a vida com muito mais conteúdo tabela de preços

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "a vida com muito mais conteúdo tabela de preços"

Transcrição

1 a vida com muito mais conteúdo tabela de preços 2012

2 tabela de preços 2012 admite-se eventos 1

3 A vida com muito mais conteúdo Gerar conteúdo capaz de fazer a diferença na vida das pessoas é muito mais do que informar, é fazer parte da construção diária do ser humano, de sua personalidade, de seu senso crítico. Por isso, a responsabilidade com o tratamento e desenvolvimento do conteúdo se torna fundamental para diferenciar veículos de comunicação de excelência daqueles que simplesmente informam. Há mais de 51 anos, fazemos parte dessa construção no Distrito Federal. Por meio de mídias impressas, eletrônicas, digitais e out of home, estamos presentes em todos os momentos da vida das pessoas. Retratando a história, gerando conteúdo de utilidade pública ou agregando valor profissional e cultural, buscamos sempre contribuir para a formação de pessoas melhores e indivíduos bem-sucedidos em todos os aspectos. Por isso nossos veículos são referências. Somos líderes, pioneiros e inovadores. Conhecemos a fundo as necessidades e os desejos da população. Documentamos o passado, registramos o presente e pautamos o futuro, sempre com o cuidado de oferecer algo a mais ao leitor, ouvinte, internauta ou telespectador. Com base nessa relação de proximidade e confiança, apresentamos ao mercado a Tabela de Preços 2012 dos Diários Associados no Distrito Federal. São produtos eficientes, soluções de mídia inovadoras e veículos de comunicação de excelência para que você também possa fazer parte da vida da população do Distrito Federal. 2

4 OS DIários Associados Presente em seis estados e no DF, o grupo Diários Associados apresenta ao mesmo tempo amplitude de impacto e proximidade local com o público. São mais de 50 veículos de comunicação no Brasil, entre jornais, TVs, rádios, portais web, sites, empresas de comunicação de mídia externa, além de unidades de negócios de logística, venda de conteúdos, produtora de vídeo e teatro. Juntos formam uma poderosa rede nacional de comunicação e relacionamento que não só retrata desde os principais acontecimentos no Brasil e no mundo, até as peculiaridades de cidades, bairros, famílias e cidadãos, mas participa de tudo isso. No Distrito Federal, os Diários Associados são compostos de veículos de comunicação presentes nas mídias impressa, digital, eletrônica e out of home. Com conteúdos distribuídos entre notícias, entretenimento e utilidade pública, o grupo está presente na vida dos brasilienses em casa, no trabalho, durante deslocamentos e nos momentos de lazer. Essa versatilidade de formatos e canais e capacidade de geração de conteúdo multimídia permite aos Diários Associados estar à frente de qualquer outro grupo ou veículo de comunicação quando se trata de fazer diferença na vida da população com a maior renda per capita do País. 3

5 NOSSA PRAÇA Um mercado de alto poder de consumo e em franca expansão O Distrito Federal é considerado uma das praças mais importantes e promissoras do País, em termos de potencial de consumo. Com a maior renda per capita do Brasil*, quase o dobro do estado de São Paulo e mais que o triplo do índice nacional, o DF está se tornando o centro das atenções de investidores, empresas nacionais e indústrias em diversos segmentos da economia. Esses resultados econômicos refletem na na melhoria da qualidade de vida e potencial de consumo da população. Hoje, a região é considerada uma das melhores para se viver, pois detém os maiores índices de Desenvolvimento Humano, alfabetização e expectativa de vida em todo o País. Esse equilíbrio entre economia forte e bem-estar da população fez com que o DF se destacasse como um dos mercados de maior potencial de consumo no Brasil, configurando-se o 3º no ranking nacional¹. *Fonte: IPC Target PIB PER CAPITA POR ESTADO (EM R$) Roraima ,47 Amapá ,60 Amazonas ,94 Pará 7.859,19 Maranhão 6.259,43 Ceará 7.686,62 Rio Grande do Norte 8.893,90 Distrito Federal ,46 Acre ,45 Rondônia ,56 Mato Grosso ,30 Tocantins ,70 Piauí 6.051,10 Bahia 9.364,71 Paraíba 7.917,71 Pernambuco 8.901,93 Alagoas 6.728,21 Sergipe 9.787,25 Composição do PIB do DF (Em R$ bilhões) Setor de Serviços domina a geração de riqueza Atividade Valor Participação (em %) Agropecuária 0,542 0,5 Indústria 7,657 6,6 Serviços 108,251 93,0 Total 116, ,0 Impostos 15,083 PIB final 131,487 Fonte: Ibge e Codeplan Mato Grosso do Sul ,96 Paraná ,11 Rio Grande do Sul ,39 Goiás ,68 São Paulo ,22 Santa Catarina ,53 Minas ,62 Espírito Santo ,17 Rio de Janeiro ,98 Brasil ,66 Fonte: Ibge 4

6 NOSSOS DIFERENCIAIS DE MERCADO Ampla cobertura e afinidade com o público No DF mais de 1,39 milhão* de pessoas leem, e ouvem os conteúdos gerados pelos veículos de comunicação do Grupo, em grande parte líderes de mercado. Presentes há mais de 51 anos na região, os veículos dos Diários Associados fazem parte da cultura da população, promovendo pautas cruciais para o desenvolvimento social, econômico e cultural do DF e estimulando o bem-estar e crescimento profissional das pessoas. Nossos números % cobertura de habitantes* penetração na sociedade brasiliense* de impactos semanais no DF* Obs.: No impacto são calculados somente os veículos,,, Clube AM e. Não é possível colocar os sites nesta variável. Nosso público» Gênero 51% feminino* 49% masculino*» Classe Social 58% pertencem às classes A e B* 36% pertencem à classe C* 6% pertencem às classes D e E*» Com alto poder de consumo Renda familiar média de R$ 4.163,14** Renda individual média de R$ 1.891,99**» Que mantém um gasto médio mensal de: R$ 776,03 com cartões de crédito** R$ 522,29 com supermercados** R$ 213,28 em shopping centers** R$ 125,14 com TV paga** R$ 81,31 com internet** Fonte Ipsos: Estudos Marplan EGM Brasília/DF Outubro/10 a Setembro/11. Filtro: 10+ anos * 13+ anos ** ( ). Diários Associados são compostos da variável líquida todos os dias ( ; Aqui-DF); e horário que ouviu, assistiu e acessou nos últimos 30 dias (; Clube AM; ; web; ; e ). 5

7 E os melhores índices de afinidade 122 Com as pessoas que pretendem comprar motos 0 Km. 121 Com as pessoas que pretendem comprar carro 0 Km. 123 Com o público que pretende viajar para o exterior nos próximos 12 meses. 121 Com as pessoas que estão procurando imóveis para comprar ou trocar. 120 Com as pessoas que irão prestar concurso público nos próximos 12 meses. 118 Com estudantes que pretendem fazer vestibular este ano. 128 Com quem deseja comprar celular pós-pago nos próximos 12 meses. 110 Com quem pretende comprar celular pré-pago nos próximos 12 meses. Obs.: O índice de afinidade mostra o quanto um tema é importante para determinado público. O número é obtido pela divisão do percentual referente ao universo da população. É considerado um valor excelente, um número acima de 100. Quanto maior é o índice acima de 100, maior a afinidade. Fonte Ipsos: Estudos Marplan EGM Brasília/DF Outubro/ 2010 a Setembro de Filtro: ambos os sexos, 10 + anos. Ranking: OP Decrescente 6

8 Sumário CORREIO BRAZILIENSE Apresentação Segmentos Anunciantes Publicações Especiais Formatos Padrão Standard Berliner Tabloide Tabloide Refilado e Grampeado Classificados Cercados Revista Encartes Soluções de Mídia Diferenciadas Sobrecapa Sobrecapa Simples Orelha Orelha Interna Primeiro Caderno Orelha Diferenciada Orelha na Revista do Orelha Dobrada na Revista do Cinta Envelopamento Anúncio Dirigido Cinta Dirigida Envelopamento Dirigido Aplique Sampling Anúncio Aromatizado Formato Especial Formato Recortado

9 Formatos Especiais apenas para o esportes Suplementos Especiais Publieditoriais Patrocínios e Oferecimentos Pacotes, Cadernos e Suplementos Novas Soluções de Mídia Acréscimos e Prazos Apresentação Seções Segmentos Anunciantes Formatos Padrão Berliner Soluções de Mídia Diferenciadas Anúncio Aromatizado Formato Especial e Recortado Prazos e Considerações CLUBE FM Apresentação Programação Programação por Horário Preços Clube Mob Considerações TV BRASÍLIA Apresentação Programação Local Programação Nacional Preços

10 CORREIOWEB Apresentação Formatos Padrão Home Page Banner Banner Expansível botão botão Expansível quadrado Interferência DHTML Rich Media DHTML Formatos e Preços Canal Concursos Banner Banner Expansível skyscraper skyscraper Expansível skyscraper Roller Interferência DHTML Interstitial Clock Banner Top Banner Rich Media DHTML Rich Media Interstitial Prazos CORREIOBRAZILIENSE.COM.BR Apresentação Formatos e Preços Banner Banner Expansível botão botão Expansível quadrado Skyscraper skyscraper skyscraper Expansível Interstitial Rich Media DHTML

11 Rich Media Interstitial Interferência DHTML quadrado Rich Media Patrocínios Blogs Clima Tempo Indicadores de Economia SupEREspORTES Apresentação Formatos e Preços Banner Banner Expansível botão botão Expansível quadrado Interferência DHTML Considerações VRUM Apresentação Formatos e Preços Banner Banner Expansível Banner 1 e Small Banner quadrado Interstitial Interferência DHTML Check M8 (DHTML) Check M8 com vídeo Clock Banner Banner Lateral Considerações

12 LUGAR CERTO Apresentação Formatos e Preços Banner Banner Expansivel Interferência DHTML Clock Banner quadrado Banner 1 e Banner Lateral Interstitial Check M8 Floater Check M8 Floater com Vídeo Considerações ADMITE-SE Apresentação Formatos e Preços Banner Interferência DHTML Clock Banner Considerações EVENTOS Brasília Gourmet Bazar da Moda CONTATOS GERAIS

13 51 anos de liderança absoluta no Distrito Federal Tabela válida até 31/12/2012

14 Investir no significa estar vinculado a um dos veículos de comunicação de maior credibilidade do Distrito Federal e do Brasil. Eleito pelo segundo ano consecutivo (2010 e 2011) a marca mais lembrada do DF, em pesquisa realizada pela Associação Brasileira de Anunciantes, e o 5º jornal mais admirado do País, pelo grupo Troiano de Branding, o vem se reinventando em novos formatos, conteúdos e plataformas para estar sempre próximo do público. Presente nos meios impresso, digital e mobile, o jornal oferece ao mercado diferenciais competitivos como tradição, poder de mobilização, conteúdo de qualidade e público com alto poder de consumo que o tornam uma solução de mídia ideal para se agregar valor à marca e obter o melhor retorno de investimento em mídia. Por tudo isso, somos Você à Frente de Tudo. Nosso objetivo é proporcionar ao leitor, anunciante e parceiros subsídios para que obtenham os melhores resultados enquanto pessoas, profissionais, empresários e formadores de opinião. 13

15 Um veículo em contínua evolução Onde o público estiver, o estará. Com base nessa premissa, o jornal se transforma diariamente para acompanhar os hábitos de consumo da população do Distrito Federal e do Brasil. Conteúdo on-line Além do site com notícias atualizadas 24 horas por dia, o mantém uma versão completa do jornal que pode ser manuseada pelo público em um sistema de flip. ipad Interação com o público via SMS Por meio de pesquisas e enquetes via SMS, o interage com o leitor e recebe opiniões e sugestões para aprimorar o jornal e compor a sua pauta diária. O é o primeiro jornal do Distrito Federal a lançar uma versão para ipad. Com as modalidades Assinatura e Venda Avulsa, a versão permite ao leitor maior mobilidade de acesso ao jornal, conteúdos atualizados 24 horas por dia e benefícios adicionais à leitura como:» Profundidade de conteúdo» Conteúdo ampliado e multimídia Permite ao leitor acessar a edição atual e as últimas 12 edições do jornal, além de ler, ouvir áudios e assistir a vídeos exclusivos relacionados com as matérias. Com os links Saiba Mais e Leia Também, o leitor pode conhecer os desdobramentos da informação durante todo o dia e ampliar a visão sobre o tema da matéria nas notícias e informações relacionadas. Reconhecido pelo público e pelo mercado O detém a liderança de mercado porque é um veículo que se preocupa em manter uma linha editorial de alta qualidade e um layout em constante evolução. Esforços fazem com que o jornal esteja em evidência nos principais prêmios jornalísticos no Brasil. 14

