ANÁLISE DAS RESPOSTAS NEUROMUSCULARES DOS EXTENSORES DO JOELHO APÓS PROGRAMA DE EXERCÍCIO RESISTIDO COM CONTRAÇÕES RECÍPROCAS

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "ANÁLISE DAS RESPOSTAS NEUROMUSCULARES DOS EXTENSORES DO JOELHO APÓS PROGRAMA DE EXERCÍCIO RESISTIDO COM CONTRAÇÕES RECÍPROCAS"

Transcrição

1 UNIVERSIDADE DE BRASÍLIA-UnB FACULDADE DE CEILÂNDIA-FCE CURSO DE FISIOTERAPIA PÂMELLA RIBEIRO RODRIGUES ANÁLISE DAS RESPOSTAS NEUROMUSCULARES DOS EXTENSORES DO JOELHO APÓS PROGRAMA DE EXERCÍCIO RESISTIDO COM CONTRAÇÕES RECÍPROCAS BRASÍLIA 2014

2 PÂMELLA RIBEIRO RODRIGUES ANÁLISE DAS RESPOSTAS NEUROMUSCULARES DOS EXTENSORES DO JOELHO APÓS PROGRAMA DE EXERCÍCIO RESISTIDO COM CONTRAÇÕES RECÍPROCAS Trabalho de Conclusão de Curso apresentado à Universidade de Brasília UnB Faculdade de Ceilândia como requisito parcial para obtenção do título de bacharel em Fisioterapia. Orientador (a): Prof. Dr. Rodrigo Luiz Carregaro Coorientador (a): Ms. Euler Alves Cardoso BRASÍLIA 2014

3

4 RESUMO RODRIGUES, Pämella Ribeiro. Análise das respostas neuromusculares dos extensores do joelho após programa de exercício resistido com contrações recíprocas f. Monografia (Graduação) - Universidade de Brasília, Graduação em Fisioterapia, Faculdade de Ceilândia. Brasília, Contextualização: Estudos demonstraram que a pré-ativação de músculos antagonistas pode aumentar o desempenho neuromuscular agonista. Entretanto, esses indicativos precisam ser comprovados em programas de exercício resistido com longa duração. Objetivos: Analisar a eficácia de seis semanas de exercício resistido por meio do método de ações recíprocas no desempenho muscular de homens sadios com um grupo de exercício tradicional, sem pré-ativação. Métodos: Quarenta e nove homens foram alocados aleatoriamente em dois grupos: Recíproco (REC: uma repetição de flexão do joelho imediatamente seguida por uma de extensão do joelho) e Tradicional (TRA: exercício concêntrico de extensão do joelho). O REC e o TRA realizaram três séries de dez repetições a 60º/s no dinamômetro isocinético, com um minuto de intervalo entre séries. O programa de exercício resistido durou seis semanas, duas vezes/semana. As avaliações pré e pósprograma foram caracterizados por duas séries de cinco repetições máximas a 60º/s no dinamômetro isocinético, concomitantemente realizou-se a captação do sinal eletromiografico dos músculos vasto medial (VM), reto femoral (RF) e biceps femoral (BF). Utilizou-se ANOVA 2x2 com medidas repetidas para verificar diferenças no pico de torque (PT), Relação isquiotibial/quadríceps (I/Q), ativação dos músculos vasto medial (VM) e reto femoral (RF) e coativação muscular entre bíceps femoral/vasto medial (RF/VM) e bíceps femoral/reto femoral (BF/RF). Resultados: Foram encontradas diferenças significantes para PT (p=0,00) e relação I/Q (p=0,00) entre os momentos pré e pós treinamento. Em relação à ativação dos músculos VM e RF, e co-ativação BF/VM e BF/RF não se encontrou diferença significante entre grupos e momentos. Conclusão: Sugere-se que a modalidade recíproca seja vantajosa para aumento de força, no entanto para as variaveis neuromusculares a CR não foi eficaz. Palavras-Chaves: Fisioterapia, exercício resistido, força muscular.

5 ABSTRACT RODRIGUES, Pämella Ribeiro. Analysis of neuromuscular responses of knee extensors after resistance exercise program with reciprocal muscle contractions f. Monograph (Graduation) - University of Brasilia, undergraduate course of Physicaltherapy, Faculty of Ceilândia. Brasília, Background: Studies have shown that pre-activation of antagonist muscles can increase neuromuscular performance of agonist muscles. However, these findings need to be confirmed during long-term resistance exercise programs. Objectives: To compare the effects of six weeks of resistance exercise with reciprocal actions in muscle the neuromuscular performance of healthy men with a group of traditional exercise, without pre-activation. Methods: Eleven men were randomly allocated into two groups: reciprocal (REC: a repetition of knee flexion immediately followed by a knee extension) and Traditional (TRA: concentric exercise of knee extension). The REC and TRA performed three sets of ten repetitions at 60 /s, with one minute between sets. The resistance exercise program lasted six weeks, twice/week. The pre-and post-program evaluation procedures were characterized by two sets of five maximal repetitions at 60 /s. An 2x2 ANOVA with repeated measures was used to assess the differences in peak torque (PT), hamstring/quadriceps ratio (H/Q activation of the muscles vastus medialis (VM) and rectus femoris (RF) and muscle co-activation between biceps femora/vastus medialis (RF/VM) and biceps femoris/rectus femoris (BF/RF). Results: Significant differences for PT (p=0.00) and the ratio I/Q (p=0.00) were found between the pre and post training. Regarding to the activation of VM and RF muscles, and co-activation BF/VM and BF/RF no significant difference was found between groups and times. However, the CR group showed significant percentage increases after workouts for muscle activation and co-activation compared with the TRA group. Conclusion: It is suggested that the reciprocal method is advantageous for practicing professionals involved in neuromuscular rehabilitation. Key-words: Physical therapy, resistance exercise, muscle strength.

INFLUÊNCIAS DA KINESIOTAPING NO DESEMPENHO DO SALTO EM DISTÂNCIA, EM INDIVÍDUOS SADIOS JOVENS

INFLUÊNCIAS DA KINESIOTAPING NO DESEMPENHO DO SALTO EM DISTÂNCIA, EM INDIVÍDUOS SADIOS JOVENS 1 UNIVERSIDADE DE BRASÍLIA-UnB FACULDADE DE CEILÂNDIA-FCE CURSO DE FISIOTERAPIA JOÃO RAFAEL FREITAS DA SILVA INFLUÊNCIAS DA KINESIOTAPING NO DESEMPENHO DO SALTO EM DISTÂNCIA, EM INDIVÍDUOS SADIOS JOVENS

Leia mais

AVALIAÇÃO DE MORBIDADES E ATUAÇÃO FISIOTERAPÊUTICA EM MULHERES COM CÂNCER DE MAMA: ANÁLISE RETROSPECTIVA DE 2008 A 2012

AVALIAÇÃO DE MORBIDADES E ATUAÇÃO FISIOTERAPÊUTICA EM MULHERES COM CÂNCER DE MAMA: ANÁLISE RETROSPECTIVA DE 2008 A 2012 UNIVERSIDADE DE BRASÍLIA-UnB FACULDADE DE CEILÂNDIA-FCE CURSO DE FISIOTERAPIA DEBORAH COSTA TEIXEIRA PELUCIO SILVA AVALIAÇÃO DE MORBIDADES E ATUAÇÃO FISIOTERAPÊUTICA EM MULHERES COM CÂNCER DE MAMA: ANÁLISE

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA CENTRO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ODONTOLOGIA ÁREA DE CONCENTRAÇÃO ODONTOPEDIATRIA

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA CENTRO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ODONTOLOGIA ÁREA DE CONCENTRAÇÃO ODONTOPEDIATRIA UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA CENTRO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ODONTOLOGIA ÁREA DE CONCENTRAÇÃO ODONTOPEDIATRIA THAISA CEZÁRIA TRICHES CONDIÇÃO MICROBIOLÓGICA APÓS TRATAMENTO

