. Prof. Dr. Sérgio Henrique B. de S. Leal Avanços Tecnológicos no mundo da Universidade apoiados pelos NIT: o caso da UFPI Prof. Dr. Sérgio Henrique B. de S. Leal São Luis, 09 de julho de 2010 INOVAÇÃO TECNOLÓGICA Processo de aprendizagem contínuo

Leia mais

PARQUE TECNOLÓGICO DE RIBEIRÃO PRETO

PARQUE TECNOLÓGICO DE RIBEIRÃO PRETO PARQUE TECNOLÓGICO DE RIBEIRÃO PRETO SUMÁRIO EXECUTIVO O Parque Tecnológico de Ribeirão Preto é um empreendimento imobiliário e tecnológico com características especificamente projetadas, incluindo serviços

Leia mais

Programa de Internacionalização: Cursos a Distância. Marketing Internacional. Exportação. Exportar CURSO

Programa de Internacionalização: Cursos a Distância. Marketing Internacional. Exportação. Exportar CURSO Programa de Internacionalização: Cursos a Distância Marketing Internacional Procedimentos Planejamento para Exportação Exportar CURSO FICHA TÉCNICA Curso Marketing Internacional SERVIÇO BRASILEIRO DE APOIO

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 57, DE 23 DE MAIO DE 2013

RESOLUÇÃO Nº 57, DE 23 DE MAIO DE 2013 RESOLUÇÃO Nº 57, DE 23 DE MAIO DE 2013 O CONSELHO UNIVERSITÁRIO da Universidade Federal do Pampa, em sua 41ª Reunião Ordinária, realizada no dia 23 de maio de 2013, no uso das atribuições que lhe são conferidas

Leia mais

Apoio do Sebrae em inovação e acesso à tecnologia para micro e pequena empresa

Apoio do Sebrae em inovação e acesso à tecnologia para micro e pequena empresa Audiência Pública Inmetro - Programa de Avaliação da Conformidade de Componentes de Bicicletas de Uso Adulto Apoio do Sebrae em inovação e acesso à tecnologia para micro e pequena empresa Ricardo Wargas

Leia mais

3Uy5HLWRULDSDUD$VVXQWRVGH 3HVTXLVDH3yV*UDGXDomRGD8)3( 5HODWyULRGH$WLYLGDGHV. 0DUoR

3Uy5HLWRULDSDUD$VVXQWRVGH 3HVTXLVDH3yV*UDGXDomRGD8)3( 5HODWyULRGH$WLYLGDGHV. 0DUoR 3Uy5HLWRULDSDUD$VVXQWRVGH 3HVTXLVDH3yV*UDGXDomRGD8)3( 5HODWyULRGH$WLYLGDGHV 0DUoR $'0,1,675$d 2 Aprovação junto a CPPG da Resolução nº 01/2001 que dispõe sobre as atribuições da Comissão de Pós-Graduação

Leia mais

INCUBADORA RINETEC. Regulamento da Chamada para ingresso de idéias inovadoras na incubadora RINETEC. Edital 001 2014

INCUBADORA RINETEC. Regulamento da Chamada para ingresso de idéias inovadoras na incubadora RINETEC. Edital 001 2014 INCUBADORA RINETEC Regulamento da Chamada para ingresso de idéias inovadoras na incubadora RINETEC Edital 001 2014 1. APRESENTAÇÃO 1.1 Este edital estabelece formas, condições e critérios para que a Associação

Leia mais

Desafios para implantação de Incubadora de Empresas no Amazonas

Desafios para implantação de Incubadora de Empresas no Amazonas Desafios para implantação de Incubadora de Empresas no Amazonas Experiência da Fucapi Incubadora de Tecnologia Euler G. M. de Souza Dimas J. Lasmar Agenda Incubação de Empresas Incubadoras no Amazonas

Leia mais

Empreendedorismo de Inovação em TI: Caminhos e oportunidades. Rodrigo Franco Gonçalves

Empreendedorismo de Inovação em TI: Caminhos e oportunidades. Rodrigo Franco Gonçalves Empreendedorismo de Inovação em TI: Caminhos e oportunidades Rodrigo Franco Gonçalves Apresentação Rodrigo Franco Gonçalves Físico. Mestre e Doutor em Engenharia de Produção Professor de mestrado e doutorado

Leia mais

SELEÇÃO PÚBLICA INCUBADORA TECNOLÓGICA DE CAMPINA GRANDE ITCG/FUNDAÇÃO PARQUE TECNOLÓGICO DA PARAÍBA ECONOMIA CRIATIVA - 01/2015

SELEÇÃO PÚBLICA INCUBADORA TECNOLÓGICA DE CAMPINA GRANDE ITCG/FUNDAÇÃO PARQUE TECNOLÓGICO DA PARAÍBA ECONOMIA CRIATIVA - 01/2015 SELEÇÃO PÚBLICA INCUBADORA TECNOLÓGICA DE CAMPINA GRANDE ITCG/FUNDAÇÃO PARQUE TECNOLÓGICO DA PARAÍBA ECONOMIA CRIATIVA - 01/2015 PROGRAMA DE INCUBAÇÃO DE EMPRESAS INOVADORAS 1. APRESENTAÇÃO A Fundação

Leia mais

Lei de Inovação, Universidades e Núcleos de Inovação

Lei de Inovação, Universidades e Núcleos de Inovação Lei de Inovação, Universidades e Núcleos de Inovação Prof. Oswaldo Massambani Diretor A Política de Desenvolvimento Produtivo Autonomia Universitária 24º. 25º. 3º. 4º. 5º. 7º. 8º. 9º. 10º. 23º. 1º. 2º.