16 56º Prêmio Esso de Jornalismo» Categoria Primeira Página A premiação foi concedida ao em reconhecimento pela publicação de capa dupla, em 21 de abril de 2011, com uma série de reportagens sobre os 51 anos de Brasília. Prêmio Esso Regional Centro-Oeste Reconhecimento à série de reportagens que mostrou os impactos da devastação nas nascentes do cerrado para a vida dos brasileiros. Prêmio Imprensa Embratel 2011» Categoria Econômica Premiação concedida à série de reportagens publicadas na editoria de Economia sobre os efeitos do avanço dos países emergentes na economia mundial.» Categoria Tecnologia da Informação, Comunicação e Multimídia Prêmio pela produção de textos sobre o modo como avanços tecnológicos mudaram a vida dos artistas que trabalham com música, dança, pintura, escultura, literatura, teatro e cinema. Outras premiações recebidas pelo em 2011 Prêmio Vladimir Herzog Categoria Artes. 19º Salão Internacional de Desenho para a Imprensa Categorias Caricatura e Ilustração Editorial. 6º Prêmio Sociedade Brasileira de Diabetes Categoria Imprensa. 3º Prêmio Sebrae de Jornalismo Categoria Jornalismo Impresso. Prêmio Longevidade Bradesco 2011 Categoria Mídia Impressa. Prêmio de Jornalismo Científico da FAP-DF Categoria Mídia Impressa. Prêmio Nacional de Jornalismo Abdias Nascimento Categoria Mídia Impressa. C M Y K C M Y K 16 CORREIO BRAZILIENSE Brasília, segunda-feira, 3 de janeiro de 2011 Manifesto das artes As sete artes clássicas foram definidas, quem diria, quando surgiu o cinema, a última delas. O termo sétima arte foi usado pelo crítico italiano Ricciotto Canudo em um documento publicado em Cada arte diz respeito a uma representação: som (música), movimento (dança), cor (pintura), volume (escultura), representação (teatro), palavra (literatura) e a integração de todas as artes (cinema). Pedaços do som Cada instante de uma música é composto por vários parâmetros: altura (agudo, grave, etc), timbre (do oboé, da flauta, do som eletrônico), intensidade (forte, plano, planíssimo), ataque (brando, duro, abrupto), forma dinâmica (que cresce, que diminui), nota Em 1924, surgiram os primeiros compositores que quiseram serializar os parâmetros: o chamado dodecafonismo foi o embrião da música eletrônica, porque os artistas queria uma altura diferente para cada momento da canção. Editora: Ana Paula Macedo / fax: As máquinas que trabalham com bits foram as responsáveis pelo surgimento de outra classe de compositores: os que mexem com computação musical. Essas pessoas usam o computador não só para montar a canção, mas para fazê-la. O pioneiro nessa área foi Max Methews, um norte-americano que inventou os primeiros programas de síntese digital. A computação musical é uma arte em si. Ao invés de ter um autor, é a máquina que compõe. É claro que para fazer isso, ela precisa ser preparada com algum tipo de teoria da música, explica o professor Aluízio Arcela, do Departamento de Ciência da Computação da UnB. E engana-se quem pensa que a tarefa é fácil. Cada compositor cria um programa e a composição vem daí. Alguns são mais simples, outros podem ser utilizados várias vezes, mas criar algo elaborado exige dedicação. É como na literatura. Você pode usar as mesmas letras para escrever um bilhete, um e- mail, um texto de jornal, um romance, um poema. Nem tudo tem qualidade literária, compara o professor Arcela, que chega a passar meses debruçado sobre uma composição. É uma falsa ideia a de que a computação deixa tudo mais rápido. Nós levamos tempo até dominar o conhecimento. Instrumentos do futuro Além dos músicos apaixonados por bits, há pesquisadores que se dedicam à criação de novas interfaces para a produção musical. Os instrumentos não mudaram durante o século 19, talvez eles comecem a mudar agora. Videogames são equipamentos inspiradores nesse sentido: a tecnologia eliminou a necessidade de um joystick para brincar. Talvez o mesmo ocorra com a música, sugere o professor Rodrigo Cicchelli, da Escola de Música da Universidade Federal do Rio de Janeiro. Nessa aventura, o nome mais emblemático é o do pesquisador Tod MacHover, do Instituto de Tecnologia de Massachusetts (MIT).Tod trabalha há mais de 20 anos pesquisando hiperinstrumentos: aparelhos musicais que, ligados a sensores e a programas de computador, têm seu som modificado ou complementado. O trabalho do professor inspirou os criadores do game Guitar Hero, que foram seus alunos no MIT, e foi utilizado por artistas consagrados, como o cantor Prince e o violoncelista Yo-Yo Ma, considerado um dos mais importantes da história. Na década de 1990, esse professor Pardal da música criou a Brain Opera, uma peça em que a plateia recebia óculos para ver em três dimensões e era convidada a tocar em objetos de uma sala Notas, compassos e bits Do surgimento do primeiro instrumento eletrônico aos computadores que viraram verdadeiros estúdios portáteis de gravação, fazer música passou por uma revolução Ouça trechos da entrevista com o maestro Jorge Antunes. Nasce o eletrônico Nos últimos 120 anos, a humanidade inventou uma série de equipamentos que digitalizaram a música. Veja o que nos espera no futuro:» O primeiro instrumento eletrônico foi criado em 1897 pelo norte-americano Thaddeus Cahills. O telarmônio, ou telharmonium, era como um sintetizador, construído a partir de captadores de som de telefones. O aparelho ocupava uma sala inteira.» Quem levou a fama de pioneiro, porém, foi o teremim, inventado pelo russo Lev Sergeivitch Termen, em Basicamente, o teremim capta a movimentação das mãos do músico e consegue produzir sons bastante diferenciados. O instrumento foi muito explorado em filmes de ficção científica dos anos 1950 para produzir o barulho de espaçonaves.» Outro equipamento futurista foi o intonarumori, do italiano Luigi Russolo. Ele estava entusiasmado com o som das grandes cidades e quis criar uma orquestra de ruídos, como um grande roncador. Infelizmente, nenhum de seus originais sobreviveu à Segunda Guerra Mundial.» Foi a partir de então que as mudanças começaram a se disseminar. Em 1948, um engenheiro francês decidiu estudar como os sons poderiam ser gravados sobre diferentes suportes: discos de cera, cilindros, vidros, etc. Pierre Schaeffer criou o que seria a vertente mais radical da música erudita.» Os computadores só foram entrar na história no fim dos anos 1950, quando o norte-americano Max Methews desenvolveu os primeiros programas de síntese digital, que transformavam em som arquivos gerados pela máquina. Com o passar do tempo, esses softwares ficaram mais baratos e populares.» Atualmente, os pesquisadores trabalham no desenvolvimento de novas interfaces para produção musical. No Instituto de Tecnologia de Massachusetts, por exemplo, a ideia é fazer com que leigos criem canções a partir de programas de computador.» CAROLINA VICENTIN O compositor francês Claude Debussy, provavelmente, não imaginava o que estava por vir quando disse, lá pelos idos de 1900, que o século do avião merecia uma nova música. Anos antes, um norte-americano inventou o primeiro instrumento musical eletrônico (veja quadro), inaugurando uma era que só foi se consolidar na década de De lá para cá, muita coisa aconteceu e os eruditos se renderam à manipulação do som, ao ponto de deixar a batuta (quase) na mão de robôs. O conta hoje como foi essa história, na primeira de uma série de matérias sobre a interação entre arte e tecnologia. Até 17 de janeiro, às segundas, quartas e sextas-feiras, o leitor vai saber como as novidades da eletrônica mudaram a vida dos artistas que trabalham com música, dança, pintura, escultura, literatura, teatro e cinema. Tecnologia não é coisa recente. Cada época tem seus recursos de última geração e todo mundo se aproveita deles, inclusive os artistas. Em 1700, também havia alta tecnologia, com luthiers (pessoas que fabricam instrumentos musicais) talentosos, que descobriam novas formas de montar as peças, lembra o maestro Jorge Antunes, professor do Instituto de Artes da Universidade de Brasília. O que se conhece hoje como música eletrônica, contudo, surgiu em 1950, na Alemanha. Compositores um tanto quanto obstinados passaram a criar canções com a técnica do serialismo, que consiste na composição de cada parâmetro musical individualmente, formando vários pedacinhos com notas, alturas e intensidades diferentes. É como se cada momento da canção tivesse características tão específicas que a execução da música como um todo se torna impossível. Pelo menos, para o homem. Essa complexidade toda ganhou um meio de viabilização quando surgiram as primeiras fitas magnéticas. Sim, foram elas as responsáveis pelo aparecimento da música eletrônica. Era um trabalho artesanal. Os compositores gravavam som por som, recortando e colando os pedaços da fita, montando uma música que jamais poderia ser tocada da forma tradicional, conta o professor Antunes, o primeiro brasileiro a trabalhar com o novo estilo no país. Os eruditos acabaram abandonando o termo música eletrônica no fim da década de 1960, quando surgiram bandas de rock progressivo. Grupos como Tangerine Dream e Kraftwerk utilizavam os mesmos recursos dos eruditos, só que para fazer música pop. A academia, então, adotou o nome música eletroacústica e passou lançar mão de sintetizadores nas composições. Isso facilitou o nosso trabalho, porque, até então, os equipamentos não eram específicos para músicos, conta o professor Antunes. Computadores só apareceram no fim da década de 1980 e provocaram outra revolução entre os compositores de música clássica. O digital deixou os equipamentos ainda menores, mas obrigou os eruditos a se adaptarem ao mundo virtual. Os programas de computador permitem que a gente faça na tela tudo que antes fazíamos artesanalmente, diz o maestro Jorge Antunes. LEIA NA 4ª FEIRA Como a tecnologia afetou os rumos da dança. virtual que se apresentava na tela. Os movimentos dos espectadores viravam som, numa espécie de parque de diversões interativo. Tod também é o inventor do HyperScope,umsoftwaredecriação musical para gente que não entende nada do assunto, inclusive, para crianças. Este ano, Tod MacHover colocou em prática algo que só era visto em filmes de ficção científica: uma ópera tocada por humanos e robôs. Em Death and the Powers, que estreou em setembro no Principado de Mônaco, os objetos de sala de um milionário, interpretado pelo barítono James Maddalena, herdam a sua consciência pouco antes de ele morrer. O ator/cantor sai de cena, mas sua voz, movimentos e pulsações são acompanhados por sensores, que enviam sinais para alterar o som da orquestra (escondida do público) e mexer os objetos do palco, além de contracenar com nove robôs cantores. Caio Gomez/CB/D.A Press C M Y K C M Y K 6/7 CORREIO BRAZILIENSE Brasília, domingo, 24 de abril de 2011 A morte no berço das águas» VINICIUS SASSINE C om quase 20 mil nascentes, o Cerrado irriga seis das 12 regiões hidrográficas brasileiras e tem papel decisivo no abastecimento do Pantanal, situado na Bacia do Paraguai, e da Amazônia, na Bacia Amazônica. O bioma funciona como uma caixa d água para 1,5 mil cidades de 11 estados, do Paraná ao Piauí, incluindo o Distrito Federal. Mas a fonte seca de forma dramática. Há provas suficientes da morte no berço das águas. A maior savana da América do Sul, que ocupa um quarto do território brasileiro, foi o bioma desmatado com mais velocidade nos últimos 30 anos. Reduziu-se à metade para abrigar plantações de soja e, mais recentemente, de cana-de-açúcar. Levantamentos inéditos e com precisão científica nas nascentes comprovam a consequência da devastação: o fornecimento de água dentro e fora dos limites do Cerrado já sofre impactos irreversíveis, num processo de degradação localizado exatamente em pontos estratégicos para a existência e a qualidade dos recursos hídricos. O retrato da morte do Cerrado é mais dramático quando se sabe que, desse reservatório, dependem regiões ocupadas por 88,6 milhões de brasileiros e lugares com grande quantidade de água, como a região amazônica. Para a Bacia São Francisco, onde está parte do Nordeste brasileiro, o Cerrado contribui com 94% da água que flui na superfície de rios e córregos. A água do Brasil Central chega aos estados que estão no litoral de Norte e Nordeste. Um estudo do Ministério do Meio Ambiente (MMA), obtido pelo com exclusividade, faz relação direta entre a devastação do bioma e as áreas de maior drenagem, aquelas com grande concentração de nascentes. Com base no levantamento feito pela Agência Nacional de Águas (ANA), o bioma foi dividido em 679 bacias de drenagem, situadas numa área de 3,5 mil km². Daquelas que drenam o Cerrado e outros biomas, 62,1% têm índice de desmatamento que impacta no abastecimento de água. As nascentes são assoreadas e deixam de aflorar por causa do rebaixamento do lençol freático. Morrem antes de encorpar e abastecer os corpos hídricos das bacias brasileiras. Minas e São Paulo são os estados com maiores concentrações de nascentes. E são os lugares com os piores índices de desmatamento nas áreas de grande drenagem, assim como Mato Grosso do Sul e Goiás. O levantamento elaborado pelo Departamento de Políticas para o Combate ao Desmatamento do MMA relacionou 60 municípios com risco muito alto de impactos hidrológicos, ou seja, regiões de nascentes que perdem a função de abastecedoras por causa da devastação sem freio ou fiscalização. São os casos, por exemplo, das cidades de Pirajuba (MG) e Batatais (SP). Ricos em nascentes, os dois municípios têm um índice de desmatamento superior a 93%. Em Inocência (MS), que também aparece no documento do MMA, o desmatamento chegou a 85%. Essas áreas desmatadas são estratégicas para a manutenção do ciclo de unidades hidrológicas maiores, aponta o engenheiro florestal Ralph Trancoso, responsável por elaborar o documento do MMA. A partir de amplo levantamento, que inclui pesquisas e visitas a áreas impactadas, o reuniu provas sobre mortes de nascentes e de importantes cursos d água do Cerrado. O resultado é publicado numa série de reportagens, a partir de hoje. Poucos estudos analisam a relação entre desmatamento e qualidade dos recursos hídricos. Há levantamentos isolados, produzidos para regiões específicas. A ANA, por exemplo, mantém 89 estações sedimentométricas nos rios do Cerrado. Essas estações medem a quantidade de sedimentos nos cursos d água, provenientes de processos de erosão. Pelas medições das estações, porém, é difícil correlacionar desmatamento e sedimentação. A pedido do, uma equipe da ANA e da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa Cerrados) analisou os dados de sedimentação nas cidades que mais desmataram o Cerrado nos últimos oito anos. Concluiu que em Formosa do Rio Preto, no Oeste da Bahia, a quantidade de sedimentos no Rio Preto mais do que dobrou a partir de 2002 chegou a triplicar em algumas medições. O oeste baiano é o espaço por onde avança a fronteira agrícola em curso no país, principalmente a cultura da soja. Formosa do Rio Preto está sucessivamente no topo da lista de desmatamento do Cerrado nos últimos anos. Foram 2,2 mil km² devastados, somente na cidade, entre 2002 e As estações detectaram também índice elevado de erosões em rios da Bacia Tocantins-Araguaia. Uma região de chapada em Formosa do Rio Preto concentra nascentes dos Rios do Sono e Preto, que desaguam no Rio Grande, ainda na Bahia. É esse o principal afluente do lado esquerdo do São Francisco. A soja avança pela chapada. Distrito Federal A sensação dos trabalhadores mais antigos da Estação Ecológica de Águas Emendadas, no Distrito Federal, é de que a vereda existente no local está se deslocando. Trata-se de um encolhimento. Há dezenas de nascentes na estação. A expansão imobiliária em Planaltina, grudada à reserva, os novos loteamentos e o avanço da soja impactam no tamanho da vereda, de seis quilômetros de extensão. Num determinado ponto, apenas uma estrada separa a estação das plantações de soja e milho. Um fenômeno raro ocorre em Águas Emendadas: duas grandes bacias nascem ali. Dois córregos afloram da vereda, em direções opostas. O que corre para o norte encontra o Rio Maranhão e abastece o Rio Tocantins, da Bacia Tocantins-Araguaia. O córrego que segue para o sul forma rios que vão desaguar no Rio Paraná, da Bacia do Paraná. A ocorrência desse fenômeno depende da conservação da área de proteção ambiental (APA) da Lagoa Formosa, na parte norte de Águas Emendadas. A lagoa não conta mais com proteção natural: está cercada por plantações de soja, chácaras, clubes e empreendimentos imobiliários. O volume de água diminuiu nos últimos anos. O flagrou uma plantação de eucalipto praticamente às margens da lagoa, bem ao lado de um clube recreativo. Um homem aplicava os defensivos agrícolas na plantação. Em outra margem, um empresário do Lago Sul, em Brasília, constrói um haras a 150m da lagoa. No local é possível ver postes inundados pelo curso d água. A margem na área do haras foi aterrada e concretada para a instalação de muretas, que servem de suporte para a entrada de jet skis na lagoa. Os próprios funcionários contam que o Ibama já questionou a concretagem da margem. Meu patrão teve de ir ao Ibama em Brasília para resolver, diz um dos trabalhadores do local. Série de reportagens mostra como a devastação do Cerrado provoca impactos irreversíveis nas bacias hidrográficas irrigadas pelo bioma e na qualidade de vida de 88,6 milhões de brasileiros Concretagem nas margens da Lagoa Formosa (DF): degradação e desmando na região de nascentes Estrada que margeia a Estação de Águas Emendadas (DF): avanço da soja Flagrante: homem aplica agrotóxicos nas margens da Lagoa Formosa (DF) Fotos: Daniel Ferreira/CB/D.A Press C M Y K C M Y K CORREIO BRAZILIENSE Brasília, domingo, 9dejaneirode2011 Opinião 19» CARLOS PIO Professor de economia política internacional da Universidade de Brasília (carlospio.wordpress.com) Instituições,ideologia e interesses na política externa de Dilma Novidade» estatal PDVSA estimulou acordo entre o governo venezuelano e o BNDES. São favoráveis as condições de financiamento para a construção da Refinaria Abreu e Lima, em Pernambuco. O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social amenizou nas garantias e nas exigências para a parceria. IBGE» Nada como uma iniciativa bem administrada para favorecer o país. O preço do alumínio é um atrativo. Pessoas catam latinhas no lixo, no chão, na rua, nas