Guia de Vida Diária da Província de Saitama

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Guia de Vida Diária da Província de Saitama"

Transcrição

1 Capítulo 6 Pensão Mascote de Saitama KOBATON 1 Programa Nacional de Aposentadoria 2 Programa de Aposentadoria de Assistência Social Pelo sistema previdenciário do Japão, todas as pessoas são obrigadas a se inscreverem em algum sistema de Aposentadoria com a finalidade de garantir a estabilidade de vida (sua e de seus familiares dependentes) na velhice, ou nos casos de invalidez ou morte. O plano do Programa Nacional de Aposentadoria, paga uma Aposentadoria básica para os inscritos. Além da Aposentadoria para Idosos, que se pode receber a partir de 65 anos até a morte, pode, ainda, receber a Aposentadoria para Deficientes, quando tiver uma deficiência física, resultante de doença ou acidente. Se, por acaso, o sustentáculo da família falecer, os familiares vivos podem receber a Aposentadoria para Familiares. O plano do Programa de Aposentadoria da Assistência Social e Programa de Aposentadoria da Cooperativa de Ajuda Mútua paga a Aposentadoria básica acrescida de uma Aposentadoria calculada proporcionalmente a sua remuneração. 1 Programa Nacional de Aposentadoria A inscrição pode ser feita por pessoas com idade de 20 até 60 anos incompletos residentes no Japão, sem distinção de nacionalidade. A requisição de inscrição pode ser feita no balcão de atendimento do Programa Nacional de Aposentadoria do município (distrito, no caso do município de Saitama) ou municipalidade. Aqueles que estão inscritos no sistema de pensões do Programa de Aposentadoria da Assistência Social não necessitam efetuar sa inscrição no programa nacional de aposentadoria. De um modo geral, todos os inscritos que fizer o pagamento da taxa do Seguro de Aposentadoria por um determinado período, o próprio segurado e assim como seus familiares dependentes terão direito a receber o pagamento da Aposentadoria. 6-1

2 (1) Taxa contribuição Todos os inscritos no Programa Nacional de Aposentadoria pagam o mesmo valor. O Serviço de Pensão do Japão enviará a notificação da taxa para ser paga no período estabelecido. Para as pessoas com baixo rendimento ou que têm dificuldade em pagar as taxas de seguro, existe um sistema de isenção de tais pagamentos. (2) Pagamento de benefícios 1 Os benefícios serão pagos nas condições indicadas abaixo. Mesmo nos casos em que o inscrito resida fora do Japão, a Aposentadoria será remetida ao lugar onde reside. Aposentadoria Básica por Idade Para quem tiver um período de qualificação (tempo de contribuição da taxa de Aposentadoria, etc.), como norma, 25 anos ou mais, o pagamento se inicia quando se completa 65 anos. Aposentadoria Básica por Deficiência Quando o inscrito se tornar deficiente devido a alguma doença ou acidente e realizar sua primeira consulta sobre essa doença ou acidente durante a filiação ao Programa Nacional de Aposentadoria, este benefício será pago conforme o grau de deficiência. Aposentadoria Básica para a Família do Falecido Quando o inscrito ou a pessoa que satisfizer o período de qualificação da Aposentadoria por Idade vier a falecer, a aposentadoria será paga ao cônjuge com filhos que vivia de sua renda (de acordo com a reforma em vigor no dia 1º de abril de 2014) ou ao(s) filho(s). (Nesse caso, o(s) filho(s) receberá(ão) até o dia 31 de março do ano fiscal em que completar(em) 18 anos, ou no caso de filho(s) com alguma deficiência, até completar 20 anos.) (Contudo, esta regra não se aplica à pessoa casada.) 2 Pagamento de outros Benefícios Aposentadoria aos viúvos Quando, após ter contribuído ou estar isento do pagamento de taxas do Programa Nacional de Aposentadoria por um período de 25 anos ou mais, o marido falecer sem ter recebido a Aposentadoria Básica por Idade e a Aposentadoria Básica por Deficiência, sua esposa que esteve casada com ele por um período contínuo de 10 anos ou mais e que vivia com a renda do marido receberá esta aposentadoria desde 6-2

3 os 60 anos até os 65 anos de idade. Pagamento global por Falecimento O inscrito vier a falecer após ter o período de contribuição da taxa de aposentadoria mais de 36 meses, sem receber a Aposentadoria Básica por Idade e Aposentadoria Básica por Deficiência, será pago aos seus familiares que vivia junto com sua renda. (3) Sistema de pagamento de aposentadoria por desligamento Pessoas que se enquadram em todas as condições abaixo poderão receber a devolução de aposentadoria à vista, desde que façam um requerimento dentro de 2 anos após saírem do Japão. estrangeiros sem nacionalidade japonesa que contribuíram por mais de 6 meses, no nível 1 que não têm domicílio no Japão contribuintes sem direito de receber a Aposentadoria Básica por Idade os que nunca possuiu o direito de receber a Aposentadoria(Básica por Idade e Básica por Deficiência) Para receber a devolução de aposentadoria, deverão ser feitos os seguintes trâmites: Antes de sair do Japão, solicitar à centro de serviço de aposentadoria ou prefeitura do município (distrito, no caso do município de Saitama) ou municipalidade o Requerimento de Avaliação para receber o Pagamento por Desligamento ("dattai ichijikin saitei seikyuusho"). Depois de sair do Japão, preencher o Requerimento de Avaliação para receber o Pagamento por Desligamento ("dattai ichijikin saitei seikyuusho") e enviá-lo, juntamente com os documentos necessários, para Sede da Serviço de Pensão do Japão indicado abaixo. Sede da Serviço de Pensão do Japão: Takaido-nishi, Suginami-ku, Tokyo

