PROGRAMA DE COMUNICAÇÕES LIVRES E-POSTERS NO CNF 2015

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "PROGRAMA DE COMUNICAÇÕES LIVRES E-POSTERS NO CNF 2015"

Transcrição

1 PROGRAMA DE COMUNICAÇÕES LIVRES E-POSTERS NO CNF 2015 Informação Geral As apresentações de trabalhos de investigação podem revestir uma das seguintes formas: Comunicações Livres (os prelectores estarão presentes durante o período de discussão após a sua comunicação); E-Posters (os e-posters estarão disponíveis durante todo o congresso). Comunicações Livres (10 minutos de comunicação) DIA HORÁRIO TEMÁTICA RESUMO Nº RESUMO 12-Jun 11h15/11h25 Outro 0104 Adição de PEEP/EPAP durante a ventilação mecânica não invasiva nocturna em pacientes com patologia restritiva grave: efeitos fisiológicos e tolerância num estudo piloto aleatorizado. 12-Jun 11h25/11h35 Outro 0127 Efeitos fisiológicos curto prazo e adesão a longo prazo da ventilação não invasiva em pacientes com sindrome de hipoventilação obesidade. 12-Jun 11h35/11h35 Evidência Científica 0108 Valores de pico fluxo de tosse gerados pelo insuflador-exsuflador mecânico em pacientes com doença neuromuscular: eficácia de acordo com a integridade dos músculos bulbares. 12-Jun 11h45/11h55 Evidência Científica 0085 Impacto do suporte ventilatório na esclerose lateral amiotrófica: do uso noturno à dependência contínua. 12-Jun 11h55/12h05 Período de discussão 12-Jun 12h05/12h15 Outro 0105 Adesão à ventilação mecânica não invasiva em doentes com insuficiência respiratória crónica: telemedicina vs cuidados usuais - um estudo piloto aleatorizado.

2 12-Jun 12h15/12h 25 Outro 0106 Factores relacionados com a resposta da pco2 transcutânea durante a prova de marcha de 6 minutos no doente com dpoc. 12-Jun 12h25/12h35 Outro 0060 Aprendizagem em contexto real a perspetiva dos alunos sobre uma clínica pedagógica. 12-Jun 12h35/12h45 Outro 0014 Serviços de fisioterapia nas estâncias termais portuguesas. 12-Jun 12h45/12h55 Período de discussão 12-Jun 11h15/11h25 Evidência Científica 0081 Efeitos de duas técnicas de alongamento na actividade mioeléctrica dos músculos trapézio superior e trapézio médio. 12-Jun 11h25/11h35 Evidência Científica 0144 Efeito do alongamento, na dor e no desconforto, na região cervical e ombro, em estudantes do ensino superior. 12-Jun 11h35/11h45 Evidência Científica 0135 Efeito do programa de prevenção de lesões "the 11+" Fifa no desempenho físico e flexibilidade de jogadores de futsal. 12-Jun 11h45/11h55 Outro 0146 Viscoelasticidade dos flexores plantares, salto vertical e envelhecimento. 12-Jun 11h55/12h05 Período de discussão 12-Jun 12h05/12h15 Evidência Científica 0036 Diástase abdominal. estudo ultrassonográfico sobre os efeitos imediatos do exercicio abdominal e do tipo de parto na distância inter-retos do abdómen em mulheres no pós-parto. 12-Jun 12h15/12h 25 Evidência Científica 0122 Adaptação transcultural e validação da versão portuguesa do pregnancy physical activity questionnaire (PPAQ). 12-Jun 12h25/12h35 Evidência Científica 0139 Resultados de um protocolo de intervenção, com auxílio de biofeedback electromiográfico, em utentes com conflito subacromial. Resultados a curto e longo prazo. 12-Jun 12h35/12h45 Dor 0084 Incidência das complicações músculo-esqueléticas crónicas nas mulheres sobreviventes de cancro da mama. 12-Jun 12h45/12h55 Período de discussão

3 13-Jun 09h00/09h10 Dor 0043 Dor e função: resultados por área de sintomas numa população músculoesquelética a realizar fisioterapia em ambulatório. 13-Jun 09h10/09h20 Dor 0119 Avaliação quantitativa da dor e sua catastrofização em indivíduos com osteoartrose do joelho. 13-Jun 09h20/09h30 Outro 0136 Adaptação e validação cultural e linguística do pain impact questionnaire - 6 iten. 13-Jun 09h30/09h40 Custo Benefício e 13-Jun 09h40/09h50 Período de discussão 13-Jun 09h50/10h00 Custo Benefício e 0056 de cuidados de fisioterapia no estado de saúde de indivíduos com dor crónica Perspetivas dos fisioterapeutas sobre o registo de saúde eletrónico em fisioterapia. 13-Jun 10h00/10h10 Evidência Científica 0026 Actividade cerebral durante a facilitação do movimento do membro inferior. 13-Jun 10h10/10h20 Evidência Científica 0110 Alterações cinemáticas da pélvis e dos parâmetros electromiográficos dos músculos do tronco (recto dos abdómen e iliocostal), durante a marcha, em sujeitos com lombalgia. 13-Jun 10h20/10h30 Outro 0042 Caracterização clinica de uma população músculo-esquelética a realizar fisioterapia em ambulatório. 13-Jun 10h30/10h40 Período de discussão 13-Jun 09h00/09h10 Autonomia Profissional e Prescrição 0076 Funcionalidade e aptidão fisica funcional em idosos independentes residentes na comunidade no concelho de Loures. 13-Jun 09h10/09h20 Outro 0012 Medir função física na população idosa: adaptação e validação para a cultura portuguesa da late-life function and disability instrument (LLFDI). 13-Jun 09h20/09h30 Dor 0050 Relação entre a funcionalidade percebida e a performance em idosos utentes dos cuidados de saúde primários.

4 13-Jun 09h30/09h40 Outro 0120 Tradução e adaptação cultural da Fecal Incontinence Quality of Life Scale para a realidade Portuguesa. 13-Jun 09h40/09h50 Período de discussão 13-Jun 09h50/10h00 Outro 0061 Adequação do mobiliário escolar às caraterísticas antropométricas dos alunos do 1º ciclo do Ensino Básico: o caso duma escola pública da cidade de Guimarães. 13-Jun 10h00/10h10 Dor 0068 Associação entre adequação antropométrica do mobiliário escolar e presença de sintomatologia músculo-esquelética em estudantes: o caso duma escola secundária pública da cidade de Braga. 13-Jun 10h10/10h20 Dor 0052 Dor cervical, postura da cabeça e resistência dos músculos flexores e extensores profundos da cervical em adolescentes. 13-Jun 10h20/10h30 Outro 0011 Adaptação cultural e validação para a população portuguesa da Activity Scale for Kids (ASK ). 13-Jun 10h30/10h40 Período de discussão 14-Jun 09h00/09h10 Custo Benefício e 14-Jun 09h10/09h20 Custo Benefício e 0091 Introdução de medidas centradas no doente para avaliação de resultados em saúde Fisioterapia na osteoartrose do joelho em Portugal. De acordo com a prática baseada na evidência? 14-Jun 09h20/09h30 Evidência Científica 0017 A idade, sexo, índice de massa corporal e dor na identificação de indivíduos com osteoartrose. 14-Jun 09h30/09h40 Custo Benefício e 14-Jun 09h40/09h50 Período de discussão 0057 Avaliação das caraterísticas individuais e clínicas como preditores do estado de saúde em indivíduos sujeitos a prótese total da anca. 14-Jun 09h50/10h00 Evidência Científica 0102 O que nos evidencia a literatura científica sobre os protocolos de reabilitação do ligamento cruzado anterior? Uma revisão sistemática de guidelines.