Leia mais

ANÁLISE DAS RESPOSTAS NEUROMUSCULARES DOS EXTENSORES DO JOELHO APÓS PROGRAMA DE EXERCÍCIO RESISTIDO COM CONTRAÇÕES RECÍPROCAS

ANÁLISE DAS RESPOSTAS NEUROMUSCULARES DOS EXTENSORES DO JOELHO APÓS PROGRAMA DE EXERCÍCIO RESISTIDO COM CONTRAÇÕES RECÍPROCAS 1 UNIVERSIDADE DE BRASÍLIA-UnB FACULDADE DE CEILÂNDIA-FCE CURSO DE FISIOTERAPIA PÂMELLA RIBEIRO RODRIGUES ANÁLISE DAS RESPOSTAS NEUROMUSCULARES DOS EXTENSORES DO JOELHO APÓS PROGRAMA DE EXERCÍCIO RESISTIDO

Leia mais

UNIVERSIDADE DE BRASÍLIA-UnB FACULDADE DE CEILÂNDIA-FCE CURSO DE FISIOTERAPIA NATÁLIA BARREL COTA RUANNA FURTADO DE SOUSA

UNIVERSIDADE DE BRASÍLIA-UnB FACULDADE DE CEILÂNDIA-FCE CURSO DE FISIOTERAPIA NATÁLIA BARREL COTA RUANNA FURTADO DE SOUSA 1 UNIVERSIDADE DE BRASÍLIA-UnB FACULDADE DE CEILÂNDIA-FCE CURSO DE FISIOTERAPIA NATÁLIA BARREL COTA RUANNA FURTADO DE SOUSA AVALIAÇÃO DA FUNÇÃO PULMONAR DE INDIVÍDUOS COM INSUFICIÊNCIA CARDÍACA ISQUÊMICA

Leia mais

A importância da estabilização central no método Pilates: uma revisão sistemática

A importância da estabilização central no método Pilates: uma revisão sistemática ISSN 0103-5150 Fisioter. Mov., Curitiba, v. 25, n. 2, p. 445-451, abr./jun. 2012 Licenciado sob uma Licença Creative Commons doi: 10.1590/S0103-51502012000200022 [T] A importância da estabilização central

Leia mais

A MANIPULAÇÃO OSTEOPÁTICA CERVICAL GERA EFEITOS IMEDIATOS NAS VARIÁVEIS CARDIOVASCULARES EM INDIVÍDUOS SAUDÁVEIS?

A MANIPULAÇÃO OSTEOPÁTICA CERVICAL GERA EFEITOS IMEDIATOS NAS VARIÁVEIS CARDIOVASCULARES EM INDIVÍDUOS SAUDÁVEIS? 1 UNIVERSIDADE DE BRASÍLIA FACULDADE DE CEILÂNDIA CURSO DE FISIOTERAPIA AMANDA CASTELO BRANCO DUARTE HANNA LISSA RIBEIRO MIRANDA QUINTANILHA A MANIPULAÇÃO OSTEOPÁTICA CERVICAL GERA EFEITOS IMEDIATOS NAS

Leia mais

INTERVALOS DE RECUPERAÇÃO ENTRE SÉRIES DE TREINAMENTO DE POTÊNCIA MUSCULAR: EFEITOS NAS VARIÁVEIS NEUROMUSCULARES

INTERVALOS DE RECUPERAÇÃO ENTRE SÉRIES DE TREINAMENTO DE POTÊNCIA MUSCULAR: EFEITOS NAS VARIÁVEIS NEUROMUSCULARES UNIVERSIDADE DE BRASÍLIA FACULDADE DE EDUCAÇÃO FÍSICA PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO STRICTO-SENSU EM EDUCAÇÃO FÍSICA INTERVALOS DE RECUPERAÇÃO ENTRE SÉRIES DE TREINAMENTO DE POTÊNCIA MUSCULAR: EFEITOS NAS

Leia mais

Victor Silvano Resende. Estabilidade da margem gengival após cirurgia para recuperação do espaço biológico - avaliação clínica

Victor Silvano Resende. Estabilidade da margem gengival após cirurgia para recuperação do espaço biológico - avaliação clínica Victor Silvano Resende Estabilidade da margem gengival após cirurgia para recuperação do espaço biológico - avaliação clínica Brasília 2014 Victor Silvano Resende Estabilidade da margem gengival após cirurgia

Leia mais

REPETIÇÕES MÁXIMAS COM 90% DA 1RM NOS EXERCÍCIOS SUPINO RETO E LEG PRESS APÓS AQUECIMENTO ESPECÍFICO E ALONGAMENTO ESTÁTICO

REPETIÇÕES MÁXIMAS COM 90% DA 1RM NOS EXERCÍCIOS SUPINO RETO E LEG PRESS APÓS AQUECIMENTO ESPECÍFICO E ALONGAMENTO ESTÁTICO 50 REPETIÇÕES MÁXIMAS COM 90% DA 1RM NOS EXERCÍCIOS SUPINO RETO E LEG PRESS APÓS AQUECIMENTO ESPECÍFICO E ALONGAMENTO ESTÁTICO MAXIMUM REPETITIONS WITH 90% OF 1MR IN BENCH PRESS AND LEG PRESS EXERCISES

Leia mais

RESPOSTA AO EXERCICIO COM PESOS PARA GRUPOS DE DIFERENTES FAIXAS ETARIAS EM HUMANOS

RESPOSTA AO EXERCICIO COM PESOS PARA GRUPOS DE DIFERENTES FAIXAS ETARIAS EM HUMANOS 27 CIÊNCIAS AGRÁRIAS TRABALHO ORIGINAL RESPOSTA AO EXERCICIO COM PESOS PARA GRUPOS DE DIFERENTES FAIXAS ETARIAS EM HUMANOS ANSWER TO THE EXERCISE WITH WEIGHTS FOR GROUPS OF DIFFERENT AGE RANGE IN HUMANS

Leia mais

CORRELAÇÃO ENTRE VALORES DE FORÇA MUSCULAR MENSURADOS PELOS TESTES ISOCINÉTICO, ISOMÉTRICO E DE 1RM, EM INDIVÍDUOS DE MEIA IDADE

CORRELAÇÃO ENTRE VALORES DE FORÇA MUSCULAR MENSURADOS PELOS TESTES ISOCINÉTICO, ISOMÉTRICO E DE 1RM, EM INDIVÍDUOS DE MEIA IDADE VOLUME 7 NÚMERO 1 Janeiro/ Junho 2011 CORRELAÇÃO ENTRE VALORES DE FORÇA MUSCULAR MENSURADOS PELOS TESTES ISOCINÉTICO, ISOMÉTRICO E DE 1RM, EM INDIVÍDUOS DE MEIA IDADE Eurico Nestor Wilhelm Neto 1 Régis

Leia mais

INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO SUL DE MINAS GERAIS CAMPUS MUZAMBINHO Bacharelado em Educação Física

INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO SUL DE MINAS GERAIS CAMPUS MUZAMBINHO Bacharelado em Educação Física INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO SUL DE MINAS GERAIS CAMPUS MUZAMBINHO Bacharelado em Educação Física Marcos Abibi Tavares da Cunha Petrous André Monteiro Cesário RESPOSTAS CARDIOVASCULARES

Leia mais

EFEITO DA ESTIMULAÇÃO VESTIBULAR NO PERFIL SENSORIAL DE CRIANÇAS COM PARALISIA CEREBRAL: ENSAIO CLÍNICO RANDOMIZADO ALEATORIZADO

EFEITO DA ESTIMULAÇÃO VESTIBULAR NO PERFIL SENSORIAL DE CRIANÇAS COM PARALISIA CEREBRAL: ENSAIO CLÍNICO RANDOMIZADO ALEATORIZADO 1 UNIVERSIDADE DE BRASÍLIA-UnB FACULDADE DE CEILÂNDIA-FCE CURSO DE FISIOTERAPIA YASMIN SANTANA MAGALHÃES EFEITO DA ESTIMULAÇÃO VESTIBULAR NO PERFIL SENSORIAL DE CRIANÇAS COM PARALISIA CEREBRAL: ENSAIO

