Portugal ITIL E TAL. e-newsletter das Melhores Práticas em Portugal. Outubro 2006 Nº 1 - Edição de lançamento

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Portugal ITIL E TAL. e-newsletter das Melhores Práticas em Portugal. Outubro 2006 Nº 1 - Edição de lançamento"

Transcrição

1 Portugal ITIL E TAL e-newsletter das Melhores Práticas em Portugal Outubro 2006 Nº 1 - Edição de lançamento

2 MENSAGEM DO DIRECTOR A necessidade de partilha leva-nos a mais esta iniciativa. Queremos que a e-newsletter, que agora lançamos, seja mais um meio de nos encontrarmos. De hoje em diante, editaremos bimestralmente, estabelecendo um novo elo nas relações que já mantemos com Associados e profissionais de TI em Portugal. A nossa e-newsletter foi baptizada com o nome ITIL E TAL. Este nome surgiu de um Concurso de Ideias lançado junto dos nossos Associados e o nome vencedor foi escolhido pela sua originalidade e porque evidencia a ligação ao que nos move (ITIL e outras Melhores Práticas), sem perder o cunho português. É neste novo espaço que pretendemos dar voz aos nossos Associados, anunciando os seus projectos e publicando as suas opiniões. Ao mesmo tempo que comunicamos as actividades da itsmf, os eventos, as certificações, as publicações e as novidades na área da gestão de serviços de TI. A e-newsletter será também um fórum para promover o debate sobre matérias de interesse da comunidade de gestores de TI. Para isso, contamos com o contributo activo dos nossos Associados. Nesta fase de lançamento, apelamos para o entusiasmo de todos na construção desta iniciativa, através da partilha de casos de implementação de ITIL ou de outras Melhores Práticas, artigos de opinião e sugestões. Não deixe de dar o seu contributo e marcar presença nas próximas edições. Contamos consigo. A. J. Simões Monteiro Director da enewsletter ITIL E TAL e Presidente da Direcção da itsmf Portugal 2

3 ITIL E TAL Director A. J. Simões Monteiro Coordenadora de Marketing Susana Soares Assistente de Marketing Liliana Sobral Editor Eduardo Manso OUTUBRO Conteúdos Notícia de Abertura - Conferência Anual 2006 p. 4 Contactos itsmf Portugal, Taguspark, Parque de Ciência e Tecnologia Núcleo Central, nº Oeiras Tel: Notícias itsmf p. 7 Breves itsmf p. 8 Lançamento de Novos Países Actualização do ITIL Modelos de Gestão de Serviços p. 9 Eventos Próximos Eventos p. 10 Resumo de Eventos Anteriores p. 11 ITIL é uma marca registada do Office Government Commerce (OGC). itsmf é um nome registado do IT Service Management Forum Ltd. Os artigos publicados reflectem a opinião dos autores e não necessariamente daqueles que os publicam. Nenhum erro, má interpretação ou qualquer tipo de resultados pode ser da responsabilidade do editor. O material da ITIL E TAL não pode ser reproduzido (quer seja na totalidade ou em parte) sem a autorização expressa da itsmf Portugal. Eventos Internacionais p. 13 Certificações e Standards ISO/IEC p. 14 Perguntas Frequentes p. 15 Entidades Formadoras de ITIL p. 18 Publicações - Novidades p. 20 Mensagem do Editor p. 21 Artigos de Opinião p. 22 Outras Leituras Directores de Informática Pressionados p. 29 Dicas para Comprar Serviços e Produtos p. 30 3

4 NOTÍCIA DE ABERTURA - CONFERÊNCIA ANUAL 2006 Na Conferência Anual de 2006 esteve em debate o tema: "Melhores Práticas: O caminho para a Competitividade". Pelo 3º ano consecutivo, quisemos cumprir um papel fundamental para a divulgação das Melhores Práticas em Portugal, apostando na formação e qualidade dos profissionais, a favor da competitividade das organizações. Num momento marcado pelo lançamento mundial do 1º standard para a Gestão de Serviços de TI, ISO/IEC 20000, com a colaboração da itsmf, é reconhecida a importância da certificação das organizações que pretendem prestar um serviço de qualidade e ser competitivas. Para debater esta temática, passaram pelo Centro Cultural de Belém vários especialistas da indústria e muitos dos responsáveis pela Gestão de TI em Portugal. Entre os oradores internacionais destacou-se a presença de David Johnston, Consultor Sénior da NHS, Diane Stow em representação da Sony Europe apresentou um Catálogo de Serviços e Sharon Taylor, ITIL Chief Architect da itsmf Internacional, que nos apresentou a nova versão do ITIL e introduziu a norma ISO/IEC A 3ª Conferência da itsmf Portugal contou também com importantes participações nacionais, nomeadamente António Comprido, CEO da BP Portugal, que abordou a questão da ligação entre a tecnologia e os objectivos de negócio; Celso Sebastião que abordou o tema "Implementação do Suporte aos Serviços ITIL na StoraEnso/Celbi"; Carlos Pedrosa Moura que nos trouxe o tema "ITIL na PT Comunicações", Luis Amaro que abordou o tema "Gestão das Alterações e Configurações no BPI, Elsa Bernardo, Responsável da Área da Qualidade da Sogrupo (CGD) que apresentou a avaliação de processos ITIL com o modelo ISO proposto pela Critical Software, em resposta ao Call for papers lançado pela itsmf Portugal, entre outros. Em Destaque.305 Pessoas na Conferência. 183 Pessoas na Pré-Conferência. 2 Dias de Melhores Práticas. 3 Especialistas Internacionais. 7 Casos de Sucesso em Portugal. BPI. CGD. Critical Software. MAPFRE. PT Comunicações. SonaeCom. StoraEnso/Celbi O Grande Debate desta 3ª Conferência abordou a questão da Competitividade e Qualidade nos Serviços, contando com Alberto Mesquita (Hovione), Marcelo Tupan (Modelo Continente Hipermercados) e Carlos Palito (PT Multimédia e TV Cabo). A moderação do debate foi liderada por Idalécio Lourenço, Director da Computerworld e CXO. 4

5 NOTÍCIA DE ABERTURA - CONFERÊNCIA ANUAL 2006 A Conferência confirmou o crescendo interesse dos profissionais de TI pela Gestão de Serviços de TI e também da vontade das empresas em se associarem à itsmf. O facto de 80% das apresentações terem sido referentes a casos práticos de aplicação de ITIL em Portugal demonstra que as empresas começam a entender esta área como fundamental, para o aumento da eficiência e contributo das TI para o negócio, ajudando-as num mercado cada vez mais competitivo. Ivo Barros (Testemunho) Foi compensador verificar o grande número de participantes nesta última Conferência e em particular o seu perfil, que ao contrário do tradicional, deixou claramente de ser dominado por elementos ligados a empresas de prestação de serviços de TI. Tal, na minha opinião, deve-se ao facto, de em Portugal, se estar a assistir a uma desejável e crescente preocupação das organizações, na utilização de metodologias que permitam garantir adequados níveis de serviço, alinhados com os requisitos impostos pelos seus processos de negócio, diminuindo ao mesmo tempo os custos operacionais em TI. Luis Braga (Testemunho) 5

6 NOTÍCIA DE ABERTURA - CONFERÊNCIA ANUAL 2006 Voltará para o ano? 89% dos profissionais que marcaram presença na Conferência pretendem marcar presença na próxima Conferência Anual Como classifica o evento em termos globais? Os inquiridos atribuíram uma classificação bastante positiva ao evento, com 100% de avaliações superiores a 4 (numa escala de 1 a 5) Nota: Respostas recolhidas durante a Conferência Anual junto de 38 participantes. 6

7 NOTICIAS ITSMF LANÇAMENTO ISO/IEC O ISO/IEC foi desenvolvido para responder às necessidades de uma audiência global e fornecer um entendimento comum da Gestão de Serviços de Tecnologias de Informação em todo o mundo. Cobre os aspectos responsáveis por 80% do investimento total em tecnologias de informação da grande maioria das organizações. O novo standard de Gestão de Serviços de Tecnologias de Informação, ISO/IEC 20000, foi publicado para endereçar o fornecimento destes serviços e a sua contribuição para o sucesso do negócio. Este novo standard substitui o standard britânico reconhecido mundialmente, BS À semelhança do que acontecia com o BS 15000, este standard é publicado em duas partes e permitirá aos prestadores de serviços compreender como poderão alcançar a qualidade no serviço prestado aos seus clientes, internos e externos. Primeiro standard reconhecido internacionalmente para a Gestão de Serviços de TI, que suporta e é totalmente compatível com o modelo ITIL (IT Infrastructure Library). Não existem muitas diferenças entre a nova ISO/IEC e o standard original BS As alterações foram feitas de modo a adequá-lo a uma audiência internacional, destacando-se as seguintes: O ISO/IEC 20000:2005 "promove a adopção de um processo integrado para a prestação e gestão eficaz dos serviços que responde aos requisitos de negócio e dos clientes". Uma das pequenas alterações feitas ao standard é o alinhamento entre as partes 1 e 2. A parte 1 inclui um conjunto de secções: Planeamento e Implementação da Gestão dos Serviços; Requisitos para o Sistema de Gestão; Planeamento e Implementação de Serviços Novos ou Alterados; Processos de Disponibilização de Serviços; Processos de Relacionamento; Processos de Controlo; Processos de Resolução; Processos de Release. A parte 2 é um Código de Prática que descreve as melhores práticas para a Gestão de Serviços no âmbito da parte 1 da norma ISO/IEC Também compreende um conjunto de secções, incluindo: Processos de Disponibilização de Serviços; Processos de Relacionamento; Processos de Resolução; Processos de Controlo; Processos de Gestão de Releases. 7