4 2 Programa de Aposentadoria da Assistência Social Todas as pessoas com idade inferior a 70 anos, que trabalham em empresas pertencentes ao âmbito de aplicação da Assistência Social, devem obrigatoriamente inscrever-se no Sistema de Aposentadoria da Assistência Social. A pessoa maior de 60 anos de idade que trabalha em empresas pertencentes ao âmbito de aplicação da Assistência Social, conforme a renda poderá incidir a possibilidade do valor do pagamento de Aposentadoria ser reduzido. (1) Taxa contribuição Esta taxa é calculada multiplicando-se a remuneração mensal padrão - determinada em função do seu salário mensal (incluindo outras remunerações e ajudas de custo) - e a quantidade padrão de pagamentos extras - determinada em função das bonificações - por uma proporção da cota do seguro, respectivamente. O empregador paga a metade desta taxa e o empregado paga a outra metade que, geralmente, é deduzida do seu salário e remunerações extras (13º salário, etc.). (2) Pagamento de benefícios Aposentadoria Aposentadoria de Assistência Social Básica por Idade Tendo o período de filiação na Aposentadoria de Assistência Social com a mesma condição de filiação a Aposentadoria Básica por Idade, será pago a partir de 65 anos de idade acrescentado a Aposentadoria Básica por Idade. (Tendo a filiação mais de 1 ano em Programa de aposentadoria de assistência social, conforme o período será pago antes de completar 65 anos.) Aposentadoria de Assistência Social Básica por Deficiência A pessoa que se tornar deficiente devido a alguma doença ou acidente e que realizar sua primeira consulta médica sobre essa doença ou acidente durante a filiação ao Programa de Aposentadoria de Assistência Social receberá o pagamento conforme o grau de sua deficiência. (Se o grau de deficiência for grave, este benefício será pago juntamente com a Aposentadoria Básica por Deficiência.) Aposentadoria de Assistência Social Básica para a Família do Falecido Caso o inscrito no Programa de Aposentadoria de Assistência Social ou a pessoa que tiver satisfeito o período de qualificação da Aposenadoria por Idade vier a falecer, será feito o pagamento deste benefício aos membros da família indicados abaixo que viviam com a renda do falecido. (No caso de pessoa indicada no item 1, será paga também a Aposentadoria Básica para a Família do Falecido.) 1 Esposa que tiver *filho, *ou o próprio filho do falecido 6-4

5 2 Esposa sem filho 3 *Neto 4 Falecimento acima de 55 anos: marido, pais, avós (pago a partir de 60 anos) * Será feito o pagamento aos filhos e netos até o último dia do ano em que cumprirem 18 anos de idade ou até quando cumprirem 20 anos de idade no caso de deficientes entretanto exclui-se este benefício se forem casados. (3) Pagamento por Desligamento As condições e procedimentos são os mesmos do Programa Nacional de Aposentadoria, mas o pagamento do Programa de Aposentadoria da Assistência Social sofre uma dedução de 20% de imposto de renda. É possível obter a devolução do imposto de renda já pago apresentando-se a Notificação de Administrador de Impostos ("nouzeikanrinin no todokedesho") à Delegacia Fiscal e designar um administrador fiscal para efetuar os trâmites de requerimento da devolução. Guichês de Consultas / Contatos Nome Telefone Endereço Aposentadoria de Urawa Aposentadoria de Omiya Aposentadoria de Kumagaya Aposentadoria de Kawagoe Aposentadoria de Tokorozawa Aposentadoria de Kasukabe Aposentadoria de Koshigaya Aposentadoria de Chichibu Kita-Urawa, Urawa-ku, Saitama-shi Miyahara-cho, Kita-ku, Saitama-shi Sakuragi-cho, Kumagaya-shi Tojo Pearl biru, 3º andar, Wakita-honmachi, Kawagoe-shi Kamiyasumatsu, Tokorozawa-shi Kasukabe Central Bld. 4º andar, Chuo, Kasukabe-shi Koshigaya Twincity B City 3º andar, 16-1 Yayoi-cho, Koshigaya-shi Ueno-machi, Chichibu-shi 6-5

Guia de Vida Diária da Província de Saitama

Guia de Vida Diária da Província de Saitama Capítulo 6 Pensão Mascote de Saitama KOBATON 1 Programa Nacional de Aposentadoria 2 Programa de Aposentadoria de Assistência Social Pelo sistema previdenciário do Japão, todas as pessoas são obrigadas

Leia mais

Segurado de Categoria 3 Dependentes dos Segurados de Categoria 2

Segurado de Categoria 3 Dependentes dos Segurados de Categoria 2 16.Pensão ねん きん 年 金 De acordo com o sistema de pensão oficial do Japão, todos os residentes entre 20 e 60 anos de idade são obrigados a se inscreverem na Pensão Nacional. Portanto, todas as pessoas com

Leia mais

Capitulo5 Assistência Médica e Seguro Social

Capitulo5 Assistência Médica e Seguro Social Guia para a Vida na Província de Saitama Capitulo5 Assistência Médica e Seguro Social 第 5 章 医 療 社 会 保 険 1 Sistema de Seguro de Saúde 医 療 保 険 制 度 2 Seguro Nacional de Saúde 国 民 健 康 保 険 3 Seguro Saúde 健

Leia mais

Guia de Vida Diária da Província de Saitama

Guia de Vida Diária da Província de Saitama Capítulo 8 Impostos 1 Imposto de Renda 2 Imposto Residencial 3 Outros Principais Impostos Mascote de Saitama KOBATON Todos os residentes no Japão, sem distinção de nacionalidade, são obrigados a pagar

Leia mais

Capitulo9 Impostos. Guia para a Vida na Província de Saitama

Capitulo9 Impostos. Guia para a Vida na Província de Saitama Guia para a Vida na Província de Saitama Capitulo9 Impostos 第 9 章 税 金 1 Imposto de Renda 所 得 税 2 Imposto Residencial 住 民 税 3 Outros Principais Impostos その 他 の 主 な 税 金 Mascote de Saitama KOBATON Todos os

Leia mais

SEGURO E APOSENTADORIA

SEGURO E APOSENTADORIA SEGURO E APOSENTADORIA SEGURO SOCIAL (SEGURO DE SAÚDE SOCIAL E SEGURO DE APOSENTADORIA SOCIAL) O Governo japonês administra o Seguro de Saúde Social e o Seguro de Aposentadoria Social ( ), a fim de garantir

Leia mais

Guia de Pensão Nacional 国 民 年 金 ガイド

Guia de Pensão Nacional 国 民 年 金 ガイド Guia de Pensão Nacional 国 民 年 金 ガイド Afiliação a Pensão Nacional ( 国 民 年 金 の 加 入 について) P.2 Ao demitir-se da firma ( 会 社 などを 退 職 したとき) P.3 Ao afiliar-se a Pensão dos Assalariados e Outros P.4 ( 厚 生 年 金 などに

Leia mais

Imposto de Renda Pessoa Física 2015

Imposto de Renda Pessoa Física 2015 Imposto de Renda Pessoa Física 2015 1 IRPF É um imposto federal brasileiro que incide sobre todas as pessoas que tenham obtido um ganho acima de um determinado valor mínimo. Anualmente este contribuinte

Leia mais

A todos os cidadãos de nacionalidade estrangeira

A todos os cidadãos de nacionalidade estrangeira A todos os cidadãos de nacionalidade estrangeira Novo sistema de controle de permanência O atual sistema de registro de estrangeiro ( Gaijin-Toroku ) será abolido no dia 9 de julho de 2012, sendo assim