Leia mais

Influência do fortalecimento abdominal na função perineal, associado ou não à orientação de contração do assoalho pélvico, em nulíparas

Influência do fortalecimento abdominal na função perineal, associado ou não à orientação de contração do assoalho pélvico, em nulíparas Influência do fortalecimento abdominal na função perineal, associado ou não à orientação de contração do assoalho pélvico, em nulíparas The abdominal strengthen influence in perineal function when associated,

Leia mais

Treinamento Concorrente

Treinamento Concorrente Universidade Federal de Minas Gerais Escola de Educação Física Fisioterapia e Terapia Ocupacional Especialização em Treinamento de Força e Musculação Treinamento Concorrente Aluno: Marcelo Vidigal Coscarelli

Leia mais

Força e Resistência Muscular

Força e Resistência Muscular Força e Resistência Muscular Prof. Sergio Gregorio da Silva, PhD Objetivos do Treinamento com Pesos Aumento da massa muscular Força Potência Velocidade Resistência Muscular Localizada Equilibro Coordenação

Leia mais

Universidade Técnica de Lisboa. Faculdade de Motricidade Humana

Universidade Técnica de Lisboa. Faculdade de Motricidade Humana Universidade Técnica de Lisboa Faculdade de Motricidade Humana O Método Pilates e os seus Efeitos em Termos de Autoeficácia na Musculatura do Pavimento Pélvico em Mulheres com Incontinência Urinária de

Leia mais

INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO SUL DE MINAS GERAIS. CAMPUS MUZAMBINHO Bacharelado em Educação Física

INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO SUL DE MINAS GERAIS. CAMPUS MUZAMBINHO Bacharelado em Educação Física INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO SUL DE MINAS GERAIS. CAMPUS MUZAMBINHO Bacharelado em Educação Física BRUNA COSTA MARTINS EFICIÊNCIA DA PRESCRIÇÃO DE EXERCÍCIOS RESISTIDOS ATRAVÉS

Leia mais

INTERFERÊNCIA DO TREINAMENTO EM NATAÇÃO COM DIFERENTES INTENSIDADES NA CARCINOGÊNESE EXPERIMENTAL DO CÓLON

INTERFERÊNCIA DO TREINAMENTO EM NATAÇÃO COM DIFERENTES INTENSIDADES NA CARCINOGÊNESE EXPERIMENTAL DO CÓLON WELLINGTON LUNZ INTERFERÊNCIA DO TREINAMENTO EM NATAÇÃO COM DIFERENTES INTENSIDADES NA CARCINOGÊNESE EXPERIMENTAL DO CÓLON Dissertação apresentada à Universidade Federal de Viçosa, como parte das exigências

Leia mais

EFICÁCIA DO MÉTODO DE MUSCULAÇÃO DROP-SET RELACIONANDO FORÇA E COMPOSIÇÃO CORPORAL

EFICÁCIA DO MÉTODO DE MUSCULAÇÃO DROP-SET RELACIONANDO FORÇA E COMPOSIÇÃO CORPORAL EFICÁCIA DO MÉTODO DE MUSCULAÇÃO DROP-SET RELACIONANDO FORÇA E COMPOSIÇÃO CORPORAL Márcio Luis Carvalho 1 Gilson Brun 2 Matheus Uba Chupel 3 William Cordeiro de Souza 4 Wallace Bruno de Souza 5 Marcos

Leia mais

EFEITOS DE DIFERENTES PROGRAMAS DE TREINAMENTO DE FORÇA NO MEIO AQUÁTICO COM DIFERENTES VOLUMES NAS ADAPTAÇÕES NEUROMUSCULARES DE MULHERES JOVENS

EFEITOS DE DIFERENTES PROGRAMAS DE TREINAMENTO DE FORÇA NO MEIO AQUÁTICO COM DIFERENTES VOLUMES NAS ADAPTAÇÕES NEUROMUSCULARES DE MULHERES JOVENS EFEITOS DE DIFERENTES PROGRAMAS DE TREINAMENTO DE FORÇA NO MEIO AQUÁTICO COM DIFERENTES VOLUMES NAS ADAPTAÇÕES NEUROMUSCULARES DE MULHERES JOVENS Maira Cristina Wolf Schoenell Porto Alegre 2014 DADOS INTERNACIONAIS

Leia mais

CRITÉRIOS DE PRESCRIÇÃO DE EXERCÍCIOS ATRAVÉS DE 1 RM

CRITÉRIOS DE PRESCRIÇÃO DE EXERCÍCIOS ATRAVÉS DE 1 RM 1 ARTIGO ORIGINAL CRITÉRIOS DE PRESCRIÇÃO DE EXERCÍCIOS ATRAVÉS DE 1 RM Carlos Henrique Silva Leonardo Silva de Rezende Maria Amélia Paes Villas-Bôas da Fonseca Nádia Maria de Sales Pires Pós Graduação

Leia mais

EFEITO CRÔNICO DO ALONGAMENTO REALIZADO ANTES OU APÓS TREINAMENTO DE FORÇA DE ISQUIOTIBIAIS NA FLEXIBILIDADE E NA FORÇA

EFEITO CRÔNICO DO ALONGAMENTO REALIZADO ANTES OU APÓS TREINAMENTO DE FORÇA DE ISQUIOTIBIAIS NA FLEXIBILIDADE E NA FORÇA PAULO HENRIQUE FOPPA DE ALMEIDA EFEITO CRÔNICO DO ALONGAMENTO REALIZADO ANTES OU APÓS TREINAMENTO DE FORÇA DE ISQUIOTIBIAIS NA FLEXIBILIDADE E NA FORÇA Dissertação de Mestrado defendida como pré-requisito

Leia mais

ANÁLISE DO CONTROLE CERVICAL DE LACTENTES TÍPICOS E CRIANÇAS COM PARALISIA CEREBRAL

ANÁLISE DO CONTROLE CERVICAL DE LACTENTES TÍPICOS E CRIANÇAS COM PARALISIA CEREBRAL 1 UNIVERSIDADE DE BRASÍLIA-UnB FACULDADE DE CEILÂNDIA-FCE CURSO DE FISIOTERAPIA JÉSSIKA DE CARVALHO DE ALMEIDA ANÁLISE DO CONTROLE CERVICAL DE LACTENTES TÍPICOS E CRIANÇAS COM PARALISIA CEREBRAL BRASÍLIA

Leia mais

EFEITO DA ORDEM DOS EXERCÍCIOS NO TREINAMENTO DE FORÇA EFFECTS OF THE EXERCISE ORDER IN THE RESISTANCE TRAINING

EFEITO DA ORDEM DOS EXERCÍCIOS NO TREINAMENTO DE FORÇA EFFECTS OF THE EXERCISE ORDER IN THE RESISTANCE TRAINING Revista CPAQV Centro de Pesquisas Avançadas em Qualidade de Vida ISSN: 2178-7514. V.5, n.3, 2013 ARTIGO DE REVISÃO EFEITO DA ORDEM DOS EXERCÍCIOS NO TREINAMENTO DE FORÇA EFFECTS OF THE EXERCISE ORDER IN

Leia mais

EFEITOS DA DURAÇÃO DA LUTA DE JUDÔ NA PERFORMANCE DO GESTO ESPORTIVO: UM ESTUDO ELETROMIOGRÁFICO

EFEITOS DA DURAÇÃO DA LUTA DE JUDÔ NA PERFORMANCE DO GESTO ESPORTIVO: UM ESTUDO ELETROMIOGRÁFICO EFEITOS DA DURAÇÃO DA LUTA DE JUDÔ NA PERFORMANCE DO GESTO ESPORTIVO: UM ESTUDO ELETROMIOGRÁFICO Silvia Regina Ribeiro 1, Carlos Julio Tierra-Criollo 2 1 Laboratório de Biodinâmica do Movimento Humano

Leia mais

Número de repetições e intensidade relativa em membros superiores e inferiores: implicações para o treinamento

Número de repetições e intensidade relativa em membros superiores e inferiores: implicações para o treinamento 1 Repetições e intensidade Artigo Original Número de repetições e intensidade relativa em membros superiores e inferiores: implicações para o treinamento Number of repetitions and relative intensity in

Leia mais

PLATAFORMA VIBRATÓRIA EMAGRECE?