5 14-Jun 10h00/10h10 Autonomia Profissional e Prescrição 0049 A aptidão física relacionada com a saúde e a atividade física como preditores da qualidade de vida relacionada com a saúde em adultos jovens. 14-Jun 10h10/10h20 Evidência Científica 0058 Avaliação dos problemas músculo-esqueléticos como preditores do estado de saúde em atletas de hóquei em patins. 14-Jun 10h20/10h30 Outro 0048 Adaptação e validação intercultural da versão portuguesa do Oxford Shoulder Score (OSS). 13-Jun 10h30/10h40 Período de discussão 14-Jun 09h00/09h10 Outro 0015 Alterações do equilíbrio e risco de queda após acidente vascular cerebral. 14-Jun 09h10/09h20 Evidência Científica 0070 Adaptação cultural e validação da versão portuguesa do Dougados Functional Index (DFI). 14-Jun 09h20/09h30 Evidência Científica 0126 Efeito do Kinesio Tape (R) na proprioceção do joelho imediatamente após a sua aplicação e 24 horas depois. 14-Jun 09h30/09h40 Evidência Científica 0027 Os efeitos da reeducação vestibular na estabilidade, sintomatologia e incapacidade dos indivíduos com défice vestibular periférico unilateral. 14-Jun 09h40/09h50 Período de discussão 14-Jun 09h50/10h00 Evidência Científica 0118 Avaliação funcional da bomba muscular venosa em doentes com doença venosa crónica. 14-Jun 10h00/10h10 Evidência Científica 0034 Impacto da doença venosa crónica na qualidade de vida relacionada com a saúde e funcionalidade. 14-Jun 10h10/10h20 Evidência Científica 0133 Força e arquitetura muscular em sujeitos com doença arterial periférica dos membros inferiores. 14-Jun 10h20/10h30 Outro 0123 Efeito da intensidade do exercício resistido na mobilização de células endoteliais progenitoras. 14-Jun 10h30/10h40 Período de discussão

6 E-Posters (o Autor estará junto do e-poster na hora definida) DIA HORÁRIO TEMÁTICA RESUMO Nº RESUMO 12-Jun 10h45/11h00 Evidência Científica 0107 Avaliação da intervenção dos fisioterapeutas na bronquiolite. 12-Jun 10h45/11h00 Evidência Científica 0116 Funcionalidade e qualidade de vida relacionada com a saúde em doentes com edema venoso. 12-Jun 10h45/11h00 Evidência Científica 0044 Capacidade funcional e bomba muscular venosa na doença venosa crónica. 12-Jun 10h45/11h00 Outro 0124 Eficácia da pressão positiva durante a broncofibroscopia: ventilação não invasiva vs válvula de pressão positiva contínua. 12-Jun 10h45/11h00 Outro 0086 Papel da ventilação não-invasiva e tosse mecanicamente assistida na descanulação de pacientes tetraplégicos: a propósito de um caso clínico. 12-Jun 10h45/11h00 Outro 0128 Ventilação não invasiva durante o exercício em pacientes com DPOC: revisão sistemática com meta-análise. 12-Jun 15h45/16h00 Autonomia Profissional e Prescrição 0113 Efeitos de um programa de exercícios combinado na capacidade funcional em idosos. 12-Jun 15h45/16h00 Evidência Científica 0134 Efeito de um protocolo de treino de equilíbrio de 6 semanas no controlo postural em idosos: série de estudos de caso. 12-Jun 15h45/16h00 Custo Benefício e 0098 O efeito da aplicação de prática mental e de um programa de treino no equilíbrio em idosos institucionalizados. 12-Jun 15h45/16h00 Evidência Científica 0065 Avaliação funcional, equilíbrio e risco de queda em idosos independentes residentes na comunidade no concelho de Loures. 12-Jun 15h45/16h00 Dor 0051 O número de locais com dor está associado a uma diminuição da atividade física em idosos utentes os cuidados de saúde primários. 12-Jun 15h45/16h00 Evidência Científica 0080 Eficácia do exercício no meio aquático na funcionalidade de idosos saudáveis: revisão sistemática.

7 12-Jun 13h00/13h15 Evidência Científica 0095 Efeito de um programa de prática mental no equilíbrio de crianças dos 7 aos 10 anos. 12-Jun 13h00/13h15 Outro 0129 Efeito de um programa de promoção de saúde nos hábitos posturais de crianças em idade escolar. 12-Jun 13h00/13h15 Evidência Científica 0038 Instrumentos de avaliação em Fisioterapia aquática em Pediatria. 12-Jun 13h00/13h15 Autonomia Profissional e Prescrição 0088 Efeito da fisioterapia com base na resolução de problemas no controlo postural de doentes com acidente vascular cerebral- estudo de caso. 12-Jun 13h00/13h15 Evidência Científica 0045 O conceito de bobath e o body weight support treadmill na reabilitação funcional da marcha de um indivíduo pós tumor cerebral - estudo de caso. 12-Jun 13h00/13h15 Outro 0047 Plano de reabilitação e a aquisição da independência funcional pelos utentes com diagnóstico de acidente vascular cerebral: um estudo piloto. 13-Jun 10h45/11h00 Evidência Científica 0089 Revisão Sistemática: Qual o programa de fisioterapia mais efetivo no tempo de paragem de atletas com roturas musculares dos isquiotibiais de grau I e II? 13-Jun 10h45/11h00 Dor 0093 Prevalência de sintomatologia músculo-esquelética relacionada com o trabalho em bancários do distrito de Viana do Castelo, Portugal. 13-Jun 10h45/11h00 Dor 0138 Avaliação da força do quadricípite em atletas de voleibol com e sem tendinopatia do tendão rotuliano. 13-Jun 10h45/11h00 Evidência Científica 0025 Ângulo de obtenção do pico de torque na flexão e extensão do joelho: uma abordagem da sua fiabilidade e reprodutibilidade. 13-Jun 10h45/11h00 Dor 0115 Indivíduos com dor cervical têm uma imagem distorcida da região cervical e ombros. 13-Jun 10h45/11h00 Outro 0022 Prevalência de lesões muculo esqueléticas em fisioterapeutas - revisão da literatura. 13-Jun 15h45/16h00 Evidência Científica 0097 Avaliação das características psicométricas da versão portuguesa da Functional Assessment of Multiple Sclerosis Quality of Life Instrument Scale (FAMS) em indivíduos com esclerose múltipla.

8 13-Jun 15h45/16h00 Evidência Científica 0077 Avaliação da eficácia de um andarilho motorizado numa paciente com tetraparésia ataxica. 13-Jun 15h45/16h00 Custo Benefício e 0028 Reeducação vestibular nos traumatizados cranianos. 13-Jun 15h45/16h00 Evidência Científica 0121 Impacto das bandas neuromusculares no equilíbrio e na marcha de indivíduos com acidente vascular cerebral crónico. 13-Jun 15h45/16h00 Outro 0125 Capacidade vital e máxima capacidade de insuflação em pacientes com esclerose lateral amiotrófica: prognóstico e relação com a função da musculatura com envolvimento bulbar. 13-Jun 15h45/16h00 Evidência Científica 0132 Efeito do Kinesio Taping na mobilidade funcional e equilíbrio de idosos. 13-Jun 13h00/13h15 Outro 0029 Interesse dos estudantes de fisioterapia pela área cardiorrespiratória - estudo piloto. 13-Jun 13h00/13h15 Outro 0114 Programa de exercício físico aumenta os níveis de atividade física diária em doentes após enfarte agudo do miocárdio. 13-Jun 13h00/13h15 Evidência Científica 0016 Avaliação da força e arquitetura muscular da bomba muscular venosa. 13-Jun 13h00/13h15 Evidência Científica 0037 Intervenção da Fisioterapia na qualidade de vida de indvíduos em hemodiálise - desenvolvimento de um projeto de educação clínica. 13-Jun 13h00/13h15 Evidência Científica 0103 Influência do cumprimento das recomendações de atividade física para grávidas na frequência cardíaca e tensão arterial. 13-Jun 13h00/13h15 Evidência Científica 0147 Protocolo de treino dos músculos do pavimento pélvico em mulheres com incontinência urinária de esforço: revisão sistemática. 13-Jun 13h45/14h00 Outro 0117 Functional App Tests - FAT's. 13-Jun 13h45/14h00 Evidência Científica 0075 Phisiodata - Desenvolvimento da Evidência Científica em Portugal.