Leia mais

PREVIDÊNCIA COMPLEMENTAR

PREVIDÊNCIA COMPLEMENTAR PREVIDÊNCIA COMPLEMENTAR O futuro que você faz agora FUNPRESP-JUD Fundação de Previdência Complementar do Servidor Público Federal do Poder Judiciário 2 Funpresp-Jud seja bem-vindo(a)! A Funpresp-Jud ajudará

Leia mais

Guia de Vida Diária da Província de Saitama

Guia de Vida Diária da Província de Saitama Capítulo 4 Assistência Médica e Seguro Social Mascote de Saitama KOBATON 1 Sistema de Seguro de Saúde 2 Seguro Nacional de Saúde (Seguro Regional) 3 Seguro Saúde (Seguro dos Empregados) 4 Exame Médico

Leia mais

Curso de Extensão em Direito Previdenciário

Curso de Extensão em Direito Previdenciário Curso de Extensão em Direito Previdenciário 2º Encontro Teoria Básica dos Benefícios Previdenciários do RGPS Requisitos para a concessão de benefícios previdenciários 1) Requisitos Genéricos a) Adquirir

Leia mais

Ⅷ. Trabalho/ Impostos/ Remessa Para o Exterior

Ⅷ. Trabalho/ Impostos/ Remessa Para o Exterior Ⅷ. Trabalho/ Impostos/ Remessa Para o Exterior Ⅷ-1 À Procura de Serviço 1. Como Procurar Emprego Hello Works No Japão existe o Centro Público de Estabilidade Profissional (Hello Work Kokyo Shokugyo Anteisho),

Leia mais

Cartilha do Participante

Cartilha do Participante Benefício definido (Eletra 01) BENEFICIO DEFINIDO Cartilha do Participante Introdução A ELETRA Fundação Celg de Seguros e Previdência é uma entidade fechada de previdência privada, de fins previdenciários

Leia mais

GUIA PRÁTICO PORTEIROS DE PRÉDIOS URBANOS E SIMILARES INSTITUTO DA SEGURANÇA SOCIAL, I.P

GUIA PRÁTICO PORTEIROS DE PRÉDIOS URBANOS E SIMILARES INSTITUTO DA SEGURANÇA SOCIAL, I.P GUIA PRÁTICO PORTEIROS DE PRÉDIOS URBANOS E SIMILARES INSTITUTO DA SEGURANÇA SOCIAL, I.P FICHA TÉCNICA TÍTULO Guia Prático Porteiros de Prédios Urbanos e Similares (2025 V4.12) PROPRIEDADE Instituto da

Leia mais

CARTILHA PREVIDENCIÁRIA

CARTILHA PREVIDENCIÁRIA CARTILHA PREVIDENCIÁRIA INSTITUTO DE PREVIDÊNCIA MUNICIPAL DE MOGI DAS CRUZES - IPREM IPREM Instituto de Previdência Municipal APRESENTAÇÃO Prezado Servidor, A Lei Complementar nº 35 de 05 de julho de

Leia mais

REGISTROS E ATESTADOS PARA ESTRANGEIROS

REGISTROS E ATESTADOS PARA ESTRANGEIROS REGISTROS E ATESTADOS PARA ESTRANGEIROS REGISTRO DE ESTRANGEIRO Todo estrangeiro que pretende permanecer por mais de 90 dias no Japão, filhos de estrangeiros nascidos no Japão e os que perderam a nacionalidade

Leia mais

GUIA PRÁTICO PENSÃO SOCIAL DE VELHICE INSTITUTO DA SEGURANÇA SOCIAL, I.P

GUIA PRÁTICO PENSÃO SOCIAL DE VELHICE INSTITUTO DA SEGURANÇA SOCIAL, I.P GUIA PRÁTICO PENSÃO SOCIAL DE VELHICE INSTITUTO DA SEGURANÇA SOCIAL, I.P FICHA TÉCNICA TÍTULO Guia Prático Pensão Social de Velhice (7009 v4.15) PROPRIEDADE Instituto da Segurança Social, I.P. AUTOR Centro

Leia mais

Lorem ipsum dolor sit amet

Lorem ipsum dolor sit amet Lorem ipsum dolor sit amet Lorem ipsum dolor sit amet Consectetuer adipiscing elit, sed diam nonummy nibh euismod tincidunt ut laoreet dolore magna aliquam erat volutpat. Ut wisi enim ad minim veniam.

Leia mais

PERGUNTAS FREQUENTES NOVO REGIME DE TRIBUTAÇÃO DE IMPOSTO DE RENDA:

PERGUNTAS FREQUENTES NOVO REGIME DE TRIBUTAÇÃO DE IMPOSTO DE RENDA: PERGUNTAS FREQUENTES NOVO REGIME DE TRIBUTAÇÃO DE IMPOSTO DE RENDA: Vejam quais são as principais questões que envolvem o Novo Regime de Tributação e esclareçam suas dúvidas. 1) Como era o tratamento tributário

Leia mais

Medidas Provisórias nº 664 e nº 665

Medidas Provisórias nº 664 e nº 665 Medidas Provisórias nº 664 e nº 665 Perguntas e respostas Ministério da Previdência Social Auxílio-Doença Benefício pago ao segurado em caso de incapacitação temporária para o trabalho por doença ou acidente

Leia mais

PREVIDÊNCIA NO JAPÃO

PREVIDÊNCIA NO JAPÃO SISTEMA PREVIDENCIÁRIO DO JAPÃO 53 PREVIDÊNCIA NO JAPÃO Todas as pessoas maiores de 20 anos de idade residentes no Japão têm obrigação de contribuir à previdência, independentemente da nacionalidade. Os

Leia mais

Cartilha Plano A. Índice

Cartilha Plano A. Índice Cartilha Plano A Cartilha Plano A Índice Apresentação A Previnorte Histórico Patrimônio Plano de Benefícios e Plano de Custeio Salário Real de Contribuição Jóia Requisitos exigidos para filiação à PREVINORTE

Leia mais

GUIA PRÁTICO PENSÃO SOCIAL DE VELHICE INSTITUTO DA SEGURANÇA SOCIAL, I.P

GUIA PRÁTICO PENSÃO SOCIAL DE VELHICE INSTITUTO DA SEGURANÇA SOCIAL, I.P GUIA PRÁTICO PENSÃO SOCIAL DE VELHICE INSTITUTO DA SEGURANÇA SOCIAL, I.P FICHA TÉCNICA TÍTULO Guia Prático Pensão Social de Velhice (7009 v 09) PROPRIEDADE Instituto da Segurança Social, I.P. AUTOR Instituto

Leia mais

MARIA JOSÉ BANHA DEZ/ 2014 TRABALHO REALIZADO POR: PAULO ELIAS

MARIA JOSÉ BANHA DEZ/ 2014 TRABALHO REALIZADO POR: PAULO ELIAS FORMADORA: MARIA JOSÉ BANHA DEZ/ 2014 TRABALHO REALIZADO POR: MARIA ANTÓNIA PAULO ELIAS SEGURANÇA SOCIAL A Segurança Social Portuguesa está sob a tutela do Ministério da Solidariedade e da Segurança Social

Leia mais

SERÁ QUE PRECISO FAZER A DECLARAÇÃO? Letra C. Letra B. Já está como dependente de alguém da família. SIM. Teve renda no ano 26?