PLATAFORMA VIBRATÓRIA EMAGRECE? PLATAFORMA VIBRATÓRIA EMAGRECE? Amaral, Mayra Ternes¹; Noronha, Alessandra Ferreira de² ¹Pós Graduanda em Fisioterapia Dermatofuncional Centro de Estudos Avançados e Formação Integrada (CEAFI - Pós graduação);

Leia mais

SUMÁRIO. Página LISTA DE TABELAS LISTA DE FIGURAS

SUMÁRIO. Página LISTA DE TABELAS LISTA DE FIGURAS i DEDICATÓRIA Dedico esse trabalho aos meus pais Helcio (in memorian) e Alina, com todo meu amor e gratidão, por tudo que fizeram por mim ao longo de minha vida. Desejo poder ter sido merecedor do esforço

Leia mais

BASES CIENTÍFICAS DOS MÉTODOS E SISTEMAS DE TREINAMENTO DE FORÇA. Belmiro Freitas de Salles 1, Roberto Simão 1

BASES CIENTÍFICAS DOS MÉTODOS E SISTEMAS DE TREINAMENTO DE FORÇA. Belmiro Freitas de Salles 1, Roberto Simão 1 BASES CIENTÍFICAS DOS MÉTODOS E SISTEMAS DE TREINAMENTO DE FORÇA Belmiro Freitas de Salles 1, Roberto Simão 1 RESUMO Das inúmeras possibilidades manipulação das variáveis metodológicas de prescrição originaram

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE DEPARTAMENTO DE FISIOTERAPIA PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM FISIOTERAPIA

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE DEPARTAMENTO DE FISIOTERAPIA PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM FISIOTERAPIA UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE DEPARTAMENTO DE FISIOTERAPIA PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM FISIOTERAPIA INFLUÊNCIA DA FADIGA NO COMPORTAMENTO NEUROMUSCULAR DO QUADRÍCEPS FEMORAL, APÓS RECONSTRUÇÃO

Leia mais

UTILIZAÇÃO DA POTÊNCIA MUSCULAR NO FUTEBOL: UM ESTUDO DA ESPECIFICIDADE EM JOGADORES DE DIFERENTES POSIÇÕES.

UTILIZAÇÃO DA POTÊNCIA MUSCULAR NO FUTEBOL: UM ESTUDO DA ESPECIFICIDADE EM JOGADORES DE DIFERENTES POSIÇÕES. R EVISTA T REINAMENTO DESPORTIVO 35 UTILIZAÇÃO DA POTÊNCIA MUSCULAR NO FUTEBOL: UM ESTUDO DA ESPECIFICIDADE EM JOGADORES DE DIFERENTES POSIÇÕES. artigo original Prof. Wilson Rinaldi Professor de Educação

Leia mais

Treinador de força da atletas em nível olímpico e pan americano

Treinador de força da atletas em nível olímpico e pan americano Doutor em Ciências da Saúde Mestre em Educação Física Pós graduado em Musculação e Treinamento de Força Pós graduado em Fisiologia do Exercício Graduado em Educação Física Professor do curso de Pós Graduação

Leia mais

Pró-Reitoria de Pós-Graduação e Pesquisa Lato Sensu em Fisiologia do Exercício Trabalho de Conclusão de Curso

Pró-Reitoria de Pós-Graduação e Pesquisa Lato Sensu em Fisiologia do Exercício Trabalho de Conclusão de Curso Pró-Reitoria de Pós-Graduação e Pesquisa Lato Sensu em Fisiologia do Exercício Trabalho de Conclusão de Curso REVISÃO DE LITERATURA: PERIODIZAÇÃO ONDULATÓRIA E GANHO DE FORÇA MUSCULAR Autor: Murilo de

Leia mais

AVALIAÇÃO DA FORÇA MUSCULAR, EM DIFERENTES PERÍODOS DO CICLO MENSTRUAL

AVALIAÇÃO DA FORÇA MUSCULAR, EM DIFERENTES PERÍODOS DO CICLO MENSTRUAL AVALIAÇÃO DA FORÇA MUSCULAR, EM DIFERENTES PERÍODOS DO CICLO MENSTRUAL Cristovão Humberto Lucena Bezerra Graduado em Educação Física. Universidade Potiguar UnP. E-mail: cristovao@unp.br Jose Fernandes

Leia mais

Estimulação elétrica neuromuscular versus treinamento de força em mulheres idosas

Estimulação elétrica neuromuscular versus treinamento de força em mulheres idosas Geriatria & Gerontologia. 2008; 2(1): 12-16 ARTIGO original Estimulação elétrica neuromuscular versus treinamento de força em mulheres idosas Neuromuscular Electrical Stimulation versus Strength Training

Leia mais

Dedicatória. À memória do meu querido avô Amaro, nunca te esquecerei. Aos meus filhos António e Cecília, pelos momentos ausentes.

Dedicatória. À memória do meu querido avô Amaro, nunca te esquecerei. Aos meus filhos António e Cecília, pelos momentos ausentes. ii Dedicatória À memória do meu querido avô Amaro, nunca te esquecerei. Aos meus filhos António e Cecília, pelos momentos ausentes. iii iv Agradecimentos Uma investigação desta tipologia envolve, directa

Leia mais

Análise comparativa da força muscular e atividade elétrica entre o vasto medial e vasto lateral na cadeira extensora.

Análise comparativa da força muscular e atividade elétrica entre o vasto medial e vasto lateral na cadeira extensora. Análise comparativa da força muscular e atividade elétrica entre o vasto medial e vasto lateral na cadeira extensora. Felipe Longo Correia de Araújo¹ Elvis Costa Crispiniano² Felipe Heylan Nogueira de

Leia mais

Efeito da Kinesio Taping no torque extensor isocinético da articulação do joelho

Efeito da Kinesio Taping no torque extensor isocinético da articulação do joelho doi: 10.4181/RNC.2015.23.02.1009.5p Efeito da Kinesio Taping no torque extensor isocinético da articulação do joelho Effect of Kinesio Taping on isokinetic knee peak torque Patrícia Martins Franciulli

Leia mais

ANALYSIS OF THE ESTIMATED MAXIMUM REPETITIONS THROUGH ONE MAXIMUM REPETITION

ANALYSIS OF THE ESTIMATED MAXIMUM REPETITIONS THROUGH ONE MAXIMUM REPETITION VOLUME 3 NÚMERO 2 Julho / Dezembro 2007 ANÁLISE DAS REPETIÇÕES MÁXIMAS ESTIMADAS ATRAVÉS DO TESTE DE UMA REPETIÇÃO MÁXIMA Daiane Graziottin Borges 1 Jacqueline Souza Oliveira 2 João Paulo Manochio Riscado

Leia mais

PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DO RIO GRANDE DO SUL

PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DO RIO GRANDE DO SUL 1 PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DO RIO GRANDE DO SUL INSTITUTO DE GERIATRIA E GERONTOLOGIA PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM GERONTOLOGIA BIOMÉDICA EFEITOS DE UM PROGRAMA DE TREINAMENTO QUE COMBINA HIDROGINÁSTICA

Leia mais

movimento & saúde REVISTAINSPIRAR

movimento & saúde REVISTAINSPIRAR AVALIAÇÃO ISOCINÉTICA EM AMPUTAÇÕES TANSTIBIAIS ANÁLISE DA FORÇA MUSCULAR DOS FLEXORES E EXTENSORES DOS JOELHOS Evaluation in below knee amputees Resumo Gilmar Camilo da Silva¹, Caio Augusto de Sousa Nery²,