9 13-Jun 13h45/14h00 Outro 0031 Um projecto de educação clínica para pessoas com Doença Pulmonar Obstrutiva Crónica (DPOC) desenvolvimento de um projecto de ensino clínico. 13-Jun 13h45/14h00 Outro 0074 Implementação de um programa de exercício terapêutico em grupo para toxicodependentes. 13-Jun 13h45/14h00 Outro 0087 Registos de fisioterapia em cuidados de saúde primários. 14-Jun 10h45/11h00 Outro 0145 Políticas e estratégias de ação intersetorial na promoção de atividade física para a saúde em Portugal. 14-Jun 10h45/11h00 Evidência Científica 0083 Eficácia de programas de exercícios na diminuição da ocorrência de quedas em indivíduos com diagnóstico de demências, esclerose múltipla ou doença de Parkinson: revisão sistemática. 14-Jun 10h45/11h00 Evidência Científica 0111 Alterações cinemáticas do membro superior durante a marcha, em indivíduos com lombalgia, antes e após a aplicação de um protocolo de tratamento. 14-Jun 10h45/11h00 Evidência Científica 0140 A influência da facilitação da passagem de pé para sentado no alcance funcional. 14-Jun 10h45/11h00 Outro 0092 Tradução e adaptação para a cultura portuguesa do Social Touch Questionnaire (STQ). 14-Jun 10h45/11h00 Outro 0112 Estudo comparativo dos resultados da medição da amplitude articular do movimento de flexão do cotovelo através do goniómetro e observação visual.

Ficha técnica Título Propriedade e Edição Editores Edição Paginação Registo bibliográfico Nota sobre o Acordo Ortográfico:

Ficha técnica Título Propriedade e Edição Editores Edição Paginação Registo bibliográfico Nota sobre o Acordo Ortográfico: Ficha técnica Título Livro de Resumos do 9º Congresso Nacional de Fisioterapeutas Propriedade e Edição Associação Portuguesa de Fisioterapeutas Editores Luís Cavalheiro; Rui Soles Gonçalves; Emanuel Vital;

Leia mais

PÓS-GRADUAÇÃO FISIOTERAPIA NO ENVELHECIMENTO ESTESL/APF 2015/2016

PÓS-GRADUAÇÃO FISIOTERAPIA NO ENVELHECIMENTO ESTESL/APF 2015/2016 PÓS-GRADUAÇÃO FISIOTERAPIA NO ENVELHECIMENTO ESTESL/APF 015/016 Dias Horas MÓDULO I Funcionalidade e Envelhecimento I PROFESSOR Horas 6ªf 7 Mar 17h-1h Introdução à Gerontologia; Princípios Fundamentais

Leia mais

Programas Seleção Conteúdo Vagas com bolsas Vagas sem bolsa Data da seleção

Programas Seleção Conteúdo Vagas com bolsas Vagas sem bolsa Data da seleção Programas Seleção Conteúdo Vagas com bolsas Vagas sem bolsa Data da seleção Processo de Trabalho em saúde: Integralidade e Cuidado do 6º ou 7º Biossegurança no trabalho, aspectos legais, suas classificações

Leia mais

MEDICINA FÍSICA E DE REABILITAÇÃO

MEDICINA FÍSICA E DE REABILITAÇÃO MEDICINA FÍSICA E DE REABILITAÇÃO A nova aposta do Hospital SOERAD O novo serviço de Medicina Física e de Reabilitação do Hospital SOERAD já se encontra em funcionamento, dispondo de uma equipa multidisciplinar

Leia mais

Fundação Cardeal Cerejeira. Acção de Formação

Fundação Cardeal Cerejeira. Acção de Formação Fundação Cardeal Cerejeira Acção de Formação Formadoras: Fisioterapeuta Andreia Longo, Fisioterapeuta Sara Jara e Fisioterapeuta Tina Narciso 4º Ano de Fisioterapia da ESSCVP Em fases que o utente necessite

Leia mais

CUIDADOS CONTINUADOS INTEGRADOS

CUIDADOS CONTINUADOS INTEGRADOS CUIDADOS CONTINUADOS INTEGRADOS Unidades de Convalescença, Reabilitação e Manutenção O Hospital SOERAD dispõe de programas de Cuidados Continuados adaptados especificamente às necessidades de cada paciente,

Leia mais

Dados Pessoais: História social e familiar. Body Chart

Dados Pessoais: História social e familiar. Body Chart Dados Pessoais: História Clínica: Nome: P.R. Idade: 54 Morada: Contacto: Médico: Fisioterapeuta: Profissão: Fisioterapeuta Diagnóstico Médico: Fratura comitiva da rótula Utente de raça caucasiana, Fisioterapeuta,

Leia mais

Projeto de Auditoria Clínica

Projeto de Auditoria Clínica Projeto de Auditoria Clínica Resumo Unidade Curricular: Educação Clínica V (Outubro de 2011) Local: Hospital S. José Área: Fisioterapia nas Disfunções Neurológicas Docente Responsável: Prof. Gabriela Colaço

Leia mais

A ACTIVIDADE FÍSICA F PREVENÇÃO DA IMOBILIDADE NO IDOSO EDNA FERNANDES

A ACTIVIDADE FÍSICA F PREVENÇÃO DA IMOBILIDADE NO IDOSO EDNA FERNANDES A ACTIVIDADE FÍSICA F NA PREVENÇÃO DA IMOBILIDADE NO IDOSO EDNA FERNANDES Epidemiologia do Envelhecimento O envelhecimento da população é um fenómeno de amplitude mundial, a OMS (Organização Mundial de

Leia mais

Clínica de Lesões nos Esportes e Atividade Física Prevenção e Reabilitação. Alexandre Carlos Rosa alexandre@portalnef.com.br 2015

Clínica de Lesões nos Esportes e Atividade Física Prevenção e Reabilitação. Alexandre Carlos Rosa alexandre@portalnef.com.br 2015 Clínica de Lesões nos Esportes e Atividade Física Prevenção e Reabilitação Alexandre Carlos Rosa alexandre@portalnef.com.br 2015 O que iremos discutir.. Definições sobre o atleta e suas lesões Análise

Leia mais

Curso de Técnico Auxiliar de Geriatria

Curso de Técnico Auxiliar de Geriatria Curso de Técnico Auxiliar de Geriatria Área de Formação: 762. Trabalho Social e Orientação O Técnico Auxiliar de Geriatria é o profissional com múltiplas competências para poder desempenhar as suas funções

Leia mais

Inovações Assistenciais para Sustentabilidade da Saúde Suplementar. Modelo Assistencial: o Plano de Cuidado

Inovações Assistenciais para Sustentabilidade da Saúde Suplementar. Modelo Assistencial: o Plano de Cuidado Inovações Assistenciais para Sustentabilidade da Saúde Suplementar Modelo Assistencial: o Plano de Cuidado Linamara Rizzo Battistella 04.10.2012 Universal Irreversível Heterôgeneo Perda Funcional Progressiva

Leia mais

Pré e pós operatório imediato Seguimento

Pré e pós operatório imediato Seguimento III Workshop de Fisioterapia no Câncer de Mama Sessão 2 - Fisioterapia no Câncer de Mama: Quais as evidências e as recomendações atuais no pré e no pós-operatório imediato e tardio? Pré e pós operatório

Leia mais

Avaliação Fisioterapêutica da Coluna Cervical Departamento de Fisioterapia, Fonoaudiologia e Terapia Ocupacional

Avaliação Fisioterapêutica da Coluna Cervical Departamento de Fisioterapia, Fonoaudiologia e Terapia Ocupacional Avaliação Fisioterapêutica da Coluna Cervical Departamento de Fisioterapia, Fonoaudiologia e Terapia Ocupacional Profa. Dra. Sílvia Maria Amado João 1. Anatomia Aplicada A coluna cervical consiste em diversas

Leia mais

Patrícia Zambone da Silva Médica Fisiatra

Patrícia Zambone da Silva Médica Fisiatra Reabilitação da Paralisia Cerebral no CEREPAL Patrícia Zambone da Silva Médica Fisiatra Histórico Fundada no dia 02 de março de 1964 por um grupo de pais que os filhos possuíam lesão cerebral. É uma entidade

Leia mais

A actividade física e o desporto: um meio para melhorar a saúde e o bem-estar

A actividade física e o desporto: um meio para melhorar a saúde e o bem-estar A actividade física e o desporto: um meio para melhorar a saúde e o bem-estar A actividade física e os desportos saudáveis são essenciais para a nossa saúde e bem-estar. Actividade física adequada e desporto

Leia mais

X JORNADA DE FISIOTERAPIA DE DOURADOS I ENCONTRO DE EGRESSOS DO CURSO DE FISIOTERAPIA DA UNIGRAN

X JORNADA DE FISIOTERAPIA DE DOURADOS I ENCONTRO DE EGRESSOS DO CURSO DE FISIOTERAPIA DA UNIGRAN 65 Centro Universitário da Grande Dourados X JORNADA DE FISIOTERAPIA DE DOURADOS I ENCONTRO DE EGRESSOS DO CURSO DE FISIOTERAPIA DA UNIGRAN 66 ANÁLISE POSTURAL EM ADOLESCENTES DO SEXO FEMININO NA FASE