SERÁ QUE PRECISO FAZER A DECLARAÇÃO? Letra C. Letra B. Já está como dependente de alguém da família. SIM. Teve renda no ano 26? A declaração do imposto de renda começa : 16 de fevereiro até 16 de março. Para fazer o cálculo do Imposto Municipal e Provincial é necessário declarar a renda do ano 26 ( ). Maiores Informações Setor

Leia mais

Guia de Vida Diária da Província de Saitama

Guia de Vida Diária da Província de Saitama Capítulo 10 Carteira de Habilitação Mascote de KOBATON 1 Transferência da Carteira de Habilitação 2 Renovação da Carteira de Habilitação 3 Exame de Habilitação 4 Procedimento em Caso de Vencimento da Validade

Leia mais

ACORDO DA PREVIDÊNCIA SOCIAL BRASIL - JAPÃO

ACORDO DA PREVIDÊNCIA SOCIAL BRASIL - JAPÃO ACORDO DA PREVIDÊNCIA SOCIAL BRASIL E JAPÃO 63 ACORDO DA PREVIDÊNCIA SOCIAL BRASIL - JAPÃO Acordo internacional Brasil/Japão, que foi assinado em 29 de julho de 2010 e entrou em vigor em 1º de março de

Leia mais

GUIA PRÁTICO SUBSÍDIO POR MORTE INSTITUTO DA SEGURANÇA SOCIAL, I.P

GUIA PRÁTICO SUBSÍDIO POR MORTE INSTITUTO DA SEGURANÇA SOCIAL, I.P GUIA PRÁTICO SUBSÍDIO POR MORTE INSTITUTO DA SEGURANÇA SOCIAL, I.P FICHA TÉCNICA TÍTULO Guia Prático Subsídio por Morte (7011 v4.12) PROPRIEDADE Instituto da Segurança Social, I.P. AUTOR Centro Nacional

Leia mais

ポルトガル 語 QUE É APOIADA E CULTIVADA POR TODOS SISTEMA DE SEGURO DE ASSISTÊNCIA (KAIGO HOKEN) CIDADE DE NAGOYA

ポルトガル 語 QUE É APOIADA E CULTIVADA POR TODOS SISTEMA DE SEGURO DE ASSISTÊNCIA (KAIGO HOKEN) CIDADE DE NAGOYA ポルトガル 語 QUE É APOIADA E CULTIVADA POR TODOS SISTEMA DE SEGURO DE ASSISTÊNCIA (KAIGO HOKEN) CIDADE DE NAGOYA SISTEMA DE SEGURO DE ASSISTÊNCIA No nosso país, o número de idosos que necessita de assistência

Leia mais

CARTILHA DO PLANO D FUNDAÇÃO DE SEGURIDADE SOCIAL BRASLIGHT

CARTILHA DO PLANO D FUNDAÇÃO DE SEGURIDADE SOCIAL BRASLIGHT CARTILHA DO PLANO D Cartilha - Plano D INTRODUÇÃO Você está recebendo a Cartilha do Plano D. Nela você encontrará um resumo das principais características do plano. O Plano D é um plano moderno e flexível

Leia mais

Introdução. pensionistas). usufruir dos mesmos. Regulamento.

Introdução. pensionistas). usufruir dos mesmos. Regulamento. Introdução A Faelce elaborou esta cartilha, numa linguagem simples e objetiva, exclusivamente para seus participantes assistidos (aposentados e pensionistas). Nela estão inseridas informações relevantes

Leia mais

GUIA PRÁTICO PENSÃO POR VELHICE

GUIA PRÁTICO PENSÃO POR VELHICE Manual de GUIA PRÁTICO PENSÃO POR VELHICE INSTITUTO DA SEGURANÇA SOCIAL, I.P ISS, I.P. Departamento/Gabinete Pág. 1/16 FICHA TÉCNICA TÍTULO Guia Prático Pensão por Velhice (7001 v4.04) PROPRIEDADE Instituto

Leia mais

COMPROVANTE DE RENDIMENTOS PAGOS E DE RETENÇÃO DE IMPOSTO DE RENDA NA FONTE

COMPROVANTE DE RENDIMENTOS PAGOS E DE RETENÇÃO DE IMPOSTO DE RENDA NA FONTE COMPROVANTE DE RENDIMENTOS PAGOS E DE RETENÇÃO DE IMPOSTO DE RENDA NA FONTE Ano Calendário/ 2010 Quer entender um pouco mais sobre este documento? Conheça as informações que devem constar em cada quadro

Leia mais

Guia de Vida Diária da Província de Saitama

Guia de Vida Diária da Província de Saitama Capítulo 10 Carteira de Habilitação Mascote de Saitama KOBATON 1 Transferência da Carteira Estrangeiro 2 Renovação da Carteira de Habilitação 3 Exame de Habilitação 4 Procedimento em Caso de Vencimento

Leia mais

Capitulo11 Carteira de Habilitação

Capitulo11 Carteira de Habilitação Guia para a Vida na Província de Saitama Capitulo11 Carteira de Habilitação 第 11 章 自 動 車 運 転 免 許 Mascote de Saitama KOBATON 1 Mudança da Carteira de Habilitação 運 転 免 許 切 替 2 Renovação da Carteira de Habilitação

Leia mais

Entenda como é realizado o cálculo do Imposto de Renda Retido na Fonte:

Entenda como é realizado o cálculo do Imposto de Renda Retido na Fonte: Entenda como é realizado o cálculo do Imposto de Renda Retido na Fonte: Observação: Como exemplo, será utilizado o Demonstrativo de Pagamento fictício apresentado abaixo, cuja competência é de junho de

Leia mais

Municípios de Oak Bluffs, Tisbury, Edgartown, Aquinnah & Chilmark. Programa subsidiado para Creches FORMULÁRIO DE INSCRIÇÃO COMPLETO

Municípios de Oak Bluffs, Tisbury, Edgartown, Aquinnah & Chilmark. Programa subsidiado para Creches FORMULÁRIO DE INSCRIÇÃO COMPLETO Municípios de Oak Bluffs, Tisbury, Edgartown, Aquinnah & Chilmark Programa subsidiado para Creches FORMULÁRIO DE INSCRIÇÃO COMPLETO Agradecemos seu interesse em participar do Programa para creches que

Leia mais

Tem direito aos benefícios previdenciários os BENEFICIÁRIOS, ou seja, todos os segurados e seus dependentes.