8 BREVES ITSMF LANÇAMENTO DE NOVOS PAÍSES A itsmf está presente em três novos países. Estas representações foram aprovadas em Israel, Irlanda e Espanha fazendo com que o número de representações aumente para 33. Outras representações estão em fase de abertura, como é o caso do Dubai. ACTUALIZAÇÃO DO ITIL Os autores das seguintes cinco publicações, que formam uma grande fatia do ITIL, actualizaram-no. Este foi actualizado nas seguintes publicações: Service Strategies - Michael Nieves Service Design - Colin Rudd Service Introduction - Shirley Lacy Service Operation - David Cannon Continual Service Improvement - George Spalding e Gary Case 8

9 MODELOS DE GESTÃO DE SERVIÇOS NOVOS DESENVOLVIMENTOS NA ÁREA DE E-SOURCING O Centro de Qualificação de Serviços de TI da Universidade de Carnegie Mellon, nos Estados Unidos, anunciou novos desenvolvimentos no modelo de capacidade de e-sourcing para organizações clientes (escm-cl), estando agora a parte 2 - Practice Details disponível para revisão pública. Este documento, que nos dá os detalhes das Melhores Práticas na Gestão do Sourcing de Serviços IT-enabled, foi lançado para revisão pública após extensa validação por parte do grupo de trabalho de escm-cl e de um seminário com Gestores de Sourcing com uma vasta experiência. As partes 1 e 2 do modelo escm-cl estão disponíveis em e-sourcing Capability Models (escm) 1) escm para fornecedores - um modelo de Melhores Práticas com 3 objectivos: apresentar um guia para melhorar as competências ao longo do ciclo de vida do sourcing; dotar os clientes de um mecanismo objectivo de avaliação da capacidade de fornecedores; dar aos fornecedores um standard a partir do qual se podem diferenciar dos seus concorrentes. 2) escm para organizações cliente - um guia para avaliação e melhoria das capacidades e para o desenvolvimento de relações mais eficientes.estarão ainda em destaque os temas da formação e certificação, suportes para a adopção das Melhores Práticas e exploração do capital humano existente na área dos Serviços. Fonte da notícia Dr. Bill Hefley, Ph.D., Professor Associado e Director do Centro de Qualificação de Serviços de TI da Universidade de Carnegie Mellon, nos Estados Unidos. O Dr. Bill Hefley foi orador convidado da itsmf Portugal no Seminário Anual de 2005, onde apresentou o tema e-sourcing Capability Models - Guidance for Strategic Service Management 9

10 EVENTOS PRÓXIMOS EVENTOS JANTAR NETWORKING A 2 de Novembro irá realizar-se o 4º Jantar de Networking, que contará com a presença do Prof. Pedro Oliveira, coordenador do Programa Avançado em Empreendorismo e Gestão da Inovação (PAEGI) e do Programa Avançado de Gestão de Telecomunicações e Tecnologias de Informação (PAGETTI) da Faculdade de Ciências Económicas e Empresariais da Universidade Católica Portuguesa, onde lecciona nos programas de Licenciatura, MBA e Executivos. Tema em debate: Empreendedorismo Hora: 20h - 23h Local: Restaurante da Ordem dos Engenheiros SEMINÁRIO ANUAL Tema em debate: Inovação em Portugal: Cooperar para Competir Hora: 9h - 13h Local: Auditório da Ordem dos Engenheiros No dia 23 de Novembro realiza-se o Seminário Anual da itsmf Portugal. O tema escolhido para este ano, Inovação em Portugal: Cooperar para Competir tem como objectivo aprofundar e suscitar a reflexão sobre o desenvolvimento de Portugal. Nota: Por motivos de força maior, poderão ocorrer pequenas alterações a esta agenda. 10

11 EVENTOS RESUMO DE EVENTOS ANTERIORES 3º JANTAR DE NETWORKING 1 Junho 2006 Contou com a intervenção do Profº Eugénio Lisboa, que apresentou o tema Arte e Tecnologia: o Desenvolvimento Humano. 8º WORKSHOP : GESTÃO DA DISPONIBILIDADE 20 Abril 2006 A 20 de Abril realizou-se o 8º Workshop itsmf Portugal no Departamento de Engenharia Informática, na Universidade de Coimbra, subordinado ao tema da Gestão da Disponibilidade, contou com os seguintes interlocutores: Dr. António Resende Barroco, coordenador da Secção Técnica de Eventos, da itsmf Portugal, que fez a apresentação do standard ITIL, dos processos que compõem a Gestão de Serviço de TI e da itsmf Portugal, à comunidade discente do DEI/UC. Engª Carla Gonçalves, responsável pelos SI s da TeraBiz, fez a apresentação da aplicação prática de um processo de Gestão da Disponibilidade, na sua organização, que é constituída por 4 colaboradores, e mantém um site B2B de comercialização de equipamentos e soluções de SI/TI a nível nacional, com suporte de consultadoria e provedoria do cliente. Principais Conclusões 1.A comunidade académica carece ainda de informação sobre o standard ITIL. 2.As PME s em Portugal estão muito distantes do paradigma das Melhores Práticas e das vantagens da sua aplicação. 3.É possível gerir com eficiência processos ITIL com níveis de maturidade muito diferenciados, como ficou demonstrado com o caso da TeraBiz, que utiliza apenas os processos de Gestão da Disponibilidade e de Gestão Financeira de Serviços de TI, sendo os restantes processos de ITSM assegurados através de outsourcing. 11

12 EVENTOS RESUMO DE EVENTOS ANTERIORES 7º WORKSHOP : IT GOVERNANCE 26 Janeiro 2006 Oradores Eng. João Madureira Pinto, Director de Planeamento e Gestão de Projectos da Companhia de Seguros Tranquilidade, com a responsabilidade de gestão e coordenação de Projectos de TI, abordou o tema do Orçamento vs. Projectos, para estabelecer um programa de IT Governance Dra Angelina Leal, responsável pela gestão e execução de projectos internacionais nas áreas de Qualidade, Ambiente, SHST, Segurança da Informação e Sistemas Integrados, falou da experiência de implementação de um programa de IT Governance (ITIL; CobIT e BS 7799) Eng. Sérgio Carvalho, administrador da PT Sistemas de Informação, fez uma abordagem divergente da implementação dos controlos de governação de TI, através de normas e standards, a partir de clusters de gestão de projectos, de aplicações e de infra-estruturas Principais Conclusões 1.AS TI s estão no princípio da cadeia tecnológica e devem servir o objectivo último do negócio, através dos sistemas de informação. 2.A normalização dos processos de suporte e entrega vai ser fortemente instigada num futuro próxima (de cerca de 2 anos) e a certificação desta normalização vai ser um requisito dos players que pretendam operar numa indústria fortemente competitiva. 3.A Gestão de Serviço está claramente ligada ao negócio, e a sua implementação na estrutura service provider é feita de modo mais eficaz numa abordagem top-down, isto é, da perspectiva do negócio para a realidade das TI s; ao invés, ficaram provadas as ineficiências das abordagens matriciais e bottom-up, nomeadamente em organizações cuja gestão está fortemente orientada para silos de funções e de tecnologias. 12

13 EVENTOS INTERNACIONAIS 15ª CONFERÊNCIA ANUAL DA ITSMF INTERNACIONAL A 15ª Conferência Anual da itsmf Internacional vai realizar-se em Birmingham, no Hotel Hilton. O tema desta conferência é Theory Into Practice. O evento de 3 dias é também uma oportunidade perfeita para mostrar novos produtos e ainda dialogar pessoalmente com milhares de profissionais da área. Objectivos: 1 - Demonstrar o sucesso: Como evidenciar o impacto positivo numa organização da Gestão de Serviços? Como construir um caso de sucesso? 2 - Implementação: Demonstrar o bom, o mau e o vilão das organizações que estão a começar ou que tenham recomeçado após uma paragem inicial. Como escolher e por onde começar? Que fazer? Funcionou? 3 - Pessoas: O desafio de uma implementação envolve questões com os recursos humanos, treino e educação, habilidade para gerir, cultura, estrutura organizacional ou relações cliente/fornecedor. Que dicas dar aos parceiros? 4 - E depois?: A organização tem implementado ITIL ao longo do tempo e atingiu um nível de maturidade. Pode ter contado a historia da implementação em conferências anteriores e agora a organização evoluiu. Que acontece a seguir? O melhoramento do serviço é diário, portanto, o que acontece à medida que a maturidade aumenta? 5 - O que os livros não contam!: esta é a oportunidade para expandir a Gestão de Serviços pensando para além das melhores práticas. Talvez tenha trabalhado na integração de ITIL com outras bases ou outro standard de qualidade. Em alternativa, tem uma ideia para a secção de "As melhores Práticas" que deveria existir. 6 - Workshops ou Atelier de trabalho: sessões focadas para profissionais que explorem questões de Gestão de Serviço. 13