Leia mais

APRESENTAÇÃO DOS TRABALHOS CIENTÍFICOS I ABRAFITO 2015

APRESENTAÇÃO DOS TRABALHOS CIENTÍFICOS I ABRAFITO 2015 APRESENTAÇÃO DOS TRABALHOS CIENTÍFICOS I ABRAFITO 2015 Trabalhos aprovados para apresentação ORAL Data: 18.09.15 (sexta- feira) 08:00 09:00 - Sessão de trabalhos de Membro Inferior 1 FATORES DETERMINANTES

Leia mais

Dra. Sandra Camacho* IMPORTÂNCIA DA ACTIVIDADE FÍSICA

Dra. Sandra Camacho* IMPORTÂNCIA DA ACTIVIDADE FÍSICA Uma cadeira e uma garrafa de água O que podem fazer por si Dra. Sandra Camacho* IMPORTÂNCIA DA ACTIVIDADE FÍSICA A prática de uma actividade física regular permite a todos os indivíduos desenvolverem uma

Leia mais

TÍTULOS 1808 1822 1889 50 MAIORES MITOS POPULARES DA PSICOLOGIA 500 anos de legislação esportiva brasileira: Administração nos novos tempos

TÍTULOS 1808 1822 1889 50 MAIORES MITOS POPULARES DA PSICOLOGIA 500 anos de legislação esportiva brasileira: Administração nos novos tempos TÍTULOS 1808 1822 1889 50 MAIORES MITOS POPULARES DA PSICOLOGIA 500 anos de legislação esportiva brasileira: Administração nos novos tempos Administração para não administradores Anatomia do tenis Anatomia

Leia mais

CURSO DE FORMAÇÃO ISO-STRETCHING

CURSO DE FORMAÇÃO ISO-STRETCHING CURSO DE FORMAÇÃO ISO-STRETCHING O Curso de Formação em Iso Stretching é ministrado pelo fundador da técnica, o osteopata e fisioterapeuta francês Bernard Redondo. O método Iso Stretching foi desenvolvido

Leia mais

TÍTULO: EFICÁCIA DO KINESIO-TAPING NO TRATAMENTO DA LOMBALGIA EM GESTANTES: ESTUDO DE CASOS

TÍTULO: EFICÁCIA DO KINESIO-TAPING NO TRATAMENTO DA LOMBALGIA EM GESTANTES: ESTUDO DE CASOS TÍTULO: EFICÁCIA DO KINESIO-TAPING NO TRATAMENTO DA LOMBALGIA EM GESTANTES: ESTUDO DE CASOS CATEGORIA: CONCLUÍDO ÁREA: CIÊNCIAS BIOLÓGICAS E SAÚDE SUBÁREA: FISIOTERAPIA INSTITUIÇÃO: FACULDADE ANHANGUERA

Leia mais

Laboratório de Análise de Movimento: pilares técnico-científicos. Miguel Velhote Correia João Manuel R. S. Tavares Jorge G.

Laboratório de Análise de Movimento: pilares técnico-científicos. Miguel Velhote Correia João Manuel R. S. Tavares Jorge G. Laboratório de Análise de Movimento: pilares técnico-científicos Miguel Velhote Correia João Manuel R. S. Tavares Jorge G. Barbosa Sumário Motivação e objectivos do projecto Análise clínica da marcha Recursos

Leia mais

KINETIC CONTROL: OTIMIZANDO A SAÚDE DO MOVIMENTO

KINETIC CONTROL: OTIMIZANDO A SAÚDE DO MOVIMENTO KC seguindo adiante KINETIC CONTROL: OTIMIZANDO A SAÚDE DO MOVIMENTO Otimizar a saúde do está no coração da Fisioterapia e da Terapia do Movimento. As pesquisas de neurociência nos tem proporcionado um

Leia mais

04/11/2012. rígida: usar durante a noite (para dormir) e no início da marcha digitígrada, para manter a ADM do tornozelo.

04/11/2012. rígida: usar durante a noite (para dormir) e no início da marcha digitígrada, para manter a ADM do tornozelo. 04/11/2012 Prolongar o tempo de deambulação independente. Manter a postura correta. Garantir o bom funcionamento das funções cardiorrespiratória e digestiva. Manter a amplitude do movimento. Garantir o

Leia mais

FISIOTERAPEUTAS! Cura. Diagnóstico Funcional. Bem Estar. Tratamento. Reabilitação. Prevenção O SEU MUNICÍPIO TEM MUITO A GANHAR COM A CONTRATAÇÃO DE

FISIOTERAPEUTAS! Cura. Diagnóstico Funcional. Bem Estar. Tratamento. Reabilitação. Prevenção O SEU MUNICÍPIO TEM MUITO A GANHAR COM A CONTRATAÇÃO DE O SEU MUNICÍPIO TEM MUITO A GANHAR COM A CONTRATAÇÃO DE FISIOTERAPEUTAS! Tudo o que o gestor deve saber sobre fisioterapia e como implantá-la em seu município. Cura Diagnóstico Funcional Bem Estar Qualidade

Leia mais

IX Curso Pós-Graduado sobre Envelhecimento - Comunicações Livres. Efeito de uma Classe de Movimento em Pessoas Idosas Institucionalizados

IX Curso Pós-Graduado sobre Envelhecimento - Comunicações Livres. Efeito de uma Classe de Movimento em Pessoas Idosas Institucionalizados IX Curso Pós-Graduado sobre Envelhecimento - Comunicações Livres Efeito de uma Classe de Movimento em Pessoas Idosas Institucionalizados Aumentar a longevidade da população tem sido um triunfo para a saúde

Leia mais

O que é Fisioterapia Vestibular?

O que é Fisioterapia Vestibular? O que é Fisioterapia Vestibular? Existem 02 tipos de tontura: rotatória ou vertigem, quando o paciente relata que tudo gira ao seu redor; e não-rotatória, equivalente à instabilidade postural ou desequilíbrio.

Leia mais

Disciplina: FISIOLOGIA CELULAR CONTROLE DA HOMEOSTASE, COMUNICAÇÃO E INTEGRAÇÃO DO CORPO HUMANO (10h)

Disciplina: FISIOLOGIA CELULAR CONTROLE DA HOMEOSTASE, COMUNICAÇÃO E INTEGRAÇÃO DO CORPO HUMANO (10h) Ementário: Disciplina: FISIOLOGIA CELULAR CONTROLE DA HOMEOSTASE, COMUNICAÇÃO E INTEGRAÇÃO DO CORPO HUMANO (10h) Ementa: Organização Celular. Funcionamento. Homeostasia. Diferenciação celular. Fisiologia

Leia mais

Gestão do Paciente com Deficiência Uma visão Prática da Terapia Ocupacional e da Fisioterapia

Gestão do Paciente com Deficiência Uma visão Prática da Terapia Ocupacional e da Fisioterapia Gestão do Paciente com Deficiência Uma visão Prática da Terapia Ocupacional e da Fisioterapia Percentual de pessoas com deficiência no Brasil..segundo Censo 2000: 14,5% Deficientes 85,5% Não Deficientes

Leia mais

CARACTERÍSTICAS POSTURAIS DE IDOSOS

CARACTERÍSTICAS POSTURAIS DE IDOSOS CARACTERÍSTICAS POSTURAIS DE IDOSOS 1INTRODUÇÃO A partir dos 40 anos, a estatura começa a se reduzir em torno de um centímetro por década¹.a capacidade de manter o equilíbrio corporal é um prérequisito

Leia mais

RESOLUÇÃO No- 454, DE 25 DE ABRIL DE 2015

RESOLUÇÃO No- 454, DE 25 DE ABRIL DE 2015 RESOLUÇÃO No- 454, DE 25 DE ABRIL DE 2015 Reconhece e disciplina a Especialidade Profissional de Fisioterapia Cardiovascular. O Plenário do Conselho Federal de Fisioterapia e Terapia Ocupacional (COFFITO),

Leia mais

CENTRO DE OSTEOPATIA MAÇÃS PLACE

CENTRO DE OSTEOPATIA MAÇÃS PLACE CENTRO DE OSTEOPATIA MAÇÃS PLACE Quem somos A nossa equipa apresenta um atendimento personalizado ao nível da Osteopatia através de uma abordagem multidisciplinar de qualidade, avaliação, diagnóstico e