Tem direito aos benefícios previdenciários os BENEFICIÁRIOS, ou seja, todos os segurados e seus dependentes. CARTILHA DE DIREITO PREVIDENCIÁRIO O REGIME GERAL DA PREVIDENCIA SOCIAL É REGIDO PELAS LEIS 8.212 E 8.213/91 E TEM POR FINALIDADE ASSEGURAR À SEUS FILIADOS RECEBER BENEFÍCIOS QUE SUBSTITUAM SUA RENDA.

Leia mais

GUIA PRÁTICO PENSÃO DE VIUVEZ INSTITUTO DA SEGURANÇA SOCIAL, I.P

GUIA PRÁTICO PENSÃO DE VIUVEZ INSTITUTO DA SEGURANÇA SOCIAL, I.P GUIA PRÁTICO PENSÃO DE VIUVEZ INSTITUTO DA SEGURANÇA SOCIAL, I.P FICHA TÉCNICA TÍTULO Guia Prático Pensão de Viuvez (7012 v4.14) PROPRIEDADE Instituto da Segurança Social, I.P. AUTOR Centro Nacional de

Leia mais

EM QUE CONSISTE? QUAL A LEGISLAÇÃO APLICÁVEL?

EM QUE CONSISTE? QUAL A LEGISLAÇÃO APLICÁVEL? EM QUE CONSISTE? As entidades devedoras de pensões, com exceção das de alimentos, são obrigadas a reter o Imposto sobre o Rendimento das Pessoas Singulares (IRS) no momento do seu pagamento ou colocação

Leia mais

(TEL23-6841 FAX27-1160)

(TEL23-6841 FAX27-1160) Prefixo da cidade de Okazaki/Nukata 0564 Seguro Nacional de Saúde, Pensão Nacional, Sistema Médico para Pessoas da Terceira Idade ( kokumin kenko hoken / kokumin nenkin / kouki koureisya iryo seido

Leia mais

Índice BEM-VINDO AO PLANO UNIMED-BH 02 GLOSSÁRIO 03 CONHECENDO O PLANO 06 INFORMAÇÕES ADICIONAIS 10 FORMAS DE CONTATO 13

Índice BEM-VINDO AO PLANO UNIMED-BH 02 GLOSSÁRIO 03 CONHECENDO O PLANO 06 INFORMAÇÕES ADICIONAIS 10 FORMAS DE CONTATO 13 Índice BEM-VINDO AO PLANO UNIMED-BH 02 GLOSSÁRIO 03 CONHECENDO O PLANO 06 INFORMAÇÕES ADICIONAIS 10 FORMAS DE CONTATO 13 UD004110B-MioloGuiaPlanoUnimedBH15x21.indd 1 2 Bem-vindo ao Plano de Previdência

Leia mais

Para cada valor depositado pelo participante a título de contribuição básica a Patrocinadora depositará valor idêntico.

Para cada valor depositado pelo participante a título de contribuição básica a Patrocinadora depositará valor idêntico. Apresentação Este é o MANUAL DO PARTICIPANTE da PRECE PREVIDÊNCIA COMPLEMENTAR, material explicativo que descreve, em linguagem simples e precisa, as características gerais do Plano CD, com o objetivo

Leia mais

Guia de Vida Diária da Província de Saitama

Guia de Vida Diária da Província de Saitama Capítulo 3 Residência Mascote de Saitama KOBATON 1 Residência de Aluguel Particular 2 Residência de Aluguel em Conjunto Habitacional Público 3 Mudanças 4 Compra de Imóveis 1 Residência de Aluguel Particular

Leia mais

10.Kaigo Hoken (Seguro de Cuidados e Assistência)

10.Kaigo Hoken (Seguro de Cuidados e Assistência) 10.Kaigo Hoken (Seguro de Cuidados e Assistência) Objetivo O Sistema do Kaigo Hoken (Seguro de Cuidados e Assistência) foi introduzido em abril de 2000, com o intuito de contar com o suporte de toda a

Leia mais

PLANO DE PREVIDÊNCIA DA MÚTUA CAIXA DE ASSISTÊNCIA DOS PROFISSIONAIS DO CREA

PLANO DE PREVIDÊNCIA DA MÚTUA CAIXA DE ASSISTÊNCIA DOS PROFISSIONAIS DO CREA PLANO DE PREVIDÊNCIA DA MÚTUA CAIXA DE ASSISTÊNCIA DOS PROFISSIONAIS DO CREA Mensagem ao Associado Caro Associado, A maior preocupação do profissional que compõe o Sistema Confea / Crea / Mútua talvez

Leia mais

14.Assistência ふく. 1-1 Auxílio infantil Veja [Nascimento Criação 4-4 Auxílio Infantil ] P199

14.Assistência ふく. 1-1 Auxílio infantil Veja [Nascimento Criação 4-4 Auxílio Infantil ] P199 14.Assistência ふく し 福 祉 1.Assistência infantil Estão previstos os seguintes auxílios à criação infantil. Há também regiões que oferecem um sistema de pagamento peculiar. Detalhes podem ser obtidos no guichê

Leia mais

Manual. Conheça neste manual mais detalhes sobre a SICOOB PREVI

Manual. Conheça neste manual mais detalhes sobre a SICOOB PREVI Manual Conheça neste manual mais detalhes sobre a SICOOB PREVI O melhor da vida é feito em parceria O Plano de Benefícios Previdenciários da SICOOB PREVI é uma importante ferramenta de planejamento financeiro

Leia mais

INFORMAÇÕES AO CANDIDATO

INFORMAÇÕES AO CANDIDATO EDITAL DE BOLSA 1 SEMESTRE 2011 DASCAM DIRETÓRIO ACADÊMICO SENADOR CÂNDIDO MENDES GESTÃO EVOLUÇÃO INFORMAÇÕES AO CANDIDATO 1. Leia atentamente o Edital de Bolsa de Estudo; 2. Concorrerão às Bolsas de Estudo,

Leia mais

Obrigatoriedade na declaração

Obrigatoriedade na declaração A declaração do Imposto de Renda da Pessoa Física 2010 aparece com algumas novidades, especialmente em relação aos parâmetros que definem a obrigatoriedade da apresentação, o que deverá fazer com que diminua,

Leia mais

ACORDO DE PREVIDÊNCIA SOCIAL ENTRE O JAPÃO E A REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL

ACORDO DE PREVIDÊNCIA SOCIAL ENTRE O JAPÃO E A REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL ACORDO DE PREVIDÊNCIA SOCIAL ENTRE O JAPÃO E A REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL O Japão e a República Federativa do Brasil, Desejosos de regular suas relações mútuas na área de Previdência Social, Acordaram

Leia mais

VESTIBULAR MEIO DE ANO 2014

VESTIBULAR MEIO DE ANO 2014 Critérios e procedimentos para isenção de pagamento de taxa de inscrição para candidatos socioeconomicamente carentes. A Universidade Estadual Paulista - UNESP oferece 420 isenções integrais do pagamento

Leia mais

Comprovante de imposto de renda retido na fonte (gensen)

Comprovante de imposto de renda retido na fonte (gensen) Comprovante de imposto de renda retido na fonte (gensen) Se possuir 2 ou mais folhas do comprovante de imposto de renda retido na fonte (gensen), certifique se os comprovantes são do mesmo ano. Colar os

Leia mais

O que é o seguro contra acidentes de trabalho?