festas. Escolas estimulam a garotada na coleta e vendem o material para trocar por computadores. O Brasil é campeão na reciclagem do alumínio: 91,5% das embalagens são reaproveitadas. Omissão» O que não adianta é investir na conscientização da população para a importância da reciclagem e contratar um serviço de limpeza urbana que não continua o trabalho e mistura tudo novamente. Dumping» Técnicos atordoados, noites sem dormir. As negociações entre países são estressantes e desconhecidas de grande parte da população. O Brasil merece reconhecimento. A pressão na Organização Mundial do Comércio deu resultado. Foi arbitrada a decisão de que os Estados Unidos mudem a dinâmica do cálculo em dumping. O suco de laranja brasileiro venceu. Nacionalidade italiana» Marisa Letícia, esposa do ex-presidente Lula da Silva, não faz segredo. Começando o governo, requereu naturalidade italiana. Na época disse que desejava para os filhos futuro mais promissor. A qualquer movimento poderá deixar o Brasil. PF» Daniel Lorenz de Azevedo, novo delegado da Polícia Federal, é especializado no combate ao narcotráfico. Integração das polícias e serviço inteligente serão as alavancas para o desafio que enfrentará. Mesma luta» Comitiva de legisladores norte-americanos chega ao Brasil esta semana, liderada pelo senador John McCain. O objetivo da viagem é discutir o combate o tráfico de drogas. Colômbia, Chile, Panamá e México também receberão a visita. OAB» O Ministério Público do Ceará abre o verbo contra a prova da OAB. A instituição é acusada de irregularidades na aplicação das provas. O procurador Francisco Macedo Filho disse que o critério de correção dos exames na segunda fase não obedeceu às exigências de praxe. Boa» Também de olho nos cursos superiores, o Ministério da Educação já tem um relatório que pode mudar a vida de centenas de pessoas. A supervisão trouxe resultados estarrecedores que podem respaldar o fechamento de nove cursos de direito em universidades brasileiras. Plano de corte: pagar menos impostos. Presidente Dilma Rousseff mira na classe média. A frase que foi pronunciada Economia e Tesouro Michel Temer, como vice-presidente da República, comentou divergência entre seu partido e o governo Dilma Rousseff. Acrescentou Michel Temer, que o PMDB votará salário mínimo compatível com as economias a que o Tesouro está se dedicando. Haverá um dado momento em que se conversará sobre isso, para reajustar as coisas. Informou que o PMDB não vai votar contra o governo. O vice-presidente da República disse que o seu partido concordou em adiar a montagem do segundo escalão. De acordo com Temer, há açodamento generalizado na base. Não é do PMDB, mas do conjunto. Enfim, em entendimento,temer fez com que o partido entenda o projeto da presidente Dilma Rousseff, a caminho do povo. N o cargo há poucos dias, a presidente da República já enfrenta sérias dificuldades políticas. Embora se chame de políticas as questões a serem solvidas, no fundo nada mais são do que interesses materiais não atendidos. Reduzem-se conclusivamente à disputa de mais espaços políticos na partilha de cargos que o governo tem a oferecer. O complicador está no fato de a parte prejudicada achar que tem mais direito do que realmente possa ter. Em outras palavras, o governo quer dar ao PMDB muito menos do que este acha que tem direito no rateio dos cargos públicos da máquina governamental. Os romanos desenvolveram notável civilização na antiguidade. Construíram um sistema jurídico que ultrapassou as fronteiras de seus tempos. Muitos dos institutos jurídicos por eles instituídos estão hoje incorporados ao direito de quase todos os povos do planeta. Para a disciplina da vida em sociedade, diziam que todos devem vivê-la honestamente, não devendo ninguém se apropriar do que é alheio. Cunharam, ainda, ao fim do conceito, a máxima do dar a cada um o que é seu, plasmada no original latino do suum cuique tribuere., ademais, que essa é a primeira lição que os estudantes de direito aprendem na faculdade. A expressão apoio político, tal como hoje se a entende, tem definição principiológica distinta das origens de concepção. No ideário de sua formulação histórica, para não falar mal da praxe, nunca esteve implícita a regra de compensação fisiológica; do toma lá, me dá cá; do apoio em troca de alguma coisa. O costume está arraigado na vida nacional desde a descoberta do país, em Na carta de PeroVaz de Caminha endereçada ao rei D. Manuel I, o Venturoso, consta pedido de seu subscritor para que o rei mandasse trazer da Ilha de São Tomé, onde se achava exilado, para Lisboa, o seu genro Jorge de Osório. D. Pedro I, após a Proclamação da Independência, em 1822, acalmou adversários com pagas oficiais. Na época, a Bahia se mantinha fiel à coroa portuguesa e não se alinhava à causa da Independência. Para sua maior garantia, precisava nomear governador das armas na província alguém de sua confiança. Fê-lo, assim, na pessoa do comandante Ignácio Luís Bandeira de Melo, um semianalfabeto que tinha fama de durão e correto. Para que mudasse de lado, José Bonifácio, o todopoderoso ministro de D. Pedro I, despachou um emissário para a Bahia, com o escopo de suborná-lo com 100 contos de réis em ouro e prata, uma fortuna na época, oferecendolhe, ainda mais, o posto de tenente-coronel do Exército brasileiro. Pobre, mas probo, o militar continuou leal à sua pátria, como descreve Laurentino Gomes, em seu livro 1822, da editora Nova Fronteira. Nem mesmo o patriarca da Independência fugiu ao estilo de tentar resolver problemas dessa natureza com o dinheiro do povo. No Segundo Reinado, com D. Pedro II, entraves políticos ocasionalmente eram resolvidos segundo o mesmo critério. O fato se verificava com mais constância nas trocas do gabinete parlamentar do imperador. Daí para frente, após a Proclamação da República, em 1889, a prática de fazer política com o emprego de favores do aparelho estatal se enraizou nos costumes políticos da nação. A troca de apoio eleitoral no país é uma das questões mais nebulosas e obscuras da história política da nação. Tudo começa quando são negociados os apoios para a formação das coligações partidárias. De regra, ninguém dá apoio se não tiver alguma vantagem em contrapartida. Veja-se o que sucedeu com a aliança do PT com o PMDB nas últimas eleições presidenciais. O presidente peemedebista postulava ser vicepresidente numa aliança com a candidata de Lula. As antigas idiossincrasias com correligionários de importância partidária foram desfeitas. Harmonizado esse lado da questão, tratou também de harmonizar o flanco com o PT de Lula. Em seguida, era só acabar de montar as peças sobre os eixos para que o carro pudesse rodar. Tolice é pensar que as exigências feitas pelo PMDB à presidente da República possam gerar crise paralisante do Executivo.Tudo vai se normalizar, como hão de deduzir os que conhecem o partido. Se não tiver o mesmo número de ministérios que possuía no governo passado, como quer, ou até mais, terá compensações extras gratificantes. Há muita coisa que pode ainda obter no curso das negociações. O partido bate os pés na pretensão dos cargos, como outros partidos bateriam também os seus se possuíssem as suas mesmas condições. Tudo com base no princípio do suum cuique tribuere, dir-se-á. Tem o PMDB direito porque o direito lhe pertence. Pode assim exigir os cargos do governo, na medida exata do número e peso de seus parlamentares no Congresso Nacional. A divisão deve obedecer à regra de proporcionalidade. Direito que nasce do apoio dado nas eleições passadas e que vai valer até mais quando das votações de interesse do governo no Congresso Nacional. Por mais que a praxe seja moralmente aceita, não há como negar que causa arrepios aos estranhos da relação. No entanto, não há dúvida de que o PMDB e até outros partidos digam que o direito se funda em ajustes eticamente lícitos; e que, consequentemente, tem a mesma fonte pura do suum cuique tribuere. Ainda que os outros teimem em dizer que se trata de contrafação da matriz batismal romana. Pouco importa. P osse de presidente é momento de festa e confusão. Quando passar a desarrumação inicial, o que fará o governo Dilma no campo da política externa brasileira (PEB), justamente quando o país parece ter chegado ao ponto máximo de sua projeção internacional? A definição das prioridades do governo e das estratégias e táticas preferidas para enfrentá-las dependerá das ideias da presidente e de seus principais assessores. Além disso, a nova PEB também será produto de embates entre o Itamaraty e demais ministérios, de pressões políticas e da influência de organizações da sociedade organizada sindicatos, empresariado e associações civis. Por fim, as instituições (regras, cultura e tradição) imprimem uma força inercial às ações dos governos, cristalizada em regras escritas, nas rotinas e nos valores viciados dos órgãos públicos e na tradição (a tendência a resolver novos problemas com soluções do passado). Sem aferir ao menos esses três elementos, qualquer análise prospectiva da PEB sob Dilma será superficial ou ingênua. A Constituição reserva primordialmente ao Executivo a elaboração e a condução da PEB. Por isso o Itamaraty assume um papel quase monopolista na sua condução, o que é facilitado por uma estrutura interna mais hierarquizada que a dos demais ministérios. A rigidez institucional promove a continuidade de determinadas ideias (muitas meramente retóricas), que são repetidas às vezes em clara contradição com ações concretas da nossa diplomacia. Exemplo é a defesa simultânea do desarmamento entre os povos e da exportação de armas altamente letais, como as bombas cluster fabricadas aqui. Além disso, tais princípios pouco servem a uma potência regional que quer participar de negociações para equacionar os graves conflitos mundiais. É o caso da defesa retórica da não intervenção, dos direitos humanos e da paz mundial. Todos são objetivos louváveis, obviamente, mas impossíveis de realizar plenamente quando se considera que existem governos que agridem vizinhos e outros que atentam contra os próprios cidadãos. Diante de casos assim, o apelo a bandeiras como a resolução não violenta de conflitos é estratégia de avestruz. Desde 2003 estruturou-se na Presidência um outro polo de formulação da PEB, o qual rejeita alguns desses princípios tradicionais. A presidente Dilma optou por reproduzir esse formato e reconduziu ao posto aquele que tem representado a opinião da esquerda do PT sobre temas internacionais. Isso é o que explica, por exemplo, nosso envolvimento em Honduras, ano passado. Assim, a parte mais significativa das diretrizes da PEB será ditada pelo o que pensam a presidente, seu assessor internacional e o ministro das Relações Exteriores. Outros ministérios também tentarão influenciá-la, especialmente em temas específicos. As negociações climáticas, por exemplo, envolvem necessariamente Ciência & Tecnologia e Meio Ambiente. Por fim, e ainda no plano das ideias, verifica-se crescente engajamento de organizações da sociedade mobilizadas em torno de temas. Uma vez mais, o caso do clima é exemplar: associações empresariais e redes de cientistas tentam influenciar as diretrizes da PEB que orientarão os negociadores brasileiros. Minha expectativa é que o Itamaraty siga perdendo poder progressivamente na formulação da PEB e na representação dos interesses nacionais. Com vista a legitimar os fundamentos da PEB, ele precisará ampliar cada vez mais a participação de outros órgãos da administração e de atores não governamentais no processo decisório e dividir com outros atores a representação da complexa teia de interesses dos brasileiros. Há ainda que se levar em conta os grupos econômicos que desejam uma PEB capaz de livrar-lhes de eventuais ameaças externas. Empresas costumam defender seu controle do mercado doméstico, em detrimento dos consumidores. Poucas pressionam para ampliar o acesso a mercados estrangeiros e praticamente nenhuma pela abertura da economia às importações. Esse quadro de referência encaixa-se muito bem às preferências ideológicas de Dilma e da aliança PT- PMDB e reforça minha expectativa de que nossa economia continuará pouco engajada às dinâmicas virtuosas da globalização. Tudo indica que seguiremos muito protegidos e pouco competitivos quando comparados à Índia e à China, aos tigres asiáticos, ao México e ao Chile (e, crescentemente, ao Peru e à Colômbia). Um governo sem convicção liberal e que não sofre pressão modernizante da sociedade não adotará as reformas necessárias para crescermos de forma mais sustentável e integrada à economia global. Essa tem sido a tônica nos últimos 10 anos e deve continuar nos próximos quatro. Se é correto supor que continuarão a existir conflitos entre órgãos governamentais, empresas e sociedade civil em torno da definição das prioridades da PEB, é evidente que caberá à presidente arbitrar as disputas. E ela o fará considerando tanto fatores objetivos quanto subjetivos. A tensão entre tradição, pragmatismo e partidarismo tenderá a permanecer no núcleo de formulação da PEB, reduzindo sua consistência temporal, temática e geográfica. Mesmo assim, é provável que se mantenham (i) as opções pela integração com os países menos dinâmicos e menos democráticos da América do Sul; (ii) a tentativa de viabilizar alianças com China, Índia, Rússia e África do Sul (Bric, Ibas) para servir de contrapeso à hegemonia dos Estados Unidos; e (iii) a ideia de solidariedade com países pobres que tem nos aproximado de ditaduras africanas e mantido nosso eterno silêncio em relação a Cuba. Alterações importantes à vista parecem ser o positivo distanciamento do Irã e o arrefecimento do (des)propósito de obter um assento permanente no Conselho de Segurança da ONU. Diferenças circunstanciais» MAURÍCIO CORRÊA Advogado As telefonistas da Novacap desencadearão uma campanha reivindicatória de aumento salarial. A disposição de todas elas é a de chegar até a greve, se for necessário. (Publicado em 26/3/1961) História de Brasília VISTO, LIDO E OUVIDO ARI CUNHA DESDE 1960 com Circe Cunha // CORREIO BRAZILIENSE LONDRES,1808, HIPÓLITO JOSÉ DA COSTA. BRASÍLIA, 1960, ASSIS CHATEAUBRIAND BRASÍLIA, DISTRITO FEDERAL, QUINTA-FEIRA, 21 DE ABRIL DE 2011 NÚMERO PÁGINAS R$ 2,00 EXEMPLARDEASSINANTE VENDAPROIBIDA CLASSIFICADOS: ASSINATURA/ATENDIMENTOAOLEITOR: GRITAGERAL: C M Y K C M Y K DOBARULHO IBRAMFECHA QUATROBARES NA408NORTE Após reclamações de moradores das quadras vizinhas,fiscais fecham e multam os estabelecimentos por causa da poluição sonora. PÁGINA 33 Na véspera do seu aniversário de 51 anos,brasília ganhou mais um triste escândalo de repercussão nacional.citada na Operação Caixa de Pandora,a promotora Deborah Guerner foi presa ontem com o marido,jorge Guerner (D),em casa,no Lago Sul. Processada pelo Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP) por crimes como tentativa de extorsão e corrupção,deborah,agora,é suspeita também de forjar uma doença mental para escapar das acusações,que podem lhe custar o cargo.como em sua última aparição pública,no julgamento do CNPM,em 6 de abril,deborah fez questão de agir como uma pessoa desequilibrada.ontem,conduzida por policiais na chegada ao IML, desceu do carro com uma echarpe na cabeça (E),aos gritos,e tentou agredir fotógrafos que registravamacena.háindícios incluindoumvídeogravadoemsuaprópriacasa de que Deborah e Jorge,com orientação de um psiquiatra,ensaiavam atos de loucura para justificar os atestados médicos falsos.a promotora e o marido estão detidos em salas da PF. VIREAPÁGINAE VEJAOSMOTIVOS PARAFESTEJAROS 51ANOSDEBRASÍLIA PÁGINAS 25 A 28 Eles nos envergonham... SEMTAXA MÉDICOSPERDEM Agência que fiscaliza planos de saúde proíbe os profissionais de cobrarem extras pelas consultas dos conveniados. PÁGINA 14 SEQUESTRO DOISNACADEIA Suspeitos de levarem uma van escolar com quatro meninas, no Lago Sul, são presos após tiroteio com a polícia. PÁGINA 29 BURACONABR-060ATORMENTAOFERIADODOBRASILIENSE PÁGINA 34 OGALOPE DAINFLAÇÃO Os índices oficiais da carestia acumulados nos últimos 12 meses devem superar, em abril, o limite de 6,5% fixado pelo governo. O estouro da meta chegará antes do esperado pelo Banco Central, que traçava o pior cenário somente para o fim do terceiro semestre. Mesmo assim, o BC manteve sua política de reajuste das taxas de juros, contrariando algumas previsões de uma alta maior. Ontem, a Selic subiu 0,25 ponto percentual, atingindo 12% ao ano. PÁGINAS 12 E 13 Breno Fortes/CB/D.A Press Kleber Lima/CB/D.A Press Monique Renne/CB/D.A Press C M Y K C M Y K CORREIO BRAZILIENSE LONDRES,1808,HIPÓLITO JOSÉ DA COSTA. BRASÍLIA,1960, ASSIS CHATEAUBRIAND BRASÍLIA, DISTRITO FEDERAL, QUINTA-FEIRA, 21 DE ABRIL DE 2011 NÚMERO PÁGINAS R$ 2,00 EXEMPLARDEASSINANTE VENDAPROIBIDA CLASSIFICADOS: ASSINATURA/ATENDIMENTOAOLEITOR: GRITAGERAL: Admirar o que existe diante de uma janela, como disse um dia Cecília Meireles, é uma pequena felicidade certa. Se for em Brasília, então, a chance de se extasiar com a paisagem cresce. Afinal, a capital do país nasceu de um sonho. Um sonho que inspirou Dom Bosco, Juscelino, Lucio Costa, Niemeyer e se tornou motivo de orgulho para os 2,6 milhões de habitantes que hoje celebram os 51 anos da metrópole. Como ficar indiferente ao ver a Esplanada que se descortina (primeira foto acima) quando a professora Maria Ivete, a Imo, abre a janela do quarto onde mora no sétimo andar do Hotel Nacional? Como conter a admiração frente ao cenário monumental que deslumbra o pedreiro João Neto (segunda foto) do alto da Torre Digital, o mais novo cartão-postal da cidade? E com o verde? E com a qualidade de vida quase sem paralelo em outras capitais? E com o céu que muitas vezes parece ao alcance dos dedos? Pensando bem, a Brasília que nasceu de um sonho é, também, poesia. É só abrir a janela e se apaixonar. SUPLEMENTO ESPECIAL...Elanos orgulha OBJETO DE DESEJO Acervo de fotógrafos que clicaram a construção de Brasília, como Gabriel Gondim, está ao alcance do público. DIVERSÃO E ARTE, CAPA ESTÁTUDO PRONTO Saiba como será a festa dos 51 anos na Esplanada, que foi dividida em nove setores e abriga sete palcos. PÁGINA 38 PROVA DE FÔLEGO Largada da Maratona Brasília de Revezamento é às 8h. Mas, a disputa, pra valer, começa bem antes. SUPER ESPORTES, PÁGINA 14 Daniel Ferreira/CB/D.A Press Gabriel Gondim/Divulgação Daniel Ferreira/CB/D.A Press - 21/4/10 Carlos Silva/CB DA Press 15