Leia mais

FUTURO DO GOLFE = NÃO SE BASEIA SOMENTE NA CÓPIA DO SWING PERFEITO - MECÂNICA APROPRIADA - EFICIÊNCIA DE MOVIMENTO

FUTURO DO GOLFE = NÃO SE BASEIA SOMENTE NA CÓPIA DO SWING PERFEITO - MECÂNICA APROPRIADA - EFICIÊNCIA DE MOVIMENTO FUTURO DO GOLFE = NÃO SE BASEIA SOMENTE NA CÓPIA DO SWING PERFEITO - MECÂNICA APROPRIADA - EFICIÊNCIA DE MOVIMENTO CARACTERÍSTICAS INDIVIDUAIS - Flexibilidade - Estabilidade - Equilíbrio - Propiocepção

Leia mais

Planificação anual de Saúde- 10ºano

Planificação anual de Saúde- 10ºano CURSO PROFISSIONAL DE TÉCNICO AUXILIAR DE SAÚDE Turmas: 10ºI Professora: Ana Margarida Vargues Planificação anual de Saúde- 10ºano 1 - Estrutura e Finalidades da disciplina A disciplina de Saúde do Curso

Leia mais

Especial Online RESUMO DOS TRABALHOS DE CONCLUSÃO DE CURSO. Fisioterapia 2010-2 ISSN 1982-1816. www.unifoa.edu.br/cadernos/especiais.

Especial Online RESUMO DOS TRABALHOS DE CONCLUSÃO DE CURSO. Fisioterapia 2010-2 ISSN 1982-1816. www.unifoa.edu.br/cadernos/especiais. Especial Online ISSN 1982-1816 www.unifoa.edu.br/cadernos/especiais.html DOS TRABALHOS DE CONCLUSÃO DE CURSO Fisioterapia 2010-2 DOS TRABALHOS DE CONCLUSÃO DE CURSO PROPOSTA DE UM PROGRAMA DE ERGONOMIA

Leia mais

Componente Curricular: Fisioterapia nas Disfunções Posturais PLANO DE CURSO

Componente Curricular: Fisioterapia nas Disfunções Posturais PLANO DE CURSO CURSO DE FISIOTERAPIA Autorizado pela Portaria nº 377 de 19/03/09 DOU de 20/03/09 Seção 1. Pág. 09 Componente Curricular: Fisioterapia nas Disfunções Posturais Código: Fisio 218 Pré-requisito: --------

Leia mais

EXERCÍCIO FÍSICO: ESTRATÉGIA PRIORITÁRIA NA PROMOÇÃO DA SAÚDE E DA QUALIDADE DE VIDA.

EXERCÍCIO FÍSICO: ESTRATÉGIA PRIORITÁRIA NA PROMOÇÃO DA SAÚDE E DA QUALIDADE DE VIDA. 1 EXERCÍCIO FÍSICO: ESTRATÉGIA PRIORITÁRIA NA PROMOÇÃO DA SAÚDE E DA QUALIDADE DE VIDA. Tales de Carvalho, MD, PhD. tales@cardiol.br Médico Especialista em Cardiologia e Medicina do Esporte; Doutor em

Leia mais

PELA SAÚDE DOS VOSSOS OMBROS

PELA SAÚDE DOS VOSSOS OMBROS PELA SAÚDE DOS VOSSOS OMBROS por Hoje em dia as circunstâncias da vida quotidiana forçam-nos a passar muito tempo sentados em posturas que não são as mais adequadas. Neste preciso momento enquanto estão

Leia mais

FISIOTERAPIA QUESTÕES DISCURSIVAS

FISIOTERAPIA QUESTÕES DISCURSIVAS ENADE-2007- PADRÃO DE RESPOSTA FISIOTERAPIA QUESTÕES DISCURSIVAS QUESTÃO 37 a) O início da resposta inflamatória é determinado por uma vasoconstrição originada de um reflexo nervoso que lentamente vai

Leia mais

As Atividades físicas suas definições e benefícios.

As Atividades físicas suas definições e benefícios. As Atividades físicas suas definições e benefícios. MUSCULAÇÃO A musculação, também conhecida como Treinamento com Pesos, ou Treinamento com Carga, tornou-se uma das formas mais conhecidas de exercício,

Leia mais

Dados Pessoais: História social e familiar. Body Chart. Questões especiais Exames Complementares Rx (23/08/2012) placa de fixação interna a nível da

Dados Pessoais: História social e familiar. Body Chart. Questões especiais Exames Complementares Rx (23/08/2012) placa de fixação interna a nível da Dados Pessoais: Nome: M. Idade: 29 Morada: Contacto: Médico: Fisioterapeuta: Profissão: Técnica de comunicação Diagnóstico Médico: Síndrome de Kienbock História Clínica: 2009-1 mês após uma mudança de

Leia mais

Reabilitação e Prevenção de Sequelas na Criança Queimada

Reabilitação e Prevenção de Sequelas na Criança Queimada Reabilitação e Prevenção de Sequelas na Criança Queimada Isabel Seixo, Dina Nunes, Alexandra Castro Serviço de Medicina Física e de Reabilitação Hospital Dona Estefânia Novembro 2011 Queimadura Agressão

Leia mais

FUTURO DO EMPREENDEDORISMO MÉDICO COM RELEVÂNCIA NAS RADIOFREQUÊNCIAS APLICADAS À BIOTECNOLOGIA

FUTURO DO EMPREENDEDORISMO MÉDICO COM RELEVÂNCIA NAS RADIOFREQUÊNCIAS APLICADAS À BIOTECNOLOGIA FUTURO DO EMPREENDEDORISMO MÉDICO COM RELEVÂNCIA NAS RADIOFREQUÊNCIAS APLICADAS À BIOTECNOLOGIA Manuel Pais Clemente Organização: Introdução Empreendedorismo Médico Turismo de Saúde e Bem-estar Dispositivos

Leia mais

12º CONGRESSO DE MEDICINA DE FAMÍLIA E COMUNIDADE

12º CONGRESSO DE MEDICINA DE FAMÍLIA E COMUNIDADE 12º CONGRESSO DE MEDICINA DE FAMÍLIA E COMUNIDADE A Importância dos Grupos de Reabilitação em Dor Crônica Realizados pela Equipe NASF AUTOR THANYTA STELLA DE CAMPOS HISTÓRICO COMO SURGIU A IDÉIA DO TRABALHO?

Leia mais

1 - Estrutura e Finalidades da disciplina

1 - Estrutura e Finalidades da disciplina CURSO PROFISSIONAL DE TÉCNICO AUXILIAR DE SAÚDE Planificação anual de SAÚDE 10º ano 014/015 Turma K Professora: Maria de Fátima Martinho. 1 - Estrutura e Finalidades da disciplina A disciplina de Saúde

Leia mais

MODIFICAÇÕES NA FLEXIBILIDADE E NA FORÇA MUSCULAR EM PACIENTES COM DOR LOMBAR TRATADOS COM ISOSTRETCHING E RPG

MODIFICAÇÕES NA FLEXIBILIDADE E NA FORÇA MUSCULAR EM PACIENTES COM DOR LOMBAR TRATADOS COM ISOSTRETCHING E RPG 25 a 28 de Outubro de 2011 ISBN 978-85-8084-055-1 MODIFICAÇÕES NA FLEXIBILIDADE E NA FORÇA MUSCULAR EM PACIENTES COM DOR LOMBAR TRATADOS COM ISOSTRETCHING E RPG Fábio Alexandre Moreschi Guastala 1, Mayara

Leia mais

ESCOLIOSE Lombar: Sintomas e dores nas costas

ESCOLIOSE Lombar: Sintomas e dores nas costas ESCOLIOSE Lombar: Sintomas e dores nas costas O que é escoliose? É um desvio látero-lateral que acomete acoluna vertebral. Esta, quando olhada de frente, possui aparência reta em pessoas saudáveis. Ao

Leia mais

FISIOTERAPIA. TipoTrabalho TRABALHO LinhaPesquisa LOCAL DATA HORARIO SALA 17 OU 18 SE FOR INTERDISCIPLINAR SALA 70 E 71 SE FOR CONGRRESSO