O que é o seguro contra acidentes de trabalho? O que é o seguro contra acidentes de trabalho? ROUSAIHOKEN (Português) O seguro contra acidente de trabalho é o seguro que indeniza o próprio trabalhador no Japão ou a sua família, quando este se fere,

Leia mais

Incentivos à contratação 2013

Incentivos à contratação 2013 Incentivos à contratação 2013 Conheça os principais apoios à contratação em vigor em 2013 Os incentivos de que as empresas podem usufruir quando contratam novos trabalhadores podem consistir em apoios

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DE PERNAMBUCO PRÓ-REITORIA DE GESTÃO ESTUDANTIL FORMULÁRIO DE INSCRIÇÃO

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DE PERNAMBUCO PRÓ-REITORIA DE GESTÃO ESTUDANTIL FORMULÁRIO DE INSCRIÇÃO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DE PERNAMBUCO PRÓ-REITORIA DE GESTÃO ESTUDANTIL FORMULÁRIO DE INSCRIÇÃO PROGRAMA DE RESIDÊNCIA ESTUDANTIL Os programas de assistência estudantil da UFRPE

Leia mais

SAIBA TUDO SOBRE O PLANO III DE PREVIDÊNCIA PRIVADA!

SAIBA TUDO SOBRE O PLANO III DE PREVIDÊNCIA PRIVADA! SAIBA TUDO SOBRE O PLANO III DE PREVIDÊNCIA PRIVADA! Prezado participante, 2 Brasil Foods Sociedade de Previdência Privada Cartilha Plano III Um dos grandes objetivos da política de recursos humanos de

Leia mais

19/02/2015. Auxílio Doença

19/02/2015. Auxílio Doença Lei 8213/91 (alterada pela MP 664) Auxílio Doença Art. 60. O auxílio-doença será devido ao segurado que ficar incapacitado para seu trabalho ou sua atividade habitual, desde que cumprido, quando for o

Leia mais

Para residentes estrangeiros de Kawasaki

Para residentes estrangeiros de Kawasaki Para residentes estrangeiros de Kawasaki Lista de balcões de atendimento e telefones para consultas がいこくじん みな かわさきし す 川 崎 市 に 住 む 外 国 人 の 皆 さんへ Publicado pelo Departamento de Assuntos da Criança e do Cidadão

Leia mais

ポルトガル 語 QUE É APOIADA E CULTIVADA POR TODOS SISTEMA DE SEGURO DE ASSISTÊNCIA (KAIGO HOKEN) CIDADE DE NAGOYA

ポルトガル 語 QUE É APOIADA E CULTIVADA POR TODOS SISTEMA DE SEGURO DE ASSISTÊNCIA (KAIGO HOKEN) CIDADE DE NAGOYA ポルトガル 語 QUE É APOIADA E CULTIVADA POR TODOS SISTEMA DE SEGURO DE ASSISTÊNCIA (KAIGO HOKEN) CIDADE DE NAGOYA SISTEMA DE SEGURO DE ASSISTÊNCIA Na zona urbana incluindo a nossa cidade, até o ano de 2025 quando

Leia mais

PLANO SUPLEMENTAR. Material Explicativo Plano Suplementar 1

PLANO SUPLEMENTAR. Material Explicativo Plano Suplementar 1 PLANO SUPLEMENTAR Material Explicativo 1 Introdução A CitiPrevi oferece planos para o seu futuro! Recursos da Patrocinadora Plano Principal Benefício Definido Renda Vitalícia Programa Previdenciário CitiPrevi

Leia mais

15 Impostos ぜ い き ん 1 Impostos Nacionais Residentes e Não residentes

15 Impostos ぜ い き ん 1 Impostos Nacionais Residentes e Não residentes 15.Impostos ぜい きん 税 金 Os residentes no Japão por período superior a 1 ano, mesmo os de nacionalidade estrangeira, são obrigados a recolher impostos da mesma forma que os cidadãos japoneses caso recebam

Leia mais

Guia de Vida Diária da Província de Saitama

Guia de Vida Diária da Província de Saitama Capítulo 8 Impostos 1 Imposto de Renda 2 Imposto Residencial 3 Outros Principais Impostos Mascote de Saitama KOBATON Todos os residentes no Japão, sem distinção de nacionalidade, são obrigados a pagar

Leia mais

Material Explicativo Centrus

Material Explicativo Centrus Material Explicativo Centrus De olho no futuro! É natural do ser humano sempre pensar em situações que ainda não aconteceram. Viagem dos sonhos, o emprego ideal, casar, ter filhos, trocar de carro, comprar

Leia mais

PASSAPORTE PARA ANGOLA

PASSAPORTE PARA ANGOLA PASSAPORTE PARA ANGOLA Ana Pinelas Pinto 17 e 18 de Fevereiro 2011 QUESTÕES FISCAIS NA EXPATRIAÇÃO 17 e 18 de Fevereiro 2011 Principais Dificuldades/ Riscos Criação de EE para a entidade empregadora não

Leia mais

Seu futuro está em nossos planos!

Seu futuro está em nossos planos! 1/8 CONHEÇA O PLANO DE BENEFÍCIOS CD-METRÔ DF Seu futuro está em nossos planos! 2014 2/8 1 Quem é a REGIUS? A REGIUS Sociedade Civil de Previdência Privada é uma entidade fechada de previdência privada,

Leia mais

ANEXO I. Londrina, de de 2015. Prezada senhora:

ANEXO I. Londrina, de de 2015. Prezada senhora: ANEXO I Londrina, de de 2015. Prezada senhora: Eu,, portador da R.G. nº, venho solicitar a isenção da taxa de inscrição para o processo seletivo do Curso de Residência em, conforme RESOLUÇÃO CNRM N.º 07,

Leia mais

VESTIBULAR 2013 PERGUNTAS FREQUENTES COM RESPOSTAS. (2013.2). Ambos utilizarão as notas do ENEM 2012.