17 Segmentos Anunciantes Indústria/Serviço (IS) Indústria Empresas públicas, privadas ou de economia mista que atuam como indústria de diversos gêneros. Serviço Empresas públicas, privadas ou de economia mista que atuam na prestação de serviços. Mercado Financeiro/Segurador Empresas públicas, privadas ou de economia mista que atuam neste segmento, incluindo empresas de seguros. Órgãos Públicos da Administração Direta Ministérios, secretarias e órgãos que compõem sua estrutura, sob administração direta dos governos federal, estaduais, municipais e órgãos semelhantes. ONGs, Organismos Internacionais, Embaixadas Organizações não governamentais, associações, fundações, organismos ligados à ONU, Embaixadas, Consulados e representações diplomáticas. 16

18 Outros Segmentos (OS) Mercado Imobiliário Empresas que atuam no ramo de imóveis, como construtoras, incorporadoras, empresas de engenharia, entre outras. Serviços de Cultura, Educação, Lazer e Saúde Empresas privadas que atuam nas áreas social, cultural, de lazer, turismo, saúde e educação, entre outras. Varejo Empresas que atuam como atacadistas, produtores agropecuários, comércio varejista, shopping centers e semelhantes (atacadistas e distribuidores só serão considerados OS quando as ofertas do anúncio forem de fornecedores múltiplos e tiverem preço). Comércio Automotivo Empresas que atuam na prestação de serviços para automóveis, revenda de veículos e assemelhados. Pessoas Físicas Pessoas físicas consideradas capazes e seus representantes legais. Observação: Todas as entidades de classe como confederações, federações, associações, sindicatos, cooperativas, entre outras que representam profissionais (pessoas físicas) serão classificadas como OS. Todas as demais devem ser classificadas de acordo com o segmento anunciante que representam. Exemplos: Fibra (Federação de Indústria Brasileira) IS. CDL (Câmara de Dirigentes Lojistas) OS. Creci (Conselho Regional de Corretores de Imóveis) OS. OAB (Ordem dos Advogados do Brasil) OS. CNI (Confederação Nacional da Indústria) IS. 17