Leia mais

FORTALECIMENTO DA INDÚSTRIA BRASILEIRA

FORTALECIMENTO DA INDÚSTRIA BRASILEIRA FORTALECIMENTO DA INDÚSTRIA BRASILEIRA DE MÁQUINAS E IMPLEMENTOS AGRÍCOLAS Cooperação CSMIA-ABIMAQ/ IPT / POLI-USP 29 de Abril 2013 - AGRISHOW Desafios da Competitividade e Consolidação do Setor 1. A maioria

Leia mais

Verônica de Menezes Nascimento Nagata, Mestre em Engenharia de Produção, Professora da UEPA, Coordenadora da Incubadora de Empresas da UEPA RITU

Verônica de Menezes Nascimento Nagata, Mestre em Engenharia de Produção, Professora da UEPA, Coordenadora da Incubadora de Empresas da UEPA RITU Verônica de Menezes Nascimento Nagata, Mestre em Engenharia de Produção, Professora da UEPA, Coordenadora da Incubadora de Empresas da UEPA RITU ESTRUTURA DA PALESTRA 1 2 3 4 5 1. O que é uma incubadora

Leia mais

Apuração do lucro líquido no comércio Edição de bolso

Apuração do lucro líquido no comércio Edição de bolso 01 Apuração do lucro líquido no comércio Edição de bolso A série SAIBA MAIS esclarece as dúvidas mais frequentes dos empresários atendidos pelo SEBRAE-SP nas seguintes áreas: Organização Empresarial Finanças

Leia mais

EQPS Belo Horizonte. Política de Software e Serviços: Política Industrial & Plano de Ação C,T&I 2007-2010

EQPS Belo Horizonte. Política de Software e Serviços: Política Industrial & Plano de Ação C,T&I 2007-2010 EQPS Belo Horizonte Política de Software e Serviços: Política Industrial & Plano de Ação C,T&I 2007-2010 Antenor Corrêa Coordenador-Geral de Software e Serviços Ministério da Ciência e Tecnologia Secretaria

Leia mais

1 Disseminar a cultura de empreender e inovar, fortalecendo as ações do Comitê de Empreendedorismo e Inovação (CEI)

1 Disseminar a cultura de empreender e inovar, fortalecendo as ações do Comitê de Empreendedorismo e Inovação (CEI) Planilha de Objetivos e Ações Viabilizadoras GT de Empreendedorismo, Inovação e Tecnologia A Santa Maria que Queremos Visão: "Que em 2020 Santa Maria e região sejam referência pela capacidade de empreender,

Leia mais

Evento Comemorativo dos 10 Anos do Programa de Pós-Graduação em Ciências Ambientais

Evento Comemorativo dos 10 Anos do Programa de Pós-Graduação em Ciências Ambientais Evento Comemorativo dos 10 Anos do Programa de Pós-Graduação em Ciências Ambientais Eduardo Costa Diretor-Presidente da FAPESPA Andréa Coelho Diretoria de Pesquisas e Estudos Ambientais A agenda científica

Leia mais

FUMSOFT SOCIEDADE MINEIRA DE SOFTWARE PROGRAMAS DE APOIO E INCENTIVO AO EMPREENDEDORISMO ABERTO EM 10/02/2012

FUMSOFT SOCIEDADE MINEIRA DE SOFTWARE PROGRAMAS DE APOIO E INCENTIVO AO EMPREENDEDORISMO ABERTO EM 10/02/2012 FUMSOFT SOCIEDADE MINEIRA DE SOFTWARE PROGRAMAS DE APOIO E INCENTIVO AO EMPREENDEDORISMO EDITAL DE SELEÇÃO SELEÇÃO DE NOVOS EMPREENDIMENTOS E PROJETOS PARA OS PROGRAMAS DE PRÉ-INCUBAÇÃO DE PROJETOS E PROGRAMA

Leia mais

Edital CECOMPI PI-004/2014 Programa de Incubadoras do Município de São José dos Campos

Edital CECOMPI PI-004/2014 Programa de Incubadoras do Município de São José dos Campos Edital CECOMPI PI-004/2014 Programa de Incubadoras do Município de São José dos Campos O Centro para a Competitividade e Inovação do Cone Leste Paulista- CECOMPI, na qualidade de entidade gestora do Programa

Leia mais

Profa. Dra. Cristina Castro Lucas de Souza Depieri

Profa. Dra. Cristina Castro Lucas de Souza Depieri Inovação e Tecnológia na Gestão Pública Profa. Dra. Cristina Castro Lucas de Souza Depieri Doutorado em Administração (UnB) Mestrado em Contabilidade e Controladoria (UFMG) Graduação em Ciências Contábeis

Leia mais

SELEÇÃO PÚBLICA INCUBADORA TECNOLÓGICA DE CAMPINA GRANDE ITCG/FUNDAÇÃO PARQUE TECNOLOGICO DA PARAÍBA 01/2014

SELEÇÃO PÚBLICA INCUBADORA TECNOLÓGICA DE CAMPINA GRANDE ITCG/FUNDAÇÃO PARQUE TECNOLOGICO DA PARAÍBA 01/2014 SELEÇÃO PÚBLICA INCUBADORA TECNOLÓGICA DE CAMPINA GRANDE ITCG/FUNDAÇÃO PARQUE TECNOLOGICO DA PARAÍBA 01/2014 PROGRAMA DE INCUBAÇÃO DE EMPRESAS INOVADORAS 1. APRESENTAÇÃO A Fundação Parque Tecnológico da

