BALANÇO FINANCEIRO APRESENTA AVANÇOS NA CAC

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "BALANÇO FINANCEIRO APRESENTA AVANÇOS NA CAC"

Transcrição

1 Ano 11 - nº 57 abril/2017 BALANÇO FINANCEIRO APRESENTA AVANÇOS NA CAC O Balanço da CAC destaca a evolução do Patrimônio Social da Empresa e também dos demais indicadores financeiros. O gerente do Departamento de Contabilidade (DECON), Gilberto Ribeiro, destaca que o superávit nos dois últimos anos foi de R$ 32,5 Milhões. Dessa forma, a CAC aumentou seus ativos garantidores em 109%, ou seja, R$ 24,4 Milhões. O Gerente diz que nesse período houve também uma evolução significativa na recuperação do patrimônio social da Empresa, que em 2014 apresentava o valor negativo de R$ 11,2 Milhões, e em 2016 passou para R$ 21,3 Milhões, positivo. (Patrimônio Social é a diferença entre os ativos (direitos) e passivos (obrigações). Sobre as expectativas para o futuro próximo, Gilberto esclarece que há fatores que não dependem da CAC, como recessão e inflação na área da Saúde. Segundo o gerente, os custos médico-hospitalares crescem acima dos índices de inflação. Além disso, temos no plano Assistencial uma faixa etária elevada, entre 50 e 70 anos. As perspectivas são de muito trabalho, como sempre. Em relação às obrigações que compõem o patrimônio passivo (dívidas e valores a serem pagos a terceiros pessoa física ou jurídica), Gilberto explica que houve uma redução do passivo com os prestadores de serviços médicos em comparação ao ano de A redução foi de R$ 10,3 Milhões. Isto significa que diminuímos essas obrigações em 30%. Este fato, aliado ao aumento do ativo contribuiu para a recuperação do índice de liquidez da Empresa (que é a capacidade de saldar obrigações de curto prazo). PARCERIA COM A CEDAE O diretor Administrativo e Financeiro da CAC, economista Paulo Henri, destaca a importância da parceria com a CE- DAE para o equilíbrio da instituição. Segundo ele, o aporte de 16,7 milhões feito pela patrocinadora foi muito importante para que a Empresa pudesse cumprir suas obrigações, como o cumprimento de 50% do Termo de Assunção de Obrigações Econômico Financeira TAOEF. Trata-se de um documento assinado com a Agência Nacional de Saúde Suplementar em 2015, celebrado em um momento em que havia ajustes necessários sendo feitos na área financeira. Fazem parte do TAOEF: O índice de liquidez corrente (capacidade financeira de saldar as dívidas no curto no prazo), Patrimônio Mínimo Ajustado- PMA (Patrimônio exigido pela ANS para poder operar no Mercado), Ativos Garantidores (Lastro financeiro para cobrir as provisões técnicas, exigido pela a ANS). Gilberto Ribeiro, gerente do DECON, diz que a atual Gestão tem envidado esforços e implementado uma série de medidas de controle nos custos médico-hospitalares. Sem comprometer em nenhum momento a qualidade dos serviços ofertados aos associados, que é o maior objetivo da Empresa, essas medidas têm surtido efeito positivo em nossas contas. O TAOEF teve sua primeira metade cumprida em A perspectiva é boa, pois os índices desse Balanço que apresentamos e a política nas finanças da CAC fazem crer que conseguiremos cumprir a outra metade do TAOEF antes do prazo estipulado este ano, explicou. Outra notícia importante no setor financeiro se refere ao antigo convênio com a Companhia Estadual de Habitação do Estado do Rio de Janeiro CEAHB. Esta empresa possui uma dívida com a CAC. O diretor Paulo Henri explica que a CAC entrou na justiça há alguns anos e conseguiu, finalmente, uma solução para o caso. Segundo o Diretor, através do leilão de dois terrenos, para os quais a CAC conseguiu se qualificar, será possível a quitação desta antiga dívida da CEHAB. Continua na página 2 >> Veja também nesta edição:»» BALANÇO FINANCEIRO APRESENTA AVANÇOS NA CAC 1»» TERCEIRA IDADE COM QUALIDADE DE VIDA 3»» OUVIDORIA: SOLUÇÃO RÁPIDA DE PROBLEMAS 3»» NOSSOS CANAIS DE ATENDIMENTO 4