VESTIBULAR 2013 PERGUNTAS FREQUENTES COM RESPOSTAS. (2013.2). Ambos utilizarão as notas do ENEM 2012. VESTIBULAR 2013 PERGUNTAS FREQUENTES COM RESPOSTAS 1) Como será o processo vestibular da UFCG em 2013? Serão realizando dois (2) processos seletivos. O primeiro, para os cursos com entrada para o primeiro

Leia mais

Benefícios Previdenciários do INSS Como são concedidos e calculados. Prof. Hilário Bocchi Júnior hilariojunior@bocchiadvogados.com.

Benefícios Previdenciários do INSS Como são concedidos e calculados. Prof. Hilário Bocchi Júnior hilariojunior@bocchiadvogados.com. Benefícios Previdenciários do INSS Como são concedidos e calculados Prof. Hilário Bocchi Júnior hilariojunior@bocchiadvogados.com.br SEGURIDADE SOCIAL Sistema de Seguridade Social Múltipla filiação Filiação

Leia mais

GUIA PRÁTICO SUBSÍDIO POR MORTE INSTITUTO DA SEGURANÇA SOCIAL, I.P

GUIA PRÁTICO SUBSÍDIO POR MORTE INSTITUTO DA SEGURANÇA SOCIAL, I.P GUIA PRÁTICO SUBSÍDIO POR MORTE INSTITUTO DA SEGURANÇA SOCIAL, I.P FICHA TÉCNICA TÍTULO Guia Prático Subsídio por Morte (7011 v4.13) PROPRIEDADE Instituto da Segurança Social, I.P. AUTOR Centro Nacional

Leia mais

Um novo plano, com muito mais futuro. Plano 5x4. dos Funcionários

Um novo plano, com muito mais futuro. Plano 5x4. dos Funcionários Um novo plano, com muito mais futuro Plano 5x4 dos Funcionários Sumário 03 Um novo plano, com muito mais futuro: 5x4 04 Comparativo entre o plano 4 x 4 e 5 x 4 08 Regras de resgate 10 Como será o amanhã?

Leia mais

INSTITUTO DE PREVIDÊNCIA MUNICIPAL DE GOV. VALADARES Departamento de Benefícios

INSTITUTO DE PREVIDÊNCIA MUNICIPAL DE GOV. VALADARES Departamento de Benefícios DIREITOS PREVIDENCIÁRIOS DO SERVIDOR PÚBLICO O RPPS é estabelecido por lei elaborada em cada um dos Estados, dos Municípios e do Distrito Federal, e se destina exclusivamente aos servidores públicos titulares

Leia mais

Inferior ou igual a 2 anos 35% Superior a 2 anos e inferior ou igual a 4 anos 30% Superior a 4 anos e inferior ou igual a 6 anos 25%

Inferior ou igual a 2 anos 35% Superior a 2 anos e inferior ou igual a 4 anos 30% Superior a 4 anos e inferior ou igual a 6 anos 25% Perguntas e respostas 1- Como funciona a Tabela Regressiva dos Planos de Previdência Complementar? R A Tabela Regressiva foi prevista a partir da Lei nº 11.053, de 29 /12 /2004. Em vigor desde 01/01/2005,

Leia mais

Residência Legal vs. Residência Fiscal no Uruguai

Residência Legal vs. Residência Fiscal no Uruguai Residência Legal vs. Residência Fiscal no Uruguai Ultimamente, o conceito de residência fiscal adquiriu muita importância para o Direito Tributário e para o mundo dos impostos. O motivo é que o regime

Leia mais

Até que idade se recebe o Abono?

Até que idade se recebe o Abono? O que é o abono de família para crianças e jovens? É um apoio em dinheiro, pago mensalmente, para ajudar as famílias no sustento e na educação das crianças e jovens. Quem tem direito ao abono de família?

Leia mais

Previdência Privada Instrumento de Planejamento Pessoal

Previdência Privada Instrumento de Planejamento Pessoal PGBL PLANO GERADOR DE BENEFÍCIOS LIVRES Ideal para quem faz a declaração completa do IRPF, permite a dedução das contribuições efetuadas até o limite de 12% da renda bruta anual, reduzindo o valor a ser

Leia mais

CONSELHO NACIONAL DO MINISTÉRIO PÚBLICO PROPOSTA DE RESOLUÇÃO CONSELHEIRO LUIZ MOREIRA GOMES JÚNIOR. RESOLUÇÃO Nº, de de de 2013.

CONSELHO NACIONAL DO MINISTÉRIO PÚBLICO PROPOSTA DE RESOLUÇÃO CONSELHEIRO LUIZ MOREIRA GOMES JÚNIOR. RESOLUÇÃO Nº, de de de 2013. CONSELHO NACIONAL DO MINISTÉRIO PÚBLICO PROPOSTA DE RESOLUÇÃO CONSELHEIRO LUIZ MOREIRA GOMES JÚNIOR RESOLUÇÃO Nº, de de de 2013. Dispõe sobre as férias dos Membros dos Ministérios Públicos da União e dos

Leia mais

IMPOSTO DE RENDA PESSOA FÍSICA - 2011

IMPOSTO DE RENDA PESSOA FÍSICA - 2011 IMPOSTO DE RENDA PESSOA FÍSICA - 2011 Perguntas e Respostas 1. QUAL CONDIÇÃO TORNA A PESSOA FÍSICA OBRIGADA A APRESENTAR DECLARAÇÃO DE IMPOSTO DE RENDA PESSOA FÍSICA? Está obrigado a apresentar a declaração,

Leia mais

DIREITOS PREVIDENCIÁRIOS 1. APOSENTADORIA

DIREITOS PREVIDENCIÁRIOS 1. APOSENTADORIA DIREITOS PREVIDENCIÁRIOS 1. APOSENTADORIA 1.1 Aposentadoria por invalidez Destina-se aos professores cuja incapacidade ao trabalho é confirmada pelo setor de perícias médicas do INSS. Uma vez concedida

Leia mais

AISHO. BOLETIM KOHO Nº 30 resumido. Atenção!! População da cidade de Aisho...20.441 habitantes (à data 30 de junho de 2008)

AISHO. BOLETIM KOHO Nº 30 resumido. Atenção!! População da cidade de Aisho...20.441 habitantes (à data 30 de junho de 2008) BOLETIM KOHO Nº 30 resumido AISHO SEGURO DE SAÚDE NACIONAL...TRÂMITES DENTRO DE 14 DIAS TRÂNSITO... REFORMA DA LEI DE TRÂNSITO CENTRO DE SAÚDE... ATIVIDADE DO MÊS 8 (AGOSTO) ATENDIMENTO PROLONGADO DA PREFEITURA