Leia mais

SECRETARIA DE DESENVOLVIMENTO

SECRETARIA DE DESENVOLVIMENTO SECRETARIA DE DESENVOLVIMENTO MISSÃO Ser um instrumento de Desenvolvimento Econômico Sustentável do Estado de São Paulo. OBJETIVOS DA SD Elaborar e implantar políticas públicas para o desenvolvimento econômico

Leia mais

EDITAL nº 057/2011 INGRESSO NO MICRO DISTRITO DE BASE TECNOLÓGICA DE LAGES - INCUBADORA MIDILAGES

EDITAL nº 057/2011 INGRESSO NO MICRO DISTRITO DE BASE TECNOLÓGICA DE LAGES - INCUBADORA MIDILAGES EDITAL nº 057/2011 INGRESSO NO MICRO DISTRITO DE BASE TECNOLÓGICA DE LAGES - INCUBADORA MIDILAGES A Fundação das Escolas Unidas do Planalto Catarinense - UNIPLAC, por meio do seu Presidente o Sr. Humberto

Leia mais

Planilha de Objetivos e Ações Viabilizadoras GT de Empreendedorismo, Inovação e Tecnologia A Santa Maria que Queremos

Planilha de Objetivos e Ações Viabilizadoras GT de Empreendedorismo, Inovação e Tecnologia A Santa Maria que Queremos Planilha de Objetivos e Ações Viabilizadoras GT de Empreendedorismo, Inovação e Tecnologia A Santa Maria que Queremos Visão: "Que em 2020 Santa Maria e região sejam referência pela capacidade de empreender,

Leia mais

Edital CECOMPI PI 005/2015 Programa de Incubadoras do Município de São José dos Campos

Edital CECOMPI PI 005/2015 Programa de Incubadoras do Município de São José dos Campos Edital CECOMPI PI 005/2015 Programa de Incubadoras do Município de São José dos Campos O Centro para a Competitividade e Inovação do Cone Leste Paulista- CECOMPI, na qualidade de entidade gestora do Programa

Leia mais

Planejamento Estratégico Inova Metrópole

Planejamento Estratégico Inova Metrópole UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE UFRN INSTITUTO METRÓPOLE DIGITAL IMD INOVA METRÓPOLE Planejamento Estratégico Inova Metrópole Natal/ RN 2013 Sumário 1. Apresentação do Instituto Metrópole Digital...

Leia mais

PAINEL2: IMPORTÂNCIA DOSPARQUES TECNOLÓGICOS EINCUBADORAS PARA

PAINEL2: IMPORTÂNCIA DOSPARQUES TECNOLÓGICOS EINCUBADORAS PARA PAINEL2: IMPORTÂNCIA DOSPARQUES TECNOLÓGICOS EINCUBADORAS PARA ODESENVOLVIMENTOREGIONAL FÓRUMNACIONALCONSECTI PALMAS 31.03.2011 O modelo para promoção do empreendedorismo (inovador) em apoio ao desenvolvimento

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE PALMAS SECRETARIA DE DESENVOLVIMENTO ECONOMICO E EMPREGO CENTRO DE INOVAÇÃO E ACELERAÇÃO DE EMPRESAS DE PALMAS - CIAP

PREFEITURA MUNICIPAL DE PALMAS SECRETARIA DE DESENVOLVIMENTO ECONOMICO E EMPREGO CENTRO DE INOVAÇÃO E ACELERAÇÃO DE EMPRESAS DE PALMAS - CIAP PREFEITURA MUNICIPAL DE PALMAS SECRETARIA DE DESENVOLVIMENTO ECONOMICO E EMPREGO CENTRO DE INOVAÇÃO E ACELERAÇÃO DE EMPRESAS DE PALMAS - CIAP Palmas TO Ciap CENTRO DE INOVAÇÃO E ACELERAÇÃO DE EMPRESAS

Leia mais

FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE DO TOCANTINS CENTRO DE DESENVOLVIMENTO DE TECNOLOGIAS INOVADORAS CDTI/UNITINS SELEÇÃO DE EMPRESAS EDITAL Nº 007, 13/08/2009.

FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE DO TOCANTINS CENTRO DE DESENVOLVIMENTO DE TECNOLOGIAS INOVADORAS CDTI/UNITINS SELEÇÃO DE EMPRESAS EDITAL Nº 007, 13/08/2009. 1 FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE DO TOCANTINS CENTRO DE DESENVOLVIMENTO DE TECNOLOGIAS INOVADORAS CDTI/UNITINS SELEÇÃO DE EMPRESAS EDITAL Nº 007, 13/08/2009. A Fundação Universidade do Tocantins UNITINS torna público

Leia mais

Edital Permanente Incubaero

Edital Permanente Incubaero Edital Permanente Incubaero A Incubaero torna pública a abertura permanente de inscrições para candidatos ao ingresso, como incubados, em seu quadro de empresas e ou de pré-projetos de base tecnológica.

Leia mais

MPE Micro e Pequenas Empresas - É POSSÍVEL INOVAR?