14 CERTIFICAÇÕES E STANDARDS ISO/IEC O ISO/IEC foi desenvolvido para responder às necessidades de uma audiência global e fornecer um entendimento comum da gestão de serviços de tecnologias de informação em todo o mundo. Cobre os aspectos responsáveis por 80% do investimento total em tecnologias de informação da grande maioria das organizações. À semelhança do que acontecia com o BS 15000, o ISO/IEC permitirá aos prestadores de serviços compreender como poderão alcançar a qualidade no serviço prestado aos seus clientes, internos e externos. O Standard Britânico BS deixou de ser considerado um standard válido, após a publicação do ISO/IEC 20000, a 15 de Dezembro de O estatuto internacional do standard ISO/IEC permite ao atingir a certificação, a medição do nível de serviço face ao standard. Proporciona um valor acrescentado real para as organizações, não só porque demonstra o posicionamento qualitativo dos serviços internos, como lhes permite seleccionar parceiros externos adequados. A Certificação das organizações no ISO/IEC é realizada por entidades externas ao itsmf mas reguladas por este organismo. Existem já diversas entidades que realizam esta Certificação a nível internacional, podendo as organizações interessadas contactar o itsmf para fornecimento da lista de entidades a actuarem no nosso mercado. Entidades de Referência: Office of Government Commerce (OGC), detentor dos direitos sobre o ITIL, trabalha transversalmente ao Governo Britânico, como catalisador para atingir melhores resultados com o mesmo investimento financeiro nas actividades comerciais e suporta os departamentos governamentais para maior sucesso nos programas de aquisições e projectos. itsmfi, o corpo de coordenação Internacional do itsmf (IT Service Management Forum). Mais informações em Examination Institute for Information Science (EXIN), sediado na Holanda, é um fornecedor independente e internacional de exames em ITIL. Desempenha um papel importante no desenvolvimento de standards internacionais para qualificações. Mais informações em O ISEB fornece qualificações profissionais e de desenvolvimento de carreira. Através deste organismo o BCS (British Computer Society) fornece qualificações reconhecidas internacionalmente, para várias áreas de Sistemas de Informação. Mais informações em Faz parte do Grupo BSI, sendo responsável pelas publicações dos standards Britânicos no Reino Unido. Mais informação em ISO - Organização Internacional da Normalização IEC - Comissão Electrotécnica Internacional 14

15 CERTIFICAÇÕES E STANDARDS EVENTOS PERGUNTAS FREQUENTES 1 - A itsmf Portugal presta serviços de formação ou certificação? Não. A formação específica para os níveis de certificações existentes em ITIL é dada por empresas acreditadas. A itsmf procura condições vantajosas para os seus sócios, no sentido de facilitar a aquisição de serviços e formação e certificação aos vários fornecedores no mercado Português. No entanto, a itsmf Portugal procura organizar eventos de divulgação e workshops para Associados, de modo a difundir as melhores prácticas preconizadas pela framework ITIL. 2 - A itsmf recomenda algum fornecedor de serviços na área de formação e certificação? Para que uma entidade possa emitir certificados de frequência de qualquer formação ITIL (qualificação), tem de ser acreditada internacionalmente pela EXIN ou ISEB e para cada formação específica, e.g. ITIL Foundation. A itsmf Portugal recomenda a formação ITIL ministrada por qualquer uma entidade acreditada, mas por nenhuma em particular. Para a divulgação da itsmf Portugal e benefício dos seus associados, a itsmf Portugal estabelece protocolos com entidades formadoras em ITIL. 15

16 CERTIFICAÇÕES E STANDARDS PERGUNTAS FREQUENTES 3 - Que certificações ITIL existem? Actualmente, para profissionais de TI interessados em conseguir certificações como reconhecimento dos seus conhecimentos e aplicação de melhores práticas no seu trabalho, têm as seguintes possibilidades: 4 - Que outros standards relacionados com ITIL existem? Ao nível do ITIL, existe o standard mundial ISO/IEC para certificações ao nível das organizações (ou seja, a organização tem o reconhecimento de que usa efectivamente melhores práticas de TI). Esta certificação é atribuida após auditoria dos processos da organização. A auditoria será realizada por empresas devidamente acreditadas para o efeito. Os respectivos auditores também têm de ser certificados (certificação concedida pela itsmf). Também existe certificação para consultores que prestam serviços nesta área (também dada pela itsmf). 16

17 CERTIFICAÇÕES E STANDARDS PERGUNTAS FREQUENTES 5 - Que documentação existe sobre os temas abordados nas várias certificações? Existem várias publicações na itsmf, em Inglês e Português. Segue uma lista não exaustiva: Introdução ao tema (em Português) Gestão de Serviços de TI (formato livro de bolso) Poster - Processos ITIL (tamanho A1) Livros de apoio para formatação dos vários níveis de certificação, em Inglês: Service Support Service Delivery Estas publicações podem ser adquiridas através da itsmf, com condições vantajosas para Associados. 17

18 CERTIFICAÇÕES E STANDARDS ENTIDADES FORMADORAS EM ITIL Entidades que disponibilizam formação em ITIL: Entidade com protocolo estabelecido com a itsmf Portugal: Compuquali GFI International Outras entidades que disponibilizam formação em ITIL: ATM Informática BMC CEGOC FAS - Sistemas de Informação FUJITSU HP IIR Portugal MAINROAD RUMOS SINFIC SOL-S e SOLSUN VANTAGEM + Protocolo Formação ITIL Essentials for IT Service Management Benefícios: Associados Individuais. 10% desconto. Entrega de Guia de Bolso e Poster ITIL Associados Corporate:. 11% desconto - 3 a 4 formandos. 16% desconto - 5 a 7 formandos. 21% desconto - 8 a 12 formandos Descontos Associados Individuais e Corporate:. 5% desconto sobre os preços de lista no exame de certificação "ITIL Foundation" via centro Prometric da Compuquali GFI International, quando independente do curso "ITIL Essentials for IT Service Management". 18

19 PUBLICIDADE 19

20 PUBLICAÇÕES NOVIDADES Publicações OGC: ITIL Small-Scale Implementation (Inglês) Publicações itsmf: Poster A1 Conferência Processos de Gestão de Serviço - ISO/IEC Publicações itsmf: Metrics for IT Service Management (Inglês) Outras Publicações: ISO/IEC 20000, Pocket Guide (Inglês) 20

21 MENSAGEM DO EDITOR Eduardo Manso Editor da ITIL E TAL Caros Associados, Surge finalmente a primeira edição da e-newsletter da itsmf Portugal. Com este novo canal de comunicação com os Associados, pretendemos aproximar a realidade das experiências dos profissionais de TIs em Portugal, às novas directrizes (mais ou menos explicitamente) impostas internacionalmente no desenvolvimento das boas práticas do sector. Tendo em conta a quantidade de artigos recebidos e a qualidade dos mesmos, vemo-nos obrigados a limitar a selecção àqueles que pelo tema abordado, relevância, aplicabilidade e clareza, nos parecem os mais apropriados neste momento. Nesta edição, o foco foi colocado na implementação das Melhores Práticas num âmbito alargado, quer conduzidos pela necessidade de melhoria num universo competitivo como é o da prestação de serviços de TI, quer pela necessidade de conformidade com as práticas de governança impostas pelas regras dos mercados financeiros internacionais. Para a 2ª edição desta e-newsletter, pretendemos dinamizar o tema com o qual tantos profissionais de TI se debatem dentro das organizações onde trabalham: a demonstração dos benefícios e resultados da implementação das boas práticas de TI, segundo o ITIL. Para tal, contamos com a vossa colaboração no sentido de exporem exemplos de desafios práticos que foram vencidos através da implementação de modelos de serviço enquadrados com o ITIL, com a realização dos objectvos inicialmente definidos. 21

22 ARTIGOS DE OPINIÃO BOAS PRÁTICAS - ONDE COMEÇAR? "Encontram-se disponíveis muitos standards de qualidade, estruturas e metodologias e é natural ter dúvidas sobre qual examinar ou implementar. Poderá ter ouvido falar de MOF, COBIT, CMMI, TickIT, ISO9000, ISO27001, EFQM, 6 Sigma, Balanced Scorecard e de Sarbannes Oxley. A maioria não são normas no sentido estrito, mas antes ferramentas que auxiliam as organizações a operar de modo mais eficiente e eficaz." In ISO/IEC Certification web site Autor: Nome: Pedro Tavares Silva Função: Responsável pelo Serviço de Desenvolvimento de Métodos Organização: Mapfre Boas práticas - Onde começar? No mundo das Tecnologias de Informação o ITIL é uma estrutura com créditos firmados, mas nem sempre é claro qual o melhor ponto de partida para a sua adopção. No final de 2005 aparece mais uma peça do puzzle das melhores práticas para a gestão de Tecnologias de Informação, o standard ISO/IEC 20000, e a confusão dos neófitos aumenta. Neste artigo iremos clarificar a relação entre estes dois padrões internacionais e procurar responder à questão: ISO/IEC ou ITIL - por onde começar? ITIL, ou IT Infrastructure Library (Biblioteca de Infra-estrutura TI), é um padrão que foi originalmente publicado no final da década de oitenta (século passado, portanto) pelo governo do Reino Unido e que, desde então, procura divulgar o estado da arte da gestão dos serviços de Tecnologias de Informação. Este standard tem algumas particularidades que são paradoxal e simultaneamente as suas principais fraquezas e forças. Vejamos: o ITIL é aplicável a empresas de todas as dimensões, porque não exige a existência de cargos específicos, aplicando-se também a qualquer sector do mercado (indústria, comércio, serviços venham eles). A razão desta flexibilidade é que o ITIL é uma estrutura (framework) orientada a processos, constituída por linhas de orientação genéricas que permitem uma grande liberdade para a sua implementação em termos organizacionais e documentais. Esta abordagem é um obstáculo para os que têm dificuldade em lidar com indicações vagas, obrigando sempre o praticante de ITIL a analisar as especificidades do seu contexto de actuação antes de poder sequer começar a identificar a lista de alterações que necessita de introduzir para fazer o alinhamento com aquele padrão. Para os adeptos das receitas tipo "basta juntar água", eis que surge o ISO/IEC 20000, composto por duas partes distintas, à semelhança do seu progenitor: o BS A segunda parte do standard é basicamente um sumário executivo do ITIL, com algumas alterações mais ou menos ligeiras, anexada sob a forma de recomendações para a implementação da primeira parte do standard ou, mais rigorosamente, como um "código de prática". A primeira parte do standard é autenticamente uma receita para o prato "boas práticas", pois na parte 1 do ISO/IEC encontram-se listados os controlos (documentos e registos) que a organização terá obrigatoriamente de demonstrar existirem para alcançar a certificação segundo o standard. Nela estão descritos vinte e um processos (contra os 10 do núcleo forte do ITIL) e muitos, mas mesmo muitos, documentos (tais como políticas, planos, definições de processos e cargos) e registos (actas, relatórios, calendários, etc.) a produzir e manter. A razão de ser deste conteúdo é clara: o ISO/IEC foi concebido tendo em vista o processo de certificação, ou seja, a parte 1 desta norma é a base das auditorias de certificação segundo o standard. Não cumprir algo estipulado na primeira parte da norma impede a certificação, enquanto que o incumprimento das recomendações contidas na segunda parte resulta "apenas" na inscrição de uma observação no relatório da auditoria, incumprimento esse que terá necessariamente de ser corrigido em tempo útil. 22