Leia mais

Treinamento Contrarresistência Conceitos Básicos

Treinamento Contrarresistência Conceitos Básicos Treinamento Contrarresistência Conceitos Básicos Prof. Paulo Sergio Gomes, Ph.D. Programa de Pós- graduação em Educação Física Centro de Pesquisas Interdiciplinares em Saúde AVISO Material de propriedade

Leia mais

Revista Brasileira de Prescrição e Fisiologia do Exercício ISSN 1981-9900 versão eletrônica

Revista Brasileira de Prescrição e Fisiologia do Exercício ISSN 1981-9900 versão eletrônica TESTE DE 1RM NA PRESCRIÇÃO DO TREINAMENTO DE FORÇA 543 Juan Marcelo Simões Cáceres 1, Ciane Vanessa Steinbach 1, Tiago Figueiredo 1,4, Belmiro Freitas de Salles 1, Renato Aparecido de Souza 2, Humberto

Leia mais

O mito da ativação seletiva do músculo vasto medial

O mito da ativação seletiva do músculo vasto medial ARTIGO DE REVISÃO REVISTA BRASILEIRA DE ciência & movimento ISSN 0103-1716 O mito da ativação seletiva do músculo vasto medial The myth of the selective activation of the vastus medialis SPERANDEI, S.

Leia mais

O INTERVALO DE RECUPERAÇÃO AFETA O VOLUME DA SESSÃO DE EXERCÍCIO RESISTIDO EM MULHERES?

O INTERVALO DE RECUPERAÇÃO AFETA O VOLUME DA SESSÃO DE EXERCÍCIO RESISTIDO EM MULHERES? ISSN 0103-5150 Fisioter. Mov., Curitiba, v. 22, n. 2, p. 239-247, abr./jun. 2009 Licenciado sob uma Licença Creative Commons O INTERVALO DE RECUPERAÇÃO AFETA O VOLUME DA SESSÃO DE EXERCÍCIO RESISTIDO EM

Leia mais

EFEITO DE DIFERENTES ESTRATÉGIAS DE AQUECIMENTO NO DESEMPENHO DOS TESTES DE 1RM NO SUPINO RETO. Lucas Henrique Foganholi 1 e Débora Alves Guariglia 1

EFEITO DE DIFERENTES ESTRATÉGIAS DE AQUECIMENTO NO DESEMPENHO DOS TESTES DE 1RM NO SUPINO RETO. Lucas Henrique Foganholi 1 e Débora Alves Guariglia 1 Revista Hórus, volume 6, número 1 (Jan-Mar), 2012. 48 EFEITO DE DIFERENTES ESTRATÉGIAS DE AQUECIMENTO NO DESEMPENHO DOS TESTES DE 1RM NO SUPINO RETO Lucas Henrique Foganholi 1 e Débora Alves Guariglia

Leia mais

Resumo Palavras-chave Title Abstract Keywords

Resumo Palavras-chave Title Abstract Keywords abr. mai. jun. 2008 O X V, º 53 151-157 TEG ÇÃO 151 Análise anatômica e eletromiográfica dos exercícios de leg press, agachamento e stiff Ðaniel teixeira maldonado*; miliana de carvalho**; katia brandina**;

Leia mais

EFEITO DE DIFERENTES FREQUÊNCIAS DE TREINAMENTO COM PESOS E EQUIVALENTE VOLUME DE TREINO SOBRE A FORÇA MUSCULAR E COMPOSIÇÃO CORPORAL EM IDOSAS

EFEITO DE DIFERENTES FREQUÊNCIAS DE TREINAMENTO COM PESOS E EQUIVALENTE VOLUME DE TREINO SOBRE A FORÇA MUSCULAR E COMPOSIÇÃO CORPORAL EM IDOSAS UNIVERSIDADE ESTADUAL DE LONDRINA CENTRO DE EDUCAÇÃO FÍSICA E ESPORTE FÁBIO LUIZ CHECHE PINA EFEITO DE DIFERENTES FREQUÊNCIAS DE TREINAMENTO COM PESOS E EQUIVALENTE VOLUME DE TREINO SOBRE A FORÇA MUSCULAR

Leia mais

Análise comparativa de exercícios em cadeia cinética aberta e fechada no tratamento de pacientes com disfunção fêmoro-patelar

Análise comparativa de exercícios em cadeia cinética aberta e fechada no tratamento de pacientes com disfunção fêmoro-patelar FISIO ISIOTERAPIA Análise comparativa de exercícios em cadeia Angela Maria Oliveira Melim Pesquisadora Cristina Maria N. Cabral Orientadora Resumo A disfunção fêmoro-patelar (DFP) é definida como dor anterior

Leia mais

EFEITO DE DUAS TÉCNICAS DE ALONGAMENTO MUSCULAR DOS ISQUIOTIBIAIS NA AMPLITUDE DE EXTENSÃO ATIVA DO JOELHO E NO PICO DE TORQUE

EFEITO DE DUAS TÉCNICAS DE ALONGAMENTO MUSCULAR DOS ISQUIOTIBIAIS NA AMPLITUDE DE EXTENSÃO ATIVA DO JOELHO E NO PICO DE TORQUE ÍSSN 1413-3555 Rev. bras. fisioter. Vol. 9, No. I (2005 ). 71-76 Revista Brasileira de Fisioterapia EFEITO DE DUAS TÉCNICAS DE ALONGAMENTO MUSCULAR DOS ISQUIOTIBIAIS NA AMPLITUDE DE EXTENSÃO ATIVA DO JOELHO

Leia mais

Brazilian Journal of Physical Therapy

Brazilian Journal of Physical Therapy Brazilian Journal of Physical Therapy Journal affiliated with the Associação Brasileira de Editores Científicos A B E C ISSN 1413-3555 Rev Bras Fisioter, São Carlos, v. 14, n. 4, p. 276-359, jul./ago.

Leia mais

RESPOSTA CRÔNICA DA PRESSÃO ARTERIAL SISTÓLICA EM DIFERENTES MÉTODOS DE TREINAMENTO DE FORÇA: DELORME VERSUS OXFORD

RESPOSTA CRÔNICA DA PRESSÃO ARTERIAL SISTÓLICA EM DIFERENTES MÉTODOS DE TREINAMENTO DE FORÇA: DELORME VERSUS OXFORD RESPOSTA CRÔNICA DA PRESSÃO ARTERIAL SISTÓLICA EM DIFERENTES MÉTODOS DE TREINAMENTO DE FORÇA: DELORME VERSUS OXFORD Dailson Paulucio da Silva Graduando em Educação Física dailson_educacaofisica@yahoo.com.br

Leia mais

ANÁLISE COMPARATIVA DO DESEMPENHO MUSCULAR ISOCINÉTICO ENTRE JOGADORES DE FUTEBOL E FUTSAL. Universidade Católica de Brasília

ANÁLISE COMPARATIVA DO DESEMPENHO MUSCULAR ISOCINÉTICO ENTRE JOGADORES DE FUTEBOL E FUTSAL. Universidade Católica de Brasília ANÁLISE COMPARATIVA DO DESEMPENHO MUSCULAR ISOCINÉTICO ENTRE JOGADORES DE FUTEBOL E FUTSAL Pablo Fraga Alexandre 1,2 Rodrigo Cabral Lacerda 1,2 Lysleine Alves de Deus 2 Fábio Tenório de Melo 2 Maria Gracinda

Leia mais

OS EFEITOS DO TREINAMENTO FORÇA SOBRE A POTÊNCIA E A VELOCIDADE EM ATLETAS DE FUTSAL DA CATEGORIA ADULTO MASCULINO.