19 Publicações Especiais Editais e Balanços Publicação de empresas públicas ou privadas que, por obrigação legal ou por necessidade de divulgação ampla, veiculam no jornal balanços, atas de convocação, editais e relatórios. Avisos e Comunicados Publicação de anúncios com informações de utilidade pública que não se caracterizam por questões políticas, partidárias ou ideológicas. Informe Publicitário Mercadológico Determinação dada a anúncios com conteúdo mercadológico que, por suas características de conteúdo ou layout, possam ser confundidos com o conteúdo editorial do jornal. Nessas publicações, constará a expressão Publicidade, e a logomarca da empresa deverá fazer parte do anúncio. Se houver conteúdo opinativo, seja de caráter ideológico, seja político ou pessoal, será caracterizado como Expressão de Opinião. Expressão de Opinião Publicação de anúncios com mensagem de cunho político, partidário e/ou ideológico, de indivíduo, empresa, partido político e outras entidades, de caráter público ou privado, a ser veiculada no jornal, em que constará a expressão Informe Publicitário. Publicidade Eleitoral Publicação de anúncios de partidos políticos e candidaturas a cargos eletivos, de caráter público ou privado, sindicatos, associações e clubes. Nesse tipo de publicação, constará a expressão Informe Publicitário. Transcrições Publicação de anúncios com citações, textos na íntegra ou resumidos que tenham sido citados, mencionados ou publicados em quaisquer outros meios de comunicação, sendo obrigatória a menção à data e ao veículo em que foi divulgado o material transcrito, no qual constará a expressão Informe Publicitário. 18

20 Formatos Padrão Formato Standard (6 col X52 cm) Primeiro Caderno Diversão & Arte Informática Turismo Veículos Trabalho & Formação Profissional Rodapé (6 col X10 cm = 60 cm/col) 1 Página (6 col X52 cm = 312 cm/col) 1 4 de Página (3 col X26 cm = 78 cm/col) 19

O melhor da notícia ao entretenimento

O melhor da notícia ao entretenimento O melhor da notícia ao entretenimento O portal CorreioWeb é notícia, entretenimento, política, diversão, saúde, cultura, culinária, economia, mundo, esporte, tecnologia, arquitetura, educação, viagens,

Leia mais

Projeto Especial Ser Sustentável OPORTUNIDADE DE NEGÓCIO

Projeto Especial Ser Sustentável OPORTUNIDADE DE NEGÓCIO Projeto Especial Ser Sustentável OPORTUNIDADE DE NEGÓCIO Apresentação Muito se fala em sustentabilidade hoje em dia. A importância de não apenas proteger, mas saber conviver em harmonia com o meio ambiente

Leia mais

O seu maior e mais completo jornal. O seu maior e mais completo jornal. Mídia Kit

O seu maior e mais completo jornal. O seu maior e mais completo jornal. Mídia Kit O seu maior e mais completo jornal Mídia Kit 2013 O Grupo O Grupo Metromídia de Comunicação atua há mais de 26 anos no mercado, inicialmente como agência de publicidade na cidade de São Paulo e há 10 anos

Leia mais

(Preços para CM/COL, inclui Caderno de Esportes) Páginas Indeterminadas Dias úteis (cor) Domingo (cor)

(Preços para CM/COL, inclui Caderno de Esportes) Páginas Indeterminadas Dias úteis (cor) Domingo (cor) Primeiro Caderno (Preços para CM/COL, inclui Caderno de Esportes) Páginas Indeterminadas Dias úteis (cor) Domingo (cor) Indústria - Mercado Financeiro - Segurador - Serviços 1.583,00 2.137,00 Cultura -

Leia mais

Projeto Especial Escolha a Escola do seu Filho

Projeto Especial Escolha a Escola do seu Filho Projeto Especial Escolha a Escola do seu Filho Escolha a Escola do seu Filho Todo fim de ano é igual: pais aflitos à procura de uma boa escola para educar e cuidar de seus filhos. Muitos pedem dicas para

Leia mais

mídia kit mídia kit Jornal de Vinhedo Gazeta da Capela JornaldeVinhedo.com.br TUDOéNOTÍCIA LOUVEIRA

mídia kit mídia kit Jornal de Vinhedo Gazeta da Capela JornaldeVinhedo.com.br TUDOéNOTÍCIA LOUVEIRA Jornal de Vinhedo Gazeta da Capela JornaldeVinhedo.com.br TUDOéNOTÍCIA LOUVEIRA Jornal de Vinhedo Gazeta da Capela JornaldeVinhedo.com.br TUDOéNOTÍCIA LOUVEIRA O novo Mídia Kit do Jornal de Vinhedo traz

Leia mais

Regulamento Prêmio Sebrae de Jornalismo 6ª edição Nacional

Regulamento Prêmio Sebrae de Jornalismo 6ª edição Nacional Regulamento Prêmio Sebrae de Jornalismo 6ª edição Nacional 1. DOS OBJETIVOS DO PRÊMIO 1.1. O Prêmio Sebrae de Jornalismo (PSJ) é um concurso jornalístico instituído pelo Sebrae Nacional Serviço Brasileiro

Leia mais

Proposta de publicidade

Proposta de publicidade Proposta de publicidade Olá, prezado (a) Vimos por meio deste apresentar nosso Jornal e a nossa proposta de publicidade para seu negocio ou serviço, que segue-se adiante. Informação é fundamental nos dias

Leia mais

mídia kit mídia kit Jornal de Vinhedo Gazeta da Capela JornaldeVinhedo.com.br principado REVISTA TUDOéNOTÍCIA LOUVEIRA

mídia kit mídia kit Jornal de Vinhedo Gazeta da Capela JornaldeVinhedo.com.br principado REVISTA TUDOéNOTÍCIA LOUVEIRA Jornal de Vinhedo Gazeta da Capela JornaldeVinhedo.com.br principado REVISTA TUDOéNOTÍCIA Jornal de Vinhedo Gazeta da Capela JornaldeVinhedo.com.br TUDOéNOTÍCIA REVISTA principado O novo Mídia Kit do Jornal

Leia mais

Mídia Kit. Setembro 2009

Mídia Kit. Setembro 2009 Mídia Kit Setembro 2009 Em Minas Gerais, os Diários Associados consolidaram-se como o maior e mais importante grupo de comunicação multimídia do estado, presente na vida e no cotidiano de 19 milhões de

Leia mais

Fórmula 1. Fórmula 1 OPORTUNIDADE DE NEGÓCIO

Fórmula 1. Fórmula 1 OPORTUNIDADE DE NEGÓCIO Fórmula 1 Fórmula 1 OPORTUNIDADE DE NEGÓCIO PROJETO ESPECIAL FÓRMULA 1 A Fórmula 1 é a mais popular modalidade do automobilismo e um dos esportes preferidos dos brasileiros. O ano de 1950 marcou o início

Leia mais

Pesquisa Hábitos do Consumidor da Classe C. 2014 Copyright Boa Vista Serviços 1

Pesquisa Hábitos do Consumidor da Classe C. 2014 Copyright Boa Vista Serviços 1 Pesquisa Hábitos do Consumidor da Classe C 2014 Copyright Boa Vista Serviços 1 Índice Objetivo, metodologia e amostra... 03 Perfil dos Respondentes... 04 Principais constatações sobre os hábitos de consumo

Leia mais

Oficina Índice de Desenvolvimento Humano IDH

Oficina Índice de Desenvolvimento Humano IDH Oficina Índice de Desenvolvimento Humano IDH Oficina CH/EM Caro Aluno, Esta oficina tem por objetivo analisar as principais características de um dos principais indicadores socioeconômicos utilizados na

Leia mais

Brasília, a cidade mais conectada

Brasília, a cidade mais conectada Fundação Getulio Vargas Tópico: CPS 17/05/2012 Correio Braziliense Online - DF Editoria: Cidades Pg: 04:00:00 Brasília, a cidade mais conectada Diego Amorim (Diego Amorim) A capital é recordista de inclusão

Leia mais

Colocação Domingo Dias Úteis

Colocação Domingo Dias Úteis Filiado ao IVC - Instituto Verificador de Circulação Anuncie com segurança. Anuncie em jornais filiados ao IVC Preços Preços da tabela expressos em reais. Noticiário Colocação Domingo Dias Úteis 1) Varejo,

Leia mais

SUMÁRIO A REDE BAHIA. 5 PAPELARIA. 13 O JORNAL CORREIO. 5 DESDOBRAMENTO DE CONTEÚDO. 14 A RÁDIO CBN. 5 COMUNICAÇÃO E ENVOLVIMENTO EDITORIAL.

SUMÁRIO A REDE BAHIA. 5 PAPELARIA. 13 O JORNAL CORREIO. 5 DESDOBRAMENTO DE CONTEÚDO. 14 A RÁDIO CBN. 5 COMUNICAÇÃO E ENVOLVIMENTO EDITORIAL. SUMÁRIO A REDE BAHIA... 5 O JORNAL CORREIO... 5 A RÁDIO CBN... 5 SEMINÁRIOS AGENDA BAHIA 2015... 7 DESENVOLVIMENTO REGIONAL... 8 DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL... 9 DESENVOLVIMENTO PRODUTIVO... 10 DESENVOLVIMENTO

Leia mais

CARACTERÍSTICAS DA MÍDIA Profa. Marli Hatje Educação Física e as Novas TICs CEFD/UFSM

CARACTERÍSTICAS DA MÍDIA Profa. Marli Hatje Educação Física e as Novas TICs CEFD/UFSM CARACTERÍSTICAS DA MÍDIA Profa. Marli Hatje Educação Física e as Novas TICs CEFD/UFSM Jornal Revista Televisão Rádio Internet - Relata o que já passou e o que vai acontecer; -Credibilidade; - Cobertura

Leia mais

correio web Entra a página 11 do arquivo abas.

correio web Entra a página 11 do arquivo abas. correio web Entra a página 11 do arquivo abas. correio web Entra a página 12 do arquivo abas. O portal de Brasília A reunião de atributos e diferenciais do CorreioWeb como tradição, proximidade com o público,

Leia mais

O MATOPIBA e o desenvolvimento "destrutivista" do Cerrado

O MATOPIBA e o desenvolvimento destrutivista do Cerrado O MATOPIBA e o desenvolvimento "destrutivista" do Cerrado Paulo Rogerio Gonçalves* No dia seis de maio de 2015 o decreto n. 8447 cria o Plano de Desenvolvimento Agropecuário do Matopiba e seu comitê gestor.