2 2 CACNotícias abril/ 2017 continuação >> BALANÇO FINANCEIRO APRESENTA AVANÇOS NA CAC PRESIDENTE FALA SOBRE OS RESULTADOS ALCANÇADOS Dr. Clóvis Nascimento, como o senhor avalia o momento da Empresa? O nosso Balanço apresentou um superávit da ordem de R$27 Milhões. Conseguimos alcançar os indicadores firmados no TAOEF junto à ANS. Portanto, cumprimos a primeira metade do TAOEF. O patrimônio social ficou muito bem posicionado, no azul. Ficamos com índice de liquidez corrente acima de 1, ou seja, o nosso Balanço foi, portanto, muito bom. Isso reflete também o trabalho desenvolvido pela equipe da CAC de todos os seus setores. Nosso índice de sinistralidade também é invejável, da ordem de 77%, comparativamente às demais empresas do setor de autogestão. A média dessas empresas, para se ter uma ideia, é acima de 90%. Isso tudo é um trabalho grande que está sendo desenvolvido pela equipe da CAC. É claro que nós temos a meta de continuar trabalhando com afinco para reduzir a despesa médica sem perda de qualidade no atendimento. Acreditamos que uma operadora de autogestão tem que primar pela qualidade, pela excelência no atendimento ao associado, e nós temos buscado a cada dia essa excelência. Portanto, os números refletidos no Balanço são significativos e nos deixam orgulhosos de trabalhar aqui. Quais são suas expectativas para este ano? As nossas expectativas para o ano em curso são ainda mais desafiadoras, na medida em que a inflação médica é muito acima da inflação do mercado. Mas continuamos firmes no propósito de buscar cada vez mais diminuir as nossas despesas médicas atuando de forma diferenciada, buscando novos produtos, realizando um trabalho junto aos nossos idosos de forma preventiva. Enfim, revendo todos os contratos com a rede credenciada, e isso tudo certamente proporcionará um resultado ainda mais positivo. Eu tenho a absoluta convicção de que a CAC está no caminho certo, apesar de entender que ainda temos muitas dificuldades no que tange, por exemplo, ao percentual elevado do índice de idosos da nossa carteira, que está numa faixa de 40%. Mas, continuamos buscando os resultados, trabalhando firmemente para que todas essas dificuldades sejam superadas. Acredito que ao longo de 2017 a CAC continuará trilhando esses caminhos da melhor governança, das boas práticas e fazendo com que a nossa equipe continue firme com resultados bons para os associados, para a família CAC, para o CEDAEANO e mantendo certamente o padrão de qualidade no atendimento, que é o nosso selo de garantia. DIRETOR PAULO HENRI E O CONTROLE FINANCEIRO O Diretor Administrativo e Financeiro da CAC, Dr. Paulo Henri, diz que um dos fatores fundamentais para o superávit nas contas foi a redução do índice de sinistralidade. Segundo ele, os números positivos apresentados na área financeira e expostos no recente Balanço são frutos de um trabalho conjunto, que envolve toda a equipe da Empresa. Paulo Henri diz que é importante observar que todos os associados participaram desse momento, através das suas contribuições, com os valores necessários para a continuação do negócio. E a CEDAE contribuiu com a outra parte, possibilitando dessa maneira que cumpríssemos com os 50% do TAOEF. Ainda, segundo o Diretor, esses fatores permitiram a viabilização de um novo plano de gestão, levando em consideração as substanciais modificações do cenário econômico e do desenvolvimento da CAC, ao nível de compatibilidade com o interesse da patrocinadora CE- DAE e associados. Na avaliação do Diretor, no final do terceiro trimestre de 2016, através dos resultados que já haviam sido alcançados até então, era possível prever o resultado positivo, o que contrariava até mesmo algumas previsões pessimistas. Sobre os próximos passos na área financeira, Paulo Henri explica que, devido ao bom desempenho alcançado no balanço de 2016, será solicitado à ANS o encerramento do TAOEF, por intermédio do Diretor da DIOP conforme capítulo III seção IV artigos 24 e 25 da RN 307/2012. Será solicitada uma antecipação, apesar de termos o prazo até setembro. Os resultados obtidos nos permitem fazer isso.