OS EFEITOS DO TREINAMENTO FORÇA SOBRE A POTÊNCIA E A VELOCIDADE EM ATLETAS DE FUTSAL DA CATEGORIA ADULTO MASCULINO. OS EFEITOS DO TREINAMENTO FORÇA SOBRE A POTÊNCIA E A VELOCIDADE EM ATLETAS DE FUTSAL DA CATEGORIA ADULTO MASCULINO. THE EFFECTS OF STRENGTH TRAINING ON THE POWER AND THE SPEED IN ATHLETES OF FUTSAL OF

Leia mais

A elaboração da presente dissertação foi apoiada, em parte, por um financiamento da Junta Nacional de Investigação Científica e Tecnológica, no

A elaboração da presente dissertação foi apoiada, em parte, por um financiamento da Junta Nacional de Investigação Científica e Tecnológica, no Dissertação de Mestrado em Psicologia, especialização em Psicologia Desportiva, sob a orientação conjunta do Prof. Doutor José Fernando da Silva Azevedo Cruz e do Prof. Doutor Leandro da Silva Almeida.

Leia mais

User interface evaluation experiences: A brief comparison between usability and communicability testing

User interface evaluation experiences: A brief comparison between usability and communicability testing User interface evaluation experiences: A brief comparison between usability and communicability testing Kern, Bryan; B.S.; The State University of New York at Oswego kern@oswego.edu Tavares, Tatiana; PhD;

Leia mais

RELAÇÕES ENTRE O DESEMPENHO NO VESTIBULAR E O RENDIMENTO ACADÊMICO DOS ESTUDANTES NO CURSO DE GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA DE MATERIAIS DA UFSCAR

RELAÇÕES ENTRE O DESEMPENHO NO VESTIBULAR E O RENDIMENTO ACADÊMICO DOS ESTUDANTES NO CURSO DE GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA DE MATERIAIS DA UFSCAR RELAÇÕES ENTRE O DESEMPENHO NO VESTIBULAR E O RENDIMENTO ACADÊMICO DOS ESTUDANTES NO CURSO DE GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA DE MATERIAIS DA UFSCAR Walter Libardi libardi@power.ufscar.br Pedro Ferreira Filho

Leia mais

COMPARAÇÃO DO MÉTODO PRÉ-EXAUSTÃO E DA ORDEM INVERSA EM EXERCÍCIOS PARA MEMBROS INFERIORES

COMPARAÇÃO DO MÉTODO PRÉ-EXAUSTÃO E DA ORDEM INVERSA EM EXERCÍCIOS PARA MEMBROS INFERIORES COMPARAÇÃO DO MÉTODO PRÉ-EXAUSTÃO E DA ORDEM INVERSA EM EXERCÍCIOS PARA MEMBROS INFERIORES COMPARISION OF THE PRE-EXHAUSTION METHOD AND THE INVERSE ORDER IN LOWER BODY EXERCISES Belmiro Freitas de Salles

Leia mais

Efeito do exercício físico e da administração de testosterona na consolidação de fraturas de tíbia em ratos

Efeito do exercício físico e da administração de testosterona na consolidação de fraturas de tíbia em ratos ISSN 0103-5150 Fisioter. Mov., Curitiba, v. 25, n. 4, p. 777-784, out./dez. 2012 Licenciado sob uma Licença Creative Commons doi: 10.1590/S0103-51502012000400010 [T] Efeito do exercício físico e da administração

Leia mais

Recuperação funcional da síndrome. fêmoro-patelar: um estudo. comparativo entre fortalecimento e. alongamento muscular

Recuperação funcional da síndrome. fêmoro-patelar: um estudo. comparativo entre fortalecimento e. alongamento muscular CRISTINA MARIA NUNES CABRAL Recuperação funcional da síndrome fêmoro-patelar: um estudo comparativo entre fortalecimento e alongamento muscular Tese apresentada à Faculdade de Medicina da Universidade

Leia mais

AVALIAÇÃO ISOCINÉTICA DE QUADRÍCEPS E ÍSQUIOS-TIBIAIS NOS ATLETAS DE JIU-JITSU Quadriceps and Hamstrings Isokinetic evaluation in Ju-jitsu Athletes

AVALIAÇÃO ISOCINÉTICA DE QUADRÍCEPS E ÍSQUIOS-TIBIAIS NOS ATLETAS DE JIU-JITSU Quadriceps and Hamstrings Isokinetic evaluation in Ju-jitsu Athletes AVALIAÇÃO ISOCINÉTICA DE QUADRÍCEPS E ÍSQUIOS-TIBIAIS NOS ATLETAS DE JIU-JITSU Quadriceps and Hamstrings Isokinetic evaluation in Ju-jitsu Athletes Artigo original RESUMO O Jiu-jitsu é uma arte marcial

Leia mais

DÉBORA SHEMENNIA GULARTE DE SOUZA ADAPTAÇÕES CRÔNICAS AO EXERCÍCIO EXCÊNTRICO EM DIFERENTES VELOCIDADES DE EXECUÇÃO DO MOVIMENTO

DÉBORA SHEMENNIA GULARTE DE SOUZA ADAPTAÇÕES CRÔNICAS AO EXERCÍCIO EXCÊNTRICO EM DIFERENTES VELOCIDADES DE EXECUÇÃO DO MOVIMENTO DÉBORA SHEMENNIA GULARTE DE SOUZA ADAPTAÇÕES CRÔNICAS AO EXERCÍCIO EXCÊNTRICO EM DIFERENTES VELOCIDADES DE EXECUÇÃO DO MOVIMENTO Trabalho de conclusão de curso apresentado ao curso superior de Bacharelado

Leia mais

Introdução. Material e método

Introdução. Material e método Efeitos de um programa de atividade física no equilíbrio e na força muscular do quadríceps em mulheres osteoporóticas visando uma melhoria na qualidade de vida The effects of a physical exercise program

Leia mais

MÉTODOS DE SUPERAR A DORMÊNCIA DE SEMENTES DE BRACATINGA PARA PLANTIO COM MÁQUINA RESUMO

MÉTODOS DE SUPERAR A DORMÊNCIA DE SEMENTES DE BRACATINGA PARA PLANTIO COM MÁQUINA RESUMO MÉTODOS DE SUPERAR A DORMÊNCIA DE SEMENTES DE BRACATINGA PARA PLANTIO COM MÁQUINA Ayrton Zanon * RESUMO Dentre os métodos pré-germinativos já determinados para superar a dormência de sementes de bracatinga

Leia mais

Faculdades Adamantinenses Integradas (FAI) www.fai.com.br

Faculdades Adamantinenses Integradas (FAI) www.fai.com.br Faculdades Adamantinenses Integradas (FAI) www.fai.com.br LEITE, Gisele Bueno da Silva; MOURA, Karla Senger Pinto de; DORNELAS, Lilian Maria Candido de Souza; BORGES, Juliana Bassalobre Carvalho. Atuação

Leia mais

TREINAMENTO COM PESOS, SAÚDE E ENVELHECIMENTO

TREINAMENTO COM PESOS, SAÚDE E ENVELHECIMENTO TREINAMENTO COM PESOS, SAÚDE E ENVELHECIMENTO FORÇA E ENVELHECIMENTO MODIFICAÇÕES FUNCIONAIS COMPORTAMENTO FORÇA MUSCULAR Força Muscular 12 a 15% por década. Gobbi et al. (2005) Sarcopenia é um termo genérico

Leia mais

Leonardo Pereira Rodrigues dos Santos

Leonardo Pereira Rodrigues dos Santos Leonardo Pereira Rodrigues dos Santos Desenvolvimento de serviços na área de educação: uma aplicação de análise conjunta nos cursos de mestrado em administração de empresas DISSERTAÇÃO DE MESTRADO DEPARTAMENTO

Leia mais

Total Knee Replacement

Total Knee Replacement Total Knee Replacement Total knee replacement is a surgery to replace worn or damaged parts of the knee joint. The surfaces of the diseased joint are removed and replaced with an artificial joint. This