23 ARTIGOS DE OPINIÃO BOAS PRÁTICAS - ONDE COMEÇAR? (CONTINUAÇÃO) Desta descrição sumária depreendem-se desde já os domínios de actuação dessas duas normas. Ambas estão intimamente ligadas e visam a gestão profissional dos sistemas de informação, como se de uma área de negócio se tratasse, sem esquecer as muitas especificidades das Tecnologias de Informação. Nenhuma das duas certifica a qualidade dos produtos produzidos ou dos serviços prestados, mas somente oferecem garantias quanto à eficiência e eficácia dos processos estabelecidos. A principal distinção entre as duas é o facto de a norma ITIL ter de ser adaptada e só depois adoptada, ao passo que o ISO/IEC não permite qualquer adaptação, requerendo a adopção plena dos seus vinte e um processos e da totalidade dos controlos respectivos, bastando não produzir um único controlo para ter uma malfadada "não conformidade" e perder a possibilidade de certificação. Os 21 processos definidos no ISO/IEC são: " Responsabilidade da Gestão " Requisitos de Documentação " Competências, Sensibilização e Formação " Planeamento da Gestão de Serviços " Implementação da Gestão de Serviços " Monitorização, Medição e Revisão " Melhoria Continuada " Planeamento e Implementação de Serviços Novos ou Alterados " Gestão dos Níveis de Serviço " Emissão de relatórios de Serviço " Gestão da Continuidade e da Disponibilidade dos Serviços* " Orçamentação e Contabilidade de Serviços de Tecnologias de Informação** " Gestão da Capacidade " Gestão da Segurança da Informação " Gestão da Relação de Negócio " Gestão de Fornecedores " Gestão de Incidentes " Gestão de Problemas " Gestão de Configurações " Gestão de Alterações " Gestão de Releases Os processos do núcleo forte do ITIL encontram-se destacados na lista a negrito. No ITIL o processo assinalado na lista com * encontra-se dividido em dois processos (Gestão da Continuidade de Serviços TI + Gestão da Disponibilidade) e o processo assinalado com ** tem a designação "Gestão Financeira". A fusão dos processos "Gestão da Continuidade de Serviços TI" e "Gestão da Disponibilidade" será muito provavelmente um dos resultados da terceira revisão do ITIL, que estará concluída em Janeiro próximo. Da observação desta lista de processos e de uma breve leitura da parte 1 do ISO/IEC pode-se inferir que a sua aplicação pressupõe que a organização tem uma dimensão significativa, de modo a assegurar a disponibilidade dos recursos requeridos para a implementação e manutenção das cerca de duas dezenas de funções e respectivos documentos (21 políticas, planos de melhoria do processo, programas de melhoria dos serviços, etc., etc., etc.). E, provavelmente, será este requisito implícito a maior barreira à entrada desta norma no nosso país. 23

Gestão e Certificação de Serviços de TI

Gestão e Certificação de Serviços de TI Gestão e Certificação de Serviços de TI Luís Vidigal itsmf Portugal Lisboa 8 de Abril de 2010 itsmf Portugal 1 Agenda 1. O que é a itsmf? 2. Situação do ITSM em Portugal 3. O que vamos fazer em 2010 itsmf

Leia mais

Certificação de Sistemas de Gestão de Serviços de TI em Portugal

Certificação de Sistemas de Gestão de Serviços de TI em Portugal Certificação de Sistemas de Gestão de Serviços de TI em Portugal ISO/IEC 20000-1 Mário Lavado itsmf Portugal Aveiro 19 de Março de 2009 itsmf Portugal 1 Agenda 1. O que é a itsmf? 2. As normas ISO/IEC

Leia mais

Workshop. Maturidade da Governação e Gestão de TI em Portugal. Inquérito Nacional 2011. Mário Lavado itsmf Portugal 11-10-2011

Workshop. Maturidade da Governação e Gestão de TI em Portugal. Inquérito Nacional 2011. Mário Lavado itsmf Portugal 11-10-2011 Workshop Maturidade da Governação e Gestão de TI em Portugal Inquérito Nacional 2011 Mário Lavado itsmf Portugal 11-10-2011 Agenda Apresentação dos resultados do estudo de maturidade do ITSM & ITGovervance

Leia mais

Gestão dos Níveis de Serviço

Gestão dos Níveis de Serviço A Gestão dos Níveis de Serviço (SLM) Os sistemas e tecnologias de informação e comunicação têm nas empresas um papel cada vez mais importante evoluindo, hoje em dia, para níveis mais elevados de funcionamento

Leia mais

ISO/IEC 20000 DOIS CASOS DE SUCESSO DE CLIENTES QUALIWORK

ISO/IEC 20000 DOIS CASOS DE SUCESSO DE CLIENTES QUALIWORK ISO/IEC 20000 DOIS CASOS DE SUCESSO DE CLIENTES QUALIWORK A Norma ISO/IEC 20000:2011 Information technology Service management Part 1: Service management system requirements é uma Norma de Qualidade que

Leia mais

Conferência Anual 2007

Conferência Anual 2007 Conferência Anual 2007 Pessoas. Este foi o tema da 4ª Conferência Anual da itsmf Portugal, dedicada às Pessoas como motor da viabilização das Melhores Práticas em Gestão de Serviços de TI. Reunimos 200

Leia mais

Resumo Apresentação : Orador

Resumo Apresentação : Orador Resumo Apresentação : Orador Formador Rumos Consultor ITSM desde 2006 ITIL v2/v3 ISO 20000 ISO / IEC 27001/2 Certificação ITIL Foundation Certificação ITIL Expert Certificação Cisco CCNA 6 Anos de Experiencia

Leia mais

Uma plataforma estratégica

Uma plataforma estratégica Publicado: Fevereiro 2007 Autor: Rui Loureiro Sénior Partner Implementar o Help Desk Quando simplesmente pensamos em implementar um Help Desk, isso pode significar uma solução fácil de realizar ou algo

Leia mais

Gerenciamento de Serviços de TIC. ISO/IEC 20.000 / ITIL V2 e V3

Gerenciamento de Serviços de TIC. ISO/IEC 20.000 / ITIL V2 e V3 Gerenciamento de Serviços de TIC ISO/IEC 20.000 / ITIL V2 e V3 Agenda O que é serviço de TIC? O que é Qualidade de Serviços de TIC? O que é Gerenciamento de Serviços de TIC? ISO IEC/20.000-2005 ITIL versão

Leia mais

Qualidade. na Gestão de Serviços TI ISO/IEC 20000. Luís Vidigal. Lisboa 24 de Outubro de 2008

Qualidade. na Gestão de Serviços TI ISO/IEC 20000. Luís Vidigal. Lisboa 24 de Outubro de 2008 Qualidade na Gestão de Serviços TI ISO/IEC 20000 Luís Vidigal itsmf Portugal Lisboa 24 de Outubro de 2008 Agenda 1. O que é a itsmf? 2. A Certificação ISO/IEC 20000 O que é a itsmf? A itsmf no mundo Única

Leia mais

Gestão da TI. É proibida a cópia deste conteúdo, no todo ou em parte, sem autorização prévia do autor.

Gestão da TI. É proibida a cópia deste conteúdo, no todo ou em parte, sem autorização prévia do autor. Este material foi desenvolvido especialmente para a disciplina Gestão da TI ministrada no curso de graduação em Sistemas de Informação da AES (Academia de Ensino Superior). Algumas imagens são de domínio

Leia mais

Curso Geral de Gestão. Pós Graduação

Curso Geral de Gestão. Pós Graduação Curso Geral de Gestão Pós Graduação Curso Geral de Gestão Pós Graduação Participamos num processo acelerado de transformações sociais, políticas e tecnológicas que alteram radicalmente o contexto e as

Leia mais

Curso ITIL Foundation. Introdução a ITIL. ITIL Introduction. Instrutor: Fernando Palma fernando.palma@gmail.com http://gsti.blogspot.