Leia mais

JUROS DE HABITAÇÃO PERMANENTE, PRÉMIOS DE SEGUROS, COMPARTICIPAÇÕES EM DESPESAS DE SAÚDE, PPR, FUNDOS DE PENSÕES E REGIMES COMPLEMENTARES

JUROS DE HABITAÇÃO PERMANENTE, PRÉMIOS DE SEGUROS, COMPARTICIPAÇÕES EM DESPESAS DE SAÚDE, PPR, FUNDOS DE PENSÕES E REGIMES COMPLEMENTARES DECLARAÇÃO (art.º 127.º do CIRS) JUROS DE HABITAÇÃO PERMANENTE, PRÉMIOS DE SEGUROS, COMPARTICIPAÇÕES EM DESPESAS DE SAÚDE, PPR, FUNDOS DE PENSÕES E REGIMES COMPLEMENTARES IRS MODELO 37 NÚMERO DE IDENTIFICAÇÃO

Leia mais

LEI Nº 382/2010 DE 05 DE JULHO DE 2010

LEI Nº 382/2010 DE 05 DE JULHO DE 2010 LEI Nº 382/2010 DE 05 DE JULHO DE 2010 Disposição sobre a consignação em folha de pagamento O MUNICÍPIO DE BOA ESPERANÇA faz saber que a CÂMARA MUNICIPAL DE BOA ESPERANÇA decreta e eu sanciono a seguinte

Leia mais

GUIA PRÁTICO ACORDO DE SEGURANÇA SOCIAL ENTRE PORTUGAL E O BRASIL INSTITUTO DA SEGURANÇA SOCIAL, I.P

GUIA PRÁTICO ACORDO DE SEGURANÇA SOCIAL ENTRE PORTUGAL E O BRASIL INSTITUTO DA SEGURANÇA SOCIAL, I.P GUIA PRÁTICO ACORDO DE SEGURANÇA SOCIAL ENTRE PORTUGAL E O BRASIL INSTITUTO DA SEGURANÇA SOCIAL, I.P FICHA TÉCNICA TÍTULO Guia Prático Acordo de Segurança Social entre Portugal e o Brasil (N58 v1.1) PROPRIEDADE

Leia mais

Cartilha do Participante

Cartilha do Participante FACEAL Fundação Ceal de Assistência Social e Previdência Cartilha do Participante Manual de Perguntas e Respostas Plano Faceal CD Prezado leitor, A FACEAL apresenta esta cartilha de perguntas e respostas

Leia mais

SEGUROS DE VIDA IRS 2014

SEGUROS DE VIDA IRS 2014 SEGUROS DE VIDA IRS 2014 (Lei n.º 66-B/2012 de 31 de Dezembro) generali.pt 2 IRS 2014 - Seguros de Vida Índice 3 Seguros de Vida 1. Dedução dos prémios 2. Tributação dos benefícios 2.1. Indemnizações por

Leia mais

a d en e R d sto o p e Im 20 d eclaração Cartilha D 1

a d en e R d sto o p e Im 20 d eclaração Cartilha D 1 ÍNDICE 1. Obrigatoriedades... 3 2. Forma de elaborar a declaração de IRPF 2014... 4 2.1 Formas de entrega... 4 2.2 Prazo de entrega... 4 2.3 Multa pelo atraso na entrega da declaração... 4 3. Modelos de

Leia mais

Incentivos à contratação

Incentivos à contratação Incentivos à contratação A empresa poderá beneficiar de incentivos quando pretende contratar novos trabalhadores. Os incentivos de que as empresas podem usufruir quando contratam novos trabalhadores podem

Leia mais

Guia PCD. Conheça melhor o Plano

Guia PCD. Conheça melhor o Plano Guia PCD Conheça melhor o Plano Índice De olho no Futuro...3 Quem é a Fundação Centrus?...5 Conhecendo o Plano de Contribuição Definida - PCD...6 Contribuições do Participante...7 Saldo de Conta...8 Benefícios

Leia mais

Cálculos Trabalhistas e Previdenciários

Cálculos Trabalhistas e Previdenciários CURSO Cálculos Trabalhistas e Previdenciários Orientador Rogério Andrade Henriques Advogado; especialista em Direito do Trabalho e Previdenciário; instrutor de cursos empresariais na Área Trabalhista e

Leia mais

Decreto n.º 48/88 Acordo sobre Segurança Social entre Portugal e os Estados Unidos da América

Decreto n.º 48/88 Acordo sobre Segurança Social entre Portugal e os Estados Unidos da América Decreto n.º 48/88 Acordo sobre Segurança Social entre Portugal e os Estados Unidos da América Nos termos da alínea c) do n.º 1 do artigo 200.º da Constituição, o Governo decreta o seguinte: Artigo único.

Leia mais

PROPOSTA DE ALTERAÇÃO REGULAMENTOS DOS PLANOS DE BENEFÍCIOS

PROPOSTA DE ALTERAÇÃO REGULAMENTOS DOS PLANOS DE BENEFÍCIOS PROPOSTA DE ALTERAÇÃO REGULAMENTOS DOS PLANOS DE BENEFÍCIOS DEZEMBRO/2014 1 PLANOS PREVIDENCIAIS - MONAF - PLANO I APOSENTADORIA POR TEMPO DE CONTRIBUIÇÃO E POR INVALIDEZ COM SUBSÍDIO POR MORTE PLANO I_I

Leia mais

Parecer Consultoria Tributária Segmentos Cálculo do Imposto de Renda na Fonte sobre o complemento de 13º Salário

Parecer Consultoria Tributária Segmentos Cálculo do Imposto de Renda na Fonte sobre o complemento de 13º Salário complemento de 13º Salário 01/04/2014 Sumário Título do documento 1. Questão... 3 2. Normas apresentadas pelo cliente... 3 3. Análise da Legislação... 4 4. Conclusão... 5 5. Informações Complementares...

Leia mais

cartilha de regime de tributação

cartilha de regime de tributação cartilha de regime de tributação Apresentação O INFRAPREV elaborou esta cartilha com o objetivo de orientar o participante na escolha do regime de tributação quando do ingresso no seu plano de previdência.

Leia mais

GUIA DO SEGURADO da Previdência Social

GUIA DO SEGURADO da Previdência Social CÂMARA DOS DEPUTADOS GUIA DO SEGURADO da Previdência Social Conheça os direitos do seu seguro social. ANTONIO BULHÕES Deputado Federal PRB/SP BRASÍLIA Abril/2009 GUIA DO SEGURADO da Previdência Social

Leia mais

Revisado em 15/08/2011

Revisado em 15/08/2011 CARTILHA DO PLANO MISTO DE BENEFÍCIOS PREVIDENCIÁRIOS Nº 001 Revisado em 15/08/2011 Esta cartilha foi estruturada com perguntas e respostas para apresentar e esclarecer aos Participantes as informações

Leia mais