FISIOTERAPIA. TipoTrabalho TRABALHO LinhaPesquisa LOCAL DATA HORARIO SALA 17 OU 18 SE FOR INTERDISCIPLINAR SALA 70 E 71 SE FOR CONGRRESSO TipoTrabalho TRABALHO LinhaPesquisa LOCAL DATA HORARIO A INCLUSÃO DO MÉTODO DE VACINAÇÃO CONTRA O VÍRUS HPV: UMA INTERVENÇÃO DE CONSCIENTIZAÇÃO ALTERAÇÕES FISIOLÓGICAS E METABÓLICAS EM INDIVÍDUO COM DISTROFIA

Leia mais

Relação dos resumos aprovados no V Congresso de Educação e Fisioterapia do Agreste PROJETOS DE PESQUISAS

Relação dos resumos aprovados no V Congresso de Educação e Fisioterapia do Agreste PROJETOS DE PESQUISAS Relação dos resumos aprovados no V Congresso de Educação e Fisioterapia do Agreste Nº TÍTULO DO RESUMO PROJETOS DE PESQUISAS PREVALÊNCIA DE ENCURTAMENTOS MUSCULARES EM PRATICANTES 1 DE MUSCULAÇÃO TECNOLOGIA

Leia mais

Avaliação Fisioterapêutica da Coluna Lombar Departamento de Fisioterapia, Fonoaudiologia e Terapia Ocupacional

Avaliação Fisioterapêutica da Coluna Lombar Departamento de Fisioterapia, Fonoaudiologia e Terapia Ocupacional Avaliação Fisioterapêutica da Coluna Lombar Departamento de Fisioterapia, Fonoaudiologia e Terapia Ocupacional Profa. Dra. Sílvia Maria Amado João 1. Anatomia Aplicada Existem 2 tipos de artic. encontradas

Leia mais

01. Mensagem de boas-vindas da Associação Portuguesa de Fisioterapeutas... 4

01. Mensagem de boas-vindas da Associação Portuguesa de Fisioterapeutas... 4 2 9º CONGRESSO NACIONAL DE FISIOTERAPEUTAS Índice 01. Mensagem de boas-vindas da Associação Portuguesa de Fisioterapeutas............... 4 02. Mensagem de boas-vindas do Presidente da Comissão Organizadora

Leia mais

Resoluções, conquistas e desafios

Resoluções, conquistas e desafios Eventos pré-congresso Cuidados Paliativos Conselhos e Associações de Classe Demências - diagnóstico diferencial TNT Geriatria - Abbott GeriatRio2013 - Programação Preliminar Como responder às demandas

Leia mais

Pato Branco, 10 de setembro de 2015.

Pato Branco, 10 de setembro de 2015. Pato Branco, 10 de setembro de 2015. Para facilitar a escolhas dos Worshops por parte dos interessados em participar do IX Simpósio Sul Brasileiro de Fisioterapia, e assim personalizarem as suas programações,

Leia mais

Comissão Científica - Comunicações Livres/Pósteres

Comissão Científica - Comunicações Livres/Pósteres Comissão Científica - Comunicações Livres/Pósteres Nº ENTRADA TITULO DA COMUNICAÇÃO CLASSIFICAÇÃO 1 A Unidade de Cuidados na comunidade (UCC) na reconfiguração dos Cuidados de Saúde Primários em Portugal:

Leia mais

Documento Técnico A Actividade Física e a Promoção da Saúde na 3ª Idade

Documento Técnico A Actividade Física e a Promoção da Saúde na 3ª Idade Documento Técnico A Actividade Física e a Promoção da Saúde na 3ª Idade DIVISÃO DESPORTO - CME A Actividade Física e a Promoção da Saúde na 3ª Idade 1.1. Conceito de Saúde Segundo a Organização Mundial

Leia mais

Congresso do Desporto Desporto, Saúde e Segurança

Congresso do Desporto Desporto, Saúde e Segurança Congresso do Desporto Desporto, Saúde e Segurança Projecto Mexa-se em Bragança Organização: Pedro Miguel Queirós Pimenta Magalhães E-mail: mexaseembraganca@ipb.pt Web: http://www.mexaseembraganca.ipb.pt

Leia mais

BENEFÍCIOS DO MÉTODO PILATES NA REABILITAÇÃO

BENEFÍCIOS DO MÉTODO PILATES NA REABILITAÇÃO BENEFÍCIOS DO MÉTODO PILATES NA REABILITAÇÃO O método pilates é um trabalho que se baseia em exercícios de força e mobilidade utilizando para tal técnicas e exercícios específicos. Este método permite

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE MIRACEMA 2014 FISIOTERAPEUTA PROVA OBJETIVA

PREFEITURA MUNICIPAL DE MIRACEMA 2014 FISIOTERAPEUTA PROVA OBJETIVA 1 CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS 1) No decorrer do envelhecimento, a pessoa idosa pode apresentar alterações posturais e de marcha, e mesmo após a abordagem fisioterapêutica pode ser necessária a prescrição

Leia mais

R.N.C.C.I. Equipas Cuidados Continuados Integrados (Domiciliárias) 72 (Jan.09)

R.N.C.C.I. Equipas Cuidados Continuados Integrados (Domiciliárias) 72 (Jan.09) R.N.C.C.I. Execução física até 31/12/2008 Capacidade da Rede Tipologia 2007 2008 Taxa Cresc. Convalescença 403 530 32,00% Média Duração e Reabilitação 646 922 43,00% Longa Duração e Manutenção 684 1325

Leia mais

ENVELHECIMENTO SAUDÁVEL

ENVELHECIMENTO SAUDÁVEL ENVELHECIMENTO SAUDÁVEL 1. ENVELHECIMENTO ACTIVO A Organização Mundial da Saúde e a Comissão da União Europeia consideram de grande importância todas as medidas, políticas e práticas, que contribuam para

Leia mais

O IMPACTO DO PROGRAMA DE GINÁSTICA LABORAL NO AUMENTO DA FLEXIBILIDADE

O IMPACTO DO PROGRAMA DE GINÁSTICA LABORAL NO AUMENTO DA FLEXIBILIDADE O IMPACTO DO PROGRAMA DE GINÁSTICA LABORAL NO AUMENTO DA FLEXIBILIDADE UM ESTUDO QUANTO À APLICABILLIDADE DO PROGRAMA PARA COLETORES DE LIXO DO MUNICÍPIO DE NITERÓI ALESSANDRA ABREU LOUBACK, RAFAEL GRIFFO

Leia mais

PHYSIOSENSING. Equilíbrio. Transferências de Carga. Biofeedback Visual

PHYSIOSENSING. Equilíbrio. Transferências de Carga. Biofeedback Visual Equilíbrio Transferências de Carga Biofeedback Visual PHYSIOSENSING O PhysioSensing é um dispositivo médico certificado composto por uma plataforma de força e por uma cadeira de força. Permite avaliar

Leia mais

Alterações da Estrutura Corporal

Alterações da Estrutura Corporal Alterações da Estrutura Corporal Exercícios e Postura milenadutra@bol.com.br Os Exercícios Realmente Mudam a Postura? Vício postural pode ser corrigido voluntariamente com reeducação psicomotora Desvio

Leia mais

De autocarro: 205 paragem Hospital de São João

De autocarro: 205 paragem Hospital de São João LIGADURAS FUNCIONAIS E ORTóTESES: COM ANTóNIO GASPAR (ABR 2015) - PORTO António Gaspar é um dos maiores nomes da fisioterapia nacional. Esta será uma oportunidade única de conhecer e beneficiar do seu

Leia mais

AVALIAÇÃO POSTURAL. Figura 1 - Alterações Posturais com a idade. 1. Desenvolvimento Postural

AVALIAÇÃO POSTURAL. Figura 1 - Alterações Posturais com a idade. 1. Desenvolvimento Postural AVALIAÇÃO POSTURAL 1. Desenvolvimento Postural Vantagens e desvantagens da postura ereta; Curvas primárias da coluna vertebral; Curvas Secundárias da coluna vertebral; Alterações posturais com a idade.

Leia mais

A influência da prática da capoeira na postura dos capoeiristas: aspectos biomecânicos e fisiológicos.

A influência da prática da capoeira na postura dos capoeiristas: aspectos biomecânicos e fisiológicos. A influência da prática da capoeira na postura dos capoeiristas: aspectos biomecânicos e fisiológicos. Autores: Ft Mariana Machado Signoreti Profa. Msc. Evelyn Cristina Parolina A capoeira é uma manifestação

Leia mais

SUMÁRIO. Sobre o curso Pág. 3. Etapas do Processo Seletivo. Cronograma de Aulas. Coordenação Programa e metodologia; Investimento.