MPE Micro e Pequenas Empresas - É POSSÍVEL INOVAR? MPE Micro e Pequenas Empresas - É POSSÍVEL INOVAR? São Paulo 16 de abril de 2013 Missão do SEBRAE Promover a competitividade e o desenvolvimento sustentável dos pequenos negócios e fomentar o empreendedorismo

Leia mais

REGIME: Sociedade por ações de capital fechado, economia mista e com personalidade jurídica de direito privado

REGIME: Sociedade por ações de capital fechado, economia mista e com personalidade jurídica de direito privado Autorização Legislativa - Lei nº 12.439 de 18 de outubro de 2007 Assembleia de Fundação em 14/12/2007 REGIME: Sociedade por ações de capital fechado, economia mista e com personalidade jurídica de direito

Leia mais

CASULO Incubadora de Empresas do UniCEUB

CASULO Incubadora de Empresas do UniCEUB Anexo 2 Formulário de inscrição do projeto CASULO Incubadora de Empresas do UniCEUB Processo de Seleção de Empresas EDITAL Nº 1/2014 FORMULÁRIO DE INSCRIÇÃO DO PROJETO 1. DESCRIÇÃO DO EMPREENDIMENTO 1.1

Leia mais

Características gerais

Características gerais Características gerais O curso de Publicidade e Propaganda (PP) habilita para o desenvolvimento de processos de criação publicitária (para atuar em agências de publicidade, jornais, revistas, internet)

Leia mais

CENTRO UNIVERSITÁRIO DO NORTE- UNINORTE LAUREATE Programa Incubadora Uninorte Empreende EDITAL Nº 01/2015 PRÉ-INCUBAÇÃO

CENTRO UNIVERSITÁRIO DO NORTE- UNINORTE LAUREATE Programa Incubadora Uninorte Empreende EDITAL Nº 01/2015 PRÉ-INCUBAÇÃO CENTRO UNIVERSITÁRIO DO NORTE- UNINORTE LAUREATE Programa Incubadora Uninorte Empreende EDITAL Nº 01/2015 PRÉ-INCUBAÇÃO A Incubadora Uninorte Empreende, incubadora de empresas do Centro Universitário do

Leia mais

INCUBADORA DE EMPRESAS DE BASE TECNOLÓGICA DA UFPel

INCUBADORA DE EMPRESAS DE BASE TECNOLÓGICA DA UFPel INCUBADORA DE EMPRESAS DE BASE TECNOLÓGICA DA UFPel EDITAL DE SELEÇÃO DE PROJETOS PARA INGRESSO NA INCUBADORA DE EMPRESAS DE BASE TECNOLÓGICA DA UFPel Edital nº 01/2013 Novembro de 2013 1 EDITAL Nº 01/2013

Leia mais

Apoio para fornecedores do setor de Petróleo & Gás em São Paulo

Apoio para fornecedores do setor de Petróleo & Gás em São Paulo Apoio para fornecedores do setor de Petróleo & Gás em São Paulo Ubirajara Sampaio de Campos Subsecretário de Petróleo e Gás Secretaria de Energia do Estado de São Paulo Santos Offshore 09 Abril 2014 Indústria

Leia mais

COMO ADMINISTR OS CUSTOS DE SUA EMPRESA

COMO ADMINISTR OS CUSTOS DE SUA EMPRESA 45 AR COMO ADMINISTR OS CUSTOS DE SUA EMPRESA 1 A série SAIBA MAIS esclarece as dúvidas mais frequentes dos empresários atendidos pelo SEBRAE nas mais diversas áreas: organização empresarial, finanças,

Leia mais

PROCESSO DE SELEÇÃO DE EMPRESAS PARA INCUBAÇÃO. Modalidade Associada

PROCESSO DE SELEÇÃO DE EMPRESAS PARA INCUBAÇÃO. Modalidade Associada Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul PROCESSO DE SELEÇÃO DE EMPRESAS PARA INCUBAÇÃO Modalidade Associada Incubadora Multissetorial de Empresas de Base Tecnológica e Inovação da PUCRS RAIAR

Leia mais

O presente edital regulamenta o processo de recrutamento, seleção e ingresso de projetos empresariais na Incubadora de Empresas INDETEC/UFSJ.

O presente edital regulamenta o processo de recrutamento, seleção e ingresso de projetos empresariais na Incubadora de Empresas INDETEC/UFSJ. EDITAL DE CONCURSO DE IDEIAS INOVADORAS Nº 01/2010. PROJETOS EMPRESARIAIS PARA INGRESSO NA INCUBADORA DE EMPRESAS DA UFSJ DE SÃO JOÃO DEL REI (INDETEC) O presente edital regulamenta o processo de recrutamento,

Leia mais

CONSELHO CIENTÍFICO-ADMINISTRATIVO DA FUNDAÇÃO DE AMPARO À PESQUISA E INOVAÇÃO DO ESPÍRITO SANTO RESOLUÇÃO Nº 113, DE 11 DE SETEMBRO DE 2014

CONSELHO CIENTÍFICO-ADMINISTRATIVO DA FUNDAÇÃO DE AMPARO À PESQUISA E INOVAÇÃO DO ESPÍRITO SANTO RESOLUÇÃO Nº 113, DE 11 DE SETEMBRO DE 2014 CONSELHO CIENTÍFICO-ADMINISTRATIVO DA FUNDAÇÃO DE AMPARO À PESQUISA E INOVAÇÃO DO ESPÍRITO SANTO RESOLUÇÃO Nº 113, DE 11 DE SETEMBRO DE 2014 Regulamenta a concessão de Auxílio para Apoio a Incubadoras