3 CACNotícias abril/ TERCEIRA IDADE COM QUALIDADE DE VIDA A terceira idade tem como principal característica as mudanças físicas em todo o organismo do indivíduo, o que, consequentemente, reduz as funções do corpo propiciando o aparecimento de doenças relacionadas ao coração (hipertensão arterial), osteoporose, diabetes, osteoartrose, catarata, depressão entre outros. Mas, como ter qualidade de vida nessa fase em que aparecem com frequência as dores e o cansaço? Adotando hábitos saudáveis, o idoso pode reduzir os efeitos provocados pela idade e levar uma vida mais ativa e saudável. A CAC tem, desde 2008, o Programa de Gerenciamento do Idoso (PGI) para realizar atendimento específico domiciliar para essa parcela dos associados que necessitam de acompanhamento médico em quadro de risco ou potencial elevado de internação. O PGI consiste em atendimento domiciliar com equipe multidisciplinar formada enfermeiros, nutricionista, médicos, e dependendo da necessidade são acionados outros profissionais como técnicos em enfermagem, fisioterapeutas e fonoaudiólogos para fazer o acompanhamento e orientar os familiares em relação aos cuidados diários para o bem-estar do idoso. Veja algumas recomendações Exercite o seu cérebro: a leitura e jogos como xadrez, eletrônicos, palavras cruzadas e outros de raciocínio lógico auxiliam na prevenção da perda de memória. Sono: Dormir pouco pode causar o envelhecimento precoce do cérebro, desenvolvendo mais rápido a falta de atenção, a perda de memória e outras doenças relacionadas com a desatenção. Pratique atividades físicas: Segundo a Organização Mundial da Saúde, as atividades ajudam a prevenir doenças comuns na terceira idade como osteoporose, problemas cardíacos, controle do nível de glicose além de ser um bom remédio contra a depressão. Beba água: a água desempenha papel fundamental no nosso corpo. Algumas das funções são: transportar nutrientes para as células, regular a temperatura corporal, atua nos processos fisiológicos de digestão, absorção e secreção, protege de infecções e ajuda a eliminar toxinas por meio da urina. Acompanhamento médico: é fundamental a realização constante de check-up para identificar se o idoso precisa ter um acompanhamento mais intenso em casos de tratamento de doenças. Evite o tabagismo: o cigarro reduz o fluxo sanguíneo afetando na oxigenação dos tecidos da pele. Podendo também acarretar em câncer de pulmão. Evite bebidas alcoólicas: o álcool etílico diminui a quantidade de vitamina A no organismo, agravando no aparecimento de rugas e linhas de expressão. Alimentação saudável: Ter horários para realizar cada refeição e uma alimentação equilibrada optando por alimentos orgânicos, evitando os industrializados, processados, com excesso de gordura e açúcar são escolhas ideais para controlar o peso. OUVIDORIA: SOLUÇÃO RÁPIDA DE PROBLEMAS A CAC disponibiliza uma série de canais de atendimento aos seus associados e Um desses canais é a Ouvidoria. Para ser atendido pelo setor, o associado precisa antes ter passado pelo Atendimento, e então, apenas se não conseguir resolver seu problema (o que raramente acontece), ele poderá entrar em contato com a Ouvidoria. A Ouvidoria trabalha nesta segunda instância para atender de maneira rápida e verificar o que ocorreu. Levantamos o processo, o caminho da reclamação do associado junto ao departamento, para conseguir dar uma solução