SUMÁRIO. Sobre o curso Pág. 3. Etapas do Processo Seletivo. Cronograma de Aulas. Coordenação Programa e metodologia; Investimento. SUMÁRIO Sobre o curso Pág. 3 Coordenação Programa e metodologia; Investimento Etapas do Processo Seletivo Pág. Matrícula Cronograma de Aulas Pág. PÓS-GRADUAÇÃO EM ATIVIDADE FÍSICA PARA PREVENÇÃO, TRATAMENTO

Leia mais

Avaliação funcional do doente respiratório crónico. Testes de Exercício.

Avaliação funcional do doente respiratório crónico. Testes de Exercício. Avaliação funcional do doente respiratório crónico. Testes de Exercício. XX Congresso Português de Pneumologia Hermínia Brites Dias Escola Superior de Tecnologia da Saúde de Lisboa Avaliação funcional

Leia mais

5ªs Jornadas de Medicina Desportiva do Leixões Sport Clube

5ªs Jornadas de Medicina Desportiva do Leixões Sport Clube 5ªs Jornadas de Medicina Desportiva do Leixões Sport Clube Centro de Congressos de Matosinhos Matosinhos, 23 de Abril de 2010 Hospital de S. João - Faculdade de Medicina - 1 PERSPECTIVA DO ORTOPEDISTA

Leia mais

O resultado de uma boa causa. Apresentação de resultados da campanha pela Obesidade do programa Saúde mais Próxima

O resultado de uma boa causa. Apresentação de resultados da campanha pela Obesidade do programa Saúde mais Próxima O resultado de uma boa causa. Apresentação de resultados da campanha pela Obesidade do programa Saúde mais Próxima Saúde mais próxima. Por causa de quem mais precisa. Saúde mais Próxima é um programa da

Leia mais

VAGAS PARA ALUNOS VOLUNTÁRIOS E ORIENTAÇÕES DE TCC

VAGAS PARA ALUNOS VOLUNTÁRIOS E ORIENTAÇÕES DE TCC UNIVERSIDADE DO ESTADO DE SANTA CATARINA UDESC CENTRO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE E DO ESPORTE CEFID DIREÇÃO DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO DPPG VAGAS PARA ALUNOS VOLUNTÁRIOS E ORIENTAÇÕES DE TCC Prof. Dr. Alexandro

Leia mais

BANCAS EXAMINADORAS DE TRABALHO DE CURSO (2015/2) CURSO DE FISIOTERAPIA. ORIENTADORA: Profa. ANA CAROLINA MESQUITA DO NASCIMENTO

BANCAS EXAMINADORAS DE TRABALHO DE CURSO (2015/2) CURSO DE FISIOTERAPIA. ORIENTADORA: Profa. ANA CAROLINA MESQUITA DO NASCIMENTO O coordenador do Núcleo de Atividades Complementares NAC, nos termos da Resolução CONSUP Faculdade CESUC 001/2015, divulga abaixo a relação das BANCAS PÚBLICAS EXAMINADORAS DE TRABALHO DE CURSO do Curso

Leia mais

TÉCNICAS EM AVALIAÇÃO E REEDUCAÇÃO POSTURAL

TÉCNICAS EM AVALIAÇÃO E REEDUCAÇÃO POSTURAL 13. CONEX Pôster Resumo Expandido 1 ISSN 2238-9113 ÁREA TEMÁTICA: ( ) COMUNICAÇÃO ( ) CULTURA ( ) DIREITOS HUMANOS E JUSTIÇA ( ) EDUCAÇÃO ( ) MEIO AMBIENTE (X ) SAÚDE ( ) TRABALHO ( ) TECNOLOGIA TÉCNICAS

Leia mais

CURSO DIAGNÓSTICO MECÂNICO e TRATAMENTO TÉCNICA de McKENZIE. Parte A Coluna Lombar

CURSO DIAGNÓSTICO MECÂNICO e TRATAMENTO TÉCNICA de McKENZIE. Parte A Coluna Lombar CURSO DIAGNÓSTICO MECÂNICO e TRATAMENTO TÉCNICA de McKENZIE Parte A Coluna Lombar Conteúdos Programáticos A Lombalgia Incidência, custos, tempo e tipos de tratamentos Abordagem à Técnica de McKenzie. Anatomia

Leia mais

O IDOSO 8 CONGRESO BRASILEIRO DE MEDICINADE FAMÍLIA E COMUNIDADE 2 ENCONTRO LUSO-BRASILEIRO DE MEDICINA GERAL, FAMILIAR E COMUNITÁRIA JUNHO 2006

O IDOSO 8 CONGRESO BRASILEIRO DE MEDICINADE FAMÍLIA E COMUNIDADE 2 ENCONTRO LUSO-BRASILEIRO DE MEDICINA GERAL, FAMILIAR E COMUNITÁRIA JUNHO 2006 O IDOSO 8 CONGRESO BRASILEIRO DE MEDICINADE FAMÍLIA E COMUNIDADE 2 ENCONTRO LUSO-BRASILEIRO DE MEDICINA GERAL, FAMILIAR E COMUNITÁRIA JUNHO 2006 Mudanças no Setor Saúde Aumento da prevalência de doenças

Leia mais

LER/DORT. Dr. Rodrigo Rodarte

LER/DORT. Dr. Rodrigo Rodarte LER/DORT Dr. Rodrigo Rodarte Há dois lados em todas as questões (Pitágoras, 410 445 a.c.) Definição: As L.E.R. são Lesões por Esforços Repetitivos (definição mais antiga) A D.O.R.T. (conhecidas como doenças

Leia mais

MEXA SE PELA SUA SAÚDE

MEXA SE PELA SUA SAÚDE MEXA SE PELA SUA SAÚDE No dia 8 de Setembro comemora-se o Dia Mundial da Fisioterapia. i i Este dia foi instituído pela Confederação Mundial de Fisioterapia (WCPT), organização que representa mais de 300

Leia mais

Especial Online RESUMO DOS TRABALHOS DE CONCLUSÃO DE CURSO. Fisioterapia 2010-1 ISSN 1982-1816. www.unifoa.edu.br/cadernos/especiais.

Especial Online RESUMO DOS TRABALHOS DE CONCLUSÃO DE CURSO. Fisioterapia 2010-1 ISSN 1982-1816. www.unifoa.edu.br/cadernos/especiais. Especial Online ISSN 1982-1816 www.unifoa.edu.br/cadernos/especiais.html DOS TRABALHOS DE CONCLUSÃO DE CURSO Fisioterapia 2010-1 O USO DA OXIGENIOTERAPIA DOMICILIAR NO PACIENTE DPOC Autora: ROSA, Ana Carolina

Leia mais

HISTÓRICO MÉTODO THERASUIT HISTÓRICO O MÉTODO THERASUIT PRINCIPAIS OBJETIVOS. Profa. Ms. Daniela Vincci Lopes Ruzzon

HISTÓRICO MÉTODO THERASUIT HISTÓRICO O MÉTODO THERASUIT PRINCIPAIS OBJETIVOS. Profa. Ms. Daniela Vincci Lopes Ruzzon HISTÓRICO MÉTODO THERASUIT Profa. Ms. Daniela Vincci Lopes Ruzzon Veste criada em Michigan/USA, por pesquisadores russos. Função: contrapor os efeitos negativos vividos pelos astronautas (atrofia muscular,

Leia mais

CENTRO UNIVERSITÁRIO DE CARATINGA

CENTRO UNIVERSITÁRIO DE CARATINGA CENTRO UNIVERSITÁRIO DE CARATINGA RELAÇÃO DE RESUMOS DE MONOGRAFIAS E ARTIGOS DE PÓS- GRADUAÇÃO Lato sensu - Daniela Cristina dos Santos Alves O Uso do Spray de Fluorometano no Tratamento Prof. D. Sc.