Leia mais

Mídia Kit 2015. Publicidade. Tabela com vigência a partir de janeiro de 2015 Versão I em 26/11/2014

Mídia Kit 2015. Publicidade. Tabela com vigência a partir de janeiro de 2015 Versão I em 26/11/2014 Mídia Kit 2015 Publicidade Tabela com vigência a partir de janeiro de 2015 Versão I em 26/11/2014 Multiplataforma A Prazeres da Mesa é hoje a mais dinâmica produtora de conteúdo de gastronomia em várias

Leia mais

RETRATOS DA SOCIEDADE BRASILEIRA: PROBLEMAS E PRIORIDADES DO BRASIL PARA 2014 FEVEREIRO/2014

RETRATOS DA SOCIEDADE BRASILEIRA: PROBLEMAS E PRIORIDADES DO BRASIL PARA 2014 FEVEREIRO/2014 16 RETRATOS DA SOCIEDADE BRASILEIRA: PROBLEMAS E PRIORIDADES DO BRASIL PARA 2014 FEVEREIRO/2014 16 Retratos da Sociedade Brasileira: Problemas e Prioridades do Brasil para 2014 CONFEDERAÇÃO NACIONAL DA

Leia mais

www.valoronline.com.br Apresentação institucional Valor Online

www.valoronline.com.br Apresentação institucional Valor Online Apresentação institucional Valor Online Outubro/2010 Valor Online: o melhor da economia e dos negócios a apenas um clique Valor Online é a mais completa cobertura de economia, negócios e finanças da internet.

Leia mais

Avaliação das Contas Regionais do Piauí 2008

Avaliação das Contas Regionais do Piauí 2008 Avaliação das Contas Regionais do Piauí 2008 A economia piauiense, em 2008, apresentou expansão em volume do Produto Interno Bruto (PIB) de 8,8% em relação ao ano anterior. Foi a maior taxa de crescimento

Leia mais

Mídia Kit. Anuncie na revista que é referência de informação e entretenimento em toda a Baixada Santista.

Mídia Kit. Anuncie na revista que é referência de informação e entretenimento em toda a Baixada Santista. Mídia Kit Anuncie na revista que é referência de informação e entretenimento em toda a Baixada Santista. Baixada Santista: boa para visitar, melhor ainda para viver. A qualidade de vida nas nove cidades

Leia mais

Mídia Impressa Anuários ConJur. Consultor Jurídico. conjur.com.br

Mídia Impressa Anuários ConJur. Consultor Jurídico. conjur.com.br Mídia Impressa s ConJur Consultor Jurídico Apresentação 03 Brasil Brazil Justice Yearbook do Trabalho Federal Rio de Janeiro 04 05 06 07 08 ão Paulo 09 Especificações e calendário 10 Contato 11 www. ConJur

Leia mais

04 A 08 JUNHO 2013 PLANOS DE PATROCÍNIO REALIZANDO SONHOS, CONCRETIZANDO NEGÓCIOS. AS MELHORES EMPRESAS ESTÃO AQUI.

04 A 08 JUNHO 2013 PLANOS DE PATROCÍNIO REALIZANDO SONHOS, CONCRETIZANDO NEGÓCIOS. AS MELHORES EMPRESAS ESTÃO AQUI. fenahabit.com.br feirafabricon.com.br REALIZANDO SONHOS, CONCRETIZANDO NEGÓCIOS. AS MELHORES EMPRESAS ESTÃO AQUI. DO FUNDAMENTO AO ACABAMENTO. CONSTRUINDO GRANDES NEGÓCIOS. PLANOS DE PATROCÍNIO 04 A 08

Leia mais

TABELA. de Preços Março 2013

TABELA. de Preços Março 2013 TABELA de Preços Março 2013 PATROCÍNIO DE COLUNAS, COLUNISTAS E POSIÇÕES ESPECIAIS DO JC PATROCÍNIO DETERMINAÇÃO PERIODICIDADE FORMATO (larg. x alt.) COTA INTEIRA (cor) (mensal em R$) MEIA COTA (cor) (mensal

Leia mais

Leia a íntegra do pronunciamento da presidente eleita Dilma Rousseff

Leia a íntegra do pronunciamento da presidente eleita Dilma Rousseff 31/10/2010 23h56 - Atualizado em 01/11/2010 11h24 Leia a íntegra do pronunciamento da presidente eleita Dilma Rousseff Em Brasília, ela fez primeiro discurso após anúncio do resultado da eleição. Ela afirmou

Leia mais

2016! Ano que a revista Revenda Construção completa 28 anos de liderança no segmento editorial de material da construção.

2016! Ano que a revista Revenda Construção completa 28 anos de liderança no segmento editorial de material da construção. Mídia Kit 2016 1 2016! Ano que a revista Revenda Construção completa 28 anos de liderança no segmento editorial de material da construção. Sem vínculos com associações ou sindicatos, o que muito nos orgulha,

Leia mais

Tabela de Preços. Janeiro 2015. Faça download do arquivo em www.portalderelacionamentojc.com.br

Tabela de Preços. Janeiro 2015. Faça download do arquivo em www.portalderelacionamentojc.com.br $ Tabela de Preços Janeiro 2015 Faça download do arquivo em www.portalderelacionamentojc.com.br PATROCÍNIO DE COLUNAS, COLUNISTAS E POSIÇÕES ESPECIAIS DO JC PATROCÍNIO DETERMINAÇÃO PERIODICIDADE FORMATO

Leia mais

Tutorial Novo Sistema de Intimações da OAB SP

Tutorial Novo Sistema de Intimações da OAB SP Tutorial Novo Sistema de Intimações da OAB SP O sistema de intimações da OAB SP está de cara nova. Mais rápido, eficiente, organizado e cobrindo maior número de diários oficiais, o serviço foi projetado

Leia mais

PORTAL UAI // APRESENTAÇÃO

PORTAL UAI // APRESENTAÇÃO PORTAL UAI // APRESENTAÇÃO Acesse: uai.com.br Mídia Kit Online: uai.com.br/publicidade Maior portal de Minas Gerais, o Uai traz o conteúdo que interessa para o público mineiro. Cobertura jornalística completa

Leia mais

MÍDIA KIT 2016. A revista especializada em gestão de pessoas com a maior taxa de credibilidade junto a seus leitores.

MÍDIA KIT 2016. A revista especializada em gestão de pessoas com a maior taxa de credibilidade junto a seus leitores. MÍDIA KIT 2016 A revista especializada em gestão de pessoas com a maior taxa de credibilidade junto a seus leitores. PÚBLICO-ALVO Profissionais de RH, presidentes, vice-presidentes e executivos com papel

Leia mais

KIT MÍDIA 2014. Toda Lua Cheia Nas bancas, por assinatura ou onde você desejar. www.revistaecologico.com.br

KIT MÍDIA 2014. Toda Lua Cheia Nas bancas, por assinatura ou onde você desejar. www.revistaecologico.com.br 2014 INCLUA SEU ANÚNCIO NA MAIS JORNALÍSTICA, RESPEITADA E DESEJADA PUBLICAÇÃO BRASILEIRA SOBRE SUSTENTABILIDADE, O TEMA QUE DESAFIA A HUMANIDADE E PODE SIGNIFICAR A SALVAÇÃO DO PLANETA. Toda Lua Cheia

Leia mais

A melhor maneira de ficar informado em São José dos Pinhais

A melhor maneira de ficar informado em São José dos Pinhais A melhor maneira de ficar informado em São José dos Pinhais A sua agência de notícias em São José dos Pinhais O PautaSJP.com é um canal de Comunicação de São José dos Pinhais e Região, criado em 02 de

Leia mais

DIGITAL. Ed. outubro de 2010 Wagner Moura Fotografada por Daniel Klajmic Para Rolling Stone Brasil

DIGITAL. Ed. outubro de 2010 Wagner Moura Fotografada por Daniel Klajmic Para Rolling Stone Brasil DIGITAL 2014 Ed. outubro de 2010 Wagner Moura Fotografada por Daniel Klajmic Para Rolling Stone Brasil 1 rollingstone.com.br Com a média de 4 milhões de páginas acessadas mensalmente, o site apresenta,

Leia mais

www.jornalcidademg.com.br Mídia Kit

www.jornalcidademg.com.br Mídia Kit J O R N A L www.jornalcidademg.com.br Mídia Kit 2014 UM POUCO SOBRE NÓS O objetivo principal desse projeto é oferecer uma ferramenta fácil e inteligente para divulgar informações sobre nossa cidade e região.

Leia mais

Mídia Kit. Anuncie na revista que é referência de informação e entretenimento em toda a Baixada Santista.

Mídia Kit. Anuncie na revista que é referência de informação e entretenimento em toda a Baixada Santista. Mídia Kit Anuncie na revista que é referência de informação e entretenimento em toda a Baixada Santista. Baixada Santista: Praia Grande São Vicente Santos Cubatão Guarujá Bertioga Mongaguá Itanhaém Peruíbe

Leia mais

Especial Prova ABC. Olho nas Metas 2012Resultados e. análise dos itens da Prova ABC 2012

Especial Prova ABC. Olho nas Metas 2012Resultados e. análise dos itens da Prova ABC 2012 De Especial Prova ABC 2012 Olho nas Metas 2012Resultados e análise dos itens da Prova ABC 2012 De Especial Prova ABC 2012 Olho nas Metas Resultados e análise dos itens da Prova ABC 2012 Sumário Prova ABC

Leia mais

MINAS É NOSSO NEGÓCIO

MINAS É NOSSO NEGÓCIO APRESENTAÇÃO MINAS É NOSSO NEGÓCIO O Diário do Comércio, um dos mais tradicionais jornais de Minas Gerais, é o único especializado em economia, gestão e negócios. Em oito décadas de circulação, o jornal

Leia mais

Aprofundar mudanças rumo a um modelo de desenvolvimento sustentável

Aprofundar mudanças rumo a um modelo de desenvolvimento sustentável Este artigo é cópia fiel do publicado na revista Nu e va So c i e d a d especial em português, junho de 2012, ISSN: 0251-3552, . Aprofundar mudanças rumo a um modelo de desenvolvimento sustentável

Leia mais

O futuro do YouTube - VEJA.com

O futuro do YouTube - VEJA.com Entrevista O futuro do YouTube 29/08/2009 10:49 Por Leo Branco Nesta semana, Chad Hurley, de 32 anos, um dos criadores do YouTube, esteve no Brasil e falou a VEJA sobre o futuro do maior site de vídeos

Leia mais

MÍDIA KIT C O M U N I C A Ç Ã O I N T E G R A D A CONTEÚDOS INTEGRADOS EM TODOS OS CANAIS DE COMUNICAÇÃO: Redes Sociais

MÍDIA KIT C O M U N I C A Ç Ã O I N T E G R A D A CONTEÚDOS INTEGRADOS EM TODOS OS CANAIS DE COMUNICAÇÃO: Redes Sociais C O M U N I C A Ç Ã O I N T E G R A D A MÍDIA KIT 2015 CONTEÚDOS INTEGRADOS EM TODOS OS CANAIS DE COMUNICAÇÃO: Impresso Web Tablets Smartphones Apps Parceiros Estratégicos Portal da ABF Mailing Exclusivo

Leia mais

RELATORIO MIDIA ESPONTANEA atualizado 18 nov 2014 Levantamento: LIDE MULTIMIDIA Número de jornalistas participantes: 350 sendo 100 profissionais de mídia nacional Volume total de mídia conquistada: 40.015

Leia mais

O maior portal de finanças e investimentos independente do país.