Curso ITIL Foundation. Introdução a ITIL. ITIL Introduction. Instrutor: Fernando Palma fernando.palma@gmail.com http://gsti.blogspot. Curso ITIL Foundation Introdução a ITIL ITIL Introduction Instrutor: Fernando Palma fernando.palma@gmail.com http://gsti.blogspot.com Agenda Definição / Histórico Escopo Objetivos Benefícios e Problemas

Leia mais

Gerenciamento de Serviços em TI com ITIL. Gerenciamento de Serviços de TI com ITIL

Gerenciamento de Serviços em TI com ITIL. Gerenciamento de Serviços de TI com ITIL Gerenciamento de Serviços de TI com ITIL A Filosofia do Gerenciamento de Serviços em TI Avanços tecnológicos; Negócios totalmente dependentes da TI; Qualidade, quantidade e a disponibilidade (infra-estrutura

Leia mais

Hotel Sana Parque Lisboa

Hotel Sana Parque Lisboa Hotel Sana Parque Lisboa 8 de Abril de 2010 Rui Soares GFI Portugal Desafios da Gestão de Serviço de TI Complexidade dos processos de negócio suportados pelas TI Gestão e controlo de subcontratação Infra-estrutura

Leia mais

Implementação de Ferramentas de Gestão SOX ISO 20000 ISO 27001. Susana Carias Lisboa, 24 de Outubro de 2008

Implementação de Ferramentas de Gestão SOX ISO 20000 ISO 27001. Susana Carias Lisboa, 24 de Outubro de 2008 Implementação de Ferramentas de Gestão SOX ISO 20000 ISO 27001 Susana Carias Lisboa, 24 de Outubro de 2008 Agenda Introdução Desafio 1º passo Problemática ISO 27001 ISO 20000 Conclusões 2 Agenda Introdução

Leia mais

Gestão de T.I. GESTÃO DE T.I. ITIL. José Luís Padovan jlpadovan@gmail.com

Gestão de T.I. GESTÃO DE T.I. ITIL. José Luís Padovan jlpadovan@gmail.com GESTÃO DE T.I. José Luís Padovan jlpadovan@gmail.com 1 Information Technology Infrastructure Library 2 O que é o? Information Technology Infrastructure Library é uma biblioteca composta por sete livros

Leia mais

A implementação de Sistemas de Gestão ISO27001 e ISO20000 Principais Etapas

A implementação de Sistemas de Gestão ISO27001 e ISO20000 Principais Etapas A implementação de Sistemas de Gestão ISO27001 e ISO20000 Principais Etapas Paulo Faroleiro ISO 20000 CC/LA, ISO 27001 CC/LA, CISA, CISM Certified Processes Auditor (BSI) Certified Project Manager C-Level

Leia mais

GESTÃO DE TI NAS ORGANIZAÇÕES CONTEMPORÂNEAS

GESTÃO DE TI NAS ORGANIZAÇÕES CONTEMPORÂNEAS GESTÃO DE TI NAS ORGANIZAÇÕES CONTEMPORÂNEAS WALLACE BORGES CRISTO 1 JOÃO CARLOS PEIXOTO FERREIRA 2 João Paulo Coelho Furtado 3 RESUMO A Tecnologia da Informação (TI) está presente em todas as áreas de

Leia mais

Strategic IT Manager +351 21 793 29 89. Gestão de Custos, Orçamentos e KPIs em IT. Como planificar, controlar e rentabilizar os investimentos

Strategic IT Manager +351 21 793 29 89. Gestão de Custos, Orçamentos e KPIs em IT. Como planificar, controlar e rentabilizar os investimentos www.iirangola.com MASTERCLASS IT Gestão de Custos, Orçamentos e KPIs em IT Strategic IT Manager Como planificar, controlar e rentabilizar os investimentos Variáveis no desenho do orçamento: objectivos,

Leia mais

Governança de TI Prof. Carlos Henrique Santos da Silva, MSc

Governança de TI Prof. Carlos Henrique Santos da Silva, MSc Governança de TI Prof. Carlos Henrique Santos da Silva, MSc PMP, PMI-RMP, PMI-ACP, CSM, CSPO, ITIL & CobiT Certified Carlos Henrique Santos da Silva, MSc, PMP Especializações Certificações Mestre em Informática

Leia mais

Sistemas de Informação Empresarial

Sistemas de Informação Empresarial Sistemas de Informação Empresarial Governança de Tecnologia da Informação parte 2 Fonte: Mônica C. Rodrigues Padrões e Gestão de TI ISO,COBIT, ITIL 3 International Organization for Standardization d -

Leia mais

1 Descrição sumária. Varajão, Trigo e Barroso, O Gestor de Sistemas de Informação nas grandes empresas portuguesas, Computerworld, 2011.

1 Descrição sumária. Varajão, Trigo e Barroso, O Gestor de Sistemas de Informação nas grandes empresas portuguesas, Computerworld, 2011. O Gestor de Sistemas de Informação nas grandes empresas portuguesas João Varajão 1, António Trigo 2, João Barroso 1 1 Escola de Ciências e Tecnologia, Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro 2 Instituto

Leia mais

Tópicos Especiais. Núcleo de Pós Graduação Pitágoras

Tópicos Especiais. Núcleo de Pós Graduação Pitágoras Núcleo de Pós Graduação Pitágoras Professor: Fernando Zaidan Disciplina: Arquitetura da Informática e Automação MBA Gestão em Tecnologia da Informaçao 1 Tópicos Especiais Novembro - 2008 2 Referências

Leia mais

Melhores Práticas em TI

Melhores Práticas em TI Melhores Práticas em TI Referências Implantando a Governança de TI - Da Estratégia à Gestão de Processos e Serviços - 2ª Edição Edição - AGUINALDO ARAGON FERNANDES, VLADIMIR FERRAZ DE ABREU. An Introductory

Leia mais

20000 Lead Implementer

20000 Lead Implementer ANSI Accredited Program BEHAVIOUR ISO Lead PARA IMPLEMENTAR E GERIR SISTEMAS DE GESTÃO DE SERVIÇOS (SGS) BASEADOS NA NORMA ISO Sobre o curso Este curso intensivo com duração de cinco dias, permite aos

Leia mais

ITIL (INFORMATION TECHNOLOGY INFRASTRUCTURE LIBRARY)

ITIL (INFORMATION TECHNOLOGY INFRASTRUCTURE LIBRARY) Universidade Federal de Santa Catarina Departamento de Informática e Estatística INE Curso: Sistemas de Informação Disciplina: Projetos I Professor: Renato Cislaghi Aluno: Fausto Vetter Orientadora: Maria

Leia mais

EDIÇÃO 2011/2012. Introdução:

EDIÇÃO 2011/2012. Introdução: EDIÇÃO 2011/2012 Introdução: O Programa Formação PME é um programa financiado pelo POPH (Programa Operacional Potencial Humano) tendo a AEP - Associação Empresarial de Portugal, como Organismo Intermédio,

Leia mais

Café da Manhã Corporativo

Café da Manhã Corporativo Café da Manhã Corporativo O ITIL como ferramenta de Governança de TI Palestrante: Julio Cesar R. S. Avila Palestrante: Julio Cesar R. S. Avila Especialista Newtrend em Governança de TI, é um profissional

Leia mais

Núcleo de Pós Graduação Pitágoras. Tópicos Especiais

Núcleo de Pós Graduação Pitágoras. Tópicos Especiais Núcleo de Pós Graduação Pitágoras Professor: Fernando Zaidan Disciplina: Arquitetura da Informática e Automação MBA Gestão em Tecnologia da Informaçao Tópicos Especiais Junho - 2008 Referências Acessos

Leia mais

WHITE PAPER SOBRE MELHORES PRÁCTICAS. ISO 20000: O que deve uma organização fazer?

WHITE PAPER SOBRE MELHORES PRÁCTICAS. ISO 20000: O que deve uma organização fazer? WHITE PAPER SOBRE MELHORES PRÁCTICAS ISO 20000: O que deve uma organização fazer? Índice RESUMO...1 O PASSO SEGUINTE MAIS NATURAL... 2. ITIL...3. COBIT...3. BS 15000...3 UMA VISÃO MAIS DETALHADA DA ISO

Leia mais

O Programa de Reforço e Dinamização da Cooperação Empresarial SISCOOP constitui-se como

O Programa de Reforço e Dinamização da Cooperação Empresarial SISCOOP constitui-se como SISTEMA DE DIAGNÓSTICO E AVALIAÇÃO DO POTENCIAL DE DESENVOLVIMENTO DAS OPORTUNIDADES DE COOPERAÇÃO EM REDE Nota: documento elaborado pela INTELI Inteligência em Inovação, no âmbito da consultadoria prestada

Leia mais

Governação Hospitalar

Governação Hospitalar Aviso: Este projecto encontra-se em fase-piloto e, sem autorização, não pode ser usado para outros fins. Se necessário, contacte o coordenador do DUQuE através de duque@fadq.org Governação Hospitalar em

Leia mais

Finanças para Não Financeiros

Finanças para Não Financeiros www.pwc.pt/academy Finanças para Não Financeiros Academia da PwC Este curso permite-lhe compreender melhor as demonstrações financeiras, os termos utilizados e interpretar os principais indicadores sobre

Leia mais

Sistemas de Gestão na Segurança de Informação

Sistemas de Gestão na Segurança de Informação Public Safety & National Security Day Sistemas de Gestão na Segurança de Informação Paulo Faroleiro Lisboa, 10 de Dezembro 09 A Novabase Web site: www.novabase.pt Fundada em 1989 no seio académico no IST,

Leia mais

CONCURSOS INTERNACIONAIS COMO OPORTUNIDADE DE NEGÓCIO Skyna Hotel 22 de Junho de 2015

CONCURSOS INTERNACIONAIS COMO OPORTUNIDADE DE NEGÓCIO Skyna Hotel 22 de Junho de 2015 LUANDA PROGRAMA AVANÇADO PARA DECISORES CONCURSOS INTERNACIONAIS COMO OPORTUNIDADE DE NEGÓCIO Skyna Hotel 22 de Junho de 2015 2.ª EDIÇÃO Inscrições e mais informações em: www.ambienteonline.pt/luanda-concursos-internacionais-2015