para o caso, esclarece Marilza Joaquim, a responsável pela Ouvidoria na CAC. Infelizmente, alguns associados, por uma percepção equivocada, acreditam que ao se depararem com um problema no atendimento médico, ao invés de procurarem o Atendimento da CAC, devem recorrer imediatamente à Agência Nacional de Saúde Suplementar. Quando isto ocorre, ao contrário do que imaginam, acabam não resolvendo suas questões no tempo que imaginavam e ainda criam um problema que prejudica outros associados. Nesses casos, pode até acontecer a suspensão do Plano. A penalização bloqueia durante três meses a inclusão de novos associados. E então, durante este período, apenas em casos específicos a ANS permitirá a inclusão, como por exemplo, de dependentes recém-nascidos e dependentes recém- -casados (no prazo máximo de 30 dias). Durante a suspensão, os atendimentos médicos (consultas, exames e demais serviços oferecidos pela rede credenciada) seguem normalmente, de acordo com a cobertura. Mas, é evidente que esta é uma situação que pode e deve ser evitada, a fim de que não sejam prejudicados os servidores, funcionários e dependentes da CEDAE, CAC e PRECE que precisam ser adicionados ao Plano para usufruir, às vezes com urgência, dos serviços médicos. Por isso, insistimos nessa questão. Ligue para o Atendimento da CAC, se houver problemas, resolva conosco diretamente. Estamos aqui para isso, para atender cada associado de maneira diferenciada, com atenção, respeito e no intuito de resolver essas pendências de maneira rápida, diz Marilza. Como Recorrer A Ouvidoria funciona em dias úteis, das 8:00h às 17:00h e os contatos com a área podem ser feitos através do telefone (21) , pelo formulário ao lado ou pelo Prazo O prazo normal para responder é de 7 (sete) dias úteis, a partir do registro na Ouvidoria.

4 NOSSOS CANAIS DE ATENDIMENTO A CAC lembra que o melhor caminho para resolver qualquer problema, o mais rápido e eficiente, e que não prejudica outros associados, é através de nossos Canais de Atendimento. Teleatendimento Solicitações de internação, autorização de exames e atendimento à rede Credenciada. De 2ª a 6ª feira (7h30 às 19h30) Tel.: (21) Envie suas dúvidas, sugestões, críticas e pedidos de autorização para o Ouvidoria A Ouvidoria é um canal de comunicação criado pela CAC, e tem como missão intervir em favor dos beneficiários que recorreram aos serviços da instituição e não se sentiram satisfeitos com a solução do problema ou com a posição apresentada pela CAC. De 2ª a 6ª feira (8h às 17h) Tel.: (21) SAC Informações, dúvidas e reclamações de associados. Tel.: Representações O endereços das nossas Representações estão em nosso website Sede Av. Presidente Vargas, nº 463/ 15º andar. Centro, Rio de Janeiro - RJ. Informativo da Caixa de Assistência dos Servidores da CEDAE - CAC aos seus associados Ano 11, nº57, abril/ 2017 Diretor-Presidente Clovis Francisco do Nascimento Filho, Diretor Administrativo Financeiro - Paulo Henri Lopes dos Santos, Diretor Técnico - Operacional Reynaldo de Souza Dutra, Diretor Técnico de Desempenho - Vitor Soares Duque Estrada, Diretor de Assistência aos Associados - Francisco Carlos Areias Marins Jornalista Responsável: Jorge D Moraes MTB ; Projeto Gráfico: Priscila Thompson Sammartino Estagiário: Vitor Catanho; Tiragem: exemplares Caixa de Assistência dos Servidores da CEDAE - CAC Sede: Av. Presidente Vargas, º andar - CEP: Telefone geral: (21) FAX: (21) Central de Teleatendimento: (21) Vida UTI: (21) Website:

5 Relatório do Patrimônio Social da CAC 4º Trimestre 2016 RELATÓRIO DO PATRIMÔNIO SOCIAL DA CAC Exercício de 2016/2015 A CAC pelo segundo ano consecutivo obteve superávit nos seus resultados, diferente de anos anteriores em que os resultados foram de déficit. Isso, em virtude a aumento das receitas de contraprestações em 24,30%, e ao equilíbrio do custo com evento médicohospitalares, que ficou 11,20%, ou seja, abaixo do FIPE Saúde, que foi de 11,66%, com esses resultados o índice de sinistralidade ficou em 77%, tendo uma redução de 10,47%, em relação ao ano anterior. Porém, a tendência é de os custos com eventos médicos crescerem mais do que as receitas de contraprestações em virtude da inflação médica, normal no seguimento de Saúde Suplementar. O plano assistencial tem uma faixa etária elevada entre anos ou mais, em torno de 66%, que resulta no aumento do custo, que é formado por dois componentes básicos, preço dos procedimentos e frequência de uso. Evolução do Patrimônio Social: Houve uma recuperação de 461,42% no patrimônio social da CAC, em comparação ao exercício de 2015, isso, em virtude do superávit de R$ 27.2 milhões no exercício de Atualmente o patrimônio social da CAC é de R$ 21.3 milhões, positivo. Patrimônio Social Líquido DEZ/2016 Dez/2015 Dez/2014 R$ 21.3 Milhões (R$ 5.8 Milhões) (R$ 11.2 Milhões) Evolução dos Resultados: Descrição Exerc Variação Exerc Superávit / (Déficit) R$ 27.2 Milhões 413% R$ 5.3 Milhões Nota: A variação de 413%, para mais, no resultado foram em decorrência ao aporte (receita) extraordinário feito pela Patrocinadora CEDAE no valor de R$ 16.7 milhões, para o cumprimento do TAOEF. Houve, também, o reajuste de 13,57% nos Planos Planaf, Agregados e Dependentes. Índice de Liquidez Corrente: O índice de liquidez tem como principal finalidade avaliar a capacidade financeira que a CAC possui para saldar suas dividas, ao curto prazo, com obrigações passivas com terceiros (prestadores de serviços médico-hospitalares e fornecedores diversos). O índice de liquidez corrente em 31/12/2016 é de 1,09. Isso indica que para cada 1,00 real de dívida de curto prazo (Passivo Circulante) para pagar, a CAC dispõe de R$ 1,09 (um real e nove centavos) de disponíveis e de direitos de curto prazo (Ativo Circulante), ou seja, se a CAC negociar todo seu Ativo Circulante, para cada R$ 1,00 (um real) que pagar ficam sobrando 0,09 (nove centavos) de direitos de curto prazo. O Índice de Liquidez Corrente, no exercício de 2016, ficou em 1,09. Que representa um aumento 65% em comparação ao exercício de ÍNDICES \ ANO Descrição Exerc Exerc Índices de Liquidez Índice de capacidade financeira da empresa para saldar suas obrigações a curto prazo 1,09 0,66 Índice de Sinistralidade: O Índice de Sinistralidade, ou Despesas Médicas mostra a relação entre despesas assistenciais e o total das receitas do plano de saúde, ou seja, quanto foi gasto com eventos indenizáveis líquidos (consulta, exame e internações) e o que foi recebido de contraprestações efetivas (receitas dos associado e das patrocinadoras). O Índice de Sinistralidade Combinado inclui as despesas administrativas. O Índice de sinistralidade, no exercício de 2016, ficou em 0,77. Que representa um decréscimo de 10% em comparação ao exercício de 2015, que foi de 0,86. Descrição Exerc Exerc Índice de Sinistralidade 0,77 0,86 Índice de Sinistralidade Combinado 0,87 0,95