O maior portal de finanças e investimentos independente do país. O maior portal de finanças e investimentos independente do país. O Portal InfoMoney Com mais de 11 anos no ar e pioneiro nesse mercado, InfoMoney é o maior portal de finanças e investimentos independente

Leia mais

VI SEMINÁRIO DE DIREITO PARA JORNALISTAS - DIA 28.11.06 PERGUNTAS E RESPOSTAS

VI SEMINÁRIO DE DIREITO PARA JORNALISTAS - DIA 28.11.06 PERGUNTAS E RESPOSTAS VI SEMINÁRIO DE DIREITO PARA JORNALISTAS - DIA 28.11.06 PERGUNTAS E RESPOSTAS Perguntas e resposta feitas ao jornalisa Romário Schettino Perguntas dos participantes do 6 Seminário de Direito para Jornalistas

Leia mais

Salvador, julho de 2011

Salvador, julho de 2011 Salvador, julho de 2011 O PORTAL IBAHIA O novo ibahia é totalmente inovador, interativo e imediato. É a versão online da Bahia, estimula a personalização de conteúdos, adapta-se ao gosto do público. Tem

Leia mais

Provão. História 5 o ano

Provão. História 5 o ano Provão História 5 o ano 61 Os reis portugueses governaram o Brasil à distância, até o século XIX, porém alguns acontecimentos na Europa mudaram essa situação. Em que ano a família real portuguesa veio

Leia mais

CONTAS REGIONAIS DO AMAZONAS 2009 PRODUTO INTERNO BRUTO DO ESTADO DO AMAZONAS

CONTAS REGIONAIS DO AMAZONAS 2009 PRODUTO INTERNO BRUTO DO ESTADO DO AMAZONAS CONTAS REGIONAIS DO AMAZONAS 2009 PRODUTO INTERNO BRUTO DO ESTADO DO AMAZONAS APRESENTAÇÃO A Secretaria de Estado de Planejamento e Desenvolvimento Econômico SEPLAN em parceria com a SUFRAMA e sob a coordenação

Leia mais

Educação Notícias Saúde Carreira Negócios Jogos Comportamento Relacionamento Diversão Concursos

Educação Notícias Saúde Carreira Negócios Jogos Comportamento Relacionamento Diversão Concursos Referência em concursos, entretenimento, esportes, notícias e opiniões. Este é o CorreioWeb, um canal de comunicação que concentra múltiplos veículos do Grupo Diários Associados, une públicos variados

Leia mais

Em 2012, a Abril Mídia lançou a 1ª edição do HOTEL PRO, uma publicação focada nas necessidades da indústria hoteleira.

Em 2012, a Abril Mídia lançou a 1ª edição do HOTEL PRO, uma publicação focada nas necessidades da indústria hoteleira. Em 2012, a Abril Mídia lançou a 1ª edição do HOTEL PRO, uma publicação focada nas necessidades da indústria hoteleira. Um grande sucesso editorial, ela vai agora para a segunda edição (com lançamento em

Leia mais

FACULDADE BOA VIAGEM (FBV) Gestão de Marketing

FACULDADE BOA VIAGEM (FBV) Gestão de Marketing FACULDADE BOA VIAGEM (FBV) Gestão de Marketing Edson José de Lemos Júnior Ermeson Gomes da Silva Jardson Prado Coriolano da Silva Marcos Antonio Santos Marinho Rosinaldo Ferreira da Cunha RELATÓRIO GERENCIAL

Leia mais

Você quer falar. MídiaKit 2015. de duas rodas? É fácil! andando na frente

Você quer falar. MídiaKit 2015. de duas rodas? É fácil! andando na frente Você quer falar com o segmento de duas rodas? É fácil! MídiaKit 2015 Use a REVISTA DUAS RODAS Muito mais que uma revista 40 Anos andando na frente Liderança Absoluta de ponta a ponta A história de Duas

Leia mais

Fabrício Aparecido Breve INTERNET E MUNDIALIZAÇÃO

Fabrício Aparecido Breve INTERNET E MUNDIALIZAÇÃO Fabrício Aparecido Breve INTERNET E MUNDIALIZAÇÃO Piracicaba, 2000 Fabrício Aparecido Breve INTERNET E MUNDIALIZAÇÃO Este trabalho se destina a avaliação da disciplina de Teoria da Comunicação Piracicaba,

Leia mais

Mídia Kit Jornal Correio

Mídia Kit Jornal Correio Mídia Kit Jornal Correio Com mais de 77 anos de tradição, o Jornal Correio faz parte da história de Uberlândia e não para de evoluir. De olho no que acontece no país e no mundo, é um jornal moderno, completo

Leia mais

12 A16 JUNHO PLANOS DE PATROCÍNIO DO FUNDAMENTO AO ACABAMENTO. CONSTRUINDO GRANDES NEGÓCIOS.

12 A16 JUNHO PLANOS DE PATROCÍNIO DO FUNDAMENTO AO ACABAMENTO. CONSTRUINDO GRANDES NEGÓCIOS. 10anos fenahabit.com.br REALIZANDO SONHOS, CONCRETIZANDO NEGÓCIOS. AS MELHORES EMPRESAS ESTÃO AQUI. feirafabricon.com.br DO FUNDAMENTO AO ACABAMENTO. CONSTRUINDO GRANDES NEGÓCIOS. PLANOS DE PATROCÍNIO

Leia mais

MÍDIA KIT 2014/2015 C O M U N I C A Ç Ã O I N T E G R A D A CONTEÚDOS INTEGRADOS EM TODOS OS CANAIS DE COMUNICAÇÃO: Redes Sociais

MÍDIA KIT 2014/2015 C O M U N I C A Ç Ã O I N T E G R A D A CONTEÚDOS INTEGRADOS EM TODOS OS CANAIS DE COMUNICAÇÃO: Redes Sociais C O M U N I C A Ç Ã O I N T E G R A D A MÍDIA KIT 2014/2015 CONTEÚDOS INTEGRADOS EM TODOS OS CANAIS DE COMUNICAÇÃO: Impresso Web Tablets Smartphones Apps Parceiros Estratégicos Portal da ABF Mailing Exclusivo

Leia mais

JORNAL DO COMMERCIO 2015 ALMANAQUE PUBLICITÁRIO JC TELEFONIA

JORNAL DO COMMERCIO 2015 ALMANAQUE PUBLICITÁRIO JC TELEFONIA JORNAL DO COMMERCIO 2015 ALMANAQUE PUBLICITÁRIO JC APRESENTAÇÃO O Jornal do Commercio faz parte do Sistema Jornal do Commercio de Comunicação, empresa do grupo JCPM, que atua também nos setores de shoppings

Leia mais

Índice da apresentação

Índice da apresentação Cenário da reparação de veículos 2013 Índice da apresentação 1. Indicadores 2. Ameaças e oportunidades 3. Cenário futuro Indicadores Total 5.565 Municípios NORTE 449 Amazonas 62 Pará 143 Rondônia 52 Acre

Leia mais

CONSTRUINDO A DEMOCRACIA SOCIAL PARTICIPATIVA

CONSTRUINDO A DEMOCRACIA SOCIAL PARTICIPATIVA CONSTRUINDO A DEMOCRACIA SOCIAL PARTICIPATIVA Clodoaldo Meneguello Cardoso Nesta "I Conferência dos lideres de Grêmio das Escolas Públicas Estaduais da Região Bauru" vamos conversar muito sobre política.

Leia mais

A Editora Três ISTOÉ e ISTOÉ Dinheiro Planeta Menu Motor Show Dinheiro Rural Status select ISTOÉ 2016 ISTOÉ Platinum

A Editora Três ISTOÉ e ISTOÉ Dinheiro Planeta Menu Motor Show Dinheiro Rural Status select ISTOÉ 2016 ISTOÉ Platinum A Editora Três Há mais de 40 anos, a Editora Três vem mostrando que é uma empresa de comunicação comprometida com o desenvolvimento do País. Hoje, ela faz parte do cotidiano de milhões de brasileiros com

Leia mais

PESQUISA DE OPINIÃO PÚBLICA NACIONAL

PESQUISA DE OPINIÃO PÚBLICA NACIONAL Pesquisa e Consultoria Relatório Síntese PESQUISA DE OPINIÃO PÚBLICA NACIONAL RODADA 89 CNT 18 a 22 de Junho de 2007 SAS Q 06 - Lote 03 - Bloco J Rua Grão Pará, 737-4º andar Ed. Camilo Cola - 2 o andar

Leia mais

1. JORNAL DO COMÉRCIO

1. JORNAL DO COMÉRCIO M í d i a k i t o n l i n e //Mídia kit online 1. JORNAL DO COMÉRCIO Jornal de economia e negócios do RS O Jornal do Comércio é um veículo diferenciado, que atinge mais de 214 mil leitores diários em todo

Leia mais

Casa Publicadora Brasileira Editora dos Adventistas do Sétimo Dia

Casa Publicadora Brasileira Editora dos Adventistas do Sétimo Dia TE QUERO VERDE Autoria: Ieda Martins de Oliveira Editora: Casa Publicadora Brasileira Turmas: 3º ao 7º ano Temas: Arte, Geografia, História, Ciências, Língua Portuguesa, Meio Ambiente, Pluralidade Cultural,

Leia mais

Entendendo custos, despesas e preço de venda

Entendendo custos, despesas e preço de venda Demonstrativo de Resultados O empresário e gestor da pequena empresa, mais do que nunca, precisa dedicar-se ao uso de técnicas e instrumentos adequados de gestão financeira, para mapear a situação do empreendimento

Leia mais

Nome do programa, pesquisa ou produto: Almanaque IBOPE Pesquisa: Demografia Hábitos de lazer

Nome do programa, pesquisa ou produto: Almanaque IBOPE Pesquisa: Demografia Hábitos de lazer 1 Data de elaboração da ficha: Abr 2007 IBOPE - Instituto Brasileiro de Opinião Pública e Estatística Dados da organização Nome: IBOPE - Instituto Brasileiro de Opinião Pública e Estatística Endereço:

Leia mais

multi media soluções em comunicação

multi media soluções em comunicação multi media soluções em comunicação PARANÁ multi media multi media 1 MI DE HABITANTES NA REGIÃO R$18 BI POTENCIAL DE CONSUMO R$ 12 BI EM INVESTIMENTOS NA REGIÃO 1º NO RANKING INDUSTRIAS R$ 18 BI PIB DA

Leia mais

FRANQUIA HOME OFFICE

FRANQUIA HOME OFFICE FRANQUIA HOME OFFICE SUMÁRIO QUEM SOMOS PREMIAÇÕES ONDE ESTAMOS NOSSO NEGÓCIO MULTIMARCAS MULTISERVIÇOS PERFIL DO FRANQUEADO VANTAGENS DA FRANQUIA CLUBE TURISMO DESCRITIVO DO INVESTIMENTO PROCESSO DE SELEÇÃO

Leia mais

Sciesp. Clipping 17.06. A s s e s s o r i a d e I m p r e n s a i m p r e n s a @ s c i e s p. c o m. b r ( 1 1 ) 3 8 8 9-5 8 9 9 Página 1

Sciesp. Clipping 17.06. A s s e s s o r i a d e I m p r e n s a i m p r e n s a @ s c i e s p. c o m. b r ( 1 1 ) 3 8 8 9-5 8 9 9 Página 1 Sciesp Clipping 17.06 A s s e s s o r i a d e I m p r e n s a i m p r e n s a @ s c i e s p. c o m. b r ( 1 1 ) 3 8 8 9-5 8 9 9 Página 1 DESTAK FGTS amplia teto da renda para imóvel com juro menor Famílias

Leia mais

I B OP E Opinião. O que o brasileiro pensa e faz em relação à conservação e uso da água

I B OP E Opinião. O que o brasileiro pensa e faz em relação à conservação e uso da água PESQUISA DE OPINIÃO PÚBLICA Águas no Brasil: A visão dos brasileiros O que o brasileiro pensa e faz em relação à conservação e uso da água Dezembro, 2006 METODOLOGIA OBJETIVO Levantar informações para

Leia mais

CRONOGRAMA GERAL 26 de março às 9h30 04 de maio 06 de maio 22 de maio - 30 de maio