Leia mais

ISO/IEC 20000. Curso e-learning. Sistema de Gerenciamento de Serviços da Tecnologia da Informação

ISO/IEC 20000. Curso e-learning. Sistema de Gerenciamento de Serviços da Tecnologia da Informação Curso e-learning ISO/IEC 20000 Sistema de Gerenciamento de Serviços da Tecnologia da Informação Este é um curso independente desenvolvido pelo TI.exames em parceria com a CONÊXITO CONSULTORIA que tem grande

Leia mais

ITIL v3 melhora Gestão de Serviço de TI no CHVNG/Espinho

ITIL v3 melhora Gestão de Serviço de TI no CHVNG/Espinho Centro Hospitalar Vila Nova de Gaia/Espinho ITIL v3 melhora Gestão de Serviço de TI no CHVNG/Espinho Sumário País Portugal Sector Saúde Perfil do Cliente O Centro Hospitalar Vila Nova de Gaia/Espinho envolve

Leia mais

PROJECTO ÂNCORA QUALIFICAÇÃO E CERTIFICAÇÃO NO SECTOR DAS TICE. Qualificação e Certificação em Gestão de Serviços de TI

PROJECTO ÂNCORA QUALIFICAÇÃO E CERTIFICAÇÃO NO SECTOR DAS TICE. Qualificação e Certificação em Gestão de Serviços de TI Pólo de Competitividade das Tecnologias de Informação, Comunicação e Electrónica TICE.PT PROJECTO ÂNCORA QUALIFICAÇÃO E CERTIFICAÇÃO NO SECTOR DAS TICE Qualificação e Certificação em Gestão de Serviços

Leia mais

Curso preparatório para exame de Certificação do ITIL V3.

Curso preparatório para exame de Certificação do ITIL V3. Curso preparatório para exame de Certificação do ITIL V3. Dentro do enfoque geral em conhecer e discutir os fundamentos, conceitos e as definições de Governança de TI - Tecnologia da Informação, bem como

Leia mais

Como obter resultados em TI com gestão e governança efetivas direcionadas a estratégia do negócio?

Como obter resultados em TI com gestão e governança efetivas direcionadas a estratégia do negócio? Como obter resultados em TI com gestão e governança efetivas direcionadas a estratégia do negócio? A Tecnologia da Informação vem evoluindo constantemente, e as empresas seja qual for seu porte estão cada

Leia mais

Alinhamento Estratégico da TI com o Modelo de Negócios da Empresa: um estudo sobre as melhores práticas da biblioteca ITIL

Alinhamento Estratégico da TI com o Modelo de Negócios da Empresa: um estudo sobre as melhores práticas da biblioteca ITIL Alinhamento Estratégico da TI com o Modelo de Negócios da Empresa: um estudo sobre as melhores práticas da biblioteca ITIL Fernando Riquelme i Resumo. A necessidade por criar processos mais eficientes,

Leia mais

Optimização das organizações através da inovação das Tecnologias

Optimização das organizações através da inovação das Tecnologias Optimização das organizações através da inovação das Tecnologias Índice Quem Somos O SGI da AMBISIG; A implementação do SGIDI na AMBISIG; Caso de Sucesso. Quem somos? Somos uma empresa com 16 anos de experiência

Leia mais

Programas. cabo verde. Angola. portugal. s.tomé e príncipe. Fundación Universitaria San Pablo CEU

Programas. cabo verde. Angola. portugal. s.tomé e príncipe. Fundación Universitaria San Pablo CEU Programas de MESTRADO Online MBA Master in Business Administration Mestrado em Direcção de Empresas Mestrado em Direcção de Marketing e Vendas Mestrado em Direcção Financeira Mestrado em Comércio Internacional

Leia mais

A Nossa Oferta Formativa para a Administração Pública

A Nossa Oferta Formativa para a Administração Pública A Nossa Oferta Formativa para a Administração Pública 2011 DESIGNAÇÃO A inscrição poderá DO CURSO ser efectuada Nº através DE do PREÇO site POR www.significado.pt Para mais informações, por favor contacte

Leia mais

IT Governance. Alinhar as Tecnologias de Informação (TI s) com o negócio! www.pwc.pt/academy

IT Governance. Alinhar as Tecnologias de Informação (TI s) com o negócio! www.pwc.pt/academy www.pwc.pt/academy IT Governance Alinhar as Tecnologias de Informação (TI s) com o negócio! PwC s Academy Formação de profissionais para profissionais IT Governance Alinhar as TI s com o negócio Os projetos

Leia mais

Gerenciamento de Serviços de TI. ITIL (IT Infraestructure Library) Conceitos Básicos Aula 1

Gerenciamento de Serviços de TI. ITIL (IT Infraestructure Library) Conceitos Básicos Aula 1 Gerenciamento de Serviços de TI ITIL (IT Infraestructure Library) Conceitos Básicos Aula 1 Objetivo do Curso Ensinar os conceitos do ITIL V3 apresentando pelos menos as seguintes visões: Mercado Aplicação

Leia mais

ITIL Overview. Gestão de Serviços de TI

ITIL Overview. Gestão de Serviços de TI ITIL Overview Gestão de Serviços de TI Sobre a ILUMNA Atuando na área Gerenciamento de Serviços em TI (ITSM) desde 1997, a ILUMNA presta serviços de Consultoria, Educação e Tecnologia, com o objetivo de

Leia mais

O QUE É A CERTIFICAÇÃO DA QUALIDADE?

O QUE É A CERTIFICAÇÃO DA QUALIDADE? 1 O QUE É A CERTIFICAÇÃO DA QUALIDADE? A globalização dos mercados torna cada vez mais evidente as questões da qualidade. De facto a maioria dos nossos parceiros económicos não admite a não qualidade.

Leia mais

Sourcing de TI. Eficiência nas iniciativas de sourcing de TI Como alcançá-la? Conhecimento em Tecnologia da Informação

Sourcing de TI. Eficiência nas iniciativas de sourcing de TI Como alcançá-la? Conhecimento em Tecnologia da Informação Conhecimento em Tecnologia da Informação Sourcing de TI Eficiência nas iniciativas de sourcing de TI Como alcançá-la? 2010 Bridge Consulting Apresentação Apesar de ser um movimento de grandes dimensões,

Leia mais

A NORMA PORTUGUESA NP 4427 SISTEMA DE GESTÃO DE RECURSOS HUMANOS REQUISITOS M. Teles Fernandes

A NORMA PORTUGUESA NP 4427 SISTEMA DE GESTÃO DE RECURSOS HUMANOS REQUISITOS M. Teles Fernandes A NORMA PORTUGUESA NP 4427 SISTEMA DE GESTÃO DE RECURSOS HUMANOS REQUISITOS M. Teles Fernandes A satisfação e o desempenho dos recursos humanos em qualquer organização estão directamente relacionados entre

Leia mais

-AUDITORIA- PROTECÇÃO DE DADOS PESSOAIS. A sua protecção, com os melhores especialistas.

-AUDITORIA- PROTECÇÃO DE DADOS PESSOAIS. A sua protecção, com os melhores especialistas. -AUDITORIA- PROTECÇÃO DE DADOS PESSOAIS A sua protecção, com os melhores especialistas. Porquê a auditoria ao tratamento de dados pessoais? A regulamentação do tratamento de dados pessoais é uma área complexa

Leia mais

IDC Portugal: Av. António Serpa, 36 9º Andar, 1050-027 Lisboa, Portugal Tel. 21 796 5487 www.idc.com

IDC Portugal: Av. António Serpa, 36 9º Andar, 1050-027 Lisboa, Portugal Tel. 21 796 5487 www.idc.com CADERNO IDC Nº 53 IDC Portugal: Av. António Serpa, 36 9º Andar, 1050-027 Lisboa, Portugal Tel. 21 796 5487 www.idc.com ROI - Retorno do Investimento OPINIÃO IDC Os anos 90 permitiram a inclusão das tecnologias

Leia mais

MODELOS DE MELHORES GOVERNANÇA DE T.I. PRÁTICAS DA. Prof. Angelo Augusto Frozza, M.Sc. http://about.me/tilfrozza

MODELOS DE MELHORES GOVERNANÇA DE T.I. PRÁTICAS DA. Prof. Angelo Augusto Frozza, M.Sc. http://about.me/tilfrozza MODELOS DE MELHORES PRÁTICAS DA GOVERNANÇA DE T.I. Prof. Angelo Augusto Frozza, M.Sc. http://about.me/tilfrozza MELHORES PRÁTICAS PARA T.I. MODELO DE MELHORES PRÁTICAS COBIT Control Objectives for Information

Leia mais

Tipologia de Intervenção 6.4

Tipologia de Intervenção 6.4 Documento Enquadrador Tipologia de Intervenção 6.4 Qualidade dos Serviços e Organizações Acções de consultoria inseridas no processo que visa conferir uma certificação de qualidade às organizações que

Leia mais

Moçambique. Agenda EVENTOS 2013 NEW!! INSCREVA-SE EM. Também in Company. inscrip@iirportugal.com. VISITE www.iirportugal.com

Moçambique. Agenda EVENTOS 2013 NEW!! INSCREVA-SE EM. Também in Company. inscrip@iirportugal.com. VISITE www.iirportugal.com Moçambique Agenda EVENTOS 2013 NEW!! Também in Company INSCREVA-SE EM inscrip@iirportugal.com VISITE www.iirportugal.com INOVAÇÃO Estimado cliente, Temos o prazer de lhe apresentar em exclusiva o novo

Leia mais

Apresentação Resultados 2005

Apresentação Resultados 2005 Apresentação Resultados 2005 Lisboa 15 de Março de 2006 Agenda Overview 2005 40 Anos de Reditus Áreas de Actividade Principais Clientes Corporate Governance Reditus no Mercado Bolsista Indicadores Quantitativos