Leia mais

Variáveis Manipuláveis do Treino de Força

Variáveis Manipuláveis do Treino de Força Variáveis Manipuláveis do Treino de Força Lucimere Bohn lucimerebohn@gmail.com Área de Formação: 813 Desporto. Curso: Musculação e Cardiofitness. Módulo: Bases Morfofisiológicas VARIÁVEIS MANIPULÁVEIS

Leia mais

Universidade Camilo Castelo Branco UNICASTELO

Universidade Camilo Castelo Branco UNICASTELO 1 ÍNDICE Estrutura... Pág. 3 Formatação... Pág. 5 Modelos... Pág. 7 2 1. ESTRUTURA Os trabalhos de conclusão de curso, as dissertações de mestrado e as teses de doutorado constam de três partes: 1) Pré-texto

Leia mais

OS PRINCIPAIS MÚSCULOS QUE ATUAM NOS MOVIMENTOS DA REMADA NO SURFE

OS PRINCIPAIS MÚSCULOS QUE ATUAM NOS MOVIMENTOS DA REMADA NO SURFE Revista Mackenzie de Educação Física e Esporte 2007, 6 (3): 163-170 OS PRINCIPAIS MÚSCULOS QUE ATUAM NOS MOVIMENTOS DA REMADA NO SURFE Alexandre Alvarenga Roquette Sônia Cavalcanti Corrêa Universidade

Leia mais

Normas sociais influenciam o reuso de toalhas em hotéis? Um experimento no Rio de Janeiro

Normas sociais influenciam o reuso de toalhas em hotéis? Um experimento no Rio de Janeiro Maria Leticia Soares Bezerra de Mello Normas sociais influenciam o reuso de toalhas em hotéis? Um experimento no Rio de Janeiro Dissertação de Mestrado Dissertação apresentada ao Programa de Pósgraduação

Leia mais

Avaliação isocinética. "Análise do desempenho muscular de flexores e extensores de joelho em jovens desportistas praticantes de voleibal"

Avaliação isocinética. Análise do desempenho muscular de flexores e extensores de joelho em jovens desportistas praticantes de voleibal AR Avaliação isocinética. "Análise do desempenho muscular de flexores e extensores de joelho em jovens desportistas praticantes de voleibal" Abel Oliveira Lúeio* Gilson Tanaka Shinzato** Linamara Rizzo

Leia mais

Palavras-chave: Controle Autonômico; Recuperação; Treinamento Esportivo; Esportes Coletivos.

Palavras-chave: Controle Autonômico; Recuperação; Treinamento Esportivo; Esportes Coletivos. RESUMO O futsal é um esporte intermitente com muitas substituições e pausas durante a partida, o que possibilita a recuperação de variáveis fisiológicas durante esses momentos, proporcionando ao jogador,

Leia mais

ALONGAMENTO, CAMINHADA E FORTALECIMENTO DOS MÚSCULOS DA COXA: UM PROGRAMA DE ATIVIDADE FÍSICA PARA MULHERES COM OSTEOPOROSE

ALONGAMENTO, CAMINHADA E FORTALECIMENTO DOS MÚSCULOS DA COXA: UM PROGRAMA DE ATIVIDADE FÍSICA PARA MULHERES COM OSTEOPOROSE Rev. bras. fisioter. Vol. 7, No. 3 (2003), 261-267 Associação Brasileira de Fisioterapia ALONGAMENTO, CAMINHADA E FORTALECIMENTO DOS MÚSCULOS DA COXA: UM PROGRAMA DE ATIVIDADE FÍSICA PARA MULHERES COM

Leia mais

Análise da resistência externa e da atividade eletromiográfica do movimento de extensão de quadril realizado segundo o método Pilates

Análise da resistência externa e da atividade eletromiográfica do movimento de extensão de quadril realizado segundo o método Pilates Artigo Original ISSN 1413-3555 Rev Bras Fisioter, São Carlos, v. 13, Rev n. 1, Bras p. X-XX, Fisioter, jan./fev. São Carlos 9 Revista Brasileira de Fisioterapia Análise da resistência externa e da atividade

Leia mais

EFEITOS AGUDOS DE DIFERENTES VOLUMES DE FLEXIONAMENTO ESTÁTICO SOBRE A FORÇA MÁXIMA

EFEITOS AGUDOS DE DIFERENTES VOLUMES DE FLEXIONAMENTO ESTÁTICO SOBRE A FORÇA MÁXIMA EFEITOS AGUDOS DE DIFERENTES VOLUMES DE FLEXIONAMENTO ESTÁTICO SOBRE A FORÇA MÁXIMA Acute effects of different volumes of static stretching upon maximum strength Leonardo Antônio dos Santos Galdino 1 RESUMO

Leia mais

Revista Hórus Volume 4, número 1

Revista Hórus Volume 4, número 1 ANÁLISE DOS EFEITOS DE DUAS METODOLOGIAS DE TREINAMENTO COM VELOCIDADES DE EXECUÇÃO DIFERENTES SOBRE A RESPOSTA DE HIPERTROFIA MUSCULAR EM PRATICANTES DE MUSCULAÇÃO Luiz Gustavo Salomão 1, Clodoaldo José

Leia mais

Caracterização da performance muscular em atletas profissionais de futebol *

Caracterização da performance muscular em atletas profissionais de futebol * ARTIGO ORIGINAL Caracterização da performance muscular em atletas profissionais de futebol * Sérgio T. da Fonseca, Juliana M. Ocarino, Paula L.P. da Silva, Raquel Soares Bricio, Christiano A. Costa e Letícia

Leia mais

METODOLOGIAS ESTATÍSTICAS APLICADAS A DADOS DE ANÁLISES QUÍMICAS DA ÁGUA PRODUZIDA EM UM CAMPO MADURO DE PETRÓLEO

METODOLOGIAS ESTATÍSTICAS APLICADAS A DADOS DE ANÁLISES QUÍMICAS DA ÁGUA PRODUZIDA EM UM CAMPO MADURO DE PETRÓLEO UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE CENTRO DE TECNOLOGIA CT CENTRO DE CIÊNCIAS EXATAS E DA TERRA CCET PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIA E ENGENHARIA DE PETRÓLEO - PPGCEP DISSERTAÇÃO DE MESTRADO

Leia mais

Dedico este trabalho às minhas filhas à minha esposa pelo apoio em todos os projetos. iii

Dedico este trabalho às minhas filhas à minha esposa pelo apoio em todos os projetos. iii Dedico este trabalho às minhas filhas à minha esposa pelo apoio em todos os projetos. iii Agradecimentos Um trabalho destes só é possível com a colaboração, participação e esforço conjugado de um elevado

Leia mais

AVALIAÇÃO DO USO DA FOTOGRAMETRIA NO POSICIONAMENTO DOS VÉRTICES DE IMÓVEIS RURAIS PARA FINS CADASTRAIS CONFORME PRECISÃO DETERMINADA PELO INCRA

AVALIAÇÃO DO USO DA FOTOGRAMETRIA NO POSICIONAMENTO DOS VÉRTICES DE IMÓVEIS RURAIS PARA FINS CADASTRAIS CONFORME PRECISÃO DETERMINADA PELO INCRA AVALIAÇÃO DO USO DA FOTOGRAMETRIA NO POSICIONAMENTO DOS VÉRTICES DE IMÓVEIS RURAIS PARA FINS CADASTRAIS CONFORME PRECISÃO DETERMINADA PELO INCRA Ronaldo Aparecido de Oliveira, MSc. ENGEFOTO Engenharia

Leia mais

Efeitos de diferentes intervalos de recuperação no número de repetições máximas

Efeitos de diferentes intervalos de recuperação no número de repetições máximas Revista Mineira de Ciências da Saúde Patos de Minas: UNIPAM, (1): 32-41, ano 1, n. 1, 2009 Efeitos de diferentes intervalos de recuperação no número de repetições máximas Cristiano Lino Monteiro de Barros