Leia mais

MACRO-OBJETIVOS DO PROGRAMA MACRO-METAS DO PROGRAMA LINHA DO TEMPO

MACRO-OBJETIVOS DO PROGRAMA MACRO-METAS DO PROGRAMA LINHA DO TEMPO MACRO-OBJETIVOS DO PROGRAMA 1- FORTALECER O SETOR DE SOFTWARE E SERVIÇOS DE TI, NA CONCEPÇÃO E DESENVOLVIMENTO DE TECNOLOGIAS AVANÇADAS; 2- CRIAR EMPREGOS QUALIFICADOS NO PAÍS; 3- CRIAR E FORTALECER EMPRESAS

Leia mais

U S P I n o v a ç ã o

U S P I n o v a ç ã o O contexto Nacional e Estadual em prol da Inovação Autonomia Universitária 3º. 4º. 5º. 24º. 25º. 7º. 8º. 9º. 10º. 23º. 21º. 22º. 1º. 2º. 11º. 12º. 13º. 14º. 15º. 16º. 17º. 18º. 19º. 20º. A USP nesse contexto

Leia mais

EDITAL DE SELEÇÃO PROPOSTAS PARA INGRESSO NA INCUBADORA DE EMPRESAS DE BASE TECNOLÓGICA DA UNICAMP - INCAMP

EDITAL DE SELEÇÃO PROPOSTAS PARA INGRESSO NA INCUBADORA DE EMPRESAS DE BASE TECNOLÓGICA DA UNICAMP - INCAMP EDITAL DE SELEÇÃO PROPOSTAS PARA INGRESSO NA INCUBADORA DE EMPRESAS DE BASE TECNOLÓGICA DA UNICAMP - INCAMP REALIZAÇÃO Fone (19)3521-5012 E-mail INCAMP@unicamp.br - Site: http://www.incamp.unicamp.br 1.

Leia mais

Outubro 2009. Carlos Eduardo Bizzotto Gisa Melo Bassalo Marcos Suassuna Sheila Pires Tony Chierighini

Outubro 2009. Carlos Eduardo Bizzotto Gisa Melo Bassalo Marcos Suassuna Sheila Pires Tony Chierighini Outubro 2009 Carlos Eduardo Bizzotto Gisa Melo Bassalo Marcos Suassuna Sheila Pires Tony Chierighini Sustentabilidade Articulação Ampliação dos limites Sistematização Elementos do Novo Modelo Incubação

Leia mais

10 anos do Parque Tecnológico da UFRJ XV Encontro da Rede de Incubadoras, Parques e Polos Tecnológicos do Estado do Rio de Janeiro ReINC

10 anos do Parque Tecnológico da UFRJ XV Encontro da Rede de Incubadoras, Parques e Polos Tecnológicos do Estado do Rio de Janeiro ReINC 10 anos do Parque Tecnológico da UFRJ XV Encontro da Rede de Incubadoras, Parques e Polos Tecnológicos do Estado do Rio de Janeiro ReINC Data: 17 e 18 de setembro de 2013 Local: Parque Tecnológico da UFRJ

Leia mais

INC.EM.T.IVA Católica

INC.EM.T.IVA Católica INC.EM.T.IVA Católica Incubadora de Empresas Tocantinenses Inovadoras da Católica do Tocantins Processo de Seleção de Novos Empreendimentos CHAMADA PÚBLICA 001/2015 Palmas, Setembro de 2015. A Faculdade

Leia mais

Controles financeiros Edição de bolso

Controles financeiros Edição de bolso 03 Controles financeiros Edição de bolso A série SAIBA MAIS esclarece as dúvidas mais frequentes dos empresários atendidos pelo SEBRAE-SP nas seguintes áreas: Organização Empresarial Finanças Marketing

Leia mais

CARTILHA DO PROGRAMA DE INCUBAÇÃO

CARTILHA DO PROGRAMA DE INCUBAÇÃO CARTILHA DO PROGRAMA DE INCUBAÇÃO MOD.INC. Data:/ / Rev.:01 1 Introdução O que é uma Incubadora de Empresas? Incubadora de empresas é uma estrutura disponibilizada a empreendedores para auxiliar na criação

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTADUAL DO MARANHÃO - UEMA PRÓ-REITORIA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO PPG COODERNAÇÃO DE PÓS-GRADUAÇÃO - CPG EDITAL N 25/2013 - PPG/UEMA

UNIVERSIDADE ESTADUAL DO MARANHÃO - UEMA PRÓ-REITORIA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO PPG COODERNAÇÃO DE PÓS-GRADUAÇÃO - CPG EDITAL N 25/2013 - PPG/UEMA UNIVERSIDADE ESTADUAL DO MARANHÃO - UEMA PRÓ-REITORIA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO PPG COODERNAÇÃO DE PÓS-GRADUAÇÃO - CPG EDITAL N 25/2013 - PPG/UEMA CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM GESTÃO EMPRESARIAL A Pró-Reitoria

Leia mais

EDITAL PARA CHAMAMENTO DE PROJETOS DE EMPREENDIMENTOS PARA INCUBADORA TECNOLÓGICA DE EMPRESAS DE GUARULHOS

EDITAL PARA CHAMAMENTO DE PROJETOS DE EMPREENDIMENTOS PARA INCUBADORA TECNOLÓGICA DE EMPRESAS DE GUARULHOS 1 EDITAL PARA CHAMAMENTO DE PROJETOS DE EMPREENDIMENTOS PARA INCUBADORA TECNOLÓGICA DE EMPRESAS DE GUARULHOS EDITAL DE SELEÇÃO DAS EMPRESAS 02/2010 I - DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES A Agência de Desenvolvimento