CRONOGRAMA GERAL 26 de março às 9h30 04 de maio 06 de maio 22 de maio - 30 de maio CRONOGRAMA GERAL 26 de março às 9h30 Apresentação pesquisa 04 de maio Fechamento comercial 06 de maio Entrega do material 22 de maio - Evento de premiação 30 de maio Publicação da revista Considerando

Leia mais

Alimentação saudável, contra o uso abusivo de agrotóxicos

Alimentação saudável, contra o uso abusivo de agrotóxicos Alimentação saudável, contra o uso abusivo de agrotóxicos Alimento adequado e seguro é direito da população, e o uso indiscriminado de agrotóxicos envenena o planeta. Alimentação saudável, contra o uso

Leia mais

DIRETRIZES DO FUNCIONAMENTO DO MOVIMENTO NACIONAL PELA CIDADANIA E SOLIDARIEDADE/NÓS PODEMOS. (aprovada em 2010 e 1ª revisão em agosto de 2012)

DIRETRIZES DO FUNCIONAMENTO DO MOVIMENTO NACIONAL PELA CIDADANIA E SOLIDARIEDADE/NÓS PODEMOS. (aprovada em 2010 e 1ª revisão em agosto de 2012) DIRETRIZES DO FUNCIONAMENTO DO MOVIMENTO NACIONAL PELA CIDADANIA E SOLIDARIEDADE/NÓS PODEMOS (aprovada em 2010 e 1ª revisão em agosto de 2012) Artigo 1º O Movimento Nacional pela Cidadania e Solidariedade/Nós

Leia mais

INDICE DE CONFIANÇA DAS MICRO E PEQUENAS. Outubro/2012 (dados até setembro)

INDICE DE CONFIANÇA DAS MICRO E PEQUENAS. Outubro/2012 (dados até setembro) INDICE DE CONFIANÇA DAS MICRO E PEQUENAS EMPRESAS (ICMPE) NO BRASIL Outubro/2012 (dados até setembro) Características da pesquisa Objetivo: - medir o impacto da conjuntura econômica nas MPE brasileiras

Leia mais

Dia dos Namorados OPORTUNIDADE DE NEGÓCIO

Dia dos Namorados OPORTUNIDADE DE NEGÓCIO Dia dos Namorados OPORTUNIDADE DE NEGÓCIO Dia dos Namorados Além de ser uma data cheia de glamour e romantismo, o Dia dos Namorados representa uma ótima oportunidade comercial. Para aproveitar esse momento,

Leia mais

Fascículos F no enem

Fascículos F no enem Fascículos noenem enem Fascículos noenem enem Apresentação O cenário da educação no Brasil é um grande desafio. Os avanços têm sido significativos, exigindo uma readequação de visão sobre o assunto entre

Leia mais

Por que devo me atualizar?

Por que devo me atualizar? TEMA DO TRABALHO: Por que devo me atualizar? NOME COMPLETO E LEGÍVEL: EMPRESA QUE TRABALHA: FAÇA UM X DIA DA SUA SIMULTANEIDADE: 2ª feira ( ) 3ª feira ( ) 4ª feira ( ) 5ª feira ( ) 6ª feira ( ) sábado

Leia mais

UOL e o Segmento Imobiliário

UOL e o Segmento Imobiliário UOL e o Segmento Imobiliário Já somos mais de 83 milhões de internautas no Brasil 11% NORDESTE 8% NORTE/ CENTRO- OESTE 67% SUDESTE 14% SUL Fonte: Estimativa comscore (outubro/ 2011) 3º meio com mais Penetração

Leia mais

MÍDIA KIT 2014 REVISTA O PAPEL. Rev. 005

MÍDIA KIT 2014 REVISTA O PAPEL. Rev. 005 MÍDIA KIT Rev. 005 Perfil Editorial Revista O Papel A empresa que busca credibilidade entre seus clientes no setor de celulose e papel e segmentos afins veicula sua marca na que publica informações confiáveis

Leia mais

atribuna.com.br o endereço do sucesso online em santos e região.

atribuna.com.br o endereço do sucesso online em santos e região. atribuna.com.br o endereço do sucesso online em santos e região. Líder de audiência em Santos e Região, o portal do jornal mais lido do litoral é referência para quem busca informações sobre a Baixada

Leia mais

MINISTÉRIO DA CULTURA SECRETARIA DA CIDADANIA E DA DIVERSIDADE CULTURAL FORMULÁRIO DE INSCRIÇÃO ANEXO 1

MINISTÉRIO DA CULTURA SECRETARIA DA CIDADANIA E DA DIVERSIDADE CULTURAL FORMULÁRIO DE INSCRIÇÃO ANEXO 1 MINISTÉRIO DA CULTURA SECRETARIA DA CIDADANIA E DA DIVERSIDADE CULTURAL FORMULÁRIO DE INSCRIÇÃO ANEXO 1 EDITAL DE SELEÇÃO PÚBLICA Nº 03, DE 3 DE JULHO DE 2015. CULTURA DE REDES PREMIAÇÃO A REDES CULTURAIS

Leia mais

Pré-Sal O petróleo que pode mudar o Brasil

Pré-Sal O petróleo que pode mudar o Brasil Pré-Sal O petróleo que pode mudar o Brasil Tarsila do Amaral (Carnaval em Madureira -1924) Cândido Protinari (Samba, óleo sobre tela.1956) Mar O Pré-Sal é Leito oceânico uma dádiva de Deus Arte Petrobras

Leia mais

midiakit2012 A cadeia da construção merece uma revista de grande visibilidade

midiakit2012 A cadeia da construção merece uma revista de grande visibilidade construção, infraestrutura e sustentabilidade midiakit2012 A cadeia da construção merece uma revista de grande visibilidade www.grandesconstruções.com.br conjunto de mídias que funcionam Revista proposta

Leia mais

METODOLOGIA SEBRAE BAHIA PARA PÓLOS DE EMPREENDEDORISMO CULTURAL

METODOLOGIA SEBRAE BAHIA PARA PÓLOS DE EMPREENDEDORISMO CULTURAL Trabalho apresentado no III ENECULT Encontro de Estudos Multidisciplinares em Cultura, realizado entre os dias 23 a 25 de maio de 2007, na Faculdade de Comunicação/UFBa, Salvador-Bahia-Brasil. METODOLOGIA

Leia mais

Hábitos de Consumo e Compras Fim de ano e Natal 2015. Perspectivas da economia / Comprometimento de renda. Novembro/2015. Copyright Boa Vista SCPC 1

Hábitos de Consumo e Compras Fim de ano e Natal 2015. Perspectivas da economia / Comprometimento de renda. Novembro/2015. Copyright Boa Vista SCPC 1 Hábitos de Consumo e Compras Fim de ano e Natal 2015 Perspectivas da economia / Comprometimento de renda Novembro/2015 Copyright Boa Vista SCPC 1 Objetivo, metodologia e amostra o Objetivo: Pesquisa para

Leia mais

5 anos da Lei Maria da Penha:

5 anos da Lei Maria da Penha: 5 anos da Lei Maria da Penha: 05 de Agosto Comemoramos nossas conquistas exigindo direitos para todas nós Cinco anos de Lei Maria da Penha: Comemoramos nossas conquistas e repudiamos as desigualdades!

Leia mais

JORNAL DO COMMERCIO 2014. Almanaque Publicitário JC FINANÇAS

JORNAL DO COMMERCIO 2014. Almanaque Publicitário JC FINANÇAS FINANÇAS APRESENTAÇÃO O Jornal do Commercio faz parte do Sistema Jornal do Commercio de Comunicação, empresa do grupo JCPM, que atua também nos setores de shoppings centers e empreendimentos imobiliários.

Leia mais

Como usar o monitoramento de mídias sociais numa campanha política

Como usar o monitoramento de mídias sociais numa campanha política Como usar o monitoramento de mídias sociais numa campanha política No Brasil, há poucas experiências conhecidas de uso de ferramentas de monitoramento de mídias sociais em campanhas políticas. Uma delas

Leia mais

Atualizado: 20/07/2011 COTA MASTER

Atualizado: 20/07/2011 COTA MASTER Atualizado: 20/07/2011 COTA MASTER Teatro! Viva o Lilian Cabral diverte e emociona apresentando o 4º Prêmio CONTIGO! de Teatro em 2010. 5º Prêmio CONTIGO! de Teatro Com o sucesso dos prêmios de TV e Cinema,

Leia mais

Atualizado: 20/07/2011 COTA APOIO

Atualizado: 20/07/2011 COTA APOIO Atualizado: 20/07/2011 COTA APOIO Teatro! Viva o Lilian Cabral diverte e emociona apresentando o 4º Prêmio CONTIGO! de Teatro em 2010. 5º Prêmio CONTIGO! de Teatro Com o sucesso dos prêmios de TV e Cinema,

Leia mais

Pronac Nº 1111032 Você em Cenna é um concurso cultural que irá eleger atores e atrizes amadores de todo o país, que enviarão vídeos de suas performances para votação popular e de júri especializado. Os

Leia mais

O MAIOR E MAIS INFLUENTE PROJETO GASTRONÔMICO DO PAÍS.

O MAIOR E MAIS INFLUENTE PROJETO GASTRONÔMICO DO PAÍS. O MAIOR E MAIS INFLUENTE PROJETO GASTRONÔMICO DO PAÍS. VEJA Comer & Beber Um projeto que já nasceu com a força do nome VEJA VEJA é uma marca reconhecida no Brasil inteiro por sua excelência, credibilidade,

Leia mais

ESPORTE NÃO É SÓ PARA ALGUNS, É PARA TODOS! Esporte seguro e inclusivo. Nós queremos! Nós podemos!

ESPORTE NÃO É SÓ PARA ALGUNS, É PARA TODOS! Esporte seguro e inclusivo. Nós queremos! Nós podemos! ESPORTE NÃO É SÓ PARA ALGUNS, É PARA TODOS! Esporte seguro e inclusivo. Nós queremos! Nós podemos! Documento final aprovado por adolescentes dos Estados do Amazonas, da Bahia, do Ceará, do Mato Grosso,

Leia mais

INTERNAUTA, O HOMEM E O MITO

INTERNAUTA, O HOMEM E O MITO INTERNAUTA, O HOMEM E O MITO No ano 2000, surgiu no mundo uma nova geração de seres. Esses estranhos personagens postulavam que a realidade virtual era mais importante do que a vida real. Comunicavam-se

Leia mais

MÍDIA KIT 2014. A revista do gestor privado da Educação Básica brasileira

MÍDIA KIT 2014. A revista do gestor privado da Educação Básica brasileira MÍDIA KIT 2014 A revista do gestor privado da Educação Básica brasileira PÚBLICO-ALVO A revista tem uma tiragem mensal de 27 mil exemplares dirigidos a donos, diretores, coordenadores pedagógicos e mantenedores

Leia mais

Luau Bom D+ Bom D+ Verão. Desafio Ciclístico

Luau Bom D+ Bom D+ Verão. Desafio Ciclístico 4 Luau Bom D+ 10 Bom D+ Verão 16 Desafio Ciclístico 22 Triathlon Bahia de Todos os Santos 28 Revezamento a Nado Farol a Farol 34 Carnaval 2013 Record Bahia O que já era bom ficou ainda melhor. A primeira

Leia mais

O Evento. Enquanto o Congresso e Seminário, com sua rica programação reuniram 168 palestrantes, e contou com a participação de 1.060 congressistas.

O Evento. Enquanto o Congresso e Seminário, com sua rica programação reuniram 168 palestrantes, e contou com a participação de 1.060 congressistas. O Evento O principal evento do setor na América Latina - a ExpoAlumínio - superou todas as expectativas em sua Edição de 2012. Realizado simultaneamente ao V Congresso Internacional do Alumínio e o XI

Leia mais

Fotos: Simone Andress/Shutterstock e Divulgação DECORAÇÃO CONVERSA COM MODA, QUE CONVERSA COM BEM-ESTAR.

Fotos: Simone Andress/Shutterstock e Divulgação DECORAÇÃO CONVERSA COM MODA, QUE CONVERSA COM BEM-ESTAR. Fotos: Simone Andress/Shutterstock e Divulgação DECORAÇÃO CONVERSA COM MODA, QUE CONVERSA COM BEM-ESTAR. ARQUITETURA & DECORAÇÃO Projetos de arquitetura residenciais e comerciais, nacionais e internacionais,

Leia mais