Leia mais

IT Governance. Alinhar as Tecnologias de Informação (TI s) www.pwc.pt/academy. Academia da PwC

IT Governance. Alinhar as Tecnologias de Informação (TI s) www.pwc.pt/academy. Academia da PwC www.pwc.pt/academy IT Governance Alinhar as Tecnologias de Informação (TI s) com o negócio Academia da PwC Considerando que existe um conjunto de factores críticos de sucesso na governação das Tecnologias

Leia mais

Executive Revolution Programs Competitive intelligence e inovação

Executive Revolution Programs Competitive intelligence e inovação Executive Revolution Programs Competitive intelligence e inovação Neste curso serão abordadas as melhores práticas que permitem gerir estrategicamente a informação, tendo em vista a criação de valor para

Leia mais

Processos Técnicos - Aulas 1 a 3

Processos Técnicos - Aulas 1 a 3 Gerenciamento de Serviços de TI Processos Técnicos - Aulas 1 a 3 A Informática, ou Tecnologia da Informação, antigamente era vista como apenas mais um departamento, como um apoio à empresa. Hoje, qualquer

Leia mais

XI Mestrado em Gestão do Desporto

XI Mestrado em Gestão do Desporto 2 7 Recursos Humanos XI Mestrado em Gestão do Desporto Gestão das Organizações Desportivas Módulo de Gestão de Recursos Rui Claudino FEVEREIRO, 28 2 8 INDÍCE DOCUMENTO ORIENTADOR Âmbito Objectivos Organização

Leia mais

JumpStart FACULDADE DE ECONOMIA UNIVERSIDADE NOVA DE LISBOA

JumpStart FACULDADE DE ECONOMIA UNIVERSIDADE NOVA DE LISBOA JumpStart FACULDADE DE ECONOMIA UNIVERSIDADE NOVA DE LISBOA Tem entre 30 e 45 anos? A sua experiência profissional é superior a 5 anos? Encontra-se numa situação de desemprego há pelo menos 6 meses? Está

Leia mais

1 Serviços de Planeamento e Transformação Empresarial Os Serviços de Planeamento e Transformação Empresarial da SAP incluem:

1 Serviços de Planeamento e Transformação Empresarial Os Serviços de Planeamento e Transformação Empresarial da SAP incluem: Descrição de Serviços Serviços de Planeamento e Empresarial Os Serviços de Planeamento e Empresarial fornecem serviços de consultoria e prototipagem para facilitar a agenda do Licenciado relativa à inovação

Leia mais

CARACTERIZAÇÃO DO PROGRAMA FORMAÇÃO-ACÇÃO PME

CARACTERIZAÇÃO DO PROGRAMA FORMAÇÃO-ACÇÃO PME CARACTERIZAÇÃO DO PROGRAMA FORMAÇÃO-ACÇÃO PME NATUREZA DO PROGRAMA O Programa Formação-Acção PME consiste num itinerário de Formação e Consultoria Especializada (Formação-Acção Individualizada), inteiramente

Leia mais

Vital para a Competitividade da sua Organização

Vital para a Competitividade da sua Organização ISO 27001 Segurança da Informação Vital para a Competitividade da sua Organização Quem Somos? Apresentação do Grupo DECSIS Perfil da Empresa Com origem na DECSIS, Sistemas de Informação, Lda., fundada

Leia mais

O CONTROLO DA QUALIDADE NAS FIRMAS DE AUDITORIA NO ACTUAL CONTEXTO ECONÓMICO E SITUAÇÃO DA PROFISSÃO

O CONTROLO DA QUALIDADE NAS FIRMAS DE AUDITORIA NO ACTUAL CONTEXTO ECONÓMICO E SITUAÇÃO DA PROFISSÃO 10 O CONTROLO DA QUALIDADE NAS FIRMAS DE AUDITORIA NO ACTUAL CONTEXTO ECONÓMICO E SITUAÇÃO DA PROFISSÃO António Gonçalves REVISOR OFICIAL DE CONTAS 1. Introdução O presente artigo procura reflectir o entendimento

Leia mais

O Relatório da OCDE: A avaliação do sistema de ensino superior em Portugal. Lisboa, 13 de Dezembro de 2006

O Relatório da OCDE: A avaliação do sistema de ensino superior em Portugal. Lisboa, 13 de Dezembro de 2006 O Relatório da OCDE: A avaliação do sistema de ensino superior em Portugal Lisboa, 13 de Dezembro de 2006 O relatório de avaliação do sistema de ensino superior em Portugal preparado pela equipa internacional

Leia mais

Certificações ITIL voltam a ganhar destaque

Certificações ITIL voltam a ganhar destaque Certificações ITIL voltam a ganhar destaque Certificações em Information Technology Infrastructure Library, ou ITIL, voltou ao topo de muitas listas de contratação de TI. Métodos ITIL são projetados para

Leia mais

efagundes com GOVERNANÇA DE TIC Eduardo Mayer Fagundes Aula 3/4

efagundes com GOVERNANÇA DE TIC Eduardo Mayer Fagundes Aula 3/4 GOVERNANÇA DE TIC Eduardo Mayer Fagundes Aula 3/4 1 CobIT Modelo abrangente aplicável para a auditoria e controle de processo de TI, desde o planejamento da tecnologia até a monitoração e auditoria de

Leia mais

ANA obtém certificação em quatro áreas críticas com apoio da VP Consulting

ANA obtém certificação em quatro áreas críticas com apoio da VP Consulting ANA obtém certificação em quatro áreas críticas com apoio da VP Consulting Contactos: Isabel Fonseca Marketing VP Consulting Telefone: +351 22 605 37 10 Fax: +351 22 600 07 13 Email: info@vpconsulting.pt

Leia mais

Programa do Curso de Pós-Graduação Lato Sensu MBA em Gestão de Tecnologia da Informação

Programa do Curso de Pós-Graduação Lato Sensu MBA em Gestão de Tecnologia da Informação Programa do Curso de Pós-Graduação Lato Sensu MBA em Gestão de Tecnologia da Informação Apresentação O programa de Pós-graduação Lato Sensu em Gestão de Tecnologia da Informação tem por fornecer conhecimento

Leia mais

ACEF/1112/03877 Relatório preliminar da CAE

ACEF/1112/03877 Relatório preliminar da CAE ACEF/1112/03877 Relatório preliminar da CAE Caracterização do ciclo de estudos Perguntas A.1 a A.10 A.1. Instituição de ensino superior / Entidade instituidora: Universidade Da Beira Interior A.1.a. Identificação

Leia mais

ISO/IEC 20000:2005. Introdução da Norma ISO/IEC 20000 no Mercado Brasileiro Versão 1.1, 15.09.2006

ISO/IEC 20000:2005. Introdução da Norma ISO/IEC 20000 no Mercado Brasileiro Versão 1.1, 15.09.2006 ISO/IEC 20000:2005 Introdução da Norma ISO/IEC 20000 no Mercado Brasileiro Versão 1.1, 15.09.2006 André Jacobucci andre.jacobucci@ilumna.com +55 11 5087 8829 www.ilumna.com Objetivos desta Apresentação

Leia mais

Competências de Gestão para Dirigentes e Técnicos de Associações Empresariais

Competências de Gestão para Dirigentes e Técnicos de Associações Empresariais Competências de Gestão para Dirigentes e Técnicos de Associações Empresariais Curso de Formação 2011 Índice PROPOSTA FORMATIVA... 3 Introdução... 3 Objectivo geral... 3 Estrutura... 3 Metodologias... 3

Leia mais

SISTEMA DE CERTIFICAÇÃO DE ENTIDADES FORMADORAS ASPECTOS PRINCIPAIS DA MUDANÇA

SISTEMA DE CERTIFICAÇÃO DE ENTIDADES FORMADORAS ASPECTOS PRINCIPAIS DA MUDANÇA SISTEMA DE CERTIFICAÇÃO DE ENTIDADES FORMADORAS ASPECTOS PRINCIPAIS DA MUDANÇA O Sistema de Certificação de Entidades Formadoras, consagrado na Resolução do Conselho de Ministros nº 173/2007, que aprova

Leia mais

Controlo de Gestão. 2ª Edição. Lisboa, 8 e 15 de Maio de 2013. www.pwc.pt/academia. Academia da PwC. 2ª edição

Controlo de Gestão. 2ª Edição. Lisboa, 8 e 15 de Maio de 2013. www.pwc.pt/academia. Academia da PwC. 2ª edição www.pwc.pt/academia Controlo de Gestão 2ª Edição Lisboa, 8 e 15 de Maio de 2013 Academia da PwC 2ª edição Este curso permite-lhe compreender melhor os princípios do controlo de gestão, com especial enfoque

Leia mais

A Gestão de Configurações suporte dos Sistemas de Informação

A Gestão de Configurações suporte dos Sistemas de Informação A Gestão de Configurações suporte dos Sistemas de Informação O funcionamento dos sistemas e tecnologias de informação e comunicação têm nas organizações um papel cada vez mais crítico na medida em que

Leia mais

PHC TeamControl CS. A gestão de equipas e de departamentos

PHC TeamControl CS. A gestão de equipas e de departamentos PHC TeamControl CS A gestão de equipas e de departamentos A solução que permite concretizar projectos no tempo previsto e nos valores orçamentados contemplando: planeamento; gestão; coordenação; colaboração

Leia mais

ITIL V3 GUIA DE MELHORES PRÁTICAS EM GERENCIAMENTO DE SERVIÇOS

ITIL V3 GUIA DE MELHORES PRÁTICAS EM GERENCIAMENTO DE SERVIÇOS ITIL V3 GUIA DE MELHORES PRÁTICAS EM GERENCIAMENTO DE SERVIÇOS CAPÍTULO 1 INTRODUÇÃO ITIL V3 1.1. Introdução ao gerenciamento de serviços. Devemos ressaltar que nos últimos anos, muitos profissionais da

Leia mais

As ações de formação ação no âmbito do presente Aviso têm, obrigatoriamente, de ser desenvolvidas com a estrutura a seguir indicada.