Leia mais

NOVA DIRETORIA Marco Aurelio Crocco Afonso

NOVA DIRETORIA Marco Aurelio Crocco Afonso Marco Aurelio Crocco Afonso Diretor-Presidente Bacharel em economia pela Universidade Federal de Minas Gerais, Mestre em Economia Industrial e da Tecnologia pela UFRJ e PhD em Economia pela Universidade

Leia mais

EDITAL E REGULAMENTO DE CHAMADA PÚBLICA ITFETEP

EDITAL E REGULAMENTO DE CHAMADA PÚBLICA ITFETEP SUMÁRIO OBJETIVO... 2 1. DAS PROPOSTAS... 2 2. PROCEDIMENTOS PARA INSCRIÇÃO, PARTICIPAÇÃO E SELEÇÃO DE PROPOSTAS E PROJETOS... 4 3. CRITÉRIOS PARA SELEÇÃO DE EMPREENDIMENTOS E PROJETOS... 4 4. DA CLASSIFICAÇÃO...

Leia mais

Apresentação Institucional. Instrumentos de apoio. Evolução dos recursos. Apresentação de propostas

Apresentação Institucional. Instrumentos de apoio. Evolução dos recursos. Apresentação de propostas FINEP Financiadora de Estudos e Projetos Agência Brasileira de Inovação da Finep São Paulo, 28/04/2009 O desenvolvimento das economias modernas demonstra o papel fundamental que, nesse processo, compete

Leia mais

NUCLEO DE INOVAÇÃO TECNOLÓGICA - UESC

NUCLEO DE INOVAÇÃO TECNOLÓGICA - UESC Boletim 13 Editais / FAPESB Visite nosso blog: / Edital 029/2010 Popularização da Ciência Educação Científica - financiamento de projetos institucionais de educação científica que propiciem a difusão e

Leia mais

INSTRUMENTO PARA ELABORAÇÃO DO PLANO DE INOVAÇÃO. I. Objetivos e Metas. Objetivo (o quê) Alcance (quanto) Prazo de realização (quando)

INSTRUMENTO PARA ELABORAÇÃO DO PLANO DE INOVAÇÃO. I. Objetivos e Metas. Objetivo (o quê) Alcance (quanto) Prazo de realização (quando) INSTRUMENTO PARA ELABORAÇÃO DO PLANO DE INOVAÇÃO I. Objetivos e Metas 1. Liste os 5 principais objetivos de inovação para o horizonte de cinco anos, identificando: Objetivo 1 Objetivo 2 Objetivo 3 Objetivo

Leia mais

3.260.292 habitantes Taxa crescimento População: 2% (8 anos) IDH: 0,824 26 municípios

3.260.292 habitantes Taxa crescimento População: 2% (8 anos) IDH: 0,824 26 municípios Números Curitiba 1.828.092 habitantes TaxaCrescimentoPopulação: 1,8% (8 anos) TaxaCrescimentoAnualPIB: 3,8% (5 anos) PIB 2008 (estimado): R$ 39,2 bi (US$ 20 bi) 5º PIB do Brasil PIB per Capita: R$ 21.447

Leia mais

EDITAL E REGULAMENTO DE CHAMADA PÚBLICA ITFETEP

EDITAL E REGULAMENTO DE CHAMADA PÚBLICA ITFETEP SUMÁRIO OBJETIVO... 2 1. DAS PROPOSTAS... 2 2. PROCEDIMENTOS PARA INSCRIÇÃO, PARTICIPAÇÃO E SELEÇÃO DE PROPOSTAS E PROJETOS... 4 3. CRITÉRIOS PARA SELEÇÃO DE EMPREENDIMENTOS E PROJETOS... 4 4. DA CLASSIFICAÇÃO...

Leia mais

SERVIÇO BRASILEIRO DE APOIO ÀS MICRO E PEQUENAS EMPRESAS

SERVIÇO BRASILEIRO DE APOIO ÀS MICRO E PEQUENAS EMPRESAS SERVIÇO BRASILEIRO DE APOIO ÀS MICRO E PEQUENAS EMPRESAS PEQUENOS negócios no BRASIL 99% 70% 40% 25% 1% do total de empresas brasileiras da criação de empregos formais da massa salarial do PIB das exportações

Leia mais

Página 1 de 19 Data 04/03/2014 Hora 09:11:49 Modelo Cerne 1.1 Sensibilização e Prospecção Envolve a manutenção de um processo sistematizado e contínuo para a sensibilização da comunidade quanto ao empreendedorismo

Leia mais

Claudio Cesar Chaiben Emanuela dos Reis Porto Patrícia Granemann

Claudio Cesar Chaiben Emanuela dos Reis Porto Patrícia Granemann Claudio Cesar Chaiben Emanuela dos Reis Porto Patrícia Granemann SEBRAE Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas; É uma entidade privada que promove a competitividade e o desenvolvimento

Leia mais

Incubadora de Empresas de Base Tecnológica de Itajubá - INCIT PLANO ANUAL DE TREINAMENTO

Incubadora de Empresas de Base Tecnológica de Itajubá - INCIT PLANO ANUAL DE TREINAMENTO Incubadora de Empresas de Base Tecnológica de Itajubá - INCIT PLANO ANUAL DE TREINAMENTO Itajubá/MG Fevereiro de 2012 Plano Anual de 2 de 11 Revisão 01 SUMÁRIO APRESENTAÇÃO... 3 1 OBJETIVO GERAL... 4 2