Leia mais

Levantamento, por áreas de atuação, de profissionais formados em pósgraduação

Levantamento, por áreas de atuação, de profissionais formados em pósgraduação Artigo Original Levantamento, por áreas de atuação, de profissionais formados em pósgraduação de Pilates Survey for areas of professionals trained in a post graduation program of Pilates Stephania de Rezende

Leia mais

Análise curricular dos cursos de pós-graduação em Pilates do Brasil. Academic Analysis of post-graduate Pilates Brazil

Análise curricular dos cursos de pós-graduação em Pilates do Brasil. Academic Analysis of post-graduate Pilates Brazil Artigo Original Análise curricular dos cursos de pós-graduação em Pilates do Brasil Academic Analysis of post-graduate Pilates Brazil Keila Maria Alves da Cunha 1, Cristina Aparecida Neves Ribeiro 2 Resumo

Leia mais

Felipe Sampaio- Jorge 1, Ludmila Schettino 2, Rafael Pereira 3. Brazilian Journal of Sports and Exercise Research, 2010, 1(2): 158-163

Felipe Sampaio- Jorge 1, Ludmila Schettino 2, Rafael Pereira 3. Brazilian Journal of Sports and Exercise Research, 2010, 1(2): 158-163 ANÁLISE ELETROMIOGRÁFICA DURANTE O EXERCÍCIO DE AGACHAMENTO COM E SEM AUXÍLIO DE BOLA SUÍÇA ELECTROMYOGRAPHYC ANALYSIS DURING SQUAT EXERCISE WITH AND WITHOUT SWISS BALL SUPPORT Felipe Sampaio- Jorge 1,

Leia mais

O EFEITO DA CORRENTE RUSSA NO COMPORTAMENTO DO QUADRÍCEPS FEMURAL EM INDIVÍDUOS SEDENTÁRIOS

O EFEITO DA CORRENTE RUSSA NO COMPORTAMENTO DO QUADRÍCEPS FEMURAL EM INDIVÍDUOS SEDENTÁRIOS O EFEITO DA CORRENTE RUSSA NO COMPORTAMENTO DO QUADRÍCEPS FEMURAL EM INDIVÍDUOS SEDENTÁRIOS 1 EFFECT OF THE RUSSIAN CURRENT ON THE BEHAVIOR ON QUADRICEPS FEMORIS IN SEDENTARY ELIZANDRA MAFRA UNIVERSIDADE

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE RORAIMA PRÓ-REITORIA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO PROGRAMA DE MESTRADO EM CIÊNCIAS DA SAÚDE PROCISA

UNIVERSIDADE FEDERAL DE RORAIMA PRÓ-REITORIA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO PROGRAMA DE MESTRADO EM CIÊNCIAS DA SAÚDE PROCISA UNIVERSIDADE FEDERAL DE RORAIMA PRÓ-REITORIA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO PROGRAMA DE MESTRADO EM CIÊNCIAS DA SAÚDE PROCISA THALES FREDERICO RIBEIRO FONSECA O SIGNIFICADO DAS VIVÊNCIAS E PERCEPÇÕES DE PACIENTES

Leia mais

Implicações da Neurodinâmica

Implicações da Neurodinâmica Implicações da Neurodinâmica ATLETA Abril 2016 TIAGO GAMELAS CONTEÚDO PROGAMÁTICO Mobilização do Sistema Nervoso Neurodinâmica. Implicações no Atleta. OBJETIVOS ESPECÍFICOS 1. Conhecer o conceito de Neurodinâmica.

Leia mais

IMPLICAÇÕES DA PRÁTICA DE EXERCÍCIOS EM CADEIA CINÉTICA ABERTA E FECHADA NA REABILITAÇÃO DO JOELHO

IMPLICAÇÕES DA PRÁTICA DE EXERCÍCIOS EM CADEIA CINÉTICA ABERTA E FECHADA NA REABILITAÇÃO DO JOELHO CLÁUDIA SILVEIRA LIMA IMPLICAÇÕES DA PRÁTICA DE EXERCÍCIOS EM CADEIA CINÉTICA ABERTA E FECHADA NA REABILITAÇÃO DO JOELHO Dissertação submetida ao Programa de Pós-Graduação em Ciências do Movimento Humano

Leia mais

UNIVERSIDADE DE BRASÍLIA FACULDADE DE CEILÂNDIA PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIAS E TECNOLOGIAS DA SAÚDE

UNIVERSIDADE DE BRASÍLIA FACULDADE DE CEILÂNDIA PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIAS E TECNOLOGIAS DA SAÚDE UNIVERSIDADE DE BRASÍLIA FACULDADE DE CEILÂNDIA PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIAS E TECNOLOGIAS DA SAÚDE EFEITOS DA VENTILAÇÃO NÃO INVASIVA DURANTE O EXERCÍCIO RESISTIDO ISOCINÉTICO NA RESPOSTA CARDIOVASCULAR

Leia mais

Avaliação Fisioterapêutica do Joelho Departamento de Fisioterapia, Fonoaudiologia e Terapia Ocupacional

Avaliação Fisioterapêutica do Joelho Departamento de Fisioterapia, Fonoaudiologia e Terapia Ocupacional Avaliação Fisioterapêutica do Joelho Departamento de Fisioterapia, Fonoaudiologia e Terapia Ocupacional Profa. Dra. Sílvia Maria Amado João 1. Anatomia Aplicada Articulação Tibiofemoral: É uma articulação

Leia mais

VOLUMES EM HOMENS JOVENS

VOLUMES EM HOMENS JOVENS EFEITOS DE UM TREINAMENTO DE FORÇA NO MEIO AQUÁTICO COM DIFERENTES VOLUMES EM HOMENS JOVENS Adriana Cristine Koch Buttelli Monografia apresentada na disciplina Trabalho de Conclusão de Curso II, do departamento

Leia mais

ANÁLISE DOS NÍVEIS DE FLEXIBILIDADE APÓS TREINAMENTO DE FORÇA UTILIZANDO HALTERES E BARRA

ANÁLISE DOS NÍVEIS DE FLEXIBILIDADE APÓS TREINAMENTO DE FORÇA UTILIZANDO HALTERES E BARRA ANÁLISE DOS NÍVEIS DE FLEXIBILIDADE APÓS TREINAMENTO DE FORÇA UTILIZANDO HALTERES E BARRA BRUNO DANIEL SANT ANA 1 FELIPE MARQUES FONSECA 2 LUCIANO RAMOS 3 MARIANA RODRIGUES DE ALMEIDA 4 FACULDADE PITÁGORAS

Leia mais

ANÁLISE ELETROMIOGRÁFICA DOS MÚSCULOS POSTERIORES DA COXA NA CADEIRA E MESA FLEXORA

ANÁLISE ELETROMIOGRÁFICA DOS MÚSCULOS POSTERIORES DA COXA NA CADEIRA E MESA FLEXORA DOI: 10.4025/reveducfis.v21i4.8328 ANÁLISE ELETROMIOGRÁFICA DOS MÚSCULOS POSTERIORES DA COXA NA CADEIRA E MESA FLEXORA ELECTROMYOGRAPHICAL ANALYSIS OF HAMSTRINGS IN PRONE LEG CURL AND SEATED LEG CURL Daniella

Leia mais

Impacto do planejamento estratégico sobre o desempenho de bancos no Brasil

Impacto do planejamento estratégico sobre o desempenho de bancos no Brasil Marcela Neves Oliveira Regis Impacto do planejamento estratégico sobre o desempenho de bancos no Brasil Dissertação de Mestrado Dissertação apresentada ao Programa de Pós- Graduação em Administração de

Leia mais

Determinação da intensidade do treinamento de força em indivíduos de 18 a 25 anos

Determinação da intensidade do treinamento de força em indivíduos de 18 a 25 anos Determinação da intensidade do treinamento de força em indivíduos de 18 a 25 anos Euripedes Barsanulfo Gonçalves Gomide 1 Agnelo de Almeida Martins 2 Thiago Chiarato 2 Resumo: O treinamento de força tornou-se

Leia mais