As ações de formação ação no âmbito do presente Aviso têm, obrigatoriamente, de ser desenvolvidas com a estrutura a seguir indicada. Anexo A Estrutura de intervenção As ações de formação ação no âmbito do presente Aviso têm, obrigatoriamente, de ser desenvolvidas com a estrutura a seguir indicada. 1. Plano de ação para o período 2016

Leia mais

Governança de TI. ITIL v.2&3. parte 1

Governança de TI. ITIL v.2&3. parte 1 Governança de TI ITIL v.2&3 parte 1 Prof. Luís Fernando Garcia LUIS@GARCIA.PRO.BR ITIL 1 1 ITIL Gerenciamento de Serviços 2 2 Gerenciamento de Serviços Gerenciamento de Serviços 3 3 Gerenciamento de Serviços

Leia mais

Profa. Celia Corigliano. Unidade IV GERENCIAMENTO DE PROJETOS DE TI

Profa. Celia Corigliano. Unidade IV GERENCIAMENTO DE PROJETOS DE TI Profa. Celia Corigliano Unidade IV GERENCIAMENTO DE PROJETOS DE TI Agenda da disciplina Unidade I Gestão de Projetos Unidade II Ferramentas para Gestão de Projetos Unidade III Gestão de Riscos em TI Unidade

Leia mais

Carlos Henrique Santos da Silva

Carlos Henrique Santos da Silva GOVERNANÇA DE TI Carlos Henrique Santos da Silva Mestre em Informática em Sistemas de Informação UFRJ/IM Certificado em Project Management Professional (PMP) PMI Certificado em IT Services Management ITIL

Leia mais

ASSISTÊNCIA EMPRESARIAL DO IAPMEI NA ÁREA DA INTERNACIONALIZAÇÃO E DA EXPORTAÇÃO

ASSISTÊNCIA EMPRESARIAL DO IAPMEI NA ÁREA DA INTERNACIONALIZAÇÃO E DA EXPORTAÇÃO ASSISTÊNCIA EMPRESARIAL DO IAPMEI NA ÁREA DA INTERNACIONALIZAÇÃO E DA EXPORTAÇÃO Como fazemos 1. Através do Serviço de Assistência Empresarial (SAE), constituído por visitas técnicas personalizadas às

Leia mais

PRIMAVERA BUSINESS SOFTWARE SOLUTIONS, SA

PRIMAVERA BUSINESS SOFTWARE SOLUTIONS, SA PRIMAVERA BUSINESS SOFTWARE SOLUTIONS, SA Introdução Nesta edição do Catálogo de Serviços apresentamos os vários tipos de serviços que compõe a actual oferta da Primavera na área dos serviços de consultoria.

Leia mais

PROJECTO DE NORMA REGULAMENTAR

PROJECTO DE NORMA REGULAMENTAR PROJECTO DE NORMA REGULAMENTAR Princípios aplicáveis ao desenvolvimento dos Sistemas de Gestão de Riscos e de Controlo Interno das Empresas de Seguros As melhores práticas internacionais na regulamentação

Leia mais

Neves & Freitas Consultores, Lda.

Neves & Freitas Consultores, Lda. A gerência: Cristian Paiva Índice 1. Introdução... 3 2. Apresentação... 4 2.2 Missão:... 4 2.3 Segmento Alvo... 4 2.4 Objectivos... 5 2.5 Parceiros... 5 2.6 Organização... 5 3. Organigrama da empresa...

Leia mais

www.pwc.com/ao Auditoria interna Os desafios da Auditoria Interna em Angola 09 de Junho de 2014

www.pwc.com/ao Auditoria interna Os desafios da Auditoria Interna em Angola 09 de Junho de 2014 www.pwc.com/ao Auditoria interna Os desafios da Auditoria Interna em Angola Estrutura 1. Introdução ao tema 2. Estado actual da profissão 3. Definindo o caminho para aumentar o valor da auditoria interna:

Leia mais

Procedimentos de Aquisição de Bens e Serviços na AP

Procedimentos de Aquisição de Bens e Serviços na AP PROGRAMA DE ESTÁGIOS PROFISSIONAL NA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA 3ª EDIÇÃO Procedimentos de Aquisição de Bens e Serviços na AP Cristino Sanches Praia 12 a 26 de Abril 2011-1- OBJECTIVOS 1 Conhecer o quadro legislativo

Leia mais

Gestão de Serviços. Mário Lavado itsmf Portugal. Guimarães 18 de Novembro 2010. itsmf Portugal 1

Gestão de Serviços. Mário Lavado itsmf Portugal. Guimarães 18 de Novembro 2010. itsmf Portugal 1 Gestão de Serviços Mário Lavado itsmf Portugal Guimarães 18 de Novembro 2010 itsmf Portugal 1 Agenda 1. O que é o itsmf? 2. A Gestão de Serviços e o ITIL 3. A ISO 20000 4. A certificação ISO 20000 itsmf

Leia mais

ITIL. Fundamentos do Gerenciamento de Serviços de TI. Juvenal Santana, PMP tecproit.com.br

ITIL. Fundamentos do Gerenciamento de Serviços de TI. Juvenal Santana, PMP tecproit.com.br ITIL Fundamentos do Gerenciamento de Serviços de TI Juvenal Santana, PMP tecproit.com.br Objetivo Prover uma visão geral sobre Gerenciamento de Serviços de TI: Conceito; Desafios; Estrutura; Benefícios;

Leia mais

Gerenciamento de TI. Paulo César Rodrigues

Gerenciamento de TI. Paulo César Rodrigues Gerenciamento de TI Paulo César Rodrigues *Analista de Sistemas; *Tutor do curso de graduação em Tecnologia em Sistemas de Computação (UFF/Cederj); * Professor do curso Técnico em Informática da Prefeitura

Leia mais

Ciência da Computação. Gestão da Tecnologia da Informação ITIL Information Technology Infrastructure Library

Ciência da Computação. Gestão da Tecnologia da Informação ITIL Information Technology Infrastructure Library Ciência da Computação Gestão da Tecnologia da Informação ITIL Information Technology Infrastructure Library Agenda Histórico Conceitos básicos Objetivos Visão Geral do Modelo Publicações: Estratégia de

Leia mais

Desafios e benefícios na implementação de modelos de segurança da informação. Aveiro, 19 de Março de 2009

Desafios e benefícios na implementação de modelos de segurança da informação. Aveiro, 19 de Março de 2009 Desafios e benefícios na implementação de modelos de segurança da informação Aveiro, 19 de Março de 2009 Agenda Porquê adoptar um modelo de Segurança da Informação Objectivo de um SGSI (*) Benefícios de

Leia mais

Proposta. ISO 20.000 / 2011 Fundamentos. Apresentação Executiva. ISO 20.000 / 2011 - Fundamentos

Proposta. ISO 20.000 / 2011 Fundamentos. Apresentação Executiva. ISO 20.000 / 2011 - Fundamentos ISO 20.000 / 2011 Fundamentos Apresentação Executiva 1 O treinamento de ISO 20.000 Foundation tem como premissa fornecer uma visão geral da publicação da norma ISO/IEC 20000 capacitando o aluno a entender

Leia mais

Governança de TI. ITIL v.2&3. Prof. Luís s Fernando Garcia LUIS@GARCIA.PRO.BR ITIL ITIL

Governança de TI. ITIL v.2&3. Prof. Luís s Fernando Garcia LUIS@GARCIA.PRO.BR ITIL ITIL Governança de TI ITIL v.2&3 Prof. Luís s Fernando Garcia LUIS@GARCIA.PRO.BR ITIL ITIL Gerenciamento de Serviços Gerenciamento de Serviços Gerenciamento de Serviços Gerenciamento de Serviços Gerenciamento

Leia mais

República de Moçambique

República de Moçambique República de Moçambique Nota Conceitual da FIEI 2013 Ponto de negócio e oportunidade de investimento Maputo Contexto Quadro orientador O Programa Quinquenal do Governo (PQG) prevê no âmbito do Vector Económico

Leia mais

5.1 Introdução. 5.2 Project Management Institute (PMI)

5.1 Introdução. 5.2 Project Management Institute (PMI) 5 NORMALIZAÇÃO DA GESTÃO DE PROJETOS 5.1 Introdução Embora tradicionalmente o esforço de normalização pertença à International Standards Organization (ISO), no caso da gestão de projetos a iniciativa tem

Leia mais

Na APCER, o Microsoft Dynamics CRM é central na gestão comercial e na obtenção de indicadores

Na APCER, o Microsoft Dynamics CRM é central na gestão comercial e na obtenção de indicadores Microsoft Dynamics CRM Customer Solution Case Study APCER Na APCER, o Microsoft Dynamics CRM é central na gestão comercial e na obtenção de indicadores Sumário País Portugal Sector Serviços Perfil do Cliente

Leia mais

Catálogo de Serviços. www.brunise.com.br. www.brunise.com.br

Catálogo de Serviços. www.brunise.com.br. www.brunise.com.br Catálogo de Serviços BRUNISE - A Brunise é uma empresa prestadora de serviços de consultoria e de treinamento, focada na implementação de processos na área de Governança, em todo o Brasil e em países de

Leia mais