Leia mais

Contrato de arrendamento rural. Edição de bolso

Contrato de arrendamento rural. Edição de bolso 04 Contrato de arrendamento rural Edição de bolso A série SAIBA MAIS esclarece as dúvidas mais frequentes dos empresários atendidos pelo SEBRAE-SP nas seguintes áreas: Organização Empresarial Finanças

Leia mais

ARRANJO PRODUTIVO LOCAL DO SETOR METAL MECÂNICO DO GRANDE ABC

ARRANJO PRODUTIVO LOCAL DO SETOR METAL MECÂNICO DO GRANDE ABC ARRANJO PRODUTIVO LOCAL DO SETOR METAL MECÂNICO DO GRANDE ABC TERMO DE REFERÊNCIA Nº 002/2009 SERVIÇOS DE CONSULTORIA DE COORDENAÇÃO DO PROJETO Contatos Luiz Augusto Gonçalves de Almeida (Relações Institucionais)

Leia mais

PROGRAMAS DE APOIO E INCENTIVO AO EMPREENDEDORISMO EDITAL DE SELEÇÃO - 01/2012

PROGRAMAS DE APOIO E INCENTIVO AO EMPREENDEDORISMO EDITAL DE SELEÇÃO - 01/2012 PROGRAMAS DE APOIO E INCENTIVO AO EMPREENDEDORISMO EDITAL DE SELEÇÃO - 01/2012 Seleção para o Programa de Aceleração de Startups da Incubadora da Fumsoft A FUMSOFT torna público que se encontra aberto

Leia mais

Vencedores do 4º Prêmio Sebrae Prefeito Empreendedor CATEGORIA: GRANDES CIDADES

Vencedores do 4º Prêmio Sebrae Prefeito Empreendedor CATEGORIA: GRANDES CIDADES Vencedores do 4º Prêmio Sebrae Prefeito Empreendedor Vencedores Estaduais na categoria Grandes Cidades CATEGORIA: GRANDES CIDADES Município de Feira de Santana BA Vencedores do 4º Prêmio Sebrae Prefeito

Leia mais

Ecossistemas Regionais de Empreendedorismo de Alto Impacto Milton Mori Diretor Executivo da Inova milton.mori@inova.unicamp.br

Ecossistemas Regionais de Empreendedorismo de Alto Impacto Milton Mori Diretor Executivo da Inova milton.mori@inova.unicamp.br Ecossistemas Regionais de Empreendedorismo de Alto Impacto Milton Mori Diretor Executivo da Inova milton.mori@inova.unicamp.br Patrícia Leal Gestic Diretora de Propriedade Intelectual da Inova patricia.leal@inova.unicamp.br

Leia mais

28 de setembro de 2005 Clube Concórdia Rolândia/PR

28 de setembro de 2005 Clube Concórdia Rolândia/PR Planejamento Estratégico Terra Roxa Investimentos Agência de Desenvolvimento do Norte do Paraná 28 de setembro de 2005 Clube Concórdia Rolândia/PR Participantes Nome Entidade Principal Atividade Expectativa

Leia mais

INSTRUMENTOS DE DESENVOLVIMENTO DAS MPEs OFERTADOS PELO SEBRAE. Palestra para o Conselho Regional de Administração

INSTRUMENTOS DE DESENVOLVIMENTO DAS MPEs OFERTADOS PELO SEBRAE. Palestra para o Conselho Regional de Administração INSTRUMENTOS DE DESENVOLVIMENTO DAS MPEs OFERTADOS PELO SEBRAE Palestra para o Conselho Regional de Administração 1 O QUE É O SEBRAE? 2 O Sebrae O Serviço de Apoio às Micros e Pequenas Empresas da Bahia

Leia mais

EDITAL DE SELEÇÃO FLUXO CONTÍNUO

EDITAL DE SELEÇÃO FLUXO CONTÍNUO EDITAL DE SELEÇÃO FLUXO CONTÍNUO PROPOSTAS PARA INGRESSO NA INCUBADORA DE EMPRESAS DE BASE TECNOLÓGICA DA UNICAMP - INCAMP REALIZAÇÃO Fone (19)3521-5012 E-mail INCAMP@unicamp.br - Site: http://www.incamp.unicamp.br

Leia mais

EMPREENDEDORISMO E INOVAÇÃO TECNOLÓGICA UMA NOVA METODOLOGIA. Jerônimo Pereira dos Santos, José Yvan Pereira Leite e André Luis Calado Araújo

EMPREENDEDORISMO E INOVAÇÃO TECNOLÓGICA UMA NOVA METODOLOGIA. Jerônimo Pereira dos Santos, José Yvan Pereira Leite e André Luis Calado Araújo EMPREENDEDORISMO E INOVAÇÃO TECNOLÓGICA UMA NOVA METODOLOGIA Jerônimo Pereira dos Santos, José Yvan Pereira Leite e André Luis Calado Araújo Professores do CEFET-RN, Núcleo de Incubação Tecnológica Diretoria

Leia mais

Política de C & T > Indicadores O retorno do investimento Avaliação revela alto grau de eficiência em quatro programas da FAPESP Fabrício Marques

Política de C & T > Indicadores O retorno do investimento Avaliação revela alto grau de eficiência em quatro programas da FAPESP Fabrício Marques Pesquisa FAPESP - Maio 2008 - Edição 147 Política de C & T > Indicadores O retorno do investimento Avaliação revela alto grau de eficiência em quatro programas da FAPESP Fabrício Marques Quatro grandes