Leia mais

EFETIVIDADE DA ESCOLA DE COLUNA EM IDOSOS COM LOMBALGIA

EFETIVIDADE DA ESCOLA DE COLUNA EM IDOSOS COM LOMBALGIA EFETIVIDADE DA ESCOLA DE COLUNA EM IDOSOS COM LOMBALGIA Maria Lucia Ziroldo 1 ; Mateus Dias Antunes 2 ; Daniela Saldanha Wittig 3 ; Sonia Maria Marques Gomes Bertolini 4 RESUMO: A dor lombar é uma das

Leia mais

Saúde e Desporto. Manuel Teixeira Veríssimo Hospitais da Universidade de Coimbra. Relação do Desporto com a Saúde

Saúde e Desporto. Manuel Teixeira Veríssimo Hospitais da Universidade de Coimbra. Relação do Desporto com a Saúde Saúde e Desporto Manuel Teixeira Veríssimo Hospitais da Universidade de Coimbra Relação do Desporto com a Saúde Dum modo geral aceita-se que o desporto dá saúde Contudo, o desporto também comporta malefícios

Leia mais

CONCEITO: PRC. (Moraes RS, et al. Diretriz de Reabilitação Cardíaca. Arq Bras Cardiol 2005; 84: 431-40.)

CONCEITO: PRC. (Moraes RS, et al. Diretriz de Reabilitação Cardíaca. Arq Bras Cardiol 2005; 84: 431-40.) CONCEITO: PRC OMS: é o somatório das atividades necessárias para garantir aos pacientes portadores de cardiopatia as melhores condições física, mental e social, de forma que eles consigam, pelo seu próprio

Leia mais

O PAPEL DA ENFERMAGEM NA REABILITAÇÃO CARDIACA RAQUEL BOLAS

O PAPEL DA ENFERMAGEM NA REABILITAÇÃO CARDIACA RAQUEL BOLAS O PAPEL DA ENFERMAGEM NA REABILITAÇÃO CARDIACA RAQUEL BOLAS Ericeira, 11 de Fevereiro 2011 DEFINIÇÃO De acordo com a OMS (2003), a Reabilitação Cardíaca é um conjunto De acordo com a OMS (2003), a Reabilitação

Leia mais

Relação dos banners para serem apresentados no período da manhã e no final da tarde

Relação dos banners para serem apresentados no período da manhã e no final da tarde Relação dos banners para serem apresentados no período da manhã e no final da tarde Período da manhã: 01 ao 75 - (11:00 às 12:30h); Período da Tarde: 76 ao 149 - (16:30 às 18:00h). Cada Banner terá um

Leia mais

EXERCÍCIOS RESISTIDOS. Parte I

EXERCÍCIOS RESISTIDOS. Parte I EXERCÍCIOS RESISTIDOS Parte I DESEMPENHO MUSCULAR Capacidade do músculo realizar trabalho. Elementos fundamentais: Força Potência muscular Resistência à fadiga FATORES QUE AFETAM O DESEMPENHO MUSCULAR

Leia mais

98200003 50000446 RPG FISIOTERAPIA R$ 33,35. Avaliação Terapia Ocupacional 98400029 não possui Não possui TERAPIA OCUPACIONAL R$ 42,35 98200143

98200003 50000446 RPG FISIOTERAPIA R$ 33,35. Avaliação Terapia Ocupacional 98400029 não possui Não possui TERAPIA OCUPACIONAL R$ 42,35 98200143 DESCRIÇÃO ANTERIOR CÓDIGO ANTERIOR CÓD. TUSS NOMENCLATURA TUSS SERVIÇO VALOR REAJUSTADO EM 17,65% - (VIGENTE A PARTIR DE 01/04/2015) Avaliação Nutricionista 98800140 não possui não possui NUTRICIONISTA

Leia mais

Atividade Física e Saúde na Escola

Atividade Física e Saúde na Escola Atividade Física e Saúde na Escola *Eduardo Cardoso Ferreira ** Luciano Leal Loureiro Resumo: Atividade física pode ser trabalhada em todas as idades em benefício da saúde. O objetivo do artigo é conscientizar

Leia mais

Linha de Cuidado da Obesidade. Rede de Atenção à Saúde das Pessoas com Doenças Crônicas

Linha de Cuidado da Obesidade. Rede de Atenção à Saúde das Pessoas com Doenças Crônicas Linha de Cuidado da Obesidade Rede de Atenção à Saúde das Pessoas com Doenças Crônicas Evolução do excesso de peso e obesidade em adultos 0,8% (1.550.993) da população apresenta obesidade grave 1,14% das

Leia mais

Dimensão Segurança do Doente. Check-list Procedimentos de Segurança

Dimensão Segurança do Doente. Check-list Procedimentos de Segurança 1. 1.1 1.2 Cultura de Segurança Existe um elemento(s) definido(s) com responsabilidade atribuída para a segurança do doente Promove o trabalho em equipa multidisciplinar na implementação de processos relativos

Leia mais

PLANO DE ATIVIDADES ESTÁGIO OBRIGATÓRIO I E II DO CURSO DE FISIOTERAPIA

PLANO DE ATIVIDADES ESTÁGIO OBRIGATÓRIO I E II DO CURSO DE FISIOTERAPIA 1 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO Universidade Federal de Alfenas. UNIFAL-MG Rua Gabriel Monteiro da Silva, 714. Alfenas/MG. CEP 37130-000 Fone: (35) 3299-1000. Fax: (35) 3299-1063 PLANO DE ATIVIDADES ESTÁGIO OBRIGATÓRIO

Leia mais

Considerada como elemento essencial para a funcionalidade

Considerada como elemento essencial para a funcionalidade 13 Epidemiologia e Flexibilidade: Aptidão Física Relacionada à Promoção da Saúde Gláucia Regina Falsarella Graduada em Educação Física na Unicamp Considerada como elemento essencial para a funcionalidade

Leia mais

SEJA COMPETITIVO, PROMOVENDO A QUALIDADE DE VIDA NO TRABALHO ACÇÕES DE SENSIBILIZAÇÃO

SEJA COMPETITIVO, PROMOVENDO A QUALIDADE DE VIDA NO TRABALHO ACÇÕES DE SENSIBILIZAÇÃO www.medialcare.pt SEJA COMPETITIVO, PROMOVENDO A QUALIDADE DE VIDA NO TRABALHO ACÇÕES DE SENSIBILIZAÇÃO 1 ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL Com a colaboração de uma especialista em Nutrição, propomos apresentar a temática

Leia mais

ANEXO. CONTEÚDO PROGRAMÁTICO Para candidatos que desejam entrar na 4ª etapa do curso

ANEXO. CONTEÚDO PROGRAMÁTICO Para candidatos que desejam entrar na 4ª etapa do curso ANEXO CONTEÚDO PROGRAMÁTICO Para candidatos que desejam entrar na 4ª etapa do curso Células e Tecidos do Sistema Imune Anatomia do sistema linfático Inflamação aguda e crônica Mecanismos de agressão por

Leia mais

OS BENEFÍCIOS DO MÉTODO PILATES NA LOMBALGIA

OS BENEFÍCIOS DO MÉTODO PILATES NA LOMBALGIA OS BENEFÍCIOS DO MÉTODO PILATES NA LOMBALGIA WELLINTON GONÇALVES DO SANTOS ¹ RICARDO BASÍLIO DE OLIVEIRA CALAND² LUCIANA ALVES BRANDÃO³ SONNALE DA SILVA ARAÚJO4 RESUMO A dor lombar é um mal recorrente

Leia mais

CURSO MÉTODO KINESIO TAPING

CURSO MÉTODO KINESIO TAPING CURSO MÉTODO KINESIO TAPING Nos dias 27 e 28 de julho realiza-se no ISAVE, com a colaboração da Bwizer, o Curso Método Kinesio Taping (KT1/KT2). Com um total de 16h, tendo como formador Sério Frade, o

Leia mais

DIAS AULA TEMA CONTEÚDO

DIAS AULA TEMA CONTEÚDO MARÇO 04/03 Teórica Noções em Geriatria e Gerontologia - Histórico - Temas básicos: saúde, autonomia, independência, incapacidade e fragilidade - Epidemiologia do envelhecimento - Papel do cuidador - Qualidade

Leia mais

ATENDIMENTO DOMICILIAR FISIOTERAPEUTICO PARA PORTADOR DE ACIDENTE VASCULAR CEREBRAL NO ESTÁGIO AGUDO

ATENDIMENTO DOMICILIAR FISIOTERAPEUTICO PARA PORTADOR DE ACIDENTE VASCULAR CEREBRAL NO ESTÁGIO AGUDO ATENDIMENTO DOMICILIAR FISIOTERAPEUTICO PARA PORTADOR DE ACIDENTE VASCULAR CEREBRAL NO ESTÁGIO AGUDO Ana Coely Araujo Vieira¹; Fernanda Naiene Rodrigues Valadares²; Rebecca Pessoa de Almeida Lima³; Joventina

Leia mais