6 Relatório do Patrimônio Social da CAC 4º Trimestre 2016 BALANÇO PATRIMONIAL DOS EXERCÍCIOS (Em R$) ATIVO Nota ATIVO CIRCULANTE , ,06 Disponível , ,97 Realizável , ,09 Aplicações Financeiras , ,77 Aplicações Garantidoras de Provisões Técnicas , ,52 Aplicações Livres , ,25 Créditos de Operações com Planos de Assistência à Saúde , ,60 Contraprestação Pecuniária a Receber , ,74 Outros Créditos de Operações com Planos de Assistência à Saúde , ,86 Créditos Tributários e Previdênciários , ,42 Bens e Títulos a Receber , ,51 Despesas Antecipadas , ,79 ATIVO NÃO CIRCULANTE , ,13 Realizável a Longo Prazo , ,43 Títulos e Créditos a Receber , ,48 Depósitos Judiciais e Fiscais , ,95 Imobilizado , ,70 Imóveis de Uso Próprio , ,95 Imóveis - Não Hospitalares , ,95 Imobilizado de Uso Próprio , ,75 Não Hospitalares , ,75 Outras Imobilizações 1.350, ,00 TOTAL DO ATIVO , ,19 PASSIVO Nota PASSIVO CIRCULANTE , ,93 Provisões Técnicas de Operações de Assistência à Saúde , ,95 Provisão de Eventos a Liquidar para o SUS , ,64 Provisão de Eventos a Liquidar para Outros Prestadores de Serviços Assistenciais , ,63 Provisão para Eventos Ocorridos e Não Avisados (PEONA) , ,68 Débitos de Operações de Assistência à Saúde , ,12 Receita Antecipada de Contraprestações , ,12 Tributos e Encargos Sociais a Recolher , ,54 Empréstimos e Financiamentos a Pagar ,00 Débitos Diversos , ,32 PASSIVO NÃO CIRCULANTE , ,76 Provisões , ,76 Provisões para Ações Judiciais , ,76 PATRIMÔNIO LÍQUIDO ,13 ( ,50) TOTAL DO PASSIVO , ,19

7 Relatório do Patrimônio Social da CAC 4º Trimestre 2016 DEMONSTRAÇÃO DOS RESULTADOS DOS EXERCÍCIOS (Em R$) Nota Contraprestações Efetivas de Plano de Assistência à Saúde , ,96 Receitas com Operações de Assistência à Saúde , ,96 Contraprestações Líquidas , ,96 Eventos Indenizáveis Líquidos 18 ( ,50) ( ,47) Eventos Conhecidos ou Avisados ( ,23) ( ,77) Variação da Provisão de Eventos Ocorridos e Não Avisados ( ,27) ( ,70) RESULTADO DAS OPERAÇÕES COM PLANOS DE ASSISTÊNCIA À SAÚDE , ,49 Outras Despesas Operacionais com Plano de Assistência à Saúde ( ,93) ( ,36) Outras Despesas de Operações de Planos de Assistência à Saúde 19 ( ,63) ( ,79) Provisão para Perdas Sobre Créditos ( ,30) ( ,57) RESULTADO BRUTO SUBTOTAL , ,13 Despesas Administrativas 20 ( ,77) ( ,85) Resultado Financeiro Líquido , ,84 Receitas Financeiras , ,55 Despesas Financeiras ( ,71) ( ,71) Resultado Patrimonial (83,92) ,25 Receitas Patrimoniais 1.650, ,13 Despesas Patrimoniais (1.733,92) (11.226,88) RESULTADO LÍQUIDO , ,37 Discriminação DEMONSTRAÇÃO DAS MUTAÇÕES DO PATRIMÔNIO LÍQUIDO DO EXERCÍCIO FINDO EM 31 DE DEZEMBRO (Em R$) Patrimônio Social Superávits (Déficits) Acumulados Total SALDOS EM 31 DE DEZEMBRO DE ,75 ( ,62) ( ,87) Transferência para o patrimônio social ( ,62) ,62 - Superávit do Exercício , ,37 SALDOS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2015 ( ,87) , ,50 Transferência para o patrimônio social ,37 ( ,37) - Superávit do Exercício , ,63 SALDOS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2016 ( ,50) , ,13 Clovis Francisco do Nascimento Filho Diretor Presidente Paulo Henri Lopes dos Santos Diretor Administrativo-Financeiro Reynaldo de Souza Dutra Gilberto Carlos Ribeiro Diretor Técnico Operacional Contador / CRC-RJ

8 Relatório do Patrimônio Social da CAC 4º Trimestre 2016