Leia mais

Apresentação do APL de TI de Fortaleza 26/11/2008

Apresentação do APL de TI de Fortaleza 26/11/2008 Apresentação do APL de TI de Fortaleza 26/11/2008 Jorge Cysne Alexandre Galindo Roteiro - Panorama do Setor de TI - Principais Realizações - Caracterização do APL - Plano de Desenvolvimento do APL Panorama

Leia mais

Tutorial: Lei da Informática (Leis 8.248, 10.176 e 11.077)

Tutorial: Lei da Informática (Leis 8.248, 10.176 e 11.077) Tutorial: Lei da Informática (Leis 8.248, 10.176 e 11.077) Sobre a autora Eng. Adelice Leite de Godoy Obteve sua graduação em Engenharia Química pela Unicamp em 1992, completando sua formação com o Curso

Leia mais

ÍNDICE. A Feira. Expositores. Visitantes. Marketing. Comunicação. Galeria de fotos

ÍNDICE. A Feira. Expositores. Visitantes. Marketing. Comunicação. Galeria de fotos POST SHOW REPORT ÍNDICE A Feira Expositores Visitantes Marketing Comunicação Galeria de fotos APOIOS MEDIA PARTNERS O SUCESSO EM 2011 Área total de exposição: 60 mil m² Crescimento de 20% das áreas de

Leia mais

PROGRAMA NACIONAL DE APOIO ÀS INCUBADORAS DE EMPRESAS E PARQUES TECNOLÓGICOS P N I. Ministério da Ciência e Tecnologia

PROGRAMA NACIONAL DE APOIO ÀS INCUBADORAS DE EMPRESAS E PARQUES TECNOLÓGICOS P N I. Ministério da Ciência e Tecnologia PROGRAMA NACIONAL DE APOIO ÀS INCUBADORAS DE EMPRESAS E PARQUES TECNOLÓGICOS P N I 10/11/2008 Ministério da Ciência e Tecnologia Configuração da Política de Estado Gestão Compartilhada MCT/MDIC/MEC/MS/MAPA/MF/M

Leia mais

Respostas às perguntas frequentes: Chamada Pública MCT/FINEP/AT Inova Empresa PNI/Parques Tecnológicos 02/2013

Respostas às perguntas frequentes: Chamada Pública MCT/FINEP/AT Inova Empresa PNI/Parques Tecnológicos 02/2013 Respostas às perguntas frequentes: Chamada Pública MCT/FINEP/AT Inova Empresa PNI/Parques Tecnológicos 02/2013 Parte 1: Objetivos, instrumentos de apoio e quem pode participar Geral 1.1 Qual o objetivo

Leia mais

Vencedores do 4º Prêmio Sebrae Prefeito Empreendedor CATEGORIA: TRATAMENTO DIFERENCIADO

Vencedores do 4º Prêmio Sebrae Prefeito Empreendedor CATEGORIA: TRATAMENTO DIFERENCIADO Vencedores do 4º Prêmio Sebrae Prefeito Empreendedor Vencedores Estaduais na categoria Tratamento diferenciado CATEGORIA: TRATAMENTO DIFERENCIADO Município de Itapecuru Mirim MA Vencedores do 4º Prêmio

Leia mais

INFORMATIVO DO PESQUISADOR BOLETIM SEMANAL INFORMATIVO PRPPG/UFPI - 10/12/2009 CAPES

INFORMATIVO DO PESQUISADOR BOLETIM SEMANAL INFORMATIVO PRPPG/UFPI - 10/12/2009 CAPES INFORMATIVO DO PESQUISADOR BOLETIM SEMANAL INFORMATIVO PRPPG/UFPI - 10/12/2009 CAPES 1. Programa CAPES/MES-Cuba PRAZO DE INSCRIÇÃO: 30 de março de 2010 OBJETIVOS: O Programa CAPES/MES-Cuba visa apoiar

Leia mais

AYTY-INCUBADORA DE EMPRESAS DO IFAM EDITAL Nº 003/2014 INCUBADORA DE EMPRESAS

AYTY-INCUBADORA DE EMPRESAS DO IFAM EDITAL Nº 003/2014 INCUBADORA DE EMPRESAS AYTY-INCUBADORA DE EMPRESAS DO IFAM EDITAL Nº 003/2014 INCUBADORA DE EMPRESAS Parceria Instituição Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Amazonas IFAM, Fundação de Apoio ao Ensino, Pesquisa, Extensão

Leia mais

PROCESSO SELETIVO DE PROJETOS DE PESQUISA 2015/1

PROCESSO SELETIVO DE PROJETOS DE PESQUISA 2015/1 PROCESSO SELETIVO DE PROJETOS DE PESQUISA 2015/1 Projeto de Pesquisa LEVANTAMENTO DE CONTINGÊNCIAS NA GESTÃO DAS EMPRESAS JUNIORES NA UNIVERSIDADE ESTADUAL DE GOIÁS ARTUR CANDIDO BARBOSA SILVA CAMPUS SANCLERLÂNDIA

Leia mais

Vencedores do 4º Prêmio Sebrae Prefeito Empreendedor CATEGORIA: TRATAMENTO DIFERENCIADO

Vencedores do 4º Prêmio Sebrae Prefeito Empreendedor CATEGORIA: TRATAMENTO DIFERENCIADO Vencedores do 4º Prêmio Sebrae Prefeito Empreendedor Vencedores Estaduais na categoria Tratamento diferenciado CATEGORIA: TRATAMENTO DIFERENCIADO Município de Pelotas RS Vencedores do 4º Prêmio Sebrae

Leia mais